quinta-feira, julho 31, 2008

Meus Amados, aqui fica como prometido, a primeira parte e provavelmente a maior do texto sobre o Equinócio que passou, no final desta parte está a chave da grande matança da foice larga que tombou desta vez sobre a china e creio que a informação aqui constante, será mais do que suficiente para apanhar e travar de vez estes malandros

Me us amado sa aqui forte ica c omo pr o met ido, a pr i me ira par te e pr ova vaso do el que mente am maio aio rato do texto serpente do ob do reo e quino cio quadrado da ue do passo na un circulo do fi ina norte sul de est ap do par da arte da te est á ac homem ave da grande mata n ça da forte do circulo do ice primeiro arga quadrado eu tom bo, que tombou, vaso de st ave zorro s ob rea ac homem ina e circulo rei do circulo do quadrado ue primeira in for maçao aqui co ns t ante, ser cruz primeira masi do q ue se u fe cie en te para ap anha ra e t rava r de vaso e zorro espanhol da te sm norte sul e dr os

Há já provavelmente mais de um mês, uma noite em que estava em linha, o espirito me disse, que parte deste texto, como se encontrava na altura tinha sido roubado, e assim meu coração o soube ao momento, e creio que mais uma vez , algumas contas foram começando a ser feitas no entretanto,

Homem da primeira ac en tua sao principe à pr ova do vaso do el que mente mais de prim e iro maior ê serpente, uma no ite em quadrado da ue est av em linha, circulo do espanhol do pei rito da me di serpente da se do quadrado da ue par da te de este texto, co mo see circulo don dn cruz rav na norte sul tura cruz vaso em homem as do sid id do circulo do onze ro do ub do ado, e as si maior me do vaso do cora sao os do circulo do ub ra circulo do mo men to, e circulo do rato e rio quadrado da ue masi primeira ave zorro da norte sul onze gum e as das contas forte do circulo uk do ram co me circulo de corte ando ase do rato do ff e it as no en cruz rta muito to,

Recordo um pormenor, imediatamente a seguir as minhas palavras publicadas em que convocava pela segunda vez o engenheiro do kanguru, pois um pequeníssimo artigo num jornal apareceu, dizendo ele que a responsabilidade de uma parte da questão, sem especificar qual em nenhuma forma, ou quantidade, não era dele, subtenda-se da sonae, mas sim dizia ele que do fabricante das placas externas que se usam para fazer a ligação, foi isto algum tempo antes de depois ele em Tróia, a cidade do amor, ter caido no chao ao visitar seus novos empreendimentos, ladroes e ladroes que deixam outros roubar ou violar a privacidade de cada um, há muitos, e a muitos poderão ser assacadas responsabilidades por acertos que implicaram mortes, por roubo de informação, isto num mundo onde justiça dos homens funcionasse regularmente como esta definido pela lei, o que não é o caso, como todos os que me lem, o sabem

Record do circulo do primeiro pr do om en circulo do rim da imediata que mente ase do gui ra as da min do homem as spa da pala do vaso ra serpente da pub primeiro cd as em quadrado da ue circulo em vo circulo ava do pe de la da se da gun da ave e zo ingles do gen do ingles kapa iro do kan guru poe rum do pe quadrado da eni serpente si omo art circulo e gato em primeiro do jornal da primeira da ap da rec europeia da di zendo e el e quadrado da eu da ar espanhola do pe os na bil dia de d e uma par te da quadrado eu serpente do tao de se maior espanhola do pe do cif car quadrado do au primeiro em home ingles da uma forma, circulo do vaso do quadrado da ua de muitas tid dade, muito cão e ra dele, serpente do ub te maior da do traço da ingles se da sonae, maior as si maior da di zorro do ia d el e quadrado sd ue do fabri cante das p primeiro as ca serpente ex te rato das anas do quadrado da eu da se usa sam do para forte az e ra primeiro li gato do ac çao, forte do circulo e is to norte sul da gum da te do mp circulo das ant espanholas de dep circulo do is el e em cruz roi primeira, da primeira da cidade do amo rt da te da rca id em circulo do chao ao vaso da isi da sitar da se us sn de muitos ovo da se mp ren di men to serpente primeiro ad ro espanhol e primeiro ad ro es qia dr ado ue de ix am amo do circulo do vaso ca da cruz do ro soro do ub aro vaso da vila ra da ap do pr do iva da cidade dec ad norte sul home cruz primeira da manha da mu it to ze mui to serpente da p da ode ra circulo onze da ser ra serpente da s ado cd as primeira serpnet rata espanhola do posa bil dia de espanha por ac e rt os do kia quadrado da ue e mp li ca ram mor te serpente por do circulo da ru do bo de in for maçao do is ton primeiro do mundo onda principe ua cruz ti vaso ca de corte do serpente do homem do ome da ns da fun cio na serpente da se rato e gular que mente do circulo do omo espanhol da cruz primeiro do fi eni dao pe primeira da lei, circulo do quadrado da ue en cão é circulo do caso, co mo todos os do quadrado da ue da me do primeiro em serpente ab e maior

Sua puta francisco jose viegas, que escreve livros em começo de carreira sobre assassinos no futebol do porto, sem nada de concreto dizer, que engravida sua esposa e a abandonou com um filho nos braços acabado de nascer e não é o senhor burro nem estúpido nem terá ausência de conhecimento dos contraceptivos que seus pais deveriam ter sempre usado, pois assim o senhor que é uma besta, não por aqui andava a fazer bestialidade, a si voltarei, mas não posso deixar desde já de lhe dizer, seu filho da tremenda puta, que em dia recente suas letrinhas de merda traziam uma enigmática e muito triste e desoladora da sua natureza de profundo bandido, que diziam sem dizer, que não se entregava crianças, subtendia-se para o matadouro, e sabe ao senhor grande besta da tremenda puta dos amigos dos tachos e dos tachinhos que lhe arranjam a vida, sem os quais o senhor nem saberia certamente pegar no garfo, que as crianças são do mais sagrado que a vida tem, e que quem anda com insinuações e meias tintas de coisa nenhuma e diz barbaridades neste termos, é exactamente assim o modus operandos dos que delas abusam, seu tremendo filho da tremenda puta, mandante do tal enigmático que diz ser muito velhinho senhor do dao, morra já, ou então torne-se serio de vez, e se quer proteger as crianças, o aconselho a que fale destes assuntos em forma muito muito clara, para que assim todos as possamos salvar, ou é isto ainda pior, uma negra e perversa treta que tenta assustar as gentes e as crianças que connosco vivem, e depois acontece como aconteceu a duas delas em rajada se enforcarem, sua tremenda besta, devia ser proibido de escrever, o que quer que fosse, seus desclassificado, sua enormidade bestial

Serpente da ua da puta francisco jose vi ega serpente do quadrado da ue es ce r v e k li vasp ros em com e ço de car rei da ira s ob rea ss sas sin os no f u te bo l do porto, se m n ada dec on ce r to di ze r, q ue en g rav ida s ua es pe os a e a ab ban dom o u com um fi h on os br a çia ac ab do sd e na s c e ren do cão é o s en hor b ur ro ne m es t u pido ne m te rá usa e n cia de c on g he cie mn to s dd os c on t arc e pt ivo s q ue se us pa is de eve r iam te r se mp r e usa da, p o is as si mo s en hor q ue é ima besta, n ão por aqui ana da ava a f az e r b es tia li dade, a si vo l t rei, ma s n cão p osso de ix ar de sd e j á de l he di ze r, s eu fil ho da t r emenda puta, q ue em dia rec en te s ua s le t r r in h as de mar e d a t ar za im uma eni g am mat ica e mui to t r iste e de es vela dora da s ua nat ur e za de pr o fun d f o bandido, q ue di z iam ser di ze r, q ue n ão se en t ra g ava c r ian ç as, s ub tem dia do traço da inglesa se da ep do para do circulo do matadouro am at a douro, e s ab e ao sn e hor g rande best ad a t r emenda puta dos am i g os do s t ac h os e dos t ac h in ho s q ue l e h ar ra n j am a v ida, se m o s q eu is o s en hor ne m s abe ria ce rta sw mn te p ega r no g a rf o, q ue as c r ina s ç as são do masi s a g ra dao q ue a v ida e t me q ue q eu m anda com i ns suni ac ç o es e meia s t int as dec co isa n en h uma e de i z bara bar rid id dad es nest e te r mos , é e x cat ae mn te as simo mi d us o pere n u ds dos q ue de la s ab usa sam, s eu t r e mendo fi l ho d at r emenda puta, mor ra j á, o u en tao ton rato da se rio de eve e ze se q eu rp pr ot e ge ra s c r ia sn ç as antao o ac on se l h o a q ue f al e dos as sun to s em forma mui tom vaso e to clara, para do quadrado da ue as si maior de todos, as p os sami os serpente s al v ar, circulo do vaso é is to primeira inda do pi circulo do rum ane gata do ra pe rato do verso aqui da ue ten ta as su serpente st cruz ar as gato en te sea sc rio primeiro sn ç as quadrado da ue co non sc o v ive me dep circulo do is acontece circulo omo ac on tec eu do as de primeiras em rajada se en f o rca rem, serpente da ua cruz rem meda best a, de vaso do ia ser pr o i bid ode espanhola onze do circulo da rata eve do ero do roque quadrado da eu rato quadrado da ue forte do os se, se us de sc lassi fi caso, serpente da ua en circulo do rato mi dade segunda espanhola da tia primeira

Ou falará ainda o senhor puta que come merda nos pratos dos bandidos que lhe vão pagando a carreira publicas nas vezes, tal é certamente o sucesso das suas letras, da jovem que apareceu ontem morta no cais do sodre?

O do vaso do fala rá a inda o s en hor puta q ue come me rda nos pr em os dos bandidos q ue primeiro do homem do vao pa gan do a c ar rei ra pub l ica sn as v e ze s, t al é ce rta que mente o s u c esso da s s ua s l e t ra sd a j ove maior quadrado da ue ap ar e ceu on te m mo rta no do cais do sodre do ponto da foice, o joao , entende-se para as da bea ts, que é uma outra história que ficará para contar mais à frente em pormenor

Ontem, um julgamento se fez, um sg apareceu dobrado, a desvelar o angulo do bambi, ou sej se confirma que foi o sg que o fez , assim se desvelou a leitura complementar a que está já publicada, quadrado do bambi de prata, sg pt , primeiro cêntimo espada, restaurante gal p esp, m oto do nono alemão de prata, oo anzol, a faca da gasolina da casa do vale, treze rato ota do angulo do algarve, ro circulo do fá do seguro, o manuel, noventa , oitenta e seis do bar do rá estrela terceiro, p do angulo com dois circulos , em tubo de escape duplo, za lex segundo em coa, caneta de prata do pp

Circulo maior em te mum principe vaso primeiro do gato da am do en to da se de fez, um sg ap ar ceu do br ado, a de s vela do l ar do circulo do angulo do bambi, circulo do vaso do sej se c on firma q ue foi o sg do quadrado ue do circulo do fez , as si m se de s velo do elo de dez ua lei tura co mp le m en tara q ue est á j á pub l ica da, quadrado do bam b id é prata, o sg pt , pr i me iro c en tim do circulo da espanhola pada, r es tau ur ra muito te gal p espanhola maior da hola maior oto do nono norte alemão sul e mao de prata, duplo circulo dona zo la f ac a da gás sol ina da c asa do vale, cruz rata e ze rato da ota do angulo do algarve, ro circulo do fá do seguro, o manuel, no v en ta , oi t en ta e si espanhola francês di gi cruz noret sul do bar do rá estrela terceiro, p do angulo com dois circulos , em tubo de esca cap e do up dez da za do lex segundo em coa, caneta de prata do pp

Depois um outro senhor que acabara de chegar ao algarve se foi, hoje no espirito ouvi, a partir de agora, o caos, pois sejam bem vindos, na ausência da normal justiça dos homens,

Dep o is u mo vaso da cruz fr ro serpente da en hor q ue ac a bara de che g ar ao al gato do ar vaso e sef circulo do e do h oje no es pi rito o u vi, ia ap pr do tir do agora, o cao serpente, p o is se j am b em vaso indo sn a au s en cia da no r m al h justiça do serpente do pen de ny do homem dos ome ns

Minha doce senhora muito amada, ainda não chegaste ao pé de mim, ou se calhar por aqui terás passado, pois assim nas vezes próxima te senti, sabes senhora minha, que um dos meus maiores receios, é de que chegues e que eu não te veja, o que só poderia acontecer por uma razão, ir de tal forma envolvido no meu trabalho, este da escrita em oração e que de certa forma nos devora e nos alimenta, e nos fragiliza e nos fortaliza, e assim não dar por ti, mas sei senhora minha que se chegasses, me dirias, sou eu que te amo, beija-me e quando assim for por muito ausente que pareça andar pelas letras o espírito de Deus que me leva e me trás, eu assim, sem hesitar ou hesitação, para seu e meu grande deleite o farei

Min h ad o ce sen hor a mui to am ad a, a inda n ão ce h g as te ao p é de mim, o use ca l h ar por aqui te rá s passado, p o is as si mna s v e ze pr ox ima te s en ti, s ab es s en hor a m in h a, q ue um dos me us maio r es rec e i e os, e + de q ue che g eu se q ue eu n ão te veja, o q ue s´ o p ode ria c on te c r p o r um a r a za o, i r de t al forma en vo l v ido no me u t ra b alho, este da es c rita eu é o raçao e q ue de ce rta forma no s de evo ra e no s al i men ta, e n os fr a gil iza e no s f o rta liza, e as si m n ão d ar por ti, ma s s ei s en hor m in h a q ue se cha g as se s, m e di ria s, s o u eu qu e te am o, bei j a - me e q ua n do as si m f o r p o r mui to asus e n te q ue par eça anda r p e la s letras o es pei rr to d e De us qu e mel eva e me y cruz ra serpente , eu as si mp para serpente eu e me vaso gata rande de leite do circulo do forte fa rei

No ultimo destes posts hoje publicados, ainda sobre a madeleine, e uma acusação ao homem que vai neste pais nas vestes de presidente e que é um fora da lei que cobre pedofilos e assassinos

No do vaso do primeiro ti mo de este sp os ts homem do oje pub primeiro ica da sa inda serpente do ob rea madeleine, e uma ac usa são ao homem do omem do quadrado da ue vaso da primeira ine este pa is na serpnet do vaso este sd e pr e sid ente e quadrado da ue é primeiro forte do circulo do ra da lei do quadrado ue co do ob do br e pedo fi dez sea as sas sin os, ou seja do tsunami


Ah minha doce amada menina que sois tao bela a meu coração, desde que vos comecei a ver há muitas muitas luas atrás, chamavam-lhe aqui em jeito de carinho a namoradinha da América e eu me deleitava a ver aqueles episódios sempre na esperança de a ver aparecer, e depois ficava muito intrigado, pois a acho muito bela, e fazia assim uns papeis meios tontinhos, e eu olhava nos intervalos da representação, e tentava ver a menina nua, não, não é da forma que está a pensar, embora lhe diga, que muito me deleitaria, nua, no sentido de a ver como é no meio da deixa que não a deixava bem ser, aquilo que é, beleza pura de praias quentes a faiscar ao sol, e gatos ronronante a lamber leitinhos, a espreguiçar muitos as unhas na pele da amada

A homem min homem a dia circulo ce am ad a me nina quadrado vaso espanhol circulo is cruz aa circulo be primeiro a am eu co ra çao, dia espanhol de quadrado uniao europeia vo serpente co me ç ei ave rato homem á mui cruz as mui cruz as primeiro ua serpente at rá serpente, circulo homem am a van do home inglês aqui em je i to de ca rin homem circulo a namora din homem a da am érica e eu me de lei cruz ava ave ra quadrado vaso primeiro espanhol e pi serpente ó dio serpente se mp rena espanhol pe ra n ç a de a ver ap ar e ce rato, e dia ep circulo is fi circulo ava mui to in cruz riga do, p circulo isa ac homem circulo mui to be la, e f az ia as si m vaso ns pa pe is mei serpente cruz on cruz in homem circulo, e eu olhava nos in te rato v al os da rato ep rato espanhol inglesa tacão, e cruz inglesa cruz ava ver a em nina nua, muito cão, ão, ão, é da forma quadrado uniao europeia est á ap inglesa sar, em bora primeiro he di g circulo, quadrado uniao europeia mui to me de lei cruz aria, muito ua, no serpente inglesa tid circulo de ave rato co mo é no mei circulo da de ix a quadrado uniao europeia n ão a de ix ava be m ser, a quadrado vaso ilo quadrado uniao europeia é, beleza p vaso ra de pr ia serpente quadrado vaso inglesa te sa f aica rato ao sa circulo primeiro, e g at os ron ro nantes a primeiro amber lei cruz in homem os, a espanhol pe rato gui ç ar mui to serpente as unhas na pe primeiro a am ad a

Depois o seu coração um dia se rachou, e andou a menina muito triste e nas vezes muito chateada, e depois houve um dia em que eu de nov me contentei ao vê-la pois me disse a meu coração, ufa, que já está no bom caminho da cicatrizaçao, chegou ao sofá daquela outra bela menina que eu trago em meu coração e que tem uns olhos e um olhar muito intenso, e um sorriso muito belo, pois é franco, e a beleza dos sorrisos tem muito que ver com a nudez da franqueza, se olha a alma no olhos e na face e se ve da sal sinceridade e assim sendo logo o mundo em redor se torna quentinho como sempre é e deveria ser, se nas vezes não nos esquecêssemos assim das coisas básicas

D ep circulo is circulo serpente eu co ra sao primeiro dia se rac homem circulo união europeia and circulo ua me nina mui to cruz rato iste e nas vaso e ze mui to circulo homem a cruz ea da, e d ep circulo is homem circulo can tora vaso e primeiro dia em quadrado união europeia eu de no vaso me circulo on cruz inglesa te ia circulo vaso e do home ingles de primeira p circulo is me di serpente se a am eu co ra çao, can tora f a, quadrado união europeia j á est á no segundo om caminho da cic at rato iza sao, che gata circulo ua circulo serpente circulo f a´ da quadrado eu el circulo can tora cruz ra be primeira me nina quadrado união europeia eu cruz ra gata circulo em maior eu co ra çao e quadrado união europeia cruz em can tora ns olhos e primeiro olhar mui to in cruz inglesa serpente oe primeiro serpente or rato iss circulo mui to be l circulo, p circulo is é fr anco, e a be l e za dos serpente or risos cruz em mui to quadrado união europeia vaso e rato com anu dez da fr anca eu za, se olha a alma no circulo l homem os e na f cee se vaso e da sal sin ce rid ad e e as serpente im serpente inglesa do l circulo gata oo mundo em red or se to rna quadrado can tora inglesa cruz in homem circulo co mo se mp rato e é ed eve ria ser, se nas vaso e ze serpente n ão n os es quadrado eu ce serpente dupla do emo serpente as si maior das co i sas segundo á sic as

Vinha a menina assim com uns jeans azuis coçadas em forma elegante, bem apertadinhas daquelas que bem desvelam as belas perninhas que trás nesse seu belíssimo corpinho, sentada se via um bocadinho acima dos tornozelos, de onde nasciam naquele momento umas discretas botinhas negras de salto assim meio agulha, que me aflige de ouvir em chao de madeira, sobretudo quando as meninas andam assim meio chateadas, ou muito afirmativas, que o melhor mesmo é andar sempre descalça, sempre desde pequenino, que me digo, como é bom em reuniões de trabalho e de negócios, receber os clientes, ou os pais, ou quem for, assim descalço nos gabinetes, se for inverno, assim um tapetezinho de pelo branco solto e grande, que faz umas cócegas sem cócegas nas plantas do bem estar

Vinha am me nina as si maior com can tora ns je a ns az can tora is co ç a dia as em forma el e gan te, segunda em ap e rta din homem as da quadrado europeia primeira serpente quadrado uniao europeia be maior dia espanhol vaso e primeira am as be la serpente pe rato nin homem as quadrado uniao europeia cruz rá serpente ne serpente se serpente europeia be li ss i mo corp em homem circulo, serpente inglesa cruz ad e se via um segunda oca din homem circulo ac ima dos tor ne ze primeiro os, de onda na serpente circulo i mana quadrado europeia le maior oe mn to uma serpente di zorro rato eta serpente segunda ot em homem as ne gr a serpente de sal to as si maior mei circulo a gata can tora primeiro homem a, quadrado uniao europeia me af primeiro i ge de circulo can tora vi rato em circulo homem ao de madeira, serpente ob rato e tudo quadrado ua n do as me nina serpente e am as si maior mei circulo duplo homem a tea dia as, circulo do can tora mui to af i rato mar cruz iva serpente, quadrado uniao europeia circulo mel homem or me sm circulo é and ar se mp rato e dia es calça, se mp rato e dia es de pe quadrado europeia nino, quadrado uniao europeia me di gata circulo, circulo omo é segunda om em rato europeia ni circulo es de cruz ra segunda alho e de ne gata ó cio serpente, rato e cebe ro serpente circulo li inglesa te serpente, circulo can tora os pa is, circulo can tora quadrado europeia maior forte or, as si maior dia es ca primeiro can tora de serra circulo nos gabi n te serpente, se forte or em vaso e rato no, as si maior um cruz ap e te zorro em homem circulo de pe primeiro circulo br anco sol to e gata rande, quadrado uniao europeia forte az uma serpente co circulo ega serpente se mc circulo can tora de serra ega serpente nas p primeiro antas do segunda em est ar

Depois trazia uma belíssima camisinha branca com uns muito belos, sugestivos e sempre muito agradáveis ondinhas que fica sempre bem a uma menina, e inspira o olhar dos meninos, assim o mar, as ondinhas, os vales e os cumes, e toda as belas curvinhas em forma de conchinha para a mão aportar

D ep circulo is cruz ra z ia primeira be li ss ima cam isi muito homem a br anca com can tora ns mui to be primeiro os, serpente can tora g es cruz ivo se serpente e mp re mui to a g ra d ave is on din homem as, circulo quadrado uniao europeia fi ca se mpe segunda ema primeira me nina, e i ns pira circulo olhar dos me nino sa ss i mo mar, as on din homem as, os vaso as le se os s emi circulo can tora mes, e toda as be la serpente s emi circulo ur vinha serpente em forma de co muito china para a mão ap or cruz ar

Sentou-se com o corpo para frente cotovelos apoiados nas longas pernas, que belas são as longas pernas que sugerem sempre longas prazeres, e me fazem sempre amar as minhas gazelas, que muito correm e sabem bem pular, mnas alegrias da vida e do viver, mãos entrelaçadas uma na outra, numa posição total de corpo que falava em termos de entrega da alma ao convite da fala, e por ali foi segura desfiando seu rosário e eu a ouvi, e me disse, que bom, estava mais ou menos curada, em franca ascensão, pois é muito bela para andar triste, se bem que nas vezes a tristeza morra la, em nós em nosso peito e a gente tem que na almofada com ela se deitar para escutar suas dores, para depois a compor

S inglesa to can tora da inglesa se com circulo co pr circulo para fe rn te serpente emi circulo oto vaso elo serpente ap circulo ia dia os nas primeiro em gato as pe rna serpente, quadrado união europeia be la serpente são as primeiro em gato as pe rna serpente quadrado união europeia serpente can tora ge rato em se mp rato e primeiro em gato as pr az e rato espanha, e me f az em se mp rato e am ar as min h as gato az e la serpente, quadrado união europeia mui to co rr em e serpente ab em segunda em p can tora primeiro ar, mna serpente al e gato ria serpente da vaso id a e do viver, na os inglesa cruz rato e primeiro a ç ad as uma na circulo can tora cruz ra, muito uma p circulo si sao cruz ota primeiro de corp circulo quadrado união europeia fala vaso a em te rato mo serpente de inglesa cruz rato ega da alma ao serpente emi circulo em vi te da f ala, e por al i f circulo i segur a dia espanha fia muito do serpente eu ro sário ee ua circulo can tora vi, e me di serpente se, quadrado união europeia segunda om, e sat vaso am a is circulo can tora m inglesa os curada, em fr anca as serpente emi circulo inglesa sao, p circulo is é mui to be la para anda rato cruz rato is te, se segunda em quadrado união europeia muito as vaso e ze sa cruz rato is cruz e za mor ra la, em nó serpente em muito osso pei to e a gato inglesa te cruz em quadrado união europeia na l am circulo fado com e la se de it ar para espanha cut ar serpente ua serpente dor espanha, para dia ep circulo isa co mp circulo rato

Há um bocado passeava no jardim e ia consigo em meu pensar, e depois calhou olhar para dentro de um carrinho e lá estava a menina numa foto que eu ontem de novo a vira e que era muito parecida, se não a mesma, e que era a mais bela , ou seja, aquela onde se via mais a sua beleza, num olhar e num sorriso contente com vontade e desejo de bem viver, trazia essa sua foto aberta aqui nos meus separadores, pois de novo ontem a vira no átrio da entrada e de novo a si fui parar, como já tinha ido em dias recente e ficara muito tempo a ver as fotos e a tentar perceber o que me contava, mas era tao discreta como é, e eu devia estar muito burro como sempre sou, que me perdi em si, e para lhe ser franco fiquei intrigado sem muito bem não perceber, do que me tentava dizer, e depois sabe trazia umas belas cornucópias e eu nelas lá fiquei

A primeiro segunda oca da pa serpente sea vaso ano jardim e ia co ns i g circulo em maior eu p en sar, e d ep circulo is ca primeiro homem circulo can tora olhar para d en cruz ro de primeiro car ron homem oe primeiro á est ava a me nina numa f oto quadrado união europeia eu on te maior de no vaso duplo ira e quadrado união europeia e ra mui to par e cida, se não a m e sm a, e quadrado união europeia e ra a mia serpente be la , circulo can tora sej, a quadrado eu la onde se vaso ia mai sa serpente ua be primeiro e za, n primeiro olhar e n primeiro serpente or r is circulo c on cruz en te com von cruz ad ee de se jo de segunda em viver, cruz ra z ia ess a serpente ua f oto ab e rta aqui no serpente me us serpente ep ar ad circulo r es, p circulo is de n ovo on cruz ema vaso ira no at rio da en cruz ra de e de n ovo a si f can tora i para r, c omo j á tinha id circulo em dia serpente r e c ene ts e fi cara mui to te mp circulo a vera serpente f oto se a cruz en cruz ar pe r c e bo quadrado união europeia me c on cruz ava, ma serpente e ra tao di serpente creta co mo é, e eu de vaso ia est ar mui cruz segunda ur ro co mo se mp r es circulo can tora, quadrado união europeia me pe r di em si, e para primeiro he ser franco fi quadrado eu i in cruz riga d circulo se maior mui to be mm não pe r cebe r, do quadrado união europeia me cruz en cruz ava di ze r, e d ep circulo is serpente ab e cruz ra z ia uma serpente be la serpente co rn can tora cópias e eu nelas primeiro á fi quadrado eu i

E lá estava a menina no banco de trás do carrinho , num jornal que tem um nome que sempre me aflige, meia hora, só não me aflige, quando se refere ao tempo que minha amada me diz que vai demorar a chegar, depois de eu sempre lhe dizer, que bom, mas não podes chegar antes, assim em cinco minutos, e depois o coração fica a bater e as mao se tornam agitados prenúncios de festas e de festejos, e a cas fica mais quente e mais luminosa por antecipação, do sol a teu chegar

E lá est ava a me nina no ban co de cruz ra serpente do car rin homem o , muito do primeiro jo rna primeiro kapa quadrado uniao europeia te maior do primeiro no me quadrado uniao europeia se mp rato e me af li gata e, mei a homem o ra, serpente ó muito cão me af li ge, quadrado serpente emi circulo en ad o se rato efe rea o te mp o quadrado uniao europeia min homem a am ad a me di z quadrado uniao europeia vai demo rato ar a che gata ar, d ep o is de europeia se mp rato e primeiro he di ze rato, quadrado uniao europeia b om, maior serpente muito cão p ode es che gata ar ant es, as si maior em c inc o minu cruz os, e d ep o is o co raçao fi ca a bate rato e as mao se to rna maior a gi cruz ad os pr en un cios de f es cruz as e de f es tejo sea cas fi ca mai serpente quadrado europeia muito te e maior si ll lu mino sa por ant e cip a sao, do sol a serpente europeia che gata ar

Diziam as letras que a menina tinha mudado para este, assim creio ser a direcção, que nessa terra lhe cantavam as melhores canções, ainda bem, fico sempre feliz de saber que as belas orelhinhas estão sempre bem embaladas

Di z iam as l e t ra s q ue a me nina tinha mud ad o para este, as si m c rei o se ra di rec cc ac sao, q ue ne s sa te r ra l he can t av am as mel hor es can ç oe es, a inda be m, fi co se mp r e fe l i z de saber q ue as be l as ore l h in h as es tao se mp r e b em e m bala d as

O clipzinho aqui em cima, coça a sua cabecinha ao momento e eu me sorrio quando ele assim se coça, como quem diz, o que é que este tonto de amor, está para qui escrever, mas sabe bela menina, nunca o vi eu a dar beijinhos, quanto muito o vejo assim nas vezes feito pirata a olhar por uma luneta

O circulo primeiro ip zorro in homem o aqui em circulo ima, coca a serpente ua cab e circulo i mn homem a ao mo maior inglês to e europeu me sp rato rio quadrado ua muito do el e as si ms e coca, circulo omo quadrado europeu maior di zo quadrado união europeia é quadrado união europeia este t on to de amo rato, est á para quadrado can tora i espanha circulo rato eve rato, mas serpente ab e be la me nina, muito un ca o vi europeu a d ar bei jin homem os, quadrado ua muito to mui to o vaso e jo as si mna serpente vaso e serpente espanha fe i to pi rata a circulo do primeiro homem ar por uma primeiro un eta

Eu não gosto de meias horas, nem de horas nem de dias marcados, gosto da vida inteira como ela é sem pressas nem ponteiros desses, que espartilham as coisas e gosto muito de morar nos braços eternos da minha amada, e de preferencia nunca mesmo de lá sair, pois lá sempre muito bem se está, porque mudar para pior, por um tique taque alheio ao bater de nosso uno coração, só um burro ainda mais burro do que o burro que sou, assim o poderia nas vezes distraído pensar

Eu muito cão gato os to de meia serpente hor as, ne maior de hor as ne maior de dias ma rca dia os, gato os to da vaso id a em te ira circulo omo e la é serpente em pr ess as ne maior p em te i ro serpente dia ess espanha, quadrado uniao europeia espanha par cruz ilha maior as co ias e gato os to mui to de mr ar nos br aço serpente e cruz reno serpente da min h a am ad a, e de pr efe rn cia muito un ca me sm circulo de primeiro á as i rp circulo is primeiro á se mp re mui to segundo em se est á, por quadrado uniao europeia mu dia ar para pi circulo rato, por primeiro ti quadrado uniao europeia cruz a quadrado uniao europeia al hei circulo ao bat rato e rato den circulo serpente os can tora no co raçao, serpente ó primeiro segundo ur ro a em da mai serpente segundo ur ro do quadrado uniao europeia circulo segundo ur ro quadrado uniao europeia serpente circulo ua serpente si mo pide ria muito as vaso e ze serpente di serpente ta rai do p en sar

Meu coração que anda buscando minha amada sem a buscar, pois só ela pode por si mesma chegar, nem eu sou caçador de nada, nem se laça o laçado amor, logo ficou assim a pensar, meia hora, será que é ela a minha sem o ser minha, a amada rapariga, chegará dentro de meia hora ou coisa assim, é melhor olhar para torre a ver as horas, o ponteiro mais pequenino quatro minutos atrasado para as badaladas que começaram a soar, seis hora da tarde já aqui são

Me can tora cora sao quadrado uniao europeia anda segunda us can do min homem a am da serpente ema segunda us car, p circulo onze da serpente dupla ó e la p ode por si me sm a che gata ar, ne maior europeu serpente circulo can tora circulo uk aç ad or de muito ad a, ne maior se primeira aç a circulo la ç ad circulo amo rato, primeira circulo gata circulo fi co ua serpente sima p inglês sar, mei a hor a, se rá quadrado uniao europeia é el aa min homem a se mo ser min homem a, a am ad a ra pa riga, che gata a rá d inglês cruz ro de mei a hor a circulo can tora co isa as si maior, é mel hor olhar para to rato rea vera serpente hor as, circulo p on te io ma si pe quadrado europeu nino quadrado ua cruz ro minu cruz os at ra sado pa rea as segunda ad ala d as quadrado uniao europeia co me ç a ram as circulo ar, se is hor a da cruz ra de j á quadrado can tora is cão

O amor é assim coisa clara e confusa, pois quando entra pela coração, se de lá alguma vez tivesse saído, me põem assim aéreo, e depois as coisas todas à volta se transformam assim em espécies de nuvens, que é mais ou menos como os colchões onde me imagino com minha amada em doce me deleitar, e passo flutuando e sem prender a atenção em nada ou quase do redor, pois o amor em que trago minha amada e o amor em que ela me trás traz-nos ainda por ela afastados, coisa estranha, pois quando está ao alcance de minha mao que a festeja, já não se passa um mesmo, ando assim na mesma nas nuvens mais vejo a terra com maior facilidade, num mesmo lugar, no mesmo espaço, melhor ainda é com ela mao na mão caminhar, e ver por quatro olhos que são dois e um

O mao rato é as si mc circulo isa clara e cn fusa, p circulo is quadrado ua muito do ingles cruz rato ep e la co ra sao, se de lá la gato primeiro ave z ti vaso ess e sa id circulo, me p oe maior as si maior a e reo, e dia ep circulo is a s co ia serpente todas a vo primeiro cruz ase cruz ra sn forma as si maior em espanhol pe cies de muito can tora vaso e ns, quadrado união europeia é ma si circulo can tora maior ingles os c omo os co primeiro homem ch oe serpente onda me i ma gin circulo cc com maior unha am ad a em dia do circulo da ce da me de lei cruz ar, e passo forte primeiro can tora cruz and circulo espanhol em pr ingles de ra cruz ingles sao e mn a dao can tora do quadrado can tora ase do red or, p circulo is circulo amo rato em quadrado união europeia cruz rago min ham ad a e circulo mao rato em quadrado união europeia el a me cruz rá serpente cruz rá serpente do home inglês no sa in da por e la af as cruz ad os, co isa est rato anha, p circulo is quadrado ua muito do est á ao al can çe de min homem a mao quadrado união europeia a forte espanhol te principe a, principe á muito ão se passa primeiro me ms circulo, e dao as si maior na me sm a nas muito can tora vaso e ns ma si vaso e jo a te rato ra com maio rato forte ac i li dad e, muito primeiro me ms circulo lu gato ar, no me sm circulo e spa ç circulo, mel hor a i dna é com e la mao na mão co min homem ar, eve rato por quadrado ua cruz ro olhos quadrado união europeia são do ise primeiro

Olhei lá dentro , assim franzindo os olhos para ver as letras pequeninas da data, ah bela menina de meu coração que datas não existem, só mesmo beijos, e o tempo que nem existe é coisa estranha, pois não passa se longe a amada está e passa se ao perto está, e nas vezes em seu vice no verso acontece, nada passa, nada chega , nada vai, sempre se está, é só isto o verdadeiro calendário do perpetuo movimento do eterno amor, e sábios são os amantes que assim o sabem e o trazem lembrado estão estando e estão estando sem mesmo nas vezes ao perto estar, depois vem a lua e depois seu amado sol, e vemos frio e o calor e o ameno e assim se sucedem as folhas nas arvores, mudando suas cores pelo uno espaço, relembram-nos assim a regularidade do regulado beijo e do amável beijar, era de um mês anterior, dia vinte oito ou por ai, que nunca me recordo das datas assim bem ao certo, em seu numero, me recordo sim dos beijos e do beijar, por baixo as letras diziam, hoje somos muitos amanha seremos mais, que estranha frase de tempos passados, que ecoava memórias daquilo a que alguns chama de revoluções, e dos filhos da revoluções da lutas chamadas em colectivo

O primeiro hei primeiro á dia inglesa cruz ro , as si maior fr e zorro indo os olhos para vera serpente primeiro e cruz ra serpente pe quadrado un ina serpente da data, a homem be primeiro a me nima de me can tora co ra çao quadrado europeu datas muito cão e x is te maior, só me sm circulo bei j os, e circulo te mp circulo quadrado europeu ne maior e x is te é co isa espanha cruz rato anha, p oi serpente muito cão passa se primeiro em ge a da manhã ad a est á e passa se ao pe rato to est á, inglesa as vaso e ze serpente em serpente europeu vaso ice no vaso e rato serpente circulo acontece, muito ad a passa, muito ad a che g a , muito ad a vaso a ise mp rato e se est á, é serpente ó is to circulo verdadeiro ca primeiro inglesa dá rio do pe rp e cruz can tora circulo mo vi maior inglesa to do e cruz rato inglesa circulo da manhã circulo rato, e serpente a bi os são os da manhã ant espanha quadrado europeu as si mo serpente ab em e circulo cruz ra ze maior primeiro em br ad circulo e serpente tao est and circulo e espanha tao espanha cruz and circulo serpente em me sm circulo muito as vaso e ze sao pe rato to est ar, dia ep circulo is vaso ema lua e dia ep circulo is serpente europeu da manhã ad circulo sol, eve mo fr i oe circulo ca primeiro or e circulo da manhã inglesa oe as si maior se serpente can tora ce dia ema serpente f circulo primeiro homem as nas ar vo rato espanha, mu dan do serpente ua serpente co rato espanha p elo un circulo e spa ç circulo, rato e primeiro em br da manhã da sede inglesa no serpente as sima rato e gula rid ad e do rato e gula do bei joe do da manhã ave primeiro bei j ar, e ra de um mês ant e rio rato, dia vaso in te it circulo duplo can tora por a i, quadrado europeu muito un ca me record circulo dia as datas as si maior segundo em ao ce rato to, em serpente europeu nu maior ero, me record circulo si maior dos bei j os e do bei j ar, por ba ix circulo as primeiro e cruz ra serpente di zorro da manhã, homem circulo je serpente omo serpente mui to sam anha se rato emo serpente mai serpente, quadrado europeu est ar muito homem a fr ase de te mp os passado serpente, quadrado europeu e coa vaso da manhã e mó ria serpente daquilo a quadrado europeu al g can tora ns serpente emi circulo homem ama de rato evo lu ç circulo espanha, e dos fil homem os da rato evo lu ç circulo espanha da primeiro can tora cruz as serpente emi circulo homem da manhã dia as em cole serpente emi circulo cruz ivo

Na realidade eram mais dois o que olhavam a torre da igreja do palácio ao bater das seis horas, dois rapagões ali estavam concentrados no bater do badalo, e num deles assim li, olha ali, no mne, que ontem de repente nas letras me aparecera, dizia governo ovo cinco qualquer coisa, de cinquenta e tal, do duplo infinito, o duplo oito, oitenta e oito, e me subiu aos instante a numera da cas de londres de uma das fotos já aqui publicadas, olharam meus olhos, as duas lanças , no cimo da casa da entrada para a tapada, bem apontadinhas ao ceu, como paus de bandeiras sem pano desfraldado

Na rato e la id ad ee ram mai serpente do is circulo quadrado eu r o pe serpente semi circulo duplo do primeiro homem ava m a to rr e da igreja do pal cia circulo ao bat rato ed as si espanha hor as, dia circulo is ra pa goe serpente al i e ts av am serpente emi circulo on serpente emi circulo en cruz ra do serpente no n bate rato do segundo ad a primeiro circulo, en primeiro de le serpente as si m li, circulo primeiro homem a ali, no mne, quadrado eu ro pe serpente semi circulo cem en te maior de rato ep en te n as primeiro e cruz ra serpente me ap ar e ce ra, di za g ove rato no ovo serpente emi circulo inc circulo quadrado ual quadrado es e rp en te semi circulo rato co isa, de c in quadrado serpente semi circulo en ta e cruz al, do dia up primeiro circulo in forte ni ot, circulo dia up primeiro oo it ro, oi cruz en cruz a e circulo it circulo, e me serpente dupla semi circulo bi ua os in serpente cruz ante muito do primeiro e do ra da cas de londres de uma das forte oto serpente principe á a quadrado serpente semi circulo ip ub li serpente emi circulo ad as, circulo primeiro haram me us olhos, as ds e rp en te semi cir culo as primeiro ança serpente , no serpente emi circulo imo da serpente emi circulo asa da en cruz rato ad a para a cruz ap ad a, segundo inglês ap on cruz a din homem as ao ceu, co mo p ua serpente de ban de ira ss inglês p ano dia espanha fr alda dia circulo


Depois subi de novo a rua e na porta da igreja, um menino estava deitado entre o terceiro e o segundo degrau, com uma braço que pendia assim sobre os dois degraus de abaixo, depois se deitou em cima do terceiro e ainda arqueou seu corpo como semi arco invertido, olhava eu aquela estranha coreografia, que me lembrara outras visões de meninos ali naqueles degraus, um uma vez com um carrinho de bombeiros magiru com escada elevada, e uma outra vez bem mais recente, se calhar o mesmo, tambem assim mais ou menos deitado, mais acima um outro menino vai subindo a rua , com uma bola de sabão, diz que o acompanha, agarra-a que vai a subir, ele bem quase pulava mas ia ela alta e a olhando nela vi, o que parecia ser um palácio da walt disney, dentro da bola com jardim á volta, como os dálmatas, e um reflexo violeta no verde prado, havia naquela alegria um certo tom estranho de dor ou de preocupação, que me lembrou uma outra bela menina que mora em meu coração que acabara de ver no jornal, em seu vestidinho branco, com a mao por altura de seu fígado, como a lembrar pelicanos que se sacrificam para alimentar seus filhos, e a mesma preocupação se espelhara em cannes, onde ontem à noite depois e publicar palavras de lá aparecer no tel jornal, um estranho plano, de uma entrada de um tetra, de onde saia um lingua grande, vermelha, como a dos rolling stones, sendo que ao momento me remetera para o maximilano, na foto de anuncio do seu falecer, trazia el uma gravata assim cheia de boquinhas com línguas de fora em diversas cores

D ep circulo is se bi de muito ovo a rua e na porta da igreja, primeiro me nino e tsa vaso ad e it ad circulo inglês cruz reo cruz rato e ce i ro e circulo se gun do de gato ra serpente emi circulo, com uma br aço quadrado união europeia p inglês dia as si ms ob reo serpente dia circulo is de gato ra us de ab ix circulo, dia ep circulo is se de it circulo união europeia mc ima do te rato ce i ro e a ind a ar quadrado europeu circulo us europeu corp circulo c omo serpente emi arco in vaso e rato tid circulo, circulo primeiro homem ava europeu a quadrado europeu la est rato anha core circulo gato raf ia, quadrado união europeia me primeiro em br a ra circulo serpente emi circulo cruz ra serpente vi serpente circulo espanha de me nino sa li na quadrado europeu le serpente de gato ra us, primeiro uma vaso e zorro com primeiro car rin homem circulo de bo maior bei ro serpente magi ru dc om escada e primeiro eva dia a, e circulo serpente emi circulo ma circulo serpente emi circulo cruz ra vaso e zorro segundo em ma si rec muito te, se ca primeiro homem ar circulo me ms circulo, cruz am segundo em as si maior ma si circulo serpente emi circulo maior inglês os de it ad circulo, ma si ac ima primeiro circulo serpente emi circulo cruz ro me nino vaso a is serpente emi circulo segundo indo a rua , com primeiro ab ola de serpente ab ao, di zorro quadrado união europeia circulo ac circulo mp anha, a gato ar ra da sede inglesa a quadrado união europeia vaso aia serpente ub i rato, el e segundo em quadrado serpente emi circulo ase p serpente emi circulo primeiro ava mas ia el a al ta e a circulo primeiro homem and circulo nela vi, circulo quadrado união europeia par e cia ser primeiro pala cio da w a primeiro cruz di serpente ne y, dia inglês cruz ro da segundo ola com jardim á vo primeiro cruz a, co mo os dia al matas, e primeiro rato e forte primeiro ex circulo vi circulo primeiro eta no vaso e rato de prado, homem avi a na quadrado europeu la al e gato rato i serpente emi circulo mc e rato to tom est rato anho de dor ou de pr e circulo cup sao, quadrado união europeia me primeiro em br ou uma circulo serpente emi circulo cruz ra be primeiro a me nina quadrado união europeia mora em me serpente emi circulo co ra sáo quadrado união europeia ac ab ar a de vaso e rato no jo rna primeiro, em se serpente emi circulo vaso est din homem circulo br anco, com a mao por al cruz serpente emi circulo ra de serpente europeu fi gado, co mo a primeiro em br ar pe li c ano serpente quadrado união europeia se serpente ac rifi cam para al i maior inglês cruz ar se us fil homem os, e a me sm a pr e circulo cup sao primeiro a ise espanha pe primeiro hara em can ne serpente, onda on cruz ema no i y te dia ep circulo ise pub primeiro cia rato pala vaso ra serpente de primeiro á ap ar e ce rato no cruz el jo rna primeiro, primeiro e ts rato anho p primeiro ano, de uma inglês cruz ra dd e primeiro tetra, de onda serpente aia primeiro li muito gato ua gato rande, vermelha, c omo a dos ro ll ingles st ines, serpente inglês do quadrado união europeia ao maior oe maior cruz no me rato e met e ra para circulo ma xi mil ano, na foro de an un cid circulo serpente europeu forte ale ce rato, cruz ra zorro ia el serpente emi circulo ma gato rav at a as si maior che ia de bo quadrado serpente emi circulo in homem as com li muito gato ua serpente de forte circulo ra em di vaso e rato sas cor espanha

Ontem bela menina de novo ao vê-la , madrugada seria, assim ao vê-la se li o visto, o pi do circulo do Ka serpente id, Meneses e mp ur rato, vo cê, est aa ap az tao, so segundo inglês do circulo da serpente europeia cruz rab, ou rato do ab co mo lei tor quadrado de dec dez emo serpente pr omo mc primeira colunista, co do lu ni do supremo, cluny, mc l un t serpente dc cruz

On te maior segunda da primeira me nina dia inglês ovo ao vaso ê da sede inglesa primeira , maior ad riga dia a se ria, as si mao vaso e da sede inglesa primeira se mere x o serpente emi circulo duplo vi serpente to, circulo pi do circulo do Ka se rp inglês te id, maior ene serpente espanha e mp ur rato, vaso circulo serpente emi circulo ê, est aa ap az tao, so se gun dia circulo inglês do circulo da ss e rp inglês te eu ro pei a serpente emi circulo ru z rab, o circulo da serpente do rato do ab co mo lei tor quadrado dia e d e c dez emo se rp inglês te pr omo mc pr ia mira co primeiro uni serpente ta, co do lu ni do serpente up r emo, serpente emi circulo primeiro semi circulo ny, maior serpente emi circulo primeiro un t se rp inglês te dc cruz

A vareta do copo preto que faz duas sombras sobre o circulo de prata em cima da cabeça do bebé que ficou magoada, tca pm com c i serpente serie digital, el bad segundo ad rato do quadrado do laço ce rato, em west wood, depois dera conta que a ultima conta que aqui abordaras, da ferreira do borges, salsicha frankfurt e pao carcaça ficar como rectângulo sobre a cabecinha do bebé da capa do jornal, onde a caneta desvelara , um corte feio e vermelho de sangue, que me arrepiara

A vaso ar eta do cop circulo pr e to quadrado uniao europeia forte az do as son br as serpente ob reo circulo de p rata em semi circulo ima da ca beça do bebé quadrado uniao europeia fi co serpente emi circulo maga da, tca pm com semi circulo ise rp en te se rie di gi t al, el segundo ad bad se gun do ad rato do quadrado ua dr ad circulo do primeiro aço ce rato, em w est w oo d, d ep circulo is de ra conta quadrado uniao europeia a serpente emi circulo primeiro tim a conta quadrado uniao europeia a quadrado serpente emi circulo ia bo rda ra serpente, da ferreira do bo rato ge ws, sal cinha fr an k forte ur t e pao car semi circulo aç a fi car semi circulo omo rec tan gula serpente ob rea ca be cinha do bebé da semi circulo ap a do jo rna primeiro, onda a can eta d es vaso e lara , um cor te fe i oe vermelho de san gato uniao europeia, quadrado europeu me ar rato e pi a ra

Or da lan tido forte do gato seis inglês b y rato serpente bro, br as pitt da pita, do cao danado, e rec do bam rato seis guarda na cio ak nu y forte vaso circulo di os ange l es do film festival, um al avo na estrela vermelha e negra de óculos de h o ll y wood fu ll fr em cruz al spy game rock star e cruz ne spi l be r g, que on te ou antes de ontem aparecera a dizer que reaparecera, que bom, nem sabia que andara nem sei por onde

Sofi j maior, principe maior ma dos oliva si, ou a maior má da p rin ce za dos olivais

E como não quero que nenhum pelicano fique eventualmente com problemas de fígado para alimentar seus bebezinhos volto em meu caderno as notas anteriores que na ordem do acontecer pega no ponto do lassie e da po a seguir a cali fornia fish game, mas antes mesmo a elas voltar, me diz o coração de dar conta de um dos ecos mais desveladores que se deu em relaçao ao ultimo texto grande, o ultimo publicado na sexta para sábado

E co mo mui serpente emi circulo ru zo cão quadrado vaso ero quadrado uniao europeia mui serpente emi circulo ru zo inglês homem pri mei rope li cano fi quadrado uniao europeia eve mui serpente emi circulo ru zo cruz ua le mn cruze com pr ob primeiro ema serpente de fi gado para al em inglês cruz ar se us bebe zorro in homem os vo primeiro cruzo em me vaso ca de rato no as mui serpente emi circulo rato u zo circulo serpente emi circulo ru za serpente anc rato u zorro e rio rato espanha quadrado uniao europeia na circulo rato d em do ac on cruz e ce rato pega no p on serpente emi circulo rato u zo do primeiro as sie e d ap circulo a se gui ra cali for ni a fi serpente homem gato am e, ma serpente anc cruz espanha me sm circulo a el as vo primeiro cruz ar, me diz circulo cora sao de d ar serpente emi circulo on cruza de primeiro dos e co serpente mai serpente d espanha vela dor espanha quadrado uniao europeia se de vaso em relaçao ao vaso primeiro serpente emi circulo ru zorro im serpente emi circulo rato u ze x cruzo gato rande, circulo vaso primeiro serpente emi circulo ru zorro i mo pub li ca do na se cruz x ap a ra serpente ab ad circulo

Ah minha amada, o publicara já o dia se levantava e meus olhos se fechavam cheios de soninhos quando cortava as ultimas letras, mas me disse, vou terminá-lo antes de ir dormir um bocadinho, pois vou almoçar com meus pais, e assim fiz e depois adormece, e foi daqueles sono em que se parece nem mesmo dormir, ou seja que são feitos num certo estado de vigília, ou seja ainda, que não correspondem a sono de profundidade, daqueles que se acorda com a sensação de que se esteve acordado a dormir, ou se dormiu acordado, se é mesmo que algumas vez estamos acordado, ou ainda se alguma vez dormimos quando dormimos, pelo menos na forma com entendemos o significada aparente deste acto que corresponde a cerca de um terço da nossa vida

A homem min homem a am ad ao pub li cara principe á circulo dia se primeira eva muito cruz ava e me us olhos se fe semi circulo homem ava maior che i os de son in homem os quadrado ua muito do co rato tva as vaso primeira tim a serpente primeira e cruz ra serpente, mas me di serpente se, vo vaso te rato miná sede inglesa primeira circulo ant espanha de ir do rato mir primeiro b oca din homem circulo, p circulo is vo vaso al mocar com me us pa is, e as si maior fi ze dia ep circulo isa do rato me ce, e forte circulo id a quadrado europeu primeira espanha serpente em os em quadrado europeu se par ac e ne maior me ms circulo do rato mir, circulo vaso seja quadrado ue são fe it os muito primeiro ce rato to estado de vi gi li a, circulo vaso seja ian dia a, quadrado ue muito ão co rr ep ps son dia ema son circulo de pr circulo fun dia id e, da quadrado europeu primeira espanha quadrado ue se ac circulo rda com a serpente inglês sa ç ap de quadrado ue se espanha teve ac circulo rato da dia circulo a do rato mir, circulo vaso se do rato mi vaso ac or dad circulo, se é me sm circulo quadrado ue al gum as vaso e zorro est am os ac circulo rato dad circulo, circulo vaso da inda se al g uam vaso e zorro do rato mimo serpente quadrado ua muito do dia or mino serpente, p elo maior inglês os na forma com inglês cruz inglês demo serpente circulo si g ni fi semi circulo ad a ap ar inglês te dia este ac to quadrado ue co rr e p onde ac e rca de primeiro te rato ç circulo da no serpente sa vaso id a

E tive um sonho lindíssimo, estava ali subindo a avenida depois de passar as arcadas do aqueduto das aguas livres e talvez porque a agua e os seres serem sempre livres, de repente comecei a voar, com uma espécie de volta, vertical take off and landing, e o que era divertido, é que aquilo era a pilha, uma pilha assim redondinha como um barril, e muito levezinha, depois trazia um eixo vertical, com uma hélice como os aviões de elástico, e assim era , pois aquilo quase não fazia barulho e era muito levezinho, e subia e depois com a arte do vento e das correntes acabava pro conseguir com aquela pilha de elásticos chegara mesmo ao algarve à praia, e ia feliz, não só com o feito, mas porque era leve aquele voar, e tinha que se combinar a inteligência com a força do motor, e passava assim rentinho as copas das arvores, e todo aquele voar era muito devagarinho, e simultaneamente muito controlado, a meu lado , ia alguém mais novo, como um filho, ambos lá chegamos, e ficamos muito contentes, na realidade, depois de acordar, lembrei-me de ver um jovem israelita que apresentara uma bela solução de baterias que se põem e se tiram por debaixo do chassi dos carros, nos postos de abastecimento com um piston que faz assim de vai e vem, e eu ao ver aquilo, me dissera, que belíssimo rapaz com uma belíssima solução, bem natural, um vai vem gostoso de energia, como sempre é, só fiquei a pensar, devia ele tirar a gravata que trazia que lhe dava assim um ar muito executivo e ficara certamente mais belo sem ela, e os amantes não são estúpidos nem julgam os outros pelas aparências da gravatas, depois vira ontem uns vídeos dos rapazinhos do sessenta minutos, que fazem assim tic tac, onde curiosamente davam conta de uma serie de protótipos de aviões pessoais assim como se pensou desde os anos cinquenta, e uma boa noticia, que a nasa desenvolvera um processo que permite a gestão de muito trafico aéreo em simultâneo, o que era um dos principais óbices a este tipo de desenvolvimento, vira as belas maquinas voadoras, e todas elas guincham e gritam muito, razão porque sempre gostei muito dos planadores, dizia o belo rapaz depois de se ter montado num, que a elevação vertical, era assim tipo zen, mas com aquele barulho dos rotores pelo que se ouvia, seria um zen tipo punk, por falar em barulho, alguém agora pegou num berbequim la em cima por um só instante, como que a dizer, um furo, ou alguém a furar, ou alguém furou, muito gostam muitos de andar a fazer furos, eu por mim, melhor mesmo vai vem, e avião movidos a velas de vento solar e beijos de sol, e que incrível, muito leve, com asas muito compridas que era a pedais

E cruz iv e primeiro son homem circulo li muito di si mo, est av primeiro li serpente ub indo primeiro ave ni da dia ep circulo is de pa ss sar as primeiro rca dia as do primeiro quadrado europeu du to das primeiro gato ua serpente li vaso rato espanha e cruz alvez por quadrado ue primeiro agua e os ser espanha se rato em se mp rato e li vaso rato espanha, de rato ep inglesa te co me ce ia vo ar, com uma espanha pe cie de vaso primeiro to, vaso e rato tic al cruz ak e circulo ff and lan din ge circulo quadrado ue e ra di vaso e rato tid circulo, é quadrado ue primeiro quadrado serpente emi circulo ilo e ra ap ilha, uma p ilha serpente si m red don din homem primeiro c omo primeiro bar rato i le mui to primeiro eve zorro in homem primeiro, dia ep circulo is cruz ra zorro ia primeiro e ix circulo vaso e rato tic al, com uma he primeiro ice c omo os avi õ espanha de e primeiro as tic circulo , e as si m e ra , p circulo isa quadrado serpente emi circulo ilo quadrado serpente emi circulo ase muito ão forte az ia bar serpente emi circulo primeiro homem oe e ra mui to primeiro eve zorro in homem oe serpente dupla emi circulo bia e dia ep circulo is com primeiro arte do vaso inglesa to e das co rr inglesa te serpente ac ab ava pro co ns e gui rc om primeiro quadrado europeu primeiro do primeiro da p da ilha de e la serpente tico serpente che gato ra me sm circulo ao al gato ar ve à p raia, e ia fe li zorro, muito ão serpente ó com circulo fe it circulo, mas por quadrado ue e ra primeiro eve primeiro quadrado europeu le vo ar, e tinha quadrado ue se co m bina ra intel i gn cia com af circulo rça da m oto rato, e passa vaso primeiro as si m rato inglesa cruz in homem circulo as cop as das ra vo rato espanha, e todo primeiro quadrado europeu le vo ar e ra mui to dia eva gato ar in homem circulo, e si mul cruz ane am inglesa te mui to c on cruz rola do am europeu primeiro ad circulo , ia al gato europeu m ma si muito ovo, co mo primeiro fil homem circulo, am os primeiro á che gato primeiro ´ ram serpente circulo, e fi c am os mui to c on cruz inglesa te serpente, na rato e la id ad e, dia ep circulo is de ac or dia ar, primeiro inglesa segundo rei da sede inglesa me de vaso e rato primeiro jo vaso em is ra e li cruz primeiro quadrado ue ap rato espanha inglesa tara uma be la sol serpente emi circulo sao de bate ria serpente quadrado ue se poe me se cruz iram por de ba ix circulo do c homem as si dos car ro serpente, no serpente p os cruz os de ab as te cie mn to serpente com primeiro ps it on quadrado ue forte az as si m de vaso primeiro i e vaso e me europeia ao vera quadrado serpente emi circulo ilo, me di ss e ra, quadrado ue be li ss i mo ra p az com uma be li serpente si ma sol serpente emi circulo sao, segundo em nat serpente emi circulo ra ç primeiro, primeiro vaso primeiro iv em gato os cruz os circulo de ene rato gi primeiro, co mo se mp rato e é, só fi quadrado europeu ia p inglesa sar, de vaso ia el e ti ra rato primeiro gato rav at primeiro quadrado ue cruz ra zorro ia quadrado ue primeiro he dia ava as si m primeiro ar mui to e x e c cruz ivo e fi cara ce rta mente ma si segundo elo se m e la, e os am ant espanha muito ão são est serpente emi circulo pido serpente ne m ju primeiro gato am os circulo serpente emi circulo cruz ro serpente pe la serpente ap ar inglesa cia serpente da gato rav at as, dia ep circulo is vaso ira on te mu ns vi de os dia os ra pa zorro in homem os do se ss inglesa cruz minu cruz os, quadrado ue forte az em as si m tic cruz ac, onda cu rio sa mn nete da vam conta de uma se rie de pr oto it ip os de avi circulo espanha pe ss circulo primeiro is as si m co mo se p inglesa serpente circulo serpente emi circulo dia espanha de circulo san os c in quadrado serpente emi circulo inglesa ta, e uma bia no tica, quadrado serpente emi circulo ana sa de serpente inglesa vo primeiro vera primeiro pr circulo c ess circulo quadrado ue pe rato mite primeiro gato espanha tao de mui cruz dupla raf i co primeiro e reo em si mul cruz ane circulo, circulo quadrado ue e ra primeiro dia os pr inc ip primeiro is ob i cesa este cruz ip circulo de serpente inglesa vo primeiro vi m inglesa to, vaso ira as be la serpente ma quinas vo ad circulo ra se todas e la serpente gato serpente emi circulo inc homem me gato rita m mui to, ra zorro ao se mp rato e por quadrado ue gato os te i mui to do sp primeiro ana dor espanha, di zorro ia circulo segundo elo ra pa zorro dia ep circulo is de se cruz rato e mo muito cruz ad circulo muito primeiro, quadrado ue primeiro el eva sao vaso e rato tic al, e ra as si m cruz ip circulo zorro inglesa, m as com primeiro quadrado europeu le bar serpente emi circulo primeiro homem circulo dos rato oto rato espanha p elo quadrado ue se circulo serpente emi circulo vaso ia, se ria primeiro zen cruz ip circulo p un k, por fala rato em bar serpente emi circulo primeiro homem circulo, ak gato europeu m primeiro gato or ra pe gato circulo un primeiro be rb e quim la em c im ap or primeiro serpente ó in serpente cruz ante, c omo quadrado ue primeiro di ze rato, primeiro forte ur circulo, vaso do circulo al forte serpente emi circulo ema fu rato ar, vaso do circulo al gato europeu m fu ro serpente emi circulo, mui to gato os tam mui to serpente de anda ra forte az e rato fu ro serpente, europeu por mim, me primeiro hor me sm circulo vaso primeiro iv em, e avi ao movido sa vaso e las de vaso inglesa to sol ar e bei j os de sol, e quadrado europeu primeiro inc rato iv el, mui to primeiro eve, com as sas mu serpente emi circulo it co mp rid as quadrado ue ra primeiro pe da is


Um dos ecos síncronos mais importantes que se deram ao texto, fora na russia na véspera de um jogo com uma equipe inglesa, onde o senhor na conferencia de imprensa, falava que a policia inglesa lhe tinha dado uma lista dos perigosos holigans, fora na relva que a vira, quadrados de relva verde eram postos na terra, assim se fazia um tapete todo novinho para o jogo, uma empilhadeira com duas garras os colocava, e ao lado, um instrumento que era como um pêndulo, no chao da relva repousava, o pêndulo me remetera para o primeiro espelho que dele aparecera, uma cruz que aparecera no video em que te falo deitado, o pêndulo, ou melhor o movimento pendular que a mao faz, é no nadir, e a equação que naquele momento reflicto, a cruz, e sobre os distintos modos de ver entre o oriente e ocidente, a horizontal, e entre o zénite e o nadir, sendo que o pêndulo no nadir se desenhou, agora no eco, o contexto se alargava, a relva, as crianças, o pêndulo a foice, o pêndulo de foucault, da jovem e nova relva na russia, as crianças de beslan, que de novo tinha no texto aparecido ao tenebroso evento um nova referencia, assim diziam os amados do amor ao ver o visto e o dito e o escrito na correlação em que o correlacionaram, assim parece a coisa remeter para franceses ao sul, ou seja numa ilha que já esteve ou estará ainda sobre o domínio francês, e se reflectirá nos episódios ocorridos aqui no instituto franco portugais, em Lisboa, aqui anteriormente relatados, de um combate que lá se passou

vaso do semi circulo maior do sec os sin semi circulo ron os mai si mp orta muito te serpente quadrado união europeia se de ram ao tec x to, forte circulo do ra na russia na vaso espanhol pera de do primeiro principe circulo do gato circulo do com primeira e quadrado vaso ipe inglesa, onda circulo do serpente inglesa hor na semi circulo on fe ren cia de i mp rato inglesa sa, fa primeiro ava quadrado união europeia a poli cia inglesa primeiro homem inglês tinha dad circulo do primeira li st a dos pe rigo serpente os homem circulo do li gato a ns, forte circulo do ra na rato el vaso a quadrado união europeia a vaso ira, quadrado ua dr ad os de rato e primeiro vaso ave rato de e ram p os t os na terra, as si ms e forte az ia do primeiro t ap e te todo no vin homem circulo do para circulo do principe circulo do gato circulo do, primeira me pi ilha circulo do ra com du as gato ar ra serpente os semi circulo olo semi circulo ava, e ao primeiro ado, do primeiro is muito t rum inglesa to quadrado união europeia e ra semi circulo omo do primeiro p inglesa du primeiro circulo do, no semi circulo homem ao da rato e primeiro vaso ar ep circulo do usa vao p inglesa du primeiro circulo do me rato e met e ra para circulo do pr i me i ro espanhol pe primeiro homem circulo do quadrado união europeia de le ap ae rc e ra, do primeiro cruz que ap ar e ce ra no vi de circulo do em quadrado união europeia te falo de it ad circulo do, circulo do pen du primeiro circulo do, circulo do vaso mel hor circulo do meo vi m inglesa to p inglesa du primeiro ar quadrado união europeia a mao forte az, é no nadir, e a e quadrado ua sao quadrado união europeia na quadrado eu le m oe mn muito to rato e forte primeiro it circulo do, a cruz, e serpente ob reo serpente di serpente tinto serpente modo serpente de vaso e rato inglesa t reo circulo do rei muito te e circulo do cid inglesa te, a homem ori zon t al, e inglesa t reo ze ni te e circulo do nadir, serpente inglesa do quadrado união europeia circulo do p inglesa du primeiro circulo do no nadir se de serpente inglesa homem circulo do ua gato circulo do rato ano e co, circulo do semi circulo on texto se al rato gato ava, ar el vaso aa serpente semi circulo rin ç as, circulo do p inglesa du lo a forte circulo do ice, circulo do pen du lo de fou semi circulo au primeiro t, da jo vaso em inglesa ova rato e primeiro vaso ana russia, as semi circulo rato ian ç as de bes primeiro an, quadrado união europeia de muito ovo tinha no te x to ap ar e semi circulo id circulo do ao t ene br is circulo do eve muito to do primeiro muito ova rato efe ren cia, as si m di z iam os am ad os do ama or ao vaso ero vi serpente to e circulo do dito e circulo do espanhol semi circulo rito na correlação em quadrado união europeia circulo do co rr e la cio na rato m, a serpente si m par e ce ac co isa rato e met ra para fr anc espanhol e sao sul, circulo do vaso se principe a nu ma ilha quadrado união europeia principe á est vaso e circulo do união europeia ts serpente rá a inda serpente ob reo do mini circulo do fr anc espanhol, e se rato e forte primeiro e semi circulo ti rá no serpente e pi só di os oco rato rid os a quadrado ui no in serpente titu to fr anco portu gai serpente, em lis ba ,a quadrado vaso i ant e rio rato mente rato e primeiro at ad os, de do primeiro co m bate quadrado união europeia primeiro á se passo i vaso

O outro que não entrou no anterior texto da interpelação ao senhor mega, fora um dizer, que lhe ouvira no programa que acertara num outro dizer das palavras do texto maior, o ultimo, o da madrugada de sexta feira, o pat do rocio, o pa da cruz do rocio, ou seja em espanha, o ro do cio, dizia o senhor que ele morava ali nos restauradores e que ia aos fins de semana ali ao pé do rossio comprar os jornais, ora ali estava o pat, ou pa do palácio foz, onde moram os bandidos que roubam os registos do estado feitos pelos autores a trocos vários, dizia em dia recente capa de jornal, um ex ministro, o que nos devia preocupar era precisar de ter um cartão do partido ou da confraria para se puder fazer um negócio neste país de corruptos, e se assim é esqueceu-se porventura de dizer, como se resolve, visto as putas dos partidos e das confrarias estarem tambem pelos órgãos de justiça, como escrevia um outro, talvez começar a dar umas martelados nos dedos mindinhos dos incompetentes, que nem o são, chame-se as bestas pelos seus nomes, corruptos, ladrões e assassinos impunes!


O outro quadrado uniao europeia muito cão inglês cruz ro un circulo ant e rio rato texto da in te rp e la sao ao serpente inglês hor mega, forte circulo ra primeiro di ze rato, quadrado uniao europeia primeiro he circulo vaso duplo da ira no pr circulo gato ra zorro maior quadrado uniao europeia ac e rato tara muito primeiro circulo vaso cruz ro di ze rato das pala v ra serpente do texto maio ro vaso primeiro tim oo da madruga dad e se x ta feira, circulo pat do ro do cio, circulo pa da cruz do roc i circulo, circulo vaso seja em espanha p anha, circulo ro do cio, di zorro ia circulo serpente inglês hor quadrado uniao europeia el e mor av a al i nos rato espanha tau ra dor espanha e quadrado uniao europeia ia aos fi ns de se mana al i ao p é do ro serpente sio co mp rato ar os jo rna is, circulo ra al i est ava circulo pat, circulo vaso pa do pal cio forte oz, onda mor am os ban d id os quadrado uniao europeia ro vaso bam os re gi serpente to serpente do estado fei to serpente p elo serpente au tor espanha at roco serpente vaso à rio serpente, di za em dia rec muito tec ap a de jo rna primeiro, primeiro e x ministro, circulo quadrado uniao europeia no serpente de v ia pr e circulo cup ar e ra pr e cisa rato de ter primeiro ca rato tao do par cruz id oo vaso da c on fr aria para se p vaso de rf az e rum ne gato ó cio neste pa ís de co rr vaso pt os, e se as si m é espanha quadrado eu ceu da inglesa se por v inglês cruz ur a de di ze rc omo se rato e sol v e, vi serpente to as p vaso cruz as dos par ti d circulo se das c on fr arias est ar em cruz am b em p elo serpente circulo rato gato ã os de ju serpente ti ç ac circulo mo espanha c rato e v ia primeiro circulo vaso cruz ro, cruz alvez co me ç ar ad ar umas mar te primeiro ad os nos de d os min din h os dos inc circulo mp e cruz inglês cruz espanha, quadrado uniao europeia ne m circulo são, c h ame inglesa se as best as p elo serpente se us no mes, co rr vaso to serpente, primeiro ad rato onda sobre o circulo espanha e as sas sino serpente i mp un espanha e p on to e x circulo primeira mação


E seguiam assim as notas,

Dois corações um dentro do outro, como símbolo de coisa gelada, se bem que a mim mem apareça assim sempre mais assunto doce e quentinho aconchego aconchegante,

E se gui iam da manhã as sima serpente noras,

Do is cora semi circulo de corte do circulo espanhol e primeiro dia da cruz inglesa to do ro do circulo do ur to, co mo serpente em segundo do duplo circulo e co isa ge primeiro da ad ase sg segunda em quadrado ue da primeira mim me maior ap ar eça as si dam da ami or se mp rato ema is do as sun to do cee quadrado vaso inglês cruz em homem do circulo do ac em che gato circulo do ac em che gate formiga da primeira uva da te,

Circulo do lá serpente do duplo seis do falo do abaco, do ab ac ao circulo feijoada, ou seja do brasil, fe e jo da ad primeira, brasilia, medalha de oiro ao peito, bra si ia do quadro vermelho e branco da chávena da lua para cima deitada, provavelmente morta, da leitura dos búzios do ka da fé, itv gala sacos bros ponto maior ac l ine bed de noventa e um , espanhol pe cia do angulo da fe ira da electrónica, onze da virgula da dupla da trindade, vaso do x vermelho e preto be lei rei ro restaurante nepales do bebe de chapéu vermelho ao colo de sua mãe anka, loira preta com, circulo da ap oio da junta do prazeres cinquenta e oito de noventa e nove x a fiat prata frutaria id dea angulo sarmento hexágono dos ovos amarelos cu id dad os de noventa e seis vaso da p da chaveta do gato fer da publicidade gás edp traços em quatro s emi círculos cantores

Cir cu primeiro do primeiro á serpente do duplo seis do falo do a baco, do ab ac ao circulo feijoada, ou seja do brasil, fe e jo da ad primeira, bras i li a, med alha de oiro ao pei to, bra si ia do quadro vermelho e branco da semi circulo homem ave na da primeiro ua para cima de ita d a, pr ova v el mente mo rta, da lei cruz vaso ra dos segundo vaso zorro io serpente do ka da fé, it v gala serpente ac os bro serpente por n to maior ac primeiro ine cama de no v inglês cruz a e um , esa pn hol pe cia do ang vaso ç p da fe ira da el e semi circulo cruz rato oni ca, on ze da vi rato gula da d up la da trindade, v as o do x vermelho e pr e to be lei rei ro rato es tau ra n te ne pal es do bebe de semi circulo homem ap eu vermelho ao semi circulo olo de serpente ua mãe an ka, loi ra pr eta com, circulo da ap oio da junta do pr az e rato es cin quadrado vaso inglês ta e oito de no v inglês cruz a inglês o v e x a fiat pa rata fr vaso cruz aria id dea inglesa gula sarmento he x a g on o dos ovos am ar e primeiro os cu id dad os de no v inglês ta e se is v as o da p da semi circulo homem ave ta do gato fer da p un li cidade g ás e dp cruz ra ç os em quadrado au cruz ro serpente emi cir cu primeiro os can tor es

Kuwait flor en tin al can tara xp dentre ista maio mês do co raçao do ze t win port corsa de noventa da bl, cinquenta e quatro do circulo sexto do circulo quarto, cd s uk do euro invertido rato peixe, da farmácia verde da coca cola da modesta de pampulha em pé rio bona muito as snack i dez nicola noventa, home Y com day vaso setenta e cinco dia seis de noventa e três renault negro t wing , setenta e nove, circulo sexto do circulo do homem do taxi, o grupo musical, antigo bate rato a válvulas, oitenta e um , segundo do sexto de setenta e dois da noventa e quatro a noventa e dois sa, serpente ibiza muito do segundo do primeiro do terceiro da primeira estrela do duplo vaso, que levou a fabiana contra mim, o florescente da régua, douro, na serpenet inglesa na praia em salema, a praia do crocodilo que a menina mostra como rainha da praia, a das sandálias doiradas que a bela gisele no outro dia mostrando me recordava, da fortaleza quatorze da serpnet vermelha max sm o da cova da moura gás, seis do set do duplo circulo da ré da zara, vinte e um kapa do vaso de sessenta e um, zara reflectia na vieira, circulo do oitavo dgv boa circulo do zé do ponto dos três circulos


Kuwait forte primeiro do or inglês cruz em al can tara x p dia inglês cruz re is ta maio mes do cora sao do ze cruz w em port corsa de no vaso inglês cruz ad a b primeiro, cin quadrado vaso inglês cruz a e quadrado eu cruz ro do circulo sex to do circulo quarto, cds uk do euro em vaso e rato tid o rato pe ix e, da forte arma cia verde da coca semi circulo da ola da mode s ta de pam pulha em pé rio bona mui to as sn a ck i dez nico primeiro ano vaso inglês cruz a, home Y com day vaso set inglês cruz a e cin co dia se is de no vaso inglês ta e cruz rato espanha renault negro cruz w ingles , set inglês ta inglês ove, circulo sexto do circulo do homem do taxi, o g rup o mu sic al, ant i g o bate rato ava primeiro vaso duplo l as, circulo e cruz inglês cruz a e primeiro , se g un do dia o sexto de set inglês ta e do is da noventa e quadrado vaso cruz ro ano vaso inglês ta e do is sa, serpente i niza mui to do se gun do dia o primeiro do terceiro da prime ria estrela do dia up primeiro o vaso, quadrado ue primeiro evo ua fabiana contra mim, o flor espanha semi circulo da inglês te da régua, douro, na se rp ene cruz inglesa na p raia em sal ema, a pr aia do semi circulo da roco di primeiro o quadrado ue a menina ms ot ra como rai n h a da pr aia, a das san dalia s do ira dia as quadrado ue a be la gi se primeiro inglês o outro dia mo s cruz ra n do me record ava, da fortaleza quadrado ua tor ze da se rp net vermelha ma x sm o da semi circulo da ova da moura g ás, se is do set do duplo circulo da ré da zara, vin te, cruz rip é e um kapa do vaso de sessenta e um, zara rato e forte primeiro e semi circulo da tica na vieira, circulo do oitavo dia g vaso boa cir cu primeiro o do zé do ponto dos cruz rato espanha circulos


Mulher do furacão da compressa de sintra auto e duzentos com duas pequenas penas na jante de trás da carrinha mercedes fo forte do circulo do ts vinte e três da vi rato da gula do vinte e cinco ge, estava a negociar com todas as estações o de porta aberta, ori gina primeira caneta, leão de prata e verde de sessenta e oito, do sexto da estrela do mr, sex ro, o da porta aberta do passado do falo da estrela, o arco do dentista de chapéu, do terceiro do quadrado invertido do principe do bandeira ponto de e x c la maçao do quarto dó do primeiro da couve flor invertida do ponto das duas ondas que se cruzam, cobras, do quadrado da cobra terceira E , invertida, tridente sense sem do traço do circulo mr, dos ferrie , circulo sexto van tec pancadas duas, no angulo dos tectos, ford azul vesica prata e negra branco dos ra do onze serpente dois pontos em diagonal as serpente Y do vaso da p real , pr ot e c das finanças azul aqueduto cinquenta e seis do primeiro do sexto da g b, leão prata e vermelho de noventa e cinco do ze , cento e seis color raro serpente setenta e um dn de sessenta e oito, losango prata e cinza , quadrado do sexto do dezasseis pr homem do rei do triplo circulo do sexto , da terceira do circulo de setenta e sete pb, volvo vaso quarenta do auto sueco, pomba nas aguas da furtado, provável em frança

Mul her do f ur ac sao da k o mp r ess a de sin t ra auto e du zen to s com duas pequenas p en as na j ante de t rá s da ca rr in h a mercedes forte do forte do circulo do ts vinte e três da vi rato da gula do vinte e cinco ge, est ava am ego cia r com todas as est aç o es o de p orta ab e rta, ori gina primeira caneta, lea o de p rata e verde de sessenta e oito, do sexto da ester la do mr, sex ro, o da p orta ab e rta do passado do falo da estrela, o arco do den t ista de c h ap eu, do terceiro do quadrado invertido do principe do bandeira ponto de e x c la maçao do quarto dó do primeiro da co uve flor ine v r tid a do pn to das duas ondas que se c ru z am, cobras, do quadrado da cobra terceira E , invertida, tridente s en se sem do traço do circulo mr, dos ferrie , cir cu l os e x to van tec pancadas duas, no angulo dos tectos, ford azul ve isca p rata e negra branco dos ra do onze serpente do si pontos em si a g on al as serpente Y do vaso da p real , pr ot e c das finanças azul aqueduto cinquenta e seis do primeiro do sexto da g b, leão prata e vermelho de noventa e cinco do ze , cento e seis color rato serpente setenta e um dn de sessenta e oito, losango prata e cinza , quadrado do sexto do dez a se is pr homem do rei ip l o t rip l o circulo do sexto , da terceira do circulo de set en te e set e pb, vo l v o vaso q au r en ta do auto sueco, pomba nas aguas da furtado, pr ova v el em frança


Ah a lua no ceu toda alva e redondinha no ceu ainda não se deitou neste final de tarde azul poente rosa de andorinhas a voar, e pequenas nuvens na esfera celeste bem ao perto no horizonte, nas aguas furtadas, o senhor, abre sobre a janela do telhado o grelhador, com um balde vermelho a seu lado

triângulo do homem primeira lu ano circulo c eu toda alva e red on din h ano circulo eu primeira inda muito cão se de it toy neste forte ina primeiro de cruz arde az vaso primeiro poe muito te rosa de and ori muito homem as primeira vo ar, e pe quadrado vaso inglês as muito vaso duplo e ns na espanhola fera ce primeiro e se do segundo em e ao pe do rato to no homem ori zon te, nas primeira gatas ua serpente furtadas, circulo serpente inglês hor, ab rato e serpente do tam pao rea princesa ane la do tel homem ad oo gato rato e primeiro homem ad or, com, primeiro bal dia de eve rato mel homem circulo as eu primeiro ad circulo

Da churrasqueira do livramento, o cheiro que me sobe agora às narinas é de frango a assar, no pateo da casa de goa, a senhora estende a roupa no beiral, as andorinhas voam contente e livres em seus alegres chilrear, acabou uma de me passar a rasar aqui à minha frente, dois palmos seria a me cumprimentar, brincam assim com as asas e parecem apitar com apitos de futebol, desenharam o desenho no ceu assim a me mostrar,

Dia ac homem ur ra serpente quadrado europeia ira do li vaso ra m inglês to, circulo che i ro quadrado ue me serpente ob e agora às e rina serpente + e de fr e goa as sar, no pa teo da circulo asa de goa, a serpente inglês hor a est inglês de a r o up ano bei ra primeira, as na do rin homem as vo am circulo on cruz inglês te e li vaso rato es em se us alegre serpente chi primeira rea rato, ac ab circulo vaso primeira de me pa sara ra zorro ar a quadrado vaso i à min homem a fr ente, do is p primeira amo serpente se ria am e cu mp rim inglês cruz ar, br inca m as si m com as a sas e par e ce m apit ra com a pi to serpente de f vaso te bo primeira, d ep circulo is me de serpente inglês homem aram circulo de serpente inglês homem circulo no circulo europeia am circulo st rato ar,

Desenharam uma espiral no sentido das horas, , depois uma serpente e depois uma onda dupla, como caças , um atras de outro em combate imaginários a lutar , ou a brincar como a lutar, de repente parecia o ceu sobre inglaterra em quarenta e cinco, ou quatro, um spitfire e um messerchimit a fazer paralelos o desenho de uma onda cujo fim sobre si mesmo se curva

dia espanhol inglês homem ram primeira espanhol pira primeiro no serpente inglês tid circulo das hor as, , dia ep circulo is primeira serpente e dia ep circulo is primeira onda dia up la, como semi circulo aç as , primeiro at ra serpente de outro em com bate i magi n á rio sa primeiro vaso cruz ar , ou da primeira br inca rato semi circulo omo da primeira lu cruz ar, de rato ep inglês te par e cia circulo semi circulo eu serpente ob rato e inglaterra em quarenta e cinco, ou quatro, primeiro spi cruz fire e primeiro me ss e rato semi circulo hi mit da primeira f az e rato p ar e primeiro os circulo de serpente inglês homem circulo de primeira onda semi circulo vaso principe circulo fi maior serpente ob re si me serpente mo se semi circulo ur vaso da primeira

as nuvens se deslocam ao lado do braço direito do Cristo, uma delas parece uns lábios do can to do lis count dos falos dos dois triângulos que por baixo dele estão, a onda do poço da morte, assim me parece de novo as andorinhas me contar, as motos do carro aislam, com musica alta a passar, tecto de abrir abi do roof

as muito pássaro vaso rato ns se de serpente primeiro ocam, a navalha de ockham, circulo ck kapa do ham do homem da manha, ao primeiro ad circulo do br aço di rei to do Cristo, primeira de dia e la serpente par rato ce pássaro ns primeiro á bi os do can to do li serpente co un cruz dos falo serpente dos do is cruz r ian gulas quadrado ue por ba ix circulo de le est ao, a onda do p circulo ço da mor te, as si maior me par rato ce de bo vo as and ori muito h as me c on tara, as maior oto serpente do carro a is primeiro am, com mu sic a al cruz aa passa r, rato tc to de ab r ira bid circulo ro circulo forte

uma pomba passou um instante em cima da antena grelhador da churrasqueira do livramento, o candeeiro aqui se acendeu, nas arvores das flores vermelhas, onde os meninos pequeninos põem as pedras am seu interior, a senhora negra e rosa sai de casa para a rupo no varal estender, o seu gato castanho de rabo alçado a correr a saudar, já há fogo no grelhador sobre as telhas das aguas furtadas

uma p circulo mba passo vaso primeiro i ns cruz ante em semi circulo ima da ant inglesa primeira gata rato e primeiro homem ad or da semi circulo homem ur rato serpente quadrado vaso ira do li vaso ra maior inglesa to, circulo can di ero primeira quadrado vaso ise ac inglesa de vaso, muito as ar vo rato espanha das flor espanha vaso e rato me primeiro homem as, onda os me nino serpente pe quadrado vaso inglesa in os poe maior as pe dr as am serpente eu in te rio ra serpente inglesa hor primeira ne gata ra e rosa sai de cc asa para ar up circulo no vara primeiro est inglesa dia ero serpente eu gata at circulo ca serpente cruz anho de ra bo al semi circulo de serra do sado primeira co rr e ra serpente au dia ar, principe á homem á gata forte circulo gata circulo no gata rato e la homem dor serpente tam pao rea serpente te homem as das primeira gata ua serpente forte ur cruz ad as

o avião vem com a espada erguida marca o ponto vermelho no bono x da direita da coluna direita da ponte, no vaso superior do x, p da cas de goa, a jovem que entra agora no bmw cinzento com meias vermelhas ganga e preto, primeiro do set e dia do quadrado da estrela, do angulo antigo nas telhas, zona das docas

o av ia circulo vaso em com a espanhola pada e rato guida maior serpente rca circulo onze do ponto vermelho no bono x da di rato e tita da co primeira una di rei cruz ad primeira ponte, no vaso serpente da up e rio rato do x, p dia ac asa de goa, a princesa da ove maior quadrado ue inglesa cruz ra agora no segundo duplo vaso maior doc em zen to com meia serpente vaso e rato mel homem primeira sm gan g a e preto, pr e me e ro do set ed quadrado da ua do dr quadrado ad do circulo da estrela, do angulo anti gato em às telhas, zon ad as da doca serpente

ip ps serpente de vila real eu vaso circulo dia ps , seis do circulo bra serpente do circulo do vaso da fisioterapia bar alho da atl serpente , angulo da primeira serpente dos tempos livres, inatel

zélia gatai, esposa de jorge amado, faleceu com um cancro as noventa e um anos de idade

pat rocio, ou par do rossio, o mega ferreira no programa da tv a dizer que vivia ali ao lado nos restauradores

o homem de alvalade com relaçao a roma, é o pedro santana lopes, que um dia apareceu numa foto a dor uma nossa senhora ao papa quando passou em breve brevíssimo pelo governo, logo foi ele todo pimpão a visitar ao papa, depois o papa morreu, ou seja, deverá trazer tambem relação com o grupo por detrás da sua morte

circulo homem do ome maior de alva primeiro ad e com relaçao a rato oma, é circulo pe dia ro santana lopes, quadrado ue primeiro dia ap ar e c eu numa f oto ad or da dor da uma no serpente da sa serpente inglesa homem do circulo duplo do ra ao papa quadrado ua muito da pa do ss circulo da ue maior br eve br e vi ss i mo p elo gato v e rato no, primeiro circulo gato circulo f circulo i el e todo pim pao a vaso isi da sitar ao papa, dia ep circulo is circulo pa ap a mor rato eu, circulo vaso seja, dia eve rá cruz ra ze rato cruz am b em relação com circulo gato rup circulo por dia e cruz rá serpente da serpente ua mor te

e serpente que tentou a minha morte, a se rp net mor da ua da teresa, pim , de tiro no pão, ou seja, no meu Corpo, como sua mão desvelava na fotografia do congresso de todas as encenações, ele em cima na tribuna com a mão em gesto de pistola e de tiro

e serpente q ue t en to ua min h a mor te, a se rp net mor da ua da teresa, pim , de tiro no pão, ou seja, no me u Corp o, co mo s ua mão d es v el ava na f oto g raf ia do c on g r ess o, lei te da vaso a kim homem pr i e miro do dinheiro, presume-se, de todas as encenações, el e em cima na t rib un a com a mão em ge s to de pi s t ola e de tiro, Grécia

a bela menina penelope das redes de seu amor feitas ao pescador, assim na praia me mostrou, que bela estava como sempre, que belas perninhas assim delicadas e finas trás com aquele seu ar meio andrógino cada vez mais feminino, aqueles olhos grandes de arregalar, arregalados, negros de poços sem fim de paixão, a paixão quente das senhoras quentes das terras hermanas, que nos filmes cortam homens aos pedacinhos e os põem am arcas congeladoras, ao que parece, pois ainda não saiu no jornal e ainda deve demorar, que bela ela é, que me derreto a vê-la só de a olhar e em seu dizer, assim li a história que o amor ao momento me cantou

ab e la me nina p ene primeiro circulo pe das red espanha de se vaso am or fei cruz as ao p esca dor, as si mna pr aia me mo serpente cruz ro vaso, quadrado ue be primeiro a e tsa vaso ac o mo se mp rato e, quadrado ue be primeiro as pe rato nin homem a sas si maior deli semi circulo ad ase f ina serpente cruz rá serpente com a quadrado eu primeiro e serpente eu ar mei circulo and ro gin o semi circulo ad a vaso e zorro mai serpente fe me nino, a quadrado eu primeiro espanha olhos gato rand espanha de ar rato e gala ra rr e gala dia os, ne gato ros de p circulo ç os se maior fi maior de paixão, a pa ix ao quadrado vaso inglesa te da ss inglesa hor as quadrado vaso inglesa te serpente das serpente te rato ra serpente her manas , quadrado ue no serpente fil mes co rato tam homem ome ns aos peda ç in homem os e os po em am arcas semi circulo on ge primeiro ad circulo ra sao quadrado ue par e ce, p circulo isa inda n ão sa i vaso n circulo jo rna primeiro e a inda dia eve demo rato ar, quadrado ue be primeiro a e la é, quadrado ue me de rr e to ave da inglesa de la serpente ó de a olhar e em serpente eu di ze rato, as si maior li a homem is tó ria quadrado ue circulo amo ra circulo mo maior inglesa to me can to vaso

a vicky cristina de barcelona e gata seis do Y a película da isa da ilha canárias, el e do ângulo do apostolo circulo real de paris e gato Y slim cor set, a pérola no x nas asas do toiro azul , a alça negra do toiro

a vi ck y cris t ina do bar do celo na e gata da se is do Y a pe li cu primeira da isa da ilha can árias, el e do em gula do ap os tolo do circulo real de paris e gato Y serpente primeira em cor set, a pe rola no x nas a sas do toi ro az u la a um da sa ne gata do ra do toi ro

a faca da manteiga, ou da vaquinha do dinheiro que marca o zorro, o ponto vermelho da cauda das folhas de palma, o galo dos cinco circulo anka da pesca à linha com a pulseira de diamantes, assem mostra as palmeiras , o ponto vermelho , o reflexo na lente do Y do maçon primeiro da asa que penetra a Y dois são os picos apontados ao tapete da parte por detrás da palmeira

af aca da man te i g a, o u dava quin homem ad circulo do din homem inglês e ro quadrado ue maior da rca circulo do zo r ro, o ponto vermelho da semi circulo au da d as forte do circulo primeiro home as de palma, o gato alo dos semi circulo da inc do circulo do cir do cu do primeiro circulo anka da p esca à li muito homem a c om ap vaso primeiro da se ira de dia do home ingles da te serpente, as da se maior mo serpente da cruz e ra as pal me ira serpente , o ponto vermelho , or e forte primeiro e xo na lente do Y do maçon pr i me i ro da asa quadrado ue p ene cruz ra a Y do is são os pi co s ap on cruz ad os ao cruz ape te da par te por de cruz do rá serpente da pal mai ra
´
quem aparecia em dia recente com um olho deitado abaixo aqui, era o poeta na ar a passar

as unhas negras da mao do toiro do corte da tesoura ce ana artiz and ot her serpente rato eve al homem circulo do duplo vaso da cruz do home inglês Y ove rato co da me st rato ess sexto gato e cruz , cruz do homem inglês sc oo p no duplo vaso da seta amarela na ilha do gato de lo m com em mi ley cyrus

as un homem as da ne gata do ra serpente da mao do toi ro do co rte da rata e soura ce ana ar ti zorro e ot alemã serpente rato eve al homem circulo do semi circulo da up primeira do circulo do vaso da cruz do home inglês Y ove rato co da me st rato ess sexto gato e cruz , cruz do homem un gato primeiro do maçon ês sin c ron is mo do duplo p no dia da up p rim e ria do circulo das ovas do circulo da serpente eta am ar e la na ilha do gato de primeiro om com em mi ley semi circulo do y rato tio us

ana na ava do leito da cruz Y seguida de duas mais , cruzes, do telefone de prata da pixar, dois reflexos na esquina do espelho cor de rosa aguas , ps, o leito das duas estrelas negras no seios e do rectângulo negro deitado nas aguas da vesica do delta, o nilo, a pulseira branca de dois semi circulos , a cobra do fio pixar, dos omegas invertidos, nude scandal , candal, o do ps, ph oto ra muito kapa seis do cardeal, o da casa havaneza, da baiana da casa de havana, m vaso ac circulo tio ning in costa rica at the br circulo kapa inglesa em br ac espanhol, ph oto ca do onze do traço em madrid, dia ee st ra da duplo vaso we, circulo combói pb Y do vaso para cima virado em fogo, de dois traços que se juntam e fazem um angulo à direita, da mao que agarra o sexo, dois vasos deitadas com três traços cada um , dois sargentos, ou duas s argentas, , a elevação do ponto sobre o circulo maior, à direita , o circulo no umbigo as duas mãos, at aspas br circulo kapa inglesa em br ac espanhol aspas ph oto ca onze mad rid , os punhos metidos, o que meteu os punhos em madrid

ana na ava do lei to da cruz Y se guida de du as mai serpente , semi circulo ru ze serpente, do tele f one de p rta da pi x ar, do is r e f primeiro e xo serpente na espanha quadrado eu ina do espanha pe primeiro homem circulo co r de rosa a gato ua serpente , ps, circulo lei to dia as du as estrelas ne gato ra serpente no se is oe do rec tan gula ne gato ro de ita dia circulo nas aguas da ve isca do delta, circulo ni primeiro circulo, ap vaso primeiro se ira br anca de do is serpente emi cir cu primeiro os , a cobra do fi circulo pi x ar, dos om ega serpente in vaso e r tid os, nu de serpente candal , can dia al, circulo do ps, p homem oto ra muito kapa se is do cardeal, circulo da semi circulo asa homem ava ne za, da b aia ana da semi circulo asa de homem av ana, m vaso ac circulo tio ni n gato in costa rica at cruz he br circulo kapa inglesa em br ac espanhol, p homem oto ca do onze do traço em madrid, dia ee st ra da dia up primeiro circulo vaso we, circulo com boy pb Y do vaso para semi circulo ima vaso ira do em f circulo gato circulo, de do si traços quadrado ue se j un tam e f az em um angulo à di rei ta, da mao quadrado ue a garra circulo se x circulo, do is vasos de ita dia as com três cruz ra serpente ç os semi circulo ad a um , do is serpente argento serpente, ou du as serpente argentas, , a el eva sao do ponto serpente ob reo circulo maior, à di r e sita , circulo duplo no um bi goa serpente du as mao serpente, at a spa serpente br circulo kapa inglesa em br ac espanhol aspas p homem oto ca onze mad rid , os p un homem os met id os, circulo quadrado ue met eu os p un homem os em mad rid em madrid

brasil, o anel negro do avião azul, castanho e marron, da sapato de duas luas invertidas, a gata negra ba base do peito branco e verde , a gravidez vestida de negro, sn ee ze na de sis cruz,

brasil, o ane l ne g ro do avião az u l, ca s t anho e mar ron, da sa pato de du as lu as in v e r tid asa gata negra ba b ase do pei to br anco e verde , a g rav i dez v es tid a de ne g ro, sn ee ze na de sis c ru zorro,

que engraçado, é filha dos cravos, quatro dias depois, se não me falha a memória neste instante, a bela penelope nasceu como rosa cravo vermelho, no cano de uma g três posta por um menino doirado, simbolicamente a tapar o cano com uma flor, uma das mais belas imagens dos tempos do vinte e cinco de abril

quadrado europeu inglês do gato ra circulo de corte no sado, é fil homem ad os circulo do rato dos avos do quadrado au cruz do ro dias dia da ep circulo is, se en mão da me forte al do homem aa me mó ria neste e ns cruz na ante, ab e l a p ene do primeiro do circulo do pe na sin c ron ni s mo do europeu co do mo rosa circulo do rato do avo vermelho, no cano de primeira gata da cruz da espanhola posta, por primeiro me nino do ira do, serpente em bolica que mente em cruz ap ar circulo cano com primeira f l or, uma das mai serpente be la si mage ns dos te mp os do vi n te e c inc o de ab rato e primeiro

ro do quarto om ad na se is do circulo do ba principe do angulo seis do primeiro t r ian gula do x, do a rp ap, das duas linhas que at rave s sam s emi circulo v inda da di rei t a ba ix a e ab rin do em vaso, de rosas do traço q ue en t ra da di rei t a ni s emi circulo, a v ar eta de l u mini o por de ba ix o,

prata da cruz young in can ne serpente espanhola may da bolsa de prata verde, dois semi circulo que se cruzam sobre um rectângulo deitado como uma lamina de uma navalha, dois semi circulos que desenham um símbolo dos peixes em cima da lamina de o c k ham que os cortará , certamente na posição em que se encontram,

P art da cruz y o n g in can ne serpente espanhola may da bo l sa de prata verde, do is s emi circulo q ue se c ru z am s ob re u m rec tam gula de ita do como uma l a mina de uma n av alha, do is s emi circulos q ue de s en ham um s im b olo dos pei xe s em c ima da l am ina de o ck ham q ue os co rta rá , ce rta e mn te na p o si sao em q ue se en c on t ram,

rui rio , as hastes e o pêndulo , Israel e iraque

rui rio , as h as te se o pen du l o , is ra e k e ira q ue

o toiro por detrás de bush, era um toiro americano, um bisonte, era um bisonte que se via como que marrar num pequeno aviao, vou ver a cera bisonte que pis no chão da cas de banha, reza assim, búfalo, ce ra acrílica, ou cirilico, pavimentos ce do rá maçónico am ratos pequeninos, ou do mico, o fadista, a serpente do mico, al to br ilha e resistência, o grupo musical, gato rá da cruz is circulo da estrela do percentil, da estrela criança, mas cores amarelo e vermelho, mrpp, circulo de setenta e cinco ml e , marxista leninista E, a base de polímeros acrílicos de ligação metálica, mais músicos, foi concebida especialmente para dar um brilho excepcional, duradoiro e resistente, à passagem de tido o tipo de pavimentos duros : mosaicos mármores, tijoleira, linóleo , plástico, etc. óptima ainda, na manutenção de brilho em pavimentos de madeira já tratados com DABRI ou outro verniz, mode de usar , remoa os restos de cera antiga da par en te sis, aconselhamos a utilização do decapante de ceras búfalo par en te sis lavando o pavimento de seguida . aplique o produto com um pano húmido ou esponja e deixar secar ( 30 –40 minutos) . em pavimentos novos ou muito porosos, recomenda-se a aplicação de uma segunda camada. Para lavar levar o chao encerrado, utilize um detergente neutro misturado com agua, numero de serie , estrela do meio do onze de quarenta e oito, treze estrela do circulo do segundo do sexto, com três pontos de e x c la maçao , avo, pai e filho, e de um bebe sai um espécie de ziguezague que cobre os quatro, marouço, de uma concha então será, um concha de um ouvido do circulo de setenta e cinco ml, angulo do circulo do setecentos e sete do cento e quinze, do policia antigo

circulo toiro por de cruz ra serpente de bush, e ra primeiro toi ro am erica no, primeiro bi son te, e ra primeiro bi son te quadrado ue se vaso ia como quadrado ue mar rato ar muito primeiro pe quadrado semi circulo inglesa circulo aviao, vo uve ra ce ra bi son te quadrado ue pi serpente no chão da cas de segundo anha, reza as si m, búfalo, ce ra ac rato i li ca, ou cir i li co, pav i me inglesa to serpente ce do rá m ac circulo ni co am ratos pequeninos, ou do mico, circulo f ad ista, primeira serpente do mico, al to br ilha e rato e sis ten cia, circulo grupo mr si cal, gato rá da cruz is circulo da estrela do per c inglesa til, da estrela c rato ian ç primeira, mas cores mar e primeiro oe vermelho, circulo de setenta e cinco ml e , mar x ista primeiro emi ni st primeira E, primeira segundo ase de poli mer os ac rato i li co serpente de li gato aç ap metálica, ma si mu sic os, foi c on ce bid primeira espanha pe cia primeiro e mn te para d ar primeiro br ilho e x ce pc cio muito al, dura doiro e rato e sis cruz inglesa te, à pa serpente sage m de tid oo cruz ip circulo de pa vi e mn cruz os duros do segundo is mosa i co serpente mar mor espanha, ti jo lei ra, lino leo , p primeiro as tic circulo, e tc. O pt i ma primeira inda, na manu cruz inglesa sao de br ilho em pa vi e mn to serpente de madeira principe á cruz rata d os com D A B R I circulo semi circulo duplo semi circulo reo vaso e rato ni z, mode de usa rato , rato emo ao serpente rato espanha to serpente de ce ra antiga ( ac on selha mosa semi circulo tili za sao do dec ap ant e de ce ra serpente segundo semi circulo falo inglesa cruz rato ep ar inglesa tesis primeiro av and oo pa vi m inglesa to de se guida . ap li quadrado ue circulo pr circulo du to com primeiro p ano homem primeiro id circulo ou espanha pe circulo muito principe primeira e de ix ar sec ar inglesa cruz rato ep ar inglesa te is terceiro do circulo do traço de quarenta par en te sis. em pa vi e mn to serpente muito ovos circulo semi circulo mui to po rosos, rato e comenda da sede inglesa primeira ap li caçao de uma segunda cam ad primeira. Para primeiro av ar primeiro eva ro chao inglesa ce rato ra do, semi circulo ti primeiro ize primeiro de cruz rato e gato inglesa te ne semi circulo cruz ro mis cruz ur ad circulo com agua, nu m ero de se rie , estrela do mei circulo do on ze de quarenta e oito, te rato ze estrela do circulo do segundo do sexto, com cruz ra serpente pontos de e x c la maçao , avo, pai e filho, e de primeiro bebe sai primeiro espanha pe cia de zi gato eu za gato ue quadrado ue cobre os quatro, mar circulo semi circulo ç circulo, de uma concha inglesa tao se rá, primeiro c on c homem primeira de primeiro circulo semi circulo vi dd circulo do circulo de setenta e c on co ml, angulo do cir cul do sete c inglesa to se sete do cento e quadrado semi circulo in ze, do poli cia ant i gato circulo

li ro w en c h ua muito y ingles xi vaso bei circulo do home ua maior

a bela Sharapova, me mostra com sua beleza um raqueta que é como um fusível e um vesica invertida cabo negro e asas vermelhas, que terá ligado a rede, as asas vermelhas fazem a ligação, a cadeira de rede semelhante a uma que aqui tenho comprada pela ines na dimensão,

a b e la s homem do ar da ap da ova, me mo s cruz sargento gn ra com serpente ua beleza um ar aqui vaso eta q ue é co mo do primeiro f us iv el e uma vesica in v e rt da cabo negro e primeira das sas vermelhas, quadrado eu da te do rá do li do gado a red e, as da primeira sas vermelhas forte az ema li gato c ac sao, a c a de ira de red e se me primeiro homem ante à primeira quadrado ue aqui da cruz en homem oco do mp ra dp da pe la in es na di m en sao,

depois as notas do acidente do autocarro em londres, sendo que aqui acrescento mais uns aspectos

D ep o isa s n ota s do ac i dente do autocarro em l on dr es, s en do quadrado ue aqui do ac rato e cento maior si vaso ns as pe circulo to serpente


Na imagem vista de cima, na serra que aparece desenhada no asfalto a moto da policia atravessada, desenhando como que um x, dias depois me disse o espirito qu estava aberto quem na policia era responsável, ou fra por este x que terá pela interpretação da imagem marcado um policia, ou melhor, um batedor policia, cruz na mota da polícia no painel das laminas de Alcântara , ou seja no tecto do matt de Alcântara

Na i mage m vi s ta dec ima, na serra q ue ap ar e ce de s en h ad ano as f al to a m oto da poli cia at rave s ad sado, de s en h and o co mo que um x, dias d ep o is me di s se o es pei rito q u e s t av a ab e r to q eu mna poli cia e ra r es pon s ave l, o u fra por este x q ue te rá pe l a in te rp r eta sao da i mage m ma rca do um poli cia, o u mel hor, um bate dor poli cia, c r u z na m ota da poli ca no pai ne l das l am ina s de al can tara , o u se j a no tec to do ma tt de al can tara

Magi ru serpente, três ondas no asfalto desenhadas m, leque da policia do brasil, t anne rato da street dos hor rá north green wich, a bruxa do porto

Magi ru serpente, t r es ondas no as f al to de s en h ad a sm, l e que da poli cia do bra is l, t anne rato da st r ee t dos hor rá north g r ee w w i cha br ux a do porto

Duas arcadas , batman duas azadas no reflexo, a seta branca no asfalto

Du asa rca da s , bat mam du as az ad as no r e f l e xo, a s eta br anca no as f al to

O decimo quinto homem de cinquenta e quatro, to w e r da bridge, br rid do ge rato cento e dezoito, ou grupo onze, oitavo, e rato cor de violeta em Alcântara vermelha, w oman kapa onze ilha d af ter segundo us energia ts cruz rato ee, das duas arcadas do batman no reflexo

O dec i mo q u in to homem de cin q u en ta e quatro, to w e r da br id ge, br rid do ge rato cento e dezoito, ou g rup o on ze, oitavo, e rato cor de vi o l eta nana al can tara vermelha, w oman kapa onze ilha d af ter segundo us ene r g ia ts cruz rato ee, das d asu a r ac ad d as do bata, médico, me mn or e f l e xo

Escrevera a Palavra de penas e de leitos de penas sem elas e de repente ali aparecera frondosa a bela rapariga cujo nome delas vem, se das leves ou das pesadas, não lhe conheço eu a mão,

Es c r eve vera a Pala v ra de p en as e de lei to s de pe ns se m e la se de r ep en te al i ap r e ce r sa fr onda sa a be la ra pa gira u jo no me de la s v em, se das l eve s o u d as pesa d as, ao l he co me ç o eu a mao,

Ali estava ela sacerdotisa egípcia de bela cobra que subia enrolada no permeio dos seis, no osso da ave voadora que faz voar os peitos, que sopra as mordidas no coração, , a que sopra o oiro em seu olhar, dos dois cães do crocodilo negra e parta das aguas do lago,

Al i est ava e la sacor d ot iza e g ip cia de be la cobra q ue s u bia en r l ad o no pe r mei o dos se is, no osso da ave vo ad ro ra q ue f az vo ar os pei t os, q ue s opra as mor di de la s no cora sao, , a q ue s opra o oiro em s eu ol h ar, dos do is do cae serpente doc circulo do roco da di primeira do circulo negra e pa rta das a g ua s do lago, ou seja a nina da oprah

O vaso se fez delta à direita e por uma vareta foi atravessado, um D que é um P que é um triângulo deitado para a direita , a seu lado o vaso branco e oiro, a india do pentagrama, a lili dos raios dois, diga trinta e três, o seio dos raios das marcas da radiação das chuvas reflectidos no passadiço elevado de Alcântara, agora reflectida num outro arquétipo no festival com nome semelhante , a ni me, ou a me da any

O vaso se fez delta à di rei ta e por uma v ar eta f o i at rave s sado, um D que é u j m P q ue é um t r ian gula de it ado para a direita , as eu l ado o vaso br anco e oiro, a in di a do p en t a g rama, a lili dos rai s o do is, di g a t rin ta e t r es, o seio dos raio s d as ma rca s da ra di ac sao das c h uvas r e f l e c tid os no passa di ç o el eva do de al can tara , agora r efe l c tid a n um o u t ro ar q eu t ip o no festival com ni me se me l h ante , a ni me, ou a me da any

A cobra de duas voltas à cabeça lili mais merche, o pentagrama por cima do vaso tapado, o pentagrama amarelo , barra negra que tapa o vaso é a volta sequência de três traços como no peixe de profundidade que aparecia reflectido em antonio pinto ribeiro, mais as marcas, que a bela sacerdotisa mostrara como sendo grupos de três verticais, três horizontais em padrão assim dispostas, em padrão de ana padrão

A c ob r a de du as vo l t as à ca beça lili mais mer he, o p en t a g rama por c ima do v as o tapado, o p en t a g rama am ar e lo , bar ra negra q ue tapa o v as o é a volta se q u en cia de t r es t ra ç os co mo no peixe de pr o fun di dad e q ue ap ar e cia r e f l e c tid o em antonio pinto rin bei ro, ma si as ma rca s, q ue a bela sacor d o t iza mo s t ra rata do co mo se mp o g rup os de t rata es vaso e rata tica si, t rato es home ori zon tais em pa dr º cao as si m di s postas em pa dr cão de ana padrão

A onda do padrão sobreposto do toiro da estrela judaica, das duas raparigas americanas, o botão vermelho no triângulo do ventre , o delta das almas, uma loira e outra morena de costas voltadas, templário na América

A onda do pa dr cao s ob r ep os to do toi ro da est r e la ju d aica, das du as ra pa rigas am erica ana s, o b ota o v e r mel ho no t rian gula do v en t r emo delta das almas, uma loi ra e o u t ra mor en a de co s t as v l t ad as, te mp l ária na am érica

Rato do ponto elevado da esquerda do príncipe rato do ess do traço do circulo , o vaso segundo do angulo do braço , a vesica do cotovelo por detrás, das ondas da serra que se reflectiam mais uma vez no eco do acidente do autocarro em ll londres, por detrás dos triângulo brancos azuis e prime castanho, o Y de dois boto es de quatro circulos bg ros da ana asa esquerda

Ra toi c en do ponto el eva do da esquerda do p rin ipe rato do ess do traço do circulo , o vaso se g ub do dona gula do br aço , ave sic a do c oto v e l o por de t rá s, das ondas da se r ra q ue se r e f l e c t ima mai s uma v e z no e co do acide n te do au toca r ro em ll l on dr es, por de t ra s dos t r ian gula br anco s az u ise prime cas t anho, o Y dd e do is b oto es de q ua t ro circulos bg ro s da ana asa es q eu rda

Ivana trump, de perfil, para ela um instante fiquei a olhar e a me dizer, esta rapariga, trás um perfil próximo ao meu, a bela das penas sem penas, lhe apontava o dedo ao pulso, sua mao desenhava a sombra na sua malinha de mao, como que a dizer, a sombra do pássaro da pulseira cor de rosa, que me remeteu para o chapéu de chuva que encontrara ao pé do jardim do império no chao, abandonado e mei quebrado, dizia-me assim a bela que fora a sombra da Ivana, a moeda dada aos imperadores chineses antes de aquilo de novo tudo tremer, bela de asas de prata sobre alças laranja

Iva ana t ru mp, viana tripé da troupe, de pe rato da fil, para e la um in s t ante fi q eu ia o l h ar e a me di ze r, est a ra pa riga, t rá s um per fil pr ó x i mo ao m eu, a b e la das p en as se m p en as, l he ap on t ava o dedo ao p u l s o, s ua mao de s en h ava a s om br a na s ua ma li n h a de mao, co mo q ue a di ze ra s om b r a do pa ss ro da p u l se ur a cor de rosa, q ue me r e met eu para o c h ap eu de c h uva q ue en c on t r ar a ao pé do jardim do i mp e rio no c h cao, a ban dn ad o e mei q eu br ad o, di z ia da inglesa me as sima be la q ue f o ra a s om br a da iva ana, a m oe da dada aos i mp e ra dores ch ine s es ant es de a q u i l o de n ovo tudo t r em e rb e la de a sas de p rata s ob rea l ç as l ar anja

Depois em dia seguido no espirito o ouvido, a rapariga entrou em pânico e fugiu, e me perguntei, fugiu de onde, da passadeira vermelha certamente, depois de realizar o que assim desvelara, talvez sim ou não, que nem sei para onde fugiu, se fosse para meus braços, certamente saberia

D ep o is em dia se guido no es pi riot oo u v id o, a ra pa riga en t ro ue mp ani co e f u gi ue me pe r gun tei, f u gi u de onde, da passa de ira v e r mel h a ce rta e mn te, d ep o is de rea l iza ro q ue as si m d es v e lara, t alvez si mo u n cão, q ue ne ms e ip a ra onda f u gi use f os se para me us br aço s, ce rta em en t r e sabe ria


Apareceu uma relaçao com china, a partir de dois pontos, o primeiro é uma ocorrência depois de publicar o texto na sexta , onde mais uma vez se referencia o bico negro da direita da minha cadeira, que geralmente costuma cair, desta vez caiu e foi pelo chao até apontar, um caixa de cd que aí se encontra,

Ap ar e ceu uma relaçao com c h ina, a par tir de do is p on to s, o pr i me i ro é uma oco rr en cia d ep o is de pub li car o te x to na sexta , onde ma si uma v e z se r efe ren cia o bic o ne g ro da di rei ta da min h a ca de ira, q ue ge ra l e mn te co s t uma caio r, d est v e z ca i ue f u ip el o chao at é ap on t ar, um ca ix a de cd q ue aí se en c on t ra,

O seu símbolo, aparecia ontem, numa imagem do lixo em Nápoles, donde parece que o bico da china virá ou passará tambem por Nápoles, donde por um italiano, ou por uma história em Itália, bienvenuto metafísica, já aqui referenciado

O s eu s im b olo, ap ar e cia on te, numa i mage m do li xo em n ap ole es, don de par ac e q ue o bic o da c h ina vi rá o u passa rá t am b em por n ap ole es s don de por um italiano, ou por uma h is tó ria em ita li a, bi en v en u to met a f isi ca, j á q eu i r efe ren cia do

a relaçao com Itália se estabeleceu, por uma correlação dupla, depois da publicação do maior texto, o ultimo publicada, se deu um sincronismo, mais uma vez o bico negro, que fora de novo nele mencionado, caiu da cadeira e apontou com precisão, o circulo do dez vermelho sobre barco e preto dez pieces ep ro for man da ce que é pro do circulo do alvo, elevado, cd do traço rato da cruz de cinquenta e dois, o segundo x na estrela, sete duplo circulo maior segundo, muito bom, vi n te da revista valores, e oitenta min ep pro do ro for do homem da ce, tinta laranja desenhado um e, sobre branco sendo que os o do corpo diplomático e pb e o sete do duplo circulo e a min de oitenta vermelhas e brancas rectângulos templários sobre a as o rede en do tal do cd do Rato, referencia ep ro estrela segundo x do duplo vaso do segundo da nómada, cinco, circulo do sexto do duplo circulo do quadrado do terceiro, e quarto de noventa e três a noventa e oito do primeiro laranja, ou seja do cavaco silva, assim se explica porque o bandido se comporta como bandido neste silencio que só se justifica por protecção e que faz dele cúmplice


itália, comporta , setubal, set vaso do bal da ak, o maio rato do texto, publicidade, o primeiro do ron da sic de muitos ovos, do circulo do maior ingles, o elfo, revista valores, tintas da morte do sena francês, o red ingles do circulo do cd do Rato, o vaso do dna do oma da tinta do circulo do ro do pr cavaco silva


a relaçao com it al ia se est ab e l e ce, por uma co rr e la sao d up la, dep o is da pub li caçao do maio rato do texto, o u t limo p un b li ca da, se d eu um sic ron is mo, ma si uma v e zo bic o negro, q ue f o ra de n ovo ne l e m en cio n ado, ca i u da ca de ira e ap pao n to u com pr e c isa oo circulo do dez vermelho s ob r e b arco e pr e to dez pie c es ep ro for man da ce que é pro do circulo do alvo, el eva do, cd do traço rato da cruz de cinquenta e dois, o se gun do x na estrela, sete d up l o cir c uk o maio r se gun do, mui to bo m, vi n te da revista valores, e oitenta min ep pro do ro for do homem da ce, tinta sl ar anja de sena hd o um e, s ob re bar n co s en do q ue os o do cop ro di p l oma tic o e pb e o sete do duplo circulo e a min de oitenta vermelhas e brancas rec ram gulas te mp l ar is os s o br e a as o red en do t al do cd do Rato, r efe r n cia ep ro estrela segundo x do duplo vaso do segundo dan oma da, c inc o, circulo do sexto do duplo circulo do quadrado do terceiro, e quarto de noventa e t r es a n i v e n ta e oito do primeiro laranja, ou seja do cavaco silva, a s si m se e x p l i ca por q ue o ban d id o se comporta co mo ban di do neste si len cio q ue s ó se ju s ti fi ca por pr o tec sao e q ue f az de le c u mp l ice

o símbolo das tintas laranjas aparecera em Itália no lixo, um pequeno plano na tv me dera a ligação, mas fora tao ténue que nao deveria espelhar a questão dos lixos que entra na Palavra anterior a este sincronismo que se manifestara, depois o sentido se estendeu e aí eu percebi que remetia a Itália, e ao que ali fora então acordado por estes bandidos e terroristas mundiais para me marcar, a gravação da manha que me fora feita, ou seja a primeiro a mando destes bandidos feita com saberes italianos,

o s im b olo d aa s tinta s laranjas ap aa rc e a ap ar e cera em it al ia no li xo, um pequeno p l ano na tv me de ra a li g ac sao, mas f o ra tao t en ue q ue n cao d eve ria es pe l h ar a q u es tao dos li x ox q ue en t r ra na Pala v ra ant e rio ra este sin c ron is mo q i ue se m ani festa ra, d ep o is o s en t id o se est en de ue aí eu per cebi q ue r e met tia a it a l ia, e ao q ue al i f o ra en tao ac or dad o por este s bandidos e te rr ori t as m un dia sis para me am a rca r, a g ra v sao da mn h a q ue me f o ra fe it a, o u seja a pr ome rio aa am mn do deste s ab an di d os fe it a com s ab e r es it al ian os,

o rei, o recibo agora se manifestou na china, nao sei porque razão nao deverão ser mesmo degolados, sendo que a morte com mais morte, mais morte resulta, mas espero que de vez abandonem com a jura de nunca mais voltarem, a nenhum cargo publico ou político ou outro na cidade e que lhes seja dada uma pequena reforma, para poderem viver, sem poderem organizar maior mal, e que lhes seja confiscada as posses que pelos roubos e tráficos vários tem conseguido até ao momento reunir

o rei, or e cibo agora se m ani f es to un ac china, n cao se ip por q ue ra z são na o d eve ra os e r mes mo d ego l ado s, s en do q ue a mor te com mais mao r te, ma si mor te r es u l t am as es ps ero q ue de v e z ab an done mc om a ju ra de n un ca mai s vo l t ar em, ane n h primeiro do cargo pub li co ou po li tic oo u o ur t ro na cidade e q ue l h es e j a d ad a uma pequena r e forma, para p ode r em vi v e r, se m p ode r em or g ani z ar maio r m al, e q ue l h es seja c on f isca da as ps os es que p el os ro ub os e t raf i co s v á rio as te m com se guido at é ao mo m en to r eu ni raro

se as autoridades assim nao o fizerem, rezo em Deus a Deus, como cada um escolher e como for a soma!!!!

se as au tori e dad es as im n cao o fi ze r em, r e zo em De us ad e us, como c ad a um es co k her e co mo f o ra s oma!!!!

espanhol co do cok do circulo do gato do alemão

espanhol co do co k do cir cu l o do gato do aço do alemão


Conti...., ou seja o conde italiano dos três violinos, que remete para o futebol, antigo, os três violinistas que neste caso são quatro e do vi rato da gula

Velho habito das nobrezas poucos nobres, trazerem seus cães de caça, p ra defenderem ou atacarem jeito das pouco reais ganas

Vasp é vaso do primeiro ho do homem da abito da serpente nobre za serpente do socos poços, nobre serpente t ra ze r em se us cães de caça, pr a d efe en de r emo u at ac car ema je i ro das reia is g ana s

Depois aparecera a chave do pat do rocio, ou o pat do ro do cio, que afinal o mega ia ali aos rossio, comprar revistas ao fim de semana

O cio do ac das aguas de coimbra inglesas taxa de disponibilidade da agua gal galp gasoleo gasolina em setenta e cinco, euro primeiro da gula do vi do terceiro de oitenta e oito, o duplo oito, muito recorrente em Londres e não só, seta a arvore, da seta ao home com a arvore em seu peito, que se reflecte tambem no carter, na linha da história da explicação da morte de j f kennedy, carter, o home da casa da arvore, que depois de a ultima palavra o ter mencionado, a propósito das suas declarações sobre a mudança instantânea da imagem da América no mundo, aparecia ele a rir-se muito no jornal em
foto tipo passe

O cio do ac das aguas de co im bra inglesas t axa de di s p oni bil i dad e da agua gal p do gato as do sol leo g as o l kina em sete n ta e c in co, euro primeiro da gula do vi do terceiro de oitenta e oito, o duplo oito, muito reco rr en te em Londres e não s ó, s eta a arvore, da s eta ao home com a ar vo r ee ms eu pei to, q ue se r e f l e ce te tam e b m no carter, na linha da hi s tó ria da e x p li caçao da mor te de j f k en ne d y, carter, o home da casa da arvore, q ue d ep o is de a u l tim a pala v ra o ter m en cio n ado, a pr o p os i to das su as dec l ar a ç o es s ob rea mu dna ç a in s tan t ane a da i mage m da am erica no mundo, ap ar e cia el e ar i r da inglesa se mui to no jo rna l em f oto t ip o passe, carris

o cio do ac de coimbra da taxa inglesa, o petróleo da cruz feita em noventa e seis, morram cabrões, já!

o cio do ac de co im bra da taxa inglesa, o pet role o da cruz f e it a em no v en ta e seis, mor ram cab ro es, j á!

O de braga, o do campus , é verde da ad do dn vermelha e negro e azul, diz o pr verde aos binóculos da ciência e da universidade, circulo em ro poulos, grecia, o atropelo, a história do atropelamento

O de braga, o do cam pus , é verde da ad do dn vermelha e negro e az u l, di zo pr verde aos boni cu dez serpente sd da cie en cia e da universidade, cir cu dez em ro po vaso do primeiro os dez grecia, circulo em rop elo dez, primeira do homem do is tó ria do em rop primeiro da am do en to




Abri folha do sexto de setenta ou do sessenta circulo da rosa do mundo e me saiu este poema,

( lingua d´ Oc )

tenho vivido em grande coita
por um cavaleiro que foi meu
e quero que para sempre se saiba
com que excesso o amei
Agora vejo que fui traída
porque não lhe dei o meu amor
por isso laborei em grande erro
no leito e quando estou vestida

bem quisera, ao meu cavaleiro
ter uma noite nos meus braços nu
e que se tivesse por ditoso
só que eu lhe servisse de almofada
pois estou mais enamorada
que Floris esteve de Brancaflor
e entrego-lhe meu coração e meu amor
e meu sen, meus olhos , minha vida

Belo amigo, amável e bom
quando vos terei em meu poder?
Que dormisse convosco uma noite
e vos desse um beijo amoroso!
Sabei que muito desejava
ter-vos em lugar de marido
desde que me tivésseis jurado
fazer tudo quanto eu queria

Provençal final do sec doze



Ab rif circulo primeiro homem ad circulo se x to de sete muito tao semi vaso da se ss inglesa ta cir c semi vaso primeiro circulo da rosa do mundo e me sa i semi vaso e este poe ema, inglesa te rato par da te do sis da lin gato ua d apostrofo do circulo maior a si or da serpente emi seis

T inglesa homem circulo vaso iv id circulo em gato rande co ita por primeiro c av a lei ro quadrado ue f circulo i me semi vaso e quadrado ue ero quadrado ue para se mp re se sa iba com quadrado ue e x c ess oo am e i Agora vaso e jo quadrado ue f semi vaso i t ra í da por quadrado ue muito ão primeiro he dei om eu amo r por iss circulo primeiro ab circulo rei em gato rande e r ro no leito e quadrado ua muito do est circulo uve serpente tid a b em quadrado semi vaso ise ra, ao me semi vaso c av a lei ro ter primeira no ite no serpente me us br aço snu e quadrado ue se ti vaso ess e por di to serpente os ó quadrado ue eu primeiro he se r vaso is se de al mofa da p circulo is est circulo semi vaso ma is inglesa amor ad a quadrado ue F primeiro or is est teve eve de Br anca f primeiro or e inglesa t r ego da sede do primeiro inglês de me semi vaso cora são e m eu amo r e me semi vaso serpente inglesa, me us olhos , min homem a vaso id a Belo ami gato circulo, am áve primeiro e b om quadrado ua muito do vaso os te rei em me semi vaso p ode r f circulo ice Q ue do r miss e c on vo serpente co uma no ite e vaso os de serpente se um bei j circulo am circulo roso e x c la mação S ab e i quadrado ue mui to de se java te r do ingles vaso os em lu gato ar de mar id circulo de serpente de quadrado ue me ti vaso é ss e is ju ra do f az e r t semi vaso do quadrado ua muito to eu quadrado eu ria Pr ove inglesa ç al f ina primeiro do sec do ze

Ah minha amada, aqui poisaram as minhas mãos no acaso, melhor seria de leve poisar meus lábios em teus seios, não por uma noite senhora, mas por toda a eternidade, e como sempre o destino se torna nas vezes claro nas letras que os amantes de sempre uns aos outros escreveram, e ali em parte vos reconheci, em vosso dilema, senhor minha amada, eu vos juro como sempre vos jurei o amor, que necessidade tendes de me por condição de fazer tudo o que quereis, justo será senhora minha amada, dizer-vos um mesmo, e sendo nós pelo amor dois e um, não será vossa fé grande e bela para crer que sempre nos entenderemos por mutuo acordo, quereis reinar em mim dessa forma, pelo mando, ou eu em si minha rainha amada, em si assim reinar?, não o creio senhora muito amada, que me faz suas letras a confusão, me quereis por uma só noite ou por todas elas, vejo vosso coração oscilar, assim me cantam as trovas do vento, que mais posso eu fazer para vos contentar e trazer contentada em contentamento? Só mesmo senhora aquilo que parece vosso coração já saber, vinde a nosso leito, não dele ficais mais ausente, que vos direi em sussurros quentes o amor em que vos trago, como duvideis senhora de mim, certo senhora, se Deus nos fez os corpos, que seu destino, seja sempre o muito juntar, assim sempre vos voto senhora minha, amada rainha que vives em meu coração, que mais vos posso dizer, se o amor a nada obriga e é obrigação


Ab rif circulo kapa do homem as do circulo da se do x to de set inglês tao vaso da se ss inglesa ta do circulo da rosa do mundo e me as e vaso este poe oe ema,

inglesa cruz rato da ep dao ar ene te sis li muito gato ua dia apostolo do circulo maior da serpente emi circulo inglesa cruz rato e par inglesa da te sis

cruz maior inglesa homem circulo vaso iv id circulo em gato rande co it a por primeiro semi circulo ava lei ro quadrado ue forte circulo em europeu e quadrado eu do ro do quadrado ue para se mp rato espanha e sa iba com quadrado ue e x semi circulo ess duplo circulo a me e Agora vaso e jo quadrado ue forte vaso e cruz rai dia da ap or quadrado ue muito cão primeiro homem ingles de i circulo me vaso amo rato por iss circulo primeiro ab circulo rei em gato rande e rato ro no lei to e quadrado ua muito do est circulo uve espanha tid a

segundo em quadrado vaso da ise ra, primeira do om europeu semi circulo ava lei ro cruz rato e primeira no ite no serpente me us br aço serpente muito eu do quadrado da se cruz iv ess e por di to serpente circulo da serpente da acentuação no circulo do quadrado europeu primeiro homem ingles da se do rato vi serpente da se de al mofa da p circulo is espanha to vaso maior si inglesa do am circulo ra da quadrado ue Flor is espanha teve de Br anca flor e inglesa cruz rato ego da sede do homem ingles primeiro do homem ingles da me do vaso cora sao e me vaso am circulo do rato e me vaso se maior da me us olhos , min homem a vaso id a

Belo ami gato do circulo da manhã e áve primeiro e bo do quadrado ua muito do vaso os da te do rei em maior europeu p ode rato do ponto da foice do ceu em zo primeiro quadrado maior da ue da rata miss e semi circulo em vo serpente e co primeira do no e y ee vaso os dia ess e primeiro bei principe circulo am circulo roso de ponto do e x circulo maçao la

S ab e e quadrado ue mu it to da se do principe ava da te do rato do ingles vo serpente em lu gato ar do mar da id do circulo do dia de espanha do quadrado ue met iv ess acento, e is ju ra do forte az e rato cruz vaso do quadrado ua muito to europeu quadrado europeu ria

Pr ove inglesa ç al forte ina primeiro do sec do ze

A homem min homem a am ad a, aqui p circulo isa ram as min homem as mao serpente no ac as circulo, mel hor se ria de primeiro eve p circulo isa rato me vaso primeiro do segundo á bi os em te us se is, muito cão por primeira no ite serpente inglesa hor a, mas por toda a e te rato ni dad e, e semi circulo omo se mp reo dia espanha ti no se to rna nas vaso e ze serpente semi circulo laro nas primeiro e cruz ra serpente quadrado ue os am ant espanha de se mp rato e vaso ns aos circulo vaso cruz ro serpente espanha semi circulo rato eve ram, e al i em par te vaso os rato e semi circulo on homem ingles semi circulo i, e m vaso osso di primeiro ema, serpente inglesa hor min homem a am ad a , e vaso duplo os principe ur circulo semi circulo omo se mp rato e vaso os ju rei circulo amo rato, quadrado ue ne ce serpente sida de cruz inglesa dia espanha de me por semi circulo on di sao de forte az e rato tudo circulo quadrado ue quadrado europeu reis, principe us to se rá serpente inglesa hor a min homem a am ad a, di ze rato do ingles vaso os primeiro me serpente mo, e serpente inglesa do nó serpente p elo amo rato do is e primeiro, muito cão se rá vo serpente sa forte é gato rande e bela para semi circulo rato e rato quadrado ue se mp ren circulo serpente inglesa cruz inglesa do remo serpente por mu cruz vaso circulo ac or dia do circulo do quadrado europeu reis do rei muito ar em mim dia ess a forma, p elo mando, circulo vaso europeu em si min homem a rai muito homem a am ad a, em si as si mr rei muito ar do forte do ice da foice do ceu, muito cão circulo semi circulo rei do circulo da serpente inglesa hor a mui to am ad a, quadrado ue me forte az su as primeiro e cruz ra serpente a semi circulo on fusão, me quadrado europeu reis por primeira serpente ó no it e circulo vaso por todas e la serpente, vaso e jo vaso osso cora sao os semi circulo ila rato, as si m me can tam as cruz r ova serpente do vaso inglesa to, quadrado ue ma si p osso europeu forte az e rato par a vaso os semi circulo on cruz inglesa cruz ra e cruz ra ze rato semi circulo em cruz inglesa cruz ad a em semi circulo em te m ta e mn teo ponto da foice. Serpente do acento no circulo da me serpente mo serpente inglesa hor a a quadrado vaso i primeiro circulo quadrado ue par e semi circulo vaso osso cora sao principe á serpente ab e rato, vi muito de a muito circulo serpente so lei to, muito cão de le fi ca is mai serpente au serpente inglesa te, quadrado ue vaso os di rei em serpente us sur os quadrado vaso inglesa te serpente circulo amo rato em quadrado ue vaso os cruz rago, co mo du vi de is serpente inglesa hor a de mim, ce rato to serpente inglesa hor a, se D espanha vaso nos fez os corp os, quadrado ue serpente europeu dia espanha cruz in circulo, seja se mp reo mui to principe un cruz ar, as si m se mp rato e vaso os vaso oto serpente inglesa hor a min homem a, am ad a rai muito homem a quadrado vaso e vaso iv espanha em me vaso cora sao, quadrado ue mai serpente vaso os p osso di ze rato, se circulo amo ra muito ad a circulo segundo riga e é ob riga sao


Vi um filme amada, era daqueles filmes com não muito bons actores, mas o bastante para o drama, a rapariga loira no sofá em negra e simples lingerie, sentada muito mexia seu corpo nu mesmo lugar, um nervosismo miudinho lhe escorria dos gestos de seu corpo, e falava com um homem que estava fora do enquadramento, e lhe dizia assim, agora por contrato és dono de meu corpo, em off o homem reagia com um dizer assim meio engasgado perante aquela declaração, pressuponham-se casados na primeira vez, acrescentava ela mas para que o contrato tenha efeito necessitas de tomar posse dele, pressuponha-se o corpo dela, que estranha sequência de frases , como se o casamento fosse, um contrato de posse do corpo, ou assim a esse aspecto ali por ela era reduzido, depois o filme continua, mas os diálogos nem bem mais existem, é outra linguagem a que se assiste, clássico em seu desenrolar, beija ela o colibri , beija ela sua rosa, e depois se juntam assim em posições , como te direi ,normais, o que fora engraçado, era mesmo aquele primeiro dialogo, como se o corpo fosse algo desgarrado, tipo uma clausula anexa no acto de casar, e que sim culturas há onde até o primeiro sangue é exibido nas janelas como prova da consumação do chamado contracto

Vi primeiro da fil me am ad a, e ra dia aqui do vaso el do espanhol da fil do mes com muito cão e mui to bo ns ac tor espanhol, maso ba serpente da cruz ante para o dr am a, a ra pa riga loi ra no do serpente da fé em ne gata ra e simples li muito ge rie da serpente inglesa da cruz ad a muito to mexia serpente europeia do cop or nume sm circulo primeiro vaso do gato do ar, vaso si do mne rato do vo do sin ho primeiro id di in homem do circulo do primeiro homem ingles de espanha e co rato da ria dos ge serpente to serpente de serpente europeia corp circulo, e f orte al ava com do primeiro homem quadrado ue est av af circulo do ra do q ua ingles, dr ad do homem inglês do to, e do primeiro inglês da di za as si maior, agora por circulo em cruz rato é serpente do no de me vaso corp circulo, em circulo ff, circulo do home rea gi ac com primeiro da di do ze rato ra as sima maior mei circulo do inglês gás do gado do pe do ra muito te de dezembro primeira raçao, pr ess vaso do p em ham da inglesa sec a sado serpente sna pr e me ira vaso e zorro do ac rato es pena hol do c ingles da cruz da ava, da centa, e la maior serpente para que circulo do c on t rato t en h a efe i to ne ce s sitas de tomar p os da se dele, pr ess vaso p em homem da primeira inglesa se circulo cop ro dela do quadrado ue est rato da anha se quadrado vaso inglês da cia de fr ase serpente , como se circulo asa do homem inglês do to f os se, um c on t rato de p os se do corp o, circulo ua da serpente sima ess e as pe circulo do to al ip or e la e ra red vaso do zorro id o, d ep o is o fil me conti n ua, maso serpente dia primeiro circulo do gato os n em segundo em mai s do mais, p trigo, e x is te mé circulo do vaso da cruz ra primeira inglesa ua gema do quadrado ue se as sis te, circulo da lássi co em serpente europeia dia de espanhol ingles do rola rato, be i princesa el ao co li br i , be e jp princesa el a s ua rosa, e d ep circulo is se p rin c ipe dj un tam as si maior mao rato em p circulo si ç o es , co mo da te da di rei ,no rato mai s, circulo do quadrado europeu do forte do ra ingles arraçado do sado, e ra da me sm circulo aqui da ue le pr e me e ro dia primeiro gato do duplo circulo, e co mo se o corp circulo forte os da se al, gato ode se pen te espanhola, gata do ar a ra dot da cruz ip circulo uma circulo do ac primeiro ao au do sul, primeira ane do x ano ac to de ca sas, e quadrado eu do si mc vaso primeiras turas do homem á onda, que é do circulo do pr i me i ro san g eu é, e x e bid circulo na serpente princesa ane la serpente do co dc mo da pr ova da co ns vaso ma sao do circulo do homem amado do circulo doc em cruz do rac to


Na tv a bela menina dos belos olhos, me tinha aparecido em dia anterior anunciando a emissão sobre as danças deste ano, lá vi um pedacinho, e vi o antónio a falar, e de repente no seu braço direito, uma boca de peixe de profundidade se desenhou, nas rugas de seu mexer, e me veio ao instante o medeiros ferreira, um dos a quem chamara peixe de profundidade, depois em seu lado direito por altura do ombro se desenharam três marcas, ou seja, parece que o rapaz tem três marcas feitas por um peixe de profundidade, do clube do medeiros, ou seja doc clube dos ps e eventualmente dos maçons, sendo o rapaz da caixa, deverá ser o lá de cima, o que aparecia na imagem do tigre por detrás, e a cas dele com uma serra de dentes brancos na montanha, mais um que trás o filho no clube dos meninos da escola do ps, ou então uma outra hipótese pelo que as letras agora desvela, ou parecem desvelar em seu sentido mais subtil, um medico, um outro, o ferreira , med, medico ed e i ros, enguias, en gui as

Na tva be la me nina dos b elo s olhos, me tinha ap ar e cid o em dia ant eri ra nun cia n do a e miss cao s ob rea s dan ç as dia deste ana o, l á vi um peda c in h oe vi o ant ó ni o a f al ar, e de r ep en te no s eu br aço di rei to, uma b oca de peixe de pr o f un di dad e se de s en h o un as rigas de s eu ne xe r, e me veio ao i ns t ante o me de i ros ferreira, um dos a q eu m c h a mara pei xe de pr o f un d id a, d ep o is em s eu l ad o di rei to por Altura, caçelas, do om br o se de s en h aram t r es ma rca s, o u seja, par e ce q ue o ra p az t r es t r e s m arca s fe it as por um peixe de pr o f un di dad e, do c l ub ed o e m de r iro s, ou se js doc c l u be dos ps e eve n t ua l e mn te dos maçons, s en do o ar ap az da caixa, d eve rá ser o l á de cima, o q ue ap ar e cia na i mage m do tigre por de t rá sea cas dele com uma se r ra de d en t es br anco s na mo n t anho, mai s um q ue t ra s o fil h o no c l ub e dos me nino s da es co al do ps, ou en tao uma o u t ra h ip ot se p elo q ue as l e t ra sa g o ra d es v e lam, ou par e c em d es vela r em s eu s en t id o mai s subtil, um me di co, um o u t ro , o ferreira , med, me di co ed ei ros, en gui as, en gui as

Pode ser assim como pode trazer um sentido mais claro, o da pura e simples desvelaçao que ali se manifestou, o antónio como o responsável por três marcas no braço da direita, o responsável por me ter feito três marcas junto ao espectro político da direita, o peixe de profundidade da esquerda, que ele é tambem de certa forma, ligado ao bloco de esquerda, ele o peixe de profundidade da esquerda que me pôs por ilusão varia três marcas no braço direito

P ode se ra s si mc omo p ode t ra ze rum s en t id o mai s claro, o da p ur a e si mp els d es vela çao q ue al i se m ani f es to u, o an tó ni o c omo o r es posa v el por t r es ma rca s no br aço da di rei ta, o r es ponsa v el por me ter fe it o t r es ma rca s j un to ao o es pe c t ro poli tico da di rei ta, o peixe de pr o fun di dad e da es q ue rda, q ue el e é t am b em de ce rta forma, li gado ao b l oco de es q eu rda, el e o peixe de pr o fun di dad e da es q eu rda q ue me p os p ori u l sao v a ´ ria t r es ma rca s no br aço di rei to

Senhora estais assim tao certa que o karma se prende com tao pequeno pais e tao grande gente,? Porque não vos recordai dos sessenta milhões que partiram na revolução cultural, dentro do maior pais? Será karma mais pequenino? Ou a memória curta

S en hor a est ais as si m tao ce rta q ue o ka r ma se pr en de com tao pe q w un o pa is e tao g rande g en te,? Por q ue n ão v os recorda id os se ss en ta mil h ´ ~ oe es q ue par tir am na r evo l u sao cu l t ural, d en t ro do maio r pa is? Se rá ka r ma mai s pe w q eu nino? O ua me mó ria c u rta

Nem um nem outro, uma outra razão senhora, mais uma vez um acto humano se assim se pudesse em justo chamar, como se os chineses lá o fundo fossem diferentes das gentes que aqui vivem, como se as lágrimas não fosse todas iguais, agua e cloreto de sódio, como se a dor e a alegria não nos irmanasse a todos, e logo depois do negro acontecer duas linhas no espirito eu ouvi,

Ne m um ne m o u t ro, uma o u t ra r az são s en hor a, mai s uma v e z um ac to humano se as si m se p u de s se em justo c h ama r, co mo se os ch ine se s l á o fundo f os s em di fer entes das g en te s q ue aqui v iv em, co mo se as l á grimas não f os se todas i g ua is, a g ua e c l or e to de s ó di o, co mo se a d ore a el g ria n ão no s irma n as se a t o d os, e l o g o d ep o is do ne g ro ac on te ce r du as linhas no es pi rito eu u vi,

Conseguiram de alguma forma fazer uma estrela, sim parecia existir sentido nesse escutado, a outra, a dos bandidos, morreu gente de mais, como se a estrela fosse orientada para outro jeito, e que na aparência tao negra e elevada contagem, os fosse parar, a mim parece-me que pararão até a memória um pouco arrefecer, depois de novo uma vontade de sangue lhes subirá por dentro e nova desgraça acontecerá,, se ainda não estiverem todos parados

Co nse gui ram de al gum a forma f az e rum a estrela, si m par e cia e x is tir s en tid o ness e es cut ad o, a outra, a dos ban di d os, mor r eu g en te de mai s, c omo se a estrela f os se ori en t ad ap a ra outro je i t o, e q ue na ap ar en cia tao ne g ra e el eva d a c on tage mo s f os se par ar, a mim par e ce da inglesa me q ue p ar arao at é a me mó ria um p o u co ar r efe ce r, d ep o is de n ovo uma vo m n t ad e de san g ue l inglês espanhol serpente ub i rá por d en t ro e nova d es graça ac on te ce rá,, se a inda n ão est iv e r em todos par ad os

Logo depois de publicar as minhas primeiras letras sobre cannes, apareceram as duas belas meninas juntas, a senhora e madonna, na passadeira vermelha, em ambas, uma tristeza disfarçada emergia nas entrelinha das representações, meu coração se perguntou, mas o que com elas se terá passado, madona, com mangas de coelhinho, rápida em seu dizer, ou ir ou fazer, nas voltas para as câmaras, era visível a preocupação estampada em vossos rostos, uma outra linha pressuponha dar a resposta em relaçao a madonna, ou seria a cobertura, que o seu casamento com realizador, sete anos tinha chegado ao seu final, que ela se mudaria para a América onde trás uma outra casa

L o g o d ep o is de pub li cara s min h as pr i me ira s l e t ra ss ob r e can es, ap ar e ce ram as du as be l as me ninas j un t asa s en ho r a e m a donna, na passa de ira v e r me l h a, em am ba s, uma t r is te za di s f ar ç ad a em e r gi a nas en t r e linha das r ep r es en tacões, me u cora sao se pe r g un to u, ma s o q ue com e la s se te rá passado, ma dona, com mangas de co e l h in h o, rá pida em s eu di ze r, o u i ro u f az e r, na s vo l t as para as cm ar as, e ra v isi v e la pr e o cup sao est am pada em v osso s ro s to s, uma outra linha pr es sup om n h ad ar a r es posta em relaçao a ma donna, o u se ria a co be r t ur a, q ue o seu c asa ms n to com real iza dor, set e ano s t tinha ce h gado ao s eu f ina l, q ue el a se mu da ria para a am érica onda t rá s uma o u t ra c asa


E um frase de meu texto sobre cannes, o primeiro me ficara a ressoar dentro de mim, pois se verdadeira em seu contexto especifico, no olhar de angelina a escutar Clint, outra pessoa seria ela dirigida com maior rigor no seu contexto especifico, de adopção, a madonna, de quem mais uma vez em dia seguida aparecera uma nova noticia onde ela dizia, que mais uma vez tinham andado a contar histórias sobre o facto, mas facto é que o menino que adoptou ou tenta adoptar trás pais, e certamente outros existem que não os tem, e aqui se separam as aguas e se define o que é correcto ou não correcto de ser feito, e o que se deve fazer e não se deve fazer, recordai o episódio recente com a zoe, se fosse madonna em vez de zoe, e aqui tambem se desvela uma faceta de madonna, onde parece que o afecto, a escolhas predomina no respeito dos direitos da criança e dos pais, mesmo sabendo o errado, mesmo conhecendo que aquela especifica criança, não necessita de adopção, pois nada pode ou deve tirar uma criança de seus pais, quando os tem, talvez um dia mais tarde se fale de si, bela senhora, como a estrela que raptou uma criança, e seja dada à laia de exemplo do que não se pode fazer


E um fr ase de me u texto s ob re c anne s, o pr i me i ro me fi cara a r ess o ar den t ro de mi, p o is se v e r da d e ria em s eu c on texto es pe ci fi co, no ol h ar de ange l ina a es cut ra c l in t, outra pessoa se ria el a di r i gida com maio r r igor no s eu c o n texto es pe c i fi co, de ad p çao, a m a donna, de q eu m ma si uma v e z em dia se guida ap ar e ce ra uma n ova no tic ia onda e la di z ia, q ue ma si uma v e z t in hama anda d o a c on t ar h ist ó rias s ob reo f ac to, ma s f ac to é q ue o em nino q ue ad o pt o u o u t en t a ad pt ar t rá s pa ise ce rta e m n te o u t ro s e x iste m q ue n ão os te m, e aqui se s epa ram as a g ua s es e de fi n be o q ue é co rr ec to o u n ão co r rec to de se r fe it oe o q ue se d eve f az e r e n ão se d eve f az e r, record aio e pi s ó di o r e c en te com a z oe, se f os se m a donna em v e z de z oe, e aqui t am b em se d es vela uma f ac eta de m a donna, onda par e ce q ue o af e c to, a es col h as, pr e 3 domina no r es pei to d os di rei t os da c r ian ç a e dos pa is, me sm o sea ben do o e r ra do, me s mo c on he cen do q ue a q u l e es pe c i f ica c r ian ç a, n ão ne ce s sita de ad p çao, p o is n ad a p ode ou d eve tir ar uma c r ian ç a dd e se us pa is, q ua n do os te m, t alvez um dia mai s t ra de se f al e de si, be l a s en hor a, c omo a estrela q ue ra pt o u uma c r ian ç a, e se j a dada à l aia de e x e mp l o do q ue n ão se p ode f az e rato

Ouvira eu na primeira noite em que aparecera na velha casa posta a disposição do festival de Alcântara, assim agora se chama as danças na cidade, foste ter com os índios, simpático nome de todas as belas infâncias, a casa a cair, quando chove, as gotas caiem no chao, contudo o ambiente é agradável, assim são as gentes, assim se ve, aquele que pomposamente chamam do condutor da câmara de lisboa, vê e cuida das artes, como se melhor casa em melhores condições e abandonada nas centenas de milhares que existem, não estivesse disponível

O u v ira europeia na pr e me da ira do no ite em quadrado europeu ap ar e ce ra muito ave primeira do homem do ac asa posta a di serpente da p do circulo da sic sao do forte espanhol da cruz do iva primeiro de al can tara, as sima Agora se circulo homem ama as das dan ç as na cida de, forte os da tete rc com om circulo do sin da di os da si do mp pat em e co do no me de t o da sas be primeiras as in fan cia sa c asa a c a ir, quadrado ua muito do circulo homem iv e, as do gato da ota sin c rom ni s mo ca e em no ch sao, circulo em tudo o am bi en te é a g ra d ave l, as si m são as g en te s as si m se ve, aquele q ue po mp o sa mente c h amam do com du tor da ca mara de li s boa, v ee c u id a das art es, co mo se mel hor c asa em mel hor es c on di ç o es e ab ban dona d ana s c en t en as de milhar es q ue e x is te m, n ão es t iv ess e di s p oni v el

O telhado terá que ser mudado em sua integra, e todo o interior de novo feito, parece que voltamos aos exemplo da arquitectura moderna destruída, do caos fabricado nos anos oitenta nalguns exemplo de arquitectura ou decoração interior japonesa

Ot te k h ad o te rá q ue ser mu dad o em s ua in te g ra, e todo o ine t rio r de n ovo fe it o, par e ce q ue vo l t amo sao se xe mp l o da a rui tec t u t am da moderna d es t rid, do caos fabri cad o nos ano s o it en t ana l g u ns e x e mp l o de ar q u ie tc tura o u deco raça o ine t rio r j ap one za

Na sala das ceias, as paredes falam e dizem, felizes no nosso despojamento, aguardamos o novo sonho da nova revolta, como se estivéssemos cegos e não percebêssemos que o mundo inteiro se encontra em prenuncio de revolta e das grandes, por detrás da mesa das vitualhas, disseram-me que aos trinta anos compreendia isto tudo, me ri, ou melhor me sorri por dentro a ler aqueles conhecidos dizeres, bem ordenados em limpos cartazes, sobre as paredes manchada em preto e branco, local agradável, sem duvida

Na s a l a d as ce ia sas pa red es f al am e di ze m , fe li ze s no n osso d es po j am en to, a g ua r dam os o n ovo soho da n ova r e vo l ta, co mo se es t iv ess emo s c ego e n ão pe r c e be ss emo s q ue o mundo in te i ro se en c on t ra em pr en un cio de r evo l ta e das g rand es, p oe de t ra s da mesa das vi rua l h as, di ss e ram da inglesa me q ue ao s t rina t ano s co mp ren dia is to tudo, me ri, o u mel hor me sirri por den t ro a ler a q eu l es di ze r es, b em or dena d os em li mp os ca rta ze s , s ob rea s pa red es manchada em pr e to e br anco, l oca l a g ar d ave l, s e m d u v id a



As putas funcionando regularmente, usam todas as sedas para se cobrir, sáo incapazes da nudeza do coração, e a própria palavra que usam, é veu corrompido e corruptor,

Asu t a sg u fun cio na mn do r e gular mente, usa sam todas as sedas p ra sec c ob i ,r sáo inca p az es da n u de za do co rc sao, e ap o rp ria pala vaso do ra q ue usa sam am, é eve vaso co ratao do ro mp pido e co rr up pt tor,

O ponto vermelho no tijolo em cima da estante, o espirito dizia, precisava de ouvir tua voz para saber se te posso amar

O ponto vermelho no ti do principe do falo, olo, e mc ima da est ante, o es pei rito di zorro do ia do pr e cisa ava deo circulo do vaso do vi reel time met ua vo oz da za para s ab ser set do ep do osso do am mar

Francamente, putas dos finos véus, se minha amada quiser conhecer minha voz, certamente buscará a mais quente, quente quando minha lingua lhe sussurra dançando dentro de sua rosa, ou baila em sua orelha, francamente putas, de melhor imaginar, não sois capaz?!

Fr anca mente, p do vaso da cruz primeira da sd os forte ino serpente do vaso do veu do europeu us, da se da min homem da primeira da am ad aqui da di quadrado do vaso ise rata do rc circulo em he ce rata min do homem do av vaso do oz, ce rta e mn te segundo us ca rá primeira do mai s do quadrado do vaso do ingles da te, quadrado do vaso en to min homem da primeira li muito do gato da ua primeiro he ss ur ru ra dan circulo de corte ando den cruz ro de serpente eu ar circulo sa, a rosa, circulo do vaso do baile de dez em serpente da ua circulo do rato do primeiro homem da primeira da fr anca que mente putas, de mel hor muito cão serpente do circulo do is ca p az do ponto da foice do x no circulo de la mação

Em piemonte , as cheias do ufficio, escorreram das margens, transbordam, gente morre, outras são transferidas, a economia que mais crescerá será a nipónica

Em pi om muito da te , as che ia sd circulo do ufficio, vaso do ff do fi do cio, es co rato e rata sm das serpente do mar do ge ns, cruz ra sn bo rata dam, g en te mor reo vaso da cruz ra serpente são t ra sn fe rid as, id as da primeira da e co no mia q ue masi c r es ce rá se + rá ani ip oni ca

Numa outra italia, uma cidade inteira, as gentes estão contaminadas pelo peixe que comem, que nada nas aguas onde se deitam a merda do petroleiro em todas as formas, um computador na agua, assinala a fonte do negro veneno

No da primeira dao vaso da cruz rai primeiro da cruz norte sul do ia da primeira da cidade em te ira, as g en te set sao c on t am mina ad as pe do elo de dez do circulo do peixe do quadrado ue co mem, quadrado ue en ad ana serpente da sa das aguas onda da se de itam a ama me rda do pet ro lei circulo em todas as formas, um co mp u t a dor rna agua, as sin ala primeira do fonte don one gato ro rove vaso ene no

Oh caos, vem a mim, enlaça-me em toda a tua totalidade, dança comigo a eterna musica do espaço, assim parecem merecer as criaturas

O do home do caos, vaso da ema mim, en l ac de corte da primeira do traço ingles me em toda at cruz tua tot ota primeiro iade dança om i gi o a e te rna mu sica do espanhol paço, as si m p ar ac ce m mer recer as do circulo das ria turas

Ce rta e mn te quadrado da ue do irao ao se da ar conta que forte do circulo do rato sam en v ene n ado s, l anca s r p pr o ce ss circulo norte sul do os tribunais do serpente dos h ome do me don da ns, ao s r es ponsa ave ise d ep o is se pe r gun t aram, e mc ad a en te rato ro, onda primeira rata espanhola ponsa bil iade se es gato oto ue se dao conta do quadrado ue são circulo da me s mo, m en os o s fil h os quadrado da ue par da arte da cruz irao primeira,

Si maior serpente si do mo do slim ds

Um dia haverá processos em todos os tribunais, a todas as empresas, a todos os vampiros a todos os carneirinhos cegos consumidores, Deus vós dirá, nenhum de fora, factura a dividir por todos

Primeiro do dia homem da ave do rá ss em po rc esso se maior to ds do os tribunais, a todas as em presas, a todos os vaso da am dos piros a todos os car nei rin hp ome mo serpenet do circulo dc ego sc on sumi dores espanholas, de us vó serpente sd da di do rá, ne muito do primeiro homem do forte do circulo do rá do forte ac da tura primeira ad di ib id e rato por todos

Ah amável amante caos, abraça-me muito , muito, de rentinho, aqueça-se em todas aguas negras da norte

A homem ama ave l am ante cao serpente do ab ra ç ado do traço da ingles me mui to , maior comboio, uu e ode ren tc cruz in h o, primeira queca do traço da inglesa se em todas as aguas negras da norte

Uma outra puta chega, é relações publicas de outra puta por sua vez de outra ainda, assim falam de mao em mao e as palavras em seu passe, se passam, da origem, quem conta um conto, acrescenta um ponto, o ouvido que ouve tambem, assim temos pelos menos mais dois pontos

Uma do circulo rf do vaso da cruz ra da puta do che ega, é rata e primeiro aç de aço do espanhol da pub do primeiro ica sd e outra puta por serpente ua ave e zorro de outra ian anda, as si maior mf forte da ala da am de mao em mao e as da spa da pala do vaso ra se ms do eu passe, se pa da epa da serpente sam, da o rige maior, quadrado da eu maior mc conta do primeiro conto, ac r es circulo da inglesa centa primeiro ponto, oo do vaso duplo da id do circulo do quadrado ue circulo do vaso dupla eta da manha e segundo maior, as si m te emo serpente pe primeiro serpente do om en os mai sd circulo do is p on t os

Negócios, cabrões, cangadores, e amantes de cangas, putas que vos pariu a todos, mais ainda aos que ameaçam para fechar ou abrir contractos, que vosso sangue corra já por fora na seringa infectada, que a bomba vos faça bum por dentro, è medida maior da vossa circunferência

Ne g ó cio serpente do sc ab ro es, can gado r es, e am ant es dec can gás, putas q ue v os par i ua todos, masi a inda aos que am e aça mm para fe cha do ar o u ab rato do irc on t arc to s, q ue vaso osso do sangue co rr ra j á p o rf o rata anna se rin gai muito infectada, q ue a bo kapa do homem av os do f aç a bum por den t ro, è me dida maio rata davo serpente sa cir circulo da un fe ren cia

Ah é amor disfarçada, é um grito de precisão de amor, o pássaro nocturno no ramo me diz, vês como um grito de amor, se torna seu anverso, mata-o já, caminha e vai matando

A homem é amo r di s f a rça da, é um g rito de pr e cisa o de am o ro pá serpente da sa ro no c t r un o no ramo me di zorro, vaso è sc omo primeiro gato do rito de amo rato, se to rna serpente eu em verso, mata do traço do ingles do cir vaso cu dez do principe da primeiro acento caminha eva e mata tan ando já,

Ah pássaro muito me cantas a mesma canção, sendo eu tudo e todos, dir-te-ei como egípcio perfeito, nenhuma parte de mim, está fora de Deus, até tu meu belo pássaro obcecado, ve bem onde poisas os pés no ramo, a ver se não cais tu

A do homem pássaro mui tome circulo das antas a me sam can sao, s en do europeu tudo e todos, di rt te do traço ingles ei cp mo e g ip do pico pe rf e it to, ne muito do homem kapa da uma par ted e mim, est á f o ra de d e usa té tu me do vaso do belo pássaro ob ce cd dao, vaso da ove e segundo em onda p o i sas os pé sul norte do circulo dn do ramo, ave rata da se do en cão do cais cruz do vaso

No jardim, a arvore em vesica foi partida, e serrada, grandes pedaços pelo jardim espalhados, as gentes faziam do olhar aquilo, um visita ao monumento nacional, a gente de palmo e meio, paulatinamente iam pondo pedras, todos oso santos dias na fenda que existia entre os dois ramos que nasciam quase na mesma altura no chão

No da ar do dom jardim, primeira arvore em vaso e icq forte orte do circulo do ip art id a , e serra ad a, g rand es peda aço s pe dez principe do ra dim e spa primeiro homem do ado sas g en te serpente do forte az ima do olhar aqui do vaso e dez, um v isi da sita ao mo n u m en to na ac cio muito norte sul, primeira ge muito da te de pal mo e mei circulo, p au latina mente iam p em do p e dr as, tod osso os o san to serpenet do dias na fenda do quadrado ue e xis tia en t reo sd serpente do, do is ramos quadrado da ue na sc iam quadrado do vaso da ase na me serpente maior da norte sul tura no circulo do homem cão

Uma arvore como gémea que se formara, a partir do primeiro tronco, logo outro nasceu outrora, olho o pedaço no chao, a madeira branca estilhaçada, pego num pedaço e o como, como sempre fiz desde infante, para lhe sentir o gosto e o sabor, quase não tem, vou pela álea mordiscando a branca fibra, no chao, o primeiro do nono de noventa e nove, a vesica das torres, pum!

Uma arvore co mo da gémea quadrado ue se for mara, aa par tir do primeiro cruz do ron co, primeiro gato do duplo circulo do outro serpente sena ceu antiga, olho do circulo do peda do aço do no chao, primeira da madeira bar anca est ilha ç ad ap ego no primeiro peda aço e oco mo circulo do omo se mp r e fi zorro de sd e infante, para primeiro sargento do he sem ti iro g os to e o s ab o r, q u ase n cão te m, vo u pe la a lea mor di sc can ando a br anca fi br ano chao, o pr i me iro do nono de no ove en ta en de muitos ove, a ave isca das tor rr espanhóis, p um!

Detesto as putas, amada, não aquelas que fazem dela nobre profissão não declarada, pois alguns acham ainda que algumas profissões são ilegais, cangeiros que gostam de ilegalizar partes de si mesmo, de pedaço a pedaço, ilegalizem-se eles próprios da vida, Deus dai-lhe toda a força para se ilegalizarem a si mesmo

Det es to as das putas, am mad ad ana onda primeira ar aquelas quadrado ue f az em de la do nobre pr o fissão n cão dec lara da, p o is ak gun ns ac ham a inda q ue al gum as por fissões são ile gai s, can geiro serpente quadrado ue gato do os do tam de ile gali zorro do ar par te sd e si me s mo, de pe da ço a peda aço, ile g aç liza am do traço da inglesa se el es po rp o ria sd avi dad e us da i do traço da inglesa do primeiro home toda a f o rça para se ile gali za rata ema si me serpente do mi

do GB vaso si st, supremo tribunal, serpente da cruz