terça-feira, novembro 02, 2010

depois estava a ler um artigo de um assim que parece historiador, que olhava para o lado, e falava da rainha amelia, que como sabeis foi a ultima rainha em vigência em portugal, e que era caso não vos recordeis da casa de Orleães , quem diria da simétrica ironia destes bandidos do dn, citava uma linhas que seriam da autoria dela, onde desencantada diz deste pais ser um manicómio, como vês a razão já nesse tempo lhe assistia, e não saberá ela porventura que a coisa tendeu a piorar, com o passar dos dias e a cada vez maior ausência de lei e de hospícios, se bem vos recordais, já há algumas luas que aconselhara aos bandidos a declararem-se insanos, para não perderem de vez  a língua e o resto, e que se tirar-mos as gaivotas das berlengas podem ir para lá todos viver , como vês uma solução moderna, um hospício assim aberto rodeado todo pelo mar 

de repente o telefone tocou, meti a mão nos bolso, mas não o encontrei porque na realidade nem o trazia nem era o meu, tinha soado alto, com a mesma musiquinha que o meu trazia, ate que em dia recente alguém a mudou, agora trago assim uma sem canto, tipo ambiental de mergulho de profundidade celestial, que é o que sempre desejo fazer em teu olhar

o senhor bem composto lá atendeu, antes comentara para a senhora que com ele ia vendo a zona das belas nas revistas, , que o marcelo era bom, mas uma pena quando perdia o centro nos comentários, apanhei-o cá fora e lhe disse aproximando, e não acha que é um bocadinho sopinha de massa, que geralmente os espelhos não reflectem coisa assim tão transcendente,  ele que dele gostava  menciona de seguida o vitorino, eu lhe disse, esse é maquiavélico, e atravessamos a rua cada um para o seu lado dizendo a deus em tom, de amizade

depois fui olhar de novo a belluci, e os respectivos anturios nos cabelos, pois uma duvida metafisica se tinha instalado, seria ela ou a adjani, ou seria a duvida, uma só forma de pretexto para de novo a ver, o titulo do perfume me fala de hipnose, o perfumista hipnótico

podia ainda lhe ter dito, que até hoje ninguém me explicou porque uma televisão publica que me rouba o tem como comentador, bem como dos critérios de selecção e o plim que de todos nós recebe

Sem comentários: