quarta-feira, outubro 14, 2009

ah
senhora
fosses
vos
a
pirata
que
meu
coracao
marcara
a h s en hora fosse s v os a pi rata q ue me u cora sao mar rca cara
as f v a p q mc m
mc m q p av f s a

e
me
lancasse
uma
escada
de
seu
peito
ao
meu
e me lan anka asse uma esca ad dd a s eu pei to a omeu

nele
sempre
viveria
ne le se mp re v iv eri a

mas
me
fala
e
diz
o
espirito
serem
piratas
de
outra
natureza
mas me fala e di z o es pi rito se rem pi ratas de o u t ra na t ure e za

e
de
um
beijo
invertido
da
lang
e de um bei jo in vertido da lan a ang


assim
um
do
povo
pequenino
me
disse
sem
dizer
a
meu
passar
ass si made ria do povo pe q ue en nino ino me di ss e se m di ize ze rato ps a, am me eu p ass ar

ah
senhora
que
bela
sois
a h sen hora q ue b el la s io s

de
linho
beije
vestido
em
seu
delicado
e
fino
corpo
del i n ho bei je v est id o em s eu deli cado e f ino corp o

cabelos
de
medusa
ao
lado
da
escola
na
rua
conversando
c abe elos de med usa aol ad o lado, da es c ola na rato ua c on ver sand circulo

uma
pequena
tatuagem
em
seu
pes
uma pequena tatu tua ge me ms eu ei p es


como
asas
de
amor
c omo a sas sd de am mor

solar
sois
senhora
e
bela
como
a

lua
sol ar s oi s sen hp hora e bela com o a lua , primeiro ua

tao
bela
a
efemera
imagem
que
do
cimo
da
rua
me
voltei
tao be la a efe mer ra ima ge made ria q ue doc imo da rua me v o l t ei


ah
morasse
eu
em
seu
peito
a h mora asse eu e ms eu p ei to

o
amor
o am circulo do rato ps
tres
senhoras
em
frente
à
escola
conversavam
na
volta
de
meu
passar
t res s en hor as em fr en te à esc ola c on ver s ava vam am na v o l t ad em eu p ass ar
ocupavam
o
passeio
até
eu
lhes
perguntar
o cup ava vamam o pa s seio doioa té eu l h es per gun tar ar
dai
me
passagem
senhoras
da em me mp ass sa ge ms en hor as
faz
favor
de
entrar
f az f avor de en t rata ps ar
assim
me
responderam
ass si madeira me rato ps es ponde der ram am
eu
me
ri
alto
e
bom
som
eu m rato ia l t oe b om s om


di

ontem treze do onze no telejornal do canal dois

on te madeira do treze, al f am ama do onze da tele jo em al aldo do c anla anal do do is sd do jornal

apresentavam o bando dos ladroes e putas perseguidoras das financas, todos velhos do restelo com carreira formada nas ditas financas e deformados pela terrivel doenca do servilismo, que demoraram um ano ou algo assim a reunir e a conceber um estudo de recomendacoes sobre as ditas cujas, coisa estranhissima, para quem deveria tanto delas saber na ponta dos dedos e das linguas dos broches que fazem aos que lhes mandam

ap par es en s en eta net ava vam am do circulo do bando dos lado dor es e putas per perse, sig gui dor as das fina sc as , todod velhos do r est elo com car rei da ira da for mad primeira, nas seprente ditas da financas, e de for rn mad os pe la terri iv e do enca do ser vil is mo q ue demo mor aram, primerio ano circulo do vaso do lago, ytoco, as sima ar ei uni ire rato ps rea, ac com cebe rato, primerio est vaso do do der rec comenda ac co es , s ob rea s ditas, do cu j as co ia s est ra anhi issima. para q ue made ria de eve ria t anto delas, o saber, na ponta do os sd dos dd deos, e das l ing guias do ss br roc h es q eu f a ze ze mao serpente do q da ue l home espenhol man dam am

curiosa coincidencia se as houvesse, visto eu a todos do uno mundo ter acabado de falar sobre alguns , muitos, dos passos que sao necessarios dar neste dominio

cu do ur rio da sa da da coin co inc id en cia, se as homem uve ess , vaso i to europeu primeira de todos, do un circulo do no do mundo, tereda aca ab ad circulo de f al da ar s ob rea al gun ns , mu it os dos p ass os q ue soa ne c ess sa ar saurios rui os do quadrado da ar, o dar nest e do mini circulo

como repararao, no final dos textos hoje publicados e abaixo deste, aparece via uma linha de ontem da hillary uma referencia, a jean de vigo, um belisismo realizador frances que foi como muitos outros nbanido em seu tempo, e que fez um fime que se chama anjo azul

c omo rato ps ep epa par rato do arao, no fina al do quadrado os dos te x t os, home do jornal oje, pub ub lic cado br se ab ba ix circo do quadrado de este, ap par rece da via do ia, uma da linha de on te made ria da hoi do ll ary, ar delta do soares, uma refer ren cia a primeira jean de vigo, um bel li sis mo rea al liza dor fr anc es q eu forte do oi c omo mu it os de outro nba ban nid circulo em s eu te mp circulo, e q ue de fez primeiro fil mec ue se ca sec da chama do ham da manha do anzo azul,

ora ali estava uma vestida de azul, na plateia que me pareceu belissima, sauave racha na saia, que certaemmte a colecta aumentaria se me viesse visitar a casa, como contribuinte, quero dizer, para que nao ficam a inventar as bestas

circulo do ra al ie est ava , uma vaso est id da primeira de aul x angulo, na p la da teia, q ue me par rec euroepu do bel iss sima ima , sa uve na s aia, q ue ce rta em n te primeira do ac da primeira colecta, circulo ole cta, au men tar da ria do paulo do ia, semem vi ie ess vaso isi sitra primeira do ac circulo da asa, com circulo conti do segundo vas ine nete, quadrado da ue do ero, di se rato ps para q ue en cao f icam priemria a inventra, in vaso en tar do ventos, a s b e sat das bea ts do sc das bestas do circulo do irc do culos

e como todos sabem , se eu prefiro o almiscar, nada trago contra beleza dos rapazes em geral e mesmo em particular, nao poderei nem contudo considerar um ou outro, o que apresentava o tal demorado estudo que parecia ser de coisa nenhuma, como dizia um outro depois, nos aqui nas financas temos uma aplicacao que soma os rendimentos dos casais e os divide por dois, genial, certamente inventaram o abaco

e c omo como tdoso o sabem, se ueorpeu do pr e forto do rio do circulo da al mis car , na ad da primeira da cruz do rago, contra da bel e za dos ra p az es em ger al e me sm circulo em p art tic cu al rato ps, n cao pode rai ne mc em tudo, c on s id der ar rum de circulo do vaso de um outro, o que ap r ess en t ava o t al demo mora ad circulo est vaso do , q ue par rec cia ia ser dec o isa ne en homa uma , c omo o di zorro do ia, um do outro de depois, nos saqui na serprente da financas t emo serrpnte de um ap lic cacao q ue s oma os ren di men t os dos ca sa ise os di de vide, do castelo do bode, por do is g en eni al , ce rta tam am que mente on vaso en t aram do circul do abaco, ab aba ba aco co

pois a puta era indiscritivel na imagem da sau loucura, cabelos pintados como um capuchino, oculos de tartaruga negros e pesados, com umas incriveis torceduras do bico que se abria com um cherne e falava e pouco ou nada dizia, a nao ser a linnha do comentario da ana do carnmo, que apontava entao a besta ser o tal responsavel de um tal relatoiro, que me terao feito para em tramar

p oi isa primeira puta, ar e ra indi sc rit ti iv do el na ima ge made ria da s au da lou cura, cab dos elos pin t ad os c omo primerio capo puc chino ino, o cu lo os det art rta tar rug primera negros e ps pesa sados, com uma sin c rato ps iv ei is tor ce duras, fr, da bica, q ue se ab ria ia com primeriodo cherne, durao, e f al ava e po vaso co , circulo do vaso un ad da primeria di zorro do ia, ana circulo sera a lin n home da primeira do com en tar rio do io, da na da co car rn moque ap pao en t ava an ato priemira vbesat s ero cruz al,. rato ps es pona ave al do primerio , de um t al rato el la tori io q ue me te rao circulo f ei to, para em cruz rama am mar da r

se bem me lembro do anzo azul , a historia nao e muito abonatoria, da tal anja, mas quem sabe talvez seja um supresa do coracao ao coracao

se b em me l emn br oi , do az azul, priemria hi st toi can tor tori , primeira nao e mu it o ab bona nato tor ia dat al anka anja, gata da ar do beck, masque em s abe, o sabe, t alve zorro do seja, um s up presa do cora racao , primeira do cir vaso dez cora rac sao

crimes grandes se desvelam aqui suas putas, crimes para tribunal penal internacional, que e onde sereis conjuntamente com muitos outros a quem fazeis broches, acusados!!!!

c rim es g rand es se d es vla lam , primeira aqui do ki, s vaso do as das putas, c rim es do para do tribunal pena al intre na cio na al, q ue e onda se reis, co em j un tamen tam am qua mente , com de muitos da mu it os docurculo do vaso ca cruz do delta roda rosa, ps, primeira aqui do ki do quadrado ue em f az ze is br roc h es ac usa sados das qautro s etas c rava d as no cha circuo, ou sjea china outra vez

quadrad da ue do ero da justica, cabo bor es , q ue vaso do ero, es sta s be es sat, q ue usa sam am circulo do ap par rec primieor do natal, deo es sat td circulo para foder, f ode der . a um., ac usa sados sao ds, ju primeiro dos gados e pr es os s eta , e os q ue ass si ml home espanhol man dam am tam am tambem , com p en as a g rava ad as do quadrado das quatro da pata do delta s eta

quero justica , cabroes, quero estas bestas que usam o aparelho do estado para foder a um, acusados, julgados e presos! e os que assim lhes mandam tambem , com penas agravadas!!!
key quarenta e um de londres, primeira parte

ah senhora sois bela

primeira ho, me s en hora oi aguia serpente be la

acabara de me aparecer num recente texto, em nome a que dais face e rosto e seio, e ontem domingo, dia onze , dei consigo,

ac aca av bara de ,e ap par rec e rn um rec en te e t x to. um no me primeira aqui da ue da is da face. e rp os to e seio da se do io., eon y e te , made ria domingo, dia onze, dei c on sig circulo

aqui era dia de eleicoes, e ao passar no museu de arte antiga mais eram as gentes para a exposicao encompassing the globe, porvavelmente porque estara a fechar, do que mais a frente em sao paulo, numa junta de voto

primeira do qui aqui ie ra do dia de el le lei cortez oe s se e a opa ass ar do no dos museus, de arte, fr antiga mais, e ram as g en t es par da rimeira, e x poso sic sao. en com p ass sin g t he do globe, por v ave le le, ne da net por q ue es sat ra , primeira fec homem da ar doque mai sa fr en te em sao paulo, br , numa june td da junta do boi do evo do vaso oto

tipicamente portugues este sentir e este fazer, de deixar andar ate ao ultimo minuto ou instante e depois correr antes da coisa fechar, correr, parado, fiquei eu a olha la quando a vi e correria sempre para seus labios, se neles morasse

a tipi cruz ip pica cam am que mente, poto g u ie s este se bn tir, e este fazer, f az rato ps, de de ix ar e ar primeira da teresa , primeira do circulo vaso do primrio da cruz do ultimo imo mini u to , circulo do vaso in st ante, e d ep o is cor rato e ra ante spanhola, do ac co isa fec h ar, aa, fic ue ei ip do para da ad o da primeira aol do home da primeira do bar do ra de la, qua anda primeira vi e cor re ra se mp re para se us la bi os se ene el es eu mora asse

sabes , me recordo agora ao instante desta escrita, de a ver numa foto de uma qualquer revista de social a caminhar por debaixo de um ponte com arco em paris, de jeans e oculos escuros, com um rapaz que trazia quase arrastado, com um ar assim meio furibunda, e de ter me ficado a pensar, que mosca a teria entao mordido

s abe es , me record circulo agora, a o em ns t ante de sta es circulo do ape da rita, de ave rato ps nu ma f oto de uma, q ual q ue rato renascenca, catolico, ct o lico, vaso ista de soci al ac cam min homem da ar por de ba ix o de um do ponte, com do arco em paris, de je ana e o cu l os es curos, com de um rapaz, q ue t ra z ia q u ase ar rasta ad o , co um da ar as si em me do io f ur rib un da onda , e de teresas me fi cado, br, a pen sar, q ue da mosca as mocas, primeria da te da ria en tao mor dido

ah bela menina de meu coracao, o tempo esta a mudar, a aquecer, outubro e um dia de pleno verao do tempo das nossas inocencias, se mais nao o somos, prenuncio das mudancas na casa grande e em suas habitacoes, ou seria a antecipacao de ve la assim com face de quem saia ou entrava em leito de amor, revolto em mar de grande paixao , daquelas tipo que nos deixam estupefactos como se os olhos ficassem a girar, face a maravilha do amor

primeira do home da be de la menina de me vaso cora sao, circulo da te mp circulo est aprimeira am mu quadrado da ar, primeira a aquecer, aa q ue ser, outubro, e um dia dep l en o da ave da vera de verao, dot em pod serpenet homem abi delta tca tacos, circulo do vas se da ria , prim ei 4 ra ante cip ac ponto da ave dd da gula do cao. de eve vela de la ass si em com da face, revista, dequ eu maior serpente aia, circulo do vaso en t rav a , em leo iro roto de am mor, rato ps evo primero da cruz da primeira em mar , de g rande pa ix a , paixa , di sc teca, da ue la s t ip o nos de ox am ete [r f aco sc omo se os olhos, fic ass ema gira da ira a ar, face primeira am mer ra re da ave da ilha dp am p do pr do rato do ato

na verdade sempre me recordo de si, em muitas situacoes , como se a menina vivesse em meu coracao desde sempre

na ave do abe verde dade se mp reme record e de si, em mu it as si tua o es, com o sea primeria menina vaso iv esse em me vaso cora , o a de sd es e mp re

acordara com a madrugada e saira para a rua com a manha ja quente, na manaus da pampaulha, pedi um palito, que me recordou uma lanca de duas ponats do ben hur, que os dois antigos iramso , arabe e judeu lancaram na trave do delta de fogo quando de novo se rencontraram, ao final do dia, o palito saia pelas pontas detras de meu bolso na nadega dirreita, e quando tirei como um menino, as imenas coias que apanhara no dia, se juntou ela em delta a um cartao dos telefonicos, es, do set da cruz inglesa da new da net cafe do ft das redes, do trablaho, na rede, feito na rua po;o dos negros, onde no verso trago mais umas notas sobre o ultimo tsunami no sudoeste asiatico, que as entranhas do packhard da bell, me desvelaram

ac aco rda dara com primeira da madruga gada. e sa da ira para primeira da rua, com da primeira manha, principe do circulo ave eta , a primeira quente, a ad j ani, na manaus da apmpaulha, pe di primerio pal lito can tor delta circulo, q ue da me rec o rayto top ps do quadrado do delta da ova do vaso do circulo uma lan ca, da ad do as das pontas , on a ts do b en homem ur, q ue od do is antigos sd iram serpente do circulo ar rato ps abe e judeu, lan circulo dag gula na t rave do delta de fogo, qua anda de en ovo se ren c on r ra aram , primeira do circulo fina al do dia, circulo do palito, do falo duplo, din gato do tp do popo do don gato saia p el as das pontas, dan;as do cio, de delta cruz ra serpente de me vaso do bo l s o na ana da ad dega di rat rei cruz primeira , e qua nada de um menino do ti do rei com o primeiro. as si em menas co ia serpente q ue ap pan hara np do dia, sej un to vaso el a em delta, e um cat ato dos da telefonica, es, do set da crzu inglesa do net cfe das redes, dot ra ab la ho, na red , feito, na ruca do po circulo da dag dps negros, omdanp pber do verso. do ove de sp, t rag mais , um serpente das notas s ob reo u t i imo do ultimo tsunami. mo do sudoeste, festival, a puta genra da puta do cavaco. as iat tico q ue as en t ra anhas do p ac ck hard homem ar quadrado da be ll, me d es vela aram ram am

que tinham feito um clone, de que me perguntava ao escutado no espirito visto muitsas poderem ser as hipoteses, talvez mesmo do pc, ou muito pior, um replica de mim, um ocultado, como nas vezes tenho escutado, um que se ecnontra ocultado, ou ainda, mais prosaicamente, um passe com um clone na aplicacao do blogger, feita na vespera no cafe da intrenet na rua do poucos dos negros

q ue tinha do ham da am. feito, primeiro circulo do primeiro do one, deque da me do per funt cruz ava , ao es cu t ad circulo, no es pi it o, vaso is to mui it sas pode der rem ser as das hipo, h ip o te s es, cruz alve zorro me sm o do pc, o vaso mu it circulo top pi do circulo do rato da di vi sao do or, um da replica, de mim , um o culta ad circulo, com o nas vaso e zorro es t en ho es cu t ad, a inda pro rosa aoca cam am que mente, primerio p asse com um do circulo do one na pali cacao do blogger, do ob ll gato do ger, usa, feita, na vaso es pera do no do cafe da int rene net na rua dos poc os do c pc os dos negros

em frente ao museu de arte antiga, onde em vespera tinha visto uma estranha semelhanca induzida numa noticia de franca da parte do chirac, que mostrava de cima , um picado geral, u,a semelhanca com os elemntos de ferro da grade, onde em dia recente se dera uma leitura, dizendo que o louvre ia devolver tres pecas ao egipcio, sem mai nad deizer, a nao ser remeter para este assunto, imensa gente por ali se encontrava em bicha esperando a entrada para a exposicao

em fr ente. primeira do circulo do museu de arte, antoga, omda e, vaso da es pera da tinha vaso is to est cru anha s emel do homem anka, indo zorro id da primeira, nu ma not ti cia de fr anca da p arte do doc home ira da rac, q ue mos t rava dec ima, primeiro picaco cd circulo ger al. vaso ua semem primeiro homem anca com os el dos elementos, de ferro, ps, gato ra de , omda e, dia rec en te sed der ra primeira da lei tuta, di zend do q eu docirculo do louvre,. ia do evo primiro do ver, das t r atas es p eca sao egipcio. e gip cio do io, se made ria do mai na ad de ize rato ps , ana circulo ser reme teresa para este ass s un t o. i men sa g en te por al li se en c on cruz rava em bic h a , es pera ando da primerira entrada, para da primeira da exposi;ao, ajuda, lapis lazuli, e x posi do circulo da dag da gula da sao

je, ecoara no espirito ali ao passar, o cio que estava montado, focado numa bela rapariga que me lembrou uma outra, ali poisada na ramap de acesso ao museu, je que acara de ler em outros poemas da poesie surrealiste, o livro frances, que me relacionara com corsarios e piratas, mais a frente um casal eslavo, talvez russo , me pedia uma indicacao do musues, perguntando, aquele ali, amarrilo, sim, aquele ali , o ama mar do elo amarelo, ou seja china,

je e co ara do no do es pi do rito, ali, ia circulo da p assa ar , circulo do cio do io, q ue est ava montado, foca ad numa be la ra par riga q ue me lem br circulo do vasp, a ip o isa sado na ram da ap, do porto de lisboa, lis boa, ac esso do museu. je, q ue aca ra do ler, viegas, e emo de outros poe ema serpentes da poe es s ie sur rea al is te , do circulo do livro frnces, q ue ,me rato el la ac cip cio na ara com dos corsarios e pi rta serpentes, mais isa primeria fr ente , de um ca s al el l avo, cruz alve zorro russo, me ped di ia , uma indiaca do cacao dos museus, per gun t ando q ue dele al e ia am mar rato ps da ilha do primeiro do circulo, o am am mar da ar do elo amarelo. ou use seja da do circulo do home da do ina

ia a te sao paulo, a uma loja de cash converter , a ver se encontrava um pc por um dollar, mas estava fechada, uma cobra do cabo, imasa desrenrolava de um t aereo, e caia e se estendia pelo passeio com uma das pontas quebradas, uma imensa cobra das comunicacoes tv cabo e net, certaemnte, ali ao pe da escoa da etica, um carro descapotavel, um mazda prata debaixo de uma racada entre os predios antigos, que e o home da ligacao ao espanhol da ova do vaso da serpente da oto, na junta de fregesia, ao voltar, dei de caras com o coutinho, irmao da cristina que baixou os olhos ao comigo se cruzar, e que por ali deve morar, e em frente ao iade, nuam esplanada, dei consigo, e meus pelos do braco se puseram em pe a ve la

ia primeira pc ima , io da cruz do ur ru zorro, da escola, beslan. rta ricardo prata da dop da p rta ue circulo primeira td do coutinho, do circulo do co do mig ar em me us visao

ia primeira te de sao paulo. a uma, loja dec ash converter, ave rato ps se en c on t raia , primeiro pc, por um do quadrado oi rato, dol ar, lll, mas est ava fec h ad da primeira, uma cobra do cabo, ima sa d e s ren rol ava. de um da cruz aereo, ar reo, e c aia e se est en di a , p elo p ass seio do io com uma das pontas. q ue br ad as , mas si men sa cobra das serpentes das com uni ca;oes e cruz vaso tv c ab o, circulo da net, se rta em n te, ali , primeira do circulo ao ped , da primeira da escola, es c ola, da etic tica, de um carro descapotavel, di esca capo do pot ave , um maz da de p rta, ricardo prata, de ba ix o de um ra ad a da arca , en t reo os pr e di os dos predios antigos, q ue circulo do homem da liga da sao , primeira do circulo do espanhol, da ova do vaso oto, na jun , primeira td e fr e g es si ia circulo vaso o l tar ar, de id e caras, revista, com do circulo da tinha do coutinho, ria am mao da cris st n i g ual do ina q ue bao ux circulo do vaso os olhos, primeria do circulo co mig , circulo se da sec ruza russa, do zorro da ar, e qi por ali do quadrado eve mor ar, e em fr ente , primeira do circulo do tripe do iada, nu am es pala anda de co ns sig circulo, e em me us olhos do br ra circulo da dag da gula do circula da se, p use ram, e, pe ave la

ah que bela esta, se a beleza sempre e luminosa e nos fala, o muito belo masi claro sempre nos mostra e conta como um claro canto, tronco despido, a camisa branca complementando as cores maconicas, em moviemento, como andando em alta velocidade como um metro, ou um carro do bienvenuto meytafisica, a figuiracao do peito e do seio o chapeu de coco, como saida de seu ventre a simbolizar, a gravidez que saira do ventr , a cobra inglesa dos bums, a ecoar num pormenor de um dos meus recentes videos, onde a minha mao no inicio acentua esse emesm, mesa, facto, um imagem clara da id do leoa, como se ve numa posicao figurada pelas duas maos, assim me confirmar o espeirito no depois, a imagem dela, coco chanel, c h ane do anel do media, o traco como um negro carril descendo sobre o seio e tapando o bico, o coco, como imagem de ingaltera, e tambem de all t hat do j azz, az zorro, milo s do for man, voando sobre um ninho de cucos, historia de loucos noemias e normais loucos, quanto assim se pode escrever, e historia tambem de liberdade, e de revolta, contra um grande sistema repressor,

primeira do homem q ue eb la e sta, sea da primeira ab be ele da za se mp re e lu mino sa, e no serpente do fala. circulo do mu it circulo do segundo elo, anel, ma sic primeiro aro se mp reno os mos t ra e conta circulo omo do primeiro canto, can to, cruz do ronco, do quadrado does sp pido , id do circulo da ca misa br aca co mp lem en cruz anda as das cor es maconicas, em mo ov v ie e men to, co o e dn ado em alta do ove do velo do elo da cidade, ra di do io da cida dade, com do circulo de um do metro, circul do vaso do primeiro carro do be en c en to me delta tt a fi sica , a figo racao da primira do circulo da pie t o , e do serpente do ie do circulo , o cha , p ue do cco , com o serpente can tora de s eu vaso n cruz rea s im boli z da ar, primeira gravidez, g rav id dez, do q ue sa da ira do ov en cruz rat ps, primeira cobra inglesa lea serpente dos bums, a e co ar, nu primeiro por men circulo do ps, me is rec en t es vaso id , e circulo, onda da primeira am amo, no do cio do io ac en tua, esse, e me sm da mesa, madrid, f ac ato, uma mai mage ,made ria da clara, da id do leo da primeira, com o se eve nu ma posi sic sao, figo ira ad a, p le as di as maos,. assis em me c on fr ima mar ar do circulo da primeira do carril, d es c en do s ob reo seio da se do io, e tap panda, circulo do es [ei do rito, ps, no ep o is, a ima mage madeira dela, coco da do circul da ane do primeiro dos medias, a fr, or ra da dag da gua do aco com do circulo de um negro, carril, india, d es c en do s ob reo do seio, e tap pando, circulo do bico, circulo do coco, com ima mage madeira de in gal te ra, e eta tam am tambem. de a ll , c ru zorro hat do j az z, milo, cam, serpente da for man, vaso circulo ando, s ob reo de primeiro nin ho, de cu cos, historia, de lou cos noe em mias se da norma da si, id dos loucos, qa un to ass si madeira se da pode da ode es c rato ps eve ra , e historia tam am tambem., de liber dade e de rato evo primeiro da cruz da primeira revolta,. c on t ra um g rande sis t ema rep pr esso sor ser

coco chanel, number da ester e la fii ce, o coco cod , ba aca l h au, do circulo do home da ane do anel, nu maior do segundo do rato da estrela, fi do ice, o u sj , bes lan, da lan do segundo espanhol, do ft espanhol

circulo do bico, e tambem circulo preto e negro, da p da dop do ac ard ck. do x k do bell, e esta relacionado com as refrencias que emerfiram das entranhas de meu pc, masi algumas que ainda nem foram ainda publicadas

c irs culo do bico, e eta tam am tambem, do circulo preto e negro, da p dado da dop do ac da ard da ck, do z kapa do bell, com uni hapa dos cacoes, do be onze, e es sta rato ps el la ac cio na ad o , com as ref fr rem r en cia s da estrela fi do ice, circulo vaso do sej, bes lan da lan do se gun do do do espanhol, do ft es pan hola

key quarenta e um, emergira das linhas do ivro de poesai frances, no seguimento da ad dj do j da ani, e parece entao maia apontar um eixo franco ingles, como eu proprio dizia no video onde o leio, assim fui ver de novo o video, quarenta e um e dele extrai a seguinte sinopse

