domingo, outubro 31, 2010

fofinha, não sei que horas são embora muitos os relógios na cidade, com cores de neon, me parecem marcar hora de encontro contigo pois quando não estas em meus lábios, as horas são sempre mais de desencontro, dizia a rapariga de voz brasileira subindo a rua do chiado em seu telefone de prata que ao que parece aqui a hora é mais duas ou menos duas, que para te ser franco nem o percebi, pois o meu ponteiro funciona bem é em ti

trago fome, vou cozinhar, se quiseres é só chegares

há dias que olho as paredes da casa e nelas vejo  escorrer a agua do desejo , depois me ponho a limpar a casa de banho , como nesta tarde, pois sinto que estas para chegar

Sem comentários: