sábado, junho 12, 2010

A Mandela, primeira parte

As minhas condolencias a nelson madela e creio que a graça machel, que pressuponho ser a mae da menina que hoje foi morta na africa do sul

As min h as condo dol len cia sa nelson mad dela, é c reio q ue primeia da graça m ac hel, q ue pr ess up on ho ser a mae da m en ina q ue ho je fo i mo rta na a fr i c a do, do sul, serpente vaso primeiro

muito estranho estava alma já há alguns dias em relaçao à Africa do Sul, eu proprio já aqui tinha dado conta disso ao comentar em breve uma imagem, a imagem que a clara expressava na camara clara, e nos pressetimentos de uma ventual desgraça, que ali possa ocorrer durante o campenato, e na esperança que mais nada de mal aconteça, pois a morte de uma criança, que hoje vi, que tanto amava a seu avo, já é desgraça demasiado, e sendo que logo percebeu meu coraçao que foi morta

mu i t ps est r anho est ava a l majá h á al gun s dias, psd, em r dela ac sao es à A fr i cado Sul, eu pro rop rio j ´+ a a qui tinha dado conta, poker grupo da africa do sul, animal, linhas masi uma vez ontem entradas, di s so cao com en tar em br eve uma ima gema primeira ima ge maior q ue da primeira da clara, express ava ana cama ra clara, é nós ns pr ess set ti me en t os de uma v en tua l d e sg r aça es, q ue al i p oss a oco rr e rato duran teo do campeonato, que hoje me aparecia na tv em lisboa, com estranhos moviemntos de face, a falar de lideres, e de classificaçao de lideres, cam peon t a, e na esperança, nome, q ue ma si n ad a de ema ma al ac on teç a es, p o isa primeira da morte de uma criança, cir rn ç a es, q ue ho je vi, q ue t anto am ava primeira s eu avo, j é é d e sg r aça d ema si ado, é s en doque eu do l ogo per cebe eu beu do me u cora raçao q ue fo i mo da morta, onda orta, cora sao, espanhola

nas imagens da peça de ontem na rtp, assim li esta chave, madila, mad ad di da ila, es, sendo que ontem chuvas anormais, isto é, assinatura, se expressou em espenha, 9 91, sata, o onze , sara athinete, sara de atenas pallas, cruzx , zenaol, ou zeinal, jodie ash hil serpente ash eels, en gui a, ni san qaudrado da foice tom pr e tori o, mi n lo em fom tel maior circulo estrela kapa maior, do m2, da roda do porto, oyo, duplo circulo do vaso, do delta, o delta que tinah visto numa das imagens promocionais, um elefante a jogar com a tromba uma bola de pentagrama , fcp, preto e branco, e que já me intrigara no contexto de outros fios e ressonacias, como o sincronismo, engre eu aqui ter faaldo da bananda , da faca da asfixia, e logo no dia seguinte tter aparecido a noticia de que a selecçao portuguesa teria tido uma baixo nos treinos por um pontape de bicicleta, ou seja um pontape de tras, ou seja , um passe anal, nani, o nome, ou eco e refelxo de dani, que creio ser do futebol clube do porto, da grama do penta dos hexagonos, pb do porto, que aparece na assinatura do local onde a menina foi morta

na s ima mage en ns da ap p da eça de o n te mna r tp, as si ml ie sta da chave, madila, mad ad di da ila, es, s en do q ue eu on te m c h uva , mulher do durao, s ano r mais, is to é, as sin a tura da se expresso vaso em es penha, 9 91, s ata, circulo do onze , sara at hi ine nete, sara de atenas pallas, c ru zorro do x , z en cao l, o u ze ina l, jo d ie a sh hil, ser pente ash eels, en gui a, ni san q au d ra ado da fo ice tom pr e tori o, mi n lo em fom tel maior c irc culo est rato dela kapa maior, do m2, da roda do porto, oyo, duplo circulo do vaso, do delta, o delta q ue tina homem vaso vi is to nu ma d as ima ge ns pro romo cio na is, um le fan tea primeira jo g ar c om da primeria da tromba , uma bola de penta g rama , fcp, pr e toe branco, é q ue j á me int rig gara no contexto, editora, de outros fi os se r ess on ac ia s, c omo o sin c ron is mo, en gre eu r ip europeu a qui teresa rf a aldo da bana anda , da faca da asfixia, e l ogo no do dia seguinte, programa do bando da rtp, cruz tuber culose teresa ap ar e c id o aprimeria do ano da not ti cia , deque da primeira da sele cç sao es da portu guesa teresa ria t id o, uma ba ix o nós t reino s por um p on tap ape de bic cic l eta, o u seja um p on tap ape de t ra serpente, o u seja , um p ass e ana l, nani, o n om me, o ue c oe ref fel xo de dani, q ue c reio ser do futebol clube do porto, pinto da costa, da g rama do penta dos he xa g on os, pb do porto, q ue ap ar rece na as sina tura do l ocal onda dea da primeira menina fo imo da morta

parei no final do paragrafo acima e fui comer uma fatia de pao de mafra com mateiga, que hoje comrei na mercearia do final da rua do costa, ps, em paris com uma cerimonia à amalia, onde se via na pro rome n ade, um home de fato treino com um cao branco, e ouvi de novo a gata a miar em baixo como se estivesse no patio da ultima cave por debaixo do meu qaurto, onde a vira em dia recente, no que me apercebo ser parte do ingrediente deste passe, feito com o conluio do do patio do outro lado, o dos tres caes

pa rei no fina al serpente do pr i mr io do para g rafo ac ima e fo ii co mer uma fat ia de pau de mafra com mate ei gata primeira, q ue ho je co mr rei ,durao, na mer cea da ria, aveiro, do fina al da rua do costa, ps, em paris, com de uma da cerimonia à amalia, onda da se da via na pro rome n ade, um home de fat o t reino com um cao br anco, é o uv id en ovo primeira gta a mia rem ba i x o c omo se est iv besse, bessa, no pat io da u l t ima c ave por de ba ix o do m eu q au ur tt o, one ned a v ira em dia ref en te, no q ue me ape rc e bo ser p arte do ing red ie en te de este passe, feito, com o c on lui, o do do pat io do outro rol do lado, o dos tres caes

continua...

Sem comentários: