terça-feira, janeiro 17, 2006

um dia, um homem recebeu uma chamada de uma transportadora mundial dizendo de uma forma dúbia o nome do destinatário e informando-o que seriam uns livros, a ele destinado.

afinal eram para outra pessoa segundo o que o homem depois apurou.

disse o passaro que não tem livro, pois tem todos os livros, e tambem não se importaria de o ter, se a ele, esse for destinado, que mesmo sem livro e lendo, diz para seguirem quem ficou com ele em mais de uma mão.

não foi muito longe daqui e encontra-se num triangulo onde tem sido frequentes algumas anomalias magnéticas.

não vos permitirei nenhuma confusão sobre esta matéria e aconselho a recuperar o que anda em mãos alheias, que nunca o deveria ter, disse o homem.

do custo total, sabe Deus e o homem por seu intermédio e ninguem pense que tem o perdão para dar ao homem porque dele o homem não tem necessidade, pois homem que não fez o mal não necessita perdão de seus irmãos e assuntos há que se passam noutros planos e mesmo nesses, a atender ao que se tem passado e visto o homem ter aì feito um depósito que foi aceite e continua aqui a escrever

mas vai e venha um grande abraço em Amor, pelo Amor.

gostei tanto de vos ver, se algum de vós me quiser bater à porta antes de chegar à ponte, será bem vindo e acolhido.

mas percebam claramente uma coisa.nesta altura do campeonato só abro portas a quem chegar sorrindo que por vezes quer dizer trazendo uma prenda, o que acontece, mas tambem quando clara mente e em principio disser quem é, demostrá-lo e dizer ao que vem.




.....

de minha anterior residência desapareceu meu passaporte. como há muito que não precisava dele só dei por sua falta quando me mudei. das duas uma, ou foi subtraido para que eu não pudesse viajar ou então alguem o usou daquela forma em que se pedem carimbos como souvenirs mesmo que quem esteja na alfandega não o pussesse por iniciativa própria.

cheira-me que terá uns carimbos novos lá dos lados do oriente em resorts caros de fins de semana de luxo.


.....


O livro andará e andou por diversas mãos e corpos e está na posse de um. olho a bola de cristal e vejo uma linha que liga sintra, ericeira e mafra e uma escada de caracol e muitos grunhidos de porcos a fazerem de porcos juntos, dizem eles, então não é bom não ter stress erotico como capa.


.....

minha amada, não pecebes nada e mesmo assim vês tanto e tanto eu gosto desse teu ver, como gostava de te ver ao perto mais uma vez. disses-te quando te foste até manhã e ainda não voltaste mas nós somos amigos do tempo.

vê muito minha amada, mas de vergar e ser vergada, só naquela parte dos doces enleios e por comum vontade e entrega, de resto, é agenda que eu não aceito nem pratico.

depois minha amada, do corpo falaremos com eles ao perto e quando nos juntar-mos de mãos dadas então a visão dois dois se somará e disso entre mil outras falaremos.


e minha amada seria eu estupido, tolo ou cego se quisesse vergar a razão do teu ser, docura e força e que é o que nos une. Irmãos sempre antes de tudo o resto que não é resto.


minha amada olho teu acordar e a viagem que fazes, pois muito eu te chamei, oque quer dizer que já estava acordado mesmo quea vida seja ou fosse um sonho sonhado por um sonhador que sonha que está a dormir.

e sei que és forte para chegar igual, sem pretensão de vergar ou ser vergada na exclusão apontada.

se assim não for, deverás andar enganada e assim nem teremos que nos encontrar, porque é o amor que faz encontrar, não tanto eu ou tu.

não me leves a mal, é só forma de dizer-te que te amo.

e não te esqueças que nem tudo o que parece é.


e lembra-te da história do rei e dos fatos que tinha um guarda fatos. rezava assim:

o rei era rei e tinha as suas roupas de rei no seu guardad fatos, haviam uns que se comportavam com malandros e que iam buscar a roupa ao seu armário e nas vezes a vestiam e muitos tolos, outro cegos, outros nesse sentido manipulados, criam por vezes ver o rei onde ele não estava.


que perfeito e melhor disfarce diziam os que vestiam as roupas alheias, não há melhor forma de fazer crer que é ele, do que tentar melhor lhe parecer.

percebes?

as iludências aparudem
.....

depois dos mas, entre as virgulas e nas silabas trocadas e nos pontos que desaparecem e nos outros que aparecem e fora disto tudo estão olhos alheios que verão sempre o que querem ver. assim é a vida de alguns que confundem o que acontece com o que vêem e para esse haverá sempre qualquer coisa para ancorar as suas incertezas. a Deus , o esclarecer, como sempre.


.....

olha amada, o que é a vontade, até onde ela se estende, onde mora, que parte mora em ti, que parte é tua, que parte é Divina? são separadas ou jkuntas, quanto pesa cada uma, encontram-se ou não?

pensa e depois diz-me teu ver.


.....


sem dúvida que uns estão mais pertos, outro mais próximos e próximidade e estar de certa forma no dentro o que nem sempre implica ser o dentro, ou o que de dentro emerge.


.....


blá blá blá, pardais aos ninhos


....


e porque razão o imutavel é no ver de alguns inconciliavel com a noção de crescimento, como toda a vida é se apresenta?


.....


oh amada minha, vem sempre em teu tempo, se for demorado, eu espero e até gosto da te esperar.

oh minha amada aqui fico a desejar que seja curta tua longa viajem, pois tenho vontade de te beijar centimetro a centimtro redondo.

ah, portas que prendem, ou prendem, não tenho não, amada que não se prende a quem se ama.

e se és minha mulher, nem minha és.

e depois recorda esta linha final, tu não precisas de mim e da mesma forma não preciso eu de ti.
eu por mim sei que me apeteçes ao perto.


.....

olhava para ali e via aprendizes de feiticeiros desajeitados, coxos e mal formados a brincar com varinhas mágicas e coisas estranhas aconteciam, galinhas com cabeças de macacos disfarçados de peixes e macacos com cara de leão, apareciam.


.....