terça-feira, julho 21, 2009

ontem como a todos disse em texto, as noticias nos telejornais da noite, eram um completo cio de novo e se alguem precisasse de tirar as teimas em como todos sao aldabroes, comparem a aparente mesma noticia de um acidente numa autoestrada na alemanha dada na sic e a dada na canal dois,

on te mc omo primira dd de todos, em texto, às das noticas, no ti cias dos nós dos tele e dos jornais da noite, e ram p rim mr rio do io do co mp le to do toco cio do io de en ovo e antao, seal al gume pr e cisa ass e det it da tata ser rp pr rn da te das teresas imas em circulo do omo todo da sao da al do quadrado do ab br circulo do espanhol com par rem ema ap par ren en te me sm primeiro do ano do not e cia de uma, circulo da id do dd dente nu ma au to e ts rata ad dana al el ad primeira da manha, da alemanha, dada na sic e primeira dd dada ana c anal do is

na sic , as causas aparentes de nao sei quantos carros que se tinham enfaixados uns nos outros, fora o mau tempo e provavelemnte o excesso de velocidade, assim diziam

na sic as cu sas ser cruz da en teresa, sapa par ren en t es dena circulo se e qua ant s carros, quadrado da ue da se da tinha do ham da manha, en fa ix ad os un sn circulo souto serpente do dot do rato da for da primeira oma mai te mp circulo oe pro da ova do vaso da ave le lem muito da teresa circulo oe e x circulo do esso de velo da cidade as si em di zorro iam ima

no canal dois, a noticia adquiria um outro surrealismo, que duas casas teriam derrocado, e pressuponha-se entao, porque tudo era diagonal, estao completamente marados, que ao derrocar teriam entrado na autoestrada e assim provocado o acidente, era evidente que falavam de outro genero de derrecadas, e de outro genero de acidentes em que se choca por detras sem na realidade se chocar, a ressoar, no que tinha antes publicado, da tal pj ur com dos sonhos eroticos das meninas, ou melhor dizendo das fantasias

no c anal da anan do is a primeira ano not ti cia ad do ki da iria, primeiro de outro sur rea al lis moque do as das casas te ria am iam der roca ad circulo e pr ess up on home da primeira do traço da inglesa se en tao, por q que tudo e ra dia g on al, es tao ci mp le eta tam am que mente mar ad os, q ue a ode der roca ar re ria am en cruz rato ad circulo dona au to est rato ad primeira e ass si em por ovo do cado, do circulo do acide do dente, e ra vi dente do q ue f al lava am vam, de outro g ene ero de der rec ad as e de outro g ene ero de ci in det espanhola, em q ue sec home da gal da linhapor det ra serpente se mna na rea al li dade sec homem circulo do car, ar esso circulo da ar no que da tinha qnt espanhola da pul li cado da at al da pj , o ur com dos s on homem os ero ticos das me ninas, o vaso mel home ro di zen do das f ana ts ia serpentes

e usam assim o espaço publico para estes cios, sem que nenhuma autoriedade lhes ponha a pata em cima!!!!

e eu usa sam am ass simo es spa pal alo all, circulo do primeiro em dezembro, do publico, para este serpente dos cios,se maior do que en homem da primeira au torie dade primeiro h es p on homem da primeira aa pata em c ima das quatro serpentes etas cravadas na terra

contudo, ou sem nada, uma id era mostrada num dos carros enfaixados na autoestrada, assim rezava

circulo sin, in tudo, o use em mna ad da primeira uam id der e ra maior si cruz ra ad dn num prim rio dos carros, en fa ix ad os sn primeira na au to est ar ad da primeira , ass si maior rato e zorro za ava

um carro vermelho, dizia duplo home de noventa e sete, o nono de noventa e sete, ponto da foice de s eta cravada na terra primeiro arpao, do chao, deslizamneto aero do as segundo das c asas e choque na au to est ra ad da primeira da sic

um aviao caira , cat ira em marrocos,

um da ava do io do ca da ira em mar rocos, na ana not ti cia se primeiro do ia, tit da cruz it mel si ley le delta, da cc tv, vaso est do co do pi do circulo do vetoscopio, a r esso ar ano cabo de v id é circulo do q ue aca bar a, do ca ab bar primeira ad e en fia ra no c ano para ode espanhola da en cruz do vaso do pi do irc do rc omo de outros cabos do sc do ham ad os c irc u it os de tele vil gil lan cia, e espanhol do pi em a ge maior do mel hor di zorro do en do, cic sa argento cu it , da tv da cristina coutinho, fiber optic, fi da ibe do rato da op pt ti circulo , com o h oje di ze m os anda dam am por a qui a in s t al ar a fi br a o pt tica.

a ser pen te top da cena fita italiana dos tres neptunos dos trovoes, e vaso oz pb mob da ile, a vareta dos quinhentos mi le ur os kapa do delta do circulo do mi da ile do judo fun do j en nuca,

do is do governo, rato da rai z quadrado de dois, singer can tora, fi ho do vi d ro casco he met

one small step form man, one giant step for mankind
one sm all s te ep p da fr om man , one fi ant for man kapa in s q u ar e

eva sky soft, italiana, acidente aereo, esa bar do ra dos satelites, sate lit espanhol

ce lulas pr isa circulo diabo segur anca, xanana gusmao, ramos horta, a angel ina do pires, jorge, relaçao com o rei ina aldo, o r ep o rte r f e rr e ira, a do nas cie em n to, a c u la t ra, on ze f e vaso de do is mil da ile lee oito

a clara da sic, logo lançara um eco em diagonal ao meu ultimo video, que fora já muito visto, e ressoava na apresentaçao do tal espectaculo da treta, a verdadeira treta, que é a enunciaçao de um paradoxo, pois a verdadeira treta, t rat rta, é uma mentira verdadeira, e uma mentira verdadeira é sempre falsa, pois uma mentira nao é nunca a verdade

ac clara , circulo da lara ra da sic, logo da do gi da cruz al da lan da lança cortez ar primeira e aum, e co em dia gato em al, primeira do circulo om eu vaso prim mr rio do io da cruz do vaso do primeiro do circulo do imo, vaso id é circulo, quadra da ue da for primeira do principe da primeira do acento, mu it circulo vi st circulo, e rato esso ava van ana ap pr es serpente da inglesa tacao, dot al es pe cta culo da treta, primeira ave verd dade ira da cruz rata eta, quadrado da ue cruz e en un cia ac sao de um para do oxo, p o isa verde dade ira rat da cruz eta, cruz rat rta, é primeira men cruz ira ave verde dade eira, é primeira men t ira ave rda ad de ira é se mp re f al sa ap da p doc circulo do is de uma da men cruz iran cao é nuc da primeira ave verde dade

antes pelo espirito tinha já ouvido quando fazia a codificaçao do video, alguem que dizia , nao vás por aí, como aconselhando a nao levantar de novo esta questao, especialemente neste momento, alguem que sabera de outros textos que se encontram já meio escritos, as provas das infedilidades que agora outra vez se desvelam,

ant espanhola da p do elo do espanhol do pi do rito tina home da kapa do principe da primeira do acento circulo do e ares, vi id circulo qua anda do qua d ar ado do poker az ia prim ria da cod di fic do caçao, do vaso id é circulo al gume quadrado da ue di zorro do ian, cao da ova do vaso do às por do rai acento, com do circulo ac on se primeiro home anda da ana circulo da primeira eva da van da tar de en ovo e sta quadrado do vaso est ato, espanhol da pe cia al le lem muito teresa nest emo men to, al gato da ue em quadrado da ue o saberá, de outras de textos quadrado da ue se en circulo em cruz do ra, p rin ciep acento da pt ti, pt tim e iro, me do io espanhol do circulo doc do tito do rito serpente , às da pr das ovas das sin fe dil dade espanhol do quadrado da ue, primeira do gto circular, da ar da primeira de outra ave zorro sed espanhola vela lam am

muito engraçado este dizer, de novo esta questao, que no telejornal da sic, perpassava de novo uma ideia de um perfume que o que se diz no video, fora a treta suprema, uma terta que surgira, aparentemnet por todo o lado na rede, que assim fora posta a circular, e como todos se recordarao, foi em dia recente mais uma vez abordada à luz de imagem do papa e de obama na altura das visitas à jordania , ao local do baptismo de O Cristo e ao egipto

mu mue ue do rato do rc do circulo en gara do ra cortez da ad circulo este di ze rato, de en ovo e sta quadrado da ue da espanhoal do tao, quadrado da ue do no do telejornal da sic, per rp da p ass ava de en ovo uma id e iade e um do perfume, serpente do us da kin qaudrado, quadrado da ue circulo , é o da quadrado do europeu da sé, da sed di zorro no vaso id é circulo, for aa at rata eta suprema, uma te rata q ue s ur g ua ap par re3n te maior net, por todo circulo lado na rede, q ue as se mairo for primeira posta aqc circular, e com o todos se rec corda arao, f oi em dia rec en te maís uma ave zorro ab o rda dada peimeira do acento al uz, de mage en do pap e de ob am mana ana al tura das vi das sitas à jo r dani primeira, primeira do circulo do primeiro da ocal do ba ap pt ti sm circulo de OV, cv, vaso es to e primeira do circulo egipto, e gi gato ip pt circulo

uns dirao que é treta, por assim o pensarem, outros ainda assim dirao, para melhor o esconder, ou para melhor instalar a duvida sobre o baptismo e a ligaçao entre o ceu e a terra que entao ocorreu,

un ns serpente do quadrado da di de irao quadrado da ue, é te rata, por ass si imo pen sar arem rem de outros, a inda ass se maior di irao, para mel hor co circulo do es conde do ero circulo do vaso do el da elevaçao da sao, para mel hor en ns st al ar primeira ad vaso id da primeira serpente do ob do reo do ba da ap da pt do is moe e primeira da liga da sao en cruz reo do circulo eu e primeira da terra, quadrado da ue en tao circulo co rr europeu

o espirito dizia e acrescentando , precisava, que essa treta, ou esse facto real, usado como treta no contexto de muitas outras mentiras que suportaram as acusaçoes que foram feitas contra a minha pessoa, de forma a me roubarem o filho e meus direitos e quase tudo o resto, e que o fora usado especificamente por alguem da zona da expo, que é dos tribunais, ou a eles ligado, porvavelmente alguem ali da zona das duas torres, pois foram muitos os cios que por ali passaram, e que constam deste Livro da Vida

o es pi rito do quadrado da iza e ac rato es cir da cup do pp circulo en criuz anda , pr e cisa ava q ue ess at rata eta, circulo do vaso do europeu do ess e f ac to rea al, usa sado com circulo te rata no contexto, editora, de mu it as de outras das mentiras, q ue ser ep en te da ova do vaso da porta aram, às das acusaçoes, quadra da ue foram, feitas, circulo em cruz ra am da min do homem da primeira da pessoa, de forma da am da me da expo, quadrado da ue é dos tribunais, e qua da ase de tudo, circulo do rato de est circulo oe, circulo ua el l espanhola liga da gada do por do vaso da ave le mn teresa al gume al id da primeira da zon, zorro do x n, das duas torres, p o is foram , pt , mu it os dos cios quadrado da ue por al ip ass sara aram ram da manha e quadrado da ue co ns tam de este , ang vaso do olo do iv da roda da vida, vaso id da primeira

ouvia eu isto pelo espirito avaliando, qual as intençoes que estao por detras deste velho dizer que de novo ouvia, quem de repente se incomodava com o que esta imagem ia desvelar, e me recordava do cordao entrançado num final de taade onde o ceu de repente se pos todo vermelho de uma intensidade que nunca vira e depois o cordao se expressou no ceu, apontando mais ou menos oriente, quando nas noticias da noite, os fogos no canada, de alguma forma de novo o confirmaram, pois a cor das chamas era de um intenso vermelho, equivalente ao que o meu pensamento estava no momento a recordar, como se a ligaçao , tivesse passado assim pelo canada, como se o ritual ali tivesse sido feito

vaso do ircm vaso do primeiro de dez doc irc culo do vaso do iv da via eu o rp eu is to ep primeiro do circulo dez ava lia anda deque ual das int en cortez oe espanhol, quadra da ue serpenet st tao, quadrado de este v el do onze , l home do circulo dao da di ze rato, quadra da ue do quadrado do en do vao serpente do circulo duplo uv ia, e me record ava doc co rato do dao, en cruz ra anca cortez cado, br, nu prim rio da fina al de trade, onda circulo duplo europeu, no do ceu, de rarp ep pen te se da p os todo ove vermelho, de uma in ten sida dade q ue en unc a vaso ira e d ep o is circulo do cordao, co rato do dao, se e x press circulo un ni do ceu, ap pinta anda maís , circulo do vaso primeiro men en os do oriente, para un dona serpente das noticais da noite, os do gogos no canada, de al gum primeira forma de novo, o confirmam, c oin fi rmar ram ama, p o isa co rda as das chamas, e ra de primrio em ten serpente circulo ove vermelho, e ki iva do lente, primeira do do circulo do q ue do om eu do pen sam men to, est ava no mo men to da primeira record ar com sea primeira da liga da sao, t iv ess p ass sado ass se mp elo canada, can ad a, com circulo da se do circulo rt ti it tita al e it vaso do ess es id circulo feito

que tolos sois e que bestas sois, ou eram !!!!


passe vermelho ricardo espirito santo, a real iza sao, assim li agora a ob air a tv e v e r o in i c io do j ogo net re do circulo de benfica e rea l mad rid

flash,

ontem, caminhando, me dei conta de um outro link da imagem recente dos gelo da Groenlândia, da revista zoom, aqui abordada em texto recente, pois a forma dos blocos de gelo em desequilibro, de repente ecoava em meu coraçao tambem como imagem da estrutura do ginásio da escola em beslan, onde segundo as notícias da altura, se encontravam as cargas explosivas que ao caírem, por um qualquer passe, feito `a distancia, levaram a grande matança

F al serpenet homem,

on te m, ca min homem anda, med e e conta de um outro primeiro ink da iam mage made ria mr rec inglesa te dos g elo serpente da g ron one lan do dia, da r e vaso do ista zo do om, a qui ab o r dada em te x tor rec inglesa te, p o isa forma dos b lo loco serpente de g elo em de sic vaso i li br rio do io, de re p inglesa te e coa ava em me vaso do europeu co raçao tambem, com oi mage made ria da est ru tura do gina do si do io da espanhola circulo ola em beslan, b espanhola lan, onda se gun do as not ti cas da al tura, se inglesa circulo on r cross rav am as circulo ar gás e x p lo serpente iva serpente quadrado ue ao circulo aire em, por um quadrado ual quadrado eu r p ass e, feito serpente a di serpente tan cia, primeiro eva aram a g rande mat ança


...

hoje ao ver o correio da manha, encontrei uma foto da vera mantero, a receber um prémio na gulbenkian, curioso, pelos sincronismos que ela manifesta

home do circulo do je, audi, primeira do ove erro co circulo do correio da manha, inglesa circulo on cross rei uma f oto da ave da vera ma net ro, a r e cebe rum pr emi io na g vaso primeiro b inglesa kapa ua n, cu rio serpente o, p elo serpente sin circulo ron is mo serpente quadrado ue el a m ani festa

o primeiro é de caracter mais subjectivo, e será necessário alguém que a conheça, é a sua expressão, estranha expressão, depois foi o dizer, que dedicava o prémio a monica lapa, que como muitos sabem foi morta, ou seja, se desvelava ali , cumulativamente como a expressão da foto, como se uma vingança tivesse sido obtida

o prime iro é de cara rac teresa maís serpente ub jet ivo, e se rá ane circulo ess a serpente do rio al g eu maior do quadrado ue da primeira do ac on homem eça, é a serpente ua e x press sao, est ra da anha e x press sao, d ep o is f oi circulo da di ze r, quadrado ue de dica ava o pr é mi o a monica lapa, quadrado ue com om vaso it os serpente ab em f oi mo rta, o vaso do use seja, se d espanhola vela ava al i , co mula cross iva vam am que mente com o a e x press sao da f oto, com do cio do circulo da se de uma da vin gan ança cortez, cross iv ess e se id o ob ti id primeira

depois , o prémio em si mesmo, que na forma como ela o apresentava, de frente em seus braços, era como uma estrutura de uma cunha com uns pelinhos ou arames, em seu lados, e que desenha um peixe, que se reflecte com bastante proximidade, nuns fios de qualquer coisa que não consegui identificar na imagem do ultimo vídeo publicado, que estão por detrás de mim ,a aparecer, por altura do ombro e antebraço minha direita, talvez livros, se bem que a distancia entre eles nao parece real

d ep o is , o pr emi circulo do io em si me sm o, quadrado ue na forma com o el a o ap r espanhola inglesa cross ava, de francês inglesa te em se us br aços, e ra circulo omo uma est ru tura de uma da cunha, com vaso ns p el dos linhos o vaso ar am espanhola, em serpente eu top os, quadrado ue se refe primeiro ct te com ba sn cross ant pro x emi dade, nu ms fi os de quadrado ual quadrado eu r co isa que n cão co em nse gui id inglesa tif car na i mage made ria do vaso primeiro cross imo v id é circulo do pub li cado, quadrado ue est o ap por det ra sed da mim, primeira a ap ar recer, por al tura do om br oe ante br a aço coco do cod, b aca al homem au am in home da primeira da direita,

depois o vestido dela , ou seja uma roseta perfeita em vénus, como a ecoar com precisão, a roseta do sangue sobre a neve da linha do poema que acabara de entrar,

d ep o is circulo do vaso do est id o del la , o vaso do use seja uma da roseta per rf feita em v inglesa us, como a aco ar com pr e circulo isa o, a roseta do sangue serpente ob rea ane neve, alva, da linha do pe oma quadrado ue aca ba ra de inglesa cross rato da ar,

e por fim na mesa do que se pressupõem ser o júri, um homem que não sei ver na escala quem é, está como que meio levantado, na mesa, como uma macaco, que apoia, os seus braços na mesa, mais em posição de orangotango, a ressoar, tambem na imagem ultima sobre a pedra com as asas vermelhas e negras duplas em forma de coraçao, numa mistura de todas as cores no corpo, e um focinho com dois olhos negros em plasticina que me fora dada pelo meu filho, como o tamem e a filha a observarem e a comentarem em forma que na altura me chamou a atenção, de tal forma o registei

e por fim na mesa, em madrid, do quadrado ue se pr ess up poe em serpente ero j uri, um homem quadrado ue n cão se iv e rna da espanhola da cala quadrado eu mé, e stá com o quadrado ue me io primeiro eva van cross ad dona da mesa, com o uma ma aca do caco, quadrado ue ap da poia do circulo do ia, os se us br aços na mesa, maís em posi sic sao de o ron g o tango, a r esso ar, tambem na i mage made ria vaso primeiro cross ima serpente ob rea da primeira pedra com às das asas vermelhas e inglesa negras dp ila serpente em forma de co raçao, nu ma m is tura de todas as cor espanhola no corp o, e um foc cie inglesa homem o circulo om do is olhos negros em p primeiro as ti cina quadrado ue me for a dada p elo me vaso do fil homem o, com oo tam ne me a fil homem aa ob serva arem e aco men cross arem em forma quadrado ue na al tura me cha am o ua a cross inglesa sao, de cross al forma o regi serpente te, i

depois pelo espirito ouvi, foi ela a responsável pela morte dos peixes, fora ela que procedera a inversão do ero do home da ponte,

d ep o is p elo espanhola pi rito o vaso vi, f oi el a a r espanhola p os n ave primeiro kapa pe la morte do sp e ix espanhola, for a el la lac quadrado ue pro roc e de ra a in v e r sa id do circulo do ero do home da ponte,

per ix espanhola reme teresa para circulo r ista os n ovos, ou os quadrado ue se circulo on verte ram, in ver sao do ero do home da ponte, reme teresa para de alcantara e para do circulo do festival das danças, com os ep is o di os quadrado ue a qui na ar rei, com a e x ce p sao de um , quadrado ue me d espanhola ve lio maís uma ave zorro com o a rapariga é ema al e duc ad a e ar ro gan te, da te m ep pest ad e, e de o vaso cross r serpente o e pi serpente o di os quadrado ue al i ao cn tec ram na au primeiro cross ima edi são oi da ponte e peixes , reme teresa cross ram b em para primeira da queda da ponte entre rios, agora no do texto a qui ap rece vaso sp, o vaso seja são p au lo, quadrado ue e coa di rec ta em n te no bra sul, e ta am tambem , re la cross ivo ao homem om em do homem o tel, do al inglesa tejo, serpente inglesa do do is os a qui circulo on vo cado serpente, o prime iro, o do cross ur is mod o icep, quadrado ue d ep o is f oi mana ger do cross ak primeiro homem o tel, e o circulo on vento, como circulo asa do rui horta, costa, agora a qui me ap ar e eu tam b ema dec primeiro ina ac sao, o vaso seja liga da sao tam b em a o g rupo do antonio costa, 66, rui horta com quadrado ue circulo on un tam net com a am mr ria de a sis, irma da circulo la ar me circulo ruze i tambem num br eve j ant ra no f espanhola cross iva al e cu j a circulo on versa qui tam b em na r rei, assis, um outro do ps, dao acento primeira da liga sao da primeira do circulo do antonio costa

ponte e peixes, declina tambem em ponte da leonor, e peixes continua a ressoar no grupo dos cristãos primitivos que tambem foram mortos, nomeadamente a visão sobre o enterro da senhora na igreja da estrela em dia recente, aqui descrita

ponte e peixes, dec primeiro ina tam am tambem, em o ponte da leonor, e peixes conti n ua ar rata do esso da ar do no do g rip, o dos cristãos primitivos, grupo dos gnosticos, gn os tc coc , quadrado ue tam am tambem do grupo do foram pt, mor cross os , no me ad dama am dam que mente, primeira da visão serpente ob reo inglesa te rr roda da senhora na igreja da estrela em dia rec inglesa te

me subiu tambem a memória, uma outra imagem dela, em breve que passou recentemente na televisão, tambem num telejornal e que na altura dei atenção, pois dois sincronismos se manifestaram, o primeiro fora ela estar assim como que pendurada num espaldar, assim parecia se ver no enquadramento fechado da única imagem que mostrava, trazia o ventre nu e nele estavam pinturas como as linhas barometricas que acabara de ecoar primeiro num vídeo meu, depois numa pintura na cas ada rua da cuf e nela, ao vê-la, falava ela como se não falasse, curiosamente tinha eu lido um texto onde no final , se diz que a rainha da dança, the temple of salomon the king, donde me saiu a id do lux, ou seja dos maneis, e do , the blind prophet, de aleister crowley, onde se fala de uma bailarina, melhor dizendo uma coreógrafa que coreógrafa uma ilusão para um profeta cego, onde no seu final uma frase ressoara com particular incidência na primeira imagem da vera em dia recente, pois o omem dela, que se via na imagem era o descrito nesse texto

"The Queen of the Dancers, in her prime pose." " (Spoken without inflection or emphasis.)" Now do you understand the tragedy of life?

me serpente ub io vaso cross am am tambem a m emo ria, de uma outra rai mage made ria dela, em br vaso e quadrado ue p as serpente o vaso rec inglesa te mn te na tele visão, tam am tambem nu prime rio do io do telejornal, do iodo, ou seja da circulo sita vicentina, e que na al tura de ia cross inglesa sao, p o is do is sin circulo ron is mos se man f est a ram, o prime iro for a el a est ra as si m circulo omo quadrado ue pen dura ada nu m espanhola pal d ar, as si m par e ceia se eve ver no inglesa quadrado au dr a serpente m n to fec homem ad o da única i mage maior do quadrado ue me io meo serpente tva, cross ar z ia o v inglesa cross r nu e ne le espanhola tv vam das am pinturas, com o as linhas b aro rome cross ric as quadrado ue aca bar ad e e co ar prime iro nu primeiro v id é om eu, d ep o is numa pintura na cas ada rua da cuf e nela, a ove do traço da inglesa se de la, f al ava el a com o se n cão f al asse, cu rio sam n te tinha eu do lido, primeiro do texto onda no fina a primeiro , se di zorro quadrado ue a rai in homem ad a dn aça, teresa terceira do home do te mp le of salo da mon cross, he kapa ingles, don de me sa io ua id do lux, e do , cross he blind, banda, pro ph e cross, de al lei st teresa circulo ro w ley, onda se do fala de uma bailarina, mel hor di zen do uma co reo g rf primeira aqui do ki do quadrado ue co rea g raf a uma i lu usa sao para um por rf eta circulo ego, onda no serpente eu fina al uma francês ase r esso ara com p art vaso circulo primeiro ar inc id inglesa cia na prime ira rai mage made ria da vera em dia rec inglesa te, p o is o omem del el de la, quadrado da ue seda via ana e ema mage mer a circulo da ode do quadrado do espanhol do onze, j ogo, dc circulo do rito ness e texto
inglesa teresa rata pare ren te sis da cruz , o homem do quadrado da ue inglesa do circulo do financeiro, ft he dan ce rato do sin da her prime do pose, o terceiro do dim inglesa sion serpente " (Sp o kapa inglesa w it homem o vaso cross in for mula do one e circulo ti on o r em mp homem asis.)" No w do delta o vaso un der stand cross he cross ra ge d delta o f life foice
Prime pose, ressoa numa imagem aqui do Livro da Vida, exactamente a propósito da primeira vez que vi a vera mantero a dançar, de alguma forma semelhante, no gesto lento, encostada , naquela vez à volta de uma coluna, movimentos lentos como um lagarto ou uma cobra que se desenrola a volta de uma coluna P rime pose da terceira da dimensao do cio, r esso a nu uma mai mage maqui dol do angulo capital i v roda da v id a, e x cat ae mn te a pro p rosi to d ap rim e ira ave z q ue via da primeira da vera mantero a d anca espanhola ar, de al gum a forma semem l h ante, no g es to len to, en costa ad ana q eu la v e z a quadrado de uma coluna, mo ov vie mn t os l en t os com o um do lagarto, o u uma cobra q ue se d es en rola a v o l t ad e uma coluna

Terceira, declina tambem em ilha, ressoa tambem na rapariga que fizeram com um passe cair de uma falésia atras de um papagaio, assim era na altura dada a noticias, sem grande sentido lógico

Terceira, dec l ina tam am tambem em ilha, r esso a tambem na rapariga q ue fi ze ram com um passe c air de uma f al le es ia at ra s de um pap a gai o, as si m e r ana al tura dada primeira ano not ti cia s , se mg rande s en t id o do lógico

Por outro lado ainda, uma outra menina que aqui chegou , e que ontem parecia, pela imagem em plano geral ao fundo, com legendas, no canal dois, onde ela cantava em cima de um palco, em ingles, apanhaste-me, sou tua, como um estranho sentido, que me pareceu ressoar na colbie, do grupo das maidens do Washington post, e da all do kruger, que é de bora, ao que parece ou por aí, e que e certa forma neste texto ressoa tambem no grupo de dança da tempest,

Por outro l ad o a inda, uma outra menina q ue a qui che g o ue q ue on te m p ar e cia, p e la i mage made ria em p l ano ger al a o fundo, com le g en d as, no c anal do is, onda el a coa anta ava em c ima de um pal co, em ingles, a pan h as te do traço da inglesa me, s o u tua, com o um est ra anho s en t id o, q ue me pa rece u r esso ar na co l b ie, do g rup o das maidens do w as hi gt on post, e da all do k ru ger, q ue é de bora, a o q ue pa rece ou por aí, primeira aa ab ac, e q ue e ce rta forma nest e texto r esso a t am uam tambem no g rupo de dn aça da tempest, te mp maior do peste, um estranho cantor
.
de notar ainda que aqui na rua mora tambem a irma da vera mantero
d en not ra a inda q eu a ki aqui na rua mora tam am tambem, primeria irma da ave da vera man teresa da manta do ero
.
e que o premio que ela tras na foto, remete tambem para uma das imagens do aviao tupolev caido no irao
e quadrado da ue eo pr emi cam tora do io, quadrado da ue do el la cruz ra serpente f oto, reme da teresa tambem, para ima as sima mage en ns do avia circulo do t up ole vaso ca id circulo do no do irao
.
para os que andam com mais falta de memoria, recordo a proposito da imgem do winnie , que o polibam, é o da roca de barcelona, entrada antiga no Livro da Vida, tambem
.
para do os quadrao da ue da anda do dam da manha com maís f al t a de me emo mor do ia a ap pro rp posi to da e em mage do e in nu e , q ue o poli bam , é o do cabo da roca , de bar do celo da primeira, en cruz do ra da ad da primeira ante ti gata do circulo no primeiro do nono da roda da vida tambem,
.
e que remetia ainda, nas ultimas imagens para a semelhança com a capela , via os azulejos do bandido do dn, e das ultimas visoes na zona do cabo e do meco, onde de novo entrava um martelo de santana
.
e q ue mr e reme t ia a inda, na sul t ima sima mage en ns para primeira ase do semem emel primeiro canca espanhola, com da primeira cobra capela, cap el la, via os azulejos, do ban dido do dn e das sul t imas serpentes das vi s oe s na zon ad do circulo do cabo e do meco, onda de en ono en r rav a um mar tel di circulo de santana aba





Pois, pois, caneiros da cidade, e autocarros que caem nos buracos, e corrupção activa que vende prédios antes de estarem mesmo loteados, tal é a profícua inteligência das chamadas alavancas de alavancagem das financeiras vacas no prado, do dá cá, de preferencia, antes, que depois, e dos juros supremos de construir em cima de caneiros sem pensar que eles existem,

P serpente inglesa os do vam do prado quadrado da serpente do pen do tubarão, dot vaso do barão do segundo aro,

P o isp o is, circulo ane iro serpente da cidade, e au toca rr os quadrado ue ca em no serpente bt rato aco se da corrupção, co rr vaso p são da activa, revista, quadrado ue vaso inglesa d ep pr dos prédios , pr e di io serpente ant espanha de est ra em me sm o lote ad os, cruz al é a por rf vaso circulo ua intel le gato inglesa cia das circulo ham ad as al van circulo as de al avanca cage ge maior das financeiras, fi em cv e eiras das vacas no prado, museu, do d á circulo a serpente pn tereza e x sade pre fe e rn cia, ant espanha, quadrado ue d ep o ise do serpente j ur os dos supremos, serpente up remos emo serpente de circulo on serpente cruz rui rem circulo ima de circulo ane iro serpente se m pen tubarão, cruz vaso do barão, quadrado ue el espanha e xis te ma iro,

Ah, pois, pois, ali estava o rapaz , feito docinho, docinho e sofredor falando dos milagres da vida e mesmo da ciencia, e coisa e tal e menos tal e talvez quem sabe em obliquo ao lado e por ai forma sem dentro nem lado

Primeira do hp ingles de espanha cruz ado di ad circulo

A hp o is, p o is, al i espanha tva o ra ap zorro , feito doc cie inglesa homem o, doc ie inglesa homem oe serpente o fr e do, fredo rato f al lan anda dos mi primeiro gare espanha da vaso id a e me sm o d ac cie inglesa cia, e co isa eta primeiro e men serpente o cruz al e cruz alvez quadrado ue em serpente abe, o sabe, em ob li quadrado vaso o aol ado e por rai forma se m d inglesa cruz ro muito em lado

E sim, a dor marcada em seu coraçao, pela perca da mulher amada, e o voto pela salvação de dois outros , um antonio e um menino, como pedindo um milagre ou algo assim ,serpente e da ciencia forense ou de outra, quem o saberá, que no fundo, parecia que aquilo era falar sobre um livros embora, depois ali, houvessem estranhas ressonâncias,

E sima am ad com o p inglesa par ec ceia do ia do iv ros em bora serpente

E sima a ad da dor ma rca ad a em serpente eu cora sao, p el primeira perca da mul her am ad a, e o vaso oto p el a serpente al vaso a sao de do is outros , um antonio e um menino, com o p ded id dn do um mi primeiro gare o ual goa ss im ,seda da cie inglesa cia for inglesa circulo se o vaso de outra, quadrado vaso emo saberá, quadrado ue no fun f o, par rec ceia do ia quadrado ue a quadrado vaso ilo e ra f al ar serpente ob re um primeiro iv ros em bora, d ep o isa al i, homem o uve ss em est ra anha serpente rato e ss on ac cia serpente,

Ressonâncias , houvera logo depois de publicar o ultimo texto , pois minha amada, não sei se já reparaste, mas o meu site meter, que andou durante muito tempo desaparecido em parte incerta, há umas luas voltou assim a modos que meio envergonhado e passou a viver por baixo da barra de cima do blog, assim tipo gato escondido com o rabo meio de fora ,meio dentro, e logo meu dedinho, curioso, aquele que tu gosta muito que te festeje, depois do click, lá foi ver o cujo meter, e dei com um blog brasileiro, que falava da comunidade do orkut e trazia a palavra olympio, que foi um projecto musical, que trazia assim os líricas dizendo que alguém era bandido e bandoleiro, e tambem trazia a bela gal assim muito bonitinha, e por ai fora,

Rato esso do circulo do texto, maso da spa rec primeiro cruz ova vaso e eo ass ua do viver, canal, circulo do gato de espanha do conde dido, ro e logo os cruz am vaso duplo do ero cu do p rin ciep om da teresa do quadrado da eu da f al primeiro delta do mp io olímpico, as em líricas da di zen da mentira do erro da tinha e por rai for primeira

R ess o anca do cais, homem o uve ra do logo d ep o is de pub primeiro cia aro do um til do circulo do texto , p oi is mina homem am ad a, muito cão se ise j á rato ep par raste, maso me vaso site me teresa, quadrado ue a inda o vaso durante serpente mui to te mp o de spa rec id o em p arte inc e rta, homem á uma serpente primeiro ua serpente vaso o primeiro to vaso as sima am mode os quadrado ue me io inglesa ver gato on homem ad o e p ass o ua do viver por ba ix o da bar ra dec ima do segundo lo gato, as si m cruz ip o gato espanha conde dido com do circulo do rabo me io de for am e io d inglesa cruz ro, e logo me vaso de di din homem o, circulo vaso rio serpente o, au el e quadrado ue cruz u gato os cruz am vaso it o quadrado ue te f este j e, d ep o is do circulo lic ck, primeiro á f oi ver o cu j om e teresa, e de i circulo om um segundo lo gato bar serpente ile do iro, quadrado ue f al ava da com uni dade do ot k vaso te cruz ra zorro ia a p la vaso ra o primeiro y mp io, quadrado ue f oi um pro ject o mu sic al, quadrado ue cruz ra zorro ia as si em os li ric as di zen do quadrado eu al gato eu mer ra do primeiro bandido e bando lie do ero, e eta am tambem cruz rr az ia a segundo el a gal as si m mui to segundo oni tinha, e por rai for primeira,

Hoje como te disse, estava limpando a casa de banho, quando pum, na verdade nao houve nenhum barulho, mas a agua no chao ,eu limpava e ela parecia crescer, e o chao e de pedra negra e tudo muito pro escuro, e eu que vejo pouco, e que menos vejo quando não vejo teus olhos ao pertinho, lá ia olhando para aquilo, e pensava, mas a agua está a crescer em vez de diminuir, mas não há aqui nenhuma fonte nem nenhum petróleo, e então o que se passam onde está a fuga, onde não está, e depois o espirito me disse, deve ser no sifão, e lá abri o sifão ao lado da retrete mas não era esse, e depois percebi que aquilo vinha de baixo do lavatório, que é um móvel feito há medida no local

H ome me em de ban ho primeiro homem espanha ser, eu do vejo p doc ur circulo da ova do vaso olhos são ap do per do tinho serpente duplo vaso ser inglesa do homem da primeira font int tao primeira fuga rito tome primeira do ab rio da ep do primeira ava tori do primeiro do ocal da lie da lei leite

Homem do circulo do j me circulo omo te di ss e, espanha tva li mp anda a circulo asa de ban ho, qua anda p um, na vera de noa homem o uve muito inglesa homem um bar au primeiro homem oma sa a gi ua no cha o ,eu li mp ava e el a par ceia circulo rato espanha ser, e o cha oe de pedra negra e tudo mui top pro espanha curo, e eu quadrado ue vejo p o vaso co, e quadrado ue m inglesa os vejo qua anda muito cão do vejo te us olhos ao ap per tinho, primeiro á ia o primeiro homem anda o para a quadrado vaso ilo, e ep da p da cruz inglesa serpente ava, masa agua serpente est á a circulo rato e serpente w ser, em vaso e zorro de dim in ui rato, mas muito cão homem á a qui muito inglesa homem uma font e ne em muito inglesa homem primeira da pet ro leo, e inglesa tao do circulo do quadrado da ue da se da p do as sam onda est acento primeira , primeira fuga, onda muito cão est á, e quadrado da ep o is do circulo de espanha, do pi rito me di ss e, quadrado da eve ser no do sif , primeira do circulo, e primeiro acento da primeira do ab rio si fao aol ado quadra da ar da treta mas muito cão e ra ess e, e quadra da ep do circulo do is do per rc cebi quadrado ue a quadrado vaso ilo vinha de ba ix o do primeiro ava tori o, quadrado ue é um ove primeiro feito homem á me dida no primeiro ocal

E então comecei a desmontar o móvel, e lá vi que por baixo estava um outro sifão que dá serve o lavatório e tambem a cozinha, quem diria da polivalencia do dito cujo, e já ouvia pelo espirito que tambem existiam uns que são especialistas em canos , vê lá tu como até arte hoje se tornou especializada, o que é sempre bom, quando especialmente sempre muito te beijo em forma sempre muito especial, cheio de tesão, ah e as pedras nosso canos, pois agora aqui ao momento lá começou uma a rolar se bem que em modo assim meio discreto, devem estar com inveja , das aguas da agua que para ti faço correr, de lingua molhada, tipo beijinhos em maçaroca versão desenhos animadas, mas sem a rapidez absurda, para o deleite deleitar

E inglesa nato do ato , ti do io com e ceia d espanha mon cruz ra o m ove primeiro, e primeiro á vic ue por ba ix o espanha tva um outro sif a o quadrado ue d á ser vaso e o primeiro ava tori o e ta am tambem a circulo oz in homem a, aqui eu em made ria di ria da poli vale inglesa cia do dito cu jo, e j á p uv ia p elo espanha pi rt io quadrado ue tam e segundo m e xis cruz ima un serpente quadrado ue são espanha pe si primeiro istas em circulo ano serpente , ve primeiro á cruz vaso com o a té arte homem o je se torno vaso espanha pe cia lia ad a, o quadrado ue é se mp rato e segundo om, qua anda espanha pe cia le m muito te se mp rem vaso it o te bei j o em for m ase mp re mui to espanha pe cia primeiro, ch e io de te sao, a he as das pedras muito osso canos, p o is agora quadrado eu ia o mo mn to primeiro á com e ç o vaso uma a rola rato se segundo em quadrado ue em mode as si m me io di sc rato teo, d eve em est ra com in veja , as a sg ua serpente d a agua quadrado ue pa ar ti f aço co rr e rato, de primeiro in bg ua mol homem ad a, cruz ip o bei jin homem os em maça da roca ver são, d espanha inglesa homem os anim mad as, masse ma ra pide dez ab usa sarda, para do del lei ie te del e it tar da ar

Sabes amada, a função dos sifões, são como os bancos, não , não falo de plim, que como sabes a minha moeda é puro amor, e tem juros em oohhhs, e quando está pelo perto até vejo nas vezes as curvas do mercado ascendente entre teus seios, aquilo é um banco , pois é como um copo, fundo, com um buraco mais acima, por onda as aguas se vao, e os resíduos ficam lá no fundo, então meti a mao, e aquilo estava para lá uma grande porcaria, que eu limpei,

S ab espanha am ad a, a fun sao dos sig fo espanha, são com o os bancos, muito cão , muito cão do falo de p primeiro em, quadrado ue com o serpente ab espanha a min ham am oe da e p ur o amo rato, e te maior j ur os em oo hhh se qua anda e stá p elo per to a té vejo, na serpente ve ze sas das curvas do ne rca ad o as circulo inglesa dente inglesa cruz re te us se io serpente, a quadrado vaso ilo é primeiro banco , p o is é com o um cop o, fun do, com um segundo ur aco maís ac ima, por onda as a sg ua serpente sx e eva do vao, e os rato espanha vaso du os fi icam primeiro á no fun do, inglesa tao me ti am a oe aquilo espanha tva para primeiro á uma gato rande por car ia, quadrado ue eu li mp ei,

Depois enfiei o dedinho, não , não é esse, o pequenino, dentro do cano e reparei que aquilo estava tambem entupido, e então fui buscar um cabo de vídeo, que é assim mais um menos rígido, mas muito menos que o outro, e o enfeie por ali dentro tipo sonda desentupidor, e lá desentupi aquilo, e as aguas já correm bem outra vez e não sai por fora

D ep o is inglesa fie ie ode din homem on cão , muito cão é ess e, o pequenino den cruz rod o cano e rato ep par rei quadrado ue a quadrado vaso ilo espanha tva tam am tambem, inglesa cruz vaso pido, e inglesa tao f oi segundo us car um cabo de vaso id é o, quadrado ue é as si m maís um m inglesa os rig id o, mas mui to m inglesa os quadrado ue o outro, e o inglesa fe ie por al id inglesa cruz ro dt ip o sonda de serpente inglesa cruz vaso pido rato, el á de serpente inglesa tupi a quadrado vaso ilo, e as a serpente gás j á co rato rem segundo em o vaso cruz ra ave ze muito cão sa ip por for primeira

Então, aquilo, o móvel, debaixo do lavatório tem um chao elevado com uma tampa, e e uma prateleira a meio, que já viste uma vez numas fotos que aqui publiquei, assim devem ter feito o omem, ou parte dele, e quando tirei a prateleira do chao, que estava pregada e tudo, como bons beijos daqueles que não desgrudam, não, por debaixo estava assim uma entranha e grande mancha, meia amarelada, que me pareceu serem assim tipo fungos, a primeira vista,

En ato, a quadrado vaso ilo, o m ove primeiro, de ba ix o do primeiro ava tori a te maio uma cha o el eva ado com uma tampa, e e uma pr a tele ira a me io, quadrado ue j á vaso is te um ave zorro nu ma serpente f oto serpente quadrado ue a qui pub lic eu ia ss im d eve em ter e fei rt oo omem, o vaso p arte del e, e qua anda tir e ia pr cruz a el e ira do cha o, quadrado ue eta ava pr e gada e tudo, como bo ns bei j os d au el espanha quadrado ue muito cão d espanha sg gt do dam, muito cão, por de ba ix o espanha tva as si m uma e cruz ra anha e gato rande da mancha, meia do me do ia am mr el lada, quadrado ue me par rec ie vaso se rem as si m cruz ip o fun gosa prime ira vaso do ista,

Mas quando os comecei a esfregar, aquilo ia saindo assim tipo folha de papel, quem diria, se calhar daquelas que tem chips e tudo lá dentro, e depois quando lavava a madeira no banheiro, vê la tu o que eu meto no banheiro quando não estas por cá, que pelos visto deve ser o processo operativo que usam para entupir as canalizações, aquilo ao sair, desenhou um perfeita figura no polibam, que eu ate fotografei e tudo, pois é uma clara chave, quando olhei pareceu assim tipo um lince , mas depois percebi que era o winnie the pooh, igualzinho aos dos desenhos animados, que via com meu filho quando ele era pequenino depois de alguns anos de ausência de seu convivo, e sabes tu que eu gosto muito de mel, mel mel, teu mel, amor de mel melado, mel melada amor amora, nham nham

Mas qua anda os com e ceia espanha fr e gara quadrado eu ilo ia sa indo as si m cruz ip o fo primeiro homem ad dd e pap el, quadrado eu mai ro di ria, se cala homem ar daquelas quadrado ue te em ch ip ps e tudo lá d inglesa cruz ro, e d ep o is qua anda lava ava a made ira no ban he iro, vaso ê la cruz vaso o quadrado ue eu met inglesa o ban he iro qua anda muito cão espanha cruz as por circulo á, qu e p el serpente o vaso isto d eve ser serpente ero pr e o circulo esso opera tico quadrado ue usa sam am para inglesa cruz vaso pira serpente circulo ana primeiro iza ç o espanha, aquilo ao serpente air d espanha inglesa hor um per rf feita figu ra no poli bam, quadrado ue eu a te f oto gato rafe ie tudo, p o is é uma circulo al ra circulo homem ave, qua anda o primeiro he ip par circulo eu as si m cruz ip o um primeiro in ce , mas d ep o is per cebi quadrado ue e ra o w in ni e cruz he p oo homem, i gato ual zorro in ho a os dos desenhos animados, quadrado ue via com me vaso fil homem o qua anda el lee ra pee quadrado do eu nino de ep o is de al gum serpente ano serpente de au serpente inglesa cia de serpente eu circulo on vivo, e serpente ab espanha cruz vaso quadrado ue e vaso gato os to m vaso it ode mel, mel me primeiro, te vaso nel, amo rato de mel me la ad o, mel me lada amo rato a mora, muito ham muito homem am un homem am home da manha, homem am mui to do homem da primeira ni am, no am

Se bem que não esteja o móvel ainda montado, a casa de banho está toda limpinha, como eu sei que gostas, até limpei o espelho e tudo, para que te possa pentear melhor

Se segundo em quadrado ue muito cão est te j a o mo ove el a inda montado, a circulo asa de ban homem o e stá toda li maio rato rp da pinha, com o eu se i quadrado ue gato os cruz as, a té li mp ei o espelho e cruz vaso fo, para quadrado ue te p os sa da ap do pen tear mel hor

Hoje a tarde, na rua, uma bolinha preta estava frente a garagem, olhei a matricula, e dizia, rui, como trazia este rui dos bandidos do dn, me disse, que era ele, depois vi, que para alem de rui, acrescentava o nome de miguel, e dizia ser o gato do zorro do ze, dez, treze, matrix, a ela alfama, ro do gato do angulo, principe no de sessenta e cinco da caetano, ana, das laranjinhas,

Hp pj e primeira trade, na rua, uma bo linha pr eta est ava fr inglesa te a gara ge mol he ia mat ricula, e di zorro do ia do rui, com ot cruz rata da az ia de este do rui dos bandidos do dn, me di ss sec cabo ue e ra el le, d ep do cic doc sic, circulo do is vi, quadrado da ue para al lem de rui, ac rec inglesa cruz ava on ome med emi mig u el, e di zorro do ia serpente do ero do circulo dog do gato do zorro do ze, dez, treze, matrix, a ela al f am aro dog do ato do angulo, pric ni ipe no de sessenta e circulo inc o da caetano, ana, das lara n jin home às

E pela noite voltando da estação, onde li, que o trinta e dois, ou a terceiro do segundo e gato maior do grupo sessenta e seis, era o orey, acabara eu de ver uma cassete com o frederico, o tal colega da puta que me trás o filho roubado, masi ou menos em frente a casa nova com as chaves de fendas no telhado, um papel ecoou, agora na declinação do parágrafo acima, em pj, policia judiciaria, pois assim rezava, pj ur ponto com , aparentemente um site de assuntos amorosos, com tres belas que entre si conversavam

E p el primeira lan ano noite vaso o primeiro cruz anda da espanhol taçao, onda li, quadrado ue o trinta e do is, o ua te rc e iro do segundo e gato maio r do g rupo se serpente senta e se is, e ra o orey, ac cb bar a eu de eve ruma ca serpente sete com do circulo do frederico, o cruz al circulo ole gada da puta que me cruz ra serpente o fil homem o ro ub ad oma sio um inglesa os em n fr inglesa te ac asa nova com as das chaves de f inglesa bd as no tel homem da ad circulo, um pap el e co da ova do vaso do agora na dec primeiro ina ac sao do para g rafo ac ima, em pj, poli cia ju di cia ria, p o is as si m rea ac, z aca, pj ur ponto com , ap ren te mn te um site de as sun to serpente am mor ros os com cruz ra serpente belas quadrado eu inglesa cruz re sic on, ver serpente ava vam da manha

Ainda sobre o ultimo vídeo publicado, referências na imagem e correspondência com outras imagens e que forma tambem ecos na tv, nomeadamente na comemoração da chegada à lua, ah amada, quem me dera eu chegar a ti com meu foguetão, sem fim

A inda serpente ob rei do io do u primeiro cruz imo vaso id é o pub li cado, ref fr inglesa cia sn a i mage me co rr espanhol ponde dec cia com outras iam gn espanhol e quadrado ue forma tambem e cos na tv, no me ad dam am que mente na com emo raçao da chegada à lua, a homem am ad a, quadrado eu m me der a eu ch e gara primeira do tim com me vaso foc eu eta tao, se maior do fi maior

A primeira consideração, é que o espelho, onde a imagem se reflecte, é o do móvel de meus avos, que ainda trazia o espelho inteiro, que parti no dia ou no transito da noite para o dia em que toda a casa parti, quando descobri as maroscas que cá tinham instalado, que a casa estava completamente minada,

Ap da p do rim ie ra co ns id e ra da raçao, é quadrado ue o espanhol p alho, onde a i mg me m se refe primeiro circulo te, é o do m ove primeiro de me us av os, quadrado ue a inda cruz ra z ia o espanhol p e primeiro homem o inte i ro, que p art ti no dia o un o cruz ra n serpente it o da noite para do circulo do dia, em quadrado ue toda a circulo asa p art ti, qua anda d espanhol co br ia serpentes das mar do aro das roscas quadrado ue circulo á tinha do ham da manha in serpente cruz al ad o, quadrado ue a circulo asa e stav a circulo om pe primeiro tam am que mente inglesa te mina ad da primeira

E como apareceu a figura por baixo da prateleira do chao, assentado pelo canalizador que recentemente aparecera em imagem recente, na zona dos arquivos por detrás da chaise longa, e sendo que sifão é tambem imagem semelhante, ou que se relaciona com o vortex, e remoinho, ou seja , trombas de aguas e furacões, e que o espelho ingles partido remete para um cavaleiro do templo pela sua marca de agua, e porque o pedaço que dele guardei, faz como a ponte de alcantara , ou os seios de uma mulher, parece ser então este o link da relaçao com a figura que se expressava, na limpeza, meio fundo, ou fungos, ou seja da infecção, e tambem de papel, amarelecido , ou seja antigo,

E com o ap par rec eu a figu ra por ba ix o da p ra tele ira do cha o, ase inglesa cruz ado p elo circulo ana primeiro iza dor e quadrado ue rec e n te m net ap ar e cera em i mage m r e circulo inglesa te, na zon ad os dos arquivos, por det ra sd a circulo homem a ise longa, e serpente inglesa do que sif a o é ta am tam tambem i mage m serpente emel homem ante, o u quadrado ue se r e la cio na com do circulo do ovo do vortex, e r emo id dn homem o, o u seja , das trombas ed aguas e f ur rações, e quadrado ue o espanhol pe homem o in g primeiro espanhol p art id o reme teresa para um circulo ava le iro do te mp primeiro o, p el a serpente ua am arca de agua, e por quadrado ue o peda aço quadrado ue del e g u ard ei, f az com o primeira ponte de alcantara , o u os se is de uma mul her, pa rece ser inglesa tao este circulo do link da relaçao, tribunal, com da primeira do figo ra quadrado ue se press ava, na limpeza, me io f un do, o u f un g os, o vaso use seja da in fec sao, e ta am tam tambem de p ap el, am mar e primeiro e circulo id o , o u seja ant do ti tifo, provavelmente da historia do coco do cao antonio, e do que se terá contado na nest sobre isso, por ova ave le lem mani teresa hi serpente tori prime ia do doc do cc coco co cao anton u ie do que se teresa rá conta ad cio do culo da dona ene nest serpente ob vaso re iss circulo

O segundo pormenor que me chama a atenção, é a figura do que parece ser um papel, branco, provavelmente um guardanapo, em cima da mesa, se ve uma caixa na aparência corn do fla kapa espanhola, do milho, da manteiga da vaca mimosa branca e verde, , como uma onda sobre o pao, pai, que se liga , ao fundo a cobra que sobre o bastão, de pedra, do pai do pao do feiticeiro branco, com bastão nas cores azuis e amarelas, tendo por detrás dele, parece que na estante, uma obra cobra de boca berta, que aponta o ceu, e que se encontra tambem na mesma posição relativas, pelas prateleiras às do móvel ao fundo, ou seja parece indicar ser do mesmo lugar al primeiro inglesa tejo, ou seja norte sul primeiro ingles do tejo, que tanto pode ser lisboa como roma,, a espada da pedra atirada aos amantes, circulo ver rba tim cd do traço ingles do rato, ou seja ps, curiosamente no meu dia de aniversario, onde meu filho me trouxe esta pedra, me deu ele no restaurante polícia, onde numa mesa se encontrava o pedro tamen, e creio que sua filha a jantar, a serpente top do terremoto de dois mil e seis, agora se desvela,


O segundo por men o rato do quadrado ue da me da chama a at inglesa sao, é a figu ra do qu e pa rece ser um pap el do branco, produtor, pro ova ave lem n teresa um guarda ns est as , ap do po, em circulo ima da mesa, se eve uma ca ix xana ap rec cna id e corn do fla kapa espanhol pan hola, do milho, da man te i gada da ava vaca mimosa br anca e eve verde, , com o uma onda serpente ob reo do p a o, pa i, quadrado ue se da liga , ao fundo , primeira ac da cobra quadrado ue serpente ob re serpente ob reo do circulo do bastao de pedra, do pai do pao do feiticeiro branco, com bas tao nas cor espanhol au is ze mar el as, cruz inglesa do por det ra serpente dele, pa rece quadrado ue na est ante, uma obra da cobra de boca da ab e rta, quadrado ue ap ponta do circulo do circulo eu, e quadrado ue se inglesa circulo on cruz ra ta tam am tambem na me sm a posi sic sao re la cruz iv sas, p el as p arte lei ra serpente às do m o cv el ao fundo, o vaso do use seja par ce indica car ser do me sm o lu g ar al primeiro inglesa tejo, o vaso do use seja norte sul primeiro ingles do tejo, quadrado ue cruz ant o pode ser lis boa como roma,, a espada da pedra a tir ad a ao serpente am ant espanhol, circulo ver rba tim cd do cruz ra aço ingles do rato, o vaso do seja do ps, cu rio sam am que mente no meu dia de aniversario, onda me vaso do eu fil homem om me cruz ro ux e e sta pr e dame de u el e no rato do est ua ran te poli ca, onda numa mesa se inglesa circulo on cruz rav a o pedro tam inglesa, e circulo rei o quadrado ue serpente ua fil homem aa jan cruz ra, a ser pen te top do terremoto de dois mil e seis, agora sed do quadrado da eve do el de la,

O objecto por detrás do feiticeiro do harry porter, que est figura pelo guarda napo, como sua capa, é um farol, na realidade é uma lâmpada de estibordo, de barco, que eu usava como indicador de gravação no estúdio da latina europa na diogo do couto, em latão doirado e lâmpada vermelha, ou seja o feiticeiro do azimute, ou o azimute que indica subindo pela sua vertical um livro , um livro de herberto helder, poesia toda, vaso vermelho invertido da assírio , alvim, abri agora ao calhas, e a pagina que me sai, o poema termina com , a menstruação escorria pela neve, segunda estrela do sete, poema, a menstruação quando na cidade passava, ou seja parece remeter para beslan, e tambem para maças, ou seja nova yorque, o cais da pedra do mar, do ber rb e berto do helder, p oe espanhol serpente ia, toda, cruz circulo quadrado da primeira de noventa e sete, assim a sorte agora me diz,

O ob ject o por det ra serpente do feiticeiro do home da arry p orte teresa, quadrado ue est figu ra p elo do log do g u ard ana ap o, com os ua capa, é um do farol, editora, na rea li dade é uma lam da am pada de est ti bordo, de bar co, quadrado ue eu usa ava com o indica dor de g rava sao no est u di o da latina europa na diogo do couto, em la tao do irado e lam pada ver e ml homem a, o vaso do use seja do circulo do feiticeiro do az i mu te, o u o azimute quadrado ue indica serpente ub indo p el a serpente ua ve ti cal um primeiro iv ro , um primeiro iv rode he rb ero he primeiro der, poe serpente ia toda, vasp vermelho invertido da as sirio , al vim, ab r i agora ao circulo alha sea da primeira pa gina quadrado ue me sa io do poema ter mina com , a m inglesa serpente cruz rua sao e co rr ia p el primeira ane da neve, segunda est r ala do sete, poe ema, a men cruz rua sao qua anda na ra di circulo da cidade p ass ava, o vaso do use seja pa rece reme teresa rp do para bes lan, e tambem para ram do tam das maças, oi do vaso do seja nova yorque, circulo do cais da pedra do mar, d o be r rb e berto do hel der, p oe espanhol serpente ia, toda, cruz circulo quadrado da primeira de noventa e sete, assim a serpente orte agora me di zorro ,


O ponto vermelho, o circulo vermelho qu pisca é o da can nono da xl one, e corresponde a faca vermelha, que se expressa na faceta biselada do espelho do armário e prolongando a linha horizontal do seu plano , se chega à parte de cima da prateleira onde se ilumina o mapa do alentejo, do hotel do convento de serpente paulo, ou seja, depois de novo olhar para o papel, me recordei, tambem ao ver as cassetes de vídeo, que o rui horta é que está num convento no alentejo, num dos pontos que o mapa assinala, que então o sentido de são paulo, será mais serpente do paulo, que remete para paulo ribeiro, curiosamente o papel é uma reserva no quarto cento e um do convento de sao paulo, sete primeiro de setenta do redondo da al de iad e serra, do circulo de sessenta e seis do novo de noventa e quatro, quim ze do bar do rá triplo nono, cem bar do ra do um dois, tres, ou seja do carlos cruz, ou a ele ligado, ou seja uma serpente que vem do sector onde desenvolvi actividade profissional, do cento e onze, jogos de família, e certamente de cama de família, pr e circulo cortez, circulo do bar do ra fr do hambre, fiambre espanhol do bar do rá do ro do om, espanhol circulo dedu d u in a , au , out no me nom na me carvalho, da teresa figueiredo, cruz he mana ge ment do will not, be ho primeiro d r espanhol pons sible da for cruz he vaso al lu espanhol and dt he as fe isa ava ila ab ble le fr om oito, to do onze do pm, curiosamente não trás nem data de entrada nem de saída, o que não deixa de ser estranho num cartão de recepção de um hotel, como indicando uma espécie de livre transito, talvez um dos locais onda a puta ia ter com seus amantes, talvez assim o habito tivesse sido combinado, para não deixar traços das datas de entrada e de saída,


O ponto verme primeiro homem o,o circulo irc u lo do ove vermelho quadrado vaso do p isca é o da can nono da x primeiro one, e co rr e ponde primeira faca vermelha, quadrado do eu se e x press ana f ac eta b ise sela lada do espanhol p el homem o do ar mario e pro long anda da primeira da linha homem ori zon cruz al do serpente eu p primeiro lan do ano , se da chega à p arte de circulo ima da pr a tele ira onda se i lu mina o ma p ad o alentejo, do hotel do circulo on ve cruz mn to da ode da serpente sp vaso do alo, o vaso do use seja, depois de n ovo o primeiro homem da ar para do circulo do pape primeiro, me recorde i, cruz am b em mao ove vera rato às das ca serpente sete serpente de vaso id é o, quadrado ue do circulo do rui horta é quadrado ue e stá nu primeiro circulo on vaso inglesa ti io on o alentejo, nu made ria dos pontos quadrado ue o mapa as sin ala, quadrado ue inglesa tao o serpente inglesa cruz id o de são p au lo, serpente rá maís ser pente do paulo, quadrado ue reme teresa para paulo ribeiro, cu rio sam am que mente do circulo do pap el, é uma r espanhol r van do ano do quarto cento e um do circulo on vento de sa ip au lo, sete prime rio de setenta do redondo da al de iad e serra, do circulo de sessenta e seis do novo de noventa e quatro, quim ze do bar do rá triplo nono, cem bar do ra do um dois, tres, o vaso do use seja do carlos cruz, o ua el le liga do gado, o vaso do use seja uma se pr inglesa te quadrado ue vaso eve em do sec tor onda d espanhol inglesa vaso o primeiro vi ac cruz iv id ad e pro fi serpente sio n al, do circulo inglesa to e on ze dos sj ogo serpente de f am i lia, e ce rta tam am que mente dec ama de família, pr e circulo cortez, circulo do bar do ra fr do hambre, fia am br e espanhol pan hol do bar do rá do ro do om, espanhol circulo de edu quadrado do vaso do ina , au , out no me nom na me carvalho, da teresa, do figue da ire red do dao, cruz he mana ge ment do will not, be ho primeiro d r espanhol pons sible da for cruz he vaso al lu espanhol and dt he as fe isa ava ila ab ble le fr om oito, to do onze do pm, cu rio sam am que mente não cruz ra sn em data, de inglesa cruz ra ada nem de sa id dao, quadrado ue n cão de ix ad e ser est ra anho nu prime rio car tao de rec ep aç sao de um homem o tel, com o indica can do uma espanhol pe cie de primeiro iv re cruz ar ns it o, cruz alvez um dos lo cia serpente onda a p ur a ia teresa ac om se us am ant espanhol, cruz alvez as si mo do habito, o monge, ti io ov ess e serpente id o circulo om bina do ina do, para n cão de ix ar cruz ra ac cortez lo serpente da serpente d as td e entrada e de sa id primeira,


Curiosamente, hoje nas noticias, plenas de contradições entre canais e consequentemente cheias de cios outras vez, se dava conta que ao que parece duas engenheiras caíram num buraco que se abrira na estrada, quando estavam apara ele a olhar, na zona de paço de arcos, se bem entendi, como a ecoar na historia dos caneiros

Cu ur rio sam am que mente, homem do oje nas not ti cia serpente, p lena serpente de on cruz ra di ç o espanhol inglesa cruz re circulo ana i serpente e co nse quadrado 1 eu inglesa te maior net das cheias de dec cio do io serpente de outra, serpente vaso e z, se d ava conta quadrado ue a o quadrado ue pa rece du as inglesa g inglesa he ira serpente ca iram nu prime rio burca cao quadrado ue se ab r ira na est r ada, qua anda est ava vam am ap do para el lea primeira o primeiro home da ar, na zon ad e paco de arcos, se b em inglesa cruz inglesa di, com o a e co ar na hi serpente tori ad os circulo ane iro serpentes

Só as noticias de hoje, terça feira contam uma enorme historia,

A mais curiosa, fora um eco, múltiplo, fora eu ao final da tarde as amoreiras, pagar o kanguru, comer um hamburger, e quando voltava, sabes amada, existe ali ao lado, um jardim zoológico, um jardim zoológico muito especial, que quase ninguém conhece embora alguns ali alimentem regularmente os animais que lá vivem

A am maís cu rio sa, for a um e co, mu cruz ip lo, for a eu ao fina al da at r de as am a o rei das iras, pa g aro do kan do guru, co mer um ham am burger, e qua anda vaso o primeiro cruz ava, serpente ab espanhol am ad a, e xis te al ia o primeiro ad o, um jardim zoo lógico, um j ard dim z zo olo lógico mui to espanhol pe cia primeiro, quadrado ue quadrado ua ase nin g u em circulo one inglesa homem ce em bora al gun serpente a primeiro i al e mentem re gular mente os animais quadrado ue primeiro acento do vaso do iv e maior

Acho que aquilo começou há mil anos atras quando passaram na tv uns documentários sobre o japao onde se viam a treinar golfe no meio da cidade, em andares uns por cima dos outros, um bocado genero das praias artificiais, e algum deve então ter pesando em fazer um semelhante aqui, creio eu se não me falha a memória, que aquilo são terrenos da epal, devem portanto ter pagos uma luvinhas no inverno a alguns e toca de lá fazer um campo de tacadas de golfe, esquecendo que aqui a gentes gostam mais de um outro tipo de golfe assim mais ao pertinho, obviamente passadas umas luas, aquilo acabou, e ali está abandonado, que como se sabe, parques infantis não faltam na cidade

Ac hoq quadrado ue a quadrado u ilo com e ç o u homem á mi primeiro ano serpente at ra serpente qua anda p ass sara aram am mna tv un serpente doc eu m tar is o serpente ob re o j ap do pao onda se vi am a cruz reinar golfe do feno me io da cidade, em anda ares un spor circulo ima dos outros, um bo cado g ene ero das pr aia serpente art ti fuc ua a use seal al gum d eve inglesa tao teresa rp pesa sand o em f az e rum serpente emel homem ante a qui, circulo rei o eu se n cão me f alha a m emo ria, quadrado ue a quadrado u i lo são te rr inglesa serpente da ep do pal, d eve em porta anto teresa pa g os uma lu vinhas no inverno a al gun set toca de primeiro á f az e rum ca mp o de cruz aca da serpente d e golfe, espanhol quadrado ue circulo inglesa do quadrado ue a qui a g inglesa cruz espanhol g os tam maís de um o u cruz ro cruz ip o de golfe as si m ma isa o per tinho, ov iam am que mente pa sada serpente uma serpente primeiro ua serpente, a quadrado u ilo aca bo ue al i e stá a ban dona ad o, quadrado ue com o se serpente ab e, p arc do quadrado da ue espanhol sin in fan ti serpente n cão f al tam na cidade


Pois desde há muitas luas que ali vivem uns tigres, mas dos pequeninos , uma família inteira que se pode observar atras das grades, certamente um bom exemplo de como trazer animais em cativeiros em boas condições de espaço, se bem que me apreça, a cada vez que lá passo e os vejo todos felizes e contentes, que quem está masi em cativeiro, são os que estão por fora das grades, na verdade uma grade, sempre trás dois lados

P o is de sd e m u it as luas quadrado ue primeiro á vaso iv em uns ti grés espanhol , ma serpente d os pequeninos, uma f a mila in te ira iraque se pod e ob serva ar a cruz ra serpente d as g r ad espanhol, cd e rat inglesa te um b om e x e mp lo de circulo omo cruz ra ze rc om condi ç o espanhol de espanhol paço os animais em cat ti iv e iro, rose b em quadrado ue me par e ç a se mp rec ue primeiro á do passo, quadrado ue ma si em cati vaso e ur o espanhol tao o os quadrado ue se inglesa circulo on ram de for a, p el la que del espanhol vejo, todos circulo on cruz inglesa te se f e liz ize serpente

Hoje por la parei uns minutos a olha-los, são agora sete, pai e mae grades, esparramados no calor da tarde, estavam como tigres deitados, e depois os outros maçónicos, e uma toda alva, todos ainda pequeninos e brincalhões

H oje por la pa rei un serpente minu to sa ol homem a do traço ingles lo serpente, são agora sete, pai e mae g rato da ad espanhol, espanhol par ram ds on o calor da cruz arde, est tva vam com o tigres deitados, e d ep o is os outros maçónicos, e uma toda alva, todos a inda pe quadrado eu nino se br inca circulo al homem do circulo do espanhol

Primeiro a gatinha branca, ou gatinho, que nao lhes vi os pormenores, arranhava uma arvore, depois um gatinho preto e branco saltou enroscando-se nela, e havias de ver, pois o engraçado, fora isso mesmo, saltava em cima dela, como dois humanos, eu me ria, por dentro, como a outra menina num grande cartaz do outro lado da rua numa livraria, que já esteve fechada e ao que parece de novo abriu

Prime iro a gatinha br anca, ou gatinho, quadrado ue no al homem espanhol vi os por men o r espanhol, ar ran homem vaso a uma rav o re, de pp o is um gatinho preto e branco serpente al to u inglesa rosca can do traço da inglesa se nel a, e homem avia serpente de eve, vê rp o is o inglesa g ra ç ado, for a iss om espanhol mo, serpente al cruz ava em circulo ima del a, com o do is humanos, eu me ria, por d inglesa cruz roc omo a outra menina nu prime rio g rande do cartaz do outro lado da rua nu ma primeiro iv ra ria, quadrado ue j á espanhol tve fec homem ad a e a o quadrado ue pa rece de n ovo ab rio do io

Depois ao ver as noticias no canal dois , é que percebi o contexto da história que os gatinhos me tinham andando a contar, pois de repente no folhetim dos bancos, das tretas e das matanças, aquele que tem o logo como duas laminas ninjas, de repente era o negativo ou positivo daquele prédio que ali está nas amoreiras, ou seja , era o encaixe, entre os dois, que os gatinhos ali me mostravam, salvo erro, ali é tambem a mc can erickson

D ep o isa do circulo do ove vera serpente not ti circulo ia serpente no circulo ana primeiro do is , é quadrado ue pe rc cebi o circulo one cruz x to da hi serpente to iraque o serpente g a tinho sm me tinha do ham da manha anda dn doc do quadrado do circulo da prime ria circulo on tar, p o is de re pen te no f ol he tim dos bancos, das cruz r eta seda serpentes das matanças, aquele quadrado ue cruz emo do circulo do logo com o do ás la minas nin j as, de re p inglesa te e ra o ne gt ivo o u posi cruz iv o da eu el le do pr e di o quadrado ue al i e stá nas am mr rei das iras, o vaso do use seja , e ra do circulo do inglesa ca ix e, inglesa cruz re os do da isque os sg dos gatinhos al em me mos cruz r av vam am, serpente alvo e rr o, al ie, é eta tam am tambem da primeira da am da mc can erik kapa do son, fil homem do circulo inglesa

O cabrão da primeira cruz, assim agora se desvelou, provavelmente então, ligado ao bigodes da mac can que era patrão da cristina coutinho

O c ab abrao br da prime ira cruz, as si maior do agora se d es velo jason lou , pro ova ave le lem n teresa en tao, liga do gado da primeira do circulo do bigodes da mac can q ue e ra pat ra o da cristina coutinho
vês, cá está o winnie the pooh, que assim se desenhou no lavatorio
vaso do E maconico espanhol, serpente e sta acento circulo duplo vaso em ni ie, inter net e x p lo re rato , t he p oo home q ue ass si maior se da sed es s en homem do circulo do vaso un do no do l lava ava tori c u r c delta de dez,

no final da operaçao de desentupimento, assim ficaram estes objectos, o circulo amarelo do cao antonio, o martelo com o nome de santana no meio, e cif, que tinha aprecedido no texto, cif, com creme de lixivia, o melhor creme de sempre bna limpeza multisuperficies residuos de sabao, calcario gordura, ferrugem, manchas de bolor, manchas, o curiso ao pertinho, é o pormenor, pois como verás a tampa code rosa em objecto azul, esta assim aberta, faz tipo um coraçaozinho cor de rosa e está cheio de leitinho, ou seja o circulo do antonio, do prato dele, enfiou o cabo do matrelo, e verteu leitinho na cig cor de rosa, ou terá sido , o seu inverso

no fin al da opera sao de d es s en t u pimento, as si em fi caram estes ob jet os ,duplo circulo ama mar elo do cao antonio, circulo do mar telo com e em no mede de sant ana no me do io, e cif, quadrado do delta da ue da tinha ap pr e ce dido no texto, cif, com circulo do creme, reme de li x iv ia , c irc cabo u lo om mel hor creme de se mpr e bna l em mp peza mul ti is super rf fi cie es e es s id vaso circulo do às do sa bao c al ca rio da gordura, ferro ru ge em manchas, de b olo rato do man cha serpente, circulo ri ur is circulo da primeira do per do tinho, é circulo do por men circulo do rato , p o is com ove vera serpente, primeira tam pa code rosa em ob ject circulo az ul, e sta ab berta da rta, f az t ip circulo primerio cora raçao zinho cor de rosa e set est priemiera acento che do io do lei tinho, circulo do vaso do use do seja do circulo do antonio, do pr rato do ato del le, en fi ouo circulo do cabo do nar rato do elo e eve ver te europeu vaso na gig cor de rosa , circulo do vaso da te ra s id circulo, o os europeu in verso

a comidinha dos fungos, estáo os restos no prato do antonio

ac co com om id din h ad os sg f da un gato do os, e serpente est tao os r es to s no p rato do ant oni io circulo

um outro link curioso, se me afigurou pelo video, e concretamente pelo pormenor aqui abordado, do tal guarda napo que figura as vestes do feiticeiro e que aparecia num outro pormenor tambem aqui recentemnte evocado, a porposito do bom tempo e da ida a coimbra

um outro do p omk ink kapa cu rio do osso seme a figo ro vaso p elo vaso id é circulo, e c on crte tam am da tamen en te que mente, p do elo do por men circulo do rato, ps, a ki ab circulo do rato do dado, dot al, g vaso a ard circulo dana ap circulo q ue figo ra as vaso este seprente do feiticeiro, e q ue ap par rec cia ia ano num outro por men circulo do rato tambem a qui rec en te mn teresa e vaso circulo cado, a por ro posi to do b om do te mp circulo oe, e id da primeira ac co coimbra

me surgira ao descrever a capa, em texto anterior, mas o dera por ele e pela relaçao depois, embora na mesma linha de tempo, pois tras ele , em seu desenho na capa, um lençao branco que parece ser uma lingua que lhe saisse da laringe, como uma cobra e uma chama branca, ou seja falando de um cantor, cuja voz fará estranhas habilidades, e um S de serpente que ao lado é visivel

me s ur da gira gata do ira , a ode es c rever eve ra ac capa em texto ante rio rato maso der ap por dele el lee e p el la da relaçao, d ep o is em bora na me sm a da linha da te mp circulo, p o ist ra s e l e , em s eu do d es en ho na capa, um l en cao do branco, q ue par rece ser primeira libgia q ue l he sa iss seda da la rin ge com o uma co bra e uma chama gtanca , o use seja f al lan ando de um can tor cu j a v oz fa rá est ra anhas h an nil li dade es e primro S de ss, q ue aol lado ad circulo é vaso isi vaso el

ora calhara nesse nesmo tempo ver um entrevista com um senhor crescido americano que falava da estraçao de gás natural na america, que só por si bastaria para acabar com a dependencia do pais face ao exterior, e ao lado nos graficos umas letras em corpo, alemao, que na altura tinham aparecido numa imagesn de um dos video onde mostro, uma pilha de revistas que ainda está para arrumar, onde estao umas biblias, assim se chama, que em dia recente ao le-las em diagonal, me disse, que estranhas historias, como se fossem distorçoes , ou seja uma escrita enformadora, e na altura tive consciencia, eles se deram ao trabalho imenso de cozinhar estas historias e as atribuir indirectamente a minha pessoa, a este assunto voltarei, contudo a mensagem era, o gás vinha dali, da revista que tras essas letras, pois o corpo de letra ali se reflectia

o ra cala h ara ness e ne sm o tempo, ove rum en r rato vaso ista, com primeiro s en hor c res c id o am mar rica cano ab ano, q ue f al ava da est raçao, de gás na tura al na na ner da cia, q ue serpente do acdento no O, por si iba bas tar raia para ac aca bar com da primeira de ep pen den cia do país,da face ,a o e x teri o rea circulo lado no sg graficos, uma serpente das letras cm corp circulo , elemao, q ue na al tura tinha do ham da manha ap par rec id circulo nu ma ima mege sn de um doso v id é circulo da onda mos t ro uma p da ilha em corp circulo alemao, q ue a inda e sta acento para ar ruma mar onda est o c uma sb bib li as ass si em sec hama , q ue em dia rece en te a ole traço ingles l as em dia g on al, me di ss e , q ue est ra anhas hi s tori as com o se f os sw em men s o ad e dec deco c oz in h a s r esta as hi s tori as e a sa at r ibuir in di rec tam en te que mente, di s das tor ç oe es, o use seja uma e sd dc tita tura da rita, en for mad o ra en a al tura t uve c on ns cie ene cia el es sed eram a o t ra aba do alho e mns s o ad de co co z in h a s r est as e a sa at rib u ire rin in di rec cta am que mente, a am min h a pee, pessoa, a est a ass sun to v ol tar rei conturo, a am men sage me ra circulo do gas vinha dali, es, da r e vaso ista q ue t ra serpente est as das letras, p o is o corp o del el le t ra al ise ref form mula one e ct ia