sábado, novembro 20, 2010

ontem vos falei de uma meta ideia em parte meta ilusão também, e me recordei depois de uma capa do dn antiga que me impressionou bastante na altura, uma imagem dos  cadetes de west point na visita de obama, todos semelhantes, demasiado semelhantes como aqui nesta belíssima parábola dos dias de hoje


on te m v os fal ei de uma met a ideia em p arte met a i lusa usa sao tam am tambem, é me reco r dei d ep o is de uma dd a capa do dn ant ti g q ue me im press sio no u ba s t ante na all tura, uma ima ge mdo s  cadete s de w est point na v isi sita de ob ma, todos seme l h ant es,de masi d os seme l h anets c omo aqui nest a bel iss sima pa ra bola dos dias, psd,  de h oje

westmister wells cesto
west mi bn s ter  we ll s set s

assim diz o corrector sem qualquer relação com palavra especifica

ass si maior di zo corrector se maior quadrado da ual , q ue rato do tribunal ak pri mr io da relação com pal av r a es pe cif fi do ica



subia rua pela noite em dia recente, em véspera tinha visto bjork cantando numa igreja em nova yorque, pautando o ritmo com belos movimentos cadentes de suas mãos e dedos, olhava a casa de esquina irregular sempre profusamente iluminada e via de costas a silhueta de uma rapariga dançando de headphones se movimentando em mesma forma, a seu lado uma gaiola aberta, que em dia recente se encontrava fechada

s ubia da rua p ela lan ano dao noite em dia re cente, em v es pera da tinha vi s to bj ork can t ando nu ma i g rata dela em nova yorque, p au t ando circuklo do ritmo com b elos m ov vim en t os cade dentes de s u as mao  se d ed os, ol h v a ac asa casa sade es q u ina irre gular sempre,  pro fusa , mente,  el vaso da vaso primeira minada, é via de costas, rua,  a si l h u eta de uma ra pa riga dan ç ando de he ad dp h one es se mo vim en t ando em mesma da forma, a s ue lado uma gai ola ab e rta, q ue em dia rec en te da se en c on t r ava fe c h ad a






vir, bela palavra rosa minha, e belo  convite sem a menor duvida ou hesitação
pareceis esquecer porventura que O Cristo amou sempre uma Mulher e certamente muito se vieram

vi r, b ela pal av ra rosa min h a, e b elo cc,  c irc uk lo on vite s em a men o r d uv id a ou he sita taçao
pa rece is es q ue ser por v en tura q ue Cris to amo u se mp re uma Mul her e ce rta tam am , mente,  mu it o se v ie ram







MATRIX
sobre musica de vanessa mae


Sem comentários: