terça-feira, agosto 31, 2010

mais uma vez os bandidos aqui entraram e roubaram

mais , fr, uma vaso e zorro do os dos ban d id o s aqui en t rato ps aram e ro ub bar ar aram

dei conta talvez antes de ontem, que mais ou menso quinhentas fotos do meu telemovel foram roubada da pasta que trazia no pc, bem como alteraram digitalizaçoes de cartas que irao entrar ainda prepostio do brasil e dos desenhos da familia incrivel

 dei conta, t alvez ant es de o nt e maior, q u e onda mais,  o u men s o quin h en t as f oto sd o meu tele maior ove el,  foram, pt,  ro ub bad ad a da pasta, dinheiro, italia,  q u e t r az ia no do pc, b em c omo al te rato ps aram di gita al iza ço es de c art as q u e irao en t rato da ar da a inda pre ep p os t io do bras ile ledo s d es en h os da f am ili a inc rato ps iv el

publico de seguida na Casa de Deus, mais cinco folhas manuscritas sobre as bombas, e um orcaulo de um sonho ~que tive hoje dia 31 de agosto, sobre a queda das torres de ny

pub li code se guida na Ca sade De us, massi c inc o fol h as manu s circulos das ritas s ob re as das b o mba se de um orca u lode primerio do circulo dez, um sonho onda q u e teve homem do oje dia ,31 , de agosto, s ob rea primeira da queda das torres de ny

 e outras artes aqui forma por terceiros preparadas

 é outras art es a qui ki,  forma por ter ce iros pre par ad as

ao mesmo tempo de mais este roubo e dos outros passes dos terroritas nos browsers e nos videos, como aqui relatei, apareceu essa puta maior da pt da altura do roubo do canal zero, o tal dos titulo comprado, horta e costa numa capa de um joprnal, com os dedos na mao a fazer de foda e ao lado uma bestinha da ongoing, ou lá como se chama essa empresa dos bandidos, a soma, deste sincronismo com mais este roubo, parece indicar que foi essa puta

quem os prende, suas putas vergadas aos politicos corruptos!!!!
quero justiça, seus filhos da puta, a justiça que me é devida a mim e a meu filho pelas leis!!!
terroristas, morrram todos!!!!

novo pedaço de texto sobre as bombas na Casa de Deus

n ovo peda aço es, de t e x t o s ob re as b o mba sn a C a s a d e D e us

e sendo que o espírito me desvelou ontem pela vela, que este passe do ultimo ataque terrorista , se prende com o vídeo de vinte e quatro de agosto, aqui publicado, que curiosamente , como podereis verificar continua sem funcionar, bem como o penúltimo, pelo menos nos meus browsers, que alteram em constância por programação, como o sei também pelo espírito,

é s en doque circulo es pie it tome d es velo lou on te m p dela,  vela, q u e de este p as se sed o u l t imo ata  q u e  te rr o rato do ista , se pr en de c om o v id deo de vinte e quatro rop de a g os to, a qui pub l ciado, quadrado do primeiro da  ue , c ur rio do io sam am , a que mente , c omo poder eri s v e r if fi car c on tin ua se am maior fun cio n ar, b em c omo o pen u l t imo, p elo men os nós me us br o ws e rato serpente, q u e al t e ram em cona tn cia por pro g rama maçao, c omo circulo s ei tam am tambem p elo es pei it o,

ou seja a chave que consta nesse vídeo, é aquela que  eles não querem que eu consciencialize , depois ta conto

o vaso do seja da primeira da c h ave q u e co ns st primeira ane  ness e v i d eo, é aquela q u e deles,  n cao q  u e rem q u e~eu co ns cien z ia lize , d ep o is t a c on t o

castor e pollux

acrescento já, uma explicação complementar à dada em vídeo, sobre  a relaçao do passe da teresa na pousada de sao paulo no Alentejo, e a imagem que aqui publiquei, quando a encontrei, do tal dueto do human la la la , grupo de dança do canada

ac rato do  es cento j á, uma e x p li caçao com p el net ar à dada em v i d e o, s ob re  a primeira do tribunal  da relaçao, a do passe da teresa,  na p o usa sada de sa p au lo no do alentejo, é primeira  imagem q  ue aqui ki,  pub lic u ei, qua n do da primeira en c on t rato ps we ei, id do do t al do dueto do h um an l a l ala ,  g rupo de dan cado, br, cortez, circulo da ana ad da primeira

human sex duo, como se reflecte no tal papel da pousada dessa estada que aqui uma vez contei, em pormenor quando me dei conta de dois factos estranhos, o primeiro o numero do quarto indicar, 101, ou seja uma fêmea e dois, uma diferença do humam sex duo, um trio, e depois que ele nem tinha data de saída ou mesmo de entrada e sem id, ou seja era local de frequentes encontros amorosos da puta, estou escrevendo de cor isto, o que depois, relacionado com o tal da pousada que a teresa já conhecia, das pousadas do inatel, via icep, assim creio, ou seja, mais uma vez inatel, como na imagem da trindade, aqui recentemente evocada a propósito da queda das torres, e sendo que a teresa à imagem da monica, também passou pelo canada, como aqui narrei, e jantou na mesma torre de comunicações, onde a monica também estivera com o paul saint jean

h u man do sex duo, dp, pie, c omo se refe fel ct en o t al pap el da p o usa sada, a d essa cobra da est ad a q u e  ki aqui uma vez c on tei, em por men o rato, ps,  qua n do da me dei conta de do is f ac atos est ran  home  os, o primeiro,  o nu mer ero do q ua rt o indica car, 101, o vaso do seja,  uma femea é do is, uma di dif  fr ença es do h uma do sex duo, um t rio, e d ep o is q u e dele,  ne maior da tinha da data, empresa,  de s aida , o u me sm mode en t rata ad a, est o u es c r eve en do de cor is to, o q u y e d ep o is rato dela , a ac cio n ad o com do circulo do tal da pousada , q u e primeira da teresa , j á c on he cia, das p o usa sada s do ina tel, via icep, as si maior c rei dp u seja mais, fr,  uma v e zorro ina tel, c omo na ima ge madeira da t rin dade, a qui re en te mne net e v o c ad a , a por rp pr rosi to da queda das torres, e s en doque da primeira teresa,  à ima ge madeira da damo da monica, tambem , p ass o u p elo canada, c omo a qui na rr rei ei, é jn ato un da primeira da mesma torre de co muni caçoes es, onda dea da primeira monica tam am tambem, é serpente ti da vera com do circulo do paul sa int da jean

pois a quebra de tensão que ocorrera quando pela noite estava em baixo no ciclorama cor azul croma, como o ciclorama representado na imagem do dueto de dança aqui uma vez publicado, com uma belíssima musica, me avivou uma outra, a que tive da ultima vez que almocei com a monica lapa antes do seu falecimento, na casa dela na lapa com o michel, e que também creio, que aqui narrei uma vez

p o is a primeira da quebra de t en sao,  quadrado vaso ue,  e,  o cor rato ps era qa un do p dela, lan ano da noite , est ava em ba i xo no si l co rama cor azul circulo de  roma, c omo o si l o rama r ep r es n w et ad dona ima fg  em do d u eta de dança aqui,  uma v e z pub li cado, com uma bel is sima mu sica, me av ivo u de uma outra, a q u e teve,  da u l t ima v e zooro do q u e al mo c ei com da primeira monica lapa ant es do s eu f al e cimento, na c as de l ana lapa com do circulo do michel, e q u e eta tam am tambem c rei o, q u e ki aqui na rr rei do ei,  uma vaso e zorro

ou seja reconheço por memoria, a mesma semelhança, sendo a diferença, a potencia, ou intensidade, do que na base nao deixa de ser uma mesma assinatura de um semelhante processo, um ab, c, reaçao, o da monica, foi ao chegar a casa onde já vivia com a teresa, av poeta mistral, e literalmente me senti a cair no chao, e estive dormindo pelo menos a tarde toda, se nao mais, e tive a clara consciencia que a monica ia morrer,

o u seja reco n he ço cortez pr por me mor ia, primeira da mesma , seme l h ança es, s en do da primeira di feren ença es , pri mira poe tn cia, o u int es sida dade, doque na b ase n cao de ix ad e ,ser uma mesma as sin tura de um seme l h ante pro roc c esso do primeiro ab, c, rea sao es, circulo  da monica, fo ia o c he gara casa onde já vivia , com da primeira teresa, primeira do  vaso da  poe eta da m is t rato da al, e lite rato lam que mente, me s en ti a c air no cha oe est ive dor maior indo p elo men os a t arde toda, se n cao mais fr, é teve da primeira co ns cien cia q u e da primeira dam da monica , est ava a mor ra é rato ps,

ou seja duas abc, reaçoes, se bem com motivos distintos, operadas por terceiros em forma consciente, o tal processos dos passes sexuais, que criam as garras que se sentem no coraçao, muitas vezes confundidas com outros sintomas, por exemplo, derivados de angustias grandes, mas que nao o sao, e que no fundo sao tentativas de morte, e um fio muito antigo com intervenientes que aqui agora no corte das palavras se desvelaram, o mesmo porcesso da morte de lima de freitas, assim me desvelou o espirito na vela em que agora de novo sobre ele e os mitologemas que me deixou, reflecti, ou do ted kennedy

o vaso do seja duas do às do abc,  espanha, rea aço es cortez, se b em com m ot ivo s di s tintos, o pera d as por te rc e iros em forma co ns ci en te, o t al pro roc ess os dos p ass es se x ua is, q u e c riam ás das garras q u e se s en te maio no cora raçao, mu it as v e z es c on fun dida s c om outros sin tomas, por e x e mp l o, der iva ad os de angus tias g rand es, masque n cao o sao, e q u e no fun do sao t en tat iva s d e morte, é um fi o mu it o antigo com inter v eni en t es q u e aqui do agora no corte das pal av r as da se d es vela lara ram, o do mesmo por c esso damo da morte de lima de freitas, as si maior da me d es velo lou circulo es pi rito na vela em q u e agora de  n ovo s ob re dele, é os mi tol o gema s q u e me dei xo vaso, r efe fel l cti, o vaso do t ed k en ned y

o em relaçao a teresa, foi a consciência, não consciente do passe, e do facto de ela ser uma puta espia, coisa que ainda não sabia, uma puta no sentido, de me ter entrado na vida com preposito claro e preparado pelo mesmo grupo, com vista a me fazerem um filho para o roubar, porque, pelas razoes que aqui expliquei recentemente, me matar e ter a continuidade do génio para continuarem a alimentar os ladroes que em constância me roubam e me fodem, como o espírito já mo desvelou, que eles já ganham dinheiro a conta da criatividade de meu filho, putas que vos pariu, morrei todos!!!!

circulo  em relaçao , tribunal, prime ria da teresa, fo do  ia co ns cien cia, n cao co ns ci en te d o p ass e, e do f ac ato de dela,  ser uma puta es p ia  co do isaque , primeira inda n cao sa da bia, uma puta no serpente  en cruz id circulo, de met re en cruz rato do ad dona av id a c om pre posi toc do primeiro  aro,  eépre par ad circulo da  puta do elo do mesmo g rupo, com do vaso do ista da primeira me fo rte do az do ze do rem um fi l homem do circulo,  para do circulo do orubu bar, por quadrado e vaso ue  ep delas , rato do az do circulo  es qaudrado vaso ue da primeira do qui, é x p liq vaso  ei rec en te maior nt e, me mat ar e teresa primeira c on tin u id ad e do g eni o para c on tin ua rem a al im en tar os l ad r o es q u e em co sn tan cia me ro ub bam am e em e fo dem, c omo o es p ei it o j á mo d es velo lou, q u e deles ja gan ham am din he iro da prime ria da conta da  c ria ti v id ad e de me u filho, putas q u e vaso do os pari ,, apaosta vaso , mor rei todos!!!!

depois agora pela memoria, me lembro que ate dei com o quarto onde esse passe se dera, sem o consciencializar na altura, na suite que estava aberta , e onde entrei para a ver

d ep o is do agora p dela,  me mor ia, me lem br broque a te d ei com do circulo do quarto onda do cobra desse p ass e se der a, s emo co ns cien cia liza rata na al tura, na s u it tec ue estav ab e rta , e onda en t rei para primeira vaso , é rato pse

uma outra relaçao com dança ali na proximidade se estabelece, rui horta, a companhia do rui horta que por ali perto tras instalaçoes

uma outra da relaçao com dd dança,  al ina por x em id ad e se e stab e le ce do rui horta, primeira da companhia do rui horta,  q u e por al i per to t rato ás das instalaçoes, in st ala co cortez espanhol

curisoso porque no entretanto me lembrei que o video clip que começei a rodar no dia seguinte, foi o realejo, e o ab reaçao com a teresa começara aí mesmo, na viagem de volta, da pousada, pois vinha eu ouvindo em forma repetida a mesma musica para a memorizar, e ele fez um qualquer comentario , que desvalorizava o meu trabalho, cmo se eu andasse perdendo tempo a fazer clips de musicas assim, e eu percebi sem perceber que a coisa, ou seja a opiniao dela, era bem mais funda

c ur iso por q u e no en t r eta nt o me lem brei q u e ovideo c l ip q u e co meçe es ia roda rato do no do porgrama da rtp, dia seguinte, fo io do re al e joe circulo da ab reaçao com da primeira da teresa,  co meça es ra aí me sm on a via ge madeira,  de vo l  t a, da ap o usa sada, p o is da vinha europeu  o uv indo em forma r e pet id a am es ma mu sic a, para da primeira me mor iza rato ps, e dele, a de  fez, mar rocos,  um q ual q ue rato co men tar io , q u e d es valor iza ava om e u t r aba bal l h o, cm o se e u anda asse per den do te mp o a f az erc l ip ps demo vaso sic as as si me e u per cebi se maior da onda per cebe rato  q u e da primeira co isa, o vaso do seja da primeira da opiniao, livraria,  dela e ra b em mais, fr,  funda

curiosamente, entrava no clip um rapaz que encontrar no fragil, e que era um perfeito androgino, tanto, que eu nem soube no momento em que o vi, se era mulher ou homem, o que ressoa no human sex duo, e lhe dá uma especie de confirmaçao da natureza do passe, o plano em que ele entra , esta ele sentado na estatua do largo de sao paulo, com um moinho de cafe a imitar os antigos, rodando a manivela como se um realejo se tratasse, e uma outra imagem do clip me subiu tambem a memoria, um sofa, no meio da rua do ouro, como depois apareceu anos mais tarde numa campanha do bcp, ou seja de novo uma relaçao com o bcp e ainda de um dos belos desenhos do toninho, na reperage, lateral ao cais das colunas, que me parece indicar entao, uma relaçao do bcp no passe do roubo do violoncelo no clip da madredeus aqui abordado, e que de alguam forma remete tambem para a matança dos polacos

c uri isa sam am , a que mente, en t r ava no c l ip um rapaz q u e en c on t rato ps da ar no fr a gil, e q u e e rato da  a um do perfeito an d r o gino, t anto, q u e eu  ne ms o ube no moe m nt o em q u eonda o vi, se e ra mul her o u h ome mo q u e r esso ano h u man se do x do duo, e l he d á uma es pe cie de c on fi r maçao da na t ur e z ad o p ass e, o p lano ano p em q u e dele en t ra , e sta dele s en t ad dona es tat ua do l argo de sao p au lo, com um mo in h o deca fe a im itar os antigos, roda do dando da primeira m a n i vela c omo se um re ala jose t art tasse asse, é uma outra rai mag e madeiro do c l ip me s ub eu e eta tam am tambem da primeria me moira, um s o f ano me io da rua do ouro, c omo d ep o is ap ar e c eu ano serpente mais t arde nu ma cam p anha do bcp, o vaso do seja de n ovo , uma do tribunal da relaçao com do circulo do bcp, é a inda de um dos b elos de s en h os do t o ninho, na re pera rage, la te r al cao cais das co lunas, q u e me pa rece indica x ar en tao, uma da relaçao do bcp no do passe do roubo do viol on celo no c l ip da ma mad ad red eu saqui ab o r dado, t am  tambem e q u e de al guam forma reme te tam eb maio para da primeira da dama da matança dos polacos

nao trago acesso ao clip, donde pouco mais posso neste momento acrescentar

n cao t rago ac esso cao c l ip, don de p o u co mais p osso de neste moe m nt o ac r es c en t ar