quarta-feira, novembro 19, 2003

deixa deitar a cabeça
por cima do teu colo

deixa descansar
da longa viagem
entre teu peito

deixa a tristeza escoar
deixa a lágrima secar
deixa ser criança
outra vez
sem consciência
Do tédio
na ilusão branca
do tempo

deixa ai ficar
quieto
à espera de ver
nascer
primeiro as raízes
de seguida
folhas verdes
por fim
os pêssegos

Sem comentários: