quinta-feira, outubro 07, 2010


The Wedding Song


He is now to be among you at the calling of your hearts
Rest assured this troubador is acting on His part.
The union of your spirits, here, has caused Him to remain
For whenever two or more of you are gathered in His name
There is Love. There is Love.
A man shall leave his mother and a woman leave her home
And they shall travel on to where the two shall be as one.
As it was in the beginning is now and til the end
Woman draws her life from man and gives it back again.
And there is Love. There is Love.
Well then what's to be the reason for becoming man and wife?
Is it Love that brings you here or Love that brings you life?
And if loving is the answer, then who's the giving for?
Do you believe in something that you've never seen before?
Oh there's Love, there is Love.
Oh the marriage of your spirits here has caused Him to remain
For whenever two or more of you are gathered in His name
There is Love. There is Love.
The first time ever I saw your face
I thought the sun rose in your eyes
And the moon and the stars were the gifts you gave
To the night and the empty skies my love
To the night and the empty skies

The first time ever I kissed your mouth
I felt the earth turn in my hand
Like the trembling heart of a captive bird
That was there at my command my love
That was there at my command

The first time ever I lay with you
And felt your heart beat close to mine
I thought our joy would fill the earth
And would last 'till the end of time my love
And would last 'till the end of time

The first time ever I saw your face
I thought the sun rose in your eyes
And the moon and the stars were the gifts you gave
To the night and the empty skies my love
To the night and the empty skies
The first time ever I saw your face
I thought the sun rose in your eyes
And the moon and the stars were the gifts you gave
To the night and the empty skies my love
To the night and the empty skies

The first time ever I kissed your mouth
I felt the earth turn in my hand
Like the trembling heart of a captive bird
That was there at my command my love
That was there at my command

The first time ever I lay with you
And felt your heart beat close to mine
I thought our joy would fill the earth
And would last 'till the end of time my love
And would last 'till the end of time

The first time ever I saw your face
I thought the sun rose in your eyes
And the moon and the stars were the gifts you gave
To the night and the empty skies my love
To the night and the empty skies

The First Time Ever I Saw Your Face


minha
doce
senhora
de
meu
coraçao

nao
consigo
deixar
de
escutar
esta
bela
musica

pois
ela
me
fala
de
ti
e
de
meu
coraçao

como alguem comentava, esta belissima rapariga, é toda ela instrumento de luz

acusaçao da morte de cinco homens portugueses pelo filho da puta dos terroristas da pt

acusação de crime de morte de cinco homens portugueses pelo filho da puta do terroristas da pt, o irado, como se desvela no texto na Casa de Deus , com a analise do petroleiro nos debris da torre visível aqui neste link


ac cu da acusação à america, usa sao es da ed morte de c inc o h ome ns portu gueses p elo do filho da puta do terrorista, te rr ori serpente do ts da pt, circulo do irado, c omo se d es vela no tex t on a Ca sade De us , com da primeira  anal ise do pet role iro nós debris da torre v isi v el aqui nest el inc nk

ontem na bulhosa vi a capa do correio da manha, onde dava conta de um pseudo acidente, onde se foram cinco , depois o espírito me disse, que fora uma ira do da pt, e assim relaciono com o conteúdo do link acima  onde se desvela o irado, o irado, é o filho da puta que apareceu na comissão da ar de inquérito desse véu que os terroristas da ar fizeram sobre a treta da compra da vivo pela telefónica

on te mna bul home do circulo da sa via da primeira da capa pado cor rei o da manha, onda d ava conta,  de um ps eu do acide dente ac id dente en te, onda da se do foram , pt, c inc o , d ep o iso es pi rito da me di s sec, q ue for a uma , a da ira do da pt, é ass si maior  rato dela, o da ac cio n o c omo conte u dodo do l ink ac ima , onda da se de eve da vela do circulo do irado, o irado, é o do circulo do filho da puta q ue a pa receu na co miss sao da ar,  de inq ue do ex am baixa dor rito d esse v eu q ue os terroristas da ar,  fi ze ram s ob r e a t r eta da aco mora da vivo p ela, a da  tele fon ica

são também estas mortes, prova do conteúdo relativo as torres, ou seja a gasolina da queda, entendida em sentido lato

sao t am am tambem e sta serpente das mortes, por v ad do circulo do conte , horta e costa, u do rato da dor  dela,  t ivo +as tor ratos  es, o vaso do seja da primeira da gas o l ina da queda, en t en dida em s en  tid circulo do primeiro do ato

emergiu em minha memoria , um outro fio que estabelece a ligação entre essa puta do mecânico da rua da latina europa, diogo do couto, e do tal passe de mais uma tentativa de incriminação que contra mim fizeram em noventa aqui narrada, através da tinta colocada no carro, como a sugerir que eu teria embatido em alguém , pois o calado, trabalhou durante muitos anos numa companhia de navegação, link imagem do petroleiro, em termos simbólicos ,entenda-se , essas companhias pertencem a uma família, que tem os escritórios no cais do sodre, onde pontifica um loirinho, ou seja , a relação desse mando passou por aí, com relação a família do miguel horta e costa, ou seja também pt

e mer gi vaso   em min , homem na me mor ia , um outro do fi do io q ue e stab e le ce a liga da sao es en t re dessa puta do meca nico da rua da al t ina da europa, o diogo do couto, icep, e do t al p ass e de ema mais,  uma da t en tat iva de inc sir mina acs sao q ue do contra da mim , fi ze ram em n oven t as aqui na rr ad a, at r ave es da rt int a c o lo c ad ano carro, c omo a s onda u ger e rato q ue eu te ria ema bt id o em al g ue maior , p o iso do circulo do cala lado, t r aba bal hoem do circulo do av vaso do durao te mu it s ano serpente snu ,  numa co mp pn a hi a de na vega sao es, l ink ima mage md o pet rol eiro, em termos si mb o li cos ,en t en da do tralo inglesa se , essas co mp anhi as per ten c ema mada da a uma familia, q ue te maior do os es c rito rio s no cais,  do p sodre, onda ponti fi ca um loi rinho, o vaso do seja , primeira do tribunal da relaçao desse , am n do p ass a p ass o u por raí ai, com da relaçao ad da primeria da f am , ele ia,  do miguel horta e costa, o vaso do seja tam eb maior mp da pt