domingo, junho 13, 2010

a nelson mandela, sexta parte

a nelson mandela, sexta parte

a ne l son maior da ad dela, se x t a p arte


o elefante do pentágono, para alem do que se relaciona com a chave da queda das torres, ou seja dos militares americanos envolvidos no projecto da nova ordem, e por dedução e prova também no assassínio de j f kennedy, onde se desvelou a tal faca portuguesa africana, a catana, e também a relação com roma, que ontem foi admitida pelo próprio papa, sem contudo ainda mencionar o nome que ele conhece, e portanto fico a espera que o faça, como escrevi anteriormente, nesta mesma carta,

ciculo do elefante do pentagono, para al lem doque ue da se real cio naco coa ac oma ac h ave da queda das torres, o vaso do seja dos militares americanos, en vaso do circulo do prik ei o ro ova do vaso iso no pro ject o da nova ordem, e por dedo vaso da sao es , é pro da ova tam am tambem no assassinio de j f kennedy, onda da se d es v el lio ua da primeira da t al faca portuguesa africana, a cta ana, e eta tam am tambem da primeira da relaçao com de roma, q ue on te maior fo i ad mit id a p elo do proprio papa, se maior c on tudo a inda men cio na ar do aro no mec ue dele c on homem ce, conhece, é porta anto fi coa primeira espanhola pera, q ue o f aça espanha, c omo es c rato ps e vi ante r iro rome que mente, nest da primeira da mesma carta, me sm primeira cara do rat,

a soma de alguns destes elementos nos diz então que essa faca, que o espírito me confirmou em dia recente , ser uma mesma, isto é a mesma faca, africana portuguesa, aponta então como provável ser de moçambique, alguém que por lá esteve no tempo colonial, pois a proximidade a liga a africa do sul, onde antes desta morte da neta de mandela, outra dos boers, aconteceu, o que também reforça a leitura de uma vingança, e uma outra da relação com africa do sul, poker, se estabelece pelo grupo do jaime mourao ferreira aqui em campo de ourique com o tal a que chama de animal, alvo de diversa referencias com diversas grandes matanças, e necessariamente cobertos pelas autoridades portuguesas como provado a exaustão

primeira serpente oma de al gun s det es dele, men to s nós di z en tao q ue essa faca, q ue o es pi rito me c on fi r mo ue em dia rec en te , ser uma me sm a, is to é a men da onda ~s~ faca, a fr ican portu guesa, ap da ponta en tao c omo pro ova ave dele ser de mocambique, al g ue maior q ue por l á es tve no te mp o colon ila, p~o isa por x i m id ad dea, éa primeira da liga , primeira da africa do sul, onda ant es de sta da morte da neta de mandela, outra dos boers, ac on tec eu, o q ue t am tambem ref orça es da primeira da lei it da tura, de uma vin g ança es, é uma outra da relaçao, com a fi rca do sul, p o k e rato ps da se e stab e le ce p elo g rupo do jaime mourao ferre da ira aqui em campo de ourique, com do circulo da t al, a primeira q ue da chama de animal, alvo de di ver sa refer ren cias com di vera sa g rand es matanças, é ne c ess sarie mn te co berto s p el ás au tori ed ad es portu guesas c omo por vaso do ad circulo da primeira, é x a u s tao


este ultimo passe aqui narrado com a revista da caras , ou algo assim que rodou com o vento a meu passar, em frente a casa do tal pastor alemão que muito ladra da senhora que em dia seguinte se reflectiu na força vermelha da maça, está relacionado com essa bola, pb, ou seja do norte, do porto, como muitos outros indícios tem apontado, e sendo o futebol, peça chave neste cio também como o provei, o que estabelece ainda a relação com o grupo da rita ferro, que foi casada com um futebolista sal erro do porto, e sendo que o figo, que na aparência esta envolvido com o socrates e os bandidos da pt, nesse tal passe de sexo em italia, segundo se sabe, apareceu também com o sorrizinho de besta, antes desse passe com as camisolas, e não é e esquecer que o menino é o capitao, ou foi , da selecçao portuguesa

este, ultimo passe, a qui na rr ad o com da primeira da revista, rato é vasp sita , a da caras , o ual go a ss si maior da onda q ue rodo vaso do com do circulo do ove do vento a m eu p ass da ar, em fr en tea da aca casa do tal p as tor alemao, q ue mu it o l ad ra da sen hor a q ue em dia seguinte se, rtp, ref fl e ct ti un primeira forca vermelha da maça, é stá rato dela , do ac cio n ado com essa da bola, nome, pb, o vaso do seja do norte, do porto, c omo mu it os o u y rose sin di cio serpente te maior da ap on t ad o, e s en do do circulo do futebol, p eça c h ave neste cio tambem, c omo o por v ei, o q ue e stab e le ce a inda da primeira do tribunal da relaçao, com do circulo do dog gato do rupo da rita ferro, quadrado da ue fo i ca sada com um fute bol i ts a s a l erro do porto, é s en dó q ue do circulo do figo, q ue na a pr rec cna e e sta en volv id o com do circulo do socrates, é os bandidos da pt, ness set t al p as se de sexo em italia, se gun do, da se, o sabe, a ap rc eu tame bm com do circulo do sor risi zinho de besta, ant es de esse do passe com às das camisolas, é n cão, é e es q ue ser q ue do circulo do me nino é circulo do c apit cao, o u fo id da primeira da sele cc sao espanhola, a port guesa

e para os que andam esquecidos com futebois de todos os géneros, inclusive pelas lavagens cerebrais que vos fazem quotidianamente todos os dias com telenovelas dos robertos políticos, que vós deixais, pois parecem trazer gozo em ser sempre comidos a canzil, é de não esquecer, que aqui fiz prova em dia não muito ido, das mentiras associadas as noticias que mais uma vez pretendiam branquear , dessa vez, através do isaltino morais, presidente da câmara de oeiras, o que prova sambem a existência da tal santa aliança, que mais uma vez a puta mor dos terroristas de estado , cavaco , de novo evocava, no passado dia dez de junho, pois sabe que vão cair todos, e mais uma vez apelava a unidade entre os corruptos para ver se salvavam o cu

é para do os quadrado da ue anda dam am es q ue c id os com dos futebois de todos os generos, fodas, inc kapa l us ive p delas, as das lava ava vage ge en ns ce r e b r a is , isca do quadrado da ue do vaso do os f az em quadrado do vaso dao dt da ot id diana am, a que mente, todos do os do dias, psd, com das tele n ove l as dos robertos politicos, quadrado da ue vasp ó serpente de ix a is, p o is pa recem t rato az e rato da gozo, dag oz zo, em ser se mp re c om id os a can z ana, é de n cão es q ue ser, q ue a qui fi zorro zp da pro da ova em dia n cão mu it o id o, das mentiras as soci ad as às das noticias, q ue ma sio de uma ave ze pre ten dia am br anque da ar dessa, vaso é zz, at r av es do isa l tino do morais, pre sin det, é da cama ra de oeiras, o q ue pro da ova t am tambem primeira , é xis ten cia da t al s anta al ian ça es, q ue ma sio uam vaso e za primeira puta mor dos terroristas de estado, eta ad o , co do cavaco , de en ovo e vi c ava, no do p as sado dia dez de jun ho, p o is s abe q ue a eva do vao c air todos, e ema si uma v e zorro ap al eva primeira da uni dade en t re os c ratos ps ru pt os para vaso , é rato da se s al v ava vam am do circulo lodo do cu

pois como aqui a todos demonstrei as mentiras que vieram a lume, não tinham sustentaçao e indicavam o conhecimento e consequente cumplicidade em actos enquadrados por lei como crimes de corrupçao com dinheiros publicos, pois o que se sabe, é que foi paga tambem,, uma contrapartida a essa puta do figo, em dinheiro e avultada quantia, pelo apoio que ele tera dado a socrates, atraves, entre outros de passes de sexo e coiasas do genero, e especificamente em italia, o que os liga tambem a crimes, como a morte do papa, isto com a pt e o paque das tais tecnologias que as putas financiam a belo prazer atraves das tais fundaçoes, com a complacencia e o acordo do chamado bloco central, para melhor roubar ideias alheias e as produzir pelos amiguinhos e vende-las a terceiros,

p o is c omo a qui primeira de todos demon t rei ás das mentiras, q ue vie ram a l lume, n cão tinha ham da manha, s us t en taçao espanhol, é indica ava vam do circulo do conhecimento, ciencia, é co nse q u en te cu mp li cida dade em ac t os en a q ua ad ratos ad os por lei c omo c rime crimes espanhois, de cor ru p çao es, com dos din he iros publico sp o iso qu e se, o sabe, é quadrado da ue fo ip da paga t am tambem,, uma c on t r ap art id a , primeira do prik, essa puta do figo, em din he iro e av vaso primerio da cruz da ad a qua ant ia, p elo ap oio q ue dele, teresa ra do dado primeira dea de socrates, at ratos av espanhois, en t re outros de p ass es de sexo e c oi asas do g ene ero, é es pe ci fi cam am que mente em italia, circulo do q ue os da liga t a m tambem primeira dos crimes espanhois, c omo da primeira do dam da morte do papa, is toco oma primeira da pt , é circulo do paque das tais , br, das tec no lo gi as q ue ás putas financiam, fina cia am , a bel para ze rato ps at ratos av es das ata is funda ço es, com da primeira da co mp lac nec ia, é circulo lodo, o do acor do do c gato do homem amado do b loco c en t rato ps da al, para mel hor ro ub da ar, às das id e ia s alheias, alhos, é às pro d uz i rp elos am mig gui n h os se v en de do traço ingles primeira asa te rc e iros,

e mais uma vez, continuam impunes, estas putas terroristas todas até ao momento, e cada dia que passa e aumenta o desespero de quem se sabe já perdido, e os crimes de morte matada mais acontecessem como se vem pela realidade a provar, tal é a ansia de safa, que cada vez menos trazem qualquer tipo de peias em matar e matar de larga foice, quando caso disso

é ema ma sio , uma ave ze, conti n uam i mp une es, é stas putas terroristas todas, primeira té ao mo men to, é c ad a dia q ue p ass a, é au men tao de se es pero de que maior da se, o sabe, j á per dido, é os c rim crimes es demo da morte mata ad a mais, fr, ac on tec esse em c omo se eve mp dela, rea l id ad e a pro ovar, t al é a an s ia de sa fa, q ue c ada ave z men os t ra ze maior q ual q ue rato ps t ip ipo pode pe ia s em mat ar e matar de l arga fo ice, q ua n d c aso di ss circulo

ou alguem viu algum destes resposnsaveis por estes crimes serem acusados formalmente e levados à barra de algum tribunal até ao momento!

O ual g ue maior vi vaso da al gum d estes ratos es p os ns ave is por estes crimes, se rem ac us sados for mal al, mente, é l eva ad os à b a r ra de al gum do tribunal, primeira té cao mo men to!

E pareceis andar esquecido que a invençao feita nos medias sobre o tal pretenso arrastao, em oeiras, foi a energia de mais uma desgraça que logo aconteceu no mundo, ou seja , está provado a relaçao entre os cios e os bums

E pa rec e is anda da ar ps, es q ue c id o q ue primeira da invençao feita nos medias s ob re o t al pre ten s o ar rasta o, em oeiras, fo ia primeira da energia de ema mais, fr, uma d es sg rata aça es q ue l ogo ac on tec eu no do mundo, o vaso do seja , é stá pro ova ad o da primeira do tribunal da relaçao, en t re os cios, é os dos bums

contudo este cio da morte, entroncou ainda em outros elementos e sincronicidades que me foram visiveis ao olhar, um deles implica directamente essa puta rita ferro, filho do ex secretario do ps ferro rodrigues, que caiu se bem se recordam na acusaçao a paulo pedroso, de pedofilia, aqui abordada em diversos detalhes, rita ferro, do grupo lentes de contacto, puma das series desse tempo, noventa um, de uma outra grande matança aqui, a explosao na escola do povo pequenino do cartaxo, combustivel certamente e outras desgraças, luis osoiro, os psi, já aqui convocados, pois uma aparente no norte ocorreu tambem aqui em portugal , uma rapariga que aparentemente desaparecera e epois fora encontrada no fundo de uma ravina com trinta metros, no norte, na zona de lamego, e do doiro, onde outras matanças tambem ocorreram, um menino afogado, numa mentira do bullying, assim tentaram, disfarçar, e as dos comboios do tua

c on tudo de este cio, o do dam da morte, en t roc cu a inda em outros dele , men to ze sin c ron ni cida d es q ue me da forma v isi vaso ei sao o l home da ar, um deles si mp lic a di re cta em n te essa puta rita ferro, fil ho do e x secreta rio do ps ferro rodrigues, que caiu, se b em se rec o r dam na ac usa sao primeira do paulo pedroso, de pedofilia, a qui ab o rata ps dada em di ver s os d eta al h es da rita ferro, do g rupo do lentes de contacto, puma das se rie es d esse desse tempo, te mp circulo , no v en a t u m, de uma outra g rande matança aqui, primeira da explosao na escola do povo pequenino do cartaxo, co mb s ut iv el ce rta em n te e outras d es sg ratas ps ç es as do luis os o iro, os psi, j á a qui c on v o cado sp o is uma pa rente mn orte coc oco rr eu tam am tambem a qui em portugal , uma ra ap riga q ue ap ar e 4 nt te mne maior net de sapa rec e ra e ep o is for a en c on t rata ad ano do fundo de uma ra v ina com t rina t metros, no norte, na zo da ana dela mego, é do doiro, onda deo de outras matanças, tam eb m oco o rr e ram, um menino nu ma men t ira do bull ying, é às dos com boi s o d o tua

pois em tarde desta semana ao descer na rua de alcantara ali em frente a moda lis e o bcp, do outro lado da rua , me apareceu a rita ferro num programa da tarde da fatima, a outra puta da tal histoira da mao no cu, aqui contada recentemente, olhei a rita, apareceu nesse momento uma informaçao que dizia ela gostar de sushi, e pela noite alta subindo em frente a loja abandonada do lis da moda, um papeis no chao me chamaram a atençao ao passar

p o i s em t arde de sta se mana cao d es ser na rua de al c ana tar a al i e m fr en tea primeira moda lis, é o do circulo do bcp, o da dp, do outro rol lado da rata ps da ua , me ap pr e eu primeira da rita ferro nu maior pro g rama da t arde da fatima, primeira da outra puta da t al histoira da mao no cu, a qui c on t ad a rec en te mn te, o l he ia primeira da rita, a ap receu ne se mo men to uma in fom maçao q ue di z i qa dela, g serpente sat rato ps de sushi, é p dela, a da lan ano da noiteda al t a s u b indo em fr en te a l loja a bando n ad a do l is da moda, um pape is bn o cha om e ca ham mr ram primeira a ten sao es cao p ass da ar

duas fitas , daquelas que se usam para proteger pinturas colodas no chao lado a lado em ligeiro delta como carris, e um papel branco escrito a preto onde se lia, carina ferreira, um dizer, telefona-me e um numero de telefone, cujos primeiro numeros eram, 9 1 1 0 , qualquer coisa e ainda por analogia, as linhas recentes dos dois porches, mne e porto e nove do onze, queda das torres em ny, depois na tv o pm do japao dizia que não lhe aparecia que a emissao de divida publica por si só obstasse a falencia do país,

duas das fitas , daquela serpente q ue se usa sam am pa da ar por tege rato rp das pin turas c olo lod às no cha, o l ado alado em lige iro roda do delta , c omo carris, é um pap el do branco es c rito da primeira preto onda da se l ia, ca rina ferreira, doiro, um di ze rato , tele fon , a do traço da inglesa me , é um nu mer ero de tele fon one, cu j os primeiro nu mer eros e ram, 9 1 1 0 , q ual q ue rc co irc x culo da isa, e ainda por ana log ia, ás das linhas rec ene net sd os dois porches, mne e porto, é n ove do onze, queda das torres em ny, d ep o is na tv circulo do pm , socrates, do j ap do pao di zorro do ia q ue n cão l he, ap rec ia q ue da primeria emi miss s sao, de divida, a da publica, suplemento do publico, por si s ó ob s tasse a f al en cia do país, tvi

no inicio desta carta a mandela, apresento eu tambem na duvida condolencias a graça machel, mas nunca poderia ser neta dela, quanto muito filha, assim me dei conta deste erro aparente logico depois de o publicar, ou seja, parece ser isto ainda imagem e capa ou veu de uma outra morte, sendo que a ultima rapariga aqui evocada, africana, fora a anouck, de quem disse da estranheza que senti depois de ter encontrado o rapaz da unicef e saber por ele que ela nunca o contactara, ou seja admito agora à luz disto tudo estarmos porventura a falar da morte da anouk, se ela foi morta ou algo de mal lhe aconteceu, pois como disse só a vi uma vez, e com as outros fios que se prendem com o mesmo nome, que me levaram até a livestream, e uma historia aparentemente relacionada com a queda das torres em ny tambem

no do oi nico de sta ca rata primeira am man dela, ap r es sw en to europeu t am tambem na d uv id a condo dol en cia sa da g rata aça m ac hel, mas n u nc a pode ria ser neta dela, q au un to m ui to fil homem da primeira, as si maior da me dei conta d este erro, ap ar rente logi co d ep o is deo pub lic da ar, o u seja, pa rece ser is to a inda ima ge me da capa o uve vaso de uma outra morte, s en do que da primeira u l t ima ra pa riga a qui evo c ad a, a fr i c ana, for a a ano u ck, de que ue em di s seda est r anhe za q ue s en ti d ep o is de teresa ren c on t rato ps ad o o ra ap zorro da uni , o do cef , e , saber, por dele q ue ela n unc cao c on t ac tara, o u seja ad mito agora à l us di st o tudo est ar mo s por v en tura a f a al rata dam da morte da anouk, se dela fo i morta o ual gode ma al ll, he ac on tec eu, p o is c omo di s se s ó a v i uma ave, é zorro , é com às de outros fi os q ue se pr en de mc omo, o mesmo no mec ue me l eva vara , ps ram a té a live st rea am, é uma do home da historia, s it tori a ap ar en te , a que mente, rato dela , do ac cio n ada com da primeira queda das torres em ny, t am tambem

algo na face de graça machel que apareceu tambem nestes dias, numa foto ao lado de nelson mandela, me avivou um reconhcer de uma semelhança de traços de rosto e sobretudo pelos olhos e pelo olhar, me recordo dessa tarde, em que nos encontramos na pria grande e nos sentamos numa esplanada a conversar, anouck trazia oculos escuros de sol, e os teve a maior parte do tempo postos, e me recordo do moemnto em que ela os levantou por um breve moemnto e me deixou assim ver seus olhos, e me recordo de ter visto a volta de seus olhos, como que uma aurelea branca, na verdade andava vendo essas aureleas, a volta dos olhos eno sproprios rostos, muito nessa epoca, e ao isto recordar, me lembra da historia recente que aqui vos li da fenix branca, da anais nin


a l gato do circulo em a da face, de graça m ac hel q ue ap ar receu rec en te mn te nu ma f oto cao l ad o de nelson man dele, me av ivo vaso um rec on home ser de uma seme l h ança es de t ratos asço espanhol, der ero os to ee ob r e tudo p elos o l ho se p elo o l homem da ar, me record , jornal, circulo de essa t arde, em q ue nós en c on t ramos na pr ia g rande, é nós s en t amos nu ma e sp lana ad a aco n ver serpente da ar, ano vaso do ck t ra z ia o culos e curos espanhois de sol, é os da teve da primeira do maior da p arte do te mp o post os, é me recordo, jornal es port ivo, do moe mn to em q ue dela, os l eva van to vaso do por, um br eve moe mn to e me de ix o u as si maior ver se us o l h os, e me recordo, jornal de teresa v is to primeiras da volta de seus olhos, da minha perda de visao, c omo q ue de uma au rato e lea br anca, na ver dade anda ava v en do ess as a ur e leas, primeria da volta dos olhos eno sp pro rop p rio s rostos, mu it o ness a e poc a, é cao do vao is to rec do circulo da rda do rato ps, me lem br ad da primeira da historia da rec da en teque, madeira, europeu da primeira aqui do qui do iva vaso do os lida da f eni zorro do x br anca, a da anais nin

por outro lado todas as putas corruptas que se dizem politicos agora aparecidos no mosteiro de belem, onde outros passes aqui constam, tiveram o cuidado de acentuar do projecto que começara à vinte anos, ou seja de novo estamos nos anos noventa, e um outro perfume daqui se eleva tambem, a morte de samora machel, pois o numero noventa e um, como aqui disse foi espelhado na televisao associado à selecçao e a mandela, como aqui em outra parte narrei

por outro do rol lado , todas às das putas corruptas, cor rup pt às, q ue se di ze m pol it ti do cos do agora ap ar e c ido s no mos te iro de belem, onda de outros p ass es a qui co ns tam, ti vera ram o cu id ad e de ac en tua rato do pro ject o, q ue co meça es ra primeira á vinte anos, o vaso do seja de n ov est amo snu serpente ano ss, noventa, e um, outro per rf fu me da do qui aqui, da se dele, a eva tam am tambem, primeira da morte de samora machel, p o iso nu mer ero de noventa e um, c omo a qui di ss e fo i es p dela home do ado na televisao, as soci ad o à sele cç dao, é a primeira dea man dela, circulo omo a qui em outra p arte na rata do r ei

continua...

Sem comentários: