quarta-feira, agosto 15, 2007

Olho mais em pormenor a noticia do sismo em jacarta que me meu espirito me remete a sumatra, a suma do furacão do rá, onde ele se exprimiu primeiro em dezembro e agora sei que se trata de uma espécie de eco, um eco que desvela a assinatura, que desvela um conjunto de assinaturas, e hoje mesmo o vulcão entrou em erupção à imagem da instabilidade que Timor de novo atravessa

Terão porventura os senhores se enganado em forma distraída na elaboração da constituição, ou terá ele assim sido redigida de forma a facilitar e proporcionar esta solução, pois atente e comentem o seguinte,

As gentes votam e elegem representantes, os grupos representantes, nenhum deles obtém a maioria necessária para formar governo, os que ficaram em segundo lugar se aliam as terceiros e aos quartos e aos que mais necessitarem e puderem e formaram uma maioria na casa da representação e assim formam o governo.

Dizia ainda o texto se bem percebi que mesmo nestas circunstâncias deveriam os que ganhando, eram minoritários no parlamento poder apresentar a sujeitar a votos, por duas vezes o programa e o governo proposto, o que nem mesmo aconteceu, o que demonstra claramente que quem assim agiu nem muito interesse teve em cumprir o que constitucionalmente estava aprovado, dirão que por pressa, pressa dos que se revoltando morreram, acrescente-se.

E depois atendei então, se o povo é soberano nas suas decisões, porque a sua vontade maioritária é pervertida por uma lei, que assim permite a perversão?

A pressa e o não cumprimento da etapa do meio, desvelou as vossa intenções, o vosso entendimento que os votos que expressam a vontade de cada um e de todos, é coisa secundária em relação aos objectivos e as formas que pautam a actuação de alguns, e enquanto assim andarem, alguns, que se fazem mais poderosos do que na realidade são, timor mais irá tremer e mais mortos serão contados, e em meu ver em outros países também, pois foram alguns inclusive nas nações unidas que cobriram tal solução

E me dirão alguns, se um governo não se pode formar por maioria deve-se formar por minoria, e eu respondo, infelizmente correcto, mas nem essa possibilidade foi realmente experimentado e esgotada, não é?

Os mecanismos constitucionais devem ser sempre desenhados para que o que está na sua base, um homem, um voto, seja sempre o principio que mais seja salvaguardado, e sempre tendo isto em vista, pois os cancros começam sempre por uma só célula antes de se espalharem ao corpo inteiro, e não é por começar por so uma, que ao corpo inteiro não se estendem, nem ele deixa de morrer.

Do circulo da serpente da net et do sistema operativo dos senhores ee ingleses da luva do circulo da ad, do furacão do primeiro raid da serpente ad, do co norte sul nt, do cão do tito, o que mata a cesar, o ob, o tampão, do segundo do circulo da maria teresa, a primeira maior prime meira da ria, nec a da tentativa de formação de governo, do mai , ro do ia, da di iza do z primeiro da vareta ,do circo da serpente da ne do sta dos chapéus de bicos e cia do co com do st, vaso do cio no alto que mente, ap ro da ova do di do ira cão, rato evo latino no dia do circulo dos que morreram, acrescente-se, da vontade mai em maio da seta à rita primeira do ari , que é portuguesa da rti revertida, da cum do circulo primeiro do pr homem tó do meio dia eléctrico espanhol do dia do vaso Eli, el lo da vareta na di e tem do vaso mn do tó, ex pr e ss da primeira manhã da AA. avo von na real da são do oiro do tim, pai da serpente dupla espanhola do tam b, em, Portugal circulo do is da ária da raia da maria de fora toda pistola, na tinta sobre o lu da ive das nações unidas dos pós sibilinos do forte do bill ida, ex pe , rato da bateria da vareta mn do furacão primeiro do dia do circulo da gota electrica da ec tic primeira espanhola, prim do rei rá, no dia da revolta ,a do audiovisual da majo, pr e circulo da vareta do ni pio, da serpente do ro do circulo dos can, co da mé de cá das meças ás da maria da serpente da ss eta ao circulo da célula da lua da ce


O ac da art do ar primeira, a carta

Ficou durante a noite na cabeça, um estranho pormenor, que dizia um dos senhores do centro de controlo e aviso dos tsunami e dos tremores que ali por perto tinha um sensor, que ele nada acusara, ou seja este tremor como o outro que no mar se deu e que produziu depois o tsunami não se deu pelas suas causas, digamos assim mais naturais, foi pura energia do espirito em acumulação, o que ficou do anverso do primeiro dentro do vaso e que agora se manifestou

E também dormi com a sequência numérica, que extraíra na altura em que me dei conta do que acabara de ocorrer dos textos precedentes, pois este livro da vida é um fio e um espelho deste enorme labirinto que se traduziu na terceira guerra mundial, se bem que a guerra sendo sempre uma mesma, melhor será dizer na sua terceira parte mundial, que felizmente para todos, não adquiriu uma expressão semelhante à primeira e a segunda parte, porque se assim não tivesse sido, provavelmente não estaria aqui a escrever nem tu a leres.

Hoje no dn na coluna da ultima pagina do ferreira fernandes, falava ele de pin, sim que de certa forma a sequência o era, sem o ser, pois tem mais algarismos, pin também decompõem em muitos pi, pi n , ou seja das muitas divisões, da suma das muitas divisões que se viviam no mundo, assim se dá nas vezes por acumulado em potência inclinada para a desgraça os grandes rebentares mundiais que são as guerras mundiais

E suas letras de sal contam, do dedo direito que só ele sabe por que algarismos se passeia, assim é no caso do pin bancário, ou da banca do casino, onde nas vezes se leva o casino ao chão, depois diz que pensava ele que era preciso ter cara de jogador de poker para ser banqueiro, dando como exemplo o jardim gonçalves e paulo teixeira pinto, para depois acrescentar que afinal mudara de ideia ao ouvir o comendador berardo, mão berardo do benfica e da águia, não o do ccb, não o da opa à pt, na esteira do caso da maddie, mas o das assembleias do banco do comércio português, ou o b da CP, que segundo disse, abriu o jogo em toda a linha, coisa que não é pressuposto um jogador de poker fazer

E acrescenta que ouviu como eu que também o ouvi, a abrir o jogo todo e diz dele que se ele estivesse em las vegas , que eu leio serpente de la do vaso do egas, o moniz, o que ficou na porta entalado, não frequentaria as serpentes das alas da net do circulo da ordem das que foram às urnas, mas mais jogaria nas s lot ma china serpente , onde atiraria o chapéu da serpente da net filho do do ste ao ar da assembleia da republica, da primeira ss da lia do be cem, a cada vez que lhe saísse um par de cerejas, belas e doces e vermelhas frutas, à quem goste com chantily, ou com chá de tily que é uma terra em frança como todos sabemos, o li, o que se foi em forma estranha, tily é ainda nome de uma família que vive em portugal, eu me recordo vagamente de um, um joão e creio que existe também um rui das pedras negras, homem do gás.

Conclui que tendo ele aberto o jogo, acrescento eu, dizendo tratar-se de um crime de colarinho branco, feito consequentemente por homens com colarinhos brancos na aparência da parte de fora, a que se mostra, mesmo assim sendo, as acções subiram para o número mágico de seis por cento, a alavanca dos colarinhos entre os dois círculos, que faz mover o mundo, a atender ao que nele se passou e ainda se passa, para a queda

E se pode parecer a quem estas letras lê, serem elas estranhas, eu por mim estranheza trago em relação às ultimas colunas do ff que me trazem assim meio enigmático, ou meio mergulhado num enigma e como gosto dele, me faz nele pensar

São tipo charadas, que como ele diz, é fazendo-as, que nos entendemos, nomes homófonos luizão e luisão que poderia declinar em lu, vareta do cão dos z e luis e são, serpentes da net, ou ainda lu e são, sendo a lu do sistema de informações, das secretas, mas acrescenta que a transferência do brasil para o benfica não saiu em diário da republica, que talvez por proximidade de local de impressão, seja a casa das moedas e de outros eventos do arco do cego amplamente aqui neste livro descritos, sendo que por cima outra charada cruzada se lia, o do bispo francês que nesse dia falecera e o bal do tim em Timor e nessa página em nice, um monet, um bruegel e um sis ley tinham sido roubados, o mo da net do gel europeu do brasil do ta de tam, existem cães que detectam ossadas com 200 anos, o cartaz na china para filho único fora retirado do circulo da art dos z, o com ego saraiva ab ra n te s falecera, no irão uma vilão cópia do avião f 5 americano e chama-se clarão, az Ra kapa do homem serpente, uma roda gigante bo oster, ester, em paris tinha se despre rendido em yve lines e mago u duas pessoas e o cargueiro russo acoplou a estação espacial, e satélite do cão espanhol do hill ap cia angulo, progresso M-61 levou pó rato da serpente do ro duplo ss , 2, 5 t para o espaço lançado de ba i ko n ur no c aza quistão, valeta xpress xerez.


E sai para a rua depois de ontem escrever e publicar e quando caminhava subindo do rio assim o espirito me foi desvelando o que parece ter sido duas vinganças, dois vasos de duas vinganças cruzadas, assim se mantém e alimentam as guerras e o olho por olho e o dente por dente e nada para e o fogo se estende pela planície

4x4 ex calibur
assis, as sis mat, e mal isto aqui escrevo me aprece a caixa de dialogo que me diz serpente rato premium, quem o assis, pergunto-me? O assis do ps? Ou o às dos sis, o 4x4 da espada ex calibur, aquela que me aparecera em noite recente em Óbidos, a ep serpente ad a ao meu escritório, a espada cravada na rocha da rubra oficina do cavalo negro dos quadrados negros metálicos que saia do muro do castelo, ao lado da espada, tira a ex calibur e torna-te rei

espanha ap dia a
mat eis dão dami j fc k s Cf ºsdk ao jf~v nava, nave

uma rapariga africana fugia subindo a escada de acesso à estação da linha de comboio, que mais parece um gráfico de crescimento de lucros ou acções, ou algo assim, e depois da bronca no bcp as acções subiram ao que parece seis por cento

um segurança vinha atrás dela com um telefone na mão

chamava um fiat branco do pn que trazia um pirilampo azul em cima do tejadilho e que descia a rua e não sei se a apanharam, porque entretanto chegara um comboio e provavelmente ela o terá apanhado

Fmm boliqueime do circulo dos x da Bélgica, venda a dinheiro do vaso da vingança do ferrari preto, vaso da vingança do leão de rp de prata segundo do quadrado do primeiro do infinito

Sindicato dos jornalistas, ou serpente do príncipe da sociedade anónima do vo ap


Rato z de 76, circulo terceiro, o quinto, do restaurante XL , AA, circulo oitavo do corpo diplomático do XI quevedo em 79 Z furacão circulo do templo do AB 92 do dia do vaso de 92, homem serpente do metro, e b cd 69 gato do gás do triângulo de fogo vermelho do vaso dos z, ou vizir II lentes de contacto nosso circulo AC, crono posta internacional auto charrete, chá v et e da penetração funda 91, kapa do b de 85 do OE do vaso da vingança vaso da serpente vespa da serpente do quadrado de 83, 91, segundo do quadrado de prata, kapa do b marçal , x rato em 73, terceiro preto e branco jogador de dois jogadores , maior vaso quadrado maior, bp 16 ao homem me mais da cruz, punto sx de lx , xx em 73, leão de prata br 65 background do b 6 ed 94, da bd 44, 78, sb, do circulo oitavo do quadrado de boliqueime do duplo círculo, 96 circulo do angulo 11, os AA 06, bmw negro sem luzes do seta do quinto da serie digital de setenta e dois da red bull race porto ribeira e gaia, 57 do quarto circulo ni, n x em 93 au 69, 6363 circulo do gato musica IX de 84, vaso A 4700 ak, circulo sétimo br 83, nx, ne 76, 66 94 lo, gato x 98, o primeiro do sexto, 2 33 furacão da gadanha sexta e rato do circulo segundo em 93: , circulo do quadrado às 03, Luanda, o nono da ag 28 em 98, primeira serpente LS , vespa circulo da vareta percentagem segunda , Pb vc pu , 17 df 66, 16, 94 VC, 49 ce 28

O UB é do condomínio da loja real, pensava no neto de vang gogh, li birra do morretti, pensando o macedo, o do psd, ouvi na conversa ao lado, é o pedófilo

O ninho do pássaro da madeira, a casa de telhados verdes sobre o mar, onde quando agora a vi, formaram as nuvens junto ao mar, as únicas no céu, uma onda gigante, no horizonte.

E seguiram-se as seguintes notas,

I Tc vareta rato 4 Z da vareta dois pontos , r Li, j e ce lc, português ro mo cão, dl cia


E serpente dos ais da pilha da vareta das duas vinganças do circulo do vaso do sistema das informações, o que mantém e alimenta as guerras da la m da nice Fmm fa Bélgica da pira do prin cie português a no do nima te rec eiró XL AA do cão do mergulho pequeno mat do XI do gás trina do fogo do po st interna tio do circulo do homem parado em 91, homem maior da cruz, ou homem da ma dos ais da cruz do ponto da serpente de lisboa décima do circulo da rico pequeno e no oitavo do quadrado de boliqueime do duplo circulo do ouro chulo, ou orkut 96, circulo do tir co chulo do angulo 11, os AA do circulo sexto alemão do circulo do set Ra quadrado ce da ribeira de gaias da serpente do gas, is cais, no porto da musica da metralhadora do vaso A do quarto do sétimo do circulo duplo do rim da sé, do rimo mo do brasil do serpente mul, ml do tip dos ângulos ao circulo, múltiplos xis pr ei miro da gata a da ad do homem da ana sexta em 93 ao circulo de luanda em 93, maçon vaso do circulo do pu dg 66

Subia as escadas rolante quando as costas da t-shirt do rapaz em chamou à antemão, dizia, o tour do anjo da retribuição em 2005e depois vinha a lista das cidades, começando salvo erro por cravóvia,

O furacão da seta horizontal de ny ao acto sexual da serpente do homem hirto do rapaz do rap dos Z e formiga do cão da Za Di, vaso da vareta de onde salta o ponto da exclamação do homem primeiro da lista das cidades do Co de Meca e rato ró do circulo do rá do Co da via de cravóvia, mé de mória, ou mé do mó da ria de aveiro da loja italiana p2

E de repente Meus Deus, me subiu à memória recente fotografia n jornal , na secção p2, que me lembra de imediato a loja italiana,

É a foto de um belíssimo casal, a mulher de uma beleza impressionante, ceifada em sua vida na aparência por uma seita de aparentes loucos, ele um homem que assinou excelentes filmes, alguns dos quais já neste Livro , deles falei, me recordo de dois, de duas relações com dois, o festival de lisboa, a presença de mia farrow, a semente do diabo, que não sendo ela, se encontrará então provavelmente no tabuleiro e campo do festival, de quem o organiza, e o filme, com os olhos bem fechados, onde se dá conta de uma história que pretende aludir a um grupo que aqui está também neste livro mencionado que dá pelo nome de illuminatti

Be Li issimo, ipssisimus, ip ss e si serpente um da sim, beleza ceifada em sua vida na ap da ren da cia, por uma seita de aparentes loucos, assim a outros, se fez crer, na fé estival da liz bo primeira, AA. pr espanhola se maria do ká da mia, espanhola pena da hola da hora, ou do homem da onda, ou do homem dos gelados olá, ou dos gelados olá, ou dos olás que gelam, por uma semente do diabo do ee inglês co do furacões do duplo rá, no do duplo circulo do furacão ab vau ao oleiro do campo, dia do acento agudo cnt a do grupo do ts do tam, homem do cio aos illuminatti, cantata,

Olho a foto e torno-o- a a olhar e fico nela mergulhada, pois é daquelas em que conheço as pessoas e a história que me querem contar, é uma sensação de familiaridade que logo perpassa, como outro foto de que aqui em dia recente falei, de bacall e bogart, são seres e histórias que seus olhares na aprencia contam, que rebarbam em mim, no intemporal, sei no instante que conheço a história ou parte dela, que ela, a foto, para além de estar ali naquele preciso momento frente a meu olhos, me está a mim em particular, quanto o mim o é ou pode ser, a me contar, a me convocar a uma história, e todas elas contem sempre um mesma sentença, que é comum a todas, dizem-me sempre, recordas-te de quem és, tu sabes o que se passou.

Da foto do torno do circulo AA da nel primeira, da primeira prece da maria da ria ban anal, mergulhada, ho serpente da acento do circulo da ria do fá da mila de la francesa da ad espanhola, na chamada da ba e do bo gato da art AA li ne do quadrado europeu dele,


É uma sensação estranha e familiar ao mesmo tempo, como mensagens em capsulas do tempo, que me fazem constante demonstração da sua inexistência e me fazem por um outro lado muito bem sentir, um sentido de pertença, um sentido de família de seres, eu que sou e vou no paradoxo supremo mais evidenciado neste tempo da minha vida em corpo, o de ser servo do uno e total amor, e o de caminhar na maior da solidão, uma parte por acção de vis homens que me desentranharam pedaço de mim, meu próprio filho, e porque pela acção de muitos no momento do mundo, me faz sempre reverbar em mim, uma frase , trust no one, but I trust always The Heart , The Migth Heart, What Else Can I Trust , If Not Love

Da paradoxal sensação do rá da ana , da apara so ap da ara , rá serpenet do ox do xá serpente inglesa da sa do aço, me az do constante demo da mo serpente do furacão do rá cão do ine, ex xis té de chapéu maçon do circulo primeiro do ni, ou da cia da milha da fam, fm, eve do dente cariado da cia da parte do ac cá da virgula do vaso do is do homem do circulo mn de espanha dos cem furacões do ar no primeiro homem da rá mm que levou pedaço de mim, o f rá de sevilha do furacão do ru , ou rato us serpente do circulo ST do no o be one, The Heart, The Migth Haert, da hera oitava do E , LE, da sé do can, vareta do furacão do rato do vaso do st

Ah Amada Mais Amada, Chega Nua e Vestida e Como Quiseres , e Trás o Que Quiseres Contigo, Como Poderia de outro Jeito Ser, Se Tu És Inteira e Completa, Chega de Avental Se O Tiveres, Ou de Colher de Pau se a Usares, ou Com Uma Vassoura ou com o Que For Que Te Aprouver, Porque bem Recebida Sempre Serás, Como Poderia Ser Distinto Se Em Mim Habitas

Ou Chega Nua Como a Própria Lua Vestida Em Teu Manto de Estrelas,
Chega e Jura Lealdade e o Mesmo A Ti Farei

Lealdade Acima de Tudo e de Todos no Eterno Abrigo do Coração Amante A Que Por Amor Nos Entregamos e Com Ele e Por Ele Vivemos, Como Se Mais Houvesse No Viver

Lealdade Eterna dos Eternos Amantes Em Amor Eterno e eu pelo Amor Te Darei Invisível Espada À Tua Mão, Se Alguma Vez Tua Lealdade Trair, Com Ela Me poderás Trespassar, Mas Não Te Preocupes Que Assim Não Acontecerá e Sei Eu Que Sabes Tu Em Teu Peito o Amor Que Nos Une e Trás Unidos

E Por Via da Lealdade e Sua Jura Uma Mesma Em Mesma Condição a Ti Te Pedirei e Sei Que Me a Darás e Me Dirás Para Eu Não Me Preocupar Porque Nunca Pela Eternidade Terei Eu Razão de a Usar, Pois Sei Que Em Meu Peito Habitas, Senhora, Face do Amor Em Meu Peito És No Eterno, A Ti Sou Fiel

Nosso Casamento Em Corpo É Assunto do Reino, do Etreno Novo Reino do Amor
Ambos O Sabemos Em Nosso Coração

Pois Nosso Pai Pelo Espirito Nos Casou, e a Ele Obedecemos,
Ele A Face e Rosto do Amor

O et do Reno suíço, e gato mé, do circulo do mes, serpente do circulo mn a mim, do fá do rei,da lealdade suprema a tudo e todos , a espada invisível à minha mão apontada, et do reno ab rig o, ou riga, da cora amante no vaso isis, ele a espada, da leila latina do tua angulo ad do furacão do rá que se foi no pó do trespasse da passa do ar, e má aia do mar da raia, mara, do vaso da te do pe do peito do tó do pei, duplo vaso da manhã de oiro do quadrado ue da serpente nó do quadrado do z, dr ra da onda sobre o un e furacão da serpente da net do rá da un do estados unidos da ep da or via da leila le de la, serpente ua do príncipe ur primeiro do rá do vaso da mes ma da fundação TT do pé da di do rei da se do quadrado europeu ad serpenet do rá, pa do rá da ara , ar AA., e mé di do rá do no e rado et do reno AT, serpente do circulo do vaso fiel, que rima com biel do no do ovo do reino do amor do oiro da manhã, bo serpenet da manhã do circulo maior de cabo verde, E maria nó dupla serpente do osso do cão do corão, do sistema de informações português, no do osso do pai PP elo espanhol do pi do rito da serpente do nó Ká , serpente do circulo do vaso e le ob e , serpente mo da ce, e homem a do fa ce e ro do circulo st do oiro da manhã, da carrinha amarela de gelados dos dois semi círculos, cada um de seis, doa ângulos que arrefecem, ou gelam o sol, assim me acrescentou o som ao agora passar , que gela a família, family frost, fa mil furacões mil t francês circulo do supremo tribunal, vespa em triângulo, três vespas em triângulo, triciclo, chapéu de três bicos do doc do circulo dos nagul, nugas, do espectros que voam, dos dragões alados dos sustos, se serpente, o pé do circulo do furacão da serpente do ro


fui agora comprar um adagio de morango e banana e na caixa registadora no tapete negro que desliza, um casal pousou suas comprar, queijo de cabra seco, croissants dos pequeninos, uma embalagem de pan rico com vermelho e transparente que posou com o seguinte dizer, da vareta do circulo do homem do pan rico, o que eu acabara de mencionar, em minha consciência a morte do padre francês, paguei o meu ad primeiro , gi do circulo, e recebi, três cêntimos de troco, quando li aquilo, bati enervado com a mão no balcão, três vezes também, do circulo seis, a tríade do circulo do seis do ad a gi

cia xá do da tap da té do furacão ro rá zi ma da cruz santa, do deus pequenino da embalagem do pan rico circulo em cima de sci inglês da cia a, da onda inglesa, mo rte da pá do dr E francês, pa do gui primo e rio dos trezentas serpente do mo do furacão do circulo do roc, bati, ene erva do vaso do circulo ad vezes tam , zagalo sw, Ws serpente da primeira tríade.

Olho Sharon e meu coração se arrepia e meus olhar se desvia e me obriga a olhá-la, está sua cabeça encostada ao peito de roma, ligeiramente inclinada como barco que ancora em seu peito, é bela, de uma imensa sereníssima beleza e o que perturba é a imensa tristeza que aqueles lindíssimos olhem me dizem, como quem me fala da mais profunda tristeza que no peito da Senhora pode habitar, pecado e crime de lesa majestade ao Amor, tudo eu tremo por dentro, a sentir aquela tristeza serena e aflita como quem sabe o que se irá passar e que me pergunta, e então, como vais fazer, o que vais fazer, Roman a seu lado, também me olha, olhos franzidos inquiridores, reforça o sentido da mesma pergunta que naquele momento me deixaram para mais tarde, eu ver, e o mais tarde quanto existe um mais tarde, nesta tarde de sempre, em que escrevo Amor ao Amor, é sempre o Amor e a tristeza da Compaixão de O Ver em Ferida e Chaga Aberta

Polanski, sempre me remeteu pro declinação de miúdo, a polónia, e os gémeos hoje no jornal, lado a lado de perfil, um deles de cabeça baixa, e por baixo, um outro padre dois dedos para cima apontava e um homem com a mesma dor estampada em sua face ao lado de um caixão, de um simples caixão, um tremenda solidão no meio de uma imensa dor que ia e vai no peito daquele homem na aparência tão poderoso, cheio de gente ao fundo e tão só, e vejo no repente que ele perdera um mentor e muitos outros também

Chá forte gás Polan ski, do céu polonês, polar, o homem francês, o escritor da mandragora, um do vaso da arte, vareta da varta do circulo a polónio, Apolónia gémeos, ap ar da onda e vaso das mulitas duplas dores cia

Chá do céu polonês ao croix saint francês, chá da trilateral aos templários

Este é o diagrama do acontecido, mas não é o diagrama da forma que aconteceu, ou melhor dizendo da forma do dragão alado que foi montado, que sempre existe à espera de quem o monte por convite, mesmo quando desse convite não se dá conta, engodo, como se faz aos ratos, queijo na armadilha e os ratinhos desprevenidos, lá vão, e pomba, ou puma, como agora acrescentava o corrector

Sem ir muito atrás na história de dois países, embora fosse bom que os dois, ou os três, ou quantos necessários, quando cumprissem o desejo que aqui vos expresso, o fizessem com a necessária profundidade, para por de vez ponto final nas chagas antigas e ainda abertas que continuam de vez em quanto a abrir e deitar seu pútrido fel venenoso que envenena

Vaso inglês do veneno da ne ma na segunda manhã do furacão do circulo, pe e ce, susto, ou vaso b, BB, domini circulo primeiro do li asa de cá com serrilha que quebrou,

Recordo a todos alguns episódios recentes, a saber,

A divergência da polónia no âmbito da europa, sobre o tratado, que bem visto o não dito, não se percebeu bem de quê se tratava, e assim tendo sido em domínio publico, o que não é bom, como agora mais uma vez o resultado o prova, de outras divergências se tratarão, que ao que parece não foram ainda bem tratadas, pois quando bem se trata, cura-se.

O custo, já hoje se exprimiu, uma aliança foi quebrada, e ainda ontem uma bela maria que ouve a rádio maria me aparecia no jornal e as questões do amor, ainda não estão todas resolvidas, a ver por algumas reacções e existem mesmo os que pedem esclarecimentos complementares ao que não é mais complementar, pois o amor assenta no respeito, de quem se ama e dos que estão à volta, nada mais simples, tudo o resto é valido por mutuo consentimento de quem se ama, sendo que existem e existirão diversas forma de o formalizar face a terceiros, o que é sempre secundário em relação aos amantes, mas também não deve servir para discriminações sobre as mais vis matérias materiais, que muitas vezes estão na origem da morte do próprio amor, e portanto também não se devem confundir estes assuntos e guettos são coisa do passado que já foi e não volta mais nem pode mais voltar, luxo negro impossível, para quantidade de luz e calor no planeta, nos dias de hoje, feito pela estupidez de todos em acumulo, como um termo acumulador, a que se esqueceu de desligar o botão quando não necessário, e se são diversas sempre o serão, a não ser que algum traga o sonho negro de um só anel para os outros todos prender..

Ex vareta da maria teresa e ex It do circulo das ondas do rá, do rá do circulo das ondas, dei, oversea serpente dei oversea, ma serpente de ny, do tam segundo em ny, da serepnet do crime da mina nas nações ao circulo do às dos amantes,, também do tam b do gueto, gato do caso europeu TT, no pó, vareta ss di do vic do cível civil da aqua do quadrado da ua de idade, todo gume, S.A.R. kapa do circulo da vareta do zi,

Amado sarkozi, estou zangado consigo, e com dificuldade neste momento de lhe escrever palavras mais doces por saber a dor que vai em sei peito e de muitos mais.

O senhor é grande esperança para todos os amantes do amor, e uma grande esperança para a frança também, pois trás em si , no seu coração promessa de mudança, de ultrapassagem das velhas dicotomias que pela divisão todo estragam e também por essa razão é alvo e ás vezes olho a si e duas coisa vejo, que tem bom coração, que se expressa bem e bem se expressa quando faz o bem que acalma e resolve os problemas e depois vejo o outro lado de si, do menino ainda pequeno e deslumbrado pelo poder, e que de repente resvala para as zangas e arrogância, e tudo isto é normal num amante, pois os amantes não deixam nunca o menino, nunca deixam de ser meninos, mas menino e rei sol, mais complicado a coisa nas vezes se trata e está e é o senhor presa fácil, por esta natureza amante, como todos os amantes.

Também do tam da segunda maria em frança, serpente europeia do cora do semi circulo da serrilha da onda ao circulo, da lua cheia, primeiro do circulo prom e ss a da um da dança, do di co do toda serpente mia alemã e tam segundo maria da rá são, e b mé re presidente ente, AA. serpente za muito gás e ar ró do gato da onda primeira muito cia, e má si do rei sol, do furacão rt a

E me recordo de mal o senhor ter sido eleito, logo foi para as merecidas mini férias do descanso do guerreio que conquista o forte, mas contudo o reino não vai de férias e me recordo que logo ouve uns quaisquer zunzuns,

Circulo em quadrado da vareta furacão primeiro z um ds, dst, dos zunzuns da serpente do duplo z em dois un, dia rec ente da me ao pr e cebo so senhor das férias do pé da espanhola da cie, ad, a dina te, do português ás ss sepente ao circulo do vaso, da outra ave marcada com z, do foro do príncipe za muito gado e deo d, a da ponat do dedo ap do ar, quadrado ua do li fa da vareta do car da se do susto da serpente homem também do segundo tam da maria quadrado, ap a ao em furacão primeiro do rio, do vaso da maria ee, do circulo do príncipe putin, ou do príncipe do pu do tin, também tam segundo e quarta, da maria, ou da segunda e quarta maria, cab do angulo que dividiu o eça, le homem da festa Ab
E em dia recente me apercebo do senhor de férias, a que tem direito como todos, aliás sabe que em meu ver a vida devia ser entendida sempre como uma espécie de férias da eternidade, feita para os belos prazeres que o corpo permite, mas adiante, dizia eu, de repente me dou conta que um grupo numeroso de jornalistas lá tinha ido ter contigo, e para lhe ser franco nem bem percebi por quê, embora deduza que não foi para tomarem banhos consigo, talvez deva olhar bem para o que se passou, se é que em verdade algo se passou e vi o senhor, outro vez numa foto de jornal com ar zangado e de dedo a apontar, e existem alguns senhores no mundo que trazem esse mal habito de apontar com o dedo, o senhor está a qualificar-se para o esse pódio, outro por exemplo é o presidente bush, que também aponta muitas vezes o dedo quando fala a todos que o vêem, o putin também de vez em quando e mais alguns em suas vezes, que os dedos também servem de ponteiro, mas não devem ser usados para esse fim, devem ser usados para fazer festas, e sempre me disse meu Pai para não o fazer, para não apontar o dedo a ninguém, o que não desdita que eu também o faça nas vezes, somos todos humanos e todos temos dedos e nas vezes em que perdemos a cabeça, o apontamos, mas é feio, incorrecto e faz mal e todo isto que aqui lhe conto traduz sempre a presença de uma festa Ab em preparação, que depois acaba em dor, ou melhor dizendo acabou em dor.

Também tam segundo da maria do si do vaso má das fotos da questão, da ue serpente furacão da onda ao li segundo do primeiro, furacão do rá serpenet norte sul sns e pá da ren da cia, tam b e maria circulo em furacão do ri, ou rb, do susto do vaso da vareta circulo nte te do céu do doc ur primeira e tam b da ema mor primeira e tam segundo do rec , do rato e circulo do cordão da visita putin, furacão da manha segunda em visita putin, tem maria tam ram

Recordo também de si uma foto recente, de profundo amor em seus olhos quando resolveu a questão com a Líbia, bem aja por isso, se bem que o preço e a falta de clareza, transparência, também tenha contribuído para o que agora aconteceu e essa doçura do bem feito, ficou em mim, e eu gosto de si , como gosto também de todos os que agem ema amor, é simples o gosto e o gostar e o amor e o amar

E também recordo de como se apresentou quando visitou putin, que para alem de tudo não apareceu a seu lado quando se lançou as feras, quanto os jornalista o são, que o sendo, visto todos sermos animais , poucas garras tem e existe muitos que as tentam sempre afiar, o que é uma desgraça

Roman, deixou no últimos dois filmes que fez, se não chegasse perceber o núcleo central da sua obra sobre as relações do bem e do mal, uma espécie de testamento, que é também parte da explicação do que se passou com sua amada e com ele e com o amor, porque quando assim se passa se passa também sempre com o todo o amor, assim é o baile da luz e das trevas quando se trona combate, porque o vaso enche

A seita louca do mason foi acelerada, houve ali gás alheio, para o fazer, mason foi a faca visível, mas outra esteve por detrás, que encaixa em história de velhos acertos e de velhas guerras com paz mal acertada, um pouco como o cabo aqui que em santa comba dão assassinou as meninas e a quem eu dou conselho de contar a história toda, agora que se encontra em reclusão, mesmo sabendo como o disse que trás sua família sob ameaça, a policia que a proteja se tal for o caso, negoceie isso.

Uma das coisas que me ficou do filme do Roman e que na altura me arrepiou, foi a ideia de que determinados grupos não se inibem de matar a quem profana seus segredos, o que diz dos homens, das suas ideias e da importância dos seus segredos

O nu do circulo do leão central, e sp e cie do tam segundo e maria do presidente roque também do segundo tam do baile da AA. da luz e das trevas, pr b, homem de roma, louça mason do mau di filho do homem romeno, o ro da circulo da mena romena, se do gato red do circulo do dia sis, ace la ara do dia do primeiro gás maçon,vaso isis si v, el mau serpente inglês em sant quadrado da co mba, às da sin do sá das meninas, da se inglesa do circulo do rá dos furacões contra, o que esteve em reclusão serpente ua da família di fá da milha sepente tampão do pó da liça do quadrado europeu do pr primeiro do Tejo, a polaca do circulo do papa AA., com. primeiro asia, a pr do ro serpente que vê o pó do ti dos jogos do vaso do as ss siti, mom kapa do kent, ex ac car dia espanhol servis e cobra do co do brasil e às do os ne gato da do vaso da manha a meu filho e a mim, do quadrado do cão fa ac da vareta exclamação da má si do f ac, também teresa do vaso do rato da di do z na dupla dor do quadrado ue do tam segundo, do pen do independente que mente, o que diz que vão morrer todos, lo da serpente da cia a p2 It à li primeiro Ra do dia da otam segundo ao mundo e também ao vaticano , o espanhol da can andalo vimercati, do ban do co do circulo do vaticano e pro te mpla mais o rio, tam segundo do os de chapéu de três bicos, também do tam da pa AA. do Ra do ar nec e ss a da seta a mesa entre rios , quadrado europeu e rato da onda rá ,dos muitos ovos do silo da serpente silco, co lu na assembleia da republica, quadrado primeiro, do rá a da ria, ama orim e circulo do ro do quadrado europeu do roque espanhol, tam segundo dos presentes á ne sta as sin ao ur rá, co mp le xá, Co do brasil dos ais da ne dos fáceis ais


O papa é ou foi membro da trilateral, que como todos sabem tem entre outros meritórios objectivos o comercio com a Ásia e a china, e sobre a china a propósito dos jogos se assistiu neste preciso momento a uma campanha de deo em riste sobre os direitos humanos, a mesma exacta que eu faço as autoridades deste pais de brincar e de servis e de cobras e de manhosos e de cobardes, que me os negam a meu filho e a mim, e a bem dizer, mais uma vez, lá estamos no mesmo, quão fácil é apontar ao outro, quão mais fácil é de faze-lo do que a nós mesmos, o que não desdita que a china não respeite também os direitos humanos, mas haverá no mundo algum país que possa em verdade dizer, que não?

Cada um que pense por si e tire conclusão, o que também não desdita que os seres amantes sempre actuem no sentido de garantir a dignidade humana independentemente dos locais onde os homens no uno mundo habitam.

A p2 , recordamo-nos toda da história recente da corrupção, dos anos oitenta e noventa em Itália e não só, porque a loja é também mundial, e sendo que a p2 se infiltrou também no vaticano, o escândalo do banco do vaticano, a morte do papa, e por aí fora

Temos ainda os templários também nesta história, que é sempre a mesma e temos os de chapéu de três bicos, a maçonaria, os AA e bem somadas as coisas todas, continua a guerra como eu vos tenho vindo a dizer e também vos tenho dito para a parar, para sentar todos os necessários à mesa, pois mais um pico se expressou no mundo, quererão outro em andamento neste novo ciclo lunar?

Apareceu-me o nome de roque, que estava também presente nas fotos que aqui recentemente falei na revista que mostrava os anéis e as vesicas deitadas, o falo, o toiro e os homens zebrados, e sendo que zebrado são também os marines, ou a serpente do mar do rim espanhol

Mo serpente do rá do supremo tribunal, do av primeiro, do sistema operativo do Ane, is das zebras do rino da mar espanhol, marin, homem serpente de espana e spa ana


Acresce a estes eventos o recente aparente acidente com um autocarro de polacos em frança, que em meu ver está encadeado nesta história, que agora sofreu mais um desenvolvimento e onde se inscrevem outros actos que estão abordados noutro ponto deste mesmo livro

Dia maior da serpente vermelha em sessenta e oito, depois ouvi um salva de muitos tiros de canhão ao fundo distante, ao momento preciso desta escrita neste ponto, um outro a passar me disse, o do brasil em 93 , o segundo do circulo, preto e prata cheio de pó da pa do rá da cia do circulo do rio e da pensão dos amigos da tia le da serpente do no espanhol da ep da net do ps dos na za is AA. da tina e da isa do el rá da ama das gravações da má si da ar às artes da cultura do dia primeiro do cação ao edu do pi dos ritos espanhóis dos ad adolescentes, pequenas serpentes dos entes do gore e ck da ilha terceira da riste dos furacões da za e vaso do chá do orar da serpente ze do circulo cn can da vida do circulo ad, pa da rá do circulo do concerto

Descia para o rio e pensava num tema que muito penso , na convivência entre a Palestina e Israel e recordava amada, que ontem na cidade se dera um concerto da orquestra formada por palestinos e judeus e que bom que assim é e mais deveria sempre ser nas áreas das artes, da cultura , da educação e da ciência onde por natureza os espíritos tendem a ser mais abertos e sabendo que quando as gentes se conhecem e fazem coisas juntas, menos problemas geralmente uns com os outros tem e depois me lembrei de goreck , da terceira de goreck , daquela tristeza belíssima que me faz nas vezes chorar ao ouvi-la, e ia em meu pensar, pensando, que se estivesse a meu lado, te teria ontem convidado para o concerto


Cheguei à alameda dos oceanos, já a noite caíra, e por um instante esfreguei os olhos para perceber o que se apresentava a meu olhar, uma enorme baleia como que flutuava sobre o passeio calçado ao lado do pavilhão do conhecimento, e assim dela me foi aproximando, era estranha a baleia, era uma baleia navio, uma baleia que transportava toda uma inteira tripulação e por debaixo dela, jovens com cabos a tentavam prender que o vento se levantara e era visível o esforço para a manter quieta, uma rapariga como um peixe gato, de macacão vermelho, estava deitada na calçada bem no centro da baleia, era a foram de usar todo o seu peso na amarração, aproximei-me pela sua cauda, uma cauda em forma de vaso, também por baixo uma gatinha peixe loira com a face pintada e o que parecia ser uma caixa de um rudimentar computador, e lhe disse em francês, je crois que vous ete em risque de voler avec la ballene, elle m´a souri á guise de reponse

Do furacão da baleia da serpente sul norte do rá muito porta av a de toda a rt i tripulação dos cab os da nata da primeira ten do vaso da primeira manhã da era do vaso isis, circulo espanhol da forca do cão, pa do rá do primeiro homem do quadrado e eta , vaso da maria rap gata ari co do mo primeiro do eixo do pe do gato tó da maca do cão vermelho da av a deitada na calçada na cal no centro da baleia também ba IX do circulo da primeira gatinha pei xe loira do primeiro fa da ce da pinta rudi e mn furacão do ar com a puta, da dor da di ss se francesa do príncipe, do pic nic, do pi do ni, do pr do circulo do pe, da serpente do rei que rói o quadrado europeu vaso do circulo us no verão dos riscos do vo latino euro peru do av ec da la do ball da bala ene, elle mé serpente circulo do vaso tir à gui da se da ep da sé de pons do volver


E reparo que por debaixo da cauda , um ventilar insufla em continuo o ar para dentro do corpo da baleia que mais é uma espécie de dirigível e por ali fiquei até eles se decidirem a com ela caminhar, melhor seria dizer quase com ela voar, se não era a precisa imagem de uma outra baleia real que entrara no tamisa e que morrera de stress, foi a memória que aflorou nas aguas de mim naquele instante

Primeiro vaso do inglês do til de la do ar en ins sufi e maria conti do circulo do ar da ba lei primeira do vaso ma espanhola sp da cie de di rata da vareta do gi do vaso do el inglês rato da ara do duplo rá do tamisa e quadrado europeu mor e re Ra de st, re ss a mé mória, mo da ria nas aguas da maria dupla da vareta aqui do quadrado europeu do el ins da tia dos dois portugueses ro dos ject riscados no vaso primeiro da primeira manhã do circulo do céu e maria do mo vi e mn tó, do quadrado europeu do AA, do AB da ria do circulo do vaso primeiro do homem da fé da av primeira ba leia ultra ps passe ia de seia da festa do festival do verão dos oceanos quadrado europeu , me da di da cam min homem do vaso primeiro do av

Dois projectores riscavam o céu em movimento que abria e fechava um v, vinha descendo quando os vi e depois de acompanhar por um pouco a baleia, ultrapassei e me dirigi ao local da festa, uma festa do festival dos oceanos, e a medida que caminhava ia encontrando outros peixes de diversa formas e feitios como em mar que se preze, se bem que todos eles muito grandes

No meio da multidão que assobiava ao começo atrasado sem se dar conta da dificuldade que as gentes tinham com os peixes aéreos na noite do céu, vi a baleia entrar em cena com as colunas do pavilhão de portugal em fundo, depois apareceram três polvos, com pés em cones que subiam e desciam e uma enorme lagosta, que me encarava com uma languida expressão como se me dissesse, vê o que eu faço, e eu a vi então dirigir-se à casa do telhado em concha de ostra que ela com as pinças abria e de lá saia uma pérola que subia no céu, por ali estive mais un instante, uma belíssima menina japonesa que seria certamente uma princesa me chamou à atenção com as suas fotografias que fazia de seu sofisticado telemóvel, um casal grande, novo, muito belo e grande também, se encostava a rapariga ao rapaz e ele tirava suas fotos de telemóvel, e eu penava parece que os telefones substituíram as maquinas fotográficas em modo definitivo, e penava, Ah amada, quem me dera que fosses tu que te encostasse assim a meu lado,

Ka da asa do circulo do tel da concha da ostra quadrado europeu com às das pinças do Ab da aba do ba da ria ,mé da nina princesa a p one za da se da ria ce rta do homem da te primeira pr roc ce sa me do chá do circulo do mo à tem cão com do fo do to das grafias do fá da zi primeira do os sufi tic a , da tele móvel , casal um , um it belo e gata rand das fotos por telemóvel dub, sub s tito da vareta do ram europeu da oe da pena na ave da ama ad a do homem primeiro te inglês do circulo sta ss e assim

Dois homens da igreja em frança se foram, o pai dos emaus e o lastinge, homem da ponte entre os cristãos e os judeus, duas almas nobres e valorosas a atender no feito e no que deles dizem quem ao perto com eles teve o privilegio de convívio.


La serpente co circulo do pai dos maus la serpente dos entes do ro general swing do tim homem do circulo da me da ponte entre cris e os h u do jus, AA. et no doa fé da vareta do tó do ride do rive le do gi de gião de dc do circulo de vivo

Caiu o pai da ponte, caíram uma serie de pontes, num mesmo tempo próximo, sobre uma mais antiga cuja imagem e um anzol que prende uma asa invertida cujas extremas ficaram a tocar o chão e onde faleceu um grupo de operários portugueses, imigrantes em trabalho, volta a aparecer, hoje na china, uma outra caiu antes mesmo de ser inaugurada, no pais que tem hoje a maior ponte do mundo, caiu uma outra na América, e uma mais antiga ressoou em dia recente na escrita deste Livro, a de entre os rios, ligada ao Tâmega e ao acidente do tam e a guerra no Iraque

At toca do cv do vaso do ar e onda da mé do duplo circulo da radio renascença da rena sul norte cem do ká invertido do dia do po do ro do ram primeiro do circulo do rá do pe do circulo do rio, da ante re ss do circulo do vaso americana, da ama rica da can , a me rica antiga ligada ao homem do Tâmega e ao primeiro sin da té do tam e da guerra do iraque, do no da ira rá do quadrado europeu di do no do ira da vareta do ec le ss ia da cia mé saint maurice nume da rosa em portugal das três senhoras da assentadas pela família do horta e costa, li ss primeira,

E quando o padre francês faleceu, na tarde seguinte no programa eclessia , me aparece uma senhora que dá pelo nome de saint maurice, família numerosa em portugal de belas senhoras, conheço ao que me recordo de três, e uma antiga história emergiu em mim, que está ligada à família do horta e costa.

Tinha tido eu uma leitura no espirito que me falara de sua morte estar ligada a gente arregimentadas na sua própria igreja que perversamente tinham invertido coisas sobre minha pessoa, e ao usar a palavra arregimentada, uma outra palavra ficou a ressoar em mim , arri de flex, que já aparecera em dia recente e um maia constante, ari, o tal de ari, o talari , o alto ari

General sul norte da te , arregimentado, ari do homem do omes dos gemidos ad primeira serpente, as serpente da ua da rop portuguesa do proa da ria , português em reverse do cv do verso da as que mente re ss da sa do or , a rr da vareta ari, alto da tala que ri e sta ria mo serpente na santa do mar da primeira noite do lontra ao chapitô, homem mano do Ra da mulher, ac na te circulo da vareta da pilha primeira do mn to serpente mano do brasileiro primeiro do circulo ad manobrado na mo do rá

Estaríamos em principio de noventa, o miguel horta e costa, o mais novo que na altura estava na santomar, e que eu conhecera de longa data na noite de lisboa, mais precisamente uma noite no lontra, e que já não via há muitas luas me telefona e me convida para ir com ele jantar ao chapitô e lá foi e ele me apresentou aquela que era na sua altura sua namorado e não sei se depois foi ou será sua mulher, que nunca a mais a vi nem a ele depois destes acontecimentos se terem dado.

E o miguel me apresentou a saint maurice e me pediu um favor, que eu lhe desse uma ocupação, e que cuidasse dela e eu não lhe neguei e assim ela esteve na latina durante um ou dois meses e me acompanhou como uma espécie de assistente de produção pessoal à minha pessoa

Recordo-me de calhar nos primeiros dias que ela chegou , de ter agendada uma demonstração de um painting box, que iria decorrer na casa na linha do senhor da firma de equipamentos audiovisuais do arieiro no edifício das chaves do arieiro, achei estranho a demo ser em sua casa, pois foi a primeira e única vez que lá foi, e assim correu a demonstração e eu dissera a maurice, se faz favor secretaria a reunião, apanha as perguntas e as respostas, os dados e as duvidas em papel, lançada ao fogo por assim dizer, ela que nada sabia de video, mas não deixaria de ser um teste a sua capacidade de adaptação e estávamos naquilo a experimentar um dos primeiros painting box comercializados de oito bits, eu a achar muito poucas as suas performances, quando a maurice me passa um bilhetinhos, que dizia mais um menos assim, quando vamos embora, estou cheia de sono e não percebo nada disto, sorri-lhe, continuamos até acabar e partimos, eu, ela e mais quem da latina também fora

Saint maurice do fa da virtual reality do vírus alto e sta vaso e sp pe da cie primeira do sis, tem té, da primeira gan dada, da primeira demo da lua sta rato cão são de serrilhas primeira caixa de pinturas da iria do homem europeu pa do homem tó dos av do arieiro , no edi do fi do cio do circulo das chaves do ari eieo da cidade kapa ad pta cão, ee sta vaso do mo seprnete net ex pe e me m da t ar primeiro dos prime dores da caixa das pinturas do boxe de oito bits ac vaso homem ar do perfume do man da serpente ce maurice do primeiro berlinde e tin Ho, par do mo as serpente do tim tam be m do fo rá do ce ee et da teresa rato primeiro ré, também da ue, e do vaso primeiro perturbado do bardo do dodo do circ u lo europeu duplo e té re tio da portuguesa da rai, do furacão que arde o português da orti da ar rr da rabia do povo quadrado europeu da té re da mina a da rá dia es S.S.a da as das desventuras do ventos da serpente do rá muito circulo dos muitos acentos agudos no céu


Era bela, doce e etérea a bela menina e como eu também assim sou, rapidamente me tornei eu confidente de seu coração, que andava perturbado, pois parecia que ela amava a miguel, que miguel a amaria, que o casamento estaria na calha, mas que o miguel não se decidia, isso não lhe disse eu a ela, mas o miguel eu o conhecia de ser um homem muito fogoso de diversas namoradas.

E assim esteva na latina , durante um verão, não sei se mesmo inteiro, que lhe pagava salvo erro oitenta contos por mês mas o rendimento não compensava e aquilo era só transição dela durante uns tempos, recordo-me de uma tarde nos termos escapado à praia , de termos ido tomar um banho de mio da tarde ao portinho da arrabida, e de uma noite que terminara tarde de a ter levado a sua casa ali por cima da costa do sol, uma moradia que me pareceu sombria, ouvindo as suas aventuras ou desventuras de amor e depois quando ela se foi, não nos vimos durante muito tempo.

Uma noite ao entrar no restaurante habitual, a cantina como a brincar na altura lhe chamávamos ao ultimo tango, quando entrei lá estavam eles os dois sentados numa mesa, e quando passei por eles os foi cumprimentar, o miguel saiu-se com uma breve frase, tipo assassina, do género vai-te embora Oh traidor, ou coisa parecida, que me fez uma reacção de profundo espanto, pois não via o rapaz há muito tempo, não sabia de nada de mal que se teria passado entre nós, e portanto aquela reacção me espantou em profundidade, ela a saint maurice, sorria-me como sempre me sorria, enfim, lá so deixei e na minha mesa me fui sentar.

Do vaso da manha da chama da serpente do mo da av a ao ultimo tango do gato do circulo do tam e sta vaso maior do general ene ro do circulo do homem traidor, português ro fundo do espanhol pan tó da virgulo do po do is da serpente sul norte nin do mau arroz, do maria do vaso ar ro oz mui lu às ee e n céu do cio da serpente do mes da portuguesa arte do circulo do co do vaso inglês do circulo da cedilha do ar do casa men to do pa ssa do, ma si do circulo do vicente bs e fa da bula ds cães do pr ro gato rato da maria a Este evento , e vento ec

E só passado muita luas é que somei o que sentira do que se passara, e nasceu em mim que a menina santa me terá utilizado para fazer ciúmes ao miguel, quem sabe se assim em parte o convencer ao casamento, passado uns anos , andei na minha cabeça com a vontade de falar com o miguel sobre isso mesmo, de averiguar se assim se teria passado, mas nunca mais o vi e lhe perdera no entretanto o contacto. A minha relação com a bela menina, foi cem por cento casta, nada entre nós se passou, se bem que ela me tivesse muito bem impressionado, acho que o miguel ficara com ciúmes de mim, ou talvez tenha esta história servido de efabulações outros , bem mais complexas e negras, e agora tudo isto me veio de novo à memória na morte do pai e no acaso organizador de me aparecer a saint maurice no programa na tarde a seguir a este triste evento

Hoje de manhã a moeda me diz, o horta e costa e o ró europeu, qual deles visto haver mais de que um, sendo o abilio aqui convocado, deve ser então o do titulo comprado, o mais crescido,

Estranho , porque de repente realizo que existe aqui um mesmo arquétipo feminino no qual posso incluir todas estas jovens senhoras, a do porto do noite das tentações, a que agora me apareceu no café da rosa dos ventos , a maurice , a Sharon tate, se bem que distinta me parte, também em parte semelhante e a amy, que trabalhava com um pirro espanhol e que eu conhecera por intermédio do laurent do pasquier, e com quem estive conjuntamente com uma aparente jornalista americana e seu namorado na noite me que morri, no clube do grupo da expo, sendo que a americana amy, é a mais parecida com a bela ninfa do porto, alias todas elas são em sua certa forma ninfas.

Do quadrado europeu rato do ente do pr ex i te cá do vaso primeiro mm da me maria sobral circulo do me nino da fé aa um rato do ice à serpente do pente do homem aron ron da tate da serpente da tinta da di me da portuguesa gi arte também amy do Ra da aba do primeiro pi da serpente da net do circulo rr espanhol, da cera na mé de dio que treme do circulo alugado em la do pasquier co da junta que mente da ap ren jornalista americana, da manha da me do rato da cia ana, ex portuguesa do circulo do sena do quadrado europeu da primeira americana da amy da bela ninfa do porto

E sendo que quando aqui falei da gata da lei da amy americana me apareceu oi jorge colombo, na seguinte do que escrevera sobre a agressão que fora alvo no cinema quando entrava levado pela catarina para ver os quatrocentos golpes, e da relação deste eventos na altura com o grupo da kapa,

A semelhança com a tate, é que não sendo tão ninfa como as outras, trazia na imagem que aqui falo uma serenidade subtil que lhes é característica, se bem que em seu caso seja uma serenidade cheia e plena de tristeza e de presságios de tristeza, e uma parecença, uma parecença que agora se me torna visível, neste preciso momento, entre a sharon tate e a any lory , a minha primeira namorado quando éramos pequeninos, na escolhinha da gente pequena, olho a face de tate e emerge em minha memória os olhos e o olhar da any lory,

Do primeiro quadrado aqui do gás dos fás da lei da vareta primeira da me rici ana do circulo da vareta do jorge cc do circulo ao lombo na gui da sé muito teo, do quadrado europeu espanhol da vera serpente do circulo br E AA Ge gata do rá da são do fo do rá do cinema da ala bna da latina do primeiro ur do circulo do om da gato rup do grupo da pa da ká da kapa, a serpente em le do homem da dança com a tate carat da carta do rate do rato is da tic a, em serpente do vaso da portuguesa lana da lan primeira do vaso da isis inglesa primeira sharon, ron da serpente aron da galeria e aa ny lo rato y dos ramos da serpente do mo do rá na co espanhola pequenina, olho primeiro ro da fé e ce da galeria e me rato general da min do homem primeiro da me do memo do mo da ria e do circulo da homem alto do ar , dia primeiro ny e lo rey


Parei a escrita por um momento para ir comprar um hambúrguer, que estou com preguiça para cozinhar, prefiro gastar a energia nesta escrita, vou com a any lory em pensamento, e penso como é estranho nunca a mis ter encontrado, de ela nunca ter ido às festas dos antigos alunos, recordo-me de uma vez que soube onde ela trabalhava pela sua bela irmã, e lhe telefonei, e ficou no ar um café que nunca se concretizou, e subo as escadas rolantes, deixando passar um senhora loira vestida de preta com um saco que diz bom, e que me ecoa nas letras que agora escrevi e vejo uma outra t tshirt que diz mtv e tem um fósforo invertido, com a cabeça para baixo, da suíça , o fósforo . a chama invertida suíça, assim leio o que se apresenta e tudo ressoa, em mim, o colégio pestalozzi, a any a chama invertida, a maria da tv , ou a amaria teresa do vaso da chama, o fósforo acesso para baixo e para a terra na suíça, o acidente na e sta são cão in br ia rato do cliff da cila a mn de oiro, ka do n o do hill, o suíço do hill, do monte, o ad vo do gado ken ne th way da maria teresa da Warner, dos filmes rudes do wagner, do w primeiro da ag do rato ne

Do primeiro presunto do burger de bruges, do susto do ur do general rato do prego com guy da lib suíça pa do rá do co do zin da cozinha do ho e me do ar, vaso do circulo do vaso aa em ny do primeiro fósforo do fo rs do forró invertido as suíça , do circulo dos fo serpente do fo do ro da chama invertida na suíça no acidente na E sta do ac que corte ty no brasil do clube do cliff da mana homem dp mn de oiro, ká do no do hill da dupla dor do ar da maria teresa do rato arne do duplo vaso da dupla dor dos filmes do vaso da manha do maria co portuguesa es primeira da relação,


E amy me apareceu ontem mais uma relação, uma complexa relação , que terminou com um dizer que no espirito ouvi, era daí que vinha o dinheiro,

e me recordei da noticia do falecimento da senhora Astor com a proveta idade de cento e cinco anos, de um processo não muito ido, em que ela se queixou e os tribunais assim lhe deram razão sobre quem sobre ela trazia a guarda, ao que parece uma guarda descuidada, onde nem o tratamento dos dentes lhe era assegurado, como os meus, que me andaram a doer muitos meses, eu que até o cartão da segurança me foi por esta gentalha sonegado e assim continua.

Senhora que fora casada com Brooke Astor leader cívico , filantropo do sagrado hill, pneumonia, pneu ne vaso maior mo ni primeiro at west chester c ou n try br ia rato da falésia do homem do oiro, ken, homem da net

E me astro da gravação de dei da no do tic com sida do forte da ala do cimento e circulo da bateria da vareta do homem tó da senhora da primeira hora sul norte, primeira st do to rato ao oiro com, ida de primeiro circulo da estrela cá quadrado do ratão do ar do ar da segurança me do fo da verta pro s sta do general inglês na talha da nega do filho e primeiro ss ca da sas w da asa com do circulo duplo do brasil que kapa é do às professor serpente tt do thor co do circulo do iv da vareta fa fila da corda das serpentes ao monte sagrado, e homem da teresa português do vaso maior da ne no peito do oeste e rato da falésia do ken

Na foto a Senhora Astor com henry kissinger de quem era muito chegada ao homem que pertence a uma das três organizações envolvidas nesta guerra em seus bastidores, como se houvesse outra forma de as fazer, pois geralmente, só a carne de canhão destroçada é visível

A astro com do homem inglês rato do y do beijo do cantor e homem do ome do pert, planeamento da tem da ce a uma no dia das sas, das três destroçadas do vaso da isis, o vaso do sol El, circulo duplo do brasil das tropas do dia do fi da lan da ney da forca da lib Ra rey do metro, político um da se um , ap ren cia rato el do cio no circulo ad com , serpente do circulo dos libers do li da serpnet brasileira do general eléctrico do nat da vareta do cento ral pá do arco da kapa do ar, e do português rey ss do circulo ce

Br oo k e as do thor, finlandia trop da ney york library, metropolitan museum, donde na aparência teria vinda os tais livros ou outros que nunca chegaram, relacionado com os libers, do car ni e general do homem all do museu do nat i o Al da história, do central park e do processo, e do b ro dos n x no zoo e do homem do ar do len apollo do furacão do tempo

Vivera na republica, do mini can am h ai ti, h a w ai and pan a ama.

Nesse mesmo dia em que a Senhora se fora, um nazi muito procurado no mundo também se foi.

Depois sai para a rua e li , 9/11 homem T das camisas negras italianas , h t bo e homem do ring e rato inge lh em di e tim, Port pt, gant ad da aventura do ventre pastelaria e s na ck bar do oro guara, da guarda, 7 o h- 19,00 e ole 10/76 serpente da vareta Mb o da dupla tríade da vareta do quinto homem serpente e serpente um 98 da vareta do 11 homem, 3, 8, 88 ou 16/3 de 98
Leo e elo lo serpente ao k bar om bu st i ve is –02 e, l ( 4$00) B visa do circulo mb u st da vareta el br ific , can te serpente do triângulo de fogo di e se L em co ma r português

Primeiro nazi da um do to it do quadrado da agua do procurador do rá no do mundo que se foi e homem do ring ingl~es , primeiro homem na maria di e tim, do pó reel time pt da luva da aventura ad no gana, varta a da vareta da maria segunda do circulo da dupla tríade de 98 da serpente elo do brasileiro do ific da can te serpente do triângulo de fogo da di

E antes no espirito lera

ro do vaso E do traço a un, para , ou pa do rá 11 el le d in flu inglesa ce do príncipe da seta ao circulo de gelo ao ff , cen furacão da re da es Fe ro g rá fi ca, do espanhol da fé , ro do gato da arte da rtp do rá do fi cá, ro dos dois ângulos e rato do ball da bola da divisão doc circulo da estrela et rato da trela de la, nas últimos 6 e ½ turbo lentes amos, am os, un pop vaso ll ar da guerra do W a ging, primeira ginga, da rua de t rá s do li tt le bi T , au e ful, fula b us homem do ni c da kapa na me , t homem ar do circulo, atingido, e ct e bo y Ge ni us p l ott i n g , le ak ka ed cia vale rie da pal da mer , da e w hit a bit a h ou se, polaris, z ing, se , serpente inglesa ba ara rá ck ob ba ama lo ok, he serpente a vaso E r y com pet pt titia vaso espanhol do guy , no ne doa us is indi, hi dn di serpente do pen da praia da areia, o rato do po ao un re place plaque e Ab le não possível de ser substituído, o melo, ex ce pt

B us serpente homem di ck circulo homem e ney da amy da vontade, do von at us e ee eve evo rato y da lever, do seu comendo, do po le ti cal mi nu ti pe w on k i sk love

Ka rl is to be miss ed da ad da asa da casa branca, na ka co um se l or ed gill, gi ill e spie, da serpente ren da torta w ho is jo b in j un el ong time leal da lista, dan ba rt le tt ob vi o us serpente ly do pi ck up pesado dos 18 meses do ba rati t le tt, homem dos cuts, c ur ut ts, angulo ar general s w at ch

Gop st Ra te gi st f rank lu n tz do circulo dos ratos do demo, t oo k ido azul c on troll do com. grés, skills, serpente da morte ful in cam pa gato norte sul Ka do pi a grande, t os pen dia b us h sh do sys maria teresa, ova e rato ao homem av ling

Th das taxas sus tem e dos sonhos do rei, so cia l da sec ur t u pu tt ing, a po th to sol, vaso inglês cy cb pomba, on air force one em 1970, chie sta ff em 1970 aos vinte anos

Na foto, nas costas o traço branco do co do rá do brasil sobre a vela triângulo em posição de fogo que aponta, ao quadrado do po da anta, o colarinho branco, o n ale no deo , e as mãos a desenhar a coroa e o touro invertido no vaso rato rti, que deita abaixo a maria do un no ni do dia do ted , es serpente tate, serpente da vareta do arte fósforo com cabeça para baixo, do ponto do helicóptero de onde parte o z que desce para a terra e cuja linha deita dois homens abaixo, do Ab eixo,

O homem que fez tombar a tate, a sharon, da pomba karl berg bera da segunda rá alemã, to w ard air fo r ce one, na dr w s air force na se in terra da maria, no dia da lua au gus, gato do vaso sa, st 13 do 9º do len , he e ni n gato line dia os da se ni, circulo do rato ao circulo ff cia , primeira serpente

Circulo do homem quadrado europeu de fez do bar do tó da primeira galeria , primeira serpente do homem aron do dia primeiro do po mba kapa do ar do circulo da serrilha grande do be e rato da gata alemã à dor dupla da força aérea primeira no dia da lua austríaca gato us


He ad ex it serpente, primeiro quadrado y dos ouvidos do t he gato d ministro da serpente da estação, ap ph to eva n vaso do circulo cc da vareta, reflexo da tacada de golfe irlandesa da sw ondas nos edifícios das duas varetas de prata paralelas, das ondas da direita g 00 db y e ee do bus serpente homem, da esquerda com a primeira la dy da aura de bush, no cen t rop, da cabeça do homem ad do circulo forte do circulo do vo do circulo do marine da má rino do circulo da ne ao homem li cop t e rato te xás , te x as , ou ainda te serpente chá, af t e rato da pomba da la das dores duplas muitas, do sul da casa branca, m w as serpente homem do hint, hi no, gato ton da pa hélice da vareta do quadrado vermelho e negro e branco apontado à cabeça do presidente da pala doirado da marinha ni it e sta do angulo da roda da asa do tubarão do saco da vesica branca do bico do sapato branco da di da base aérea one, na terra da maria francesa das cinzas violetas do carimbo da serepnet negra da relva, do circulo das escadas do torpedo voador sobre o secretario do estado pub li c di vaso português sp lo ma cy ca ren homem do vaso do gato do homem espanhol dos 11 do colar das pedras transparentes, diamantes, estrelas brancas 11 sobre azul com vermelho e branco do w ho serpente ep do ponto line, li ne is it do any way , co do lin mo c hi me and br quadrado ad serpente her do wood do Ra do circulo da di e da tele vidsion de sion da corrida francesa

Homem ad ex it serpente do quadrado pt prime e dos ouvidos do gato da teresa no dia da mim mini st ro da serpente da estação ed metro do vaso duplo da tacada irlandesa di francesa da serpente dupla dor das ondas do sw dos edifício do vaso francês das artes do pr da teresa primeira portuguesa ara da Ra le da serpente de la, do duplo circulo dos gritos e ondas sonoras da direita e serpente do homem do autocarro da esquerda com a primeira di de la aura do mato do o ca s cem tropas da cabeça de bessa do homem no circulo ad do vo da marinha do circulo da ne do homem mm e me li cop teresa e te serpenet do xá, da la das muitas dores duplas do cul na casa branca do sul, do homem que acerta no gato tom da hélice do bico do sapato e co do brasil, da dia da base aérea primeira do circulo da ne em frança, ka do rim do rato rr do bo da serpente da net negra da relva do to pr torpedo voador ao circulo da se circulo rta da seta que separa o rio do secretário de estado, pub do grupo dos eleven dos furacões do rá sul norte da pa ren dos entes do dia da mena do nat espanhol, da dupla dor do homem do circulo da se portuguesa do po muito to da line do quadrado do brasil do raia da serpente fêmea do bosque do rá do sir cilo do cio da di e da tele vaso is de sion da corrida francesa

Co rr es das ponds, do sir , correspondente a ss do circulo da cia ti on din ne r in Washington dc pomba, the master po li ti cal do ac ao furacão be nina pr es sida dente, Ge dr general da w bush serpente, se guida guiada pela electriza serpente do t rim um ph af mo c vareta maior de 6 y ears e rato serpnet rá da ten pe s tu circulo us bom shell do spell and no da un ce cimento on moday da vaso da moda afp afã, br e ren dan serpente mia lo w ski do link da chuva no brasil, pf / file man dell do quadrado do circulo da ca ss da casa branca ao alto deitada, claude a len co py r i g t h crucificado em sul la w n da casa branca em 2005, da serpente do vaso do tó marine one, the master político, tac ti cia n be h in di presidente

Do co espanhol e sp na holanda, rr das libras do dia do circulo do sir italiano ss do circulo da cia a mim na di muito ne rino da dupla dor da serpente homem no gato tom da pomba de dc em dezembro, o master político da energia do furacão segundo nina e dente da sida ao presidente espanhol general, do médico eléctrico da dupla dor da mata, a sepente da se da gui eletrica iza da vareta maior de seis vasos de escuta do serpentes pequenas do no do parlamento europeu do ps e serpente do circulo da maria do bo da concha americana e no da un do cimento europeu no dia do mo afp dp, brasil e ren dan da dor do dia d no ar e da chuvadas no brasil, do file sobre mim do homem da dell do quadrado da casa branca ao lato deitado, cá do circulo da aluda toda inglesa , co da divisão do pi da rai da gata teresa do homem crucificado no angulo do si de la das muitas duplas dores da casa br ca em 2005 do marine one, o master mind político, mastro da maria teresa no ac a mim pela cia e muito escondido por detrás do homem índio no dia do presidente,

Pr e maria do li, de sign pi ck ed for min bridge miss vareta ss da vareta do pi do river, da ponte do h o ion way o ff i cia lisboa teresa vaso que pica o ly da picadilly maria do desenho e pa da di do ro do circulo da nova serpente ao pan no dia da lua, lu cy ken se eve Ra l design do no do circulo pequeno, ch coice serpente, serpente da galeria par do homem da teresa do circulo da serpente ft do Ra norte sul ss, da porta tio na serpente dos pokes da dor dupla no circulo da maria do om da dupla dor na lucy ken der triste co da primeira lap na se primeiro do circulo la ne ponte w ee kapa da bo da dy do dia do sol, da merda do richard do stº antónio, filho de vera pe ck of blood bolado pela ep do lo ministro gato tom is serpente til l miss inglesa que anda desaparecida, do lago do vaso branco, greg a jol, gol stab 45 of mora, mo do rá, s co tt sa th e rato silva 29, do maple do grove da julia das pedras , n.º 8 bo rato do hood robim dos bosques, lente rato mini do ministro da polis trip to water park at the day of co ll a ps e das torres, do he inglês ne , maria pin c du vaso ty me di cal ce n ter serpente do circulo da me da dor,

Di rato E da serpente tó com, a le t Ra “...ª..” a nona ana e às la Ra n príncipe primeiros , cinco chamas ad serpentes em cinco ministros uto s da papa da aia vaso era to ra n j a mo vi li st o e mo co espanhol mui to forte serpente do eixo da xá da manha do bei , príncipe do circulo, a faca em vaso de agua negros no centro do vaso cor de rosa.

b principe duplo do vaso b, ou beijo do vaso do principe b maria sobral da vareta grande cc
Que estranho senhora, poisas te por um breve instante no balcão do café e eu primeiro vos vi o vale das costas, vosso cabelo curto e depois quase vosso perfil da face e então vos reconheci

Um sorriso leve levezinho aflorou em meu lábios ao instante

Sonhara eu amada no sábado a tarde no leito deitado de uma doce face como a vossa
Ali estávamos pela tarde fora a festejar-nos e a sorrir, e tudo era doce e calma de uma alegria mansa que se expressava baixinho e eu em minha imaginação, poisava minha mão em seu monte de vénus
e nas faces se expressa a doçura das almas

Espanha furacão do mo da serpente do av , ali , ela a portuguesa da troca do Y

vi-vos senhora, e me recordei de uma tarde à entrada do prédio da televisão, eu contente a chegar vós de branco vestida, sua face me prendeu e morou nesse instante em meu coração

e depois pelo espirito ouvi, eu só queria sexo, dizia-me uma voz feminina, e em meu peito me dizia, Meu Deus, que não existe sexo por sexo, tudo é tudo e sempre tudo está convocada e presente e as partes ocultadas, ocultadas, o que aquela expressão me dizia, no tom em que dizia, era só de uma imensa solidão, uma solidão que pedira carinhos , intimidade, que quis ser em sua pele, o corpo festejado, e subiu no momento em meu peito a pena pela voz que assim me dizia, pois senti o tom da solidão em seu peito e a compaixão ao instante dentro de mim floriu

o corpo da festa ae príncipe primeiro co do circulo ad, cm, do correio da manhã, da paixão da manha na tia, no instante que em mim floriu

e me disse ainda a voz pelas trovas do vento, fui eu a helena, fui eu que fiz de helena, e me subiu em mim a memória de Tróia, de uma guerra entre reis que se inicia por amor a uma mulher, ou a uma terra, ou pela vontade diversa da ganância diversa e avariada, assim sempre nascem todas as guerras, pelas mesquinhez, pela ignorância, pela inveja

o cavalo de Tróia de uma guerra entre reis da vareta do gato no da onda primeira e maior do rá da cia

e por fim me disse ainda, aqui estou eu a confessar meus pecados, palavra que eu não gosto, prefiro falar de erros, sim de certa forma o que ouvira era isso, trazia esse tom em si, e me coração anaimou, sem mesmo ter percebido em seu particular e em sua extensão do que em pormenor se tratava, pi pois tudo isto ressoa como tudo no espirito que é intemporal e assim o sendo, um mesmo semelhante que nas vezes ocorre, se manifesta

e me do coração da ana e vareta do mo do circulo, ex ren, são, ba i ro , rr da ua da ala dos nós dos ais do is de la da ma jong, da festa do man ni, o Ab da vareta do lio, pelo Abílio do com , he cie mn antónio que mente, o homem do nojo do bailio, semem do homem da lan da te

recordo essa noite em que vi a bela jovem senhora no bairro alto, subia eu a rua da atalaia e ao chegar ao majong, na ombreira da porta lá estava ela com o Abílio sentada, foi assim que começamos a falar, pelo Abílio a quem eu trago conhecimento

é bela a menina, era verão, noite quente, tecido flutuante a esvoaçar e em suas palavras e voz se evolava uma tremidura que me prendeu, falava Abílio, que agora ia ser produtor e me perguntava, diz lá se o sonho, não estar num boulevard em holloyod a conduzir um rolls royce, ro da ce, descapotável, e eu lhe desejando o melhor, lhe disse que para mim, não o seria, necessariamente, alias a minha vida não me parecia nesse momento, ir nessa direcção ou semelhante, estava como que a desmaterializar-me, a desprender-me das coisas materiais, se bem que goste de roll royce, mas prefiro os aston Martin

na noite quente de verão tecido com flauta da tia da ua a esvoaçar palavras e a com a a av oz, a voz do vo do vaso primeiro de angulo de La, furacão do ré da emi, bo do vaso latino europeu da eva de havard aval rá, dia do ur primeiro e pei xe i ro, que me prendeu, fá da ala do vaso do Ab do lio do prior produtor do hollo , circulo duplo com Y de permeio da conduzir o ro da sepente da duas varetas grandes, di serpnet do capo da escapela espanhola potável, da se da ria da ne da ce ss a da rie da ira muito ne que mente, co da serpente do ia, que gosta do ro ll do roy ce, do os as do tom, o martim do bailio, da praia, o asno,

e a bela menina me falava tremendo por dentro sua voz e seu peito, e trazia o cordão dos três nós das três votos que são promessas, distintas da história que o Abílio dizia naquele preciso momento para si almejar, e dizia ela que em pequena desejara muito entrar num convento, fazer-se esposa de O Cristo, e tudo aquilo me tocou por dentro, muito, e meu pensamento pensava, que rara é, que raro pensar que ela me está a desvelar, e os três votos, esses, tanto sentido me fazem, sempre me fizeram, mesmo nas alturas em que na aparência os trouxe menos conscientes dentro de mim, pois meu agir sempre os reflectiu, e a suma de meus passos, não é assim tão distante

e do Ab primeiro, á be de la, abe, eta razia do ar, zi primeira do cordão dos furacões dos três ratões, ratos grandes da onda espanhola, dos votos da serpente do quadrado europeu as serpente da são do ró português da mess, da me ss as do Ab da vareta do lio do convento inglês, do furacão do rat no convento, do fá az e rato da se do po espanhol as do circulo do Cristo, st p e os dos três vôs to ss dos esses, zi g za g ue s que sempre me fizeram, ala do furacão do ur às de sua majestade, o presidente da republica,

e me convidaram a um copo e o bebemos conversando e depois ela disse que queria dançar, e lá foram os dois, lá partiram, seu vestido leve de verão em seu mover perante meus olhos, ofereceu-me um breve vislumbre de seu seio de gazela, como uma adolescente, todo ela, uma gazela, um bela gazela, onde descortinei em sua beleza a inteligência, em seu dizer, de seu coração, algo não iria bem em seu peito, duvidas iam dentro de si, e assim foi e assim ficamos e nunca mais eu a vi, e ao ver agora a outra bela senhora ninfa como ela, na duvida se não seria mesmo a mesma, toda esta recordação e recordar me subiu em mim,

ad lo serpente sc do ente to do primeiro espanhol da primeira gazela, onda dia espanha serpente circulo kapa do rato tin nei, ni, da ninfa da rec rato do cão do oe da si do vaso primeiro a, ro da t do circulo com virgula da onda sobre o circulo espanhol,

era dia de tentação, três em três situações me tinham sido no mesmo dia apresentadas, todas eu rejeitara, e sabia eu, ou pressentia, naquela noite, mais uma sozinho no meio da multidão, o seu significado profundo, sabia que um milagre iria ser operado, pois assim é sua carga, mas também outras cargas se carregavam naquele preciso instante, por intenções de terceiros que agiam sem as desvelar em seu propósito, confirmou-me agora o espirito ao isto ouvir depois deste encontro na maça na rosa dos ventos

dia do s três em três, do carro da policia da onda espanhol, do si vaso t a circulo com virgula cortante da onda do filho do pire, piro, re do circulo espanhol, serpente do acento agudo, ag da ua, a ag do dia co do circulo us, ao meio do oz zinho, tam b da serpente do pente en do circulo do vaso da t Ra do sw cargas do pr circulo kapa português os It da s it,

recordei depois da ver a segunda bela ninfa, que abria de certa forma esta lingua do canal do espirito universal, seu nome de família, e nele li, espanha, teresa, vaso espanhol, e seu nome sendo o dela, não será necessariamente ela, este vaso, que por complemento ali se desvelara ao meu entendimento, o entendimento que o espirito do amor me desvelava e sempre nos está desvelando, quando Nele acreditamos

da ninfa da lingua do can la do angulo al espanhol pei e rito universal, da fam, fm, do fá da família da mila, ou mia, serpente rá nec e ss ari que mente, da ela de vaso de oeste

Oh que belas ninfas! Como são belas as ninfas e os ninfos e a vida e tudo e todos e maravilha maravilhosa a beleza e não pensais os que vão tortos ou mesquinhos que é o seio a beleza, se bem que o seio a É, nunca a beleza se esgota ou delimita num, tolos os que isto não sabem, e todos os seios são belos na sua exacta medida e na exacta medida dos olhos que os vêem os dos dedos que ao afagam os dos lábios que Neles poisam quando Eles se dão a beijar, Oh delicia das delícias

Das raparigas e dos rapazes do nin, forte os da manha do rá da ave da ilha mara da marra dos muitos furacões sobre primeiro português do circulo do vaso do mes quadrado europeu, dos pequeninos que é o seio, ou se io, muito AA. furacão do vaso ee da maria os dos dedos dos da del, deli, li , dupla vareta serpente cia anão,

passeava-se na rua, tu és um poney, e meu espirito deduzia para ser montado, ou conduzido e respondia em silêncio, se o sou, sou livre de escolher quem me monta ou quem monto, , em frente a maça parado um senhor grande de camisa branca, ao lado de um carro de prata com matricula holandesa e uma voz no espirito se fazia ouvir dizendo mais uma vez, deixa-me montar-te, irra, resquícios, blás blás sem rosto, resto sem o ser de desejos de outros acumulados que se prendem no vaso do espirito e vem e vão como o balançar da onda no mar, de desejos muliplos em relação à minha pessoa, dá-me mais uma oportunidade, acrescentava, mais uma oportunidade e a quem e para quês, acrescentava eu em meu espirro sem obter clara resposta

primeiro do po do ney do one y e me do vaso ep do to siri do dia do ed uz ia ser montado, na maça por uma holandesa, e za do circulo do vaso da maria da voz do espirito da serpente ré do quadrado dos uis da see espanhola pente da rodoviária nacional da via ari primeira do cio, sigth seeing dos senis, do segundo e terceiro da dupla serpente de la, brás do circulo do vaso norte sul, do ac ao vaso da um da mula, do li p do lo serpente da um ma si ac recen t a vaso a espanhol pi rato tó, espanhol pirro da maria das e do tampão da teresa clara,


e depois a subir em mim e as peças a começarem a ligarem-se, escrevera sobre o acido , acido em duplo sentido, o acido que é vertido sobre a ponte para roer os parafusos e a fazer cair, e ainda ontem à noite ao voltar do rio em meu caminho, um parafuso grande, amarelado como cobre, com uns dez centímetros e um dizer na sua cabeça em hexágono y gato quarto do ponto ou do circulo 8, 4.8, ali caído em frente ao edifício abandonado ao lado da bomba de gasolina, onde eu me recordo em minha adolescência de ir abastecer as motinhas, ali estava o parafuso depois da escrita do acido que os corrói, e depois um outro sentido, uma outra história, um outro ser, o justino pampelona que já se foi, e nem sei mesmo eu a razão de sua morte, mas recordo dos seus estados de narcoses múltiplas, das suas evasões e de repente o acido me começa a fazer sentido em sentido restrito, se terá ido em acido, e depois a frase a retinir, dá-me mais uma oportunidade, só queria sexo, donde será uma voz de mulher e uma outra mulher se não a mesma, pois agora não tenho essa certeza em mim, reverbou na que vira na casinha do café e uma outra , uma outra noite mais ida, um encontro no bairro alto com uma bela menina dos três nós, da vocação adiada e do rapaz que a acompanhava, o abilio e de repente estabeleço a proximidade corporal entre ele o prym, ambos rapagões altos, cabelo curtos, de repente vejo o abilo no prim, o prim no abilio,

li gato da ar rr da re maria da ria do traço à sé, vera circulo ob brasil co circulo acido, ou do ac ido pa Ra AA. do fuso do dez cen, c en time e t serpente ró do hexágono do homem ex do xá ido do gato do circulo do no do y gato quarto, gato do quarto do tó, do ponto da divisão do infinito em quatro partes e depois em oito, do ali ac ca caído em frança da net e ao edi, dei do fi do cio primeiro ban e da tristeza do nado do dodo do circulo ad da la tine do matiz do mat ize do gelo e europa serpente do sincronismo inglês da cia, do Ab as tea s mo pequeno do tin ali co do rr da vareta que rói e roeu o príncipe do vaso us do tino da pa da spa espada do angulo do homem da onda a justino pampelona, dd o dia as dos narcisos narcoses múltiplas da mul da tip, t ip da serpente la, no arco, ac ar do c, d fo da serpente dupla espanhola do po da is da ag fo rá do homem do sin cá do café, uma outra ida no bairro alto com três nós no ba, do circulo do corpo do pr um do rum dos piratas das manhãs boas do rá dos pagãs, pa do vaso espanhol, s al to serpente do Ab do circulo da beil do bei, no do p rim no do abilio

a divisão das mocinhas de corroios, ou dos correios do bailio no baile de finalistas do ba i lo pequeno do x no francês, f Ra quadrado nacional da serpente ce, do carre, carie, four ba ck gato do rá ao circulo do dia da un do super meca ca do quadrado dos voos da vingança da passa de ar ni no osso homem do o me a4 dos quatro anéis de prata

zagalo no vaso da di aqui aos olivais em circulo do x do francês do carrefour, que carreou em background, me mostra um saco de supermercado carrefour em seu voo a voar no vento a passar, ni nosso homem a4 dos quatro anéis de prata sobre branco, a caixa do x em 5 do 6 em 90 italiano branco at fi

terá sido assim que o justino se foi, na cama em acido, seu coração não mais aguentou, e quem é esta rapariga que parece trazer culpa em seu peito, eu so queria sexo, um desgosto de amor em sexo, sexo dela com o justino, ou sexo dela com o abilio, imagem semelhante pelos quatros anéis anelados, juntos nas cama e o prim a cair, a aba produzido, o gás no assassino que lhe espeta a faca, um homossexual assumido à frente de um governo, coisa capaz de interessar a muitos de fazer acabar, aos intransigentes, as fascistas, aos ss, a nova ordem mundial que naquele momento guerreava o mundo e que ainda vai guerreando pelo que se vê, e um rapaz e uma rapariga e se calhar mais dois usados em tal fazer, com culpas em seus peitos, sem se calhar mesmo saberem que foram usados, e se o foram por quem?

Et rá si português da ara do rá da ce da policia as rato do ze pelos da ana is aa nela ad os, Ab a, o gás no que espeta a faca do primeiro homem do circulo da me sexual transexual às sumido inter re ss ar, in s t rai, ari, gentes, às fascista mo me neto circulo da ala alah rato

Terá sido assim tão neutro, será assim tão neutro em relação ao abilio que foi o braço direito do conde da pt , como se nada se tivesse passado à vota do canal zero e de outras aplicações e conceitos de aplicações e de negócios que terceiros mais uma vez ficarem com o alheio, e os valores provam, o móbil, são elevados o suficiente para garantir a apetência e dar razão e peso ao móbil do crime, não sejamos ingénuos, valem estes valore a morte de um homem, o afastamento da sua família, o rapto de seu filho, certo que sim, está a história cheia de exemplos assim, por quantias bem menores, ás vezes um punhado de dólares no bolso, chega para uma faca rasgar a carne, um bala zunir e cravar a carne sem remissão

Abilio o braço direito do conde ex pt vaso espanhol da se da pa AA. da asa à vo t primeira do cam l ze rp, dos negócios do quadrado ue , rato dos furacões gravados e serpente do ro, a ape tem da cie e ps, psoe, ao mo bil sufi da fec do ente da ue, no gato maior génio do vale do vaso da as es lore à morte de um gato do ome serpente ua da fam da família da mila do tribunal dos menores, pun a do homem do circulo dos dólares no bolso circulo que era arne da ne, primeiro da ala segunda suni, ou s uni do circulo do cri do pescoço do Ra do vaso do ardo primeiro inglês muito co nt do ro fur tuy to bi b li teca do van circulo do homem gato duplo da mesa e as pn h ola e rato ce po rn dos furacões espanhóis, do circulo da ria do cão de van gogh e primeiro do cesáreo do vaso da manhã da fun do cio name to do ni verso em dança e pai da sá do general inglês serpente de cesário ,o rei césar, o abilio, cesar do rio, serpente sibilina inglesa, o mec, do si do bil e car et dedo do fio da navalha do cesar do rio e da mão que escreve o can do van general do homem gogo, ou do circulo do gato que foi, todos cm da primeira família da serpente dupla do vaso do tito ido do corte primeiro da serpente ua portuguesa da rop da pira ore angulo homem primeiro do g ene ral ara l do van do primeiro visitante do abismo primeiro da te rá da maria da se e mo do nobre da obra do circulo do olho da primeira vesica da cia et e rena do circulo indie da india zi di dez do x ive ice da vareta grande da kapa, co do rr espanhol serpente das libras da serpente cia, di ze rato do pai da isa serpenet do gi , tic ás da AA. esquadra e do dr do circulo do ro da ua do primeiro quadrado aqui do bi segundo lio li, da ala da moça do ari, ar, red o pr e tia da se seta a mé, da cabeça do cesário, ce as rio , cesar io do ba,


Recordo um encontro fortuito na biblioteca em recente dia sobre van gogh , uma conversa com um jovem que estava a fazer um trabalho tentando estabelecer pontes entre a criação de van gogh e a de cesário verde, falámos e disse-lhe eu, van gogh pintou e desvelou em sua pintura o funcionamento do universo, a energia pura em dança continua e as paisagens de cesário se aproximam pela sua natureza e pela sensibilidade, não tão radical ele, disse o jovem rapaz e com razão, não viveu tanto no fio da navalha em sua vida, cesário mais na fio da faca do seu coração e da mão que escreve e o van gogh no fio da navalha da vida, radical, em corte com todos , cm todos, com a família, substituído uma dor por outra ao cortar a sua própria orelha, van gogh um visitante do abismo, sem menor dúvida, um que terá sem sombra da menor duvida visto o olho ,a vesica eterna da vida e do universo e uma dor imensa na travessia do abismo que ia traduzindo em suas imagens, o indizível feito dizível, e os originais hoje em caixas fortes de bancos e as cópias nos museus, sugeri eu ao rapaz, talvez encontres correspondências por assim dizer paisagísticas, entre o verso, a quadra e o quadro, era fim da manhã, saí da biblioteca e caminhei para almoçar em casa de meus pais, e o nome repetia-se me minha cabeça, cesário, cesário, o cesário do bairro alto, uma entrevista que pelo acaso organizador me tinha vindo aos olhos parar,

Dos jovens do aba do alho do rá da teresa, tem tan stabe le dos n porn furacões espanhóis entra a ria do cão do van e a de cesar do portu gato do vaso das ondas espanholas, do primeiro da me da vareta , vate do rá da serpente do ró na sec no dia life do li da fé, e a me de mória do mo da ria a saltar e a rir, o rapaz da revista bíblia sabe, dos virtuais ais do entes da segunda manhã da vareta de la mer si do vaso do o ss co do mi ni do cad e vaso da maria da cora dan no co do can le e primeira maria do no do ovo do jo ido, do vaso da maria ponte real poe norueguesa ara do Ra os inglês do circulo em furacão do ro serpente rei às, ce circulo do rei quadrado eu do circulo sec da se huna da seg i segunda onda ao li da fé, espanha furacão av, divisão do circulo da es a do apostolo separado no rio epal maria que transporta o bolo parecido ao circulo do touro e me da rec na expo 98 e espanhola policia do rá av e vídeos da racha, do re espanhol do pó do sável, dos três dedos do touro, dia espanhol da serpente que fiou a chuva no homem primeiro da can, til da lena, a pro do cão do piro inde da apropriação indevida ap do or pelo cão do pri primeiro todo faca e gume do pe da di do dn do dia da pá do rá da década

como exemplo do português , um dos primeiros na second life, e a memória a saltar , o conceito que eu já tinha na altura em que imaginei o canal zero e o concebi, dos encontros virtuais em ambientes imersivos, como forma de criar uma comunidade e uma ancora ao canal e um novo jogo, um jogo que partindo do virtual pudesse criar uma ponte real para os encontros reais em corpo ao perto neste mundo das imensas solidões, que é um dos aspectos que creio que o second life não pretende, e ali estava de repente a corporizaram de mais uma ideia que eu tinha tido, como me acontecesse sistematicamente ao longo da minha vida e do meu viver, cesário ligado ao grupo do zé dos bois, que surgiram depois da latina europa e portam símbolo parecido, o touro, e me recordo na expo em 98 de uma noite chegar à praça sony e estar a ver vídeos no ecrã ao lado do responsável do espaço, o rui simões, e de repente ter visto uma animação em três D do touro e ele começar a desfiar uma estranha cantilena, assim me suou a meus ouvidos, que ele tinha avisado o rapaz que a tinha feito, para não fazer, que aquilo pareceria uma apropriação indevida da imagem da latina europa, e eu dividido em meu coração a ver se aquilo era uma espécie de homenagem ou de cópia e apropriação, de algum que se fazia passar pelo trabalho meu e da minha empresa, e ele, quase pedindo para eu o desculpar, e nada disso mesmo me passava ou passou pela cabeça naquele momento, nem fixei mesmo o nome do rapaz que o fizer, mas salvo erro era do mesmo grupo, o zé dos bois, um galeria que eu nunca conheci em profundidade, passei lá três quatro vezes durante talvez uma década.

Me do rito do tó serpente do quadrado europeu, dos passeios das vistas do rio, mul da tip da serpente la do circulo do vaso todo pistola da televisão e vaso dos z do césar,

Seria, ou será mais um grupo que para além das suas meritórias múltiplas actividades que se dedica ao roubo simbiótico? Farão comercio com as minhas ideias? Não sei, mas as ligações estão presentes dentro de mim, e trazem substância para poder pensar que sim, em parte, alguns, ou algum, talvez o cesário, que passou pelos estados unidos, uma temporada.

Cesário e van gogh, vou pela rua pensando em theo , na morte violenta de theo, o neto, da morte de prym e na deputada africana que na altura perdeu seus direitos, e todos estes eventos estão relacionados entre si, um fio os liga, e recordo a inquirição de um rapaz que apareceu num jornal português, um holandês envolto numa nuvem de fumo a fumar, como quem me trazia mesma pergunta, provavelmente a mesma sensação dentro si, de seu grupo e me recordo de uma estranha vibração que senti antes da sua morte ou no momento á volta da morte de theo, relacionada com o blog portucale, uma sensação de aviso com quem dizia vem o que acontece quando se dá em demasia a cara, pois theo não era discreto em seu ser, era um homem que se expunha, e o que exalara de portucale, fora esse indefinido sentir, de cuidado , cuidado com a exposição, mas seria isso, ou seria uma sensação transmitida para mascarar o ataque, da parte de quem não teria algo a ver como o que se passar, atribuído a um extremista islâmico, um que terá sido acelerado por um qualquer gás, tal foi o que desvelou a natureza do crime, facadas até mais não, executado em forma ritual, um ódio demasiado para uma motivação normal, quanto é normal uma motivação de morte

Do rio do sá da ce e deus do circulo do neto de van gogh, Ra ap za do rap da za quadrado europeu primeiro e pa do par ee europeu do primeira onda da lan do numero 10 inglês volt no incêndio, do fu do mar do cio do mo do vaso das e do gato rup do poe do vaso da vareta do cão do brasil, na morte do theo, re la do cio da primeiro ad com o l do b do gato lo do portucale, do po is do theo es pu da una e ss inde fé do ni das serpentes e re português da net inglesa cão do são, policia Ra serpente sul norte nm mit mascara da ap rte das muitas ondas sobre o circulo primeiro do furacão da rib di ui primeiro ex mista do mico da isla, quadrado ua angulo ao quadrado do rato europeu, que é a dr do circulo ad, do dia da dupla dor do vaso espanhol do circulo do lou, dai das facadas , a primeira té maria si ex ce executado em forma ritual na norma do mal do primeiro vaso do cão do mat de morte

E sai esta tarde para a rua depois de escrever este texto até à parte do abilio e da rapariga ee fui descendo para o rio e no cruzamento em frente ao cemitério, mais um acidente de viação, mas uma vez só chapa, ninguém se magoara, olho aplaca da rua que cruza a que desce, um rectângulo de mármore em cima de um pé todo ele rachado como uma teia de aranha, e o nome, almada negreiro, pintor,

E as da vareta e sta do furacão que depois faz arder a ara da Ra da ar portuguesa, a a do rua, no dia dd da ep do po is, a té da primeira seta ao a do dia do circulo da arte do Ab do lio e da rapariga do Ra que rapa a pá do Riga ee e no da cruz do ux do chá do tó inglês à onda de espanha, ce mit e rio acidente, ac das tintas do dia et te, de viação da via do cão do circulo do homem primeiro da pá, se mago ara da laca do olho ap, dia a rua do quadrado europeu que cruza o circulo do rato primeiro uz, ou usa, primeiro da gravação do tan ao gato do angulo ao vaso pequeno do mármore do mar do mo de norte com o pé partido da teia da teresa do satélite da aia da a da Ra da ana e do no da me da ama da negreiro pintor, da ala da meda da alameda,

e me subiu ao instante a memória de um outro pintor que aparecera ontem de noite no programa da barbara, um pintor africano cujos quadro ao fundo me lembrou malangatana e em cima da mesa um livro do amado mandela, de quem ele falou, e o nome a aparecer-me divido, a dividir-se perante meu olhar, o homem dela, um pintor que não sei se vinha de s tome ou de mocambique, e nesse mesmo dia também na tv um outro sincronismo, desta vez num concurso, onde nasceu almada, em são tome, uma acção da lama deo negreiro do s. Tomé, é o sentido que agora se me afigura e quem será o homem negreiro ou descendente de negreiros em são tome, provavelmente português.

Do ro pintor, pr do circulo da grana do ba, Ra da aba do bar da ara do rá do primeiro pinto do rato africano da mala da lan da gata ana do primeiro li do vaso do rei do homem do dia de ela e do no me AA. ap rato ec e rato do traço set a mé di dividida da vinha da moca do mo do cam, do alambique segundo do quadrado europeu , me serpente ee do pen da net do mo dia tam segundo na tv muito nm às do céu da ala da ama da são to mé da lama do circulo do ne g r i ro do circulo da serpente tomé , pt ova do vaso do el que mente, o português da manuela,

E descendo para o rio ia com Abílio em meu pensamento, e recordava recente fotografia onde o ex ceo da pt, miguel horta e costa nas férias no algarve, o dom duarte na noite ao fundo a queixar-se do som imenso que faz tremer as paredes da casa e acorda as crianças que tentam dormir na noite quente do estio, e ao lado do miguel um outro senhor, um senhor ligado a um dos mais inexplicáveis negócios que foram feitos em portugal, a quem sem nunca se saber as razões lhes foram atribuídos em exclusivo, sem nenhuma concorrência ou a outros consulta, os direitos da exploração dos direitos de televisão, dos jogos de futebol, u imenso negocio em sua quantia, sem que ninguém até hoje, e não por esta ultima razão, se deu a interesse de o tentar perceber, porque coisa grande amanteigada de troco de mãos que fazem queijos para poucos amigos, se terá passado, para nem falar das leis que regulam a concorrência e velam pela igualdade de oportunidades de mercado, mas este país de brincar que caminha na terra do abismo e onde a corrupção grassa e ninguém com ela nem com as leis se parece mais importar, nesta azafama da queda com bolsos cheios de nada que a nada servirão

Pa do Ra do rio com abilio da grafia da foto recente da onda do ex ceo da pt miguel horta e costa nas férias do Algarve sobre o dom do dia do vaso da arte na noite do primeiro quadrado dos uis do xá do rato do traço à sé do dia do circulo do som que faz tremer ligado ao do ine xp li ká e vaso is ne do gato do circulo da serpente ds cios que aqui forma feitos do Ra dos grandes x na rib dos uis em ex circulo do lu do sivo dos silvos dos jogos de futebol do bil e vaso da vareta do homem serpente do circulo dos negócios do quadrado europeu do nin, gato maria ue, da serpente et ultima do duplo circulo da manteiga das mãos que fazem queijos para poucos amigos do quadrado europeu rato e 4 do gato ual la ria da maria , a estúpida co da rr da cia di duplo circulo português da rute da mercado do mar do abismo e min maria do gato ue com, pa do Ra das corridas neta da za da fama , AA. do ari, el rei aqui el procurador da um da kapa do pai da soci do circulo a cá do rim do ari muito homem primeiro serpente dupla, sss e primeira do amo do radio controlo do rá da cia do circulo do sit do no espanhol do pi do tiro Ab do lio ao primeiro do zenão do circulo da horta espanhola do miguel e homem sos fura AA. cães ss, kango AA. zagalo da gare oriente nas dunas da praia da rocha, no do som trem trum rum que se repete com as pedras que tem na mão o ar real

Mais um caso para gritar aqui d´ el rei, aqui el procurador, se tal houvesse e o cargo fosse preenchido por homens e mulheres com os ditos cujos, numa sociedade de irmãos que o acarinhassem e protegesse e protegesse as leis e o amor, e a Amorcracia.

E com isto vou descendo e leio no espírito que comigo caminha ao lado de meus passos,

Abilio, o homem primeiro do zenão, será então o zenão o miguel horta, dos muitos e imensos furacões ss, horta e costa , 5/8 , dia do homem de 92, o touro de prata quarto , o bp terceiro do quinto kango, zagalo serpente da gare do oriente, das torres, el , o horta e costa, ali ao lado do outro senhor, nas dunas da praia da rocha da minha infância, sem idade como adolescentes da noite no som do trum, trum, da batida que se repete com as pedras que tem na mão o areal

No cruzamento em frente ao cemitério onde o espirito me teima nestes últimos tempos, tanto mostrar, ao lado do rectângulo de almada negreiros rachado como uma teia que viria do negreiro de almada, dois carros bateram e os ocupantes trocam os papeis entre si, o mesmo se passa com o que diz a matricula de um deles, o carro do swing do verde cujo numero e nome é 32-23-im, imagem de uma capicua a capicua i m , a Ká do pi co circulo da ua em cinco do cinco, na dupla estrela, ou a estrela dupla aa, que se estampara ou levara em cima com a vesica de prata cinza, ou nela em cima se pusera, estou eu do outro lado a ver, e ouço um arfar, um pastar alemão de lingua grande de fora ali chegou e se sentou ao lado da placa a ver e a arfar, volto a cabeças e vejo chegar dois homens, um deles será seu dono, trás uma chave de preta e prat meia fora do bolso de suas calças, como uma faca, a chave do telefone da telecom, po rt i da t ais da alva auto 24 do infinito dos ângulos e zagalo, ou zagalo E, can t e rato, está parado o reboque no passeio, como se ali estivesse desde sempre à espera do que acontecera e continua parado em cima do passeio onde habita há já algumas luas ao lado de outro na margem do campo dos hóquei do bairro, o sun de ny , o primeiro da serpente do circulo d do dia da divisão do circulo de deus, pelo primeiro do quarto, ou o primeiro do quadrado da divisão, a maria da vareta, outra vez e sempre a maria sobral a subir dentro da minha memória

O no da cruz na za, homem tó no familiar da frança ao cem do mite e vareta ro do vaso da vareta do vaso ae rta grande do os do mo do tim ao lado do rectângulo de la de almada, Ra chá do pi do co mo da primeira te ia, do is cá rr os do bater do ram e os co upa, up a pan da t e as espanhola da pedra da manhã os pap e is inglês si do circulo da me serpente do mo da passa dd a se com, do quadrado da di si primeira do mat italiano do circulo do ka rr do sw do swing no gato verde 32-23 vareta mn ar maria, ká pi do circulo ua da estrela AA estampada, es tam mp ad primeiro, pá da estrela alemã, v he do gato rá segundo homem da meia da prat do telefone do dia d da portuguesa orti alva auto da divisão do quadrado do infinito, doas ângulos ee da kapa da tia e rato do campo do os do quadrado europeu do ur do vaso do pe, da vareta de Ho, bv dos ais do rr do ro do circulo do sol de ny, circulo prime rio pei raio maior do rio do pe de rimi, vaso bebé alemão do din do Ho ar Ra de rana da ana , arranhado

O outro era um opel alemão bebé verdinho, que ficara arranhado de lado e tinha a seu lado no chão da rua cadeiras de lona azul em verde relva de praia ou de verão, ou verão na praia ou praia no verão

E uma terceira personagem e sua viatura estava em cena também, chegou depois ao pé de mim, alto entroncado e de sem cabelo, e me disse, Oh amigo, tomou nota da matricula, e eu que vi em seus olhos o resto, lhe disse, não se preocupe, que não sou policia, estou só a tomar notas de uma história que se vai escrevendo a meu passar, em meus passos, e me disse então o senhor, é que se não tinha também eu de me identificar, sem mesmo se dar conta ou se dando que acabara em parte de o fazer, seria portanto uma espécie de policia ou militar numa espécie de qualquer mediação,

E primeira da terceira persona da maria general, e serpente ua e carro do ur a ma primeira av a espanhola e maria ce do tam segundo d vaso do ego suíço do circulo do homem ami tom, muito ota do mat italiano ee europeu da sé dos olhos us pp policia, do vaso os da maria da ua de tomar do homem is da ria dos muitos furacões primeiros, homem a tin tam segunda maria do denti do tiffosi car, me serpente pente do mo do dia da conta do ar, da sé do dan, do dia do circulo do ac a ba rá da arte portuguesa, do circulo do fá da ze da porta da anta, do pe da primeira maria espanhola da cie do pai da ilha, espécie de policia ou circulo de vaso militar es pe do vaso deitado do quadrado ual do quadrado europeu do cão media dos espias

e trazia em seu peito uma estrela alemã de cor preta, judeu não seria, e olhando a estrela vi um x no circulo em fevereiro de 94 do circulo terceiro, da electricidade e da ignição ac ao quinto segundo, estrela do segundo, ao sousa sociedade anónima, do is das serpentes bonequinhas da mac donalds, escrito em seus pézinho estavam deitados no tablier de trás, uma garrafa sagres de medalha de oiro, vermelha e prata espalmada no chão, de do rato do gato do vaso do angulo português e às do furacão, por outro dizer, plast do passado plastificado, murado, estucado, do west, best, vermelho e negrão, do circulo maior do leão de prata do circulo do sete do circulo do angulo 57 de 11/6 ,

do furacão da razia do vaso da sé do tó do pei, primeiro et serpente francesa alemã do primeiro x no circulo de 94 da primeira le doc rici da cida de e da igni da inga cão ac ao quim, quino, ro segundo da seta à estrela da sé do uno primeiro do circulo do sousa a no do nimas segundo bo ne das quinas da mas circulos donas francesas do circulo espanhol do rei À sé us do pé dos xx in da serpente do homem do circulo espanhol, circulo da faca curva do vaso do furacão da primeira manhã dos pei ze peixinhos deitados pelo no do tab do li e rato da serpente da policia do rá, gato rr rafa sagres da meda de oiro pr da t primeira espalmada na palma a palmada no chão, às do furacão do passado da um do Ra do tucano espanhol do vaso da dupla dor do este vermelho e negro do circulo do leão de prata

ficção cientifica mar di serpente pt em co do mar da camioneta da ninfa tour do ur de 92, a seta do primeiro do oz das lâminas, do kip kit zé dos bois, ou zagalo b e segundo, mi cordova conti, o conde de cordova, auto pimpão margarida li do susto dos quinhentos, casal garcia, auto pá sociedade anomina cá da saca de ibiza, serpente de assento azul , do circulo do homem de 99, o que hoje de manhã o espirito me disse, já estar identificado, o homem do Ab de 99, bom,

do mar da serpnet di portuguesa e maria co da camioneta da neta do da cam, ninfa tour do ur da seta primeira do oz das laminas do mi do co do oiro de cordova, o conti da margarida, li da dupla serpente do furacão ao circulo do Y, do vaso dos quinhentos dos gatos do ar da cia da saca de ibiza de assento azul do circulo do homem das odes do Ab em 99

e continuava, dos boodies, o corpo humano, leib e ar do dt ur e b do dd do grau XI do touro do toy da ota, faraó nosso rato da bt do polo 18 castelo, angulo do vaso 93, do nono vaso do buzz do xantia de xangai dt de 94, o sexto do quarto do rio jota se 213 das pancadas mos cartazes dos carris do muro na perpendicular à ponte da s chavetas onde passam por cima os comboios, quando normalmente assim vão, os taipais da musica do circulo nono de 98 , pc si ce de 80 a 96, o homem duplo, o 11, pa c do homem da musica do coração, das pancadas metálicas,

do circulo duplo do bo morto dos eléctricos do circulo do co relações publicas do licas da liça do da un português, lei b o dinâmico tr ac king ur e b do dd do to da uto do cantor do fá do circulo do rá no do osso do rato do limo do cast do angulo em 93 do bb vaso zz do x na tia de 94, pc si ce na década de oitenta,

o vaso ia descendo do guindaste na construção da metropolis a meu passar, o ux xp do passeio do báltico do vaso da serpente da dupla tríade do duplo seis, o quinto do primeiro da W do bo em 96, a serpente do pi do vaso b da pa do polo coupe, descapotável, ou sem capota, o que pode dar mau resultado, se for essa a intenção ao não a pôr.

Gui, guia do co da serpente sul norte do cão dos furacões do ru da policia do pó da li cá do metro do circulo do toiro do vaso do x no passeio do báltico da dupla tríade do polo dez do capo da ave dos ângulos da t da ma rês do sul tardia no decimo ten cão

b serpente sp do ps, homem z ss dos dois x vaso da vareta