segunda-feira, setembro 10, 2007

Ah Senhora que ontem vos vi em minha cidade numa bela foto quase tão bela como a beleza de vossa Senhora, que é sempre mais bela do que qualquer foto

vós vi ao longe primeiro, ou melhor vos presenti, presenti a vossa beleza, pois meus olhos não a viam na distância em que estavam

foi o olho do coração quem primerio vos viu e ao longe reconheceu a sua beleza

depois aproximei-me para a ver com os olhos de ver, oh que belo vestido trazias Senhora, cores quentes e floridas, o vale presentido acenava maravilhas que cuidais em forma natural,eu sei, e depois olhei vossa face e vos vi triste o olhar a olhar para trás, sentada no cais como quem espera o amor antes de embarcar

Ah Senhora, quem me dera saber a estação em que sentada na espera de quem espera estáveis e saber a hora e o dia sem dia e ter um bilhete na mão e entrar no comboio consigo mão na mão e viajar por aqui e acolá onde ao coração aprouver


um dia Senhora em seus belos cabelos a sorrir seus olhos grandes onde eu tanto gosto de me perder e encontrar a olhar e a ver, quase um em seu sorriso quente e forte quebrava a brincar

mas Senhora Amada, melhor há para com ele fazer

Ah Senhora fiquei a sorrir comboios e truc truques e u uuu uuus e a sonhar viagens, meu peito sentido com o seu a sentir tristeza ficou pela tarde fora no cais parado

Ah quem me dera ser asa de mala aberta em seu coração