sexta-feira, novembro 12, 2010

a rapariga era linda e passava lingerie numa carroça certamente dos centros comerciais dos burros aquáticos em terra, trazia uma assinhas por cima do tutu, e um smart branco na rua me beijara ao passar falando de que me ama, e gosta da minha voz em chilrear de acento brasileiro, não guardei a foto, da bela que parecia quem diria nas vezes ter olhinhos assim de outra lolita bem mais ao norte do mundo, mas hoje encontrei esta bem a calhar, 

imagino eu que beijando mais ao sul, certamente as assinhas começarão a bater e  se agarra com força erótica quanto baste os quadriz e quiçá se levanta assim voo, 

o meu burro ao ver o outro animal, me disse à orelha que ela me agarra a falar comigo, entre seios, por ser míope, que gostaria muito de dormir abraçadinho ao elefante e manda perguntar mas, quer ao longe ou ao perto





a ra pa riga e ra da linda e ps s ava l ing ger rie ie nu ma car roça ce rta em nt e do centros com erc ia is dos burros aqua ticos em terra, t r az ia uma a sinhas por c ima do tutu, e um sm art do branco na rua me bei  j hara cao p ass ar f al lan an do deque teresa amo, é g os to da t ua da voz, em chi l re da ar de a en to br as sile iro, na a g ua r dei a f oto, da ab bela q ue par e cia q ue maior  di rana s v e z es teresa o l hi n h os as si mde de outro, a lolita bem mais cao do norte do mundo, ma s h oje en c on t rei  e sta b ema c alha ar, 

ima gino eu que bei jn ad o mais ao do sul, cera rate m nt e as a sinhas co meca ra z m a bate r e cera rate m nt e en tao se a garra c omo for ça ero pt i fca qa un to ba ste os qua dr i z e qui ça se l eva van anta as si m v da dp

o m eu burro cao v ero do outro animal, me di s se a orelha q ue ed dela da me a garra a fla r co mig o, en t re se io s, por ser mi o pec ue g os tar ia mu it o dedo da dor mir ab r aç cadinho cao elefante, é man da per gun t rama s, q u e r cao l on geo vaso doca cao per to

Sem comentários: