sexta-feira, outubro 29, 2004

Opppsss. o PAP panorânico no outro dia publicado não é sua versão definitiva. O problema é que não encontro o final, deve andar algures em nenhures, se entretanto não o perdi, se calhar nem mesmo o escrevi, e assim não o posso substituir, nem cabe neste momento aqui corrigi-lo. Enfim , provisório como a realidade sempre o é quando muda. Mas um dos erros crassos é escrever que o universo lusófono corresponde a 100 milhões, não, será mais entre 200 a 220 . Como, perguntas, pois tambem eu diversas vezes o perguntei, como não se sabe mais aproximado, como sempre aparecem estes dois números para caracterizar numericamente este universo. misteriosas perguntas sem misteriosas respostas, mas com uma consequência para mim, tremeu sempre tanto o número, ou aquilo que ele não é, quando me chegou, que eu próprio o começei a tremer na minha escrita, pois afinal nunca os contei um a um. E perdoem-me o meu analfabetismo, se tal for a vossa vontade.