ka delta qua ren ta . e primerio em mer dato ira das lin home as do iv ro de poe es sa e fr anc es no se gui men to , o da ad da dj do ani ie, par rc ce en tao da maia, p omn tar primerio ei do xo dp nuno franco, em ingles com o eu pro p rio do zorro do ia no vaso id e circulo onda do circulo le do io ass si em f vaso oi eve rato ps de en ovo circulo do video, qua renta e um dele , e x tcruz rai, primeira da se gui int e sin circulo pse

a frase no video, diz mai ou menos isto, comme moi, moite francais , moite englais,

primeira fr ase no video, vasio id , e circulo di zorro mai, maio, luis maio, circulo do vaso men os is toco , to co com me emo oi , mo it e fr anca cais, no it e ingles la is

o video comeca com uma conversa em ingles com sir alex, cujo nome se reflecte tambem no alex, guitarrista portugues, um, jogo com o ronaldo, frente a uma equipe espanhola em que eles perderam,

circulo do v, fiat , italia, com eca co, uma do circulo em versa, ver sa, porto, em ingles primeiro es spa pap espanhol com do sir alex, al le x lex, cu jo no me se ref for mula one e ct te tam am tambem, no al e x espanhol da spa do pedro antonio vasconcelos, gui tra rato ista porto gi es , primerio , j do ogo, co, circulo re i g ual em aldo, fr ente . a uma, e q u ipe es pen da hola, da onda, q ue deles per der ram

a ideia de operar o real com base no desiquilibrio provado no contrario, para que o outro lado se afirma, que se calara nao e a melhor, como se ilustrara num anuncio do bes, raparigas, nao sabe, futuro, sabe que estara num pais estrangeiro onde se fala ingles, mas que as economias, essas sim, sabe que estarao no bes, ou seja uma imagem que aparecera numa campanha, antes do jogo, com uma nitida inversao de valores humanos. e que era , um bocado com a obra ao negro, assim dava o exemplo

priemira id e ia ad e opera ar do aro, do ane l, circulo re da ela de la com base, he ro ina, no do desiquilbro, d es sic quadrado vaso primeiro v aso ar eta br circulo,. por vaso ad do circul no c on t ra rio, para q ue do circulo do outro lado, se a fr ima , q ue se cala homem ra, canarias, nao e a mel hor, com o se e vaso ar eta primeiro us cruz st ar primeira, nu primeiro do ano da un cio do b es, ra par rigas nao s abe, fu tut ro, s abe, o sabe, q ue est tara ar da primeira, nu primeiro do pais, tvi,. est rane it circulo, onda se do fal, do ingles, ns masque q eu as e c on mia serpente , ess as sas si maderia sabe, s abe, q ue est arao no bez, o use seja . uma mai mage madeira q ue ap par rec cera numa cam p anha , ant es do j ogo, com um ni t id a, in versa sao, de valor, jornal, terceiro espanhol humanos, e q ue era , um bo cado com da primeria da obra ao negro, margarida, y ou c en ar, ass si ma deria da ava do circulo, e x e mp primerio do circulo dez

a imagem do guardiola, com a chiclet, nome de uma cancao de uma banda do porto, no sapato, na relva, descrita em pormenor aqui no livro da vida

a ima ma made ria do dog ga ar ard di do io da ola, com a primeira ca do ac chi circulo le cruz, no me mede , uma can sao, de uma do ban dop orto, g rito bo sa pato, na re primeiro vaso da primeira, d es sc circulo da rita, e, por men circulo do ps, a qui no primeiro vaso roda david, da judaica, merche

chiclet, tambem simbolo de explosivo em goma

chi c le cruz tam am tambe, s em b olo de e sp primero serpente do ovo em mg oma do os do ivo

a chave de londres, e o passe na camara clara na rtp, com o tal rapz portugues que esta em londres, ligado aos satelites, e um ex ministro psd, e o mapa com o traco vermelho do circulo do dn, espelhado num dos circuitos do bang e olusfen, onde eu vira, o diagrama do metro em londres,

primeira do ac home ave de londres, e o circulo do passe, na cam ar ra primeira da clara na rtp, rata do tp, com do circulo da cruz al do tal rapaz porto gues, q ue e sta em londres liga do gado da primeira do os dos ste lit es, e primeiro x mini st ro psd, e circulo do mapa com do circulo da cruz ra do ponto d dag da gula do ove vermelho, doc irc culo do dn, es p el homa ad circulo nu primeiro dos circuitos, do bang , segundo , ingles, e circulo primeiro vaso ar eta do us forte ingles , onda eu do vaso da ira, circulo do diagrama, do perservativo, perse ser vat iv circulo do ivo, actor, do metro em londres

o trono inclina do reizinho, o tal da imagem do saco do colegio moderno, ou seja da familia das bestas socialistas, o do manto vermelho de sangue, preto e branco, arminho, ou carminho, e coroa com tres pontas amarelas, ou amarrilas, ou mna, grupo, ruizinho, um rapaz que morava na av eua da america, onde se passaram algusn eventos aqui descritos, como um balde de tinta no meio do acesso do tunel do carros, que levou um autocarro a uma manobra perigosa, pele de lontra, ou seja brasileiro do lontra, zona da ar, marta, da marta do ps, ao lado do polica ingles ruiva , id dada no ultimo video,

circulo da ot rato ps em circulo, inc l ian do rei zorro em hm. ho, circulo da ot da al da ima mage maderia, do saco, ps, o do colegio moderno, circulo use seja da f am mi l ia das bestas socialistas, circulo do manto da ove vermelha de sangue, russia, pb ar minho , circulo do vaso do car minho, da carminho, e co ro da primeira do ac com cruz rato espanhol das pontas am mar el as , circulo do vaso am mar rato das ilas, circulo do vaso man, gato do rupo do ruizinho, um rapaz, q ue mmat mora ava aba da av da eua , da am erica, onda se p ass sara ram am al g is sn, eventos, a qui d es c rito serprntes, com do circulo do primeiro bal de t int da primeira no me do io do ac esso dot une primeiro doca ar aros serpente, q ue l evo vaso primeira autocarro, a uma, man ano ob br ra per rig os a , pele, de lontra, circulo do vaso seja use, , do brasileiro, dol em cruz ra, zon ad da primeria da ar , da marta ps, dam am art da marta do ps, aol ad do circulo do pol e ca ingles da tui, ruiva, id dada ano vaso primeiro cruz imo , vcas id e circulo

marta, grupo llansol, gabriela, gabriela sobral, tvi, arieiro, imagem do dostoievsky , crime e castigo, na estacao de comboios que me levou a aveiro a ver a marta do blog , a minha alma, eixo da mulher futurista, e do governo e da justica, imagem recente do tal secretario ladrao da justica, por detras da mulher fantastica, capucho , socrates, convento dos capuchos, franciscanos, fatima lopes, estilista, financeiro da fatima lopes, paris, convento , mafra, as botas, os militares de mafra, e a queda do aviao, o chassi do carro amarelo carocha, com vidros vermelhos, ou seja sangue, e chave do delta do tsunami

mar art rata do gato rup do circulo da llansol, primerio do onze da lan do sol, jornal, da g ab do delta br ie el la do sobral, s ob br ra da tvi, do arieiro, da queda da ponte enytre rios, ponte en ny cruz re rio serpente, ima mae madeira do quadrado do os toi can tor cn, ie vaso do sky, saki, circulo do rim do crime e c as t e gato do circulo , na est ac ponto da dag da gula sa da ad da ode do comboio, do com do boi is o q ue me l evo ua a ave ira, primeira av ra da marta do blog, am mim homa da primeira da alma, paris, ei xo da mul her do futuro rato ista e do dog do governo, e da jsutica, ju st tica, ima ge made ria rc rn teresa do dot da al secreta rio do ladrao, a da justica, por det ra serpente da am dam mul do her ds fantas tica, porto, cap mota, cho, do socrates, c on vento ingles, mini tornados, ca ap puc ho is franciscanos, da fat ima do lopes, es sy esu til ista, fina ce do rio da fatima do lopes, paris , c on vento , ma fr ra, as das botas , os militares, de ema da mafra, e a primeira da queda do aviao, circulo do cha assi id da doca do carro am mar do elo ca rocha , com do vas id , circulo vidros vermelhos, circulo do vaso use seja do sangue, e circulo do home maior da ave do delta do tsunami

diagramava eu em meu caderno, o beijo invetido do ab que as bestas do dn fizeram com base no que viram aqui em casa, na imagem do pinoquio, do socretes na estante do quarto de meu filho e que no dia seguinte aparecia por mao das bestas na capa do dn, e assim se desenhou entre os presentes e os figurados , cruzando as duas imagesn, o delta da cruz invertida e inclinada do tridente do home do falo inclinado, a cruz do socrates e do policia ingles do jorge sampaio, o ruivinho, o do governo para do traco da justica. no delta das tres sementes do capucho e do casal fantastico, ruizinho, saint exupery, a rapariga da rtp, o, e xe pery , circulo do ac tor,

di ia gato rama da va europeu, em me vaso cade ratorn do no, circulo do bei jo em vaso vertido, do ab q ue as das bestas, do dn, fi ze ram com base, he ro ina, no que vaso iram a qui em cas na ima gem made ria do p ino qui do io circulo, do soc rato ps r cruz espanhola, na eta sn te do qua art rt circulo de me vaso fil ho, e quadado do vaso da ue, do no do progma da rtp, do dia seguinte, ap par e cia por mao das bes sat ts serpente, na cpa do do dn, a ass si em me sede s en home do circulo do vaso en t re os pr es s en t es e os figo ra circulo ds, circulo ruaz ru usa as di as ima he es sn, circulo do delta invertido, e inc lina a d dao do tridente, chiclet, do home do f alo, inclinado, gb, primeira do ac da cruz russa do socrates, e do poli cia do ingles do jorge do sam pa aio do io, odo circulo do rui do vinho, e do dog do governo, para dot ra do ponta da dag da gula do circulo da justica, no do delta das tres sementes doc ap mota cho , e do ca s al do f any t as tico , do terror em nova yorque, queda das torres, rui zorro em ho, sani t exu pey madeira da ma rapariga da rtp, rata do tp. e xe do pery, c irc culo do ac tor

circulo cd ds do elo do traco ingles do traco ingles do soc do ra te e spa duplo vaso da hol do capucho, os bracos grandes da teresa, o s en hor fantas tico, o s en hor dos filmes de terror, do fasntas tico, se is do circulo rta, do fantas, traci ingles do al mod circulo de ovar, ovo da r, o de ovar, w all , prim rei do io do bico , br roche do w da al, a gil serpente espanhola do traco do pi do ano, pedro w all est stein, traco do pi do ano,

circulo do irc do culo do cds , cd ds do elo , dele, dot ra da dag da gula do circilo ingles do cos co ra da teresa, e spa do duplo da ova do vaso da onda do cap puc ho, mota do nata al. ps br alos serpentes g rand es da teresa, circulo do os do s em hor rf fantas tico , os sm en hor dos filmes de te rr circulo do rato, ps. do fa sn t as tico, se is do c irc do culo da rta, do fan t as ingles do al mod circulo de ovar, ovo da ar , ode ovar, w all prim rei do io, do bico, do w da al, primeria do gil serpente es pan da hola dot ra da dag da gula do circulo do traco do pi do ano pedro w all est sete te in,. cruz ra do ponto da dag da gula, ua, o do pida , o pide , o do ano

olhei entao o quarto em sue todo, para ter uma vsiao mais abrangente desta cio e deste ab do dn, que depois deu em mai s um tsunami, sob o signo da figura que ali esta, a unica, falming da june do muse do museus, da arte do mer gato do vaso primero do natal de ponce, ou seja das loto ria serpentes do ponce, homem da rtp, se nao me falha amemoria, e ponce, espanha, ou seja do loto, da extracao em espenha, ou seja atocha, e p da ep do once, fo fute b o l

circulo do primeira do he do ei do en tao do circuo do quarto, em s ue todo do para da teresa, uma vaso cia de siao, mais ab range g en te de sta do cio do io e do quadrado de ste do ab do dn , q ue d ep o is do quadrado do vaso em mai, serpente do primiro tsunami, serpente ob do sig gn no do figo ra q ue al ie es sta, a unica, a f al ming, da june, dom use do museu serpente da arte do mer do gato do to da ova do vaso prim ero da dana do nata da natal, na cruz al, de ponce, circulo do vaso use seja, das serpentes da loto ria, qaudrado da primeira e c cruz da rac da sao em es pen home da primeira , circulo do vaso use do seja em ato da tocha do cha, e p da ep do onze espanhol do gato do futebol do delta e sgundo do circulo do primeiro

fla am ming da june, uma refrencia a anais nin, e a seus contos eroticos, uma referencia tambem a maria de medeiros que fez esse papel e por tabela a Uma , que tambem entrava nesse filme, salvo erro como ruiva, ou seja um fala que e parecida com a Uma, talvez uma filha do ponce,

f la am ming da june, uma ref fr ren cia a na is do nin , e primeira se us contos ero ticos, uma ref fr en cia tam am tambem primeira da maria de mede mad ria do iros serprnte do q ue de fez esse do pap do el, ele por t abe la a uma, q ue tam am tambem en cruz rava ness e filme s alvo e rato ps do ro com o circulo da ruiva, c irc u do circulo com da ruiva, um de fala, es, q ue e par rec cida com da primeira da uma, t alve zorro de uma da fil do home da primeira de ponce, a p do once, dos jogos espanhois, rata do triunfo do porcos

am men en do io da aguia usa da deusa africana, na cabeceira da cama da madona, do rumi, e do cab do elo deo judeu, do cavalo empinado , ferrari italia, nazare, rtp, nascimento de jesus, sobre o tapete do piano vemrlho com teclas maconicas, nova s ze lan do dia, do angulo da casa pia. da asa da hidra do avai, aviao. cat da al da do ina, o home do inicio do plano media, em angulo dos carris do verde mulato. o mulato do pen do pev, ou brasileiro

o x das duas sete a da ahuia americana da deusa africana do radiador da terceira, por detras da cabeceira da cama onde madona faz o cio de rumi, e do da cabala, o judeu, sobre o tapete nas cores vermelhas com pontilhado negro, cores astro argentum, com filete de teclas brancas e negras, o tap pet do pi do am ano, dois mil e cinco, nova ze lan di a, do dia do cavalo empinado.

circulo dp do x aguia americana sd ni di ie do angulo das duas penas, em dois meil e dois mil e tres, vermelhas do astro do ricardo prata, primeira as br ab c ase

circulo do x do as das duas das setas cc cu c ru z ad as, das s etas, primeira ad da primeira da aguia am mer ric ana, usa, da de usa a fr ric ana do ra di ad dor da terceira, por det ra serpente sd da primeira da cab bessa ira, a da ac dc cama onda da madona , f az circulo do cio do io do ru mi, e do da cab ab da bala, do circulo do judeu, s ob reo tap pete na serpente das cor espanholas vermelhas do astro do prata, pr rta do ricardo, ar g en t um, com do filete, das musicas, de tec primeira as br ancas e negras, com do ponti da ilha do empinado

i
key de londres segunda parte

kapa e delta del on do quadrado da segunda , gun do rato espanhol se homa un da ap da arte, fr

italia, nazare, a lenda do rei e do abismo, e a marca da ferradura na rocha, como a marca da besta, ou seja o cavalo do rei da besta, no nascimento do jesus, do ida do angulo da casa pia, da asa da hidra do aviao cat al ina, o homem do plano media, em seu inicio, ser is horu serpente do angulo de duas penas, d cristal cor de rosa, feito ao pai e ao filho no geres, em sua meninice, dois mil e a dois mil e tres, assim aponta a espada, ao horus, se da di, a rapariga das pousadas vestida de sedas chinezas,

it al ia do nazare, luis, pt, ou nazare, cantora, priemria da lenda do primeir en do dado da dor do rei do ie, e do abismo, ab is mo e primeira da marca , dama rca, da ferra da ad da dura, na roc home da primeira, com circulo da primeira marca da besta, circulo do vaso use seja da dor do rei da b e sat, sata, acores aereos, a besta, no deo do nasciemnto e do jesus e do dia , id da perimeira do angulo na casa pia, airculo ass pi da primeira, da asa da hidra do aviao, a catalina, cat al ina, circulo do home do plano media, em serpente europeia em cio do io, ser os do horus, serpente do angulo de duas penas, quadrado dc cristal, sw we do veja, br, cor de rosa, ps, f ei cruz do circulo da primiera ram do maior rato do mr do circulo do fil ho, o do roubo do filho no natal, nata al, primeira, do no do geres, em serpente da ua da men da nini se, do is ,maior da ile, e primeira da ad circulo do is ,maior da ile e cruz rato espanhol, ass si em ap da ponta primeira es pada, primeira do circulo de horus, da seda di, a ra pr rig da primeira das pousadas, vaso est id da primeira das sedas chinezas, circulo home ines in se zorro as

ze zorro espanhol, do bang no o lu s f en do diagrama do metro, da seera metalica de cortes, da cobra das marimbas mocambicana, e do toten, vibora espanhola, das ilha argas, verdes com prateleiras castanhas, seios africanos, o bang o lu s f en que inclinou a cadeira do trono, no metro de londres, frequncia da estrela da morte, uma guerra entre estrelas, condensadores de lithium, ou seja com passes com drogas que se usam para tratamentos antigos das chamadas doencas mentais, calmantes, ou equivalente, dados aos malucos,

ze do zorro , es pan da hol, da onda, quadrado do ob do bang segundo ang no do circulo da lu serpente do forte ingles, do diagrama do metro, dia gt da rama do metro, da see ra mer al e ca de cortes, do ac co br a das mar rim bas moca cam bic ana e do tot en da vi da ib de bora, es pan da hola, das ilhas da argas, ar gb as, verdes com da rac, pr a tele da iras da serpente cast anhas, se do ie os do seios africanos, circulo do bang do circulo do primeiro do vaso da serpente do forte ingles que inclinou, q ue inc lino vaso, primeira do ac da cade ira, do t ro em circulo, do no do metro de londres, fr e q uen cia da est rata el ad da primeira morta, mo rta, primeira guerra entre esterlas, conde en sado dor espanhola de lit hi do primeiro, circulo do vaso use do seja com dos passes com drogas, q ue se usa sam, para rac da cruz rata em men cruz os antigos can tora, da sc ham madas do emn do ponto da dag da gula as men tasi, men tais, br, c al man t es , circulo deo vaso , e qui iva lente dados , primeira do ps dos malucos, do hospital psiquiatrico

tem esta linha da drogas em espanha, um outro eco pelo rajoy, pp, que sera abordado em maior detalhe, o tal projecto dos duzentos anos de vida,

te maior e sta da linah d drogas em espanha, um outro e co p elo do ra do alegre, principe do circulo do delta do pp,. q ue se ra ab bor dado em ,ao rat tp de eta al alho. circulo do t al do pro ject circulo do quadrado do os uz zet zen do os do ano, ser ente sd da vaso id da primeira

o condensador , conde dena do sado, da ad da dor, ant espanhola do massa, o italiano, ou a brasileira da massa ferro, da italaina do ferro do ps, rela;ao cas pia , paulo pedroso. o veu dos leds, li ds ove acento do europeu vaso, marimbas de mocambique, a cobra indiana da pedra da cal;ada. teresa calcada, imagem da matanca em beslan na biblioteca dos olivais, carrilho, ps. de novo, e ainda uma referencia a morte de teo. o que foi morto, holanda, van gogh. vam gato duplo do circulo do home da holanda, holanda,

ponto do conde da sa da dor, conde dena do sado, da ad da dor da ant es pea e hola, do massa , circulo do italiano, circulo da ua da brasileira, cafe, dama serpente sa do ferro, ps, da it ala ina do ferro do ps, a do tribunal da relacao, do ponto da dag da gula da primeria do circulo da cas pia do paulo pedroso, circulo do ove italiano, do vaso europeu do veu, dos leds, le ds, primeiro id ds, do ove do ac en cruz do circulo do europeu do vaso soda das mar rim ba serpente, demo cam do bique, cic ue, bic, primeria do ac d cobra br da primeira indiana, in diana, a da pedra da c al do ponto da dag da gula ad da primeira da teresa c al do ponto da dag da ima ge made ria da mat e ponto d adag da gula da priemria em beslan, na bi sgundo do lio do io da teca dos olivais, do carrilho, ps dedo do circulo do home da holanda , hola lan anda

holanda que e tambem sobrenome do francisco buarque, o multao, ou com francisco de buarcos, ps, um multao, o costa,. o macaco, do oma caco, o oma partido, o nelson do rodrigues, o escultor, ferro rodrigues, o almirante ingles do ferro do rodrigo do circulo do jorge do sampaio, do toten, revista espanhola , vibora, a vibora do toten, ou seja vibora de espanha, ou seja, a vibora que mordeu atocha, a primeira tocha, ato do cha, ato da china, ato da ac homam do ina

nata dd dona da nata de la, de dois mil e cinco, primeiro tsunami, do fr do falcao do isco, di duplo do use seja do prim miro do iro espanhol es s y t da pr as do oe dp rato ps do td dido, om do men

ho nata ba al cruz , da gula da a lan da anda q ue e eta tam am tambe, s ob br en circulo om me do fr anc isco do b ur a q ue, circulo om mul do tao , circulo do vaso fr anc isco de buarcos, ps, duplo, um mul tao do circulo do costa, circulo do vaso da gula do ponto do macaco, do oma caco, ou seja o que partiu o oma, circulo do nelson, doro quadrado rig vaso espanhol do circulo do es cu do primiro tor escultor, fr ferro do ro do rodrigues circulo do al mir ante ingles kapa do priemir espanhol, do ferro do rodrigo, cunha, do circulo do jorge do sam pado io, dot ot en da rata, e eva vaso ista es pan home de la, vaso ib bora, circulo do ra, primeira vibora dot ot cruz en , circ ulo do vaso seja da vibora de espanha, circulo do vaso use seja, primera vibora quadrado do eu ruc mor do quadrado da primeira da tocha de atocha, ato doc homem da primera da ac homem ina, ato do a c h om em om am do ina

assim terminava em meus apontamentos esta visao masi completa sobre o quarto, depois do ab do dn, com a participacao da besta do socrates e do capucho,

ass rato ps da primeira p da art do delta da mota da dn dona nata da cruz da al, da norte sul

ass si made ria teresa mina ava em me us ap ponta tamen t os e sat vi uisa sao, ma si co m prim rato rai da i le da cruz do quarto, cama da s ob reo circulo do quadro, d ep o is do ab do dn, com da primeira p art do delta ti cip ac cao das bes bea as da cruz do soc rat es e doca ap puc ho, da mota do na t al

como se desvela neste texto e nao so, parece isto apontar, um guerra entre estrelas, como a base e os ingredientes destas matancas, um bocado como a ideia que explicava a adjani no penultimo video, comparado a guerra de outrra em franca entre os catolicos e os protestantes, que comecara como todas as guerras, por motivos bem masi prosaicos do que os que depois na historia os homens chamam tambem para os justificar ,e uma outra guerra em dois mil e tres com a vaga do calor

c omo da sed es vela net e tc x te nao serpente do circulo, pa rece is to ap pinta ar rato ps, um gat ue da eta era, en cruz re est rato e as com do circulo da primeira ab ase, e os sin ingredientes, ingre di ie en t es, de sta serpentes das matancas, um bo cd br, cic circulo, com da circulo da primeira da ideia, q ue e xp lic ava da primeira da ad dj da ani, no pen vaso si do primeiro da cruz imo ultimo, vaso id e circulo, com mp para da primeira da guerra deo de outra em franca , fr anca, en cruz reo os catolicos e os por t est ant es , q ue com e ponto e circulo da gula ara com do circulo de todas as g u ee ra serpente spor, roma, por mo t ivo serpente aguia em ma sip por pr s a ics , doque os q ue d ep o is na ni st tir da ira os home do omn en ns circulo do ham d manha tam be, par os j us tifo foca cc cat e uma g ue ra am do is maior da ile e teresa art serpente com da primeira da vaga de calor, c al circulo do rato, ps

e por est razao voltei atras para fazer a analise desse mesmo video do qual extrai os seguintes elementos

e por est ra ax aza do circulo vaso circulo do primeiro da ie da teia, at ra serpente para f az ze rato rell time, a ana lise, do quadrado do esse me sm o ov vaso id e circulo do q ual est x rai os se gui int es elementos

assim me rezou,
ass si made ria mer rex , rato e zorro do x , xo vaso

mas q ue , de eta ile, cruz rato esapnhol, ero tic ue, on vaso oi cruz l es y ux quadrado, angulo serpente de y e ux, nao se eve primeira id la masque, do si dd dois circulos, por cima da lua invertida sobre a rosa, l une in ver se, rose, ps, o uve rata da turra, la vaso ie, circulo serpente de est be au ux, p o ur ca, la vo ile, me me te mp rid e au ux ero t is mo, vaso isa sage, es pe cif e q ue , vaso da isa do ge da universal, univer as l, e di it tora, dan serpente q ue de la charge, c arga ero tic ue do quadrado eve vie en cruz, crist, cristo, o artista que embrulou a pont neuf , ecce homo, serre, cache, cristo e cruz par to vaso cruz, to us le serpente do home do om en ns, dan s to us le s e t r es des univers, treciro do maestro do vinte e oito, cai cinza na cam is ola da zara, se ve na imagem o vale do semi arco, fdesenhado pelo canape, c ana ape, como um delta que en t ro un a montanha do oi do irao, a ima ge m da montanha de n eve br anca

a imagem da cimeira da onu, no palco azul cor de croma, como uma folha dobrada em angulo, que se refeltia numa outra aqui em lisboa ano mosteiro dos jeronimos, no tempo da assinatura do tratado de lisboa, tambem aqui descrita, olho o desenho que fiz dessa passerelle, da cas das nacoes, sarkozi, em cima do palco ao lado direito de lado , esta desenhado com um coxo, com uma perna masi curta que a outra, como um pirata, a bruni, sai do palco descendo e um traco os liga, como uma alavanca ou prancha de saltar nos navios dos piratas, ou nas piscinas, e enla se ve , um quadrado, ou o quatro delta de fogo figurado pelas suas pernas em passada abertas, como o poema do alibi, que escolhi ao calhas para a adjani,

primeira ima ge made ria da ci me ira dao un, no do pal co do azul cor dec circulo de roma, com uma da fil homem da primeira da dobrada, f ei joe s, em ang gula , q ue se ref efe fel t ia numa mao de outra primeira do qui aqui do ie, me kis sb boa do ano, do mosteiro dos jeronimos, no te mp circulo da ass sin tura da cruz rat td do circulo de lis boa, tam am tambem a qui do quadrado de es circulo da rita, olho circulo ode do quadrado es sn ne nara al, que de fi zoro dessa da passerelle, p da casa das meninas, p ass ser rato da elle, a da revista, da cas d as na do ponta do gula do o es dot vas do baroa do sark oz ze, em cia am dop al co, aol ad circulo direita del ad, circulo em me sta d es seba hd circuo com do primeiro do circulo oxo, com uma pe rna ma si do cu rta q ue da primeira de outra, com circulo de um pi rata , da primeira bruni, sa id circulo do palco, d es sc en do e primeiro t ra ponto da gula do circulo os da liga, da coxa, com circulo de uma al de ac can ca de avanca, circulo do vaso pr anc homem da primeira de s al tar nos sn ac cios do s pi rta serpente do circulo do vaso un as das piscinas, e en la se da ase de eve, primrio quadrado, duplo circulo do vaso , o quatro do delta de fogo figo ra ad o p el as ps u as per nas em passsada, louca ab bertas rta serpente, com do circulo do po da ema do alibi, q ue es coprimrio da hi para da primeira da ad dj do j ani

circulo do durao dec coa supremo tribunal s en hor fantas tico dos fat os dop p laco durao, da uva do sarkozi, do vaso da cruz do barao, barao, tambem nome de terra no algarve ao ped do local onde a maddie desapareceu

durao de coast que chega com a uva , parece ele trazer bracos demasiados compridos, como o senhor fantastico, e um outro traco figura o falo do ariente que entra na costureira que faz os fatos especiais para os fantasticos, a modista, com um cabelo em popa, as tres figuras em cima do palco, p al aco, durao , uva e sarkozi, fazem um delta entre si, e carla dele saindo, como que o eleva, ou como se estivesse elevando um pirata coxo,

quadrado do ur dp cao dec coast, da campanha, cama da ap da puta da anha, a do icep e do tal fotografo ingles pago pelo erario publico a peso de oiro, co da primeira do st, upremo tribunal, do quadrado da ue da chega, combate de bois, com da primeira da uva, mulher de durao, pa rece, grupo banqueiros do admastor, ele, cruz ra aze se rato ps br ra do ponto da faca os de maia, si ad os co mp rid os com o s en hor fantas tico, e um outro da cruz do ra do ponto da faca do circulo figo ra do circulo do falo, f alo do oriente, q ue en cruz ra na cos t ur iraque q ue fa os fat ts os es pe cia is para do os fantas tico, primeira am mode ista , com de um cab do elo em pop primeira, as da cruz es figo ur as em c ima do p p la aco do durao da uva e do s arkozi, serpente arco ark kapa circulo do oz das comunicacoes, f az ze mum primeiro delta ene cruz net re s ie e car al dele sa indo, com o q ue do circulo da el da eva, o u com o se est iv vaso do esse ee el ava van do primeiro pi a r a t circulo oxo, br

adjani, ad dj ani, la barbe comme ca, la pirta ba rb e com meca, pro b le me de l angulo euax, eu ax , c it ro en, ou falta dela, visto fal ar mo s d e sec as, ca ble de video, vaso id e circulo rig gide, o u seja , f uz ile iro, zo di aco, ba rb e semem la ante , s en sa javali, j ava li, poc cao magic a, d ro gas,

imagem da rodas de seis do socrates com os punhos enfiados nas cloacas, imagem do grupo do ps dos abusos infantis, sete quatro sete, ou seja tambem processo operativo da queda do jumbo, zorro sex da cruz do circulo , om, barco , ferrugem, cargueiro, russo, ruille, rui ilha, rebites, r e b bit es, na outra ponte da america, e agora numa outra, p eca da capital, da mola quase em aro fechado

ima mage madeira das rodas, de se is do socrates, soc rate do rato ps espanhol., com os do p un ho os, serpente, en fi fia ad os sn as das cloacas, a dez , acas, sima ge made ria do do g do rup do circul do ps dos abuso infantis, ab us os in fan ti serpente, sete , quadrado do set, circulo do vaso use seja t am tambem por roc esso pera ratto ivo, da queda, do j um bo, zorro do serpente ex da ac c irc u o ru zorro do circulo, om do bar co do ferro ru ge mc argue iro russo rui onze ilhe fr, r e b bit es na outra ponte da am america, e do agora numa o u y t ra, p do pe dao circulo da ad da primeir da di sc co teca da capital, da dam am mol la onda, q ua ase em aro f rof, tel f one. homem ad circulo, e cha ad circulo

decapados, dec capa decca do , kapa do dec cado br do ps, pado os, primarios, pr ima mario soares serpente, rebotes, das cancoes dos barcos, br aco s e da s sereias, r e b do bit espanhol, trocas quimicas com a agua salgada., cruz roc as quimicas, com da primeira da agua s al gada, banho de agua doce para tirar o sal, ban ho, da agua, do ce para ti tit ar do aro do sal, cv, cabo verde, estaladicos, crunch, est ala ad di do ponto da faca do os do c run unc homem, fatos homens ra, fat os ho ome men en ns ra, kusku, kapa is sk serpente kapa do vaso, punhos ps, p un h os do ps, regra universal, maconico da universal, univer s al, do sem fim, do para fuso, das horas e dos ponteiros. p one, pome me it te iros , nuclear, imagem, ou seja da queda da sa das torres, morte por afogamento, mo rte por a fog g am en to, e das mortes masi terriveis, e da sm maior da orte serpete ma si terri vaso ei seda , china, ventre do maior vaso da es dos peixes, se d cilia, g ene se da vida, v id a, do filme americano, am mer do ano da cia, do abismo, ab is mo, ab do iss, panico, pam ani nico, terri vaso do el do conselheiro, c on sele hiro, c on tag io do pan nico, ima mage made ria do carregado, carre do gado, pot en cia a l e m n teca do carre do gado, fr, com um fosforo, com do circulo do primeiro f os foro for primeira, sangue fr ria ia, pot en cia al ene r ge etic o das emo c o es, pe cado deo rato ps g u l ho, ajuda , mc, inter rna cio na al,

uma das componentes do anzol do ab do ps feito pelo dn, nat tal capa socrates e cap u cv ho, com base num pormenor deste video,

uma das co mp p one en t es do anzol, do ab, do ps, feito pela p do dn, cm base, he o ina, nu primeir por men circulo do rato do quadrado de este cruz ser rp do pen da teresa

mais ou menos ao quatorze minutos, os dedos desenham um delta em posicao aquela que a puta mor do supremo depois reflectia, ref for mula one set in, numa foto aqui abordada, com um outro el lem neto, dn, um sg azul. a id, dedos do sg azul, que au ip pa rece uma ban anan ana, ou seja um falo dos carris nba , na montanha da neve. normas, norma ton, serpente, acidente do vai e vem, ac acide dente do vai e vem , no natal, na cruz al, norte sul, pde mairo do omnes, uma pancada aoos quinze qua tor ze, colada, c ola lada, es co pro do rebites, r e b bit es, ima ge made ria dos electicos, vinte ie oito, maestro, epidemia das automoveis pedras nas pontes, tp estradas, ep do pide em mia do ia, familias ausentes, simetria, regular, separacao, f am me primiro ia serpente, au use en t es , re gular, o da separacao, s epa par da racao, gb centesimais, c en te sima mais, unidade de conversao, un id ad dede dec on ver sao, teria vindo do outro lado da europa, te ria do vaso do indo do outro lado, do grupo da europa, alemanha, al le lem da manha, ca usa rea al , emo , defeciencia, do quadrado efe da cie en cia, per si, s u post tp, o acide dente, norma, pe rinhas i guais, gemeas, laranja e igual a nos, primeira dos nos, mao ha duas iguais em p rin cip io, mao do as ih vaso do ua is em p rei ein cip do io dos chips. ch do chi do ps, micron, micro cos do pico, acoes, lu g ar da casa das ma quina. norma liza ac sao dos para cho q ue es, suv, serpente ultra , sport ingles, viol, j ipe s, para da primeira hor da cidade, peso e al tura. ariete, cas pepe ino ferro ge made ria, si mi la ari dade com a ima ge do cargo ue iro, o homem do pal do cio onda eu de via es star a dor mir com a min do home da primeira na mora ad primeira, o u seja, o amado, luis, men ti vaso da mane da mentira, rato ps es gate de cabo verde da mar rinha russa, not ti cia das ra par rig gas q ue pe di iam, v inte t rato ps ipe. qua renta e se is da pancada, na rapariga americana, baile do terremoto, ba d ponto do faca da ile dot teresa rr remo moto,

espectro, es pe ct ro da medula, dam med do vaso la, medula, cobra k un dali, operacao a medula, a narrativva da serie americana de um organizacao secreta, onde a bel e levada para um cargueiro de um organizacao de terroritas tipo espectro e onde gravida e sujeita a uma operacao a medula, dizendo lhe que e para seu bem.

me vaso la , pera rca racao am me dud la , am ana renas rat ti vv, da primeira da se da rie do rato do ie americana de um da organizacao secret rte, onda a bl, ele eva ad do circulo do para de um dc cargo ue iro, de um da organizacao dos terroristas, cruz ipo es pe ct tp e pn onda g rav id da primeira do ior, e serpente u je it a, opera rac racao primeira medula di zen dol do he, q ue e para s eu be maior

estranha linha esta que aflorou, pois remte para o carguiero russo, e para o submarino russo tambem, e tras uma semelhanca com o que se passou no parto do francisco no hospital s francisco da xavier,

est ra da anha da al ina he es sta q ue a flot mula one ro do vasp ,. p o is rem teresa para do circulo doc ar gui eo ie do ero russo e para do circulo do serpente ub mat ino russo tambem., e cruz ra serpente , uma semem emel home anca do com do circulo do que se passou, no do parto pa rt do circulo do fr anc isco no do ho spi t al serpente do francisco cod ad axa av ie rato ps, xavi e rato

alemao s ub marino, tvi, essa besta, de sta ave zorro do louca, a lan;ca anca. o primeiro do mil dos duzentos, madrid, dos trinta e quatro milhoes, finaceiros , advogados, estranheza de saber logo que era esse o montante , caso da criancas, confusao de grelos, tudo apontava uma jogada politica, no comicio, acabei de vir da pj, porque sei que uma parte veio, inicializacao da saga da pj., tambem se passa a pente fino, va se quixar a polica, sua puta, poemas franceses, lettre quarenta e um, quadrado do primeiro ministro it ro outra vez, a puta do tal secretaio para a justica, video quarenta e um,

al le lem da mao da serpente do os do submarino, s ub do marino, t vi , ess ab bes t da primeira da seta ave do zorro deo louca, a lan , do ponto da faca ca da anka, o primeiro do mi primeiro dos duzentos em madrid, d os da cruz rin da cruz da primeira e pata cruz romi dos milhoes, fina ce iros serpentes dos advogados, ad vaso do circulo gados dos advogados, est ra anhe e z ad e de, o saber, l ogo q ue e ra do ess se doc circulo mon t ante , caso da c rian anc ancas, sin fu ussa sao, de grelos, gato reto ps elo serpente, tudo, ap da ponta ava ua da jogada, poli tica, no do comicio, co mic do io circulo ab bei b ei, de vi rato ps da p do principe, pr inc c ipe, por q ue s ei q ue da uma p da arte, fr, veio, jason, mason, ina al lza cao da sa gato da p j, qua da ren da cruz primeira e primeiro do quadrado do primeiro ministro, mim si t ro circulo da outra ave do zorro, vaso id e circulo qua renta do primeiro

falo eu no video da manha na rtp canal dois, programa da clara , camara clara, com o tal rapz prtugues dos stelites que esta em gb e um tal ex ministro, o tal mapa do circulo do traco vermelho do dn sobr os circuitos, a inducao do bang and olusfen, a abertura da maquina, o trono inclinado, asa hidroviao, casa pia outra vez, tejo. antigo do treceiro do circulo, na apolonia, minas, plutonio, sub do trinta da luz, ferrugesn, trafico de substancias radioactivas, plutonio., cadeira do sam na alamenda da mesa, madrid, gloria efemera, ist. no da almeda das obras do metro, manto vermelho, lontra, discoteca, s bento, ar, simbolo da realeza, trovante, delta do bico no rectangulo. flash na abertura da maquina, circuitos , linhas de metro em londres, super fi cie, londres, paris, arrebentamento em londres, eletronica , frequencias, litio, peca da chave de afinar trasnsistor, chuveu e ficou tambem ela ferrugenta, o livro esta no canto quarenta e um, vaso bei te vaso do arpao, do vale do azevedo, la guarida, seis, j k key, kennedy, a chave de j k key, estdden/se no tempo. e satelites, um traco vermelho , a linha do mapa do circulo do dn,

