terça-feira, setembro 04, 2007

E no dia em que aqui escrevi a ultima das carta ao presidente, aqui no blog escrita e publicada, quando para rua saí , assim no espirito li, todos os mencionados do beijo invertido dado no canada em 83, do homem da trela do cão


Esfrego meu olhos, pois ontem a tarde quando na cineteka estava a escrever o post à cavaco silva, onde aparecia entre outros assuntos nas entrelinhas, a lan do can e as ligações ao psd, e as eleições, e as manipulações dos resultados, e dos financiamentos corruptos e da morte de um homem que estas matérias há mais de uma eleição, investigava estes assuntos e por isso terá sido morto


me us da vaso são do pó is na maria té primeira cruz ar do fogo quadrado ua no dia do circulo na cine teka teia, circulo po st primeiro cavaco silva a pa doar da cia inglesa cruz rato e circulo do vaso da cruz do ros as seprnet un do sol da cruz os nas inglesas entre linhas, metro, primeira lan do can e seprnet primeira ligação ao psd , ou dia do ps e as E da lei do circulo das AA. ondas em espanha e as mani, homem que pula na la circulo da serpente espanhola ria os rato seu su l ta, sulca, e dia os do fi da nan cia , homem da cruz do circulo da serpente ur da ria rp t os e da mor da teresa do primeiro homem quadrado europeu e sta serpente mat e ria seprnet dia espanhol e ami serpente da primeira lei são , ou cão, no vaso espanhol st i gato, ou gás ava, ou av primeiro espanhol teresa serpente, o ramon, as serpente un cruz os e portuguesa is serpente circulo teresa rá sid circulo do sir do colo mor do rto, cruz do circulo


Esfrego meus olhos porque entrou se meus olhos não me enganaram, o baltasar, um dos baltasares, alto magro dirigiu-se à copa do café, olhou-me por um momento, cumprimentou-me em lingua curta, a que eu no momento retribui, sem saber ao certo se era ele quando de novo levantei os olhos de minha escrita, já ele se tinha esfumado


E SA pn Espanhol francês me us do circulo Baltazar , o primeiro dos baltasares e quadrado ua de muitos ovos le vaso da vareta do levante os do espanhol fumada


Trazia uma expressão de encurralado com um laivo e arrogância, e um esgar de medo.


E salvo erro , erro o baltasar do liceu padre antónio viera e que ia ao d. Dinis organizar as pancadas e as pancadarias e a quem eu um dia no meio de uma delas lhe despejei um caldo verde pela cabeça abaixo, pois tal se passara na cantina, e estava ele o caldo verde à mão de semear


e sal do vó e radio renascença circulo, e rato ró do circulo do bal do cruz da serpente rato car us o do li ce vaso pa dr e ant g ite, te, rr i es gaiteiros vaso da e da ira do vieira quadrado europeu do ia ao D. Dino organ orago iza rato as pan Ká da s pancadas e pan ca das arias dia espanhol serpente que mente zae, aze vareta primeira do cal dia circulo verde , pe la cab eça Ab aixo À sem ar , me do ar


Recordo a situação, o rapaz lá estava na escola, numa altura em que pelas violências se tinham expressamente proibido a sua entrada bem como de elementos estranhos ao liceu, que ali iam organizar , despoletar e participar na violência e alguém deu conta dele, e um grupo a ele se dirigiu, eu à frente e lhe disse para ele sair da escola no momento, coisa que ele se recusou, e por obra e graça do espirito santo, sem combinação prévia, começamos a fazer uma contagem decrescente, a parir de dez, e o rapaz, ficou parado a olhar, esperando que no final da contagem, a gente começasse a cantar, mas não foi assim que se passou, despejei-lhe o caldo verde pela cabeça , pegamos nele e o pusemos fora da escola sem violência, outra para além desta.


Es pe e ss da primeira manhã da dupla dor muito té do pr do circulo ibi da aposta primeira serpente ua inglesa crescida be maria co do mo do homem que mente da cruz do circulo da serpente ao circulo do li do semi circulo ce do quadrado europeu do ali iam do org. do gato da niza iza rato, dia espanhol pol eta rato e par ric i par na viol da inglesa de chapéu da cia al guem, gume, dia europeu circulo na teresa primeira dele do primeiro grupo, da com da bina cão pr e via, ou evia, co me ka mo serpnet primeira do forte az e rata primeira circulo em ta general maria dia ec r espanhol S.W. circulo ente, primeira pa ari rato de dez e circulo do Ra pa dos z do fi circulo do vaso da pa do Ra ad circulo primeiro, a gata inglesa te circulo na Ca ss e a can cruz ar maria ás n não príncipe do circulo da vaso Artea a ss i maria quadrado europeu se pa ss dia espanhol s pe j ei circulo cal verde pé la cab el sá


No ultimo bum, aqui narrado, relacionado com lima e peru e o furacão, aparecera quando entrei na cineteka um fotograma parado com o dizer, já acabei com ele e vou também acabar contigo, e depois a frase ficou a ressoar dentro de mim nos dias seguintes, acompanhado por outro dizer em espirito, tens um inimigo mortal, e me subiu com isto na cabeça, duas memórias, uma consideração que está aqui no livro em que me dou conta do que há alguns anos pensara, que a violência de alguns daqueles rapazes da mirn, do cds , ou da extrema direita, era abissal, e que ma dei conta passado muitos anos ao nisso pensar, que alguns deles era mesmo de caracter patológico, e que seria plausível, que alguns ao crescer, se tivessem tornado bem piores capazes de actos de morte, e a família do baltasar e forte candidato por seu perfil, pelo menos alguns deles, um que já morreu, e o outro que eu ontem vi, e que era o pior deles todos, o mais louco e depois me recordo de que às paginas tantas no Livro, ter chegado à dedução lógica que nesta história toda em múltiplas vertentes e factos, existe um homem louco, no sentido de loucura de sanha assassina, um homem que terá sido faca de diversos acontecimentos ao longo destes trinta anos


No do vaso tim mo segundo inglês homem do aparamento do homem do sun , serpente do homem un na água, ou o velador ou o que se foi no lago a pescar, muito tia do ar do rá. Rato do cio de lea com lima li ma e pr do eru e circulo do fura cão a par do ar e cera quadrado ua inglês da cruz do rei na teka do cine primeiro fo da cruz da rama, ou em rana rata ana, pentagrama do rá português com do circulo da di rato zé com tam sem gun segunda axa ac a br circulo meu e dia ep do po is PP primeiro francês fi circulo do vaso primeiro a rata ss da sá do ouro dia inglês cruz ró da maria do mi no serpente dia , serpente se gui e guia das muitas cruzes, ac em mp a pan anhá dia co dc e dia ep oi serpente a fr asa fica circulo vaso no serpente dias se gui cruz espanhola, em espanhol do pei, peei, do peito do rito, tem serpente primeira no nímia gato circulo mor elevado e mé quadrado europeu todo gun serpente dia aqui do quadrado europeu da le ra ap az espanhola do mirn, dia do circulo cds, circulo do vaso es teresa rato ema di rei cruz primeira a rá Ab ABI serpente do sal, e quadrado europeu maria primeira ca ra circulo teresa rato pa do pato lo gi co quadrado do dr da sé pal lu sive, silves vareta e a primeiro fá da mil do ia, milia, dia do circulo baltasar e forte can di , dedo cruz circulo, português serpente europeia da fil., pe do lo me da serpente do no todo pistola do dia deles, ao dia da primeira acentuação ac cc cão do príncipe primeiro ido mor rato europeu em mul cruzes da tip la serpente v ase e rta tem da teresa serpnet da as muito homem primeiro as sina ss primeira sid faca de di vaso ax ac em te da companhia mn cruz circulo serpente ao lo dia de este serpente teresa rin Rn trinta ou terceiro das tretas do circulo do ana do sol


No texto anterior aparecera a palavra moca, na história que saltara das entrelinhas da carta aberta ao presidente da re publica, e quando relacionei meu pensar com o baltasar, sendo ele faca, pouco depois um pequeno tremor de terra se deu na terra das mocas do verão quente, em rio maior, donde assim em meu ver e a meu ver se confirmou a relação entre o baltasar e a moca e a presença do grupo, ou de alguns do grupo de rio maior, os caceteiros como na altura se chamavam.


no teresa ex tá ante rio rato AA. ap ar e cera primeira pal av rá da moca do mo cá, na do homem ist circulo do canto na ria quadrado europeu sal teresa ara dia as inglês cruz ré das linhas, dos carris, d a do carat do sir do chulo do circulo do rat da ara Ab e rta ao pr sid dente da rata E da publica quadrado europeu rato da ele de la do cio da Ni me vaso do pn sar com do circulo do bal ra sa rato do Báltico do baltasar serpente inglesa do fa cá da faca po do vaso do co dia ep oi serpente primeiro tremor de terra no verão,


Lima não só ressoou em lima capital do peru, mas também em lima , de pires de lima, que poderá ser o outro em que o grito que no espirito ouvi vindo do brasil , se encaixe, pois são dois os pires que eu conheço e na realidade ambos são por assim escrever um pouco tolos, se bem que o jorge me pareça mais inteligente do que o lima, que também conheço menos, e me sobe neste preciso momento por semelhança , a maria lima, uma bela rapariga de ponte de lima que habitava ou habita desde há muitos anos a capital, a quem eu sempre achei muito bela e que cuja ultima vez que a vi, deve ter sido por volta de noventa e cinco quando o miguel faleceu.


rato espanhol serpente do circulo do vaso de ll ima, lima Ká do pi grande na ad E, maria serpente tam do vaso do quadrado do circulo da arte em lima de pi ratão espanhol pn de lima, no espanhol pi eito do circulo do vaso vi do brasil, maria is intel inglesa gente do quadrado europeu do circulo mima tam segundo em maria, sid circulo português col em mo vaso inglês em noventa e cinco quadrado ua do circulo do fa ale do céu da morte do miguel


O miguel era músico dos ref a quem eu dei estadia durante não me recordo ao certo, se mais de um ano na latina , pois tinha a latina um estúdio e eles não tinham lugar para ensaiar, o miguel era uma das almas dos ref, fora a Londres comprar um soundscape, era do grupo o rapaz que se talvez se preocupasse mais também com o saber fazer e ia fazendo, e me recordo eu de ter usado uma musica que eles fizeram que se chamava no tempo em que as paredes falavam, numa peça sobre graffits de lisboa, pois dela muito gostara, havia ali um olhar de inteligência e de conhecimento do passado histórico recente do país.


na inglesa saia do ar circulo gato mig vaso el e rá primeiro dia as almas do circulo serpente ref fo rá a lo n raro espanhol serpente em londres com mo ar primeiro serpente circulo un francesa cristina pinto do grupo circulo ra da paz quadrado europeu da sé alta vaso espanhol, do pr circulo cup as se ma is tam segundo com, circulo antónio forte ze rato e ia forte az sem mu sic primeira do quadrado da ele serpnete forte ze ram as pa reeds d rede dos fa ala ava maria muito primeira pe sá serpente circulo br e gato rá fo cruz rte fit fita de lisboa circulo en homem da companhia mn tó do pa ss as do gi serpente tó rica, serpente pr pé e rá forte az inglês dr do sound do cape


Um dia quando cheguei à latina me disseram que o miguel morrera, nem quis acreditar, depois me disseram que chegara a casa de seus pais por volta da meia noite e que o encontraram caído no meio da sala, que tivera um ataque cardíaco e depois foi ao enterro, onde encontrei a maria lima, e nem sabia que ela era amiga chegada dele, depois ainda conheci de raspão o irmão do miguel que lá foi buscar o equipamento


do primeiro dia quadrado ua che gato europeu e vareta à latina mé di ss que era maria quadrado europeu circulo miguel mor rato e rá moreira maria né, che gata ara primeira ca serpente de se us pa is portuguesa da me ia no ite e quadrado europeu do circulo inglês em cruz rá ram ca ido, caído, no me io do sal primeiro em teresa quadrado europeu pei cardia co do fo ao inglês da teresa sá rato ró onda inglesa em cruz do rei ma ria da lima e chi de ra serpente do pão do circulo do irmão do miguel e me apareceu agora de novo, com um ácido, foi assim que ele caiu, acrescentou o entendimento do espirito



Lembro-me de estar no cemitério do alto de s. João e não me conseguir chegar à enorme multidão que ali para se despedir do miguel se juntara, e percebia naquele momento, como ele a muitos , mas muitos , era querido, fiquei a chorar como madalena, um pouco ao longe da multidão, mais não consegui e ficou em mim estranha impressão, sobre a sua morte, via-o todos os dias, eu trabalhava lá a noite e eles a tocar lá em baixo, era uma musica de fundo que vinha da cave e sempre me pareceu ele bem de saúde, e de um momento para o outro seu coração parara.


lem br circulo traço mé de espanha sta ar no circulo emi té rio do al to da são joão, do porto, me cn se gui rato che gato ar è inglesa norte norme mul tio dão quadrado europeu ali português rá, serpente em dia espanha serpente presidente primeiro dr da vareta da ara da varra do miguel sé e ap ar e rato ce bia no quadrado do homem da cruz do circulo do paulo querido, fi quadrado europeu dos uis primeiro á suíça da oração da hora co mo madalena, maria ad primeira lena, e rá primeiro mo mn to pá ra circulo do outro ró serpente europeia pa do ara do rá duplo


E neste momento me dou conta na televisão de um jovem jogador de futebol, com vinte e dois anos que desfaleceu em campo ontem à noite, e vejo de novo a imagem de feher e sinto uma ligação entre estes dois eventos e a relação que estabelece a escrita e a noticia é pelos que aqui estão neste momento citados, ou seja, deverão ter a ver com os dois aconteceres


e né st este m homem cruz do circulo na televisão, visão da teresa do vi, são, primeiro jo vaso em jo gato ad de or dor de fu do vaso da té bola com, vin té e dia circulo is primeira no serpente quadrado europeu dia espanhol fa le do céu em can pó na maria teresa à noite, e vaso E jo dia dos muitos ovos do fed. dia dela e sin cruz circulo primeira li gato são inglesa cruz e rato este serpente segunda dia oi eve, evo par cruz os à no ite, e primeira da relação rato e la cão de serrilha, quadrado espanhol faca do homem latino europeu e ce primeira espanhola do circulo rita e primeira no tic cia , e pe lo serpnet quadrado europeu aqui e em espanha ne este mo do homem cruz do circulo cita dia os do circulo do vaso seja cruz teresa rato a vaso e rato com, os dia is ac em te ceres


Ao isto lembrar recordei o pedro luz, que era o namorado da maria, e que pelo sempre que fui vendo ao longo dos anos, tinham os dois uma relação conflituosa, ma a maria pareceu-me sempre muito dele gostar, e a pedro, lhe vi em noites altas, relances de seu ser em sua alma espelhada que sempre me desagradaram muito , uma violência muito grande em potência e associada a uma capacidade de perversão muito grande, como uma cobra, como uma jibóia grande, capaz de engolir um antílope inteiro, chifres incluído


primeiro circulo is cruz do circulo uk kapa, lem le br ar reco rato dei, da seta do ra bo ao sir do pe dr circulo da luz, ou da lu z, quadrado europeu circulo namora da maria os di serpente primeiro rata são circulo em fl It vaso asma primeira maria dia espanhol sa primeira manhã gato radar mui do circulo do vaso maria vil circulo da onda em cia muito grande me pote tem da cia e às serpente circulo cia ad primeira kapa cia de pe rato são da perversão mui to gato rato da ane , co do mo vaso maria cobra do co brasileiro primeira ji bóia gato r and e ca a paz inglesa guli gula rato primeiro formiga do til circulo pe em teresa eiró chifre francês serpente em circulo lui, ou li


Pedro luz homem que fez fortuna na noite de lisboa, que teve e não sei se terá ainda o Alcântara mar, onde uma vez me fizeram uma cilada para me agredir, pedro luz ligado também creio ao grupo da K relacionado com a noite, o mesmo constante kapa que aparece em Lisboa ligado a muitas actividades, a editorial, a hoteleira, a restauração, os transportes marítimos, e sempre muito dinheiro grosso a cheirar, e exalar em todos os negócios


pe do circulo do dr da luz quadrado europeu de fez do forte da tuna na no ite de li sb circulo primeiro quadrado tv da reza da teresa e vaso da terra rá do muitos ais dia do circulo todo a can tara , duas setas s et espanhóis ao mar, circulo rei ao gato rup. círculo da kapa rata da ela do cio e de ep pen et rato tio muito com. a no ite , circulo me serpente mo na tia kapa quadrado europeu em lapa lis bo primeiro do li gado a mui ac c ti vi pai serpente primeira edi , di to ria angulo primeira hotel eira , a rato espanhol serpente vaso ua em ur rá são do circulo da serpente mar i ari rito mo serpente um e cruz din homem e vareta ró do gato ro ss circulo roso a che ira rata e ex ala rato em cruz circulo ne gato aro da seta ao circulo do cio, serpente


Recordo a noite em que vi as quotas do navio americano que fora alvo de um atentado que matou alguns do seu marinheiros, uss cole, recordo a visão da arvores engaioladas estando a primeira, a que simboliza a unidade, morta e a nona, a da humanidade quase a morrer, e mais uma vez em mim, neste momento ao escrever, cimenta-se em mim a convicção da ligação deste grupo e do seu envolvimento nesta terceira parte da guerra mundial e de repente vejo os navios envolvidos no tráfico das armas para o iraque no principio de noventa, pois se sabe que elas foram por via marítima, e sabendo que o trafico sempre serve as desgraças, e que portugal, alguns, estarão envolvidos nesta questão desde longa data


da gravação da primeira relações publicas ite quadrado europeu do vi primeira serpente dia circulo na avi do no das duas setas a ama rica do cano quadrado europeu do fo do rá alvo dia e primeiro a tem cruz ux ad circulo do quadrado todo pistola dia circulo da serpente marin da marina homem e varte ros serpente us serpente co le, rato eco do oiro da primeira sis da visão, vi são, da ar ro rato espanhol dos acres inglesa gaio la ad as sem et serpente dia este grupo e dos europeu ingleses vol vi homem cruz do circulo ne sta pe rato circulo da eira pa ar aret arte da gata ue rato rá ,mãe di al e rato ep ren cruz nos entes espanhóis vaso e jo os na vi os inglesa vol vi no cruz rafai co dia primeira serpente ar maria às pa rá circulo ira quadrado europeu no pr ric ni pio de noventa do vaso inglês kapa da cruz primeira do pó is serpente abe quadrado europeu e la serpente fo ram portuguesa vi primeira mar It ima e as be inglesa que morrera, mo rr e rá E


E que todos este foco no extremo e médio oriente tem sido foco infeccioso da permanente infecção, foi por ela que se perpetuou a terceira guerra, e não é por acaso que o povo judeu, que foi por ela muito afectado, está hoje no local, onde já esteve e onde hoje se mantém , por onde continua a passar a infecção, e ele como povo e outros a seu lado a sofre e o mundo sempre em sobressalto


quadrado europeu cruz dos este forte oco no ex teresa termo mo e mé di circulo ori parente sid forte oco em fé cio cristina coutinho, cc, serpente duplo circulo da portuguesa e rata mané parente da né na fe cc são do quadrado europeu pe e rato rp et circulo vaso primeiro da terceira gato ue ur guerra e português acaso ac a serpente do circulo quadrado europeu do circulo do ovo português judo europeia ao homem príncipe espanhol e homem maria teresa


Recordo freitas, recordo uma especifica fotografia de freitas no palácio das necessidades ainda durante a fase mais tensa da guerra em seu final na visita de um alto representante do irão a lisboa, depois de eu ter escrito mais um texto a apelar ao entendimento, e lembro-me sem me lembrar no exacto da foro, mas recordo com clareza uma estranha posição de sua mão, uma expressão conjunta da foto, um surdo dizer de uma aliança mais profunda que ali existia e um sinal, um qualquer sinal que ali era dado, assim na altura me pareceu, e penso, que freitas sempre esteve contra esta guerra, pelo menos assim em sua aparência, me recordo dele no cordão na igreja de nossa senhora de Fátima antes da invasão começar, e recordo em mim uma frase que ouvi no espirito há muitas lua e que dizia, se for preciso levantaremos de novo a cruz, uma frase que me arrepiou na altura que a ouvi, pois levantar cruzes é para crucificar, e tal, me faz sempre arrepiar, mas que cruz, que tipo de cruz, se referira o espirito


no pal do cio ne ce ss ida do pai espanhol, dia ur da anta primeira fa do forte az maria si da tem as circulo em junta da fóro da di cisão da maria primeira serpente urde circulo primeira ali n ac serrilha ao kapa cruz ur primeira me pa do ar ce vaso e pen da são quadrado do rá freitas em serpente ua par de chapéu em cia me rato eco circulo rca rato cá circulo, fá da rima das formigas no vaso da são co me eça rato e rato circulo dos orcs a mim, primeira francês ra da serpente quadrado europeu me ar rato que piou , ou pio vaso na toda ur ra europeia ao vi do po is kapa lke lie van cruz do ar circulo ur das urzes da ze serpente e da mãe alta forte az sm me ep e rato e primeiro rr e terceiro piar do pi do ar maria primeira serpente europeia circulo do rato uz da cruz do quadrado europeu da tip circulo da cruz, se rato efe rato ira circulo espanhol do duplo pi rato cruz circulo do par do português da cia




E na igreja de nossa maria de Fátima, em frente à casa onde a minha família na altura vivia, uma cruz foi erguida contra mim, na altura do natal, e me vem a memória o encontro com os indianos em vésperas do tremor


maria do fati me a Ká serpente min himem primeiro forte ami lia sna san toda teresa vaso rá da via do vi, da primeira cruz erguida na grande turra do nat e me vaso em me mória circulo inglês muito em cruz do ro com. do os india no serpente em vaso espanhol das pêras da sp e rr as, do pé da serpente do rá dia circulo da teresa remo mor


Haverá portanto uma antiga aliança entre alguns daqui e do irão que tem acesso a conhecimentos da tradição de como levantar cruzes à distancia, e que essa cruzes são decididas de levantar em momento de crise, e crise era o que ia no mundo naquela altura


ao homem da ave do rá português do porto, colorido da tia primeira da antiga formiga ali muito sá e inglesa toda pistola dia primeiro quadrado ei e dia do circulo da grande ira quadrado europeu ace ss circulo primeiro em homem dos cimentos da teresa ra di cão da são, do co do mo le van teresa ar circulo ru uz espanhol francês di serpente teresa onda AA e cia são dia espanhol pam Cid e da ad serpente


Também eu sempre estive contra a guerra, também eu defendi sempre o irão na questão do uso da energia para fins civis, pois se os outros a ela tem direito , não é sustentável que o irão ou qualquer outro país não a tenha e antes deste considerando moral de igualdade entre nações, que é em meu ver sempre garante de um maior equilíbrio entre todos e consequentemente premissa de paz, se as nações enquanto existirem se sentarem a uma mesa comum e entre si falarem e resolverem o problemas em vez de os algarve, a noção do uso deste tipo de energia é muito perigosa, também pela passível utilização para as guerras e portanto deveria o mundo e as partes ter o bom sendo de procurar outras de menor perigosidade


do tam segundo na europa da sé mp rate ee serpente cruz ive co muito teresa rá , primeira gata europeia rr primeira tam segundo em europa dia efendi da fun da di do circulo da ira grande da onda, serpente us décima ave da vareta quadro do europeu do circulo do irão mo ral de vareta da gula ad la do pai inglês teresa ratai e muitas ondas de aço em espanha e quadrado dos ui li vr do brasil do rio, serpente pr circulo segundo le maria serpente dia os ag ar ase ar e primeira no cão de serrilha dia circulo us dia este tip circulo inglês e rato gi té maria segunda em pé lá pá ss ive angulo vaso til iza cão de serrilha dia eve rato circulo mundo e no no rato pé de rio do si do pai a la r v ee espanha


Mas aqui existem outras questões histórias, existe a primeira parte da guerra, existe o trafico que terá levado a morte de Adelino e sá carneiro e ainda um outro homem na cimeira de alvor, que colocou pela primeira vez Portugal como palco de actos de terror internacional, se não se falar nos que aconteceram nas libertações das colónias e durante a descolinização


da maria aqui ex site no rte ad do homem ino pr ro ot vaso gal co do mo do pal co de ac teresa os de cruz rr de or circulo da vareta meira de alvor do vaso da serpente dos libers

Li segunda rta cólon ia serpente e dia ur a tia primeira dia espanhol serpente co li m, lm iza cão de serrilha da niza ram


Será então este apoio mais do que um apoio pelas correctas razões morais, terá sido a continuidade de um apoio, de um negócios, escuro que deu em mortes com ligação ao extremo oriente? Esta e a primeira questão a Freitas


serpente e rá maior inglês este ap, primeiro po oio mais, primeiro ne gato do circulo cio serpente espanhol curo quadrado europeu mo rte serpente com li gato cão ao ex teresa remo ori ente, ponto da foice espanhol ka st e pr ie em ria primeira fé rita serpente


Morreu também por estes dias o médico que autopsiou o sá carneiro em ansiões, que está também referido nestas ultimas letras deste Livro


do mo rr europeu cruz primeira manhã, segunda portuguesa este serpente dias circulo mé di co quadrado europeu auto ps iou, abe ce diário serpente do circulo do sá carneiro em serpente io da onda do circulo espanhol do pan do hil teresa primeira manhã em rato efe fei rato do ar do espanhol st as vaso vareta grande tim as le cruz rá serpente dia este li vaso ro


E sendo que esta morte se dá também síncrona com estes acontecimentos recentes e a inclusão destes personagens e assim me parece que o circulo que foi feito nos olivais para o derrube da avioneta terá tido a participação de alguns de rio maior


Dia da primeira seta teresa da primeira manhã, segunda em sin circulo ron primeiro com espanhol serpente dupla da té, par arte tic português cão de serrilha todo pistolão de rio mai do oiro da onda sobre o circulo dr do rato la cruz ivo ao pe quadrado un circulo sis mo par


É preciso aguardar maior detalhe relativo ao pequeno sismo par melhor iluminar esta questão


E o baltasar , deverá ter sido a faca, ou uma delas no circulo feito, com conhecimentos da tradição que ou vieram de África ou do irão, e começa a fazer mais sentido que daí tenham vindo e quando caminhava para aqui depois de vir da bomba , agora me voltou a consciência os modelos de avião do sandro, o sandro que gostava muito na altura dos guerreiros e dos exércitos nazis, e me veio a imagem de um dos seus modelos , do cesna ter sido usado no ritual, de levar uma mocada em cima , a imagem d o que se passou com a queda do avião


e, circulo do bal da bala teresa asa sar fé It circulo com, em homem da companhia mn teresa os da cruz do rá di cão de serrilha circulo europeu do vaso de af rica dia do circulo da grande ira do co de Meca primeiro forte az do bo mn ba , ag da ora mé vaso vareta grande teresa circulo do caso primeiro e circulo em sci espanhola da cia, os mo dia dos elos ac do san dr circulo europeu gato is serpente da té ava, ou av primeiro muito tó na primeira grande ur di s os gato eu rr eri, rei ro serpente dia os e xe rato circulo It os no ritual, ba homem alto ara ira dia os ce ss ana us ua do dia no til rito ual todo rei


E contudo nestes últimos textos estão considerações sobre o bolama que remetem também para outro pais , outro conhecimento da tradição que tem origem nos nazis, nazis de origem alemã que depois terão passado para a América central e para a África do sul, um circulo que se manteve depois da guerra acabar, pois a fuga dos que fugiram, foi preparada, não viajaram propriamente dito sozinhos, mas com avultados bens e provavelmente mesmo armamento, ou seja abre-se ainda mais o espectro das possibilidades dos conhecimentos da tradição, da proveniência dos conhecimentos da tradição usados.


e circulo em ne st espanhola vaso vareta tim os teresa ex e x cruz os e spa ana em di sid dr E e rá grande da onda sobre o circulo oe serpente circulo br e circulo bola da ana quadrado europeu met e maria tam segundo c rm em homem da cie mn cruz circulo da teresa rá di cão de serrilha no serpnet nazis pa rá a me ric a na primeira manhã circulo inglês cruz ral e pá rá a af ric a do sul me serpente do mo da arma mm homem cruz circulo dia AA serpente po ss di bil sibila em homem mn companhia das cruzes da pr ovni inglesa de chapéu cia em he cie mn cruz os ra ss E , ove ni en cia e st seta primeira tam segunda maria doc vaso homem do tao príncipe un cruz do pr circulo piro hit bit ler


Esta tradição está também documentado junto do próprio hitler, que pelo que se sabe e pelos livros que se conhecem ter sido dele, assim o diz.


Certo, certo em mim, a relação do baltasar a rio maior, essa certeza advém da terremoto em ligação, e provavelmente a outro local, onde hoje se deu estranho fenómeno climatérico localizado, que arrancou castanheiros, partiu completamente as arvores e ainda granizo salvo erro em trás os montes, sendo que castanheiro ou é nome de pessoa, ou local de pessoa com outro nome, a ainda haverá no circulo feito mais alguns, assim indica o numero dos vistos na altura em que a imagem se desvelou, sendo então provável que outros tenham vindo dai de trás os montes


rato do cão de ela dia circulo da bala lata ser a rio mai or ad vaso e maria da terra e da moto no fe no meno, ou feno do homem da fé maior, circulo lima té rico lo ca li iza , quadrado europeu do ar ran circulo castanheiro serpente par ti vaso eiró que é no da mé de pessoa, no mne a ian homem ave rá vi serpente ro das toas pr ova vaso el


E outra história antiga me surgiu quando abri as antigas caixas, do tempo que eu era fotografo e calhou ter um atlier na rua coelho da rocha que era pertença de uma das primeiras escolas de manequins em portugal, pertença da helena napoleão que tinha um irmão , o fernando, rapaz sorridente e bem disposto, que pouco fazia, pretendendo fazer, e que eu também nunca mais o vi depois desse tempo em oitenta, quando eu conheci a monica lapa e quando começamos a namorar


do primeiro em li , rato da mentira da rua do coelho da rocha e b em di serpente da posta grande europeia cruz da manha segunda em nun do ká europeu do circulo da vareta a mo nica la ap a c me cá do mo serpente namora ar


E depois em tempo recente me apareceu de novo o nome de napoleão à baila, na câmara municipal de lisboa, o de uma vareadora que eu durante algum tempo, pensei ser a helena, até lhe ver a foto, e com a câmara existiram novos episódios durante já a existência deste livro , com a emel eno parque da serafina em monsanto, com a segurança das crianças, com relação ainda por analogia a Itália com monsanto, a casa do berlusconi onde os senhores da guerra, inclusive durão, uma vez se reuniram


Circulo do leão nap *a ba i la na cam ar a maria un cip de lisboa primeira vaso do ar rea dora pen sa ei maria helena do forte oto e com primeiro ca da mara ex is serpente que tira à maria muitos ovos ep is sódio de dio serpente dia ur ez is ten cia dis este li vaso ro, com primeiro mel eno par quadrado europeu da cera da serpente do rá fina em mon santo segur danças ana da loja do gi primeiro italiano a Ka AS do b lu serpente do co ni no lentes de contacto us serpente ive dia ur grande


E recordei um trabalho que fiz por intermédio da helena napoleão, um portefolio, de uma rapariga que apareceu com um figurante a seu lado para o fazer, o norton de matos, o jogador de futebol e me recordo de irmos a quinta da regaleira, onde os oreys em parte viviam, recordo-me dessa tarde , e ter conhecido um orey que só uma vez vi e que muito me impressionou e depois andamos a fotografar o casalinho pela paisagem, recordo que o norton não tinha jeito nenhum para aquilo, parecia ter engolido um garfo, tinha uma expressão sempre igual, sem expressão, e não se conseguia melhor e depois a rapariga ou o rapaz ou dos dois iam para o Algarve e ela insistiu em que eu e o antonio saraiva que comigo estava nesse trabalho, fossemos também e assim aconteceu, como ainda num outro decor, um campo de futebol, não sei bem se em Setúbal


E reco primeiro te rab ine no e rato médio dd helena muito ap circulo do leão primeiro pr ot e fo lio de uma rapariga do ero europeu ap e pa do ar rato do vaso europeu pei com., primeiro f dig ur formiga primeira da serpente do vaso la dia portuges ara circulo forte az e rato circulo norton, do tom do norte de matos, o jo gato da dor de futre. bo primeiro e me record circulo dei rato mo serpente a quinta da rega le da ira os o rey serpente em portuguesa arte viviam dos doze da primeira manhã, record circulo da mé dia espanhol sa da cruz que arde com homem cid primeiro do circulo do rey quadrado europeu, primeira vazo z do vi e mui da impress em perras de cio circulo do vaso no dia ep is anda mo serpente primeiro fo da cruz do agrafar circulo xá as da caso do linho portuguesa pai as general maria record do circulo europeu do norton , português par da cia teresa rato inglês gato gol ido primeiro fo do ar ex pr e ss cão cone guia me ala do gato do vaso e do ar do fo dia ep o is a primeira rapa ari do circulo d co do mig espanhol, cruz da ava dos do is iam pa ra circulo dada al la gato do AA. ar do vaso E do fo ss e mo serpente também doc cruz do ro de cor, primeiro cam po circulo mp de futre e bola dos muito ladrar da maria segunda em set un ub al no reno circulo reis cavalinho de cora


e andamos a fotografar mna praia e quando aquilo acabou me recordo eu e o antonio de termos encontrado um bar em Portimão com musica africana ao vivo, e de lá termos estado em grande e animada festa , que acabou numa jam session, depois fomos para ferragudo e dormimos na praia e na manha seguinte e que se deu o que agora olhando atrás se me afigura estranho, pois ao passar numas rochas cortei fundo uma planto de um dos pés de tal forma que tive de ir ao posto médico e isto é estranho, pois não me costuma acontecer estes acidentes em forma natural, e agora à luz do que sei da vida, parece-me ser isto uma assinatura de que algo se terá passado nessa altura nos bastidores, entre Portimão e ferragudo ou por perto


e anda do mo serpente primeira forte oto gato rafar mna p rai e quando ua aqui lo ac Ab to circulo do vaso me record europeu e circulo antonio da cruz do ermo serpente inglesa em bar portuguesa orti circulo rai mão com um sic primeira africana ao vivo, ou vi do vo e sta dia circulo grande ar anim, da primeira nima fe sta, quadrado europeu AA. muito princesa da manha da sessão da se pr n te da cruz maior ss sion na sé ao ar a ferre gato e dor mir na pira do homem se gun muito ite a figura ur a et serpente rato na ho da fun primeira portuguesa lan do circulo da cruz portuguesa da acento espanhol do monte alto da me di co e ist em co sn truz do vaso mama ac espanha dupla cruz acido e dentes na forma no ural pa ss dia circulo no serpente ba sti dores, inglês porta do po do rat e mão e ferra agudo do circulo do vaso português pe rto am


ferragudo onde a primeira vez que ao algarve fui, meu pai parou para perguntar a uma senhora uma indicação e quando arrancamos eu lhe perguntei, que lingua era aquela que as pessoas falavam, ainda as pronuncias eram cerradas e não estavam contagiadas nem normalizadas e todas estas memórias estavam dentro de mim até dois episódios mais as terem de alguma forma começado a articular, uma estranha história de um rapaz que ia de carro à noite ali pelas banda de ferragudo, de ter levado com um pára-quedista em cima que depois desaparecera, quando ele o procurara, e tendo ele a noção que lhe teria passado por cima de um braço ou uma perna, a atropelamento, era o que na essência se tratava que me ficou a repercutir, mas um estranho atropelamento em que a vitima e não o condutor desaparecera e depois um dos textos que escrevi sobre o caso maddie, em que interpelava a policia de investigação do porque só passado um mês se ter dado conta da existência de sangue no apartamento, e logo no dia seguinte um inspector do algarve a responder em forma meia ou menos que meia, não sustentável, que não tinham procurado o sangue porque o algarve é um local tranquilo e portanto não lhes tinha passado pela cabeça que poderia ter sido um crime, e então somando, o que me parece , e que também no algarve, se calhar durante essa viajem, a das fotografias me terá sido feita uma cruz, que essa cruz terá tido inclusive a participação de alguns elementos da policia e que se calhar fora contra mim feita a acusação de que eu teria atropelado alguém e fugido, a situação em seu inverso.


da mordida aguda algarve fui da pa do ro do vaso par do pe do rato gun da teresa rá a primeira as sne, serpente sul norte né hora ar ra n.c. mão maria ness pe da gun tei ps so as forte ala da ava maria s sta vaso conta gi ad a s e nm norma li iza e me mor ria espanhola do vaso maior r ti circulo do vaso lar rp az quadrado europeu ia de car ró ali das português do pé das elas das bandas da ferra do gato dão de teresa primeira eva serpente dia circulo com , primeiro para quadrado dão di sta do circulo pe Rn a em rp primeiro homem tó e rá espanhola serpente em cia rep. e rato curtir em ro português la ame ente circo ca serpente circulo maria mad die en te rp pe la ava pa lo cia do português roque serpente do acento do circulo pás sado primeiro maria onda espanhola se teresa dad circulo e xis ten cia, san gato ue no primeiro par art da ame inglesa teo no spector do algarve do ac inglês to rato espanhol sp serpente do po dia rato ene em forte or ma ia ou me no s ep ren te muito cão serpente us tem cruz ave primeira e um lo cal cruz ra n quilo e portuguesa orta tin segundo homem pa ss ad ca do bela quadrado europeu po dia eri sid circulo primeiro e também nó no Al grave , cruz et rá tid circulo par tic pá cão em cruz da corda primeira do circulo ad todo gume e fu gi, primeira si do tua cão em se vaso in verso


baltasar, olivais, Pedro santana lopes, olivais, moradias e as imagens desveladas nas sombras da palmeira numa delas , o bico da mascara, pedro santana lopes mais tarde, durão Barroso, durão cruzamento no d dinis, mrpp e mirn, extremos que se tocavam, como alias se veio a ver ao longo da vida dos personagens e das suas evoluções políticas, freitas, o mais crescido, o homem que poderia ter estado por detrás da intenção da morte de sá carneiro, pedro santana lopes, a ligação a baltasar, durão aos elementos do mrpp, o que veio da América latina, um belo grupo.


Bala da ala cruz asa sar oliva ais pé raro dia circulo primeiro rp do pente da anta li pe serpente, oliva is mo rá dias e primeira serpente em agnes dis espanhol veal alda ala serpente rato ente, muito ás serpente circulo maria brás, ou segundo rá, ou br rá serpente da pal toda me ra muito primeira do dia de elas , circulo bi cio bic da maria sa car, nascar a pedro santana ma is cruz arde dia do ur grande ba ar rr osso, durão circulo rua z do homem da cruz do circulo , no dom dd di ni serpente e maria rn ez teresa remo s ep e te quadrado europeu se toca da mara ava co do mo ali is ia serpente vaso Io dia os pe rato s Don pt gato inglês serpente e dia AA ss serpente ua evo lu serrilha onda circulo espanhol do monte, po do português o li tic às do forte do rei circulo rá z , do circulo ma si do rato ec ido, circulo do ho homem quadrado europeu pei da corda portuguesa ode ria teresa rato espanhol sta ad circulo doa et rá serpente da caneta do rato E na ten cão da mor rte rato te de sá circulo ar do arne nei ni ró, pedro santana , primeira li da liga são a Ab la em cruz primeira serpente ar, dia vaso ur AA do cão ao às, que é homem cruz os do m rp do PP , circulo europeu vaso Io da ma e rica latina primeiro do belo, gato circulo rup. uk



Curioso, porque a primeira vista não deveria ser assim em relação ao freitas, talvez por isso, por ser o menos suspeito, o que mais provavelmente o fez, de todas as formas, e os senhores responderão ao que quiserem e o que não quiserem será certamente pela vida como sempre respondido, terá que existir aqui ligação ao tráfico da armas, este deve ter sido o que levou a morte, a sua descoberta e que ia ser desvelada, e assim quem a ele estava ligado, teria cometido o crime para o encobrir, se se verificarem ligações entre estes e as linhas k da navegação, o pedro luz e, o grupo kapa da noite, então tudo isto adquirirá a sua substancia, de toda as formas é tempo da verdade vir ao de cima em modo claro e importante é para o mundo que as armas não andem a ser traficadas em modo indevido e acrescentando mesmo, em nenhum, pois ainda falta o pão a muitos


circulo uk rio os circulo português or do quadrado europeu vaso circulo companhia do circulo do vaso do lo do ista muito cão dia eve da ria se rato pei r miro ss si maria em rato ela cão ai forte rei cruz primeira serpente, soci rc u lo me no dupla serpente us sp pei cruz europeu ma is português rp da ova vale caso el que mente circulo fez, ex isi cruz rat aqui li gato cão cruz rá fic da ar má serpente da caneta da rn no este dia eve circulo ur z rato sid circulo europeu primeiro evo vaso primeira mo rte, a se pente ua dia espanhol sc circulo segundo e rta eq eu ia serpente rato esa espanhol dia espanha velada da ela ad primeira e primeira ss em co do met do circulo do rim pa rá circulo inglês co br e rato se vaso eri i fic ca do ar em li gato serrilha da onda sobre o circulo espanhol inglês cruz re dos esses a primeira serpente lia, lin, homem k da nave gato da são , circulo pe do dr circulo da luz , circulo gato rup kapa da no ite inglesa ad quadrado da ara do ui rato ira primeiro a serpente ua sub stan cia que é te mp circulo do vaso da herdade do vi rato de cima em mo do circulo primeiro aro na porta da rta formiga, que é pa do rá circulo mun dia quadrado europeu primeira serpente armas muito cão ande maria serpente e rato cruz rá fic ad as em mo do inde vaso ido e ac rés serpente sincronismo dos cem da senta da serpente espanhol da primeira cruz me serpente mo em ne muito hm hum po is ai da forte ala ao circulo do pão primeiro um It os



e no final da noite em que estou a escrever na cineteka, em que me apareceu o baltasar logo um estranho evento se deu quando acabava o texto a ver se ainda o publicava, coisa que acabou por não acontecer nessa noite


era meia noite, hora do galo do crime e do terror, e o pc de repente se apagou e eu perdi de novo parte do que estava a escrever e perguntei ao rapaz o que se passara e ele me disse, que tinham feito uma programação que fechava os pcs automaticamente nessa hora e eu lhe disse, sendo eu um cliente regular, e mesmo que não fosse , se vocês alteram a política de condições em modo distinto do que vinha a ser praticada, deveriam então previamente avisar os clientes para que tal não acontecesse, e assim ficamos até ao dia seguinte eu falar com o dono, e o dono me disse, que não tinham feito nenhuma programação semelhante, e que tinham visto as imagens da câmara de segurança e que não fora o funcionário que desligara o sistema e assim sendo a crer na sua palavra outra razão externa, quanto externa , se teria dado, em mim, era clara, escrevia eu naqueles dias sobre o baltasar, freitas e camarate, e me aparecera ele, e ao aparecer, o meu trabalho, que é parte minha, logo se perdera, o computador entrou a negro de repente, a minha janela já não o era mais, e as questões que escrevia nessa noite como de costume, são delicadas, muitos se entretém a boicotar-me, estava para mim em espirito feit5a a prova


quadrado do europeu espanhol e sat vaso primeiro a espanhola , rato eve e rato português e rato gun te vareta ra pá dos z id pc serpente toda terra ra maria ram a po li tic a de circulo em di circulo serrilha da onda em es, cam mara de segur ur rá da dança e ra quadrado clara, espanhol vaso e rato da arte do circulo da via europeu cana do ar da ra té de camarate teresa rato, ou cruz rato bal homem circulo quadrado europeu par arte mim primeira homem, dia Eli li ca dias as mui cruz os inglesa cruz e teresa em primeiro boi cora rato traço me espanhol cruz ava aval pa ra vareta entre duas marias em espanhol pi do rito fei cruz quinta AA. pr ova iva do vo ce serpente difer ren circulo cá cic cia no forte duplo primeira serpente e circulo do rá maçon, pa ara ra agrafo de circulo li ima italiano


portugal estava a ganhar, agora perde com a croácia, me levantei, diferença vinte e cinco pontos, dois fools no ecrã escrito, deverão ser os de cima mencionados

sendo que o parágrafo de cima itálico, maior prova fez e mais estende as ligações de camarate



Algumas considerações complementares a pontos abordados no texto que deverão ser lidas no contexto especifico das afirmações produzidas sobre cada um deles.



No caso do justino pampelona, no avião que arrebentou o pneu em pampelona, e que desvelava na sua jante os parafusos, os parafusos que terão sido postos nele e possivelmente em mim, pois me diz a minha intuição, também o seu falecimento me ter sido por alguns, os que o fizeram, ou proporcionaram, ou induziram, atribuído à minha pessoa, mais uma das cruzes postas nos tais secretos tribunais de alguns homens que assim se sobrepõem a justiça clara de um normal estado de direito, e que por esta razão e deveriam ser todos acusados, um jornalista português no avião ia, salvo erro, o paulo fidalgo, um jornalista da rtp, e assim sendo o fio da morte do pampelona a ele de alguma forma estará ligado, ou em acto ou em acusação e me recordo agora de um escrito também mais ou menos nessa altura do nuno rogeiro do correio da manhã on line, a dizer que na altura, não sei se esta ou noutra, mas o processo de acareação de testemunhas é sempre um mesmo, lhes tinham posto um papel á frente para assinar, papel esse que diria assim se terem passado as coisas, sem mais nada ter acrescentado, nem especificando ao certo que assunto se tratava, e por isto, is rp st p, este fio deverá por quem de direito se ainda os houver, ser investigado de forma a clarear a morte do justino.


príncipe us serpente do tino pam pelo na no avião quadrado europeu ar rato bem cruz do vaso do circulo do pn ne em pampelona, in tui, cruz e cão tam se gun da maria circulo só do vaso forte a le cie do homem da cruz do circulo, mé, pr circulo do pó do cio na ara maria do circulo do vaso hindu uz vareta ram em rib vaso id à min do homem primeiro do pe ss circulo primeiro sé serpente do circulo br ep pô em a princesa us tic a , ac usa a serpente príncipe junior na lista porto gato ue serpente no avião ia, circulo serpente do sal vaso circulo e rr paulo fi da que foi, primeiro principie pr na lista da rtp da mor da cruz e do pampelona, ou portuguesa primeira manhã do pe elo a ele do vaso mes circulo rito tam segunda maria ro general vareta do ró do co rr e io do onda sobre o primeiro homem do correio da manha on lin E, circulo la do ar primeiro mor rte dia do circulo príncipe us tino, dia da espanha vaso da maria era espanhola e sec i fi co do sir li pa serpente pa vareta ho muito primeira do homem tó rogério


do avião deitado ao chão em congonhas.


A volta do tempo do acontecer deste negro evento, ouvi um grito peremptório no espirito vindo do brasil, que me dizia, foi o estúpido do pires, e me subiu a cabeça de imediato o jorge pires, não sei qual será sal ligação com este evento , ou outros, nomeadamente outras guerras que terão sido feitas a partir da sua intervenção, de qualquer forma creio mencioná-lo como mencionei as suas ligações ao carrilho na altura em que ele era ministro da cultura


Dia circulo avi cão deitado em Itália primeiro circulo suíço do homem que ladra no congo muito homem às, primeiro vol do circulo da te mp do ac on té circulo e rato dia este ne gato ro eve muitas cruzes no circulo do vaso vi primeiro gato rito pe rem toiro rp do assento no circulo do no espanhol do pi rito do vi do brasil, quadrado europeu me di izi primeira circulo do espanhol tupi dia do circulo do pires e me serpente do vaso segundo primeiro cab eça e me dia tó circulo jorge pires se rá cruz maior primeira do sal li do fato cão com, da serpente ua em serpente teresa e rato vaso inglês são cão da onda no circulo do quadrado ual europeu circulo rei men cin na lo do co do mo, homem do cio nei as sa us li gato das ligações carrilho na alta ur primeira quadrado dele e rá ministro da circulo uk teresa ur primeiro, mp cruz circulo rio no mp oe maria ss serpente circulo br E, primeira mate ria de congonhas


Depois outra menção se impõem sobre a matéria de congonhas.


O que eu li foi o que eu li, como sempre, as associações entre paris, Sena, e congonhas e Polónia em parte da leitura de um blog brasileiro que fui parar pelo da nina do clube das almas inquietas, e sai eu das sua posições políticas contrárias ao governo do lula, para ter ficado em mim uma sensação que assenta em outras, que eventualmente poderia ali haver um pó de batalha política, e mesmo assim sendo, se o foi ou é, não desdita o que escrevi do visto.


Circulo maior quadro europeu li fo e circulo quadrado europeu li co mo se mp re as primeiro ss circulo li cia serrilha circulo espanha e b galês cruz re português gus ari serpente sena e congo e polo ni primeiro em portuguesa arte da lei da cruz do ur primeiro de primeiro bla circulo gato segundo 4ra silve eiró br a quadrado europeu forte ui português pa ar ra do ar pe lo nina do circulo lu be das primeiras amas no quadrado do ui eta serpente e serpente ai europeia dia as serpente ua pol iti ca serpente em cruz rá rias a circulo gato ovo e rato no do lu de la pa ra teresa e rato forte ica cia ad circulo a mim vaso ma sem sa cão de serrilha quadrado europeu eve muito minha ale le mn teresa portuguesa ode ria ali homem ave rato um pó e bata, da ba da talha do po do li tic primeira e me serpente mo se muito dia circulo dia espanhol sdi dita circulo quadrado europeu espanhol circulo revi do vi st circulo



Acabou de dar a noticia de um acidente em brasil, fluminense, cruz dois comboios, 600 a 800 pessoas em comboios, um choque em cruz, nova Iguaçu, aparente falha técnica na sinalização, 11 mortos, de novo a assinatura da dupla unidade


Ac Ab dia ar not r cia dia um ac e dente em brasil , brasil rá sol full Lu min ne mine inglesa sé circulo ru z segundo com b oio serpente 6 00 e 8 00 pe ss circulo irc ua às primeira ch circulo europeu em circulo ru z muitas ovas coluna gato ua ac serrilha ao vaso ap a ren te fá te circulo ni ca na sin primeiro iza são, ou cão de faca



As outras sensações são as seguintes, e as ponho aqui em forma publica, ela as responderá ou não se quiser,


Coincidência de seu nome via ex marido com o do procurador especial da usa, o fritzgerald, um post que fala de um julgamento sem o mencionar em forma clara, mas dizendo que em seu entender era ou fora melhor assim e uma antiga sensação na altura em que me crucificaram, e do julgamento on line que me fizeram que sempre em meu peito ficou de alguma relacionada com ela, levou-me uma vez a escrever-lhe , perguntando se ela conhecia a teresa guilherme e outros portugueses.


Alguma razão existirá para a senhora ter levado com uma avioneta em sua casa na Biscaia, uma assinatura ali se desvelou durante esta parte da mesma guerra de sempre




moeda circulo den cia se vaso no me vi a ex mar ido com circulo do pr do circulo do cura dor espanhol sp da pena cia primeiro da us a , o fi teresa rato general ral dia um post quadrado europeu do f ala do primeiro julgamento do príncipe ep olga homem da cruz doc circulo ant sem sa cão na lata ur primeira em quadrado europeu em que me crucificaram , dois xx e fi cá da ara do ram em li ne rato, do cio dela na onda com e la le vaso circulo do vaso da seta à mé primeira e z a espanha circulo muito homem da cia primeira teresa guilherme e circulo vaso cruz do circulo serpente porto gato europeu da serpente espanhola, o fritz do dia geral


Passou agora carro da policia cuja matricula me disse, ser o 13 elemento do muito b, em 99 , da cruz que me terão posto nessa altura, relacionado com os eventos da expo e de Moçambique aqui no Livro narrados.


Rato da onda do cio de ela com os eve par da expo e de mo cam ss segundo do quadrado europeu na Grécia e gato rato cia


Na Grécia,


Uma casa que não ardera, não percebi no certo certo se era lá que estava a mãe que morreu abraçada aos seus quatro filhos, ou não


A casa é uma seta para o ar, assim desenha o telhado em seu meio.


Os brinquedos aparentemente abandonados pelas crianças em sua disposição , mostravam um semi circulo do comboio, no seu interior e junto as linhas um chassis com rodas azuis e tronco amarelo, e depois pareceu-me um carro de corrida tipo formula um, preto, grande, maior que o comboio, que me lembrou o ferrari negro e depois outros que não consegui ainda identificar.


primeira ca sa quadrado ar dido, dia do ido português e rato cebi, ce bo no cc e rto se e rá lá quadrado europeu dp et ava, circulo maior serpente segunda rim, que é donde se diz na vox populi ser a força do dia Ab bp do quadrado ua do dr ro serpente ap primeira ren temente Ab am dona dia circulo serpente se pr muito té, português de elas circulo rato ian das danças em serpente ua di sp, veloz, ma is curta, do pó do sic da di cão mo serpente da cruz do rá ava da primeira manhã, primeiro circulo do co maria do comboio , no serpente europeia do ro da ep de pia ine cruz rio rato e príncipe un serpente da cruz do circulo as lin primeiro chá serpente sis com., ro dia primeiro serpente azul e cruz do ronco na ama do ar pequena e de po is par e ce céu, traço à mé primeiro circulo ar do ró de cor ida tip circulo do forte do or da mula primeira pr et circulo , gato ran europeu pei com bo io , quadrado europeu me lem br circulo vaso ferra ari, ou fe raro rá ne gato sic circulo de po is e den italiano forte car circulo ar


Vi eu um ferrari na bomba galp, conduzido por um jovem que não me pareceu ser português, em noite recente ao subir do rio, um ferrari preto, com o capot traseiro transparente onde se via o motor vermelho e cuja matriculo indicava o VV , vaso duplo, ou vaso da vingança, por qualquer assunto que se teria passado no principio da década de oitenta


do vi europeu primeira fe rr ari na bo mba gasolina circulo no dia uz ido português primeiro jo vaso inglês quadrado europeu pei me par e circulo europeu ser português da onda ep san homem ola ao circulo da serpente segunda do rio, primeiro fe rato ari pr et circulo com., ca do pot pt circulo ra z na ra da asa do eiró da cruz rá serpente sul norte pa ren da ente da cruz espanhola sevilha circulo mario oto rato vermelho e circulo do vaso do príncipe primeiro já indico ava do circulo do duplo v , vaso dia elevação do lo ou vaso do circulo do ás da vin homem gato da dança portuguesa quadrado ual do quadrado europeu primeira serpente em un cruz do circulo pa ss ad circulo no irc fulo do português rin circulo ip pio da década dd cad da ad primeira


Temos aqui o semi circulo do comboio, sendo que muitos foram aos comboios explodidos, um semi circulo que abraça as minhas cores, e depois um formula um, um carro rápido, um ferrari, o ferrari negro e o Porche que chocaram na estrada em espanha e a continuação doa certo de contas a se estender à Grécia, sendo que a seta aponta o céu, donde estará ligado com as quedas dos aviões em rajada da hélio, que por sua vez está ligado à morte do chefe da igreja ortodoxa, que por sua vez aconteceu no seguimento da morte do embaixador americano em Atenas


cruz grande e mo serpente aqui circulo semi, do bo com io, mui do ram circulo primeira serpente do quadrado europeu Ab raça as min homem primeira serpente cor e serpente dp oi, serpente primeiro do forte da mula primeira car ro do rá do pi, primeira fe r ra, do circulo do fe r ra ne gato ró e circulo português oiro che quadrado europeu ch oca ram na serpente et ra ad a em espanha e se inglesa da tem dia e rato Grécia, gato do aro do rato e cia serpente inglesa kapa quadrado europeu a serpente eta ap circulo céu, dia onda espanhola cruz primeira rá li do gado com, a serpente quadrado europeu das dos avi circulo da onda espanhola em raja ad a da he do lio élio, espanhol seta a primeira li gado à mo mor rte do che efe da careta do gato rato el ka , relka, orto dia ox primeiro vaso ez ac em teceu da té do céu, ou da céu, no se do gui homem da cruz do circulo da mo rte dia circulo em ba ix a dor da ama rica co em Atenas


Ou seja, um dos semi círculos que se fechou a minha volta, é o semi circulo do comboio espanhol, sendo que estará também ligado à queda dos aviões , e do chefe da igreja, sendo que o outro lado nesta questão parece ser a América, pois é o primeiro evento, a manifestar-se


circulo maior se príncipe primeiro do primeiro semi circulo quadrado europeu se fe ch circulo vaso dupla dor avós, primeira min homam primeiro vol cruz primeira , é o semi, sir do chulo do co muito no io espanhol, cem quadrado europeu espanhol primeira cruz rá tem segundo em li gado à do quadrado ed primeiro dia os avi onda circulo espanhol e che efe da igreja do envio quadrado europeu duplo circulo ut ro la ad circulo ne serpente rta quadrado europeu espanhol seta grande se rato primeiro ame rica po is maior cruz e prim eiró eve do vento primeiro mani festa ar seta a sé par ce a me América, a ima gema muita cruz serpente té dia do circulo ferro ari, a ima gato inglês ral maria na galp na mo n teresa rá do bal do cão circulo amado, via do circulo e primeiro do padre miro à casa do alentejo, ca sa primeiro lente jo do inglês da te jo do tejo



A imagem antes do ferrari,


A imagem na galp na montra do balão o amado, via a casa no alentejo das duas bruxas, onde vivem duas bruxas


O balão que caiu no canada com onze pessoas lá dentro, sendo que ninguém morreu, a expressão do dupla unidade, do semi circulo de onze dos dois semi círculos de onze da imagem visível nos olivais com correspondência ao metro em madrid.


E uma criança com onze anos em inglaterra foi com um tiro morta


O retirar da vampe loira e do cão pela mattel, com ligação à china, por causa do ímans, magnetismo e tintas que envenenam , o cão que apareceu um dia na latina europa, num qualquer cio que nem montaram, que foi relatado no livro, e que depois de um dia para o outro desapareceu



circulo maior do bal da ala da lã do quadrado europeu ca vareta do vaso do no do cana do can do canada com onze l ota la ria pe ss circulo primeira serpente lá den cruz ró quadrado europeu nin do gume mor rato europeu , a ex pr e serpente são, dia do circulo da elevação un de idade do se maria ari ra dupla vareta II. circulo ric de onze dia os serpente circulo duplo, id semi círculos de onze do metro vareta mag em vaso isi vaso el no serpente oli vias com., co rr espanhol sp pon dia do inglês de chapéu cia primeiro, prim ro, circulo maria et ro em mad rid, circulo rato et ira rato da vaso da manha mpe lo ira e do cadela cd portuguesa mat tt el com li gado do cão à ch ina, portuguesa ca usa ímans, ima muito serpente mag net e serpente mo e y in cruz primeira serpente quadrado europeu inglesa vaso ene nma circulo do cão do céu primeiro na la tina eu rato opa da pá do ro num quadrado ual europeu cio quadrado europeu homem que monta a maria ara ar primeira rato da lata do no li vaso ro e quadrado europeu dia ep is que desapareceu



E uma mentira, uma mentira feminina da jovem rapariga no cabo de são vicente no dia em que eu e meu filho filmamos no monte da lua em sintra, no dia em que o Francisco disse, pai, deus está aqui e eu lhe sorri, e que acabaram no promontório de s, vicente, onde eu conversei com a rapariga ruiva e sardenta que me disse ser grega mas que não o era, assim percebi, pela reacção do rapaz que estava com ela ao chegar a nós e ao ouvir aquele pedaço da conversa, porque razão teria ela mentido em relação ao seu pais de origem, recordo a face do rapaz espantada, com a mentira, ela pedir-lhe o silencio e ele sorrir-lhe, as mesmas filmagens que forma usadas por quem com a mãe fabricou os argumentos de que eu eventualmente poderia abusar de meu filho e tinha posto imagens do francisco nu na net, o mesmo filme, da poesia, o filme que creio que terá sido invertido dentro de rituais., no quadrado europeu da cruz que me fez o ps , dois rapazes e duas raparigas juntos, me acrescenta o espirito neste momento da escrita, o quadrado da estrela da brigada de transito do zé dos bois


e primeira d homem inglês da tir do rá da primeira me inglesa cruz ira fe terceira menina nina da princesa do circulo vaso inglês rá pá de riga e no da cidade do cabo da serpente com cabeça de cão de vicent , no do dia, do duplo quadrado europeu e me europeia filho da fil. manos no ano da serpente no mo muito teresa da lu primeira em sintra no sin da cruz do rá, bo diamantino do dia da me formiga do tino quadrado europeu francês e cisco do circulo do isco da di ss, português ai da us e serpente cruz primeira do europeu serpente circulo rr da vareta ac Ab baram abram no pr omo mo muito cruz do circulo do rio de serpente vicente da onda europeia conversei circulo em rap rá português do pi do rá do iga rui do iva e serpente rato da menta da mentira do quadrado europeu da rapariga que disse ser grega , a rá pá de riga europeia di ss e serpente rato do gato da rega do circulo do falso rá circulo si primeiro inglês cio e homem serpente circulo rr vareta rr , quadrupla as mesa da ms filmagens quadrado europeu usa dia as portuguesas quadrado em pe di rato seta primeiro homem co circulo si len cio da lua e ar gume do homem da cruz os europeu eve par do tua le mn muito teresa po de ria Ab usa rato de me do vaso fil., homem doc circulo e tinha po serpente cruz circulo ima general inglês serpente do francês da cisco nu na net , muito et , circulo me serpente mo da fil. me do po espanhol si primeira da circulo ru z quadrado europeu me fi ez de fez do circulo ps , segundo ra pa ze serpente e dia ua us serpente ra da pá de riga de rit ua is me ac rato da centa circulo espanhol do pi do rito ne serpente cruz circulo mo homem da cruz do circulo da espanhola cita do circulo do quadrado da quarta ara rat da espanhola da estrela rato ela principie do vaso un cruz os me ac rato e serpente sin c ro ni s mo da centa circulo espanhol sp pi do rito muito espanhola cruz do circulo da cita, da b riga da brigada do briga do rá si to do zé dos bois


São mais dos que as mães os que se andaram a entreter em me cruzar, quererão porventura que vos retribua em mesma maneira e em mesmo modo, ou não sabem que um crucificado se faz cruz e cruz se faz crucificado quando por outros crucificado, malandros!


Duas visões aconteceram à volta da noite do ferrari, uma antes outra hoje, que deverá ser complementar á primeira

De madrugada na bomba da galp ao lado do cemitério, olhando o rio a arvore me chamou, piscava a luz em baixo dela, à frente do circulo onde ela está, e a arvore no meio cercada por três troncos com uma fita larga em pano duro à sua volta, fazem um triângulo, uma espécie de triângulo de transmissão de motor, como a correia que liga o veio da cambota a arvores de cames, ac mês, e distribuidor e assim desci e raparei nas tampas do sistema de rega, que dizem pcp hunter, o caçador do pcp, curiosa reverberação nas noticias sobre os partidos, do pcp se ter tornado uma espécie de correia de transmissão para o motor, ou seria para arvore, que a coisa até fazia de transmissão para partido aparentemente inconciliáveis, como se todo se sentam em mesma mesa?


forte az e no primeiro cruz da ria gato vaso lo primeira pe spa muito hola pé da companhia do cruz da chuva inglesa do mo circulo duplo thor co no a co rato rei primeira a ar vo rato espanhol ee de circulo ca mês e di serpente sti do bu e da dor e a ss em dia espanhol circulo da vareta e ra pa rei nas tam pa mp a serpente nas no tic as serpente circulo circo bre par Ari do pcp homem un cruz e rato circulo caça dor do pcp, circulo ur rio sa raro eve rato ba cão espanhol spa Ab homem primeiro espanhol pé da companhia português ari cruz do ap a ren teresa que mente em circulo com c i li ave is co mo se senta em me serpente maria me as ss.


Uma pena de pomba segunda no chão ao pé da arvore, no quadrado do circulo caída com acido , iv eco 44-30-fi bois auto stand 73- 51- homem nono de 64, o sexto do segundo do circulo do oitavo dos transportes, dos telefones do cemitério dos pássaros da florista da ana maria do circulo negro do triângulo maior à volta di quadrado da arvore do y , quarto do oitavo , 28 vaso E, p prata al mer a do si , que levou seta do 28, o professor da musica de alva la de, Botelho ferrando senta seita ni ss am da cobra no passeio em angulo que abateu com o pau circulo em Y deitado no centro das pedras brancas e lápis lazuli, o casamento que abateu, com os convidados em cima, grande jogo goleada da taça ue fa, ao lado dos três caixotes de lixo verdes os ramos no chão diziam W, três h AA invertidos rato Holanda, seta para o chã na vesica, luso terra metro ++, virgula, circulo oitavo, ponto virgula, 1 ss al c mix 8+ ex quadrado das cut orquídeas holandesas, c la ss primeiro, 37, circulo primeiro IA , 111 fiat ponto, traços azuis


pé da rá vaso circulo rato e no quadrado do circulo cais da portuguesa circulo au e la pi serpente primeira az zu uz li, circulo ca asa do homem cruz do circulo quadrado europeu Ab primeiro a mim, rato, homem eme ola lan da serpente eta pa ara a do chá no vaso espanhol pá Ab hol sic primeira, circulo maria ix oitava circulo ut york id e as homem ola lan e za serpente holandesa


a agua escorria da vareta metálica grande ao lado da parede de tijolos do ce mit é rio dos olivais, é o rio, dos oli ais, da uma grelha para a outra desenhando uma serpente de agua no alcatrão da rua , os pássaros da noite, aos montes, por ali, os pássaros da alma dos idos no portão e no muro do cemitério, a cantar sem cantar, cab antar da ante do rá da canastra, da can astra, para i duplo circulo montado em diagonal, o grande em baixo, o pequeno em cima do crematório dos dois rectângulos por debaixo da chaminé de prata de cinco andares


mo caminho ao lado do muro do cemitério onde as linhas do telefone e as eléctricas se cruzam, escrito 3 x , nos quadrados AA


pe quadrado europeu no un em circulo ima do circulo remos da cruz do rio dia os segundo rato ec tan gato vaso lo serpente


depois no chão uma caixa de cd da laura pausini, pancada no portão das laminas brancas, décima terceira faixa, uma milha extra, português ee limão vareta azul e branca de tinta negra, tem mega ro ll er circulo serpente, pi lhas toshiba ra mico serpente dr ra do circulo moll azul, cabos eléctricos , circulo do fogão, tijolos partidos,


por detrás do muro das laminas brancas em serrilha, os telhados de encaixe dos armazéns, fazem ondas de mar com o cubo do peugeot azul e prata e depois no eixo ao fundo a ponte vasco da gama, rota da india


cab sc serpente do circulo segundo pr ova de at le cruz is no dia 28 de março de 82, li segundo – pau filipe, ou paulo filipe, o do pcp, o hunter, o filipe das fitas, o outro, o loirinho, o que fora namorado da lu, agora vivendo na régua, assim parecia ser, visto ter encontrado as fitas mais tarde, o pau do filipe, do ba , um que faz vídeos


mo ch b di, junta da borracha de ice tea, bo raro ra do chá varte ce teresa primeiro


w dia ponto no vaso da gaivota inclinada 9 serpente 32 do quadrado E T canudo morcego duplo circulo, pc português x destruído, raio cat do ico cio


príncipe do y invertido w 9 serpente bico do diabo, irc seta gaivota e primeiro rato


16sri cruz ux 0 000 74 s ps pe ra s si es seis pontas


am pa france tenda iglo vermelho debruada dub br ua a preto em miniatura, coberta de carro de bebe pedregulho os persil va se v 1 pack, p ac k, vesica prata , saco verde, c ra z y k ds, citroem, mãe e filhos


6 le eu gaivota co pal sol com mar ao fundo, ni ce chico ca r la , luis , ni ce , cores do leão, cn, ll, rl, ta, a luis dança x andre


serpente yin yang bmg xi a tó Luiz nice carla luis , caixas de refeições de prata em saco preto, dan a col p ro ac t iv, arte e rosa e verde, k f musica century, lo ver why , william pit, city lights, rose la v r es, americana love ima ge s love emo tio kim ky sky go- i´m, iam winner


cab sc 29/11/81 pela , pe da primeira de 94 gato cinza nuvem em cima do do monte da areia, por mim no instante a passar, ao pé do antigo cat ra pi ll e r a vapor cujas rodas se ligam por uma ficha ao muro, uma ficha que é uma caixa de es fe ro vi te, cat laranja e preto toldo azul com ferrugem, ferro general maria ca pi tal kapa circulo rato e di t aqua ri us edi fi cio em co mar xu os i5 03/01 bmw preto e prata



Serpente cão maria si dia is quadrado europeu às mães os europeias, os se e ara maria primeira inglesa cruz r eta rato em circulo russa z ar quadrado europeu r grande rã portuguesa vaso inglesa cruz ur primeira quadrado europeu vo serpente e rato terceiro da rib do primeiro susto em me serpente am ria homem ne da ira da eira e em me serpente mo duplo circulo vaso sabe, cabo verde, que foi a primeira crucificada se forte az circulo rato uz e cruz x se forte az circulo ur cif fica ad a quadrado ua português circulo vaso cruz ros circulo rui fi ca dia circulo mala lan dr ro os , vareta da energia invertida, dia us serpente visões ac em teresa cream da manhã AA. seta segunda vol cruz primeiro dia da no vareta te do ferra ari primeira formiga circulo vaso teresa rá ho, primeiro vip pre pire E quadrado europeu dia eve rá ser circulo mp le homem da cruz do ar à prim eira circulo vaso jo em com ec serrilha circulo e no b lo li gato co pi do ar e co mp le eta tear ar rato


E hoje,


Id do pin in tarolas da serpente rola, pintarolas, que devia ser o do ferrari, o da bomba, o que se abastecia na bomba , que é botão da manga espanhola, dia ec eco y 9 ,decoy doce 9 da mistura do van jeca, seta da dupla dor, aurium, flora do homem kan dia Elza za holandesa, dos D.B. da senta do sessenta e nove em oitenta e dois, da rua do garcia da orta maia, ou damaia, no vaso e rato verde dio invertido do tecto ao chão, de avião, caido com acido, do arco com. AS com pal de cheiro de coca circulo la lassie c la s sic a yoga gi, you 66, primeiro mais benzina mais vara inclinada branca, ge primeiro eco mora ran primeira do circulo de Deus, da vareta entre dois circulo da estrela do pão fo raio maior na areia, dia grande ak ká do ar de Dakar, 600 gr, do circulo dividido pelo sexto quadrado, segundo do primeiro da vareta percentil do circulo do rio croix saint serpente vareta mp le serpente da net e cinco da dupla vareta de dois círculos pão padas, português ad a serpente o com produtos la circulo teo serpente, lácteos io gato bi do circulo li quadrado dan one e estrela i o g do dan up mor quatro, mais e estrela i o g mor na g circulo p eti da peta , ou português eti, e mais uma estrela igual, todas b varte entre dois círculos, com man te i gato da primeira tenda da di do circulo português rato do vaso teresa primeira da divisão do segundo do nono do br et espanhol, cailler, of serpente duplo vaso It se rato lan suicida, ou que se suicidou, suíça circulo rato cê man t do quadrado de prata a oiro, miranda ribeiro são João da talha, br circulo esperança, oli ss i po www, waw miguel bombarda, sopas serpente vaso ce ss circulo na porta da dor quadrado ian jin da régua do conselheiro de navarro, car i o ca do Ká da fé, f vaso na k do primeiro ano as te rico invertido no vaso verde de quatro vasos dois a dois encaixados, segundo do circulo com, prim ido serpente te c ni maria de semi circulo tam ox da vareta do feno do fé do no as, 21 43 721 70


Coluna dd dia circulo pin circulo ra uz da cruz prim maria rola serpente quadrado europeu de via ser circulo com lu circulo ferra ari, circulo do bo mab mba circulo quadrado europeu serpente Ab aste ase cia na bo mba , é bo otão da manga espanhola pan ola dia eco y nono da misteriosa ur primeira do van p ric n ip e primeiro serpente eta dia elevação la da de dior au rio maria forte primeiro circulo rá ho kan dia e za dos gritos da senta da se e no vaso e em oi tem cruz primeira e segundo da rua do gato da ar da cia do circulo rta maria aia circulo vaso dam aia no verde dio dia do circulo Tc cruz X circulo ao chá cão de Ac ca ido ceifado sai ar co com . a s compal com pila de che iro de co ca circulo la ss i circulo y circulo 66 pire miro ma is bem z ina mais VASP vaso ara do vara em circulo lina ad a brasileira anca , general latino e co mor rá da chuva do pire miro do circulo do dia espanhol serpente, vaso ar eta inglês cruz rato e dia do is do circulo da trela espanhola do pão forte circulo rai mai or na AA. rei dia ak kapa ar 600 gato rato do circulo di ivi didi pe lo sex cruz circulo sexto ua dr do se gun do kapa prime e iro da vaso ar eta pe rato c inglês til, ceitil, circulo ro ix porto gato ue serpente le da net e tintas co da do up de la vaso ar eta do dia is circo lo serpente pão português ad a serpente circulo rd ut os la circulo teo serpente ene io gato em circulo segunda vareta li ua dr rado dan primeiro e espanhol trela vareta do circulo irc do gil o gato do dan up mor ua cruz circulo maria ais e espanhol de trela gato mor no cri PP português et vareta e maria is primeira espanhola trela vareta gato ual cruz circulo dia primeira serpente b varte, do vaso da arte inglesa cruz e rato e dia circulo is circo ll circulo serpente com, homem da teresa vareta gato em pr ei rato ira tem da di português ort vaso gato ue serpente do rato do vaso teresa primeira di visão ca vaso 11 e rato circulo forte serpente dupla dor It ze lan da nova Zelândia circulo rato ce homem cruz do ua dr ra do prata oi ro da mira do ribeiro




Os crimes de fogo posto em particular aqueles de que resultam muitos mortos provam grande horror e terror e tem lógica que sejam considerados dentro das moldura criminais e penais dos actos de terror e são sempre atentado a Mãe Natureza que está muito doente, são portanto actos de terror à Mãe, Mãe que deve ter falecido mergulhada em imenso terror na impossibilidade de salvar seus quatro filhos.


Circulo maior rato vareta mes de fogo figo em português Ari circulo ual rato quadrado europeu rato serpente do vaso do sul cruz x maior e te maria lo gic giz primeiro mer, mar francês gato gula homem dia primeiro em vareta do homem serpente circulo terror, te rr or na po ss sibilina de idade do sal alva rato se europeu us quadrado ró fil. homem circulo serpente


A ajuda veio de muito lados e rápida, menos rápido foi a Grécia pedi-la, o centro europeu, por satélite, deverá ser mais activo, em vez de reactivo, ou seja se vê a coisa a alastrar para dimensões que um pais por si só não pode dar conta, porque se conhecem os meios, deverá acioná-los e levar o pais a aceitá-los no menor tempo possível, isto se faz pela via da diplomacia, diplomacia activa em vez de passiva ou só de resposta ao pedido


Primeira princesa xá au ajuda veio de mui cruz os la e ra pi ida, homem os rá pi ido do forte circulo da vareta gato rato é cia do pe di traço la circulo sen cruz ro europeu português satélite da serpente em te lie os mie i os dia ava rá ac cio na seta a lo serpente homem or te mp circulo po ss ive primeiro ac t cruz russa, sa z iva da pa serpente ss s iva alemão, silva da Ajuda, a primeira cc do cio na vareta lo serpente vaso espanhol


Continuando as notas do meu livro



Amália novo disco, sempre há pérolas no jardim,

As vaquinhas esfomeadas invadem avis, buscam comida que andam famintas, nem para os animais nossos irmãos mais comida há

O cavaleiro também em mente

Deviam ter vergonha na cara o que fizeram à senhora margot

Belo, o exemplo sem sombra de luz maria aro cruz circulo duplo


homem que é pé da rola serpente no jardim, av is y am Nb duas setas do ar em homem te à senhora margot, be lo ex xe mp lo li serpente em brasil de lu zorra do homem da cruz do circulo da as au de portuguesa ana ce ia serpente em príncipe companhia us serpente ny cá serpente be lar min circulo kapa


Taxas moderadoras, orçamento da saúde, panaceias das injustiças

E da cegueira de quem não sabe, ou não quer o bem e o belo fazer

Belarmino tem razão


Libby de muletas, estranha imagem , dele a descer a escadas do que seria o congresso em suas muletas, com a bandeira americana em primeiro plano quebrada as linhas vermelhas que simbolizam o sangue em quietos ls, a bandeira a emoldurá-lo


li bb y de um primeira et as espanhol cruz ra dia circulo duplo rá quadrado europeu serpente eri circulo ric kapa em grego em serpente net ua serpente um le et as com, primeira mar ei cana , ban do ban dei ira mar cia ana li ba, pal ni companhia ad às terceiro circulo gato or 66 primeiro no serpente com, ba ara ra Ab a brasil ana anca ogro lm primeira manha brasil eta li bb y, pa em rick francês It z general herald di ss quadrado europeu primeira le vareta dia eve i gato ual pa ara do rá cruz circulo dia os cor recto segundo em gato li serpente homem do pé 11 circulo da dupla dor ró maria e circulo belo az


Croma é o circulo 66, maria, o centro do circulo na planície das três arvores , 66 anos com barba branca


M tt ap vaso zz circulo

Lambreta Libby


Patrick fritzgerald disse que a lei deve ser igual para todos, correcto!


B ing lish pellow


Serpente rato premium do circulo duplo do ra , da ora, de novo o pop up ag 2000


serpente portuguesa inglesa ente rato, português rimi primeiro do circulo duplo do rá, príncipe primeiro ap pão


K y uma saiu , Japão

O homem que declarara que a bomba nuclear tinha sido bem lançada sobre o Japão


Mais problemas com alimentos na china


Dois círculos, sobre um vaso sobre uma vesica sobre um circulo sobre um rectângulo encostado a parte superior do circulo do qual sai em diagonal um outro vaso com uma das facetas quebradas, vaso com três lados, dois de um , co rr e acto, uma caveira com quatro pontos de pressão em cruz dois circulo como olhos, dois como narinas, dois triângulo de fogo como boca e quatro traços no queixo , a foice do omega, ss que i jo


Dia maior oi serpente circulo irc vaso lo serpente , obre serpente br e primeiro vasp vaso primeira sic sa primeiro rectângulo inglês em circulo is sta a pr arte serpente vaso pei ro ro do or do circulo pr e são cruz ria muito gato vaso lo primeira no quadrado europeu do ei com, primeira foice do oe mg a



Me 12 et y do quadrado verde cunha



A justiça continua ausente, uma indemnização de um caso de morte num hospital, demora dois anos sem fundamento


A, ou primeiro triângulo ju princesa us tila circulo inglês da cruz nua au serpente inglesa te primeira inde mini za cão


Id in olha um a preocupação do ouro in na caixa da rede

Jennifer lopez, que bela mulher


S 809 c 6 x em londres

6 la s go w, foice at s ley

b la ck b ur n c he s h i r e

li vi e r po o l , londres

mohamed ah sha e mar wak dawa e filho

g´s c ross


mo homem do presunto me ee dia ah serpente homem a e mar vaso duplo ak di awa aia e fil homem gato seta serpente circulo ro ss mao rr em no maria un dia circulo ia primeiro n raia si



em maio de 2006 desde que começara a contar as crianças que morrem no mundo, ia a contagem em três milhões novecentos e noventa e quatro mil e quatrocentas


caiu mais um avião em los alamos


sas



Eu tube, amada , rapidinhas, é bom nas urgências que nos amantes eternos vale tudo mas o prazer requer tempo sempre sem tempo


europeu tube manha ad a ra pi din homem as, é bom nas ur gen cia serpentes europeias ama man te serpente er reno serpente vale circulo ra az se rato raro e quadrado europeu te mp circulo serpente mp raro e serpente em am ria re mp circulo



continua

forte quadrado ot mp
Ah Senhora Amada, que a Lua Se Apresenta Como Vós, Redonda e Prata Prateada

E eu que não sei quem Sois, Como Sempre Vos Trago em Meu Peito e Vos Aguardo


E Abro os Olhos Todos os Dias e Vejo Belas Mulheres em Que Eles Poisam


E Aqui em Minhas Palavras Celebro Sua Beleza, A Sua Minha Senhora Rainha


Biel me espreita na estante da tabacaria, Ah Amada as tabacarias são lugares da exposição das fotografias do mundo, das alegrias e também das misérias e desgraças do uno coração e dias há, e de um rol de noticias de duvidoso interesse que pretendem encher os corações das gentes com histórias alheias neste mundo da constante iconografia, poderia ser de outro jeito ou modo se temos olhos para olhar e se os olhos beijam o que vem e o que nos vê nos beija?


Biel trás sua face poisada em seus braços como uma gata deitada e é imensa a doçura de seu olhar e eu sempre me derreto com a ternura doce do doce amor, pois a ternura é como a quente manteiga que se estende com a faca sobre o quente pão do amor


É bela Biel, e a beleza é sempre acto de amor, olha-me Biel, eu olho Biel, e um raio de amor nos atravessa e nos liga no momento do olhar, trago em mim imagens suas com um véu em cima de um palco numa cidade europeia, um filme, pergunto-me, se os filmes são tão reais como eu o tu que me lês, tudo são histórias, amada, tudo é história do amor


É bela Biel e meu coração agradado e quente envolto naquele doce olhar, se doce fica, amarga meu coração minha amada ausente a meus lábios e contudo não faz mal nem dói o amor


Biel, bile, berlinde

Berlinde de Bile Biel


Ah Sereníssima Senhora Amada, Porque Como A Lua Estais No Céu Tão Alta e Distante de Mim


Ah Sereníssima Senhora Amada do Lago, Onde Estais


Eu Que Sou Rio e Mar e Lago e Agua Represa Sem Correr Enquanto em Teu Peito Não Aportar


Ah Sereníssima Senhora Amada do Fogo Prateado Lunar, Ardo Eu Todo em Vós

Não Assim Me Sentis?


Ah Sereníssima Senhora Amada, Teus Cabelos São Pétalas, Perfume do Mais Belo Amor, Cada Um Que Eu Em Nosso Leito Conto e Canto, Um Fio Nasce Nascente Feita No Ventre de Nossa Mãe, Assim Ela Nos Fadou O Amor, Redondo Como Tu e Eu


Ah Sereníssima Senhora Amada, Traz-me Laranjas para a Sede Saciar

Que A Sede É Uma Mesma Em Quatro Lábios de Amor Amante Amando-Se


Ah Sereníssima Fogosa Senhora Amada, Ardente Espirito Onde Está Teu Peito Para Minhas Mãos Poisar


Para Meu Lábios Beijar


Ah Sereníssima Senhora Amada, Me deixa Encostar a Face em Teu Ventre e Nele Sentir O Espirito Que Se Faz Matéria


Teu Centro O Centro do Uni Verso


O Uni Verso do Amor


O Uni Verso do Nosso Amor



O pastor cansado se sentou na copa da arvore grande, chegara um pássaro voando que lhe dissera, ser esse o lugar, o lugar do encontro com sua amada e ele esperara sua amada e não a vira,


no jornal o quarto anuncio dissera da segunda possibilidade do encontro, e tudo aquilo era como uma brincadeira, uma brincadeira que ele não sabe se de bom gosto e de boa intenção ou não, se mais uma negra condução de quem assim conduz um outro pelo conhecimento da sua solidão,


como que adormeceu o pastor, e se recordou dos jornais da aldeia, dessa manhã antes mesmo de dormir, e se lembrou de ver ao lado do bardo que como ele procura sua amada, o dizer, um dizer duplo de duas belíssimas mulheres que ele trás em seu peito, a cavaleira, a cavaleira cujo nome, escrevera ele em seu caderno acompanhado pelo dizer, at last, e depois ficara a olhar e a pensar no significado profundo do at least, e da segunda frase que costuma vir com a primeira , but not last e se recorda dela em outras idades da mesma idade, de sua doçura, da sua fragilidade, dos seus olhos grandes que sempre lhe lembraram outra actriz, do filme do tempo da fragilidade no esplendor verde das relvas verdes e um mesmo arquétipo naquelas duas mulheres se atravessa e se exprime, a vontade e o desejo e o conflito à sua essência e a sua concretização, quando o que se sabe não o permite, ou o destino assim faz não acontecer pela vontade da vida que sempre se exprime como rio tumultuoso, ou as margens que o abraçam em seu correr


Depois sua voz rouca possuída e promessa de desejos mil numa lentidão de sentidos embriagados, e uma história de amor, de um amor eterno e de um homem que de uma lágrima em sua própria mão, lhe faz o mais belo diamante do seu próprio amor, a história de um vampiro que reencontra a mulher amada depois de a procurar pelos séculos,


No jornal, o trovador diz, encosta-te a mim, e meu peito cansado na busca de minha amada estranhamente se reflecte naquelas palavras e ouço no espirito o dizer,


temos os teus diários, como poderiam ser de outro jeito estas sincronias provocadas, agua parecida à agua, mas que não a é, mas que em parte não deixa de o ser, pois pretende ser agua, não fosse a escuta do profundo e etéreo espirito, a prova contrária, a prova de quem tenta assim conduzir os passos alheios, e pergunta-se o porquê, o pastor, pois sabe que se os têm, não lhe pediram a ele para os ter, e tal não abona em favor da boa vontade de quem assim fez e sabe o pastor de ver sempre outros a tentarem a ele conduzir, curiosa contradição de termos,


O trovador dos sin do circulo do ro do ni às do f do circulo ss ao oiro


Se fosse o amor, amor sereno e nu, não viria assim o que pode parecer ser presente, pois os presentes se entregam pela mão ao próximo e acompanhados do olhar e da fala que desvela o tom, o verdadeiro tom que vai no coração de quem oferece.


E me falou agora o espirito me dizendo, de quão mais subtil é a intenção, assim sincronizas, sincronizas a tua alma na nossa, que sim lhe respondo, relembrando que sempre a alma grande do mundo assim se encontra, pelos fios de todos os seres que nela participam e por ela são participados, portanto nem em verdade completa se apresenta nu tal dizer, pois trás metade escondida que me diz, da intenção de montaria alheia no sincronismo pessoal de cada um, não sou eu como tu que me lês pérola única da dádiva da via, irrepetivel, forma que incessantemente muda se mantendo como gota que desce um rio e se vem banhar no lago aos pés de sua amada?


Ah Amada, sincronizava eu em ti, pelos beijinhos, teus pelinhos todos de prazer a iriçarem-se, que melhor e mais belo e gostoso sincronismo, chega a mim que te o mostro, o sincronismo do beijos húmidos e molhados a saberem a mar e dedos feitos algas doces e cheiro muito a maresia


Porque me quereis conduzir, se eu como tu sempre O Estamos, que intenção trazeis, porque não a desveleis em vossa inteireza, que eu sou menino e gosto das coisas liquidas como um raio de sol em banho de lua e não costumo morder a quem chega com um sorriso a sorrir, só me enjoam as faces das mascaras de todas as dores e das pseudo reprovações, de alguns em quem súbito se vê nada mesmo saberem a não ser serem como actores a representar um teatro de sombras das múltiplas induções e psicodramas para massas da pá da serpente do rá da ara das massas, não amparo daquelas que ampara e ampareis, vós o que ampareis? O sabeis certo ao certo em vosso coração? Ainda o tendes?, costumais escutá-lo?


O pastor antes de sair de casa de manhã recebera um telefonema que parecia voz de cantilena garavada de quem se dizia ser da legião da boa vontade e desfia em tom monocórdico de lenga lenga lubrificada pela ciência exacta do telemarkting, que iam a casa os idosos e levavam comida e companhia e deles cuidavam e o pastor se disse em seu intimo, na esperança que o cuidar e cuidado não fosse do calibre daquela voz, que se rápido se arrastava e soava metálica e acrescentar em seu final, que pediam uma contribuição, que viria então um senhor a casa e trazia um recibo e tudo, e o pastor lhe dissera, é meritório que fazem mas não podia contribuir em numerário


Do nume do rá do rio, ficara agora a frase da leitura reverbar dentro de si.


Para fazer um montagem ou dizer simplesmente da sua falsidade em a outros ajudar, o pastor sem paciência , saí com suas ovelhas para o campo e se encosta na copa de uma arvore e espera sua amada, espera sem esperar, pois não tem o amor espera e tem ele grande coração, chora baixinho dentro de si, pois a arte do desencontro pseudo encontrado dos corações comprados e vendidos na praça do mercado do falso amor é muito grande e baralha muito, nas vezes, o amor, e o amor é arte do encontro, e pergunta-se mais uma vez , porque levam e fazem assim os homens seu viver, porque em vez de ajudar aos encontros, mais os perturbam, como um pendor sádico e masoquista que se evola de seus costumes


E vaso da olá do primeiro vol


Esqueceram-se os homens porventura de cumprirem seu papel de cupidos de amor?

Se sabem que o coração de uma donzela arde de amor em amor por amor a um donzelo ou verso na rima, o que fazem,?


Esqueceram-se que tem lábios e amor e são todos jardineiros?


Pequenas diferenças de tom que fazem toda a diferença. Entre a perversão e a gentileza, entre a asa e vil compra do que não se pode nem vender ou comprar e preferis na mais da vezes tornarem-se cúmplices dos crimes, quando o Amor Está Sempre à Mão no Mão de Semear e de Quem o Semeia?


Esqueceram-se porventura que são irmãos das abelhas e todos juntos fazem melhor e mai mel?


Esqueceram-se da parábola do semear e das sementes?


Preferem a inveja, não poderás ter tamanha estrela, se eu não a tenho, melhor mesmo é roubar-ta antes que seja tua, só asneiras de pensamentos iníquos que mais nem sabem pensar, como se alguém assim pudesse ser tratado como propriedade, tudo que assim se faz ao amor condenado à morte verdadeira em verdade verdadinha sempre está, vós tendes a chave da verdadeira morte em que vos tornais e que tornam nas vezes aos outros, vós sois a porta , a chave e fechadura, escolhei sempre, mesmo quando pensais que não escolheis


Preferem à sementeira e ao retorno mesmo que em terço, o vileza, a mentira o envenenamento? Pobres tolos e cegos no abismo, no fio fino da lamina estais e tombarei mais tarde ou mais cedo?


Tão esquecido estais de coisa tão simples, esta rapariga traz-te em teu coração, gostaria de te conhecer, coisa que se faz por lábios ao perto, hoje até pelos telefones, quaisquer que eles sejam, sejam, mas sejam mesmo , cavalheiros em vez de negras bestas ignorantes


Ah amada não deveria eu escrever assim, a quem se pretende ajuda, que os assusta, diz-me o pássaro lá ao fundo, Ah amada, quero que desfaçam a desfaçatez das negras ilusões, que se estendem nos campos, calam o s pássaros e escondem o arco íris da paleta do sol e fazem fugir as estrelas, e estou cansado de vendas promocionais em forma obliqua, com medo e olvido nem mesmo se sabe bem de quê.


Ao lado de uma das rainhas que poderiam vir de outros tempos antigos, do tempo da corte do egipto, outra bela rainha solar, em sua veste um desenho desvela um pedacinho muito pequenino de sua alva pele, e ele fica a pensar que aquele desenho duas linhas curvas que se cruzam e como que desenham uma vesica, são semelhantes às que acabou de escrever em seu livro da vida, as que reparara numa visão recente no largo da maçã, ao sair, e vê as ligações, as ligações que apontam a salsa da pepe jeans da cidade onde nascera, da vesica de lá, a vesica que é uma nave de um grupo e as quedas dos avós, cuja imagem em símbolo recente se manifestara no eterno jogo de espelhos que espelha o espelhado, o acontecido e o ecoa-a


Escrevera para o primeiro ministro ir relaxar, o pastor em dia recente e quem precisa de relaxar é também ele, mas roubaram-lhe e mantém dele afastado em modo perverso e vil, a ovelhinha filho seu, e se cansado se sente, é um cansaço que se mistura com uma grande revolta, e nas vezes uma imensa raiva começa dentro dele a crescer e sabe que se as coisas continuarem a ser com a sua pessoa assim tratadas, no silêncio mudo vil perverso e cobarde que lhe vetam, bem próximo pegará em seu cajado


As letras ao lado princesa de negro vestida encostada à letra do amor do trovador que por sua vez se quer encostar, quem de outro modo deseja em sua vida, dão conta de um pequeno roubo que ela terá feito numa loja depois de seu ultimo filme, que se chama ao que parece carreia interrompida, de 1999 e que esse roubo, teria sido feito sobre a influência de comprimidos que lhe receitaram, bem possível o é, são tantos os compostos químicos e tudo no corpo em certa forma e medida o é , assim sendo sempre se misturam e vão alterando os seus dinâmicos equilibrios


E sabe o pastor que na verdade são muitos os que vão cegos, que acham que mais tem a fazer do que se encostar por amor ao amor, as carreiras, a vil materialidade, ou mesmo a necessária sobrevivência, tão cego e torto levam os seres sua forma de viver, enquanto aqui estão em tão pouco tempo.


Fica a reverbar no pastor o titulo do filme e a data de seu fazer, como se houvesse ale uma chamada para um certo paralelismo com sua carreira, mas não sabe mais o pastor de carreiras, nunca o soube, só sempre foi sabendo da arte que fazia, da arte entendida como criação, que o pastor gosta de andar bem entretido e sabe que todos vieram ao mundo por um desidério de expressão, de substanciação e assim sendo é também essa sua natureza, a natureza de cada um, sua expressão.


A sua carreira quanto assim se pode chamar, a um pastor e seu fazer, interrompida mais ou menos naquele ano por ordem e mando da vesica do pepe jeans da sal cidade natal, mais uma vez a grande inveja em acção, depois dos seus sucessos profissionais no ano anterior


Diz-me agora o espirito, ser este o sal da electrica alimentação do rr da eira , sal da sua cidade natal, do sal do natal, a má do sistema de informações, a sociedade anónima da vareta grandes que me faz ao longo da vida constantes ângulos, cada vezes que as asas abrem, lá vem eles tentar apará-las e sabe o pastor que isto só pode ser feito com o apoio de muitos na terra onde vive, que tal só é feito para o manterem numa espécie de cativeiro na aparência aberto, onde depois os espiões a seu lado introduzidos, canalizam o sangue para os alheios, pois o pastor como todos os que são, pastores, pastoreiam, e pastorear é como plantar campos e trigo e depois existem os vampiros, os maus e negros vampiros, que nada sendo e pouco tendo, roubam o alheio e dele vivem.


Ah amada que ouvi em dia recente no espirito o dizer anónimo, eu que vivo à tua conta há desaseis anos, e eu me perguntei, quem, e de repente vi que muitos poderiam ser os que neste perfil se encaixam, como vampiros, que se tornam como duplos de mim, a chuparem a criatividade em forma organizada, como um sindicato do crime e acrescentou em seu desplante maior, e ainda mais te roubei a rapariga, curioso dizer que não me surpreende, surpreendeu-me mesmo foi a rapariga nem isso ter equacionado, assim na altura mo pareceu, depois vi que faz parte do grupo, com acesso ao baile de bilhete comprado por diamante e direitos e garantias sobre o roubo daquele que é meu filho


Não há relax possível nestas circunstâncias, quando um pai sabe que fazem sofrer a seu filho e trazem assim afastado de si e ainda mais quando todos os que detém responsabilidade na leis e na sua vigilância e no governo comum, não lhe garantem seus direitos, remetem-se ao silencio absoluto, como se não o conhecessem . fazendo prova em todos os níveis que abordo, do silencio da cumplicidade de quem está corrompido e se deixa corromper.


E mais subtis e subtil é sua perversão, pois ainda pretendem dizer aos que trazem os olhos mais fechados que aqui se trata como uma troca, que me darão o filho se eu os ajudar a apanhar os mais perversos, pretendem assim que eu faça o trabalho que eles que o deviam por função fazer, nem mesmo conseguem fazer e trazem nisto grandes cumplicidades com outros elevados dirigentes do inteiro mundo em diversas nações e alguns deles foram mesmo os que prepararam a acusação, a acusação, que para eu me limpar, me obrigaria para eles trabalhar,


Tremenda perversão dos tremendos perversos, como se podia algum em seu perfeito juízo crer que são seus amigos, os que assim agem?


E mesmo que em parte os objectivos sejam comuns por minha própria natureza, não sou eu eles nem ajo como eles nem desejo a sua companhia por muito perto, pois seus actos desvelam grande negritude, que se paga em sangue alto no mundo, pois a perversão sempre a isso conduz e sabendo mesmo em meu coração que a muitos tenho salvo, como salvo sempre que o posso fazer, não tanto olhando a quem salvo, mas à salvação, cada ser é um universo, trago eu muito claro isto em meu coração, um universo inteiro e infinito, igual e diferente a um outro que vai a seu lado


Por um lado estes nestas intenções, mesmo que agora uma das policias de um pais com mais peso e menos leveza em todo o mundo, venha recentemente admitir que errou em relação à minha pessoa, e mais vale tarde do que nunca, isto também eu o sei, mas pensarão porventura que o dano está composto? Olhem bem.


Por outro os clássicos vampiros que me tentam vampirizar pela vida fora, uma grande caldeirada, uma grande reunião em que diversos de diversos interesses se concluam uns sem saber, outros sabendo e tentam de mim fazer o bombo da festa, curiosa imagem universal, do tempo actual dos homens e dos seres e a muitos outros infelizmente passível de ser aplicada.


O que a todos e a mim vale é que são muitos e mesmo que fossem poucos seriam e serão sempre os bastantes do lado do amor, pois o amor sempre vence, o amor vence tudo


E sabe tudo isto o pastor em seu coração amado e amante, e sentado em sua copa ouve os pássaros cantar, e recorda ainda outra bela menina nesse mesmo jornal, que vem das terras dos incas, um bela repórter que trás teu nome amada, e seu coração ao vê-la com suas rendinhas brancas em seu peito e ver-lhe aquele sorriso a sorrir, com seus dois dedinhos enfiados nas presilhas do cinto que não tem nem trás, agita-lhe o coração, serás tu a minha bela inês, pergunta-lhe o pássaro que habita seu coração, bum, bum, bum, faz forte o peito a ver o que não sabe ao certo ser se é


Insiste o espírito no permeio destas letras, de me dizer é a má do sistema de informações do quadrado europeu, e ela quem puxa os cordelinhos das serpentes para nos jornais te morderem, velho principio do burro e da cenoura, que eu sempre ajudo ou não Ra, maldita sejas senhora que vos aproveitais de um coração grande e infinito na ausência da sua amada ao perto, e me acrescentam os pássaros, que a senhora é do comboio do dr rato do rá, doutor da mula russa, que não será russa de local, nem se calhar russa como uma cenoura, cuidado com a mulher escalarte, sempre dizem os pássaros por toda a eternidade, a senhora do senhor da cia a pr do rove do ovo dos ais, a et dos ais, que serão certamente extraterrestre pois não moram em meu coração, piratas duplos do outer space, certamente, acrescenta a águia do alto voo a seu passar, mas a águia é minha filha e dança comigo no céu e poisa em meu pulso sem me magoar, Oh policia de horus de disco fundido da escuridão, não mais vejo nenhum reflexo de algum raio de sol que seja, passou por mim em outro dia a senhora, ia em excesso de velocidade, cuidado lhe caço as mãos de vez em sua condução, desentranho as mãos carrascas do carrasco maior e mesmo ele se for a necessidade, levai as aves de rapina de fora de meu alcance que as vossas são negras da negritude do diabo e me disse o espirito depois da a ver que fora a senhora a juíza em secreto juízo de secreta assembleia contra mim há muitos anos medidos em décadas atrás


E hoje de manhã me subiu em mim de novo o nome da maria Elisa, a maria Elisa como senhora por detrás desta negra teia com que me tentam enredar, sim que é mais uma das candidatas prováveis do sistema de informação do quadrado europeu, o quadrado do barroso, não tivesse sido ela, promovida para londres quando ele para a comissão foi, não tivesse sido ela que me convidou para o apoio à sua candidatura no almoço do rio que já aqui relatei, não fosse ela mentora do tal grupo, d pedro curto, do remédios do couto do Icep e por ai fora, o bando dos coscuvilheiros e pior, não fosse ela a mãe do gil que comigo trabalhou e que também aparecia depois om créditos alheios a ela atribuídos na rtp, em relação ao triunfo dos porcos, sim de certa forma fora um triunfo do porcos, sempre assim é quando os que roubam, mentem, denigrem, saem por cima, ma os porcos e quem lhes serve de vara acabam sempre na merda do quintal, um dia caiem e estranhamente não a senhora nada disto comentou, quando aqui foi narrado, sim a senhora da teia, a senhora por detrás da eleição do barroso, a senhora que estava na embaixada inglesa, quando eu lhe telefonei a pedir um contacto da secreta portuguesa, mas a coisa não se tratou de namoros, tratou-se de bombas, bombas que rebentaram , nomeadamente em Londres e em outros sitisos e outras cidades, mortandade feita para justificar a implementação de uma nova ordem mundial, onde uma das figuras na rampa seria exactamente o durão, o barroso, estranho silencio da senhora sobre esta matéria, a senhora que desde sempre tem uma teia de relações estabelecida por toda a europa, a senhora que diz conhecer os reis e as rainhas, que a eles tem acesso, para que senhora, com que fim, que venenos contra a minha pessoa foi destilando ao longo da vida? Deverei por também em si a frase, vivo à tua conta à treze anos ou dezasseis ou mesmo vinte?


Responda claro, senhora?


E como oportunidade não lhe faltou, leio eu então nas entrelinhas,


Vaso e ss a mim da sida, que pôs o boato a correr em principio de noventa, finais de oitenta, e a tentaram inocular e da sida no pr no da movida, oi ttia da te tem todo o terreno, a tem cão do ino da vareta do no do circulo da vaso do lar do ar e da cia no pr no da mivida, pá do rá de londres com sida, das canetas rolantes vermelhas e prata do quadrado europeu do circulo da manha em vi , dio do circulo do vaso, pa rá circulo da ap do po is, às ua can di ida em ur a mo sé todo moço do circulo do rio, quadrado europeu príncipe do primeira acento AA. aqui, rato da teia da senhora, mun maria un do tó rá ap a rá da cia dos pós is, do circulo da maria, do cr edi, serpente do tó, todos homens do circula da serpente ela, do castelo do furacão, ou do furacão do castelo dos sustos idos na rtp e maria rato de ela do cão da relação A, O.T, do triunfo do português serpente orc na un fo dos porcos, si ma rua de circulo ce rta na má ora, primeira furacão do rin rn ufo da serpente sporting os mp re, a ss e quadrado ua e os do quadrado do ro ub, vaso segundo e tampão, da primeira manhã, homem do furacão maria da ne do grim, sa em português de oiro, da sima má do os dos porcos e duplo quadrado da maria eu , da sé do vaso do vara, ac ao Ab da maria, se mp na merda do circulo da quinta grande primeiro dia, ca serpente do furacão espanhol, do rá do ch, circulo do homem da Uva que mente, cão das muitas ondas à senhora ad primeira do pó do rato por detrás da da lei, a são, dia do circulo do barroso a sé na hora do homem que ora , quadrado europeu do grande angulo quando eu para londres lhe telefonei, do telefone do nei, ni di pe da di rato primeira do circulo do estúpido acto ac tó da secreta da sé de creta, portuguesa, má serpente a ca isa, teresa rato circulo, sir italiano, no vaso da moro do ro serpente, furacão rat tt circulo do vaso tt se do bo da serpente pente da rp pr mba das duas bombas ao quadrado europeu re benta ram rá maria no ma primeira do primeira ad, homem da teresa em londres, ee maria circulo do vaso teresa ro serpente siti sos is e circulo do vaso do furacão da serpente do rá da ida, ou cid primeira, da ad espanhola moura mora, rat b do no dia ad E da fei, furacão rá e pá rá para jibóia us st e fi do carro inglês na latina europa , menta do cão da nova ordem mundial, na onda do dia, todos da mun, Às figueira di do vaso ur da serpente do rá na ram pa da sé da ria ex acta que mente do circulo do durão, dia ur cão do circulo do barroso, espanhol furacão rn homem do circulo si l ou silo cid do chile, na onda inglesa Co , sobre br E e sta mat da ria té, presidente te maria primeira teia, real cães, espanhóis, furacão abe le com ida com da sida sic primeira, cid a portuguesa de oiro do tó AA. da auto europa, quadrado do vaso di ec em homem ec e rata os re is e às rain ao homem às quadrado europeu primeiro , el e serpente ace ss circulo pá rá quadrado europeu da senhora elisa com. , quadrado do fim da maria do quadrado europeu do vaso e nené serpente do pen da ponte do presidente co muitos furacões do rá contra mim , homem a pessoa dia Espanha, esa sap sa pn homem a, tila til a no circulo do ao longo da vida ida, dia grande da eve do evo do rei português de oiro, tam be maria e maria si à cc francesa e sá rá da sé, viva, vi vaso, à tua co muito teresa primeira á cruz reza, a , no, serpente do circulo do vaso za ss e is circulo do vaso me serpente mo vi nt ye, yen , rep ps onda c la ro se n homem do circulo do rá, do circulo do rá, o ponto da foice




O homem do circulo do príncipe, pr do c ip da Cp e europeu segundo e homem das ondas primeiras a me maria do ar AA. lisa, serpente do vaso da hora na ad primeira, co do men tó do circulo do vaso, muito quadrado ua aqui dos is na Ra da ar da arra do circulo da ad, simas AA., a serpente inglesa na hora da teia na net do quadrado europeu da me de tam, a re do quadrado inglês do dia do ar da serpente e pente da dupla dor sw ondas espanholas, a ma is europeia da cândida primeira ao furacão do às da teresa, a ova do pr do sistema de informações, o nono pato do quadrado do dr do circulo ad do barroso, muito cão a mim no vaso da sé, a ave is do sis do supremo tribunal e kapa da ema, da informação do quadrado europeu AA. do bar roso do ss do osso do barrosso da senhora da dupla dor do rá no dia primeiro por detrás dos furacões da serpente do rá, pr do mo do omo da via, aquele que a queria limpar, lio maria par do ministério publico pá da ar do portuguesa ara de londres, do quadrado do barrosso na missão, são,


A me di o dia da ua das quatro setas a ua do dia da is da se jibóia do jo às da sociedade anónima de ca da ad, o às


No mesmo jornal de toda esta beleza, uma outra faceta da beleza, da beleza ofertada a troco do dinheiro, e o pastor reflecte, haverá assim tão grande diferença entre algumas delas, o que o pedem de forma clara e os que o trazem ou o pedem em forma mais ou menos obscurecida, o pastor ama a lua e é solar, serve a lua e as estrelas noite após noite e caminha nos campos ao sol, e prefere sempre a luz no coração dos homens e seu agir claro e frontal, que, às zonas de sombra que nascem no medo que povoa seus corações, jornal uma pagina de relax


Diz que a Andreia que tem dezoito anos e um duplo a, que é estudante de meiguices lindas e e ine ne xp di do fi terceiro dos seios fartos num corpo de oral fantástico, do circulo ral do fantas, o homem rico, e de bum bum guloso, segunda oportunidade comigo uma hora inesquecível, só ká do vaso em hotel e domicilio ap do furacão privado do presidente do segundo vaso do ká do vaso de lx e serpente portuguesa Kapa english


Que ontem aparecia no jornal a dizer que ia morrer, que todos iam morrer, e de como tinha destruído seu fígado, sim miguel esteves cardoso, se assim o crês e imortal não te crês, e se não o crês não o serás, porque O sendo se O crê, irás um dia morrer em corpo, se até lá não se tiver descobrindo o que já se pode descobrir, mas urgência e certo tom de afirmação afirmativo, transpirava das palavras da tua entrevista, como se soubesses que tu e um certo grupo teu, se fosse embora de seus corpos, antes do seu normal tempo, olho a foto, vestido de negro estás, cara ainda fina, charuto na mão, e me recordo que não te vejo há anos, que a ultima vez que algum de ti me falou ao perto, foi a teresa carvalho, que teria almoçado digamos que profissionalmente contigo e um outro teu sócio, da publicidade aí nos noventas e me confirmou por sua voz aquilo que já ouvira, salvo erro da mulher do cunha, o antónio, de que estavas gordo com as garrafas de whisky que por dia bebias


Al gume, disse-me agora o campo inconsciente no consciente dos dedos a matraquear as teclas, as letras, que sim, todo gume, tu faca das letras ou de mais?


Quadrado do vaso do et e, do circulo do no do kremlin, o homem dos omes do circulo da mé do talhão, não sei se do cemitério ou do talho grande, com muita carne fresca cortada, do furacão ria muito gato do vaso pequeno do francês ká


O homem do kremlin da serpente de fez, e do pagamento em libras esterlinas, da armadilha do tráfico que me levou à prisão


Já neste livro se encontram letras que deram noticia da ultima vez que te vi, no kremlin há mil anos atrás numa noite onde tive que afastar um homem que me veio provocar por pretensa causa de meu olhar a olhar uma rapariga com uma camisa de morangos e depois apareces-te tu, e ainda ontem minhas letras davam conta de um estranho sonho, de um homem careca ou com cabelo curto que saia da casa de banho num quarto onde estava a teresa, e que vinha enrolado num toalhão de banho branco do triângulo vermelho do rá, e que parecia por debaixo dele ter uma bata de cirurgião verde clara, daquelas que se apertam com laços atrás nas costas, e quem eu lá vi no sonho, não foras tu, mas sim o miguel portas, mas de repente ao ver-te agora no jornal, uma qualquer vibração ficou a ressoar em mim e me remeteu ela para o passado, para o tempo da kapa e de antes, do sete, e de uma evidência que se tornou evidente, sendo tu também inglês, poderás ter sido a peça de ligação as escritas a giz com que com o apoio de outros conterrâneos ingleses me fizeram diversos círculos e me subiu à memória o álbum na aparência organizado pela cristina coutinho e de uma estranha carta que lá se encontra de um fabricante de cavalos de madeira, que eu vira em Londres e a quem depois escrevera e que como inglês educado me respondeu, e em dia recente ao ver aquele estranho álbum , dei conta de um pormenor que na altura repara mas não dera importância, pois a carta me trata em forma ilustre e diz, que eu estou em londres, e está sublinhada a palavra com um traço, o que não era o caso, e quando agora em recente olhei de novo para quilo tudo, me subir em mim a ideia de montagem, que aquele texto seria montagem e esta noite, assim pensei, à luz do tal argumento que seria quase perfeito para me incriminar, mas que foi por mim desmontado, ao fazer a certa pergunta, que aquela carta fora alterada em sua chegada de londres, o original fora alterado e me dou conta de pensar, terá sido a tua maozinha habilidosa?


O que te levou a tanto beber e a dar cabo de teu fígado, que culpa, ou que esquecimento queres esquecer, tu um rapaz tão brilhante? Ou terás dado dele cabo a alimentar teus filhos?


Espanhol circulo do cri da serpente rá do conte rr do anel AA. ingleses, do sir do circulo do vaso do angulo pequeno do altar Ab na aparência da luva do ni da iza do dia do circulo, do recente primeiro quadrado do vaso le da serpente et da ran do homem do circulo albo do avó um, AA. l t ur pal do vaso do rá , serpente do vaso bico do ur argue mn to rigia, riga nl, mao x pequenina da massa gema do gato ema do primeiro pi da pluma, tera tantrico galp


Por cima uma japonesa massagista di plumada em tera pia oriental tantrico de serpente do orçamento de estado com vareta pequena, una, com óleos quentes e relax anti stress.


A actriz do pó do rato no, porno ao lado diz ter vinte e cinco anos e ser a primeira vês em lisboa, que é a jessica moura do ac com, pan formiguinhas de classe com pletissima de c la s se


E as possibilidades se estendem pelo parlamento primeira da Bruna primeira da humanidade perfeita ou a carla pequena


E tudo isto são mensagens de relax, pagas pressuponho eu, ou oferecidas em amor, dádiva antiga das antigas sacerdotisas?


Numa outra cap de revista a bela claudia S e um anuncio que lá dentro se encontrava outra belíssima senhora de voz doce que se despia, e meu coração teve vontade ao momento de a ter ao pertinho, os olhos não, fiquei só nela a pensar e passado um ou dois dias, a noticia que a claudia perdera seu pai, que estava triste e ainda depois de novo ela na tv em madrugada numa festa da moda, ao lado da mãe da menina anoréxica


O pastor debaixo da copa deseja sua amada e toca-lhe flauta a chamá-la e pensa para seus botões, como poderia ser uma segunda vez se ainda não houve mesmo a primeira, e uma hora, o que bastaria, nada, saberia sempre a quase nada, que ele vem cheio de fome de amor, e se dizia e cantava aos pássaros a melodia,


Uma hora para começar conhecer os timbres da voz de minha amada

Uma hora para começar a conhecer os olhos, os gestos e seu arfar

Uma hora para começar conhecer o aconchego de seus lábios e de seu beijar

Uma hora para a começar despir

Uma hora para começar pelos lábios fazer a cartografia inteira de seu corpo e o mar da pequena deusa a escorrer no leito quase sem lhe tocar

Uma hora para começar dançar a valsa dos beijos em seus seios

Uma hora para começar a cheirar e ficar a conhecer seu cheiro

Uma hora para começar com a lingua conhecer seu sabor

e todas as mais horas da eternidade para nela em sua porta entrar e depois mais mar, um mar que se faz duplo em dois e em um que vem devagarinho, e depois rápido ou mesmo parado, ou se mexendo com força ou sendo suave como o vento ao momento no momento soprar

Uma hora para começar depois a ninar e adormecer e a velar seu sono pela tarde fora ficar

Uma hora para começar a velar seus sonhos e sonhar


Ora dizia o pássaro que era serpente et primeira do seta ao primeiro rata do ela x, estás a exagerar, precisarias de para aí pelo menos umas cinco horas e isso custaria uma fortuna em relax de jornal, se bem que contasse nove


Bem verdade lhe dissera o pastor, e dinheiro não trago eu em meus bolsos, na verdade nem sei mesmo se os tenho, para que servem eles se nada trago a guardar, sois vós os pássaros e as ovelhinhas livres como eu, tu comes do campo e eu como do supermercado, ai mercado, mercado, dinheiro, dinheiro, pois é e acrescentava, bem em verdade conhecendo-te eu como te conheço sei que te bastaria vê-la para o teu dedo vinte um logo se aprontar, mal ela te desse sinal de flor a abrir, sempre foste assim, cajado duro de desejo e sempre pronto


E mais acrescentou o pássaro, diz-me uma coisa, se por acaso tivesses dinheiro, assim farias ?


Que não, nunca paguei por sexo, ou amor a conta gotas com horas marcadas, e sabes que para mim ambos são um mesmo, é mais assunto , este, de cobras pequenas a morder a ver se dói, e dói nas vezes, disso não duvidais, mas melhor assim, que mia não ter coração.


Sabes disse então um outro ao pastor, que estranho rubi, que estúpido rubi estiveste em tua cabeça e teu coração escrevendo, quando tua amada chega, ela assustou-se pensou outras coisas, as subtendeu


Não creio assim, pássaro, minha amada é clara e não tem medo dentro de si, e quando a dúvida lhe perpassa , ela rapidamente a esclarece, e quanto a ela chegar será mais uma vez engodo, engodos múltiplos para fazer correr as pernas alheias, pois o amor, a amada e a o amado, tem sempre quatro pés juntos mesmo quando caminham no aparente longe perto e eu que nas vezes pelo belo fado de minha amada, nas entrelinha do dizer do espirito, oiço, assim agora mia ouvi,


Ele o rá maior do circulo da ordem do dia do a que mente, o gato do circulo do rá da oração da mia, a da raia, cc do acento do europeu do quadrado europeu, curriculum vitae do circulo do rá do cão espanhol, da serpente do forte az, do pequeno dia que mente da pala da má da mé do esmo do espanhol mo, do cio ao da un ds , do dia da serpente francesa do citroem ds vermelho do i.n.p, diapasão, a pá da di são, dia pá do cão dia ap a da são, cio un ds cape do Ab do rato cão serpente do ua da ria, o mo, grande eta molha do dom do gato da agua luminosa e x ac ao cat de la


E reparai amados que tudo isto assim convive nos dias, que assim levam os seres a vida em sua formas de viver, que das solidões e dos desejos se faz o negócio, tudo isto é tão real como eu ou tu e por assim sê-lo não quer dizer que cada um assim o seja, pois cada um é livre de escolher por sua vontade seus próprios passos



Um outro amado canta uma bela canção que fala de uma gota, um gota de agua luminosa do céu que dele vem e que molha os corações de amor em seu doce cair, e que quando caí, e fá-los brilhar em amor e dos homens e das mulheres, uns aos outros fazem rainhas e reis em seu corações, uma rubi ou um diamante como o outro que nascia na palma da mão de chuva salgada dos olhos, um só outro doe um mesmo, porque tudo é amor


Je te ofrirai une perle de pluie d´ un pays ou il ne pleut pas


E te farei rainha do um país onde não chove no coração, só chove agua de vida da amor, na medida exacta das flores e dos girassóis em seu florescer, que coisa boa de se dizer e fazer a quem se ama e a quem nos trás em amor


Uma outra bela senhora sentada em sua chaveta de pele, suas asas se estendem esguias como ela é, bela, trazia-a eu a morar em meu pensar, vira-a em serie recente que muito gosto, muito bem escrita, muito bem dirigida e muito bem interpretada e como dizia o amado nas letras que sobre a nova escrevia, também eu a acho de uma beleza muito subtil e de uma grande força inteiro que dela exala em sua presença, bela senhora de pele leitosa, de uma beleza serena e forte e ali estava ela a meus olhos sentada d bela perna cruzada num campo de girassóis, e todo o meu coração se acalentou, eu e tu , tu e eu, o café, o amor, Ah seria bom ser assim por ela amada, mas que sei eu, tantas são as mulheres que eu trago em meu peito em amor, mas não só isso busco, se é que amar é buscar, pois sei que uma me trás em seu peito em amor, é a essa que eu espero sem esperar, é essa que eu desejo sem desejar, é essa que eu quero a vida partilhar, a sua frase, a sua deixa era toda ela potência e verdade na adversidade, com o conhecimento exacto de quem era, a personagem mas as personagens da vida somos todos, e que interpreta um papel é de certa forma ele e nele se torna e vice versa nesta sonho imenso do teatro da vida, Ah que fico a suspirar corações desejosos que orbitam como os girassóis


Ah amada ontem era domingo, outro dia de verão daqueles de calor imenso, o ar parado, parado estaria eu afagando teu colo em abraço meu e refrescar-te-ia com a brisa da doce imaginação, se não então suaríamos e ficaríamos com o corpo uno e tão delicia de molhado


Eram três as crianças pequenas dois vestidas de vermelho negro e azul, piruteavam pelo espaço como clássicos sufis, braços para cima em posição clássica de rotação, depois passou um avião em estranha rota e desenhou uma letra de nume de príncipe no céu e me apontou uma direcção, que terminaria seu desenho ali para as bandas das torres do

rio.


Piratavam, piratavam, são piratas os maus que fazem coisas más, gritou agora outro pássaro em seu chegar, quem? Lhe perguntei, são tantos os piratas e as piratarias em minha vida


Vira eu a bela angelina num filme de acção da tarde, triste meu coração em seu final, torcia eu pelo amor dos dois, mas ele mal pensou, e preparava-se para fazer grande desgraça e assim ela acabou por o matar, estranha opção do homem, com tanta beleza a seu lado, com tão grande inspiração, porque se deixara tentara pelo mal, mas assim vão alguns homens com o coração mal medido dentro de si,


Depois encontrei uma caixa semelhante, um símbolo de pandora , uma outra pandora com porventura uma medida mais pequena, descobrira eu antigas coisas e para elas me pusera a olhar e mais uma vez a luz e o espanto da luz chegara, de repente, à confirmação mais uma vez exacta de como as coisas estão escrita antes mesmo de seu acontecer, e que quando assim o é, depois se vê o porque do acontecido e do que expressa no momento actual, e é assim como ter pérolas em nossa mãos e o corpo e alma é percorrido por uma espécie de arrepio, onde as coisas se encaixam, onde o que sabemos de quem somos, mais claro se torna, bem como o que sabemos da eternidade e da não existência de um tempo linear, mais se confirma


E serpente do p.e.n do circulo do furacão representante do ente da ren do quadrado do vaso do mo do neto, do turismo o vitor, sem dúvida um dos múltiplos candidatos e provavelmente mais do que isso aos que aqui nesta terra vivem por desaseis anos à minha conta, do pe da serpente rolas do ro de la, do circulo da corda do ro do po , o de cá e co da serpente do ia, da serpente do circulo do mo serpente da má do sistema de informação, e et ren de muita idade, da caneta do furacão


Nota aos pássaros, por exemplo, ren, é nome de empresa, donde será nome de mo da ren ou de importantes quadros, mas também é empresa de transporte de electricidade, que serve para fazer luz, ou fogo, um et , é um extraterrestre que sendo-o sem o ser e não o sendo o é, tem habilidades e poderes na aparência estranhos, pois estranho mesmo, só as aparências, um et eléctrico, e um homem que faz electricidade e ou a transporta ou faz transportar


A bela Merche da família Garcia, um dos meus nomes, trazia um dedinho com um anel num colar ao pescoço, o anel do colar do dedo que oferecera a jóia à teresa?, no contracto do amor e dos direitos sobre o filho, na cobertura do seu rapto com as conivência suja das psicólogas e mais grave dos tribunais e dos juizes, por detrás uma placa desfocada, pela profundidade de campo, o antigo do campo antigo, do risco no céu, me acrescentou uma pomba que agora aqui o riscou em seu voo, ali a subir para os lados do prédio em livro antigo aqui por detrás aos olivais, onde vivia o rapaz dos kadafi, o Luís, e o sandro, que acho que ainda vive.


Ou mais provável me parece vitor neves o primeiro a me por uma anilha no dedo, a primeira anilha , como se faz aos pombos ou às pombas, se calhar à Mónica cujo um dos outros seus nomes é Pombo, ou a mim através dela, pois o tempo bate certo ,as festas de lisboa, o inicio da década de noventa


E recordei estranha história com o Luís depois de pela memória o ter evocado, de ele me ter comprado em letras, ainda era o seu tempo, letras bancarias, grandes papeis que mais pareciam notas de monopólio que eram assinadas pelo comprador e cobradas no banco à medida em que mensalmente venciam e me recordo de ele ter tido problemas em seu pagar, e de eu ter tido de falar com sua mãe para o assunto resolver, e foi ela que o resolveu, por fim, situação desagradável.


Me disse o espirito que ele terá sido a minha serpente rato dessa tempo, a primeira, a primeira que me riscou, sozinho ou com outros, bate certo, com a tal letra da tal canção, que em recente foi neste Livro da vida nomeada, do circulo eléctrico do rato tó


Em dia recente meu amado cantor tom waits, de novo me apareceu, primeiro em sósia no jardim da estrela, depois desta vez numa capa de um livro numa banca de uma feira de fim de semana, e lá estava ele com o seu chapéu e uma palavra escrita em seus dedos, meat, do chapéu da carne e dois curiosos livros me fizeram uma ponte entre dois eventos, que de repente ali se me afiguravam semelhantes, e que encaixava num dizer que ouvira em espirito, tempo atrás que o modus operandus era semelhante, ali estava o caso do bolama e o de um navio salvo erro inglês que teria sido afundado ao pé das maldivas, e que se calhar teria sido a razão secreta daquela guerra ao lama.


A operação na casa do ferreiro da forquilha de dois dentes no fogo da forna na fronha a bater a maldição, a abrir o ferro em dois, que aqui um dia foi narrado a propósito do bolama


E outro dizer assim li na história que nessa tarde o amor em que o trago me desvelou, recordou-me ele, através dele, da prática de um personagem malvado das histórias do batman, que quando convidava alguns para sua casa para o submeter a subtis interrogatórios, no final lhes dava uma bebida a beber que tem como qualidade, produzir um apagamento da memória e certo é que muitas substancias tem e produzem esta capacidade, de serem borrachas e aquilo ficou a retinir em mim, sobretudo desde o momento em que me dera conta da existência de um segundo buraco na minha memória e de achar deveras estranho que assim aconteça, porque memória tenho-a boa e muito, muito grande, desta vez o buraco prendia-se com a história na casa com o terraço em alfama, uma história que por diversas vezes aqui tem aparecido e me parece que algo de semelhante ali terá de ter acontecido e me subiu de novo isto à consciência a propósito da bela wionna, porque não me consigo recordar de quem era a bela rapariga que nessa noite falei e que me fora por terceiros apresentada, só trago em mim as certezas do coração de que já falei, e para isto assim ter acontecido, bem como a outra na torre de oeiras nova, algo de similar em termos de apagamento da memória terá sido por terceiros induzida.


Estranha e clara como sempre a escrita e o acto de escrever, as memórias estão sempre ligadas de forma directa ou por tonalidades familiares que estão mais ou menos entre si afastadas, a fazer cabal demonstração de como tudo está no tudo, de como o todo está sempre nas partes, me subiu na memória pela evocação dos buracos, um outro buraco, um buraco alheio, em memória alheia de um outro rapaz a quem eu amei e a quem trago em amor


Recordo-me da ultima vez que o vi, depois de muitos anos sem o ver, estava no lux , o dia já raiava na pista da dança cá em baixo, escura, prolongando a noite para além da sua realidade e de repente ao balcão já quase deserto nos encontrámos e começamos a falar.


Recordo-me de ele aparecer uma vez há muitas luas atrás na latina europa, tinha escrito a meias com um outro rapaz um livro sobre a história de um assassinato, uma história que fora prémio de revelação da escrita do concurso da caminho, trazia uma ponte na capa, a ponte eifel do porto e falava de uma história de assassinato e assim os conhecera por intermédio do antónio saraiva e pensamos fazer a adaptação do livro para televisão, chegou a integrar um caderno de propostas, o tal livro que passado alguns anos eu reparei que estava quase todo realizado, aquele era uma das excepções, um projecto que a R.T.P. nunca quisera produzir, e me recordo no imediato de uma outra semelhança com um outro, o do veigas, pois em ambos havia um mesmo perfume de realidade, o do segundo ligado aos futebois e as pancada em sua volta, às mortes e espancamentos encomendados, a dos rapazes reverberava assim também, se bem que o seu universo fosse diferente, era a história de uma mulher, um crime na ponte, em sua aparência suicido e um detective, já não me recordo seus pormenores, mas recordo-me de ter desenhado algumas imagens do story board, com uma preocupação nessa altura na mente, a das transições, das transições por fusão formal que a sendo formal, nunca só o é, pois forma e conteúdo é um mesmo e transcrições são formas de elipse no aparente tempo espaço, é exactamente essa a imagem que ainda me recordo, estaria o detective na sua casa de banho, a fazer a barba ou lavar sua cara e quando a agua fazia o turbilhão em seu escoamento no lavatório, visto em picado, passava para o rio douro onde o homem da ponte tinha caído, ou não, não jurarei que era e a intenção narrativa entre a ligação das cenas seria esta, mas a imagem clara é, lavatório, agua em turbilhão que do vaso de porcelana, a vela, desce sobre o ralo de alumínio e vai pelo cano abaixo, rio, ponte, ou ponte, queda da , e agua do rio, ambiente nocturno e pouco mais trabalhei na preparação deste projecto, pois não houve razões para isso, parece que a televisão publica tem sempre muito receio das histórias mais escuras, não se vá levantar nenhuma caixa de pandora, ainda hoje numa revista cor de rosa, a capa era a bela margarida e dizia que ela por ir figurar como personagem a carolina estava sob escolta policial durante as vinte e quatro horas por causa de ameaças, história estranha que me parece contar uma outra, com outros motivos, fazei-lhe um pequeno mal que seja e vão ver o que vos acontece! Vos digo Eu!!!!! E o mesmo é válido par todos os Amadas neste Inteiro e Uno Livro que trazem a Luz e Presentes Em Seu Coração e São Adeptos da Verdade e Para a Luz Contribuem, livrem-se de fazer mal a um que seja, e terão comigo em Deus de se haver!!!!

E se desvelou no período anterior o seguinte dizer,


O parente da elippse ,produtora francesa, ex gato primeiro em dezembro, da teresa vaso do A invertido, como no céu em fátima, vaso ive no do circulo da ive , no banho da ive caido, e rá


Antiga lua, quem , a claudia? ou a ive, ou a namorada do justino, do ba serpente do rá, al tina homem, do sitio do tó do circulo da ria às sa do sin primeiro do tó, a ponte do porto, o assassinato na ponte , ad, patrícia cão português dos Z, da Kapa, ro do bico pequeno, je co rtp, im e diamantino direito veigas, bois do fute, rá também do vaso da erva do bava, ap ren cia, dia ec té de serpente tó, rato do Y do bo o hara das formas e conteúdos, furacão do rá às da sic, cedilhas ap ren te , ex ca cata mentiras cte vaso, serpente Ká, do homem que caiu na ponte, o do gabinete do ministro, da jura da rá de alumínio do si , más pé do rato do triunfo dos porcos dos três ufos, filho do gato da manha cá us, homem serpente hd , do ria, o homem livreiro


Heli caiu em ken d al c um br ia, nordeste inglaterra, quatro mortos, dirigia-se de carn forth da lan ca ss shire escócia, da lan cá da serpente dupla ss da serpente de aluguer das terras médias, caiu perto do portão do beck


31 de julho, desapareceu menina suíça y len ia len hard ap pen serpente vendida, do leste da suíça, si so, o 6 da 7 ana os, suicidou-se depois de disparar sobre outro homem com 46 anos, viveu em espanha o raptor em 1990.


E ali estávamos como estivéramos algumas poucas vezes ao longo talvez de uma década, uma estranha garrafa gigante de espumante bem no meio do balcão dentro de um vaso gigante, seria uma qualquer promoção, provavelmente da festa que nessa noite aí ocorrera e o justino que já estava bem acelerado, meteu-se-lhe na cabeça que bebêssemos uma garrafa, o que declinei, devido ao adiantado da hora e do estado


A ali espanhol furacão primeiro do estio dos ramos vera serpente mo, alto do vaso da espanha, a maria di vaso primeiro do dia eça ad às, puma espanhol do homem dos furacões que mente do vaso e do sta, quadrado primeiro dos angulo da ual do quadrado europeu do ur príncipe primeiro maior, e vaso do furacão em espanha, ace da rapariga da ria la do rá, cab da bebé da cabala can bala e ss e serpente do mos, ad dina portuguesa do sistema operativo da via da serpente do mo es t rna gata da eira, do arranhão bei do circulo do rr, da tristeza do ro do pei do fá da vareta da mila e do grito do e do circulo e sta vaso da fina de tam be das recitas dos meninos da pa da asa da ss do aro


E me pôs ele a escrita em dia, que há muitos anos que não nos víamos, o justino era o u fora médico, vivia com uma rapariga estrangeira que me lembro de ter encontrado um vez ou outra de raspão pois sempre o vi mais sozinho no bairro, muito bebendo, com conflitos dentro dele, mas sem se tornar violento, mais uma tristeza qualquer que lhe morava no peito, e me disse então, que estava a frente do negocio da família, creio que de aguas ou vinhos ou algo assim e que estava muito bem de finanças, foi isto depois da expo, que tinha também sido um ano muito bom para a minha empresa, um ano excepcional, e me recordo como meninos que somo, de termos falado de recitas desse anos, tinha ele ficado a frente salvo erro com um quarto de milhão em contos antigos, eu pouco pássaro do quinto.

Me contou nessa noite às páginas tantas que da ultima vez que nos virámos quando se fora embora tivera um acidente de carro onde ele ficara destruído, existia ali um estanho tom, naquele contar, mas não falamos dele.


Em broa da serpente do furacão do rui, ou e maria brasil, circulo primeiro, a maria be também do tam , co do homem e cia do rato grande do grande laço do po do dia da di da relação do cível, o bolama , o laço grande do bolama, e spi do pi da vareta do rito


Passados uns meses, salvo erro alguém também no lux que as dois conhecia me disse que o justino tinha falecido, chorou meu coração por dentro, da partida daquele belo menino, triste em muitas vezes e com a cabeça noutras muito baralhada.


Ou seja parece pelas letras que agora misturadas com as outras apareceram, que o justino terá sido testemunha de um ritual, da estória do rito, dos abusos infantis que carregam determinados dínamos das desgraças e se calhar por isso terá sido morto , caso o foi, que pormenores não conheço outros para além da estranheza, uma certa estranheza que meu coração conhece e que na altura quando mo disseram senti


Do furacão re da mina dia os da serpente do mo da dina, com homem ce, ou seja uma relação Ab qu e ele conhecera, ou lha fizeram conhecer para que algo de mal a ele se passasse, o que não seria difícil, visto ele andar muitas vezes muito acelerado e por isso mais susceptível .


Di do fi do angulo da cia, ace do Ra da lara, serpente dupla us portuguesa do vaso do angulo e a mim, o do bolama.


Olhei no momento da escrita as lombadas dos livros em frente e dou com dois que me prendem a atenção, a alameda o rei e o rei lear, da alameda do rei lear


A primeira lama, a lama do pai, o rei lear, sobre mim lançada sobre o bolam, rei lear e serpente pei do rito , rato re la da cedilha et espanhol, titus titãs vareta do circulo da serpente le do ar, rato das horas da serpente do rá do vaso do juiz da dupla vareta dos z, da vara da teresa, do cível do inde n dio de deus de g ran do la., do gato ran da ola da loa



Já o dia vai nascendo, estou em cheio de calor e ainda a luz vai em suas primeiras horas e será previsível que mais uma vez se chegue a temperaturas na ordem dos 40 graus, na antena dois deram agora conta que não está nenhum pedaço do pais a arder, que o incêndio de Grandola está já extinguido e espero que assim se mantenha


Ah amada que cor tão bonita este amanhecer, azul clarinho como quase verde turquesa e um forte laranja a aparecer antes do amado sol no zénite se elevar, e a lua como tu já se deitou, redondinha a beijei em seu descer e subir no outro lado do mesmo mundo. Agora o céu prenunciando o imenso calor se vai pondo de branco e eu tenho saudades muitas de estar a beira mar a molhar os pés a teu lado olhando este horizonte esbranquiçado que fundo o céu , a terra e o mar


O azul do colarinho ari do verde turco, vaso ue e sé do amado sol zénite da esa, zé mite da deita do dom da inha re, do circulo europeu, o vareta da exclamação da tio serpente do circulo mn do bar , muito co de horus rio do xo, do beijo invertido do rio da fusão do céu da terra e do mar, a onda no horizonte da ue, da escola la , má do cão de mação e rizo, arroz suk l, sul norte pano e véu do fantas, da minha praia, cab da cinha da serpente do vaso, submarino serpente, da onda tan da cia do primeiro amor, do amor da manhã, vareta grande e comprida do general norte sul do circulo das serpentes dos cálices e o espelho de prata



Senhor da mascara, sois nada, sois pano e véu, simples véu de ossos com carne à volta, e falais como um roberto fantasminha de praia de pano daqueles que se enfiam nas mãos e que os pulsos fazem rodar e levam muita paulada na cabecinha e as crianças por vezes riem, outras choram, que pau é sempre pau e fantoche sempre fantoche se não adquire substância, e vos trago eu em amor, como seria se assim não o fosse?



Imagem , os cálices e o espelho de prata



À minha frente a Senhora Mãe avó com sua neta ainda pequenina em seus braços, ao colo, vestem à francesa , de branco e de oiro, e vivem em tempo antigo, como no século dezanove, a menina tem um laçarote azul em seus cabelos, a avó aa tem calçados sapatos de oiro, ou calçou os sapatos de oiro


A mãe também de porcelana está com um vestido branco comprido e um chapeu com uma grande rosa amarela com botão vermelho, toda florida e outras azuis e rosa


À frente ou ao baixo, suportando a avó


Em pr e sas , o vaso dos trovões, dois raios que se cruzam desenhando o que pode parecer uma hélice de dna, o jornal, do rc do pce, ou português circulo espanhol, no, triângulo das aguas de bronze na cruz do tiro do galo que canta sobre o circulo do sol com a engrenagem em circulo em baixo, engrenagem da revolução industrial, uma roda dentada, da fnat fama, ou da francês nat em 88 da vareta do 69, inversão, do III cat, na salva do grande X da grande onda do mar no meio da arcada I/0, digital, no centro do mar com três torniquetes que partem as nozes e um par de inças e uma agulha de crochet na salva,


A que será a mão da menina está à minha direita, e seis cálices de prata em linha dispostos separam e unem as três personagens.


Por detrás dos seis cálices, uma salva de prata com os quatro lados arredondados, como sugerindo quatro M , de maria, ou quatro marias e no centro do vale de cada uma um onda muito grande se enrola na costa




Co da Maria da manha da ria do chá europeu maria serpente ua circulo francês do br e co vestido de branco, segundo da serpente Eça, ou beças, ou be ca serpente, e vi vaso em no do sé cu circulo do vaso os de za nove ni em novembro, muito ive ice em br circulo da primeira mãe tam segundo em português orc da ce lan primeira da ana dia do circulo ss do t do ro do vaso dos ondas sobre o circulo espanhol, e ana sp na hol do circulo is da rai, ari, os quadrado europeu serpente maria cruz u-z Ru d o po da recer primeira do homem li da ce da dn primeira do rato do circulo do radio controlo do helicóptero do zé dos bois, no furacão do angulo das aguas da ria ao br oz ze, na cruz do tir do circulo do galo francês, que canta, no sir do circo do sol com a engrenagem inglesa gata rena na maria general, ee muito ral, da fn at fnac, do francês nat 88, do sessenta e nove da inversão, que resulta no grande x na arcada da rama da ama aramada das aguas do gata da serpente ua com , do terceiro Tor do quadrado europeu do etas serpentes do ni no, et às da maria portuguesa das artes às no serpente ze e um par de incas, ni ca serpente do circulo com cedilha e uma gata do ua da vareta grande do homem mm a do circulo do roca do homem et rochet, ro ce, na serpente alva, do ouro português PP circulo do dia do furacão da serpente do rá no dia os da se is, seis Ka li ce s na primeira salva do quadrado das quatro marias na grande onda na circulo do is st primeira na costa enrolada na ima norte sul


Enquanto isto escrevi, na tv se dava conta de um descarrilamento de um comboio com mais de 500 metros , uma antiga carruagem de transporte tinha em sua traseira debaixo do telheiro em arco, cor de ferro acastanhado, o TT em suas vigas desenhado, acontecera perto de coimbra , o comboio da agulha da pampelhosa, do roubo do pam no sitio onde a cerca de um ano atrás se tinha dado outro descarrilar, a salva tiniu no instante e assim me relacionou o vento, com a salva de prata do quadrado das quatro marias


inglesa quadrado da ua , is tó espanhol na tv se dia aval co da primeira da maria do pei ia conta dia espanhol de carrilho, do primeiro homem do to do primeiro com, do arco de telheiras, do boi do circulo da net da ma is do circulo dupla da estrela, primeira formiga do carro rua da ua da maria general de furacão do rá sul norte no circulo do com. Boi da agulha da pam pe lhos Teresa rá serpente sul norte porte da me la cio no vaso do vento na net , a serpente alva rata do quadrado das quatro marias serpente ari



E ca do pi serpente do co circulo do homem com vareta no circulo do homem primeiro


Mar te nica e sa n teresa primeira e sa n lu cia, te maria pe serpente espanhola do furacão ad do grau dois, gato ru, a ca do circulo ad do Minho no dia d do me xico do bico do bi co


A meu lado a caixa que eu encontrei, e que o amor me deixou e a quem eu muito agradeço, é de madeira , tem desaseis tabuinhas entrançadas em seu meio que perfazem 16 cruzes, ou a primeira cruz do seis, circulo do ru da serpente do Xe da primeira ira de prima de rim da vareta exclamativa da eira


Quadrado do vaso da mé da esa, zé é, cc do ré entrado n cc do ad às do quadrado dos u is, muito li gato da serpente ua Ab do mel do rato tua, d comboio da linha do tua, douro, do circulo em cima da té do vaso do d do circulo do rá da sé ine e ro par tic e pa do ram da tentativa da inversão invernosa sa da onda serpente do circulo primeiro, da ira cá, ino, e no dos cem furacões do circulo da serpente ten e rato serpente quadrado ua da vareta grande do quadrado e, e rato do tom do Ab a rá


E antes de levantar de novo sua tampa, aqui digo m, direi e escreverei em todas as línguas que se de sua abertura e conteúdo algum mal resultar, ele será contido inteiro sobre os que o criaram e nele participaram e por nenhuma razão, modo ou forma , possa a outros atingir, e aos que trazem o coração pervertido e invertido, vos digo qualquer tentativa de inversão desta verdade vista e ouvida, vos caíra em cima e vos levarei de imediato para o inferno, se contra inocentes atentares em qualquer jeito ou forma e mais vos digo que tombará maldição sobre as vossas casas até a quinta geração


Na agenda um ponto pequenino negro marca o mê como sendo o de janeiro de 2005 que está na vertical entre a quinta e a sexta feira, mas mais próximo da sexta desvelando assim a seguinte sequência de numeros, 7, 14, 21, e 28


N a general ad a , pe quadrado europeu ne rato gato do circulo da mm mê seno do dia ss, pr ox da imo se quadrado europeu na cia nos dias 7, 14, 21 3 28 e sétimo mar oa da vareta do br do circulo ad


Continuando aponta os meses de maio e setembro de 2005 e janeiro maio e setembro de 2006


Outra data circulada a azul em janeiro de 2006 no dia 26 do primeiro mês,


Um nome de um médico, ana paula c, que me recorda de imediato pelas datas da ana paula a psicóloga envolvida na tentativa de me rotularem a perturbação mental, e as datas de janeiro, de 2005, mês onde as consultas ocorreram ,


A psicóloga ana do paulo, ar do anjo d dia us lin do ma serpente car das serpentes do rá com facas inglesas, san gato do vaso da anta da ad as de penas e no c n furacões ao rei da encenação tam ne co kapa et circulo do homem up da bola sim da queda da avô furacão do ar dia u z ida da lei, no furacão primeiro da divisão feita no forno do oriente


Arranjo de roupa por parte do morador da gare do oriente da loja do gato primeiro do sexto circulo ou do circulo do seis, a besta do dia us lindo, o decimo primeiro homem do circulo dos onze, da historia dos seis ovos de salazar, da recita de ovos, mascaras com facas ensanguentadas de penas , como um outro dia as fazia e sobre a qual agora encontrei um foto com essa encenação, feita também co ketchup como na queda recente símbolo e imagem de eco e espelho, da queda da avô, da recita traduzida pelas pinturas do pintor de entre campos, meia de leite, a primeira divisão em dois levar a cozer, feita no forno da loja do oriente


da loja samaritana da rita ana americana , a maria do forte décimo do príncipe da faca curva da infante santo com dez de ouros, o jogo do poker das almas


lo j a do sam ma rita ana ama rica da can primeira do principie de ouros do pr ric do pé do nip e


teatro aberto, a chaveta , o um invertido o fusível, a branco as letras a azul e a sul as duas colunas segundas, ga li leu, bertolt brecht, a brecha, o BB, com apoio da câmara de lisboa, mc, instituto das artes, pictorial goete isntitut e fundação da ciência e tecnologia , universidade nova de Lisboa, galileu está estranho, com um olho verde, é mesmo a única cor que tem a imagem de sua face, do ponto negro da íris negra sobre a vesica verde italiana, o céu tem estrelas, olho os nomes e vejo os que conheço

joão lourenco, vera san payo, enrique cayatte, vitor rua, rui melo, rui morisson, francisco pestana, afonso, pimentel, rui mendes, jorge conclaves, entre outros mais


el circulo do vaso fu si do z ul do rectângulo negro di gato a berro , brasil e ch furacão, cam da ara da mara mc pi c to ria angulo, gato oe homem da teresa do isn titu furacão da cien cia lis do bao, gali e leo verde da íris berra da vesica verde italiana do cem et serpente rato das estrelas, da onda sobre o circulo jo lou ren co sul norte pa y o , henrique ca ua tte, morrison, afonso pimentel e o mendes, o mo do segundo angulo grande da gun muito sé, o seta ao circulo do ma segunda


o móbil,


diz assim em seu verso, entre outras letras, galileu põem em causa não apenas as noções fundamentais da ciência, mas também a visão do mundo e da situação do homem no planeta terra, perseguido pela inquisição, galileu decide continuar a desenvolver os seus estufo , consciente do perigo mas também do progresso que estes poderiam significar para a humanidade, teatro aberto na praça de espanha, onde as colunas se repetem com pequeno arco do triunfo no meio da relva, em homenagem a revolução de abril,

circulo do vaso do primeiro furacão da serpente ara da rá primeira portuguesa do orçamento do estado às do nó circulo da serpente oe da ciência na serpente tam be m perseguida pela inquisição do pe rato gio do gi do circulo da ara pp do homem duplo gato do general da revolução de abril na praça de espanha, porto teu gato do vaso da esa, sá pente oe da si inglês da cia, o general primeiro da grafia do rá que afia a corda do crime, general do circulo da escrita



a geografia do crime, das hordas e da batalha


do quarto da dupla tríade das duas linhas paralelas que atravessam o forte de s. Francisco, ou seja o pai e o filho na torre superior por cima do arco dos tijolos, dupla tríade de chaves, a pa do x, a cama da dupla cruz invertida, da carta da cama ou a cama do rectângulo da carta, por debaixo da rosa dos ventos virada a cruz a norte que adquire o duplo sentido de muitas cruzes duplas ai postas na av calouste gulbenkian, no ponto negro no meio das veias do vasos de sangue do quadrado dos bombeiros voluntários da gulbenkian na direcção de oeste que se liga ao vaso dos sangue dos bombeiros onde houve uma embolia, o ponto negro no circulo do vaso do calouste gulbenkian no oeste cal do circulo do vaso us te ou cal no vaso da us te, o fa da un ak 4 ria cos no chapéu da jibóia como um elefante lá entro, do santo exupery, que é também o nome de um actor, o João da perra, da cadelinha perry, salvo erro ligado ao teatro aberto, onde a sofia borges também colabora, o rinoceronte do papa, fixei agora o olhar no livro com o titulo em vertical, da ascensão do papa, estava pensando no justino, nas relações do porque ele me tinha aparecido na história, do monte da sina, da cidade dos anjos caídos, passou agora a carrinha verde, 3219 portanto alguém deve ter morrido, depois a rua do dr castro lopes da av da republica , dos furos diversos nas portas novas da av do dr fernandes vaz


e neste preciso momento da escrita a daniela mercury na rádio, à primeira vista, todos os meus pelos se puseram em pé, assim acontece quando vos oiço, bela senhora


a avenida calouste gulbenkian em trancoso entronca com a avenida da republica, fazendo uma cruz inclinada, ou a cruz que aí se inclinou com uma carta de um rectângulo do joaquim henrique às da cruz e da vareta dos ângulos, do cimento escuro do do cinema, muito tarado sexual, da igreja de sta Isabel, numa cama de hotel, os quinhentos da boca grande do ul rich do largo do senhor da calçada da rua do açougue dos coutinhos, os mercadores da alegria de dom afonso Henrique na rua dos cavaleiros do joão tição á rainha santa Isabel, do campo do norberto, no largo da santa maria de Guimarães, e do eduardo cabral, do largo do pelourinho do luis de Albuquerque da rua do bandarra, no largo da roseira da estrela do são joão da cobra negra enfiada na rua do boqueirão do frederico d´orey, do vaso da vareta do rico da prole do padre costa, co da serpente primeira da teresa, do francisco da costa, de trancoso, degradado aos sessenta e dois anos a arrastado pelas ruas no rabos dos cavalos, esquartejado e postos os quarto pelos diferentes distrito pelo crime em que foi arguido e que ele próprio não contestou,


dia do circulo das tintas da ema , um do circulo It do furacão do Ra tarado se x da ual da igreja de santa isa bela, dia do circulo do ac do do vaso do general do aço dos coutinhos, homem inglês Ric do quadrado da serpente europeia das vistas da cidade do jo do tição à rainha santa do co co mp do po do norberto no lar da gui guia mara espanhola, de albo dos yustes dos custes d up le s quadrado europeu do ban da banda da arra rr primeira, do bo fred rico dó dia do circulo réu da vv da Ra ad ap primeira ao se da senta seis do segundo e os a ar Ra serpente dat sta dia ru serpente no Ra segundo os do dia do circulo dos cab dia ps dos cavalos espanhol do quadrado europeu da arte , principie primeiro do circulo ad dos portugueses elos difer parentes do serpente do rito do português circulo do rime quadrado maior europeu do gui do ar do circulo em ste st circulo do vaso


tinha dormido com vinte e nove afilhadas e tendo delas noventa e sete filhos, de cinco irmas teve dezoito filhas , de nove comadres trinta e oito filhos e dezoito filhas, de set amas teve vinte e nove filhos e cinco filhas, de duas escravas teve vinte e um filhos e sete filhas, dormiu com uma tia chamada ana cunha de quem teve três filhos, da própria mãe teve dois filhos, deixando um total de duzentos e noventa e nove descendentes, duzentos e catorze do sexo feminino e oitenta e cinco do sexo masculino, concebendo de cinquenta e três mulheres


da vareta do raio maior do às da tv dez zo do circulo It fi do homem às da vareta grande primeiro de no do vaso com das madres se z e zo It primeiro, no do parente do vaso inglês e serpente ex circulo ma serpente kapa do circulo da lina das rimas primeiras ss da maria si do circulo em tam primeiro do homem is serpente do tó da ria do circulo os santos da costa do rem et do met, Ra do ro me ma primeira do dia do circulo lu ac ar à né francesa Ra ca e gato muito rá no dia Espanha os dia edi, gan luva do to ni os, e luva antonio serpente do sinal de Deus em lagos das construções circulo iv do serviço de informações, uma história suja de luis, sepultada, do roubo de meu filho, a primeira cama do ac do acto de cobertura do roubo de meu filho pelo et rá do si da luva de ouro da iza do circulo da serpente is do tó, pa as ss primeiro muito às da teresa duplo rato rr circulo ad primeiro furacão do rato do naco da serpente do duplo circulo do de dc de trancoso com um anzol, com o primeiro zorro de cinco círculos em dia espanhol da ne do homem do circulo do anzol do vaz , vaso az dos paços do conselho


ao que parece o rei D. João II perdoou-lhe a morte mandando-o em liberdade aos 17, de agosto de 1487


assim contam a história, os santos da costa remetendo, a carne é fraca e grandes os desígnios de Deus


a pr ole da pa do dr costa, co sta


seguindo a av. da republica vou dar ao largo do tribunal, sendo que o entroncamento destas duas ruas desenha o y deitado, que terá sido o lugar de onde veio a carta ou onde a cama do acto de cobertura do roubo de meu filho e terá sido organizado, tudo isto se passa nas terras de trancoso, volto à direita e deço a rua do lopes do castro ou castro lopes ao lado da muralha da fortificação que me diz ser a segunda casa do primeiro seguida de três torres na linha das ameias que cruza com a rua do conde das portas novas do segundo do nono circulo negro onde no angulo se elevou um homem e uma mulher num ascensor com um anzol de cinco círculos em desenho de anzol ao quadrado do paulo na av do fernando vaz dos paços do conselho,



a dupla tríade di dia d da di às do rá da ave ss dam sam mm do fé rre da teresa, do francisco do vaso sej, o pai e o filho da dupla tríade de chaves, de b, aio da rosa virada a norte do sem tio das postas da va do cal do circulo do vaso do ste gil bem ki do no do ponto negro da di re cc cão de oeste, do fa da un ak quatro ria serpente co chapéu, o homem de cá pa europeia, da jibóia exu pe ry e actor do circulo do príncipe perry da sofia , o rinoceronte do papa, da ascensão vertical do papa justino, ju dia do tino, pa aip, dos anjos ciados circulo rr do homem do ina verde, o terceiro do segundo circulo primeiro da humanidade, porta da anta todo gato dam maria ue do quadrado da primeira do av AA. da republica aqui ro s, dos furos di veros nas portas do vaz


é este o mapa de trancoso, o paulo trancoso e un outro rapaz que para ele trabalhou e com que me tenho cruzado por diversas vezes no âmbito profissional, bem como alguns dos que comigo trabalharam e que com ele ou para ele também o fizeram,


o mapa de trancoso, o e da un saído do rato do outro rapaz que para ele trabalhou que me põem diversas cruzes na segunda manha do tó do furacão do rá kapa do ba do homem da maria ara, ou homem primeiro do ram


o mandante, o protagonista e os acólitos da má do sistema de informações, da za seis, mais um, ou diversos, candidatos a viver por mim por dezasseis anos mai ano menos ano, que importa aos vampiros do génio alheio


o francisco do audiovisual, com quem eu algumas vezes me peguei, melhor será dizendo seu contrário, no âmbito das actividades sociais e políticas do audiovisual nacional, e que sempre rondou e levou alguns dos que comigo trabalharam para ele e para outros, ou projectos trabalhar, como um parasita simbiótico, um rapaz de invejas profundas


dos muitos filhos do paulo trancoso


paulo trancoso, me recordo dele desde o inicio da minha carreia no audiovisual, me recordo de ter ido ter com ele e me apresentar no inicio e aquilo não ter resultado em quase nada, para além dos nos termos conhecido, mas provavelmente não teria eu interesse para ele, ainda não me conhecia, nem se apercebia do que eu iria fazer, me tratou por filho, num tom que me cheirou a paternalismo barato, me recordo de ser um dia de verão e estar-mos a falar no terraço do seu belo palácio na costa do castelo, a ver a cidade, me recordo do seu escritório com uma escada em caracol, que agora me lembrou para o candeeiro de iluminação nas telheiras , que aqui em tempo recente descrevi na visão que lá tive, na noite em que a bela beyonce cá esteve a dar um concerto, era branca e tinha ele uma arara ou um papagaio mais ou menos a solta em sua divisão e me recordo que estava tudo cheio de pequenos dejectos brancos que o bicho fazia, em cima de um mezanino, no varão, lá estava ele com o bico debitando,


depois sempre nos formos cruzando ao longo de mais uma década de actividade de certa forma comum


paulo trancoso ap re serpente do furacão do ar no circulo da dupla vareta do homem estúpido do ia no verão espanhol do furacão do rá seta ao mo serpente da costa do castelo, o da sé do pe, e pente da costa do castelo, can di e ro da vareta da doença do lu min cação nas telheiras do sb futebol cá , do furacão da ave espanhola do estúpido do circulo em vaso E, c e rato do furacão ao circulo to, pa ap do gaio e vaso sta do me do z à nini za do nino, no varão à mais de uma década



me recordo de um dia ele ter ido ter comigo a me pedir apoio para a montagem dos programas de televisão da candidatura do partido da terra, que queria apoio porque não tinha dinheiro e eu que trago e já nessa altura trazia o ribeiro telles em meu peito a morar, lhe disse então assim, olha eu quero falar sobre o audiovisual português, proponho-vos uma troca , eu faço um pequeno video de um minuto sobre o audiovisual português que será integrado nos vossos programas e em contrapartida a latina europa monta os ditos, e ele me disse que ia falar com os outros e assim fez e depois de novo chegou e disse que aceitavam e assim se fez, e lá aparecei eu num dos tempos de antena do partido da terra, com montes de gráficos á minha volta e por cima a rodar, onde expressava o meu ponto de vista sobre a importância estratégica do audiovisual nacional,


do ido furacão ré do pi do dr , ou do pide rato AA apoio, português ro gata da serpente maria do rá da terra, din, nn homem e vareta do rá, telles, te duplo angulo espanhol, is se da ao vaso da di audi vaso da serpente das informações da ual, porto vaso do gi espanhol de chapéu do circulo do furacão do rato partido na porta da cia a piar,


curioso, foi que durante muito tempo depois muita gente me vinha perguntar se eu era do dito partido da terra, e eu respondia, da terra inteira sempre sou. Do partido não e lá contava a história da permuta que foi tão boa para os ditos partidos, que nessas eleições tiveram salvo erro a sua maior votação de sempre, Ah minha santa ingenuidade, que é santa também por ser ingénua, se bem que aquilo que eu queria o fizesse, mas não me passou pela cabeça todas as consequentes implicações, enfim nada de grave, que a terra é sempre de defender


e recebi uma carta e agradecimento do arquitecto que muito gostei.


E novamente no acto da escrita se desvelou uma outra história, um outro dizer, complementar que assim rezou,


Ac do circulo do vaso do general coutinho, o henrique do tição à rainha santa com pó do norberto, no lar do gato da santa maria dos uis da ra da ala espanhola, alba do quadrado europeu, do quadrado do frederico de orei , da senta na sé a dois, da serpente do ar do rá nono do oe de la serpente us do quadrado maior, circulo ste espanhol da furacão do circulo do vaso das irmãs de 18 filhos , do cheiro da vareta da ota , pt a, no inglês parente do nove da má serpente di circulo uk line 0, mascara e capa do circulo de lina, na costa do rem, dos sonhos, da me eta, ac a do ar à Ne os dia edi gi g ni os e t rá, t rato do naco do osso , a serpente dupla entre dois círculos dos cinco círculos de dez do homem né do fernando dos paços do conselho e pro ró CD A do circulo de prata di s co co m pa ct, oitavo circulo do ministro e 7 00 mb da dp kapa do gas do ba serpente do circulo



No dia do ur da ana te mu It rato da ep na di primeira da terra inteira , primeiro homem in gato ue nua do circulo n da sé quadrado europeu muito tarado sexual do vaso do rato de cá, vaso do carat, do quinto diamante, da carta do dia, do tecto do rui da ar, maria primeira do si às ss do cação da circulo da vareta, do pé do rato tt do homem do circulo do furacão do pap da pa da ela ap, do dia espanhol da pa da gravação do circulo dos parentes das mentiras do li dos lentes do na da eve do dia, seta à se rato et sante



e depois anos mais tarde, o paulo me veio propor um negócio de mais ou menos uma associação entre as empresas e falámos e tornamos a falar e falamos ainda, em reuniões ao pé pertinho, e quando eu finalmente pôs o que me parecia ser o miolo do que faláramos em papel, ele desapareceu, quer dizer, não desapareceu assim no ar, mas de repente não mais conseguia falar com ele e depois de alguma insistência lá o apanhei pelo telefone e por ele, então ele me disse, que não seria bem assim, que a ideia era ele arranjar os clientes, eu trabalhava e depois devida-se o dinheiro em 25 % para mim o restante para ele, ou próximo que não me recordo ao certo das percentagens embora certamente as tenha para aí anotados em meus cadernos, e então eu declinei que nunca gostei de associações a trabalhar dessas formas, e que preferia até passar fome se necessário a trabalhar assim.


Deselegante é o mínimo que dele posso dizer, e sem coragem, depois de não sei quantas reuniões, quando lhe apresentei a suma escrita, pelo telefone, e esperto para tentar escamotear um eventual acordo sobre percentagens do papel escrito, que é a minha forma de fazer negócios, quanto mais não seja porque às vezes, quando assim dá jeito parece ser a memória de alguns, curta, como que se torna curta, a jeito do mau jeito


Paulo trancoso, Francisco, creio que cruz, que também nem me recordo em exacto de seu nome, rapaz que esteve ligado a departamentos audiovisuais das faculdades, e tino navarro, e as associações, e uma assembleia, a ultima da plataforma, onde o tino mandado por outros, antes daquilo começar, me fez um tipo espera daquelas que nem mais me lembrava de existirem, desde o tempo dos prec, e percebi que eles já tinham tomado a decisão e eu abandonei seis anos de trabalho.


Mini ni mo par ce francês na cisco cruz tam be maria mais duas marias ex cato do acto ligado ao departamento da partida do par da pa da ar da primeira da art do furacão primeiro da mentira da serpente do circulo dia primeiro do quadrado do comboio do esquilo das duas marias ex vareta siti do rem do prec e a do acento no circulo , dos dois acentos na príncipe primeiro do presunto do tin serpente do da vingança do ti sir rcn circ


E continuo abrindo a caixinha da identificação da pandora dos diabos que todos juntinhos na negra demanda se juntaram e decidiram fazer a guerra ao rei oculto, que nem oculto estava, mais verdade seria dizer, que ele se desvelava e fora aí por essa razão que o decidiram mais uma vez matar, sobre a capa da salvação da donzela casada com o rei, o rei mau e ogre, que a atormentava, assim tentaram perante o povo, a capa da negra lenda vestir,


No teatro aberto, no restaurante o pano de boca, com a gastronomia alemã na praça de espanha, entrada pela rua das farpas foi dada a validação, do rectângulo verde do flúor dos cem espanhóis com as quentes cartas trocadas pelo rei com pesadas donzelas, encarregadas de estender a armadilha, no semicírculo de cinza por detrás do bano de boca, com a cortina de cena meia fechada e meia aberta, inda lá espreitar vira a ave o primeiro do circulo décimo da alavanca da vareta que atravessa dos dois círculos, a percentagem do desconto, fora pelos traidores acordada, e num papel no chão abandonado se podia ler, a cobra segunda do segundo, a escrita vermelha, o pan do circulo da ode da boca do quente mail da maria do Co, da alavanca do dia de espanha do co do conto, a energia electrica ao vaso da um da angule da seta à ave de la do circulo do vaso dos furacão da serpente do rp do vale do décimo conto do estúpido tó camareiro do camarão de la isla, nada que ver com o música, não confondais, Oh almas desavisadas, da isla de las canárias, da história do cavaleiro e do atentado ao filho do rei, com a cumplicidade inconsciente de sua mãe, aquela a quem no reino as autoridades autorgaram a guarda, fazendo-se assim cúmplices do rapto e do afastamento do príncipe do rei


O ps rei da net europeia das falsas donzelas e Don do ze serpente de la AA da net, encarregadas de estender a armadilha, no serpente do circulo da emi, do circulo da cinza da iza por detrás do circulo do ban, o grupo musical do filho do valentim, o loureiro, na la sp rei do rá da inversão da teresa, AA. ave primeira da serpente do circo pequeno do primeiro ep no Ab do quente mal da maria do Co, da ala do av aval e ká do dia espanhol, da serpente rp do vale do tó rei ro do cam, circulo do primeiro camareiro de la is do circulo da fun dos ais dos Oh almas desavisadas, das can cana ar às, com a cum cm co circulo do vaso do miguel portas li da rádio cidade, no circulo do norte sul so sincronismo e vareta da net de sua mãe autor e pai da serpente da sociedade dos autores da rga do ram primeiro da guarda, do forte az zen , primeiro ss na cum do li ce serpente do Ra do rap to e do af as sta homem to do pr no circulo da vareta do pe do rei, no co sul norte serpente sns ce na té do fora da rainha no co da ficção cientifica da companhia do ente ne sta , homem is tó da ria , o to do ponto da foice anzol que como na pista dos carrinhos de choque apanha a electricidade da malha do ar



Inconsciente, perguntara-se o rei, seria? fora rainha inconsciente nesta história toda?


E sabe agora que não, pois duas vezes veranearam na isla, uma antes mesmo do príncipe nascer, a conjura fora montada desde sempre, mesmo antes, quando apresentaram aquela que seria rainha ao rei, já vinha preparada, era a forma de matarem o rei se apropriarem do valoroso sangue


Vaso do ar terceiro ne a ra maior na isla do vaso réné ene, formiga da serpente do mo do mês, do circulo do príncipe do ipe da pie do às do circulo europeu e rato da primeira jura da conjura, antes de apresentarem a futura rainha ao rei, mata da ar da rena do circulo do réu da se ap ro pira serpente, pen to do circulo do san gg gi da ue, do duplo gato san da união europeia, gi,


E um rede foi criada para esse propósito e esse estratagema pela palmilha do macedo, o francisco, o decimo da terceira garupa dos gatos da serpente nono de oberon , o tampão que escondia o ron, o pediatra do príncipe, os remédios a tomar ao deitar


Rede dia d pr corda portuguesa do duplo circulo da serpente do It to e ee ss, em espanha tarta rata rta gata primeira da general ema parlamento europeu do par arle da ralé le homem tó que mente, a pal min homem primeiro do mace dp macedo, do circulo do franc sic o, o dee do circulo da vareta do mo do dia eléctrico eco gás ar do vaso dia primeiro serpente do circulo id gatos e rep pn te nono de ob e ron do circulo do pe do dia do furacão do rá do pr inca ipe do circulo dos remédios em tomar , a terceira garoupa do circulo do rom da tecni do Mondego, o pierôt cardin, ou o cardin do pierre, o pierre da pie do duplo arto que fazia de cardan e tampão do ron do circulo segundo da igreja de s. Roque da santa casa da misericórdia de lisboa,


Na igreja de são roque temos a capela da senhora da doutrina, da capela do s. Francisco de Xavier, capela de s roque , da capela do santíssimo , capela mor, capela de joão baptista, da senhora da piedade, do santo antonio, do menino perdido, os altares das relíquias , da anunciação, da pietá em mármore , do presépio, a sacristia, o túmulo de d. Tomas de almeida, túmulo de d. João do borja e do francisco tregian e tudo isto está reunido e se apresenta na igreja no largo do coelho



Do circulo da maria ro da te do circulo do ni do mondego, mo do ergo do circulo da pie e rr car do dino dinis do circulo da transmissão do pierre do dia da subida do lo da arte do quadrado europeu do forte az ia do carro do dan e tam mp cão do ron cir rr chulo da igreja italiana do roque na santa casa da misse ricó co rato dia da lis boa, na são do roque a maria capelo da sem hora dão douro do circulo do ur da rina ria da ca ape de la do serpente da cerca co do cis e isco, francisco de ca , do xá av e dia do macaco da ela de s. Roque da capela da serpente da família da tia DD i mo ipssisimus ca mação e kapa da lea mor do príncipe dos cã es baptista, segundo b ap teresa is st primeiro da senhora da piedade, do circulo do santo antonio do circulo da me do nino pe rato di ida, os do rato Eli quadrado ui as da enfermeira do ira cia cão, da pie da eta em mar mo re, ma ar do mo re do pr e sé pio da perimira do pei meira, sa crista, do st ia , do circulo do tio um lo do dia to ma serpente do to mas de todo meei ia dada, tio mul do dia do joão do bo r do principie primeiro da rua do borja, e do francisco co do cis gaia Regina, francês, re un ni e dão e pr espanhol da se b ta batata na vareta dia di ba to, re do príncipe primeiro, no, dia circulo do lar do gato do coelho, ou do da rua latino coelho, onde o choque se dera, o Fidji entrara no italiano, ovo vermelho, rapariga lio ra da dor da dia da hora do oiro e jovem mãe ma ce



Dois os conspiradores do quadrado europeu do no rato do espanhol do stau ra dos muitos que do lado da donzela em falsos perigos se juntaram, era o sonho do padrinho da marisqueira do gato em cima deo holandês cc o ca do angulo primeiro das dores do vaso espanhol, gonçalves de carvalho do largo do tomás da costa d rectângulo azul perversamente real.


Nos tivolis hotéis, o colóquio de amor, meia palma foi coberta por uma seta de fogo


A serpente no do ti vo do voos do liz do is quentes do hotéis da te is do quadrado un do ts, do colo do kio da primeira manha de oiro, me ia pal da ma que foi co da ba e be rta berra bretã primeira portuguesa de oiro da se eta de forte dio gato d circulo duplo da asa do san t primeiro da reza da te da primaria vila da net co tt te re sa, ra ad do vaso do cão da serpente bento, ben, do antónio


Da santa teresa de Ávila com tradução do jose de s. Bento



Colóquio de amor


Se o amor que, meu Deus, me tendes,

É como o que a Vós eu tenho,

Dizei-me: em que me detenho?

Ou Vós, em que vos detendes?

- Alma, que queres de Mim?

- Oh Deus meu, não mais que ver-te.

- O que mais temo é perder-te.

- Uma alma em Deus escondida,

Que terá que desejar

Senão amar e mais amar,

E, em amor roda incendida,

Tornar-te de novo a amar?

Só Vós peço um amor pleno:

Deus, meu minha alma vos tenha,

Pra fazer um ninho ameno

Onde melhor vos convenha.


Uma folha negra em capa foi dobrada com três anéis dentro de uma caixa forte da cia da dupla vareta da caixa geral de depósitos


E uma quantia depositada numa caderneta da caixa geral de depósitos em nome da senhora


Ressoa em mim recente leitura no dia anterior ao tremor, este em sumatra , agora no verão, um texto de nymbopolis, que fala de ir quebrar os elos, agora mais recente, os trabalhos de sisifo, o condenado a subir a pedra ao cimo da montanha , a cada vez que ela ra ola, e eu me pergunto e te pergunto mesmo sem saber quem és , quem se esconde po detrás do nome, que eles é que quebras-te, se é que como o disseste o fizeste, em texto publicado em dia anterior à queda da ponte em miniapolis? E depois em mim, como em outro a ideia de taxar, à imagem de sisifo, como sisifo alheio que paga por pecados alheios? Que invenção é esta, mais uma tentativa de sacudir o pó para o alheio?


Cansado das mascaras, ouro sobre azul a quem mostra sua face, a face de seu coração, de resto , nenhuma outra ligação a se manter, depois do tempo do auscultar., ainda hoje o laço eu, o do link contigo rasgarei, marinheiro do alfeite do alfaiate da marina, duplo circulo do má rim, que se assim for que assim apodreça no mar da palha,!


Te mp circulo, que será ministério público ou miguel portas circulo, ou mesmo ambos, a serpente, lápis do general da teresa, sincronismo do vaso da rata culta


Sis si fo do circulo do condenado do asus do submarino do rato bi do macaco do p ed rá da pedra ao cie do mo do ar, a ela rá da olá , ou dos gelados olá, e euro da opa da aia me da europália, nma europeia me pr e gun do tó e da te planeamento me serpente da net do mo do centésimo Ab e rato da maria do quadrado europeu e rp ur do parlamento euro peru da se serpente do conde po dia da serpente eta do rá do no me quadrado europeu do el espanhol dói quadrado europeu do brasil da serpente , see pr espanhol do rá da seta t te, ex et to da pun li cad em dia da tia do rio à q eu da ponte em mini Ab polis , ia maria gate a me de sés sifo, safo, co mo sis i de todos os fa da serpente se re e pente pn da té


O rato da axa, id do rato a da axa da ia da primeira manha gata ane da me de si sas da sisa marta do si ss di sifo


Pelo às da assa da serpente da vó de genebra, Isabel da lan do co do mé, fa ventoinha inglesa do tarado sexual da ep portuguesa par da pá do ar do tó do circulo do vaso T, a serpente da primeira doutora do ra da dupla kappa do ar, do ba ton, da vareta do tom do ba, o terceiro do circulo do nove em 98, o sexto da quicas das queijos da ilha de S. Jorge da terceira marca de três garras brancas num triângulo de fogo azul


Do circulo do sex to da quicas do quadrado europeu da serpente jo vareta do príncipe as da ilha , kapa do homem primeiro do dd e são do jorge do terceiro furacão das ondas espanholas gravado da de da ira da eira co mar do ar rca do ká dos furacões do rato ce furada no rio a do circulo francês ua do co espanhol do Rato


Senhora oferece-se para limpezas, passar-a- ferro, só manhã, circulo francês ce da se pa do ra mi mpe za serpente, pa ss ar à ferro, maria josé tavares oliveira


O fr e ce da ce da pa ss ar primeira do ferro da serpente do seta ao circulo, homem do til ao primeiro, ou a senhora da passa do ar nos caminhos de ferro


Do sessenta e nove em 94 do furacão maior, ao sétimo, da traide do sexto do segundo sexto da televisão, o segundo do primeiro do traço do circulo primeiro do 686 24


Da taberna do marinheiro do alfaiate do cartaxo da organização das festas na lapa junto à igreja do restaurante do circulo dos dois grandes pregos da crucificação do inferno da ana da má dos ramos do rio, in freno do do francês do reno e no da ama da id da anha da cruz formada entre castelo branco , aveiro e porto e do rato da vila do formoso, vilar, formoso, fon do mo no osso, a caminho das terras dos irmãos, restaurante dos três quadrados do vaso, do garfo e da faca e do yin yang bang, aguilas, a gui la ser pen da te de conserva do méxico cerrada de roble do circulo da vareta do primo da costa de castelo, departamento seis do português , ró da fé serpente do circulo e rato espanhol do pingo do chá do circulo do ed do méxico à maria forte, do x na vaso da maria forte, da cozinha e casa de banho do manuel primeiro do segundo do deus duplo do carimbo na vendedora de fruta da rua do soutinho, serpente tam do homem da eira , a quarta do segundo circulo do trancoso, dos agrafos de prata da continuação das carnes de porco recheado com pimentos e dos cok tal serpente transmontanas, p5, 3954500, 3027x256 jpeg euros da parrilhada partilhada de marisco do solar do pescado do visconde do rego de caminha do cantinho do canino do falcão, a anca do audiovisual, do si dois quadrados do seis do primeiro do terceiro, ou 13, da psi teresa maio, a julia do moniz, quarto grau do primeiro circulo e segunda do nono a ver navios em santa catarina do marechal do saldanha da confeitaria tinoca do to da nina, de ama ra n te da bola de carne, toucinho do céu e cavacas tipo resende, bolos artísticos para casamentos e aniversários no 31 da armada em janeiro do sexto circulo da ourivesaria correia do atrium do duque de saldanha, a correia de ouro portuguesa oferecida no natal, co do mida ca se da ira cal da dadinha daninha dos olivais da clinica, do circulo do li da nica do dedo do aguiar sociedade anónima da taberna alfaiate do cartaxo e da lapa e rei rá, do primeira da quinta alavanca da percentagem do naco de boi em vinho com migas da mama kapa maria ie kapa ak Ka do pe e rato fu da maria par do et e em guimaraes lda da quinta da cia da ta p ad a, serpente de quatro ângulos em quatro vasos a subir na T da cândida da águia do lar do artesanta do baptista da maria graça das mil fontes do dentista minerva da tipografia do seminário da má fada do porto da fernanda das vinhas das costureiras da igreja do carro do ka da vela, do elástico a volta da palmeira, do montepio do marechal do saldanha da vareta vermelha no quadrado azul das musicas da terapia do shiatsu à coluna, a correia da primeira selvajaria do consultor exclusiva do machado, el homem me do os da serpente do circulo segundo ao liz do circulo primeiro, rá limitada 18 legitimas y acreditada AA. asa capa das doze ancoras





escrevi-te eu pequeno poema de saudade a ti amada sobre a lua cheia na ultima noite de lua cheia e duas imagens na manhã pela abertura ao acaso me apareceram no livro do mestre lima de freitas, a primeira , o farol de Saturno, aquele ponto para além de sagres, que já está mais ao sul de sagres e me lembro agora da onda, da onda do Algarve, curioso, porque depois quando sai de casa ao atravessar o jardim da estrela vinha pensando na carga da onda, por aquilo que tinha lido em casa, e a imagem que assomara a meu pensar e ao ver do pensado era a onda do estádio de futebol, onde as pessoas num mesmo azimute levantam os braços e depois os que se encontram a ao lado e assim sucessivamente e aquilo circula no vaso da vesica e dá a volta ao uno mundo tornando-o pelo gesto, pela vontade e pela acção, religado, simples e potente imagem ilustrativa do conceito, do modo de funcionar, independentemente do plano onde se colocar, ou de que forma se fizer em que vaso ou rede for feita.


O farol do ur do no do satélite da onda do algarve, circulo do vaso do ur da dupla vareta do chá da serpente entre dois círculos, no rato eve vaso E do ss do ar do futre b do angulo ao vaso do vaso da vingança ao vaso da vesica do pendente caneta inde e temente do circulo da vareta do co do carro do rio Ab circulo rr rei do circulo do furacão da rês que bordava bo rato da av primeiro, o barba ou e o cintra


já não entrava em minha casa há muitos dias, quando abri a porta do átrio, abri o correio que transbordava, só para tirar a correspondência que nem mesmo a abri como não tenho vindo a faze-lo, deixo as cartas fechadas repousar, e senti um estremecimento em meu corpo, me veio de novo a memória da morte do antónio, o cão que um dia chegou e me acompanhou durante mais de uma década.


E li de novo na disposição das coisas lá dentro, uma nova leitura de uma parte que já se encontra publicada nas letras deste Livro da Vida


A minha lupa repousava sobre a caderneta dos recibos verde e dentro do circulo que ele delimitava, assim li


Ca de r ne do, ar tº 115 , o cá do rato ne do circulo do furacão do ar, o do circulo dos peixes de prata azuis, que caiu ao chão, do rendimento, do ren da di men to, do a invertido verticalmente como aparecera no céu em fátima, na visita dos pais da maddie, eta, vaso e rato tic primeiro latino europa e mn dos furacões E da louca do dia da di E


T f ml- s serpente nacional que cobre um dos três canis de televisão numa revista em que está socrates por cima dos três, projectando uma sombra de papão sobre os três canis figurados por três aparelhos de televisão, trazendo cada uma face de cada director, a nossa serpente, que são as letras do dn, da revista que trazia em sua capa a nicole kidman, kapa da id do homem a ni cloe do rapaz do homem do rap, Ra português zorro, com os braços cruzados e uma expressão de zanga e de choro, num belo vestidinho de renda em tons de terra, que faziam lembrar em seu padrão irregular do forte da maria da azia azim, fracturas da terra , fracturas antigas a atender a uma outra foto dela em seu interior, o primeiro, o um, do 1,2,3 da serpente do cent, do cêntimo, o primeiro vaso maior, e mais uma vez o circulo dos peixes de prata caiu em diagonal, sobre isto que agora vi.


Nessa revista, dá-se conta de uma outra bela senhora, em cima à direita de socrates na capa de uma serie de televisão, uma senhora de uma serie que salvo erro passa no canal um da rtp, nas tardes de fins de semana, ou assim passava , que era a história de uma senhora que contacta como o chamado além,


T, de furacão, teresa o furacão, ao forte maior do angulo da vareta pilha da energia do vaso da ar do furacão da serpente nacional et do nuno do santos, a angulo do w s, a serpente que fala com o além, ccb, 77 0 do circulo, o duplo deus do circulo do ccb, e me salta o mega, a capa recente do dn, onde ele aparece encostado a uma coluna , a primeira , no conjunto de cinco, numa perspectiva com ponto de fuga que vais desvelando sucessivos l , espelhados verticalmente com um rectângulo ao fundo onde se vê à volta de um pequeno quadrado que será uma janela, donde vem o azul do céu, um reflexo doirado à sua volta que desenha um U deitado com o vaso aberto para a direita, curioso o acaso, como sempre, pois os jornais em seu normal manusear, ganham por vezes vincos, traços ou manchas em suas primeiras folhas, ou rasgões se desvelam, ao passar as folhas e por ai fora ao infinito, e este, trouxe-o assim da tabacaria do centro da maça, tem sobre o texto em cima da foto, um uma mancha que dentro de si desenha uma pequena foice ao anzol, para o céu virado que nasce na terceira linha do texto na palavra ele, sendo o ele que vem na mesma coluna mencionado, o rogério alves,


Et nun AA. n guli lo li do ang do ws do vaso e rato do tic co circulo de la que mente quadra pequena de deo azul do céu gato presunto do ham das informações do ni tó, e zi do angulo ap Ra do circulo para o céu virado todo vaso espanhol da maria dos advogados do rogério do circulo da cedilha do tilt espanhol, homem do chá da foice e do Ab anzol da pilha da mecha primeira do vaso do ar da eta em dezembro ao reo da maria do circulo da se do brasil, vareta do chá dos iões do circulo na serpente do tio da vareta do circulo espanhol que é ur europeu do dia do às ele prim do costado do mega, inglês co norte sul terceira e quarta coluna do furacão us na mi e ligação entre ccb e Virgínia, a te do homem suíço


Diz exactamente assim a coluna, ordem, dos advogados, rogério alves, e pelos três nomes que já formalizaram a candidatura ao cargo nas eleições, aqui a linha quebra, e continua ções, sendo que a mancha da foice e do anzol, tapa o i, a vareta, a vareta donde os pontos negros e a mancha começou a organizar-se, em Dezembro, que será no natal anterior à onda, e continua terminado a coluna, uma medida que poderá custar ao estado...


O titulo da noticia é, ordem, quer um advogado em cada esquadra.


A mancha dá origem a um traço um traço constituído por dois duplos fios que descem em diagonal da esquerda alta para a direita baixa e termina na porte vertical da terceira coluna do corredor onde se encontra a uma delas, a primeira, o mega encostado, e entre a terceira e a quarta coluna desenha em seu fim o traço um duplo vaso, a letra W, o duplo vaso da dupla dor, e isto remete, não são para o tsunami como para a ligação deduzida entre o ccb e o virginia tech,


Dia mega em texto ao lado da foto, que começa como duas aspas, invertidas, como dois ângulos em cima lisboa precisa de isenções fiscais para se poder desenvolver, ao aldo da foto, uma outra foto com o nome decote, roupa de hillary clinton, faz estalar um polémica política nos estados unidos, mundo, pág. 26, o segundo do sexto


Di primeira do mega das aspas invertidas, as duas aspas em posição invertida para baixo desenhadas as azul na minha folha da minha carta da prisão, que aqui está em parte transcrita verde como duas garras, e que são feitas, ou melhor foram feitas por mão alheia à minha, ou seja alguém que à carta teve acesso e a traficou, lhe colocou as duas aspas como duas garras azuis, dois traços que os azuis me puseram,


ac, dos dois ângulos em cima de lisboa, a lis do ba, das duas cruzes que apareceram desenhadas em cima do rio, feitas por aviões, das isenções fiscais do vaso centésimo e vaso do rato volver ao aldo com a roupa do monte do rato de y de la do circulo do ton do lin, nm mu do dio pá do gato segundo do circulo sexto, da rosa ss europeia dos fur4acões furo daqui do ur latino europeu, deco n cruzes às dia da senha do ed no primeiro semi circulo terceiro no co dos dedos entre si bem abertos do motivo do labirinto do mergulho da fé e rato sas do dia da pedra da feira do livro que fez rebentar as aguas do homem primeiro gato serpente da ua e tam be maria da foto de má definição do ecrã, a mão do terceiro angulo espanhol sp do homem do circulo de la em posição inversa às colunas do ccb do motivo do dia maior da ma is do completo labirinto, rato e tarado sexual tó da capa da fala do dn, tam be maria por si, se quadrado europeu da cia do profeta, kapa do homem primeiro do li da vareta do gi br da chuva da primeira manhã, o primeiro homem do tilt sobre o circulo a do quim tó li do vaso do rá dos furacões it no dn do gato os das perigosas temperaturas cá, o lo rato da gravação do oiro , o ká pe do quadrado do uno do dia da pêra da perra do rá às tiras a t in gato do vaso do ur do ram valor máximo do ano pá do gato, ponto primeiro do sexto


É rosa o casaco de seu tailleur, trás um colar de contas ao pescoço que desenha um semi circulo como uma lua para cima deitada, a mão direita levantada, mostra cinco dedos entre si bem abertos, e no fundo à direita o motivo do labirinto quadrado três vezes repetido, como aquele que tem aparecido nas letras deste livro em diversas ocasiões, como o das pedras da feira do livro onde rebentara a conduta de agua, por onde as aguas deslizaram, como aqui foi também dado conta, a foto em toda, tem má definição, como se fosse mal fotografada de um ecrã de televisão, ou seja , a mão do terceiro L, espelhado em posição inversa aos das colunas do ccb, pois só o l se vê dos que será o motivo do mais completo do labirinto,


Na corredor do ccb, são ainda visíveis na parede da esquerda que desenha um l desta vez deitado dois pontos em circulo brancos, como se tivesse existido uma falha de tinta.


E o resto da capa do dn fala também por si em sequência, em cima de tudo, o quinto livro do profeta de khalil gibran, am a man h do tilt sobre o a, o quinto li do vaso do rá gato do rá dos furacões It, no dn g os, perigo, temperaturas Ca, lo r rec or de, o ká pequeno da gravação do oiro, perigo temperaturas atingiram ontem valor máximo do ano, pág. 16


maria ou manel princesa ou principe do quadrado y teresa, do forte circulo, ou do circulo do forte, deverá ser o rá serpente mega ferreira
dia vareta gato 11 forte hi do homem da vareta, o gato no meio da dupla unidade, ue w cp, circulo portugues