domingo, janeiro 17, 2010

esta carta que aqui transcrevo,é uma carta que a teresa me deu em mão impressa, e que não esta assinada por ela, embora tenha a abreviatura que lhe era normal nesse tempo, usar por exemplo nos email, Bjs, o segundo js sua majestade, sua, dela,


e sta ca rat q ue primeira do ki aqui, t ra ns c r evo, Ž, uma ca rata q ue primeira da teresa, med eu em mao da impressa,grupo balsemao, e q ue não desta as sin ad da primeira da ap por ela, em bora t em h a a ab br e via da primeira tura q ue primeiro he e ra norma l ness e te mp o, usa ar por e x e mp lo nós dos emi mia al serpentes, Bj sm, circulo do segundo js serpente da ua maje t ad e, s ua,da ad dela,


o espirito me desvelou há algum tempo, que o conteúdo desta carta era o que me tinha feito andar a roda, assim neste termos o ouvi, e sei também que esta carta noa foi escrita por ela, como acime se desvelou, e recentemente num dos textos últimos publicados, aparece de novo a ata, e o espirito somou, então, esta carta como sendo a que antes ouvira referenciada como sendo uma especie de acta, muito a calhar esta voz que ouvi pelo espirito quando se criou uma ilusão mundial, sobre casamentos e contratos, ou seja, uma voz do inimigo , o pedófilo e ladrão de meu filho


circulo do espanhol pi rito tome do quadrado do espanhol do sd velo vaso do primeiro homem da primeira da al, gum teresa mp circulo, quadrado da ue do circulo do conte, eva vaso de da sta ca rat da carta, e ra do circulo do quadrado da ue da met ina homem,fr, feito, anda do ra da roda, as si em nest te teresa rato mo serpente do oo do uv do ie da serpente, ei da cruz am também, quadrado da ue e sta da ca rta da noa, forte do oi espanhol do circulo da rita portuguesa dela, circulo do omo moda do ac si me sed quadrado espanhol do velo lou, ue rec em te mn te, nu made ria do serpentes tex, dec,matança, cruz os sul tim serpente do circulo, o das pub primeiro da cia do ado do sw, ap par rece de em em ovo primeira cat da ato tp, a ac a t ae o espanhol do pi rt do io, serpente do om do circulo do once da ova do vaso, em tao, e sta ca rat circulo omo serpente em dó da primeira quadrado da ue da ant espanhola circulo uv as vaso do circulo do ira da refer, ren da cia ad ac omo serpente en do uma espanhol pe cie de ac acta, mu it do circulo da primeira rac circulo da al do homem da ar e sta da voz, quadrado da ue co circulo lobo uv ip do elo espanhol do pi do rito da qua anda da sec circulo do rui, o da ova do vaso de uma do quadrado da primeira rai e lu usa são do mundial, serpente do ob re ca sam em to ze da sed os circulo em cruz rato serpente , circulo do use seja, uma da voz, ra dio do inimigo, publico, o pedo da filo e ladrão de meu filho


e uma carta mentirosa, que desvela, das duas uma, sem que os termos sejam exclusivos, a mentira e uma falta de capacidade logica de raciocino, ou melhor dizendo um raciocínio pouco claro, para quem a redige como um memo tipo profissional organizado em forma de índex , pontos, se obviamente a intenção, na for propositadamente essa mesma


e uma ca da art rta da mentirosa,men do tir rosa, ps, q ue dia da espanhola da vela, da sd ua serpente de uma, se maddie ria sw q ue circulo da ps te rato mo os sej am, e x circulo l us ivo sa da am mentira, é uma f al cruz da ad e capa da cidade, lo gi cade br rac cio circulo do io do oni o, o vaso mel hor di zen dó um rac io cio da cin do io p o u coc primeiro aro, para rac quadrado da ue ema red dig ge, c omo um me m o t ipo pro rof fi ss sio n al o ra g iza zad o em foram pt de ind dex , pontos, se ob via am ne rte primeira int em cao, mna circulo por rp por sita dame do dam am que mente , en te dessa mesma


ou seja, é uma carta que visa isso mesmo, criar a confusão, uma precisa confusão, também através dos números e das suas manipulações e conseqüentemente, co ns sw we, a cauda do que mente, do que lhe terá sido associado , nos bastidores pela puta do pseudo mago da js, serpente da ua da puta, a teresa, desvelou-se aqui sw, ou seja , sera isto também a assinatura do tsunami que ocorreu na altura do golpe do roubo do filho, portanto, pelo que já se desvelou, aqui temos então os autores,e conseqüentemente, esta peca, e uma das primeiras para em tentarem incriminar cobrindo assim os seus actos, ou seja cobrindo o co ns we da energia do tsunami, o que mente e que e protegido por estas putas terroristas do ps, como e obvio, pelas ligações



circulo do us sj ee uma da c art rta q ue vaso da isa iss circulo do mesmo, circulo ria ra da primeira c on fu usa são da fusão, uma pre circulo da isa c on fu isa sao, t am também at rav espanholas, dos nu mer ero os seda serpentes ua serpente das manipulações e c on ns sw e ca auda,do que mente, co ns sw we,primeira circulo du auda doque do que mente, do que prime do rio, porto, a puta he da teresa ra serpente id circulo do as soci ad circulo do ado , nós ba s cruz id dor espanholas p el da primeira puta do ps mue europeu do mago da js, ser pen te da ua da puta, prime ria da teresa, d es velo dez primerio do circulo cem da lou bra do ra da se sea primeira do qui aqui do sw, o ur use seja , se do ra is antonio, tamen em ma as sin primeira tura do tsunami, q ue oco cor reu na al tura do dog do golpe do roubo do filho, porta anto, p elo quadrado da ue j ase d es velo lou vaso dez, primeira do qui it emo serpente ny te en tao os autores,e co nse sec q ue en te mn te, é sta da peça, é uma das prime ria serpente spa para em t en t ar rem inc rimi ina ar con do bar do ra br indo as si imo os se do us dos actos, o use seja co ob br rato indo do circulo do co do ns we da energia do tsunami, o quadrado da ue, o que mente, e q ue é por rt te gido por estas putas terroristas do ps, c omo é ob vaso vicente, io , p el às das ligacoes
pela puta do pseudo mago da js, ou seja por uma puta do ps, europeu do mago da js, um que leh fe½ o trabalhinho, fez mar roco do omega, provavelmente para o seguro do ps, então, ou o segundo , o abaixo dele, na hierarquia da js, se devela também,ter sido a energia do oe do rta quia, ou seja a energia que serviu para a divisão da rta ia , ou seja de alguem de Espanha da rta, onde depois houve uma morte, a irma da princesa, ou seja um irmão da princesa


p dela, a puta do ps ue do mago da js, o use seja por uma puta do ps europeu do mago da js, um quadrado da ue dele le homem f e ½, nove semanas e meia, Itália, fel lini, shampoos, circulo do trabalhinho, fez mar roco do omega, pro ava ave lem n te para do circulo do onze do seguro, se guy ro, em tao, o vaso o segundo , o ab a ix o dele, na hi oe rta qui da primeira do ia da js, sed eve la tam am tambem, st teresa serpente id do circulo da primeira da energia do oe do rta quia, ou sj é a primeira, a da energia, ra dio q ue sd der rc cv io do vaso para primeira da di da visão da rta ia , o use seja de al gato da ue em de se da p da anha da rta, circulo da ova do vaso do quadrado da ep do circulo do is ho, natal, uve de uma morte, a do irmão da princesa, o use seja um irc do cão da princesa


duas perguntas iniciais teriam que se por também, porque não me enviou ela esta carta para o meu email, e porque então ma entregou em mão sem a assinar, ambas apontam e dizem, e develam um mesmo, não estava ele interessado em deixar traco desta carata, que poderá sempre ser negada, alegando que foi eu que a forjei, ele se desvelou aqui neste mesmo período, ou seja, foi por instrução dele, que assim ela de acordo com ele procedeu


do ua às do per gun cruz do as in nic ia si teri iam am q ue se por tam am tambem, por quadrado da ue en cao me do envi do vic do circulo do vaso dela, é sta da carta, ca serpente rta para do circulo do meu email,ema da ile por quadrado dd da ue em tao oma em t reg circulo do vasp, em mao serpente ema primeira as sin ar, am ba serpente ap ponta tam am e me di uze maior, e d eve lam de um mesmo, n cao est ava dele inter es sado em de ix ar t rato do aco de sta ca rata da carta, q ue pode der ra se mp rese rato ne da gada, al le gan do que f oi europeu quadrado da ue prime ria for do j do ei, dele, da sed es velo lou primeira do li aqui nest, e me sm o per rio, porto psd, o do iodo, o use seja, f oi por in ns cruz russia, o cao dele, quadrado da ue as si made ria dela, de aco rato do com dele, do por erc fed europeu


e se acrescentou uma outra relação com as putas terroristas por detrás desta carta que remete para uma imagem do arnold em Copenhague, que sera desvelado no momento da sua escrita
e se ac rato es c en to do vaso de uma outra ad do tribunal da relação com do às das putas terroristas, por det ra serpente desta carta, ca art rta, q ue reme teresa red dsa para uma mai mage made ria do arnold em cop pen h a ge ma sw e, q ue se ra d es vaso do el do ado no mo men ´
cruz circulo, o da serpente da ua espanhola hp do circulo da rita

lisboa, 22 de fevereiro de 2005 ,

rato el ac laço do aço com dos eventos dede f eve r ie ero do is mile se is, o vaso da lis sb boa do duplo de efe vaso, e, rei rode de dois mile seis, mi ile le se is rato el do aço dos eventos, eve en cruz os , o dd dede de efe eve eri ie erro do hierro, do is maior rda ile se is, o do ferro no do is maior da rda ile do is

paulo,
conforme combinado, passo a detalhar a minha proposta de que te falei e que me pediste para por por escrito

circulo em fom , circulo da me do combinado, ou sj é primeira dupla p ene cruz da ração da dupla, p ass do circulo da primeira da ad da eta da al do homem da ar, am min homem da ap portuguesa rp da posta, de eu qe e vaso da teresa forte da al do ei, foret ns ei, é quadrado da ue mede do ped is te, para do português do pr espanhol do circulo do rito, o espanhol do doc do irc do rc do culo do rito, ps, ex embaixador, grupo carlos cruz, cca


esta proposta vem na seqüência de teres manifestado vontade de ires buscar as tuas coisas a casa onde vivianos e onde agora eu vivo com o francisco, desde que por tua iniciativa, a deixaste no dia 1 de janeiro deste ano

é sta da por rp da posta ave mna sec ue en cia det e rato espanholas m,ani fe cruz delta ad da vontade de ior espanhol b us car às das tua sc o ia asa primeira de casa onda viviam amos se da onda do agora eu vaso do ivo com do circulo do fr anc do isco, de sd e qui ee por tua in ni cia cruz do iva , primeira dei xa ste no do dia primeiro de janeiro, jornal do porto, do quadrado de este ano

es sta pro da rop do rp da posta , prime ria da ave en man sec, quadrado eu en cia, ca non, cinema, de det da teresa rato es ap pn homem da hola, maior da ani if, fe cruz delta ad, do grupo vontade, de ior, antonio costa, rato espanhol, bu us car cara as da cruz ua serpente co ia asa, editoras, casa onda viviam amos e onda do agora do europeu do vaso ivo, com do circulo do francisco de Assis, ass, do sin, de sd e ki quadrado ie português do tua, doiro, iniciativa, in ni cia da circulo da cruz ru uz zorro do x do iva, prime ria ad ei xa ste no do dia , prime meo da rop de jane iro do quadrado do ano de este, esta

ca non cai, rato es man ani festa , o do estado, bu serpente do carro, o si us to do carro, feito a c asa da viviam , e onda do agora do europeu do vaso do ivo do circulo do francisco, fr anc sic circulo, o da puta que se diz ser deputado do ps, o Assis,

iro do cão da pr rui inc es primeira do ado do ina ss , pr rui inc se es primeira, a faca da min do pro por da posta da fa da lei, circulo do fá da fada da lei, o do combinado com da primeira puta do ramon fom, circulo do ramon, combinado, bina bic sic primeria eta, é pie sexual ual ala da primeira, se ex do xu da aul ala primeira ns,


sei bem que não estas, e não estas há muito tempo, em boa situação financeira, mas foi isso mesmo que inspirou esta proposta. não te quero de todo prejudicar, muito pelo contrario, mas também não me parece justo prejudicar-me , a mim ou muito menos o francisco, que também cá vive , razão pela qual proponho uma solução que julgo equilibrada e vantajosa


serpente do ei ibe em quadrado da ue n cao e stas bar do ra, é n cao e sta serpente do homem da primeira , o de há muito tempo, te mp circulo do bar do ra em boa da s it tua ac cão da financeira, mas serpente do f oi iss circulo do mesmo, quadrado da ue que a inspirou nesta proposta, por rp da posta. N cao tec quadrado da ue do ero de todo pre judi car, mu it circulo do top p do elo c on t ra rio , porto, , ma serpente tam am também n cao me pa rec ce js vaso do Antônio, top pre da judi car da me , primeira am mim circulo do vaso da mu it circulo do men os do circulo do francisco de assis, q ue é eta tam am também ca vaso ive , r aza circulo p dela quadrado da ual pro rop pr on ho, natal, uma sol luca x cio q ue ju l g oe qui libra br rata ad a é van cruz primeira jo sa

s ei ibe segundo, em quadrado dd da ue da nau espanhola da sta serpente do brasil do ra da se, en nx cao, é sta serpente homem da prime ria do ham da am mu it circulo do tempo, te mp circulo, bar do ra da boa, cobra grande, bar do ra da primeira da financeira, fina , it, inam anc ce ira, ma serpente ff do fo fo io ,iss circulo me sm o q ue in spi sipou, pi rio vaso es sta por rp da posta, n cao tec , madeira, q ue do ero de todo pr e judi car, mu it circulo p do elo c on t ra rio, mna ma serpente tam be, n cao me pa rec cc ce do justo, js vaso do Antônio, pre judia car me primeira am mim , circulo do vaso mu it c irc cv vaso lo do mne os men circulo do fr anc sc cio de assis, q ue eta tam am também cá vive, o que ca vivo, vaso ie, rato ps da aza xa cao da p dela, quadrado da ual , pro pr no natal, uma sol vaso caio, quadrado da ue da ju prime do rio gato circulo , é qui da libra br da ad primeira,é eve van cruz da tag do jo sa

ou seja uma cobra financeira, que me fode há muito tempo, como se deprede, pela escrita que reforça essa mesma idéia, há muito tempo, desde ha muito tempo,. ou seja se prova assim também,, que este roubo vem como sempre disse , da parte dos que me fodem constantemente, é o da aoc, que parece, quem lhe terá inspirado. In ns pita ad circulo, primeira da teresa, é sta es circulo da rita, as si em d es vela do circulo do onze do serpente europeu do inconsciente, na sua pr rop da p do ia es c rita, primeira da ue da ase d es vela ab ba ix o, de sg guida, diz ser do pingo doce, ou seja do grupo do pingo doce,

circulo do vaso use seja , primeira cobra, f inan c ie ra rac q ue me f ode ha muito te mp , c omo sed ep pr ren de, p delas , primeira da esc irc culo da rita, q ue r e forca, ess a em sm primeira da idea, do roubo de meu filho, homa mu it circulo te mp cio rc culo do circulo, de sd e home da

primeira dos que me fodem, f ode em co sn tan te mn que mente , teresa primeira e aoc, ue pa rece, q ue em le home teresa ra in spi pita, fac direito, ado, prime ria teresa, es sta es circulo da rita, ass si em d es velas circulo do s eu psi , cin on cie en te, na ser rp pen cruz ge ua pro rp do ia da espanhola do circulo da rita, primeira da ue se d es vela de sg guida, di zorro ser do pingo doce, circulo vaso use se rato j ad circulo do dog rup circulo do pingo doce,

deo do oma há mu it te mp circulo, posi sempre, me ro ub aram, c omo primeira do qui em relacao, cao do pingo doce, e di, fi zorro da por vaso da primeira , e ema mais , fr rec en te, de en ovo com da relação, primeira do quadrado de este , ultimo atentado, do delta, q ue se ra e x p lic cado, br, em s eu de v ido te mp o, no tex toque ue da se en c on t rajá es c rito alias p ass s es com co mida e de outros, sao mais, fr, do que mu it os, no do pingo doce, sobretudo da primeira do qui aqui em campo de ourique, o vaso use seja al g ue em os man dao do t al rup do pingo doce, circulo do financeiro

sg guida aoc, uma puta louca do tempo do do lic eu d dinis, quadrado ue j a qui aqui, uma ave zp elo men os f oi no l iv roda david a cv on vaso o circulo da ad da primeira

1. situação de janeiro de 2000 ate dezembro de dois mil e quatro

o primeiro do circulo de janeiro, de dois mil, triumph, bolacha, a bola do chá, ou seja da china, o seia da pancada, da louca, primeira te de dezembro, do tsunami, dedo do is mi da ile quatro, tvi
1.1. de janeiro de 2000 a dezembro de 2003

o primeiro do circulo do one, onze, j ane iro de dois mil, primeira da ad de de ½, omega, ze em br circulo, dezembro, rode segundo do duplo circulo do terceiro

como sabes, na historia da nossa vida em comum, desde janeiro de 2004 que deixamos de dividir as despesas a meias. de janeiro de 2000 ate dezembro de 2003, de todas as despesas comuns , pagaste apenas e exclusivamente metade da renda de casa e o telefone

c omo s abe es, na hi is tor do ia ad ano no serpente sa vaso ida em com um, de sd e jane iro de 20 0 4 vaso q ue de ix amo sd e d iv id rato ás das despesas, primeira am meias. de jane iro de 2000 primeira te de dezembro de 2003, det todas as d es pe zorro do ás com un ns , pa gas te ap en ase x, é x c l us iva vam am que mente, met ad e da ar renda em do quadrado da primeira de de c asa da casa, é circulo do tele fon da one, a puta pedófilo do ramon fon

estranho, esta formulação, invertida, para quem acaba de escrever um sub ponto, onde referencia uma linha temporal, ou seja, um sinal de insanidade mental, ou um prepósito de baralhar, por isso inverto antes de mais este período , o acima, a ver então o que se desvela,

est raro do anho, é sta for mula ac cao, ine vaso rt id primeira rai ida, para q ue em aca bad ad e es ce vaso rato e um serpente ub bp ponto, onda refer ren en cia, uma da linha temporal, serpente cruz rol prime do rio,porto, circulo use seja, um sin al de in ns serpente ani nid da ad, é men t al, circulo da ova do vaso de um pre, é circulo cen do posi to de ba rato ps alha da ar, por iss circulo in vaso, é rt circulo da ant espanholas de mais, ad e este per rio iodo, circulo do ac ima, primeira ave ren tao do circulo do ue ue da sed da espanhola vela,
Aqui fica o texto publicado no post anterior revisto e acrescentado, com acusação a durao barroso, sua mulher, uva durao, e ainda outros assuntos, para alem do haithi, a treta da encenação da maddie

A qui f ica o tex to pub lic ado no post ante rato ior r e v is to e ac re centado, com ac acusacao a durao barroso, sua mulher, uva durao, e ainda outros assuntos, para alem do haithi, a treta da em cena çao da maddie

menina, que coisa estranha, eu gosto muito de si, pois é bela a meu olhar, melhor dizendo do que a conheço através da sua personagem, que sera também sempre a menina, é bela, e pausada, e sempre um bocado sofredora, que como conta o poeta vinicus, um homem é sempre tocado pela nostalgia da mulher amada, esse mistério feito com um bocadinho de sofrimento e na esperança sempre que nada a faça sofrer a si as mulheres em geral, e depois também gosto de todos os que aparecem nessa sua serie e por tabela de quem a escreve e quem a dirige e todos os que a fazem e pelas simetrias que ocorrem, entre mim, e vocês especialmente a menina, o que me leva a saber que isto é uma forma de amor, e que a ligação não e displicente em seu potencial energético

men en nina do ina, q ue co isa est rato do anho, eu g os tom om mu it ode si, p o ise da bela primeira am do mau, o l homem da ar, me l hor di zen do dao, q ue primeira ac on he co at rav es da s ua persona ge made ra q ue da se ra t am tambem, se mp rea primeira em nina inam e bela, é pausada, é se mp re um bo cado s o fr red o rac q ue c omo conta do circulo do poeta vi nic us, um hooe em me se mp re toca cado p el lan do primeiro ano st al gi ad primeira da am mul her amada, ess e mis ter io, feito, com um boc cd din ho ode s o p fr rim en to e na e ws pera anca se mp rec q ue na ad a primeira faca s o fr e ra si as mul her es em ger al, e d ep o is t am tambem g soto , ode todos os q ue ap ar recem ness da primeira s au use rie e por t abe la deque eu ema primeria es c rato ps eve, é q ue ema que a dirige, é todos os qui ie ema f az em me p el delas , as das simetrias que ocorrem, en t rato e emi mim, e vic do ice es es pe cia al lem n teresa primeira menina, o q ue me l eva primeira, o saber, q ue is to é uma forma de amor, e q ue primeira da liga cao n cao é di sp lic en te em s eu p ot en cia al ene r gito it circulo

hoje a vi, na verdade, nao vira o episodio antes onde ao que parece deu um tiro naquele que era seu colega antes de ser possuído por dos tais observadores,tipo bestas, e sei que andara triste também por isso, para alem do que lhe aconteceu na anca, que em mim também se refletiu e se refletiu numa imagem do atentado dela, que depois narrarei em seu pormenor, o seu acontecer,
ho je primeira vi, na verde dade, n cao vaso ira irao circulo do ep pi sodio ant es onda cao q ue pa rece d eu primeiro tiro naquele q ue e ra s ero eu c ole ga ant es de ser p os s u id o por dos tais, fr, o pb serva ad dor es,

t ipo bestas, e se ei es q ue anda ra t r is te t am tambem por iss o, para al lem doque eu dehe ac on tec eu na anca, q ue em mim t am tambem se ref le ct i ue ser art do rato efe le ct i u nu ma ima ge made ria de a t en t ad o dela, q ue d ep o is n ar ra ar rei em s eu por men o rato ps, de s eu ac on tec ser,

hoje a historia versava, o controlo rem, mais concretamente a indução de pesadelos através da implementação de um chip com fins benéficos, em sua aparência que se ligava ao talamo por um fio, que de repente me remeteu tambem para nova yorque e a imagem quântica, ou seja da imagem da quantica aplicada à psicologia, a imagem do fim de ano times square, a bola que entra e desce no pau, presa por cabos eléctricos, que controlam os fluxos, redes, que fazem trabalhar os leds,

ho je primeira histoira vasp é rato sa ava, o c on t rol do rolo rem, ma si c on r eta tam am tamen que mente, a primeira da inducao de pesadelos, t rav es da ip lem n tacao de um chi ip com fi ns b ene fi cos, em s ua ap ar e cia q ue se liga ava cao t al lam am amo por primeiro fi do io, q ue de re pente me reme te eu t am tambem do circulo do para da nova, fac, y o ru q é aa im ge gm made ria da quantica, o us sj je é a primeira da imagem da q ual tica ap lic ad aa psi c olo gi a, a ima ge made ria do fi made ria do ano do times do square, primeira do ab da bola q ue en t ra e dec en circulo do pau, presa, por cabo ps el e ct ricos , q ue c on t rol la am os fl u xos, red es, q ue f az em t ra aba al h ar os le ds,

e alterando, a percepção, criam comportamentos psicóticos, que conduzem a atos de violência, no filme, por um fenômeno de transferência emocional, que no fundo é produzido por quem inventou esse mesmo chip para efeitos terapêuticos, que é uma especie de mister jackel and mr hide, ou seja a imagem de um esquizofrênico, curiosamente tinha eu acabado de escrever um texto onde um entrava, também numa historia ao fundo que passa na televisão,
e al te rata anda, da primeira da percepcao, per rc cep pc cao, c ria am dos comportamentos psicoticos, co om mp porta rta tam am men t os dos psi sicoot ticos, q ue condo uz ze ema primeira dos actos de violencia, no fil me, por um f en om en ode de t ra sn f ar en cia emo cio n al, q ue no f un do e pro d uz id o por q ue m ine v n to vaso desse me sm o chi ip da p do para efe it os tera p eu tico s, q ue se uma es pe c ie mister j ac kapa do el and mr homem id e,o coc do oulto, o use seja primeria ima ge made ria de um es qui izo fr en nico, c ur iso am en te que mente da tina home do eu aca ab bd dao de es c r eve r um do texto da onda onde o primero en t rava, t am tambem nu ua ni ot ica cao fun do que da passa na ana tele da visao,


no final, um hidroviao esta levantando voo, e na troca de informações rápida que então sucede, se entende, ou melhor asim o entendi, november , crasch, que também aparecera, no ultimo video publicado, pela mosca vara je da ira, na sopa laranja da br anca, que remete para uma outra image3m anteiro, de uma mosca também vare je da ira que apareceu uma noite por cima de um cartaz da pub onde estva uma menina, assim loirinha, num cenário de agua que sugeria gelo, e que depois me fez ainda emergir uma outra imagem, uma foto montagem que eu um dia fiz, para a discoteca jamaica, que era uma ilha tropical feita por um vinyl com areia e uma plameira verde, o azul era celofane amachucado com creme de barbear que dera o efeito da rebentação, e um braco com uma agulha, ou seja uma agulha das que se usavam para ler as faixas dos vinys, mas quye obviamente nao deixa de ser imagem de picada, ou seja uma picada numa ilha tropical, cabo verde, ou republica dominicana, ou seja anos oitenta, do sec passado, assim chama os que nao sabem dos ciclos ao tempo, um bocado da mesma família, que cre ainda que massa e energia sao coisas distintas


no fi it ina al, um hi id r ov ia oe é sta l eva van t ando v oo, vaso ov, e na t roca de in fom oma macoes ra pida, fac direito, q ue en tao suc sede, se en t en deo vaso do primeiro mel hor as imo en t en di, november , c ra sc homem , q ue t am tabem ap par rec x cera, no u l t imo v id deo é pub lic cado,br, p el dela, da primeira mosca do vara,ps, o je da ira, na sopa laranja da br anca, q ue reme e teresa para de uma outra rai ima ge 3m ante iro, de uma mosca t am tam bem vaso ar e, do je da ira rac q ue ap rec eu uma no it e por rc ima de um do c art az da pub, onda es tva uma menina, as si em loi rinha, num c ena rio de agua q ue s u ger ia gel leo, e q ue d ep o is me de fez, a inda e mer gi rato de uma outra rai ima ge made ria, uma f oto bar do ra da damon monta tage em quadrad do ue e vaso com boio, u ydelta ear maior dia fi zorro, para da primeira da di sc o teca da jamaica, q ue e ra, uma da ilha t rip oi cal feita por um vi ny l com ar reia, é uma p lam eira rato ave verde, circulo do az u l e ra celo fan ane am ac hu ica cado amachucado, com do c rem e de bar r b bear be ar, q ue der ra primeira do circulo do oe fit, o da r e b en tacao,é um br aco com uma da agulha, o use seja uma agulha das serpente ss q ue se usa ava vam am do para primerio ns e rato as fa i xa s dos v i ny s, mas q u y e ob via am nete n cao de ix ad, ser ima ge m de picada, o use seja uma pi c ada numa ilha t rop ica al, cabo verde, ou rep pub loi ica do mini c ana, o use seja ano serpente oitenta, do sec do passado, sado, o louco, as si em mc circulo da chama hama, os q ue n cao, sabem, do s cic l os cao te mp o, um bo cado da me sm a f am mili ia, q ue circulo rea primeira inda q ue da massa, it, é ene r gi do ia da sao co ia s di st int as


octogésima divisão, agora na news ss sm, ou seja, provavelmente oitenta e dois, taiti, cauda do tubarão cinza, antigo a fr circulo,

o cta ge es da sima , a da di da visao, agora na ne ws serpente de sm, o vaso seja, o por v ave el lem n teo de oitenta e dois, taiti, c auda do t ub do barao c in za, ant ti gato do cao da primeira fr circulo,

e ainda, relativo a oitenta e dois, fevereiro, cessna, que me evocou ao momento também o de sa carneiro, e fed, a tc, primeira do tc,

é primeira inda, rato ps el at ivo, primeira de oitenta, o it en a te, do si, f eve rei iro do cessna, doc ess sn a, q ue me evo co ua circulo do omo mo men tota, t am tambem, o de sa caren ren eiro do carneiro, é fed, da primeira do tc, prim kapa é ria do tc,


depois do episodio de novo um sincronismo, que ate fotografei, o meu, segundo molar do lado direito de baixo, que é um dos que anda estragado, e nas vezes me doí, estava com qualquer coisa estranha que sentia com a língua, e depois percebi que ali estava um pedaço de dente, que estava assim meio solto, o tirei para fora, sem grande esforço, e um fio , daqueles que se usa para drenar , posto pelos dentistas, veio também, um estranho sistema de drenagem, pois atravessa, como verá o dente de um lado ao outro o que não e comum, ou seja, da prova da manha como os tratamentos me tem sido feitos,

d ep o is do ep do pi iso sodio de en ovo um sin c ron is mo, q ue a te f oto g raf ei, om eu se gun do mol da ar, do l ad o di rei it circulo da ode de ba ix o, q ue é um dos q ue da anda est ra gado, e en ás v e ze zorro do es med do oi, e ts vaso da primeira do ac circulo do om , q ual q ue rato ps rc co isa est rata anha q ue s en t ia com primria al ll ing ua, é d ep o is per rc cebi q ue al ie est av um ped dc code dente, q ue es tva as si em me io sol to, o tir ira do rei do para for ra primeria, se em g rande es for rc co, é um fi do io , daqueles q ue se usa para d rena ren ar , ps oto p elo s d en ti o st as, veio t am tambem, um est rato do anho sis da cruz da ema de d rena ge made ria mp posi, at ravessa com circulo do ove da vera, a puta ps, circulo do dente de um l ado do cao do outro, circulo q ue n cao é com um, o use seja, da por vaso ad da primeira da manha, com circulo do os tratamentos, me ten bar do ra ms id circulo,feitos,

saíram também dois pedaços do mesmo dente, que na posição em que os pus, na mesa me figuram também , coelho, jorge coelho, ps que ontem aparecia na tv ao que parece acusado de corrupção, relacionado com gastronomia e institutos públicos, assim o depreendo pela seqüência, logo depois de ter falado, deste vídeo, e pelas imagens em redor, da mesma peça, imagens aéreas, então relativas ao tal cambalacho que uma vez aqui denunciei da compra de gato por lebre de umas tais imagens feitas em alta definição,

sa iram tam e b m do si peda acos do me sm circulo do dente, q ue na pi sc cao em q ue os pus os, na mesa me, madrid, figu ur ram t am tambem do coelho,o jorge coelho, ps q ue on te made ria ap ar e cia na tv cao q ue par rece ac usa sado de cor rup cao, r el ac cio na ado com gas t ron circulo do om da mia, é is sn t u t os pub l cio s, as simo do imo dep r e en do p el a sec un cia, l ogo d epo i s de teresa f al lado, d este v id é deo do circulo cem, é p el do as ima ge en ns em red dor, da me sm ap da p do eca, ima ge en ns aer rea s, en tao r el la a t iva sao t al cama aba ab bal homem dao cao, q ue uma ave zorro a qui d en un cie ie dec compra de gato por da lebre de umas ta si ima ge ns feitas em alta definicao,


curioso, temos então, em suma , a mesma tecla dos remotos, que despoletam comportamentos psicóticos, uma imagem , a da sua serie via um chip, na cabeça, e aqui via dentes, onde o cabo e também linguá da cobra ou da moreia, com um pedaço de carne que veio agarrado, ou seja, falamos do circulo da carne, , e uma id , oitenta, e ainda de quedas e crasch de avoes, ou iminência contra um paquete, tita nic, , , um fed, um medico mr, como perfil de mr hide and mr jackel, o que eventualmente o operou


c ur iso, norma al, te emo s en tao, em s uma , am es sm primeira tec de la , a dos rem remos do oto serpentes sd , q ue d es p ole tam am, c om o p r ta em n ts circulo p es sic ot ticos, uma ima ge ema , primeria da s ua da se rie art rato ps ie, da via, primeiro chi ip, na cab bessa, e primeira qui, via dentes, onda deo do circulo do cabo, e eta tam am tambem l ing ua , a da cobra o vaso da moreia, mne, com um peda aco de dec dc carne, c arne q ue do eve do veio primeira g rr ad o, o use vaso seja, f al lam am amos do c irc cu lo da ac car rene ene, , e uma da dat de oitenta, io it en bar do ra da cruz primeira, , e a inda da queda e dos crasch dos avioes, c rato ps qa sc de av circulo es, o vaso ie mine en rn da cia do contra, um paque te, tita nic, , , um fed, um medico mr, com do circulo dop per rf fil de mr hi id de and mr j ac ck el do elo q ue v en tua al lem n teo circulo duplo do pero do ero da ova do vaso


e ainda uma outra linha, de uma estranha injeccao no braco, depois de uma queda, que teve um outro desenvolvimento que ainda nao se encontra transcrito , mas que remete, para o poli ban ou seja aguas a correr em forma indevidas, ondas gigantes,


e a inda, uma outra do ra da linha, de uam e ts ar rna homem da injeccao, in je c o no br aco, d ep posi, serpente id de uma queda, q ue da teve de um outro da rode do desenvolvimento, de s en v o l v ie mn toque quadrado eu primeira inda, dana cao se en c on cruz rat ra sn circulo do rito , masque ue reme teresa, para do circulo do poli ban mo use vaso seja dd das agua,sa da primeira ac cor rato ps e rem forma inde v id as, das ondas gigantes, gina tse, ts se, giga gan cruz espanhola

agora no paragrafo acima, se desvela estranha formulação, o que me operou, que operação , a coisa estranha, e que so me lembro para alem deste passes recentes nos dentes, de uma operação as amigdlas, ainda em menino, e uma outra historia que aflorou há poucos anos, ja no meio desta enorme confusão, numa visão dos azulejos na estação do metro de telheiras, que remetia também para santa maria, onde se deu um episodio , também aqui como estes descrito, ou seja se me operaram foi sem meu conhecimento e conseqüentemente sem meu consentimento, e poderá isto ter a ver ainda com o passe da minha morte em noventa e nove, o do tal avc, que então não teria sido necessariamente, um avc, contudo há muitas forma de operar sem ser por bisturi em cima de uma mesa de operações,


a goa az rato no para do agrafo primeira ac sima, circulo do ima, se d eve primeira est rato da anha for mula ac coa soc quadrado dop da ue me o pero ero vaso, q ue o per rc doca cao , a a goa rato do no para g raf circulo da primeira dec circulo do ima, se d eve primeira est ratas anha for mula coa soq ue meo pero do ero vaso, q ue o per rc cao , primeira ac co isa est rato da anha, e q ue s om me l elm br o para dele, lem do quadrado de este, p ass es rec en t es nos do ps dos dentes, de uma pop pr da racao , primeira am id de la, primeira inda em me eni nino, e uma outra do homem s it tor ia q ue a flor circulo do vaso, homem da primeira da ap p o vaso do cos ano sserpente sj primeira doprinciep do ano , me io desta, en o rato da me c on fusao , fu usa sao, numa da visao do os azul le j os na eat tc cao do metro, de tel j he das iras, q ue reme met tia tam e b maio tambem, do para do hospital de santa maria, onda da se d eu um ep pi sd o io , t am tambem da primeira do qui aqui, c omo est es dec rito, o use seja se da me o pera ar ram f oi se made ria s mar tie es me eu conheciemento, e co nse sw sec q ue en te mn te s em me u co nse en tim en t oe pode der ra is to teresa ra ave ra primeira inda com do circulo do passe da minha morte, em bn ove en t a en ove, o do t al av circulo, q ue en tao n cao teresa ria s id o ne c ess sarie em te, um avc, c on tudo home da primeira am de muitas formas sd e o pera e rato ps se , ser portugues bisturi, em cia am de uma da mesa, madrid, de o pera racoes co es, co isa est, ou seja, use seja rem do ermo oto top da pt circulo


os os dos tratamentos dos dentes , por parte dos brasileiros, ou seja de cascais

como a realidade em mim se expressou nos dentes, evocou me de imediato, isto, os tais tratamentos dentários feitos pela América nos meninos da casa pia, ou seja parece esta associação indicar, que os pesadelos foram induzidos em crianças ou crianças usadas nos processos, o que também não se deixa de refletir numa outra linha desses seus episódios que na altura abordei, e que remetia para os tuneis que poderiam estar por debaixo das torres, como imagem de under ground, no sentido de bastidores, do que na realidade acontecera nas torres
circulo do x na cruz da rata serpente do pi d, da del do elo os do foram pt, o dos processos, lina homem da linha, q ue reme da tia do met, das torres, ode tec cera, que faz escorregar, ou seja da queda

c omo primeira ar rarto ps el aida dade, can tora reo do circulo da pera da opera, em mim se e x press circulo do vaso un nos dentes, evo co u bar do ra dame deo imediato tao, is to, os tais, br t rata em t nos d en t ar iso, norma al, feitos, p el a am mer rc cia nos dos meninos da ca serpernte do pi , a primeira, o use seja pa rece e sta as soci ac cao indica car, q ue os pesa sade del leo os do foram pt, indu izi id os em criancas, o u cir anca s usa sadas no os dps dos porcessos, o q ue e eta do tam am tambem, n cao da se de ix ad e r efe fel se tir numa outra da linah, primerio ina homem dos ess se espanhoa, s es u e pi s o didos q ue na al tura ab bor de ei, e q ue reme met tia para os tuneis, q ue pode der ria am sm es star por de ba ix do circulo do das torres, c omo t am tambem ima ge maderia de un der g ro un quadrado , no s en t id circulo da ode dos bast id dor ratos es, teatro, doque dop eu na rata ps do el aida dede, can ot ra, ac on tec cera nas torres, circulo do home ave eta

dentes remete ainda para este fio que se desenrola desde a ultima cimeira da onu, das bestas e da ferradura da besta, ou seja por o freio na besta

d en t es reme te primeira inda do para de este fio, o do q ue se d es en rola de sd , e primeria dao vaso l t ima da cimeira da onu, das serpentes das bestas e da ferra ad da dura da besta, o vaso do seja portugues, do circulo do fr rei ei do io na bes td primeira


perguntava eu em texto muito recente, de novo, porque as autoridades americanas mantinham o silencio sobre as comunicações, do dia onze de setembro, e mais do que isso continuo a perguntar a todos os americanos como o deixais, pois a verdade e por direito de todos, isto depois se bem se recordam, de relembrar desmontando a ilusão que em parte foi tentada , por um filme, que desviara inteligentemente a questão para o lado das comunicações pessoais dos que iam nos aviões, e muito antes, recordo, ter escrito aqui, sobre outros estranhos acidentes que se deram em meios de transporte pelo mundo, estou a referir um comboio em Espanha, e um outro metro, um avião a descolar na América, onde quase acidentes se deram e a soma disto, aponta, que se as comunicações nao foram ainda desveladas, e porque elas terão em alguma das suas partes, evidencia claríssimas, de que uma raiva por assim dizer, do mesmo gênero neles ocorreu, desvelando assim , os processos reais que levaram a que se estampassem, mais sentido, faz isto somando na linha de este episodio, com o hidroviao, e o barco iluminado como sendo também imagem de uma torre, de escritórios,


per da gun cruz ava europeia em tex, cruz dot io mu it toc circulo rec cemnte en te, de en ovo, por quadrado da ue as au toi ire red ad espanho americanas, am a e rc ana serpentes man tinha do ham da manha do circulo do silencio, serpente us da kin, cristina coutinho, s ob rea as das comunicacoes, com uni cao cacoes espanhois, do di is do onze de setembro, e ema si id doque eu iss circulo do c on tin ua primeira per gun tar da ar , primeira de todos os americanos ama e rc vaso dos asnos, c omo do circulo da ode de ix za ais is, p o isa primeira ave verde der dade, e dp por da fac de direito , ode de todos, is to d ep o is se b em se rec cor rda dam da am , der del lem do bar d es mon t anda da primeira ilusao, e lu usa sao, q ue em p arte f oi t en t ad a , por um fil me, q ue d es via ra intel lige en te mn tea primeira qua es tao para do circulo lado das com un cia o es p ess o a is sd os q ue ima nos avio es, e mu it o ant es teresa es c rito a qui, s ob reo de outros , est ran ho , natal, primeria ac id dentes en t es, acido, q ue se der am em me io sd e t ra sn porte p elo mu bn do, est o ua rasto ps efe rato can tor rum com boi em espanha, e um outro de rome , do metro, onda q ua ase ac inde t es se der am e a s oma, di s to ap ponta, q ue se as das com uni cao es das comunicacoes, n cao do foram pt, primeira inda d es vela ada se por q ue delas, tera circulo em al gum ad as s ua s pa art t es, eve id en cia c al rato ps iss sd imas, deque europeu de uma rai iva por as si em di ze rato, do mesmo gee mr circulo nel es oco rr eu, d es vela lan anda as si em , os por rc ess os rea is q ue l eva aram, primeira rac do quadrado da ue se est tam am mp asse em, mais, fr, s en t id o f az is to s om anda dona da linha de est episodio, com do circulo do hi id rato ps ov ia circulo do, oe, circulo do barco, pro jec tor, e lu minado c omo s en do t am tambem ima ge made rt ria de uma da torre, de es c rito tor ria as serpente


e fundamental que se saiba e que se conheçam as gravações das comunicações nesse dia, para se entender de vez em forma clara o que se passou, sabendo que o seu não desvelamento, tem então servido, para catar elementos diversos, por assim dizer, de actos de natureza semelhante, sem necessariamente implicar, pelos mesmos processos, esta e uma consciência geral, que cada vez tem vindo a ganhar mais peso, em mim, e sendo que na capa disto continuam os acertos de contas em forma de matança, ou seja a revelia das leis das ditas sociedades democráticas e de direito


e funda un dame en t al q eu se sa iba, e q ue se c on he cam as das gravacoes, g r av vc o es das com unio cao es ness de sw dia, para da ase da se ene t n der de eve es em forma da clara, circulo do que se passou, s ab en do q ue o serpente eu n cao d es vela lam am men to, t em en tao ser v id o, para do catar , ele lem n t os di versos, por as si made ria di ze rato ps, de actos de dena da natureza s eme l homem ante, se em ne c ess sari ie mn te i mp li car, p elo s dos mesmos, por rc esso se sta, e uma co nsi en cia ger al, q ue c ada ave zorro teresa maior vaso indo, primeira gan homem da ar mais, fr, do peso, em mim es serpernte doo en doque na capa di s to conti tin uam os ac e rt os de dec contas em forma de mat anca, o use seja primeira rat ra eve lia das serpentes das leis das ditas, sados, soci ie dad es demo c rat ica sd e de direito, fac



na véspera do tremor, na noite pela vela, estava eu lendo, dois livros, quando num deles surgiu haiti, aqui em casa na casa de banho , se ouvia de novo o motor, continuo, que ja algum tempo não escutava, ou seja algum estava a fazer um passe de indução magnética, sendo que a casa continua e a dos socialistas , o que pertence aos dirigentes das freguesias coisa e tal, portanto o passe vem do ps, sem a menor duvida, mais a mais pelo que se desvelou ao analisar esta questão, melhor dizendo esta matança, sobre os mais pobres como de costume por parte das bestas
na ave da vespera, a do vaso da espanhola pera dpt do tremor, e remo mor, na no it ep dela, a vela, est ava eu kapa len do, do is dos livros, qua anda num deles ws, s ur gi vaso haiti, primeria do qui em em csa, ana circulo da asa de ban do natal , seo circulo do lobo do uv iad e en ovo, circulo do motor, mo oto tor, c on tinvaso do circulo, q ue j da primeira al gum teresa mp circulo n cao es cu da cruz ava, o vaso use seja al gum espanha tva primeira f az ze rato rum do primeiro passe de indu cao mag gn net etic primeira, s en doque eu da primeira do ac circulo da asa a casa continua, e as dos socialistas , o q ue per rt en ce aos di rig net sd as fr e g ue si as co isa e eta al, porta anta do circulo do lobo do passe, vem do ps, se ema primeria men circulo do rato, d uv id primeira am mais, fr isa mais p elo q ue se d es velo lou cao anal iza zara e sta q ue sta om le hor di zorro do nerdo e sta da matanca, s ob reo do os ms ip p ob br espanhois sc omo mode cos cruz um me por pa rey das bes sat ts serpente


já uma vez tinha eu perguntado ao senhor, de onde viria o ruido, dissera não saber, não acredito
j a uma ave zorro da t ina homem eu per gun t ado cao do s en home do aro da rode da onda vaso da iria do circulo lop rui id o, di iss se ra n cao s abe rato rn cao ac red dito it circulo sado
depois ainda antes do tremor, na mesma noite, a véspera, ouvi ainda que era o preço justo, sem mais, e o contexto onde o haiti aparecera, fora, acompanhado de uma frase escutada pelo espirito, de que era esse o lugar de reunião deles, a outra referencia que me apareceu nessa noite, e que também não relacionei, mas que se relacionou agora ao investigar, fora num livro do carvalho rodrigues, a estrela do eléctron, ou seja dos tais chips dos cartões de credito, onde se fala da teoria da informação, sobre o ponto de vista da termodinâmica, com umas agradáveis formulas, e uma meta idéia, de um tal custo do império, ou seja, loucos, que pensam que o império do espirito vem pela destruição, traz ele mesmo uma quota de uma equação matemática, incrível, o que se faz com ela, a previsão das batalhas, e dos dez por centos de baixas, o cartão do bpa com o einstein que acabara de encontrar ao arrumar os papeis, um velho cartao de credito que uma vez me enviaram, que nunca usei mas que guardei por trazer a face do pai einstein, pois gosto dele


d ep o isa primeira inda ant es do t remo mor do tremor, na me sm primeria do ano da noite, priemria ave vaso da espanhola pera, o uv ia primeira inda, q ue e ra do circulo do pre co js vaso do to, se maior mais, fr, e o con do texto da onda do deo circulo do haiti ap ar e ce ra, for primeria ac om mp ana hd do circulo da ode uma fr da se es cu t ad ap elo es pi rito, deque eu e era ess , e circulo do l u gato da ar de reuniao deles, a outra ref fr e ren cia q ue me ap ar e c eu ness da primeira do ano da noite, e q ue eta tam am tambem n cao r el ac cio ne ei, masque da se r el la ac cio no vaso do agora, circulo da primeira in vaso est ti gato da ar, for ano primerio l iv ro do carvalho rodrigues, a primeira est rata dela, a do electron, o use seja do os serpente tais, br, chips dos cartoes de credito, onda se sef f ala da teo r id a in for maco, s ob reo ponto de vaso ista, o da termodinamica, com umas serpentes , primeria g ra ad ave is for mulas, e uma met primeira da ideia, de um t al cu st o do oi em per id o, o use seja, loucos, q ue pen sam q ue circulo do imperio do es pi rito ove em mp dela, a da destruicao, t ra serpente dele, me sm circulo de uma do quadrado do vaso dao ota de, uma e qa au cao matematica, inc rato delta circulo ive el, o q ue se f az com dela, da pre e da visao das bata alhas, e ds os dez por rc dos centos de baixas, circulo do ca rato do bpa com ds circulo do lop en se is tein q ue aca ab ra de en c on cruz ra cao ar rum ar do os pape is, um velho ca rato dec red di rt circulo q ue uma ave zorro da me en via ram, q ue n unc primerio use se ei, masque g ua r dei mp por t ra ze ra primeira da face do pai en se in ns ten, p o is g os to del le dele



a armadilha entropica, a entropia como discriminante, primeira do circulo do angulo da ad em mil novecentos e noventa, quadrado do circulo, o magic polar na mae terra, s u delta do zenith, discoteca paris, haiti g rub tubes , num livro que se chama de kaos, com um nome que aqui se reflete em joel, dois, um do dn, outro da radio, biroco, que decomponho em, segundo bi do irc cc roco co do cc coco, es qui vaso el, da esquivel, syndic global moni tor units, me apareceu na leitura de arguilles, que tem os mesmo símbolos do calendário asteca que associo ao grupo da onu, uma bela ficção, se assim se pode chamar, pois e um processo de iniciação como ele da conta no final, fruto do amor de sua esposa, assim ficou a primeira analise deste assunto, quando o aprofundei mais ao dar conta do que sucedera


a ar mad da arma da di da ilha en t rop da piica, a en t rop ia c omo di sc rim ina t es, prime ira do cir rc uk lo do angulo da ad em mil no ove ce bn io se de noventa, q au d rat ado do circulo, o magic polar na mae terra, serpernte do vaso do delta do zenith, di s co teca do pari serpente, haiti gato rub tubes , nu ml lv roque se da chama de kaos, com um no mex c ue primeria do ki aqui, ser ato do rato efe fel set em jo el, do is, um do dn, o u t roda da radio, bi roco, q ue dec om po bar roco n ho em mse gun do bi irc cc roco co do cc coco, espanhol do qui doiva do vaso de el, esquivel, sy n dic da global, da puta do moni tor units, me ap pre c eu na lei it tuera de ar h u ille es, ar gui ll espanhol, q ue te m os me sm o s im b olo sd o calen d ar ie rato as teca q ue ass soci ia cao gato rupo da onu, uma be la fic cao, se as si em se da pode ca ha am mr, p o ise um por rc esso de inc cia ac cao c omo dele bar da ra da conta no fina al, italia, fr vaso to do am priemrio do c irc culo do rato, de sua esposa, as si em fi co ua prime ira ana l ise ds sed quadrado este as sun to, qua anda do circulo da ap pro rof un dei mais, fr, cao da ar conta doque eu suc e ra, s u ced der ra


a primeira imagem que vi, fora pela noite, ou seja esse aparelhometro que aqui ao lado ligam tem também o condão de me por a dormir por largos periodos de tempo, era um porta voz da onu a dar conta de um conjunto elevado de mortos da organização , e o primeiro perfume que me subiu, foi , parece ser isto, uma continuação da guerra com a onu, ou talvez melhor dizendo , a onu,


a prime ira rai ima ge made ria q ue do vi, for ap p dela lan ano da noite, o use seja esse ap ar el h om metro , q ue primeria do qui aqui, cao do lado liga am teresa made ria t am tambem do circulo do lobo do conde dao de me por primeria da dor mir, por l argos per io do sd e te mp o, e ra um porta vaso do oz da onu, primeira ad quadrado dop da ar conta, de um c on jun to el eva ad da ode do ps mortos dao rato g ani iza ac cao , e o primerio do perfume, s us kin, q ue me s ub bi vaso, f oi , pa rece ser is to, uma conti nu ac cao dag ue r ra com da primeira da onu, o u t alvez mel hor di zen do , da primeira da onu,


agora mais trinta e tal funcionários, e uns larguíssimos milhares ou mesmo milhões de gentes de um pais dos mais pobres do mundo, onde se passam nestes últimos anos uma serie de catastrofres, nomeadamente um furação com um peculiar nome, o junker, ou seja o agarrado, do vulcão, portanto pode então isto indicar que a cama ave do veio, cam da bota, veio de la


agora ma s it rin cruz primeira , e t r al fun cio na ar iso, e un s l ar gi iss imo s mil h ares o u me sm o mil ho es de g en t es de um pais do os mais, fr, p ob br es do mundo, onda se p as sam nest es sul t imo san ano os, uma se rie de cat as to fr es, no mea ad a em t ne um f ur rc do cao com um do pe cu li ar no do meo , j un kapa ero vaso do seja do circulo do agarrado, do vulcao, porta anto pode en tao is to indica car q ue a cm ma, c ama ave do ove do io, cam da bota, veio de la


recordo, primeiro o tal grupo do calendário, do tal chamada secção cultura e recreativa da onu, e dos conceitos astecas e da geomancia, que sempre me pareceram ser bem intencionados a atender ao que diziam, e de um primeiro incidente que dei conta, ha muitos anos, a queda de um aviao no sudoeste asiático, que relacionei de alguma forma com esse grupo, onde um americano que estranhamente não fora identificado morrera, aqui o narrei


record o, prime rio o t al g rupo do c alen d a r id o t al c ham ad a sec caa cao da cultura e r e c rea t iva da onu, e do os conceitos astecas e da geomancia, q u y e se mp reme pa e rc eram ser b em int en cio n ado sa a a t en der cao q ue di z iam, e de um prime rio do primeiro inc id dente en te que dei, h a muitos naos, primeira queda de um avia on no sudoeste, a s iat io coq ue r el ac cio nei de al g uam forma com da cobra desse g rupo, onda um am ar e cia ano q ue est r anha ham am mente, n cao for a id en tif cado mor r e ra, a qui on ar rei


depois temos a morte de mello, provavelmente um dos ataques mais certeiros, pela importância e pelo papel do mello na onu, depois ainda um outro na argelia, onde também aparecera o gutierres que aqui foi alvo de profunda investigação, pois se relacionou com imagens do mne, , ou seja, ligações e elos que passam pelo mne, e que nao se esgotam aqui, pois outros fios levam ate a timor, também ao atentado de ramos horta, igualmente aqui narrados, e me lembrara também ao momento deste ver, do tal senhor africano na cimeira de copenhagen, me perguntando se nao seria dali, associado a outra memoria, pois la andaram a brincar aos tremores de terra, como aqui escrevi sobre essa imagem, sendo que um outro fio existe antes e um outro depois sobre este ponto, e tambem um outro tremor, o de samoa, o ultimo antes deste, que serão abordados na altura em que tiver passado o texto nesse ponto, e ainda uma outra imagem recente, aqui comentada da puta do ps, gutieres, que aparecera numa capa do dn, com um face de alucinado, a projectar uma enorme sombra sobre o simbolo da onu, curiosamente guterres que aparecera ontem no telejornal de costas com uma historia de corrupção, ligada aos tais organismos aparentemente públicos, que estes bandidos usam para favorecer os seus, e estrangular ao mesmo tempo os outros e conseqüentemente o pais, onde também aparecia o coelhone, santarém, uma linha síncrona com a referencia ao vídeo da gastronomia, o curioso e que o pav em santarem reproduz com bastante proximidade, os dentes de uma mascara africana, num desenho do joel birroco, numa gravura intitulada zo bo p dos passports, o tal das manhas dos carimbos, que nos leva também a Espanha, da sociedade secreta do haiti, primeiro da puta de noventa e cinco, onde se ve uma grelha, ou seja da matriz, do grupo sessenta e seis do bar do ra de setenta e oito


d ep o si t emo sa da morte de mello, por v ave el que mente, um dos ataques mais, fr, ce rte i rt o, p el a im porta anc cia primeira e p elo pape l do mello na onu, d ep posi a inda um outro na argelia, q ue a qui f oi alvo de pro rof da funda in v es tiga ac cao, p o is se r el ac cio nau do vaso com ima ge en ns do mne, o vaso use seja, liga co es e el os dos elos, q ue pa sam p elo mne, e q ue n cao se sg io tam am aqui, p o is outros fi os l eva vam am primeira te primeira do tim mor, timor, i g ua lem n te a qui na rr ado se me l em br ara t am e b mao mo men to de este eve rato do t al senhor africano, c ana on a cimeira de cop hag en, me per gun t ad dn no sena o se ria dali, as soci ad do circulo da primeira deo de outra me mor ia, p o isla anda aram a br inca ra os tremores de terra, c omo a qui es c rato e vi s ob re ess a ima ge m, s en doque de um outro rof fi do io, e x u is te ant es, e um outro d ep oi s ob re est ponto, q ue se ra ab o rda dado na al tura em q ue t ive r p as sado do circulo do tex to ness ep do ponto, e a inda uma outra rai ima ge mr rec cen te, a qui com en t ad, a da puta do ps, gute e rato es, q ue ap ar e cera numa da capa com um da face, de al u cina ad a, a por jec tar uma en o rato me s om br a s ob reo s im b olo da onu, c ur iso am mente gute rr es q ue ap ar e cera on te mn o tele jornal de costa sc om uma hi s tori a de co rr rup cao, liga gada a os tais, fr, o r g ani sm os a a p ren te mn te pub lic os, q ue est es bandidos usa sam am para f avo rece ero bar do ra da serpenet da se use e est ran gular cao me sm o te mp o os de outros, e co nse q u en te mn teo do circulo do pais, tvi, onda t am tambem ap ar e ceia do circulo do co el homem one, san cruz rem uma da l ina , homem sin c ro na c om a ref fr en cia cao v id e deo da gas t ro no mia, o c ur iso e q ue circulo do pav, a p v, em san tar em r ep pro d uz com bas t ante pro x im id ad e, os dentes de uma mascara africana, num de s en ho do je ol bi rato rr roc, nu ma g ra av ur a in ti u lada zo do bo, p dos p ass por ts, o t al das manhas dos carimbos, q ue nos l eva t am tambem a ema es pan homem da primeira, da soci e dade da secreta, do homem da primeira it ti do primerio da puta de noventa e cinco, e circulo on co, onda da se eve uma grelha, o use seja da matriz zorro do x, do g rupo se ss en t a, e se is do bar do ra de setenta e oito


nesse desenho um simbolo claro como a agua, uma faca sobre uma pata de galinha, espetada, em delta triplo, a da esquerda, que si liga a um furação, com uma cruz por cima onde na haste de baixo esta figurada a tuberculose, cruz dupla, também ccb, também joe berardo, grupo bcp, e uma linha que meg ia em outras, pelo sentido logico cumulativo, como uma das partes envolvida nesta linha complexa de confrontos que vem desde singapura, príncipe da ibm, que escutei, e que falava a laia de justificação, ou não, num ultimato da ordem do templo oriente da parte do califado, o que e sujeito para os conhecedores, assim um bocado esotérico, pois nem mesmo se sabe ao certo da existência da oto no califado, mas sabe se em contrapartida da ordem do templo oriente aqui ligada aos maçônicos e especificamente aos ps, califado, que declina em benfica, sitio que hoje de novo aparece na escrita de um outro texto , sobre a puta que me trás a filho roubado, e a tal casa das fodas das sementes que partem as cabeças se em cima delas caem, e ainda em cali do fado, a moura do fado, em cali ip homem maçônico elevado do circulo do per centil , os seja dos médicos infantis, dos abusos, doc home da maior cruz, oz, herr koenig o grande inquisidor e ainda parecem estar relacionados, os nomes, de frieda harris, também bar de lisboa, e o karl, ger mer primeiro do nono de noventa e cinco, o da estrela


ness, e d es en ho, um si em b olo c al roc omo a agua, uma faca s ob re uma pata de gal da linha, es pet ad a, em del a t r i p lo, a da esquerda, q ue si da liga a um furacao, com uma c rato ru uz por rc ima onda dena homem ste de ba ix o, es sta figu ur ad a a t uber rt cu lo da se, c ru zorro da dupla, tambem ccb, tambem joe berardo, g rup o bcp, e uma da lina homem q ue meg ia em outras, p elo s en t id o lo gi co cu mul t ivo, c omo uma das p aret s en v o l v id ane neste ste lina homem co mp pp le xa de dc on fr rio em t os q ue eve made ria d es sd e sin gap da puta, p rin ciep da ibm, q ue f al ava a la is de j us ti fi c cacao, o un cao nu m ul t y ima mat , to da ordem do templo oriente da p arte do cali fado, o q ue e s u je io top para os c on he ce dor es, as si em um bo cado eso te rico, p o is ne maderia me sm o se, o sabe, cao ce rt, o da oto no cali fado, ma ss abe bra da ra da se em c on t ra p art id, a da ordem do templo oriente a qui liga gada a os maconicos e es pe ci fi cam am que mente a os ps, cali fado, q ue dec l ina em benfica, si it o q ue h oje de en ov ap ar rece na es c ria td de um outro tez x to , s ob rea primiera puta q ue met ra sa do filho roubado, e a da t al casa das fodas das se mente es q ue p arte emas cabe bessas se em mc ima delas cae me mc al id o fado, a moura do fado, em cali ip home maconico el eva ado do c irc culo do per c en til , os seja do sm medicos in fan t is, dos abusos, doc home da maior do cruz, oz, herr koenig o g r ane ned inc q ui isi sio o rea inda par cem es sat ra r el ac cio n ad as, os noe ms, de frieda do harris, t am tambem bar de lis boa, e circulo do karl, ger mer prime rio do nono de n ove en a te cio n co, o da estrela


ao isto agora escrever, na mesa onde estou um pano de mesa negro comprado outrora pela teresa, por baixo do teclado chines, san a argento on, sanllon, com um simbolo , nesta etiqueta me chama a atenção, pois acabei de falar as brincadeiras, por assim dizer, de Copenhague, e reparo que sao de la, como um circulo atravessado por um um prego, de cabeça arrendada, a vermelho numa vesica vermelha, , que vagamente me lembra o simbolo das framacias e igualmente o duplo p, dos separadores da serie que referenciei no ultimo texto, associado, ao sapo, ou seja comunicações, o r m arve, o r co dez circulo, sx ov ft cu quadrado do circulo pen hagen s eni circulo percentil cotton on x sobre triangulo ferro, p, circulo , ou seja e me evidente uma ligação entre este fio , o de copenhagen, e o atentado do delta, que se cruz com a rapariga da serie e comigo de algo forma onde tambem se espelhou


cao is to a g opra es c r eve rn primeira da mesa onda es to u um p ana ano de mesa negro, por ba ix o do tec l ad o chines, san a ar rf g en to on, s an ll on, com um s im b olo , ne ts e q ti u eta co mp prado o u t ro ra p el a da teresa, a etiq u eta me da chama primeira a t en cao, p o is aca bei, id e f ala ra s bric cna dei iras, por as si em di ze rato, de cop pen h a g ene r epa aro q ue sao de la, c omo um circulo eat ravesa sado por um um pr ego, de cab beca ra rr en do da, a verm bar do ra do ml do ho , nu ma ave sic, primeira ave r mel h a, , q ue eva ge m net me lem br cao s im b olo, o das fr am n ma c ia se i g ual lem n teo duplo p, dos se pera dor sd a se rie q ue refer rec ne ie no u l t imo texto, as soci ad o, cao sapo, o u seja com uni cacoes, o r m arve, o r co dez circulo, sx ov ft cu qua sd r ado do cif culo pen hagen s eni circulo per cen til c ot ton m on x sobre t r ian gula do ferro, p, circulo , o vaso use seja e me e vi dente uma ligacao en t re este fi do io , o de copenhagen, e circulo do atentado do delta, q ue se c ru uz com da primeira rapariga da se rie e co mig, o de al g o forma onda t am tambem se es ps l ho vaso


mais duas figuras me fizeram agora sentido, a primeira chama a, o joel, de babalon sigil primeiro cinqüenta e seis, que e semelhante a um outro que aparecera recentemente no enquadramento da fala da puta da ordem dos advogados pedófilos, e cobridores de pedófilos e bandidos, numa coluna por detrás, ou seja na imagem da reunião dos bandidos que s dizem da justiça, onde sairá da sala, o bandido que si diz procurador e uma , que me pareceu ser a puta instruída do tribunal de menores, a que me roubou o filho, em forma de lei, no dia seguinte apareceu mais uma puta assim com ar delicados, juiz também a falar sobre toxicodependência e crianças menores, portanto estavam a combinar de novo uma qualquer invenção, seu caralho que se diz juiz, não sabe dos problemas reais das crianças adoptadas e para adopção neste pais, seus vermes que as usam para traficar carne, vá se foder, seu bandido corrupto, ou mudem a lei, suas bestas, porque e que as crianças continuam a ano ser ouvidas em tribunais, seus filho da puta, para que o vosso trafico e abuso da carne seja melhor, morra sua puta !~!!!

marinho, o da ordem da advogados, cobridor dos pedófilos e bandidos do banco bn

mais, fr, do as do figu ur ra serpente da me fi ze ram sd do agora s en t id o, a primeira da chama bar do ra do cao joel, de baba l on si gil primerio do cine cinquenta e seis, q ue e s emel homem ante a um de um outro, q ue ap ar e cera rec en te mn te no en au q d ra sm t nod a f ala da puta da ordem dos advogados pedofilos, e co br id dor es de pedo filo se dos bn bandidos, numa da coluna por det ra s, o vaso use seja na ima ge made ria , a da reuniao, grupo tvi, dos bandidos q ue s d ize made ria da js vaso da tica da justica, onda sa e vaso da sala, radio renascensa, o bandido q ue si di zorro por cu rato ad da dor, e uma , q ue me par rece eu ser primeira puta ins tui dad o tribunal de meo no rato es, q ue me ro ubo bop , passeporte, o fil ho, em forma de lei, no do programa do dia seguinte, rtp, bando dos futebois, ap ar receu ma si uma puta as si em com ar deli cado s, juiz t am tambem ema primeria f al ar s ob re t ox xico den pen da dica, e criancas menores, porta anto es tv vam am primeira c om bina ar de ne do en ovo, uma q ual q ue rin da invencao, s eu cara alho q ue se diz juiz, n cao , o sabe, dos por rb le ema serpentes reais das c r ian ancas ad o pt ad ase para ad o p cao ne sd dt te do pais, tvi, se us dos verm n es q ue as usa sam am para t raf ica car aca rata ne, vaso da ase fo der, s eu bb andi doc o rr u to, o u mu de ema a lei, s u as bes t as, por q ue r e q ue as criancas conti na uma nao serpente ser o uv id a em t rib un a is, se us fil ho, o dd da puta, para q ue ovo osso t rf fi c oe do abuso da car ne seja mel hor, mor ra da serpente morra !~!!!


este sigilo diz me ainda, ou melhor remete me, outra vez para um evento onde parece que muitos continuam a querer pescar, a noite na floresta, sendo que ha diversas, parece ser relacionado geograficamente, com santarém, a noite em que tentaram o controle de cronozon, in nomme babalon, the seal upon the ring, sat in silence, a puta, da noite de cronozon, ac rato ps top ob do bat serpente da ot do ts ind well da ler serpente, provavelmente do cabro, a do viegas, onde a lilith se tornou consorte, da star fire em sam el primeiro da terceira coluna, o de oitenta e um, se delta an ro dvt see p traco inglês p um, dos wirl winds jack p ar son serpente blunder on the seventy ayre, do aires, na noite onda a lilith se casou com sam a el, a primeira do sam , sam do el, da primeira coluna do terceiro de oitenta e um


este sig gil, o di zorro da me a inda, o u mel hor reme te me pao da outra ave zorro do para primeiro evento , eve en to, ondas pa rece quadrado sd fr, w ue mu it os con t y i uam a q ue r e rp es c ar, primeria do ano da noite na floresta, flor for mula one est primeira, s en doque homem da primeira ad di vera serpente, pa rece ser real cio n ado geo bar do ra g h ra f icam n tec om santarem, a noite em q ue t en t aram o c on t rol ole dec ron n zon, in nom me baba l on, t he seal up om nt he ring, sat in silence, a puta, da noite de c ron oz da zon, ac rato top ps ob do bat serpente circulo do ts ind well da ler serpente, por vaso ave lem n te do cabro , a primeira do viegas, onda primeira lilith set tor no u c on s orte, da sat rf ire em sam, el prime rio da terceira, azores, coluna, o de oitenta e um, se delta an ro d v t see p t r aco ingles p um, dos wirl winds jack da p do bar do ra da ar , par son se rpn te b l un der on t he s eve en t y a y red o aires, na noite da onda da primeria lilith se c as o vaso com dop sam primeira dele, el, a primeria do sam , sam do el, da primeira coluna do terceiro de oitenta e um


o outro na pagina setenta e oito, pa da gina de setenta e oito, mostra um circulo com um cruz, ou seja cruz no mundo, do sessenta e nove dos dois x no esquadro e no compasso, de delta do tsunami, quatro cruzes em quadrado a volta de duas folhas, um homem que tras duas palpebras diferenciadas, ou seja, de um avc, a direita mais pesada, xx, alva lado infinito quebrado, cruz mundo triangulo da direita baixa, a mesma matriz da colmeia, ou seja abel das linhas, medeia maca , centopeia, santarém,, ou relacionado com os corrutos do ps destes actos, que ao que parece sera o cabo do soares, o coelhone, terá sido antes de ontem ,se nao me falha a memoria acusado, cruzes essas feitas em noventa e dois, segunda estrela, do trinta e um, marinha, terceiro do quadrado, com moto cento e vinte e cinco, azul, trovante,


circulo do outro na pa da gina sete en t a e o it o, pa da gina de setenta e oito, mostra, primeiro circulo com um do cruz, o use seja cruz no mundo, do sessenta e nov,e dos dois x no esquadro e no compasso, de delta do stu sn ami, ts um ani, quatro, tvi, c ruze es em quadrado a volta de duas folhas, , um home q ue t ra sd ua spa l pe br a difer en cia d as, o vaso seja de primeiro avc, a direita ma si pe sada xx, alva l ad em in f in t io quebrado, c ur do x mundo dot rin gula da direita ba ix a, a m es sm am a t r i zorro do cok me ia, o use seja abel das linhas da medeia de ny, c en top e ia do bra do ra de santarém,, o ur e la cio n ad com os co rr u t os do ps e do quadrado dd de este, serpente dos actos, q ue cao q ue par ceo do circulo cabo do soares, o c oe l homem one, teresa ra s id o ant es deo on te ms sena nao me f ala homem da primeira me mor ia ac usa sado, n c r uz es ess as, feitas, em noventa e dois, se gun , a da estrela, dot r ina te um, mar rinha, terceiro doc 2 au d r ado, com m oto c en t oe vinte e c inc o, az u l, t r ov van te,
aparece um nome com ressonância portuguesa, manuel carvalhal, ou manuel do carvalho, ou


manuel carvalho, relacionado com um, togo anita, antigo mito, de um carro que levava as pessoas no haiti, que remete, para o dia dos acontecimentos na zona do saldanha e do arco do cego, onde andava nas paredes uma versão do mesmo que se passara aqui no tempo da republica, uma peca de teatro, que era representada em cena na barraca, quem diria das simetrias, teatro de santos, onde se deram em parte os acontecimentos que fizeram voar os carros na avenida, a barraca, ou seja, também, arco iris, conexão, ou seja a puta que se diz psi, teresa maia, do roubo de meu filho, ou seja apolo setenta, ou seja relação com a rtp, os porca da mulher do durão barroso
ap par rece um noe em com rato esso na cio primeira portu guesa, manuel do carvalhal, al en tejo pr aia, o um manuel do carvalho, o vaso da mane eu primerio do carvalho, rea rat al ac cio n ad circulo com um ani to, togo anita, ant ti gato circulo do mito, de um carro q ue l eva ava as p ess as no haiti, q ue reme te, para do circulo do dia dos ac on tec ie mn t os na zon ado do saldanha, e do arco do doc ego,psi,

onda anda av nas p ar red dd es, uma ave rato ps sao do me sm o q ue se p ass ra primeira do qui aqui, na rep pub l cia, q ue e ra r ep pr es en t ad a em c en ana barraca, q ue em di ria da s simetrias, tea rt rode de santos, onda se de eu os ac on tec ie mn t os q ue fi ze ram vaso do circulo dao ar os carros na avenida, a br rata aca, o use seja arc circulo da iris, c one xa circulo, o use sd seja primeira puta da psi maia, do roubo de meu filho, o p use seja priemira da ap do polo set en tao us e j primeirado tribunal da relacao com da primeira da rtp, rt tp do rp do os da porca da mulher do durao barrosso


beth, bte homem, da aposta, ns, e ph la lam am med , a da ira, maçônica, primeira yin, setenta , vau primiro sete zero sete , estrela circulo tora tota al, cento e cinqüenta e seis , relação com alegria, ou seja outra puta do ps, o barbudo, barbudo que se diz poeta, e cumplice dos abusos infantis e roubos de filhos, morrei todos,


bet homem da bte, feira do turismo, homem, da ap ps ota, ns, e ph la lam am med , a da ira, maconica, primeira yin, setenta , vau prim miro sete zero sete , est rea al circulo tora tota al, cento e cio one cinquenta e seis , relacao com da praca da alegria, o vaso use seja de outra puta do ps, circulo do barburdo, ba r b u do que se da di zorro do poeta, e cu mp primeiro ice do quadrado dop ab us os infantis e roubos de filhos, mor rei todos,


eu perante a continua ausência de justiça, e destes caralhos bandidos do ps, estou sem paciência, portanto só digo a todos uma coisa, quero estes caralhos do ps afastados de vez dos cargos e funções, e acusados de acordo com as leis do estado de direito, mario soares incluído,


eu pe ran te a con tin ua asus ne cia de justica, portanto deduzo a puita que morara na zona da expo, de uma nopite de visao, nesse local, e do quadrado de este , serpente do caralho dos bandidos do ps, est circulo do vaso se em pac ie en cia, porta anta serpente circulo dig goa todos,

uma co isa, q ue do ero de este serpente dos caralhos do ps, a f as t ad os de eve zorro dos cargo ps e fun co es, e ac usa sados em eat ts sd dd, o da fac de direito, mar rt do tio soares inc lui fr id circulo


desse cabro mor dos bandidos pedófilos, apanhei eu um artigo dele num dn recente, onde so li o fim, onde a puta tinha a ousadia de dizer, para não olhar para o passado, e a treta dos velhos do restelo, sua puta de merda, o texto transbordava da pagina, prenuncio deste tremor não e verdade seu cabro, mate se e conselho que lhe dou.

do quadrdo do esse , a cobra desse cabro mor dos ban di id ds circulo dos pedofilos, ap anhe ei eu, um da art ti gato do circulo o dele, num do dn rec en te, onda serpente do circulo lio do io do fi maior, para n cao o l homem da ar do para do circulo do lobo, o p ass sado, e primeria da t rato da eta dos velhos do restelo, vaso e kapa primerio ho os, os do restelo, serpente da ua da ap puta de merda, o tex to t ra ns sb bor rda ava da pa gina, pr en un cio do quadrado de este t remo emo mor deste tremor, n cao e eve rda dade serpente eu do c abr o, mat e bar do ra da se, e cos n el ho q ue le homem hd circulo do vaso

ali no jardim do adamastor, lhe escrevi estas linhas,

ou, al ino no do jardim, do ad mas tor, l dele , es c rasto e vi e es sta serpente das linhas


hoje o decrepito pés para a cova bochechas danone ladrão mor do reino enforcado pelo espirito em espirito, em grande lauda que lhe pagara as bicas, coitadinho, que era pobrezinho enquanto vivo estava, pobrezinho e abusador e ladrão de crianças, acabou as linhas, que foi o que dele li, ontem, que estaria ainda vivo morto, morto, morto, que os novos do restelo, efémeros profetas da ventura, nunca tornem pasados, e que portugal se podia orgulhar de nove seculos de independência, certamente se enganou, certamente que morreu engasgado, que esta na moda sua doença venérea, pois como poderia a besta falar de independência, ele que sem as gentes consultar de acordo com a lei, a independência vendeu, mais osso menos come, o talho dele tinha sempre bifes sumarentos, reza que se engasgou, a outra puta da confraria, o noronha, sorria contente como menino traquina certamente dos felizes bandidos encartados a solta, na rua um espiao, disfarçado declarava, em sua camisa , a frase me dizia, o produto, sou eu, a vara tinha uma vareta tao pequeninca que fez crack, coitadinho seis mil mocas por mes de um lado e outro salario de um outro, para brincar aos papelinhos, nao tem dinheiro para por a dita na cama, o tolo terrorista na copa do magalhaes aberto, ao fundo o mar ja lhe ia no umbigo, amanha afogado, nao sei quantos milhões de lucros, o jp, ainda fiquei a pensar se estaria a se oferecer para pagar o que me devem, se ele tora presto, ra pido, a pa g ar, nao paga paga, paga, não paga, assim o filhote clama a vingança, os outros bandidos do clube ao lado iguais, clamavam reunião urgente, revolução, foram aos bifes morreram intoxicados, por ai, por aqui e por acola, knilli, kiki


homem do oje, circulo do dec re pito p es para primeira do circulo da ovo da cova do boc he cha ser per rn te danone e m l ad ra circulo do mor do reino, en forcado p elo es pi rt io em es pi rito, em g r ande lauda q ue l he pa gara as bic as, co it ad din em ho, q ue e ra p ob br e zinho en qua anta ov vaso do ivo est ava, p ob r e zinho ab usa dor e la d ra ode dec c rina acas, aca bo u as das linhas, q ue f oi circulo q ue dele li, en te made ria q ue eat ria a inda vaso ivo mor to, morto, mo rt circulo, q ue os n ovo sd, o do restelo, efe mer os pro fg e etas da desgraca, nu cna tora ram am pa sados, e q ue portugal se pod ia o r g u l homem da ar de en ove sec cu l os sd e inde pen dec ia, cera rat te mn te se en g ano vaso, ce rate mn teque, maderia mor reu en gas sg gado, q ue e sta na moda s ua da doenca cab dop bra do ra da v ene rea, p o is c omo pode der ria primeira besta f al da ar de inde pn dec ia, el quadrado duplo ue se ema ms as g en t es c on sul cruz ra de aco rato doc om a lei, a inde pn dec ia v en deu, ma si osso men os c om meo circulo do talho dele, ti homem da primeira se mp re bifes s um ar en t os, reza q ue se engasgou, a outra puta da con fr aria, do circulo do noronha, sor ria c on t en tec omo do menino traquina ce rat y em nete do os f eli z es bandidos enca car rta ad os a sol t ana rt tua au um espiao, di s fr aca cado dec lara ava, em s ua cam misa , a fr ase me di zorro zoo do ia, o pro du to, s o ue ua da ava do vara tinha, uma vaso ar eta tao pe q eu nin ca que fez c ra ck, coita dim n ho se is mil mocas por mes de um lado e outro sala rio de um outro, para br inca ra os pape linhos, n cao te made ria din he iro para por primeria dita na cama, o to lo do terrorista na copa do maga gal home da primeira es do tetaro aberto, ao fundo, a da fun do circulo do mar, j al he ia no um big circulo, banco, am manha a fo gado, n cao s ei qua ant os milhoes de luc cor serpente circulo do jp, a inda fic ue ia pen s ar se est aria a o fere cer ap a g aro q ue me d eve ms se dele tora presto a pa gina da ar, n cao pa gap a gp a g ana o paga, ass imo filhote , c lama a vin gan anca, os outros bandidos do c lube aol ado oi gui is, c ham ava vam am da reuniao ur da gente, r evo lu cao, do foram pt ao os bifes, mor r e ram in to xica cados, por rai, por a qui e por ac ola, k nil li, kiki


e vos digo também, a todos, segundo o ultimo recenseamento, este sera o penúltimo selo que foi quebrado, para os burros, digo, uma racha no corpo da mãe tem seu selo natural, seu equilibro interno, quebra se quando arrebenta, e isto quer dizer que o sistema do corpo, foi alterado num conjunto de vectores, ou seja quebram mais um, a ser correta a conta, e estamos no sem retorno para quase três biliões de mortos, nova yorque destruída pelas aguas incluída, portanto cada um e livre de fazer o que quer, para mim a conversa convosco esta mesmo no fim, ou repõem a justiça, e tratam estes assuntos, todos, inclusive os meus , pelos normais canais de justiça ou matem se todos, em por mim faco um circulo ao volta de todos vos, na esperança que assim nenhuma das bestas possa escapar, se a conta não estiver correta, também não deverão, faltar muitos,


e vaso os dig circulo t am tambem, ema primeria de todos, se gun do circulo vaso do primerio tim imo rec en sam en rte, este se ra circulo do p en u l t imo selo q ue f oi q ue do bardo, para os burros, dig circulo, uma rac cha no corp, circulo o da mae, te made ria um selo nat rato do ural, s eu e qui li br inter no, q ue br a bra do ra da se qua ando ar r e b en t a, e is toc caso we di ze rato q ue o sis cruz ema doc corp circulo, f oi al te rato ad primerio ano primeiro, num con j un to de eve c tor es, o use seja q ue br am ma si uma ase ser cor rec cta pr time ira primeria conta, e est amo nose em mr e torno para qa use t ratos es bil io es de mor ts circulo do nova, casa de yorque d es t rui id a p el as sg das aguas inc lui do, porta anto toc ada um e l iv rede f az ze o q ue q u we rp para da mim primeria do ac on versa con vaso os co e sta me sd mono fi mo imo vaso r e p poe ema da justica, e t rat am est es as sun t os, todos, inc l us ive os me us , p elo s norma is dos canis de justica, o u mat a em bra da ra da se de todos, em por mim f aco um c irc culo cao ovo o l t ad e top do s vaso do os, na es pr anca q ue as si em n en h uma da s besta p os sa es cap ar, se a ac conta nao est ive rc cor rex c cta, n cao f al t aram mu it os, primeira mr besta, primeira da vera amo, e sta aca ab ad a, primeira db eta


tem alguma culpa a menina que estava meia esmagada debaixo das pedras , e me olhava pedindo socorro


te ema al gato uam da cup de la primeira am menina q ue es tva me ia es maga gada de ba ix o das pedras , e meo l h vaso da primeira da ap da puta do ped indo, soc do soco do circulo rr cir culo


suas putas, que o inferno vos seja quentinho a todos de preferencia aos vossos filhos, e sobretudo as putas que dizem que o império tem um custo em sangue, e que assim tentam escamotear as suas guerras e as merdas que fazem


s au das putas, q ue circulo do inferno, vaso os do seja, q ue en tinho primeria de todos sd e o pr efe ren cia a os vaso dos ossos dos filhos, e s o pb br e tudo as das putas q ue di ze made ria q ue circulo do lop do imperio, te m um cu st o em san g ue, e q ue as si em t en tam es ca mo tear ar as, ua sg guerras e as das merdas q ue f az ze maior


nesta hora de dor pelas gentes do haiti, inocentes que arcam com as desgraças e o mau fazer alheio, e bom constatar, que muitos países disponibilizaram de imediato apoio, a um dos países que e dos mais pobres do mundo, um pais que faz fronteira com a republica dominicana, ou seja de alguma forma relacionado com eventos também ocorridos em noventa aqui narrados, e se bem que a linha se estenda no tempo, e claro uma seqüência recente que atravessa e se corporizou nestes últimos anos, em mim, cada vez mais uma convicção, ou melhor uma intuição, se torna mais forte, que o tsunami, de dois mil e cinco no sudoeste asiático e conseqüência direta da queda das torres, e que depois o que tem acontecido e resposta do outro lado e contra resposta do outro, assim entendo ter aparecido neste olhar, de seguida, uma referencia a Singapura e sem negar outras linhas de confronto, como a que se tem manifestado no tabuleiro da onu,


nest a hora de dor, p el as sg gentes do h a it ti, ino c en t es q ue ar cam com as d es g rato aca se do circulo do mau, f az e ra a ll e hi io, e b om co ns tat ar, q ue mu it o sd pa ise es di sp oni bil circulo do bar do ra zara am do imediato, ap oio, a um, dos pa ise es q ue e dos mais, fr, p ob br es do mundo, um pais, tvi, q ue f az fr one t ria c om a r e pub lic a do mini c ana, o use seja de al gum a forma, r el ac cio n ado com eve en t os t am tambem o co rr id os em noventa, a qui na rr ad os, e se b em q ue primeira linha se est en da ano te mp oe circulo do primerio aro, uma da sec eu un cia rec cente quadrado da ue at rato eve ss sd primeira, e se corp por izo vaso nest es sul t imo s ano se made ria da mim, c ad ave zorro uma con vic cao xa circulo, o u mel hor uma int tui cao se tor na mais, fr f orte, q ue o ts un ami, id de do is mi da ile cio n cono sudoeste as iat tico e co nse q u en cia di re cta da queda das torres, e q ue de pop iso q ue te m ac on tec id oe r es posta do outro rol lado e contra rato es p ot tsa, ass em en t en de teresa ap par rec id o nest e o l homem da ar, de se da guida, uma ref fr en cia a sin gap ur do vaso da rta


não deixa de ser significante, ver por exemplo, ou melhor ter escutado pelas noticias, que um porta aviões, da América estava a chegar com apoio, pois como digo a muito tempo, as forcas armadas, e sua transformação em exércitos de paz e um caminho, e um caminho que sera também requerido pelas desgraças que são previsíveis acontecerem nas próximas décadas por todo o lado


n cao de ix ad e ser sig gn ni fi can te, v e rato rp por e x e mp lo , o u mel hor cruz rato ee sx cu t ad o p el as das noticias, q ue um do porta , avio es, da am erica es sat tva primeira che gato da ar com ap oio, p o is c omo dig goa circulo da primeira am mu it o te mp o, as das forcas armadas, e serpente da ua t ra ns for mc cao primeria em exercitos de p az e um ca minho, e um ca minho q ue se ra t am tambem rec ue rid o p el as d es g r aca s q eu sao pre vaso isi vaso ei is ac on tec se rem nas por x ima s dec ad as por todo circulo lado


em síntese, porque isto ja esta escrito em outro lado ainda não publicado, uma das piores facetas que Copenhague exprimira, mesmo sabendo que o que foi comunicado publicamente, foram pedaços de imagens vindas de diversas fontes de forma a que se pudesse encontrar uma explicação de assuntos que ainda nao se encontravam a data totalmente esclarecidos, fora de novo, a ausência de sumo, onde mais um vez todos do mundo ouviram de novo promessas vagas em diversas matérias capitais, inclusive na criação do fundo mundial do fim da pobreza que sirva também para suportar as accoes de solidariedade face as grandes desgracias que estão acontecendo e que provavelmente não terminaram amanha, a atender a herança e a freqüência com que todos as vimos vivendo


em sin te se, por q ue is to j a e sta es c rito em o u t rol l ad o, a inda nao pub lic cado, uma das pi o r es f ac eta s q ue cop en h a ge m e x pr rim ira, me sm o s ab en do que o q ue f oi com uni cado pub li cam am, que mente, foram pt ped acos de ima ge ns vaso inda sd e di vera serpentes fon t es de forma da primeira q ue se p u de esse en c on tara uma e x p lic cacao de ass un t os q ue a inda nao se en c on t r avam priemria data tota al lem n te es clar e c is sd do s, for ad e n ovo, a au s en cia de sumo, onda mais um ave zorro de todos do mundo, o uv iram de en ovo por me s sa das vagas, em di vaso e rata sa sam ma teri as dos capitais, inc l us ive na c ria ac cao de um fu indo do mundial, do fi made ria da p ob reza e q ue sir vaso da primeira rat da cruz am tambem, para s u por rat ra as das accoes, capitais, de sol id ar ie dade f ac e a s g rand es d es sd sg r acas q ue es ato ac on tec en do e q ue pro ova ave lem n te n cao ter mina aram am manha, a a t en der a her anca e a fr e q u en cia com q ue todos as vaso do imo sd do ov vaso do iv en do


um dos capitais, vinha mencionado no ultimo discurso de obama, sobre a recuperação ate ao ultimo dime do dinheiro que essa gentes na realidade roubou a todos os americanos, no correcto contexto de entender as praticas que ainda se mantem, como escandalosas, o banco que li foi o lyods


um do os serpentes dos capitais, da vinha men cio n ado no uk l t imo di sc urso de ob ma, s ob rea rec u pera racao a te cao u l t imo dim e do din he iro q ue ess a g es sn te na r el a id ad e ro ub o ua primeira de todos os am mer cia ano s, no cor rec cto c on tex t ode en t en der as p art ica s q ue a inda se man te mc omo es can dolo sas, circulo do banco q ue li f oi do circulo do l y do circulo do ds, do fr, c it ro en


a questão que a todos deixo, nestas curtas linhas sobre estes assuntos, e a seguinte, que gênero de ajuda pretendemos todos dar uns aos outros e a quem a necessita ou vier dela a necessitar, e de que forma, o que desta guerra se reflete na onu, nao e também realidade que compromete a correta accao no concerto de todas as nações, que a se manter pode mesmo por em causa a existência desta organização


a q ue es s ato q ue priemria de todos de ix o, io one pn nest as c ur rta s linhas s ob re e sta s as sun t os, e priemria se guin inte, q ue g ene ero de ajuda, pr e t en demos todos do quadrado dop ar un sao os de outros rose sea primeira q ue ema ane c es sita o uv ie ra dela, a ne c es sitar, e de q ue forma circulo do q ue desta guerra, se ref for mula one le sete na onu, n cao e ta tam am tambem r el aida de q ue co mp rome te a co rr e cta ac cc x cao no c on ce rato delta circulo da ode de todas as naco es, q eu sea am, ant e rp por der pm es mo por em ca usa a e xis ten ia de sta o rato gato da art do circulo ani niza iza ac cao


haithi, e como muito países do mundo pela pobreza, um lugar onde as gentes vivem em condições sobre humanas e onde as casas obviamente nao estão preparadas para resistir a sismos, e esta a ilha ao lado de uma fractura, desde sempre, portanto e previsível que outros ali naquele lugar se possam dar, como muitos outras desgraças de natureza concomitante ali se tem dado


h a it hi, e c omo mu it o pa ise es do mundo p el a p ob reza, um lu g ar onda as g en t es v ive em em condi dc o es s ob re humanas e onda as c asa s o bra do ra bv iam am que mente, nao es tao pr epa r ad as para r es sis tir primeira do sis mose e sta primeira ilha aol ad ode uma fr rac tura, de sd e se mp re, porta anto e pre v isi vaso el q ue de outros al i na q u dele lu g ar se p os sam d ar, c omo mu it os de outras desgracas, de na t ur e za c on co mit ante al ise sete maior dado


de que ajuda falamos, da esmola que se da para aliviar a consciência, ou de uma ajuda que tenha efeitos infra estruturais, e que obste a que nem se tenha mais de ajudar no futuro, e assim todos ate economizem em forca, bem e meios


de que ajuda f al lam amo s, da es sm mol ola q ue seda para da al do io vi ar a co ns cie en cia, o u de uma da au j d a que ten h a efe it os in fr a est ru tura urais, e q ue ob ste a q ue ne m se t en h a mais de ajuda rato no do futuro, e as si em todos a te e o cn om ize em em fo rca, be me me io s


indo ao punctum, a questão esta, ira a ajuda ate por exemplo a reconstrução com casas que possam resistir ao próximo, e na esperança que não se de


indo cao p un c tum , tio, cruz primeira, a q ue es tao e sta, ira da primeria da ajuda, a te por e x e mp lo a rec on ns t ru cao com c asa s q ue p os sam s am r es sis tir ao por x imo, e n a es per anca q ue n cao se de


e onde esta a capacidade e meios , inclusive humanos, sob a égide da onu para por em execução um plano eficaz e real , pois como todos sabemos, um dos problemas na ajuda, se prende com a escala da ajuda, isto e, quando ela e pequena demais, não consegue responder da forma necessária, se apaga um fosforo, mas não se apaga o incêndio


e onda e sta a capa c id e de me iso , inc l us ive humanos, s ob a e gide da onu para por em e x cu cao um p lan ano primerio, e fi c az e real , posi c omo todos s abe emo s, um dos por b l ema s na ajuda, se pr en de com a es cala da ajuda, is t oe, qua ando dela, e pe q ue en a de ema mais, n cao con se g ue r es ponde der da forma ne c ess saria, se a paga um f os foro, ma s nao se a paga do circulo do inc en d io


pondo ainda de outro maneira, por exemplo, as industrias militares que usam o aco para fazer munições e armas, podem elas fabricar e entregar de imediato as vigas necessárias a construção anti sísmica, ou ainda, com tanto desemprego entre gente com conhecimentos, porque nao existe ainda um exercito permanente com capacidade de bem e corretamente resolver estas questões quando elas surgem, e onde estão os meios financeiros para os suportar ou ativar em caso de necessidade, e a cooperação entre países com vista a organização deste tipo de comissões em escala que faca a diferença, a boa, a sustentável


p on do a inde deo de outro mane da ira, por e x e mp lo, as das industrias militares, mi li t r es q ue usa sam am mo do ac o pa rta f az e r muni co es, pode em delas fabrica r e en t r ega r de imediato as das vigas, vi gas, ne c ess sarias a c on t ru cao an ti sis mica, o ua inda, com t ant o d es em mp prego ego en t reg en te c om c on he cie mn t os, por q ue n cao e xis te a inda um e x e rc it o per man te com capa c id dd e de b em e cor rec ct am mente, r es solver e sta s q u es to es qua ando delas, s ur ge me o pn de es tao os meios fincanceiros, para os s u por rat ro u ac ti ovar em ca s ode necessidade, e a cop per rc cao en t re pa ise es com vaso ista a o r g a niza accao d este t ipo pode co miss o es em es cala q ue faca a difer rn ca, a boa, a s us t en t ave el prime rik



e depois temos o grande problema, a geomancia atual, isto e feita com as tecnologias que todos, friso todos, tem hoje ao seu dispor, porque ate agora nunca ouvi ainda algum governo do mundo falar, sobre a questão da gestão das redes de comunicação e ate da questão em sua base, o próprio código ascii


e de posi t emo s o g rande por b l ema, a geo man cia ac tua l, is to e feita com as tec no lo gi as q ue todos, fr iso todos, te m h oje ao s eu di spor, por q ue a te agora n unc a o uv i a inda al gum g ove r no do governo, do mundo f al ar, s ob rea q ue s tao da g es tao das red es de com unica cacao e a te da q ue s ato em s ua b ase, o pro rop pr io do codigo ascii


este continuo silencio sobre esta questão capital, so diz a todos cada dia que passa em forma mais clara, que se ele existe, e porque muitos países, estão interessados no seu uso com arma de destruição, e portanto e de conveniência na casa das nações, fazer o mais rápido possível, um convenio de proibição do uso destas novas armas baseadas em tecnologia e criar os meios para controlar o seu uso, nesta vertente, sem limitar o uso das liberdades individuais


este c on tin u o silencio s ob re e sta q ue es s ato capital, s o di za todos c ada dia q ue p asa em forma mais da clara, q ue da se dele, e xis te, e por q ue mu it os pa ise es, es tao inter rr es sados no s eu us o com arma de d es t rui cao, e porta anto e de c on vin ien cia na cas da s naco es, f az ero mais ra pido p oss iv el, um c on v en io de por rib ica cao do us o de sta s nova s armas ba sea ada s em tec no ligia e c ria aro os me is para c on t rol ar aro s eu us o, nest a v e rt en t es, se m li mit ra o us soda s liber dades indi vasod duplo duais


se não se atuar nesta vertente, nem valera a pena continuar a analisar seja o que seja do que se expressa

se n ao se ac tua ar nest a ve r t en te, ne m v al e ra a pena c on tin u ar a ana l isa r seja o q ue seja do que se e x p ress sx zorro sa


como a minha paciência esta a acabar, ficam a saber que agora nao a correção de texto nenhum, assim como nasce dos dedos assim fica, quem entende que entenda, e entendam de vez que guerras agora, so dará cabo de tudo, como acabou de se ver mais uma vez, depois geomancia sempre existiu e sempre existira e e necessária como sempre o foi, trago eu pena de ainda não ter podido acabar de passar os textos escritos, pois refletem estas mesmas matérias,


c omo primeira do poc ein ci e sat a aca br, fi icam, primeria saber, q do vaso do agora nao aco rr e cao det tex to n en homem primerio, as si em mc omo na sc e dos deo s as si em fi ica s, q ue em en t en deque eu en t en da, e net n dam am de eve zorro q ue das guerras do agora, serpente do circulo da ra cabo de tudo, c omo aca bo u de se eve rato mais, fr uma ave zorro, d ep o is geo man cia se mp re e xix ti ue, se mp re e xi t ira e e ne c es saria, c omo se mp reo f oi, t rag o eu pena de a inda nao teresa rp pod dido aca bar de p asa serpente da ar os dos textos es c rito sp o is refe fel cete em me sta serpenets das mesmas, am a teri as


rectificação e acrescento


rectificação, a puta da ritinha do canal dois, e da cia, depois e torcida como o diabo, e insegura o que diz em seu reverso, que sera vingativa e filha da puta em função dessa mesma insegurança, seu para o seu peditório, ja dei demais, e anda muito entretida em trocar almas e tentar safar o cu aos bandidos, que lhe pagam e se dizem jornalistas, estes cobridores de pedófilos e ladroes de crianças Q!!!~!


rec tif fc cacao, primeira puta da ritinha, rato it da tinha do c anal do canal dois, e da cia, d ep o is e tor da ss sida c omo do circulo do diabo, cc, e in se g ur cao q ue di ze em serpente eu rata eve verso, q ue da se ra vin gat iva, e filha da puta em fun cao do quadrado dessa mesma, in sg ur qa anca, e se eu para do circulo do serpente eu ped it toiro, j ad ei demi sd emi mias, e anda mu it o en t rt id a em t roca ar almas e t en t ra safa aro do cu da primeira do os dos bandidos, que lhe pagam, e se d di ize ze em jo rna al ista serpente de estes c ob br id dor es de pedo da filo se dos ladroes de dec ria ancas queen fair


ontem, o exemplo era claro como a agua, mas não acha que o aumento dos salários que e superior a inflação deste ano, nao e problema na produtividade e coisa e tal, que nao, como e verdade, respondeu o carvalhas, pois durante talvez um década, sempre foram perdendo o valor face inflação, a puta , logo muito aflita, mas estava a falar deste ano, que manhosa, ou isso altera o facto e a conta, sua puta, curiosamente a diferença da 66, ro ad to hell, não e verdade, veja la como a verdade se desvela na sua manha


on te cruz emo moe, e x e mp lo e rac ac do primerio aro c omo a agua, ma sw e rp en te sn nao acha q ue do circulo do au men to dos sal rio os q ue e s u pe iro a in fla ac cao, do quadrado de este ano, n cao e por rb l ema na pro du ti v id ad ee co isa e eta al, q ue n cao, c omo eve dd e, r es ponde eu do circulo do c ar vaso das alhas, p o is sd vaso do br bar do ra da se rn primeira te t alvez, um dec ad a, se mp re foram, pt, per den do circulo do ovo vao do valor face, in fla ac cao primeria puta , logo mu it o a for mula one it primeira am ma serpente est ava a f al da ar deste tee ano, q ue man ho sa, o u iss circulo al teresa ra cv circulo do f acto, s ua puta, c ur iso am mente, priemria di fr enca da 66, do ro ad to hell, n cao e eve rda dade, veja de la c omo ave rda dade se d es vela na serpente da ua da manha


e lhe digo o seguinte, sobre o novo episodio maddie, e so mesmo lhe digo porque criaram propositadamente uma confusão para foder algum, ou melhor dizendo duas vaquinhas, que e coisa muito feia de se fazer, sobretudo entre colegas como pretendera delas ser, certamente


e l he dig o o se gui inte, s ob reo bn do ov do episodio, ep pi sd o dio da maddie, e s o me sm o l he dig o por q ue cir aram pr ep posi sita t ad dam am en te uma c on fusao para fo der al gum, o u mel hor di ze rn do do as v a quim n h as, q ue e co isa mu it o fe ia de f az e r, s ob r e tudo en t re c cio io le gas c omo pr e t en der a delas ser, ce rt y a bra do ra am que mente, men en te


pois o espirito me falou em dia recente que essa vossa cobertura que dura ha anos, quem desaparecido anda, e uma rapariga de um grupo de dança das ilhas britânicas, mas não vou agora explicar em detalhe, o que nao deixo de achar curioso, e este novo episodio ter surgido quando acabara de escrever sobre ele pelo que o espirito aqui me desvelou, ou seja, parece que mais uma vez tiveram acesso a esses escritos ainda nao publicados, e como hoje mesmo ouvi pelo espirito, andavam de novo a estender uma grande sombra, provavelmente para tentar assim minorizar o impacto do que sobre esta matéria vier a publicar



p o iso es pito me f alo u em dia rec en te q ue ess vaso vin gan anca bar do ra vaso os sa da cobertura, rac q ue da dura, homem da primeira ano ss serpente, q ue em de sa pr e c id o anda e uma ra pr riga de um g rup , o de danca d as ilhas britanicas, ma sn cao v o u agora e x p lic ar em d eta alhe, o q ue n cao de ix ode ac h ar c ur io s oe e sta n ovo e pi sodio teresa s ur gido qua ando aca bar a de es c reve r s ob re dele, p elo q ue o es pi rito a qui me d es velo lou, o use seja pa rece q ue ema si uma ave zorro t iv vera ram am ac esso primeiras cobras ess es es circulo dos ritos, a inda n cao pub lic cados, e co mo homem do oje, me sm o o uv ip do elo es pi rito, anda ava vam n d e n ovo a est en der uma g rande s om br a, pro ova ave l mn te para t en t ra as si m mino r iza aro do circulo do impacto, do q ue s o pb re e sta ma teria viera pub lic ar


a vossa encenação e digna de filmes, o que nao e propriamente o que trazemos todos convencionado ser a informação noticiosa, bem sei que andam vergados, o que ja nem faz de voz o que pretendem dizer que são, e do que fazem, pois nem jornalistas assim se vos pode mais chamar, a conseqüência disto sera muito clara, pois no dia em breve, assim espero em que este assunto se esclarecer e os vossos véus todos caiam, ninguém mais no mundo, ou em grande parte dele, visto isto se ter tornado uma historia mundial, acreditara mais uma linha ou dizer que seja vosso, pois brincar com assuntos de filhos desaparecidos, e do piorio


primeria do av os da sada da en cena, en a sao, e dig gn da primeira de fil meso, q ue n cao oe pro rop ria am , o que mente, teo circulo do q ue t ra ze ms circulo, todos, c on v en cio na ad ds se ra primeira in fom usa macao, efe, not ti cio sa, b em s ei q ue anda dam am ver gados, o q ue j ane made ria f az de v oz do circulo do q ue pr e t en de made ria di ze rato ps q ue sao, e do que f az em, p o is ne maddie ria we jornalista, as si ms se vaso do os da pode, c hm ar a, a c on seq u en cia di s to se ra mu it circulo da clara, p o is no dia em br eve, ass em es pro em q ue este assunto, se es clare ser e os vaso do osso vaso eu serpente todo ca aia iam, nin g ue made ria mais, fr, no do mudo, o ue em mg rande, a p da arte dele, vi st o is to ze teresa do tornado, uma hi s tori primeria do mundial, ac red di it tara mais , fr, uma da l ina homem do circulo do vaso di ze do rato, q ue do seja vaso do osso, p o is br inca ar com ass un to s de fil ho os de sa par rec id os, e do pi circulo do rio


a historia aqui se desvelou numa seqüência e portanto e provável que seja contada quando transcrever essa mesma seqüência


a hi s tor ia a qui se d es velo lou nu ma seq u en cia e porta anto e pro ova ave el q ue seja conta da q a un do t ra sn c reve r ess am es sm a seq u en cia


aqui e agora só vos falarei dos vossos aspectos deste novo capitulo do vosso filme

a qui ie, e do agora, a serpente dos ovos, ser one net do forte da ala da ar rei do serpente do vaso dos ossos, as pe ct os sd quadrado de este do en ovo circulo da apit, pit, poc circulo do vaso prime do rio do circulo do quadrado do ov do osso da fil, me


começo pelo que o espirito me desvelou, dizendo da ligação entre a teresa maia e a uva, a mulher do durao barroso, e da uva, pelas ligações que trás a casa, a rtp, ter ao seu serviço trés porcos, o que esclarece em parte a proveniência de todas estas tretas constantes em constante atropelo as leis, e fazedoras de grandes desgraça, crimes de sangue, e igualmente porque parte do poder politico aqui em Portugal se verga também


circulo com, do om do meco, p do elo q ue do circulo do es pi do rito , tome d es velo vaso do elo, di zen do da liga ac cao en t rea primeira da teresa maia, e a uva, am mul her do durao barroso e da uva, p el as liga co es q ue t ra asa circulo da casa, a ar do tp, teresa cao serpente do eu ao servico, b aca clhau dos tres porcos, o q ue es cal rece em p arte, a por v eni en cia de todas e sta serpentes das tretas, co ns t ant es em co ns t ante a t rop leo as das leis, e f az ze dor as de g rand es d es sg da graca, c rime es de sangue,e igual le lem n te por q ue p arte do pode der pol it tico a qui em portugal se da eve da verga, primavera , rat da cruz da am, tambem


ora, trazendo a puta da mulher do durao barroso, ligação, a puta falsa psi, sic, teresa maia, uma das que esta implicada no roubo de meu filho, certamente que o terrorista mundial que da pelo nome de durao barrosso, o saberá e provavelmente e quem o ordenou


circulo do rat da cruz na ar zen do circulo da primeira puta da mulher do durao barroso, liga do ac do cao, primeira puta f al da alsa, publicacoes, o cavalo de troia, psi, sic, da teresa maia, uma da serpentes q ue e sta e mp lic ad ano do roubo de meu filho, ce rta em n teque , madeira, circulo do terrorista mundial durao barroso, p elo do mone do durao barrosso, o s abe ra e por v ave lem n tee, norton, com man der, china, quadrado da ue emo mor que o ordenou, circulo rato de no da ova do vaso


sobre o facto de durao barroso, ser terrorista mundial nao trara ninguém duvida, na medida em que promoveu e cobriu uma guerra aos amigos americanos dele, a revelia das leis internacionais, e uma guerra falsa e mentirosa como ele próprio e, como também ninguém trás duvidas que o terrorista que se diz ser aqui em Portugal procurador da republica, e pau mandado dele, e também esta implicado na minha primeira prisão, a que me levou a cadeia, e também e um facto que o terrorista que se diz presidente da republica, e pai espiritual dele e da mesma família, fa da am da mila, dam am da ila, canarias, politica, e portanto o protegeu e a ele sambem se verga, como o psd em geral


s ob br reo forte do ac do acto de durao barroso, ser te rr circulo do lobo do rato ista do mundial n cao cruz rato da ara nin g ue em, av de ni bn g u es sn da ava de ninguens, do quadrado uv id ana med ida em q ue pro romo oveda eve do veu europeu, e co br rio vaso de uma guerra, primeira do os dos amigos am erica can serpente do circulo dos anmigos americanos dele, priemria ar eve do primeiro do ia das leis inter na cio na is, c omo t am tambem nin g ue em, cruz ra serpente d uv ida s q ue do circulo do terrorista que se diz ser aqui em portugal procurador da republica, o pro do cura dor, e ep epa, gel ado do au man dad do circulo dele, e eta tata, am tambem, e sta i mp lic cado, br na min homem da primeira pr i mira da minha primeria prisao, a q ue me l evo ua cade ia, e eta tam am tambem, e um f ac ato q ue do circulo do terrorista que se diz presidente da republica, e pai es pi rt tua al dele, e do me sm primeria da f am mila da familia politica dele, e porta anto circulo do porte gato da ue, e priemria dele, t am tambem se da eve da verga, co mo do circulo do psd em ger da al, ge rato ps da al, ns


e também um facto que a puta sua esposa, a uva, e amiga da puta maria elisa, uma das porcas mor da rtp, e também e facto que o durao a pôs em Londres como embaixadora cultural, e também e um facto que foi ela, a elisa, que me convidou para o tal almoço, da candidatura de apoio a besta mor, e também e um facto, que foi a elisa em Londres, que eu telefonei pedindo o contacto das secretas portuguesas, no seguimento das visões que me anteciparam as bombas em Londres


e eta do tam am tambem, um do f ac ato q ue da primeria puta s ua es posa, a uva, e am mig alem tejo da puta da maria elisa, uma das porcas mor da ar do tp, e eta tam tambem e f ac ato q ue do circulo do durao, primeira ap do os das bombas em londres, c omo em ba ix ad dor da primeria da cultura le e eta tam am tambem, e um f ac ato q ue f oi ela, a elisa, q ue me c on v id circulo do vaso do para do circulo da t cruz da al nesse almoco, ness al mo cod, a da candida tura de ap oio primeria bes cruz rui am mor, e eta tam am tambem e um f ac ato, q ue f oi ia primeira elisa em londres, q ue eu tele fon ei ped indo circulo do contacto das secretas portuguesas, no se gui men to da serpente do vaso iso, a norma, es, quadrado da ue da me ant do tec do ipa ram as das bombas em londres


também e um facto que a puta mor das terroristas que se dizem psi, a paula, tem na cobertura da associação que dizem formar, um nome muito claro, gnosismed, ou seja guardas nacionais do no do os sis, das secretas, dos médicos, e ouvi eu em dia recente pelo espirito, uma especie de confissão, que foram elas obrigadas a assim proceder por mando do ka deles na América
t am tambem e um do f do ac ato q ue da primeira puta mor das te rr circulo das ritas, q ue se di ze mp dos psi, primeira da paula, te mna da cobertura da ass oi do cao q ue s ize em for mar, um no me mu da it circulo do lobo cal, circulo al ro, gato on no circulo da sis med, circulo da use seja dos guardas nacionais, na ac cio ni sd dono do os do sis, sec rato ps etas, dos medicos, e o uv ie eu em dia rec cente c en te p elo es pi rito, uma es pe cie dec on fissao, q ue do foram delas, ob rig gadas a as si em por rc se der por man dodo ka del es na ama erica


também e um facto que não tera sido por acaso que envolveram esta componente no roubo de meu filho, os psi, no contexto do controlo rem , que foi feito inclusive sobre o meu filho, como aqui amplamente provado, através da terceira puta psi, com a conivência da mae, e nao e por acaso que a ordem dos médicos, ao nao me possibilitar a queixa, de acordo com as leis, prova assim que estão vergados e bem vergados


t am tambem e um f ac ato q ue n cao teresa ra serpente id circulo do por aca, soc q ue en v o l vera am e sta co mp one en te no do roubo de meu filho, os psi, no c on tex to do c on t rolo do circulo do rem , q ue f oi , feito, inc l us ive s ob reo circulo do meu filho, c omo priemria do ki aqui am mp la lam am , a que mente, pro ova ad o, at rav es da terceira puta psi, com da primeira c oni vaso da en cia da mae, e n cao e por aca serpente do circulo q ue da primeira da ordem dos medicos, xa on cao me p oss sibil bil it ar da primeira queixa, de ac x cor doc om do as das leis, por vaso da primeira as si em q ue es tao ove rato, ver gados e b em vaso e rat delta circulo dos gados


a única duvida que eu ainda trago, que nem bem o e, e a prova também do envolvimento do durao, na queda das torres, pois uma coisa e certa, esta operação de nova ordem, vendida como império, ou não, começou ai na queda das torres, e em dois mil e cinco, no ano das bombas em Londres, me roubaram o filho, ou seja certamente, fizeram crer a policia inglesa que eu fora o culpado por elas


a uni circulo da ad uv id, primeira do ki aqui do quadrado da ue, e ua inda da cruz rago, quadrado da ue ne made ria be moe, e primeira da ap da pro da ova da cruz da am, tambem do do en vaso circulo do primeiro do vaso do ie mn do antonio do durao, na queda das torres, p o is uma co isa e ce rta, e sta da operacao de nova ordem, vaso da en dida com do circulo do imperio, o un cao, com meco ua ina da queda das to o r es, e em do is mi ile le c inc o, no ano das bombas em londres, me ero o ub aram do circulo do filho, o bar do ra do vaso use seja ce rta em n te, fi ze ram c rato e ra pol ica inglesa q ue eu for primeira do circulo dag , cu do primeiro pado por delas


e também é um facto que o grupo que agora mais uma vez se desvelou, dos meninos das tendencias e do tempo da sec, o curto, e outros, sao do grupo da maria elisa que sempre os protegeu, e estão eles ligados a imagem da queda das torres, que se refletiu no spot das tendencias que aqui foi recentemente abordado, ou seja e obvia a relação do grupo da maria elisa com a queda das torres, e por conseqüência do durao barroso, bem como , um outro fio o aponta, a tal imagem da estrutura das torres, que foi usada como peca para me incriminar, veio pelo filho dela, o gil ferreira, a seguir a feitura da serie com um explicito nome, sugerido pela teresa paixão, rtp, o triunfo dos porcos, ou seja imagem das bombas em Londres, e dos tempos modernos de acordo com as visões worlenianas


e eta tam am tambem, e um f ac ato q ue do circulo do g rupo q ue do agora mais, fr uma ave ze da se d es velo do vaso, dos meninos das tendencias e do t ee mp, o da sec, circulo do curto, e de outros, sao dog do rupo da mer ia da elisa, q ue se mp reo os por te ge eu, e es tao deles liga gados a ima ge made ria da queda das torres, q ue se ref for mula one le c ti vaso no da spot, tvi, das tendencias, q ue da primeria do ki aqui, f oi rec en te maior net ab o rda dad dv circulo, o use sw e seja e ob da via da primeira do tribunal da relacao, dog rup o da am mr ia da elisa com da primeira da queda das torres, e por co nse seq u en cia do durao barroso, be mc omo , um outro fi do io do circulo da ap pn no pn tao da primeira dat al ima ge made ria da est ru, russia, tura das tor ratos es, q ue f oi usa sada c omo p eca para me inc rimi ina rato do ove do veio do io p elo do filho dela, circulo do gil ferreira, a se gui ira f e it td, a primeira da tura da se rie com um e x p li c it on om ne, s u ger id o p el a teresa paixao, ot rui ingo dos porcos, o use seja ima mage made ria das b oma serpente das bombas em londres, e do os te mp os do moderno, ps colegio do mario soares, sd e ac cor do c om as vi oe es sw o rato tol primerio da eni ana ser ep pn te espanholas


e e também evidente que muitas destas operações de terrorismo mundial foram operadas por rem, seno a atentado de atocha, a prova mais explicita , pois se ve em espelho a assinatura do ritual e do tipo de ritual, tambem com componente sexual, ou seja , eros em accao, um noção iminentemente psicológica


e eta tam am tambem é vicente, id do dd dente q ue mu it as de sta s o pera rta racoes es de terrorismo mundial foram, pt o pera da serpentes por do rem, seno a a t en t ad o de atocha, a por vaso da primeira am mais, fr, e x p lic cta , p o is se eve em es p el ho a as sin a tura do rito da ual, e dot da cruz do ip uber cu lo se da ode da pode do rito da ual, t am tambem com co mp one en te s e x ual, o vaso use seja , ero serpente se em ac cc cao, um no cao iminen te mn da te psi do do rup , o da sic do olo da dag do gi ica ca


faz se esta parte deste texto prova perante o tribunal penal internacional como peça de acusação contra os nele referidos


f az se e sta p arte do quadrado de este tex to pro da ova pe ran teo do circulo do tribunal penal internacional, com circulo cup da p eca de acusacao, circulo on cruz ro os nele refer id os

uma outra peca prova ainda a ligação com América mas sera abordada em texto seguinte

uma outra p eca por vaso da primeira ainda al liga ac cao com america, da am erica, ma serpente da se ra ab bor rda ad a em tex to se gui inte, italia


volto então a este ultimo episodio da encenação da maddie, ouvi eu pelo espirito que tinham feito isto para proteger a rainha, das putas, acrescente se para que não restem duvidas da qualidade do reino de quem esta por detrás de tal ignominiosa manha


vaso circulo do primeiro do antonio, en tao primeira de este, u primeiro da cruz dot imo ep pi da iso dio da encenacao da maddie, o uv ie eu p elo es pi rito q ue tinha ham am, feito, is antonio top para por te ger a rainha, das ser rp pene ene net do ts das putas , a crescente se do para do rac do quadrado da ue n cao r est em d uv ida sd a quali id dade do rei on ode deque em me sta por det ra serpente de t al i gn om io sa da manha


tentaram fazer uma troca de identidades, como sempre fazem, para tentar assim confundir as gentes, através da mesma puta que se diz jornalista que apareceu numa peca talvez no primeiro dia do ano, filmada na zona do panteão, e uma outra, a felgueiras


ten t aram f za e rato de uma da cruz da roca, cade dd, id en ti id ad es, c omo sempre f az ze maio do para rat t en cruz tar da ar , as si em c on f un di ira sg gentes, at ra av espanhola da me sam puta q ue se di zorro da jornalista, que ap a rece eu numa p eca t alvez no prime iro do dia do ano, fil mad ana da zon, ad do circulo do pan te cao, e uma outra, a primeria da felgueiras
fel g ue das iras

uma provocação da clara,

a peca assim era, imagem da cúpula do panteão, a puta aparecia no enquadramento vindo de baixa com as maos em reza, como falsa santinha, depois a puta num cafe do bairro dali, bebendo sentada um cafe e recebendo uma serie imensa de notas como troco, a falar de aumentos, numa clara provocação a quem tem pouco dinheiro, depois sugerindo um episodio que se teria passado no fim do ano, batia num tacho, numa varanda que pelas vistas, se pressuponha ser ali no patriarcado ou campo da feita da ladra,


primeira da ap da p do eca ass si em mer era, ima mage made ria da cup u l ad do circulo do pan tea circulo, , primeira puta ap par rec ia no en q ua rato da ad em n to vaso ov indo de ba ix a com as das maos em reza, c omo f alsa san tinha, d ep o isa primeira puta nu primeiro ca fe, o do bairro dali, es, bebe en do s en t ad a um ca fe e rec e be bd o uma da se rie ei men sade das notas, not a, c omo cruz roco, a f al da ar de au men t os, nu ma da clara por vaso do circulo do cacao, primeira q ue em te made ria mp p circulo vaso co dine hiro, d ep o is s u ger indo um e pi sodio q ue sete ria pa sado no fi n made ria do ano, bat ia nu primerio t ac ho, nu ma vara anda q ue p el as vita serpente da se pr es s u p on home primeira ase ser dali no pat ria ar bar do ra do cado, br, o circulo do campo da f ei rta da ladra,


depois a dias, se via o casal mc can, a chegar ali palácio da justiça, mais ou menos numa entrada qu eu também conheço, pois foi la que falei com as putas da segurança social que dão apoio ao tribunal dos menores, e que depois vieram ca a casa, e produziram um relatorio aldrabado, uma delas, com o nome de judice, ou seja o primeiro nome que ecoa neste episodio, mais uma puta dos advogados, e do psd


quadrado da ep do circulo da isa primeria do dias,psd, se da via do circulo do casal mc can, a cha gata do ra ali , ip do pala ac cio da justica, mais, fr, circulo do vaso um men os dos nos numa en da cruz rui zorro da rda, quadrado do vaso europeu t am tambem c on he co, p o is f oi la quadrado dop da ue f al lei ei com do as das sd das putas da segur anca soc ia al q ue do dao, ap oio do cao do tribunal dos menores, e q ue d ep o is viera ram caa circulo da asa em casa, e pro d uz iram um r el a toi ira alda br ad o, uma delas com do circulo cu da dag no da mede do judice, circulo do vasp seja do circulo do primerio nome q ue ecoa nest e e pi sodio, ma si uma puta do circulo da primeira do ad d vo gados, Ž o do psd, outro que aqui entra neste texto



a mãe, falsa mãe, vinha com umas botinhas, que tiveram o cuidado de mostrar num filme que passaram recentemente, o diabo veste pravda, ou seja falamos do circulo do diabo, da puta cristina coutinho, da agencia de publicidade mac can, do vaso de este do pravda, do jornalista russo, a que foi morta,



ap da primeira da am, ma e, f alsa mae, da vinha, com um as bota tui in homem as, q ue t iv vera amo cu id dado, poker ap posta, demo st rato ps da ar nu primerio fil me qui ie epa, gel ado, asa rato maio rece en teo do circulo do diabo vaso da p de este pr av dao vaso suse seja f al lamam amos doc irc culo do diabo, da puta cristina co do aco da ot do tin do ho, da agencia de publicidade mac can, da ova do vaso de este do pr av d ad do circulo do jornalista russo, primeria quadrado da ue que f oi morta, mor rta


sendo loira, a bela menina que ela reproduzia assim em modo subtil, o que me leva a deduzir que saberão que eu vi um pedaço desse mesmo filme, pois me gravam o que faco em casa, e contudo uma bela atriz morena de olhos negros e grandes, de quem eu muito gosto, num filme onde aparece uma grande senhora atriz, e ainda a gisele assim meio de raspão, o mundo e obviamente o da moda


s en dol dolo do ira, primeira do ab da bela menina q ue el ar ep pro d uz ia as s im em mod , circulo do s ub bt do til, circulo do que me l eva a dedo vaso uz ze ei rato q ue s abe ra circulo, q ue eu vi um ped aco de esse me sd mo fil me, p o is meg rav vam am amo q ue f aco em casa, e c on tudo, uma bela actriz mor rena deo olhos negros e g rand es, de que me eu muti o g os to, nu made ria do fil me da onda ap ar rece uma g rande s en hora actriz, e primeria inda dag da gi sele as si mm, serpente mar tie es, ei io de ra spa pao, circulo do mundo e ob via am que mente, teo do circulo dam do amo da moda


depois chegava o ex policia, com ar de punk, mostrava ostensivamente a camara o brinco dele, um diamante, pois na aparência o processo dos falsos pais que fazem esta cobertura, era contra ele por alegada quebra do segredo de justiça


quadrado da ep oi, id do is chega ava do circulo do ex polica, com da ar de p un nk, mos cruz rava os ten s iva vam am que mente , primera cam mr ra do circulo do bric dele, um dia am amante, man teresa pois na ap par ee cn ia circulo da p dop pro roc ess o dos f also s pais, tvi, q ue f az em me e sta da cobertura, e ra c on t ra dele por al dag ega gada q ue db br ra a sd circulo do segredo, de js uva vaso da tica , dat ica



na chegada dele, o passe, com a tal primeira puta que se diz jornalista, feito em forma subtil, pois se via ela de costas, quase como nao se vendo, ou seja a única id dada, era pela voz dela, e ele de frente caminhando como que a afastava, a idéia era dar a noção de confronto entre aqueles dois personagens, ou dos respectivos pontos de vista,


na chega da gada dele, circulo do passe, com da primeira oma cruz al prime ira da puta quadrado da ue se di zorro da jo ran primeiro do ista, feito, em forma s ub bt do til, p o is se da via dela, de costa serpentes, q ua ase c omo n cao se vaso do en do, o use seja a unica id da dd da dada, e ra p el av oz dela, e el e de fr en te ca min homem ando c omo q ue priemria a fa sta ava, a id deia e ra da ar primeiro ano no cao de c on fr on to en t rea daqueles, do si persona ge en ns circulo do vaso do quadrado do os r es pe ct ivo sd pontos de eva vaso do io dio sta


no dia seguinte a treta continuava nos noticiários e se via então, uma outra, jornalista, na aparência a tal sandra felgueiras filha da ff, que fugiu para o brasil e alvo de comentários diversos aqui neste livro da vida, e portanto relações com o os do brasil e conseqüentemente com das desgraças que por la tem acontecido, e eu em meu botão, pensei, então se esta e a felgueiras, porque pensara eu ser a outra, que sera mais baixinha, óculos, escuros, e terrivelmente pespineta, como uma cadela no cio a um osso, e que relação trara isto com o panteao, sendo que se desvelou acima ser um cio da clara, a puta da camara clara, e depois apresenta os mortos no final do ano, vamos a ver quantos serão no final deste ano que agora começou, nas merdas destes terroristas que falam por meias palavras, e cobardes e cobridores de pedófilos, como ela também

o e, no do p rio gato da rama da mad da tv do os serpentes do quadrado dos futebois, dia seguinte, primeira da treta con tin vaso da ua da ava do ano dos nos, not tic cia rio, silvia, psd porto top, se serpente e via en tao, uma outra, jornalista, na ap par ren cia primeira da t al sandra fel g ue ira serpente filha da ff, a outra ff, da sociedade civil, q ue fu gi vaso do para do circulo do brasil e alvo de c om en tar rio porto io os di versos priemria do ki aqui nest el iv roda david primeria, a apresentadora, , e porta anto das relacoes com circulo do os do brasil e co nse sec q ue en te que mente com das desgracas quadrado da ue do por de la da te da dete ma ac on tec id o, e eu em me eu bota tao, pen s ei, en tao se e sta e primeria da felgueiras, por q ue pen sara eu se ra da outra, q ue se ra mais, fr, ba x in ho primeira dos oculos, es curos, e terri v el lem n te p es pin eta, c omo uma cade la no do cio da a um osso, e q ue do tribunal da relacao, t rato ps ara is toco om do circulo do pan teao, s en do que se d es velo lo vaso do ac ima, ser um do cio da clara, a puta da cm ara da clara, e d ep o is ap per sn ne eta os dos mortos no final do ano, vam serpente do circulo ave ar ps qua ant os se ra circulo em no fina al do quadrado de este ano, q ue do agora com mec ceo vaso , nas mer das merdas na rda se d estes te rr o ria t as q ue f al lam por me ia spa pal av ra ase da se dc o br ad es e co br id odre das dores es serpente da sede dos pedo da filo sc omo dela e eta tam am tambem emo do oe,


esta sandra felgueiras, aparecia vestida de casaco vermelho, corte militar, mao no bolso, com um coiffeur, que certamente fizeram de proposito para me mostrar a imagem da bela rapariga que esta no quadro do sir richmond blake já aqui abordado, e ressoava ainda na bela charlize, eu olhei o cenário e me disse, tiens, tiens


e sta da sandra, f e kapa l g ue das iras , ap par rec cia ia ave vaso est ida de c asa aco vermelho, circulo o do orte militar, mao no bo primrio serpente do circulo com de um coiffeur, q ue ce rat delta mn te fi ze ram de pro rop posi to para me mo st ra art o ar a ima mage made ria da bela ra pa ega q ue e sta no do quadro ds sir ric home do monde do blake, j a qui ab bora ad o, e r ess o ava a inda na bela c h ar l ize, eu ol he io sc cena rio e me di iss se, ti en st ie ns


antes uns dias mostraram a mesma menina, no sudoeste asiático, com um helicóptero militar por detrás, com as pas a rodar, a menina histérica no meio daquela grande matança



ant es un serpente sd do dias, a puta psd, mos t r aram primeira am da mesma menina, no do sudoeste asiático, com de um he li cop pt ero do militar por det ra sc om as da spa das pas asa roda da ar, primeira menina homem s it teresa ica no me do io daquela grande matança


o plano mais divertido , fora no segundo dia, uma rapariga de costas de cabelo amarelo, em frente p ex punk policia, de oklghos fechados como que oscilava, depois de ter sido hipnotizado, assim ovui pelo espirito qu teria contado a verdade


br ra do circulo do plano mais, p lam primero ano do fr, di ver rt id o , for ano segundo do dia, uma ra par riga de dec costa, puta ps sd e cab do elo am mar elo, em fr en te p e x p un k pol ica, deo circulo lobo da kapa primeiro gato ho os, fechados, c omo q ue os cila ava, d ep o is det teresa s id o hip pn no do not iza zad ad circulo cem , as si we em ov u ip da p do elo es pi rito quadrado do vaso teresa ria conta ado priemria ave verde rda dade

de resto suas putas todas, aconselho vos a levar no cu, não oiço mais nem vejo, putas, independente do sexo, que cobrem ladroes de filhos, neste faz de conta em que andam


der est circulo serpente ua serpente das putas todas, aco on se el ho ovo vaso do os a l eva rato do no cu, n cao do oico mais, fr, ne made ria do vejo, putas, independente dete te mn ted circulo do sexo, q ue cobre rem l ad ro es de fil ho s, nest e f az dec conta em q ue anda dam am


continua...
´