quarta-feira, setembro 30, 2009

Um outro dado ainda relacionado com os fios de zelaya e o brasil, e por ter também agora evocado os barcos e as corvetas, prende-se coma tal cuna que aqui dei conta de etr visto no tejo, o tres mastros com bandeira brasileira

Um outro do dado a inda r el ac cio io n ad co, mos dos fios de ze laya e circulo do brasil, e por teresa t am tambem ben en made ria do agora evo cado os dos barcos e ás cor v e tt, uber cu lo se es, pr e d ene do traço da inglesa se c oma t al c un a q ue a qui dei conta de e t rao art do ps, vi s to no do not do tejo, o tres mastros com da bandeira bra si le ira

Passado uns poucos dias depois de o ter visto ancorado no tejo, , pelo anoitecer, dei com ele ancorado onde antes estivera o sean do paquito que passara entretanto ancorado para a outra margem, a de cá, ou seja onde tambem atraca o principe perfeito

P ass sado un s p o u cos do dias, psd, d ep o is de o teresa vaso do is to anc o ra ad o not tejo e jo, , p elo ano it tec e rato ps, dei com el e anc a o ra ado onda ant es e te vaso ira do c irc u ll do onze do sean do paquito q ue pa s sara en t rat ato anc o r ad o para a o u t ra mar a gema dec á, o vaso use seja onda eta tam am tambem at rac aca do circulo do principe perfeito, p rin c ipe pe rf feito

Deste lado do cais, ao chegar mais ou menos ao pé do principe perfeito, um pouco antes onde está uma caixa de electricidade, uns estalidos vindos dos carros que ali geralmente estão estacionados, me chamaram e puseram a atenção alerta, olhei o chao, onde caminhava, e vi duas chavetas de peças de metal cravadas no chao, que desenhavam, dois cantos, dois cantos nos carris, ou seja comboios, de um transformador ou de uma caixa de alimentação, nesse momento, a cuna com bandeira brasileira, acendera-se a luz no camarote da quinta vigia a contar da ré, logo de seguida a terceira tambem a contar da ré, estranhas luzes de presença sobre o convés e na entrada da cabine, em raras cores fluorescentes verdes, davam ao barco sem movimento humano no convés um estranho aspecto, por detrás no cais, um estranho contentar metálico redondo dentro de uma estrutura em cubo, trazia uma luz que piscava , a imagem falava de luzes de néon, e estranhos contentores tubulares, com luzes de aviso ou presença, como se dissesse de químicos ou de comprimidos,, assim foi o perfume desta imagem, com esses dois circulos que na amurada se acenderam na ordem descrita, cinco, ou estrela do tres, ou terceiro circulo do elevado

D este lado do ca is, a o c h e g ar maís o um en os a o pé do p rin c ipe pe rf e it o, um poc do cio do io ant es onda e stá uma ca ix ad e el e t r cidade, un s est al id os vaso indo serpentes dos carros, q ue al i ge ra l em n te est o a est ac io na ado s, me c ham aram e p use ram a a t en sao es al e rta, o l he io cha o, onda ca min h ava, e vi du as c h ave eta s d e p eça s de met al c rav ad as no cha o, q ue d es sena ava, made ria do si can t os, do is cantos de um t ra ns for mad dor o u de uma ca ix a de a lie mn taçao, ness emo men to, a c un a co made ria do bandeira do bar si le ira, ac en der a do t r alo da inglesa se a luz, no cama mar ro te d a q u int a vi gi a ac on tar da ré, logo de se guida prim ei r qa da ilha terceira t am tambem a c on tar da ré, est ra anhas das luzes, es, de pr es ença s ob reo c on v es e na en t ra ada dada ca b ine, em r aras cor es flur, agua, passes com aguas, ur es c en t es verdes, d ava vam am a o barco se m mo vi men to h um ano no c on v es um e ts ra anho as pe ct o, por det ra serpente do no cais, um est ra anho c on ten tar met al lico red o dn do d en t ro de uma e ts r tura em cubo, t ra z ia uma luz q ue pi sc ava , a iam ge made ria f ala ava de l use es de neo sm, e est ra anhos contentores dos t ub u l ares, com das l uz es de eva is o o u pr es e 3 n ç ac omo se di ss esse de quim micos dos químicos, o u de c om p rim id os,, as si m f oi o perfume, s us kin, de sta ima ge made ria, com ess es do is circulos q ue na am ur ada se ac en der am na ordem d es c rita, c inc o, o u est r el ad o tres, o u te rc e iro c irc u lo do el eva ad o

98 primeira parte

noventa e oito, expo , time water, ou water time, prime ira da p da ar re, do rato , ps,

As gentes do mundo e da casa das nações, a imagem do semi arco de que falo neste vídeo onde mostro, a posição do delta das tres sementes, trás dois fios anteriores, o primeiro já aqui narrado tambem em Palavra viva nos vídeos anteriores, a imagem dada por obama e Dmitri Medvedev na tal reunião onde se acordaram sanções contra o irao,

A s g en t es sd o mundo e da casa das naço es, a ima ge made ria do s emi do arco, feira de arte em madrid e escola em lisboa, e arco em sentido de arco, de q ue f ala o ne ste este, v id é circulo da onda mos t ro, a posi sic sao do delta das tres se made ria das net es, t ra sd oi is fi do io do os ante iro rato ps es, o primeiro j á a qui na rr ado t am tambem em Pal av ra vaso do iva nos v id é os ante rio es, a ima ge made ria dada por ob ma e m e dl eve dn a t al r eu ina da reuniao, editora tvi, onda se aco r da aram san ç o es contra do om irao,

Dia maior do quadra maior, mit rim e dv ed e vaso na tal da reuniao, onda da se a ac corde da aram san circulo cortez ,da onda sobre o circulo espanhol, contra do circulo do raio, rai io, do irao, ou da ira, o ra do circulo da ria

Om irao, o ultimo que aqui dei conta aparecera numa imagem de almajadin, na tv, onde de repente aparecia um braço do lado direito do ecrã que entrava em campo e apontava, sem sentido algo, sendo que do lado da esquerda na mesma imagem aqui difundida na tv, telejornal, se via uma senhora, na aparência, com um manto na cabeça, que olhava ele, e depois se deu o sonho em que me parecia um oma que me lambia os olhos

Om irao, o mir ra circulo, o ul t imo q ue a qui dei conta, ap ar e cera numa ima ge made ria de alma jad din, na tv, onda de r ep en te ap ar e cia um br aço dol ad o direito do e c rac ue en t rava em campo e ap ponta ava, se made ria maria sobral, s en t id o al gose s en do que do l ad o da es q u e rc x ana me sm a ima ge maqui, di fun da dida na tv, tele jon al, se 3 da via, uma s en hor, ana ap ar rec eni a, com do primeiro manto na cabeça, q ue ol h ava el e, e d ep o is sed eu o sonho em q ue me par e cia um oma q ue me la am bia o sol homem do os

O segundo fio, fora dado nas instalações da onu, na cimeira onde se disse ser a primeira dirigida por representantes dos diversos governos do mundo, onde se dera o passo histórico no sentido do desarmamento nuclear, pois na sala, onde se deu, a mesa corresponde de certa forma a esta semi arco, com um modulo central, uma mesa corrida, que em seu todo, figura uma ferradura, ou seja falamos da ferradura e do ferreiro da besta, de alguma maneira

O se gun do fi do io, for da primeira ad do dado, nas in s t al aç o es da o nu, na ci me ria, onda se di ss e s era prime ira di rig gi da ap por, r ep pr es en t ant es dos di v es os g ov e rn ns do mundo, onda se d e ra o do passo, hi s tori co nose s en t id o do de sar ma men to nuc lea ar ps, p oi s na s al, sala, onda sed eu, primeira da mesa, madrid, co rr e 4 sp onda de c e rta forma a e sta s emi arco, com um mo dl o c en t ra l, uma da mesa corrida, q ue em s eu todo, figu ra uma fe rr ad ur a, o use seja f al lam am mos da ferradura e do ferreiro da besta, de al gum a m ane ira zorro da ira da rai

Na ordem cronológica destes eventos, o terceiro passe, corresponde a visão nos olivais descrita em vídeo, ou seja tambem imagem dos dentes no under ground , ou seja do bum em londres, tambem, para alem das simetrias extensivas por analogia que se deduzem da própria imagem como dou conta na Palavra viva

Na ordem c ron o li go ca de estes ste es eve en t os, o te rc e iro do passe, co rr e ep ponde, libra, a vaso isa sao nos ol iva si d es cita em v id é circulo, o use seja t am tambem ima ge made ria do s d en t es no un der ground , o use seja do b um em l om d rata ps es, t am tambem, para al lem das si met ria s e x t en s iva s por ana lo gi a q ue se de d d uz em da pro p ria ima ge mc omo do u conta na Pal av ra vaso do iva

E depois ainda o espelho das tres sementes como elas apareceram no armário, mostradas na imagem, amanha com luz diurna tirarei uma foto de forma a todos entenderam melhor as marcações, pois, este arco, que está tambem figurado na entrada da estação dos olivais, onde se deram diversas leituras sobre o semi arcos e as explosões constantes do livro da vida, tem uma correspondência, certa com a própria mesa figurada na casa das nações na reuniao dos chefes de estado, ou seja se pode estabelecer e deduzir com precisão , quais os países que entre si formaram o delta

E d ep o isa primeira inda do circulo do espelho, das tres sementes, com o el as ap ar rec e ram no ar am ari do io, mos t ra ad as na ima ge made ria da primeira da am manha, com l uz di ur an t ira rei uma f oto de forma a todos en t en der am mel hor as marca ç o es, p o is, e stá rac aco, q ue e stá t am tambem figu ra dona entrada da est taçao dos o l iva is, onda se d e r am di versas lei turas s ob reo s emi arco s e a s explosões, c on t ant es do l iv roda vida, te made ria uma co rr es ponde dec cia, ce rta com a pro pe ia mesa figu ra ada dana casa das naço es na reuniao dos c h f es de estado, o use seja se pod e e stab e le ser e dedo do vaso do zorro do irc om pr e c isa sao , q ue i l s os pa ise s q ue en t re si for mar am do circulo do delta

E por fim nesta sequência temos o tsunami que se deu em samoa, e que menciono tambem em palavra, no contexto em que o abordo

E por fi made ria nest a sec un cia t emo s o ts un am mi q ue se d eu em s am o a, e q ue men cio not am tambem em pal av ra, no da contexto em quadrado do eu do circulo do ab circulo ro rato do dó

Reuters – A tsunami warning was issued for New Zealand and other small Pacific islands after a major 7.9 magnitude …

Reuters – A tsunami warning was issued for New Zealand and other small Pacific islands after a major 7.9 magnitude …

29 mins ago
PAGO PAGO, American Samoa – A tsunami swept into Pago Pago (Pan-go, pan-go) in American Samoa shortly after an earthquake with a preliminary magnitude of 7.9 shook the Pacific area.
There were no immediate reports of injuries or structural damage.
Fili Sagapolutele, who works at the Samoa News, says water flowed inland about 100 yards before receding, leaving cars stuck in mud.

29 mi ns ago, segundo nono da min do mi ns, norte sul, primeiro do gato do circulo
PA G OPA G O, Am erica can de Samoa s am mo da primeira do traço ingles da pr ie can tora mira do t rin gula de fogo do primeiro tsunami, sw e pt in top, a g opa g o do en te rata par remn te sis, do pan ingles do gato do circulo , pan do traço do rito ingles, do gato do circulo in Am erica can da S am o a di short l y a ft te r an e ar t h quake w it h a pr e li mina una ary , ar delta do ps, ma gn i t u de o f de setenta e nove, set do ponto do nono, 7.9 , do s h ook t he pacific primeira rea.pacific, oceano pacifico, por g rama de radio.,
T her e we reno im me d iat e r e port s o f i n j ur rie is es o rato s t ru c t ural dama dam, am mage.
Fili, filho, em italiano, da Saga ap pp pol vaso da tele, w ho w o r kapa do cao sat da cruz dt, t he Sam o a da Ne ws, sa y ss serpente da sw water fl o we din land ab o u t 100 y ard ds be for e rec e ding, lea vaso ingles cars st u ck in mud, ou seja do segundo tsunami

The Pacific Tsunami Warning Center in Honolulu issued a tsunami warning for American Samoa and other areas of the Pacific, including New Zealand. A tsunami watch was posted elsewhere, including Hawaii and the Marshall Islands.
The temblor hit at 6:48 a.m. Tuesday (1748 GMT) midway between Samoa and American Samoa. In the Samoan capital, Apia, families fled their homes for higher ground amid severe

T he P ac cif fic Ts un am mi W ar ning C en te rin Honolulu, iss u ed a ts un am mi w ar ning for Am eric can S amo a and ot her ar rea s o ft he do Pacific, inc lu ding Ne w Ze al land e A ts un ami w at c h w as pos t ed else w her e, inc lu ding Hawaii and t he Mar sh all Is lan ds. T he te m b lo r hi t a t 6:48 a.m. T ue s day (1 7 48 G M T) mi d w a y bet we en Sam o a and Am eric can S am oa. In t he S amo an capital, tvi, A pi a, f am i lie es fl e d t he i rato homes, for hi g her ground am id serpente eve re

Abri o dicionário da mitologia, à procura do àpis, o apolo de ouro, o do douro, do rio da ap o kapa dez primeiro do circulo do douro, rio, a ressoar em ria tinto que ontem era desvelado a partir da austrália, e mencionado tambem em vídeo, apolodoro que refere, que apis, é o filho de foroneu que por sal vez é filho de inaco, a sua mae é a ninfa teledice, do pai herdou o poder sobre todo o peloponeso, que, a partir dele, recebeu o nome de apia, comportou-se porem como um tirano e foi morto, segundo uns por etolo, o herói epónimo de etólia, segundo outros por télxion e telquis, e foi então divinizado e adorado com o nome de serápis, a sua morte foi vingada por argos, segundo aquiles , esquilo, apis, é um profeta médico, filho de apolo, vindo do naupacto para purificar o peloponeso, uma versão diferente, referida por pausânias, faz de apis, o filho de telquis de sicion e o pai télxion, en te rata par ren te sis do vaso do quadro de vinte e quatro, ou seja, natal, p do duzentos e sessenta e cinco, ou seja do jose nuno martins, mat mars, o da produtora , como apareceu pais puta, agora, poderá então ser o tal espanhol que um dia ele me apresentou como sendo sócio dele, tal como na versão procedente, diz-se que este apis, reinou sobre todo o peloponeso

Ab br do rio , di cio na rio da dam am mit o ligia, *, arte do rato ps do isco, à pro roc do cura, padres, do ap os, ap is, o ap alo o ap l dez de ouro, ap o kapa lo do douro, o do douro, do rio ap o kapa dez prime rio do circulo do douro, rio, ar esso da ar em ria da tinto, q ue on te made ria mer era, desvelado, a p art tir da au s t ra l ia, e men cio na ad o t am tambem em v id é o, ap do polo do douro q ue r efe rec q ue ap is, é o fil homem da ode for one eu, q ue por s al v e zorro é fil homem da ode ina aco do naco, car ne a s ua mae, é a nin f a tele di do ice, do p ai her do u o pede re s ob re todo o p elo p one s o, q ue, a p art tir d el le, rec e beu , cao, o no mede ap ia, co mp porto vaso do traço da inglesa se, por rem com o um tirano, tir do ano, e f oi mor to, ze segundo, se da d un gun do, us sn por e t olo, o he rio homem do ero do rio, he ron, o u sw e seja da queda da ponte entre rios, tambem, e circulo do acento na emanule do circulo do nimo, cinema, de e tá l ia, se gun do outros por tél do cio do x do io do one da te l q u ise f oi en tao di vin di iza ad o e ad dorado, com o no me de se rá p is, a s ua m orte f oi vi n gada por argos, se gun do aquiles da edi tora de esquilo, ap is, é um por rf eta mé di co, fil h ode apolo, v indo do do da dona da nau do pacto,, associação inglesa, as soci cia ac são espanhola, para puti, p ur rif fi car do aro p elo p one s o, uam bv e r sao dif fr en te, r efe rid a por país, p au s âni as, f az de ap is, o fi kapa do l homem do natal primeiro kapa ode te l q u is d e sic cio on eo pai te l xi on, en te rata par ren te sis da ova do vaso do quadro, a d e vinte e qua y ro, o u seja, nat al, p do duzentos e sessenta e cinco, o use seja do jose nuno mar t is, mat mars, o da por rf di ti o rac om no ap ar e c eu pais agora, pode ra en tao s ero t al es pan hol q ue um dia el lem me ap r es en t o u x c omo s en do soc cio do io dele, t al com o na ver sao por c en det te, di z do traço da inglesa sec, ca non, ue este ap is, rei ino vaso sobre todo o p elo p one serpente, o doc do circulo

Masi claro não podia estar,

Ma sic l aro n cão pod ia es star,


O pin do tel do natal, o segundo , da descarga das aguas, assim me desvelou agora aqui o espirito, com uma imagem de agua no chao da casa de banho em que se vi o sinal de vitoria , equivalente a um que hoje vi no senado americano num senhor na mesa, a propósito de uma notícia sobre a rejeição da bill, do health care, onde ele assim faz com sua mai mao

O pin do tel do circulo da dona do natal, o segundo , da d es carga das aguas, as si made ria me d es velo lou do agora da primeira do ki aqui, do circulo do es pi do rito, com uma ima ge made ria de agua no cha, china, o da casa de ban ho, no natal, em q ue se vi do circulo do io do sin da al de vitor ia , e qui iva al lente a um, q ue homem do oje vi no sena ad o am mer cia ano num s en hor na mesa, madrid, a por rp posi t ode uma ni tica s ob rea re je e são espanhola da bi ll, do health care, onda dele, as si em f az com s ua mai mao

José nuno martins, ligações ao ps, ligação ao benfica, produtor, morador na rua de meus pais aos olivais, relações com o brasil desde longa data, a sua filha trabalhou num dos programas da rtp, tendo sido trazida pela mao da teresa paixao, salvo erro, no lentes de contacto

José nuno martins, liga ac ç o es ao ps, liga do ac são espanhola da primeira do circulo em benfica, pro du tor, mora dor na rua de me us pa isa os olivais, rat do el do aç o es com do circulo do brasil , de sd e l ong a data, a serpente ua fil home da prime ria da cruz , ra bal do alho do circulo da un, um dos por g rama sd a r da rtp do triunfo dos porcos, , t en do s id o t ra z iad a p el a mao da teresa pa ix a o, s alvo e rr o, no do lentes de contacto, ou seja do luis osorio, um dos meninos protegido pr te g id do g i d o, os p el as da sb, bestas do ps

luis osorio, um verme, primerio verme, um dos muitos infiltrados na latina europa via rtp

luis osorio, primeiro do vaso o is, do os sor do rio do io, primeior vaso maior dos vermes, vaso e rato ps da me do pirmeiro, da puta do socrates, vaso maior do prim ero do quadrado do os mu it os in ful cruz ra ad di os na la t ina eu ur da ropa , italia, rato ps da opa italiana, via rtp, via rato, ps da rtp do triunfo dos porcos, ou seja relacionado com o bum em inglaterra

luis osorio, a puta a quem eu um dia ouvi dizer de sua propria boca cuja ambiçao secreta seria ser primeiro ministro de portugal

primeira puta , a primeira do quadrado europeu me d da ova do vaso do primeiro dia, circulo do uv do vo , di ze rato ps, de serpente da ua da por rp pr ia bi boca, cu j da primeira am bi sao espanhola da secreta, se ria ser primeiro min si t ro da ode de portu gal, ou seja, o socrates



99 segunda parte