terça-feira, julho 11, 2017

11 07 2017 das linhas recentes, do advogado, do solicitador e de meu pai



11 07 2017 duração 59:19:04 com dois takes roubados da câmara e do computador e um terceiro referido em vídeo anterior hoje também publicado

Das recentes linhas sobre o advogado do prédio, dos eventuais crimes de corrupção nos tribunais ao tempo das primeiras assembleias gerais de condomínio, dos crimes da empresa gestora do prédio, a Ibervial, ainda do segundo encontro com o advogado depois do meu primeiro comento, penso que também preparado, a linha dele do alzeimer e a mentira sobre o passe do elevador, ou então seria um irmão gémeo dele, ou um alias, a possibilidade de neste crime de conspiração internacional o mesmo mecanismo online das montagens se poder passar no real, aspectos recentes da relação com o meu pai, dos crimes e constantes passes cá em casa como de novo recentemente vos mostrei, adulterações reel-time nos vídeos montados nesta sequencia, prova, roubos de originais, ou seja de informação privilegiada como de costume, a complementary comment on the recent prepared pass on the egg and the eagle approached in last videos, um roubo detectado numa imagem chave da analise do Japão..

Como sabeis todo este prédio está envolvido neste crime de conspiração servindo diversos grupos com interesses criminosos, e ninguém durante estes anos todos alguma vez disse alguma coisa em modo frontal ou verdadeiro, ainda nesta linha do tempo recente, me cegaram aqui em casa durante a noite através de alguém que estaria no prédio, depois me fecharam em casa durante uma semana através de um passe na porta que como de costume usaram também em construções criminosas nos medias e aparentemente pelo explicado com reflexo posterior de sangue em Londres,mais recentemente por um outro passe me criaram problemas de novo no cérebro como vos mostrei e isto é o pão do diabo de todos os dias durante mais de uma década e sempre o silencio reina em todos os vizinhos, como nunca sabendo de nada nem se apercebendo, o que é impossível até pelo simples facto da frequência com que estes actos criminosos acontecem.


Sem comentários: