domingo, maio 13, 2007

ah amada, que o amor e imenso e mágico e eu te amo tanto e o amor nos ama tanto, hoje me meu caminhar entrei pelo jardim da estrela,depois de atravessar a barraquinha dos livros que está mesmo no meio de uma das ruas principais do jardim, e que já lá mora ha uns dias, do lado direito estão os livros do manara, e eu rápido a passar, fez uma especie de clik ou seria de declik, ao fundo uma mae folheava um livro do asterix, com a sua filha pequenina ao lado, depois saí da tenda e dois homens dormiam nos bancos, um de cada lado da rua, num à frente, dois casais espenhois conversavam e fui andando até chegar quase ao fim do jardim, onde estava de novo uma exposiçao de arte santa, no meio da relva, duas belas senhoras meninas deitadas,as duas com bebés em cima de mantinhas, no outro canto, eram tres, pai, bebé e mãe, casais jovens e meu coração no instante se derreteu e depois, amada, ah amada, todo eu me espanto quando assim acontece e bebe e bebo tudo até ao fim, e um extase me percorre, e nas vezes meus olhos se emudecem, choveram em meu passar aquele ver e sentir, imensas folhas amarelas das arvores, que bailavam até poisar na relva, foi como uma especie de nuvem de flores amarelas que caira a meu passar, uma rara beleza que muito me impressionou, e bem tenho reparado, que muitas veezes em meu passar, elas caem e me dizem como eu estou apaixonado de amor a Ti e como o amor em que te trago é tão grande, outras vezes, mais à noite, são as folhas que tremelicam e sussuram nas copas das arvores e momentos em que vem súbitas rajadas do vento da alma do amor, que tudo no instante faz com força abanar e eu sei que estas ao pertinho de mim, dentro de mim, eu dentro de ti, e ontem à noite caminhei subindo a infante santo e quase a chegar ao sinal do meio, senti-te , mais uma vez te senti naquele lugar, onde as pombas pela madrugada vem em numeroso bando a bailar me saudar, e eu te sinto muito perto ali, e depois olhei por uma janela iluminada, e vi uma vaquinha em cima de um movel, e um skate que tinha um circulo, como um alavo, que me dizia em me imaginar, era a tua casa, mas eu não sei quem és ao pertinho, nem tenho a tua direcção e portanto, fiquei só a ver, e asorrir, de como as palavras depois se tranformam em real, e me disse o vento do espirito por ali ao perto, que era a relações pública do bcp, que eu não creio saber quem é, e me disse de ti, que eras muito grande, só mesmo vendo, o quê, perguntei-me, o tamanho, ah bom , fiquei contente porque o amor é grande, imenso e infinito e depois ouvi, o vaso do C, e subi a outra rua pertinho, e dei com um cinquecento vermelho, que tinha a luz do tecto acessa, e me disse o espirito , que era o tal dj e antes ouvira musica daquela de discoteca com muitos baixos, e tinha a mão encontada a um varão e ele abanava pela vibração do som, um som que estava tão longe eescondido que eu não o via o seu lugar, o gra, e ouvi falar de uma rave em salema, e antes no principio da infante santo, à porta de um prédio, encontrei no chão uma foto de famila com jovens e pais e seriam avós e papeis da uma igreja, e aquilo me cheirou a sangue e a dor, e depois hoje o jornal, dava conta de uma carrinha que se tinha despistado com escuteiros na via do infante no algarve, felizmente que ninguem se tinha ido de seu corpo, para as bandas de ferragudo.

e depois entrei no metro e a cidade, amada, estava o mundo inteiro na cidade, naquela viagem vi gentes de todo o lado do uno mundo, vi turbante amarelo hindu, vi muçulmanos, vi imensos paises e apareceu um estranho senhor com uma vareta azul e branca em sua mão, que parecia um prestigiador, que a mexia enquanto andava a pedir dinheiro e me pediu e eu não lhe dei, e olhei-o nos olhos fixamente e quase me levantava para averiguar mais ao perto, o que era e quem era, e depois saiu ele muito depressa, na estação seguinte e uma senhora que me apercebi nesse instante estar com ele, e ouvi bye bye, e soube que era para mim, e ouvi sem ouvir, és muito forte.

ao pé da porta do prédio da infante santo, cá em baixo, no desaguar do viaduto, do lado direito de quem sobe, um caderno da irmandade de misericórida e de S. Roque, uma gravura solta de um Cristo

...desprezado e repelido pelos homens, homem das dores, afeito ao sofrimento, é como aquele a quem se volta a cara, pessoa desprezivel, da qual não se faz caso. E eram os nosso males que Ele suportava e as nossas dores que tinha sobre si. O castigo que nos salva caiu sobre Ele, e por causa das suas chagas é que fomos curados, isaias 52, liturgia de Sexta Feira Santa.

lux tours 919295922, operadores turisticos, lusitanea expresso, num cartão

igeraja lusitana catolica apostolica e evangélica num paepal , escrito à mão

ou cartão de boas festas, smiçiguido , assinado por m. luisa, paulo e nuno, com o desenhod o pai natal a caminho do polo norte, uam receita médica cs luz soriano, dr . antonio costa, mgf, 213 466 245, um cartão centro de enefrmagem de c ourique, um outro da chama com um telef manuscrito, 217988000.

e me recordei de um outro papel que me aparecera no final de uma ronda da vespera, aquela que fala das portas de santo antão, dos circulos, aluminios e de coisas afins, e que logo que a vi, senti um cheiro intenso a sangue derramado que no momento muito me irritou e no fim desse caminho, encontrei, um desenho infantil, que tem um nome, ana goes, é um castelo com seis ameias, tres torres como setas para o c]eu, e uma chamine, no topo do seu tecto, um vaso com um falor de sete petalas e uma só flor à direita, é a flor rosa em seu centro, as petalas amarelas e a terra verde e ao lado, uma menina a azul, com duas tranças, à esquerda uma outra cujo cabelo e cara faz um desenho de coração, que é um M e tem uma seta que lhe entra pela cabeça vinda da direita e depois lhe sai pela esquerda, como uma espinha de gato quebrada e seu corpo , onde a cabeça assenta, é uma seta cor de rosa e depois por cima, à direita um outro coração vermelho com uma seta equeivalente e um outro ao lado mais peqeuninoas pontinhos rosa.no verso, um porta arco iris em azul, amarelo e laranja , depois uma menina vermelha com cabelos laranja , um passarinho leva uma cereja a uma menina gata que tem um bolinho em sua mão com creme na sua cobertura, em cima um laço rosa com uma estrela verde por baixo e uma mancha azul a seu lado direito.

a ilha das trevas a partir dos livros bulhosa

por baixo do icone russo da Nossa Senhora com o Menino, em que a mão da Senhora é aquela que de forma invertida, a tshirt da vanessa reproduzia, dizia o jogo do british square

pára o às do rei vermelho do losango do sexto vermelho do valete do princeipe vermelho da rosa, o décimo vermelho do coração do infinito coração vermelho

o décimo losango da rainha vermelha do losango e da rainha do vermelha do coração do infinito do trevo da estrela do losango negro

a nona espada negra da rainha vermelha do losango vermelho, o quarto trevo negro que está por cima do cinco do seis e do sete do rei vermelho do coração

do sete vermelho do losango, do quarto losango veremelho, o sete da espada negra do às do trevo negro

do lado direito de cimo para baixo, o oitavo do infinito coração, o quinto do losango vermelho, o rei negro das espadas que está por cima do rei dos trevos negros

assim era a imagem do jogo no final da tarde de ontem

e que kapa o rato federal