terça-feira, novembro 02, 2010

vrum vrum



ontem ao procurar esta bela rapariga nas minhas bibliotecas
dei com este belo vrum vrum, e me disse, lá está a imagem da estrela candente
a estrela do templário azul laranja e solar com cara de banda desenhada dos patinhos

na verdade a carismei na altura
o c r red dor do azul c inc o com e mec h a d o estrela em c ima a s al tar para a co luna 
e depois me disse agora de novo ao ve-la, parece que um acidente se esta para dar, 
pois o carrinho negro ao lado assim com ar de gangster parece que cheio de mas intenções se encosta ao belo carrinho do tempo em que eu comecei a fazer corridas e de permeio à frente uma coluna, a lembrar-me o acidente no túnel da Alma em paris com a princesa diana

os espiões certamente viram ontem esta foto, pois o sistema logo craschou, e hoje puseram esse carro preto de três mil de cilindrada que pelas linhas sugere vagamente este que vai ao lado







quem sabe se sobre o signo dela dormi, ou se ainda sobre o da bela banshee de soquinhas, ou se ambas são uma mesma, pois hoje ao acordar, um nome de uma rapariga que não sei se conheço em exacto, me apareceu, na verdade acordara com um nome que não era o dela, pois derivava de um outro talvez como pepino ou  pepe, que depois deu pipa, e um local, o paris sete, ste, na esquina com a av 24 de julho

dissera me um dia uma outra monica também belluciana, se eu conhecia a pipa, e eu lhe perguntei, quem é

Sem comentários: