quarta-feira, agosto 13, 2008

A corrupção, o terrorismo dos terroristas, continua, todos os santos dias produzem paulatina prova de que o são, que se comportam e agem como bandidos num estado e numa democracia que pretensamente é de direito

A c o r rup são, o t e rr ori s mo dos terroristas, conti n ua, todos do os dos santos dias pr o do u ze m a pi latina pr ova de q ue o são, q ue se cop o rat me e a ge mc omo bandidos num e ts sado ado e numa demo c rac ia q ue pr e t en as mente é de direito

A pgr de novo nada respondeu

A p g r de n ovo n ada r es p ode vaso

Ontem de novo nos contactos telefónicos com o palácio de belem, a manha e a fuga às responsabilidades, a tónica foi

On ted e n ovo no s contactos telefónicos com o p aç a cio de belem, am anha e a f u g a às r es ponsa bil id ad es, a t óni ca foi

A puta da senhora que me prometera resposta e que não a dera, pura e simplesmente andou a fugir com a cobertura das outras putas, algumas delas assustadas, que se lhes perguntava o nome, e só davam o primeiro, com uma insisti tres vezes, até se identificar com o nome de família, prova provada de duas coisas, de que sabem a merda que fizeram e vao fazendo, dois de como são mal educados e sem respeito por quem atendem, isto no lugar que mais elevado representa republica, o estado de direito e a democracia

Ap da puta da s en hor aqui do q eu da me pr ome met e ra rato da espanhola posta e q ue n cão ad e ra, p ur a e si mp l es e m net ando ua f u gi rc om a co be r tura das o u t ra s putas, al gum as de la sas s us t ada s, q ue se l he s per gun t ava o no me, e só da ave mo pi rm eiro, com uma in sis ti t r es v e ze sat é se id en tif car com o nome de f am i l ia, p o r v ap o r v ada de du as c < o ia sd e q ue s ab ema me rda q ue fi ze ram e vao da fazendo, do is de co mo são m al edu cad os e sem r es ps i to por q eu m at en de m, is tio no l u g ar q ue mais el eva ado r ep r es neta republica, o est ado de di d r e to e a demo c ra cia

Um outro com um outro ressonante nome, que agora de tarde ao sair dae casa o espirito me desvelou, ser a imagem do nome , um outro semelhante, o senhor costa e silva, como imagem do costa e silva, co do partido comunista, ficou hoje de me lugar, são quase as seis horas, nada!

Um outro com um outro r ess e o nat e no me, q ue agora de t arde ao sa i rda e c asa o es pi rito me de s velou, se rai mage maior do nome , um outro semem l h ante, o s en h ro costa e silva, co mo i mage m do costa e silva, co do partido comunista, fi co u h o je de me l u g ar, são q u ase as se is hor as, n ada!

No entretanto sexta feira contactara por e-mail a zon, para saber do e-mail que lhes enviara sobre o fraude nas comunicações, esse tal descarado recibo, que dizia que eu não tinha permissão de enviar um e-mail para o palácio da presidência, disse-me o senhor inocência dias, que deve ser um nome a brincar, pois não existe nenhuma inocência em nenhum dia naquela casa de bandidos, sobre quem eu apresentei queixas desde roubo de facturação ocorridos na decada de noventa em granes montantes, e depois os corruptos mandam a pgr e as polícias arquivar as quitas, para defenderem os cus dos ladroes que todos assim se tornam e são

No en t r eta n to se x t af e ira c on t ac cara por ema i la z on, para s ab e r do emi al q ue l he s en vi ara s ob reo fr au de na s co muni caçoes, ess e t al de sc a r ad re cibo, q ue di z ia q ue eu n cão tinha per miss cao de en vi ar um ema i l para o pala cio da pr e is den cia, di s se do traço ingles da meo sen hor ino c en cio dias, q ue de eve ser um nome a b ric n ar, p o is n ão e x is te n en h uma ino c en cia em n en h um dia na q eu la c asa de bandidos, s ob re q eu m eu ap r es en te i q eu ix as de sd e ro ub ode fat cura sao oco r rid o sn a decada de no v en ta e em g r ane s mo n t ant es, e dep o is os co rr up pt os man dam a pgr e as poli ca s ar q u iva ra s q u ix as do para de efe n de rem os c us dos l ad ro es q ue todos as si m se tor na me são, a maia

Nada sabia o senhor inocência da cas dos bandidos que violam e deixam violar as regras da privacidade de todos os que delas são clientes e certamente de muitos mais , visto que possuem posição que se conhece no tabuleiro das comunicações, deixei-lhe o meu nome e meu telefone e pedi para que o responsável me ligasse na segunda feira. Zero, a provar mais uma vez que sabem as ilegalidades que cometem, pois quem está de consciência tranquila e nada deve, nada teme!

N ada s ab bia o s en hor ino c en cio da cas dos ban di s os q ue viol am e de ix am vilar as r e g ra sd a pr iva da cidade de todos os q ue de la s são c lie en te se ce rta mente de mui ts o masi , vi s to q ue p oso su ema p o sic sao q ue sec on he ce no t abu lei ro das com uni caçoes, de ix xe i e traço do primeiro ingles, o me un ome e me u tele f one e pe di para q ue o r ep ps son s ave l me l i g as sena se gun da fe i rta. Z ero, a pr v ar mais uma v e z q ue s ab ema s ile gali dade z s q ue com met em, p o is q eu m est á de co ns ciencia tan q eu ila en ada de eve, n ad a te me!

Hoje, o telefone que é tambem assinatura dessa rede de bandidos, ladroes e terroristas, me desligaram o sinal do telefone, ou seja estou impossibilitado de fazer chamadas, não dá sinal nenhum, ligo um numero, como tentei masi uma vez fazer para belem, nem chega o sinal de toque, aparece a mensagem a desligar e não inventem que é falta de saldo, pois no final da chamada ontem para o palácio, me apareceu uma mensagem a dizer que o meu saldo era de tres euros, e mais nenhuma eu fiz

H oje, o tele f one q ue é tam e b m d as sin a tura de s sa red e de bandidos, l ad ro es e terroristas, me de s li gara mo sin la do tele f one, o u seja est p u i mp os sibil it ado de f az e rc hama da sn cão dá sin a l ne h u, li g o um nu m ero, co mo ten te i masi uma v e z f az e rp a ra belem, ne m ce h g a o sin al de t o q ue, ap ar e ce a e mn sage ema de s li g ar en cão on v en te m q ue é f al ta de sal do, p o is no f ina l da c hama da on te m para o p l ac cio, me ap rec eu um am en sage ema di ze r q e o me u sal do e ra de t r es eu rose mai sn e h uma eu fi zorro


A de puta ruiva, zen qualquer coisa, efectivamente é dos zen punks das elevações, como relatava a propósito do programa dos sessenta minutos e da tal viagem a voar até ao Algarve, onde desapareceu maddie, que tambem estava na festa, onde estava a judite com a rosa negra e que ontem vi talvez durante uns tres segundos vestida de cor de rosa com um m em seu peito e desliguei de imediato a tv, pois nao trago respeito por branqueadores de raptos infantis e pedofilos e de quem os cobre

, o zorro da de puta rui iva, z en q ual w eu rc o isa, efe c t iva w mente é do s z en p un k sd as el eva ç o es, co mo r e la t ava a pr o pr os i to do pr o g rama dos sessenta minu t os e da t al vi a g ema vo a ra té ao al g rave, onda de sapa rec eu mad di e, q ue t am b em est ava na festa, onda est ava a judite com a rosa negra e q ue on te m vi t alvez duran te u ns t r es se g u ds os v es tid ad e cor de rosa com um m em s eu pei to e de s li g eu id e imediato a atv, p o is n º cao t rago r es pei to por br anque ad ro r es de ra pt os in g fn to ze pedofilos e de q eu mo sc ob r e

A pita ruiva que se diz deputada , maninha da manha na mancha, neta de cesariny, vinha com suas parangonas no correiro da manhã, a mostrar mais uma vez toda a sua manha e sua implicação, que gostavam de saber sempre o fim das telenovelas, como a justificar o que é sempre injustificável, entrar na casa de outro , neste caso a minha, para vir roubar papeis, textos, notas, e espiar, e a prova se faz pelo fio da navalha, que mencionava, pois o fui ver e nele li um conjunto de coias em correlação com a história dos meninos e da palmeira, o david, que era imagem de Aquiles, que levara a seta no pé, como todos sabemos na guerra de Tróia, tudo isto prova o envolvimento de teresa caiero, nisto tudo, e tambem no assunto do cairo, assim agora masi desvelou, a maior ase do masi

A p ita rui iva q ue se di z de puta ada , neta de cesar any vinha com s ua s par ang inha sm no correiro da mna n a h, am mostra mais uma v e z toda a s ua manha e s ua i mp li caçao,, q ue g s ota ava vam de s ab e r se mp reo fi m da s tele ni c velas, c omo a j us ti fi caro q ue é se mp r e ii n j us tif i ca ave l, en t ra na cas de uou t ro , nest caso a min h da ap do para vi r r o ub do bar pap e is, textos, n ota s,e e spi ar, e a pr ova se f az pe dez fi o da n ava alha, q ue men cio n ava, p o is o f u ive r e nel e li um c on j un t ode co ia s em co rr e la sao com a hi s t ´ roi ado s me ni ns e da pal mer ira, o da vi, q ue e rai mage m de a q u ile s, q ue l eva ra a s eta no pé, como todos s ab emo sn a guerra de t rio a, tudo is to pr ova o en vol vi e mn te de teresa caiero, ni s to tudo

Depois de escrever sobre o bandido terroristas joel neto, um reflexo tive de hillary, que assim rezou, é vaso do segundo dos can

Dep o is de es ce r v e r s ob reo bandido te rr ori tsa jo el neto, um r efe l xo t ive de hi ll ar y, q ue as si m r e zo u, é v as o do se gun do dos can

Nas primeiras imagens da guerra, ainda li um pormenor que agora acrescento, o senhor, o tal árabe, presumo, eu pelo sincronismo, terá sido o senhor responsável pelo sessenta e nove em oitenta um a oitenta e tres, ou seja quando eu foi fazer um promocional ao Algarve, através do luis testas

Nas pr i mer ia sima mage ns da guerra, a inda li um por m en o r q ue agora ac r es cento, o s en hor, o t al ar abe, pr ess sumo, eu pe dez sin c r ni s mo, te rá sid oo s en hor e r es ponsa ave l pe dez sessenta e nove em o it en ta um a oitenta e t r es, o u seja q ua n do eu f o e fa ze r um pr omo cio na l ao ala g rave, at rav es do lui s te st as

Em toronto, o fogo, depois evoluiu para riots, muito desvelador, à luz do que o Espirito Divino me tinha desvelado e eu vos escrito!
Em toro n to, o f ogo, dep o is evo lui up do para rio ts, mui to de s vela dor, à Luz do q ue o es pi rito da di do vino me tinha de s vela ado e eu v os es c rito!

Me disse o espirito pela bela bruni do paris match, que todos os que tinham os libers me cruzaram, na altura da raiva aqui no bairro de campo de ourique, aqui relatada, a noite das mil cobras, destas bestas todas que se deixam manipular e que acendem fogueiras, como fizeram no passado e depois vem os terremotos!

Me di s se o es pi rito pe la beka br un id o paris match, q ue todos os q ue t in h as sm s o li v ros do pai, mec ruza ram, na al tura da ra iva aqui no ba ir ro de campo de ourique, aqui r e la t ada, ano ite das mil cobras, de st as best as t u da s q ue se de ix am m ani ip ua l r e q ue ac en de m f o q eu ira sc omo fi ze ram no passado e dep o is v emo s te rr em oto s!

Os bandidos do correio mais induziram elos links que aparecem, para insinuar que os factos do Algarve, ainda não totalmente descritos, mas em parte, foram brincadeira das fionna, e seno que alo me aparecera de novo, emergira a história de um episódio aqui narrado que fizera um eco muito grande no real, assim trouxe na altura o perfume

Os bandidos do co r rei oma is indu z iram el os l in k s q ue ap ar e cem, para in sin u ar q ue os f ac to sd o al g rave, a inda n cão tota le mn te de s c rito sm as em par te, f o ram br inca di ra das fi on na, e seno q ue a dez me ap rec e ra de n ovo, e mer gira a hi st ´ roi ad e um e pi s o di o aqui ina ar rato do ado q ue fi ze ra um e co mui to g rande no real, as si m t ro u xe na al tura o pe rf u me

Liguem-me o telefone, oh filhos da puta terroristas!

pj , pjf, principe do duplo vaso segundo n x