falo do alo euorpeu no vaso ie e o da manha na rtp c ana anla do primerio dodo do is, do pro gato da rama da clara cam ar da primeira clara,. com do circulo da cruz al rato ps ap zorro, pr tug u espanhol do st tel lit espanhol. q ue e sta e, m gb e um da cruz da norte sul, e di tora, e x ministro, ota al do mapa doc irc do culo dot ra o ponto da faca circul odo ve vermelho, russia, do don s ob br ps os circuitos, primeira inducao, indu sao do bang e do lu s f en , primeira ab rato da tura dama q vas ina, circulo do trono, do rei , inclinado, cin lina ad circulo , da asa do hidra do aviao, c asas do pi da primeira de outra ave zorro, do tejo, ant ti gato do circulo dor rec e iro deo treceiro do circulo em santa apolonia, minas pluto ni do io, s ub di it rn cruz primeira da luz, ferro rug s en cruz ra fi code s ub stan cia seroente ra di o activa , revista, da silvia cunha, a falsa ruiva, com o mesmo nome da da voz, vaso do oz, do iva da serpente do pluto ni do io, cade ira do s am na ala men d ad da primeira da mesa, madrid, gato loi ra efe mer da primeira , ist, no da la med das ob ra serpente dos metros, man to vermelho, lontra, di sc teca de sao bento, ar s im b olo da rea le za dos trovante, delta do bico do no do rec tam da gula flash, for mula one ash, na ab rato ps da tira da dama q u ina, c irc cu it os, fr e q ue en cia se litio, p eca da ac homem ave, dea da primeira da fina, ar t ta sn sis tor corculo do home uve vaso europeu e fi co do vaso tambem dela, ferro g en cruz primeira , circulo do livro es sta no do canto, qua renta e do primeiro vaso bei teresa eva vaso do arpo circulo, da ova do vale do azevedo, la g uar rid primeira da se is do j da kap key, de kennedy, ac homem ave de j kk e delta est td dd en , seno te mp circulo e sata al lei it a es , primeiro cruz ra do ponto da faca circulo do vo vermelho, aa ina home do mapa doc irc do culo do do dn

litio , um segredo da maconaria com novente e nove anos, assim era contado numa coluna do cesar montreiro, em cujo titulo se lia, uma nodoa na cinco de outubro, sentidos multiplos cono tudo, sempre, a republica, a rtp e uma outra que logo me subiu da memoria, uma mulher de uma manha que ali se estampara na esquina do ministerio da educacao, e esmagara creio que um rapaz, uma imagem , assinatura de um angulo ali feito no ministerio , a da edu cc cao

pr ie miro it io , primeiro do segredo, da ma da macon ma aria da ria, aveiro, com de ano de noventa e nove, e en ove ano serpente, ass se e m e r a co ny a, numa da co l una do cesar mone one t iro do realizador, monet rio, em cu jo tito primeiro do circulo de dez, se da lia , uma do nod do circulo na ac c on code de outubro, historia de subamarinos nucleares entre as duas potencias quase em guerra, s en t id os mul crux ip l os cono tudo, se mp rea rp pub ub lic da primeira da rtp. e uma outra q ue do l ogo, me s ub e vaso dame me mor do ia, uma mul her , uma da manha, q ue ali ise se est tam ap do para, a es q vaso ina, do mni s teresa sada sd primeiro do rio, porto, da edu cacao, br, e es maga ara ra , circulo reio do io, q ue de um ra paz , uma mai ma ge madeira ass sin at tura primeira, d um ang vaso do primerio circul o al li, feito, no do ministerio da educacao, do cao da cris st ia do coutinho

miguel bombarda, o medico encarregue da organizacao civel dos maconicos na instauracao da republcia que morreu com quatro balas no peito a lembrar, a cruz no peito de livecencho no hospital em londres, um aparente ex doente dele, como se escondeu na altura, um militar que estaria por detras do ritual desse segredo feito com doentes mentais

mig vaso do el do b om br ad a, o u da bombarda, moni uni nica cao, circulo do medico dao rato, ps, gato ani iza sao c irc ul oi vaso do el, dos maconicos, na e em ns cruz da aura racao, da rep pub ub primeio da cia quadrado da ue mor reu, com quatro bal as no do pei to al lem br ar, primeira ac da cruz, no do peito de l iv e c en cho no do hospital em londres. um ap pare rem te e x doente dele, com circulo se es conde vaso na al tura, um militar q ue est raia pr det ra tp ps serpente do ritual, da cobra do segredo, f ei to com doentes men tais, br

lojas, quatro pilares, e triangulos, tres, e em relacao de sete

lo, primerio do circulo dez qautro, tvi, pi ila ares es e cruz rai ab gula bg, ba ck ground, e em rato p relacao, , ponto da faca da primeira dao , circulo do cv, circulo do sete,. jornal

circuitos impressos, c rc cu it os em press os, com da revista unica cacao, imagem da ilha, mdf, contraplacado maritimo, c on t ra ap lacado, laca ad circulo, pato a pequim, ou pata de pequim. do maritimo, mar rato it tim imo, o sonho dos homesn ligados pelos punhos, uma t en t a iva de asa s sin io, flor no tecto, fl formula one mor tec, em minha casa, entradas ie le gais, a do circulo da faca na latina europa na diogo do couto, o diogo do couto, mademoiselle, do per c en til varta, balsas, faro , lagos, casa de pasto, c da sas do sade do pasto, a imagem do quadro, a memoria da f ei ra de lagos da in gan cia, a bal a tor pedo, sobre os carris, com do circulo do fulminante, na noite de breu, que nao era nevoeiro, ou seja em londres, do bum em londres, dosi mil e cinco, o br rua co no l iv ro da vid a, velcro, vaso el do co dos sapatos do romanos

e continuava no video narrando o sonho que era imagem de uma ramadilha, um casal que pela voz me conduzia ao abismo, figura que equivale ao semi arco , imagem que vem desde o metro dos olivais e que aparecera de novo na cimeira da onu, de roma, hidra do da edp, do eletrico, o mexia, que e mencionado no video, ramo das novas energias, barragem turbinas, tres sem fim, o u o terceiro para fuso, dos submarinos, dos geradores electricos, tritiradores de care da carne, da cave

e conti no ava ab do ano vas id e circulo , na ar rand circulo do s on ho, natal, q ue era rai mage made ria de uma rama am mad ad di da illha , um ca s al q ue pela vaso do oz zorro me c on quadrado uz ia , primeiro do circulo do abismo, figo ra vaso do q ue , e qui do duplo quadrado do iva do vale , primeira do circulo do s emi , can tora do arco, ima ge made ria q ue eve vaso de sd e ac cimeira, da onu, de roma, hi id ra do, e, dp, do eletrico, circulo do me x ia, q ue e men cio na ad do no vaso , id e circulo ramo das no das ovas das ene rato gi as do bra rage made ria das t ur binas, t ratos es s em fi made ri , circulo duplo do vaso do tereceiro pra da roca, dos s ub marinos, dos ger ad dor espanholas el e ct rico serpente riti,tira ra ad dor esapanholas, dec ar e de ac da carne, o da c irc lo da ave da cave

o tempo para, fr ee ze, eu volto me e agarro me em dois pontas como em ra pp do el, pp es, e a image, aparecia depos no real na tal queda das pedras no curral das freiras nas ilhas, onde se via a dentadura sobre o alcatrao de uma tesrada que saia de um tunel da montanha, em s emi arco tambem, como de um comboio ou metro

circulo do te mp circulo do para do fr ee do ze, europeu vv vaso circulo do primeiro it circulo me e priemeiria o rato do ie do mr ia da primeira garra em do is das pontas, dancas, com em ra do pp do el, e primeira ima mage ap par rec cia ia, depos, no real, placido, na cruz al da queda das pedras, no do curral, circulo ur urral al, das fr ie iras nas serpenetes das ilhas, onda se via primeira dentadura, s ob reo al cat ra circulo, de um cruz espanha al ra ad da q ue s aia de primeiro t une primeiro da montanha, em s can otra tam am tambem, com o da ode do primeiro comboi, com od boi do io, circulo do ob vaso do metro

continua..
key de londres segunda parte

kapa e delta del on do quadrado da segunda , gun do rato espanhol se homa un da ap da arte, fr

italia, nazare, a lenda do rei e do abismo, e a marca da ferradura na rocha, como a marca da besta, ou seja o cavalo do rei da besta, no nascimento do jesus, do ida do angulo da casa pia, da asa da hidra do aviao cat al ina, o homem do plano media, em seu inicio, ser is horu serpente do angulo de duas penas, d cristal cor de rosa, feito ao pai e ao filho no geres, em sua meninice, dois mil e a dois mil e tres, assim aponta a espada, ao horus, se da di, a rapariga das pousadas vestida de sedas chinezas,

it al ia do nazare, luis, pt, ou nazare, cantora, priemria da lenda do primeir en do dado da dor do rei do ie, e do abismo, ab is mo e primeira da marca , dama rca, da ferra da ad da dura, na roc home da primeira, com circulo da primeira marca da besta, circulo do vaso use seja da dor do rei da b e sat, sata, acores aereos, a besta, no deo do nasciemnto e do jesus e do dia , id da perimeira do angulo na casa pia, airculo ass pi da primeira, da asa da hidra do aviao, a catalina, cat al ina, circulo do home do plano media, em serpente europeia em cio do io, ser os do horus, serpente do angulo de duas penas, quadrado dc cristal, sw we do veja, br, cor de rosa, ps, f ei cruz do circulo da primiera ram do maior rato do mr do circulo do fil ho, o do roubo do filho no natal, nata al, primeira, do no do geres, em serpente da ua da men da nini se, do is ,maior da ile, e primeira da ad circulo do is ,maior da ile e cruz rato espanhol, ass si em ap da ponta primeira es pada, primeira do circulo de horus, da seda di, a ra pr rig da primeira das pousadas, vaso est id da primeira das sedas chinezas, circulo home ines in se zorro as

ze zorro espanhol, do bang no o lu s f en do diagrama do metro, da seera metalica de cortes, da cobra das marimbas mocambicana, e do toten, vibora espanhola, das ilha argas, verdes com prateleiras castanhas, seios africanos, o bang o lu s f en que inclinou a cadeira do trono, no metro de londres, frequncia da estrela da morte, uma guerra entre estrelas, condensadores de lithium, ou seja com passes com drogas que se usam para tratamentos antigos das chamadas doencas mentais, calmantes, ou equivalente, dados aos malucos,

ze do zorro , es pan da hol, da onda, quadrado do ob do bang segundo ang no do circulo da lu serpente do forte ingles, do diagrama do metro, dia gt da rama do metro, da see ra mer al e ca de cortes, do ac co br a das mar rim bas moca cam bic ana e do tot en da vi da ib de bora, es pan da hola, das ilhas da argas, ar gb as, verdes com da rac, pr a tele da iras da serpente cast anhas, se do ie os do seios africanos, circulo do bang do circulo do primeiro do vaso da serpente do forte ingles que inclinou, q ue inc lino vaso, primeira do ac da cade ira, do t ro em circulo, do no do metro de londres, fr e q uen cia da est rata el ad da primeira morta, mo rta, primeira guerra entre esterlas, conde en sado dor espanhola de lit hi do primeiro, circulo do vaso use do seja com dos passes com drogas, q ue se usa sam, para rac da cruz rata em men cruz os antigos can tora, da sc ham madas do emn do ponto da dag da gula as men tasi, men tais, br, c al man t es , circulo deo vaso , e qui iva lente dados , primeira do ps dos malucos, do hospital psiquiatrico

tem esta linha da drogas em espanha, um outro eco pelo rajoy, pp, que sera abordado em maior detalhe, o tal projecto dos duzentos anos de vida,

te maior e sta da linah d drogas em espanha, um outro e co p elo do ra do alegre, principe do circulo do delta do pp,. q ue se ra ab bor dado em ,ao rat tp de eta al alho. circulo do t al do pro ject circulo do quadrado do os uz zet zen do os do ano, ser ente sd da vaso id da primeira

o condensador , conde dena do sado, da ad da dor, ant espanhola do massa, o italiano, ou a brasileira da massa ferro, da italaina do ferro do ps, rela;ao cas pia , paulo pedroso. o veu dos leds, li ds ove acento do europeu vaso, marimbas de mocambique, a cobra indiana da pedra da cal;ada. teresa calcada, imagem da matanca em beslan na biblioteca dos olivais, carrilho, ps. de novo, e ainda uma referencia a morte de teo. o que foi morto, holanda, van gogh. vam gato duplo do circulo do home da holanda, holanda,

ponto do conde da sa da dor, conde dena do sado, da ad da dor da ant es pea e hola, do massa , circulo do italiano, circulo da ua da brasileira, cafe, dama serpente sa do ferro, ps, da it ala ina do ferro do ps, a do tribunal da relacao, do ponto da dag da gula da primeria do circulo da cas pia do paulo pedroso, circulo do ove italiano, do vaso europeu do veu, dos leds, le ds, primeiro id ds, do ove do ac en cruz do circulo do europeu do vaso soda das mar rim ba serpente, demo cam do bique, cic ue, bic, primeria do ac d cobra br da primeira indiana, in diana, a da pedra da c al do ponto da dag da gula ad da primeira da teresa c al do ponto da dag da ima ge made ria da mat e ponto d adag da gula da priemria em beslan, na bi sgundo do lio do io da teca dos olivais, do carrilho, ps dedo do circulo do home da holanda , hola lan anda

holanda que e tambem sobrenome do francisco buarque, o multao, ou com francisco de buarcos, ps, um multao, o costa,. o macaco, do oma caco, o oma partido, o nelson do rodrigues, o escultor, ferro rodrigues, o almirante ingles do ferro do rodrigo do circulo do jorge do sampaio, do toten, revista espanhola , vibora, a vibora do toten, ou seja vibora de espanha, ou seja, a vibora que mordeu atocha, a primeira tocha, ato do cha, ato da china, ato da ac homam do ina

nata dd dona da nata de la, de dois mil e cinco, primeiro tsunami, do fr do falcao do isco, di duplo do use seja do prim miro do iro espanhol es s y t da pr as do oe dp rato ps do td dido, om do men

ho nata ba al cruz , da gula da a lan da anda q ue e eta tam am tambe, s ob br en circulo om me do fr anc isco do b ur a q ue, circulo om mul do tao , circulo do vaso fr anc isco de buarcos, ps, duplo, um mul tao do circulo do costa, circulo do vaso da gula do ponto do macaco, do oma caco, ou seja o que partiu o oma, circulo do nelson, doro quadrado rig vaso espanhol do circulo do es cu do primiro tor escultor, fr ferro do ro do rodrigues circulo do al mir ante ingles kapa do priemir espanhol, do ferro do rodrigo, cunha, do circulo do jorge do sam pado io, dot ot en da rata, e eva vaso ista es pan home de la, vaso ib bora, circulo do ra, primeira vibora dot ot cruz en , circ ulo do vaso seja da vibora de espanha, circulo do vaso use seja, primera vibora quadrado do eu ruc mor do quadrado da primeira da tocha de atocha, ato doc homem da primera da ac homem ina, ato do a c h om em om am do ina

assim terminava em meus apontamentos esta visao masi completa sobre o quarto, depois do ab do dn, com a participacao da besta do socrates e do capucho,

ass rato ps da primeira p da art do delta da mota da dn dona nata da cruz da al, da norte sul

ass si made ria teresa mina ava em me us ap ponta tamen t os e sat vi uisa sao, ma si co m prim rato rai da i le da cruz do quarto, cama da s ob reo circulo do quadro, d ep o is do ab do dn, com da primeira p art do delta ti cip ac cao das bes bea as da cruz do soc rat es e doca ap puc ho, da mota do na t al

como se desvela neste texto e nao so, parece isto apontar, um guerra entre estrelas, como a base e os ingredientes destas matancas, um bocado como a ideia que explicava a adjani no penultimo video, comparado a guerra de outrra em franca entre os catolicos e os protestantes, que comecara como todas as guerras, por motivos bem masi prosaicos do que os que depois na historia os homens chamam tambem para os justificar ,e uma outra guerra em dois mil e tres com a vaga do calor

c omo da sed es vela net e tc x te nao serpente do circulo, pa rece is to ap pinta ar rato ps, um gat ue da eta era, en cruz re est rato e as com do circulo da primeira ab ase, e os sin ingredientes, ingre di ie en t es, de sta serpentes das matancas, um bo cd br, cic circulo, com da circulo da primeira da ideia, q ue e xp lic ava da primeira da ad dj da ani, no pen vaso si do primeiro da cruz imo ultimo, vaso id e circulo, com mp para da primeira da guerra deo de outra em franca , fr anca, en cruz reo os catolicos e os por t est ant es , q ue com e ponto e circulo da gula ara com do circulo de todas as g u ee ra serpente spor, roma, por mo t ivo serpente aguia em ma sip por pr s a ics , doque os q ue d ep o is na ni st tir da ira os home do omn en ns circulo do ham d manha tam be, par os j us tifo foca cc cat e uma g ue ra am do is maior da ile e teresa art serpente com da primeira da vaga de calor, c al circulo do rato, ps

e por est razao voltei atras para fazer a analise desse mesmo video do qual extrai os seguintes elementos

e por est ra ax aza do circulo vaso circulo do primeiro da ie da teia, at ra serpente para f az ze rato rell time, a ana lise, do quadrado do esse me sm o ov vaso id e circulo do q ual est x rai os se gui int es elementos

assim me rezou,
ass si made ria mer rex , rato e zorro do x , xo vaso

mas q ue , de eta ile, cruz rato esapnhol, ero tic ue, on vaso oi cruz l es y ux quadrado, angulo serpente de y e ux, nao se eve primeira id la masque, do si dd dois circulos, por cima da lua invertida sobre a rosa, l une in ver se, rose, ps, o uve rata da turra, la vaso ie, circulo serpente de est be au ux, p o ur ca, la vo ile, me me te mp rid e au ux ero t is mo, vaso isa sage, es pe cif e q ue , vaso da isa do ge da universal, univer as l, e di it tora, dan serpente q ue de la charge, c arga ero tic ue do quadrado eve vie en cruz, crist, cristo, o artista que embrulou a pont neuf , ecce homo, serre, cache, cristo e cruz par to vaso cruz, to us le serpente do home do om en ns, dan s to us le s e t r es des univers, treciro do maestro do vinte e oito, cai cinza na cam is ola da zara, se ve na imagem o vale do semi arco, fdesenhado pelo canape, c ana ape, como um delta que en t ro un a montanha do oi do irao, a ima ge m da montanha de n eve br anca

a imagem da cimeira da onu, no palco azul cor de croma, como uma folha dobrada em angulo, que se refeltia numa outra aqui em lisboa ano mosteiro dos jeronimos, no tempo da assinatura do tratado de lisboa, tambem aqui descrita, olho o desenho que fiz dessa passerelle, da cas das nacoes, sarkozi, em cima do palco ao lado direito de lado , esta desenhado com um coxo, com uma perna masi curta que a outra, como um pirata, a bruni, sai do palco descendo e um traco os liga, como uma alavanca ou prancha de saltar nos navios dos piratas, ou nas piscinas, e enla se ve , um quadrado, ou o quatro delta de fogo figurado pelas suas pernas em passada abertas, como o poema do alibi, que escolhi ao calhas para a adjani,

primeira ima ge made ria da ci me ira dao un, no do pal co do azul cor dec circulo de roma, com uma da fil homem da primeira da dobrada, f ei joe s, em ang gula , q ue se ref efe fel t ia numa mao de outra primeira do qui aqui do ie, me kis sb boa do ano, do mosteiro dos jeronimos, no te mp circulo da ass sin tura da cruz rat td do circulo de lis boa, tam am tambem a qui do quadrado de es circulo da rita, olho circulo ode do quadrado es sn ne nara al, que de fi zoro dessa da passerelle, p da casa das meninas, p ass ser rato da elle, a da revista, da cas d as na do ponta do gula do o es dot vas do baroa do sark oz ze, em cia am dop al co, aol ad circulo direita del ad, circulo em me sta d es seba hd circuo com do primeiro do circulo oxo, com uma pe rna ma si do cu rta q ue da primeira de outra, com circulo de um pi rata , da primeira bruni, sa id circulo do palco, d es sc en do e primeiro t ra ponto da gula do circulo os da liga, da coxa, com circulo de uma al de ac can ca de avanca, circulo do vaso pr anc homem da primeira de s al tar nos sn ac cios do s pi rta serpente do circulo do vaso un as das piscinas, e en la se da ase de eve, primrio quadrado, duplo circulo do vaso , o quatro do delta de fogo figo ra ad o p el as ps u as per nas em passsada, louca ab bertas rta serpente, com do circulo do po da ema do alibi, q ue es coprimrio da hi para da primeira da ad dj do j ani

circulo do durao dec coa supremo tribunal s en hor fantas tico dos fat os dop p laco durao, da uva do sarkozi, do vaso da cruz do barao, barao, tambem nome de terra no algarve ao ped do local onde a maddie desapareceu

durao de coast que chega com a uva , parece ele trazer bracos demasiados compridos, como o senhor fantastico, e um outro traco figura o falo do ariente que entra na costureira que faz os fatos especiais para os fantasticos, a modista, com um cabelo em popa, as tres figuras em cima do palco, p al aco, durao , uva e sarkozi, fazem um delta entre si, e carla dele saindo, como que o eleva, ou como se estivesse elevando um pirata coxo,

quadrado do ur dp cao dec coast, da campanha, cama da ap da puta da anha, a do icep e do tal fotografo ingles pago pelo erario publico a peso de oiro, co da primeira do st, upremo tribunal, do quadrado da ue da chega, combate de bois, com da primeira da uva, mulher de durao, pa rece, grupo banqueiros do admastor, ele, cruz ra aze se rato ps br ra do ponto da faca os de maia, si ad os co mp rid os com o s en hor fantas tico, e um outro da cruz do ra do ponto da faca do circulo figo ra do circulo do falo, f alo do oriente, q ue en cruz ra na cos t ur iraque q ue fa os fat ts os es pe cia is para do os fantas tico, primeira am mode ista , com de um cab do elo em pop primeira, as da cruz es figo ur as em c ima do p p la aco do durao da uva e do s arkozi, serpente arco ark kapa circulo do oz das comunicacoes, f az ze mum primeiro delta ene cruz net re s ie e car al dele sa indo, com o q ue do circulo da el da eva, o u com o se est iv vaso do esse ee el ava van do primeiro pi a r a t circulo oxo, br

adjani, ad dj ani, la barbe comme ca, la pirta ba rb e com meca, pro b le me de l angulo euax, eu ax , c it ro en, ou falta dela, visto fal ar mo s d e sec as, ca ble de video, vaso id e circulo rig gide, o u seja , f uz ile iro, zo di aco, ba rb e semem la ante , s en sa javali, j ava li, poc cao magic a, d ro gas,

imagem da rodas de seis do socrates com os punhos enfiados nas cloacas, imagem do grupo do ps dos abusos infantis, sete quatro sete, ou seja tambem processo operativo da queda do jumbo, zorro sex da cruz do circulo , om, barco , ferrugem, cargueiro, russo, ruille, rui ilha, rebites, r e b bit es, na outra ponte da america, e agora numa outra, p eca da capital, da mola quase em aro fechado

ima mage madeira das rodas, de se is do socrates, soc rate do rato ps espanhol., com os do p un ho os, serpente, en fi fia ad os sn as das cloacas, a dez , acas, sima ge made ria do do g do rup do circul do ps dos abuso infantis, ab us os in fan ti serpente, sete , quadrado do set, circulo do vaso use seja t am tambem por roc esso pera ratto ivo, da queda, do j um bo, zorro do serpente ex da ac c irc u o ru zorro do circulo, om do bar co do ferro ru ge mc argue iro russo rui onze ilhe fr, r e b bit es na outra ponte da am america, e do agora numa o u y t ra, p do pe dao circulo da ad da primeir da di sc co teca da capital, da dam am mol la onda, q ua ase em aro f rof, tel f one. homem ad circulo, e cha ad circulo

decapados, dec capa decca do , kapa do dec cado br do ps, pado os, primarios, pr ima mario soares serpente, rebotes, das cancoes dos barcos, br aco s e da s sereias, r e b do bit espanhol, trocas quimicas com a agua salgada., cruz roc as quimicas, com da primeira da agua s al gada, banho de agua doce para tirar o sal, ban ho, da agua, do ce para ti tit ar do aro do sal, cv, cabo verde, estaladicos, crunch, est ala ad di do ponto da faca do os do c run unc homem, fatos homens ra, fat os ho ome men en ns ra, kusku, kapa is sk serpente kapa do vaso, punhos ps, p un h os do ps, regra universal, maconico da universal, univer s al, do sem fim, do para fuso, das horas e dos ponteiros. p one, pome me it te iros , nuclear, imagem, ou seja da queda da sa das torres, morte por afogamento, mo rte por a fog g am en to, e das mortes masi terriveis, e da sm maior da orte serpete ma si terri vaso ei seda , china, ventre do maior vaso da es dos peixes, se d cilia, g ene se da vida, v id a, do filme americano, am mer do ano da cia, do abismo, ab is mo, ab do iss, panico, pam ani nico, terri vaso do el do conselheiro, c on sele hiro, c on tag io do pan nico, ima mage made ria do carregado, carre do gado, pot en cia a l e m n teca do carre do gado, fr, com um fosforo, com do circulo do primeiro f os foro for primeira, sangue fr ria ia, pot en cia al ene r ge etic o das emo c o es, pe cado deo rato ps g u l ho, ajuda , mc, inter rna cio na al,

uma das componentes do anzol do ab do ps feito pelo dn, nat tal capa socrates e cap u cv ho, com base num pormenor deste video,

uma das co mp p one en t es do anzol, do ab, do ps, feito pela p do dn, cm base, he o ina, nu primeir por men circulo do rato do quadrado de este cruz ser rp do pen da teresa

mais ou menos ao quatorze minutos, os dedos desenham um delta em posicao aquela que a puta mor do supremo depois reflectia, ref for mula one set in, numa foto aqui abordada, com um outro el lem neto, dn, um sg azul. a id, dedos do sg azul, que au ip pa rece uma ban anan ana, ou seja um falo dos carris nba , na montanha da neve. normas, norma ton, serpente, acidente do vai e vem, ac acide dente do vai e vem , no natal, na cruz al, norte sul, pde mairo do omnes, uma pancada aoos quinze qua tor ze, colada, c ola lada, es co pro do rebites, r e b bit es, ima ge made ria dos electicos, vinte ie oito, maestro, epidemia das automoveis pedras nas pontes, tp estradas, ep do pide em mia do ia, familias ausentes, simetria, regular, separacao, f am me primiro ia serpente, au use en t es , re gular, o da separacao, s epa par da racao, gb centesimais, c en te sima mais, unidade de conversao, un id ad dede dec on ver sao, teria vindo do outro lado da europa, te ria do vaso do indo do outro lado, do grupo da europa, alemanha, al le lem da manha, ca usa rea al , emo , defeciencia, do quadrado efe da cie en cia, per si, s u post tp, o acide dente, norma, pe rinhas i guais, gemeas, laranja e igual a nos, primeira dos nos, mao ha duas iguais em p rin cip io, mao do as ih vaso do ua is em p rei ein cip do io dos chips. ch do chi do ps, micron, micro cos do pico, acoes, lu g ar da casa das ma quina. norma liza ac sao dos para cho q ue es, suv, serpente ultra , sport ingles, viol, j ipe s, para da primeira hor da cidade, peso e al tura. ariete, cas pepe ino ferro ge made ria, si mi la ari dade com a ima ge do cargo ue iro, o homem do pal do cio onda eu de via es star a dor mir com a min do home da primeira na mora ad primeira, o u seja, o amado, luis, men ti vaso da mane da mentira, rato ps es gate de cabo verde da mar rinha russa, not ti cia das ra par rig gas q ue pe di iam, v inte t rato ps ipe. qua renta e se is da pancada, na rapariga americana, baile do terremoto, ba d ponto do faca da ile dot teresa rr remo moto,

espectro, es pe ct ro da medula, dam med do vaso la, medula, cobra k un dali, operacao a medula, a narrativva da serie americana de um organizacao secreta, onde a bel e levada para um cargueiro de um organizacao de terroritas tipo espectro e onde gravida e sujeita a uma operacao a medula, dizendo lhe que e para seu bem.

me vaso la , pera rca racao am me dud la , am ana renas rat ti vv, da primeira da se da rie do rato do ie americana de um da organizacao secret rte, onda a bl, ele eva ad do circulo do para de um dc cargo ue iro, de um da organizacao dos terroristas, cruz ipo es pe ct tp e pn onda g rav id da primeira do ior, e serpente u je it a, opera rac racao primeira medula di zen dol do he, q ue e para s eu be maior

estranha linha esta que aflorou, pois remte para o carguiero russo, e para o submarino russo tambem, e tras uma semelhanca com o que se passou no parto do francisco no hospital s francisco da xavier,

est ra da anha da al ina he es sta q ue a flot mula one ro do vasp ,. p o is rem teresa para do circulo doc ar gui eo ie do ero russo e para do circulo do serpente ub mat ino russo tambem., e cruz ra serpente , uma semem emel home anca do com do circulo do que se passou, no do parto pa rt do circulo do fr anc isco no do ho spi t al serpente do francisco cod ad axa av ie rato ps, xavi e rato

alemao s ub marino, tvi, essa besta, de sta ave zorro do louca, a lan;ca anca. o primeiro do mil dos duzentos, madrid, dos trinta e quatro milhoes, finaceiros , advogados, estranheza de saber logo que era esse o montante , caso da criancas, confusao de grelos, tudo apontava uma jogada politica, no comicio, acabei de vir da pj, porque sei que uma parte veio, inicializacao da saga da pj., tambem se passa a pente fino, va se quixar a polica, sua puta, poemas franceses, lettre quarenta e um, quadrado do primeiro ministro it ro outra vez, a puta do tal secretaio para a justica, video quarenta e um,

al le lem da mao da serpente do os do submarino, s ub do marino, t vi , ess ab bes t da primeira da seta ave do zorro deo louca, a lan , do ponto da faca ca da anka, o primeiro do mi primeiro dos duzentos em madrid, d os da cruz rin da cruz da primeira e pata cruz romi dos milhoes, fina ce iros serpentes dos advogados, ad vaso do circulo gados dos advogados, est ra anhe e z ad e de, o saber, l ogo q ue e ra do ess se doc circulo mon t ante , caso da c rian anc ancas, sin fu ussa sao, de grelos, gato reto ps elo serpente, tudo, ap da ponta ava ua da jogada, poli tica, no do comicio, co mic do io circulo ab bei b ei, de vi rato ps da p do principe, pr inc c ipe, por q ue s ei q ue da uma p da arte, fr, veio, jason, mason, ina al lza cao da sa gato da p j, qua da ren da cruz primeira e primeiro do quadrado do primeiro ministro, mim si t ro circulo da outra ave do zorro, vaso id e circulo qua renta do primeiro

falo eu no video da manha na rtp canal dois, programa da clara , camara clara, com o tal rapz prtugues dos stelites que esta em gb e um tal ex ministro, o tal mapa do circulo do traco vermelho do dn sobr os circuitos, a inducao do bang and olusfen, a abertura da maquina, o trono inclinado, asa hidroviao, casa pia outra vez, tejo. antigo do treceiro do circulo, na apolonia, minas, plutonio, sub do trinta da luz, ferrugesn, trafico de substancias radioactivas, plutonio., cadeira do sam na alamenda da mesa, madrid, gloria efemera, ist. no da almeda das obras do metro, manto vermelho, lontra, discoteca, s bento, ar, simbolo da realeza, trovante, delta do bico no rectangulo. flash na abertura da maquina, circuitos , linhas de metro em londres, super fi cie, londres, paris, arrebentamento em londres, eletronica , frequencias, litio, peca da chave de afinar trasnsistor, chuveu e ficou tambem ela ferrugenta, o livro esta no canto quarenta e um, vaso bei te vaso do arpao, do vale do azevedo, la guarida, seis, j k key, kennedy, a chave de j k key, estdden/se no tempo. e satelites, um traco vermelho , a linha do mapa do circulo do dn,

falo do alo euorpeu no vaso ie e o da manha na rtp c ana anla do primerio dodo do is, do pro gato da rama da clara cam ar da primeira clara,. com do circulo da cruz al rato ps ap zorro, pr tug u espanhol do st tel lit espanhol. q ue e sta e, m gb e um da cruz da norte sul, e di tora, e x ministro, ota al do mapa doc irc do culo dot ra o ponto da faca circul odo ve vermelho, russia, do don s ob br ps os circuitos, primeira inducao, indu sao do bang e do lu s f en , primeira ab rato da tura dama q vas ina, circulo do trono, do rei , inclinado, cin lina ad circulo , da asa do hidra do aviao, c asas do pi da primeira de outra ave zorro, do tejo, ant ti gato do circulo dor rec e iro deo treceiro do circulo em santa apolonia, minas pluto ni do io, s ub di it rn cruz primeira da luz, ferro rug s en cruz ra fi code s ub stan cia seroente ra di o activa , revista, da silvia cunha, a falsa ruiva, com o mesmo nome da da voz, vaso do oz, do iva da serpente do pluto ni do io, cade ira do s am na ala men d ad da primeira da mesa, madrid, gato loi ra efe mer da primeira , ist, no da la med das ob ra serpente dos metros, man to vermelho, lontra, di sc teca de sao bento, ar s im b olo da rea le za dos trovante, delta do bico do no do rec tam da gula flash, for mula one ash, na ab rato ps da tira da dama q u ina, c irc cu it os, fr e q ue en cia se litio, p eca da ac homem ave, dea da primeira da fina, ar t ta sn sis tor corculo do home uve vaso europeu e fi co do vaso tambem dela, ferro g en cruz primeira , circulo do livro es sta no do canto, qua renta e do primeiro vaso bei teresa eva vaso do arpo circulo, da ova do vale do azevedo, la g uar rid primeira da se is do j da kap key, de kennedy, ac homem ave de j kk e delta est td dd en , seno te mp circulo e sata al lei it a es , primeiro cruz ra do ponto da faca circulo do vo vermelho, aa ina home do mapa doc irc do culo do do dn

litio , um segredo da maconaria com novente e nove anos, assim era contado numa coluna do cesar montreiro, em cujo titulo se lia, uma nodoa na cinco de outubro, sentidos multiplos cono tudo, sempre, a republica, a rtp e uma outra que logo me subiu da memoria, uma mulher de uma manha que ali se estampara na esquina do ministerio da educacao, e esmagara creio que um rapaz, uma imagem , assinatura de um angulo ali feito no ministerio , a da edu cc cao

pr ie miro it io , primeiro do segredo, da ma da macon ma aria da ria, aveiro, com de ano de noventa e nove, e en ove ano serpente, ass se e m e r a co ny a, numa da co l una do cesar mone one t iro do realizador, monet rio, em cu jo tito primeiro do circulo de dez, se da lia , uma do nod do circulo na ac c on code de outubro, historia de subamarinos nucleares entre as duas potencias quase em guerra, s en t id os mul crux ip l os cono tudo, se mp rea rp pub ub lic da primeira da rtp. e uma outra q ue do l ogo, me s ub e vaso dame me mor do ia, uma mul her , uma da manha, q ue ali ise se est tam ap do para, a es q vaso ina, do mni s teresa sada sd primeiro do rio, porto, da edu cacao, br, e es maga ara ra , circulo reio do io, q ue de um ra paz , uma mai ma ge madeira ass sin at tura primeira, d um ang vaso do primerio circul o al li, feito, no do ministerio da educacao, do cao da cris st ia do coutinho

miguel bombarda, o medico encarregue da organizacao civel dos maconicos na instauracao da republcia que morreu com quatro balas no peito a lembrar, a cruz no peito de livecencho no hospital em londres, um aparente ex doente dele, como se escondeu na altura, um militar que estaria por detras do ritual desse segredo feito com doentes mentais

mig vaso do el do b om br ad a, o u da bombarda, moni uni nica cao, circulo do medico dao rato, ps, gato ani iza sao c irc ul oi vaso do el, dos maconicos, na e em ns cruz da aura racao, da rep pub ub primeio da cia quadrado da ue mor reu, com quatro bal as no do pei to al lem br ar, primeira ac da cruz, no do peito de l iv e c en cho no do hospital em londres. um ap pare rem te e x doente dele, com circulo se es conde vaso na al tura, um militar q ue est raia pr det ra tp ps serpente do ritual, da cobra do segredo, f ei to com doentes men tais, br

lojas, quatro pilares, e triangulos, tres, e em relacao de sete

lo, primerio do circulo dez qautro, tvi, pi ila ares es e cruz rai ab gula bg, ba ck ground, e em rato p relacao, , ponto da faca da primeira dao , circulo do cv, circulo do sete,. jornal

circuitos impressos, c rc cu it os em press os, com da revista unica cacao, imagem da ilha, mdf, contraplacado maritimo, c on t ra ap lacado, laca ad circulo, pato a pequim, ou pata de pequim. do maritimo, mar rato it tim imo, o sonho dos homesn ligados pelos punhos, uma t en t a iva de asa s sin io, flor no tecto, fl formula one mor tec, em minha casa, entradas ie le gais, a do circulo da faca na latina europa na diogo do couto, o diogo do couto, mademoiselle, do per c en til varta, balsas, faro , lagos, casa de pasto, c da sas do sade do pasto, a imagem do quadro, a memoria da f ei ra de lagos da in gan cia, a bal a tor pedo, sobre os carris, com do circulo do fulminante, na noite de breu, que nao era nevoeiro, ou seja em londres, do bum em londres, dosi mil e cinco, o br rua co no l iv ro da vid a, velcro, vaso el do co dos sapatos do romanos

e continuava no video narrando o sonho que era imagem de uma ramadilha, um casal que pela voz me conduzia ao abismo, figura que equivale ao semi arco , imagem que vem desde o metro dos olivais e que aparecera de novo na cimeira da onu, de roma, hidra do da edp, do eletrico, o mexia, que e mencionado no video, ramo das novas energias, barragem turbinas, tres sem fim, o u o terceiro para fuso, dos submarinos, dos geradores electricos, tritiradores de care da carne, da cave

e conti no ava ab do ano vas id e circulo , na ar rand circulo do s on ho, natal, q ue era rai mage made ria de uma rama am mad ad di da illha , um ca s al q ue pela vaso do oz zorro me c on quadrado uz ia , primeiro do circulo do abismo, figo ra vaso do q ue , e qui do duplo quadrado do iva do vale , primeira do circulo do s emi , can tora do arco, ima ge made ria q ue eve vaso de sd e ac cimeira, da onu, de roma, hi id ra do, e, dp, do eletrico, circulo do me x ia, q ue e men cio na ad do no vaso , id e circulo ramo das no das ovas das ene rato gi as do bra rage made ria das t ur binas, t ratos es s em fi made ri , circulo duplo do vaso do tereceiro pra da roca, dos s ub marinos, dos ger ad dor espanholas el e ct rico serpente riti,tira ra ad dor esapanholas, dec ar e de ac da carne, o da c irc lo da ave da cave

o tempo para, fr ee ze, eu volto me e agarro me em dois pontas como em ra pp do el, pp es, e a image, aparecia depos no real na tal queda das pedras no curral das freiras nas ilhas, onde se via a dentadura sobre o alcatrao de uma tesrada que saia de um tunel da montanha, em s emi arco tambem, como de um comboio ou metro

circulo do te mp circulo do para do fr ee do ze, europeu vv vaso circulo do primeiro it circulo me e priemeiria o rato do ie do mr ia da primeira garra em do is das pontas, dancas, com em ra do pp do el, e primeira ima mage ap par rec cia ia, depos, no real, placido, na cruz al da queda das pedras, no do curral, circulo ur urral al, das fr ie iras nas serpenetes das ilhas, onda se via primeira dentadura, s ob reo al cat ra circulo, de um cruz espanha al ra ad da q ue s aia de primeiro t une primeiro da montanha, em s can otra tam am tambem, com o da ode do primeiro comboi, com od boi do io, circulo do ob vaso do metro

continua..