sexta-feira, maio 14, 2010

acusaçao à igreja de roma na pessoa do papa, quinta parte

pois

o

cio

começara

em

véspera

no

telejornal

do

canal

dois


primeiro

se

via

o

senhor

num

avião

no

meio

das

cadeiras

em

de

microfone

na

mão


parecia

uma

imagem

antiga

de

um

mesmo

dizer

se

bem

que

o

enquadramento

e

as

palavras

seleccionadas

fossem

distintas


falava

dos

abusos

sexuais

feitos

a

menores

por

padres

de

vossa

igreja

do

inferno


certamente

que

abusos

sao

materia

desse

lugar

e

das

consciências

perversas

e

sadicas



se

via

o

senhor

de

lado

com

dois

padres

por

detrás


um

mais

crescido

meio

ocultado

e

outro

mais

jovem

mais

atrás


a

frase

citada

era

que

o

pecado

era

no

seio

da

igreja



eu

me

ericei

ao

momento


pois

seio

tras

a

senhora


e

vos

sempre

a

mal

trataste

ao

longo

de

seculos

naquilo

que

chameis

de

vossa

igreja

que

dizeis

ser

de

O

Cristo


O

Cristo

que

sempre

Ama

a

Senhora


pois

verdade

o

é

que

os

dois

últimos

papas

se

aproximaram

de

novo

Dela


e

quantas

vezes

ao

longo

do

eterno

a

queimaste

e

a

queimam



e

se

em

propriedade

se

pode

falar

de

aproximaçao

falaremos

de

verdadeiro

amor

?


ou

vos

esqueceis

que

não

existe

nenhum

Pai

nem

nenhum

Filho

nem

nenhum

espírito

sem

a

Mãe


trazeis

errada

a

forma

da

compreensão

do

canone



da

própria

vida


como

podereis

então

reclamar

ser

a

igreja

de

O

Cristo


que

a

Ele

serve


Pois

O

Cristo

É

Amor

e

O

Amor

Assenta

a

Vida


Se

Assenta

Na

Vida


não

precisa

nem

de

cadeiras

doiradas


onde

vos

sentastes

a

escutar

os

cínicos

os

ladroes

e

os

bajuladores


e

onde

assim

vos

puseste

do

lado

daqueles

que

abusam

da

criança

e

dos

que

as

roubam

e

dos

que

delas

abusam


tudo

e

o

todo

e

cada

parte

é

igreja


se

valhe

ao

isto

saber

e

trazer

sabido

o

amor

de

quem

ele

abusa



seio

da

igreja

me

evocou

ao

momento

uma

especifica

representaçao


a

senhora

do

leite


a

que

mesmo

em

algumas

de

vossas

igrejas

de

pedra

sem

o

coração

que

elas

próprias

tem

existe

nas

vezes


a

recordar

que

não

existe

vida

nem

pai

nem

filho

nem

espírito

sem

a

senhora

que

amamenta


que

amamentar

è

signo

e

símbolo

do

alimento

da

ternura

e

do

cuidar


e

sabeis

vos

ate

que

ponto

hoje

a

própria

vida

ameaçada

esta

pelos

venenos

que

pela

mao

das

bestas

que

se

dizem

homens

habitam

os

seios


isto

calculando

que

vos

recordais

de

pelo

menos

um



o

de

vossa

própria

mãe

que

vos

trouxe

outrora

na

quentura

de

seu

ventre


senhora

do

leite

a

vi

eu

uma

tarde

com

uma

espanhola

esposa

de

diplomata

numa

igreja

bem

perto

daqui

onde

me

cruzei

com

o

padre

que

depois

começou

a

oficiar

na

igreja

de

paula

a

do

palácio

das

necessidades


mais

ilustres

pedras

que

se

encontram

na

mão

dos

bandidos

hipócritas

e

dos

que

abusam

das

Gentes




p o isso, norma ton, canarias, es, gb, circulo do cio co meça es ra em vaso da es pera do no do

telejornal, o do canal dois, prime iro da se da via do circulo do s en hor, nu onda do primeiro

avia circulo, gasolina espanhola do bum, mo me do io da s cade das iras em p, é de mic ro fon one, e, na mao par e cia, uma ima ge maior man ant tiga de um mes mo, di ze rato ps se b em

quadrado da ue do circulo do en qua d ram en to, é às pal av ra serpentes sele cio n ad as

fosse maior da di serpente das tintas, f al ava lava, do ss dos abusos sexuais, feitos, feit os,

primeira dos menores, por padres, de v os sa e gato raja, o do inferno


ce rta em n t e, q ue abusos sao ma teresa ria de esse primerio do vaso do gato da ar, é

da s c on s cien cia s per vaso e rasto ps sas , é das sadicas, se da via do x, ie rato ps , do s en hor del ad circulo com dois padres por det ra serpente


um mais, fr, c rato es c id o, me do io o cu l t ad o e outro mais jovem, mais atras


a fr ase c it ad a , e ra q ue o do pecado, e ra no se io da igreja


eu me ericeia o mo men to p o is se io t ra sa da mentira, s en hora e vaso os

se mp rea primeira am mal da al, t rata ste cao primeiro ong circulo, de sec culos

na q ue elo q ue c ham ei s d e v os sa e gato raja do q ue di ze is se rato ps deo c rato is to, o

C r ist o q ue se mp rea ma a S e n hora, p o is ver dade, o é q ue s ó os dos dois, u l t imo s

pap as da se ap pro x ima ram d e n ovo dela,


e qq a u n t as v e z es cao l ong o, o do eterno, t r eni o, a qui ima aram , é a q ue imam, é se

em pro rop pr ie ed ad e se da pode f al ar de ap pro ox xi ima maçao f al ar remos emos

de eve rda ad e iro am o rato tp ps

?


ova vaso do v do os es q ue ce is q u e n cão e xis te ne maior home primeiro Pai, ne maior

n en h um Fil ho ne mne n homem um es pi rito s ema primeira Mae, t ra ze is e rr ad da primeira, a

fom mr ra, a d a co mp re en sao do can one, da pro rop p r ia v id a


c omo pode der rei s en tao rec lara, russia, s ser primeira da igreja, de circulo ema nu elle do circulo rato ps is to, o do io.


Q ue da primeira dele, a quem ela serve


P o iso C rato ps is to, é, Am o rato , é circulo eme nu elle, am circulo do rato, ps mor, assenta,

primeira vaso id a, se Ass en t ana V id a, n cão pre cisa ne maior de cade ira s das iradas, onda

vaso do os s en t as t es primeira es cu tar os cin ni cos, os dos ladroes e os ba ju l ad dor es, é

onda dea as si maio do vaso os ps us de este dó, lado, da q ue deles, q u ie ab usa sam am

da c rina aça es ,é do os quadrado dp da ue, às ro ub bam da am, é do s q ue delas, ab usa sam am sm tudo, é circulo todo, é circulo ad da primeira da p da arte, é a da igreja,


se vaso al he, cao s it o saber, é t ar ze rato s ab bid id do circulo, o am o rato ps, deque eu maior dele, ab bus usa


se do io, o da igreja, me evo co vaso cao mo men to, uma és pe cif ica r ep rese en taçao es , primeira senhora do leite, le it te, a q ue mes mo em al gum as de v o ss as das igrejas, de pedra

s emo cora raçao es, q ue delas pro rop p rias te maior mex é xis teresa, na serpente vaso e ze es, primeira rec o rato ps da ar, quadrado da ue n cão e xis te v id a, ne mp ai ne m fil h o ne m

es pi rito s emas, a s en hora q ue amam en t a, q ue amam en t ra è si g n i o, é si mb olo, o

do al e men to da t ren ur a, é do cu id da ar, é s ab e is vaso do os da primeria teque , madeira, ponto, home do circulo do je, a primeira pro rop p rato do ia, vaso id da primeira am, é aça ad a

e sta p elos dos venenos, q ue p dela, mao das bes t as , q ue da se da di ze maior dos h om en s

h ab bit cruz da am os se io sis to c al cu lan ando, q ue v os rec o rato ps da is de p elo men os

um, o de vaso os s a pro rop p ia mae q ue vaso do os t ro ux, é a de outrora, na q e un tura

de s eu v en t re s en hora, a do lei te , a, vi europeu, uma cruz arde, com de uma espanhola da al, es pam da hola,. es posa de di ip ll loma mat primeira numa da igreja, b em per to daqui, onda da me

c ru ze sorro do ei com do circulo do padre, q ue d ep o is co meço es vaso primeira o fi c air

na igreja de paula, ad o pal cio das ne c ess sida ad es, mais, e l us t r es das pedras, q ue

da se en c on t ram na mao dos ban dido s hipo poc c rita se dos q ue ab usa sam am da s

cabo G en t es


Sem comentários: