sábado, maio 23, 2015

the beauty, the beast and giant waves, i presume, a album 91 reflex and others crimes, ll


sabe bela menina, é sempre bom arrumar o quarto depois de o desarrumar e estas três fotos do álbum aparentemente feito pela Cristina Coutinho referente a 91/92, que de novo em dia recente filmei ( link no post anterior) como saberá pois assim depois o comentei, foi alterado pelos terroristas, e especificamente estas duas fotos abaixo não estão na edição desse mesmo video, ou seja como de costume, algo de importante quiseram apagar da consciência das gentes, pois a primeira vez que o filmei e publiquei fora já à alguns anos atrás . Num país normal não nas mãos dos nazis, certamente que este seria motivo suficiente para investigar, mas o que lhe direi, que o estado está nas mãos dos nazis e ninguém responde por crime nenhum mesmo quando repetidos há anos quase em forma diária.

mas a imagem que importa para esta linha é a de baixo, a que como lhe expliquei no texto anterior parece-me ser a origem da sua na capa da vogue, pois uma coisa é certa e baseada em factos, que o Brasil, muito tem espelhado parte da minha analise sobre nomeadamente ondas gigantes como a que a sua figura  e vestido mostra na capa também publicada no texto anterior, recordando, existe um desenho meu inédito até ao momento, sobre um dos vídeos que me roubaram das poucas memorias que trago do meu filho, onde se entende a mãe picar a pilinha do filho, e onde um cocozinho, apareceu depois, veja lá reflectido também numa das figuras visíveis na poeira na queda das torres em NY, um seja falamos de bandidagem à séria.

A) como já o disse algumas vezes, esse desenho parte da minha analise actual, foi  espelhado numa capa do publico aqui em portugal, com uma foto da presidente Dilma, onde falava de não querer ir ao panelão ou  algo assim devido a baixa popularidade, e onde se via um horizonte inclinado, ela agarrada ao púlpito que reproduzia a figura da mãe no meu desenho, como se fosse um jet ski, e por detrás dela uma onda gigante se levantava com dois dentinhos de coelho verde, não lha posso mostrar porque não creio estar online no site dele, mas se existir alguma autoridade competente podem sempre pedir uma cópia

B) de seguida temos de novo a onda numa outra capa, a da Máxima que por diversos pormenores relaciona-se com uma foto que publiquei na altura de meu filho, exactamente para mostrar que alguém da Máxima teve portanto acesso a essa foto que estava em casa de meus pais, espantoso, mas é verdade, esta linha corresponde a este post recente neste link  a strange crime and induction or worst?

C) e por fim até ao momento a sua na Vogue, se é sua, pois parece ser sem bem a ser, se me faço entender, como a tentar dessa forma reforçar uma outra parecença, ou seja parece a Gisela, mas pode ser outra rapariga, pois a iluminação e o próprio cabelo, fazem a face mais afunilada do que me lembro de si, e existe uma razão para isso, pois tinha eu antes de novo falado da rapariga de margarida no cabelo, que na realidade se aproxima de sua face e até de corpo, pois é magrinha como a menina parece estar, se quiser cá vir a casa lhe faço belas batatinhas, ou seja, parece-me com elevado grau de certeza que o fizeram assim propositadamente para reforçar ou identificar essa mesma rapariga, cujo ultimo reflexo após falar dela a ultima vez, se relaciona ainda com o Nepal, onde a terra recentemente tremeu 

em meu entender a foto consigo na capa da vogue Brasil, é uma justaposição da foto abaixo , isto é, é passível de ser justaposta a esta, onde o candeeiro figura o seu corpo, e consequentemente o seu vestido onda entra nos azulejos do hotel do Buçaco, onde se vê uma onda gigante, um Adamastor, e um bode chifrudo entre duas ninfas, depois a flora em seu cabelo, aqui corresponde a esta que parece um logo dos rolling stones, uma espécie de orquídea, ou tulipa holandesa com pé de cabra, para a qual aponta a seta com o E quebrado, e eu como cowboy meio espantado como a antecipar esta estranha colagem da Cristina ou não, pois depois da primeira vez que analisei este álbum no livro da vida, foi no contexto das bombas em Londres,   e logo de seguida no DN se bem me lembro, apareceu um artigo da Vera, a directora da MC Can Erikson na altura. Existe também um reflexo desta tulipa boca rolling stones, em Cannes há uns anos atrás como comentado na altura   





as outras duas fotos também foram cortadas no video e por isso as mostro de novo, visto serem parte integrante de outras analises constantes do livro da vida , são do Buçaco e uma delas mais parece a torre de Belém, ou seja uma indicação complementar do lugar dos bandidos e trazem outras ramificações que não acabe agora explicar em seus detalhes


sabe o que me faz lembrar as arvorzinhas que se vem do quarto da Curia? a marcha da árvores no senhor dos anéis do Tolkien, isto é, na adaptação cinematográfica 

e ainda pela justaposição das duas fotos, parece então o , E, quebrado, referir-se a UE, talvez à vinte anos atrás quando tinha quarenta anos, de alguma forma relacionada com uma queda do grupo ou de alguém que agora pertence ao G 20, como grupo de países e por outros elementos, parece ser de onde veio o ovo, que deverá então ser o das aguas, reflectido também numa foto do Michael Parker, the royal mistress