sexta-feira, outubro 14, 2005

Ah
Querida
Senhora
Senhora
Querida

Sua
Graça
Lígia
Fagundes
Telles

Em
Suas
Mãos
Repousa
O
Prémio
Do
Amor
Do
Poeta
Por
Muitos
Amado


Em
Sua
Mãos
Bem
Entregue

E
Meu
Coração
Contente
Aqui
Ficou


Senhora
Do
Corpo
Entre
O
Mar
Estendido

Um
Lado
Aqui
Outro
Acolá
No
Mesmo

Senhora
Em
Tua
Face
O
Amor
Que
Busca

A
Força
Do
Buscar
O
Amor
Forte
E
Leve
Do
Belo
Espírito

Tudo
Isto
Eu
Vejo
Na
Tua
Foto
Mais
Singelo
Anel
Azul
Redondo
Como
A
Terra
É
Vista
Do
Céu

E
As
Palavras
Que
Olhei
Me
Disseram


De
Quão
Amada
És
Pelos
Que
Te
Amam
Pois
Não
São
Todos
Acordados
De
Madrugada
Pela
Amiga
Que
Tem
Uma
Revelação
E
A
Estende
Quando
Sabe
Em
Si
Que
Tem
De
A
Estender
A
Quem
A
Estender
E
Quem
Assim
É
Amado
Amor
Trás
E
É



Pérolas
De
Mão
Em
Mão
Do
Coração





Senhora
Das
Setes
Chaves
Do
Gato
Amarelo
Doirado
Listado
Sete
São
As
Voltas
Que
Ele
Me



Que
Bom
Ter
Por
Amigo
O
Gato

Que
Ele
É
Testemunha
Do
Que


E
Quem
O
Poderia
Saber
Se
Não
Um
Gato

Do
Que
Morreu
Como
E
Porque
O
Marido
Da
Rosa


Senhora
Querida
Querida
Senhora

Um
Bilhetinho
De
Amor
Em
Amor
Por
Amor
Lhe
Leva
Estas
Letrinhas

Ah
Senhora
Muito
Me
Alegraria
Consigo
Estar
A
Conversar

Assim
O
Faço
Ao
Longe
Num
Sempre
Perto


Bem
Haja

Que
As
Estrelas
Azuis
Pela
Noite
Nos
Venham
Visitar
E
Guiar

Azul
Viana
Castelo
Azul
Do
Lápis
Lazúli
Em
Cordão
Doirado
Sem
Medo
Do
Grande
Mar