sexta-feira, julho 20, 2007

Ah Minha Amada, parabens mil e mil parabens

ontem ouvi no espirito o dizer, vamos tomar uma bebida no terraço, só não percebi, onde era o dito, mas assim é o espirito nas vezes nos lugares rarefeitos, e meu Amor a Ti, só raro feito de efeito raro de amor em amor amando-Te

ainda me faltam umas páginas, poucas espero, do texto maior e mais meio cadernoque entretanto pela Luz do Amor se foi enchendo de letras para Ti

te darei noticias em breve

Ainda aqui estás?


w do ka português do bi vaso do circulo f , homem do w, oz da me do homem principe

muitas são as noticias no entretanto, algumas confirmações da própria vida como sempre ela o faz , desenvovimentos do acidente do tam com conexão a um rebentamento no algarve, conde um guarda da guarda nacional republicana morreu e outros dois ficaram feridos, bem como muitas outras noticias que precisam de ser traduzidas, por assim escrever


o primeiro ministro de portugal, acabou de mentir, no parlamento, donde é mentiroso, e vai-lhe crescer o nariz como um pinóquio, e depois vai cair ao chão pelo peso do seu nariz e da emntira que expirou, pois ouviram meus ouvidos de seus lábios, que não existia mais em portugal o tempo em que as pessoas eram perseguidas ou seus direitos negados por ideologia ou razão de ver, de ser e de pensar e o que se passa comigo, relativo à defesa de meus direitos e de meus filhos, faz e é prova cabal do contrário

o silêncio dele bem como das outras entidades continua completo, e portanto o acuso aqui de cumplicidade no rapto de um menino e de cumplice em actos de tortura sobre ele

continuai no silêncio, filhos da babilónia, que vos direi quando acabar a escrita que trago em mãos!!!!

do quadrado do ns x na primeira manhã do quadrado europeu, e, da maria, o homem principe dato do vaso do semi circulo
Senhora muito amada, há já longos dias e luas que me acompanha a sua expressão, onde lhe vi morar o que me pareceu ser uma imensa tristeza, e por isso antes de mais lhe beijo as suas mãos e sua face

nasceu ela pelo que ouvi contar na décima primeira hora num quarto que não o seu, acompanhada de uma caneta e de um vaso cheio de borbulhinhas e me recordo de si sem em exacto me recordar, talvez tenha sido num comboio, ou não, um aqui , o seu num outro lugar do mesmo lugar e um trajecto nesse tempo próximo de similar gestação, o da senhora da história de um rapaz, fruto do ventre de toda a sua vida, eu por razão similar, de um rapaz na sua familia , um rapaz igual e distinto que voa e que tem estranhos, aos olhares de outros, poderes,

quando a vi depois da décima primeria hora, e saber do sabor de suas lágrimas, que retine em meu coração, um desejo, half a penny for your´s thougth e como não tenho um penny nem metade dele, só posso mesmo para as runas olhar e me por a ler o que elas tem para me contar

não se preocupe senhora, que ambos sabemos que elas mudaram em noite recente, apontaram norte, assim aqui tambem as vi

e portanto lhe direi, bela senhora amada, esteja feliz e contente que tudo irá correr pelo melhor

desejo-lhe do fundo do coração os maiores sucessos que sei que assim será, pois seu nome rima com bowling e eu olho a pista ao fundo e vejo os mecos todos deitados no chão, um lançe de mestra

com meu Amor



quadrado z da cp. maria kapa, o homem z da tap
este é o rosto do email ao diap, cujo endereço não deixa por si só de ser muito curioso, diz ele o correio da maria da net de lisboa, a di do ap maria joão portuguesa

Exma Senhora Ermelinda Gomes,

V. ref 406/07.4sdlsb

em resposta ao v. oficio cabe-me informar,

era uma vez um rato do circulo tic
pensava-se serpente mas nem bem o era
erá só um rato gordinho bem alimentado nas dispensas alheias
um rato de trela de uma serpente
assim ia as coisas no reino das bolachas podres
um dia ficou muito doentinho
depois de ir ao campo
e morreu na praia à beira mar
consta que nunca mais fez mal a ninguém

e se fechou a mala do tic, pum, pum, pum, catrapum
fora uma vez

uma carta tem pricipio, meio e fim e entretantos

contudo se quiser começar a lê-la donde poderá parecer mais lhe importar, o faça a parir do paragrafo 16.

tudo o que nesta carta consta é complementar à queixa apresentada e misteriosamente arquivada por rosto anónimo da injustiça portuguesa sem explicação minima das razões que levou a tal procedimento, esta é o trave primeira do conteudo desta missiva, pedir a informação e o rosto de quem assim pela sombra e a mando das sombras ordenou.

paulo forte

primeiro vaso duplo da serpente RR do X tilt Ró , do background do w do bo , homem w do ia ao y aa do homem da vingança , o io a vaso maior



o decimo quinze x no vaso dos angulos dos furacões no dia a mim, dp
Boa Noite Minha Amada, espero que estejas bem e feliz, embora mais o tivesses, certamente a meu lado, à Amada e aos Amantes Tudo É permitido, Assim É a Lei do Amor Que Tem Sempre Espaço Para Tudo e Para Todos Desde Que alguns Não Se Comportem Como Cobras Venenosas A Morder os Parceiros

ouvi eu no espirito de Ti, estranho dizer, tão estranho que me pergunto mesmo se foras tu a falar, ou alguém por Ti a passar, pois assim dizia, como queres casar comigo se não sabes se sou boa na cama, foi assim que chegou a meus olhos e meus ouvidos internos, assim por dizer, um pouco vernaculo, mas como bem lembrava o coronel kurt no apocalipse que espero que não seja now, ditava ele para o seu gravador, que terra é esta que faz guerra pornográficas e não deixa os seus jovens guerreiros escrever a palavra fuck nos aviões por considerar imoral, ilustração de dois pesos e várias medidas, esquizofrenia resultante nna coisa e tal e tal na coisa e as feridas do mundo se abrem, o sangue corre por onde não deve, bum, bum, e catrabum, mortes doenças, furacões e tremores vários e o homem da carroça da foiçe larga todo contente a correr pelos campos a ceifar

museu nacional de arte antiga, c do rato do circulo da ne, o kapa do ur dos furacões do Kurt, Kapa do ur dos furacões do apocalipse, das fucks porno, dos bums e katrabuns em cabul, do vaso do MC


Ah Amada, poderia por-te eu a pergunta ao contrário e envia-la no avião invisivel do amor de novo para Ti, mas seria obviamente presunção minha, de que comigo queres casar, embora assim o queira em meu coração, não cometeria eu a ousadia de ser contigo presunçoso, pois te diria, e tu, amada, como casas comigo sem mesmo saber se sou bom na cama e talvez seja este medo que te leva a por a pergunta, porque se assim não o fosse, perguntarias, talvez, e tu és bom na cama? coisa que só se pode saber nela, seja ela onde for, ou não será assim, bem em verdade não é, sabes porquê?

co da mé da ria, serpente do vaso do circulo da boa cama , do pr da sé da un, fs, ss, rat do po do Z

porque te trago em amor em meu peito e em meu peito habita a alma e o espirito do amor que te trás em amor, e a cama é só uma extensão desse mesmo amor, onde se encontram os corpos, e depois amada amando-te como te amo, e se assim o é, será tambem semelhante o amor em que me trazes, como é que o encontro em corpo, o deleite profundo da dávida da luz de Deus em assim nos ter criado a sua imagem e semelhança, para melhor nos poder-mos deleitar, poderia ser distinto do que é o nosso amor?

E sendo nosso amor acto de inteligencia, profundo e etereo, lento suave meigo e forte como não poderá ele ser bom e magnifico mutamente deleitante para ambos que somos por Ele Um mesmo?

e teremos sempre o tempo que decidirmos mutuamente nos darmos, que eu espero muito e muito e muito e friso o muito, pois é em verdade a melhor seiva do bom viver e porque trago um desejo de Ti imenso e porque desejo sempre imenso e porque tenho mãos e lingua e o dedo vinte e um, sempre muito irrequietos e gosto muito de tocar em ti piano, ou o instrumento que for e que te agradar, no amor, à praia aportar, ser onda a voar e mergulhar, mergulhar muito e muito e friso o muito, e acrescento-lhe todos os doces e doce voar

por aqui na quinta os pequenos animais cegos, ou pior, pervertidos, vão como de costume levianos, e leviano mesmo, só deverão ser os beijos que eu te dou, leviano de leve, ou leve de leviano, entenda-se, antes que as mentes mais obscuras começam a acelarar seu descarrilar

a la do ra do ar, do circulo do vaso do principe às do quadrado europeu

O chefe dos escuteiros mirins dos amados rotários, comentador de sermão dominical, veio falar do livro do janeca, e se fez bem em dele falar, fê-lo mal na forma de seu abordar e como o meu tempo para a escrita que ainda tenho que fazer pouco é, agravado, por almas tortas que me roubam textos, antes de isto mais explanar, tenho que fazer um prefácio, tipo endereço desta carta, ao DIAP, sendo que no fim de a escrever, a enviarei por email, com nota aqui, neste ponto da missiva, que dirá assim em forma redundante, se quiserem fazer o obséquio, saltarão os primeiros periodos desta carta de amor, que está em forma aberta como são todas as cartas de amor e o próprio amor, cujos, não confundir com corujas, periodos primeiros, são endereçados à Minha Amada que É a primeira em meu coração e não vos espantais por Ela ser a primeira que meu coração é muito grande e comprido, redondo e infinito e portanto cabem lá voces todos tambem.

ao diap direi contudo como digo sempre a todos que nada se deve saltar, sobre o que existe, pois assim se comprende melhor o fio à meada das coisas, se é que compreendem alguma coisa, se é que compreenderam alguma coisa da queixa que vos apresentei, a atentar, na não resposta, mas como não sou eu, ingenuo nem tolo e provavelmente possuo um qi mais elevado que muitos de voces juntos, não penso que tenha sido por falta de inteligência, ou de compreensão que responderam na não resposta, o que é inaceitável, por diversos motivos que passo a explanar

este mail é dirigido à senhora que tem o belo nome de Ermelinda Gomes e que diz ser, A Técnica de Justiça, tracinho, Adjunta, e aproveito para lhe perguntar, que justiça adjunta é esta da qual é técnica, e eventualmente má, dou-lhe ainda o beneficio pela segunda leitura do seu conteudo, porque nem preencheu bem e em forma completa o formulário que me enviou, e se por acaso se deverá ou não subentender, no adjunto depois de justiça, se não estaremos já nas margens da injustiça adjunta à justiça, porque ao lado da justiça, costuma morar a injustiça, sua irmã, e a prima indiferença e a tia mais feia que vem da familia da corrupção e é casada com a cobardia e que por vezes deriva do avó cego, o que não é aqui decididamente o caso.

e reparai bem senhora do ermo lindo, que uma ou mais cartas existem dentro desta, assim sempre é a escrita feita com o coração aprumado em queoutras letras e frases se desvelam nos aparentes espaços em branco, pois como poderiam existir espaços em branco sem nada lá dentro? a quantica do universo assim nos explica, não é? ou será demais para a grande compreensão, melhor dizer, pequena

e vaso das muitas mentiras do al que mente, a serpente do ben, rato do ermo lindo do gomes, a bb do lido, do cimena, a do rei, a má, a ema mena, às ss de sua majestade

Senhora Ermelinda, do Ermo Lindo do Gomes, a sua carta de amor que me enviou assim diz,

nuipc 406/07.4SDLSB, nu , o ip do c, 406.07.4

data 27/06/2007
crime: não especificado

depois tem umas caixinhas tipo resposta multipla nas seguintes condições

denunciado, queixoso, arguido, denunciante, assistente , parte civil
e depois o texto assim diz, assunto: comunicação de arquivamento do inquérito

comunica-se a Vª Ex.ª. , ( na qualidade acima indicada com "X" ), que no inquérito supra mencionado, foi por despacho da Digna Magistrada do Ministério Público , datado de 25-06-2007, foi ordenado o Arquivamento do mesmo.

A serpente do dia do angulo à aguia , dos quatro traços na parte superior do vaso

A cia X do inquérito, a maria, a A espanhla do pan, do homem do circulo A, da primeira manhã, o vaso a da esquerda, da ex do triangulo AA, a Di gato n ao A do Magistério Mágico do Mistério público,o co, deve ser a da qualidade de pôr X garndes, gas do circulo do ar no dia de espanah, o homem da ana espanhol e san do homem do circulo primeiro, do X do grande Fá, do dia forte ao A


no caso particular do estatuto processual de Vª .Ex.ª. ser, o de Arguido, informa-se que a partir da data de arquivamento, deixa de assumir tal qualidade neste processo, e cessam todas as medidas de coação que lhe forma impostas.

em qualquer dos casos, na hipotese de pretender cópia do despacho de arquivamento, poderá dirigir-se a estes serviços presencialmente ou solicitá-lo por qualquer outra via expressa ( fax, correio, telefone)

o do vaso A , o ex do AA é o arguido, haja luz!

A Tecnica de Justiça-Adjunta,

ou, a te do c da nica a da serpente jiboia do vaso aa, da junta ad do circulo de di, a da se

Assinatura ilegivel por baixo, que parece ser uma serpente com um sinal de certo a azul, donde, deduzo que o ip que consta da combinação dos algarismos aqui nesta carta mencionados, correspondem ao da serpente branca e azul, a do casal ribeiro, que é a rua onde mora o diap, portanto deve ser a serpente do diap, ou melhor, uma delas, pois lá moram muitas

trás ainda outro pequeno pormenor, a folha da carta, um unico traço fino a lápis que atravessa em curva a primeira dobra da folha, donde acrescenta à leitura que é a serpente da primeira dobra e está ele no horizonte da palavra crime, portanto a serpente que fez o crime, a me do Rá dos computadores acer, do ac, da corrente da serpente que se senta em cima do rato, da assembleia do rá do rio, o do porto

acrescenta agora o algortimo dzbfff, ou seja, do dia do z ao b pedro e inês, do quadrado do is do vaso do óó, no dia da dupla dor da ap do pó do rato. qisudw,

a relações públicas da net, do pr sa da té

No envelope, escrito a caneta azul, por debaixo do telefone, o quinto bico da mascara do diabo no traço ao circulo primeiro, fo da serpente homem do serpente do z ao F, fo sh sx f, do cio do carro do lo do pr do circulo do ce, serpente dupla do circulo, do rá dos furacões em espanha do arco de quivado dio circulo, ou do quadrado do ui vaso do di o do a, neme, ou ne mé da ad que mente, da lei da arte ap, do aparte da jiboia da di da cia, pá is da manhã escondida, a manhã do nevoeiro e rá da di do tao da ob arte, do quadrado da ue da maria dos furacões, da empresa publica da téresa do circulo do rato da ex is que se senta no tarado sexual pagan, pagão, mos ordenado do circulo do ás do sistema operativo do pó ss do cofre forte, ap ro cima, do ali da babá dos ladrões de ram, ou do carneiro, do homem b bi, da grande penetração ao leo do rato pardo, a serpente do ra parente, o deamon do rá dos furacões, dos demonios tarados da di da gan do vaso es lar, a par do tico do kapa do lar, do ponto da seta ao AA, da pá ss ao circulo A, da minha AD do dia do os em quadra ao reo b da ne e ce ss, ari, da ria, do ciculo do rata má, da serpente tt do rá dos furacões, da galina do homem serpente, do circulo do sej da ar da estrela quinta do gancho, às ss

Senhora técnica Ermelinda, seja linda por favor, e tenha a gentileza de me responder, pois se esqueceu de colocar a cruzinha no respectivo quadrado, e muito lhe agradeço que contra mim, na pseuda qualidade de arguido, nenhum processo, corra, por estar arquivado, o que é reforçado pela forte convicção de que se não existe, não pode ser mesmo arquivado, ou então está arquivado mesmo antes de nascer, mas para não a enredar muitos em assuntos de lógica infantil, acrescentam suas palavras que se fosse arguido, poderia inquirir a douta magistrada, cujo nome nem mesmo vem neste oficio mencionado, o que não sendo, e na forma como formulado, tambem não posso concluir que pertencendo a outras das categorias possiveis, nomeadamente, a que usei, como queixoso, se tenho tambem nessa qualidade, o direito de acordo com a lei, de obter esclarecimentos complementares, e mesmo que pela lei não o tenha nesta qualidade, os terei sempre neste caso, visto que foi o proprio tribunal que como de costume, no costumeiro tratamento priveligiado que tenho por parte das instituições judiciais e judiciárias deste pais de brincar, assim sempre me fazem acontecer, de erros processuais que escondem manhas e outras coisas piores, e visto este erro ter sido cometido mais uma vez, adquiro de imediato o direito de obter por parte de adjunta da justiça adjunta que tem como vizinha a trapalhice e por debaixo nas vezes a trafulhice, a almejada resposta

e porque antes de mais, vos lembro a todos aí nessa casa, que vós existis para servir as gentes de portugal, que somos nós que vos pagamos os ordenados e as chorudas reformas de alguns, como dava conta uma noticia, o senhor juiz rodrigues, tem logo duas em acumulado, uma dos tribunal e outra da caixa geral de depósitos que certamente é o cofre forte da justiças e das doutas sentenças, e que juntas perfaziam a módica quantia aproximada de quase mil contos em moeda antiga que é equivalente a estes contos da caverna do alibabá que eram ladrões, que como se recordará, habitavam numa gruta com uma porta mágica, como a caixa geral de depositos onde existem os leopardos

depois porque a justiça é clara transparente, rigorosa e pedagogica e não temente, como amplamente todos os dias se demonstra e é iniquivocamente demonstrado nesta terra de Deus.

portanto é inaceitavel que uma digna magistrada ou um digno magistrado, ou mesmo um puma, ou leopardo, ou mesmo uma pomba, não se identifique, visto que todos tem nome no bilhete de identidade, e mais grave em termos da dignidade que é de todos, e é uma das coisas que a justiça deve velar com particular atenção garantindo-a a todos, é que uma averiguação, e uma conclusão assenta sempre em pressupostos, passos de raciciocinio, verificação da sua adquação à norma da lei e do seu enquadramentro, e portanto para lavrar um decisão, necessariamente todos estes passos foram dados, e assim sendo, porque a justiça é transparente porque não teme nem é corrupta, nem torta, nem padece de outro mal, como gripes aviárias das galinhas , das serpentes e dos ratos, dos pumas e dos pombos, e exercendo a sua pedagogia face ao requerido pelo cidadão, lhe explica por direito e em forma detalhada o porquê da conclusão, pois pode haver discordância na apreciação, para isso se inventarm aos recursos, e não se pode recorrer, ou seja argumentar do que não se conhece nem se sabe porque não foi explicado ou desvelado,

do circulo do vaso do sej, do às ss seno dp formal e da menta, co do ia do primeiro pi e co da má às sas nm, da conta corrente da ccc, ren, da serpente can do passeio, rid, na união europeia


assim sendo peço formalmente a digna magistrada, a sua identificação e o envio para este mail da cópia com as razões que fundamentaram o arquivamente e lhe pedindo expressamente que não venham manuscritas, como já aconteceu, que os meus olhos se tornam cansados e muitas das letras manuscritas são mesmo impossiveis de ser lidas e espero que a lei portuguesa, preveja o cumprimento deste agora requerido, na esperança que não a tenham inventado em forma obtusa,

da vulva da mé do circulo do homem fap, do pr es, né o pp do dia dos gritos da di do gato no do evereste do raid co nacional do sistema operativo, da av de berna, serpente da té, ep do pente da ar e tc, do c de La da finca do rio, o electrico da gun do si da manhã, to da serpente electrica do ine do cha das pleades pe, do circulo do bombeiro voluntário do vaso nm, do bando dos duplos gatos do gás do rá, serpente do chá das peladas de creta, serpente rá do cv do von, do cio do muito ar no dia, jiboia id de cá do circulo dos beijos do avó tivo de dc com di, dos furacões do gang do gange, da serpente espanhola

pois ainda em dia recente um livro foi publicado onde se dava conta de um homem que fizera uma investigação e que descobrira que houvera chapelada nas eleições aqui na terra, e quando tentou apresentar o caso á justiça portuguesa lhe aconteceu algo de semelhante como me tem vindo a acontecer, que é a maravilhosa lei ter previsto, que um cidadão em termos individuais não pode apresentar uma queixa desta natareza, verdadeira pérola do mui digno e ilustrado cumulo da sapiencia do evereste do pensamento juridico nacional , dos juizes, dos governantes e da assembleia parlamentar e do tribunal constitucional, só estranho mesmo, é por que razão não clarificaram melhor, aindo o conteudo do artigo da referida lei no seguintes termos que certamente concordaremos serem assim claros e inequivocos, só podem apresentar queixa de suspeita de chapelada eleitoral, os homens que se apresentarem em bando, do bando do chapeleiros, assim garantiam de forma blindada como um cofre da caixa geral de depositos, que as chapeladas que eram feitas nunca seriam descobertas, pois quem as faz, certamente não estará interessado em dizer que as fez, deixo aqui contudo a sugestão juridica para o melhoramento do roubo tendo em visto o emerito objectivo de propocionar uma vida mais justa e condigna aos batoteiros, gangsters a afins,

da sa do vaso do circulo da mé do homem opps do pert, do planeamento da ne da cia da serpente austriaca sd, pás ss às, ten aida da serpente us, da as do tui, aa serpente do aviador inglês da di moret, a morais, pás do às it, tua cão do sin da té, relações publicas do pr et da esa espanhol do gato do ar do dia espanhol do prior de sião

muita sorte tem os senhores em que eu vos esteja a escrever assim, visto que o assunto é muito mais grave, esse homem apareceu morto em sua casa em circunstâncias escuras, até ao momento não esclarecidas, portanto trata-se de morte, da morte de um cidadão, de um homem a quem as leis e os juizes e provavelmente alguns investigadores negaram seus direito, não deram protecção e que ao ter morrido, coloca naturalmente com a pertinencia natural, algumas interrogações, visto a morte ter ocorrido à posterior da sua tentativa de denuncia face as autoridade de direito e assim sendo, é de averiguar qual o papel e o que em fino se passou no periodo entre a sua tentativa de submissão das suas suspeitas à justiça, e eventuais relações com a sua morte, levantou a lebre, a lebre chegou mesmo as portas da justiça, que as fecharam e depois apareceu morto, e mesmo não tendo directamente os senhores responsabilidade por envolvimento directo nesta morte, a tem em termos morais, e o sangue está em vossas mãos, e se se vier a descobrir o que em verdade se passou, poderemos chegar a a situação de que alguns dos interpretes da justiça ainda irem para atrás das grades de uma prisão.

vaso os duplo do x no homem da sé , kapa do bb do ba rato nacional do semi circulo do x , maria dos uis do tó, do quadrado do ua do fim do ano, ap persa olivo pio do quadrado da ue da iza x do ar, a tina do homem do gás terceiro do quadrado da via da lelo, mo serpente e reo do vaso do li, a pr es do quadrado dos uis europeus do xá, bombeiro voluntário, par do rá, do ró portugues do pó do sitio sistema operativo da serie digital rtp e rato serpente pound, do circulo oe, serpente paga da ms, do duplo quadrado da ue dos bombeiros voluntários do circulo elevado da visão

muito desvelador, foi marcelo quando apresentou o livro na televisão, começando por frisar o ponto de interrogação do titulo que poem a chapelada como dúvida, duvida em parte como o proprio acrescentou, depois de se queixar que tinha gasto tres ou quatro horas da sua vida a le-lo, como se pode falar de um livro de outro modo, oh senhor que tantos apresenta, para que se queixa, visto dever ser para isso pago, a proposito o provedor da rtp ainda não teve a gentileza de responder a meu pedido de saber as condições do concurso para escolha dos comentadores da televisão publica e das condições de seus contratos que sendo empresa publica deveriam ser tornados publicos, visto que somos todos nós que os pagamos, mesmo os que não vem televisão e salvo erro, ainda mesmo, os que nem aparelho de televisão tem.

quadrado do vaso do circulo do serpente do às ao circulo do os ss europeu, da al europeia latina lay mn té do rei meira, da maria da eira do quadrado austriaco do mar ado, do circulo às ss do pelicano do demo da ria do mai da ren e mn da té, ap ara da serpente pequna do vaso do rizzo do ar dos furacões do Y, da serpente dos números de ero, nua, ms, ss, nm do museu, às do gato do vaso da mata do ar homem da eva, da ceia da ave do circulo ad da cia aviado, alva do vaso da tia, da gata inglesa e temente, serpente esticada que fora do circulo do fi, is da ala do rá do ar da latina da computação dos, do y da esquerda dos cem furações dos cães dos serviços de inteligência da difer, da di ferro, da ren, serpente da di do dia das tintas a mim, do penta das ten do raio maior do rem do sej do ab da via do mn, da mé n sé rá do circulo primeiro do zé de La, do circulo do mes das renas do cad dosfantasmas do reno, do ingles primeiro do quadrado da un, do circulo dos furacões da tua le, sa pernte do circulo dos ahs, das tuas aiais, do homem abi, da ala mn que mente dos furacões em espanha

dizia o marcelo que depois de o ler era evidente que os numeros dos cadernos não correspondiam aos seu totais e aos totais que constavam das actas e por consequencia logica duas coisas são igualmente válidas de em segurança serem deduzidas, a primeira, que houve tráfico diverso de votos, e a segunda é que quando a bota não bate com a perdigota, o resultado global dos votos é falseado, e assim sendo as eleições deveriam ter sido anuladas e repetidas, creio que é assim que uma democria re publicana, assim entende este assunto dos votos, depois vem o mais curioso, que aparentemente o senhor não consegiu perceber e usou, ou tentou usar em parte para desvalorizar a situação, como fez no passo seguinte de seu raciocinio, já lá irei, pois é facto que pela analise do numeros, numas mesas é para cima, e noutras para baixo, e assim sendo, argumentava o senhor, que não lhe parecia que tivesse havido uma tentativa organizada e consequentemente sofisticada para alterar os resultados, e pareceu esquecer-se da dedução evidente, que se assim é, diversos de sentidos diferentes, com intenções distintas, os tentarem traficar e o conseguiram, ou seja, não houve um só centro de actuação nesse sentido mas diversos, que obviamente terão que estar ligados aos que concorrem, ou seja, será provavel não ter existido um só batoteiro mas diversos a faze-la, e nesta questão de votos, meus senhores, convem nem mesmo esquecer que dos cadernos nacionais, se disse em tempo recente constarem mais de setencentos mil votantes fanstasmas, o que é valor percentualemnte significativo no numero total dos habituais votantes e que enquanto assim for e já dura à mais de duas ou três ou mesmo qautro eleições nacionais, obviamente que os resultados que tem existido tem de estar continuamente alterados

ao circulo primeiro do amo rato da té, serpente et do rá do homem da ana do lago no dia electrico do rás dos furacões, do cão cc do vampiro do circulo do homem da mé, da minha ala que mente, mn, o c ak na reta de creta, cá kapa la homem rato primeiro, uma mo, pesa, ap pr re ce do béu, da latina inglesa ss que mente do cacto fernando soares, da rega do gato do sa ar, do pipo do cio do prio pôncio e homem da vereta hi, da maria oe, da ob via mn, da virgula antes do ponto

e por outro lado ainda, nem mencionou o senhor a morte do senhor, o que para um jurista parece ser uma estranha lacuna de pensamento, ao habito que trás nestas matérias do pensar criminal, nem que seja a ler livros da colecção vampiro, pois quando se mata um homem, existe uma razão para isso, e estando o senhor a investigar estas matérias, é fortemente provavel que o motivo esteja relacionado com essa mesma investigação e eventualmente dados que apontariam em direcção concreta sobre o metodo da chapelada e se calhar mesmo os seus protagonistas, e uma morte nesta circunstancias, retira em muito o peso de uma interrogação no titulo de um livro, que como se apercebeu e bem o disse, a duvida, é mais no como e essencialmente em quem, em quem o fez, não o cacto de ter sido feita, pois isso não é discutivel face as factos de numeros inteiros e somas não variaveis em sua regra simples de somar, e no principio democratico de cada um homem um voto, o que foi obviamente ferido


o rato do celo da manhã amarelo das três varetas juntas cicici, sissi da jiboia js da fun do fi ff, ro a do ab iona, albinoni do favo do rato furacão, a mé do dia da iza da manhã, ss set da sé tarado sexual do circulo da té, maria ministério da educação, a di isis do ia, n cão do pó, das quatro marias de chapeu e das chapeladas, chapas peladas, pás do homem ká do circulo primeiro, dos furacões do rá fávio, serpente da di do po do rato mor, do circulo da ue da serpente do circulo elevado à direita, serpente belo e oe, a pr da ova de sua majestade dos toiros, toy da são cum do angulo ao p cies do home do circulo me, con do si da ue, di do rá calghar, cal do gato do homem do ar, da cítara

ah senhor marcelo, não trago eu nada contra si em particular, recordo-me mesmo da unica vez em que falamos, salvo erro numa conferencia publica sua no ise, onde o interpelei sobre o que dizia e desde aí que me recordo do mesmo que sempre lhe vejo, voce é um homem que faz concessões na logica dos raciocinios, para justificar em parte seus pontos de vista e os objectivos que pretende, confundindo desta forma uns com os outros, e isto não abona muito a favor de um advogado, e me recordo, como hoje, no final, o senhor a me cumprimentar a sorrir, como quem dizia, sei que tens razão no que disseste, mas não o admito, como quem me dizia sem dizer, a vida não pode ser assim justa e clara como tu a pretendes, por essas e por outras, existem chapeladas, as leias vão tortas para favorecer os chapeleiros, sem dispromor para os verdadeiros, que chapeus são muito belos, e os que fazem e os que aprovam as leis se tornam e são cumplies da batota, e um homem morreu e a justiça sobre a sua morte ainda não foi feita, talvez amanha seja o senhor a morrer, e ninguem se preocupe consiguo, aparecerá um comentador que dirá, não foi bem assim , se calhar mesmo, o ressuscitará.



o uzi da di ss do ise, serpente austriaca do furo do tó, charuto do oe, al gun ao dia serpente do circulo da net da rute, da estrada do este da seta ao do pó ao tao, oficial inglês bom, co semi circulo da roda, da serpente da rota do ar do is do circulo do arroz, a roriz, do futebol ru ur do ró, sn do ac oso, da serpnet no meio dos dois circulos do infinito, a asa cá, da gun do lago, un serpente, da seta ao vaso a do ponto da sé, inglês do dia do chapeu espanhol, esa, sa, rato can do ar, ado, mais pó is da má, do pe, a rá, a sej a da sé, da via da serpente do vaso dos ais do ia, do poe, do pó da ria da rá de muletas, ex xis ram do cão de berna, do raio z ao rá do cão, das seta a serpente do às, do quadrado muito cão do vaso os do vo dos remos, co serpente da maria do mo do me do dia das serpentes do rá, do ba do ro de ba, barbados, o b da ara, do tirão, do bar do baro do rato do circulo do ar, inglês fi ma, do fim do inglês, rato pe do fifz, do fritz do dia z do homem oe da serpente mn do circulo dos homens msn, serpentes do rá



bem o ouvi ontem na tv e traduzindo o que disse para os peixes mais pequeninos e com os olhinhos mais pequeninos por razão de crescimento, sua analise sobre o fruto de alguns dos perdedores destas eleições, não era bem um comentário, era o ponto de vista oficial dos rotários depois de ter participado numa reunião de alto nivel no estrangeiro, onde os actos de alguns politicos foram pesados e sendo o resultado o que foi, então o senhor lhes disse sem dizer, que era essa a posição oficial dos rotarios sobre o futuro de alguns, com o quem diz, é melhor que assim o faça, e por acaso, até estou inclinado a concordar consigo em relação a alguns, vá-se lá perceber a ironia de Deus e do Mundo, a expressão e encanar a perna a rã, é muito claro, pois uma rá para poder andar, coisa que não faz, salta, não pode ter a perna presa por uma cana, ou seja, se tentas encanar a perna a rá, não vais conseguir andar, o que leva à dedução seguinte, então por que razão não poderia andar uma ra de muletas, não existirão hospitais para cuidar das ras, e assim sendo só uma outra razão terá que estar por detras desta imagem, é que nós, salvo seja eu no vosso nós, não vos deixaremos andar, ou vos comeremos como alguns comem as rãs pequenas, um costume que eu sempre achei um bocado barbaro, mas enfim a liberade e razão de Deus e por via dele dos homens, embora nas vezes ele se zangue muito com a perfidez dos homens e dos homens rãs.


esa, e sa ap pan da maria da ria da sé da sá do be, má da sis ap re da cia do dia da iza, do circulo ss do ps da maria do homem do oe, do tao do circulo do ur, ge nu seri rá da mar do ro e rato serpente prieto do espeto a minha mu do circulo, a jiboia ju us tica e a liber da ad e

Ah amada minha amada, espantariam-se meus olhos e meu pensamento e meu pensar se ainda se pudesse espantar, e sabes o que eu ouvi no espirto em dia recente, mais uma vez me parecia ser a tua voz, dizia a voz, não sei se te posso amar, tu um homem tão puro e tão ingenuo, achas mesmo que serei só assim, e depois amada, não serivirá o amor entre um homem e uma mulher de espaço de pureza, não almeja isso o maro, não é o amor a luz a pureza, o espirito mutuo, a justiça e a liberdade


ad ab ne do mergulho ero do sos do dia espanhol de deo do circlo do rá, da tó ru dos furacões do rá, do cão dos angulos p do circulo do mes, a huam ni, a do homem da maria do ua, ni, a tartaruga tt, do s furacóes do rá, do piri espanhol do rito do circulo do vaso da serpente co do pod mais pó is acrat, ac rat carat do dig, tunel, buraco da ana de gana aquina, a quina, a portuguesa et electrico da sa do vaso da serpente dos do antónio asl, adsl, pequeno principe as no carro do sena do rio do senado, nato da sé, do sena ato, a ap peet do pert dada da gun da luva da di do iga gan do moço da ria, gi da esa dos maços da truta francesa do cão real ami homem do circulo do pessoa

senhora A Técnica da Justiça adjunta, não sei eu até este momento nem as razões nem a pessoa que sustenta as razões que pretendem o arquivamentro das minhas queixas, onde se inscrevem diversos casos, desde o rapto e tortura de meu filho há quase dois anos inteiros, com corrupção na justiça, até agressões à minha pessoa e estendendo-se por crimes de terrorismo e contra a humanidade mas mesmo não sabendo seu nome, ouvi no espirito poucos tempo depois de ter recebido a carta que a tal ainda incognita digna magistrada, era a cobra do senhor do gal, portanto está na hora de interpelar outra loja dos homens e faço na pessoa de antónio reis e mais farei em outra altura quando concluir o trabalho escrito que tenho em mão sobre a guerra mundial, pois coisas de natureza mais grave em sua extensão, que afectam a muitos mais me apareceram tambem como ligação ao gal, alias como me dei conta em outro dia, todos ou quase todos, ou quase todas as lojas e mercerias e o que for, trazem suas culpas no cartorio, senão mesmo só O Cristo e Deus, e a pergunta é muito simples, é a senhora digna magistrada casada com algum elemento do gal, ou pertence às ordens feminas da moçonaria portuguesa, e se a maçonaria, ou algum maçom, ou algum grupo de maços, assim a instruiu em relação a minha pessoa?



serpente si , a serpente au rb da bilha brilhante do pente da te ten do indypendente, o do ministério público do pen, da caneta do clube pen, a mé do dia D do sos do vó ao angulo dodo homem do circulo do sistema operativo, ex p li do quadrado da ue dos uís do dia do IA do fogo dos disparos na recta do rá do ro afz, et serpente do rá do mo do duplo circulo na ria do presidente do do tio de cá do pr espanhol do dente da di ap pá do aoio do ninho da rede má do teo do maço na ria da onda do pn

tenho para si muitas palavras escritas desde a sua brilhante reflexão publica sobre Deus e Cesar, mas independentemente de onde pensais me pôr, ou do estatuto que me dais em vossos olhos, uma coisa vos digo, passem para cá o meu filho, reponham a justiça nas condições justas que já vos expliquei em detalhe, e mais uma pergunta directa e em forma frontal e fraterna lhe ponho, trás a maçonaria portuguesa ou outra, ou instrução, de ramo ou loja estrangeira de me fazerem combate? e trás a maçonaria intenção e prática de combate no roubo de meu filho, cobriu ou apoio a mãe neste vil comportamento, qual a posição da maçonaria nesta caso, porque, a comissão de direitos e igualdades onde o senhor já a meu lado se sentou por outras razões ainda nem resposta me deu a meu pedido de audiencia?

o f do ar terceiro, rato ni do circulo do fá, jiboia serpente do vaso do tó espanhol esa ap e b de bello, no da serpente dos elos do lo dos moços do nico do pó do reu europeu , a ao circulo dos AAs, mna homem do circulo da serpente e de LA da espanhola tatu do rá da maria da ue do silvester dos angulos ao homem do circulo do mo do circulo duplo da rodoviaria nacional e do pe homem do tilt do brasil sistema operativo, ró b do dia da opa do ar do ká de LA do homem da maria da sé, serpente dos maços americanos da za da nata da reza do tio do circulo superior da direita do mo da tia do quadrado do porto do c do lar do ar do rá da arma da serpente da maria sobral, cie do mn do dia europeu da seta da kapa ao homem de espanha, todos pistolas da serpente

vamos falar claro como homenzinhos fraternos imbuidos dos justos e belos ideais maçonicos, não se faça de surdo usando a cana da retorica porque eu ando na terra não aos saltos a não ser para o colo da minha amada, quando ela assim me chama, e não sois vós Ela, nem tendes estatura de coração para isso, e esta historia de rapto e tortura de meu filho, passa pelo moderno e por membros do partido socialista que calham ser maçons, e este acto cruzam-se com outros de outra natureza, de terrorismo e trazem alguns as mãos com sangue e muito, portanto mais uma vez lhe coloco pergunta clara, tem o senhor conhecimento deles, deu-lhes algun apoio, ou cobertura?

da seta da serpente ia às do rá dos furacões ao co da UN do orgão do gato de niza, za à có espanhola do cação do rif francês, ro da má das contas da iria do cenho do senhor da sé do deo de tino e furacão do ar, rato dos z da maria mi, pr e ce cão, mu do tó do circulo terceiro do ró , rato da maria da era rr, do circulo terceiro do da rádio renascença, o ro do quadrado dos quatro ratos do ram, do furacão da manhã be, todo vaso dos furacões da rá má do sistema de informações, kapa do homem de La, o da sé, cá, general dos pecados dos angulos da maria do ministério público, do aa da ria da sé, rá do cão da virgula ao circulo da serpente da UA, serepnet do grande machado de sangue de todas as cores, o primeiro vermelho do quadrado branco do homem da UE do pele do elo da via da maria ten da ria do rá da sá do alho os da serra de osa da testa da ria co maria do pr do gato silvester et do circulo do homem do ar de LA, serpente do quadrado da UE, homem do principe primeiro do reo ap, mé do pó da serpente do dia da lei do vaso da dupla lei da electrica wee

da di da serpente rá da sas da eu, do planeamento europeu, o burro da ama ema, o neto mate das serpentes do penta do rá da ria, da ré das serpente da lei do dia da wee, do vaso da dupla dor do electrico, o latino rico,o bill da nave comum, un, do forte do circulo do pr rig o da ue, o rui , gato do preseidente da ar espanholol seis, da di da serpente ró,

e lhe digo, senhor, há uns meses atrás houve um conversa comum no plano do espirito entre diversas organizações de distintas natureza, da forma como se iria proceder a clarificação destas matérias e da forma em que as contas iriam ser feitas, e sabe o senhor como eu, que me calha ter aqui nesta matéria um posição particular fruto do destino, visto eu trazer em mim a percepção de muitas das mortes que ocorreram e da forma como ocorreram, e lhe digo mais, tambem nessa altura se deu em espirito uma outra conversa mais reservada, se calhar nem mesmo dela seu deu conta, que me punha a mim a seguinte questão, de como eu queria resolver isto, se pela via rápida, que por assim simples escrever, seria rezar em Deus e pôr à Sua Consideração o levar daqui todos quantos tem suas mãos manchadas de grande sangue ou se iria pela via mais clara os olhos de todos e necessariamente mais trabalhosa, que me iria testar a paciencia e até poderia pôr em risco a minha propria segurança, mas sou eu que escolho e tenho escolhido e comprometi-me e assim o tenho feito, de partilhar com todos o que vou sobre estas matérias sabendo, portanto não há nem haja duvida para nenhum, que a minha via tem sido equivalente à verdadeira justiça dos homens nos seus planos, e mesmo assim sofro, porque vejo os que desta via se aproveitam para no entretanto acertar contas, e de tal forma chora, que nas vezes em que vejo assim acontecer, me nasce um subito desejo de retribuição na mesma moeda, fora do olhar dos homens menos despertos, como alguns vem fazendo e o medo mora em muitos, pois todos tem noção cada um por si, pelo menos, das suas exactas responsabilidade na nave comum e o que eu vejo, são muitos a endoideçer, a endoidecer em forma perigosa que podem tudo fazer perigar, ou fazer perigar a muitos, e continuo a ver os senhores, diversos de diveros quadrantes a tentarem-me e a tentarem a minha paciencia.

do re da bata do sono, rem, o cão da manhã do sonho do dia espanhol do gira segunda, bi, do ur do aço do vaso da vareta do sistema operativo do ia, serpente da maria cie da ria dos furacões espanhois do audiovisual, dos fás da serpente dos cios do sistema operativos do tio da opera, formiga do ró, da onda ao p, da me má do rato do circulo forte, ap, do esgoto do vaso do dia D da serpente et ia, serralves, do homem dos omens, a no ss do A, co do cio, do pó do vaso do sistema de informações do sonos, ao gus da gun das n marias e manueis mortos, pelos furacões das serpentes do rá da ana do pu da tina, a Ka do ba, furacão do rá da dupla dor do rato ma do gordon do zimbabue, ne das sas, forte oe, ap ro x, do cão de cima da europa, a ad A, dos ais dos franceses africanos ká, do curriculum do vate dos oms , do za do ro do brasil, serpente AA do dia do oe das n serpentes cá, do lar do fernando sobral, do homem das sas do mao, pai às dos ases do ur do rito do termo japonês dos cem do ral dos misseis do ar, do dia d da serpente da ue, a cc da cão,do ed, das formigas do irculo do dia d dos furacões, da serpente parda da di, do rá ob dos iodos do mar, co circulo de obidos, do cv da vila da iza, da tança da manhã, do ponto da foice, do semi circulo do cão do carro do ar do vaso do circulo ss, às sa sa

Passem para cá o meu filho nas condições explicadas , pois nem mesmo as rebataram, seus iniquios e prepotentes, se assim continuais rezarei a Deus em Deus para vos levar para o abismo, que eu não vou a lado nenhum, nem vou fugir para dentro de um buraco, e já vos deis todas as provas mais do que sufecientes que assim é meu ir e meu agir, a cimeira em darfur, estava para começar quando as bombas de novo arrebentaram, no preciso dia anterior meus apontamentos me foram por terceiros de novo vasculhados, no dia seguinte, um semi circulo em serralves, onde um homem estava de leque perante o imenso calor dos outros, que diziam coisa curiosa, parece que estivemos a ver a nossa vida nos ultimos cinco anos, e depois vierem as bombas e ainda hoje um temor de terra e antes um furação e mais alguns mortos em condições estranhas por aqui e por acola, putin, acaba de se retirar do tratado das armas e em meu ver com alguma razão, gordon brown traça linhas vermelhas sobre o zimbabue e uma população inteira nessas país passa forma e está em risco, e que nunca poderá ser esta, a aproximação da europa a africa para se resolver de vez o que urge resolver, o combate a fome, a miseria, a extrema pobreza e das doenças para não falar das imensas tarefas que todos de mãos dadas tem para cuidar , que não são poucas e o tempo, o tic tac das bombas a marcar ao segundo, o tempo é curto, estou farto de vos dizer, hoje o tremor no japão, atingiu uma central nuclear, queira Deus e acção dos homens que que o mal não se espalhe, e um tiro de canhão foi antes do furação acontecer disparado em obidos, como vêm, temos mais uma vez um pico a formar-se por isso vamos lá com muita calma e decididos a resolver o que há a resolver em forma cordata e civilizada, ou eu me porei de lado a ver a matança, como sempre a escolha é de cada um e de todos, que a luz vos guie o vosso coração, que ele se torne acertado se ainda tal pode acontecer

dos furacões da técnica da junta ad, ni, priemira do primeiro pi, a da cia,das pedras na asa da sociedade anomina, dos furacões do rá da maria espanhola da manhã, do circulo js do vaso do tifo da cam, do circulo do nó inglês do santander, do vaso do quadrado dos uis do ar que mente, do maior principe a, do mo oe do instituto dos ten do cab do vaso da vingança do curriculum vitae do homem da uva, muito b dos ais do rá, da cia do polonia, o a da sé da maria b, da vulva do homem ré cem do pr electrico das meninas da cia dos furacões na cidade, cá, do serial digital da sé,serpenet da manha do pe, às esu, do vaso da serpente espanhola cá, homem veado, da via do voo inglês,

senhora técnica da justiça adjunta, agradecia resposta fundamentada em forma clara e sustentada no articulado da lei e com a apresentção rigorosa das pedras do racicionio que deram origem e justificam no entender da digna magitrada, a decisão de arquivamento, dizendo desde já que não o irei aceitar, pois sei claramente neste momento, que mais uma vez será insustentavel a posição, pois ela se baseia em outros interesses que não a justiça, tirem o cavalinho da chuva, é conselho amigo que a todos dou

À procuradoria geral da republica aqui fica mais um pedido de investigação aprofundado da chapelada eleitoral, a verificação preventiva desta que agora acorreu, bem como da relação com a morte do senhor que a investigava e à policia judiciaria, assim digo, deixai em paz aqueles que nela trabalham e constituem o abono de familia da instituição, como todos sabem e reconhecem e que não se confundam as competencias tecnicas com as politicas e que os que as desempenham por perfil de função não se imiscuam nas partes mais técnicas, estou muito chateado com esta situação e trarei em breve, por publicação, noticias de outros envolvimentos nessa instituição que comigo estão cruzados nesta negra e complexa história

do caso espanhol, da party do dia ss da serpente espanhola da se, ami do circulo da ria, relaçoes publicas do pin do vaso do demo na croacia, o ré pop adolescente da cia, do mai, o electrico da má si, do rá mino, aa da ria da manhã, né do sito prim do rio da mesa ss da nica ia, serpente da net do circulo do homem dos furacões, rá da mascara, de nascar, afiz do x ad do duplo omen, o is do tó muito ae b, do ponto do nó da maria biológica, re de lx, presidente primeiro do rio, do ministro serpente TT, rádio renascença, do duplo circulo da serpente da net de ban

mais uma vez parece que os partidos e partidinhos não percebem que quem ganhou foram os que dizem , que assim não vai, que assim não servem, esses grandes vencedores por maioria larga, mais uma vez o principio geral e basico da democracia invertido, imagem da prepotencias e dos regimes ditatoriais em potencia e em acto, mais uma vez uma minoria governa uma maioria que não quer assim ser mais governada, pensem bem nesto, o senhor primeiro ministro do ego inflamado, que ontem parecia na feira messianica a comemorar, estou com saramago neste ponto, o homem trás uma imensa mascara sempre afixada em si, tão grande que dele mesmo só se conhece a mascara, como naquele filme em que o homem deixa de ser homem e passa a ser só mascara, e isto sabem-no todos os piscologos, é coisa perigosa que nada augura de bom, relax, senhor primeiro ministro vá a banhos e beije muito a quem ama, é conselho que lhe dou, antes que arrebente por dentro, seu coração, se é que ainda o tem

e mari do w gato do angulo à mara da camara de lisboa , das tintas cin do cinema da teka, a má do sistema de informações da cia da cidade, do quadrado ua, me do nimas da má si do rato geral da efe do ká da fé,

e depois, ao chegar aqui neste ponto da escrita, a biblioteca fechou que agora fecha mais cedo, passei por casa, liguei de novo à camara de lisboa e desci até ao cafe da cineteka ao pé do tejo para escrever e quando cheguei aquele habitual cruzamento, mais um acidente se dera, ainda estavam os carros e montes de policias à volta, perguntei a simpatica menina que me disse ter acontecido a mais ou menos meia hora, ou seja mais ou menos quando acabei de escrever de rajada o post inteiro na biblioteca.

era latina, mn, serpente cão, dos n tilts ap do pó do rá da te, do no dos tilts das ondas, do circulo do cadete p latino do circulo do parlamento, nora da mé do homem da ora da magia, de goa, da vareta do lu da mina de todos os pecados, todo filho do al ra sito do trio da ria , do homem da silhueta do chá do rim dos furacões do fogo da morte, do beijo da morte

desta vez vinha um taxi descendo a av do mediterraneo, um mercedes de serie antiga beje como geralmente eles são, com o numero 1819 da rádio taxis, ao que parece trazia dois turistas no banco traseiro e segundo a menina bela, não terá parado no sinal.

chocou com outro carro, um opel kadett carrinha tambem antigo, de côr preta, com um bigode chaveta para cima na sua traseira de côr cinza, o choque foi violento, na aparência ninguém se tinha magoado o o mercedes ficou meio em cima do passeio, meio na estrada encaixado num poste de iluminação de secção octogonal com um sinal de transito em cima, um quadrado azul com um triangulo de fogo branco com uma silhueta de um homem de pernas abertas como um Y invertido e cinco traços por debaixo que simbolizam a passadeira, ou os traços que ele pisou ao atravessar o caminho dentro de um triangulo de fogo da morte de todas as cores.

A parte traseira ficou entre um outro poste, atrás, mais ou menos na exacta distância do mercedes, que neste não bateu, de igual secção, octagonal, e tem dois sinais, um acima redondo circulado a vermelho com a silueta de uma camiontea de caixa fechada e a marca de seis metros entre duas setas opostas que marcam a distância, e outro por baixo um circulo a preto debruado com dois triangulos, como dois pontos de pressão que entram no circulo no eixo no horizonte mediano do circulo, com a marca, de 2, 5 m, a dupla divisão de um estrela maria.

o mercedes entre o sinais está bastante amachucado e o posto da pasagem de peões ficou inclinado abrindo o angulo do l que faz com o chão ao lado dos quadrados de marmore rosa do edificio sony, sua matricula diz ser, o 11 de setenta do quadrado do P, 9/10 do nono grau da relação decima, o pneu da frente do lado direito ao condutor, ficou enfiado entre o poste e o caradan, seu nome uni royal, ou seja um estampanço de uma estrela una e real, pois aqui mesmo que ele não tenha parado, foi o embate do outro que assim o entre os postes o enfiou.

imensas peçinhas de plastico a sua volta, uma beije parecia o stick de hokei no gelo, uma optica desvelava sua marca, siemens, à frente do volante na chaveta do tablier, um jornal desportivo dobrado onde se lia, grande reforço

mrpp e ce da sedes do parlamento africano do free cão, da di serpente dos serviços de informações espanhois, do dia do co do circulação vermelha do estupida da ida da ce, do camião do chá dos ais do ciculo do xe da fé de meca, do homem ad a, do circo fulo preto do ua do brasil, da di do serviço de informações da serpente dos furacões da rai, italianos do gato b do circulo pequeno da dupla divisão da estrela do tilt no sinai, a ama chu do ka do dó da asa do cuplo circulo do pe, espanhol, do tilt sobre o circulo, do cio do ed japonês, serpente da au, 11, do nono grau do cão décimo de cima da pen europeu, fiado ao circulo da ara d dia dos multiplos tilts a matias, do uni royal, do espanhol do tam do partido nacional do aço, da ester latina, un A e real, às ss, da né, e homem sas, do pé da cinha, da serpente eslava da ua que ama o rá de cá , alemão, do f da ren do y do grande reforço desportista


o kadett subia do rio pela av do mediterraneo e virava para o polo norte, e foi mesmo uma grande pancada de polo

antes de me aproximar vi um carrinha de socorros nauticos daquelas que andam nas praias americanas tipo marés vivas, que estava estacionado mais acima no mediterraneo do instituto de socorros a naufragos, patricionado pela, axa, galp e fundsção vodafone, ou seja da gasolina da foice das comunicações da vodafone do semi circulo do triangulo A, dentro na parte de trás da carrinha ls, uma bola exclusive com as cores vermelho, azul, laranja verde e branca, um saco do frederick da europa, agua lusa, com um silhueta de uma mulher, uma manta escosesa, continente liquido para refrigeração, menos cinco graus, fita gafa preta, um gancho saia do tampão de gasolina

da ama rica das canas americanas da california, do acto ao vaso A do tilt espanhol, o patrick do cio da ua do primeiro pó da axa, da gasolina e da fun do cão do vó dos phones, do trina do gato peqeuno ao vaso primeiro, ls exclusive frederick europeu da manta espanhola , co da za escocesa, da serpente da carta carat do re do pe do pen da di do semni circulo do lar dos cien mausingleses do rock dos infernos do feitor do ben da venus da pedra do bal do bo sa, rá da vera da ten sa,

depois li ainda na passagem de outros , silvester de 86 a 89 do vaso do z, e 66 do beijo 45 beverly prata e preto, seta italiana, do outro lado da rua no eixo perependicular ao mercedes, os seguintes cartazes de cinema, rock dos infernos, o benfeitor, com venus ao fundo, a seu lado, não és tu, sou eu e rocky balbosa, no verso destes, dream girls, slither, os invasores e o intruso, na verdade tens razão, tu és o intruso invasor que ataca as meninas em seu banho com larvas tipo pimentos vermelhos e te comportas como um pugilista, até me lembro de um que o foi para além de toxicodepennte, e depois ministro deste pobre país.

o ford era do xé, che , primero do quadrado de sessenta e oito , raio maior ao forte da dj w, do duplo vaso da dupla dor, do quadrado da vareta comprida, da cana de pesca do rato serpente do ministério publico muito kapa, do gato da figueira do duplo vaso do dia primeiro, o ro do tico, da serpente do tic, a ne do homem do vaso do li do duplo circulo do vaso ss, us serpente, da maria z do TT

Exijo de vós, das instâncias judiciais e judiciárias, no imediato, um papel que me dê a guarda de meu filho com anulação imediato de todas e quaisquer restrições de acesso a ele e que no entretanto sejam apresentadas as desculpas, feitos os ressarcimentos e punidos os autores destes hediondos crimes

paulo forte