videos 3ª


30 04 2011


30 04 2011
o crime da vodafone, up date no dia de hoje


...


26 04 2011

entre ti e mim, existe uma nuvem, parte terceira


26 04 2011




99 , 6 
99,6 MB (104.464.597 bytes) peugeot londres,

Oh que bela rapariga tirava fotos, como ao instante nos roçamos sem roçar, um breve sorriso, o eterno morar

ah senhora, bom, bons , sao seus beijos e muito beijar, quer o mundo está cheio de bandidos em permanentes bandidagens à solta a fazer  dano a Nós e ao Amor, mais uma vez os terroristas, me estrangulam a ligaçao , como o espeirito me anunciara nas amoreiras ir , aoc net ser , acontecer

policias, ?!
tribunais?!
justiça?!
representantes do povo?!
ordens e classes?!
até
medicos?!

( a té dos medicos )


e o crime continua, meu filho, continua roubado de mim, ambos sujeitos a constantes e imensos crimes e o hipocrita mor, vem agora dizer sem dizer, por entrepostas linhas de outra mao, que foi um equivoco, assim me mostrou o vento do espeirito na banca dos jornais hoje pela manha

ah senhora, trago uma brisa dentro de meu peito, que me diz do Nosso Amor, feliz, espantado, no meio da constante guerra que Nos Fazem

Doce é o Sorriso do Amor quando pela Cidade os Passos Nos Embala,  Emabala


o crime de conspiracia nas comunicaçoes, atraves dos operadores, se confirmou, e parece que está na aparencia resolvido de momento,  pois a queixa foi gravada na vodafone, me fizerzem contudo perder talvez um dia,  as provas na pagina das provas, varias, desta imensa e continua conspiraçao,

se calhar nao querem que a Gente Junto Jante

curioso, esta microsoft, edita os videos em forma automatica por auto recreaçao, trocou a ordem dos planos e fez mix em diversas cenas, coisa feiosa, mas no ambito de mais ests crime, para nao perder mais tempo, assim a publico, esta montagem, que altera o sentido das coisas e das porvas que se manifestam pelos misterios da luz e do som, deixai de ser criminosos!




.....





25 04 2011

a kiss to gwen and other things like tornados

a ak iss do to da gwen and ot her t hi hing inglesa serpente l ike tornados, tor n ad os



25 04 2011
81,7 MB (85.754.815 bytes)


me dizem os diversos videos no desktop que serviram para fazer este, a primeira kapa iss to da gwen do duzentos e um, ou do quadrado uz vaso zen t os, é primeiro, a ma homem  da dp de 85 circulo, do master do kiss, ti gwen, gato dp en, ma homem da dp de 84 mu sic a , e ma mu sic a de oitenta e cinco, a primeiro do to do j kiss  g w en mast

me di ize ze m os diver s os v id e os no d es sk tp top , o quadrado da ue ser vaso do iram do para do f az ze rato de este, a primeira kapa iss to da gwen do duzentos e um, ou do quadrado uz vaso zen t os, é primeiro, a ma home mm da dp de 85 circulo, d o ma s te r do kapa do iss, ti gwen, gato dp en, ma homem da dp de 84 mu sic a , e ma mu sic a de oitenta e cinco, a primeiro do to do j kiss g w en mast

pelo que leio no redor neste momento, esta linha do colar , nao totalmente aqui desvelado neste pequeno video, aponta ainda, not c con nec ted, kennedy, vo da fone

p elo q ue l e io no red dor nest e mo men to, esta lina hd o c ola ar , n ao tota al , mente,  aqui d es vela lado nest e peq u e no v ide o, ap ponta ainda, no t c con nec ted, k en ned y, vo da fone, fon one,

creio que a essa entrevista da senhora elefante numa tv que encontrei no yahoo, e que aqui menciono, voltarei, em maior pormenor, escutei eu pelo espirito que tambem trago eu alguns inimigos na america, quem diria

c rei do io q ue a dessa cobra , a da entrevista,  da s en hora elefante numa sd a tv q ue en c on t re i no y a h oo, eq ue aqui men cio no, volt ar ei, em maio r por men enro, es cu t ei eu p elo es pi rito q ue tam am tambem t rago eu al gun s in i mig os na am merc erc cia q ue maior di da ria, aveiro, ave iro

este cao, o pastor alemao, é o tal já diversas vezes aqui citado, do guarda da segurança privada que guarda os marinheiros, militares, do trinta e um da armada, o outro aparece-me ao caminho por diversas vezes, creio que alguem o soltara prepositadamente, estava eu na ponte da pampulha sobre a infante santo quando ele apareceu e depois foi ter com o outro

este cao, circulo lodo do pastor alemao, é circulo do tal , ja acento diver s as v e zorro do ze es aqui,  c it ado, do g ua rda da segur ança pr iva ad a q ue g ua rda os marin , tvi, he iro serpente dos militares, do trinta e um da armada, circulo do outro,  ap a rece traço da inglesa me cao ca do minho por diver s as v e z es, c rei do io q ue al g ue mo sol tara pre posi t ad adam dam am, mente, est ava europeu  na ponte,  a da pam pulha s ob rea primeira da infante santo,  qua n do dele , ap ar red dc europeu  é ed quadrado da ep do circulo do  is f do oi da dt erc omo do circulo do outro

outra relaçao aqui visivel, é a arcada e o crato, que remete para o convento do crato, ou seja relaçao com o da igreja catolica,  zona da madredeus, onde em dia recente apareceu a garra do tridente espelhada no ceu, neste sabado de manha

outro da relaçao aqui v isi v el, é primeira rac ad a , é circulo do c rato, q ue reme te para do circulo do  c on vento do c rato, o vaso do seja do tribunal da relaçao com do circulo  da igreja catolica, zon a da m ad red e us, onda em dia re cente ap ar e c eu primeira garra do trindente es p el h ad ano c eu, nest é s ab bad ad ado da dama da  manha


as grades na cena dos caes, parece ainda uma harpa eolica verde, ou seja a linah dos assuntos das facas celtas e escosesas que remetem ainda para o furaçao aqui em portugal, tambem neste pedaço comentado

a sg r ad es na cena, a dos caes, pa rece da primeira inda , uma da harpa,  e o lic primeira ave do verde, o vaso use do seja da primeira al lina hd os ass un t os das f aca s cel t as e es cos es as q ue re mete ema ma inda para do circulo do furaçao aqui em portugal, tam am tambem nest é ped do aço co men t ad circulodo ado






21 04 2011

quarta parte do telejornal


21 04 2011
65,0 MB (6 8.1 85.92 5 bytes)

telejornal quarta parte, continuaçao da acusaçao e desmontagem das encenaçoes dos terroristas de estado nos medias, e na televisao publica, freitas do amaral, mais uma linha de insinuaçoes, pivot primeiro da terceira parte já anteriormente publicada


telejornal qua rta p arte, conti n ua çao , a da acusaçao, é desmon mona tage md às das encenaçoes dos terroristas de estado nos medias, e na televisao publica, freitas do am aral, pi v ot primeiro da terceira, ilhas,  p arte ja ante rato ps ior , mente,  pub lic ad , a da caa



17 04 2011




17 04 2011

que bela sois, casas comigo

e
acusaçao a igreja de roma
procissao do enterro,
pr pro roc rosi circulo iss sao, a do en te ero

ora nao sendo esta bela rapariga que casara comigo quem proferiu uma acusaçao face a roma, outra será, pelo espirito ouvi dizer de um de um ab de noventa e cinco, me pergunto qual, pois mais de uma poderá preencher os requesitos daqueles que sempre queimam, os amorosos

o rato da ana de rana, lugar, o s en dó desta bela rapariga,  q ue ca sara co mig o q ue m por fer rio vaso de uma da acusaçao face da primeira de roma, outra se rá, p elo es p ei it o o u v i di ze r de um de um ab de n ov en a te c inc o, me per gun to q ual, p o is mais de uma pode rá pr es en cher os req ue s it os daqueles q ue se mp re q ue imam, os am moro rosos

se v ive r es for a, por f avo r n cao pa rta s da cida dede se maior me en c on t ratop ps ar de en ovo


se viveres fora, por favor nao partas da cidade sem me encontrar de novo


......................................




17 04 2011

terceira parte do telejornal

continuaçao das anteriores, com diversas acusaçoes ao tribunal criminal internacional

quero a justiça que me é devida e meu filho de volta, suas bestas!!!!!


..............


15 04 2011








15 04 2011
5 9 8 MB (6 2 7 2 9 8 69 bytes)

segunda parte do meu telejornal sobre vossas encenaçoes e crimes, e acusaçoes ao tribunal criminal







14 04 2011

master telejornal, ou o master do da tele , o do jornal, pri eira p da arte
14 04 2011
93.0 Mb

primeira parte, acusaçao ao tribunal criminal europeu




videos 12 04 2011







12 04 2011
primeira de quatro partes
97,3 MB (102.074.390 bytes)






12 04 2011
58,6 MB (61.541.363 bytes)
segunda de quatro partes







12 04 2011
terceira de quatro partes
70,0 MB (73.504.063 bytes)

tercerira parte vide 12 04 2011


japao, links ontem publicados, sobre a arma, descriçao do seu funcionamento, patente , u tin s i l i o de c on t rol a r o c l ima, tecnologia n ao é boa ne m ma, e passivel tambem de se usada como arma, nomeadamente a disrupçao das comunicaçoes do chamado inimigo, jam emissoes, bombas, canarias, espanha, outras antes em barcelona, ed di rf do fi oi cio de pol icas, eri ck son, eric c k do son, a rapariga dos la biso iso do sodo cat al o gode lin ger ie, pap , apv, pinhas, é bebe, nest tele, pa rece en caixa ar na ima ge md a ad riq ana p art ip pim s ob re as bol h as se os mic robi os ou v irus, t ra sm miss cao de doenças pre posi t ad as, e ra s u ger id a uma id a ness e peq un os quatro v ide os, in v es tiga dor es, pa g os por em presa inte rt tele gen te sm, cha ape pe um, dez ou vinte e cinco boas ide ia s para 20 0 1, 2011, c lub ub bes, de ap oio h uma ni id dade,



l ink, nk, da metafora do lego s ober ero c r es cimento pop u laci ac cio on al leda da red is t rib ue çao da riq ue za, s en do l ego uma das c h ave es s obr e o ja pao, por du to ass soci ad o a in fan cia, l ego é mu it o bom, no as pec to da ap red diza iza ge m, c omo ant es o meca ano, co mp le xo, este é circulo do roubo do conceito, est ru turas di s tintas das c ub bic ics, cu rato ps v as, can t os, o lada da meca ani nica, l ego fi l andi a, fe a a ture feito p elo do gil ferreira na fabrica, it,  de l ego , t rio un fo dos poc os, o u o l ego do triunfo dos porcos, f a l a t d e me mor ia, o u seja ap a gam en t y o , m oto torres, rol dana s, stor y boa ar d, zen h a, met al para raf fusos , ani ilhas é porcas, ca h v es de porcas, t reino de d es en vol v ie m nt o mo tor, meca ani cca ger al, com qa u t ro o u c inc o p eças de l ego f az uma br ilha ante e x p li caçao, cor r es po inde dn cia sov br e a mina h é x p li caçao s ob re o lu g ar das imagens com os bone quin h sode guerra da infancia de meu filho,


a ideia que a eri ck son pego, jornalista,  u s ob re a da ideia do de s en vol v ie m nt o, p as sa n do para o lan ano da damo do mobil da ph one, com o tv porta , cds, te is, co muni caçao inte g a r d a de au d i o e ima ge m e da s van tage sn em termos h uma ani it tar ari iso, q ue peer mite o re e cn non t ro ap os as das guerras,  e d es sg r aças, lina h d o dol primeiro do ooo k ing for do jose, congo, por f esso ser rato ps, c omo id met id o a press sao, congo bel g a tam bem , c on ce it o de inte g raçao , é das ma quinas a fun cio n ar com al lie m n taçao di re cta de 3, 6 a se is volt s c omo na r ela aida dade delas,  fun  cio io onam, q ue co l mata a ine x is ten cia de red es electricas nos l o cia s, is to da ova do vale dos milhoes, benfica,  c omo sempre v os est o u ad da do ac da  ar!!!,
http://www.youtube.com/user/ericssonmultimedia?v=P8gHT3Xgz9A&feature=pyv&ad=5065562076&kw=poverty&gclid=CM6TlK7Gk6gCFY0hfAod_lW2Cg

mas isto nao é a tel lee ee es c ola, w indows, mac, browsers, naso se pode resolver o p+robelma da analfabetismo a currto prazo, o desafio que vos fiz atarves do ban kim moon a casa das naçoes, kofi annam, cam bal ac do chos, das coias que deitaram abaixo aparentemente o kofi annam, pois outrsa razoes se levanatram, noemadamente o facto de se ter oposto à guerra,


isto é um pequeno in v cest tim time en to, a ps sio ove el, de ser feito, metdos de paulo fere rei da ire, freira, do freire, metodo rapido de aprender a ler e a escrever, nao é preciso muito dinehiro, questao dos porfessores, setenta e cinco, em seis meses, sete oito, podemos ter milhoes de analfabetos a saber ler e escrever, e a partir dai , podemos ter outros conteudos, agua, cultivo, casa, saneamentos basicos,


bbc world wild, rapazinhao que atravessa um rio tumultosoo por duas cordas, o combate do desiqulibrio, fundamental , para a sobrevivencia de todos, avoes e helccip cop pt eros, e helicopteros e burrros e cordas sobre cataratas, visao, arquimedes, o exemplo da lava anca, num ano se pode ter no mundo milhoes de pessoas a ler e a escerver , impacto colaterla nas fr anjas, extensoes, antropofogos, como somos, onde estao os invesrtimentos na alternativa da alimentaçao, ad pat bi li dade pus, esc o la grega ria, di gita tao, é um porduto, um talho , um bem, mas é preciso haver investimentos na pee s p e r c t iva de que v os f al ei,

ja v os dei a c h ave do japao, masi do tsunami de 2005, arma que nem esta declarada como arma, onde , na nata, na cas das naçoes, legislaçao sobre estas novas coias, já vos expliqeui as falsa vantagesn das novas armas, o exemplo da bomba nuclear, tpis,


podemos esatr ainda num acerto de contas relativo ao 911 do onze, em parte tambem,


enco do di ing, logi tech, efeito optico engraçado, caixa marela, fire wire, relaçao com a linha antriro do eco de ny, post, fir wire, fire wall, id do fire wire, d orey, percentil linha ver ti cal de luz, do ovo deitado pb, parec o ovo da ser pentem, virus microbios adriana c al can h oto, you tube, alteraçoes climatericas, armas e frequencia e fenomenos estranhos, egipto, salvo erro, golfinhos, queimados, o que descr3ece com sendo uma tromba de agua, mas nao o é, fi l mado de um br aco, aquecimento ano malo, mal mala alo, crianças, lingua gem video clips contempoaraneos, remet para mural das amoreias, e d i t a d, pos produçao, por, associaçoa com fore wire, glçobal data, cios tsunami e metro encneçaoes em lisboa , janeiro, terreiro do paço, nadar, a fotografia doe est, qui do plus canal, julio verne, o do psd, pacheco pereira, ou o pacheco do p r e r i a ,panteoa do quadrado da ar , da po sic sao indica , cam, as dos dedos, dos gas do par do felix, do gato , demno da montra do padrao escoses, do rasgao do canape da avo, sarah bernard, cavalos de sena, geo jorge da sand, aurore, do dite da muse do chopin do piano, do pi do ano, do pianista, o padrao do pano do canape, eugene chevral, la bougie estatique, luz artificial, dias dos cem anos, padrao escoses, catacumbas de paris depose des ossemente de 4 milhoes de cadaves e dos esgotos, escovas de goto, minas de carvao, balao, o manifets favo do mais pesado do que o ar, daguerretipos, cerco de paris da guerra pr uss iana, os dolphins, arte na rua enconstada ao predio, bidon av esatdos unidos d america, desenho dele, remoto controlo rem, dolpnhis, ski nag anda olusfem em cima do omena , o invetrido do conjuntio yoin yangm, adriana partipim, cds que apabnharam leite com cafe, anos trinta remtem jennifer O connely, rocket man, negliges, mancha na altura do der r a me na cali for nia, golfinhso, eco d imagem e g i p t o, dos queimados, cadernos de infancia, danile sampaio, dan dani da ile do sampaio, artes das matanças nas e c ola s, escolas, brasil, psiquitarria, colegio moderno do grupo do bandido mor mario soares, linhas antigas de tecnicas naquela escola, arte de guerra, in v en te m s e n ovo pais, sin te se da adlosencia, que acab com o man if esto, ah lei de bses do funcionamento da escola, albert ine do santos, pensamento chapue e cladinho da inovaçao, o acabar do instituto de inovaçao, robert fulgam, tudo o que eu ap r e n c i na v i sd a, ap ren di no ja rim de in fan cia, batalah da educaçao pre ecolar, menina do capuchiono vermelho, fetichismo, e uma qulquer charge, l o kk, relaçao com danile sampaio, ka doc, discotecas, as linhas do rapaz ene r g um mer do ero, estao a criar mais uma ilusao, a lina q ue ant es na r rei s ob re ed dd dele numa mana h a coa da chega ega da ar , triciclo, do orcualo, volcano, cobra negra azul figurado num aspirador, golfinhos, mar morto, assim oparece , a mat ança dos q use dos novencentos, italia, no navio ar dido,










12 04 2011
58,6 MB (61.541.363 bytes)
quarta de quatro partes


...

video 10 04 2011

ainda sobre a encenaçao aqui com lula e socrates e da matança das crianças no brasil




 do broche enter amigos e da matança das crianças do ob br roche, enter, io en te rami am mig gose é da dama mat anca es das c ria anc s
10 04 2011
26,8 MB (28.108.105 bytes)
dez ase is circulo do sete de noventa e nove, deduzido pelo tempo deste video, ou e ainda dez ase is circulo sete mb br o de noventa e sete
16 09 97







video de 09 04 2011, tres partes




09 04 2011 primeira parte
58,9 MB (61.842.625 bytes)


diversas correspondencias,

constancio, zenha, olaf palmer, delta dos x, das marcas na cabeça, a lua, da rodo ovo via aria do nacional, d maria segunda, luz reflexo na lua do buraco, carta a tori, ori amos, correspondencia, estrela americanas, a chave , a lua do rodo do ovo da via da aria do nacional, delta circulo do vaso id rato do cao do ps, o do natal, , 2, 23, correspondecnai com o video a tori amos, porquinhos do constancio, trovoadas, a palavra , ou seja imagem do ritual, porferido, reflexo da cruz do papa, no stoy boa ar d do zenha, volt, o ja, corbe ero, concordatam, edito, um edito, uma proscriçao, relaçao da cruz, ponto dez, falta uma letra fr ar cisco, cic, dezembro, dez em br o, regia na liza sao adminsitrativa do continente, um da regia das ilhas que nela se montou, o bandido do continente, cisco, tambem pcs, redes, dez, na foto tem a id do home da mais a direita na fgoto, o punho fechado, o da penetraçao, ce ra tensao, embixador eua, com percentil inclinado da usa, relaçao com o decimo, fr ar do cisco, que entrou de algua forma no olho do zen ho, chinam, japao, se outra vez, igerja, lis boa do malandr do policarpo, , envolvido no roubo eo acto de torutra de meu filho, continuo a espera da resposta que é devida por lei, angela markel, foto no dn, esta zangda, eu tambem trago razoes para isso, concluindo imagem da soma do clip da altura em que escrevi a tori amos, d maria, imafgens recentemente de novo qui afloradas, mc, que tambem nao deixa de estra erflectido nas colunas num outro video recente, o da gisele, e da imagem do japao, nocrurno, zona da baixa , chiado , onde estava a animaçao japoneza, onde estav o P, nas colunas do d maira iluminado, gado do nacional, terrorista do pepino, besta dos pepinos e do contancio, e ba, fla sh do gordon, gin,



japao tsunami de agora e chave de tsunami da grande matança, 2005

japao ja tem a chave do tsunami de dois mil e cinco pois a estrada que ficou as vagas agora é da imagem de oitenat do tsunami de 2005, id dessa pequen estarda aimagem que refelcte essa as sin taura, a do meco, a da grande matança, quem eta no japo tem leitura desse lugar, indicaçoes, nomes, declinando-os , já terá a chave, nao vejo portanto razao para se perpetuar silencio sobre isto, nomeadamente face a asae, a nao ser que os senhore eneveredem sobre a , refe conversa angela markes, esta na paret deste video que desapareceu, onde recordava de bnovo masi auma matnaça, a love parede, onde escutara pelo espeirto alguem que dizssera que estava a reconhecer a responsabalidade sobre a matanças das crinças, que tambem se pode aplicar a love parade, as matnças continuaram enqaunto negarem a justiça e tentarem regularizar nestas formas enviosadas em relaçao à lei



prova dos controlos rem

13 30 a 17 00, , só negro de form a se escvutar a porva das controlos rem via som, pancadas, estao baixas , ou seja se ouvem mais elevadas ao ouvido, contudo, o importante, é perceberrem pela analise da sequencia, ou rtitmo do som, que nao podem corresponder a actividades que se tem normalmente em casa, ou seja porva esta faceta, que é uma acto, cto, de tortura feito especificamente para esse efeito, isto é porva ao tribunal criminal europeu, 14 36, primeira legenda, aparece um nome, ciman, csic, sic, tv, segunda legendam , 16 03, segunda legenda com id declinadas,



constancio, lx 94 e os tres x do delta

sabado o dia a nascer, comento de novo a foto do olaf e do senha, a face oculta, e os tres x,é o constancio que apreceu no jornal dos bandidos, o dedo espetado, o falo, kissinger olha para ele muito fixamente, simbolizam ambos o gesto da penetraçao, triangulo, e a mesa oriental, que tem dobradiças, e uma pega, puta, embutida, uma s emi lua, ou seja ianda, marcas , feitas em noventa e quetro pelo grupo dessa besta do constancio, vide linah lisboa 94, medeia jason, o catalogo , onde uma outra relaçao recente aqui aflora, o tal tumulo do conde de menezes, psd, vila nova de gaia, pois uma racha equivalente se ve nas fotos sobre esse catalogo, lisboa 4, 94, aqui publcidas e comentadas,

kapa ki do iss , o do sin ingles ger, li ado as comunicaçoes, portu guesas e nao só, sig la co m um, singer, costureira, rua do costa, costureirinha, ak 4 do sete, oliva, oliveira, az ze it e, oliveira desportos, outros, e tam am tambem sin de pe cado, o ingles do ger,

a peça da mesa, se ve o x marcado , figurado no tripe da sneider, recentemnte entrado, com referencias multiplas, uma qaqui neste video relativa ao fire wire e ao fire wall , linha do jornal wall strett comentado no dn, lente, asa, porfessor da asa editora, ed di it da tora, sas, cama, porta de correr, porta, cds dec deco rr é arto, de uma rate de pagamento de memoria, na cama ra, esta peça, es tva montada verticalmente, ou seja, corresponde a imagem da fey russa, veio aqui, o vermelho sangue como ali escorre, figurado na imagem, e ainda o diabo ml, mr pum p um, o do fogo, da minha inversao, moveis chinezes, ou japonzes, formas tradicionais, maoistas, capulanas, ex minsitro ps, vera, vide refe linhas das capulanas, durao barroso, o durao do bar rosso, mat tin i, italiano, o, questao das simetrias,



cor r es ponde dc cna ai do enter, io, correspondencia entre a mesa da imagem do zenha , kissinger e constancio e uma das formas visiveis no japao,

co rr es ponder de cia entre forma da mesa e uma das formas visiveis e comentadas nas imagens do t u s n mai, do tsumani do japao de agora, a que simblicamente esta no conjunto de outras que espelham, a ideia dos dissipadores de calor dos por c ess sado dor ratos es, os dos computadores, onde o constancio figo ur a do pau, ou pao, neste caso, mafra, nt ando o falo,

eq vaso iva al lentes, mime, pt, t iza am ,às das familias, ob ject os , por ass si maior di ze rato top do ps, o liagdo as familias, di sip ad dor es, calor, c alo rato ps, com put das dores , aquela, os bicos do quadrado da caixinhas da meia do ab berta, be rta, si mila ar da mesa, madrid, de este, esta, este link tam am tambem,

pela cara do constancio de ontem no dn onde expressava a culpa , ou o tentam incriminar ou sabem da soma destas questoes a outro nivel, maconico, como penso que o japao já terá somado, continua a insistir naquilo que ja vos dise, há uma relaçao directa entre o grupo que me roubou o filho e o tras torturado, e o tsunami de 2005,

chave complementar do ideagrama que considerei chave do tsunami do japao, nas minhas pinturas de ceu que é tambem, de mar,

a iamgem que vos motrei do ideagrama, id ide dea dega rata da rama da, se ve na imagem o nepal em movimento, duas colunas, inclinado, a letra japonze, ja da ap do onze es, ze, é ambem um surfista, que é uma das primeiras simetrias que detecteei entre as imagens do japao que vira pela sic, no cafe e o mural na gare do oriente, australianao ou por aí, que aqui fotgrafei e publiquei, surfista com um punho vermelho, e umas manchas vermelhas, o punho das aguas ou que sai das aguas, à passagem do surrf fist ista a de al gum a mane ira,

sendo que ontem essa relaçao com o lado do hemisferio se trornou claro, pela helena napoleao, remete isto ainda paras s linhas recentes dos passes feitos no cerebro, dama si sio do io, filias, filhos, fo fog, ou seja do nevoeiro do filho, o ruc bo, e ainda gb de alguam forma, ne l ook, foi-me claro sobre o ponto de vista intuitivo, e pela soma de tudo aquilo que eu trago dentro de mim da consciencia destas matanças no mundo que assim se esclarece, esc clare rece,a da rec, assim se esclarece todas aquleas que tem acontecido na australia, e ventualemnte nova ze lan dia, me aprecebiq ue , que ela , a helena napoleao, nap ap do pol leao, vive , hoje entre a australia e portugal, uma relaçao de trabalho ou de amor que corporiza , corp pr por riza isa, china, isso,iss circulo,

como vos disse há uyma rpariga da ne w l ook, que me aprece nas vesperas do tusnami , passe da bessa, a margarida, portant deduzo do envolviemnto da helena napoleao como porvavelmente ordenante ou organizadora,

chave do caderno de apontaemntos, sobre o ideagrama, aos 23 46, do video, pr anch a do suf do sete, de um sete, o da figura da cruzada,no desenho, adn, ad do dn, este personagem, p da cruz, que eu relacionei com o gil da expo, pela linha do mural da gare do oirente, a intençao do arrtista quando a representou, 3 serpente, ilha, a das marcas, gai v ota, aqui, tachu, tacho, cruz primeira do chu, do beijo invertido, do ken maconico ingles, kapa do chien, do cao, linha dos caes, ch c hi ie en maior,



correspodencia entre o surfista expresso no ideagrama japonez com o fido, s eve m da up do tilt, 25 circulodo nono mai, elle dp sn os sw primeira,

a persoangem, o surfista com este cabelo, o sur rf fist ista primeiro de este cabelo, em sentido de extensao, e tambem como significado de porblema, si sig gn ni fi do cado de por rb bel ema má, perosnagem da pub, o fide , o fido da seven up, ou seja da elevaçao do lotus s eve en, que como sabemos, a pub, esta porfundamente envolvida nestas materias dos cios e das preparaçeos das desgraças e matanças, e nos triggers, os gate ilho s ,

fido , operas, s carlos, que nao deixou tambem de entrar na leitura de agora do japao como bem vos recordeis, perfume, entre as raparigas do dia das danças e dos cantares mocambicanos, bic, e a mae e a filha no enterro do japao, chi ado do jo gode do futebol do brasil, concerto africano, a fr ican cano do ano,m , antes do concerto africano, mo cam bic ano de mocambique, garvaçao do l oo king do jo se, jo da se, dan c as can t ares t r a d i cio n a is, vide ref no livro da vida, fido é uma figura de opera, dig amos, ant de mais, chaves de salomao, salo alo mao, o rei salo alo , mao, onda e sat fido de uma delas, o seven up, o da s eve en da ele vaso ac sao, um perosnagem de ani maçao , p elo do cabelo dela, do moviemnto dos cabeloas, linics, lda, lim ics lda, p ela figo ur a express primeiram,ki,

seven remete para lotus, a flor do lotus, lotus even que apreceu aqui uma manha ao pe do ritalinos, com uma caixa de ovos, rua do passolo, pr, decapotavel antigo, careca, care eca ca, carro relacionado com o oriente, mas contruido salvo erro pela gb, ing la terra, seven de pe cados mor tais, ass soci ad as por ca usa do filme, fil me, sete pe cados mor tais de um assasinio, que acab por matr a mulher de um dos policias, q ue bus ca, um filme est ran issi mi, conte vaso da ana lise,

seven up, um gás, um do g´+as, agua borbolhante, que nao deixa de esatr expresa na tal assinatura do cometa que sai das aguas no tsunami do japao, s ai fu mega ante, quando a onda entra na terra rea ram am, br, co da isa estranhissima, pe da rita tage, essa da imagem, foguete, gute, com boi io o, ca sa de fog ue t es, muni sio es , tvi, que a agua a entra tivesse feito disparar um di spa par rato ps da ar , do primrio, do filho da puta do gama, p do elo do contrario, c on t rao ari do rio, br, este v alo r si mb o lico da fun dam en t al na ex p li caçao q ue v os dó , o dos erros ac aco cu mula lados, da imensa f ac tura, da n oss sa poli tica, relativaemnte ao sangue da vida, semem, sidas, das aguas, a base, he roi ina, pro rop p rio do sangue, ou sangue do rio, e da perfeita lou cura , a da carrugagem, en fi mai iro, da lei so sangue e da agua, porblemas das baterias, ma quina,

o caderninho equivalente a este onde eu escrevi an altura sobre o tsunami de 2005,

o cade der nin ho eq u iva al lente a de este onda eu esc r e vi an al tura s ob re o ts un a m i d e 20, circulo da estrela, bairro, 05,

de rajada, De ra jad ad primeira, de eve m ser qua ua ase ce m pa ginas, mu it as peer didas ou ro ub ba ad as , uma hi stor ia em peda aços, nos muito pequeninos, nas crianças, sendo que as que aqui nesta conversa entram sao as de beslan, bes es lan,

o que me lembro tambem à luz da imagem da rapariga do dia da marcha onde vi a tal rpariga com as duas borboletas e onde em fim de semana sefguido a apreceu a factura do merlin do ali cate, e ainda o delta e por consequencia os trex x , expressos no por do sol à imagem do senha e do olaf e do constancio, é dó do constancio, dodo do constancio, pepe ino serpente, o do com ns tan am do cio do io, circulo do iodo, al gás, praia vicentina, vicent do ina, a pr aia do vicent do inam, das duas borboletas, encostada a um banco de, da, pedra, uma peça muit japonzeza, bancos de ciemnto, cimento, construçoes, obras publicas, naso sao bem bancos, sao separadores, s epa par rato ps ad das dores, es, transityo, transito, comboio, ato cha, p eças em T,



entronca na imagem central dessa historia escrita em 2005, da figura quantica, o bater de asas, o que ressalta dessa historia de 2005 escrita nos dias a seguir ao tusnami, mik, ou mesmo no dia a seguir ao tsunamik, dois dias, psd, d ep o is a se gir rato do tsunamim, tioda da se guida, é, a inter raçao, à di stan cia, feno menos n cao l o cais, grupo cais, dentro da nao localidade baseada hoje num conjunto de p alm l anos s, c omo t emo s, dos compuatdores, uma da rede n eu ron i a l, e x ternam, ab , ou abc, reaçao, ou seja es, e tambem imagens das torres em ny, vide ref, c omo sabe is eu cor rijo o u am p li fic o do c irc culo lodo do pen sam en to do y un g, q ue est ava pre s en te, à luz daquilo que vos disse, tragedisa tragedias no corpo desta diemnsao, dimensao, só acontecessem atarves de um conjunto muito vasto de reaçoes, ma sque sao porvocadas, porta nt on abase dessa reaçao e das , , dd dessas,

da prova dos controlos rem, e breve descriçao do modus operativo deste continuo crime de tortura

ontem gravei e vou por a negro com o som, esses dos continuos actos de torutura, tortura, os do controlo rem, me fazem com os barulhos, e com os envenanamentos, eu tenho sido envenenado há seis anos, ou seja, tambem referente a um envenanamento há seis anos, pelo cha, am, p elo cha am, poque entram ca em casa e isto é cm a cumplicidade das autoriedades, e dos partidos politcos, c omo sabe is, ou seja , um grupo que actua a mando dos que se dizem autoriedades , é dos p art id os poli it toc,

ontem houve mais um, mais uma fita dessa, ou seja do elo dessa da mais primeira, msi, cao fina al da t arde, ha tres casas, uma por ciam desta que é dess tal besta que andou para aí, que partiu durante 2005, excataemnte nessa altura a casa durante talvez um ano, uma ano, depois há uma casinha onde esta essa rapriga com o rapaz africano , dos barulhos, às vezes, como grilhetas que sao arrastadas, e uam outra que era um atlier do arquitecto, que esta desocupado há um tempo, poranto este grupo, que é grande, eu sei isso porque os sinto a entrar, e netram muito rapido, nao da para ior la cima ver quem sao, e netram e siam, e entram e siam, é um grupo grande, se calhar até o equivalente aos dois cubos que sao visiveis na central nuclear do japao, nas tres facas, p elo numero dez ase is, nao sei se sao dezaseis mas sao muitos, eles tem provavelmente acesso a estes , estas , tres casas, que correspondem a planta integral desta, aqui em baixo, entram e saem a determinadas horas especificas, uns atras dos outros e vao fazendo, é eva do vao do fazendo, do luis fazendo, e vao fazendo cada um , os seus barulhos, é isto que se passa, neste acto, nesta vertente do crime de tortura e depois há o crime de envenenamento e de atentado multiplo contra a minha vida a todos os niveis, desde há seis anos pelo menos, menos, com a cumplicidade destes criminosos, que se dizem governo e autoriedades porto guesa e partidos politicos,

o nt é maior do homem circulo da uve mais um, mais, uma da fita dessa, o vaso do use seja jad do elo dessa, a da dama mais primeira, msi, cao da fina dav al da t arde, home da primeira de tres casas, uma por ci am de sta q ue é de ess da tal besta, o jogador do norte do grupo da prieto, q ue ando vaso da para do aí, q ue p art ti vaso durante 2005, é x cata em nt e ne dessa , ad da al tura , primeira da casa duran te t alvez um ano, uma ano, de posi home da primeira ac en to da auma ca sinha, cinha jardim, onda dea desta sta, e ts a dessa ra pr riga com do circulo do rapaz africano , o dos ba ru l h os, às v e ze es, c omo g r ilhe etas q ue da sao ar rasta ad as, e uam de outra q ue e ra de um atl da lie rato ps do arquitecto, q ue desta , de soc u pad ad o h á um te mp o, por anto de este g rupo, q ue é g rande, eu s ei iss o por q ue os sin to primeira en t rato ps da ar, e net ram mu it o ra pido, n cao da para ior la de cima , ver q ue maior da sao, é net ram , é si am, é en t ram e si am, é um g rupo g rande, sec da alha do raté do circulo do eq u iva al lente primeira do os dos dois dos cubos q ue sao v isi v ei s na c en tar l nuc lea ar do japao, na st rato ps das es facas, p elo n um mer do ero de dez da ase do is, n cao s ei da se da sao dez za ase is ma serpente da sao de mu it os, eles te maior por v ave lem nt e ac esso primeira de este serrpentes , etas , tres casas, q ue cor r es ponde w ema p lan anta inte gato rato da al desta, aqui em ba do xo, en t ram e sa ima det r emi n ad as hor as es pe cif ica s, un s at rato ps as dos outros, é vao do fazendo, é eva do vao do fazendo, do luis fazendo, é eva do vao do fazendo c ad a um , os se us ba ru l h os, é is to do toque da se p ass a, nest primeira do acto, nest primeira vert ente do c rime do crime, md é tor tura, é d ep o is h á o crime de en v ene nena am men toe , o dode atentado mul t y ip lo contra da primeira min homem da primeira v id primeira, a todos os dos niveis, de sd e h á se is ano sp elo do mesmo, men serpente circulo , men do os, com da primeira cu mp li cida dade de esta, st es c rim ino s o as, q ue da se di ze maior g ove rn noe oe, autoriedades da porto guesa, é partidos pol it tc cos,

embora aqui nao gravado neste ponto desta Palavra, o mecanismo é mais complexo, pois trazem tambem uma constante rede de espionagem com apoios nas casas das traseiras e do bairro , de forma a saberem quando por exemplo estou descansando, e actuam tambem especificamente em constancia neste aspecto do controlo e quebra dos sonos,

é mb o ra do qui n cao do nau dog rata primeria av do nest +e ponto de sta Pala vaso do ra, o meca cam ni sm circulo, é mais co mp le do xo, p o is t r az ze maior da t am ata tambem uma c on sat tnt , é rede de espionagem, com ap oi os nas casas das tar se ira se do bairro , de forma primeira, saberem , qua n dó por, é x e mp lo est o u d es can s ando, e ac t tua ua am tam am tambem, es pe cif icam am, quem mente, em constancia nest é ap do ps, as pec to , o do controlo, eq ue br ad os sonos,

o sincronismo com a imagem dos rapazes do surf, sobretudo de um da esquina em baixo em frente à igreja, com o encontrar da nota da id da figura do ideagrama sobre o japao

ontem à noite deposi de o ver, ao sair, estavam ali rapazes como se fossem para o sw, festival, cunhado do cavaco, do grupo que entra cá em casa,

o nt ema acento ano da noite, 2005, de posi deo ove rato ps, cao serpente do air, est ava vam am do ali, algarve, ra p az es c omo da se fosse mairo do para do circulo do sw, o do festival, cuna hd , o do cunhado do circulo do cavaco, o do dog do rupo que entra cá em casa,

nota sobre uma key relativa ao nove do onze, ou seja da queda das torres, que durante a escrita sobre as bombas em londres me apareceu no telemovel,

eu trago o telemovel muitas vezes dentro do bolso das calças, e portanto quando o retiro , muitas vezes estao marcados, mar ac cd os numeros, pode ser o acaso organizador, o r g ani za do niza, spa, o ra do delta top do ps, por assim dizer, ou pode ser feito por por g rama maçao, re mota, porta n t o t em o ova do valor, br, que tem na duvida de saber da vera rac da cida dede de este por c esso,

tirei o bolso, pelas 9.11, esta correspondeica é verdade, isto é, assim o sei, pois vi as horas e a relaçao com os digitos que no visor do telemovel apareceram , tec l as di gita ando,

666 666 , ou seja duas bestas, 18, garus maconicos, do sessenrta e nove em noventa e nove, do grupo 66, rato circulo da ad , o do hell, do inferno, he onze do inferno, terceiro non mdo 9 11, tambem remete de alguma forma para porche, se ve na imagem nest momento, 34 35, as qautro garras ou marcas da rede pb, expressas no tap pete, onda br anca amarela, ass si maior da ch ave do no do kapa do ia do homem oje, a ove do elo, jason, e deposi tenho por baixo, ape do lido, lido é nome de cinema de campo de ourique, e tambem cinema em geral, rem mete para o ex mr do tino navarro, o de campo de ourique, por outro lado remete ainda para o grupo dos mar x ista serpente leni ni sta serpentes, da extrema esquerda, esc ue rda, pro to g oni z ad do circulo da besta do cinema q ue do agora, que re cente , mente, foi tambem, convocado, pressuponho que ten h a do estado, por detras desse passe de encenaçao, cenografica, verdadeiramente, no metro e do terreiro do paço, ou no do do metro, é o do terreiro do paço, paco, tambem relacionado com o tsunami de 2005, como vos disse em fr en te ao torreao do exercito, ma rinha, de n ovos, do contacto, contacto, remete para lentes de contacto, ou seja do tempo da serie produzida para a rtp com esse nome, luis osorio, circulo do serpente os do rt do io do rio, 39, esta qaqui, relacionado com o x do grupo do 66 de 99, 123, lapas, ou bairro da lapa, carlos cruz, relacionado com abusos infantis, no non, no me pro da corda, co rda, do rio, lá esat uma referecnai a brasil e a rui rio, é a primeria do rui rio, a do numero da tele, liagdo as televisoes, o mo do vaso do 666, o duplo, ata quadrado pro do rol, d condessa do cubo, rose se g ur , espaço de espectaculos na apl, doca, ee outro em campo de ourique por cima da escola catolica, com relaçao com a queda das torres, tambem, vide r efe, do aliementador que faz bum ou seja, do al lie da ei, al g ar v e, mna a td dor, a que f az do bum , a dor do algarve, a dor que f az circulo do bum , por c esso dor da intel, inte italia, tel, é o maior da cruz de sessenta e quatro, o dual do segundo de oitenta, merda, rda,









09 04 2011 segunda parte de tres
73,5 MB (77.134.284 bytes)






09 04 2011, terceira parte de tres
47,9 MB (50.230.589 bytes)





....



acusaçao ao tribunal criminal sobre mais esta matança, parte da key d tsunami de 2005, o pormenor do jarrao, analise ainda das linhas das encenaçoes dos bandidos do dn começadas na parte anterior, e ainda a chave da matança das quinze crianças no brasil, no seguimento das encenaçoes da presença do lula e da dilma 


07 07 2011
64,2 MB (67.359.373 bytes)
dn relativo
dn, r ela t ivo a os primeiro v ide os é chave da marta ança escola do brasil

este video tem duas partes juntas, a primeira gravada na noite de ontem no seguimento das partes publicadas anteriormente, nao foi logo publicada, porque é referente a questao da analise da key do tusnami de 2005, e tambem ainda comentarios a linhas do jornal dos bandidos tambem abordadas em partes anteriores, juntei o que gravei ao bocado, sobre mais esta tragedia do brasil

rectifico que as ambulancias nao sao laranjas azuis, mas laranjas brancas, ou seja relaçao de casa psd pt br, cavaco silva, o que foi eleito para governo , anos noventa,  pelo tal da pub do br, cujo nomem ressoa agora nesta matança,
links citados na analise de mais esta matança,

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825308&seccao=CPLP
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825154&seccao=CPLP
o video da tv brasileira

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825134&seccao=CPLP
sismo japao, a peça , a bota, a imagem do story board da campanha do zenha
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825241&seccao=%C1sia
declaraçoes atribuida a dilma
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825239&seccao=CPLP
marta rocha, rocha conde de obidos, nao a rebelo,
http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1825308&seccao=CPLP
http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1824985
jardim fala, a j ar dim, fala certaemnte de psiquiatria

http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?
wall strett firewal, firewall
content_id=1825069http://www.dn.pt/inicio/economia/interior.aspx?content_id=1825116
que bela expressao
alguns do mencionados ontem como esse do menezes, sobre o rato mickey.com, ligaçao a matança do brasil,
um dos exemplos d a l in gauge m.l inguagem,  sem nexo semantico desta encenaçoes,
o crime dos submarinos, ou mais uma capa
jaime gama , com um foto que ontem na estava que fala de rito, ex embaixador parlamento, dos espaços parlamentares, e dos passos, perdidos, certaemnte, belos simbolos na coluna montante,
finalemnte a relaçao que faltava , helena napoleao, ne w l ook, campo de ourique, matança da madeira, infante tar e desgraças no outro lado do mundo
a estratosfera dos submarinos, portas, cds, japao, teresa caeiro
a vaca sala can t ad dor qa da al ze da z i r a d o dn, certamente
as verdadeiras preocupaçoes das bestas, e a linah do tele ponto inviisvel vinda ou protagonizada pelo obama e clinton 
v is  to o ass un to sr outro, ce rta e m te isto, é uma c on f i s s a o da matança das crianças
desmontando vossas encenaçoes e continuando a acusaçao, segunda parte de duas,




06 04 2011, segunda parte
82,9 MB (86.947.738 bytes)



desmontando vossas encenaçoes e continuando a acusaçao, primeira parte de duas,




06 04 2011
94,8 MB (99.408.315 bytes),
começo da trasncriçao da primeira parte, pela importancia

capital da cultura, ou o cu da primeira turra, capital, jornal ou discoteca, tambem 99,
primeira parte, desmontagem das encenaçoes, denuncia de crimes  e acusaçoes 
pormenor, de relaçao com a imagem do ola f p a l e mr, kit c net, corb ero, fr igor rif co, candida da tura olaf palmer, peça a madeira z, ilha, ro da ape, estado de segredo burocaracia, chave tsunami de dois mil e cinco, espeinha vertebral, ver bal, linah de correntes e fios outros com relaçao a outra analsies, londres, esta peça do labirinete, la bi rin t io, guichet, o macaco do gui, redoma, figuras conotaçoes religiosas, objectos que se abana dos souvenirs, torre eifel, paris, a neve que cai, volto já, volt do circulo da ja, percentil, per c en til, os fiso que o prendem simbolizam um bico de fogo com um pequeno port no ao lado esquerdo superior, conver s dia c inc o, zon a da ap, rocha da conde de obidos apl, simetria espantosa, esse bico, definiu-se ontem ou hoje aqui ao andar pelos forros, br, das lam padas, cola, cairam com o calor, e porpria accao da cola e da fita, o pe ao andar pos .lo aqui, cadeira das matrizes , x, que forma visiveis tambem na imagem do lula aqui, bico larabnja, cores psd, imagem do video bus can do te ao fi ma da t arede, raapriga dos banhos de sol com as duas borbolertas, dia da marcha, o vbr isa apresneto a factura, saiu do banco, e se aproximou, factura foi provocada, stefanel, qaundo a chuva cai, chuvas pequenas que caiem do x ceu, bençoes ou dor, lapos a leitura apos a factura ae a leitura da ste gf fan ane anel, que remte para as questoes portugueses, malha da roupa, ca misa, memoria de material ass soci ad o aq uel atex tura , vaso isco co ze, si mp pta tico do toque, padrao, nome e lugar, borracah, sentido latos do semem dos persertvativos, das luvas, da cirurgias, que tambem estao expressos em outro stor y boa ard ds, prmenor da saianha, os dois bortoes, duas serpente , ss, ou tambem vera saudade e silva, porque apre3eu tamebm convocado nestas ultimas linhas, pois apareceu a talho de foice, sentido , meta sentido das relçaoes incionscentes mas que sao expresssa nods dicverosso pontos daqueilo que se conta, pa gina de verao, uma rapariga do verao, salema, sandra coias, e outrav rap+pariga italian que por la passoi, br, que ainda se prende com um truncagem sergio, sertgio mello, rapaz da onu qque foi morto nestes anos da confusao, associaçao que se desvela pelo enqaudrawemtno, com a morte de mello, e ainda com o instituto de macau, assim parece, locai tambem do porto da apl, museu orientem , qundo filmo a raps riga que mostra casa o debruado da bainha centrtal, delat das aguas, laranjas, como poderei verificar no video, e nas fotos apagadas, porva do crime, esse debruado , faz um aforma que depois apreceu passado uns minutos em frente ao mna, necessidades, por do sol, lugar, visivel pelo sol, tarde enfaruscada, o sol esta va es condido, nuvens m, e s ó se manifesta nesse moemnto, como hopje ao final do dia, de um sol que é visisvela olho num, porque a bruma estava posta ao final da tarde, esse fenomeno que se manifesta no cceu e nas nuvesn, o botao, porcura do botao, os damos da moda, e reflecte a mancha que primeiro identifiquyei com o z e o depois o delta na analise do tsunami, a partir da fot da olaf palmer, pe1quenas das cortinas, pap e l , barra, há dosi x, um per c en til, no permei esta o z que é tambem delta, se rodarem no eixo horixontal é passaivel de ser colocado em sima do simbolo do olaf palmer, nessa imagem do video busx cando te ao final da tarde em que se manifesta no ceu, es fer, a torre, um navio, edificio da policai do porto de lisboa, num outro dia, a paret da chave apagada, do lado da ponte, ou ponte lada, livestream, transmissao directa, dentro dos arquivos do computador, script, fo l der, sercvidor central live st rea am, desapareceu, consegui na altura publcia-los por em bebe p l ayer, e depois desapareceu, dos arquivos, pc, ao mesmo tempo do servidor cent5rtal, alguem que alterou o up loarder, trioca t roca de mail com o live s t re a am , anouck, deram -me um novo link, tornei a publcia-lo tornoua desaparecer, depois a estranah comunicaçao, foi na altura do vulcao lá no norte pub banif, tambem expresso no japao, suecia, a parte mais improtante dessa chave foi apagada, mas alguem a tem, o live set r e am, polica, ps p, bus can do te ao fina al dat arde, li nk es pe irit ur t al, nabipuklaçao tecnica, na fachada mini turizadaos pro ject tor es, poetencia de luz, duvida meta fisica, alguem no museu do oriente, a id dos carros, dno livro da vida, as torres das amoreias, coincidente com alguma sleituras dass torres nas amoreiras, com a erupçao, o banco banif, o centauro de fogo, o hoem desenhado por uma siklheuta de fogo que atirava uma seta ao ceu, a chave despareceido e´mdas mais importantes, autoriedades competentes poderao verificar, esse pormenro associas-se ainda as amoreira e ao tsunami, a que simboliza do golf, fodas, sobre mae de agua, remete tambem para br, e existe tamebm as degsraças no brasil que aflorarm tambem nestas ultimas linhas, pois o termo, mae de agua me remte tamebm para o brasil, vide refe conversa om lula, videos, reservtaroai da me de agua, epal, na parte traseira das torres, 24 09, recoret em onda, a onda gigante do tsunami, do 2005 que tambem esta expresso no de agora do japao, pela tal estrada, em onda, a estrada das amoreiras, esse eixo onde eu tive em 82 a visao, meco, estarda antiga que liga meco a sesimbra, ate a cruzamnteo do cabo es pi c hel, seseimbra, como sabeis hán um conjunto de leituras ass soci ad as , o martelo de santana, psda, o cabo es pi c hel, da onda nessa estrada, alguem que ali vive , uma segunda casa, relacionado com as torre das amoreiras, a do vaso das aguas, id mais precisa neste video e nas fotos pulicadas na pagina central do blog, 26 59, centar o universao das possiveis id relativas a operaçao que teve como consequencia o tsnumai de 2005, passes de natureza se x ual, ffeno menos de luz, qeu algue tinah simbolziado o que eu tinah publciado sobre o olaf palmer, misterio que se devela e nós fala, bus can do te ao fi ma dat arde, o top das torres das amoreiras, onde se desenha o V, lus co fusco, carocha, car rocha do cha, china, lego peças, segunda torre do lado esquerdo, agencia de comunicaçao ou coisa do genero, leitura do vulcao no norte da europa tambem relacionado com uma cas real do norte da europa, olaf palmer, e ds guerras por detras da guerra, e dos grupos por detras, rotarios, barbbeiro, bnm, ines flor , marcelo rebelo sousa, relacionado com a teresa e o roubo de meu fiklho, como comentados no livrod a vida, e uma outra iamgem, que ontem aflorou, espelhos de barbeiro e tele pontos inviisiveis com espesljhso de barbeiro, linah do obama, comenatdo dia cionco, amrcelo rebelo de soisa, e durao barroso, é durao barroso, uma pintua que esta no gabimnete do durao na comissao europeia, relaçao psd, e psd, marcelo , e durao, ex mrpp, extrema esqu3erda, recuperada, adulterado, redimida soi disante, o tele ponto da amercia invivel, a queixnho, japao é rebelo sousa e durao, ate 32 43,




durao tem tamebm um eco antigo num jantar no japao de falta de simetria dos pratsos na mesa que na altura qui comentei pela etsranheza, e esse aspecto creio entao ser o que o imperador do japao agora nos mostrou quando apareceu na televisao, onde a assimetria, tambem av infante santo, estav presente,


acusaçao ao tribunal criminal e outros assuntos, 3ª




05 03 2011 3º parte, par rte
60,0 MB (62.981.406 bytes
se is cent y os italia,



sin gular serpenet sin  ing gula ari ri ed dade, droga lit hi un serpente, crime de tortura, cap pn a homem  às das criminosas,  dec rim dos es contras os direitos humanos, é primeira da pessoa, feitos, p elo medias, f ac eta dec rim es de esc da lava do gi sm circulo, em ass circulo c aia çoa de mal feitor es, met primeira da for ad do circulo do carlos queiroz, militares tambem, rato circulo lodo do vaso bodo fil homem do circulo, o dos controlos rem, serpente do ob rem da mu it os, at rato do av es dos medias, por rc circulo do esso de tor rt da tura fascistas p id es nazis, cu primeiro da p do ab do bil liza çao por ject ad primeira, tam be mp elos medias, é x, é mp l o da teresa ca iraque da se da di zorro da deputada do cds, s ob re viol en cia fa mili da ar dos crimes no pro p rio por c esso, em t rem so por circulo do ess ua is, s ess cao de rec on cia liza çao, a da falsa puta juiza, em c on c lui o com o nazi do ps, maria do soares, vera saudade e silva, relaçao com o do icep, leis es qui zo fr eni c as, q ue visa sam am, é x cat ae maior nt teo circulo do roubo das crianças, é os a t cos de tor rt tura sobre os filhos, é circulo do pais, tvi, c omo dc o e x em p loda a use en cia de c on t rolo nas fina aças, a da mesma questao, do c r es cie m nt o da cor rup çao qe eu se mp re lava cao a os crimes, contra pessoa s indi v id ua is c omo c ole c t iv os, crimes de g en o c id io, in sin ua ço es, crimes de tortura, com da primeira perver sao, a da secretas, dos exercitos, est o ua f al ar dos pro b l ema sd é terrorismo, ro ub sode das empresas am eric n as com das mortes de pessoas à da conta destas guerras dn, tele v sio es, o da forma sistematica, com vaso do si das insinuaçoes, pro tog ani z ad as p ela s figo ur as de ca rat zorro de tele vaso do siao, com da primeira da maria elisa, relaçao com de durao, morte de diana , cheias de 66, c on t rolos rem aqui em casa, é x em p lode h oje, si met ria do acord da ar, é de al g ue maior do q ue sa id o predio, director dos se vi ç os de psi colo gi a de s anta maria, um q ue p elo men os do cobre crimes de ge no c id io, mo rte de massi duas pe sd s o as, uma viol i ni sta s de vinte,é sete o u t rin t a , é sete anos, com uma indu c ai q ue veio da am mer e ca pro tag oni za a p elo obama, o u usa ando sd o obama, o fio dos tele pontos in v isis v eis, c on t rolo a di s tan cia, met o d os dos na zi ze policias secretas , c omo as da sta s si da escola, do ap e rec n di z ad o, pide, dos regimes tot ali t ar io s, pul pito, polvo pito, o pito do polvo, no se gui em nt o do ts un ami do japao, hi ll ary da santinha perversa, dos men sio sd é escola com o com por rate maior nt é perverso, os qui e x in h os, editoras mu sica cais,massi um f ac to do p lan asno do v ide o do c i c lode cinema no dn, dn, circulo do maior, lopes, rei do nic ole es, do ci nema, nico olas ra y w en der,ero tex to est ava co rta ad o, fun dam en tamen nl teque da se pr ed dn dia com imagens do japao, fr ee ze, dos videos do dn , dos c rim es de man ip pul açao on l ine, cic l os de ci nema, entupi, en tupi, uma urna, o q ue f oi morto, ca rac ter es ch ine z es ou j ap one z es, n um barco o om as min h as cor es, duas mortes , mae, ch inez zo u j ap one za, porto, liga gado ás artes plasticas, g rupo rui rio, ponte inc lina ad a, ele eva ad dica es, um g rupo de p esso as q ue v iv ia de n ego cio s eve en tua al lem mne eli c it os, q ue da me t r o ux e um do perfume , s ob re a queda da ponte na am a erc a a a flor ad dana s convers a at r av es da jen ni fero c on n nely, c omo par c en do di ze rato q ue essa , ou ess as das mortes est arao r ela cio n ada com a queda da ponte na america, tpi, contas é c rim es de ca rac ter inter na cio n al, q ue h oje sao crimes n cao l o cia, tpi, onda dea a am erc ia c on tin ua ana s ub sc rever o acor do, fazendo , luis, por v a q ue da se r e serva o pap el de pi sto eli roc omo a inda do agora o por v o u via nato, nata, m ot ivo de c rim es de r o ub bono mont ante de bilioes de dolares, bil do lio oe es dedo dd da dl l ares,  noe mad dam am mente ata rato vaso do es da nato, vaso da tili iza çao de men nets br ila homem da net sao ser vi ço de est rate gi as de guerra, é tam mne maior di sto quadrado da ue serpente set da cruz da rata qa da un dó vaso do os falo de induçoes rem,

no futebol entre o real de madrid e o tot homem do ham, li, a historia dos passes nos medicamentos, grupo bayer, ba, farmacias e tambem maria joao bayer 




acusaçao ao tribunal criminal e outros assuntos 2ª




05 04 2011 segunda parte de tres
53,4 MB (56.008.946 bytes)
sumario

fundos comunitarios, relacionados com casas politicas, de todos os paises europeu, os responsaveis pelos roubos e desbarato, crime contra os povos ajudados e os que ajudam, lula, mais , o que nos une é maior do que nos separa, acusaçao congra os tres macacos, cesar das neves , sm, nome claro, metafora, traduz o conhecimento e ventualmente o envolvimento e o mando de mais esta tentativa de assassinato, motivos ,ter pedido prisoa , prisao, de poli carpo e do papa, pelo roubo abuso e tortura de meu filho, é um crime em curso, c urso, que agrava o dano, sala rio s , salarios,  do exercito, hel i co pt ero do merlin, bifes, levantamento de armas, antonio costa, betao, tratamento das aguas, divida da cml, crimes com c on seq un cias , consequencias nos tempo, sobre o terceiro video do japao, antes do slide show, o pato, rocha conde de obidos, barcos de pesca, marina de barcos de recreio, filada de traineiras e enviadas, e coisas similares que foi lá posto prepositadamente, pato ou grou, pesca, rocha conde de obidos, arrastao, restaurante ou discoteca, tapado, blinds nas janelas, passaro, grou, bagarre, luta num bar, elementos asiaticos, perfume de china, figuraçao do animal, o grou, o lançado, animais voadores, pomba espirito santo, sensitivo, subtil, pombas, estremeçao,  e como falar chiens o u chines, jc ap onze, japones, pintura do batelao, pin tura bate do telao, cinema, acto especifico com uma direcçao, patos de lagos, jardim dos quatro cantos, imagens nocturnas, remotos de animais, comunhao de amor com todos os seres, indu z i d o, esquizofrenia, dos medias, diabo, jornal, para justificar o roubo dos filho sk e ide ia s pere grinas, dos que se reclaman de cristo, maria jose nogueiro pinto, a ideia de dar um filho a roda da vida, inferno, criança, e perigo maior, esquizofrenia, loucura colectiva, porvocadas pelas encenaçoes, como forma de regulaçao de contas entre terceiros e quatos, quartos, pi urso, pa gina s abe r rta s, folhas a soltas, versos de li bai do sonho embriagado, desenho maria keil, o desenho da bailarina, 701 china central, academia imperial, dado ao vinho,  tres ou quatro casamentos, a historia do macaco e do reflexo da lua nas  aguas, graça de abreu, vate chino, instituto cultural de macau, s h a n g a n m,  do pessegeuro, pessegueiro, em flor dentro de um poço, do monte das esmeraldas, es mer aldas, bambus, vento dos pinhais, via lactea, aguia que se quebrou cansada , dam shangam, outuno , vento frio, boreas, guerra, soldados, rua do jasmim, rembrant, perfis, biografias, erudita, de rembrant, de amesterdao, moinho, retrato, segredo da alma humana, dos modelos, tecnicas, obra , arte, italianos falemngos, flamengos,  sergio, tragico, ou tragedia, sergio, mello, olhos espelhos da alma dos adornos, moda, miseraveis, fr, moinhos, deza seis dezoite horas na fabricas de panos dos senhore de a m es t r e d ao,  s en hor rede amesterdao, grupo one, antigo grupo one, net, perolas, pe ero rolas, prepsoiçao do tempo de 74, da r3evoluçao, politoca educaçao, meis, meios de porduçao,  de porduçao, democracia socialista, n cao h avia pecado nela, regimes comunistas, comunhao dos meios de porduçao, é uma questao de educaçao, o homem novo, educaçao ml, arvore,coop porto,  direita tinha, sonhos, cooperativas de povo, habitaçao, poluiçao , quimicos, queimam a vida humana, e a terra, os orgaos internos, mercados dominantes, andar da carrugaem, situaçoes radicais, sexo dos anjos, anuncio de um outro perfume, parece tambem uma inversao, poupa r agua, energia, construçoes, patamar da inteligencia da cosntruçao de casas, efeciencia energitica, autonomia das casas , ce lula cel u la, caos, babel, entropia permanente, cabelos, cavacos, cavalos, sem trela, nem condu tor, carruagem, europa, erros e exageros, con fuc n io,  confuncio, missao dos governantes, o educador da naçao, escrito, es c rito,           

acusaçao ao tribunal criminal e outros assuntos, 1ª




05 04 2011, primeira parte de tres
53,0 MB (55.672.908 bytes)
106 MB (111.614.580 bytes), total de duas, 106, peugeot, cento e onze, galeria, jogos de camas, 

1 parte , sumario


lula, , pin pong computadores, mais um crime de entrada em casa, percentil, telma e louise, banco veleiro de cristal, actor telenovela, ex presidente, bancario, pancada do codigo, joelho, joe elo ho, star systems, nec star, jennifer, cirus milleym, hanna barbara, anna montana, vodafone, perfumes, cc oriente, legumes chineses da horta, truca truca, do porco comido na horta, acores, japao, pancada no jardim das necessidades, tribunal criminal, traduçoes, linguas oficiais, denuncia de crimes no espaço public, tpi, juiz song,  caes que mordem o povo, o senhor mordido pelos caes ingleses, asia, queixa contra cesar monteiro, o trio dos macacos da fac catolica,  igreja catolica partido socialista e outros, acto de roubo e tortura sobre meu filho e sobre mim, a confissao nas entrelinhas sobre o socrates e o veneno, beslna, beslan,  ordem de medicos de portugal, crimes, de prisao, m e i d c o , medicos, das psiquiatria, envolvidos na matança de beslan, actos de corrupçao no hospital de s maria, farmacias, cegueira de seis, crimes de cana, canas, pr isa sao, esatdos unidos, subscriçao do tribunal de haia, o comboi js u tic eiro, justiceiro, tenebroso, maquiavelico e kafkiano porcesso,   assimetrias, ajudas sociais,







continuaçao da acusaçao ao regime, com base nas encenaçoes de ontem



02 04 2011
61,7 MB (64.715.494 bytes)

...


beijo a ti, e chave do bel da kin , completa




01 04 2011
15,3 MB (16.097.656 bytes

...


conversa com lula , 3º parte



31 03 2011, lula terceira parte
31,0 MB (32.589.088 bytes)

trinta e um da armada, circulo do banco, terceiro do segundo da ester la, 89, circulo do 88, stand e londres, carros antigos 

...

conversa com lula, 2ª parte



31 03 2001 2ª parte
lula, br, outros, segunda parte
69,3 MB (72.706.372 bytes)
sessenta e nove de noventa e tres, mu i ti do banco, 727, c irc uk ki do se is treceiro de setenta e dois, sete segundo

...

conversa com lula, 1ª parte



31 03 2011 1 ª parte

98,7 MB (103.580.531 bytes)
noventa e oito, expo, sete mu ti do banco, 103, carro, ester la de oitenta, estrela do trinta e um ou seja da confusao, c on fusa usa sao , a da confusao


a chave do texto da primeira parte deste dois videos conversando com o lula entre outros,


a lula da gisele, dag do gi da ise , sela ledo do beijo invertido, ine vaso rt id circulo do passe do chiado, há mu it os do furacao, é um tromba, elefante, psd, ad dr rato da ian ana p art i p em tran serpente es, das ondas vaso da primeria do gas do mar, rc circulo do pro primero rol do ip do ps do quadrado do vaso ds do europeu , convers da ana da ac circulo do as do fernado pessoa, sala, rr, do bandidos, sam am mba, dor iva al ca delta do mini, dori, bar quin do ho do doiro do vale do ca y do mini, cruz ra sn sado sam, car da mina da b ur ana, m ostre rei do circulo do serpente eu cd, europeu se maior vaso circulo da se..., cruz rato, é ze dos milhoes dos pobres, can de fei jo ad as, do pin godo ce, do team dos brasileiros, co mp r ad da primeira di v id a de portu gal, a da ilusao, quadrado da ual quadrado iv id a de portu gal, mont da cruz rato da ad da primeria da t aba baca ria da do zodiaco, assa sin io serpente em massa, italia, circulo do serpente en hor na ar, am zon ia serpente , es c lava gi sm circulo , ar vaso circulo rato espanhol p lan cruz ad a ante cip ad dam am, mente , para eq qui ele li bar ás q ue quadrado ep o is da se co rtam caco, na oz ze ti, do tiago torres da silva, De us en cruz re os ded os da mao, c l ip, es maga gado, di serpente do torce, ad da primeira espanha, circulo do ra p az q ue ele gi para da primeira cade da ira da am erica, tam am tambem n cao r es ponde, ajuda , mc, serpente est rato das anhas, da mesas com do x, lulas, vaso amos dei x da ar nós de t rte teta sin da indu ço es rem, ba i h a dede todos os serpente ant os, mae de agua, camon do ble, me mor ia do sangue é da agua, ten tat iva de assa sin ato, circulo do x figo ur ad on circulo qa ur to, as das roupas, da puta q ue man do vaso mat aro do fil , homem do circulo do para r o ub ar o pai, cap puc do cho, o de cascais, um l ad dr cao do zeco, capa do pado do do jornal ingles, di zorro do ia q ue do circulo de socrates, se da tinha demi emi cruz id o, massa cara e ra em br anc o, sol u sao es do f mi da compra da di v id a de portu gal, é x presidente, cavaco serpente i l vam, q ue da se torno do vaso do banqueiro, c he gama cao poder, é tor n am traço da inglesa se, todos si g ua is te maior, uma da doença mental, no do coraçao, é tor n am circulo traço inglesa se todos, hipo circulo das ritas, cd dd do circulo do r all y da joana, devi aca vi rato ps j antar, mud dam am traço inglesa se os te mp os, mud dam am traço inglesa se ás von cruz ad es, onda desta , a do circulo do t ema do f mi, os ra p az es da r evo lu sao es e vol vaso da cruz iva, aca am mp par com as na mora ad as do mne, os l ad dr o es da poli tica é x cruz rena portu guesa, circulo do sexteto dos ladroes, jo da se do mario br anc circulo te maior , uma co raçao f ab bul o sa s ob reo circulo do f mic ue , um do dia, l he sa eu do c o raçao, f mi pap cao, br ilha rede, dr aco ni ano , dg rato primeria do oe es, dei cruz a fogo, b ota do fogo, doença c on tagi o sados dos 500 euro serpenet futebois, , bifes , primeira de tres c en tim os, homo logo, do cavaco silva, o do dn, dos macacos dos pol it toc serpente da spa, dos ladroes co berto sp ela por rp ria pol ica, co pi sta, da es c ola da teresa rec eira c l asse, é tudo el us o es, ele n cao é pr es serpente id dente da re pub l cia, n cao ten ho é europeu r e s id en cia, o fic u ia l do oficial, no do pala cio, do empresario, peso, sala rio serpente, libe rai serpente da cu ca da tribunal de menores, filha da puta juiza, co berta p elos juizes bandidos, es tva do circulo do padre , q ue esc rato reve da eve lauda serpente no do quadrado mairo fa mila men o es de l i s boa, serpente eu do cabrao de papa de roma , serpente eu cabra do circulo poli c arp o, o da familia soares, cobre rem dos crimes de tortura contra crianças, ave en tais, maconicos, indu s t ria das est rato , ela am mer cia anas, av en tais do x pt do circulo dos laranjas, vaso amos ac cu usa sado det é dei cruz ad o, um vai vem aba do xo, vaso amos ac usa loda mi orte de aldo moro, quadrado ep o is conde dena am , é man do dam am, uma da arte para do circulo dos venenos, en v ene n ar p elo c on juge, c ham cham primeira se vaso o circulo do es macon ics, pais dec cir mino ossos, onda es cruz cao ac usa sado se pre serpente os os da queda de entre rios, f mi, os q ue com pr am ferrari, face oculta, mor tin h os se maior ape elo ne mag r av o, cruz raf ican cia sd do circulo dog a gn serpente do aparelho de estado, é das finanças, segur ança soci al, do bando do socrates, ce maior no me aço es, serpente vicente j ur os da barca dos corvos, do sangue de cristo, pal no do mateus, mario serpente circulo da ars, cruz rai id da dor da primeira pat ria, men salo es, n cao te maior , um do banco, n cao da pode com para da primeira quadrado iv id a, ma serpente te maior , uma da fundaçao, um ru bric a quadrado da ual quadrado do dp ue rato do doge, por onda ed dele , rec e be do reino universal de Deus , pr estes jo cao, o h ob am av o circulo do es r o ub bam am me n cao pa g am, nemo l eva ando para da primeira cama em am mor da me r es ponde, cab beça da cia da europa, zen homem da primeira das policas secretas, rato, ela , a do ac cio n ado com da primeira da minha prisao, é eve en tua al lem cruz ned o tsunami, di v id asa da primeira homem ave rac do qui , se c alha rata ps da sao do mesmo , am erica anas, f mi dr aco ni ana serpente, para raf fusos o vaso das tele v iso es, sic ladroes, rato igor, ap per da rta seo do circulo do cinto, masse sabe, arquitecto dó vaso en gen he iro rode quadrado ip loma de fi md +e se mana lá do norte, x , primeira cruz, a da bala ança, quadrado iv id a ju rinhos, ar qi tec to defi, baca ardi, md é se mana, nós ano serpenet 2005, da a gita sao,es da etic primeira, com co nse q ue en cia sc omo os codigos pena is qa un dó da sao ap lic cadosd os 700 , pri mr o kapa do gato do mer cie iro, quadrado iv id a ra di o ac tivi dade, p elo serpente om do pc, primeria ava da vara do banco, dr circulo do gas da comida, agua, faca g rande a gira, cruz é com cho q u es electricos, é co das de duas c ru z es nas mesas de ap io da dp com ás das bolas cristal, vaso é kapa ler io dec r ista al ,mau rode do vasconcelos, v as coc cn cel os, policas sec rta serpente en cn e çao es do veneno na agua, cruz alvez ob am da me r es ponda, c la rice lis sp pec tor, da roda dos 360 graus, pa rece ás ondas da p art i p im, fala da lin guage maior do abi sm circulo , li bn guage, quadrado es pire rem p ela lin guage emo segundo , o vaso da circulo do duplo do terceiro, inc on serpente ei cn te c ole cruz iv o, psis, c aco, ca do io, bate ria serpente , mu it o b elos do trio do circulo do amo rato ps r o u bo vaso da me tudo, mod elo de p assa rato, ele, mag rice ela, primeira modelo br q ue f oi morta, pica do pau am ar elo, fi md e se mana lei tura no do cais da rocha do conde de obidos, a pero sn a ge md a b one cado do pica pau, she isa do ll, c alças do mar roc quinas da patrocinio , fr en te primeira da escola, la cruz anja psd, as das raparigas com da primeira mae elfa, in teli gen cia emo cio n al, b ur gn mes teresa do guedes, cds, es c ola, cartaz es, ne g raty o do os das caixas eletricas, f ab bul os o man da ual de se g ur n aç publica, duas, ca ix as cruz ra sn for mad dor doras, em fr en te a priemria da porta, cds, a da escola, circulo do abismo, circulo do diabo, circulo do beijo do judas , na cruz rave ss ia do abi sm o, ele c cruz rod os, o pera rio em c on cruz ru çao, um bei jo dec cama, manuela eanes, p ass sec q ue as soc cio io da primeira dela, a g rage maior ml , lei turas inglesas asas, flor es viol eta s, r es taura ran te da mao do passe de noventa e dois , o u cruz r es, mao de maoista, c h ines, verme l home do circulo da discoteca, , o do restaurante, shake it, gi da ise sele inclinada, ra par rti gas com das botas de d a rta gn an, me do io do zen,






segunda parte


sp arte


pa receu serepnet air do circulo do irmao, é rato mna o do her n rique da g ara garra da rage maior, q ue é do primo do viegas, é circulo do militar, csa ano vaso do ad circulo do patrocinio, a di sp posi sic sao es, a das janelas em dia g cao n al do pr do iva da cida devi vaso do is da ual, se ix os br anc os, co ns cruz rui id da primeria da ap do por dos operarios brasileiros, primeira f oto quadrado es velo lou às min homem as das cor es, auela, quadrado do vaso lea circulo da sa, é min homem da primeria, q ue f oi c on cruz rui id o por, um fil h circulo da da puta com do circulo do dinheiro, di ine home iro que re ce beu para da me t en tar mat ar, por um bei jo invertido, no me do io do abi sm o, es sg otos, pul circulo serepnet ob rea primeira da caixa , banco, dos es sg ota serpente da ar , a da ar reia, ar eia por rf funda, p anta ano da historia do l ago godo do toco, homem avia de outro rop do por men circulo do ar, do jaima gama, ja ima gam am, na pr isa o, in fil cruz raçao da indiana no do estado, es sat td o das cheias, ar, lula, oco dp, cor rup da pt circulo, o da ar, do polvo da ar, der am da me do cabo dos pequeninos chineses, f do io do ali, algrave, a di sp en sada em presa, bus car de estes, a da serepnet o ny, ten hoque natal, chega da gara primeria c on c lusa usa sao q ue vaso c irc uk l dp da cn cao é serepnet o do banqueiro, c omo moda pol ica sec re tam , quadrado iv id a da serepnet o ny, fo ice da queda das torres, anda dam am, primeira cruz en tar v en der quadrado do vaso é europeu serpente c irc uk lodo o vaso do cu l pado da queda das torres , é ny, primeira conta de um bei jo, in vaso re t id o na cruz r ave ss ia de um ab is moe , c re ee maior do q ue ass si imo por do vam, q ue da sao sufe c int es serepnet ob reo ponto de vaso ista juri rato ps dó seja quadrado da ual quadrado for rem ás das casas, quadrado es via ama, a tençao serepnet ob rea am a teri a q ue desta, em ana lis e seda g rande matanças dedo dois , mi le c inc o, dilma, serepnet ap vaso da alo , es tatu a, pol ica, p a gam os im ps oto serepnet, serepnet it ua sao q ua ase de tensao, onda n cao da se pre ce beu seo do circulol do rapaz teresa ria serepnet id o l eva ado para da opa primeira dela g ac cia ia, fi os den tais, de belas, lugar, ra par rig do gas dec opa cab anam,


re cu opera ç serepnet os do circulo com in v es tiga sao, é r ep os na bil id ad e criminal, do serepnet q ue ero o ub arma , é re cup pera da raçao do dinheiro, dine homem rio, é d ep o is dot taçao de mei serpente oe lei primeira fun cio n ar , aro circulo do vaso do seja com dos homens q ue l eve ema js vaso da tiça , q ue n cao do seja am dos bandidos, o di en home rio é um u ten si do lio do io , o vaso do os usa is be emo vaso mor rei spor, ele, te rr eiro do paço, dos juizes, pol cia se g ove rn ant es, cap do vaso do cho, circulo do serepnet en hor, é da pol ica sec e rta , o vaso q ue cruz iro serpente na b ota serpente da queda do shuttle, x cc omo cruz é q e do circulo do serepnet en homem rosa sabe, iss circulo , para es tara primeira di ze elo n um dos vaso ide , circulo da tsf no do dn, p un c tum da tragedia, es per ne ima por todo do circulo lado,


é cos da e circulo da ria do td circulo do tsunami, é co do db , gato do rito, ex cd, anan, cao lado do mne do infante, ac tor, sa ant nt circulo da opa da pada da cruz do io de 99, rea is, avaia circulo quadrado da ue do fi do ze do ram do circulo do air da air france , o da onda da vinha do ham am men br os da fa mi lia real , p elas cor espanholas, ser viço es europeus, co dig gode cor es, pa ine is, andy maior, 99, da do quadrado da ue do ima dos ino cent es, as circulo do rin co rte zorro ás das crianças, nor fan ato,


bat ase se sed do os dos sg ratos do elos do cado do fogo, pri mk eira da te da en cruz, rato ps da ar é me do eb da buli sao, para rac ac quadrado da ue imar os vi rus, crime há seis anos, dr co circulo do gasdo vi rus dos venenos, vin homem do os da efe , o da it os do cao rata da eta, a da rda dor, be bida gato da ar rf da fp primeria ano nove, en cao sete 97, o vaso de 7 do 9, mairo cruz da tv am erica, primeria rapariga electrica, outro do roubo, ob am primeira, delta primeira homem da dp por g rama serpente dos diarios, c ham ad os n ove , lei ru rata ad as en cruz rato da eli n homem às da mu da it do circulo do espanhol do tim da mula da lan da ante do circulo da ova do vaso do man do ip da pul la tori primeira, dei xa dame do bebe rato de este vinho, hoque natal quadrado da ue da tinha do fa lado, ela, primeria ave vaso do ero quadrado da ue da se da p do ass da primeira, pro ob segundo da primeira ema sd, é de sic da ue da eli do br rio io na cab beça, ma sé de uma da encenaçao, p ela da logica doque ad da primeria do qui aqui do vaso os dig circulo , ban ana aba do verde az vaso primro rol de al gum primeria da forma as cor es br, tam am tambem,


andy da dp ar homem natal circulo do primeiro , ap a receu , um do cartaz, sic, homem do acento da primeira ns circulo da un me sm espanhol nós dos mupis mais, fr, um doro ub o do serepnet fr anc esse sm, ste é f do anel, da pub br rato, ela, a do cio n ad dd da primeria do ac do com do circulo do japao, exposiçao, moni ot ano serpente cin quadrado do vaso en cruz do ac do om do bar do ra d e mir rato as do quadrado da ue da deme re do mete, para do circulo do zorro do ero da rede au di en cia, 95, post circulo do ard, ser pente do jornal, falo de um gato do rupo do andy da dp da primeira, rato ho primerio do harlow,


japao , quadrado es en vol v ie maior nn to, o da lei ur rta, vina hd co circulo chi iad a , a rapariga q ue mime cruz iza ava primeira bailarina di o royal, es c ola do davi moura circulo do ferreira, crimes de mo rte en vol v id os no do roubo da universal, poker, me do io do irmao do david, ess as das linhas q ue vaso é maior do para rat as da calçada, a do combro, pec ue na da rua de sa do bento, vinte é o it o do barco cruz rai ine ira japoneza, lei tura an ti g primeria ano um , o do antiquario do principe real, bar co j ap da onze, serpente alvo é rr rodas das primeiras, lei turas q ue da tve seo br é circulo do japao, teve seo br é circulo do japao, o pai da manha j ap on ze es, arma maçao , bar co sd é p es ca, p es cado dor, ilha serpenet do ctt, c irc culo da uber cu l o seda da doença pul mona rato ,ré , é c h ip do sete, c irc culo lodo home do ip do sete do ps, paulo pedroso, br on c oe fil ho da puta, é terroristas de es sat td o, o sin c r on is mo, g rupo da n t, é do ps, per c en til n um bar co, h ori zon cruz al do post c ard elevado, um dos prime rio do pais, tvi, ph oto se do zo do om serpente serepnet ob r e o japao, e esta, l á um fo tog rafo, ca mr as antigas, eq u iva al len cia com da primeira ca mr a super do oito, o do meco, q ue mime cruz io zorro do ram na capa do pado do dn, com do circulo do soc rat y es , perso ni fi cado p elo do socrates, re mete para ess as camas, rem te para o av o, c ola lage en ns ed if fi do cio dos vidros, com circulo de uma torre, um a fi io l h ac c om um da platano, editora, c ana ad a, f oto monta tage mm, o post on a fac homem da ad a c omo um impress cao di gi it da cruz da al, em presa da pt, ar, liga dos gados o da primeira do ps, é a primeira pul circulo do pedroso,


lei tua , ado do cais da rocha do conde de obidos, primeira rapariga q ue a da ap da puta da anha da ava do ban do home sode do sol, jornal, com as bo rb o le eta serepnet q ue e ra doc vaso dr cao da cc, eq ue do circulo do pen, e ra de estoril cascais, da e crita sd este omen, q ue est ava vam am id en ti fi cado sw serpenet,


cruz on turas, dia q ue pub liq ue io v ide o do montado com base, heroina, ne ss as ima ge ns q vaso é europeu co primero do hi da ina da rocha do conde deo do bido se, é mna, quadrado do vaso da espanhola cruz do cao de londres, vi serepnet rt co circulo de est da ar do rem do figo ur da ad os circulo serpente do eletrico, coc quadrado da ue da anda do dam am em carris, sin circulo do rato oni do cd , o da ad , é da pr es ença do pric n do ipe, o pedo do doc home da ar do primeiro espanhol,


b o u q ue td as viol eta serepnet, zon ado da mao da china, na monta tage mé v ista primeira ab ana rat ps os eletricos, é ás linhas de c ruza men to fig r ad as nós ato toca carros rosque q ue da ali p ass sam am , é primeria ava ret fig o ur ano v ar eta do porgram do jo g g ing das ima gn es c irc culo do verme l ho do magic, por g rama da al g ue maior do que jo g a com ás ima ge ns , c omo pa é c en dó, ap on tar um di sk jo key maior do you tube, tag serepnet au tom a ticas da se , é q ue é uma ap poli kapa do caçao au tom a tica o por por g rama maçao , o use é cruz r eta tam am, cruz r anc e dan ce, ap ar é ce do ram da al do gus da sn do rato do aro, dela , cio n ad os com do quadrado do js da cama, teve quadrado da ue da espanhola do sat do rato da rn, uma da posi sic sao da mais, fr, o vaso do men serpente circulo do ove , ver tic circulo da al da tina , homem do vaso disto, vaso ide deo da dag aga, é da bes aida da ps sic na, aca ca do ix do xo do circulo do onze do espanhol do vam dos piros, del si ia serpente sd da di vaso do ima serpente , vaso ide deo circulo do quadrado da ue é vaso do fi do x há muitos anos, eq da ue desta, ado ano v ide deo anter iro rec quadrado da ue da fala dos van piros, cam mino tea de barcelona, ado passe de noventa e nove, onda es tva da primeira amy maior da cp cop, dl, di gi da gita da al, am ata serpente , o vaso do eq do vaso do iva da al lentes com do orelhas, pont ia gato do vaso do quadrado do às pb,






bea ti fu do ll , y o u ar é serepnet o bea ti do if do fu do ll, o do quadrado espanhol do tui ny chi pri mr rodo do quadrado , do ki ll ing circulo do ft , he chi primro ds on cruz, he circulo rf ana cruz, l delta do eri ics, serepnet li gt home da di do ff da ren da se da beet da dp en cruz, he word , cruz he circulo do rig gi ni n al f eve rato ps, delta circulo do vaso gato ive do mne f eve r , delta circulo do vaso da dp on cruz met do circulo do ben da ak do ed and serepnet do circulol do one, da ad da cruz do acto one, hungry, ac cruz ing as home da un gato rato ps delta n ak do ed, da bea do ti da fuk do ll br brea primeira do ts , not in por vaso do circulo do cat da teve , o damo da mode, cruz he maior cruz delta circulo vaso cam da me da dp da it, do homem serpente do om da med do os sg gato da ang sw it, home do vaso do ery do st range serepnet ub lima da ar maior da ove espanhola , do be carre do fu vaso do pri mr roda da cruz do hat can, cruz rig do ger psico , cruz is eve en ts é pp pil espanhola p s i a, fr eq vaso da en cia , br aina ana lize o f colours and maior do ove do men cruz sm, cruz ham is da tara raf eli da ing cruz, hi serepnet do but cruz hi sis da primeira do passe omo mor reco do mp le zorro do x, cruz her, é serepnet om me da dp do rit ing ab io vaso da cruz dupla do hat da cruz maior , cruz he maior delta circulo do vaso soho cruz ted cruz wo bul ll let es, moto bi do ike, av nin bg un espanhoal da di sg da race sm, eb vaso em n bombs in madri sin tao cha anda serepnet al, ser ep neto primerio do iso vaso da p da dp serpenet da se , dp it homem da 9 n do 11, la st ima ge e primeira cruz dupla, hi is e rp ene pen net da cruz da dp , do circulo do bul dos letes, do but do ts do circulo do f do co do urse da cruz her, é is isa da al serpenet circulo d a primeira , a do ps da sao do f da art do mon ted in ny do cic p do vaso da da spot , tvi, w it homem da cruz , hi sm ass murder do circulo do ft , he childs in theo circulo lobo da rp ph ane net da primeira , a do orfanato, homem da á uma, vaso da it da liza çao da pub , a da fever, é primeria da me nin serpente da teresa, serpenet da id do circulo da usa sado, p ela da agencia de pub, é um do f do ac do toc da ue das agencias espanholas do ato, tome met id as ni sta serpente da porta nt os ,estas, as das manipulaçoes na psi sic quadrado da ue ep puta do vaso circulo da onda maior , ser cruz rig ger, por outras polvo rato ps as, quadrado da ue se ás do sic da iam em outro det rato da emi n ad o , cruz ema primeria ver com os perfumes, cc, é circulo do spa rato ps do delta , spa ary, delta maior, face de bam bi o do ac cruz ing é doro , viol lem nt o ma serpenet , s ua da face, revista, é de bam bi, os bam bi s qa un dó da sao quadrado ur rosé é por q ue ger rale lem nt e est cao assu cruz ad os, da se t iro s p elos sio st os, raparigas africanas, lei tura met a lin guage maior da maria joao primeria ba in ho, maria joao, circulo do cu do uri iso da primeira do ass da soci aç sao, me mor ia sd do circulo do luso, ca da fe é homem circulo da tel, o dos fados, do vaso do segundo ba, o iro rodo do alto, o antonio da sara iva, primeira de est ran, he za da rea sao espanhola dela, pera nt é mina do homem da pessa, tam am tambe emo uv vic ue do circulo do passe anterior, anter iro serpente do ob do reo am da mala do alan gato da ana teresa ra da al de goa, ave ver com uma da maraca da ana, serpente do ob da rea primeira do damo da morte do malangatana, bat ata sc om do ato , um, ato um, vi rus

...

lisboa ao fim da tarde sempre buscando-te  video do cais rocha conde de obidos,  editado



28 03 2011
....




 lisboa ao fim da  tarde sempre Te buscando, e algumas acusaçoes 






27 03 2011
87,3 MB (91.631.576 bytes)

material em bruto e em sequencia da filmagem
























15 04 2011





5 9 8 MB (6 2 7 2 9 8 69 bytes)





segunda parte do meu telejornal sobre vossas encenaçoes e crimes