quinta-feira, julho 16, 2009

ontem pela noite ao a faca das linhas me desvelar o passe que fizeram com base na instalaçao do pavilhao, e que terá contribuido para a minha morte em noventa e oito no tal bar ali ao pé da etic e da pt, fui pela net à procura dele, vip e lounge, assim creio de memoria serem os nomes das duas casas contignuas,

on te mp el la ano lan no it teresa primeira do circulo das duas, da primeira faca das linhas, med es cela aro do circulo da p do ass q ue fi ze ram com base, heroina, na e com ns t al la ac sao, do p da primeira do vi ilha do oe do quadrado da ue teresa ra conti in vaso id circulo do para da minha morte em noventa e oito, no do tal do bar al ia circulo do p, é, da etic e da pt, forte do circulo do input output, da foda, kapa pela ane da net à pro roc do cura dele, vaso do ip el primrio do circulo dezembro un ge , ass si em c rei io do meo ria, se ram os no me sd , se rie di gital frances, a serpente do às da casa conti , gn vaso às

acabei por ir parar a outro lounge, depois de passar pelo restelo onde parece que os bandidos tambem trazem assim qualqur coisa tupo restaurante, a um outro que tras pagina na net, um bocado mais a frente ao pé do iade, quem diria, da relaçao entre escolas, onde descobri um belissima menina e a seu site fui parar

ac can ab be ip por e rat rp para ar da primeira do outro lounge, d ep o is de p assar p elo do restelo, pnda pa rece quadrado do vaso do s argento da ue os ban dido serpente tambem, cruz ra ze em ass si maior do qudrado da ual, quadrado do ur, co isa cruz vaso da elevaçoa pelo pó, do restaurante do rato espanhol t aura ra ante a um de outro, que é do quadrado da ue da cruz ra serpente da pa da gina na net, um bo cado ma isa a fr en teresa , primeira do c irc uk, lo, puta, é, do iade, q ue em di da iria rai , da relaçao en cruz re es c ola serpente da onda d es co br e um da belissima menina e primeira ase eu site forte do io par da ar

http://soapandskin.com/

ou seja home da cruz do tp, dos dois circulos do duplo bar , ra do sabao and skin, ou seja, o que lava a pele a serpente kin, tipo versao de branqueamento, como nos dentistas, do ponto com do bar do rá, a ressoar esta linha , no dizer que um sabonete recentemente aqui me desvelara,

circulo do use sej principe da cruz do triunfo dos porcos, dos dois circulo do duplo bar, ra da ad do circulo do serpenet do ab do bao, o da pt, ap do pan da ds , da francesa da serpente da kin, da cristina coutinho, circulo do vaso use do sj, e , circulo do quadrado europeu da lava da primeira pele, bra, lea serpente da cristina coutinho, do ponto com do bar dó rá, ar esso da ar da est al linha, q ue do primeiro s ab bonet, rec en te mn teresa do cha , primeira do ki, me d o quadrado do espanhol da vela da lara

ah
menina
que
sois
bela
e
tocas
piano
e
em
belas
formas
melodicas

primeira do home do quadrado da ue serpente do oi is be la e toca serpente do pi do ano e em belas, regiao, ao pé de lisboa, formas do melo dica ser pn teresa
e
vosso
cantar
cheio
de
vossa
alma
assim
ela
se
ve
em
seu
cantar

e vaso cc de vaso aa el s eve em s eu can tar
e vaso osso can tar che io de vasso os sa alma ass si em el la ase serepnte da se da eve , serpente euorpeu da can tar, coca circulo da ola, onda, gel ad circulo
circulo da se vaso da sea ac av vaso dc cc vaso do e
ru me e am aa eo r o e
eo ro e a am a e e m ur
belas
e
profundas
suas
letras
assim
o
creio
serem
suas
ne la sw e pro da fun d as s ua serpente das letras as si mo circulo do rei cucu, mocho, se rem serpente vaso do às
b e p s l a o c ss
ss co al sp e belas
s es ss sm o om serpente
sm circulo do om da ss se da serpente
algures
nas
leituras
um
perfume
de
alguem
insinuando
a
parecença
ou
filiaçao
com
nico
anl u pede aia p o f c anal lisboa, c rup , do circulo da te ca do cabo
n c f o p a i a d dp u l n a
om o ua a circulo da me e da ms ss
ss sm me em o aa vaso om mo circulo
talvez
sim
talvez
nao
sois
inteira
e
menina
al vaso e zorro si maior cruz alve zorro n cao s oi is inte te ria e em me en nina
ts tns ie maior
me is n tst
zorro mmaior do zo sa e primeira
a e as oz maior do zorro
curioso
eco
aqui
no
livro
da
vida
a
morte
matada
de
nico
cea n l david am mm, serpente mar ties espanhola do dn nico
muito dia maior da s mar ties espanhola maior do av da dl, di gi t al, na e c
o oi oo aa a e a eo
oe a e aa a o oi oo
cu ur rio do osso e co a primeira aqui do ki no l ov roda da vida, india, primeira am morte orte mar mat ad da primeira ad en nico
depois
vi
vossos
videos
dv vv
vv v d
s i s s
s s is



d ep o is do vi vaso do osso video, vaso id é circulo
curioso
o
dos
porcos
se
via
os
rabos
como
abertos
em
circulos
negros
cu do ur do rio do osso dos porcos da se da via os rabos com circulo ab e rt os em c irc culos negros
cod dps ps v o r c a e cn
n cea ac ro ov sp doc
o os sea ss os sm ss
s sm s os sa esso o
cn os o co s de sm m ps pa ss
os
outros
dois
muito
curiosos
tambem
tudo
muito
conceptual
do
bom
os de outros do is mui it to cu ur rio os serpente tambem, tudo c on ce ep pt ual al primeiro
bd dc m tt cm d oo
ss so sm oo l om
no l oo ms os ss
os sd maior do doc ctt, circulo todo te reno, d up la c ru z t uber rc u l os se, maior cd db, g ritos serpente do luis bom
mau, pois é um filho da puta tambem
depois
as
fotos
como
cristo
uma
de
imensa
nostalgia
numa
ombreira
de
uma
porta



e
uma
outra
um
flash
d ep o is isas sas f o oto ts circulo do om do circulo cristo, uma de imensa no st al gi a nu ma om br rei ira de ma do porta e uma de outra do primeiro do fla , for mula one, serpente homem
d a ft cc u dn no d up p eu o u f
ss s oo a e aaaa e aa e a am home

a legenda que a acompanha assim reza

afp, finantial time da az serpente

creio ser isto entao uma chave

o curioso da foto é o facto de na aparecnia a menina trazer sapatos iguais ao que eu trago, comprados aqui em campo de ourique ali ao pe do cabeleireiro moreno, ou algo assim

circulo co cu ur rio osso da f oto é circulo do f ac to dena ap par rec cn ni ia , primeira am menina t ra az e rato sapa patos igua isa circulo do q ue da cruz do rago, co mp prados , aqui em cam mp o , o deo de bairro circulo do ur do rique, rei, al ia circulo do pedo da doca dao cabe el lei ire iro mor reno , circulo do vaso al gato do circulo goa ass si maior

a segunda curiosidade da foto, é que mostra assim a menina, o madeiro da cruz inclinada simbolizado no caminho, com as asas dos braços inclinados

primeira da ase segunda da gun do ac cu ur rio sida dade da f oto, é q ue mos t ra as s oma sima primeira menina, circulo madeiro, mad ad e iro da cruz, inc lina ina ad da primeira s em b o liza ad don circulo co caminho, com às das asas dos br acos inc lina ad os

a treceira curiosidade é que parece ser a foto montada, e ao que parece a unica que de si assim encontrei, pois se bem montada, se ve um halo, à sua volta e se a ampliara vejo os pixies em forma distinta

priemira cruz rec ce da ira cu ur rio sida dade , é q ue pa rece se era primeira do f oto montada, e primeira do circulo q ue pa rece da primera da unica, q ue de si ass si em men en c on cru rei, p o is se b em montada, se eve primeiro homem alo, á serpente ua vaso circulo do primeira da cruz primeira e sea an np lia ar a ve do vejo, br, os pi xi espanhol em forma di serpente da tinta

vosso blusao, é estranho, primeiro parece um que eu usei por uns tempos pertença da cristina coutinho e depois tem uma pele aparentemnte demasiado grade para o seu corte, como se tivesse entao um outro por baixo, o que tambem nao parce ser o caso, epla elegancia das suas formas, e faz um desenho preciso, ou seja , dá uma precisa indicaçao, um vesica em prisma, como os renault, ou rena au angulo da cruz, num fundo que remete para um festival de verao,

v osso blu sao , é est ra anho, prime iro par ce do primeiro, q ue eu da use up potugues, un ns dn te mp os per t en circulo cortez ad da primeira da cristina coutinho, co vaso do tino, cie en ma, e d ep o is te maior uma pele, br, ap par ren te mn te d ema si ad o dog ra ad e da ep do para circulo do serpente europeu corte, com o set iv ess en tao um outro, por ba ix circulo, o q ue eta tam am tambem, n cao par ce s ero do caso, o louco, ep la el le gan cia da ss u as das formas, e f az primeiro d es en ho pr e ciso, circulo do vaso use seja, d á uma, pre cia indica caçao, primeiro ove sic a em p rei sm da primeira circulo com os renault, rena au francesa, circulo ur en a au angulo da cruz, nu primeiro f un do que rem teresa para do primerio f est iva al de eve vera circulo

ontem pelo espirito ao passar, ouvi, mao do cao ze pinheiro, mas se pode aqui ou em outra situaçao recentemnte descrita, a do passe da minha morte na expo, ou até aos dois,

on te mp elo es pi rito primeira do circulo da p ass ar , circulo do vaso do vi mao dc doca cao ze pinheiro, masse p da ode do pode, a qui cv irc vaso primeiro do circulo de dez, vaso em outra estrela ala la primeira si tua sao, rec en te mn te d es c rita, ad do circulo dop asse dam min homa da primeira morte , mor teresa na expo, circulo do vaso da primeira té, primeira do os do is

por fim, atendendo a montagem e ao que declina no texto pela faca, e pelas relaçoes , cinema, tino navarro, cristina coutinho, e outras, sua face nest precisa foto, está muito distinta de outras, ou seja paarce que quem andou montando pretendeu assim tambem criar uma semelhança indutora de uma outra rapariga ligada tambem ao cinema que assim parece consigo nesta precisa foto

por rf fi maior, a ten d en do primeira am montagem tage me primrio do circulo q eu dec l ina no do texto, pe la f aca e ap el as das relaçoes, cin ema do t ino navarro , crus r ina coutinho, e outras, s ua da face nest pre e cisa f oto, e sta acento mui to di s tinta deo de outras, circulo do vase use seja pa arce q ue , q ue em ando vaso monta dmn dop pr e t en d eu, ass si mairo t am bem, c ria rato uam s emel el homa anca indu tora de uma outra rapariga par tig lia gd a t am bem ao cienma, q ue ass si mp par rc ce co nsi g circulo nest primeira pre e cisa f oto

que

o

amor

sempre

vos

guie

e

vos

proteja

q ue o amo mor mr se mp re v os gui e e pro te j a

quadras dodo circulo as vaso do ge do vaso da puta

pr e co vaso da en qaudrado da primeira e gato do vaso da sao do circulo do quadrado

quadrado do duplo circulo do às do vaso do ge, italia, vaso da puta e primeira

mr

em

amor

se

for

este

o

caso

em amo mor se for este do circulo , o do onze do caso, o cao da doca caso, do louco d a d a ca

e as f eo cc

mr s reo oo

oo oe re rm

vos

por

vossa

musica

em

mim

ficastes

a

morar

vaso do os pe la min home da primeira am mu sica em mim, fi cast es am mor mora ar

v p v me m f am

am fm em v p v

s r a a m m s a r a t

puta clara de souza, i presume, na ausencia de nenhuma resposta sua ou do vosso grupo de bandidos em vosso peseudos telejornais, das trteas mistifcadores qie causam sangue por todo o lado, assim assumem sem assumir vossa culpa, pagai portanto, que Deus vos leve para o inferno quentinho

put primeira da rac do ac clara, de serpente do circulo da usa , ip pr es s um me na au s en cia ad e ne en homam da uma rata da esapnhola posta, serpente da ua circulo do vaso do vaso do osso do ov, de italia, garo rup do circulo dos bandidos, em vaso osso pe s eu quadrado do os deos tele e dos jornais, da serpenet arto rt te às das mis dos tif, das imagens, cado dor espanhola, ki e ca usa sam am portugies por todo o circulo lado, ass si em ass s um em se maior ass s um mir vaso ossa cu primeir pa , pa gai porta anto , q ue de us vaso do os l eve para do circulo do k da cup l ing , do ki p l ing do inferno quadrado da ue do en tinho

que tremendas putas sois!!!!

q ue rata da emenda serpente das putas, sois, s oi is

depois no final as bestinhas tentam entra na forminha mas falham, e depois os meninos apareceram com um frango, que putas sois,

quadra da ep do circulo do lodo, is no fi na al às das best tinhas, t en t am, en cruz ra ana form min homa da primeira mas f al la ham da manha, e d ep o is os meninos da primeira da ap pr rec cem com prim mr rio do fr ang circulo , do quadrado europeu das putas das serpentes do io do is
I can not tel you or it will not zen

Fora a frase onde pela lux, palavra, simples palavra fui parar, depois de uma curiosidade nascente


For a a fr ase onda pe la l ux, pala vaso do ra, simples pala vaso do ra f quadrado do oi n put output, put, vaso do tp, ou seja de londres, das bombas puta ar a rato, quadrado ep o is de uma cu rio sida dade nascente

Ontem recebera dois telefonemas do lux, vi o numero e remarcara-o sem tomar atenção, pensado ser um outro, quem telefonou, o terá feito com outras intenções que não a de falar comigo, ou terá tido um ataque de timidez no entretanto

On te maior rec e br a do is tele f one ema serpente do lux, vi o mu meo r e rema ema rca cara do traço do cio ingles circulo, se ema mai rode tomar at ingles sao, pen sado serum de um outro, quadrado eu em tele fon o vaso, o te rá feito com outras int ingles ç o espanhol quadrado ue n cão ad e f al rc do circulo do om do mig o, o vaso te rá t id o um at a quadrado ue de tim id dez no ingles t r eta anto

Pela noite a chave se abria num prédio da rua em baixo, por cima da casa lux som, um andar com luz desvelava pela primeira vez a meus olhos, uma parede azul croma, e no andar de baixo, uma estante de livros como a minha, antes na escola das crianças, dizia a campainha está estragada, que convites, que mais parecem ser para queimar alguém,


Pe la am lan no it e ac home ave se ab ria num pr e di io da rua em baixo, por rc ima da circulo do asa lux serpenet do om, primeiro anda rc om do puta rie emi miro uz quadrado espanhol vela ava pe la prime ira ave z am eu serpente ol homem do os, uma pa rede az ul circulo do roma, e no andar de ba ix o, uma est ante de l iv rosco mo a min h a, ant espanhol na espanhol circulo do ola das circulo do rina ian ina la serpente, di zorro ia a cam pa in h a e stá est raga ad a, quadrado ue circulo do oni t espanhol, quadrado ue maís par rec em ser para quadrado eu ema mar al g eu maior,

Ardam uns e os outros tambem, blá , blá , puta que vos pariu a todos, masi os vossos cios de sangue

Ar dam un se os de outros tambem, segundo lá , segundo l á , puta quadrado ue vaso do os do pari, ua todos, ma sio os vaso do ossos cios de sangue

Uma outra correspondência aflora relativa á queda ou pretensa queda, do aviao tupolev, pois na tarde antes da noticia, no metro, uma senhora africana, me mostrara um arquivador de cartões, daqueles que dá para passes e pequenos cartões, inferiores em tamanho aos bi, donde , ou foi elemento da queda, ou a queda é só masi uma encenação,

Uam outra co rr espanhol ponde dec cia a flor a re la t iva á queda ou pr e t ingles serpente ac eu dado ava io t up ole vaso, puta o is na t arde ant espanhol dam am mo tic ia, no met rum da primeira serpente ingles hora fr iv circulo do ana, me mos t r ar a um arc vaso do iva dor dec car ar do to espanhol, da quadrado eu l espanhol quadrado ue quadrado á para puta ass espanhol e pe quadrado un os car to espanhol, in fe rio r espanhol em tam anho aos bi, don de , o vaso f quadrado do oi n put output, put, vaso do tp, ou seja de londres, das bombas el lem ingles to da queda, o ua da queda é serpente circulo da emanuelle ma si uma ingles circulo do ingles aç são da cena , ou seja da janta, a de sangue
Avc que de novo apareceu no ultimo texto, tambem apareceu como semelhante processo, em texto anterior, e assim sendo , é provável estar-mos a falar de duas pessoas que sofreram um ataque cardíaco eventualmente provocado por processo semelhantes,

av cc vc circulo pro p esso pro ml home nat ant espanhola

Av cc vc circulo, q ue de en ovo ap par rec eu no u l t imo texto, tambem, ap par e 4 c eu com o semem l h ante pro roc ess o, em te x to ante ior, e as si m s en do , é pro ova ave el, est ra do traço ingles mosa f al rat dedu as p esso a sw s q ue s o fr te rea am um at a q ue cardia co, car dia aco, eve en tua al le lem n te pro v o cado por pro c see s o se e ml h ant es,

E depois de mais um vez ter mencionado o circulo do inferno, ao abrir o yahoo, uma noticia, de uma camião contentor que chocou com a parte superior do viaduto ao entrar no túnel de o que parece uma ponte, curiosamente, a reconstituição, em tres d, mostrava a equivalência, das formas com a imagem do gelo de bering, da zoom, que tambem de alguma foram aponta para a imagem de leonardo , do home da renascença, ou seja ligado com italia,

e qaudrado da ep de uma ca mia un el cia primeira do forum pt , da radio

E d ep o is de maís um ave zorro teresa men cio n ado do circulo do inferno, a o ab r iro y a h oo, uma not ti cia, de uma ca mia o c on t en tao rat q ue cho quadrado do co u com a p rte super ior do v aia dt ti a o en t ra al no t un el de o q ue pa rece uma ponte, cu rio sam nete, a rec o ns titu e sao, em t r es d, ms o t rav a a e q ui v al en cia, das formas com a i mage made ria dog elo de be ring, da zo om, q ue eta tam am tambem de al gum primeira do foram, pt, ap da ponta para rai primeira mage made ria de leonardo , do home da renascença, radio, o vaso use seja liga gado do dado com italia,

http://www.yahoo.com/s/1101293

home da cruz do triunfo dos poc os, da www com do bar do ra da serpente cento e dez, grupo elevem circulo do ze , noventa e tres,

tanker infreno causes detroit higway overpass to collapse

t am kapa cao e rato do rim do infreno ca use s d e t ro it hi g double vase firts delta over rp ass toco ll ap pse



E me digam ainda senhores da sic, pois bem me lembro, foi na sic notícias que deu conta na altura de seu acontecer, em aparente directo, a queda da sonda que trazia as poeiras das estrelas, e ontem, calhou ver um documentário no canal dois, onde se dava conta de a sonda stardust ter bem aterrado, nessa altura, ou estaremos porventura a falar de duas missões com o mesmo nome, sendo que uma não chegou inteira, pois o paraquedas não se abrira, ou ainda, não passou tudo isto de masi um cio vosso, na altura, curiosamente, este episódio, emergiu nem a muito tempo atras como todos se recordarão, pois o espirito me falou na altura de estar presente uma sociedade anomina que assim tinha agido

e me de s eu ac on te tec ser , on te circulo do alho te rb sm ass un ema en te , uma da soci

E me di g am a inda s en hor es da sic, p o is se b em me l em br o, f oi na sic not ti cas q ue e d eu conta na la tura de s eu acontecer, em ap ar rec cn te di rec to, primeira queda da sonda q ue t ra z ia as poe ira s d as estrelas, e on te, c alho vaso da uve rum doc um en t a io no c ana l do is, onda sed ava conta dea primeira sonda star du st ter b em a tete rr ad o, ness a al tura, ou est remo spor vaso da en tura a f al ar dedo do às miss o es com o me sm o no me, s en do q ue uma n cão che g o u inte ira, p o is o para q eu da sn cão se ab r ira, o ua inda, n cão p ass o u tudo is to de ema si primeiro cio vosso, na al tura, cu rio sam am que mente, este e pi s o di io, e mer gi un ema mui to te m pp o at ra s c omo td os s e rec o r d arao, p o is o es pei tome f alo u na al tura de est ra pr es en te uma soci e dade ano om da mina q ue ass si maior da tinha a gi id circulo

E lhes pergunto então tambem à luz disto tudo, se por remoto acaso, que geralmente é intenção, em parte o vosso cio de ontem, não pretendia tambem cobrir a possibilidade de assim me desviar a atenção deste documentário e assim deixar passar , esta aparente incongruência, que se o for, desvela mais uma vez as vossas tremendas manhas e reforça a verdadeira natureza daquilo que mais uma vez relembrava ter-se pelo espírito desvelado, das vossas hipocrisias de dizerem que investigam e cobrirem assim actos de ilegalidade, como entrar em casas alheias sem permissão, ou seja , arranjando assim formas de incriminar quem vocês decidem escolher como bodes expiatórios, como por diversas vezes tenta, tambem com a minha pessoa


el homem sao med es via do gato vaso às en cia ture v as o os ar dec com da primeira mim do home da primeira da pessoa, provavelmente , por v ave le lem n te da c m l, entao, en tao

el sao me gato ture vaso do os da ar de dec, id t am, tambem


E l homem es per gun to en tao tambem à l uz di st o tudo, se por rem oto ac as soc, q ue ge r la em n te é int en sao, em p arte ov osso cio de on te mai iro , n cão pr e ten dia tambem, co br ira p os sibil bil iade de as si maior me d es via ra a t en sao do quadrado de este, doc um en tar io e as si m de ix ar p as sar , e sta ap ar en te inc on g u en cia, q ue se o for, d es vela maís uma ave z as v os sas y t r emendas manhas e ref orça a verde ad e ira na ture z ad a q eu ilo q ue maís uma ave z r el em br ava ter do traço da ingles se p elo es pie to d es vela ad o, das v os sas hipo cris ia s d e di ze rem q ue in v es tiga am me co br irem as si m ac to s d e ile gali dade, com o en t r ar em ca sas al he ia s se m p re miss o a, o u seja , ar ranja anda as si m formas de inc rimi ina ar q ue em v o c es dec id em es col her com do circulo dos bodes, e x p aia tot rio s, c omo por di versas v e ze st en ta, t am b em com da primeira min, home da primeira da pessoa
Ao tribunal penal internacional, acusação de tentativa de morte, e visto as autoridades nacionais continuarem vergadas a cobrir estas bestas todas

E como de costume , sobre muitas outras , tambem

E co mo de cos t um e , s ob re m ui t as outras , tam segunda da ema maior, tambem

Ao t rib un al p en al inter na cio na al, ac da acusação à usa são de t en t a iva do demo da rte, e vi s to às da serpentes dos autor ie dad es na cio na is conti nu ar rem ver gadas a c o br i r es t as do best, banco , às todas

No ultimo texto, uma referência ao avc, avc para alem de abreviatura de acidente cardio vascular, que foi o que me provocaram em noventa e oito no tal bar dos filhos da puta da expo, era tambem designação de um dos espaços da intervenção vídeo no pavilhão do icep na exposição mundial

No do u l t imo texto, uma refer ren en nica a do circulo do av c, a vc para al lem de ab br e via da tura de ac un det car di do io ova as cu l ar, q ue f oi do circulo q ue da me pro ovo caram em noventa e oito, no t al do bar dos filhos da puta da expo, e ra da rata tam da manha tambem, de se i gn aç sao de um dos es paços da inter eve en sao v id é circulo do no do pavilhão do icep na exposição mundial

Um designação que levantou como aqui já narrado diversos problemas, e levou mesmo ao aparecimento uma noite tarde, da puta mor simoneta luz afonso no pavilhão, era um vela triangular tipo árabe, feita de material rela de tela de cinema directamente importado da alemanha, com tres palmas dentro dela e uma quarta fonte que sobre eles projectava

Um de sig gan da sao q ue l eva van to vaso com o a qui j á na rr ad o di dos versos por r b be lea se l evo vaso me sm o ao ap da rec, o do si da sic que mente, uma no it e c r ip uz arde, da puta mor si min teresa da luz afonso no do pavilhão, e ra primeiro da vela t r ian gular cruz da arte do ip do circulo ar abe, feita, de ema da teresa ria al can la ad e tela de cinema di rec tam en bt e i mp porta ad circulo, da alemanha, com dos t ratos es p l lam am as dentro dela, e uma qua t primeira do fon, ramon, te que do br e el es pro je c t ava

Ou seja, o passe da minha morte nesse ano foi feito com esse ingredientes, é masi do que seguro esta afirmação, pela correlação da data

Circulo da ova do vaso do use do sej, circulo do passe da minha morte nesse ano, f oi feito, com ess e in g red di en teresa es, é ema si do q ue do seguro, do ps, est a fi rato maçao, p el a co rr e ç al la circulo da data, e p elo q ue o es pi rito do agora da me d es velo lou, um rit ual se x ual, com um da tela e uma pro jec sao m en t al, s u es fil homem do os da puta , arde ino inferno!!!!

O ur que aparece no corte das palavras do ultimo texto, é então o caralho do turismo, do icep, que levaria nessa altura o cargo

O ur do q ue ap par c e n o corte das pal vao vaso do ra serpente do ultimo texto, do mario soares no dn de ontem, é en tao do circulo do caralho, cara do alho do turismo, do icep, q ue l eva ria ness primeira da al tura do circulo doc cargo da argo


Aoc q ue pa rece p elo sic ron is moda sec eu nica das not ti cia s d e h oje, no ema dam am en teresa no do jornal , do s ban dido serpente mor do dn, t r es ac on tec si dos cimentos, os caralhos da queda da ponte em entre rios e dos explosivos sem traço, ser e la cio na am com este d es vela ad o, o prime iro e co da ove em do p ar lam am en to europeu, e dá conta a o q ue pa rece da relaçao, do tribunal, destas bestas com do circulo do durao barroso

Ao que parece pelo sincronismo da sequência das noticias de hoje, nomeadamente no jornal dos bandidos mor, do dn, tres acontecimentos se relacionam com este desvelado, o primeiro eco vem do parlamento europeu, e dá conta ao que parece da relaçao destas bestas com o durao barrosso


FOTO



A foto que vinha no jornal dos bandidos , o dn, de ontem, esta aqui, parece ser bastante explicita em sue dizer

A f oto q ue da vinha do no jo n ra al dos ban dido s , o dn, de on te m, e sta a qui, par ce ser b as t ante e x p l i cita em s ue di ze rato

Se vê um casal , o senhor com a tshirt nas maos, a rapariga de perfil com ela vestida, acrescentando, assim à imagem, o dizer, da rapariga dos seios loiros do traço vermelho no circulo vermelho do durao, com um t shirt em forma inclinada, a ressoar na estrela inclina, que faz um t , ou seja uma cruz inclinada, com a face do bandido durao no seu peito dentro de um sinal de transito proibido, dizendo stop durao, e por detrás pela indicação dos lugares do paramente, o terceiro ou tríade de noventa e oito, o ano da exposição, o microfone ou a antena, como uma cobra assim o aponta, e por detrás dela, o 399, que parece em forma cortada, e por assim estar, mais diz, ser o gancho da gal da energia, do duplo principe,

Serpente do vaso e primeiro casal , os serpente da en hor com a primeira ts homem do irt nas maos, da primeira rapariga de per rf fi l com el p rie emi mira ave s t id a, ac rec en t anda, as si má i mage emo mo di ze rato, da ra pa riga dos se is loi ro s d o t r aço v em ç le h on o circulo ve mel h o do durao, com um t s h irt em forma inc l ina ada, a r esso ar na est r e la inc l ina, q ue f az um t , o vaso do use seja da primeira cruz inclinada, com da primeira da face do bandido durao, no serpente eu pei to d en t rode um sin al de t ra sn it o por ib bid o, di z ie n do s top do durao, e por det ra s pe la in di cç sao dos lu gara do par le lem n teo do t rec e iro o u t riade de n v en t a e oito, o ano da e x posi sic sao, o nic c ro fone do fon one, o ua ane net naco mo prim e ria cobra as si mo ap pao n t a, e por det ra s dela, o 399, q ue ap arc e em forma co rta ad a, e por as si m est ra, maís di zorro ser o do circulo do gancho da gal da ene gi a, do d up p rin circulo do ipe,

Se vê ainda o triângulo de fogo figurado com seis circulos que corresponde a forca ou gancho da energia do duplo principe, do angulo da rapariga, que parece assim a diana, com tres circulos

Se eve a inda o t ria ab abul do circulo de fogo figu r ado com se is circulos q ue co rr es ponde primeira f orca o vaso do capitão gancho da energia do d up lo pi rn do ipe, do ang u lo da ra ap riga, q ue pa rece as si ma di ana, com da cruz , ratos dos espanhóis circulos

Liberais, liderados por Guy Verhofstadt, dão hoje a conhecer os pontos que querem ver incluídos no programa do presidente da Comissão Europeia

Os socialistas europeus divulgaram ontem, em carta aberta, as 11 medidas que desejam ver incluídas no programa do próximo presidente da Comissão Europeia, noticiou o Euractiv. com. A missiva, que foi remetida a Durão Barroso, refere, entre outras, a criação de um plano de retoma para a UE, que crie e proteja empregos, um pacto europeu para o emprego, que combata o desemprego em massa, um pacto de progresso social, que combata os efeitos sociais da crise e previna a pobreza, as desigualdades e a exclusão.

Hoje, logo pela manhã, é a vez de os liberais enunciarem as medidas que querem incluir no programa da Comissão, em troca de um voto favorável, em Setembro, à candidatura de Barroso. A apresentação será feita aos jornalistas por Guy Verhofstadt, disse ao DN o porta-voz Neil Courlett. O nome do líder dos eurodeputados liberais surge volta e meia nos rumores e especulações como eventual alternativa ao português.

Barroso, candidato do PPE, está a ser pressionado pelos socialistas e pelos liberais a apresentar a debate o seu programa para os próximos cinco anos - de preferência que inclua as suas exigências. Apesar de ser o maior grupo político no Parlamento Europeu, o PPE precisa de parceiros de coligação para reconduzir o português.

Os Verdes, por seu lado, defendem um outro candidato, sugerindo até nomes como o de Mary Robinson ou de Chris Patten. Ontem, enquanto Barroso falava, José Bové, deputado francês, ergueu uma T-shirt com a inscrição "stop Barroso", ou seja, "parem Barroso".

L ibe rai s, lider ad os por G u y Ver h o f sta dt, dão h oje a c on he ser os pontos q ue q eu rem ver inc luí d os no pro g rama do presidente da Comissão Europeia

Os soci al ista s e ur rop eu us di v u l gara am on te m, em ca rta ab e rta, as 11 me dida s q ue de sej am ver inc luí da s no pro g rama do pr ó x imo pr es id dente da comissão europeia, not ti cio u o eu rac t iv com do ponto da miss do iva, q ue f oi reme tid a ad do durão barroso, que declina tambem em o durao do bar rosso, italiana, refer e, en t reo u t ra sa ac ria são do primeiro plano de r e tom a para a ue, q ue c rie e pro te j a e mp pregos rego serpente, um p ac to eu rop eu para do circulo do em prego, q ue com bat a o de s em prego em massa, italia, primeiro p ac to de pro gre ss o soci al, q ue com bat a os efe it os soci a is da c rise e pre v ina a p ob r e za, as de sig ual dad es e a e x c l u são.
.

H oje do logo p el a manha da onda, é a ave z de os libe rai s en un cia rem às das medidas, q ue q eu rem inc lui ra delta no programa da comissão, em t roca de um v oto f avo ravel, em sete m b ro, à can dida da tura de barroso. A ap r es en tação se rá feita, a os jo r na l ista s por g u y, ver , h o f sta dt, di ss sea do circulo do dn, do circulo do porta do traço ingles da radio voz, neil co ur le tt. O no me do líder dos e ur o d ep u t ad os libe rai s s ur ge v o l t a e me ia nos rumo mor ratos es e es pe cu la ç õ es com o eve en t ual al te rna t iva a do circulo do português.

.

Bar roso, can dida do ato do PP, E, e stá a ser pr ess sio n ado p elo s soci al ista se p elo s liber a isa ap r es en tar a de bate o s eu pro g rama para os pr ó x imo s c inc o anos do traço ingles de pr efe rên cia q ue inc lua as s u as e x i g ên cia s. Ap es ar de s ero maio r g rup o político no p ar l am da lam en to do europeu, o p pe pr e cisa de par ce iro s d e co liga são para rec on du z iro português.

Os Ver d es, por s eu l ado, d efe en de m um de outro can dida ato, su ger indo a té no me s c omo o de mary ro bin son o u dec h r is pattena. On te m, en q ua anta do barroso f ala ava, josé B ove, deputado fr anc ê s, er g u eu uma T do traço ingles s h irt com da primeira in sc r i ç são da te rata eta par e ren te sis da serpente top do Barroso, o vaso use seja, en te rata par ren te sis da spa do rem Barroso".

.

O segundo sincronismo no jornal de ontem, não deixava de ser curioso, visto tambem ontem ter caido um aviao, e um outro esteve ao que parece para cair e referenciava num conjunto imenso de artigos do bandido que diz levar as vestes da presidência portuguesa, sobre a sua carreia, assim em estilo, sempre soube que era difícil de subir na vida, de como jogava ao pião, que remete para furacões, em sua infância, aos matraquilhos, da tal rodagem do carro a figueira da foz, onde certamente o óleo que lhe pôs, o elegeu a secretário geral do psd, e mencionava um outro aviao caido, ou seja, o de sá carneiro, este é a linha que se evidenciava nesta relaçao, pois este facto emergiu agora de novo no meio de masi uma, quase duas quedas de aviões

O se gun do sin c ron is mo no do jornal de on teresa, n cão de ix ava de ser cu ur io osso, vi s tota am e segundo tambem, em on te maior da teresa ca id o primeiro avia circulo, e um outro es teve a o q ue pa rece para c air e re f r en cia ava nu primeiro c on j un toi, can tor , me en s ode art ti g os do bandido q ue di zorro l eva ra s vaso do este, serpente da pr es id en cia pp ro t y u g es a, s ob rea s ua car rei a, as si m em est ilo, se mp re s o ub e q ue e ra di fi si l de s ub ni rna v id a, de c omo jo g ava ao pi aoc ue reme teresa para f ur racoes es , em s ua in fan cia, aos mat ra q u ilho sd a tal red o ge made ria do carro da primeira figueira da f oz, onda ce rta tam am que mente do circulo do lub leo q ue l he p os, o el le g eu a sec e rta rio ger al do ps d, e me nin com n ava um outro avio a ca id o , o vaso do use seja, o de sá care ne iro, este é p rie emi mira linha q ue se eve en dn e cia nest primeira do tribunal da relaçao, p o is este f ac ato e mer g io a gor de n ovo no me io de ema si uma, quadrado da ua sd e du às das quedas de aviões


.

Ora se desvela aqui que existe um filho da puta, especialista em quedas de aviões, como era masi que deduzivel, de todas as que aqui tem sido abordadas
.

O ra ase da sed es vela aqui, q ue e xis te um fil h o da puta, es pe cia l ista em q eu da s de avio es, com oe ra ma sic ue dedu zorro iv el, de todas as q ue a qui te maior s id circulo ab o rato da ad primeira serpente
.

O outro que esteve para cair, assim o diziam no telejornal de ontem fora na américa, o que de imediato me chamara a atenção para a noticia, fora primeiro o facto de que se lhe abrira ao que parece um buraco de cerca de trinta centímetros em pleno voo, e que assim fora obrigado a aterrar, este facto, o buraco, me lembrou no momento, logo, da imagem da torre apocalíptica, que aparecera no sonho recente, aqui descrita em texto anterior, e depois as imagens mostravam sem em verdade mostrar , o local do furo ou do pretenso furo, e parecia então que masi se reforçava o link, no sentido em que estava na base do leme de direcção, ou seja, numa estrutura mais ou menos semelhante aquela do prédio do sonho, em vesica
.

O do outro q ue es tev para c air, as si mo di z iam no tele jon al de on te maior for ana am erica, o q ue de i me di tao me c ham ar a a at en sao para primeira do ano do not ti cia, for a prime rio do circulo do f ac ato, de q ue se l he ab r ira a o q ue pa rece um b ur cao de dec cerca, se rca, de t rin t a c en time metros em p l en ovo oe q ue as si m for a ob rig ad o a at e rr ar, este f ac ato, o b ur rc cao, me l em br o un o meo men to do logo, da i mage made ria da torre ap o cali pt tica, q ue ap ar cera no do sonho recente, a qui d es c rita em texto ante r ior, e d ep o isas si mage ns mos t rav am semem vera de mos t r aro l ocal do f ur oo u do pr e t en s o f ur oe par e cia en tao q ue ma si ise ref for ç ava o l ink, no s en t id o em q ue est ava na v b ase do l em me de di reç sao, o u seja, nu ma est ru ruta maís o um en s o se ml le h ante aquela do pr e dio do sonho, em vesica, a do prédio que é mencionado no sonho, ou seja, relacionado com o tal carro do corpo diplomático que de novo por lá encontrei a sair

.

O buraco daquela dimensao que se abrira em pleno voo, não deixou tambem de ecoar, tambem pelo efeito, a despressurizaçao, na linha da pastilha elástica que vem desde a imagem da filha do michael jackson, e depois entra em cor oposta, a negro e muito maior no tal prédio do sonho que remete tambem para as aguas primordiais da mae , ou seja a grande sujidade do inconsciente colectivo, que obama e eu no sonho observávamos de alguma maneira, e que remete ainda para a imagem do estado de fusão liquida em que as torres ficaram, depois de cair durante uma serie de tempo, como lava ardente
.

O b ur aco da q eu la dim en s o a q ue se ab r ira em p l en ovo o, n cão de ix o u tambem de e co ar, tambem p elo efe it o, a d es pr ess ur iza sao na linha, da p as til da ilha el as tica q ue eve made ria de sd e primeira rai mage made ria da fil homem da primeira da ad do circulo do michael, o can tot j a ck son, e d ep o is en t ra em co rato o posta, primeira ane negro e mui to maio rato no t al pr e di o, o do sonho, q ue reme teresa tambem, para as gás vaso primor dia is da mae , o vaso do use seja da prime ria da dag da rande da sujidade do inc on sc cie en te cole c ole ct ivo, q ue ob am a e eu no son ho ob serva ava vam os de al gum a m ane ira e que reme teresa a inda para primeira rai mage made ria do estado de f us sao lic eu id a em q ue as torres fi caram, d ep o is de c air duran teresa uma se rie de te mp o, com o l ava ardente, ard dente

.

E ainda um pormenor de outra imagem deste pseudo acidente, me ecoou logo ao vê-lo, e em forma curiosa, pois se o vira antes ao analisar uma das imagens da zoom, a ultima aqui abordada de novo em maior pormenor, não o mencionara por escrito,
.

E a inda um por m en o rato de outra rai mage made ria de quadrado de este ps eu do ac in det e, me e co uu logo primeira ove do traço ingles dez primeiro do circulo, e em forma c u r io sapo is se ov, italia, ira ant es ao ana l iza r um a da s ima ge ns da zo om, a u l t ima qui ab o r dade de n ovo em maio rp do por do men do circulo da rn do cão, o men cio na ar ap do por es c rito,
.

A imagem , é a da rapariga que está sentada, de pernas abertas em combinação, sobre o televisor branco com as imagens de fogo, e se vendo pela janela o mesmo local que se presume ser nova Iorque e o fio da queda das torres, e o pormenor que meu coraçao, me disse logo da relaçao, era a semelhança, entre um pormenor dessa imagem que andara pensando para o tentar perceber em seu significado, a forma que a sombra e o tubo do extintor fazia, e que de repente a via , semelhante numa imagem do aviao, em seu interior, na zona do tecto da carlinga onde os plásticos do forro , se tinham pela despressurizaçao, soltado, e se via essa mesma forma, que sem o ser, pelo coração, me disse logo, ali estar uma relaçao, tambem com a queda das torres

.

A ema mage mé, a da ra pa riga q ue e stá s en t ada, de pe rna s ab e rta s em c om bina ac sao, s ob reo do circulo do tele vi sor do branco com ás das si mage ns de fogo, e se v en do p el a jane la o me sm o l ocal q ue se pr ess um me, ser nova yor q ue e o fi do io da queda das torres, e o por men en o rato q ue me vaso co raçao, me di ss e logo da relaçao, e ra a semem l h ança, en t re um por m en o r de ss a i mage made ria q ue anda ra p en sand o para o t en t ra pe rc cebe rem se eu sig gn ni fi cado, primeira forma q ue aa o sm br a e circulo do tubo, metro, do e x tin tor f az ia, e q ue de re pen teresa primeira via , semem emel homem ante nu ma i mage made ria do ava io, em ser ep pen teresa do eu inte io ior, na zon ad do ado do circulo da tec to da car l ina onda os p la s tico s do forro , se tinha do ham da manha, pe la d es pr ess suri aç sao, sol t ad o, e se via ess am es ma forma, q ue se emo ser, p elo co rç sao, me di ss e logo, al i es star uma da relaçao tambem do com da primeira da queda das torres
.

Ontem pela noite ao ir ao yahoo, pois me tinha apercebido na sic on line uma notícia de um home morto na zona do capitólio, deu com um titulo que dava conta de um home que depois de ganhar tivera um regresso a casa atribulado, mas o sistema craschou e acabei por não a ler, mas logo a intuição, me disse ,que provavelmente estaria relacionado com este pseudo acidente do aviao

.

On teresa m ep ka no it e a o irao , y h a oo, p o is me da tinha ap rec ce bid on primeira da sic on line, uma not tica de primeiro home morto na zon ad o c apit to do lio, de vaso com do prim mr rio tito, primeiro do circulo dez q ue d ava conta de um home, q ue d ep o is de g ana homem do rato ti vera um reg gre ess o primeira ao ac c asa at rib u lado, maso do circulo do sis t ema c ra sc h o ue aca bei por n cão al ler, mas logo primeiro in tui sao, me di ss sec ue pro ova ave lem n te est raia re la cio n ado com este ps e du o ac in de te d o aviao , avia circulo
.

E ainda uma outra noticia me chamou no yahoo à atenção, pelo sincronismo e sobretudo pela equivalência entre aviões, o de as carneiro e do filho de kennedy, pois de novo aparecera sua face numa notícia que tambem não li, mas que falava da sua satisfação, no que se pressupõem serem dias anteriores a tragédia que o vitimou, ou melhor dizendo à manha
.

E a inda uma outra not ti cia me c ham o u no y a h oo à a t en sao, p elo sin c ron is moe s ob r e tudo pela e qui iva len cia en t re avio es, o de as care en iro e do fil home da ode k en ne d y, p o is de n ov ap ar e cera s ua face numa not tica q ue t am b em n cão li, masque f al ava da s ua sati s facão es, noc quadrado da ue da se ep do pr ess vaso do poe em se rem do Dias, ante r ior es p rie emi mira da cruz dat rage dia q ue o vi tim o u, o u mel h ro di z en do à manha

.

Nessa pagina da internet, uma serie imensa de comentários, o de cima, era uma pergunta, e onde estavas tu na morte dele, e depois em fila por ali abaixo, uma serie de aparentes utilizadores respondia cada um a dizer onde estava e o que fazia, de tal forma que parecia uma investigação de alibis, o curioso, é que a primeira pergunta, se reflectia num antigo escutado , que aqui mencionei, de alguém que fazia a mesma pergunta num tom de inquirição pelo espírito, ou por ele reforçado, mas que se aplicava ao jk kennedy, vide referência livro da vida
.

Ness a p a g ima da inter net, uma se rie i men sade com en tá rios, o dec ima, e ra uma per gun t a, e onda e stva as t un a mor te dele, e d ep o is em fi da ila italia, por al i av ba ix o, uma se rei e de ap ar e 4 sn t es u tili iza dor es r es pond ia c ada um a, di ze r on de es tva e o q ue f az ia, de t al forma q ue par e cia uma in v es tiga sao de al ibis, o cu rio s o, é q ue a prime ira peg gi un t ase refe l c t ia nu primeiro ant ti g o es cu t ado , q ue a qui men nico ne id e al g eu m q ue f az ia a me sm a per gun t a nu maior do tom de i in q eu ric sao p elo es pei r to, o espectro, o u por el e ref orça cado, masque da se ap li c ava ao j k k en ne d delta de castelo de vide ref fr e c ni a l iv roda da vida, india,

FOTO TUPOLVE 1

f oto tor tot cruz vaso polve, o polvo italiano, a p1



Tupolev irao primeiro, assim carismei esta primeira imagem que copie das noticias sobre a queda do aviao, no irao, ou sej declina em cruz da el eva são, da p ole le vaso da ira do prim rio do irao

Muito curiosa , esta foto, pois está o senhor na foto, propositadamente a me inquirir sobre o que se passou, sendo que seu sentido trás ainda tambem eventualmente um outro, como quem aponta , sem apontar, ou seja como quem estará eventualmente para fazer uma insinuação, assim me disse logo o coraçao ao vê-la, pela posição de braços em que se encontra e a forma como olha, e tambem por uma linha do cio da clara no telejornal da sic, cheia de veneno

Mui it to c ur rio sa , e sta f oto, p o is eta acento do dn to, do circulo da s en hor na f oto, pr ep os u t ad dam am aqui da maior que mente, a me inc u ii r s ob reo q ue se passou, s en do que s eu s en t id o t ra s a inda tambem eve en tua al le lem n te um de um outro, com o q u em ap da ponta , se em ap on tar, o vaso do use seja com o q eu m es tara eve en tua al lem n te para f az e rum a in sin ua sao, as si m me di ss e logo o cora sao a ove do traço ingles de la, pela posi siç sao de br aços em q ue s en c on t ra e primeira forma com o ol h a, e ta tam am tambem, por uma da linha do cio da clara ano do no do not da tele e do jornal da sic, che ia de eve en e no

Nele é visível numa parte das peças, uma torção, que trás as cores, prata, amarelo e azul, como a dizer que fora torcida, pela queda, ou que a queda é assinatura dessa torção, alguém de deveria ser ou é russo, pois o aviao o é, sendo que o titulo da foto, indica, up, ou seja eva são, da elevação da são, o da ole, ou seja da onda espanhola, le vaso da cruz da s emi circulo vaso

Ne le é v isi vaso do el nu ma p arte das p eça s, uma tor cao, q ue t ra sas cor es, p rata, am mar elo do velo, jason, e az u l, com o a di ze rato do que for a tor cida, p el a queda, o u q ue primeira da queda é as sin a tura de ss a t roç sao, al gume de d eve e ria s ero vaso, é russo, p o is o avia oo é, s en do q ue o titu lo da f oto, indica, up, o vaso do seja eva são, da el eva sao da são, o da ole, o vaso do seja da onda es pan hola, le vaso da cruz da s emi circulo vaso

Tem a menina clara , uns lábios muito bonitos, com os quais é capaz de expressar muitas coiass distintas das palavras que diz, e dessa sua habilidade , já eu aqui um dia lhe dei conta
Te ema primeira menina da clara , un s l ab io s mui to bonito s, com os do quais, fr, é, ca p az de e x press sar mui t as co ia s di s tintas das pal av ra s q ue di ze de ss as u a h ab bil id ad e , j á eu a qui um dia l he de e conta

Que grande puta, foram as palavras que ontem proferir ao ouvir e sobretudo vê-la com sua mascara profissional no telejornal de ontem, pois a linha do cio estava montada e bem montada, não so pelos conteúdos e seu alinhamento como tambem pela criteriosa escolha de palavras que introduziram as peças, e que ecoavam em múltiplos sentidos que não eram como de costume afirmados em forma clara, ou seja, uma indução, forte impacto, grande penetração, se via a cratera do aviao, e por ai fora, no vosso habitual cio,

Q ue da g r ande puta, foram, pt, às das palavras, q ue on te m por rf ff e ria o o uv ire s ob r e tudo ove do traço ingles de la com usa mas cara por rf fi s sio n al no telejornal de on te maior p o isa primeira da linha do cio, est ava montada e b em montada, n cão s o p elo s conte u do ze s eu do alinhamento, como t a m b em pe la c rite rio s a es co l h a de pal av ra s q ue en t ro du iza z am às das peças, e q ue e coa ava am vam em mul t ip lo s s en t id os q ue n cão e ram com ode cos t um me a fi r mad os em forma c al ra, o u seja, uma indu ça e, f orte i mp pacto do acto , g rande p ene t raçao, se da via a c ra te ra do avio a, e por ai for ano vaso do si do osso h ab bit tua al circulo do io,

Pois se bem que a gente que leva com vossas constantes induções em cima nem se de na maior parte conta delas, tal era demasiado evidente para quem trás conhecimentos específicos em matérias de comunicação audiovisual e o que digo, sempre, é que se houvesse uma verdadeira autoridade no sector, certamente não ficariam nunca impunes

P o is se b em q ue a gente q ue l eva com vaso os sas co sn t ant es indu ç o es em c ima ne maior sede na maio rp da p da arte conta delas, t al e ra de ema si ad o e vi dente para q eu em t ra s c on he cie mn t os es pe ci fi cos em mat erica s de com única caçao audi vi s ual e o q ue di g o, se mp re, é q ue se o uve ss e uma ave r dade ira au toi red ad nos e c tor, ce rta tam am que mente, n cão fi ca ria am n unc a i mp un es

Que a senhora é uma puta profissional, com contas em seu grupo, já se sabe e mais se confirmou no período de cima, mas a senhora, é tambem em parte uma puta mandada, pois como todos saberão, vosso nome , sic, não quer na realidade dizer, televisão independente, mas sim sic, de sico, de doentes mentais à solta e na mais das vezes em forma perigosa, e bandidos fora da lei

Q ue a s en hora é uma puta pro fi ss sio n al, com contas em s eu g rup o, já s es abe e maís sec on fi r mo use, sec confirmou, no per io do de c ima, masa s en hora, é ta am tam tambem em p arte de uma puta mandada, p o is como todos s abe ra ov osso no me, sic, n cão q eu rna re la id ad e di ze r, tele vi sao do grupo independente, mas si maior sic, de sico, de do ie net ts men ta is à sol t a en primeira am maís do as v e ze s em forma per rig os a, e ban dido s for ad primeira da lei

Para mim, as contas , as vossas são muito claras, pois como todos os outros jornalistas desta terra, me tendes negado sistematicamente os meus direitos de cidadania e de defesa dos meus direitos e de meu filho, e isto é do mais grave dos vossos actos de aparente omissão, como se no meio da tv, eu fosse um perfeito estranho, o que como todos sabem, é o contrário da verdade

Para da mim, às das contas , a serpente do vaso os sas são mui to clara s , p o is com o todos os outros jornalistas desta terra, me t en de s ne gado sis t ema tica cam am que mente do os me us dos direitos de cidadania e dede fesa dos me us di rei to sed em eu fil home oe is to é do maís g rave dos vaso ossos actos de ap ar en te om miss o ac omo se no me io da tv, eu f os se um pe rei o es t ra anho, o u q e c omo todos sabem, é o cao em muitas cruzes do ra do rio da ave vera ad e

Portanto, para saber a verdade sobre este cio mais uma vez montado, é interrogar o tal profissional dos alinhamentos e dos textos, que aqui na faca das linhas mais uma vez se desvelou, isto se a polícia não fosse corrupta e vergada a estes bandidos, e como não é o caso terá que ser então outro o caminho

Porta anto do grupo do independente, o para saber a verdade, s ob re este cio maís uma ave ze montado, é inte rr o gato do aro t al pro fi sio n al dos al in ham am en to sed os textos, q ue a qui na faca das linhas maís uma ave z s se d es velo lou, is to ze a pol i ca n cão f os se co rr u pt a e eve r gada primeira de estes bandidos, e com on cão é circulo do caso, duplo sentido de este caso e de louco, te rá c ue ser en tao outro, o do circulo da doca da aca do ca am do minho

Sabe, sua puta, logo depois das noticias, quando sai para a rua, assim alguém por ca teria deixada no caminho, os seguintes elementos de leitura, alguém que estaria por perto, pois quando para cima voltei, já outros novos e de alguma forma complementares ali se encontravam, e o que diziam era

S abe, s ua da puta, logo d ep o is das not ti cias, qua anda sa ip do para da primeira da rua, as si m al g eu em por ka te ria de ix ada ano ca minho, os se gui int es el lem en to s de lei tura, al g eu maior do q ue estria por per top o is qua anda para c ima v o l tei, j á outros n ovo sede al g u am forma co mp lem en tar ares al ise en c on t rav am, e o q ue di zorro iam da era

Falavam os objectos e o espirito de uma festa num dos castelos da norte sul, numa herdade ou quinta que primeiro me pareceu ser então no outro lado da margem para o sul, com coca nas meninas, ps tora do grupo da opus cento e dezanove, que em minhas notas se le como sexto do onze de dois anzóis como arpoes, para o chao virados, ou provavelmente uma dupla penetração, opus geralmente palavra associada a musica

F al ava vam da manha do os ob jet os e o es pi rito de uma f est a nu maior dos cat telos da norte sul, nu ma her dad eo vaso da quinta, q ue prime iro de rome pa rece u ser en tao no outro l ado da mar ge maior do para do circulo do sul, com coca na s meninas, ps tora do g rup o dao pus c en to e dez ano ove, q ue em min home às das notas, sele le com o sex to do onze de do is e zo is com oo arpo es, para o ca h ov do vaso dos irados, o u pro ova ave lem n te uma d up la p ene t raçao, o pus ge ra lem n te pala vaso do ra ass soci ad a am mu js cic primeira

E ainda pelo espirito, coco do dn, grupo do sessenta e nove do grupo sessenta da al da mayer, o coc do media, do plano media, que ressoava no que acabara de desvelar sobre esta outra puta, a maria joao mayer

E a inda p lo es pi rito, coco do dn, g rupo do se s senta e n ove do g rup o se ss en t ad a al da mayer, o coc do media, do p l ano media, q ue r ess o ava ano q ue ava bar ad e d es vela ar s ob re e sta outra puta, primeira da am da maria joao mayer

E no jardim, uma moeda de vinte da república francesa me mostrou como que um falo inclinado numa garrafa de vinho num dos caixotes ao lado de cacau do kanguru do angulo dos mosqueteiros

E no j ardi, uma moe dade vinte da r ep pub ub l cia francesa me mos t ro u com o q ue um f alo inc l ina ado numa g ar raf ad e vinho nu made ria dos ca ix o te sao l ado de c aca au do ka da guru dona ang u lo dos ms q eu te iro ser pene net en cruz

Mais curioso no seu telejornal prenhe de cio, uma peça sobre o abuso das mulheres palestinianas, cujas filhas que eram inclusive violadas pelos maridos, e por ai fora como se tal só acontecesse aí, e pensando que aqui, existe como masi que provado, um abuso crónico tambem de um grupo bem pior, pois nem assenta nas famílias, e funciona como uma espécie de falso tribunal e ordem de mulheres, que dizendo ajudar, roubam os filhos aos pais, e desviam as crianças e as deixam ser abusadas, onde pontificam gente de aparente grande calibre na sociedade como algumas tias que tem vindo aqui a ser convocadas e cujo total silencio, cada vez mais afirma e confirma a culpabilidade delas e vossa certamente, que as cobris, a as quais obedeceis, pois não se ve uma peça vossa sobre este abuso, onde a verdade dessas pseudo senhoras seja investigada em forma seria

Maís c ur riso no serpente do eu tele jo anl p rie en hd e cio do io , for a uma, p eça s ob reo ab us o das um ç l he e ratos da spa l es ti ni ana s, cu j as fil h as q ue e ram inc lui vaso e vi o l adas p el os mar id os, e por rai for a com o set al s ó ac on tec ess e a í, e p en sand o q ue a qui, e xis te c omo ma sic q ue por v ad o, um ab us o c ron ni co tambem, de um g rupo b em p ior, p o is ne m ass en t ana serpenet das f am ila sie, e fun cio na ac omo uam es pe cie de f al s o t rib un al e ordem de mu ç her es, q ue di z en do a ju ia d ra, ro ub am os fil h os a os país, e d es v iam as c rina s ç a e as de ix am ser ab usa sada s, onda ponti f icam gente de ap ar ren ct e g rande cali br rena so ie ce iade com o al gum a s ti as q ue t em vaso indo a qui , primeira ser c on v o cada se c u j o tota al do silencio, c ad ave zorro mais a fi r ma a s ua cu l p do ab a bil id ad e del as e v os sa ce rta tam am que mente, q ue as co br isa as do quais , ob bed dec e is, p oi s n cão se eve uma p eça v ss a s ob re este ab us o, onda primeira ave ver r de ad e dessas pe s eu do s en hora s seja in v es tiga gada em forma se ria

Como agora se desvelou, no parágrafo anterior, então, parte deste cio, foi exactamente uma contra reacção dessas putas, a que pelos vistos, a senhora puta tambem se verga, aos meus últimos comentários, sobre exactamente elas e as putas das leis de babel que trazem para assim melhor porem as patas onde decidem, e abusarem em continuidade há masi de vinte anos em total impunidade até ao momento das crianças

Com do circulo do agora, se d es velo lou, no para g rafo ante r iro, en tao, p arte do quadrado de este cio, f oi e x ac cata em n te uma contra rea ac da sao de ss as putas, a q ue p elo s vi s to sa s en hor ap da puta tambem, se da eve da verga, a ostra da prima vera, a os me us sul t imo s com eta acento do rio ss ob r e e x ac ta em n te el as e às das putas das leis, de b abel q ue t ra ze m para as si m mel hor por rem ás das patas, onda dec id em, e ab usa rem em conti nu id ad e h á ma si de vinte anos em tota l i mp uni dade a té ao moe mn to da s c ria ancas espanholas cortez

Portanto como aqui se faz em parte prova, pois basta ver o arquivo dessa peça tremenda de cio, que foi o que chamam de telejornal de ontem no vosso canal dos doentes que contagiam a psique humana, não é muito difícil perceber de novo a existência de veladas insinuações de abusos , neste caso de esposas e de filhas, e coisas assim, e depois trazem mais quase duzentos mortos em vossas maos, até ao dia em que por ausência da justiça em seu próprios lugares e de acordo com as leis, alguém aqui chegue e vos de um tiro a vós ou a vossos filhos, ou pegue em vossas insinuações e as torne reais a vos mesmos

Porta, pp, ant o com o a qui se f az em p arte pro da ova, p o is ba sta ave ero circulo do arquivo, de s sa p eça t rata da emenda de dec cio do io, q ue f oi o q ue ca ham ad e tele jornal de on te mno ovo do vaso do osso c anal dos de ot es q ue c cabo on tag iam a ps psi e q ue humana, n cão é mui to di fi si l per rc cebe ar de novo, a e xis t en cia de vela lada s in sin ua ç o es de ab us os , nest e caso de es posas e de fi l h as, e co isas as si m, e d ep o is t ra ze m maís q ua ase d z eu en t os mor ts o em v os sas mao s, a té a o dia em q ue por au s en cia da j us tiça em s eu pro p rio s lua grés e de ac o r do c om as leis, al g eu maqui che g ue e vc os de um tir o a vaso do ó s o ua v ossos fil h os, o u pe g ue em v os sas in sin ua ç o es e as do torne rea is a vaso do os me sm os

A intenção desta gente, já tinha sido projectado pelo espirito, assim ouvira eu em véspera, vamos arrebentar com os nervos deles, ou seja, vamos levá-los ao ponto de ebulição, ou quem sabe de reacção, ou mesmo de explosão, e me parece que tendo sido de alguma forma este o caso, na realidade quem o disse, é provavelmente quem o fez e que assim pelo éter dizia, como a mascarar o objectivo, ou seja, dizendo que assim tentavam apertar malandros, quando na realidade o são, visto o resultado ter sido desgraçado, os tais do espectro

A int tem sao de sta gente, j á ti mn homa da primeira s id o pro ject ado p elo es pei rito, as si m o uv ira eu em v es pera, v amo s ar r e b en tar com os nervos del es, o u seja, v amos l eva acento traço ingles prim mr rio do circulo dez, ao ponto de e buli sao, o u q eu em s abe de rea ac sao, o um es mode e x p lo sao, e me pa rece q ue t en do s id ode al gum a forma este do circulo do caso, na re la iade q u emo di ss e, é pro ova ave lem n te q u emo fez e q ue ass si m p elo e teresa di z ia, com o a masca rato do aro ob ject ivo, o vaso do use seja, di z en do que as si m t en t ava vam am ap ae rta r m al lan d ros, qua anda dona rea li dade do circulo da são, vi s to o r es sul t ad o teresa s id o d es sg ra aça ad co rc vaso do prim rio do circulo dez , os tais, br, do es pe ct ro

FOATA TOPLOVEC DOIS

f o at a tat top p angulo ove circulo cd do is


Fo, gato assanhado at a top angulo ove c d i oi is
Fo, gato ass as san homem ad do circulo at da primeira top ang gilo ove cd di do oi do is

Nest foto que se presume ser uma parte de um reactor, se ve uma lua desenhada a negro perfazendo assim as cores maçónicas, e a peça é como ua mao que se afunila para uma penetração, ou que foi feito numa ou um acto de masturbação, que é complementado por uma outra imagem que hoje era capa do publico, onde o reactor, a turbina propriamente dita, parecia , um secador de cabelos negro, que ao vê-la de manha me lembrou a peça do aspirador que daqui me levaram em dia recente, e a puta clara da sic, sabia, era visível nas linhas e na mascara de ontem que masi uma vez ontem de novo ca entraram ,seus filhos da puta e prova que está neste bando de bandidos fora da lei que entram nas casas alheias ao arrepio das leis , o que encaixa em antigo escutado no espirito aqui um dia relatado, que ouvira, e que se aplicava ao vosso grupo, da tal aparente fronteira, entre crime, e investigação, como eufemenisticamente chamavam, suas putas !!!!!

Nest f oto q ue se pr ess um me ser, uma p da arte de um rec a tor, se eve uma al lua da ua d es dn en h ad a ane negro per rf do fazendo as si m as cor es maço nica sea primeira da puta da peça, é com o ua mao q ue se a fun ila para uma p ene t raçao, o u q ue f oi feito, nu ma o u um ac to de mas t ur ba sao, q ue é co mp el en m t ad o por uma outra rai mage made ria q ue home do oje e ra capa do publico, onda o rea ac tor, a t ur da bina pro p ria am ane te net da dita, par ac cia , um sec ad da dor de cab elo s negro, q ue a ove do traço ingles de la de manha me l em br o u a peça do a spi r a dor q ue da qui me l eva aram em dia rec en te, e a puta clara da sic, s ab ia, e ra v isi vaso do el nas linhas e na mas cara de on te maior do q ue ma si uma ave zon te made ria de n vaso do circulo ca en t r aram , se us fil h os da puta e pro da ova, q ue e stá nest e bando de ban dido s for ad primeira da lei, q ue en t ram nas ca sas al he ia sao ar rep io das le is , o q ue enca ix a em ant i g o es cu t ado no es pi rito a qui um dia re lata, can ad o, q ue o u vaso italiana ira, e q ue se ap lic ava ao vaso do osso g rupo, da t al ap ar en te fr on te ira, en t rec rime, e in v es tiga sao, com o eu f em e ni s tio cam am que mente, c ham ava vam am s u as das putas !!!!!

E ainda dois pormenores nas imagens em vídeo no telejornal no local do acidente ou assim apresentado, um rapaz com um tshirt em que dizia, kid, kapa id, do dna, dn primeira, a pp da pt, e ainda uma camisa branca que remetia pela cor para o pormenor do corpete de uma das fotos da sequência da zoom, que remete outra vez, ou assim pretende linkar à queda das torres gémeas

E a inda do is por men o r es nas si mage ns em v id é circulo do no do tele j on al no l ocal do acide dente, o u a ss em ap r es en t ado, um ar a ap z com um t sh irt em q ue de iz ia, k u da kapa id, do dna, dn primeira, a pp da pt, e a inda uma ca misa br anca q ue reme tia pe la co rp do para do circulo do por men o rato do co rp pete de uma das f oto sd a sec eu en cia da zo om, q ue reme teresa p o u t ra ave z, o u as si m pr e t en de lin k ar à queda das torres gee me às

Morram todos, seus terroristas, que o inferno vos seja quentinho

Nor ram todos, se us te rr circulo da rita serpente , quadrado da ue do circulo do inferno vaso do os seja quadrado do europeu da un cruz do delta in ho

Um avião de passageiros Tupolev Tu-154 da companhia Caspian Airlines despenhou-se em Qazvin, Noroeste do Irão, às 11h33 locais (07h33 em Lisboa), com 168 pessoas a bordo, a maioria arménios. As autoridades...

Vaso circulo do air home quadrado do elevem d t e x to do rui do marques de lisboa, maio, tori dad

Primeiro avi cão de p ass a geiro st vaso da el eva são da p da ole da eva do vaso da cruz do vaso do traço ingles do quim ze de cinquenta e quatro, da companhia do circulo às do spi do pi , dop, circulo dol ana ian air primeiro ine espanhola do quadrado do espanhola da can eta da tap pp da puta en home circulo do vaso do traço da ingles sec ot reel tome da teresa zorro da puta, se em quadrado az vaso ino em no ro do este do irão, onde da primeira da ira circulo, às do eleven do home do medico do primeiro do circulo do cais, ref joker, ultima entrada em texto, rui marques, da en te rata par ren te sis do circulo do set do homem medico em lisboa, ultima entrada sobre o medico, com dez ase is do primeiro de sessenta e oito, maio , luis, o francês, bor do, a m maio ria arménio serpente, casa dos bicos, . As au tori dad espanholas dos tres violinos do caso bp , pp puta

Curiosamente ainda ontem de novo o corrector declina na tal linha que assim, de determinado modo, pela tal sequência, se presume, se poria a porca no rabo da porca do pp, pressuponho eu que se esteja a falar da ruivinha

Cu ur rio da ti do io sm anete nete a inda on teresa made n ovo o co rr e c tor dec l inana t al da linha, lx cais cascais, q ue as si made ria, de det r emi minado mod o, p el a t al sec u en cia, se pr ess um me, se por ia primeira da ap da porca do no do rabo, art rtp tp ab circulo da porca do pp, pr es u p on h oe eu q ue se est j a a f al ar da do rui da vinha


Aqui tem o custo em sangue em vossas maos, bandidos e assassinos!!!!


....