quarta-feira, novembro 05, 2003

Uma típica má reunião de trabalho à portuguesa.

Todos chegam atrasados. Ninguém sabe de antemão o que quer, ou seja ninguém a planeou consequência da falta de definição de ideias prévias. Fala-se de tudo menos do que se tem de fazer, pois não se conhecem os objectivos.

No cimo da mesa todos os egos andam à solta, cada uma tentar demonstrar o quão se julga mais importante do que o alheio.

Por baixo da mesa, cada um tenta impor o seu poder abstracto sobre os outros, sim eu sei, porque sou melhor que tu, ou então, não pode ser assim como tu dizes, pois eu que te sou superior, não posso deixar que tu o definas, pois se assim o definires, talvez amanhã sejas tu o meu superior.

Toda a gente sai sem saber exactamente o que irá fazer. Perderam-se trás a quatro horas de trabalho para os envolvidos, transportes e espera incluídos.

Portugal o país da Europa com mais reuniões por metro quadrado no tempo estupidamente desperdiçado e depois sempre a mesma queixa, Oh trabalha-se demais, ou isto de trabalhar dá muito trabalho, porque não se sabe como trabalhar e tudo isto tem a ver com a Educação e com os valores que cada um associa ao trabalhar.