segunda-feira, dezembro 06, 2010

à tori amos, terceira de mais nem sei quantas partes, ainda

 à tori amos, terceira, ilha, de ema mais ne maior  s ei qua antas p art es, a inda


terceira parte

sabe senhora, foi essas palavras que logo me deram indicação de que estava a ser feito um cio, como o aparecimento das suas imagens a meus olhos no you tube de certa forma e em parte uma armadilha terá sido, pois não pretendem as bestas que se descubra à verdade dos atentados da matança em londres para além de outras anteriores acontecidas como a própria morte da princesa diana, pois minha amada bem sabe que eu prefiro usar um outro termo, perinhas, que são doces e sumarentas, e belo lugar para poisar os lábios, as maos e o colibri, e nas vezes mesmo a face a descansar.

serpente abe sen hora, fo oi ess as pal av rato as q ue l ogo gome de ram indica caçao dek , madeira, quadrado do vaso es tva primeira ser, feito, um do cio, c omo do circulo do par rec cie maior nt circulo, o das s ua s ima ge en ns primeira me us olhos no do y o vaso tube, de c e rta forma, é em p arte uma ar am md da di da ilha teresa ra s id o, p o is n cão p cruz re ten de maior ás das bestas q ue da se d es cobra primeira ave verd ad, é dos atentados, dama da matança em londres, para al é maior mde de outras ante rato do iro das espanholas aoc cn tec id as c omo moda, da pro rop p ria damo da morte da princesa diana, p o is min homem da primeira am ad a be maior, sabe, bec q ue europeu pre fi do iro usa ra ar de um outro termo, pe rinhas, q ue da sao doc es , é s uma renta se b elo lu gato asa da ar do para p oi serpente da ar os l ab iso, as das maos, é circulo do coli br i.e n as v e ze es do mesmo, primeira face, primeira do quadrado da espanhola da can da serpente da ar.

E depois minha amada, é muito feliz, pois sabe que eu sou todo amor, desde a pontinha dos pés até a pontinha do cabelo maior, e eu que beijo as mais belas e belos de todo o mundo, lhe dá a certeza de como eu amo a ela em modo particular e uno, e para ela como para mim, o importante é a forma do que não se ve , do coraçao dela nas minhas mãos, do meu nas dela, que de resto as perinhas como todas as partes do corpo, vao sempre se apresentando em forma distinta nos dias, só o amor é que não

E d ep o is min home da prik da meia amada, é mu it o fel liz, p o is s abe bec q ue , é vaso serpente circulo do vaso to do am mor, de sd dea primeira da ponti n h a , do os dos pés a té primeira pont in h ad circulo do cab do elo loma maior, é europeu q ue bei jo às mais de belas, é b elos de todo do circulo do mundo, l he d á a ce rta e za de c omo europeu amo primeira dela, em mod circulo do p art ti vaso circulo do primeiro da ar, é un o, é para dela , c omo para da mim, o im por rat tnt circulo é primeira forma doque n cão s eve , do o raçao dela nas min homem às das maos, q ue de r es to ás pe rinhas c omo todas as p art es do corp o, vao, mario soares, ares , se mp rese da se ap resena sena tn do em forma di s tinta nós do dias, psd, s ó do circulo do amo rato ps, é q ue n cao xa circulo


falemos então de camas magicas, ah senhora, camas magicas são sempre o amor mesmo quando não se está ou se faz em camas tipo desktop horizontal para que nada caia sem cair

f al l emo lemos serpent ye en tao de c am as magi ca s, a h sen hor a, cam as magi c as sao se mp reo circulo lobo do am mor , o mesmo qua n dó n cão da se desta, o use f az em c am as t ipo d es sk top h ori zon t al pr da primeira q ue n ada c aia se maior caio circulo do air do rato, brasil, vaso do bras ,é primeiro

e como o amor e consequentemente as camas são infinitas, é difícil falar deste assunto, pois algumas possibilidades distintas se colocam na interpretação do que lhe vou contar , e sendo a menina, uma menina que usa faca, sem ser necessariamente na liga, o que eu sempre aprecio numa mulher, pelo que me reflecte da artes da cozinha ou do realismo de se saber proteger quando é caso disso, sendo ainda, que pelas suas próprias palavras recentemente aqui citadas, as da sua entrevista, parece ser mais o segundo caso, o seu

é circulo do omo, circulo do am mor , é co nse sec qaudrado do vaso da en te men do tg, o do montado, é ás cm camas, às sao in fi n it as, é di if fi circulo il fo rte da al da ar, deste, assunto, p do circulo do is da al gum do às da p do os da sibil do bil, id ad es di serpente das tintas sec circulo do olo do cam na inter rp pr eta taçao , doque primeiro he, asa do circulodo vaso, circulo on tar da serpente en , circulo, o da menina, uma menina quadrado da ue da usa faca, se maior ser nec do ess sari da am , a que mente na liga, o quadrado da ue do europeu da ap do recdo io sempre reno ma mul j do her, puta do elo quadrado dfa ue dame da ref for mula one le circulo da te da do arets da ac circulo do oz in homem da primeira, circulo do pu do dao da rea da al da lis mode se, saber, por tege rato, qua n dó, é circulo do asa soda da di dp ss circulo, serpente da en doque p cruz delas, serpente da ua do por da pr da ia spa al da av rato, ps, às re do cente maior nte aqui , cita dana serpente da ua en cruz do re dop da eva vaso do ista, pa race da se do rato do mais, fr, o do circulo da se da gun doc circulo do às da onda da dp da serpente europeu

a ligação a si , bela tori amos, era dada na própria pagina do you tube, pois na coluna vertical da direita com outros vídeos, ali estava outra bela também recentemente convocada em linhas e ecos diversos, passando até pela monica belluci, sentada numa cadeira, com o que parecia ser uma espécie de viola que se toca assim, e eu ao ve-la , no momento em que a vi, o que ouvi, da letra, ela era a dizer, qualquer coisa do género, então tu não dissestes que nos devíamos unir pelo espírito, e tal foi suficiente e bastante para entender esta sugestão, de que a menina, poderia então estar ligada a um qualquer passe de uma qualquer cama magica

primeria da liga da sao es, primeiro da si da b ela tor ia m os, e ra dada dana pro rop p ria pa giña do y o u tube, p o is naco luna vert ical, a da direita, com outros, v id deos, ali est ava outra da bela tam am tambem re cente ,mente, c on v o c ad a em lina home serpente se e cos di ver ss os, p as s ando da primeria té p ela, lam am da monica be ll u ci, s en t ad ano primeiro, nu ma cade ira, c om o q ue pa rr rec cia, ser uma es pe cie de vi ola q ue sete toca as si me europeu cao ove vaso e, traço ingles dela , no mo men to em q ue primeira do vi, o q ue o uv id da primeira da letra dela , e ra da primeira di ze rato ps , q au do quadrado do primeiro rol da dol da ue rata da co isa sado ge enro, en tao cruz do vaso n cão di ss este s q ue nós devi am os uni rp da puta do elo es pi rito, e t al fo do io do sufe cien tg e, é bas t ante para en ten der e sta da s u g est x cao, deque da primeira menina, pode da der ria en t da primeria es star liga ad da a um au quadrado do primeiroo do quadrado do ur do passe, de uma quadrado da ual quadrado da ue rato rc da cama magica

se bem que todas as camas quando os seres se amam, sejam sempre magicas, me recordo de uma que s relaciona com a matança em londres, que tem vindo aqui a aflorar em diversas linhas, inclusive algumas bem recentes, na av praia vitoria, a cama da margarida bessa, filha de um economista como aqui em dia recente lembrei antes de se ter ido um outro, o hernani lopes, o que me abriu mais ainda os olhos ao me dar conta disto, falara de um, e outro se foi, um outro, o hernani que tambem comigo se cruzara em dia não muito ido excatamente no chiado, e de um estranho passe de luz doirada nessa tarde

se be maior doque de todas, às das camas qua n dó os ser es sea primeria am mam, sej am sempre magi circulo do àss, da me record circulo, jornal, de uma q ue serpente rato dela , a do ac cio naco oma da primeria da matança em londres, q ue te maior vaso do indo aqui, primeira f olo rato da ar em diver sas das linhas, inc l us ive al gum as be maior mr re ent es, na av pr ia vito da ria, primeira cama da dama da margarida bessa, fi l home da primeira ad , é um e cono mi sta c omo aqui, em dia re cente, lem br rei ei ant es de se teresa id circulo de um outro, circulo do her maior da ani do lopes, psd, circulo q ue da me ab rio vaso do mais, a inda os olhos, cao da me da ar conta ,isto, fal lara de um, é outro rop ps da se seda do fo do io do onze de um outro, circulo do her na mic da ue tam am tambem co mig circulo da se c ru zara em dia n cão mu it o id o , é x cata em nt en circulo do chi iad oe, e de um est rato do anho do passe de luz do irada ness, é cruz sat ard e

esta morte começa numa linha do tempo um pouco antes, na treta que estes cabroes que se dizem politicos todos fizeram em volta do tal pretenso orçamento geral de estado, e de uma supreendente declaraçao de um outro economista, o catroga, no final dessa mesma treta, onde reconhecia com ar alucinado e de pesar que tinham andado enganados , ou melhor no caminho errado nos ultimos quinze anos, que até me levou depois a pensar que genero de caminho, ou de conhecimento da tradiçao, falaria ele sem falar, pois escutara em espirito que uma determinada norma ou canon ,estava, ou estaria errado,

é sta morte mo rte, co meça es nu ma da lina hd circulo do te mp, circulo de um do tempo antes, na t rata eta q ue destes cabro es q ue se di ze maior dos pol ticos todos fi ze ram em vol t ad ado co circulo do t cruz da al pre ten serpente do circulo da orça es men to ger la de estado sede, associaçao , uma s u pre en dente dec lara raçao de um outro, é cono maior do ista, do circulo do catroga, no fina al de serpenet das sas da mesma , ms treta, onda reco cone one homem cia com da ar al u cina ad o é de pe s ar q ue tinha ham a anda do dado , en gana ad os , o u mel home rato on circulo do ca am do minho , é rr ad o nós sul t imo s quin ze ano serpente, q ue a té da me le vaso dp d ep o isa primeira pen serpente da ar q ue g ene ero de ca minho, o vaso de c on he cie maior nt circulo, o da tradiçao, fala ria dele , se maior f al da ar, p o is e cu da tara em es pei rt o q ue uma det e rata minada norma, gb, o vaso do canom, é sta ava, é rr ad circulo

quando vi no escaparate a fotografia que escolheram para a capa do hernani morto, mais parecia ele estar bem de saude, mas o que vi em seu rosto primeiro não foi ele, mas sim um outro morto nestes anos de confusao, um outro economista, o do ps, o das orelhas grandes, o sousa franco, e orelhas grandes, como as dos elfos, era assunto em minhas linhas neste preciso pornto do que chamam de tempo, para alem dos sempre constantes orelhas, o da rtp e o miguel esteves cardoso do grupo independente e do paulo portas

qua n dó do vi do ino do vino , esca par rate da primeira foto tog raf fia ia q ue es colher ram am do para da primeira capa do her da nani do imo do morto, mais, fr, par e ia dele, est ra be maior mde saude, a puta advogado do mario soares envolvida no roubo de meu filho, maso q ue do vi em serpente do eu rosto do primeiro, n cão fo dd di do io dele, massi maior de um outro romo morto, nest es ano serpente de c on fusa usa sao, um outro e cono m i sta, o do ps, o da sor ed del homem do ás g rand es, circulo do s o usa do franco, é orelhas g rand es, c omo ás dos elf os, e ra as sun to em min homem às das linhas nest ep pre do ciso porn t o doque chama am de te mp o, para al lem dos sempre co ns t ane nets do orelhas, o da rtp, é circulo do mig vaso do le do esteves, o cardo sodo do dog do gato do ato , o do rupo do independente, é circulo lodo do paulo portas

torizinha, as cartas sao como belas cerejas, a gente começa numa e continua e assim ainda tera esta carta mais uma parte, embora eu sempre insista, se for minha amada, melhor e come las em nossos labios

tor é z in h a, as das cartas da sao c omo de belas, cer e ja sa da gente, co meça es numa, é c on tin ua, é ass si maior da ma primeria inda te resa ra desta ca rta mais, uma p arte, em bora europeu se mp re in sis t a, se da for min homem da primeira am ad a, mel hor, é co me l as em no ossos l ab io do os

Sem comentários: