quinta-feira, agosto 21, 2008

Neste momento de grande pesar nas terras vizinhas, a Todos, o meu Colo, a minha Ternura e meu Amor e que os que estão feridos possam todos recuperar

Neste mo men to de g rande pesa rn as te r ra s vi z in h as, a todos, o me u c olo, a min h a te rn ur a e me u amo r e q ue os q ue est cão fe rid os p os sam todos rec up e ra r

Mais um crime, assim logo desvelou o Espirito, ainda em véspera me chegara a noticia que o estado espanhol iria proceder à indemnização das vitimas do onze de março, e me ficara apensar na abismal diferença entre o valor, e o não valor, aqui relativo à queda de entre rios, onde os familiares das vitimas, contra a hipocrisia da injustiça que o estado deveria garantir, mas que não o fez, acordaram num valor simbólico de um euro por alma partida

Mais um c rime, as si m l ogo de s velo lou dez o Es pi rito, a inda em v es pera me che ega garra a no ti cia q ue o es t ado esa pn ho iria pr o cede rá in de mini za sao das vi tim as do onze de março, e me fi cara ap en sar na ab is m al difer en ça en t reo valor, e on cão valor, aqui r e l at ivo à queda de entre rios, onda os f am i lia ares es das vi tim as, c on t ra a h ip o cris ia da in j us ti ça q ue o estado de eve ria garra n tor, mas q ue n cão o fez, ac or da ram num valor s im bo l i co de um euro por alma par rt id a

E não há dinheiro no mundo que componha, uma corpo que se foi, nem que minorize a sua ausência

En cão h á din he o rp no mundo que com mp on h a, uma corp o q ue se f o ine m q ue mino rize as ua au s en cia

Só a imagem da grua no el mundo, ou seja da elevação, dava a leitura, ou um pedaço importante dela, star invertida, e iam, ou sej a star invertida do iam, no pedaço da fuselagem, os quadrados digitais, que meu texto anterior acabara de referir, ou seja um acerto de contas, numa linha muito comprida, que vai até o tempo do tierno galvan, e que passa tambem pela morte de bacon, assim o espirito me desvelou, depois explicarei em maior detalhe

Só a i mage m da g rua no el mundo, o u seja da el eva sao, da ava a lei tura, o u um peda aço i mp porta n te dela, star in v e rt id a, e iam, o u sej a star in v e rt id ado iam, no peda aço da f use l a ge emo mo s quadrados di gi s tais, q ue me u texto ante rio r ac ab ar a de refer iro u seja um ac e rto ode das contas, numa linha mui to co mp rid aqui, q ue v a i at é o te mp o do tie rn o g al van, e q ue passa t am b em pe la mor orte te de b ac on, as simo es pi rito me de s velo vaso primeiro do circulo do dezembro, dep o is e x p l i ca rei em maio r de eta talhe

Enquanto as gentes não obtiverem real justiça, e continuarem a dar credito e a aceitar que são outros, como al queidas ou congéneres que são responsáveis por estas desgraças, os verdadeiros que as praticam, continuam a solta e assim continuam as desgraças, ou seja a injustiça, ou a justiça quando não é verdadeira, provoca como masi um vez infelizmente se demonstra, grave e continuado dano, e muitos inocentes se continuam a ir

En q ua n to as g en te sn cão ob ti vere mr rea al j us ti çae conti n ua rem ema da ar c red i to e a ac ei t ar q ue são outros, co mo al q eu ida s o u c on genere s q ue são r es ponsa ave is por est as de sg ra ç as, os v e rda de iro s q ue as pr at icam, conti n uam a sol ta e as si m conti n uam as de sg ra ç as, o u seja a in j us ti ça, o u a ju s ti ç a q u q a ando n cão é v e rda de ira, pr ovo ca co mo masi um v e z in fe l i zorro que mente se demo ns t ra, g rave e conti n u ado dan dano ano, e mui to sin o c en te s se c on t in uam a e rato


A hora é de pesar e de grande tristeza e sofrimento, mas é bom não isto esquecer, e não cair no mesmo ou semelhante erro!

A h o ra é de pesa r e de g rande t ris te za e s o fr ie mn to, mas é b om n cão is to es q eu ce ren en cão cair no me s mo o u semem l h ante e rato ro!

....

daniel, parece-me que necessita de bondade corporificada em alguma forma, se assim o for, estarei a seu dispor, faça então o favor de me dizer o que pretende

daniel, parece-me que necessita de ban dade co rp o rif i c ada em al gum a forma, se as simo for, es ra e ia s eu di s p ot r, , fa ça en tao o f avo r de me di z ero q ue pr e tende

continuo a responder-lhe assim, pois como sabe se me tem lido, o meu mail, anda sujeito a fraudes, e como já comprovei aqui, pelo menos a mensagem lhe chega

conti nu o ar es ponde r do traço do primeiro he as si m, p o is como s abe se me te maior do lido, o me vaso do mai primeiro, anda serpente do vaso do je e to a fr au de se como já com pr p v e i aqui, pe lo me e no sa m en sage maior do primeiro ingles che ega

i delta do duplo ,qq, a j vaso rato tp