sexta-feira, maio 21, 2010

segunda parte do video de hoje, toco, e outros assuntos de crimes mundiais





taxas, só com justiça social na sua aplicaçao, e não como aqui se vê, soluções de estabilidade, implica que quem diz levar cargos de representação, defenda antes de mais quem representa e em forma justa, se não se recupera a justiça nestes planos económicos e financeiros, não se pode pretender estabilidade, se o contracto social não é justo ou está pervertido, como os impostos por conta, não actuar neste tronco da base dos problemas actuais, é manter condições para a turbulência, e consequentemente para o seu aumento

t axa ss ó com da justiça, soci al na s ua ap lic caçao, é n cao c omo a q u i s e v è sol u ço es de e stab bil id ad e, i mp lic a q ue q ue maior di zorro l eva r c argos de r e p r e sn ~en taçao, q ue d efe fenda ant es de mais, fr, q ue mr ep rese en t a e em forma just a, se n ao se re cup pera a justiça nest es pal nós e co no micos e fia n caeiro s , n ao se pode pre t en der e stab el id ad e, seo c on t rato do acto soci al n cao é justo, o u e sta pervertido, c omo os i m ps orto s por conta, nao a c t ua r nest e t ron co da b ase dos por rb el ma s ac tua is, e man teresa condi ço es para a t ur bul en cia,é co ns e u q net e mne t pa ar aro circulo s eu au men to


não podem ser os que menos tem ou mais desprotegidos a pagar , ou pagar mais, a factura, seja ela entendida em que plano for


n cao pode maior ser os q ue men os te maior emo mo vaso mais, fr, d es pro te gid os primeira pa g ar, circulo vaso pa gato ar mais, fr, primeira f ac tura, seja dela, en ten dida em q ue p lam ano primeiro for


enquanto a justiça não for resposta e um plano de pormenor, com metas , controlo continuo, acessível aos cidadãos e consequências de incumprimento, é de não pagar nenhum imposto!


pois a credibilidade que já não existia, menos agora existe


p o isa ac red di bil id dade ad e, de que ue j acento da primeira é xis tia, men os do agora é x iste


en qa un to primeira da justiça, n cao for rata espanhola posta, é um p lea ano de por men circulo do rato com met as , c on cruz rolo, c on tin vaso circulo ac ess iv el, primeria os cida dao se e co nse sec ue en cias de inc cu primeiro pr rim en tim, é de n cao p primeira gata da ar n en home primeiro mim d o i m p s oto



depois de filmar este vídeo, a cinza me mostrou , primeiro o lugar dos carris das portas ao pé da coluna das ancas femininas, ao lado do local onde estão as colunas, e depois ao lado da tecla supr, ou seja, serpente vaso ele da eva sao es do pr,


d ep o is de fil mar este vaso id deo é a primeira ac circulo in za me mos cruz circulo vaso do prime mer do rio, circulo lu gato da ar , o da carris, das portas, cds, cao pda co l una das ancas fe mne das minas, cao aldo, dol ocal onda serpente rta às das colunas, é d ep o is aol ad circulo da tec dela, serpente do vaso do pr,


ficou cortado o final da conversa, onde digo que espero, a resposta sua, zapatero sobre o que lhe perguntei, e vos dizendo pela enesima vez que se não me garantem a justiça, não recebereis mais ajuda nem aviso, como acabei de vos mostrar ter feito dois meses antes da queda das torres, que ao que parece para pouco serviu


fi co vaso do c o rta ad dp fina al da c on ver sa, onda dig o q ue es pero, a r es posta s ua, zap pat ero s ob reo q ue dele, per gun t ei, e v os di zen do p ela ene s ima v e z q ue se n ao me gara rant en a justiça, n cao rec e be reis da ajuda ne maior do av iso, c omo aca b ei de v os mos t rato da ar teresa, feito, do is mes es ane net serpente da queda, q ue pa rece q ue para p o u co ser vi do iva vaso



video

vaso id deo, 2 0 5 10

5 93 MB 62 .205 .6 7 6 b y t es

cu rio s o e co no tele jornal, s o b r e t ur bul en cia s, das outras que f az em c air avio es c omo a qui d es crito em se us por c ess os, corda da rei a d o norte, o miss el tor pedo c omo às das colunas, c l un as, como os barcos que aqui hoje falo, mas estes eram na aparência, ap a rec ni a de outras aguas, ao norte mas daqui

de notar também a ausência da foto novela do tal inquérito, como ouvira pelo espírito depois da primeira gravação, que tinha terminado com a encenação

de not ar tam eb m a a u s e n cia da f o t o n ove la do t al inq ue rito, c omo o uv ira p elo es pi rito d ep o is da primera g r ava çao es, q ue da tinha ter min ad o cm primeira da encenação, en cena ac cao inglesa

dizia aqui, uma das putas mor, ontem, que assim ninguém haveria com vontade de governar, que bom, deveriam ser coerentes e desaparecerem todos, para que as gentes então se governassem por elas mesmas, que ter incompetentes , corruptos e bandidos, só serve como demonstrado à exaustão, para empatar a foda, tipo , nem truca nem sai de cima, o que mais grave torna a vida de todos

di zorro do ia de uma das putas mor, on te maior , q ue ass si m nin g ue maio h ave da ria com von t ad e de g ove rn ar, q ue b om, d eve ria am ser coe ren t es e de spa rece rem todos, para q ue as genets en tao se g ove rn asse maior por delas mesmas, q ue teresa rin inc om pet en t es , cor rup pt os e ban dido s, s ó ser v e c omo demo sn t r ado à e x au s tao, para em p at ar ~da prime ria ad da foda, t ip o , ne maior t ru ca ne maio sa id e c ima, o q ue mais g r ave torn a a v id a d e todos



Sem comentários: