sexta-feira, fevereiro 06, 2009

a faca primeira roma, japao e china, se me desvelou agora , ser a serpente do tritao, a que está referenciada na assinatura do espelho do video anterior e que este em parte comenta

a f aca prime ira de roma, j ap do pao e ch ina, se me de s velo lou do agora , se ra ser pente do t rita o, a q ue e stá refer en cia ada dana as sin a tura do es pe l h o do v id e o ante rio rec ue este em p arte com en t a


e sabe senhor lula, ontem tambem vi aqui a bela gisele numa capa de revista, com os cabelos assim a lembrar bambi, e sendo que a imagem que aqui neste video dou conta, deve ser referente à rapariga anoréxica, que era tambem modelo, que no brasil morreu, assim agora na transcrição o recordei, a foto da gisele, era tambem uam encenação, pois trazia os lábios pintados de vermelhos gretados, coisa impensável numa foto de capa de uma revista assim dessa natureza, como a falar do beijo do guarda das sestas, ou seja do controlo e indução feita via rem, e dos códigos que põem pressão nas pessoas, usados na tal chamadas prevenções do terrorismo, eufemisticamente ditas como afogamento, que é imagem de falta de ar, e de capacidade de respirar, por pressão diversa psicológica, e depois trazia pormenor em seu braço, o circulo, anel negro do quadrado onde estava reflectido pelas luzes, que se calar até retocada foram , para dar a ideia clara da huawei, o usb da rede sem fios, o kanguru, e dois homens em sombra ali referidos , como dizendo que fora um para do kanguru do havai que o fizera, nao é verdade, que é este o sentido do que pretende dizer, sobre os pepinos metálicos, pois o procure onde diz estar

es s abe s en hor da lula, on te em t am b em vi aqui ab el a gisele nu ma c ap ad e r e vi sta, com os v ab elos ass ima l em br ar bam bi, e se bdo, pub, q ue a i mage madeira q ue aqui nest e v id e o do caso vao conta, d eve ser refer en te à ra pa rig a ano rex i ca, q ue e ra t am b em mode lo, q ue no br as i l mor r eu, ass em agora na t ra ns c ri sao o recorde ia f oto da gisele, e rat da cruz da am e segunda em uam en circulo do en da nz sao, p o is cruz ra zorro do ia os primeiro águia do ab is circulo do pina, dn, td os de vermelhos greta do serpente do co isa e mp en serpente ave primeiro nu ma f oto de cao ad e uma rata vaso e ista sas si em de serpente da sa ant ur e za, com do circulo da primeira do forte da al, norte sul, rata do bei jo do guarda das s es t as, circulo do vaso do seja do c on cruz rolo e indu sao feita vaso do ia rem, e dos co di g os quadrado da ue poe em press sao nas pessoa serpente, usa do sn at cruz al circulo do ham ad as pr eve en circulo de cortez do espanhol do te rato roi st mo, eu do forte eni us tica mente dita serpente circulo do omo da primeira do f o g am w en to, q ue é, e, mage made ria de forte da ala tc cruz da ar, e capa da cidade de rato da espanhola pira rp dp por press sao di dos versa psi c olo gi ca, e d ep do circulo do is cruz ra zorro io por me en or em serpente do eu br aço, o circulo, ane primeiro negro do quadrado onde e stva rato e for mula one e ct ido pe primeiro as lu ze espanholas, quadrado da europeu da se da cala, canárias, homem do ra a té rato e toca ada for ram da am, p ra da ra id deia da clara da homem da ua w, vaso do circulo do kan g ur, e do is homem do ome ns em son bra al e rato da efe rid ds circulo, com do circulo da di z en doque ue fr o a, a um para do kanguru do homem ava e quadrado da ue do circulo do fic e ra, muito cao é verde dade, quadra sd o da ue é este os en cruz id o do q ue pr e cruz en de di ze r, serpente ob reo serpente do pepe dos inos dos sinos, sin os dos metálicos, p o is circulo do por cure onda di zorro espanhola star

o reflexo do diamante na mao que fechava o saco, é da mao da cleo do pt ra, sendo que um outro, apareceu-me aos olhos em tons avermelhados meio bordeuax num carro aqui na rua, alguem o deixara, com uma etiqueta que desvelava um nome, um nome familar de uma fotorgrafa portuguesa, a poli ana, ou a ana da pol.

circulo rato e for mula one do lex, xo, ou seja do beijo invretido da lei, do dia, hoem da te, na az mao do quadrado da ue forte e ch ava do circulo do saco, do serpente do ac do aco, e da mai da cleo do p t ra, serpente en dó, q ue de um outro, ap par rece eu do traço da inglesa me, primeira do os dos olhos, em to ns aver vermelha, mei circulo de bordeuax, no primeiro acrro, aqui na rua, al gume circulo de ix xara com da primeira da etiq vaso da eta q ue espanhola vela circulo vaso primeiro no me , pro me forte an nmila ar de primeiro f oto ot rata gara raf a protu guesa, ap circulo do li, ana da pol

tinha acabado de aparecer a figura na bela cleopetra aqui da terra, no seu ultimo programa, nem de proposito sobre cuba onde pontificava um homem de formaçao jesuita, e de quem em dia recente o espirito me desvelou, trazer relacionamento com um dos passes em cabo verde, curiosamente , por cima da capa da bela gisele com um vestidinho da hera da seda, ou da china, assim pretende dizer, estava uma bela senhora cubana dos buzios fumandp charuto e muuto sorrindo

tinha ac ab bad ad circulo de ap par ser, forte vaso gato ura da primeira e bela cleo da petra aqui da terra, no serpente eu vaso do primeiro cruz imo pro gato da ram ne maior de pro posi to, serepnte do circulo do tam do pao em cuba, onda ponti fi circulo ava primeiro homem de for maçao jesuita, e deque em dia rece en te ciruclo do espanhol do it rito, da me do quadrado da espanhola vela, estre, cruz ra ze do rato la cio na men to com do primeiro dos passes, p ass espanhola em cabo verde, as meninas enterradas vivas, ci rio sam que mente, por c ima da capa, revista, da be primeira da gi sele, com do primeiro vaso est id don homam da primeira da hera da china, ch un a ass em pr e ten de di ze raro, e stva a um abe e la s en hor duplo vaso da para cu bna nana bana dos nuzios forte primeiro man do quadrado do charuto, e muu to sor rato indo

o reflexo, o glow, tinha-me aprecido ao caminhar, subinmdo a calçada do livramento, numa pequenissima flor ao lado do passeio em frente a casa dos frangos grelhados mesmo antes da casa de goa, olheio portao, que estava fechado com uma corrente cadeado, tras ele duas rodas da vida, cada uma com um leao em seu centro, é por ali que cosntuma estar um carro frances verde com matricula dos mr pum pums, e masi abaixo temos os pneus da morgado

circulo do rato do aro do for mula one e xo circulo do garo primeiro do circulo do duplo vaso, tim hoem da primeira inglesa me , a ap pr r cid circulo ao ca min home da ar, serpente ub bin nm do da primeria da caçada, do li vaso ram en to, nu ma pe q ue ni serpente sima flor aol ado do pa serpente do seio, em fr en te primeira criculo asa dos fr ab ang os dos grelahdos, ou dos primerios grelahados, me s mo ant espanhola da c asas de goa, circulo do prime i roi por tao q ue e stav a f e c h do ado, do cm, primeiro corrente cade ado, cruz ra s el e du as das rodas da vida, c ad a uma com do primeiro leao, sporting, em s eu c en reel time to, é por ali do q ue sos sn cruz uma est ra primrio carro frances verde com, mat ricula, it, dos mr dos pum p um mes e ema si ab bia aco t emo os pn eu serpente da mor do gado

o dom da sida, trocadilho com a palvra jesuita, na segunda vez em que é usada

circulo do quadrado do om da sida, cruz roca di cadilho da ilha, principe espanhol vaso it da primeira, do com ap da primeira pal vaso do ra ju serpente do vaso it da primeira , se da gun da ava zorro serpente usada, usa ad primeira

sida dida dons do dao

serpente id ad dida do ns do dao

a imagens dos quadros, que no video anteiror a este definem duas velas negras, que por sua vez ecoam em duas outras que estao presentes nas fotos que tirei à bela cate blanchett, nos mupis ali na infante santo a chegar à estrela, onde se ve em sua face o anverso, ou seja duas velas mas brancas e ainda um outro estranho pormenor que no entretanto me apercebei, como se ela tivesse um coraçao deitado por altura da sua testa, que parece tambem uma peça de prta que se usa para abrir nozes, quebra nozes, bailado

a uma en gn serpente dos quadros, q ue no do video, vaso id e ante iro ra primeira este de fi ne em du as das velas negras, q ue do por s ua ave zorro e coa am em duas outras, q ue espanhol tao, pr es e s en t es nas f otos, q ue tir rei à bela cat e b lan chett, no ser cruz ente dos mupi al ina infante santo, a che do bar à primeria estrela em quadrado es eve em s ua da face do circulo do anverso, o do vaso seja du as das velas mas br ancas, e a inda primeiro de um outro, es cruz rata anho pro rome en circulo rato q ue no en t rato era ant tome me ap per cebe e com circulo see la curx iv ess primeiro caoraçao deitado, por al tura da s ua t e s sta, q ue par ce eta tam b em primeira pica de p rta q ue se usa do para ab no ze serpente, quebra nozes, ba ila ado

numa das imagens se ve um lago, o lago mencionado na Palavra neste video, é o do toco no brasil,

numa das ima agnes se eve primeiro la g oo , circulo do lago, personagem, men cio na ado na pal al ca av ra neste v ide é o do toco do brasil

a outra referenciaa a santa ana, e uma chave me apareceu no jardim da estrela ao passar, pois vi o nome da igreja onde a lucinda esteve de vela, a da santa joana princesa, na capa de um livro de um senhor que estava a ler, afinal era mozart, com o triangulo maconico ou da visao na imagem, ou seja de alguem relacionado com a maçonaria , provavelmente da terra de mozart,

a outra, rata efe ren cia aa s anta da ana, e primeira chave da me ap par rec eu do no do jardim, da est rata ala circulo da ap ass ar , p o is o em no meda i gara raja onda primeira luc inda es teve de vela, da santa joana pric cn ne s ana capa de li vaso do aro do nono de primeiro senhor, quadrado da ue estv ava primeiro roi ler, a fi em al e ra moza art com do circulo do trinagulo maconico o vaso da visao na magem o vaso do circulo seja amerciano al g ue em rato la cio na ado com da primeira da maçonaria pro rova ova ave le mn te da terra, demo zorto da art,



o resto que nunca o é, está na imagem como sempre em correlação com a Palavra

o r es to que n unc a o é, e stá na e mage mc omo sempre em co rr e la sao com a Pa al vaso do ra


e ao senhor ricardo salgado, que remetia o assunto dos racios e dos tóxicos, e dos comatosos, recuperados, e coias assim em diagonal, sendo o senhor o pan rico cá do sitio, lhe pergunto se me esclarece, quem é tal financeiro de cascais, que por aqui na Palavra muito anda a aparecer

e ao s en hor ricardo s al gado, q ue rem net ia o as sun to dos rac i o sed os to xico se dos com at ossos, rec up e ra do se co ias as si em e maior dia g on al, s en do o s en hor o pan rico cá do si tio, l he per gun to ze me es clare ç e, q ue em é t al fina ce iro de cascais, q ue por aqui na Pala vaso do ra mui to anda a ap arc e rato

l he di rei q ue o es pei tito me de s velo lou ,q ue o t al f alo ali da c asa da a es ue cna do ca apit tao palas, é o f alo do t al fi n caiero, cairo, de cascais, as si em n cão d eve rá t rato e g rande du v ida a s abe r q eu em mé, e on te mali e stav a um, li q eu ido vi sc osso, bau ni da ilha , porn ta a usa sara, nas pe dr as da calçada a s eu g r i rato do rio de es per ma, o use seja tromba de elefante,

estamos esclarecidos, sobre os assuntos de confiança, ou será que ainda nao!

Es sat mos es clare c ido s, s ob re os as sun to sd e c on finança, o u se ra ap ps ot primeiro do circulo da serpente pata q ue a inda n cao!

Ou sea j , do lago dos patos ali da estrela, tambem, a relaçao


E me diga mais um coisa por gentileza, essa sua linha comulativa, traduzindo, diz que tiveram que resgatar um rapaz que nas suas diagonais palavras dizer, estava comatoso, por consumo de tóxicos, e que o resgataram, isso, é relativo, a quem em concreto, porventura insinua isso sobre a minha pessoa, de forma a justificar o injustificável , o o roubo de um dos meus filhos!

E me di g am a is um co isa por g en til e za, ess as ua da linha com mula t uva, t ra du z indo, di z q ue t iv verme aqui da ue reg sat ar um ra ap z q ue na ss ua s dia gn on a is pala vaso do ra s di ze, e st ra co matoso, por c on sumo de to xico ze q ue o re sg tar ram, iss o, é r e l at iv o a quem em c on c r e to, por v en tura in sin ua iss o s ob rea min h a p esso a, de forma a j us tif fi car o in j us tif cia l , o oroubo de um dos me us fi l h os!

Se assim for terei de deduzir que provavelmente com forte grau de probabilidade estará envolvido em negócios decorrentes de roubos e rendimento genético, por assim dizer

Se ass em for te rei de ded u z i r qu ep rova ave l e m ne gt com f orte g r au de rp ro b ab bil iade de st a rá en vo l v id o em ne go e cios dec or ren t es de ro ub os e r en di men to g ene tico, por as si maior da di ze do rato, cabrões do ps, para variar


Agora na rua a pequena criança que vinha no jardim do principe real, mais ou menos entre Macau ae a casa árabe de lys, largou a mao de sua mae, caminhou olhando para mi, e entrou no poste da cabine telefónica da pt, a me mostrar o tal arco, o símbolo, é o de sempre, a quadratura do circulo, a serpente da canção de madrid

Ada goa r ana u ra a peru na c r ina ç q ue vinha no do jardim do p rin cipe rea l, mais o u me en s o s en t re m ac o u ae a c asa ar abe de l y s, l argo ua mao de s ua mae, ca min h o u o u l h ando para mi, e en t ro un o poste da ca be ine tele f oni nica da pt, a mo t ra r a o t al arco, o s im b olo, é o de se mp rea quadratura do circulo, a serpente da can sao de madrid

Um arco iris amada, espelhava nosso amor, ali no miradouro, por alturas da penha de frança, eu te fiquei assim a ver, o cio diverso como sempre pela cidade, espalhado, quanto me amas, sempre o mesmo, eterno pela eternidade,

Um arco iris, fr, am ad a, es pe l h ava n osso am o ra li no mira douro, poe r al turas da p en h ad e fr ança, eu te f u q eu i as sima ave ro ero cio di dos verso com o sempre pe la cidade, es p alha ado, q ua anto me am as, se mp reo me s mo, e terno pela e t reni dade, al ka cesar

Ao passar no museu de ciências, um dinausaurio em esqueleto me recordou que então a galinha é do grupo dos all do circulos do dino, do saurio

Ao p ass ar no mu use s eu de cie en cias, um dina au saurio em es q eu le tome mr e corda o vaso do q ue antao a a gal da linha é do g rip o dos all do circulos do dino, do s au iro

Mais ou menos pelas bandas da casa dos bandidos que se dizem procurar, as luvas, o espírito me disse, que o noventa e tres era do grupo da lu, ao pé da regua portanto

Mais o um en os pe l as bandas da c asa dos bandidos q ue se di ze we em pro cu r ar, as primeiro da uva serpente , o es pe e it tome di s se, q ue on ove en ta e t r es e ra do g rupo da lo u, ao péd ar eua porta ant o

com o escutado do Irmao ido, me apareceu midrash.

com o es cut ado do iram o a id o, me a ap rc eu m id ra serpente homem.

Numa loja ali pelas bandas, vi um barco africano com um fisga vermelha do japao salvo erro em dois mil , e uma bela espada famula de uma bela tribo africana , a senhora me a passou para mao, um instante, quando lhe peguei, meus pés bateram na cadeira que estava em baixo, a senhora perguntou se eu me tinha magoado, disse-lha, nao me ouvi dizer, ops, ou seja quem se terá magoado, se fosse o caso, era a deusa, mas sabe, Ela dorme em meu leito, e está habituada que eu e dormir lhe de assim umas turrinhas amorosas com os pés e não se chateia

Nu ma loja al ip el as das bandas, vi um bar co a fr ican o com primeira fisga vermelha do japao s alvo e r ro em do is mi da ile uma bela es ap da fam mula de uma bela t rib o africana , a s en hor am me a p ass o up do para mao, mai un um isn t ante, q ua ando le homem do pe q g eu em eu s pé s bate ram na cade ria q ue e stav a em ba ix o, a s en hor a p we r gun to u ise eu me tinha mago ado, di ss e do traço da inglesa l homem da ana me o u vi di ze r, o ps, o use seja q eu em se te rá mago ad o, se f os se o caso, e ra a de usa, mas s abe, El a dor me em me u lei to, e e stá h abi tua ada q ue eu e dor mir le homem de ass em umas t ur rinhas am mao rosas com os pés en cão se c homem da primeira teia

Sessenta e nove, minha amada, me fazem muitos, mas te garanto que na mais das vezes não dou por eles em carne, naquele aspecto da agradável natureza de os fazer por vontade, um outro sessenta e nove, que quase se desvelou, foi o da alma lounge, da historia no tempo da expo, que fora ele o do sessenta e nove fiquei-me a perguntar se era do tal procurador da polícia bandida, que pôs o cargo a disposição, depois de aqui os ter interpelado

Se s senta en b ove, min home da mna ana da manada, me f az e m mui t os, mas te gara n to que na mais das v e ze n cão do up por el es em car ne, na q eu le as pe ct o da a g ra da ave l natureza de os f az e r por vontade, um o u t ro ss es en t a en ove, q ue q au use se d es velo lou, f oio da alma lo un ge, da hi s tori ano te mp o da expo, q ue for a e leo do se s sena t en ove e dm fi q eu i do traço da inglesa lea me a p per gun tar se e ra do t al pro cura dor da pol li ca bandida, q ue p os o c argo a di sp o siç sao, d ep o is de aqui os te rin r e rp pe l ar

Eu por mim agradeço sempre Todo a Luz, mais feliz estaria a ver Teus Olhos assim ao Perto dos Meus a Sorrir em Nosso Leito, assim beijinhos por toda a Infinita Casa

Eu por me em a g ra deç o se mp rea Todo a Luz, mais f e liz es t r aia ave rt eu sol h os as simao Per to dos Me s ua Sor r i r em No do osso Lei t, ass em beijin ho s por toda a In fi ni t ac asa


Aos Amantes Amados , Aos filhos da puta bandidos que se dizem ser da policia de portugal, aos filhos da puta dos bandidos todos fora da lei com funções de governo e ao tribunal penal internacional

A os Ana ab bt cruz espanha amado sao serpente fi primeiro homem os da puta bandidos quadrado ue se di ze em ser da poli falo do ca de portugal, aos fi primeiro homem os da puta dos bandidos todos fora da eli com f un cç o espanha de g ove rn po, ao cruz rib un al p inglaterra al in cruz rena cio muito do al

Portugal, como se deduz das linhas abaixo, e tambem nome do tal musico açoreano , americano e da família de outros, com o mesmo nome um dos quais , que vive na austrália, ou seja o link australiano

Portu gal, com o se ded vaso zorro das linha abaixo, e ta am b em no me do cruz al mu sic do circulo do açoreano , americano e da f am í primeiro ia de outros, com do circulo do me serpente mo no me primeiro dos quais, policia francesa, quadrado ue vaso iv inglaterra a, austrália, o use seja circulo do link au serpente cruz ra li ano




Sabes amada, quando me deitei depois de concluir e publicar o que talvez possa chamar de primeira parte deo mergulho na parte masi negra desta historia e desta tremenda afronta que me fazem de me roubaram um filho à tres anos, já com os olhos fechados na cama, me veio o teu flash, um tremendo flash, daqueles que a imagem como um raio se forma dentro dos olhos fechados dentro das próprias pálpebras, a imagem , era teu arquétipo, masi uma vez a imagem da rapariga ruiva do quadro, ouvi-te assim, a dizeres o que já ia dentro de mim, com um flash, súbito e rápido, é ele que tem o filho, ou seja, me deste a confirmação dentro de ti, daquilo que eu pressentia, que eu já pressentia

Serpente do ab espanhol da sam da am ada, quadrado da ua da anda da mede it e id ep circulo do is dec em circulo lui rato da ep ub li caro roque, quadrado da ue tc cruz alvez p do os da sa ac do ham ar de prime ira da p ar rte deo mergulho na p arte ma si negra de sta hi serpente do tor ia e de serpente tat rato da emenda a fr rn cruz do ac quadrado da ue me f az em mad e ria de me ro ub ab primeira da br primeira em prime iro fi do primeiro do homem do circulo à cruz rato espanha anos, serpente do f3, for mula one terceira, a da al tura f 3, vaso do inglaterra dó ad espanhola circulo do ric sao da F3 na primeira da ajuda do w in do ws, inglaterra nc on cruz ro as da se do gui em te sio un do serpente forte da ot mações, primeiro De bug, do circulo das te rata da teresa sis do cm com para da ar, dos key, ed lin das teresas das linhas, lx cascais, use seja al gato do eu em mr e la cio na ado com do circulo do tal financeiro da linha que muito aparece, e serpente ob reo do quadrado da ual nova sc co da isa sn do circulo do inglaterra cruz rato eta ant o sed espanhola vela lara ram, e pro cura rum ficheiro ou pasta, ou seja pr circulo do cara ar do prime rio f ice homem ria o, fic he ria circulo do vaso da pasta, ou sej do circulo italiano e do dinheiro, principe do ac do com do os dos olhos forte e circulo homem ad os na cama, f e che é circulo da serpente do os olhos, me do veio ot di europeu da fla serpente homem, primeiro da cruz rato do mendo da fla serpente do homem, da quadrado eu primeiro ss ep e rn da teresa quadrado da ue primeira e mage mc omo do primeiro roi rai o, ou raio, circulo da seda da forma do quadrado inglaterra da cruz na roda do os dos olhos fechados, ou seja do kubrick, quadrado do inglaterra da cruz no ro sd as poe por rp ria serpente sapa pal e pa da primeira p do ab e ra sa da ema mage da made ria , e rat europeu aqui dot quadrado do vaso da teresa do pito, o arquitecto falso, ma si primeiro ave zorro a ema mage madeira da ar da ap primeira rato do gi da ruiva do doque do ki da ua quadrado au dr ado do ra circulo, circulo do vaso do vi do traço da inglesa te as da sima di Ze rata espanhola, o quadrado da ue da ep do rin ciep acento a primeira do iade inglaterra cruz rode da ode da mim do com do primeiro f al serpente homem, serpente ub bit o e rá o di o, é ele que tem o filho, o use seja, me deste a circulo on fi raro maio al sao d inglaterra cruz ro de ti, daquilo quadrado ue eu pr ess inglaterra tia, quadrado ue eu j á pr ess inglaterra tia

Ac do com do olhos fechados na cama, trás o sentido, do kubrick, da ruiva nicole, e do dinheiro que esteve por detrás desta operação, o que remete então para margarida bessa, visto isto ter passado por ela, com relaçao a um outra rapariga que esta ou esteve ligada a helena napoleão nos tempos da new look, aqui em campo de ourique da primeira vez que cá estive, na decada de oitenta, relação com iluminatti, italianos, donde veio do dinheiro

Ac do com do olhos fechados na cama, cruz ra serpente do circulo do serpente inglaterra tid o, do k ub rick, da rui iva no cole, e do di ne homem roque espanhola tve por det ra serpente de tsa opra sao, o quadrado ue reme teresa do inglaterra tao do para da margarida bessa, vi serpente do to is to teresa passado por ela, com da relaçao a um, de uma outra rapariga do que e sta o do vc caso da espanhola tve lia gata da primeira da helena napoleão nos tempos da ne w prime rio do ook aqui em campo de ourique da prime ria ave zorro quadrado ue cá espanha cruz iv inglaterra primeira da decada de oitenta, real sao do com dos iluminatti italianos, donde veio o dinheiro

Desvela-se no anterior parágrafo, concretamente , que é ele que tem o filho, o único nome que aparece, para alem dos elos da rede, é o do kubrick, ou seja declina em kapa di vao, do vaso do tam pai, do ru ck, o rick, o que me lembro de ver a dizer que era pai solteiro, é o rick , filho do iglésias, um homem que trás constante e antiga relaçao com portugal

D espanha vela do traço da inglesa se no ante rio rp do para g rafo, circulo on creta mente , quadrado ue é ele que cruz emi o filho, o único no me que aparece, para al em dos elos da rede, é o do kubrick, o use seja dec primeiro ina em kapa di vao, do vaso do tam pai, do ru ck, o rick, o que me primeiro em br ode eve ra dizer, quadrado ue e ra pai sol te iro, é o rick , fi primeiro homem o do iglésias, um homem oe mec quadrado da ue cruz ra serpente circulo on cruz ante e antiga da relaçao do com do portugal, do nuno portugal , ora aqui está o link com a austrália, o ra aqui e stá o primeiro on kapa do com da primeira da austrália

Ratas espanholas , há diversas, aqui a vizinha portuguesa dos gémeos, que espia na janela, que trás relaçao com espanha, a monica calle, e masi umas tantas

Ratas espanha pan da hola serpente , há di vera saqui primeira vizinha por vaso guesa dos ge meo serpentes, quadrado ue espanha pe ia ana jane primeiro lac aqui da ue cruz ra serpente da relaçao do com espanha, da primeira da monica calle, e ema si primeira das serpentes das cruzes das antas, dólmens, dó primeiro home ingles ns, norte sul

Pensei no cheney nessa noite e no dia seguinte dei outra vez com uma noticia do yahoo, onde ele defendia os seus pontos de vista sobre o que pensa ser a forma correcta sobre o ponto de vista preventivo, do combate aos actos de terror, e sobre a discussão que pelos visto se arrasta, da forma de o fazer, desta vez equacionava ele, masi ou menos em síntese, que a brandura poderia permitir um ataque de caracter químico nas cidades ou mesmo uma bomba suja, e de facto todas estas possibilidades se encontram, sempre em cima da mesa, com ou sem brandura, pois , brandos sempre uns são e outros nas vezes não, e mesmo até os mansos nas vezes se tornam ferozes, pois um conjunto é sempre superior às partes e interpretes, há sempre alguém que se encontra a jeito para catalisar da electricidade estática que vai no ceu feita pelas mao de todos nas forma como vivemos, o raio, o mortal raio, para um ou para muitos, as vezes até para o próprio

Pen da se do ino che inglaterra e delta ness amo noite e no dia seguinte, day after, viseu, dp vaso outra vez com do primeiro ano tic cia do y a hh o, onda ele d efe inglaterra dia os se us pontos de vista serpente ob reo quadrado ue p inglaterra sa ser primeira forma co rr e cta serpente ob reo ponto de vi sta pr eve inglaterra cruz ovo, do com bate aos ac to sd e terror, e serpente ob rea di sc uss são primeiro do quadrado ue pelos vi st o sea rato rasta, da forma deo f az e rato, de sta ave zorro e qua cio muito do ava ele, ma si o um inglaterra o ss em sin te sec, quadrado ue da primeira da brand ur do ra da p ode ria per mit tir primeiro ataque, de carat w e rato quim mico na serpente cidades o um espanha mo uma bomba suja, e de f ac to todas e sta serpente p os sibil id ad espanha x se e cn on cruz ram, se mp rato e em circulo ima da mesa, madrid, com o use se em brand dura, ma rca, p o is , bar rn do serpente se mp re un serpente são e outros nas vaso e ze inglaterra cão, e me serpente mo a té os mansos nas vaso e ze serpente se tor rn am f ero ze serpente, pp o is primeiro circulo on j un to é se mp rato e espanha super iro as p art espanha e inter rp pr e te serpente, homem á se mp rato e al gume quadrado ue se inglaterra circulo on cruz ra a je it to para cat a liza rata da electricidade est a tica quadrado ue eva ino ceu f e e ta pe primeiro as mao de todos nas forma com o vaso iv emo serpente, o rai o, omo mor rta al raio, para primeiro o up do para mui to sas vaso e ze sa té para o pro puta do rio

Seus tremendos filhos da puta!!!!

A imagem durou uma fracção de segundo, e depois me surgiu outra rapariga que trás o mesmo arquétipo, uma rapariga muito bela, assim com um génio forte, nas vezes, que acabara de ver em dia recente, outra vez na televisão na serie sobre um hospital, que trás o mesmo nome de personagem que trás a filha de cheney, liz, palavra que muitas vezes tambem aparece nestas palavras

A e mage em duro vaso da primeira fracção, di da visao, fr ac são fr rac são da raçao, do trunfo dos porcos, de se da gun do segundo, e dep o is me serpente ur gi do vaso de uma outra rapariga, quadrado ue cruz rá serpente o me serpente mo arque cruz ip o, primeira rapariga muito bela, ass em com do primeiro g é ni o f orte, na serpente vaso e ze serpente, quadrado ue aca zorro bar ad e eve rem dia rec inglaterra te, o vaso cruz rato a ave zorra na televisão na se da ire serpente ob rato e primeiro homem o ps it al, quadrado ue cruz rá serpente o me serpente mo no me de per son game quadrado ue cruz rá sa filha de cheney, liz, pal av ra quadrado ue mui cruz as vaso e ze serpente cruz am b em ap ar rece nest az serpente da pala av ra ss

Recordo cheney de uma especifica imagem, uma estranha imagem no sentido antes de masi do que está aquém e alem dela, eu explico, pois me acontece muitos, que é pelo amor, reconhecer num outro família, pode mesmo parecer estranho esta afirmação, no sentido primo que todos o somos família, somos todos da mesma família, os que vivem na terra, e sendo que sabes que até um pedra para mim é um irmão, no sentido de ser um ser que está vivo, dirte-ei , que tudo o que apreendo como meu corpo, está de alguma forma vivo

Record o ch inglaterra e delta de uma espanha pe cif fi ca e mage made ria, uma e ts rato anha da imagem, produtora, do no serpente inglaterra tid o ant espanha de ma serpente id o quadrado ue e stá a quadrado eu me e al em de la, eu e x p lico, p o is me ac on tc e mui cruz os, quadrado ue é p elo amo rato , rec one homem ser, nu primeiro de um outro da família, p ode me serpente mo p aa rc e rato espanha cruz rato anho e sta a fi rata maçao, no serpente inglaterra tid do circulo do primo quadrado ue todos o serpente omo serpente f am e primeiro ia, serpente omo serpente to dd o as da me sam família, os quadrado ue vaso iv em mna terra, br, e serpente inglaterra do que serpente ab espanha quadrado ue a té da primeira pedra do para da mim é primeiro irmão, no serpente inglaterra cruz id ode ser primeiro ser quadrado ue e stá vaso ivo, di rt ti do traço ingles do e, e quadrado ue tudo o quadrado ue ap ren deo com om eu corp o, e stá de al g uam forma vaso do ivo

Mas esta imagem vai para alem deste reconhecimento de Pai, em relaçao a todos os seus filhos e todos os seus irmãos, pois é uma especifica imagem dele que trago clara em minha cabeça como se a tivesse visto ontem, e na realidade, a vi a muitas luas atrás

Mase, italia, sta e mage madeira vaso do a e para al em de ste rec on he cimento de Pai, em relaçao a todos os se us fi primeiro homem os e todos os se us irmãos, pois é uma espanha pe e cif fca e mage made ria dele, do quadrado ue cruz rago clara em min homem da primeira do ca da beça com o sea cruz iv ess e vi serpente to on te, inglaterra ar e la id ad e, a vi am vaso e cruz as lu as sat cruz rá serpente

Está ele sentado num sofá, com uma criança recem nascida em seu colo, e uma face de avo babado contente e feliz, cheia de força em seu olhar, a criança, estava numa espécie de roupão branco com um pormenor, um belo e significativo pormenor, uma fita de azul em seu capuz, como a dizer da criança prometida, a criança divina feita pelo amor divino de dois seres que se amam em amor, se assim form pois como te disse agora recentemente, parece-me que existe aqui em meu caso, na extensão que ainda nem consegui determinar, um roubo de sangue e uma linha do exilar da vida, ou seja tambem imagem da continuidade, ou seja dos filhos.

Espanhol rá ele serpente inglaterra tao nu primeiro serpente do circulo do fa, ac do om primeira cir muito do aça rece em na serpente cida em serpente eu circulo do falo, e primeira da face de av circulo do babado contente e feliz, che ia de f orca em serpente eu ol homem ar, ac rato ian anca, espanhola tva numa espanha pe cie de ro up do pao branco com do prik me iro do pormenor, rita guerra, primeiro do segundo elo e si gn e fi cat ivo do pormenor, uma fi cruz ad e az vaso primeiro em serpente eu cap vaso do zorro, com o a di ze rato da circulo rato ian anca pro met ida, ac rato ian ca da di da vina feita p elo am o rato da di vino de do is ser espanhol, quadrado ue da se amam em am o rato, se ass em for rm p o is com o te di serpente se agora rec inglaterra te mn te, par ce do traço da inglesa me quadrado ue e x us te aqui em me vaso do caso, na e x cruz inglaterra sao quadrado ue a inda ne em circulo on se gui det rato emi mina muito do ar, primeiro roubo de sangue e um a primeiro ina hd do exilir da vida, o use sej at tam da manha e segundo em e mage made ria da conti nu id ad e, o use seja dos filhos.

Não sei quem é, ou melhor não creio saber assim nem de perto nem de imagem, quem é sua filha, soube agora nesta noticia que é na aparência uma procuradora especial, parece mesmo que o mundo está cheio de procuradores especiais neste últimos tempos, especiais que pode trazer sempre a leitura de serem procuradores, porque por natureza o são, e alguns outros sabendo, os suportam, porque acham que é de suportar, sem juízo de valor algum esta afirmação, pois seekers, sempre existiram e sempre existiram, e o que determina sempre é o grau do coraçao de cada um, e dos que por um tem acesso a informação e sobretudo o que com ela fazem, e a a visao é sempre masi útil e mais importante do que até a perversão que se pode fazer com a luz, ou melhor, com o conhecimento da luz,

N cão see quadrado vaso em é, o um el hor muito do cão circulo rie o saber, ass em ne madeira de per to cruz one am de ira made ria de e mage m, quadrado vaso em é serpente ua fi primeiro homem a, serpente o ub e agora nest ano tica quadrado ue é na ap ar rec ni a uma pro cura dora espanha pe cia al, pa rece me serpente mo quadrado ue o mundo e stá che e ode procuradores espanha pe cia si nest e vaso primeiro cruz imo serpente te mp os, espanha pa e cia sis quadrado ue p ode cruz ra ze rato da se da mp rea da leitura d espanha e rem procuradores, por quadrado ue por na cruz ur e zorro a o são, e al gun serpente outros sabendo, os serpente up porta ta da am, por quadrado ue ca ham quadrado ue é de serpente vaso port ar, se m ju e zo da ode do valor, revista, al gume e sta a for maçao, p o is see kapa e rato serpente, se mp do rato e e xis cruz iram e se mp rato e e xis cruz iram, e o quadrado ue det rato emi mina se mor e é o g rato au do co raçao dec ad a um, e dos quadrado ue por um te m ac ess o a in for maçao e serpente ob rato e tudo o quadrado ue com el a f az x ze em, me aa visao é se mp rato ema si vaso do tile ema si e mp porta ante do quadrado ue a té a per vaso e rato sao quadrado ue se p ode f az e rc om da primeira luz, o vaso mel hor, com o circulo on he cie mn to da luz, com da cie do cimento na luz

Que estranho, aparece agora luz, e recordei-me de salema, de uma rapariga, assim loirinha, com muita classe, isto é, olhavas para ela e vias que era bela em seu interior, bela no sentido de saberes que trazia luz e amor em seu coraçao, e que encontrei umas tres vezes a passear na pria, a horas desusadas, como eu gosto, assim pelos amanheces, quando a pria é ainda e só das gaivotas, o sol calmo nasce, e tudo é belo e perfumado de harmonia, mesmo quando andamos menos bem dispostos, como fora meu caso dominante, em salema esta ultimo verão em que lá passei uns dias, contraste com as ferias dos outros, a ausência de meu filho, as crianças belas à solta e felizes, quebrava-me ainda mais o coraçao,

Q ue espanha cruz rato anho, ap arc e agora da luz, e recorde e traço da inglesa me de salema, de primeira rapariga, ass em loi rn home da primeira, com mui cruz ac lass e, is to é, o primeiro homem ava serpente spa do para e la e vias, quadrado ue e ra be la em serpente eu in te rio rato, b e primeiro ano serpente inglaterra cruz id o de serpente abe rato espanha quadrado ue cruz ra zorro ia luz e am o rem serpente eu coraçao, e quadrado ue inglaterra circulo on cruz rei uma serpente cruz rato espanha vaso e ze sa p ass sear na p ria, a hor as desu dad ds sas, com o eu g os to, as si em pelos am na homem ser serpente, quadrado vaso quadrado ando a p ria é a inda e soda serpente gai vaso ota serpente, o sol circulo al mo nba sc e, e tudo é b elo e per rf fumado de homem ar moni am espanha mo quando anda mos m inglaterra os b em di serpente post os, com o for am eu caso dom ina te, em sal ema e sta vaso primeiro cruz imo vera o em quadrado ue primeiro á pa ss e e vaso mn serpente dias, circulo on cruz raste com as f e rias dos outros, a au serpente inglaterra cia dd em eu fi primeiro homem o, as cir mna sç as be primeiro as à sol cruz a e f e liz espanha, quadrado eu br ava do traço da inglesa me a inda maís do circulo do coraçao,

Cruzamo-nos tres ou quatro vezes, e na ultima , dei significado ao pequeno cao que a acompanhava, pois era um milou, e quando a vejo de costas, a ultima vez, parada muito do pontão com um grupo de crianças que andavam sempre juntas em alegre bando que com ela se metera pelo milou, a ver como ela era doce sem seu ser, na forma como ali em breve lidou com elas, se me fez luz em mim, pois o milou geralmente anda com o Tintin, e eu me reconheço am parte tambem nele, masi me reconhecia quando o meu cao antonio, que muitas vezes desceu tambem comigo ao sul, me tinha e me acompanhava, fiquei com a duvida se ela não seiras tu minha amada, e depois ela deverá ter partido, pois nunca mais a encontrei, estranha a vida com sempre, bela sua face, ouvi- a pelo espirito, dizer, que me perturbou fundo, ouvi-a pelo pensamento a dizer, estou farto de qua as pessoas me julguem pela aparência, era um discurso de coraçao que estava magoado,

Circulo da ruza amo do traço do ingles dos nós, cruz rato espanha o vaso quadrado ua cruz rove ze sena uk primeiro cruz ima , de e si gn e fi cado ao pe quadrado un o cao quadrado ue a ac om mp anha ava, p o is e ra primeiro da milou, e quadrado vaso ando p rato iam mr ra da ave do vejo dec o serpente cruz as, a vaso primeiro cruz ima ave zorro, parada muito do p on tao com do primeiro di dog rupo de dr iam muito do circulo do cortez as quadrado ue anda ava vam se mp rato e j un cruz as em alegre, manuel, ban do e quadrado ue com ela se met rea p elo milou, primeira ave rc omo ela e ra do ce se ms eu ser, na forma com o ali em br eve lido vaso do com el as, se me fez x luz em mim, p o is o mi lou ger al mente anda com do circulo do Tintin, um rapaz de lisboa que trás essa primeiro cunha, e eu me reo cn he co corte da am da p arte tambem nel ema si me rec on he cia quando om eu cao ana cruz oni o, quadrado ue mui cruz as vaso e ze serpente de sc eu tambem co mig o ao sul, me tinha e me ac om mp anha ava, fi quadrado eu e com da da, duvida, se e la muito do cão se ira serpente cruz um da min homem a am ada, e dep o is e la de eve rá ter pari to, p o is nu unc am mais isa inglaterra circulo on cruz rei, espanha cruz rato anha a vida com se mp rato e, b e la serpente ua face, o vaso vi do traço do ingles corte do che co isa ep lo espanha pei tio quadrado ue me per rt ur bar ram fundo, o vaso vi do delta do traço da primeira inglesa pelo pen sam w inglaterra to a di ze rato, espanha to vaso f art ode pata as da pessoa serpente da me ju primeiro g eu em pela ap rec ni a, e ra um di serpente curos de coraçao quadrado ue e stav a mago ado,

Depois me lembro na altura da primeira foto do cheney que aqui evocado, que salvo erro, nas linhas da própria noticia do nascimento de seu neto que ele na foto me mostrava todo sorridente e contente como sempre ficam os avos, que sua filha, ao que diziam , namorava como meninas, e que ao que parece aquilo lhe tinha trazido a ele mesmo, alguns dissabores, pelo eu parecia incompreensão, assim era o tom da noticia, eu me ficara na altura a perguntar, mas se ela namora com meninas, como fez um bebe, sabendo que mesmo namorando com meninas, o poderá sempre fazer, de muitas formas, nem trago eu algum ver ao perto, de que a criança teria mesmo estado alguma vez em seu ventre

Dep o is me primeiro em br on a al rato ur a da p rim eira do foro do cheney quadrado ue aqui evo cao, quadrado ue serpente alvo e rata do ra nas linhas, da pro p ria not e cia do ne sci em muito do to de serpente eu neto quadrado ue elena f oto me mos cruz rav todo sor rid dente e circulo on cruz inglaterra te circulo omo se mp rato e fi icam os av os, quadrado ue serpente ua fi primeiro homem a, ao quadrado ue di zorro em , namora ava com o me nina sec quadrado ue ao que ap a rc ce aquilo primeiro he tinha cruz ra zorro iad o a el em espanha mo, al gus sn nm di serpente sabores, p elo eu para da ceia inc mp rato espanha muito do sao, ass em e ra o tom da not e cia, eu me fi cara na al cruz tura a per gun at rato, masse el ana mora com me ni a sn, com o fez primeiro bebe, serpente ab em do que me serpente mo na mora anda do com das meninas, o p ode rá se mp rato e f az e rato de muitas formas, ne em cruz rago eu al gum verão per to, de que primeira circulo rato ian ca te ria me serpente mo estado al g uam vaso e ze em serpente eu vaso inglaterra cruz rato e

Por estes dias em que agora escrevera isto e masi algumas memórias que emergiram do tal dia em que andei pra trás e pra frente pelo pais, masi concretamente na auto-estrada sul norte, discutia-se de nov a questão do futuro de guantanamo , desta vez na comissão europeia, e algumas intervenções tinham chamado de novo à colação, as misteriosas viagens aéreas da cia, ou assim chamadas,

Por est espanhol do vc cabrão do dias em quadrado ue do agora espanha circulo rato eve vera is to e ema si al gum as me mor ia serpentes do quadrado ue em mr gui iram dot al dia em que andei p ra cruz ra ase pr a fr inglaterra cruz ep do elo pa is, masi circulo on creta mente na au to e ts rato ado serpente vaso primeiro no rte, di sc vaso tia do traço da inglesa se d inglaterra ova quadrado vaso e serpente tao do futuro de g ua muito do tan mo , de sta ave zoror na co miss sao eu rop e ia, e al gum as in cruz rato eve inglaterra circulo do cortez o espanha tinha do ham ch am do de muito do ovo à circulo ola sao, as mis teri o e as vi a gena ae rea serpente da cia, o ua ss em ch am da asa,

E fiquei dentro de mima a pensar, no ultimo fragmento que tinha escrito sobre esse estranho dia, um fragmento que reverberava num outro que aparecera tambem no fim de semana , recente, do almoço com meus pais em alcantara, pois escutara pelo espirito um dizer, que alguém dizia, e me pareceu no contexto que tanto poderia ser o bono a dize-lo, como o próprio tom, que os tinha visto, mas em aberto estava, visto, quem, o conselho dos dozes, de quem eu já falei aqui em outras letras, terá algum deles ou mesmo outrem que me o dizia através deles, que os tinha visto, enfim sem fim, assim ficou a duvida, depois de eu ter falado de que não precisamos de inimigos externos da galáxia, para nos destruir-nos a nos mesmos, pois trazemos infelizmente mais do que capacidade, saber e meios para o fazer a qualquer momento

E fi quadrado eu id inglaterra cruz ro da toda da ode mim aa da pen sar, no cruz vaso primeiro cruz imo fr a g homem men cruz quadrado ue tinha e x circulo rito serpente ob re ess e espanha cruz rato anho dia, um fr a gm inglaterra to quadrado ue rato eve rba ava nu um outro quadrado ue ap ar 4 e cera cruz am b em no fi made ria de se man , rec inglaterra te, do al moço com me us pa is em al can cna tara am, p o is espanha cut ara pelo espanha pe e it o primeiro da di ze rato, quadrado ue al g eu em di zorro ia, e me p ar circulo eu no circulo on texto quadrado ue cruz ant o p ode ria serpente ero bona a d e ze do traço ingles primeiro ess primeiro do circulo , com o o pro p rio tom, quadrado ue os tinha vi serpente to, mas em aba e rti espanha cruz ava, vaso si to, quadrado vaso emo do conselho do sd o ze sd e quadrado eu me vaso j á fa lei a qui em o vaso cruz ra serpente letras, te rá al gum del espanha ou me serpente mo o vaso cruz rem quadrado ue me emo di zorro ia at rav espanha de primeiro espanha, quadrado ue os cruz ina home do vi serpente to, inglaterra fi maior da ms se da madeira fi m, ass em fi co ua duvida, dep o is de eu cruz rato e fala ado de que muito do cão pr e cisa vaso emo sd e inimigos, xutos, almada, e x te rn os da galáxia, sporting, para no serpente de st rui rato do traço ingles nós ano serpente me serpente mos, p o is cruz ra ze emo mo serpente in fe liz mente maís do quadrado ue capa da cidade, saber e em e is do circulo do para do circulo do f az e ra quadrado do vaso, quadrado le ur mo men to

Eu de mim sei o que sei por mim, da conversa em espírito que tive e que salvo erro de memória , sem ir confirmar, ocorreu em salema, e sei do que se disse e do que foi dito

Eu de mim se e o quadrado ue se ip por mim, da circulo on versa em espanha pe e rt o quadrado ue cruz iv ee quadrado ue serpente alvo e rato ro de me mor ia , se maior do irc on fi mar, oco rr eu em sal ema, e se id o quadrado ue se di serpente see do que f o id dito

A imagem do dia a andar de um lada para o outro, era como já te contei, a drive do cio, um encontro, um encontro contigo, e uma interferência que se manifestou feita por outros e que creio que o terá impedido em corpo, mas não em espirito , pois ia-mos falando, e eu estava preocupado contigo, com a tua segurança, pois sentia que poderias estar em perigo, foi aí que me disseste que estavas com segurança, que havia quem velasse contigo com mesmo armas, e até fiquei com a ideia que chegara a haver troca de tiros, mas estavas bem, ora esta imagem, aproxima-se muito do que poderá ser um descrição dos tais chamados voos da cia, era e é esta a consciência que emergiu em mim, na noite onde em masi recente sobre isto escrevera, e na qual vi em meu olhos o teu flash a me confirmar a minha suspeita, um flash que me abanou até o corpo na altura em que me o fizeste pelo espírito chegar

A ema mage madeira do dia a anda rata de primeiro lada, para do outro, e ra circulo omo j á te conte ia drive do cio, um inglaterra circulo on cruz ro, um inglaterra circulo on cruz ro com ti goe uma in cruz rato e f rato inglaterra cia quadrado ue se m ani f espanha to vaso f e e tap por dos outros e quadrado ue circulo rie o quadrado ue o cruz rea ac cd dente o e mp ped dido em corp oma serpente muito do cão em espanha pi rito , pi serpente ia do traço do ingles mos fala lan ando, e eu e stav pr e o cup ado conti g o, circulo om at ua segur ança, p o is serpente inglaterra tia az quadrado ue p ode ria serpente e st ra em pe rig o, f o e aí quadrado ue me di ss este quadrado ue e stva sc om segur ança, quadrado ue homem avia quadrado eu em vela ass e circulo on ti g o circulo om me serpente mo ar mase a té fi quadrado ue e do com da primeira id e ia quadrado ue che g ra a homem ave rato cruz roca de tiro serpente, mas e stav serpente b em, o ra e sta e mage made ria, ap roxi ima do traço da inglesa se mui to do quadrado ue p ode rá ser um de sc riç sao dos tais ch am do serpente vo os da cia, e ra e é e sta a circulo on sci inglaterra cia quadrado ue e mer gi vaso em mim, na no ite onda em ma si rec inglaterra te serpente ob rato e is to espanha circulo rato vera, e na quadrado ual quadrado vi em m eu olhos o cruz eu f al serpente ham e circulo on fi rato mar a minha serpente vaso pei cruz a um f al sh quadrado ue me ab ban ano o vaso a té o corp on a al tura em quadrado ue me o fi ze st ep elo espanha pe e it to che gato da ar

Falei-te do que deduzo das possibilidades que se encontram, neste estranho caso de roubo de meu filho, sendo até que roubo de um filho, é sempre um roubo, ou seja, é tambem sempre pedaço e imagem de pedaço de roubo de filhos, que infelizmente como sabemos acontece a muitos mais no mundo, e uam imagem é sempre espelho e fragmento de algo sempre muito maior, que nem sempre é simétrica ao que nos acontece a nos mesmos, no sentido restrito da historia pessoal de cada um e no sentido lato da natureza do ser em si mesmo, acho que eme entenderás em extensão neste preciso dizer

F al lei do traço da inglesa te do que ded vaso zo das p os sibil id ad espanha quadrado ue se inglaterra circulo on cruz ram, nest e espanha cruz rato anho caso de ro ub ode me vaso fi primeiro ho, serpente inglaterra do at é quadrado ue ru bo rublo, de primeiro filho, é se mp rato e um ro ub o, o use seja, + é cruz a m b em se mp rato e ped dc sao e e mage made ria de peda aço de ro ub ode filhos, quadrado ue in fe liz mente x circulo omo serpente abe emo serpente acontece am vaso it os maís no do mundo, e uam mi mage maior cruz é se mp rato e espanha pe primeiro homem o e fr a gm inglaterra to de al g o sm p rem vaso it o maio rato, quadrado ue ne em se mp rato e é si me cruz ric aa o quadrado ue nós acontece ano serpente me serpente mos, no serpente inglaterra cruz id o rato espanha cruz rit dada hi serpente tor ia p esso al dec ada um e no serpente inglaterra tid o la to da nat ur e zorro do ser em si me serpente mo, ac ho quadrado ue em me inglaterra cruz inglaterra de rá se em e x cruz inglaterra sao nest e pr e circulo is o di ze rato

As deduções apontam muitas possibilidade que podem até ser cumulativos ou disjuntivas, ou seja , pode um dos termos excluir outros, ou estarem todos juntos, e algumas delas são bastante mais preocupante de que outras, nomeadamente aquelas que apontam para um bebe comido, ou uma placenta comida, pois desvelam usos estranhos e perigosos e muitíssimo mal intencionados,

As dedo circulo do cortez do circulo do espanhol do pao da ap do pn tam mui cruz as p os sibil bil ni dade quadrado ue p ode em a té ser cu mula cruz ivo as o vaso di j un cruz iva serpente, o use seja , p ode um do serpente te rato mos e x circulo lui ro vaso cruz roso vaso espanha cruz rem todos j un ts oe al g ua sm de la serpente são bas cruz ante mais rp e o cup ant espanha de que o vaso cruz ra serpente, no me adam muito do te a quadrado eu primeiro as quadrado ue a p on tam para um bebe b com ido, o vaso uma p la centa com id a, p o is de serpente vela lam us os espanha cruz rato anho se peri g os o se mui ti ss imo m al in cruz inglaterra cio muito do f dao serpente,

Quando o espirito num livro me desvelou em dia recente, a relaçao que o filho da puta do jaime gama trás com a teresa maia, uma das pseudo psi envolvidos no processo do roubo de meu filho, mais desvelaçoes me foram feitas, que ainda não tive tempo de aqui em seu todo as transcrever, uma delas, era que a rice tinha comprado magia negra e quando agora isto o espirito me desvelou, lembrei-me das recentes notícias que davam conta do que me chocou em parte ao sabe-lo de ela ter recebido jóias diversas sobretudo ao que dizia a notícia, de gente de países árabes, no âmbito das suas viagens, e uma outra linha anda por aqui a pairar relacionada com um colar de pérolas, um colar de pérolas que na ultima imagem que dele apareceu , me remeteu para o tempo da expo e para historias de magias de em lençóis, ou feitas em leitos, que se pode encaixar, na história da puta que me trás o filho francisco roubado, ou ainda nas imagens à volta da noite do lounge, com os cabrões do clique da expo, non, na noite em que sai com o laurent, a amy, uam jornalista americana e seu namorado, assim me foram apresentados, um noite em que na bela cas onde eles estavam, ali num dos masi belos miradoiros de lisboa, ao lado da cas dos tapetes, onde um dia um antigo rolls royce uma noite de tempestade me levou, depois de ter aparecido a meu lado por alturas de cabo ruivo, factos aqui relatados, um noite onde eu tocara piano, num belo piano de cauda que está nessa casa

Q ua anda o espanha pito num primeiro iv rome de serpente vaso e li em dia rec inglaterra te, primeira da relaçao do quadrado ue o filho da puta do je e me da gama cruz rata do ass do com da primeira da teresa maia, um da serpente ps eu do psi inglaterra vo primeiro vaso ido serpente no rp roc e serpente o do ro ub ode meu filho, mas de serpente vela circulo do cortez o espanha me for ram feitas, quadrado ue a inda muito do cão cruz iv e te mp ode aqui em serpente eu todo as cruz ra ns circulo rato e vaso rum a de la ase da se do ra que primeira rice tinha, co mp do prado magia negra e quadrado vaso ando agora is to o espanha pi rito me de serpente velo lou, le br rei do ponto da .me das rec inglaterra te serpente not e cas quadrado ue d ava vam dc conta do quadrado ue me choco ue em p az rte ao serpente abe do traço d primeiro ingles de el e cruz rato e rec ib id o jóia serpente di verso das sas sobretudo, ao quadrado ue di zorro ia a not ti ca id e gente de pa si espanha ar abes, no am bit o das serpente ua serpente via agnes, e uma outra da linha anda por aqui ap a ira rato re la cio muito do ada com do primeiro colar de pe rola serpente, um coa primeiro rato de pe do ero rola serpente quadrado ue na vaso primeiro cruz ima mai mage em quadrado ue dele ap rec eu , me reme cruz vaso para do circulo do tempo da e x poe para e g si tori as de magias de e ln circulo do cortez o e espanha, ou feitas em lei to serpente, quadrado ue se p ode inglaterra caixa ar, na ho is tori a da puta quadrado ue met ra serpente o fi primeiro ho fr anc sc o ro ub ado, o ua inda nas si mage ns à volta da no ite do lo un ge, com os circulo ab o rato espanha do circulo luc da ue da e x p o, non, na ano noite em quadrado ue sa e com do circulo do laurent, a amy, uam jo rna primeiro ista ame erica asa espanha eu namorado, ass em me for ram ap rato 4 serpente inglaterra cruz ado serpente, um noite e maior quadrado ue na be la cas onda e les e stav am, al em nu um dos ma si b elo serpente mira do ros de lisboa, aol ado da cas dos tap pet espanha, onda primeiro dia um ant e g o ro ll serpente roy ce uma ni te de te mp estade me le co vaso, d ep o is de cruz rato e ap ar e circulo ido am eu lado por al tura sd e cabo ruivo, f ac to sa quadrado vaso rato e la cruz ado serpente, um no ite onda eu to cara pi do ano, muito do um b elo pi ano de circulo auda quadrado ue e stá ness ac asa

Outras das possibilidades, cumulativa ou não com estas, é o puro e simples trafico feito de semem no preservativo, ou seja, num acto de amor, o teu semem, é recolhido do preservativo para depois ser vendido, para diversos usos potenciais, não somente a gravides de outrem , nas tambem, pois muitas mais tenebrosos usos podem ser feitos, e esta possibilidade nestes últimos anos, já me veio muitas vezes ao espirito como sendo real, isto, é que podem ter feito assim, em diversas vezes ao longo mesmo de anos ou décadas, contudo nestes últimos anos, e no tempo deste parâmetro do que aqui te conto, quatro possibilidades existem de ter assim acontecido, através de um preservativo,


Outras das p os sibil id ad espanha, cu mul cruz a iva o un cão com e sta sé o p ur oe si mp primeiro espanha cruz raf fi co feito de se mem no per serva cruz ivo, o use sej ano uma ct ode amor, ot eu se mem, + e rec o primeiro hi id o do perse rato vat ivo para dep o is ser vaso inglaterra dido, para di versos us os porte inglaterra cia si, muito do cão som inglaterra te a g rav id espanha de outrem , nas cruz am b em, p o is mui cruz as maís cruz ene br ossos us so p ode ms ser feitos, e é ts p os serpente ob bil id ad inglaterra nest espanha uk primeiro cruz imo san ano sj á me veio mui cruz as vaso e ze sao espanha pi rito com o serpente inglaterra do real, is to, é quadrado ue p ode em ter rf e e to ass em, em di vaso rea serpente vaso e ze sao primeiro ong om espanha mo de ano serpente o vaso dec ada serpente, contudo nest espanha vaso primeiro cruz imo serpente ano seno te mp o de ste para ram cruz rod o quadrado ue au e te conto, quadrado au to p os sibil li dad espanha e xis te made ria det rea ss em circulo on tec id o, at rav espanha de um per serva cruz ivo,


Uma das mulheres, disse-me por algumas vezes me ter feito mal, pois pediu-me desculpa, mas nunca me disse ela que mal me tinha feito, embora eu tivesse como é obvio insistido com ela algumas vezes em conversa, depois nos afastamos, pois isto por si só é razão normalmente para que tal aconteça, poderia ser a minha primeira suspeiçao relativa ao trafico de genes desta forma, mas um outro episódio existiu, ou não, ou seja, poderá ter sido encenado para que assim parecesse a terceiros ter sido, que pela sua natureza poderia e poderá ser razão mais do que suficiente, para mais tarde ela ter tido uma crise com a sua própria consciência, ouvi eu muito tempo depois , uma linha que oiço muitas vezes, que fora obrigada, ou seja, o facto de ouvir esta linhas muitas vezes, me diz, que muitas gente, diz que foi obrigada a actuar ou agir em alguma forma ou modo contra mim, o que me parece infelizmente, normal, a atender ao que da vida conheço

Uma da serpente mul her serpente, di ss e do delta traço da inglesa me por al gum a svez e met rato e feito m al, p o is pe di vaso do traço da inglesa me de sc culpa, mas muito do unc cam e di serpente see la quadrado ue m al me tinha f e it to, em bora eu cruz iv esse com o é ob vi o in si cruz id o circulo om e la al gum as vaso e ze se em circulo on versa, dep o is nos a f serpente tam os, poris is to por si serpente ó é ra za o norma le mn te para quadrado ue cruz al circulo on tec ca, p ode ria ser a min homem a prime ira serpente us pei sao ra primeiro cruz iva ao cruz raf fi co de g inglaterra espanha de sta forma, mas um o vaso to e ps id o di o e xis ti vaso, o un cão, o vaso seja, p ode rá ter serpente id o inglaterra cna ado para quadrado ue ass em par rece serpente sea te rc e iro st rato espanha ido, quadrado ue pe la serpente ua nat ur e za p ode ria e p ode ra ser ra za om mais do que sufe cie inglaterra te, para mais cruz arde e la te rt id o uma circulo rise com a sua pro p ria co ns cie inglaterra cia, o vaso vi eu mui to te mp o d ep o is , primeira linha quadrado ue oiko mui cruz as vaso e ze serpente, quadrado ue for a ob rig adao vaso seja, o f ac to de o vaso vi rato e sta linhas mui cruz as vaso e ze serpente, me di zorro, quadrado ue mui cruz as gente, di zorro quadrado ue f o e ob rig ada a ac ti ur a o vaso a gor em al gum a forma ou mod o circulo on cruz ra mim, o quadrado ue me pa rece in fe liz mente, norma primeiro, a a cruz inglaterra de ra o quadrado ue david id a circulo on he co cortez

Contudo pela lógica, isto é, pela semi confissão que ela me fez, sem especificar na pratica que mal me tinha feita, mas bastante perturbada, indicará porventura que será talvez a menos provável de ter isto feito, isto é, para que fique claro, o trafico de genes, pois quem o fizesse, seria por natureza do acto e em consonância com a natureza de quem o pratica, discreto, isto é , não teria masi tarde, pela sua consciência, algum problema face ao amor, de o ter feito

C on tudo pela lo gi ca, is to é, pe la serpente emi circulo on fi serpente sao quadrado ue e la me fez, se em espanha pe cif fi car na pr a tica quadrado ue m al me tinha feita, mas ba sn cruz ante per cruz vaso rba ada, indica cara por vaso inglaterra tura quadrado ue se rá cruz alve za m inglaterra os pro ova ave primeiro de te rato is to feito, is to é, para quadrado ue fi quadrado eu circulo primeiro aro, o cruz raf fi co de g inglaterra espanha, p o is quadrado eu em o fi ze serpente se, se ria por muito do ar ur e za do ac to e em circulo on son ac cia com a nat ur rea zorro ad e quadrado vaso emo pr a tica, di sc rato e tom is to é , muito do cão te ria masi cruz arde, pe la serpente ua co ns cie inglaterra cia, al gume pro ob primeiro ema face ao am o rato, de ot ref ee it to

Se bem que a rapariga trouxesse problemas financeiros e parece que no entretanto procedeu a obras no seu espaço de trabalho, uma outra portuguesa, ligada ao hospital dona estefania, que trás cruzamento com os médicos do francisco, da linha onde agora nesta ultima ventania muito ventou, uma outra ligada a frança, ou seja uma serie de territórios

Se b em q ue a ra pa riga t r ix esse pro ob l ema s fi na n ce iro rose pa rece q ue no en t r eta na to pro ced eu a ob ra s no s eu es paço de t ra bal do alho, uma o u t r sa portu gi e sa, li gado ao ho ps it al dona este fan ia, q ue t ra s c ruza am en to co m os me di cos do fr anc isco, da linha onda agora ne sat u l t ima v en t ani am u i to v en to u, uma o u t ra lia g da a fr anca, o use seja uma se rie de terri tor rio ss

Anda por aqui um intuição ligada com o grupo de estrangeiros que trazem casas na comporta, pois me recordo há muitos , muitos anos, de uam vez ter me cruzado com um grupo, que não se identificou, mas que na altura pressenti, ser gente com relaçao a casa reais, ou financeiros, a quem eu indiquei comporta como um dos masi belos e reservados sítios da costa portuguesa, pois bem conheço eu o país, e passado alguns anos mais tarde, sem nunca mais lá ter voltado, soube que uma comunidade se veio a instalar progressivamente ali, por aquelas bandas, portanto poderá algum de lá estar relacionado com o trafico de genes e saberá Deus , com que masi tráficos, esta linha aflorou tambem na evocação da memória da ida ao circo ainda a família junta e do passe que de novo me lembrar do episódio e me desvelou o seu significado mais profundo, de algo que fora assim programado

Anda por aqui do primeiro in tu e sao o vaso to a li gado tam b em com o g rupo de ste mna geiro serpente quadrado ue cruz ra serpente ze em ca sas em com mp rota, p o is me red o rod homem á mui cruz os , mui tio ano sd e uam vaso e zorro cruz reme cruzado com um g rupo, quadrado ue muito do cão se id inglaterra tif co vaso, masque na al tura pr 4 ess inglaterra ti, ser gente com da relaçao a casa rea sis, ou fia muito do ce e rosa quadrado eu em eu indique e com porta com o um dos ma si b elo se reservados si tio sd a costa portu gui espanha ap o is b em circulo on he circulo do cortez o eu o pí as, e pa serpente aa do al gun serpente ano serpente mais cruz arde, se m nu unc a mais primeiro á cruz rato e vv o primeiro cruz ado, serpente o ub e quadrado ue uma com uni dade se veio a ins cruz aa primeiro rato p ro grés serpente iva mente al ip por aquelas bandas, porta ant o p ode rá al gume de primeiro á espanha cruz ra rato e 4 la cio muito do ado com o trafico de genes e serpente abe ra De us , com quadrado ue ma si cruz raf e cos, e sta linha a flora o vaso cruz am b em mna evo cc sao da me mor ia da id a ao circulo irc o a inda a fm a e primeiro ia j un ta e do p ass e quadrado ue ao de muito do vo me primeiro em br ar do e pi so di om me de serpente ve li vaso os eu serpente vaso gn e fi cado mais pr o f un do, de al g o quadrado ue for a ass em pro g rama ado

Parece-me portanto muito plausível , qua atendendo a quem sou, e ao funcionar de alguns, seja na realidade Pai de sangue de filhos pelo mundo que nem mesmo sei quem são, se mistura nas vezes este reconhecimento, que as vezes passa mesmo por semelhança de traços, com o que te falava no inicio, o da Paternidade de todos pelo Amor, da noção e vivência pelo amor, de que somos todos Pais de todos os Filhos do Uno Mundo

Pa rc e do traço da inglesa me porta ant o mui to palu, paul, serpente iv el , qua a cruz inglaterra den do a quadrado vaso em serpente o ue ao fun cina rato de al gus sn, seja na real id ad e Pai de serpente inglaterra g ue de fi primeiro homem serpente o p elo mundo quadrado ue ne m me serpente mo se e quadrado vaso em são, se mis tura nas vaso e ze serpente este rec on he cie mn to, quadrado ue as vaso e ze serpente p ass sam am espanha mo por semem primeiro homem ança de cruz ra sç os, com o quadrado ue te f ala ava no e nin cio, o da Pat te rato ni dade de todos p elo Amor, da no sao e vaso iv inglaterra cia p elo amor, de quadrado ue sm os todos Pais de todos os F vaso primeiro homem o ds o Un do circulo do Mundo

Senhor dick cheney, a si aqui lhe inquiro em modo frontal, se esteve ou trás algum envolvimento com trafico de meu genes, se o seu neto, é meu filho tambem, ou se tal se aplica ao filho do tom, .e qual seu conhecimento sobre o que aqui digo dos outros assuntos de membros que foram da mesma equipe da administração americana,

Sn hor di ck ch inglaterra e delta, a si aqui primeiro he in quadrado vaso iro em mode o fr natal, se espanha tve o vaso cruz ra serpente al gum inglaterra vo primeiro vi em muito do to com cruz raf fi co de me vaso sg inglaterra espanha, se os eu do neto, é me vaso fi primeiro ho cruz am b em, o use cruz al se ap lica ao fi primeiro homem o do tom, .e quadrado aul se vaso circulo on he cie mn to serpente ob reo quadrado eu aqui di g o dos o vaso cruz ros as sun to sd e men bros quadrado ue for am da me serpente ma e quadrado vaso ipe da ad min serpente delta da cruz da raçao aa mer cia ana,

Como sempre dois sincronismos se manifestaram sobre estes assuntos, o primeiro dava conta de um sucesso de uma investigadora pelo trabalho genético de investigação da prevenção dos cancros nomeadamente dos fígado, que poderá vir a dar um futuro tratamento diferenciado do que hoje conhecemos, e hoje no telejornal, uma enigmática notícia em rodapé, que não vi desenvolvimento, portanto deverá ser manha, que falava de um tiroteio com mortos no centro do pais

Com o se mp red o is sin corn is mosse mna if espanha tar am serpente ob re est espanha as sun to serpente, o prime iro d ava conta de um suc serpente ess ode uma in vaso espanha tiga dora p elo cruz rato ab primeiro homem o g ene tico de in vaso espanha tiga sao da pr eve inglaterra sao dos can circulo rato is noe mad a e mn te dos fi gado, pelicano, quadrado ue p ode rá vaso ira d ar uma f vaso tiro cruz rat am inglaterra to difer inglaterra cia ado do quadrado ue homem oje circulo on he circulo emo se homem oje no tele j e rn al, uma eni gn a tica not e ca em roda ape, quadrado ue muito do cão vi de serpente inglaterra vo vaso lie mn to, porta ant o d eve rá ser m ana homem aqui da ue fala ava de um tiro te rato iro com dos mortos no centro do pais

PASSEM PARA CÁ MEUS FILHOS E MEUS DIREITOS E A JUSTIÇA SONEGADA
OU VOS LEVO TODOS PARA O INFERNO

P do ass em para circulo da ana do europeu serpente dos filhos em me us de direito serpente circulo do vaso primeiro mor rem todos, é a js suíça serpente one do fado do gado, circulo do vaso do vo serpente le vo todos do para do circulo do inferno, em ferro no
Aos Amantes Amados , Aos filhos da puta bandidos que se dizem ser da policia de portugal, aos filhos da puta dos bandidos todos fora da lei com funções de governo e ao tribunal penal internacional

A os Ana ab bt cruz espanha amado sao serpente fi primeiro homem os da puta bandidos quadrado ue se di ze em ser da poli falo do ca de portugal, aos fi primeiro homem os da puta dos bandidos todos fora da eli com f un cç o espanha de g ove rn po, ao cruz rib un al p inglaterra al in cruz rena cio muito do al

Portugal, como se deduz das linhas abaixo, e tambem nome do tal musico açoreano , americano e da família de outros, com o mesmo nome um dos quais , que vive na austrália, ou seja o link australiano

Portu gal, com o se ded vaso zorro das linha abaixo, e ta am b em no me do cruz al mu sic do circulo do açoreano , americano e da f am í primeiro ia de outros, com do circulo do me serpente mo no me primeiro dos quais, policia francesa, quadrado ue vaso iv inglaterra a, austrália, o use seja circulo do link au serpente cruz ra li ano




Sabes amada, quando me deitei depois de concluir e publicar o que talvez possa chamar de primeira parte deo mergulho na parte masi negra desta historia e desta tremenda afronta que me fazem de me roubaram um filho à tres anos, já com os olhos fechados na cama, me veio o teu flash, um tremendo flash, daqueles que a imagem como um raio se forma dentro dos olhos fechados dentro das próprias pálpebras, a imagem , era teu arquétipo, masi uma vez a imagem da rapariga ruiva do quadro, ouvi-te assim, a dizeres o que já ia dentro de mim, com um flash, súbito e rápido, é ele que tem o filho, ou seja, me deste a confirmação dentro de ti, daquilo que eu pressentia, que eu já pressentia

Serpente do ab espanhol da sam da am ada, quadrado da ua da anda da mede it e id ep circulo do is dec em circulo lui rato da ep ub li caro roque, quadrado da ue tc cruz alvez p do os da sa ac do ham ar de prime ira da p ar rte deo mergulho na p arte ma si negra de sta hi serpente do tor ia e de serpente tat rato da emenda a fr rn cruz do ac quadrado da ue me f az em mad e ria de me ro ub ab primeira da br primeira em prime iro fi do primeiro do homem do circulo à cruz rato espanha anos, serpente do f3, for mula one terceira, a da al tura f 3, vaso do inglaterra dó ad espanhola circulo do ric sao da F3 na primeira da ajuda do w in do ws, inglaterra nc on cruz ro as da se do gui em te sio un do serpente forte da ot mações, primeiro De bug, do circulo das te rata da teresa sis do cm com para da ar, dos key, ed lin das teresas das linhas, lx cascais, use seja al gato do eu em mr e la cio na ado com do circulo do tal financeiro da linha que muito aparece, e serpente ob reo do quadrado da ual nova sc co da isa sn do circulo do inglaterra cruz rato eta ant o sed espanhola vela lara ram, e pro cura rum ficheiro ou pasta, ou seja pr circulo do cara ar do prime rio f ice homem ria o, fic he ria circulo do vaso da pasta, ou sej do circulo italiano e do dinheiro, principe do ac do com do os dos olhos forte e circulo homem ad os na cama, f e che é circulo da serpente do os olhos, me do veio ot di europeu da fla serpente homem, primeiro da cruz rato do mendo da fla serpente do homem, da quadrado eu primeiro ss ep e rn da teresa quadrado da ue primeira e mage mc omo do primeiro roi rai o, ou raio, circulo da seda da forma do quadrado inglaterra da cruz na roda do os dos olhos fechados, ou seja do kubrick, quadrado do inglaterra da cruz no ro sd as poe por rp ria serpente sapa pal e pa da primeira p do ab e ra sa da ema mage da made ria , e rat europeu aqui dot quadrado do vaso da teresa do pito, o arquitecto falso, ma si primeiro ave zorro a ema mage madeira da ar da ap primeira rato do gi da ruiva do doque do ki da ua quadrado au dr ado do ra circulo, circulo do vaso do vi do traço da inglesa te as da sima di Ze rata espanhola, o quadrado da ue da ep do rin ciep acento a primeira do iade inglaterra cruz rode da ode da mim do com do primeiro f al serpente homem, serpente ub bit o e rá o di o, é ele que tem o filho, o use seja, me deste a circulo on fi raro maio al sao d inglaterra cruz ro de ti, daquilo quadrado ue eu pr ess inglaterra tia, quadrado ue eu j á pr ess inglaterra tia

Ac do com do olhos fechados na cama, trás o sentido, do kubrick, da ruiva nicole, e do dinheiro que esteve por detrás desta operação, o que remete então para margarida bessa, visto isto ter passado por ela, com relaçao a um outra rapariga que esta ou esteve ligada a helena napoleão nos tempos da new look, aqui em campo de ourique da primeira vez que cá estive, na decada de oitenta, relação com iluminatti, italianos, donde veio do dinheiro

Ac do com do olhos fechados na cama, cruz ra serpente do circulo do serpente inglaterra tid o, do k ub rick, da rui iva no cole, e do di ne homem roque espanhola tve por det ra serpente de tsa opra sao, o quadrado ue reme teresa do inglaterra tao do para da margarida bessa, vi serpente do to is to teresa passado por ela, com da relaçao a um, de uma outra rapariga do que e sta o do vc caso da espanhola tve lia gata da primeira da helena napoleão nos tempos da ne w prime rio do ook aqui em campo de ourique da prime ria ave zorro quadrado ue cá espanha cruz iv inglaterra primeira da decada de oitenta, real sao do com dos iluminatti italianos, donde veio o dinheiro

Desvela-se no anterior parágrafo, concretamente , que é ele que tem o filho, o único nome que aparece, para alem dos elos da rede, é o do kubrick, ou seja declina em kapa di vao, do vaso do tam pai, do ru ck, o rick, o que me lembro de ver a dizer que era pai solteiro, é o rick , filho do iglésias, um homem que trás constante e antiga relaçao com portugal

D espanha vela do traço da inglesa se no ante rio rp do para g rafo, circulo on creta mente , quadrado ue é ele que cruz emi o filho, o único no me que aparece, para al em dos elos da rede, é o do kubrick, o use seja dec primeiro ina em kapa di vao, do vaso do tam pai, do ru ck, o rick, o que me primeiro em br ode eve ra dizer, quadrado ue e ra pai sol te iro, é o rick , fi primeiro homem o do iglésias, um homem oe mec quadrado da ue cruz ra serpente circulo on cruz ante e antiga da relaçao do com do portugal, do nuno portugal , ora aqui está o link com a austrália, o ra aqui e stá o primeiro on kapa do com da primeira da austrália

Ratas espanholas , há diversas, aqui a vizinha portuguesa dos gémeos, que espia na janela, que trás relaçao com espanha, a monica calle, e masi umas tantas

Ratas espanha pan da hola serpente , há di vera saqui primeira vizinha por vaso guesa dos ge meo serpentes, quadrado ue espanha pe ia ana jane primeiro lac aqui da ue cruz ra serpente da relaçao do com espanha, da primeira da monica calle, e ema si primeira das serpentes das cruzes das antas, dólmens, dó primeiro home ingles ns, norte sul

Pensei no cheney nessa noite e no dia seguinte dei outra vez com uma noticia do yahoo, onde ele defendia os seus pontos de vista sobre o que pensa ser a forma correcta sobre o ponto de vista preventivo, do combate aos actos de terror, e sobre a discussão que pelos visto se arrasta, da forma de o fazer, desta vez equacionava ele, masi ou menos em síntese, que a brandura poderia permitir um ataque de caracter químico nas cidades ou mesmo uma bomba suja, e de facto todas estas possibilidades se encontram, sempre em cima da mesa, com ou sem brandura, pois , brandos sempre uns são e outros nas vezes não, e mesmo até os mansos nas vezes se tornam ferozes, pois um conjunto é sempre superior às partes e interpretes, há sempre alguém que se encontra a jeito para catalisar da electricidade estática que vai no ceu feita pelas mao de todos nas forma como vivemos, o raio, o mortal raio, para um ou para muitos, as vezes até para o próprio

Pen da se do ino che inglaterra e delta ness amo noite e no dia seguinte, day after, viseu, dp vaso outra vez com do primeiro ano tic cia do y a hh o, onda ele d efe inglaterra dia os se us pontos de vista serpente ob reo quadrado ue p inglaterra sa ser primeira forma co rr e cta serpente ob reo ponto de vi sta pr eve inglaterra cruz ovo, do com bate aos ac to sd e terror, e serpente ob rea di sc uss são primeiro do quadrado ue pelos vi st o sea rato rasta, da forma deo f az e rato, de sta ave zorro e qua cio muito do ava ele, ma si o um inglaterra o ss em sin te sec, quadrado ue da primeira da brand ur do ra da p ode ria per mit tir primeiro ataque, de carat w e rato quim mico na serpente cidades o um espanha mo uma bomba suja, e de f ac to todas e sta serpente p os sibil id ad espanha x se e cn on cruz ram, se mp rato e em circulo ima da mesa, madrid, com o use se em brand dura, ma rca, p o is , bar rn do serpente se mp re un serpente são e outros nas vaso e ze inglaterra cão, e me serpente mo a té os mansos nas vaso e ze serpente se tor rn am f ero ze serpente, pp o is primeiro circulo on j un to é se mp rato e espanha super iro as p art espanha e inter rp pr e te serpente, homem á se mp rato e al gume quadrado ue se inglaterra circulo on cruz ra a je it to para cat a liza rata da electricidade est a tica quadrado ue eva ino ceu f e e ta pe primeiro as mao de todos nas forma com o vaso iv emo serpente, o rai o, omo mor rta al raio, para primeiro o up do para mui to sas vaso e ze sa té para o pro puta do rio

Seus tremendos filhos da puta!!!!

A imagem durou uma fracção de segundo, e depois me surgiu outra rapariga que trás o mesmo arquétipo, uma rapariga muito bela, assim com um génio forte, nas vezes, que acabara de ver em dia recente, outra vez na televisão na serie sobre um hospital, que trás o mesmo nome de personagem que trás a filha de cheney, liz, palavra que muitas vezes tambem aparece nestas palavras

A e mage em duro vaso da primeira fracção, di da visao, fr ac são fr rac são da raçao, do trunfo dos porcos, de se da gun do segundo, e dep o is me serpente ur gi do vaso de uma outra rapariga, quadrado ue cruz rá serpente o me serpente mo arque cruz ip o, primeira rapariga muito bela, ass em com do primeiro g é ni o f orte, na serpente vaso e ze serpente, quadrado ue aca zorro bar ad e eve rem dia rec inglaterra te, o vaso cruz rato a ave zorra na televisão na se da ire serpente ob rato e primeiro homem o ps it al, quadrado ue cruz rá serpente o me serpente mo no me de per son game quadrado ue cruz rá sa filha de cheney, liz, pal av ra quadrado ue mui cruz as vaso e ze serpente cruz am b em ap ar rece nest az serpente da pala av ra ss

Recordo cheney de uma especifica imagem, uma estranha imagem no sentido antes de masi do que está aquém e alem dela, eu explico, pois me acontece muitos, que é pelo amor, reconhecer num outro família, pode mesmo parecer estranho esta afirmação, no sentido primo que todos o somos família, somos todos da mesma família, os que vivem na terra, e sendo que sabes que até um pedra para mim é um irmão, no sentido de ser um ser que está vivo, dirte-ei , que tudo o que apreendo como meu corpo, está de alguma forma vivo

Record o ch inglaterra e delta de uma espanha pe cif fi ca e mage made ria, uma e ts rato anha da imagem, produtora, do no serpente inglaterra tid o ant espanha de ma serpente id o quadrado ue e stá a quadrado eu me e al em de la, eu e x p lico, p o is me ac on tc e mui cruz os, quadrado ue é p elo amo rato , rec one homem ser, nu primeiro de um outro da família, p ode me serpente mo p aa rc e rato espanha cruz rato anho e sta a fi rata maçao, no serpente inglaterra tid do circulo do primo quadrado ue todos o serpente omo serpente f am e primeiro ia, serpente omo serpente to dd o as da me sam família, os quadrado ue vaso iv em mna terra, br, e serpente inglaterra do que serpente ab espanha quadrado ue a té da primeira pedra do para da mim é primeiro irmão, no serpente inglaterra cruz id ode ser primeiro ser quadrado ue e stá vaso ivo, di rt ti do traço ingles do e, e quadrado ue tudo o quadrado ue ap ren deo com om eu corp o, e stá de al g uam forma vaso do ivo

Mas esta imagem vai para alem deste reconhecimento de Pai, em relaçao a todos os seus filhos e todos os seus irmãos, pois é uma especifica imagem dele que trago clara em minha cabeça como se a tivesse visto ontem, e na realidade, a vi a muitas luas atrás

Mase, italia, sta e mage madeira vaso do a e para al em de ste rec on he cimento de Pai, em relaçao a todos os se us fi primeiro homem os e todos os se us irmãos, pois é uma espanha pe e cif fca e mage made ria dele, do quadrado ue cruz rago clara em min homem da primeira do ca da beça com o sea cruz iv ess e vi serpente to on te, inglaterra ar e la id ad e, a vi am vaso e cruz as lu as sat cruz rá serpente

Está ele sentado num sofá, com uma criança recem nascida em seu colo, e uma face de avo babado contente e feliz, cheia de força em seu olhar, a criança, estava numa espécie de roupão branco com um pormenor, um belo e significativo pormenor, uma fita de azul em seu capuz, como a dizer da criança prometida, a criança divina feita pelo amor divino de dois seres que se amam em amor, se assim form pois como te disse agora recentemente, parece-me que existe aqui em meu caso, na extensão que ainda nem consegui determinar, um roubo de sangue e uma linha do exilar da vida, ou seja tambem imagem da continuidade, ou seja dos filhos.

Espanhol rá ele serpente inglaterra tao nu primeiro serpente do circulo do fa, ac do om primeira cir muito do aça rece em na serpente cida em serpente eu circulo do falo, e primeira da face de av circulo do babado contente e feliz, che ia de f orca em serpente eu ol homem ar, ac rato ian anca, espanhola tva numa espanha pe cie de ro up do pao branco com do prik me iro do pormenor, rita guerra, primeiro do segundo elo e si gn e fi cat ivo do pormenor, uma fi cruz ad e az vaso primeiro em serpente eu cap vaso do zorro, com o a di ze rato da circulo rato ian anca pro met ida, ac rato ian ca da di da vina feita p elo am o rato da di vino de do is ser espanhol, quadrado ue da se amam em am o rato, se ass em for rm p o is com o te di serpente se agora rec inglaterra te mn te, par ce do traço da inglesa me quadrado ue e x us te aqui em me vaso do caso, na e x cruz inglaterra sao quadrado ue a inda ne em circulo on se gui det rato emi mina muito do ar, primeiro roubo de sangue e um a primeiro ina hd do exilir da vida, o use sej at tam da manha e segundo em e mage made ria da conti nu id ad e, o use seja dos filhos.

Não sei quem é, ou melhor não creio saber assim nem de perto nem de imagem, quem é sua filha, soube agora nesta noticia que é na aparência uma procuradora especial, parece mesmo que o mundo está cheio de procuradores especiais neste últimos tempos, especiais que pode trazer sempre a leitura de serem procuradores, porque por natureza o são, e alguns outros sabendo, os suportam, porque acham que é de suportar, sem juízo de valor algum esta afirmação, pois seekers, sempre existiram e sempre existiram, e o que determina sempre é o grau do coraçao de cada um, e dos que por um tem acesso a informação e sobretudo o que com ela fazem, e a a visao é sempre masi útil e mais importante do que até a perversão que se pode fazer com a luz, ou melhor, com o conhecimento da luz,

N cão see quadrado vaso em é, o um el hor muito do cão circulo rie o saber, ass em ne madeira de per to cruz one am de ira made ria de e mage m, quadrado vaso em é serpente ua fi primeiro homem a, serpente o ub e agora nest ano tica quadrado ue é na ap ar rec ni a uma pro cura dora espanha pe cia al, pa rece me serpente mo quadrado ue o mundo e stá che e ode procuradores espanha pe cia si nest e vaso primeiro cruz imo serpente te mp os, espanha pa e cia sis quadrado ue p ode cruz ra ze rato da se da mp rea da leitura d espanha e rem procuradores, por quadrado ue por na cruz ur e zorro a o são, e al gun serpente outros sabendo, os serpente up porta ta da am, por quadrado ue ca ham quadrado ue é de serpente vaso port ar, se m ju e zo da ode do valor, revista, al gume e sta a for maçao, p o is see kapa e rato serpente, se mp do rato e e xis cruz iram e se mp rato e e xis cruz iram, e o quadrado ue det rato emi mina se mor e é o g rato au do co raçao dec ad a um, e dos quadrado ue por um te m ac ess o a in for maçao e serpente ob rato e tudo o quadrado ue com el a f az x ze em, me aa visao é se mp rato ema si vaso do tile ema si e mp porta ante do quadrado ue a té a per vaso e rato sao quadrado ue se p ode f az e rc om da primeira luz, o vaso mel hor, com o circulo on he cie mn to da luz, com da cie do cimento na luz

Que estranho, aparece agora luz, e recordei-me de salema, de uma rapariga, assim loirinha, com muita classe, isto é, olhavas para ela e vias que era bela em seu interior, bela no sentido de saberes que trazia luz e amor em seu coraçao, e que encontrei umas tres vezes a passear na pria, a horas desusadas, como eu gosto, assim pelos amanheces, quando a pria é ainda e só das gaivotas, o sol calmo nasce, e tudo é belo e perfumado de harmonia, mesmo quando andamos menos bem dispostos, como fora meu caso dominante, em salema esta ultimo verão em que lá passei uns dias, contraste com as ferias dos outros, a ausência de meu filho, as crianças belas à solta e felizes, quebrava-me ainda mais o coraçao,

Q ue espanha cruz rato anho, ap arc e agora da luz, e recorde e traço da inglesa me de salema, de primeira rapariga, ass em loi rn home da primeira, com mui cruz ac lass e, is to é, o primeiro homem ava serpente spa do para e la e vias, quadrado ue e ra be la em serpente eu in te rio rato, b e primeiro ano serpente inglaterra cruz id o de serpente abe rato espanha quadrado ue cruz ra zorro ia luz e am o rem serpente eu coraçao, e quadrado ue inglaterra circulo on cruz rei uma serpente cruz rato espanha vaso e ze sa p ass sear na p ria, a hor as desu dad ds sas, com o eu g os to, as si em pelos am na homem ser serpente, quadrado vaso quadrado ando a p ria é a inda e soda serpente gai vaso ota serpente, o sol circulo al mo nba sc e, e tudo é b elo e per rf fumado de homem ar moni am espanha mo quando anda mos m inglaterra os b em di serpente post os, com o for am eu caso dom ina te, em sal ema e sta vaso primeiro cruz imo vera o em quadrado ue primeiro á pa ss e e vaso mn serpente dias, circulo on cruz raste com as f e rias dos outros, a au serpente inglaterra cia dd em eu fi primeiro homem o, as cir mna sç as be primeiro as à sol cruz a e f e liz espanha, quadrado eu br ava do traço da inglesa me a inda maís do circulo do coraçao,

Cruzamo-nos tres ou quatro vezes, e na ultima , dei significado ao pequeno cao que a acompanhava, pois era um milou, e quando a vejo de costas, a ultima vez, parada muito do pontão com um grupo de crianças que andavam sempre juntas em alegre bando que com ela se metera pelo milou, a ver como ela era doce sem seu ser, na forma como ali em breve lidou com elas, se me fez luz em mim, pois o milou geralmente anda com o Tintin, e eu me reconheço am parte tambem nele, masi me reconhecia quando o meu cao antonio, que muitas vezes desceu tambem comigo ao sul, me tinha e me acompanhava, fiquei com a duvida se ela não seiras tu minha amada, e depois ela deverá ter partido, pois nunca mais a encontrei, estranha a vida com sempre, bela sua face, ouvi- a pelo espirito, dizer, que me perturbou fundo, ouvi-a pelo pensamento a dizer, estou farto de qua as pessoas me julguem pela aparência, era um discurso de coraçao que estava magoado,

Circulo da ruza amo do traço do ingles dos nós, cruz rato espanha o vaso quadrado ua cruz rove ze sena uk primeiro cruz ima , de e si gn e fi cado ao pe quadrado un o cao quadrado ue a ac om mp anha ava, p o is e ra primeiro da milou, e quadrado vaso ando p rato iam mr ra da ave do vejo dec o serpente cruz as, a vaso primeiro cruz ima ave zorro, parada muito do p on tao com do primeiro di dog rupo de dr iam muito do circulo do cortez as quadrado ue anda ava vam se mp rato e j un cruz as em alegre, manuel, ban do e quadrado ue com ela se met rea p elo milou, primeira ave rc omo ela e ra do ce se ms eu ser, na forma com o ali em br eve lido vaso do com el as, se me fez x luz em mim, p o is o mi lou ger al mente anda com do circulo do Tintin, um rapaz de lisboa que trás essa primeiro cunha, e eu me reo cn he co corte da am da p arte tambem nel ema si me rec on he cia quando om eu cao ana cruz oni o, quadrado ue mui cruz as vaso e ze serpente de sc eu tambem co mig o ao sul, me tinha e me ac om mp anha ava, fi quadrado eu e com da da, duvida, se e la muito do cão se ira serpente cruz um da min homem a am ada, e dep o is e la de eve rá ter pari to, p o is nu unc am mais isa inglaterra circulo on cruz rei, espanha cruz rato anha a vida com se mp rato e, b e la serpente ua face, o vaso vi do traço do ingles corte do che co isa ep lo espanha pei tio quadrado ue me per rt ur bar ram fundo, o vaso vi do delta do traço da primeira inglesa pelo pen sam w inglaterra to a di ze rato, espanha to vaso f art ode pata as da pessoa serpente da me ju primeiro g eu em pela ap rec ni a, e ra um di serpente curos de coraçao quadrado ue e stav a mago ado,

Depois me lembro na altura da primeira foto do cheney que aqui evocado, que salvo erro, nas linhas da própria noticia do nascimento de seu neto que ele na foto me mostrava todo sorridente e contente como sempre ficam os avos, que sua filha, ao que diziam , namorava como meninas, e que ao que parece aquilo lhe tinha trazido a ele mesmo, alguns dissabores, pelo eu parecia incompreensão, assim era o tom da noticia, eu me ficara na altura a perguntar, mas se ela namora com meninas, como fez um bebe, sabendo que mesmo namorando com meninas, o poderá sempre fazer, de muitas formas, nem trago eu algum ver ao perto, de que a criança teria mesmo estado alguma vez em seu ventre

Dep o is me primeiro em br on a al rato ur a da p rim eira do foro do cheney quadrado ue aqui evo cao, quadrado ue serpente alvo e rata do ra nas linhas, da pro p ria not e cia do ne sci em muito do to de serpente eu neto quadrado ue elena f oto me mos cruz rav todo sor rid dente e circulo on cruz inglaterra te circulo omo se mp rato e fi icam os av os, quadrado ue serpente ua fi primeiro homem a, ao quadrado ue di zorro em , namora ava com o me nina sec quadrado ue ao que ap a rc ce aquilo primeiro he tinha cruz ra zorro iad o a el em espanha mo, al gus sn nm di serpente sabores, p elo eu para da ceia inc mp rato espanha muito do sao, ass em e ra o tom da not e cia, eu me fi cara na al cruz tura a per gun at rato, masse el ana mora com me ni a sn, com o fez primeiro bebe, serpente ab em do que me serpente mo na mora anda do com das meninas, o p ode rá se mp rato e f az e rato de muitas formas, ne em cruz rago eu al gum verão per to, de que primeira circulo rato ian ca te ria me serpente mo estado al g uam vaso e ze em serpente eu vaso inglaterra cruz rato e

Por estes dias em que agora escrevera isto e masi algumas memórias que emergiram do tal dia em que andei pra trás e pra frente pelo pais, masi concretamente na auto-estrada sul norte, discutia-se de nov a questão do futuro de guantanamo , desta vez na comissão europeia, e algumas intervenções tinham chamado de novo à colação, as misteriosas viagens aéreas da cia, ou assim chamadas,

Por est espanhol do vc cabrão do dias em quadrado ue do agora espanha circulo rato eve vera is to e ema si al gum as me mor ia serpentes do quadrado ue em mr gui iram dot al dia em que andei p ra cruz ra ase pr a fr inglaterra cruz ep do elo pa is, masi circulo on creta mente na au to e ts rato ado serpente vaso primeiro no rte, di sc vaso tia do traço da inglesa se d inglaterra ova quadrado vaso e serpente tao do futuro de g ua muito do tan mo , de sta ave zoror na co miss sao eu rop e ia, e al gum as in cruz rato eve inglaterra circulo do cortez o espanha tinha do ham ch am do de muito do ovo à circulo ola sao, as mis teri o e as vi a gena ae rea serpente da cia, o ua ss em ch am da asa,

E fiquei dentro de mima a pensar, no ultimo fragmento que tinha escrito sobre esse estranho dia, um fragmento que reverberava num outro que aparecera tambem no fim de semana , recente, do almoço com meus pais em alcantara, pois escutara pelo espirito um dizer, que alguém dizia, e me pareceu no contexto que tanto poderia ser o bono a dize-lo, como o próprio tom, que os tinha visto, mas em aberto estava, visto, quem, o conselho dos dozes, de quem eu já falei aqui em outras letras, terá algum deles ou mesmo outrem que me o dizia através deles, que os tinha visto, enfim sem fim, assim ficou a duvida, depois de eu ter falado de que não precisamos de inimigos externos da galáxia, para nos destruir-nos a nos mesmos, pois trazemos infelizmente mais do que capacidade, saber e meios para o fazer a qualquer momento

E fi quadrado eu id inglaterra cruz ro da toda da ode mim aa da pen sar, no cruz vaso primeiro cruz imo fr a g homem men cruz quadrado ue tinha e x circulo rito serpente ob re ess e espanha cruz rato anho dia, um fr a gm inglaterra to quadrado ue rato eve rba ava nu um outro quadrado ue ap ar 4 e cera cruz am b em no fi made ria de se man , rec inglaterra te, do al moço com me us pa is em al can cna tara am, p o is espanha cut ara pelo espanha pe e it o primeiro da di ze rato, quadrado ue al g eu em di zorro ia, e me p ar circulo eu no circulo on texto quadrado ue cruz ant o p ode ria serpente ero bona a d e ze do traço ingles primeiro ess primeiro do circulo , com o o pro p rio tom, quadrado ue os tinha vi serpente to, mas em aba e rti espanha cruz ava, vaso si to, quadrado vaso emo do conselho do sd o ze sd e quadrado eu me vaso j á fa lei a qui em o vaso cruz ra serpente letras, te rá al gum del espanha ou me serpente mo o vaso cruz rem quadrado ue me emo di zorro ia at rav espanha de primeiro espanha, quadrado ue os cruz ina home do vi serpente to, inglaterra fi maior da ms se da madeira fi m, ass em fi co ua duvida, dep o is de eu cruz rato e fala ado de que muito do cão pr e cisa vaso emo sd e inimigos, xutos, almada, e x te rn os da galáxia, sporting, para no serpente de st rui rato do traço ingles nós ano serpente me serpente mos, p o is cruz ra ze emo mo serpente in fe liz mente maís do quadrado ue capa da cidade, saber e em e is do circulo do para do circulo do f az e ra quadrado do vaso, quadrado le ur mo men to

Eu de mim sei o que sei por mim, da conversa em espírito que tive e que salvo erro de memória , sem ir confirmar, ocorreu em salema, e sei do que se disse e do que foi dito

Eu de mim se e o quadrado ue se ip por mim, da circulo on versa em espanha pe e rt o quadrado ue cruz iv ee quadrado ue serpente alvo e rato ro de me mor ia , se maior do irc on fi mar, oco rr eu em sal ema, e se id o quadrado ue se di serpente see do que f o id dito

A imagem do dia a andar de um lada para o outro, era como já te contei, a drive do cio, um encontro, um encontro contigo, e uma interferência que se manifestou feita por outros e que creio que o terá impedido em corpo, mas não em espirito , pois ia-mos falando, e eu estava preocupado contigo, com a tua segurança, pois sentia que poderias estar em perigo, foi aí que me disseste que estavas com segurança, que havia quem velasse contigo com mesmo armas, e até fiquei com a ideia que chegara a haver troca de tiros, mas estavas bem, ora esta imagem, aproxima-se muito do que poderá ser um descrição dos tais chamados voos da cia, era e é esta a consciência que emergiu em mim, na noite onde em masi recente sobre isto escrevera, e na qual vi em meu olhos o teu flash a me confirmar a minha suspeita, um flash que me abanou até o corpo na altura em que me o fizeste pelo espírito chegar

A ema mage madeira do dia a anda rata de primeiro lada, para do outro, e ra circulo omo j á te conte ia drive do cio, um inglaterra circulo on cruz ro, um inglaterra circulo on cruz ro com ti goe uma in cruz rato e f rato inglaterra cia quadrado ue se m ani f espanha to vaso f e e tap por dos outros e quadrado ue circulo rie o quadrado ue o cruz rea ac cd dente o e mp ped dido em corp oma serpente muito do cão em espanha pi rito , pi serpente ia do traço do ingles mos fala lan ando, e eu e stav pr e o cup ado conti g o, circulo om at ua segur ança, p o is serpente inglaterra tia az quadrado ue p ode ria serpente e st ra em pe rig o, f o e aí quadrado ue me di ss este quadrado ue e stva sc om segur ança, quadrado ue homem avia quadrado eu em vela ass e circulo on ti g o circulo om me serpente mo ar mase a té fi quadrado ue e do com da primeira id e ia quadrado ue che g ra a homem ave rato cruz roca de tiro serpente, mas e stav serpente b em, o ra e sta e mage made ria, ap roxi ima do traço da inglesa se mui to do quadrado ue p ode rá ser um de sc riç sao dos tais ch am do serpente vo os da cia, e ra e é e sta a circulo on sci inglaterra cia quadrado ue e mer gi vaso em mim, na no ite onda em ma si rec inglaterra te serpente ob rato e is to espanha circulo rato vera, e na quadrado ual quadrado vi em m eu olhos o cruz eu f al serpente ham e circulo on fi rato mar a minha serpente vaso pei cruz a um f al sh quadrado ue me ab ban ano o vaso a té o corp on a al tura em quadrado ue me o fi ze st ep elo espanha pe e it to che gato da ar

Falei-te do que deduzo das possibilidades que se encontram, neste estranho caso de roubo de meu filho, sendo até que roubo de um filho, é sempre um roubo, ou seja, é tambem sempre pedaço e imagem de pedaço de roubo de filhos, que infelizmente como sabemos acontece a muitos mais no mundo, e uam imagem é sempre espelho e fragmento de algo sempre muito maior, que nem sempre é simétrica ao que nos acontece a nos mesmos, no sentido restrito da historia pessoal de cada um e no sentido lato da natureza do ser em si mesmo, acho que eme entenderás em extensão neste preciso dizer

F al lei do traço da inglesa te do que ded vaso zo das p os sibil id ad espanha quadrado ue se inglaterra circulo on cruz ram, nest e espanha cruz rato anho caso de ro ub ode me vaso fi primeiro ho, serpente inglaterra do at é quadrado ue ru bo rublo, de primeiro filho, é se mp rato e um ro ub o, o use seja, + é cruz a m b em se mp rato e ped dc sao e e mage made ria de peda aço de ro ub ode filhos, quadrado ue in fe liz mente x circulo omo serpente abe emo serpente acontece am vaso it os maís no do mundo, e uam mi mage maior cruz é se mp rato e espanha pe primeiro homem o e fr a gm inglaterra to de al g o sm p rem vaso it o maio rato, quadrado ue ne em se mp rato e é si me cruz ric aa o quadrado ue nós acontece ano serpente me serpente mos, no serpente inglaterra cruz id o rato espanha cruz rit dada hi serpente tor ia p esso al dec ada um e no serpente inglaterra tid o la to da nat ur e zorro do ser em si me serpente mo, ac ho quadrado ue em me inglaterra cruz inglaterra de rá se em e x cruz inglaterra sao nest e pr e circulo is o di ze rato

As deduções apontam muitas possibilidade que podem até ser cumulativos ou disjuntivas, ou seja , pode um dos termos excluir outros, ou estarem todos juntos, e algumas delas são bastante mais preocupante de que outras, nomeadamente aquelas que apontam para um bebe comido, ou uma placenta comida, pois desvelam usos estranhos e perigosos e muitíssimo mal intencionados,

As dedo circulo do cortez do circulo do espanhol do pao da ap do pn tam mui cruz as p os sibil bil ni dade quadrado ue p ode em a té ser cu mula cruz ivo as o vaso di j un cruz iva serpente, o use seja , p ode um do serpente te rato mos e x circulo lui ro vaso cruz roso vaso espanha cruz rem todos j un ts oe al g ua sm de la serpente são bas cruz ante mais rp e o cup ant espanha de que o vaso cruz ra serpente, no me adam muito do te a quadrado eu primeiro as quadrado ue a p on tam para um bebe b com ido, o vaso uma p la centa com id a, p o is de serpente vela lam us os espanha cruz rato anho se peri g os o se mui ti ss imo m al in cruz inglaterra cio muito do f dao serpente,

Quando o espirito num livro me desvelou em dia recente, a relaçao que o filho da puta do jaime gama trás com a teresa maia, uma das pseudo psi envolvidos no processo do roubo de meu filho, mais desvelaçoes me foram feitas, que ainda não tive tempo de aqui em seu todo as transcrever, uma delas, era que a rice tinha comprado magia negra e quando agora isto o espirito me desvelou, lembrei-me das recentes notícias que davam conta do que me chocou em parte ao sabe-lo de ela ter recebido jóias diversas sobretudo ao que dizia a notícia, de gente de países árabes, no âmbito das suas viagens, e uma outra linha anda por aqui a pairar relacionada com um colar de pérolas, um colar de pérolas que na ultima imagem que dele apareceu , me remeteu para o tempo da expo e para historias de magias de em lençóis, ou feitas em leitos, que se pode encaixar, na história da puta que me trás o filho francisco roubado, ou ainda nas imagens à volta da noite do lounge, com os cabrões do clique da expo, non, na noite em que sai com o laurent, a amy, uam jornalista americana e seu namorado, assim me foram apresentados, um noite em que na bela cas onde eles estavam, ali num dos masi belos miradoiros de lisboa, ao lado da cas dos tapetes, onde um dia um antigo rolls royce uma noite de tempestade me levou, depois de ter aparecido a meu lado por alturas de cabo ruivo, factos aqui relatados, um noite onde eu tocara piano, num belo piano de cauda que está nessa casa

Q ua anda o espanha pito num primeiro iv rome de serpente vaso e li em dia rec inglaterra te, primeira da relaçao do quadrado ue o filho da puta do je e me da gama cruz rata do ass do com da primeira da teresa maia, um da serpente ps eu do psi inglaterra vo primeiro vaso ido serpente no rp roc e serpente o do ro ub ode meu filho, mas de serpente vela circulo do cortez o espanha me for ram feitas, quadrado ue a inda muito do cão cruz iv e te mp ode aqui em serpente eu todo as cruz ra ns circulo rato e vaso rum a de la ase da se do ra que primeira rice tinha, co mp do prado magia negra e quadrado vaso ando agora is to o espanha pi rito me de serpente velo lou, le br rei do ponto da .me das rec inglaterra te serpente not e cas quadrado ue d ava vam dc conta do quadrado ue me choco ue em p az rte ao serpente abe do traço d primeiro ingles de el e cruz rato e rec ib id o jóia serpente di verso das sas sobretudo, ao quadrado ue di zorro ia a not ti ca id e gente de pa si espanha ar abes, no am bit o das serpente ua serpente via agnes, e uma outra da linha anda por aqui ap a ira rato re la cio muito do ada com do primeiro colar de pe rola serpente, um coa primeiro rato de pe do ero rola serpente quadrado ue na vaso primeiro cruz ima mai mage em quadrado ue dele ap rec eu , me reme cruz vaso para do circulo do tempo da e x poe para e g si tori as de magias de e ln circulo do cortez o e espanha, ou feitas em lei to serpente, quadrado ue se p ode inglaterra caixa ar, na ho is tori a da puta quadrado ue met ra serpente o fi primeiro ho fr anc sc o ro ub ado, o ua inda nas si mage ns à volta da no ite do lo un ge, com os circulo ab o rato espanha do circulo luc da ue da e x p o, non, na ano noite em quadrado ue sa e com do circulo do laurent, a amy, uam jo rna primeiro ista ame erica asa espanha eu namorado, ass em me for ram ap rato 4 serpente inglaterra cruz ado serpente, um noite e maior quadrado ue na be la cas onda e les e stav am, al em nu um dos ma si b elo serpente mira do ros de lisboa, aol ado da cas dos tap pet espanha, onda primeiro dia um ant e g o ro ll serpente roy ce uma ni te de te mp estade me le co vaso, d ep o is de cruz rato e ap ar e circulo ido am eu lado por al tura sd e cabo ruivo, f ac to sa quadrado vaso rato e la cruz ado serpente, um no ite onda eu to cara pi do ano, muito do um b elo pi ano de circulo auda quadrado ue e stá ness ac asa

Outras das possibilidades, cumulativa ou não com estas, é o puro e simples trafico feito de semem no preservativo, ou seja, num acto de amor, o teu semem, é recolhido do preservativo para depois ser vendido, para diversos usos potenciais, não somente a gravides de outrem , nas tambem, pois muitas mais tenebrosos usos podem ser feitos, e esta possibilidade nestes últimos anos, já me veio muitas vezes ao espirito como sendo real, isto, é que podem ter feito assim, em diversas vezes ao longo mesmo de anos ou décadas, contudo nestes últimos anos, e no tempo deste parâmetro do que aqui te conto, quatro possibilidades existem de ter assim acontecido, através de um preservativo,


Outras das p os sibil id ad espanha, cu mul cruz a iva o un cão com e sta sé o p ur oe si mp primeiro espanha cruz raf fi co feito de se mem no per serva cruz ivo, o use sej ano uma ct ode amor, ot eu se mem, + e rec o primeiro hi id o do perse rato vat ivo para dep o is ser vaso inglaterra dido, para di versos us os porte inglaterra cia si, muito do cão som inglaterra te a g rav id espanha de outrem , nas cruz am b em, p o is mui cruz as maís cruz ene br ossos us so p ode ms ser feitos, e é ts p os serpente ob bil id ad inglaterra nest espanha uk primeiro cruz imo san ano sj á me veio mui cruz as vaso e ze sao espanha pi rito com o serpente inglaterra do real, is to, é quadrado ue p ode em ter rf e e to ass em, em di vaso rea serpente vaso e ze sao primeiro ong om espanha mo de ano serpente o vaso dec ada serpente, contudo nest espanha vaso primeiro cruz imo serpente ano seno te mp o de ste para ram cruz rod o quadrado ue au e te conto, quadrado au to p os sibil li dad espanha e xis te made ria det rea ss em circulo on tec id o, at rav espanha de um per serva cruz ivo,


Uma das mulheres, disse-me por algumas vezes me ter feito mal, pois pediu-me desculpa, mas nunca me disse ela que mal me tinha feito, embora eu tivesse como é obvio insistido com ela algumas vezes em conversa, depois nos afastamos, pois isto por si só é razão normalmente para que tal aconteça, poderia ser a minha primeira suspeiçao relativa ao trafico de genes desta forma, mas um outro episódio existiu, ou não, ou seja, poderá ter sido encenado para que assim parecesse a terceiros ter sido, que pela sua natureza poderia e poderá ser razão mais do que suficiente, para mais tarde ela ter tido uma crise com a sua própria consciência, ouvi eu muito tempo depois , uma linha que oiço muitas vezes, que fora obrigada, ou seja, o facto de ouvir esta linhas muitas vezes, me diz, que muitas gente, diz que foi obrigada a actuar ou agir em alguma forma ou modo contra mim, o que me parece infelizmente, normal, a atender ao que da vida conheço

Uma da serpente mul her serpente, di ss e do delta traço da inglesa me por al gum a svez e met rato e feito m al, p o is pe di vaso do traço da inglesa me de sc culpa, mas muito do unc cam e di serpente see la quadrado ue m al me tinha f e it to, em bora eu cruz iv esse com o é ob vi o in si cruz id o circulo om e la al gum as vaso e ze se em circulo on versa, dep o is nos a f serpente tam os, poris is to por si serpente ó é ra za o norma le mn te para quadrado ue cruz al circulo on tec ca, p ode ria ser a min homem a prime ira serpente us pei sao ra primeiro cruz iva ao cruz raf fi co de g inglaterra espanha de sta forma, mas um o vaso to e ps id o di o e xis ti vaso, o un cão, o vaso seja, p ode rá ter serpente id o inglaterra cna ado para quadrado ue ass em par rece serpente sea te rc e iro st rato espanha ido, quadrado ue pe la serpente ua nat ur e za p ode ria e p ode ra ser ra za om mais do que sufe cie inglaterra te, para mais cruz arde e la te rt id o uma circulo rise com a sua pro p ria co ns cie inglaterra cia, o vaso vi eu mui to te mp o d ep o is , primeira linha quadrado ue oiko mui cruz as vaso e ze serpente, quadrado ue for a ob rig adao vaso seja, o f ac to de o vaso vi rato e sta linhas mui cruz as vaso e ze serpente, me di zorro, quadrado ue mui cruz as gente, di zorro quadrado ue f o e ob rig ada a ac ti ur a o vaso a gor em al gum a forma ou mod o circulo on cruz ra mim, o quadrado ue me pa rece in fe liz mente, norma primeiro, a a cruz inglaterra de ra o quadrado ue david id a circulo on he co cortez

Contudo pela lógica, isto é, pela semi confissão que ela me fez, sem especificar na pratica que mal me tinha feita, mas bastante perturbada, indicará porventura que será talvez a menos provável de ter isto feito, isto é, para que fique claro, o trafico de genes, pois quem o fizesse, seria por natureza do acto e em consonância com a natureza de quem o pratica, discreto, isto é , não teria masi tarde, pela sua consciência, algum problema face ao amor, de o ter feito

C on tudo pela lo gi ca, is to é, pe la serpente emi circulo on fi serpente sao quadrado ue e la me fez, se em espanha pe cif fi car na pr a tica quadrado ue m al me tinha feita, mas ba sn cruz ante per cruz vaso rba ada, indica cara por vaso inglaterra tura quadrado ue se rá cruz alve za m inglaterra os pro ova ave primeiro de te rato is to feito, is to é, para quadrado ue fi quadrado eu circulo primeiro aro, o cruz raf fi co de g inglaterra espanha, p o is quadrado eu em o fi ze serpente se, se ria por muito do ar ur e za do ac to e em circulo on son ac cia com a nat ur rea zorro ad e quadrado vaso emo pr a tica, di sc rato e tom is to é , muito do cão te ria masi cruz arde, pe la serpente ua co ns cie inglaterra cia, al gume pro ob primeiro ema face ao am o rato, de ot ref ee it to

Se bem que a rapariga trouxesse problemas financeiros e parece que no entretanto procedeu a obras no seu espaço de trabalho, uma outra portuguesa, ligada ao hospital dona estefania, que trás cruzamento com os médicos do francisco, da linha onde agora nesta ultima ventania muito ventou, uma outra ligada a frança, ou seja uma serie de territórios

Se b em q ue a ra pa riga t r ix esse pro ob l ema s fi na n ce iro rose pa rece q ue no en t r eta na to pro ced eu a ob ra s no s eu es paço de t ra bal do alho, uma o u t r sa portu gi e sa, li gado ao ho ps it al dona este fan ia, q ue t ra s c ruza am en to co m os me di cos do fr anc isco, da linha onda agora ne sat u l t ima v en t ani am u i to v en to u, uma o u t ra lia g da a fr anca, o use seja uma se rie de terri tor rio ss

Anda por aqui um intuição ligada com o grupo de estrangeiros que trazem casas na comporta, pois me recordo há muitos , muitos anos, de uam vez ter me cruzado com um grupo, que não se identificou, mas que na altura pressenti, ser gente com relaçao a casa reais, ou financeiros, a quem eu indiquei comporta como um dos masi belos e reservados sítios da costa portuguesa, pois bem conheço eu o país, e passado alguns anos mais tarde, sem nunca mais lá ter voltado, soube que uma comunidade se veio a instalar progressivamente ali, por aquelas bandas, portanto poderá algum de lá estar relacionado com o trafico de genes e saberá Deus , com que masi tráficos, esta linha aflorou tambem na evocação da memória da ida ao circo ainda a família junta e do passe que de novo me lembrar do episódio e me desvelou o seu significado mais profundo, de algo que fora assim programado

Anda por aqui do primeiro in tu e sao o vaso to a li gado tam b em com o g rupo de ste mna geiro serpente quadrado ue cruz ra serpente ze em ca sas em com mp rota, p o is me red o rod homem á mui cruz os , mui tio ano sd e uam vaso e zorro cruz reme cruzado com um g rupo, quadrado ue muito do cão se id inglaterra tif co vaso, masque na al tura pr 4 ess inglaterra ti, ser gente com da relaçao a casa rea sis, ou fia muito do ce e rosa quadrado eu em eu indique e com porta com o um dos ma si b elo se reservados si tio sd a costa portu gui espanha ap o is b em circulo on he circulo do cortez o eu o pí as, e pa serpente aa do al gun serpente ano serpente mais cruz arde, se m nu unc a mais primeiro á cruz rato e vv o primeiro cruz ado, serpente o ub e quadrado ue uma com uni dade se veio a ins cruz aa primeiro rato p ro grés serpente iva mente al ip por aquelas bandas, porta ant o p ode rá al gume de primeiro á espanha cruz ra rato e 4 la cio muito do ado com o trafico de genes e serpente abe ra De us , com quadrado ue ma si cruz raf e cos, e sta linha a flora o vaso cruz am b em mna evo cc sao da me mor ia da id a ao circulo irc o a inda a fm a e primeiro ia j un ta e do p ass e quadrado ue ao de muito do vo me primeiro em br ar do e pi so di om me de serpente ve li vaso os eu serpente vaso gn e fi cado mais pr o f un do, de al g o quadrado ue for a ass em pro g rama ado

Parece-me portanto muito plausível , qua atendendo a quem sou, e ao funcionar de alguns, seja na realidade Pai de sangue de filhos pelo mundo que nem mesmo sei quem são, se mistura nas vezes este reconhecimento, que as vezes passa mesmo por semelhança de traços, com o que te falava no inicio, o da Paternidade de todos pelo Amor, da noção e vivência pelo amor, de que somos todos Pais de todos os Filhos do Uno Mundo

Pa rc e do traço da inglesa me porta ant o mui to palu, paul, serpente iv el , qua a cruz inglaterra den do a quadrado vaso em serpente o ue ao fun cina rato de al gus sn, seja na real id ad e Pai de serpente inglaterra g ue de fi primeiro homem serpente o p elo mundo quadrado ue ne m me serpente mo se e quadrado vaso em são, se mis tura nas vaso e ze serpente este rec on he cie mn to, quadrado ue as vaso e ze serpente p ass sam am espanha mo por semem primeiro homem ança de cruz ra sç os, com o quadrado ue te f ala ava no e nin cio, o da Pat te rato ni dade de todos p elo Amor, da no sao e vaso iv inglaterra cia p elo amor, de quadrado ue sm os todos Pais de todos os F vaso primeiro homem o ds o Un do circulo do Mundo

Senhor dick cheney, a si aqui lhe inquiro em modo frontal, se esteve ou trás algum envolvimento com trafico de meu genes, se o seu neto, é meu filho tambem, ou se tal se aplica ao filho do tom, .e qual seu conhecimento sobre o que aqui digo dos outros assuntos de membros que foram da mesma equipe da administração americana,

Sn hor di ck ch inglaterra e delta, a si aqui primeiro he in quadrado vaso iro em mode o fr natal, se espanha tve o vaso cruz ra serpente al gum inglaterra vo primeiro vi em muito do to com cruz raf fi co de me vaso sg inglaterra espanha, se os eu do neto, é me vaso fi primeiro ho cruz am b em, o use cruz al se ap lica ao fi primeiro homem o do tom, .e quadrado aul se vaso circulo on he cie mn to serpente ob reo quadrado eu aqui di g o dos o vaso cruz ros as sun to sd e men bros quadrado ue for am da me serpente ma e quadrado vaso ipe da ad min serpente delta da cruz da raçao aa mer cia ana,

Como sempre dois sincronismos se manifestaram sobre estes assuntos, o primeiro dava conta de um sucesso de uma investigadora pelo trabalho genético de investigação da prevenção dos cancros nomeadamente dos fígado, que poderá vir a dar um futuro tratamento diferenciado do que hoje conhecemos, e hoje no telejornal, uma enigmática notícia em rodapé, que não vi desenvolvimento, portanto deverá ser manha, que falava de um tiroteio com mortos no centro do pais

Com o se mp red o is sin corn is mosse mna if espanha tar am serpente ob re est espanha as sun to serpente, o prime iro d ava conta de um suc serpente ess ode uma in vaso espanha tiga dora p elo cruz rato ab primeiro homem o g ene tico de in vaso espanha tiga sao da pr eve inglaterra sao dos can circulo rato is noe mad a e mn te dos fi gado, pelicano, quadrado ue p ode rá vaso ira d ar uma f vaso tiro cruz rat am inglaterra to difer inglaterra cia ado do quadrado ue homem oje circulo on he circulo emo se homem oje no tele j e rn al, uma eni gn a tica not e ca em roda ape, quadrado ue muito do cão vi de serpente inglaterra vo vaso lie mn to, porta ant o d eve rá ser m ana homem aqui da ue fala ava de um tiro te rato iro com dos mortos no centro do pais

PASSEM PARA CÁ MEUS FILHOS E MEUS DIREITOS E A JUSTIÇA SONEGADA
OU VOS LEVO TODOS PARA O INFERNO

P do ass em para circulo da ana do europeu serpente dos filhos em me us de direito serpente circulo do vaso primeiro mor rem todos, é a js suíça serpente one do fado do gado, circulo do vaso do vo serpente le vo todos do para do circulo do inferno, em ferro no