quinta-feira, maio 20, 2010





doce amada,te oiço pelo eter me dizendo que és a que comigo partilha o mesmo sonho, como poderia ser de jeito distinto o amor, aqui te deixo esta cançao de villas lobos, uma das mais belas a meus ouvidos, que até me arrepia os pelinhos nas vezes ao ouvi-la, esta bela menina que aqui a canta creio ser uma das interpretes dele mesmo, a cançao que me anunciou a chegada do operario em construçao, sabes qual era, nada sera como dantes, que declina num outro belo poema

n ad da primeira se ra rac ac omo dantes es

doc e am ad a,te oiko, es, p elo e teresa me di zen do q ue és primeira rac ac quadrado sd do circulo 101 ue co mig o p art ilha do circulo do mesmo, maior w es mo son ho, c omo pode ria aveiro ser de j ei t o di s tinto do circulo do am mor, a q ue i t e de ix o e sta can sao es de vil ll às dos lobos, uma das mais, fr, belas am eu s o uv id os, q ue a té me ar r ep ia os pe linhos nas v e ze sao o uv i do traço ingles dela, este b dela menina, q ue a qui a c conta c rei o ser uma das inter rp pet r es dele , me sm o a c ana sao es q ue me ano un cio p ua chega gada do o pera do rio em co ns t ru sao, s ab es q ual é ra, n un ca se ra c omo dantes es, q ue dec l ina nu mo de outro pb elo poe ema

beijos e relinchos mil, quando chegas, se o sonho é o mesmo, amada, e ainda bem que assim é, melhor é sonhares a meu lado em nosso leito, que se trona a cores e tudo, em soundsurrond infinito, e dou te torradas como pipocas nos intervalos dos beijos

bei jose dos r el inc h os mi l, qua ando che gas, se do c~irc cu uk lio s on ho é o mesmo, am ad a, é a inda b em q ue as si mé, mel hor é s o pn h ares a m eu lado em no osso do leito, q ue se t ron a, a c o r e s, é tudo, em s o un ds ur ro n d in fi ni to, é d o u te tor r ad as c omo pipo cas nos inter v alo s d os bei j os

Sem comentários: