terça-feira, junho 27, 2017

crimes on my pc, extract

a conversation with Gwen after the post under , her and raquel prates


Mais um atentado contra a minha vida,



o que me parece um aneurisma e me dizei nazis do estado português e europeu, que marcas são estas na minha nuca que ontem ao cortar o cabelo descobri?

Um crime nazi de trepanação?

Será por isto que como criminosos, nazis, torturadores e assassinos não me respondei desde o crime que contra mim cometeram de me internar em forma ilegal e criminosa no hospital psiquiátrico Júlio de Matos como de novo na ausência sistemática dos direitos fundamentais nomeadamente o de queixa e de defesa, vos tenho aqui de novo vindo a relembrar

No dia de ontem no jornal dos bandidos do CM, no aparente âmbito da tragédia de Pedrogão Grande, um dos escribas criminosos dizia, numa aparente metáfora, que Constança, que deverá ser nome de um qualquer ministro criminoso e nazi, se tinha demonstrado ser um produto tóxico para o primeiro ministro, depreende-se nesta metáfora sobre a tragédia do Pedrogão e um conhecimento fino de quem mais uma vez atentou contra a minha vida.

Talvez na semana passada pela noite alta estava eu dormindo e acordei com uma parte , talvez uns dez centímetros de extensão na parte parietal anterior do lado esquerdo, que de repente estava a pulsar, ao mesmo tempo que uma serie de gente tinha entrado no prédio e descido a um dos andares de baixo, e creio que assim terão feito mais este problema, como recentemente o da cegueira.

Exijo as respostas que me são devidas pelas leis e o respeito integral dos meus direitos!

A depressão e a as marcas na parte anterior da nuca, são visíveis nos últimos takes do video acima publicado, este frame abaixo, fotografado ontem, é da zona que agora foi afectada por mais este passe dos criminosos




Do solicitador e das falsas e criminosas dividas que são crimes de perseguição dos Nazis ao serviço do crime do roubo de meu filho e da minha escravatura




Depois de ter publicado na ultima quinta feira dia 22 06 2017no ouro sobre azul, um desenvolvimento sobre o solicitador, derivado dos dois bilhetes de meu pai se dele, onde no primeiro esta questão, ou o que for, é por ele abordada, ou seja, segundo o bilhete e segundo o que me dissera em voz antes, teria ele arranjado um solicitador para estudar a questão das dividas da minha empresa ao fisco, dividas essas que segundo também me disse neste tempo, seriam de 2007, o que como vos disse não faz sentido, pois essas falsa dividas que são crimes de perseguição na estratégia do roubo de meu filho e da minha escravatura, nunca seriam desse ano, e sendo que esse ano como sabeis é o ano das bombas em Londres, ou seja, alguém através do meu pai, lhe terá encomendado ou o obrigado a um qualquer passe obre estes crimes, e em verdade no ultimo fim de semana me disse que tinha o tal solicitador averiguado da situação dessas dividas no fisco que como sabeis se encontra por mim, acusado no âmbito das minhas analises já publicadas sobre Londres.

Lhe perguntei quais eram então as dividas, disse-me, o do FIAT 500, ou seja o que dizem ser um pagamento em falta do selo do carro, alvo como sabeis de uma queixa crime enviada ao tempo por carta registadas e aviso de recepção, ao IMMT, às Finanças e à Procuradoria Geral da Republica e como usual neste crime nazi, sem qualquer resposta até hoje!  

Como entendível pela comparação da escrita dos dois bilhetes, ou um deles é falso ou algo do foro neurológico o terá afetado pelo menos no dia da escrita desse mesmo bilhete, refiro-me o segundo.  

Dos métodos criminosos e Nazis do estado português com que justificam a destruição do cérebro de uma vítima eleita com vista à proteção dos interesses criminosos nomeadamente de assassinos


Num dos vídeos publicados no ultimo sábado neste blogue, como visível, a câmara está apoiada em cima do computador e não lhe mexo eu, pois são visíveis as minhas duas mãos durante os dois primeiros takes dessa conversa.

Também como visível na imagem a câmara, isto é a objectiva se mexe durante essa gravação, através do sistema a que chamam de “ following the face” isto é, um sistema que automaticamente faz a câmara acompanhar os movimentos da face por exemplo como é este o caso, da face de quem está na imagem.

Como entendível pelo que resulta dos movimentos derivados desta tecnologia, pois não são fluentes, muitas das vezes mais parece que a câmara, isto é a imagem, treme e como sabeis se a câmara estiver por exemplo na mão de uma pessoa, é fácil então fazer crer a terceiros que quem a segura na mão, está tremendo.

Uma das outras tecnologias que permite aos Nazis criar a noção perante terceiros que quem fez determinadas imagens por exemplo, se encontra nervoso ou mesmo alterado psicologicamente, o que pode servir para justificar por exemplo, crimes com dopagem para roubar informação privilegiada ou adulterar o que lhes for necessário à proteção dos interesses criminosos que servem, é o que se designa em inglês por steady shot ou steady câmara, um software que muitas destas câmaras tem, que corrige digitalmente o tremer de uma filmagem.

Estes criminosos Nazis conjugam estas duas possibilidades técnicas ao contrario, por programação para que o resultado das imagens seja tremido propositadamente com fim nomeadamente ao acima descrito.

Mostrei-vos há largos anos, durante uma rodagem no jardim da Estrela a câmara a mover-se por si mesma, isto é por remoto e acesso ilegal e programação, como se estivesse por si mesma a fazer panorâmicas verticais suaves

da cabeça da medusa, do octupus no 911 e nos 4 vulcoes, num dos anuncios da premiere com a charlize theron

este frame abaixo, que corresponde a um anúncio da festival de cinema indie, ou independente de lisboa, depois de trabalhado artisticamente, adquiriu o valor de cabeça da Medusa, Octupus como por exemplo entendível nas figuras do 911.Digo adquiriu porque não sei se no entretanto o alteraram propositadamente para estabelecer esta relação, pois na verdade, o anuncio que depois publicarei, é uma cabeça de corvo, ou seja um dos elementos das sub linhas da ponte 25 de abril, e do macaco e do pilar que abanou e do tsunami do japão 2011, dentro de um balde de alumínio com um tubo vermelho de plástico, ou seja a figuração de uma cobra vermelha e de uma asa, e ao lado do balde , duas bobines de filmes pequenas que poderão ser de 8mm ou 16 mm, ou seja parece-me aqui existir uma sugestão de leitura cumulativa com um filme integrado na minha analise, o da praia do meco