segunda-feira, março 01, 2010

terceira parte

teresa do rc eira da ira do pae rte


esse conde que aparece, é entao o relacionado com barcelona, devera ser de la, e tambem relacionado com as linhas em canarias, e o atentado a meu filho, que como se deu na casa de um militar devera portanto trazer relaçao com antigas familias de militares franquistas, não necessriamente a daquela especifica casa

esse é conde q ue ap pr rece, é en tao circulo do relacionado com barcelona, é do quarado da vera ser, dela, e eta tam am tambem r el ac cio na ado com as das linhas em can ria se do circulo do atentado a meu filho, q ue c irc uk lo do quadrado do omo se d eu na cas de um mi lit ra d eve ra porta anto t ra ze rato do tribunal da relaçao com antigas familias de militares franq u ista serpentes nazis n cão ne c ess ria am que mente, primeiro do rui do rio da am, a daquela especifica casa

ah pelos visto, a senhora gentil tambem mente, entao!

A hp elos vi s to, a s en homem ro a gn til t am tambem mente, en tao!
gansos, tem ainda outros fios aqui e à sua volta, em outros lugares do uno mundo, pois à frente temos a cadeira da ostra, que remete para a primavera de boticelli, e as bela venus e as belas muasa, dos casamwntos sagradas de todas as etsaçoes e do renacinmento que sempre ocrorre na primavera

gan serpente do os, te ema ma inda de outros fi os saqui, é à s ua vaso circulo dop p rime rid id ,a da c ru x zorro da primeira, em outros lu g ares do un o mundo, p o is à fr en te t emo sa cade ira dao ostra, q ue reme teresa para primeira pr ima vera de bo ti celli, é às da bela venus e às das bel as mu asa, dos ca sam w n t os sa g rato ato ad as de todas a s et s aç aco co oe es, é do rena ac cin men to q ue se mp reo c rato circulo dor rena da pr ima vera

depois temos o arpao figurado no chao relacionado com a matriz, ou seja rede, a queda das torres, e via um fio da hillary, que tambem agora vi na sequencia das imagens do japao dos meterologistas, com um estranho ar assim meio em sentido, meio estupefacta, que tambem trouxe antes um fio sobre esse mesmo arpao, numa visita a marrocos, e um outro que anda aqui a volta, pois tambem é imagen de abusos, a matança de beslan, ou seja o fio da imagem do leopardo do os do x na neve que tambem se reflectia numa echarpe dela , e depois num passe aqui na fnac, ainda só narrado em parte

d ep posi t emo s o ar a pao figu ur rato ps ado no cha, circulo rato ps el ac cio n ado com primeira da am matriz, o u sw seja rede da primeria da queda das torres e via um fi do io da hi ll ary, q ue tam ne maior do agora do vi da vina seq u en cia das ima mage ge en ns do j a pao dos met e rolo gita s, c om um e t r s an ho ds ar as si em me io em s en ti o dó, me io es t u pe f acta, q ue eta tam am tambem t ro ux e ant es, um fio s ob re esse me sm o ar a pao, numa v isi da sita primeira am mar rocos, se de um outro q ue da anda aqui, a v o l t ap o is t am tambem , é ima mage g en de ab bus us os, a matança de beslan, o vaso do seja do circulo do fi do io , o da ima mage ge maior do leo pardo, p ard circulo, do os do x na ane da neve q ue eta tam am tambem se ref fro mula one le c t ia nu ma e c harpe dela , e d ep pi o is num p ass sea a qui na fnac, a inda serpente do assento ó na rr ad o em p arte

ontem, pela noite ao isto consciencializar de novo, no leito, sem conseguir dormir, pois não estava assim muito bem, me lembrei de um dos fios desta sequencia ainda não narrados, mas que teve um desenvolvimento recente já aqui narrado, quando a aguia caiu , desvelando uma certa anca, na mesa da secretaria aqui, tudo isto de que vos falo esta no arquivo, sendo que agora eastas putas terroristas como sabem, fizeram um passe que tem consequencia pratica, o não acesso a todos os arquivos e protanto tentam assim dificultar a cada um o retirar das relaçoes pelos acontecimentos aqui narrados

on te mp dela, a da al lam do ano da noite, 2005, cao is to c on sc ie en cia al iza rato ps de en ovo, no do leito, se m c on se guy e rato dor mir, p o is n cão estav as si maior da mu it ob em me lem brei id de um dos fi iso de sta desta, seq ue bn cia a inda n cão na rr ado sm as q ue da teve um, de s en v o l vie mn to rec en te j á a qui na rr ado, qua ando da primeria aguia ca eu , d es vela lan ando de uma ce rta anca, na mesa, madrid, da secreta ria aqui, tudo is to deq ue vaso os falo desta no do arquivo, s en doque ue do agora east as das putas terroristas como sabem, fi ze ram um p ass se c q ue te maior co nse q ue en cia pr a tica, on cão ac esso primeira de todos os arquivos e pro tt anto t en tam as si m di fi c uk l t ra primeira mir ac ad a um , umo mor re da t ira , rato das relaçoes p elo s ac on tec ie mn to saqui ina na rr ad do os

pois uma outra figuraçao do mesmo arpao se me desvelou ao olhar, e ontem de novo o vi, é um arpao desenhado na cera das ancas das asa pequena iguais a desta mesa, que creio alguma das putas terroristas que aqui entram o tera feito, pois náo em tempo ido dei cera nelas, e nao me parece portanto plausivel que esse arpao tenha ficado figurado, quando se o ve da esteira, parece mesmo uma anca que ficou sem um pedaço, como alguem que teria mordido uma perna de uma rapariga,

p o is uma o u t rata rf do figo ur da raçao do me sm circulo do arpao, mob delta do cik, do dik do seme do quadrado do es do velo , argo, lou cao o l homem da ar, e on te maior de en vo avi, é um ar pao d es sena hd dona cera das ancas da sasa, pe q eu na e gata vaso isa desta, de sta da mne mesa, madrid, q ue circulo do rei , circulo do al gume das putas terroristas, q ue a qui en t ram o teeesa ra, feito, p o is n cáo em te mp circulo ido dei , ce ra neals, e n ºcao me pa rece porta anto p l au s ive vaso el, q ue esse ar ap o ten h a fi cado figu ur rato do ado, qua ando se ove da este ira, pa rece me sm o uma anca q ue fi co do vaso se maior de um peda aço es, c omo al g ue maior do que teresa tee ria mor dido, uma perna de uma ra par da riga

para melhor todos poderem visualizar, esat mesa onde agora escrevo, a negra tem duas asas, uma mais peqeuna que se move no eixo, e cada termino das asas tem dois prumos de ancas femeninas em, madeira, e desde que a pequena dispus em angulo por detras existe um outro identico prumo, onde agora esta uma bandeja de prata com as rosas e o calice doirado dos pinheirinhos em cima, o arpao, apareceu desenhado neste prumo, apontando para cima, ou seja para o ceu, está figurado na quarta naca, sendo que a terceira esta tambem marcada, este prumo projecta uma sombra sobre um pato de maderia daqueles que vieram da republica dominicana, ou seja mais uma relaçao entre a meta imagem dos piratas das caraibas, e da relaçao intima entre os acontciemntos de noventa na republica dominicana, depois o tremor no haithi e agora no chile

para mel hor primeira de todos pode der rem v isu ua al iza rato, es sat da mesa onda deo do agora es circulo do rato evo, priemria ane negra te maior du as das asas, uma mais, fr, pe q eu naco q ue se emo ove no ei do xo, é circulo da ad a te rato do mino das asas, te maior do is p rumo sd e ancas femeninas em, made ria, é de sd e 3 q ue primeria pe q eu na di serpente dos pus em angulo por det ra serpente e xis te um do outro, id en tico p rumo, onda dea do agora es sat uma ban de jade p rta com as ro ase do circulo do cal do ice, cali ice, do irado dos pin he ei rinhos em c ima, o ar a pao, ap ar e ceu de es sena hd do circulo do nest, é pr rumo, ap ponta ando para c ima, o vaso seja para do circulo do ceu, doc eu, é es stá figu ur rato do ado na qua rta nac a, s en doque ue da primeira terceira e sta tan bm mar rca ad a, este p rum meo pro ject a uma sombra s ob re um pato de made ria da q ue l es q ue vie ram da rep pub l cia do mini c ana, o use seja mais, fr, uma do relaçao en t rea met a ima mage ge maior dos piratas das cara rai ibas, é da r el la aç coa es in tim a en t re os ac on tc ie mn t os de n ove en a t na re pub l cia do mina c ana, d ep o is o teresa remo morr ho home da primeria it hi , é do agora do no do chile, que é nome tambem de bairro aqui em lisboa, e que apareceu recentemente net na imagem do metro em lisboa, relacionada com co nin br riga , o u seja co im br cao u ala en tejo

a imagem das pegadas na neve, chamemo-lhe assim, visto que outros assim a chamam, tras outros fios recentes de ontem na camara clara e hoje numa revista na pampulha e nas imagens da minha pequena volta, ah amada se comigo vivesses, era tudo isto muito mais simples, estás a ver a enorme dificuldade de sair a rua, depois sai quase um inteiro romance, se ca estivesses, fazia assim uma rede de baloiço entre os teus seios e assim saia para a rua e só via os olhos de teu amor em teu peito e andava mais quentinho e tudo

a ima mage ge mai iro das pega da sn ane neve, cha am me sm o do tralo ingles l he as si em, vi s to q eu deo de outros, o u t y rosa s sima chama am, t ra s de outros fi os rec en t es de on te mna cam ara da clara e do homem do oje, nu ma r e vaso ista na pam mp u la he noa s ima ge ns da min homem da primeira pequena vaso o l t a, a h am ad a se co mig e vive esses, e ra tudo is to mu it o mais, fr, si mp l es, e stás a ave vera en o r me di fic cu l dade de s air a rua, d ep o is sa e q ua ase um ine t rato ps iro romance, sec a est ive w ess es, f az ia as si maior uma red e de bal loi oiço en t re os te us se iso e as si mai ior s aia para da primeria da rua, é serpente do ó da via os olhos de t eu amo mor rem te rea s pe it o e anda ava mais, fr, q u en tinho e tudo
ora, gansos é então, imagem de meninos pequeninos , de instituições que os deviam guardar e nas vezes deles deixam abusar, gansos é também antiga imagem de abusos infantis, e os últimos que aqui mencionados se bem se recordam, fora, uma estranha e mc macabra historia em Sevilha, que aparecera num jornal português, antes do tremor, de dois casais em Sevilha, e de trocas de filhos menores com conhecimentos das mães, ou seja, faz-me sentido então pensar que este tremor que aqui assim se espelha, esteja relacionado com Espanha, e se tenha reflectido, ou mesmo seja consequência desta imagem de abuso que aparecera, porque, porque, uma outra linha dá lógica a esta dedução, a relação, que tinha afirmado existir do tal grupo, de origem nazi, cada vez mais assim parece, na morte de Kennedy, o tal grupo multinacional reunido para o efeito, e também responsável pela morte de Allende, e do derrube do regime da altura no Chile,

o ra dos gansos é en tao, ima mage en de meninos pe q eu nino sd, é instituiçoes q ue os d eve iam g ua ard ar e na s v e ze es deles, de ix am ab usa rat dos gansos, é eta tam am tambem antiga ima ge maior de ab bus us os in fan ti se os sul t imo s q ue a qui men i c on ie, se b em se record dam am for, uma es t rata anha e mc mac bar primeira da historia, h s it tori a em sevilha, q ue ap ar e cera nu maior do jornal portugues, ant es do t remo mor do tremor, dedo is casais em sevilha, e de t rocas de fil homem do os em noe rato es com c on he cie mn t o sd as maes, o use seja, f az do traço da inglesa me s en t id o en tao pen sarc, t u barao, q ue est tremor, q ue au ia ss em se es p el homem da primeira, est j ar el ac cio n ado com espanha, é set e t en homem dp da primeira r efe fel t id o, uou me sm do circulo do seja, co nse sec q u en cia de sta desta imagem, de ab bus usa sao q ue ap ar e cera, por q ue, por q ue, uma outra da linha do quadrado do acento da primeira da logica, primeira desta, dedu çao es, primeira da relacao, q ue da tinha, a fi rato mado existir do t al g rupo, deo rige em nazi, c ad ave zorro mais, fr, as si m a pep rec en a morte de keenedy, o t al g rupo mu l tina cio n al da multinacional, reu nid o para do circulo do efe it oe nt am tambem r ep ps son s ave l p el lam am primeira da morte de allende, é p do der r ub e do reg gi meda al tura no do chile

ontem aparecia também o rapaz espanhol cm estranho nome rubi calda, que a mim me faz sempre lembrar diamantes, meninas, cas de meninas e calda , sangue, morangos, meninas pequeninas, e menstruo, com um ar muito mais contido do que da ultima vez naquele passe com o lenço a entrar no carro, falando da prisão do chefe operacional militar da eta, o estranho, para alem do conteúdo, desta vez acertado, pois nao estava a tentar engromilar as gentes, era a calma dele, pareceu-me demasiada composta para ser genuína, também ontem depois ouvi pelo espírito que era um jogo, e quando o ouvi, nao deixei de relacionar com ele e as declarações dele

on te maior da ap par ar e cia tam am tambem o do r ap z espanho cm es t rato do anho no me da rubi c alda, q ue primeira am mim da me do fá se mp re lem br a dia am man t es das meninas, cas de me nina se da calda circulo 101 da calada da alda , sangue, mor rangos, meninas pequeninas, e mes sn t ru circulo, com um da ar mu it o mais, fr, c on t id o doque da u l t ima ave zorro naquele do p ase com o len çao es, primeira a en t ra ano carro, f al lam ando da prisao doc homem efe opera ra cio n al militra da eta, o es t rato do anho, para al lem do conte, vaso do dó, de sta ave z ac da onda e rta ado, p o is n ºcao est ava a te bn tar en g romi ,ila primeiro ar as genet ts, e ra ac alma dele, pae ce ru do traço da inglesa me dima si ad a co mp da posta para ser g en uu ina, tam am tambem on te maior d ep o is o uv io da p elo es pe it io q ue e ra do primeiro jogo, é qua ando do circulo o uv vi, nº cao de ix ei de r el ac cio n ar com dele, é as dec lara rações dele, ou seja matança na russia, russa pressiano , russel

curiosamente no final do ultimo vídeo publicado, de novo lanomina imperial, tiros de metralhadora, ak, costureirinha, um confronto entre dois rapazes que parecem disputar uma mesma rapariga, outra versão do choque de titas, e depois aparece no final um outro, que é o director da companhia que de alguma forma parece escutar e talvez proteger a rapariga, o que é parecido com o laurent do pasquier

cu do iro sm que mente no fina al do u l t imo v id deo pub lic cado br, de en ovo lan ano da mina imperial, tir iro sd é metralahdora, ak, cos t ur ei rinha, um c on fr rio n to en t red o is ra p az es q u we ap rece em di sp u t ra uma me sm a rapariga, outra vaso e rato da sao do cho q ue de tita se d ep o is ap ar rece no fina al um de outro, q ue é o di rec tor da co mp anhi a , q ue de al homem uma forma pa rece es cu t ra e t alvez pro tege ra da rapariga, o q ue é par e c id o com o l au rent do pas qui, ie é rato
Isto hoje vai aos pedacinhos, penso eu de que

Is to ho pje eva ia os peda ac cinho s, pen s o eu deque

A imagem que se espelhou no quadro do michael parker, me disse mais um importante pormenor o espírito quando estava nela a pensar, o tremor que ali se espelhou, se deu na parte esquerda baixa de frente, ou seja na direita baixa, portanto o que assim li, foi que os gansos, os meninos, que aqui correspondem a casa pia, de alguma forma tremeram, ou seja foram abusados ou lhes fizerem pavor, medo ou horror, e então as andas o tripé, onde a menina por eles se eleva terá tremido

A ima mage ge mao, q ue sw é, es sap p alho un no quadro do mic h a elp p ar kapa é rato, me di isse se mais, fr um im porta ante por men o r o es pi rito q un dó est ava nela a p en sar, aro t remo mor do tremor, q ue a l ise s 3 es pel ho use deu na p arte esu q ue rda ba ix a de fr en teo ux seja na m id re it a ba i xx a, por anto o, q ue as si ml le, f oi q ue os gansos, os meninos, q ue a qui cor r es ponde ema primeira da casa pia, de al gum a forma t reme ram, o use seja for am ano circulo do vaso sados, o u l he es fi ze rem p avo ra med oo u ho rr o re en ato as das andas do circulo fo t rato do ipe, onda dea da primeira menina por el es se el eva teresa ra t rem emi , can tora id o

apareceu vao de novo aqui no corte, praia do gang do soares, mas ontem ouvi pelo espirito, qualquer um que rosnava a uma outra puta de outra das casas dos terroristas de lá, do cavaco, ou seja relacionado com a assinatura que no vao se tinha também desvelado de um mini tornado

ap par rece eu do vao de n ov qui no corte, es, pr aia dog ang dodo ares, maso em te m o uv vio ip da p elo es p ei rt io, q ual q ue rum, q ue ros na ava a uma poutra, egua pequenina, puta de outra das casas dos terroristas de lá, do cavaco, o vaso seja r el ac cio n ado com a as sin a tura q ue no vao se tina homem tam n b em d es vela lado de um mini, gb, tornado

d ep o is , e xis te an t es, o outro da rop por men o rato, q ue refer ren cio em Pal av ra O r ad ap o is uma das prime ira s f oto s q ue tir ire rei com de este, tele emo ove el, o pim e iro q ue t en ho com uma cam ara for a esca tae mn te primeira de este q au d rose b em me l em br o, vitorino amenesio, am eni s ia, ant es tir ir ie e uma f oto primeira da porta do es stud dio fe cha a sd a , d ep da poia ab e rta , é a terceira se ria do circulo doc au dr o, o u seja um por c esso de l uz, e d ep o is

algum tempo mais tarde fazendo experiências com o editor de imagem do telemóvel, nela no meio dos dois incrustei o saturno, que ontem se reflectiu na imagem que em Palavra orada narro, ou seja, a imagem das la lam am mel as, das ressonâncias como os satélites e os passes magnéticos , com relação as guerras de angola, cuja referencia em minha memoria me remeteu para o huambo

al gum te mp o mais t arde do fazendo experiencias, com do circulo do ed, prof it tor de ima mage made ria do tele lem vaso sal el, nela no me io dos dois inc ru s t ei o sat ur no, que on te maior se ref for mula one le c ti un a imagem, q ue em Pal av ra o rato ad ana rr o, o u seja, a imagem das la lam am mel as, das r esso on ac cia s c omo os satelites, é os passes magneticos , com do tribunal da relaçao, as das guerras de angola, cu ja refer ren cia em min home da primeira me mor ia me reme te vaso do para do circulo do huambo, home uam mul ti banco bo
pequenas informaçoes sobre algunas das imagens do ultimo, video, a anterioe a este que agora cima hoje se publica


28 1 03 10

vinte oito, o maestro, segundo de oitenta e um, do grupo 110, onze circulo do trinta e um da armada, primeira ramada,

circulo do primeiro da triade do treze de dez

c irc culo dop rime iro dra dt da primeira dat cruz ra rai iade id e, dot da cruz do treze, az ar, rato é ze de dede der dez , quadrado, do delta, zorro do rato, ps

Um pequeno pormenor que mostro nas imagens deste vídeo, acabo por não o explicar, a mossa que é visível na esquina da parede da porta , que simboliza o ângulo com o prumo do bang do olusfen, que por sua vez remete para ny, queda das torres, asa dos skull and bones, figurados no móvel ao lado da coluna, depois de hoje mostrar a cobra negra dupla, do infinito, do banco de estirador, da cruz pernas negras e madeira, que simboliza o cruzamento entre dois toiros, ou dois titas como também menciono, mo contexto do que agora se exprimiu no Chile,

Um pequeno por men circulo do rato ps q ue mos t ra da onda do circulo nas ima ge ns do quadrado de este, vaso id deo, aca bo por n º cao do circulo e x p lic da ar, primeria am mossa, q ue é vaso isi vaso dele , na es q vaso do ina, a da parede, da porta, cds, q ue si m bol iz xa do circulo do angulo com o pr onda umo do ban dg do o u l us f en, q ue por serpente da ua ave zorro reme te para ny, queda das tor e rato ps es, as sado serpenets dos skull anda dos bones, b one es, d figu rato dos ados no moa ave l ao l ado da co luna, de pp is de homem oje mos t ra rato ps primeira cobra negra dupla do infinito, a do banco, de es tir a da dor, da c ru zorro zp pernas negras e mad ad e ira, q u y e si mb o l zorro do ia do circulo do c ru uza zam am mn to en t re do is toi roso vaso do is tita sc omo tam am tambem men cio no, mo contexto doque ue do agora da se , e x prim ei un o chile

corria o ano de noventa e nove, quando as obras aqui ficaram completas, e chegaram de frança os armarios tipo de biblioteca para o arquivo das cassetes de video da empresa, foi a primeira vez que me dirigi a garagem aqui ao lado, pois precisava de uma maquina de soldar para montara os carris, onde os armarios deslizam, e tambem de mais um par de maos para os transportar , visto que sao pesados demais para uma pessoa, o rapaz me deu uma ajuda, seria talvez um dia depois do almoço, o rapaz nao muito focado, ao entrar com um carril, ali bateu, e logo ficou aquela primeira marca, nas minhas paredes ainda alvas acabadas de fazer e de pintar

cor ria do circulo do ano de noventa e nove, en ove, qua ando as das obras aqui, fi caram co mp le eta se chaga gara ram de frança os ar am mario, ps, s t ipo pode da ode dd da bi b kapa lio da teca, maderia, para do circulo do arquivo das cassetes de video da em presa, f oi a prime ira ave zorro do q ue da me di rig ia gara rage maqui ao l onda do ado, p o is pre c isa ava de uma ma quina de sol do quadrado da ar do para mon da tara os carris, onda deo os ar am ar iso d es liza zam am, e eta tam am tambem de mais, fr, um par de mao serpente do para os t ra sn porta rato , vi serpente to q ue sao pesa sados de ema mais, fr, para uma da pessoa, circulo do rapaz da me d eu, uma da ajuda, se ria t alve zorro um dia d ep o is do al moço, o ra p az noa mu it o foca cado,br, cao en t rac om um car rato do il, al i ba bat te eu, e l ogo fi co do vaso daquela da primeria marca, nas min home da primeira a ap pr red es a inda alva s aca bad as de f az e rede pin da tar, cruz da


a imagem final deste video, onde falo da relação entre o fio do cio do correio da manha com a sakira, que me levou a memoria do tal fotografo silveira ramos, que alugou em tyempo um barracão da santa casa misericórdia, ao pe de xabregas, onde se filmou o clip do Lx, bando do rui pregal da chuna, onde numa gaiola, se ve a dançar a rapariga modelo que simboliza a aranha nos carris do leito que recentemente apareceu, e que se liga a uma outra imagem de outro clip da sakira, raw footage, que uma vez comentei, que remete para o lobo, declino eu em video , pregal em prego, em martelo, e em pregal, nome também de uma vila do outro lado do rio relacionada com a imagem do tratado de lisboa, que remete para o chile pelas razoes que explico,

a ima ge maior fina al de este vaso id deo, onda do falo da relaçao, do tribunal, en t reo fi do io do cio do correio da manha com da primeria s ak da ira, iraque me l evo ua am me mor ia do t al fo y o g raf circulo do silveira ram serpente do circulo, q ue al lu g o ue maior t y e mp o um bar racao da s anta da casa mi siri cor dia, cao pede xabregas, onda da se fil mo u o c l ip do Lx, bando do rui pregal da ac huna, onda numa gai da ola, se eve primeira dan ç ar da primeira rapariga modelo, q ue s im bol iza primeira aranha nós das carris do leito , toque rec en te maior net ap ar receu, e q ue da se da liga a uma de outra ria iam mg e made ria deo de outro roc c l ip da s ak ira, ra w fo o tage, q ue um ave zorro com en t ei, q ue rem te para do c irc uk lo do lobo, dec lino eu em v id deo do pregal, em p rego, em mar tel oe em pr e gal, no me t am b em de uma via l do o u t r l ado do rio r el ac cion dc om primeria ima ge maior do t rata do de lis boa, q ue reme te para do circulo do chile, p el as r azo es q ue é x p lic circulo

na america obama ontem anunciava no yahoo, a manutençao do patriot act mais um ano, argumentando tres razoes, uma das quais a busca do tal terrorista que actua sozinho, cujo code name é exctamente o lobo

na ma erica circulo do ob bam am on te manu un cia ava no yahoo, a man u t en çao es do pat do riot act, ma si primeiro ano, ar gum en a t n do t ratos es r az o es, uma das quais, policia fr, a b us cado, br, t al t ero rr do ista, q ue ac tua s oz in ho, cu jo cod e n am me é e x cat ae mn te do circulo do lobo


curiosamente tambem um sincronismo entre um pensamento que se me afigurou ontem, relacionado com a imagem do quadro do michael parker, da caneta parker, se manifestou no telejornal de ontem canal dois um belo rapaz que faz iñstrumemntos com os meninos da guerra em angola, a partir de material militar, apresentava um , como um misto de antena e laser de ressoancia, lamelas, pangeia, ny, saturno, saturno aneis, do planeta das estrelas, das destruiçoes militares lamela, percurssao, é preciso ter unhas, ou seja a imagem ter unha para tocar guitarra, kronos, cordas, s r ring ingles da antena de la lam am mel as, arets ire ias arte e ideia, sej, angola, a percursao numa caneta de prata , huambo, os meninos, sic cai, sic re, li gre dez ase is dos duzentos, es, do d is viver, a russia chaga, recebera um postal com dois a zero, ou seja com um maconico, assim era a estranho texto do jogo de futebol de seguida entre o porto e o sporting, no mesmo alinhamento , a reverbar aindas nas imagens de ontem dos dois filmes dos realizadores portugueses do norte, vanitas, e espelho magico, e um prego antigo no s joao do porto, assim parece tambem, da historia, ou seja, a imagem da silveira, como a rapariga do qaudro do sir richard blake , ou seja sir william blake ric hm mo treze on quadrado do mundo, provavelmente o tal do jaguares no porto

cu do ur do rio porto psd, pr cmp ,sam am que mente tam e b m um sic n ron is mo en t re um pen sa em n toque ue da se da me a figu arra on te mairo mr r el ac cio n ado com a ima ge maior do quadro do mic h a el parker, da can te pa r k e rato da se, man ani if es to un no do telejornal de on te mc na al do is one, um b elo ra ap zorro do q ue f az iñ s t rum em n t os c om os meninos da guerra em angola, a p art tir de mat e ria l mili tat, ap rese 3 n t ava um , c omo um mi s to de antena é laser de r esso anc ia, la mel as, pan ge ia ny, sat ur no, sat ur no dos aneis, do pal n eta das estrelas, das d es t rui ço es militares lam dela, per rc cu r ss cao, é pre cio teresa unhas, o vaso use seja primeria iam mg ge maior da teresa unha do para toca da ar da g u it tarra, k ron os, cordas, s rato do ring ingles da antena de la lam am mel as, arets ire ias arte e ideia, sej, angola, a per curs sao nu ma c ane net a de p a rta , h ua m bo, os meninos, sic ,cai, sic re, li gre dez ase is dos d uz en t os, es, do d is viver, a russia chaga, rec e bn é ra um ps ota al com do isa zorro do ero, o vaso do sej com um maconico, as si mer aa es t rato do anho tex , o to do jogo de futebol de se guida en t reo porto é o do circulo do sporting, no me sm o al ina hm en to , a r eve rba ra indas nas ima ge ns de on te maior dos do si filmes dos realizadors portugueses do norte, v ani t ase es ep l ho magico, é um pr ego antigo no s j o cao do porto, as si maior par ce eta am be maio, a da historia, o use seja a ima ge maior da silveira, c omo primeira rapariga do qa u d rodo do sir richard blake , o use seja sir william blake ric hm mo treze on quadrado do mon do, por v ave lem n teo t al do jaguares do no do porto


pois um dia calhou numa foto do quadro, incrustar um gif do nokia, saturno na posiçao entre a menina e o anjo, ou seja remete tambem para a white sheet, e sendo ainda que a imagem do dedo, da mao, e do falo, que abordo neste video e que se manifestou no anterior, era ainda repetida pelo jogador yanic , luca delta da charcutaria do el pozo, da liga dez ase is dos duzentos, madrid, canal viver, a da russia chaga , um post al com do maçónico


p o is um dia c alho vaso nu am f oto do quadrao, inc ru star um do gif, erika, do no ki a, saturno na po siç sao es en t rea primeira da menina é o circulo do anjo, o use seja reme te eta rta tam men mair do para primeira da white sheet, é s en do a inda q ue a ima ge maio do dedo, da mao, e do falo q ue ab o r do nest e v id deo, é q ue da se man ani if est o un o ante rio rato, é ra a inda rep pet ida p elo jo gado da dor do yanic, y a hh i circulo do luca do delta da charcutaria do el pozo, da liga dez ase is dos duzentos, madris, canal viver, a da russia chaga , um post al com do maconico

rui rio, do psd do porto, esta ligado aos carros antigos, a esta garagem aqui ao lado e esta tambem implicado nas imagens que recentemente se abriram do arquivo, relativas a janeiro de dois mil e seis, na zona de aveiras, pois ele lá estava e nunca respondeu a nada do que por diversas vezes o interpelei, aparecia ontem ou antes de ontem no porto , depois de ter eu falado do psd e da madeira, e se remetera mais uma vez para o silencio


rui rio, do psd do porto, é sta liga do gado primeira do os carros antigos, a e sta gara da rage ge ema maqui cao l ado, é esta t am tambem im pç ll kica cado nas ima ge sn q ue rec en te maior net da se ab br rato ira am do arquivo, r el at iva sa jane iro dedo is mi da ile se~is, na zorro x on ad e aveiras, p o is dele, l á estav e nu n ca r es ponde d eu ana ada dado q ue por di vera serpentes v e ze w es o inter rp pele ei, ap ar e cia on te mo u anet ts deo on te maio do no do porto , d ep o is de teresa eu fala lado do psd, é da madeira, e se reme teresa ra ma si uma ave zorro do zp do para do circulo do si len cia circulo