domingo, dezembro 19, 2010

às autoriedades dos homens se ainda as houver, se nao, a Deus, seus pedofilos assassinos, 19

.
.
.
.
.





pela noite, uma precisa noite recente, se pusera o nevoeiro, denso, daqueles que quase não se ve um palmo à frente, o dia assim nasceu e durante mais uma volta no céu assim ficou


p ela , lam ano da noite, uma pre cisa ano da noite re cente, se  p use ra circulo da neve oe iro, d en serpente circulo  daqueles,  q u eq vaso  ase n cão da se ve um pal mo à fr en teo circulo do dia ass si mna sc eu é duran te mais, fr,  um vol cruz primeira ass si maior fi co ova do vaso


ah tori amos, que ouvi pelo espírito um dizer que lhe espero que lhe faça sentido, pelo menos mais a si do que a mim, pois escutei, que a menina me teria dado uma faca, e que essa faca fora invertida contra mim, ou seja depreendo, que alguém, dirá que a menina lhe terá dado uma faca que era para mim, mesmo não sabendo em exacto que faca se trata, e que então, quem a teria dado, de alguma forma a invertera, que estranho, a não ser que o tal cd que me chegou pela mão do tal rui da CP, uma fosse

primeira homem  tor ia amo serpente, q u e o v i p elo es pi do rito,  um di ze rato ps  q ue dele,  es pero q ue l he f aça es ws  s en t id o, p elo men os mais primeira si id doque da primeira mim, p o is es cu t ei, q ue primeira menina da me teresa ria dado,  uma da fca, eq ue essa faca for primeira invertida da contra da mim, o vaso do seja d ep ren doque al g ue maior, di r ac q ue primeira menina,  l he teresa ra dado uma faca quadrado da ue we ra da para da mim, me sm circulo  n cao da sa bend do circulo  em, é x cat ato toc quadrado da ue faca set rata, eq da ue en tao, quadrado da ue da ema teresa ria do dado, de al gum primeira forma, primeira in verte rac quadrado da ue de est rato do anho ana circulo,  ser quadrado da ue do circulo ota al ala , prime rio do cd quadrado da ue dame mec circulo,  he ego vaso da p dela, prim eira da  mao dot da cruz da al rui da cp, uma da fosse

 ah bela amada tori, que a ouvi a dizer um mesmo numa entrevista, que só tinha pena das vezes muitas em que quebrara o seu coraçao, assim é senhora, a quem ama, a quem em verdade ama e sofre nas vezes no amor, e olhando o ontem, se pensa nas vezes então, que parece até desperdício de tempo e de tempo de dor, mas sabe, bela menina de meu coraçao, assim são os amantes e o amor, e assim somos transportados no braços da senhora saudade, que nos embala em seu peito, e nos regenera em dois no três,


 primeira do homem  bek la am mda  tori, q ue a o uv ia di ze rum de um mesmo,  nu ma en cruz  rato é vaso ista, q ue serpente do circulo do ó , tinha da pena, sintra,  da serpente  vaso e ze espanhol de muitas,  é maior do que q ue br ara do circulo da serpente eu cora raçao, ass si mé s en hora, primeira q ue maior  ama, primeira q ue maior  em verde ad,  e, é ama e s o fr rena serpentes  vaso e ze serpente es no am mor, é circulo do prim mr rio do io do homem ando do circulo de ontem, se pen s ana serpente  vaso e z es en tao, q ue par ee primeira té d es per di cio de te mp poe det em pode da dor, ma serpente,  sabe, b ela da menina de me eu vso  cora raçao, as si maior da sao os am ant gatos  es é circulo do am mor, é as si maior ms  serpente omo serpente t ra sn porta ad os no br aços da s en hor da primeira da vera  saudade, quadrado da  ue dos nós em bala, em serpente do eu p ei to, en nós do os reg ene ra em dois o cruz rui rato espanhol



no dia do tufão que a imagem de outras desgraças e de beslan também, onde ontem ouvi pelo espírito que já se sabia o que soprara os explosivos do telhado que originara a matança das crianças me meti no eléctrico do vinte e oito e decidi ir até ao largo de são vicente, pois de novo calhara nas minhas letras referencias a esse lugar, pela fundação espírito santo, pela cerca moura em memorias desse lugar antes habitual a meus passos quando trazia a latina europa por ali perto

no do dia do tufao,  q ue primeira rai ima mage mde de outras desgraças, é de beslan tam am também, onda o nt emo u v i p elo do espanhol do  pi  do rito q ue ja acento da se , sa bia,  o q ue s o pr ara os explosivos do tel home ad circulo do ado doque oi rato gina ra da dama dp rime ria da matança das crianças,  me me ti no do eléctrico, o  do vinte e oito,  é dec id di rato do rate,  a té cao l argo de sado do vicente, p o is de n ovo circulo ca da alha rana serpente ene  min do hi do me às das letras,.  refer en cia sa desse cobra do  l u gato da  ar, p ela, a da  fundação espírito santo, p dela, a d ac se é rca da moura em me do mor ia do sd desse, primeiro vasp gato da ar da ant espanhola homem do  ab do bit da it da ual, primeira de me us passos quadrado da un dó cruz ra zorro do ia da primeira da latina europa por dali per to


na verdade ontem pelo jantar vira um pouco dos telejornais, calhara ver a noticia da demissão do autarca do psd de coimbra, e o passos coelho com ar de caso muito mais grave do que a aparência de sempre dos motivos falsos das falsas demissões, e ressoara esta demissão , na linha recente de minhas palavras que me levara e novo a coimbra, e vira também a noticia do larry king, que ao que parece abandonara o seu show passado todos estes anos, ali estava ele figurando os suspensórios dos círculos vermelhos com o cenário dos leds coloridos sempre por detrás dele no estúdio, e os suspensórios me remetiam para fundas, fundas que servem para deitar cargas abaixo, ou ainda para david e golias, que é também nome de uma produtora aqui em portugal, de um rapaz que comigo há muito tempo trabalhou, mas o que me veio de elo recente a memoria, fora o tal catalogo de filmes do tal rapaz que me aparecera e que depois na aparência fora parar ao santa maria, na altura de beslan, o tal carlos, qualquer coisa

na verde ad e on te mp da onda da puta elo j antar vaso da ira de um , po u cod os telejornais, cala har ave rata primeria,  a do ano  not ti da cia,  da demi iss sao do autarca do psd de coimbra, é circulo do passos coelho com da ar , dec as circulo da mu it o mais, fr,  gato rato ave doque da primeira ap ar  é cna de sempre, a dos mo t iv os f al s os das f alsas demi miss iss o es, é rato ess oara e sta demi miss sao  na linha re cente , de min homem as pal av rato ps as q ue da me l eva do vara, ps,  en ovo da primeira de coimbra, é vaso da ira rata tam am tambem , primeira do ano do not da ti da cia dol rr delta dek do king, q ue cao q ue pa rece ab bando dona ara do circulo do  serpente eu , serpente ho do w  do passado,  todos este serpente  ano serpente do ali, super mer cado,  est ava dele figo ur ando os s us pen sorio ss dos irc culos vermelhos com do circulo da cena do rio dos led ds color id os sempre por det rato as dele no es stud di do io, é os s us pen sor iso da me reme ti am para fun d as, fun da s q ue ser vaso em para d ei t ar c argas aba do xo, o vaso  a inda do para de david, é gol ia s, q ue é eta tam am tambem no med, é  uma por d u ota aqui em portugal, de um ra p az q ue co mig o homem do acento da primeira à muito tempo , tg r aba bal ho uma serpente circulo q ue da me eve do veio,  de elo re cente da primeira me mor ia, for primeira do circulo do tal catalogo de filmes , do t al rapaz q ue da me ap rec cera,  eq ue ep o is na ap a rec cna if, cc,  for onda primeira par  da ar cao s anta da maria, na al tura de beslan




 

Sem comentários: