sexta-feira, novembro 26, 2010

das outras ressonancias de diamante, e outros crimes,6

o segundo que aparecera na consciência, fora, um estranho homem, pela relação com o espaço circundante, ou seja pela segunda posição em que o tal porche aparecera, na av que desce para o rio tejo, pois ao isto ver e pensar a seguir ao sonho, me dei conta de uma outra relação, um estranho caso nos olivais, um rapaz que na altura assaltou um empresa mais ou menos ali sediada, que deu brado neste pais de brandos costumes e em particular naquele bairro, pois era de alguma maneira miúdos

circulo do segundo,  quadrado da ue ap ar rec cea ana co nsc ien cia, for a um , é  ts rn ho homem do omem, p dela, a da  relação,  com do circulo do  es do paço ,  c irc un do dante, o vaso do sej ap dela se gun da ap o siç sao es em q ue do circulo do t al porche ap ar ee rana ana  ava , q ue de sc e para do circulo do rio tejo, p o is cao is t ove rato re pen serpente da ar da sara se gui rato cao soho, me dei conta ed , uma outra da relaçao, um est rato do anho caso no sol iva is,, um ra ap zorro q ue na al tura as sala , rr, to vaso,  um em persa mais, fr,  o u men s o ali sed iad a, q ue de vaso br ad o neste do  pais, tvi,  de brando s cos t um es se em p art tic cu l da ar naquele bairro, p o is e ra de al gum a  mane ira dos miúdos

este rapaz que nem me lembro de ter conhecido nesse tempo me apareceu à frente uma tarde ali ao pé do chiado aos berros e depois começamos a falar e ele e contou que era, certamente que me conhecia, pela forma como hoje olhando atrás o percebo, curiosamente nessa tarde, a clara andermatt., por ali apareceu e ficou com ele a conversar depois de eu ter partido, estranho rapaz, emocionalmente falando


este rapaz,  q ue  ne maior me lem br o de teresa conhecido,  ness e te m pome ap a receu à fr en te uma t arde ali cao pedo do chiado primeria do os dos berros, é d ep o is co meca cam os a f al ar é ele, é  c on t ova vaso q ue e ra, ce rta em nt teque eq me conhecia, p dela, a da forma co home do oje o l h ando a t rato ps as o perce bo, cu r iso am , mente,  ness a t arde, a c a l ra da andermatt., por ali ap ar e eu e fi co vaso  com ele,  a convers ar d ep o is de eu teresa p art id o, est rato do anho do rapaz, emo cio na al , mente,  f al lan ando

clara andermatt se relaciona indirectamente ou não também com uma da recentes mortes de um avo nos olivais, pois a filha é bailarina , e esta morte, ocorreu depois das linhas sobre a lx, a revista com a analise das imagens de diversa desgraças como os metros, e depois as imagens aqui também relatas da visita a lx, espaço e lisboa, onde esta também a prodança, a associação de dança

clara e der ma tt da se rato dela , do ac cio na indi rec tamen te, gulbenkiam kim,  o un cao otam tam am tambem com uma da re sete s mor rtes de um av on nós ol iv is, p o is a fil h a é ba ila da rina e e t sa am am morte, oco o reu d ep o is das linhas s ob rea primeira da lx, a r e vaso da sita com a ana lise seda ds aima ge ns de diver sa das desgraças c omo os metros, é d ep o is as ima ge ns aqui tam am tambem rato dela td as da vi serpente da sita a lx, es paço, é lis boa, onda desta tam am tambem , priemira da por dança, a as soci aç sao es de dança



me aparecera agora esta memoria e esta estranha relaçao com a clara andermatt, depois de ter evocado também o miguel e o rui horta, na linha dos porches na rua onde o pedro doirado, vivera antes de ser também assassinado por estas bestas que andam à solta em portugal

me ap a rece ra da agora é sta me mor ia , é e sta est rata anha da relaçao com ad  da primeira da clara ande rn a tt, d ep o is de teresa e vo cado tam am também do circulo do miguel, é circulo do rui horta, na linha hd os poc he es na rua onda do circulo 101 do pedro doirado, vi vera ant es de ser tam am também ass as sin ad o poe stas das bestas quadrado da ue da anda do dam am primeira as circulo pri miro da cruz primeira em portu gal


de repente este rapaz me aparecera de novo nesta imagem das tais pílulas brasileiras, ou carocha dos diabos, rocha que aqui ressoa também em coelho da rocha, rua de campo de ourique onde cruza a infantar alvo de diversas leituras, relacionados com passes eléctricos que ecoaram na matança dos polacos,  e de um buraco no alcatrão que ecoou na matança na ilha da madeira onde antes esteve a claire marshall, que por sua vez esta relacionada com o tal passe na casa da margarida bessa, bessa ,nessa,  bossa da besta, assim declina agora o corrector, ou seja circulo do camelo do corrector, a bossa da besta, a bomp da besta, feita por ela,  av praia da vitoria, ou seja ainda a matança de londres


de r e p en te de este r ap az da me ap ar ica de n ov nest imagem, carro daqui,  das tais das pi lulas brasileiras, ou ca da rocha , o dos diabos, rocha q ue aqui rato ps do esso da priemira tam am também em coelho da rocha, rua de cam pode deo urique onda circulo da  ruza rata usa,  primeira da infantar,  alvo de diver sas das lei it turas, rato dela , ac cio ando s com p ass es dos eléctricos,  q ue e coa ram na matança dos polacos,  é de um vaso do b ur aco no al cat rato cao q ue e cu o un a matança na ilha da madeira, onda ant es e te eva da claire do mar sh all, q ue por  s ua  v e zorro desta , rata dela, do ac cio na ad a com do circulo do tal p as se na ca sada da margarida bessa, bessa nessa bossa da besta, as si mairo md  dec lina do agora do coirculo do doc do cor rec tor, o u seja c irc culo do cam melo do cor r es c tor, primeria  bossa da besta, a b o mp da besta, feita,  por ela,  av pr aia da vito ria,  o vaso do seja a inda da primeria dama da matança de londres

pílulas brasileiras, me remete para um outro passe aqui narrado, relativo a um casal brasileiro que apareceu num lançamento de um livro de um prof de desporto na biblioteca municipal de lisboa, apresentado por um outro escritor , o tolentino, a tal que dá leituras na russia ao que depois vim a perceber, sendo que nessa altura depois da sessão, a senhora de mim se aproximou, me convidou para aparecer na empresa das pílulas, onde as vi num tabuleiro, que nem por acaso é ao pé da casa dos pais da puta que me trás o filho roubado, e onde me convidou para um outro encontro, do outro lado dor rio,  a que não fui, pois o espírito me desvelara no entretanto ser uma tentativa para me matarem

pi lulas bar sie lei rato as, mr e e m tg e para de um outro rop do passe aqui narrado, rato dela t ivo da a um do casal bra si lie roque,  ap ar e eu nu lança en to de um l iv rode um prof de d es poe t rato on a da biblioteca muni cp al de lis boa, ap resen td o por de um outro es c rito tor , circulo do tolentino, primeira t al q ue d á lei it turas na russia,  cao q ue d ep o is v i m a perce be rayto, s en doque ness a dessa al tura d ep  o is da s ess sao, ap da primeira sen hor ade mim da se ap r ox xi mo vaso da me c on v id o u para ap ar rec rata  na em presa das pilulas, onda às vi nu maior t abu le iro, roque ne maior por aca s o é cao peda casa dos pais da puta que me tras o filho roubado, é onde da me c on vi o do quadrado do vaso do para de um outro en c on t rodo do outro rol lado , dor rio,  a q ue n cao fu ip o iso es pei to me d es vela lara ano en t r eta nt o ser uma da t en tat iva do para da me ata rem de me matarem

como sabeis, esta linha das pílulas vem de longa data , entendida em sentido lato como possibilidades de suporte indutor de estados alterados de grupos propiciatório a grandes matanças, hipótese inclusive que coloquei em relaçao ao que se passou em 9 11 em nova yorque, ou índia como recentemente evocado,  e margarida bessa é o link com a nova zelandia

c omo sabe is, é sta da linha das pi lulas,  vaso  é mde l ong primeira da data , en ten dida em s en t id dol do primeiro  ato c omo p os si bil di iad es de s u p o rte indu tor de estados al te r ad os de g rupo s por pi cia ane net s a g rand es matanças, hipo te se inc l us ive q ue c olo q u ei em relaçao, cao q ue se p ass o u em 9 11 em nova yor ruc, é o u índia c omo re cente ,mente,  evo cado,  é margarida bessa , é circulo do l i n k com ad da primeira da fac da nova ze lan dia, é mar g ar id a bessa é circulo l ink com da primeira ano da  nova aze do ze elan maior ml da lan do  ia

e um outro nome aparecia depois com um eco provavelmente numa encenação na av de ninguém a seguir a imagem que criaram depois de eu ter aqui falado com a tori amos, pois o nome ali depois e reflectiu numa leitura a meu passar, num contexto especifico, onde não faltou na rua da garagem, um preservativo, quase azul, como o que se ve na imagem da penetração  e do bum em atocha, na carruagem de comboio, esse nome era dos olivais também , zé leitão, e ao agora le lo me veio também uma linha pelo espírito de uma inversão dele, ou melhor feita por ele, aqui nas notas manuscritas aparece ele com a barata por baixo, e ainda ao lado metro, ban kin moon, kanguru amoreiras, morte, rui nunes, pontos a serem desenvolvidos se no entretanto não vos mandar para o caralho de vez

é um outro no da me ap ar e cia d ep o is , com um e co por v ave lem nt e numa en cena ac sao na av de nin g ue ns a se gui ra ima ge maior do que c ria aram depois,  de europeu teresa a qui f al lado com da primeira da tori am os, p o iso no me ali d ep o is e re fl e c ti vaso nu ma da lei it tura, primeira me vaso si p ass da ar, nu maior  c on tex t o es pe cif if ico, onda n cao f al to un da primeira da rua da gara rage maior, um perse r vat ivo, quadrado  use azul, cm dp q ue da se v en a imagem da p ene t raçao , é do b un em tao cha, na car ru ga e md e comboio, ess e no me e ra dos oliviais tam am tambem , ze leitao, é cao do agora lelo dame do veio , jason, tam am tambem,  uma linha p elo es pei rito de uma in ver sao dele, o u e ml hor feita por ele, a qui nas not as manu s c rita s ap ar rece dele com da primeira da barata por da baixa, é a inda cao lado metro, bando da  kin moon do kanguru das amoreiras, mo rte, m6 rte, rui nunes, pontos ase rem de s en vol v id os se no en t r eta nt on cao v os man da ar para do circulo do cara alho d e ve zorro

este rapaz do tempo do d dinis, liceu, onde já lhe conhecia algumas falhas de carácter, o encontrei muitos anos depois, anos noventa no bairro alto, e reparei que ele me trazia uma senha qualquer, o sentido que agora de novo aflorara, era das mentiras dele, como se tal estivesse relacionado com av de ninguém, que como sabeis tem diversas leituras, esta ultima do preservativo, ao ve-lo, o deixaram propositadamente, pois havia uma rapariga africana num carro a fazer o relatório em reel time a quem o terá encenado, o relacionei com texto recente sobre uma outra margarida eventualmente abusada, para alem da do velo que de nova agora na faca das palavras apareceu

este rapaz,  do t e m podo d dinis, onda já l he c on he cia al gum as  f alhas de ca rac te ero en c on t rei mu it os ano serpente d ep o is, t ano serpente dos noventa no do bairro alto, é r epa rei q ue dele,  me t r az ia uma s en home da primeira meo ria , a do quadrada da ual q u ero s en t id doque do agora de n ov a flor ara, e ra das mentiras dele, c omo da se t al es ti teve esse rato dela , do ac cio n ado com a av de ninguens, q ue c omo sabe is te maior diver sas lei t ur s, desta ultima, a  do perse r vat ivo, cao vao v e taclo ingles lo, o de ixaram pre posi t ad dam ene, posi a h via da ua da rapariga africana nu mar rato c irc uk lo da primeira f az ero r dela tori em re el time da primeira  q ue mo te ra en c ena ad o, o rato dela , do ac cio ne ei com tex t o rec cente s ob re uma outra margarida eve en tua al lem nt e a bus da, para a al lem mda dado v el q ue de nova gor ana da faca das p al av r as ap a receu


em suma, sobre pessoas dos olivais, temos nesta linha, o paulo cardoso, que remete também para o passe em Amesterdão com o bonifacio, , uma relaçao com os herblife, que se relaciona com a fac e o dn , rossio, que por pr, sua vez linka a família da puta que me trás o filho roubado, um casal de brasileiros, o grupo do tolentino, que por sua vez se relaciona com russia, esse outro rapaz do roubo nos olivais, o ze leitão, que se relaciona com a av de ninguém,  que se relaciona com adolescentes garagem e bum de atocha, e o pior dos filho da puta ali, o zé nuno martins, isto na linha da consciência de que existe um assassino a foder o avós ali, 


em s uma, s ob re p esso as dos oliva is, t emo s nest a linha, do circulo do paulo cardoso, q ue reme te tam am também para do circulo do  p ass, é em Amesterdão com do circulo 101 do bonifacio,  uma da relaçao com os he r b life, q ue da se real cio naco om a fac é circulo do dn , rossio, q ue por do pr, s ua v e zorro li nk a a familia da puta q ue da me t rato as o fil h o urobu bad ad o, um ca sal de bra sile iro es roso g rupo do t ole le en do tino, navarro, q ue por s ua v e zorro da se rato dela , do ac cina com da russia, esse outro ra ap zorro do roubo nós olivais, circulo do ze leitao, q ue da se r rela dela ac cio n a c o m a av de ninguens,  q u we se r ela cio na co m ad l os c ene nets da gara rage me do bum de atocha, é circulo do pi o rato dos filho da puta ali, do circulo do ze nuno martins, is to na linha da co nsc ien cia deque é xis te , um assasinio da primeira fo der ero av os ali,

margarida bessa que me apareceu pela mão de uma rapariga da claire marshall, é da família de um economista salvo erro dos bandos dos terroristas dos partidos políticos, é relação com a nova zelandia, nesta ultima linha da brocas e dos diamantes em reverso nas paginas do dn da matança dos trezentos jovens na festa da agua , e ao isto agora recordar, recordei tambem de uma outra relaçao, pois evoquei neste ambito tambem esse filho da puta do pedro lopes, do grupo dos terroristas servidores dos terroristas do dn, propriedade desse outro verme mor criminoso ainda impune, dos direitos de futebois, e consequentemente da teia dos assasinos e dos terrorista da rtp, que servem também os terroristas dos partidos e nao só,

mar da garida do bessa q ue me ap ar e eu p ela,  mao de uma ra pr riga da claire do marshall, é da f da primeira  mila,  de um e cono mi sta slav o e r rodo os dos bandos dos t ero ratos istas dos partidos políticos, é rate ela laco coa com da primeira da nova ze elan lan do dia, nest a u l t ima da linha da br rocas, é dos si am net es em  r eve psi s oe maio mr r eve r s on as pa ginas do dn da matança dos trezentos,  j ove en s na fe sta da agua, é cao is to agro da primeira recordar, reco rato dei tam am também de uma outra do tribunal da  relaçao, p o is 3 evo q u ei nest e am bit otam tam am também,  esse filho da puta do pedro lopes, do g rupo dos te rr ori serpenet da onda t as ser v id dor es dos te rr ori sta s do dn, pro rop pr ie dade desse outro verme, do  mor criminoso,  a inda imp une, dos direitos,  de fute bois, e con sw eq u en te maior mne net da teia dos assa sino se do serpente  terrorista da rtp, q ue ser vaso em tam eb maior do os te rr roi sta s dos partidos e n cao serpente do circulo da elle,  o leo

pois a puta que esta casada com ele, o pedro marques lopes, a cila, um docinho em sua aparecnia, que faz parte das putas medicas assasinas cobertas pela ordem dos medicos, filho de uma outra qualquer outra grande puta das que mamam no erario publico, tem uma irmao que conheci em breve quando a conheci, que é muito próxima da nicole kidman, ou seja, servira ela de espelho num conjunto de desgraças que se tem passado nessa regiao australia e nova zelandia, assim o intui neste ponto desta escrita

p o isa primeira  puta q ue ed desta , ca sada com dele, circulo do pedro marques lopes, primeira do ac da ila, canarias,  um doc cinho em s ua ap ar rec ni a, q ue f az p arte das putas medicas assa sin as co bertas rtas  p dela, a da  ordem dos medicos, fil home do circulo de uma outra,  q u l q ue rato de outra rag rande puta,  da s q ue ema ma mam no era rio do publico, te maior uma irmao,  q ue c on he ci em br eve qua n dó da primeira aco, c on he ci, q ue é mu it o por x ima da nico ole le k id mam, o vaso do seja, ser vaso da daira ed dela , de es p el home  nu primeiro  c on jun to de d es sg r aça s q ue da sete maior do passado, o louco,  ness a regi , tvi, cao au s t rali a é a nova ze lan d ia, as simo in tui, doiro,  nest e ponto de sta es circulo da  rita

linha estampido, radio cotonnete, aol, acidente da verdadeira nicole, matança no centro comercial na america, em suma de memoria creio ser esta a primeira linha que me disse haver uma qualquer relaçao com a nicole kidman, para alem da imagem que a verdadeira reflectiu, a teia da aranha, ou seja colares de novo, estampidos, processo idêntico em mais esta matança também

linha , est am pido da radio coton nete, aol, acide dente da verdadeira nicole, mat ança es no do centro comercial,  na am erica, em s uma de me mor ia c rei circulo  ser esta,  a primeira da primeira linha q ue da me di s se h ave rato de uma q ue l q ue rata do tribunal da  relaçao com da primeira  nico ole da kidman, para al lem mda ima ge maior doque da primeira ave rda de ira ref fl le ct i ua ad da primeira da teia da aranha, o vaso do seja co l ares de n ovo est am pidos, por c esso id en tico em mais, fr,  é sta da matança tam eb maior, kid mam que aqui declina em diamante também


e depois temos sempre o genocida mor, durao barroso, a aparecer em linhas do tempo das escolas, onde nos tornamos inimigos, ou melhor ele de mim, que continua coberto pela nova administração americana, pois lhes fez o tal servicinho dos voos da cia, e é esta besta um dos que esta a frente dessa inexistente comissão europeia, me pergunto se o vaso de fogo simbolizado na capa do dn, com os dois polegares, o dele e o de obama, não terá sido o o pentagrama que combinaram e fizeram e que depois se traduziu na matança dos jovens


e d ep o is  t emo s sempre do circulo do genocida mor durao barroso, primeira ap ar recer em linhas do te mp poda serpenet das escolas, onda nós torn am os in iem mig os, o u mel hor dele,  de mim, q ue c on tin ua co be rt o p ela , lan ano da ova da fac nova, a da  adminsitraçao americana, p o is l he es f es o t al ser vic in  home do circulo do voos da cia, e é esta besta,  um do serpentes q ue e sta a fr en te de s sa ine xis t en te da comissao europeia, me per gun to ze do circulo da ova do vaso de fg gogo si mb o liza ad dona ca pado do dn, com os dois p ole g ares, o dele, é circulo de ob am a, n cao teresa ra s id da tripla do penta g rama q ue com bina aram e fi ze ram eq ue d ep o is se t r ad uz ze un da primeira da matança dos jovens

curioso engano no video recente onde mais uma vez provocado pelos vosso cios a começar pelo dessa assassina da judite de sousa sobre meu filho, e que passou ainda por outros lados com nas amoreiras, a contar, onde falo da imagem e da eventual relaçao real ou de espelho do bebe que também aparece na queda das torres en ny , quando falo de clonagem , troca e ou roubo de semem, e digo da imagem que aflorara a consciência do tal filho ou falso filho de socrates, a palavra enrola em sue inicio e que diz cavaco, ou seja relacionado com cavaco o passe, isto é certo, e portanto me pergunto se quem me trás um filho, não será esse puta mor do barroso, o que era um motivo de profundidade mais que plausível para a constante guerra que a rtp me faz, para alem da outra puta da administracao , dessa casa de terroristas ladroes com os dinheiros públicos ser ali da rua onde as mortes ocorrem, não é verdade, a tal responsável pelos roubos como o espírito aqui me desvelou em texto publicado nessa altura , provavelmente o nuno martins que também trás relação com espanha a fazer o trabalho sujo, seu merda, me diga que cabo de radio é esse que atravessa fiada de prédios ,e ainda se liga a outros atrás,  foi o senhor que o colocou, é com ele que provoca os sons dentro das casas dos avós, faz broches ao cavaco, pois calha ter reparado que trás esse mor, uma aparelhagem idêntica a que meu pai trás no escritório, em cores prata sendo a do meu pai negra, assim se senta no colo dele, sua besta de merda ladrão do grupo dos ladroes e bandidos da spa, a mando do niza do ps, outro dos piores vermes, morreis todos no inferno, é meu votos, seus bandalhos assassinos  de merda!!!!

cu rio osso en g ano no vaso  id e, é circulo  re cente onda mais uma vaso e zorro zp por vaso circulo do cado puta dos  elos vaso do osso cio da saco meça espanhola da rp do elo dessa do assassino da judite de souza,  serpente vaso circulo da sas ob reme eva do vaso  filho, eq da ue da  puta do ass do circulo da ua inda por de outros do rol lado sc om nas amoreiras, ac on tar, onda falo da ima ge meda eve en t alda  relaçao real, circulo do vaso de es puta el home do circulo , o do bebe , quadrado da ue eta tam am tambem ap pa da rece na queda das torres en maior de ny,   quadrado do vaso  qa n dó do f alo dec clo na ge maior da , troca, é circulo do vaso do roubo de semem, é dig do circulo  da imagem , quadrado da ue da primeira  flor ara aco co ns cien cia dot cruz da al filho, circulo do vaso dp f do also filho de socrates, ap puta da al av ra en rola em serpente da ue en  nic cio eq da ue da di zorro da roca do cavaco, o use seja da ja do rato  dela , o do ac cio em ad circulo do com cavaco do circulo do passe, is to é ce rt oe da porta nt circulo da me do per da gun to ze quadrado da ue de maio da me t rato às de um filho, n cao sera desse cobra da puta mor do barroso, o quadrado da ue é ra um,  mo t iv circulo de por rf fun dida dade mais,  quadrado da ue puta primeiro do au serpente  ive do prime rio  para da primeira do cos t ante guerra quadrado da ue da primeira da  rtp me do f az, para al lem mda da outra puta da ad dim in s it raçao , dessa ca , sd da primeira de te rr rosi cruz as primeiro da ad rato  do circulo do  es com os din he irs circulo do pub, primerio circulo dc iso ser ali da rua onda dea ás das mortes,  circulo do cor rem, n cao,  é vera dea da t al rata da espanhol al da posa ave pri e mr circulo da puta dos elos dos  roubos,  circulo do omo do circulo do espanhol da puta do ei rt do circulo da primeira do qui aqui, id da me d do quadrado do espanhol do velo lou em tex , to top da pub do lic do cado ness da primeria da al tura , por vaso da ave lem nt cruz,  é circulo do nuno martins,  quadrado do vaso delat eta tata tam am  tambem cruz  rato as,   rato dela,  çoa es com de espanha da primeira ,  a f do ze ero do trabalho sujo, serpente do europeu  dame da  merda, me dig da primeira quadrado da ue cabo , de ra di o serpente cruz, é esse quadrado da ue at rato da av essa da primeira da fia, pig na telli,  da de pre dio serpente , fo do io serpente da en de horque circulo doc do olo dc cu circulo do vaso, é com dele, o que pro ovo ca dos sons dentro das casas dos av s os, f az bro roc homem  espanhol do cao do cavaco, puta do circulo do is circulo da alha da teresa rata da ep do pera da ad quadrado da ue cruz  rato  as,  esse do mor, uma ap rato  el home da primeria da  ge maior da id da en tica,  a quadrado da ue da me eva do vaso do pai,  cruz rato as no es circulo do rio tio, em cor es pr ata serpente do en dó,  dado da me eva do vaso do pai negra, as si maior da se senta ano circulo do olo dele, serpenet da ua  da besta, be sta de merda pri é mr do iodo do dr do cao dog rupo pod ds, serpente do circulo dol do ladrao , o da ad rato do oe ws sé do ban dido serpente da spa, primeira do mando do niza do ps, outro dos pi o r es vermes, mor rei serpente  todos no inferno, é mi eu v oto s, se us ban d al h s o ass sa sino serpente de merda!!!!

ainda no ultimo video sobre o telefonema das índias sobre esta matança, também um curioso engano ao dizer j ps , pois na realidade digo jj, do j do ps, j, é uma chave frequente nestes textos, e penso remeter para janson, um dos j, também, pois um eco recente se deu após ter falado das propoçoes, um catalogo da Gulbenkian, cuja capa é uma proporção, 9/10, e onde vi uma belíssima jason, violista que me figurava o bebe ao colo, como as as dos skulls and bones, num sonho vivido, uma linha se aflorou, uma estranha linha desta mais negra que me preocupa como pais e que essas bestas nomeadamente a judite de sousa sempre pisam para me tentar confundir e safar os cu dos assassinos, e dos abusadores de crianças, que o cavaco teria vendido o bebe para a america para safar o cu ao genro, por uma mera grossa que ele teria feito na america e que a america sabia, é isto verdade seu assassino de merda, pedófilo e cobrir de terrorismo de braço dado com barrosso, por sua vez casado com uma filha de uma ds putas mor da rtp, para que ninguém se esqueça de mais este link com essa da casa dos terroristas da rtp e das linhas recentes desse tal vitor, com as de obama 


a inda ano u l t imo v id o s ob reo circulo 101 do tele fon ema das índias s ob re e sta da matança, tam am tambem um cu rio osso en g ano cao di zorro rato  j do ps , p o is na rea lida dade dig circulo do jj, do j do ps, j, é uma c h ave fer quente nest es tex t os, e w pen sao re meter para janson, um dos j, tam am também, p o is , um é co re cente se d eu ap os teresa rf  f ala lado das por rp roço es, um cat al o goda da dag gul ben kim a, cu ja da capa é uma por proçao, 9/10, é onde vi uma bel si ima jason, viol ista q ue me figo ur ava circulo do bebe cao c olo, c omo asas dos sk u ll sand b one es, nu maior sonho v iv id o, uma lina homem da se a flor o u, uma e ts rata anha da linha desta mais negra fr, q ue me pre o cup a c omo do pais, tvi, é  eq ue dessas bestas noe ema mad dam am,  mente, primeira da judite de sousa sempre,  pi isa sam para me ten t ra c on fun di ire sa f ar os cu dos assassinos, é dos ab bus usa ad dor es de c rian ç as, q ue do circulo 101 do  cavaco teresa ria v e bn dido do circulo do bebe para da primeria  am erica para sa f aro roc cu cao gato en do  enro, por uma mer a gata rossa q ue el teresa ria feito na am meer cia eq ue a marcia sa bia, é is to ver dade se eu vaso do assassino de merda, pedo filo é co br e rato de terrorismo de br aço dado com do barrosso, por  s ua v e zorro  ca sado com de uma filha de uma ds das putas mor da rtp, pa da ar do arco do quadrado da ue av de ninguém , se es quadrado da ue çade es do massi de este link , com essa da c as dos terroristas da rtp, é das linhas re cent es de esse t ak primeiro do vitor, com as de ob am primeira de obama 

como sempre america continuais no bom caminho, não é verdade senhor obama, e pautais sempre por uma clareza de visão a toda a prova, pois na verdade a primeira imagem que depois se reflecte na assinatura desta matança, vem da america, a tal ponte que foi dinamitada para que o som chegasse aos ouvidos dos jovens na outra, nao é veradeade !!!!

c omo sempre da america,  c on tin ua is no b om ca do minho, n cão é verd ad e s en hor ob am a, e p au tais se mp re por uma clare za de visão, primeira de toda da primeiras da por das ovas, p o is na verd ad dea  prim é primeira rai ima ge maior doque depois da se r efe l ct en a as sin a tura desta matança, vaso  é mda america, a t al da ponte q ue onda fo i dina am mit ad a para q ue o s om chega asse a os o uv id os do os j ove en ns na outra, n cao é vera dea dade !!!!

imagem e noticia publicada , a da ponte, aqui na pagina das fotos no dia da cimeira em lisboa

ima mage ge me not ti cia pub l ciada , a da ponte, a qui na pa gina das fo t os no dia da ci me ira em lis boa

Sem comentários: