quinta-feira, junho 03, 2010

acusaçao primeiro ministro e a cavaco silva


115 03 06 10

34,3 MB (36.024.320 bytes)

rato ar t o co do pm, do primeiro ministro, rato, soci al ista s d o g rupo mario soares, c omo o numero d este v id e o indica por pro x i m id a d e, do nu m e r o da porta da c asa dele, por c ima da g al eira, é 111, a dos jogos de cama

l he per gun to terrorista cavaco silva, c ava x co silvam, q ue m sao os fusos q ue a qui en t g ram, de q ue me man do de si o u da puta do socrates, u l t ima v e z q ue v os per gun t o, c o mo per gun t a !!!!
porta bn to dede uz o q ue o s en hor é cu mp l ice nest a ac usa ça o m e port anto culpado tam bem dos crim es a q ue se r ep e o r t a m

p o is é jerry, d eve m me sm o per gun tar d esse t al r el a c i o n ado com a rapariga q ue s o tinha dez a sete anos, s ar g en t pepe r astro ban d, s e mp re g os t ei mu it o da m u s i c a

set en t a e sete milhoes primeira f ac tura, n ao se es q u e ça do iva,

bp, pb, p l a y b a c k, pa rece uma outra mu sic a c ana td a por outra ra pa riga com o no me de outra dos f ac t os de banho

um outro fio me c he go u q ue a c ru z q ue me fi ze ram se m sete na t e dois, ou um, tmn, tem a ver com , ou mel hor a c h ave é o teclado preso, tec lado pr eso , esso, es esso, san argento on num lo ck a verde, ca ps lock sc roll l o c k

um p ad re na al e manha foi ac usa sado, e paul, p ant ano na c asa br anca , lina h rec en te d a mo rte mat ad a d o jo n h len do non, na verdade a alça da camara parece uma forca e esta por cima da maça mordida do g4, aqui desde ontem, assim me dei conta da imagem depois da senhora do passe da revista com a catarina, cta rina hat, ter estado de costas a mina h p ass a ge m c om uma fit ina h i d en tica de c h a v es na rua a e mu p ass ar

o veleiro de quatro mastros branco com reflexos de prata partia por debaixo da ponte, um outro barco com o radar que parecia policia como que o seguia ao final da tarde sobre o rio calmo e doce, as andorinhas voavam, uma pomba, fez crack, e depois me fizeste ainda outro barulho para me confirmares aquilo que vi nesse ouvir, o crack do ramo, do pau do tambor índio do outro dia, e o aviao ao passar, fez como que um desincronismo horizontal sobre o mar, tsunami ou queda do avião, o ultimo certamente


o ve lei ro de q u t ro mastros do branco, com r efe fel x os de p rta p art ia por de ba ix o da ponte, um o u t ro barco com do circulo do radar, grupo, q ue par e cia policia c omo q ue o se gui a cao fina al da trade s ob reo rio c al moe doc e, as das andorinhas v o ava vam am, uma pomba, fez c r ac k, e d ep o is me fi z este a inda outro ba ru l ho para me c on fi r mar es qu a ilo q ue vi ness e o uv i ro c~r a c k do ramo, do p au do tam bor in di o do outro dia, e o avia o cao p ass ar, fez c omo que um d e sin c ro ni sm o h or i zon t al s ob re o mar, ts un a mi o u q ue da do avai o, o u l t imo ce rta em n te

uma folha ali de ix a d a na a l e a, s u ger ia vaga am , a que mente canada , a rapariga de cabelos de leoa com s eu n a m o r a do ali es tv am em s ua s brin cade ira s n o fina l da t arde, eu no banco a ve r e a ob serva r e a me di ze r, se min h a am ad a v a i s no vele iro, volta para me us br aço s, q ue a von t ad e de mo r der n ao se ap li caa ti

ju d y, mi h cle m abel, je t aimé, e a r ap riga al i a o lado sena td a, q ue b ela e ra, n ao se i é q ue m

a lata, can, l t ad d este ban dido s, o psd ho je fal ava de br anqu e ma neto sobre os maga l h a es, e ra para r i r se nao fosse de c ho r ar, a puta do tal secreta rio das co muni caçoes, se ria c on ten te

relaçao,tribunal, co tui n h o, , ilhas, rosa, arca, coutinho nave gan t es , f os tex, t as can, os riscos por de t ra s lem br am o pad r ado da porta, o da c asa de ban h o da ac tor joao da rosa, padrao, cavaco, imagem da tele, o do grupo jornal, o mesmo do sonho da deusa e da faca do crocodilo, new orleans, kat rina, o com bate cobra c ro c o d i lo, a art ista pala s tica ny da aranha mo r t a d a m a e, um dos pa ines da ma t r ix c omo conto no v i d e o 3x3 ~x34, foi , o d o v id ro , um dos p art id os no dia em que a casa toda p ar t i

sabe o que me lembrei bela tori de meu coraçao, a p o r p s o i t o de live s t ream, ano uk, ano uk a ime, aquele fi l me d as motas de neve e da viol a çao e da vin gan ça, cu rio sa lina h q ue a qui r eve rb o u nu ma outra ra pa riga ap a rec n te mnet c ham ad a tam b em a n o i uk,

Sem comentários: