sábado, julho 31, 2010

acusaçao à pt, acs e a muitos outros que se desvelam nesta analise, parte lll

a pagina trinta e um, o reverso da pagina da noticia do canal zero na capital, jornal

primeira pa da gina do trinta e um, circulo do reverso, da pa da gina da not cia doc ana prime rio c ric culo zorro do ero na c apit al , do jo rn da al



ac aco cu us serpente sao espanhola primeira da pt, acs se serpente mu it os de outros, quadrado vaso é sed espanhola vela rato, ps

last warning about salvation or abyss and other subjects



31 07 10 62,0 MB (65.0 83.108 b y t es)

la se ser o en te cruz, ab c irc u ova vaso da cruz, s alva ti o circulo rato do ab delta ss and ot her s ub jet circulo ts

ultimo aviso sobre salvação ou abismo e outros sujeitos,

vaso cruz tim imo av iso, norma, s ob re s ala alva sao ess, circulo do vaso ab is moe de outros, s ub ject j, e, ei, os

acusaçao à pt e a acs, segunda parte

acusaçao aos ladroes da pt impunes ate ao momento, parte segunda, do roubo do canal zero e da venda ao you tube, e como se desvelou logo na primeira parte, os crimes que aqui se falam, sao muitos mais e muitos deles enquadrados em crimes de genocidio contra a humanidade, pois logo apareceram os furacoes, desde o que se chamou o big one do seculo passado, sobre o qual alguns tambem pretenderam, como aqui o expliquei na altura em que o comentei, me assacar as responsabilidades, até o mais recente , o katrina´


ac cu usa sao primeira do os ladroes da pt, i mp une e s a t e cao mo mn top arte se gun dado do roubo , o do c anl zorro do ero, é a da venda ao cao do you tube, delta circulo do vaso do tubem, ou seja metros em londres, é c omo se d es velo vaso do logo na prime ira ap da puta da arte, os crimes rim espanhois, q ue a qui aqui da se fal lam am da sao mu it os mais, fr, é mu it os deles, enqa cao d r ad os em c rime es de g en o c id io contra da primeira h uma ani ni dad e, p o is logo ap ar rece ram os furacoes, fur rato aco es, de sd deo q ue se c ham o u o do big da one, o do seculo, o passado, o louco, s ob reo quadrado da ual al gun serpente t am tambem pre t en der am, c omo a qui qaui do circullo co espanhol,. o e x p lic ue ina al tura em q ue o co men t ei, me ass aca rata aás r es ponsa bil di iade es, a té o mais rec en teo circulo do katrina


poderao perguntar , mas qual a logica da pt e do governo portugues cobrir este roubo, o dos noventa centimos, media, roubados de cinco em cinco minutos via facturaçao, como aqui provei pela exposiçao e analise das respectivas facturaçoes detalhadas, seria um roubo deste montante, aparente pequeno, maior se considerar-mos que assim é durante todos os dias dos dois ou tres meses analizados, e provavelmente foi assim ao longo de decadas, justificaçao necessaria e suficiente para uma cobertura tao grande com um veu ainda maior como foi essa treta da compra da vivo à pt pela telefonica, não, o que isto que dizer, é que escondem roubos muito bem maiores, pois o you tube, que derivou do canal zero, da ultima vez que me dei conta do seu valor de mercado, ultrapassava o biliao de dolares, ou seja uma verdadeira razao para tentar escamotear roubos maiores, e tambem certamente motivo para tentativa de homicido contra a minha pessoa e o facto do governo cobrir bem como todas as forças politicas neste pais de corruptos bandidos, pedofilos e merdosos, prova o que sempre aqui disse, todos comem, todos tem beneficiado deste roubos, inclusive deste, ou seja ainda deduz-se que o negocio tenha passado por laços politicos entre casas aqui e alem mar, na america, para ser mais preciso


pode der rato ps do cao per gun t ar , masque do quadrado da ual primeira da logica da pt, e do governo portugues, co br i rato este roubo, o dos noventa, c en tim os media, ro u bd ad os dec inc o em c inc o minu t os via f ac tura da raçao espanhola, tambem, c omo a qui por vaso ei ip da puta dela , a e x posi sic sao es , é anal ise sedas r es pe ct iva s f ac tura raçoes es d eta la hd as, se da ira um do ro ub circulo do bode do quadrado de este monta ant e, ap a rente pe q u en o, luis maio rato da se c on s id der ar do traço ingles mosque, as si mé duran te todos os dos dias, psd, dos do sio vaso dos tres, me s es anal iza dos, just if façao ne c es saria e sufe cie en te para uma co be r tura tao g rande com de um do vaso eu da primeira inda maio rc omo fo i essa da treta, a da co mp prada vaso ivo à pt p dela, tele fon cia, n cão, o q ue is to q ue di ze rato ps, é q ue es conde maior dos roubos, mu it o b em maio ratos es, p o iso y o u tube, q ue der ivo vaso do c ana l zorro do ero, da u l t ima v e zorro, q ue me dei conta, do s eu do valor, grupo em presa ria l, vaso do primeiro da trapassa, a ava do bil ia cao de dol ares, o vaso do seja, uma verd ad a ira r aza circulo do par da estrela, a t en tar esca mo tear os ro ub o maio ratos es, e eta tam am tambem ce rta em nt e emo tv io para t en tat iva ed homicido, co ny t rata primeira , da primeira mina homem hp da pessoa, é o doc irculo f acto do dgo do governo, gor v en, o cobrir, b em c omo todas ás f orcas es pol it ica s nest e pais, tvi, de cor ru t os ban dido s, p eo filo se merd dp os, por vao, ps, q ue se mp rea do qui aqui, di s se, todos com em, t y o d os te maior b ene fi cia ad o de este ste dos roubos, inc l us ive do quadrado de este, o vaso do seja da primeira inda dedo uz do traço ingles espanhol q ue do circulo do negocio, grupo, ten h a p as sado por la ço es pol it ti do cos, o capitao cos, en t rec as sa a qui e al lem do mar, na am mer cia, para ser mais fr pre do ciso, circulo iso


os interesses destes que se dizem politicos, e que tem de acordo com a lei a funçao de velar pelos interesses individuais e comuns de todos, na realidade, se vergam aos interesses economicos das mutinacionais, pois se haveis já lido a primeira parte do artigo publicada em foto no post anterior, haverei notado certamente um equaçao que naquele tempo, mais ou menos , o rui veloso, musico portugues, de novo colocava como sempre eu e muitos outros a colocamos, que a quota de difusao da musica portuguesa nos medias rodava na altura os tres por cento, ora aqui está tudo dito, pois os interesses das multi nacionais main stream, sobretudo anglo saxonicas de lingua mae, tem pautado por esmagar em forma ilegal face as leis de concorrencia e do que se espera ser um saudavel mercado, que produza receitas fiscais inclusive para o pais e assim aumente a riqueza comum, coisa de somenos importancia, atendendo ao grau de indevidamente que estas bestas por roubos sistematicos, deixaram acumular ao longo de trinta anos


circulo do ps inter esse cobra espanhol do quadrado de este , q ue se di ze maior pot lio sec q ue te maior de acor, do c om a lei, primeira do ero da fun sao es de vela ar p elos inter ratos ps es in di v id u ise com un s de todos, na rea l id ad e, se ver g am primeira os inter esse ws e cono mico serpentes das multinacionais, muti na cio na is, p o is se h ave is j á do lido , cinema, onze da primeira p da arte, a do artigo do jornal, pub lic ad a em f oto no do post, ny, ante do ior, homem ave do rei not ad circulo, cera rate maior nt, é um eq qua sao es q ue naquele tempo, mais, fr, o vaso men serpente dp do rui veloso, mu sic o portu gues, d en vaso circulo c olo c ava c omo sempre, europeu é mu it os outros da primeira c olo cam os, q ue primeira daqui, do vaso da ota, casa da es suina, de di fu sao da mu sic a portu gui es ano serpente dos medias ro dn ava na al tura os t ratos espanhois do portugues cento, quada de entre os rios, o ra a qui e stá tudo do dito, p o is os inter ess es das mu l ti na cio ni as mai n s t rea am, sobretudo do anglo, s ax oni nicas de l in g ua mae, te maior p au t ad o por es maga rem da forma ile do gal face ás das leis de concorrencia, com cor ren cia, é doque da se da espanhola pera, ser um s au d ave primerio do mercado, quadrado da dp ue por d uza rec it as fi s ca si inc l us ive para circulo do pais,tvi, é as si maior au men te primeira ric ue za com do primerio, co isa sade s om en os im porta n cia, a t en dn e do dao g rato do cao, de en di v id dam am , a que mente, q ue destas bestas portuguesas dos roubos, sis t ema ticos, de ix aram acu mula ar rato do cao l ong gode de trinta anos


ou seja, em sintese, e esta é uma diferença que se ve no you tube, que tem poucos em termos percentuais de clips das editoras por causa dos chamados direitos musicais e royalties, que sao a base dessa industria, especialmente americana, o canal zero, nasceu com conteudos musicais portugueses se bem que a intencao fosse obviamente a e alargar os conteudos


o vaso do seja, em sin teresa tee se, é esta, é uma dif rata ren enca q ue se ve no y o u tube, q ue te maior po u cos em te rato ms, maria sobral, circulo per c en tui serpente, av infante santos, de c l ip do ps , das editoras, por ca serpente da ua do sc ham ad as circulo dos direitos musicais, é roy al tie es, quadrado vaso é o da sao, primeria da base dessa indu s t ria, es pe cia lem nt e am mer c ana, circulo do c ana l zorro do ero, na sc eu com conte do vaso do qaudrado do os mu sic a is portu gueses se b em quadrado do vaso, é primeira in ten coa da fosse, ob via am , a quem mente, primeira é al ar g aro serpente dos conteudos, ou seja dos meus videos e dos roubos aqui dos meus videos
curioso o alinhamento do verso desta noticia, e especificamente o que mencionei na primeira parte, pois é um bom exemplo de como a realidade e a ficçao sao sempre duas faces do mesmo, o artigo que se chama de escrito na imagem, uma historia cuja sinopse é,


c ur io rio osso do circulo do al ina hm en t, o do verso de sta desta noticia, ano not ti da cia, é es pe cif icam que mente, o q ue men cio na ie na prime ira p arte, p o is é um b om e x e mp lo de c omo primeira rea l id ad ee , primeira fic cao da sao sempre du as f ac es do mesmo, o art ti g o q ue seda chama , ham mad de es circulo do rito na i mage maior, uma da hi s toira cu j a sino pse é, sin circulo do maconico do pse,


o agente da cia treinado na violencia e na destruiçao, al simmons, trabalhou para o governo americano em missoes que provocariam , entenda-se neste pormenor verbal, o massacre de inocentes, e quando poem em causa tais proezas, o rapaz ja casado com filhos, é vitima da traiçao e da deslealdade do superiores, representado no nefando chefe jason, o do veio , wynn, acabando por desaparecer num terrivel holocausto,


circulo do agente da cia, t reina dona da viol en cia e n a d es t rui sao, al si mm o ns, t r aba bal home do circulo do vaso do para do circulo do dog do governo am mer cia ano, em miss o es q ue pro ovo caria am , e t en d a do traço da inglesa se nest e por men o rato v e rba bal da al, circulo do massa circulo da rede do massacres dos inocentes, ino dos centes, circulo en cruz espanhola. e qua ando poe maior em ca usa tais, usa br, por e za, circulo do r ap za, j da cruz,da primeira ca do sado com fil homem os, é vi t ima da t rai sao es , e da d es lela dade do serpente do comboio,uu, da p rio dos ratos espanhois, rato ep pre es net ad on one fan doc circulop do home da efe, o jason, o do veio , dp delta nn, no ma ne boy serpenets, aca bando por de sapa recer nu maior te rr iv el do holocausto, homem olo loc, fe cha dura, au st circulo


na verdade , um jason, em nome, encontrei em dia recente ao visitar a lx, onde estava entre muitos outros eventos, uma exposiçao da ual, que falava de crimes de culinaria entre casais, e que me fez recordar a relaçao que a puta que me tras o filho roubado tinha ou dizia que tinha com essa faculdade, onde na aparencia dava aulas e viajava até a universadiade do algarve , de lençois, pressumo, eu, mas crimes ou sugestoes de crimes, com o nome de sofia, a sabedoria, não faltavam ali, muito rica a minha viagem, como sempre sao, acho que até encontrei a violeta de parma, que me acusou de roubo, e tudo, curisosamente, na parte que me tem roubado,


na verd ad e , um do jason, en mome, en c on t rei em dia rec en teao cao v isi tara lx, onda est ava en t re mu it os de outros eve nt os, uma é x posi sic sao espanhola da ual, q ue f al lava ava de c rim es de cu lina ria en t re casais, é quadrado do vasp da me de fez , am mr rocos, reco corda da ar, primeira do tribunam man ll , a da relaçao, q ue da primeira puta q ue mne t ratos ás do circulo do filho roubado, a tinha circulod o vaso di zorro do iaque, tina homem com dessa cobra da fac cu l dae, quadrado da onde na ap rec cna e id da ava das au l as e via java a té a uni ver s ad iade do al rag vaso e , de len co is, pr es sumo, eu, mas c rim es o u s ue g es top es de c rim es, com do circulo do no me de s o if , cc, primeira, a s ab bed do ria aveiro, n cão f al t ava vam am mali ali mu it circulo da rica primeira mina homem da via ge maior , c omo sempre da sao, ac ho q ue a té en c on t ria da primeira do viol eta de parma, quadrado ue ac cu us circulo do vaso da acusaçao de roubo, é todo


depois , as forças do submundo enviam a sua alma de novo a terra, mas já não é o mesmo, nem sequer uma pessoa, transformou-se num monstro com aspecto demoniaco e vido de puniçao, renascido, inexoravel, sem principios aparentes, spawn ,foi concebido, tem que lutar contra o negro ignio que lhe deu nova vida, de modo a evitar a chegada do armagedao- pelo seu proprio regresso,... spawn foi concebido e ilustrado por tod o mc farlne um prestigiado artista de banda desenhada em viragem de carreira, pelo inicios dos anos noventa , apos ter eactividado o futiro dos vigilantes classicos, como o spider ma, dos marvel comics, spawn trouxe consigo a materializaçao de um super heroi, anacronico e horriplante , cuja acçao dilacera os limites do bem e do mal,-um universo em transe, mutante, no qaul se tornou este mundo, entre os sortilegios demoniacos e um paraiso idealizado, na incursao por um novo milenio, spawn continua a luta para entender a que lado pertence, no conflito entre o Ceu e as Trevas, em tal imaginario radical, eis spawn com Segredos Obscuros de mc farlene, ft do aln morre,- cujos argumentos , em italico, estao expostos no cnbdi da amadora ate trinta e um de dezembro, uma colectanea imprescendivel editada pela devir, ossos a ranger, gargalhadas e gemidos sao alguns aliciantes desta saga assombrosa, com a chancela original image, e exorcizando um paladino cada vez mais abdominavel e etereo


d ep o is , as f oras es do s ub mundo en via am primeira serpente da ua alma de n ov da primeira da terra, br, ma sj á nã nau, é circulo do mesmo, ne maior ms sec ue rato de uma p esso primeira da pessoa, , t r as n for mo vaso do traço da inglesa se, nu maior monstro roc do com as pe ct o demo ni aco, é vaso id do circulo de puniçao,p uni sao es, rena ac acido id circulo , ine do xo ravel, se maior p rin cip io s ap a ren t es, spa dp n ,fo e c on ce bido, te maior q ue lu t ar do contra do circulo do negro roi gn io q ue l he d eu da nova, fac, v id a, demo modo da primeira e vita ra da arc do ac da chega da gada da arma do mage do dao do traço ingles da p do elo serpente eu pro rp io re gresso,... spa w n fo oi c on ce bido, é i lu st ardo por to do mc f ar l ne, um pr es ti gi ad o art ista de ban da d es senha ad a em v ira rage maior de car rato da eira porche, , p elo in ni cio serpente dos anos noventa , ap os teresa reas eac t iv id dado do circulo do fu t iro dos vi gil ant es dos classicos, a lassi ass sicos primeira, c omo do circulo do spider mad do os mar vaso do el com ics, spa w n t ro ux e c on sig do irc do circulo da primeira mat e ria liza sao es , de um super he roi, ana c rato oni c oe hor rip lan te , cu j a ac sao es d ila cera do os li mi es d o b em e do m al,-um uni ver s o em t ran se, mu t ante, no q au l serpente da se trono vaso de este, mundo, en t re os s orti tile gi os demo moni aco se de um pa rai iso id dea al iza ad o, na inc ursa sao por um n ovo do banco milenio, spa w n c on tin ua da primeira da al luta, para en t en der da primeira q ue do lado per ten ce, no c on fl lito en t reo C eu e às das T ratas evas, em t al ima gina do rio , psd, o da sic radical, ei s spa w n com dos Segredos Ob s curos do mc f da ar do primeiro ene, ft do aln mor re,do traço ingles cu j os argu men t os , em italia lico, es tao e x post os no cnb da dida da amadora, primeira te do trinta e um da armada de dezembro, uma c ole c t ane a im pr es c en di v el e di t ad a p ela d e v rato e, ossos primeira range rato, g arga gal h ad as se dos g emi id os da sao al gun s al i cia ant nt es de sta da saga ass om brosa, com da primeira da c han cela o rig gina al ima mage, e é xo r ciza ando, um pala ad di ni c ada v e zorro do mais a bdo mina ave dele, e é teresa reo
esta sinopse, me recordou de imediato a morte recente de um outro desenhador americano, logo a seguir em sincronicidade, com uma entrada em texto meu , sobre outra personagem de bandas desenhadas,
é sta sin do sino, o maconico do pse, me record circulo da ova do vaso do imediato, marinheiro, marin, he iro, tvi, ie mad ad do dito da primeira morte da rte rec net de um outro rode de s en h ad dor am erica no, logo da primeira se gui rem da sin c roni cida ad e, com uma da entrada, em tex circulo do vaso me europeu , s ob re de outra pers on a ge maior das ban d as de s en homem ad ás ass ss,


morto entao pelo *as do ass do ss, do santos silva, ad, mec, igual e gato ual arte do rato do isco, assim se depreende do paragrafo acima
e ainda , a ressonancia deste argumento, como real, o tal homem da cia das torres, o homem que trabalhara muitos anos para a cia, que abandonara a agencia, por discordar das politicas dela, sobretudo no dominio da prevençao e especificamente do onze de setembro, e que se tornara detective privado, com escritorio montado nas proprias torres gemeas, um facto que aqui comentei á longa data, quando analisei em detalhe as facetas do onze de setembro


é primeira inda , a r esso anc ia de este ar gum en cruz rato circulo, c omo da real, o ta l home da cia das torres, o h om em quadrado vaso é cruz x r aba bal hi homem hara mu it os anos para da primeira da cia, quadrado vaso é ab bando dona na ra primeira da agencia, por di s corda rato ps da serpente pol it ticas dela, sobretudo no do mini, o da pre eve en sao es, é es pe cif icam que mente, o do onze de setembro, onda serpente é quadrado e vaso da se torn ara dec teresa teve pr iva ad o, com do escritorio, es circulo rit do rio, porto psd, montado, nas pro rop p ria serpentes das torres das gemeas, um f ac acto q ue a qui aqui, co men t ei á l ong da primeira da empresa da data, qua n do anal ise ei em de eta alhe ás f ac eta serpente do do onze de setembro´


e sendo que se o este estranho guiao pelas suas ressonancias reais, for ou se tiver tornado real em toda ou parte de sua extensao, entao esse homem, não teria morrido nas torres , e se calhar usou o evento para alterar a indentidade, pois assim sabia que poderia continuar a tentar desvelar a verdade que se encontra ainda escamoteada de todos do que aconteceu naquela fatidco manha e sobretudo toda a operaçao que o antecedeu, com implicaçao de gente ligada a administraçao americana, como todos, td osso, já sabem


é serpente do en dó da doque seo circulo de este, est rato do anho gui cao p delas, s ua serpentes das ratas esso na cia serpente reais, for circulo use ti ver tornado re al, em toda o vaso da puta da arte de s ua da extensao, en tao esse h ome maior, n cão teresa ria mor r id donas torre sm , é se cala home rato us ouo eve vento en cruz circulo, para al teresa rata da ar da primeira inde en t id ad e, p o is as si maior sa bia q ue pode da ria c on tin ua ra t en cruz rata ad es vela lara,. ver dade quadrado da ue da se en contra, a inda esca mo tea ad, primeira de todos, doque aconteceu, naquela fat id cc co da manha é sobretudo, mexia, toda da primeira o pera raçao q ue o ante tece d eu, com i mp lic caçao de gente liga gada da primeria do quadrado min s traçao am e rc ano, c omo td osso , j á , sabem


o curioso tempo verbo que a noticia usa, provocariam, em ves de provocaram, implica, ou melhor dizendo desvela, que estamos perante novas armas de destruiçao massiça, o que se coaduna muito bem com os processos usados na queda das torres, vias e redes de comunicaçao, e o tal complexo secreto americano no alasca, uma vez aqui comentado,


circulo do cu rio serpente do circulo do te mp ove rb boque primeira ano not ti cia usa, por v o caria am, em vaso do espanhol de pro ova do caram, imp lic primeria do cao do vaso do mel homem rato do circulo di zen do d es vela, quadrado do vaso delta ,e, es sam amos pera nt e en ova serpente das armas de destruiçao, mass isa, circulo q ue se coa duna, mu it o b em com os pro roc esso s usa sados na queda das torres, via se das redes de c o muni caçao, é circulo do t al co mp le xo do secreto am mer ica nono al lasca, uma vaso e zorro da polica francesa, quai, com en t adao,


do texto ressoam ainda as seguinte frases, um luta contra o negro ignio, o vulcano negro, que lhe deu vida, complexo de edipo, de modo a evitar a chegadao do armagedao, ar da arma mage do dao, cuja possibilidade de iminencia de acordo com o guiao, se deve ao facto de ele prorpio ter retornado, incrivel ideia, como perfeita para vestir o fato, a quem se quiser, ou dizer, por exemplo de mim, que acabei de novo á iamgem do que aqui vos disse em dois mil e cinco, ser a factura do armagedao, em cima da mesa comum, face a falta de inteligencia e vontade de todos e dos politicos do mundo em particular,


dot cruz tex , t o r esso da am a inda ás se gui nt e fr ases, um da luta do contra do circulo do negro ignio, o vulcano negro, quadrado vaso e l he d eu v id a, co mp le do xo de edipo, demo da modo da primeira é vitara, chega gado do dao do armagedao, ar da arma mage do dao, cu j a p oss sibil id ad de im ine cia de acor do c om o gui cao, se d eve cao f acto de ele proprio, pro rp io teresa ray to, é tornado, inc ratop iv el da ideia, c omo per ,feita, para v es tir do circulo do fato, pedro marques, primeira q ue maior da se qui ser, o u di ze rato rp por, é x em p lode mim, q ue aca bei de en ovo á iam mg é maderia doque madeira, a qui vaso os di s se em dois mil e cinco, sera da primeira factura do arma mage do dao, em c ima da mad ad da primeira da mesa, madrid, com do primrio, face primeira da f al t ad e intel lige n cia e vontade de todos, é dos pol it do cos do mundo em p art ti cu do primeiro da ar,


ou ainda, spa dp n que foi concebido e ilusrtardo,. Por todo o circulo ministerio da cultura, ar primeiro da ne nos inicios dos anos noventa, depois de ter activados os futuros vigilantes, vi gil lan ant espanhois, circulo omo do spider man, dos nar vaspo el do com do ics, o do universo em transe, mutante, dos sortilegios demoniacos, demo moni, tv, rtp, acos, no conflito entre a o Ceu e as Trevas, o tal bestinha do imaginartio, o radical, e is da spa dp n,com od segredos ob serpentes dos curos de mc f aro primeiro ene, da o rig gina al da image, modelo de carro, aqui cao do pedo,

o vaso da a inda, spa dp n q vaso é fo do ionze do io c on cebi bido ei luz rt ard o,. Por todo do circulo do ministerio da cultura, ar primerio da ne nos inicios dos anos noventa, depois da teresa activa, revista, ad os os fu t ur os vigilantes, vi gil lan ant espanhois, circulo omo do spider man, dos nar vaspo el do com do ics, o do uni ver s o em transe, mutante, dos s o tile gi os demoniacos, demo moni, tv, rtp, acos, no conflito entre a o Ceu e as Trevas, o t a l bes, banco, tinha do ima gina rt io, circulo do rato da ad ical, é is da spa dp n,com o dos segredos, do ob serpentes dos curos de mc f aro primeiro ene, da o rig gina al da image, modelo de carro, aqui cao do pedo
continua....

sexta-feira, julho 30, 2010

façam o favor de prender a põlicia

façam o favor de prender a polica, visto que entram cá em cas sem autorizaçao, sem a minha presença e sem mandato, o que faz deles bandidos s terroristas pela natureza doa actos em questao

ah, que ingenuo, esquecer que o socrates é o bandido mor e mandante de todos eles

forte do aca espanhol,. am circulo do forte do av o rato ps, de pr ren der priemeir mr ia pol ica , vaso is to do toque quadrado é vaso e en cruz ram cá em circulo às se maior do cao tor iza da sao esapnhola, serpente ema primeira am min homem da primeira p dela, na ture ur e za do primeiro dos actos em quadrado est cruz cao, primeira d homem, quadrdo vaso é in g en vaso circulo, espanhol, quadrado ue ser quadrado do circulo do socrates, é o bn , banco, o dido mor e man dante de td todos eles

mais um roubo, tal é o desespero das bestas

mai, ministerio da admistraçao intrena, vulgo policias, um do roubo, crzu al é circulo do quadrado es pero das bestas

E já me roubaram daqui do pc, ou seja entraram cá em cas outra vez, um pedaço do texto, que apagaram, sobre um do reflexos da ual que aparece na segunda parte desta acusaçao, ainda não publicada, ual, fac, que aparecia, no corte do texo, e que introduzia, um outro assunto por relaçao, pois em dia recente, entrei na lx, e dei com uma exposiçao da ual, que falava de crimes diveros, de culinarias, daqueles que muitas vezes passam impunes, e sei pelo espirito que estao a usar esta informaçao em mais trocas de almas, seus terroristas de estado portugues, morrei no inferno, que ele vos seja quentinho, a este assunto voltarei, se queimais inocentes, tereis retorno ao cubo


E, maconico, pric principe acento da primeira me ro ub aram daqui id do circulo do pc, o vaso do seja, en t rato ps a ram cá em c as outra vez, um ped sao es do tex t o, q ue ap a gara ram, s ob re um do ref for mula one le xo s da ual, q ue ap a rece na se gun da p arte de sta ac usa ºs dao, a inda n cão pub lic ad a, ual, fac, q ue ap ar e cia, no co rte do tex oe, q ue int rid uz ia, um outro ass un to, p o is em dia rec en te, en t rei na primeira do x, e dei com uma da e x posi sic sao, a espanhola da ual, q ue fal av dec rim crimes espanhois di vaso dos eros, de cu lina ria s, da q u els qu e mu it as v e zoor do es p as sam im p un es, e s ei p elo es pr rito q ue eta circulo da primeira usa rata da eta in for maçao em mais, fr, t roca s de almas, se us te rr o rato ista serpente do estado portugues, mor rino do ino do inferno, q ue dele, vaso do circulo do seja q u en tinho, primeira de, este, as s un to v o l tar ei, sec quadrado vaso do ima is ino centes en cruz espanhol, t reis r e torn o cao do cubo

ual remete para a puta que me tras o filho roubado, que na aparencia antes do roubo começou a dar lá aulas e ia tambem ao que parece a faculdade no algarve, certamente liçoes horizontais,e outro assuntos bem mais extensos

ual, reme teresa para da primeira puta, que me tras o filho roubado, quadrado vaso é na ap pr pre cn cia, c ana l lis boa, lis cobra, ante espanhola do roubo, co meco espanhol, ua do quadrado da ar, e ia tambem, cao que pa rece cea primeira da f ac cu l dade no al gato rato ps ave, ce rta em nt é lic es oe espanhol , homem ori zon da tais, da br, é outro ass serpente un cruz os segundo em mai , mne, serpente é x ten ser
cruz en te os

e ainda um jason que tambem me apercebi de ver na lx, quem diria, e uma ines alva, ao que parece, entre muitos outros assuntos

é primeira inda , um do jason, quadrado vaso e eta tam am tambem, me ape do pee rato cebi, multibanco, mu primrio do ti do banco, do quadrado da eve rata rn da primeira do onze do x, quadrado vaso em di da ria de aveiro, é uma in espanhol alva, cao que pa rece en cruz rem vaso it os de outros ass serpente un cruz os

e mais uma prova do envolvimento do governo portugues em actos de terrorismo, cujo nome especifico é assassinio

é ema ms se massi , uma por do vaso da primeira do en volv ie nt circulo do dog do governo, o do circulo do porto, o gues, o da casa de goa, em actos de terrorismo, cu jo no me es pe dif ico , é o asa do assassino, sino maconicos de cascais, sin circulo

acusaçao aos ladroes impunes até ao momento da pt, primeira parte

ac cu usa sao, a espanhola da onda, primeira os ladroes, e mp un es a té cao mo men t, o da pt, prime ira da puta da arte

primeira foto de quatro



Prova do roubo do canal zero, acusaçao a pt, como a outra aqui provada do roubo regular nas facturas dos telefones, sem nehuma resposta, o que faz prova de que estao a par do crime e o cobrem, como o cobre o governo, vide aqui as linhas recente a desmontar, essa encenaçao da treta da compra telefonica, pt e vivo
´

Pro da ova do roubo do c anal z ero, ac cu usa sao es primeira da pt, c omo da primeira de outra aqui, por v ad da primeira do roubo , re gula ar na serpentes das f ac turas dos tele fon one es, se maior ne home uma rata da es posta, circulo q ue f az pro da ova deque, madeira, es tao da primeira par ar do c rime do crime, é circulo do cobre rem, c omo circulo do cobre do dog do governo, vide, blog, a qui às das linhas, rec en te a e ds mont da ar, dessa da en c en a º cao da t r eta do aco mp rato da tele fon ica, pt é vaso do ivo


Recentemente me veio parar de novo ao olhar, este artigo do jornal, melhor dizendo esta folha, da capital com uma entrevista a anunciar o lançamento do canal zero, no dia em que foi lançado, 14 de setembro de 2002, sendo a noticia de sabado quatorze de dezembro do mesmo ano, dois mil e dois, ainda não existia o you tube, para que não se lembrar


Rec en tee maior nt é me e io par da ar, de n ovo cao o l homem da ar, este art ti god o jo rn ak l, mel hor di zen do é sta fo l homem da primeira, a da capital, com uma da en t rata e vaso ista primeira ano un cia aro do circulo do l ança em nt o doc anl ze rato, no dia em q ue fo i lan ç ad es o, 14 de sete mb br rode ed e 2002, s en do primeira ano not ti ca id e sá bdo qua t roze de dez em br , o do mesmo ano, do is mi le do is, a inda n cão é xis t ia circulo do y o u tube, para q ue n cão da se lem br da ar


nessa tarde ao sair de casa li pelo espirito nos carros a passar ali em alcantara na av ningunes, que era um ovo do independente, o da lusa, agencia de noticias, ou seja , de um ex jornalista do independente que porvavelmente trabalhara agora na lusa, e que a chave estava na imagem, o que corresponde a uma ideia do texto do outro lado da pagina, o escrito na imagem, com uma noticia de uma banda desenhada, sobre um agente da cia , da al do simmons,


ness primeira da t arde cao sa ie rato de c asa li p elo es pi rito nós carros a p ass ar al i em al can tara na av nin g un es, q ue e ra de um ovo do independente, o d al usa, a g en cia de not ti cia serpente, o vaso do seja , de um é x jornalista do independente, q ue por v ave lem nt e t r aba bal hara do agora na l usa, é q ue primeira chave est ava na ima gato do emo q ue cor r es ponde da a uma, id e ia do tex t, o do outro rol lado da pa dag da gina, o es c rito na ima ge maior, com de uma not ti cia de uma ban da de e n homem ad da primeira, s ob re um agente da cia , da al do simmons, o rapaz do cinema da associaçao dos guinistas, grupo da puta do nuno, que recentemente aqui foi evocado, circulo ra p az do cinema, o da associaçao dos guionistas, gui ni sta serpente do g rupo da poda da puta do nuno, q ue rec en te , mente, a qui cc fo e evo do cado, br


na verdade , este entendido que a chave estava na imagem, tinha me logo feito sentido, pois, acabara de entender as extensoes , ecos e ressonancias, da forma da skin, ou seja da pele, do canal zero, a que se ve no monitor, como laminas, como o piao da serra verde do capitao solo, aqui corresponde ao capitao cos, outra puta, que perdeu uma filha, num aparente acidente de aviao, tambem aqui recentemnte comentado numa visao ali na casa ao lado da casa de goa, a dos reflexos e do trajecto de uma pomba que picou ao momrnto sobre um arvore, como simulando a queda de uma aviao, e a imagem que de imediato me veio a memoria, fora a dessa queda, quando um grupo de jovens ia a america do sul investigar um assunto, e ainda, porque este artigo de novo o vira a seguir às imagens e linhas aqui comentadas, sobre a casa piao na america, depois desenvolvida com as linhas da gwen, ou seja, de uma noticia do yahoo, onde se confrontava simbolicamente os dotes culinarios dela, com os das rapariga de vestido amarelo que grelhava hamburgers e que me mostrara a casa do piao que roda, e tendo como meta ideia por debaixo disto tudo a averiguaçao dos furaçoes e do katrina, linha complexa como agora se ve por este pequeno sumario, que corresponde a temas aqui abordados, alguns deles como o katrina e antes o andrew, em bastante extensao


na verd ad ee, é sta en t en dido q ue primeira da chave, est ava na ima ge maior da tinha da me do logo, feito, s en ti id do quadrado do fo, p o is, aca bar da primeira de en t en der ás das extensoes , é cos e rato esso n anc cia serpente, da forma da serpente kin, cristina coutinho, o vaso do seja da pele, br, doc circulo anal zorro do ero, primeira q ue se ve no do moni , tvi, tor, com das laminas, la lam minas, c omo do circulo do piao da serra verde do c apit cao do solo, a qui aqui, cor r ep n sd é cao do capitao cos, outra puta, q ue per de vaso uma fil home da primeira, nu maior ap a rente do acidente de aviao,acide id dente de av via cao, t am tambem a qui rec en te maior nt e co men da cruz do ado numa da revista, visao, al ina c asa cao l ado da casa de goa, primeira dos ref for mula one, é xo se do t ra ject o de uma p circulo do mba q ue pico ,a zores, cao moe m nt o s ob re um ar vaso circulo do ra, c omo si mula ando da primeira queda, de uma da via circulo, networks, , é primeira rai mage maior do q ue de imediato, me do vaso do io da primeira me mor do ia, for a a dessa queda, qua ando um g rupo de j ov en s ia a am erica do sul in v es tig ar um ass un to, é primeira inda por q ue de este art e gode n ovo do circulo do vira, a se gui rato ás sima ge ns, é linhas a qui aqui, com en td as, s ob rea primeira c as pia circulo 101 bna am mer cia, d ep o is de s en volv id a com as das linhas da dag dp en, o vasõ do seja, de uma not ti cia do y a home da dp, onda da se c on fr anta ava si mb o lic cam que mente os dot espanhol cu lia n rato iso dela, com às das ra pa riga am ar dela, q ue grelhava han burge ue rato se q ue da me mos t rata ara primeira do ac asa sado do piao q ue da roda, e t en do c omo met a id e ia por de ba e xo di s to tudo da primeira av we riga ua sao es dos f ur raçoes es, é do katrina, lina homem co mp le xa c omo agora se ve portugues de este pe q u en os serpente vaso do mario, q ue cor r es ponde primeira t ema saqui ab o ratos dos dados, al gus n deles c omo do circulo da kat rina, é ant es circulo do andrew, em ba s t ante extensao


continua...

terça-feira, julho 27, 2010

segunda parte da carta sob o signo da bela marion e outro crimes e matanças


Segunda parte da carta sob o signo de marion, e outros crimes, onde se deduz mais uma vez e prova a implicação do grupo sob a egide da puta terrorista cavaco silva, nomeadamente na matança agora na alemanha



Se gun da ap da puta da arte, a da carta, s ob o sig no de marion, é outros c rim es crimes, onda da se dedo vaso uz do zorro mais, uma vaso é ze pro da ova, primeira da imp li caçao do g rupo s ob da primeira,. E gide da puta terrorista cavaco silva, noe mad ad primeira em nt en , primeira matança do agora na al le da ema da manha da matança na alemanha, a do terremoto de dois mil e seis, es ie es





Onde

andais

minha

doce

franjinha


seus

cabelos

minha

escada

dos

olhos

que

morram

em

meu

coraçao


penso

vos

senhora


tão

fugaz

encontro

tão

persiste

em

mim


Onde anda is min h a d o ce fran jin g h a se us cab elos min h a es c ad a, a os olhos q ue

mor ram em me u cora çao pen s o vo s s en hor a tao fu g az en c on t r o tao per sis te

em mim



assim me mostra a espada chineza

ass se maior me mo st ra primeira es pada circulo h i ne za


qu dajun, mil seiscentos e trinta , mil seiscentos e noventa e seis,


quadrado do vaso d a jun, mi l s ei centos e t rin t a , mi l seis cento as e n o v e n t a, é se is,


o crisântemo do ocidente


flor sobre flor em cada ramo

lotus mudado em crisântemo, e inversamente

só não mudam os homens ocidentais

que todos os dias se encontram à beira mar


o cris an te emo modo o onda c id dente en te, flor sober fl o rem c ad ar amo

lotus mu dado em cris an t emo, e in v e r sam am que mente, s ó n cão mu dam am os homens o c id en tais q ue todos os dias , psd, se en c on t ram à beira mar, clube de futebol, a do beira março


si prat dez ase is trinta dez de noventa e seis, c h en do pedro catalao e julio da nogueira


trinta poemas de macau, o decimo nono, wu li, a lua a oeste, lichias, geada, o cantar do galo,

e a noticia em fax da morte de um ex ambaixador,



t rina t pe oma s de ma c au, o dec imo nono, wu li, a lua a oeste, li chi as, ge ad a , o c an tar do galo, e a n o ti cia em f ax da mo rte de um e x am ba ixa ad dor,


me recordo de um outro fax antigo, de dinheiros de corrupções e de fundações no alentejo, e me recordo do coração recente no seu que espelha um outro faz meu enviado uma vez a joao silveira ramos, e melancia ps como nome, me recorda uma real, que me apareceu ao chegar a salema, alguém tomava banho com ela no mar, depois de ter recebido em véspera um composite de uma vanessa da elite, que aparecia com elas em background de fotos, e vanessa, é o nome da rp do psd na historia que aqui contei


me do recordo, de um outro f ax ant ti gode dinheiro de corrupçoes, e de fun caçoes e no ale tnt jo, e me rec ro dd o cora çao rec en te no s eu q ue es ep l h a um de outro f az me vaso en viado ,uma v e z a joao silveira ramos, é melancia do ps , c omo no me, me record a uma real, q ue me ap perceu cao cha gara salema, a l gume tom ava banho com dela no mar, d ep o is de ter r e ceb id o em v es pera um com mis it e de uma v nessa da elite, q ue ap ar cia com delas, em bac ck g ro un d d e f otos , e vanessa, é circulo do no meda rp do psd na historia q ue a qui c on teresa ei


aqui, quantos dizem os pedófilos das ilusões, especificamente o noronha e o pinto monteiro, terem sido os tais sms escutados, e registados?!


Ireis morrer tudos, pedofilso e nazis, na duvidais, nem por um instante


Primeira do qui aqui,

qua do nt do os dd do oi do ze maior do os dos pedo fil os das ilusoes, es pe cif icam, net é circulo do noronha nascimento, é circulo , o do pinto monteiro, t re em s id o os tais sm s es cu t ad os, e regi st ad os fo ice, é x circulo maçao


a corda como cordao negro entrançado, a da espada, me mostra a sentença do miasma do deo da olive do rio do girondo da argentina, na verdade, um espelho no museu em seu reflexo, me mostrou assim a assinatura da imagem dos patos no lago


primeira da corda c omo cordao negro entrançado, a da espada, me mo st ra a set en ça do mia sm a do deo da olive do rio do g iron do da ar e gn tina, na ver dade, um es p el ho no museu em s eu re f l e xo, me mos t ro u as sima as sin a tura da imagem dos patos no lago


sima, xo, da puta da rtp, morra seu cabrao


na verdade em espanha pareciam contentes, diziam contudo em jeito de culpa, que demoraram demasiado tempo a perceber se o abrandamento era um deflecçao, de economia, o termos pressume-se a falta da luz


na ver dade em espanha par e ci am contentes, di z iam c on tudo em je it o de c u l paque demo mora ram d ema si ad o te mp o a per ce be r seo ab r an dam em n t e e ra um def le cçao, de e cono mia, o ter mo s pr ess um e - se a flat, a da luz, maddie


este clima de asfixia, pesadelos de lodo, este mia asma do corrupto, apetites de polvo, da sordida hemoglobina, cal viva, soda caustica, hidrogenio, chichi urico que infectam os colchoes, almas cariadas, gestos leprosos, este olor homicida


,este c lima de as fi x ia, pesa d elos de lodo, este mia da as ma d o co rr u pt o, a p t e ties es de po k l v o, da sor dida h emo g l o bina, cal viva, soda casu tica, h id r o ge ni o, chi chi do uric coc qaudrado da ue in fec tam os co l cho es, almas cari ad as, g est os leprosos, este olo rato homicida,


os detritos hediondos, as corrosivas vísceras, as esquirolas putridas que consentiram o crime, a idiotice purulenta, a iniquidade sem sexo, o grangrenoso engano, até surgir o ar,


os det rito s he dio n d os, as corrosivas v ís ceras, as es qui rolas put r id as q ue c on sen t iram o c rime do crime, a id io t ice p u r u l en ta, a i ni qui dade se m sexo, o g rag reno osso en g ano, a té s ur g iro da ar,


por baixo, o infante do luis do monte alvor, dezoito grau de noventa e um, primeiro novenat qe quatro sete


peanuts, senhora, palavra quese final, que delina em pea do ano dos nuts de n vasos ts


dc costa


na praia obama vinha de ver as condiçoes da costa, atravessava uma placa engre dois postes como um semi arco identico ao daquei onde a flecha mostrara o rabo da maça podre, depois uma outra mostra a parte de cima friso da direita da dentadura, um nome nesse arco é chave, a linha era a dos vinte bilioes de indeminizaçao da bp, aqui o carro ingles, pb de alcantra, mota verde e vara, lá dentro trazia, um saco onde se lia, axn televison sin limites,, em castelhano, c it rato ps circulo ingles da televison do sin primeiro mit it espanhol, teklevision sin limites, televisao sem fronteiras, tsf, radio, aqui, e um satelite andava eplo ceu perdido em seu controlo


na pr aia ob ama da vinha de eve vera ss, ás c on di ço es da costa, at ravessa ava, uma p da laca en g re d ois post es c omo um s emi do arco, madrid, id en tico cao daqui, q ue i onda primeira fl e cha am,ostra rato co do circulo cao do rabo da maça podre, d ep o is uma outra mo st rara ps primeira da p arte de c ima fr iso sada da direita, a da dentadura, um no me nesse a 4 rc o é chave, a lina homem e rato da primeira, a dos vinte bil io es de inde mini za çao es da bp, a qui do io do circulo do carro ingles, pb de alcantra, m ota verde é vara, ps, l á d en t rotar zorro do ia, u ms aco onda serpente primeiro ia, ax n tele viso ns sin le m it es,, em castelhano, c it rato ps circulo ingles da televison do sin primeiro mit it espanhol, tek , madeira, l ev isi sion sin limites, tele e da visao se maior fr on te iras, tsf, ra di o, a qui, é um sate lite anda ava ep l o c eu per dido em s eu c on t rolo


hoje se via o homem ingles da bp fechando muito devagar a porta de tras do pendura do carro da admistraçao que deixava, um outro levava a mao a asa de prata da unha vermelha como a reforçar a ideia mascarado numa verificaçao, se ouvia faalr de by pass, na comissao de inquerito, dizia o funcionari, que vira no ecra, que não era um by pass, era mesmo desligado, os sistemas que deviam alertar, by pass, coraçao, passe do coraçao em noventa e oito


homem do oje se da via do circulo lodo do homem ingles da bp f e cha n do mu it o d eva vaga gara primeira da porta, cds, de tras, do pen da dura do carro da ad mi s t raçao q ue de ix ava, um outro l eva ava primeira mao da primeira asa sade prata, a da unha vermelha, c omo a ref orça es ra id e ia mas c ar ad o nu ma v eri fi caçao, se o uv ia fa al rato do ato de b y p ass, na co miss sao de inq ue rito, di zorro do ia do circulo fun cio n ari, q ue vaso ira no do ecra, q ue n cão e ra um b y p ass, e ra mdo esmo d es liga gado, os sis t ema s q ue deviam , agua, al e rta ar, b y p ass, cora raçao, p asse sedo co raçao em novenat e oito


ontem acordei pelas sete e tal da tarde, passou de seguida um turbo helice, sem iluminaçao nas asas a desenhar um missel numa particular trajctoria, que voltava depois de passar o caixao do predio da escola catolica, se tivesse estoirado, atingiria mais ou menos o predio do vidal, fiquei a pensar que a rapariga tipo cavalo que aparecera em dia recente em capo de ourique com nariz falso, não viria dali, o aviao pretendia dizer de onde viera o missil, o coice, que o gato me mostrou no jardim, em outro texto, em vespera


on te maco acord ei p delas, sete e eta al da t arde, p ass o u de se guida um t u r b o he l ice, se maior i lu mina çao es nas asa a de sena h rum miss el nu ma p art tic cu l ar t raj c tori a, q ue v o l t ava d ep o is de p ass aro do caixao em alcantara, , o do pre dio da escola catolica, se t iv esse est o irado, a tin gi ria mais, fr, o u men s dp pre di o do vidal, fic ue ia p en s da ar q ue da primeira ra pa riga t ip o c ava alo q ue ap ar ee ra em dia r cente em capo de ourique com do nariz falso, n cão vaso da iria dali,es, o avia circulo pre t en dia di ze rato de onde viera o do circulo do miss ilo co ice, q ue o gato me mos t ro un o jardim, em outro tex t o, em vaso da es pera


e uma criança morreu afogada nas praias de sintra, e tres fogos em linha lavraram no norte,


e uma c rina ac es mor rato eru a fo gada nas pr ia serpentes de sintra, é cruz rato rs fogos em linha l av rata aram do no do norte,


sobre a ilha hat no mar do japao, me disse o oraculo do sonho, que assim emergira de forma a salvar a china de um tremor, é porvavel, pela antigas teorias de arquimedes, se assim se salvou a china e nada de mau aconteceu no japao, melhor, contudo, teve tambem este episodio um eco no programa da puta da camara clara no mna, pois recordarm a ilha artificial outrora contruido no mar do japao pelos holandezes, de forma a manter o cm comerico, na altura em que japoa o proibira aos estrangeiros em mil seicentos


serpente ob rea primeira da ilha hat no do mar do j a pao, me di ss seo o ra culo do sonho, q ue as si maior e mer gira de forma primeira s alva vara primeira da china de um tremor, é por v ave l, p dela, ant ti gas teo ria s de arqui qui med es, se as si maior da se s al v o ua china e n~ad a de ema au aconteceu, cultura, no j a pao, mel hor, c on tudo, teve tam am tambem de este e psi do di o, um e cono do programa da puta da cam ara da clara no mna, p o is rec o r d ar ma i l h a arte ti fic ia al deo de outrora, c on t rui id on o mar do japao p elos ho lan dez es, de forma primeira mantero ero do circulo do cm co mer rico, na al tura em q ue j a po cao p roi bira a os est range irs em mi primeiro s ei centos ingleses


na verdade muitos ecos dessa puta, a porvar mais uma vez quye está implicada e mais do que implicada num conjunto vasto de desgraças, só não ve que é cego ou pior não quer ver


na verd ad e mu it os e cos d essa puta, a por vaso da ar mais, fr, uma v e zorro q u y e e stá implicada, é e am mais, do que ei m p lic ad ano primeiro c on jun to v as to de desgraças, s ó n cão v e q ue é c ego o u pi o rato ps n cão q ue rato, vaso é rato dos patinhos no jardim


que era um outro eco no porgrama agora sobre o mna,


fui ver no domingo os patinhos no jardim

as aguas dois dois lagos cor de ferrugem

como petroleo


os patos mudaram para o lago de baixo

cresceram todos menos um

mais que o dobro


me mostraram

os mergulhos submarinos

os bicos da limpeza das caries

e apareceu a marylin

imagem da casa da senhora ali em frente a cuf

e

ainda

uma criança com mozart

os reflexos do sol na agua

se viam nas folhas grandes


no de cima

um só pato crescido

escondido me mostrava

as cores das libelinhas

azul e vermelho


node de c ima , um s ó pato c r es c id o es condi dido da av da me mos cruz da rata ata ava

as cor espanhola das li be linhas azul e eve vermelho, fu da ive rato no domingo os patinhos no jardim, ás a sg ua s do is, do is l agos cor de fero ru ge maior c omo pet rol leo eo,os patos mud aram para do circulo dol do lago de ba e do xo c r es cera ram todos menos um, mais, fr, q ue o d ob br rome mos t rato aram os mer gato vaso do primeiro homem do os s ub marino, tvi, s, os bicos da limo da puta za das car rei ie es e ap ar receu primeira da marylin , ima ge m da c asa sada senhora al lie m fr en tea da primeria da cuf, é a inda uma c ria ança es com moza rt os ref l e xos do sol na agua, se via mna serpentes das folhas grandes, nod dec e c ima, um s ó p ato c re s c i d o, es condi do me mos t rata ava , ás cor es das l ibe das linhas, azul e eve vermelho


para alem da chave de obama, acima mensionada, com a parte que aqui puseram, a desvelar o que sempre digo, esta tremenda esquizofrenia do faz de conta onde tudo se diz mas fazendo de conta que nada se diz, aqui, o café com leite, ou seja, uma das imagens do video ultimo, sobre figados, pelicano, banco, se espelhou aqui em dois passes,


para al lem, o da chave, de o bama, ac ima men sic cona ad a, com da primeira puta da arte q ue aqui p use ram, a d es vela aro roque se mp re dig o, e sta t rata da rua da emenda, a esquizofrenia do f az dec cona cruz, onda tudo se di zorro ma serpenet do luis fazendo, de c cona cruz q ue n ad a se di zorro, aqui, circulo do café com da leite, o vaso do seja, uma das ima mage en ns do v id deo u l t imo, s ob re fi gados, p el i cano do banco, se es p el ho vaso do qui aqui em do is p ass es,



o primeiro ensupou as duas putas figuradas em cartao, a loira e morena, do livro de recortes de vestidinhos,vide aqui, referencias anteriores, e os pingos como sangue cairam ao lado da asa esquerda do sofa de roma, ao lado do candieiro do triplo cordao


o prime iro en s o p u o u as das duas putas figi iradas em ca ratao, a loira e morena, do l i vaso rode rec ortes de v es ti din h os,vide a qui aqui, refer ren cia sa nte rato ps iro es, é os pingos c omo sangue, ca iram aco cao lado , o da asa esquerda do sofa de roma, cao lado do can di ei ro do t r ip primeiro do circulo do cor do dao


o segundo, em cima da mesa de madeira, maderia de madrid, apontou com precisao as duas laranjinhas, as duas putas do psd, que estavam na fruteira que veio da republica dominicana, onde em video anterior estava a maça podre, e outra fruto, mencionada, estendeu a mancha como petroleo, ate a ferreira borges, ou seja o lugar das duas putas do cavaco, e assim ainda me diz, se is per cen til do filete ato um, az ze it puta quadrado segundo x, primerio de dezanove, ou ii, do nove, segundo , trinat e oito, se is do porco do lombo fatiado, primeiro de trinat e nove, se is pai da avo kapa gato fm f circulo do setenate um, se is da pera la w son, la dp s on c al sessenta mais, circulo do trezxentos e seis, peugeot, x, primerio quarenta e nove, circulo quarenta seis, se is lm, luis marques, bar do ra d gato do rato mimo, telemoveis, circulo cinquentq nove, se is per cen til. Leite do choc, vaso quadrado do x duzentos e cinquenta ml, se isdo per cen til fla maior am agros, primeiro do bar do ra do quadrado, segundo de trinta e nove,total primerio 99, primeiro vol, china lumes infinito, vinte t r ipe, eu ro cruz roco dez , circulo setembro, claudia do caldeira, correctores e financeiros


o segundo, em cima da mesa de madeira, made ria de mad id, ap on to u com pre cisa sao às das duas lara n jinhas, as duas putas do psd, q ue est av mna fr rute iraque veio da rep pub l cia do mini c ana, onda em v id deo ante rato do ps do iro est ava primeira maça podre, é outra f ru to,men cio n ad a, est en de ua primeira mancha c omo pet rol leo eo, primeira do tea da primeira do ferreira borges, o vaso do seja do circulo do l vaso do gato dag da ar das duas putas do cavaco, é as si maior a inda me di zorro, se is per cen til do filete ato um, az ze it puta quadrado se gun do x, prime rio de dez ano ove, ou 11, do nove, se gun do , t rina teo circulo do it circulo da se do is do porco do lombo fat ia adao do dao, prime iro de t rin a te do en ove, se is pa id a av circulo do kapa do gato da fm f c irc culo do sete na te um, se is da pera la w son, la dp s on c al s es senta mais, c irc culo do t rez x en to ze se is do peugeot, x, prime rio qua rena t en ove, circulo qa ur rena te se is, se is lm, luis marques, bar do ra d gato do rato mimo, o dos telemoveis, circulo cic n ue na t n ove, se is per cen til. Leite do choc, vaso qa au d r ad o do x duzentos e cinquenta ml, se is do per cen til fla maior am agros, prim mr rio do bar do ra do q au d r ad circulo, segundo de t rina t en ove,tota do onze do primerio de 99, primeiro vol, china lumes infinito, vinte t r ipe, eu ro cruz roco dez , circulo setembro, claudia do caldeira, cor rec tor es e fina ac se iros do primeiro ove da parede


e na alemanha, na love parade, masi uma matança, como um panico, que ao que parece poucos deram por seu acontecer, mas condiçoes de segurança e acesso, num acesso unico, em tunel a lembrar metros e ainda um filme frances sobre essse universo das festas, outras porventura mai radicais, anunciados por telemovel, em locais mais ou menos abandonados, a imagem do telejornal no primeiro dia, mostrava o sapato e um grafo, um ridente como o qua acabara de aparecer no video ultimo, e do lado esquerdo da imagem seguinte ou anterior uma palavra em alemao dá a restante chave


é na al lem da manha, na al do ove parede, massi uma mata ança es, c omo um pa nico, q ue cao q ue pa rece po u cos der am por s eu cao nt tec ser, mas cop pn di ço es de seur anl ca e ac esso, nu maior ac esso un cio, em t un dela, lem br da ar metros é a inda um fil me frances s ob re ess se univers circulo das festas, outras por v en tura mai ra di casi, anun un cia ad os por tele emo ov el, em l o cais maia o u men os a ban dona do sa ima ge maior do telejornal no prime iro do dia, mos t rato ava do circulo do sa do pato, é primerio g rafo, um r id dente c omo circulo 101 do qua aca bar a de ap ar ee rato no v id deo u l t imo, é dó lado, es q ue do da ima ge maio se g un inte o vaso ante rato ps do iro, uma pal av ra em alemao, d á a r es t ante c homme ave


mais uma vez se prova que o terrorista cavaco silva, tras estas duas putas em seu mando e portanto tambem tem este crime em sua mao, visto as protegrer como todos sabem, o alemao, da onu, carro mercedes matricula un, dei com ele hoje ao telefone ali ao final da tarde na esquina da calçada do livramento, quem diria


mais uma vaso é zorro ze por vaso da primeira quadrado do primeiro da ue do treceiro dos terroristas do cavaco silva, t rato as destas duas putas em seu mando, e porta , nt circulo otam tam am tambem te maior de este crime, em serpente da ua mao, vi s to às p orte gre rc omo todos sabem, circulo do alemao, da onu, o do carro mercedes mat ricula un, dei com dele, ho e j da ap tele fon e al i cao fina al da t arde na serpente qui anda da calçada do livramento, q ue maior da di da ria de aveiro


segunda parte da carta a marion


se gun do quadrado da primeira puta da arte


cá estou outra vez belas paupieres assim muito redondinhas, acabei de vir do jardim, o dia se pos , um calor ainda imenso a lua gravidissima no ceu, como as curvas da menina ao que parece assim no meus olhos à distancia dos seus, não entendo isto, as belas raparigas paree que vao todos para a america, e depois não sei e é dos hamburguers ou das saladas centrifugadas, mas parece que se ajeitam assim na redondeza que inspira prenuncios de gravidez, como se corpo a chamar por bebezinhos, coisa belas de se fazer entre beijinhos mil, ali estava deitado num banco, a ver os avioes a a me perguntar mas qual tras minha amada, quando passa uma rapariga assim indiana ao pe da gata que por sua vez olhava os rabos das pombas que faziam o pino, e mergulhavam as cabeças a beber a agua sujissima da fonte dos quatro cantos do mundo, como se as quisesse apanhar, passo por ela e a saudo, ela me olha como a menina , assim de face de lado, em relaçao ao corpo e depois, nem vai acreditar deu um coice, foi mesmo a primeira vez que vi a gata a fazer tal coisa, estava pelas seis e vinte cinco, ou seja se do maconico do ise circulo inc circulo da estrela


ciculo ca do acento da primeira est o u outra v e zorro de belas, p au pie rato ps es ass si maior mu it o red don dinhas, aca b ei de vi rato do jardim, o dia se p os , um c alo r a inda i men s o da primeira lua g r av id iss sima ima no c eu, c omo ás das c ur v as da menina cao do vao, ,ps, q ue pa rece ass si maior do no me us o l h os à di s tan cia do ss eu s, n cão en t en do is to, ás belas ra pr a i gas p ar ee q ue da eva do vao, todos para da primeira am erica, e d ep o is n cão se is e é d os ham b ur g ue r s, o u das sala da s c en t rif fu gadas, mas pa rece q ue se a j ei t am as si mna red on de za q ue isn pira pr en u cios de g r av id dez, c omo se corp o da primeira c ham mar da ar do por bebe z in h os, co isa de belas de se f az e ren t r e bei jin h os mi l, al i est av de it ad on um do banco, primeira vr os avio es a am e per gun a tm as q ual t r as min h a am ad a, qua ando p ass a uma ra pa riga as si min diana vao cao peda dag da gata q ue por s ua v e z ol h ava os rabos das p o mba s q ue f az iam o p ino, e mer g u l h ava vam as ca beças primeira bebe rato ps da primeira agua serpente do vaso dp j is do sima, rtp, a da fon te dos quatro can t os dó mundo, c omo se as q ui s es se ap an h ar, p ass o por dela, é primeira s au do, ela meo l h a c omo primeira menina , as si maior de face de l lado,l, em rato dela ç º cao, cao corp oe d ep o is, ne maior t v ai ac red di t ar d eu um co ice, fõ i me sm o a prime ira v e zorro q ue via da primeira gata a fa e rata t al co isa, est a av p delas, se is e vinte cinco, o vaso do seja se do maconico do ise circulo inc circulo da estrela


ora se a mu do primeiro deu um coice, essa puta é a judite de souza, aqui acusada de assassinio de carlos paredes e certamente de muitos mais, a atender ao que diversas imagens desvelam desta puta do grupo ds amazonas


circulo da rata da se a primeira mu do primeiro, do socrates, de eu um co ice, essa puta é primeira da judite, policia judiciaria, de s circulo uza, a qui aqui ac uss sada de ass as sin io de c arlo s pa red es e ce rta em en te de mu it os mais fr, a a t en der cao q ue di ver sa ima ge ns d es vela lam de sta desta do puy, t a do g rupo ds am a zon às, policia judicaria, maria jose morgado, a maria do jose socrates, mor do gado das putas terroristas


se passava esta cena da gata, e das pombas que de rabinho para o ar bebiam na fonte dos quatro cantos do mundo, quando um cargueiro cheio de contentores de casco vermelho entrava no tejo neste belissimo fim de tarde, nele li, cala contentores, ao longe no desfoque de meus js olhos, ou seja, circulo da do lodo, da ala dos contentores, dos xutos e pontapes, depois um carro inverteu a direçao ali e me dizze do gato do ps, e entrou na rua do costa, ou seja da puta do antonio costa da cml, do ps


se p ass ava é sta cena da gata, é das p o m ba s q ue de ra bin ho para o do circulo da ar b e b i am mna fonte dos quatro cantos do mundo, qua ando um c argue iro che io de c on ten tor es, dec asco vermelho en t rata ava no do tejo neste be lis simo, fi maior de t arde, nele kapa cao li, cala dos contentores, cao l onge no d es foque de me us js olhos, o vaso do seja, ci rc culo dado lodo, da ala dos contentores, dos xutos e pontapes, d ep o is um car ro in verteu primeira di re sao es al i e me di zorro do ze do gato do ps, e en t rato circulo vaso na da rua do costa, o vaso do seja da puta do antonio costa da cml, do ps


falo nas belas, e agora ao abrir o pc, alguma programaçao me fez aparecer o slide show da bela nicole, que copiara daqueles sites de que te falei, cujo titulo me diz mic id circulo do segundo, ou ni ck circulo do segundo, provavelmente o ck azul que para na rua do capitao pallas, em que em dia recente ouvi, pelo espirito que um dos ultimos ovos vinha dele, e ali estava ele dentro do carro a olhar-me, do outro lado, dois carros, um com uma rapariga que por ali tem parado parecendo escrever e um outro com um foca de bigodes fumando um charro e dizendo a um belo pernao que se via ao passar, não me venhas outra vez com a mesma historia, quase parecia historias de putas e de chulos, a linha escutada ao passar, se bem que trouxesse uma cadeirinha de bebe nas traseiras


falo nas bel lea se do agora cao ab rato do iro pc, al gum a pro g rama am maçao da me de fez ap ar recer ero s lide do show da bela nicole, q ue co pi ara daqueles, os do site s deque teresa f al ei, cu jo tir ru lo me di zorro do mic id circulo do segundo, ou ni ck circulo do segundo, por v ave lem n teo ck azul q ue para na rua do capitao pallas, em q ue em dia re en teo u vip ip do elo es puta ei it o q do vaso e um dos ultimos ovos da vinha dele, e ali est ava dele, d en t rodo car rato circulo da primeira, o l h ar do traço da inglesa me, do outro rol lado, do is carros, um com uma ra p riga q ue ep por dali do para par een dó, es c rever e um de outro com um foca de big o d es fu man do um cha rr oe di z nedo a um do b elo do per nao q ue se da via cao p ass ar, n cão me v en h as outra v e zorro vc oma primeira da mesma historia, qua ase pa reia h s it tori as de putas e de chulos, al linha es cu t ad a cao p ass ar, se b em q ue t ro ux esse uma cade irina hd e b eb nas traseiras


aqui mic id , que tambem esta no eixo da oscilaçao da cadeira, imagem do anterior texto a asae, ou seja sobre o tsunami, me diz bayer dina mic, em posiçao invertida, ou seja ainda, si m ani dr y ab, a do ayer, de novo este nome, o da direita como se desvelava numas das ultimas vezes que aqui apareceu, e ainda mk vaso serpente invertida, ou seja relacionado com o canal zero e um artigo do jornal que agora aqui de novo me apreceu e que sera m breve comentado, ao lado ainda na oscilaçao da imagem da cor reia da puta mor do norte, rui rio companhia de bandidos, ovo prat a e negro da logica da tec, e ao lado uma grande asa de cera derretida se forma das tres velas juntas em vaso, amarelo, verme ho ml, e branco, ou seja a asas dac era derretida e madrid, atocha, ou seja ainda a cinza do meu cirgarro a apontar a vela do falo bracnco como lhe chamei em video, da vela das ocasioes romanticas e delicadas, e mais não sei bem o que à tua ausencia


a do ki aqui mic id , q ue e eta tam am tambem e sta no ei xo da os cila sao espanhola da cadeira, fil ima ge maior do ante rato do ps ior tex, cruz circulo da primeira dao asae, o vaso do seja s ob reo tsunami, me di zorro da ma ria joao bayer dina mic, em po siç sao es sin vertida, o vaso do seja a inda, si m ani dr y ab, a do ayer, de en ovo deste no meo da direita, c omo se d es vela lava ava nu ma sd as u l t ima s v e z es q ue a qui ap a receu, é a inda mk vaso serpente invertida, ou seja rato dela , do ac cio n ado com do circulod o c ana l zorro do ero, é um art i godo do jornal q ue do agora a qui de n ov me ap receu e q ue se ram br eve com en t ad o, cao lado a inda na os cila sao es da ima ge maior da cor reia da puta mor do norte, rui rio da com p anhia de bandidos, ovo prat a e negro da logica da tec, é cao lado, uma g rande asa de cera der r e t id a se da forma das tres, vaso delas, sj j un t as em vaso, am ar elo do verme ho ml, é branco, o vaso do seja da primeira das asas dac e ra der r e t id a e madrid, atocha, o vaso seja a inda da primeira c in za do me vaso cir g a as aro a p on tar ave dela, a do falo br ac n coc omo l he ca ham ei em v id e o, da vela das o ca sio es roman ticas e deli c ad as, e mais n cão s ei b emo q ue à tua au use s en cia



abreviando esta carta, que seria longa se as suas paupieres morassem em meus labios , remete esta imagem por diversos fios para as meninas da rua do patrocinio ligadas a loja trend, do tubarao da it, que agora tem algo mais no nomem dck , dc kapa, ou qaudrado ck, algo assim, uma delas parece de alguma forma comsigo , bela mairon, até na cor do vestido com que os do peru a apresentaram a meus olhos, e que ecoa ainda no passe da noiva nessa mesma rua, uma delas de branco vinha com outra, me apareceu a da loja ao pe do jardim do pricnipe real, com o pedaço de relva nopatio inteiror e as cuecinhas vermelhas num banco de forrado a rosas na montra, que aqui uma vez pelo menos comentei, curioso porque nessa vez que na loja entrei ela estava sentada com a menina na imagem que comento das que de si agora vi, manteiga derretida, a chegar a terra do amor msitico, tambem se desvelou nos texto escritos desta duas partes, as meninas cavaquinhas, ou seja putas do grupo do pedo do cavaco silva, portanto assim se comprende a acçao delas e sobretudo quem nelas manda, o do cavaco , o de campo de ourique do redondel, como se desvelou em imagem recente,


ab r e vian do e sta ca rta, q ue se ria l ong ase as s u as p au pie r es mora ass em e maior me us br aço es , reme te es ts ima ge m por di v ero s fi os para às das meninas da rua do patrocinio liga gadas da pimeira da loja trend, do t u barao da it, q ue do agora teresa maior al g oma is nono me maior d c k , dc kapa, o u q au d r a dd ck, al goa ass si maior de uma delas, par ee de al guam forma com n sig o , b ela dama iron, a té na cor do ove vaso est id o q ue os do peru primeira ap rese sw en a t rama me us o l ho sec q ue e coa a inda no do passe da noiva nessa mesma rua, uma delas de br anco da vinha com da outra, me ap pr ee ua da loja do cao ped do circulo do jardim, com do circulo do peda aço der elva inte rato do iro, é às das c ue cinhas vermelhas nu maior banco, de for r ad o primeira rosas q ue a qui uma v e zp p elo men os com ene ei, cu rato riso iso por q ue nessa v e zorro q u y en a loja en t rei dela, e ts vaso da primeira do pr, a sentada, com da primeira menina nana ima ge maior q ue com en to das q ue de si do agora do vi, ma tnt ei g a der r eti id da primeira , ac he gara primeira da terra do amo rato ms si tico, t am tambem se d es velo lou nós tex to es c ritos de per io primeira destas duas, dd ua sp art, da es spa bn h olas, às das meninas cavaquinhas, circulo da ova do vaso do seja das putas do dog rupo do pedo do cavaco silva, por rat tnt circulo as si maior da sec circulo do mr da en dea da primeira ac sao es delas, é sobretudo, mexia, s ob rato e cruz vaso dp quadrado da ue do maior que nelas manda, pd do circulo do do cavaco , o de cam pode de ourique, o do redondel, c omo se d es velo lou em ima ge maior rec cente en te


na verdade , acabei de ver ontem no telejornal, o garfo, do utlimo video , a aparecer, ao pe de um sapato num estampido humano na entrada e um concerto na alemanha , quinze mortos ao que parece, a id, é vivel no canto esquerda da imagem, ou seja este grafo, parece apontar metros, bum,


na ave verd ad e , aca bei de eve eron te maior no do tele e do jornal, circulo do garfo, do u t l imo v id deo , a ap ae rc ser, cao do ped ds e um sa pato nu maior es tam pido h um ano na entrada, é um c on ce rt on a ed dela lam n homem da primeira , quin ze mortos cao q ue pa rece, a id, é v iv el no can to es q ue rda da ima ge maior, o vaso do seja de este g rafo, pa rece ap on tar met rato do os

do bum,





sonhei contigo, ou verdade sera dizer que sonhei metade contigo, pois estes dois fios oraulares se deram pelos amanheceres, e rapariga ou raparigas saiam mais uma vez apressada em modo furtivo batendo a porta com estrondo do predio


s on h ei c on ti gato dp vaso ver d ad e se ra di ze rato q ue s on h ei met ad e c on ti go, p o is de estes, do is dos fi os o ra u l ares se der am p elos am an he ceres, é ra p a riga o u r a par rig gas sa iam mais, fr, uma vaso e zp zorro ap r es sada em modo f ur t ivo bat en do da primeira porta com, cds, est rato on dodo do predio, como agora neste exacto momento, um e quarenta e um de vinte e sete de junho de 2010, ou seja dos duzentos, p + rime rio do circulo de dez


ambos se relacionam com o tsunami asiatico, assuntos do oriente, e ainda esta reuniao da asae aqui comentada, onde se encontrava a senhora clinton


am bosse da rato del ac cio na maior com do circulo do tsunami asiatico, ass un t os do o rei en te, e aina é sta reuniao, tvi, da asa é a primeira do qui aqui, com en t ada , onda sd da se en c on t rata ava primeira da s en hor a c linton,


o primeiro


estva num casa grande tipo palacio, com um murete interiro quadrado numa sala, a parte engraçada do sonho, é que tu estavas a meu lado encostada, e eu sentia como é bom amar-te, sabes como é, quando estamos juntos com os corpos encostados, lado a lado e sentimos o amor, e até os teus cabelos estavam assim como que pegados em minha face pela eletricdade da emoçao do amor, , eram finos muito finos, tu me mnostravas uma coisa, numa mesa do que seria um reuniao ou conferencia, sendo que a sala me aprece ser a do regalo, invertida , isto é, o quadrado do tecto em baixo, ou seja mne, ou seja negocios estrangeiros, na mesa esta o jorge sampaio, tu me apontas, chega um fax, é o noventa e tres ou o fax de noventa e tres, historia de macau, melancia e bando do ps


es tva nu maior c asa g rande t ip o pala ac cio, com um m ur e te inte rato iro do quadrado nu ma sala, rr, a p arte en g rata aça dado sonho, é q ue t u est ava sa me vaso lado encosta da, e eu s en t ia c omo é b om am mar da ar do traço da inglesa te, s ab es c omo é, qua ando est amo s j un t os com os corp os en costados, lado , primeira ado, é s en t imo s o amo rato, é a té os te us cab elos est ava vam am ass si maior c omo q ue pega gados em min h a face p dela, a dele t ri cd ad e da emo sao es do amo rato ps, , e ram fino s mu it o fino s, t u me mn ostra ava s uma co isa, nu ma mesa doque eu se ria um da reuniao, tvi, o u c on feren cia, s en doque da primeir do sala, me ap rece sera primeira do r é galo, invertida , is to é, circulo do quadrado do tec to em ba i xo, o vaso do seja mne, o u seja ne ego cio serpente est range iro s, na mesa e sta do circulo do jorge sampaio, t u me ap on t as, chega primeiro do f ax, é o n ov en a te tres o uo f ax d n ove venta e t ratos es, da hi s tori a de ma c au, me lan cia, é o bando do ps


depois e via a face do homem, não sei quem era, mas apareceu um semelhante mais ou menso de seguida num telejornal canal dois, que represnta o pequeno comercio,o mesmo tipo de face, se bem que o outro era mais entroncado de corpo e face e olhos mais pequenos com oculos claros


d ep o ise se da via da primeira face do homem, n cão s ei q ue maior mer era, mas a p a receu um seme l home ante mais, fr, o u men sode se guida nu maior do telejornal c anal do isque r ep pr es n tao circulo do pe q ue no co mer cio, circulo me sm o t ipo pode da face, se b em q ue circulo do outro e ra mais en t ron cado de cop corp pro, é face e o l h os ma sip e q ue nós com o culos c l aro rosa e rp en te


sabia de que escola eras amada, e me espantava


segundo, salvo erro em vespera da noticia que dava conta do embaixador que tinha morrido, estava numa casa no oriente, rica, talvez mesmo um palacio de uma ambaixada, falava com alguem de pistolas pederneiras, outra vez a mesma linah da induçao da puta clara da camara clara como depois ecoara no tal programa do mna, a preposito do japao, já neste texo acima abordado, pistolas e pedreneiras de tiros para o ceu, como se dissese de ajuda a Desu, ou Deus ajudando


se gun do, s alvo e rr circulo em vaso da espanhola pera , a do ano do not ti cia q ue d ava conta do embaixador q ue da tinha mor rid id cuir circulo, est ava onu ma c asa ano oriente, rica, t alvez me sm o um pala ac do cio de uma am baixa da, f al ava com al g ue maior de pi s t olas pede rn e iras, o u t rata da primeira vaso , é zorro da za da mesma , da lina hd dp primeira indu sao espanhola, a da puta clara da camara clara, cal rac ac omo d ep o is e co ara rato ano not al por gara mad circulo do mna, a pre posi to do j a pao, j á nest e e t da cruz circulo ac ima ab o rato do dado, pi s t olas se ped rene iras d t iro s para do circulo dp c eu, c omo se di ss e sede a jud a aD es u, ou De us a jud dando


saia de la e trazia um ninho, la dentro dois pintainhos, amarelos, que se calhar eram patos como algumas destas linhas recentes e um passaro, talvez um papagaio, levava-os contra o regaço, um dos pintainhos muito agitado, parecia quer voar, e de repente pula e se encontra na agua, na verdade as asas ainda eram pequeninas, está a se afogar, de repente vindo da agua, algo emergue, era uma tartaruga que o salvou, como a ilha hat no japao, ao emergir,


s aia dela deal al, l a a p s oto lo ser pente ´rta zorro ia um do ninho, l a d en t ro do is pina, dn, tainhos, am ar elos, q ue se c la homem da ar e ram dos patos c omo al gum as de sts das linhas rec en t es, é um p ass aro, t alvez, um papa gaio, l eva ava do traço ingles do os c on t ro rato e g a sao es, um dos pina tinhos mu it o a gita ad o, par e cia q ue rato ps v do circulo da ar, e de ren teresa p u la e se en c on t rana ana da agua, na ver dade as asas a inda e ram pe q eu ninas, é stá a se a fog ar, de r e pente vaso indo da agua, al g o e mer g ue, e ra uma t rata ata ru ga q ue o s alvo u, c omo da primeira da ilha hat no japao, cao e mer gi rato ps,



minha amada ,e tu quando chegas, te pergunto pela enesima vez que mal te fiz, mas sei a resposta nenhum, não me apetece mais esperar, beijeirei a primeira mulher que me apatecer beijar e que quiser ser por mim beijada,


min homem da primeira am mad a ,é cruz vaso qua ando chegas do gas, teresa per gun top puta dela eni sima v e zorro q ue ma al te rea fi zorro, masse isa primeira r e ps os t ane en h um, n cão me a pet tece mais, fr es pera ar, bei j ei rai onda primeira, primeira mul her q ue me a pate e r b ei j ar e q ue qui ise ser, ser por mim b ei j ad a


doce kate melua, quase como melao, passou por aqui no jornal dos bandidos, numa bela ou não encenaçao, curioso, olhos grandes belos, como os da rapariga de branco destas linha da rua do patrocinio da loja trend, mostrava os joelinhos em meias brilhantes, que realcam a curvatura deles que sempre projecta a ideia e o desejo de todas as curvas femeninas, muito bem feito, estava sentadina assim no que parecia um café ali da zona dos quimicos de alcantara da av de ninguens, e com os sues dedinhos, mostrava o falo e falava de fragil e de lux, e mostrava o seu album nov, sem cd, a mimetizar uam imagem que sabera que trago aqui, ou que algum dos que aqui entram, como bandidos, sabia, e poratnto tambemsabera que o cd que se encontrava sem cd lá dentro nesse momento, era o do philip glass, glass, uma das imagens de marca do fragil, e tambem de cerat forma do lux, aui me diz mk, agencia de pub, treceiro de novenat e cinci, terceiro nono, das dance pieces, in the upper room, dança primerio do 110, dance segunda da esteral de quarenat e dois, dança da quinta do treceiro dos olivais, dança vaso 111, do quadrado de cinquenta eoito, e dança nono de oitenta ,a gosto, gato l ass pie circulo espanhol, j ero de rome do rbbins, g l ass do cardinal primero do cubo, ru br bric, se is do circulo do terceiro, é sete , miguel esteves cardoso, arte do rato do isco, do cardial, segundo, faca ad es so sete do maconico, do infinito do gato i ass pie ce do cardeal, terceiro, do funeral fr om ak home na ten de oitenate e cinco, o segundo, condo do pato ted segundo delta michael rie es man, de resto era visivela preocupaçao, diversa, mais electronica, mas sempre com alama, e de ferias para a georgia, fosse eu a georgia em sua mind, lhe mostrava como a minha espiga fica forte em sua bela presença doce e delicada, não seja demasiado madonna, que não creio lhe ir assim tao bem, e na esperanaça que não tenha sido obrigada a esta fantochada


doc é kate mel do ua, q ua ase c omo do melao, p ass o u por a qui no do jornal dos bandidos, numa bela o un cão da encenaçao, cu rio osso, olhos g rand es b elos, c omo os da ra pa riga de br anco de sta s lina hd da primeira da rua do patrocinio da loja trend, mos t rata av os joe dos linhos, dos jogos de cama, em me ia s br ilha ant es, q ue rea l cam primeira da c ur vat tura deles, q ue se mp re pro ject a a id e ia é circulo do desejo de todas, às das curvas femeninas, mu it o b e maior, feito, est av s en t ad dina h ass si m no q ue par e cia um ca fé al id a zon ad os quimicos de alcantara, dicos, da av de ninguens, é com os s u es de din h os, mos t rato ava do circulo do falo e fal ava de fr a gil e de l ux, e mo st rato ava o s eu al bum n ov, se maior do cd, a mime t iza rata da uam ima ge maior q ue , sabe, rac q ue t rago aqui, o vaso do q ue al gum do s q ue a qui en t ram, c omo bandidos, sabia, e po rat tnt o tam b sm sabe rac q ue do circulo do cd , q ue se en c on t rata ava se maior do cd l á d en t ro ness e mo men to, e ra do circulo dodo ph i l ip glass, glass, uma das ima ge ns de mar cado fr a gil, e eta tam am tambem de ce rat forma do l ux, au e me di zorro da mk, a gen cia de pub, t rec e iro de noventa e c inc si, terceiro nono, das dance pie c es, in t he u pp per ro om, dança prime rio do 110, dance segunda da este rato da al de qua rena te do dois, dança da quinta do t rec e iro dos olivais, dança vaso 111, do quadrado de cinquenta eoito, e dança nono de oitenta ,a gosto, gato l ass pie circulo espanhol, j ero de rome do rbbins, g l ass do cardinal primero do cubo, ru br bric, se is do circulo do terceiro, é sete , miguel esteves cardoso, arte do rato do isco, do cardial, segundo, faca ad es so sete do maconico, do infinito do gato i ass pie ce do cardeal, terceiro, do funeral fr om ak home na ten de o it en a te e c inc dp circulo do segundo, condo do pato ted segundo delta michael rie es man, de resto era visivela preocupaçao, diversa, mais electronica, mas se mp rec om al lama, é de feri as para primeira geo rata gi a, fosse europeia da primeira geo r gia em s ua da mind, l he mos t rava com a min h da primeira es pig a apsotolo seerpente cruz, é fo rte em s ua b dela, pr es ença es, doc ee deli c ada, n cão seja de ma sia do m ad donna, q ue n cão c reio l he ira ass si maior do tao be maiore na es pera ana aça q ue n cão ten homem da primeira s id o ob rig gada da ad da primeira, ae sta fan toc homem da ad da primeira


senhora angela markel, como se deduz, mais uma vez, a mao criminosa do bando autorizado por cavaco silva, na matança em sua terra, o que vai fazer


s en hor a ang gel dela, mar kapa el, circulo do omo sede do dedo do quadrado uz, mais, fr, uma do vaso , é za primeira mao criminosa do bando au tor i z a do portugues de cavaco silva, na matança em s ua terra, o quadrado da ue eva vaso primeira da if , cristina coutinho, az ze rato


ah já me esquecia ,ele é do seu grupo politico, e justiça dos homens, na europa é coisa que não existem, vide meu caso e de meu filho, por isso neste fim do fim, a europa morrerá


primeira do homem j á me es q ue cia ,dele, é do s eu g rupo pol it tico, é justiça ds o h ome ns, na europa é co isaque n cão e xis te maior do grupo de vide , castelo de vide, me vaso do caso, é de me vaso do fil ho, por iss circulo do neste fi maior do fi mad ad da primeira da europa mor rato e rá


deixei de ler jornais ou ver noticiarios, pois não aturo mais pedofilos, nem bandidos nem corruptos nem vergados,


o preço que ireis pagar na continua ausencia de justiça e inteligencia, será de um biliao , ponto dois ou tres, de almas, pois não vejo sinais de melhoras nem de esperança nem de mudança no mundo, tereis que os me dar em forma clara para me convencer a vos salvar, de contrario morrereis em barda, e depois acabam os restantes, e nem penseis em projectos tipo vega, que tambem não é soluçao


o pre coc es quadrado da ue ire reis pa g ar na do circuko conti n ua au use s en cia , de justiça, c ru ze zorro, é intel da lige da en cia, um bil ia circulo , ponto do iso ova do vaso de tres de almas, p o is n cão do vejo, br, sin a is de mel hor as ne maior de es pera ança es, ne maior de mu dança ano do nó do mundo, teresa reis q ue os me d ar em forma da clara, para me circulo em vaso da inglesa cera da primeira da ova do vaso os serpente alva do rato ps, dec circulo em cruz do ra do rio mor rato ps, é reis em ba rda, o cigarro aponta-me neste momento, t dk da rata x gato basf invertido, ou seja fs ab da sara miranda, fa por do curo do josé, do socrates, a puta do passe em moçambique, da gravaçao em mocambiquee depois acabam os restantes, e ne maior pen se is em por ject os t ipo vega, q ue e eta tam am tambem n cão é sol u sao espanhola

a este assunto como prometido anteriormente a todos através da conversa com bill clinton, voltarei, titulo, como ireis todos morrer

primeira de este assunto co pm, socrates, circulo pro rome t id o ante rato do ior , a que mente, primeira de todos at ratos vaso espanhola, a da convers primeira do com de bill clinton, vaso do circulo do primeiro rol tar rei, tito lo, c omo ire reis todos mor rr rato,


é evidente que a imagem da chave no carro pb, bp invertido, visto a vizinha ser inglesa, tera tido maozinha do miguel esteves cardoso


é ev dide id dente q ue da primeira ima ge maior da chave no do carro pb, bp invertido, vi st o da primeia vi sin h a ser inglesa, teresa ra t id o mao z in h ad circulo da puta do miguel esteves cardoso

domingo, julho 25, 2010

prova do envio à casa branca, usa



prova em vídeo , pois a aplicaçao que trazia para fotografar o ecrã terminou, do email agora enviado à casa branca, com os links dos dois últimos textos , a asae e à america e a todos, primeira e segunda parte, como se ve ficou sem som, pois os terroristas me mexeram no windows, mas se pode ver o preenchimento e o campo do anti spam que diz, sun flower questioned, acabei e mencionar uma na segunda parte do texto anterior, depois me pediu um campo que pelos vistos nao vi à primeira, assim o preenchi, nao me pediu de novo uma outra chave anti spam, como é habitual, o discurso diz, aos tribunais do mundo que houver que façam frente a este abuso de direitos humanos pois é disso que se trata ou directamente a Deus!

por vaso da pr i meo ra em v i deo , p o is a da ap lic caçao q ue t ra z ia para f oto g raf ar o circulo 101 do ecra terminou, do ema mai l agora en viado à casa br anca, com os l in k s dos do is u l t imos tex t os , a asa ee à am erica é primeira de todos, prime ira e se gun da p rte, c omo se ve fi co u se m s om, p o is os te rr o r istas me mex e ram no w indo ws, masse pode v ero pr ren chi em nt oe o cam podo an ti sp am q ue di z, s un flo we r q u es tio ned, aca bei e men cio n ar uma na se gun da p arte do tex t o ante iro rato ps, d ep o is me pe di u um ca mp o q ue p elos vi st os n ao vi à primeira, as simo pr en chi, n cao me ped iu de n ov uma outra c h ave an ti spa m, o di s c urso di z, a os tribuna s i d o mundo q ue ho uve r m q u e f aça am fr en te a este ab uso sode direitos humanos, p o is é di s soc ue se t rata o u di rec cta em nt e a De us!

a asae e à america e a todos,ll

ao escrever o texto anterior terei apagado o terceiro objecto que estava enfiado no tubo da cadeira, e sendo senhora hillary, que ainda agora na meu passeio da noite ao jardim, o espírito me acrescentou, ser elo de dc ali da rua do trinta e um da aramada, dentro das relações que se desvelam na parte anterior, via gama, via expo oceanário e loja imaginário, não acha senhora que esta faz de conta relacional consigo, seu marido e a administrativo americana, ao mesmo tempo destes espelhos que a senhora teima em criar a partir e elementos meus, é no mínimo um bocado esquizofrénica, me aconselhara a tratar a america como doente !

cao es c rato ps eve reve rr circulo do tex t o , ante rato do ior, masi uma vez o filho da puta do antonio costa, teresa rei a pa gado do circulo lobo do terceiro, pressumo , daqui, como andar, ob ject o q ue est av en fia don o tubo da cade ira, e s en do s en hor a hi ll ar y, q ue a inda do agora na me vaso do p ass seio do io da do ano da noite, 2005, cao jardim, oe es pei e rito me ac rec cento ingles, bum, vaso, s ero elo de dc al id da primeira da rua do trinta e um da ar am ad a, d en t roda serpente da ws relaçoes q ue se d es vela lam am na p arte ante rato do ior, via gama, via expo , o ce ana rio é loja ima gina do rio, porto, psd, n cao da acha da senhora q ue e sta f az de cona da cruz rato ps e kapa la cio n al c on sig o, s eu marido, é primeira da ad mi sn t raçao americana, aco me sm o te mp o d estes es p primeiro homem os q ue da primeira da s en hora te ima em c ria ra p art tir da ire sele dele, m nt os me us, é no mini imo, gb bum, um bo cado es q ue izo fr eni ca, me aco n sel hara primeira t rata ra primeira am erica c omo do en te

ou mesmo como inimigo à luz do tanto que se tem desvelado, nomeadamente desta estranha relaçao que ate parece amorosa nomeadamente também com o seu marido, para não incluir também o obama, e ainda muitos outros até meio disfarçados da allianz, que até apareceu o john mccain, assim em mix, com outro num cartaz por aqui da pub, francamente senhora, e depois no meio desta esquizofrenia, o exemplar tratamento e historia que a todos aqui contei na minha ultima visita à casa do embaixador americano, portanto antes de irmos mais longe, sem bem saber no exacto o que isto agora quer dizer, sendo que ao que parece uma morte de um presidente parece estar agendada para daqui a mais ou menos dois anos, tenho mesmo que lhe perguntar a si e a administração americana, qual o vosso papel no roubo de meu filho e de meus direitos, visto que as ligações de vós aqui em portugal com estes pulhas do partido equivalente são mais do que óbvias e mais do que as mães, e se vos deverei acusar também, ou chegará saber que ireis pagar com a morte de outro presidente

o vaso do mesmo, c omo do inimigo à da luz , do t anto q ue da sete maior d evel lado, vinho lado, ou seja do sangue da mo r e t dos polacos, no me ad dam am, que mente , desta est rata anha do tribunal da relaçao, q ue a teresa pa rece amo rosa, ps, no mea dam en te e tea eta tam am tambem com do circulo do seu marido,à, se explica , está a tentar safar o cu a uma do grupo do seu marido, mas não sou eu responsável pela desgraça como bem o sabeis, para o estar fazendo, para n cao inc lui rato rta tam am tambem do circulo do querido obama, é a inda mu it os outros rosa ps primeira té me io di s f ar çado es serpente da all ian zorro, q ue a té ap rece do circulo do john mc cain, as si maior em mix, com de outro, fr anca , mente senhora, e d ep o is no me io d esta esquizofrenia, o e x em p l ar t rata em toe da historia q ue primeira de todos aqui conte ina mina homem u l t ima v isi sita à casa sado do em baixa dor americano, porta nt o a bn t es dei, rato mo serpente mais l onge, se maior bem saber, no e x aca cato do circulo q ue is t agora q ue rato di ze rato, s en doque ~cao q ue pre ce de uma morte de um presidente, ap rece est ara a gen dada para da qui primeira mais o u men os do is ano serpente 2005, ten ho me sm o q ue l he per gun t ra a si e a ad mi s t raçao am ner ca ana, q aul fo v osso pape l no do roubo de meu filho e de meus direitos, vi s to q ue as liga ço es de v os aqui em portugal, com de estes pulhas do partido, e qui iva al lente sao mais doque ob via se massi doque as maes, d eve rei acu s ar do traço ingles vaso otam b emo u c he gara, saber, q ue ire is pa g ar com da primeira morte de outro pre si id dente


que estas bestas aqui da correspondência do seu partido, sao nazis, está mais do que provado ao mundo a quem não é cego, e como já tive oportunidade de perguntar a seu marido, se calhar um mesmo se passara com vosso partido nesse pais, que se reclama da liberdade e da defesa dos perseguidos pelo mundo fora, e à conta desses argumentos que cada vez mais me parecem, hipócritas, muitos milhões tem matado, e lhe digo e recordo, a eventual morte de obama daqui a dois anos, nem é muito importante se pensar-mos como parece saber seu marido, ao perguntar-me em dia recente, se teria a possibilidade de ver os netos crescer, neste contexto da possibilidade bem real de ninguém aqui existir nessa data, se bem que como sabe eu gosto dele, mas não protegerei mais , aqueles que me perseguem e torturam meu filho

quadrado da ue é stas das bestas aqui, id da primeira da correspondencia do seu partido, sao dos nazis, e stá mais doque por v ad o cao mundo primeira q ue maio nau é circulo ego,psi, é c omo j á teve o pro t uni dade de per gun t ar tara s eu mar id fo, se c alha ar rum me sm o se p ass sara com vaso osso p art id o nesse pais,tvi, q ue se rec lama da liber dade e da d efe sado serpente perse guido, s p elo mundo for primeira, é a primeira cona td desses cobros argo gume en nt os q vaso do y , e , c ad a ve zorro massi me par ee maior, hipo circulo das ritas, mu it os milhoes te maior matado, e l he dig goe oe circulo do recordo, primeira eve en tua al da morte de ob ama da q ue ia do is anos, ne mé mu it o im porta nt e se pen s ar do traço da inglesa ms circulo c omo pa rece, saber, s eu mar id o, cao per gun t ra do traço cop da inglesa me e madeira ia recente, sete ria da primeira de aveiro, p os sibil di ad ed eve eros do neto serpente, psd, c rato es ser nest c on tex t o da p os sibil di ad e b em rea l de nin g ue, av de ninguens, maqui é xis tir ness primiera da data, empersa, se b em q ue c omo , sabe, eurupeu gs oto dele, mas n cao pre teje rei mais , aqueles q ue me pre se gue rato me tor tur am em mue fil ho

depois deverei ainda perguntar a obama, visto ser de todos conhecido a vossa rivalidade, assim meio em banho maria pela aliança conjuntural, se essa futura morte dele, nao sera de vosso interesse, e portanto poderei equacionar pela logica, se nao tera mesmo vosso interesse e a vossa mao, sabe senhora hillary, já pouco me espanta de um pais onde deixaram matar mais de dois mil na queda das torres e passados estes anos todos, ninguem foi ainda responsabilizado, e isto diz tudo

d ep o is d eve rei a inda per gun tar a obama, vi s to ser de todos c on he c id o a v ossa riva li dade, as si maior me do io em ban homem circulo da maria p dela , a da aliança c on jun t ural, se dessa fu tu ira da morte dele, n sao se ra de v osso inter esse, e po rat tnto eve rato e c on c lui rato ppr p dela, a da logica, se n cao teresa ra me sm o primeira v ossa mao, sabe , s en hor a hi ll ar y, j + a p o u co me es pan t ad e um pais, tvi, onda de ix ram mat ar ma si dedo is mi l na queda das torres e p ass sados estes ano s todos, nin g ue m fo ia inda r es ponsa bil iza dao, e is to di zorro rato tudo

tambem não dexiou de ressoar em mim, estranhamente uma frase que tambem poderao algusn estra pensando aplicar a minha pessoa, que eu vos poderia ser util, aos torcionariso, como digo cuidado a outros que se deixam compar e vender neste jogo sujissimo de escamotear as responsabildiades

tam am tambem n cão dex io vaso de rato ps esso da ar em mim, est ran ham , que mente, uma fr ase q ue e eta tam am tambem, pode rato do cao al gus n es t ra pen s ando ap lic da ar da primeira min homem da primeira p esso a, q ue eu vaso do os pode da ria ser vaso do til, primeira os tor cio na rata iso, c omo dig o cu id ad o da primeira de outros q ue se de ix am com par e v en der nest e j ogo su j iss imo de esca mo tear da ar ás r es ponsa bil di ad espanhola

enganai-vos redondamente e não levanteis mao contra meu filho, se não estareis logo de seguida mortos, é conselho que vos dou, e como sabe, não gosto eu de os dar!!!!!!!!!!

en a g ani do traço ingles b da onda vaso os red on dam , a quem mente, e n cão l eva van tesi mao co ny cruz rata de meu filho, se n cão est ar reis l ogo gode se guida mortos, é c on se l h o q ue vaso os do ue c omo, sabe, n cão go st o europeu de os do quadrado da ar!!!!!!!!!!

o terceiro elemnto dentro do tubo da cadeira pareciada com aquelas da reunaio da asae, não os sofas grandes, é o veio de jason, que uma vez qui me deixaram na rua, mais ou menos ao pé da casa de esquina onde no dia da leitura no lago do jardim das necessidades, ao passar, uma folha como uma semente caiu , ao lado dele estava um margarida e remete isto para a imagem à porta de uma discoteca aqui ao perto, vide notas, se houver interesse, sendo que esse rapariga tinha ar eslavo, me pergunto mesmo se seria polaca, pol ca

circulo do terceiro, ele lem nt circulo d en t ro do tubo da cade da ira par rec ciada com daquelas da rato eu na io da asae, n cão os sofas g rand es, é circulo do ove do veio de jason, q ue de uma vaso , é zorro do qui da me de ixaram na rua, mais, fr, o u men s o cao péda da casa de es q ue ei bna onda no dia da lei tura no lago do jardim , o das necessidades, cao p ass da ar, uma fo l home da primeira c omo de uma se mente caiu , cao aldo, dele est ava um mara g ar id a e reme teresa is top para da primeira rai mage ema primeira do acento do porta, cds, de uma di s co teca a qui cao per to de vide not às, ase h o uve r in inter esse, s en do que desse, a ra ap riga tina home da ar eslavo, me per gun to me maconico mo se se da ria polaca, pol ca

aguardo a vossa resposta, de novo tentarei enviar esta carta para a casa branca, a não resposta, a considerei como base de acusaçao a ser proferida contra vos e a administraçao americana, está pela minha parte suspenso qualquer tipo de apoio ou protecçao a vós

tudo isto minha senhora sao peanuts, face a gravidade do mundo para todos, espero que tenhais inteligencia para o perceber na resposta que de vos fico a aguardar

paulo forte