quarta-feira, fevereiro 23, 2011

prova

pr do pro rio por da ova,



depois de publicar o video a jennifer, ouvi, que a prova estava feita pois aparecera na imagem, e assim fui ver de novo o video, e logo no primeiro frame, vi primeiro uma anemona, ou um balao de iluminaçao de cinema como os que usam nas vezes nos cios aqui sobre monsanto, e depois me disse, é a entreprise, ou seja capiato spock, sp, sao pulo, circulo, o tal que aqui foi referenciado uma vez, do grupo ck


d ep o is de pub l cia aro vaso ide circulo da primeira jen n ei if do fer, o vaso do vi, au da qe da primeira por vaso da primeira est ava circulo feita p o is ap rec x cera na ima ge me ass si maior  fu ive rato  de n ovo do cirulo do  vaso ide o, é l ogo no prime ire reo fr am e, vi p rio me iro uma ane do mona, o vaso de um bal cao de el çu min cç sao de cinema,  c omo os q ue usa sam am na s vaso,  é ze no do cio aqui s ob re mons ant oe , é d ep o is da me di ss se, é primeira en t r  ep rise, o u seja ca pi da pia ato spock, sp, sao pulo, c irc u circulo, o do ck


spock aqui se traduz em orelhas, ou seja o mec ou o da rtp, rodrigues dos santos, kirk, ki rato kapa, grupo kapa, ou seja miguel esteves cardoso, pois ele a esse grupo creio ter estado ligado
na verdade a anemona da entreprise, tras tres ganchos, tres capitoes ganchos, parEce jorrar luz como uma explosao, e a kundali das tres cobras é do candieiro romano
 
spock aqui se t r ad uz ze é maior do orelhas, o vaso do seja do circulo do mec , ouo da rata tp, do rodrigues dos santos, kirk, ki rato kapa, grupo kapa, o vaso do seja mig ue ele stev es do cardoso, p o is ele lea da primeira,  esse g rupo c reio teresa,  o do estado , liga gado dona verd ad e a ane mona da en t r ep rise, t ratos as rt ratos  es gan circulo homem serpente , t ratos es ca pito es gan chos serpenets, o pa erc é jo ra da ar da luz, praia,  circulo  omo de uma , é x p lo sao, é primeira k un dali das tres cobras , é do can di eiro roma no

sexagesima parte da arte das bombas em londres

sexagesima parte da arte das bombas em londres



se ex xa ge sima p arte da arte das bombas em londres





volto a mesma foto do desenho tecnico para melhor poderem acompanhar a descriçao do que nele vejo, muitos sao os numeros, ali desenhados, quotas, a partir daquela escala para depois passar à escala em que fiz a maquete em balsa

volt circulo da primeira da mesma fo to do d e s en ho tec nico do para mel hor pode rem aco mp anha rata ps primeira d es c rato can tor ric sao es, doque n ele , eve do vejo, br, mu it os sao os numeros, ali, algrave, de s en h ad os, q u ota sa primeira p art tir daquela es cala para d ep o is p ass da ar à es cala em q ue fi za ma q ue te em bal sa alsa, pudim, p vaso dim, tremores, cruz remo mor espanhol

para alem dessa correspondencia aproximada que puseram hoje na montra da loja chineza do tal antigo jogo de infancia, com os quadrados actuais de puzzles de letras, tambem uma velha ideia minha, exctamente baseada nessa que conheço de infancia com salvo erro desenhos de animais , começo por chamar a atençao para o alçado lateral, o da esquerda de cima, onde se ve pode detras a aparecer a tal emenda de papel colado, pois ele define em si mesmo na relaçao com a horizontal , um percentil, que de alguma forma está tambem defenido nas linhas da seta na estrada na imagem real do autocarro rebentado,

para al lem dessa cor r es ponde dec cna ia por x i ma d a q ue p use ram ho oe do j , na mon t rata da primeira da ad , primeira da lo ja chineza, chi ine za am, do t al antigo jo gode in fan cia, com os q ua dr ad circulo dos ds ac tua is de p uz ze l es del é cruz rato ps às, tam am tambem de uma velha id deia min home da primeira, é x cat ae maior nt , é ba sea ad a ness a q ue cio em he çode es in fan cia com serpente alvo, é rr circulo do de s en hoem da sode animais , co meço es por c ham ar primeira at en sao es para do c irc uk lodo al çado, br es, la te rata da al, o da esquerda dec ima, onda s eve da pode detras, primeria ap a recer da primeria da cruz da al da rua da emenda , de pap , apv, el circulo da ola lado, p o is dele, de fi ne em si mes mona do tribunal da relaçao com da primeira h ori zon cruz delta primeria , um per c en til, qe de al g u am forma é stá tam am tambem d efe nid id cui rc culo on as das linhas da s eta na est ard ana ima ge maior do mr rea al do autocarro r e b en t ad circulo

a posiçao da vareta desiquilibrada ou percentil que o papel simboiliza, em relaçao com a pintura, parece indicar uma imagem do tio arquimedes, pois o sentido que adquire e se desvela, é que a agua que jorrou dessa falesia, que tem por detras a cor rosa, ou seja ps, é que parece a ter desiquilibrado, como uma roda de moinho, o que remete ainda para azenhas do mar, onde tambem existem falesias como as que descrevo no beijo a jennifer, que remete ainda por semelhança para a filha do ex secretario do ps ferro rodrigues que tambem passou pela latina europa no tempo do lentes de contacto, vide referencias aqui no livro da vida a estes aspectos, e frisando que era ele o secretario geral do ps na altura em que rebentou o escandolo com o deputado do ps paulo pedroso relativo ao envolvimento no abuso das crianças na casa pia

primeira posi sic sao , a eapanhola, da v ar aret eta de sic u ili bar dao vaso do per cen til , medico de ciranças, o do francisco, q ue do circulo do pap el , apv, si mb boi liza, em relaçao com ad da primeira pit do pi da tura, pa rece indica rato ps de uma iam ge md circulo do tio arqui da med es, p o iso circulo do s en t id doque ad qui re é se d es vela, é q ue da primeria da agua q ue jo rr o vaso dessa f al le, é zorro do ia, que te maior por det rato ps as asa cor ros sa, o vaso do sj é a primeiera do ps, é q ue pa rece primeira teresa de si do cio u ili br ad o, circulo do omo de uma da roda de mo io n ho, io que reme te a inda para az en h as d o mar, onda eta do tam am tambem, é xis te maior f al le si as circulo do omo ás q ue d es cer evo no bei jo da primeria j en ni do ferro, q ue reme te a inda por s eme l homem ança es para da primeira da filha, d o e x secreta rio do ps ferro rodrigues, q ue tam am tambem p ass o vaso p ela la tina euro opa no tempo do lentes de contacto, vide refr en cia saqui no liv roda david primeria, primeira de estes as pec to ze , universal, ase fr isa sando q ue e ra dele , leo circulo do secretario geral do ps na al tura em q ue r e b em nt ouo es can dolo com do circulo do deputado do ps paulo o ped d roso rato ps do os ratos dela , cruz ivo cao en vol vaso do ie maior da cruz nono do abuso das c rina sç as na casa pia

por outro lado ainda, esse remendo, indica um golpe, um golpe que vem da parte de cima da frente do autocarro e apanha tambem a traseira dele, ou seja, se imaginar o movimento dessa vareta a se mover pela acçao da agua, ele levantaria o tecto do autocarro como se observa nas fotografias atrás analizadas

por outro do rol lado a inda desse cobra rato é mendo, indica de um gol pe, um gol pec q ue vaso é mda p arte de c ima da fr en te do au toca rr o , é ap anha tam am tambem primeira t ar da tar se da ira dele, o vaso do seja, se imagina, 3d italia, rato circulo do mo v ie maior nt circulo dessa da vaso ar aret da eta, primeira da se mao ove rp ela acçao da agua, ele l eva van tar aria ia do circulo do tecto , o do au toc a rr roc omo da se ob ser v ana s fo tog raf fia ia sat rato ps as ana liza ad as

e porque esse remendo é o unico no desenho, quer tambem dizer que terá sido o maior rasgao, pois foi o que dos restantes, o unico que colei, se bem que nao saiba indicar quando o fiz

e por q ue dd do cobra rato e mendo, é circulo do uni cono do desenho, d es dn é ho, q ue rato ps tam am tambem d zorro do ie rato ps q ue t rato é ra s id dp mai rato rag cao, p o is fo io q ue de dois r es t ane net serpente , circulo do uni coc q ue c ole ei, se be maior do quadrado da ue en cao sa da iba indica rato ps qua n dó dp circulo do fi zorro

vejamos entao o que mais nos desvela esta parte do desenho que parece ser capital na comprensao do que na verdade se passou

vaso é j amo s en tao do circulo doque mais nós, d es vela é sta p arte do desenho, de ss n hoque natal, ap rece ser ca pit ak primeira da capital, discoteca, na com pr en s o ad o q ue n home da primeira verd ad e se p ass circulo da ue, o que se passou

a mancha de onde verte o azul, que se mistura com o verde turquesa ou lapis lazuli, que remete ainda para a morte da pequena aqui na av de ceuta, recentemente de novo relembrada, parece tambem desenhar um petroleiro, ou seja docas de novo, e a mistura das cores, quer dizer, tambem em termos simbolicos, algo que se misturou, ou seja que foi acrescentado numa cor, ou seja inda, uma invesao de uma verdade, sendo que por detras do autocarro, ou seja dos mandantes, do petroleiro, ou seja, da gasolina, está o rosa, e uma rosa violeta, ou seja parece indicar em suma as cores, algum do ps relacionado com a igreja catolica, uma quota marca essa vertical da cor rosa violeta, diz, o primerio do quadrado e se ler por suma com a outra quota a sua direita, pois um outro rasgo ali aponta, a roda da frente do autocarro do lado direito real, como dizendo um furo, nessa roda, feito pelo quadrado da estrela, bairro, em noventa

primeria man cha de onda everet teo circulo do azul, q ue da se mi serpente da tura com do circulo verde rf de turque sao vaso do lapis lazuli, q ue reme te a inda para da primeira da orte, a da pequena aqui na av de ceuta, re cente , mente de novo, rato ele , lem br ad a, par ce t do tam am tambem , de s en homem da ar , um pet rol ie ero, o vaso seja das docas de n ovo, é primeria mi serpenet da tura das cor es, q ue ratro ps di ze rato , tam am tambem em termos, aquecimentos, si mb o lic os, al goc q ue da se mi s tor to vaso , o vaso do seja q ue f oi ac r es cent ad on um do coro vaso do seja inda, uma da in v es sao cao de uma verd ad e, s en doque da pode det rato as do autocarro, o vaso do seja dos man dante es, do pet role eiro, o vaso do seja, da gas o lina, e stá do circulo do rosa, é uma rosa viol eta, o vaso do seja par ee circulo indica rem s uma s as das cor es, al gum do ps rato, ela , a do ac cio n ado com da primeria da igreja catolica, uma quadrado do vaso do to da marca, essa ave vert ical da cor rosa viol eta, di zo do circullo do prime rio do quadrado, é se da ler por serpente uma com da primeira de outra rac ac qaudrado vaso do tota, banco, p o is um o u t r o ra sg c irc uk lodo do ali, algrave, ap o nt a, primeria roda da fr ene net do autocarro, do l ad circulo de direito, do real, circulo do omo di zen do um f ur o, ness primeira roda, feito p elo q au dr ad o da estrela, ba é rr circulo em n ov en cruz primeira

ao isto escrever me lembrei de imediato, de um poema promonitorio antigo aqui publicado que se chama , bombas na avenida, de uma imagem na av infante santo, vide referencia

cao is to es ser vaso , cruz é rato ps da me lem brei do imediato, marinha, i meda primeira it circulo , de um poe ma pro rome it moni, tvi, tori do circulo do antigo da primeira do qui aqui do pub li cado quadra ad circulo ado da da ue da seda da chama do ham da ama da am , bo mba serpente na avenida, de uma ima ge mna av in fan net anet s ant o, vide refer en cia

essa quota, que diz primeiro quadrado, diz ainda, o anzol do cabo do para choques traseiro, ou do choque do traseiro, palavra que quer dizer tambem cu, ou em brasileiro, bum bum, e parece de alguma forma a cor azul turquesa ou lapis lazuli dali verter, como dizendo que é dali que vieram essas aguas que imundaram e levantaram ondas no res do chao, que nesta imagem simbolica, corresponde a um bar, como mostrado num esquisso em outra imagem,

essa do doc quadrado do au do to, o do toque, di zorro do prime rio do primerio, soc aret serpenet do socrates, , dd quadrado di zorro da za primeira inda do c irc uk lodo , o do anzol do cabo do para dos cho q u es t ra se iro, o vaso do c hoque do traseiro, pal av da ar q ue qquadrado vaso é rato ps di ze rt do tam am tambem cu, o vaso em brasileiro, bum b vaso do mm, sm mart tie es, é pa rece de al gum da primeira forma acor azul turque sao vaso do lapis lazuli dali, es, v e rt teresa, rc omo di zen doque é dali, q ue v ie ram ess as das aguas q ue i mun da aram ram, é l eva van tara aram ondas no do norte ratos es doc h cao, q ue nest a ima ge maior si mb bol cia, cor r es ponde da a um bar, c irc uk lio omo maior mo os t ardo n um es q ue iss circulo em outra sima ge mm,

volto entao a essa imagem por um instante para realçar alguns aspectos que no entretanto nela vi,

volt circulo en tao da primeira dessa ima ge m por un is nt ante para rea ala cortez ar al gus sn a pse ct os q ue no en t r eta nt on el a vi,





pois o balcao do lado direito da imagem é muito semelhante aquele prego que aqui se definiu tambem como arpao em leitura recente mostrada em video, e o do lado esquerdo como aqui escrevi em parte anterior, é por sua vez semelhante a uma das asas que se defeniu no bum do autocarro,

p o iso circulo do bal do al cao dol prim ero ad circulo da direita, a da iam ge mé mu it circulo do seme primerio homem ante , aquele pr ego, psi, q ue a qui aqui da se de fi ni vaso tam am tambem , circulo do omo ara do pao em lei it da tura r efe nt é ms ot ard primeira em vaso ide circulo , é circulo da dol lado esquerdo circulo do omo aqui , es ser vi em p arte ante rato do iro por serpente da ua vaso, é zorro do seme l homem ante da dea da a uma das asas q ue da se d efe ni vaso no do bum do autocarro,

e sendo que se vem duas no bum, e ainda outro pedaço, a tal cunha vermelha, tambem aqui comentada

é s en doque da se da eva do vaso , é maior de duas no bum, é primeira inda de outro peda da açao, primeira da t al da cunha verme primerio do home da primeira, tam am tambem aqui co men t ad da primeira

chamo agora a atençao para verem a figura em seu todo, sobretudo as linhas exteriores, ou outline, pois elas parecem defenir um objecto ou melhor, vejo eu, nele, pelo menos dois, o que parece ser um antigo canhao com uma arpao como os que se usava na caça a baleia, ou seja , por aqui se estabelece a relaçao com açores, ilhas, pois lá se caçava assim a baleia e tambem para a baleia do tamisa cuja cauda está de certa forma presente no desenho das ondas, na verdade, um par delas,

circulo do ham amo do agora primeira da tençao , para vaso é rem da primeira figo ur primeira em serpente eu todo, sobretudo, às das linhas é x teri rato o es, o vaso circulo do vaso duplo, dp, cruz line, p o is delas, pa recem d efe ni rum ob ject dp vaso mel hor, vejo, br, europeu ne le p elo men os de dois, o q ue ap rece ser um antigo can homem cao com de uma arpa circulo , circulo do omo os q ue da se usa vaso ana caça primeira bal eira, o vaso do seja , por aqui se es stab e le cea da primeira da relaçao com aço es, ilhas, p o is l á se c aç ava as sima primeira bal eira t ema be maior para da primeira baleia, a dot a misa cu ja c auda desta , de ce rta forma pr es en te no de s en ho da sa da primeira das ondas, na verd ad e, um par del delas,

a outra é uma especie de patim como por exemplo os que se usam nos carrinhas da feiras, ou dos electricos, ou seja simboliza, um colector de energia , como se entao a resultante dos bancos, das duas asas, correspondesse ao mecanismo da polvora e do disparo, do arpao, ou ainda, imaginai, que em volta de cada um daqueles circulos passa uma tensao, um fio, como uma besta , mas armada com muitos tensores, ou tensores multiplos, e é isto imagem real dos processo, um conjunto de tensoes que foram criadas que depois dispara o arpao

primeira da outra, é uma es pec ie de pa tim circulo do omo por, é x em p lo os q ue se usa sam am nós car rinhas da fe ira serpentes , o vaso dos ele t ric os, o vaso seja si mb o liza, um c ole circulo do tor de enr gi primeira , circulo do omo da se en tao ad da primeira r es sul t ante dos bancos, da sd ua serpenet de duas, asa sasa, discoteca algrave, c oi rr es ponde esse dc cao meca can is moda pol vaso c irc uk l o dora , é do di spa aro, do ar pau, o vaso da a inda, ima gina eq ue em volt da primeira de c ad da primeira da uam , daqueles circulos p ass da a uma tensao, um f io, circulo do omo , uma besta , ma serpente da armada com mu it os t es sn sor es, o u ten sor es mu l t ip l os, e é is toi can tora, ima ge maior do real dos por c esso, um c on jun to de t en s o es q ue do foram pt, c rato iad as q ue d ep o is di spa ara do circulo da ara da ap do pau

assim sendo, olhando o alçado do autocarro, o para choques da frente que tambem reforça esta ideia de patim colector de carrinhos de choque, tras por sua vez uma quota, que nos diz ainda, acrescentando, 49 44, ou seja, quadrado do nono de 44, indicativo de gb, se estes numeros nao forma manipulados, pois esta quota nao parece ter sentido, ou seja, parece que poderao ter acrescentado numeros

ass si maior s en dó, circulo do primerio home ando do circulol do al çado es br, do autocarro, circulo do para dos cho q u es da fr en tec q ue é etam do tam am tambem ref o r l ça desta id dei , ei de pa tim cole c tor de car rinhos de c hoque, t r as por s ua v é zorro de uma quota,palavra que quer dizer em giria, tambem, pessoa crescida, q ue nós di zorro da a inda, ac r ess cent ando, 49 44, o vaso do seja do quadrado do nono de 44, indica cat ivo de gb, se de este numero, serpente n cao da forma man ip u lados p o is é sta da quota n cao pa rece teresa s en t id o, o vaso do seja, ap rece q ue pode rato ps cao teresa ac rea s cent ad on um mer dos eros

por outro lado ainda, parece a justaposiçao desta planta do esquisso com o autocarro como ele aparece numa ou mesmo duas das fotografias manipulas, trazer ainda uma correspondencia que nos dirá ainda de um outro aspecto, pois se reparais, o farol do lado esquerdo da frente do autocarro, que em algumas fotos de londres, ficou acesso depois da explosao, corresponde aqui neste desenho a uma cunha, ou seja parece isto indicar que esse circulo, o da direita visto de frente, ou seja, o do arpao olhando a planta, ou seja, acor e baleias, é a cunha da explosao, pois a luz nesse farol, se for verdadeira, indica essa mesma assinatura do que aqui no esquisso se desvela,

por outro do rol lado a inda, par ce a jus tap posi sic sao es d este p l anta es qui ss soc com do circulo do au o tca rr circulo, c omo dele , ap rece numa ou mesmo duas, das fo tog raf fias as man ip u la o d a, t r az e r a inda , uma cor r es pond dica q ue nós d ira a inda de um outro as pec top o is se r epa rai s, o do farol, tvi, dol ado esquerdo da fe rn te do au toca rr o, q ue n al gum as f oto sd del l on dr es, fi co vaso ac ess o d ep oi s d a, é x p lo sao, cor r es pn dea do ki aqui nest é de s en ho da a uma da cunha, o vaso do seja pa rece is to in dc ia rato ps q ue desse cobra doc irc culo , o da direita vi st o de fr en te, o u seja do ar pau, ola h ando a p l anta, o u seja porta , cds, nt o acor se bal ei as, é primeira cunha da explosao, p o isa primeria da luz ness é farol, tvi, se for vera de ira, indica essa me sam as sin a tura do q ue a qui aqui no es q u iss o se d es vela,

o restante traço nesta zona, parece ainda desvelar a posiçao do fool no tarot, um com uma bengala, ou gravidez, e por debaixo, o que parece simbolizar um passaro ou peixe, e ainda um gancho de cabelo em torsao, ou seja os cabelos da torsao

circulo do rato es sat tnt, é cruz rato do aço nest primeria da zon primeira, pa rece a da inda d es vela rato ps primeria posi sic sao, a do fool no do tarot, um com uma ben gala, o vaso g r av id dez, é por de ba e xo, circulo q ue par ee si mb o liza rato rum p ass aro o vaso do pei xe, é a inda um do gancho , gan , seguros cho, de cab elo em tor sao, o vaso do seja os cab elo sd da primeira da torsao, tor sao

um gravidez com bengala, pode dizer tambem simbolicamnte , uma gravidez perdida , ou seja, um motivo real de um conflito

um g ar vide id dez com ben da gala, pode di ze rato tam am tambem si mb o lic am nt é, uma g r av id dez per dida , o vaso do seja, um maior ot ivo da real , dança, de um c on fl it circulo , for mula one it circulo

leio de novo os dizeres acima na folha do esquisso ,onde me diz, es cala, ou seja barcelona, canarias, pirros, vide referencias aqui no livro da vida, a ferias, e acontecimentos lá, o primeiro da estrela dos bancos, que está grafado em dois, ou seja com ban e cos, ou seja ban, musica , uma banda do porto, musica no sentido de , o da mentira, do cos, nome, vide aqui refrencias, e cos, como calças ou seja , o que veste a anca, ou seja o homem da mulher, ou seja um dos bancos do porto, o primeiro do quadrado do circulo do maior da di primeira do metro, bum do metro, do bar do ra da qa do real, madrid, futebol, o terceiro da estrela, que parece tambem indicar o do segundo bico, ou da ponta do arpao, a energia, a do terceiro do circulo do maior, real, mais, circulo do vaso do men cv, ou seja cabo do verde, ou cabo verde, ilha, ou seja, o que matou a mulher e um filho, ou os dois, se bem se recordam deste episodio, o da al tura , o primeiro de dois, ou seja uma tura entre o primeiro e o segundo esse circulo na da do rato, psoe, do circulo do bar do ra do real, c lube do futebol, primeiro de oitenta e cinco

le io de n ovo os di ze da rea ac ima na fo l h ado es q u iss o ,onda da me di zoror do es da cala, o vaso do seja bar c el on a das canarias, pirros, vaso id e ref ren cia saqui no liv o rda vaso id a, a das ferias, e aco nt tec ie maior nt os lá, o pri mr o roda da estrela dos bancos, q ue é sta g ra fado em do is, o vaso do seja com ban e cos, o vaso do seja ban, musica , uma banda do porto, mu sic ano s en t id o deo da mentira, do cos, nome, vide qaqui ref ren cia serpenets , é cos, circulo do omo c alças o vaso do seja , o q ue vaso eve de este primeira anca, o da ova do vaso seja do circulo do home da mul her, circulo use ja de um dos bancos do porto, o prim ero do qua ad dr fr do ado do circulo do maior da di primeira do metro, bum do metro, do bar do rato da qa do real, madrid, fute bol, o teresa rec eiro da est rata ala, q ue pa rece tam eb min da indica carro do aro do se homem un dó bico, o vaso dd da ponta do ar pau, primeria ene rato ps gi a, ado teresa rec iro do circulo do maior, real, mais, c irc u lodo da ova do vaso do men cv, o vaso do seja cabo do verde, o vaso do cabo do ove verde, ilha, o vaso do seja, o q ue mat o ua mul her , é um fil ho, o vaso do os dos dois, se be maior da se record dam am de este ep iso dio, o da al tura , o prime rio dedo de dois, o vaso de seja uma t ur primeira, a en t reo circulo do primeiro, é circulo do segundo, esse do circulo n ada do rato, psoe, do c irc u lodo do bar do ra do real, circulo do lube bed circulo do futebol, primeiro de oitenta e cinco

to beloved jennifer O Connely, first part

23 02 2011
 1 68 MB (17.689.2 85 b y t es)

acusaçao ao terrerorista de estado que se diz procurador geral da republica dos bandidos

23 02 2011
4,22 MB (4.432.430 bytes)