domingo, novembro 23, 2003

Pã, filho de Hermes
Alado
Que tua flauta mágica
Tudo O Novo Encante
Como Encanta
Tua Canção

Que Homem e Deus
Se reúna de novo Num
Que a terra e o céu
Seja de novo Um

Já a Ninfa Pinheiro
Ressuscitou
O Eco assim o cantou

Sete são as
Notas do Universo
Com Cera do
Novo Tempo
Unidas Pela tua mão