terça-feira, setembro 11, 2007

e fiz publishing e a página apareceu sem alguns elementos, como às vezes noprimeiro carregamento acontece,

e fi iz z no da pub li shing, serpente vaso onda inglesa homem em gata e a pá da gina, revista de meninas, ap pa ar e semicirculo terceiro europeu serpente em 1 pistola un serpente e le homem inglês tó serpente da cruz do circulo co do mo do omo, da limpeza, da li mp e za, às vasos e zé serpente no prime vareta ró semicirculo ar re ega gata do homem to ax ac em te ce, do programa acontece

ao fundo a bela música da bela Adriana,

estou louca para te ver

eu não existo longe de voce, e a solidão é meu pior castigo, eu conto as horas para te ver mas o relogio está de mal comigo,

também assim eu te canto, Amada

ao fundo, fun un dia circulo primeira be la mú sic primeira cá da segundo ele ac riana, semicirculo da ria ana adriana, espanhola cruz circulo do vaso lou ca pa ar ara rá te vaso ver, e rato europeu muito cão ex is ist circulo longe, lo muito general de vo da ce e a sol do li do dão é, me europeia pi circulo rato tp ca serpente st vareta gato circulo europeu semicirculo c em to, a serpente do homem das ondas das horas, rá serpente horus par ar rá da teresa ver maria serpente circulo re elo lo gi corculo espanhol de maria toda em s emi circulo a1 mig, avião da caça russo, comunista, quanto eles o são, circulo, avi cão da caça rato vaso ss circulo com. un ista quadrado ua muito tó el le serpente circulo da são, serpente emi irc vaso lo primeiro do circulo lol 101

e li no que ficou napágina e no que não ficou assim,

li muito kapa serpente do pau ou da vareta, ou vasodo ar da eta , do pe q eu un no forte, o prime rio do circulo, do f o rte, ou circulo a rte

az vaso vareta comprida e torata na base para a terra co do balto do circulo maior do semicirculo da lu be da nina muito ina, a do primeiro triangulo de ffogo sem base e com arpão anzol maria em quadrado vaso vareta i eta, et a , do vaso do amo ,primrio mo serpente li xá da lixa do rapto e da Rato cruz vaso dia circulo mul homem e re , ido, serpente mi dia, rá seta maia aa primeria, homem mi do rash, ra serpente homem, maria ar rta, a cruz, aca ac primeirio, nim, muito vareta maria b y do po do lis, pt circulo do li serpente is da polis, policia, p oli cia da ra dio da cidadade, dad de dia dd, cia ad E, cida a circulo com o p lá dentro, o simbolo do portucale, do greu E,

cruz ak e me in y circulo vaso rato serpente kim, cristina coutinho circulo maior ur do circulo da serpente seis br E az vaso coluna muito cão fa co de serra, id é ia ne maria abe, quadrado ue do ró do ero sa, ab be e rato sa b saber, sabe CV, rato

mx nec, ministério do exercito ne semcirculo terceiro, maria ou manel x ne s emi c circulo. p pescoço pp pe serpente co duplo primeiro do duplo circulo da coça a meu pescoço, nec é fi rma de ori ge m jap o ne sa ou ame ric ana j ap o n esa, f az en t re o u t ros tele vi s o re s

tmaxrno

teresa maria max, ou marimax, mar da ia maria x tma ax rato no, rodovia nacional circulo, a cruz do clip max rato no,circulo eato uz do semi circulo lip li pt m az max X rato ar circulo do nó

ybuuo
y b, segundo, do duplo vaso do comboio, circulo, serpente pistola gato un dia circulo do do dia elevação do prime rio do circulo do vaso duplo do com, bio boi circulo
zpiiwk

zé pii,ou z pt dupla vareta do duplo vaso, alemão kapa

g nk nz

gato muito k n z
Dia de memória e de respeito pelos muito idos não só no negro dia como nos muitos mais que se seguiram, a todos o meu respeito, a minha memória, e aos que aqui ficaram, meu doce e terno colo e a promessa de empenho na Paz em Paz

Dia, di primeira de me maria do circulo assentado na ria E e de re, ido , espanhol sp peito do pei tó cruz do circulo it circulo do pe el lo serpente dos elos mu it circulo id os muito ladrar, serpente, rp inglesa ente em té, acabou de dar um grande trovão depois de terem terminado os que vieram em bateria, acentuação AA aguda ao circulo do no negro da primeira co mo no serpente mu it os maior do quadrado europeu serpente dupla da sé do gui ram da maria ira , a todos, cruz circulo dia os duplo me vaso re, ido, espanhol sp peito do pei tó, a min, bruxa má homem primeiro maria e mé do assento de ori primeira , e primeira os aqui, em portugal, fi ica ca ar ram, me vasi dia circulo ce e teresa e rato ro co olo lo e primeira pr rome, em roma e me ss primeira de e mp pen ho na gata ra ande po r u g ue sa goesa da paz az em portu e sa Paz az

no algaritmo, ijpmwe, todas elas em itálico, ou de itália, ou em itália, it primeira acentuação lia, ou li primeira no lago rit mo do algar, algarve, primeiro do algarve la gato, gata do ari cruz mo

vareta principe pm we, dois são os pontoscomo circulos estão em cima do i que é tambem um, donde o primerio e o j que está desenhado como um, um,um um com uma perninha maior que arredonda embaixo como uma faca, e em cima a cabeça faz um arpão de um anzol, ou seja, o primeiro que é coluna inclinada e cabeça de arpão do circulo superior do circulo da dupla unidade,que é feita com o primeiro ministro, primeiro principe anzol e faca, jp,ou j pm maria w , duplop vaso da dupla dor do E maçon, 11 pm we, vaso da dupla dor E, dia da elevação do p lop, dia da elevação do p, primeiro do circulo do p, ou ainda dia vaso da elevação p primeiro do circulo primeiro

duplop, do dup lop do plop, quandop algo cai na agua, faz assim o som, a pedra que cai e que fez as ondas do tsunami

we, we do
antcm
a formiga tc maria, ou à n cruzes circulo da maria
Ah Amada, que engraçado, escrevo eu sobre como seria bom tomar um banho de chuva contigo, e sobre trovoadas e afins e relampagos que caiem do céu, e pumba, começa do céu a chover relampagos, a ver se cai algum no sitio certo, sobretudo nos iniquios , aldabrões e aqueles que como agora lia, dizia, metaforicamente, ao outro pequenino em dupla estatura, que há coisa que não se dizem, sem mesmo nada sobre elas dizer, a ver vamos,se ainda na altura de o ouvir, orelhas tiver para o fazer

Amo-Te Muito

n vasos duplos zz duplo vasp kapa do y, nmaria gata me e z segundo da vareta , ou vaso do ar da eta do gato
foi ver as notas anteriores de meu caderno, que são muitas e ainda não estão em grande parte para aqui passadas, pois o omega invertido, que em tempos apareceu por um momento debaixo da Lua, me remeteu para uma semelhança com as notas que tirei de ver a foto em que o presidente putin cumprimenta a socrates, uma que foi capa do dn.

como fundo um friso da parede com duas bandeira portuguesas de cada lado e a da rússia de permeio, todas estão dobradas, o aperto de mão entre os dois homens se dá no que parece ser a altura do coração de pássaro, que pela forma como está dobrado, lembra uma unha ou uma faca, azul em cima, vermelho em baixo, um dedo vermelho com uma unha no azul, ou o dedo vermelho que deu uma unhada no céu, o aperto de mãos dá-se sobre a bandeira russa, em cima lê-se três letras PRP, que poderá ser prevenção rodoviária nacional ou presidente da républica portuguesa. o sapato do presidente putin, tem sua sola assente sobre as linhas coloridas do tapete, a pisá-las, o de socrates, está assente no calcanhar, vai a pousar a parte da frente no chão, vai como se fosse em movimento e sobre o sitio onde o vai pousar, vêe-se no mesmo tapete, franjas que me remetem pelo recentemente vivido, para a imagem do meu manto no banho, quando as franjas brancas se enrolaram à volta de meu pé, como um serpente e que foi o primeiro prenuncio do dia, de que uma se enrolaria de novo em meu pé, antes das escorregadelas , na noite que culminou com a minha agressão.

os suportes das bandeiras, desenham entre si, um vaso, omegas deitados, e o meu desenho no caderno é semelhante ao que vi por debaixo da lua, o sapato de socrates aponta, o ponto entre o primeiro e o segundo, o de putim sobre as linhas está no eixo do terceiro. A coluna de verde, sobre a madeira, que faz a trave do T, sobre o varão de prata, o furacão. Duas cruzes inclinadas cada uma para seu lado, com coroa no meio, dois triangulos de fogo fazem os pesos.

no metro depois disto escrever, uma senhora se sentou à minha frente, a correia da sua mala tinha escrito sunset e etava de pernas para o ar, e de reprente se me fez luz, o por de sol invertido, o omega é a letra que designa o fim, e alfa o principio, mas nem um nem outro existe, são dois pontos que se aproximam, não necessáriamente se tocam na expansão eterna da esfera e mesmo assim o sendo, enquanto o corpo for finfito como agora ainda é, o omega pode referir-se à finitude deste, assim sendo, a imagem do omega invertido por debaixo da lua, no contexto do angulo que se defeniu, e que foi divido em dois triangulos, quer dizer então que eles estão com seu fim invertido

fkvka

f kapa vaso do ká

estas notas são complementares e para inserir nas já publicadas que abordam aspectos vistos sobre as questões relaciondas com a rússia e sendo que mais reflexões ainda deverão serão produzidas

ainda hoje mais um sincronismo através da foto da visita do presidente putin salvo erro aos emirados arabes, arábida saudita, olhando a peça, uma arma de guerra que é muito semelhante a ultima gravura que me saiu ao abrir o livro do mestre lima de freitas, e que dá pelo nome do jardim das hesperides

vareta gac, gato ac primeiro s emi circulo espanhol gato do ponto espanhol, pá da gina, revista de meninas, em ca che avancadas, a van ca dia primeira serpente
inglesa serpente titu da ut circulo gal ego da serpennte inglesa da emi du circulo duplo do pe rá cio muito ibe ró da primeira a me ric ana, bi circulo da di dos versos si, vaso e raro sos, dupla serpente do circulo, sida ida dad red vareta co segunda da biblioteca , bib lio io da teca te ká queiros,

teka de la triangulo grande de fogo E s emi circulo primeiro po rta tal d´el cine y el av dio vi serpente ual do vaso al latino la tino, lat varete no da primeira manhã americana, a maria eri cana do circulo 11 da ana, ac tua rio li dad serpente emi kapa rp pen da te serpente cruz ur al serpente emi semi circulo em vo ká cruz c at ori as y serpente emi semi circulo em cursos, ur sos ursos muitas obas ovas eva s emi semi circulo da cruz do circulo ori a de bec as , be ca serpente maria ec ae s emi semicirculoo duplo vareta, vaso sr eta segundo do duplo circulo do sete, primeria rina triangulo do vaso deitado do dr angel e che vaso e rato duplo do y s/n cam p vaso serpente universitário serpente ur faculdade de direito do z cor una na e sa pn hola pa w a ana

dxyrbfcj

dia x y rb forte serpente emi semi circulo do principe

qtppsbo

quadrado teresa pp do triunfo dos porcos ps sb circulo do bo
cruz iz c teresa

texto em grande parte escrito no dia 1 de junho 2007
o elefante a dolta narrava virava a cynha branca de cima da camoneta da avenida das palmeiras, antes ao que parce se sentou em cima de u homem, depois voltou à jaula, dizia abela menina do passo do olho,ab, como seu cinto de elefates do homem dos fates, que gostava de ver o seu namorado a fazer amor om outras mulhees, penso que assim era a declaração atribuida, mas não estou ao certo certo de outro duplo sentido, pois me parecera que outro houvera

dizia o elefante segundo do fab dos muito furacões do semi circulo terceiro da primeira, do pe rato mira que vira a vareta do dia ao da a ota, letra do tetagrama da neta do set da cesta estrangeira do par da ce do vaso dos ab da pá do circulo ss do homem dos fates,da mulher do homem mula electrico espanhol,ao rui druida do rato ce do toy,o cantor do circulo de y da di do pá do canhão dos azulejos dos omens carecas, do dia do vaso do angulo, da aresta cortante, do circulo de p

o elefante di dia da vareta da ota, vitrava a cinha brnaca brasileira do cá, em cima da neta do camone das avenidas das palmeiras do par da comunidade europeia, serepnte electrica, que se e, tilt em cima do cavo do omem , a ab ela abelhinha da pa da asa dia ps osso das tintas do tó de ele serpente dos fayetes do om do amor com as mu elecreticas espanholas em casa do rui druida da serpente do circulo do rato toi do lobo

as cem horas do homem ro do circulo primeiro miró, o ro do a da mentira da menta do penta do pente da vera da vara da mé min dos beijos de mel de horus do emmaus e serpente ur a cão das comunicações da né da ce do mar da asa do rio do dia do às do ceu de albion

ah senhora que me pedis que invente ou minta o que não se mente, pois o amor é verdade, e todas as palavras são sempre definitivas quando dos lábios para fora saiem, melhor seria mesmo beijar-vos e beijar-vos e fazer mel, para que dizer que te olho em profundo desejo se o desejo sempre profundo e etereo o é, chega, mas chega clara e olha-me assim e verás em meus olhos o espelho da minha alma espelhada na tua, se é que são duas, se assim o crês, errada e dividida estais,

ah antes que o homem minta, e morra pela mentira como acontece nas vezes aos peixes que depois são grelhados em grelha para alimentar as barriguinhas, como se isto fosse uma corrida contra o tempo, em que seria necessário estar sempre a olhar para trás, por detrás do ombro a ver o outro, como se as pistas mesmo paralelas não tivessem espaço para todos, se asim o crês ou pensas, que caias no chão, já. catrapum,

as chuvas chovem do ceu na albion

das uvas do chivas da serpente no vaso das picas no ceu de albion, do gi do circulo da ami, serpente do circulo operativo do dos da gula aa das duas virgulas, maria da serpente do di da pá do rá,cão,do fundo fini da nita do av primeiro do quadrado do vaso do brasil do dr das pescas das dores,

é a segunda vez que ouço conselho amigo,e a amizade não se deve voltar nunca os olhos dos ouvidos cegos, e se assim for necessário então, logo o verás no tempo certo do certo tempo, e os pequenos principes disparam tiros e pensarão porventura nas suas inocencias, ainda que meias, que as balas não pertem ou não chegam?



tende mão nos filhos, grita a mãe ao fundo cansada, quase a pedir ao pai, que lhes dê uma definitiva estalada daquelas que estalam os ossos, quebra costas, expressão antiga para perturbar a kundali, malandragem, afogada pelo anzol do pesca dor, o estupido perverso pescador das dores, que nada pesca, ba la s ss do rato da maria do pe, da serpente da ue, que crie antes rosas para as fazer florir nos passos comuns da casa inteira, pensais porventura que as contas não se estão sempre fazendo, ou que os numeros deixam de se somar ou subtrair? como poderia se as operações nascem com eles e neles estão, tolo, cego, cabrão, cornudo, seio de baphomet

o homem verde eletrico,do planeamento, serpente rato, infantil, muito sis da mu de horus do vaso quarto das uvas do pp dos decepados de bombaim do taxi do rato oe do orçamento do stilts, os aciões invisiveis dos voos de espionagem, a serpente dos tilts do circulo primeiro do ac aos aviões, homem dos omes das aguas do dia da luz do ac os iões

antes que o homem minta a facil prova é declinação infantil, como poderia ser de outro jeito ou modo se a infancia são as verdes azuis e amarelas e de todas as cores aguas da luz

tavira, t a vira,o rato do vira, o primeiro furacão do vira, do bailinho, e o texto a fazer o traço da união, a profecia da bomba que vai explodir e que explode mesmo e assim mostra aos cegos a verdade do dizer, insistam na cegueira, que vos conduzirá ao abismo, depois chegará como na historia um anjo que te verá a chorar, e te dirá, perdes-te uma vaca no precipicio, e passado um ano, te encontrará nas ruas de damasco e te dirá, viste como a tua vida melhorou, que há males que vem por bem, e as viuvas dos homens choram sempre os corpos destroçados pelas estupidez dos seus irmãos, decepados, decepados do coração, sem coração que bombeia o alimento do amor, só desgraça e vil miséria, a troco de quê, cabrões, cornudos e cegos do seio de baphomet, o pr do cipi do cio, a vareta do circulo da divisão

t d furacão, a de primeiro o primeiro dos furacões ou do furacão primeiro, o maior, as 120 mil almas, o pime, o pi me

vira, a mesma palavra, vira, vira, gritos , bum.

de conversa com o rá dos furacões ap rá duas as farpas cravadas na terra da ara ap, do jardim do gato do vaso ben muito kia o nei cia, serpente inglesa, son do rá das sombras, rato ela da ava serpente das cópias das fotos, serpente oto, ás rato do vó da senha do primeiro doutor rá da seta primeira ao fi et do circulo, tilt no feto, seta do chapeu deitado, o frances rá có da dor a mim, do ró tuga seis, da is da sé,da familia do pr primeiro do li do circulo da primeira neve, a mé maria do ró do ia, me do mo da ria do rato rá do vaso do circulo vo espanhol do dia do primeiro angulo do quadrado europeu, fo do rato A, ap ra x zi do peqeuno bek, da kapa do be do tilt pequeno, o terceiro da segunda estrela,do veio que liga os dois circulos da ar do porto da serpente nó da net, homem do vaso da aia do no do fi do teatro,

Como bem diz o Amor do outro lado do rio pequeno da mesma Una Agua do Amor de Todas as Cores e da Manta da Renda Que o Porfia

e as gentes todas choram na hora da desgraça e nas horas das memórias que ficam nas ausências, e eu aqui meu colo neste hora lhes dou

do quiosque da net do tim no bar da praia

a pira funesta arde
200 corpos grelham
200 é número comum de grelhados nesta história
se bem se recordam os espiritos distraidos em Amor

a incompetência ajuda sempre à negra festa
os pauzinhos do braseiro trazem sempre seu nome
cquando não outros piores da mesma familia das negras desgraças

corrupção, desatenção, compadrios vários, hubris e egos insuflados em competências incompetentes
nem para apertar um atacador


toda a renda se faz de um fio, e o ponto faz a ponte no pano do uno tecido
e bordado é serie de desenhos desenhados pele mão que segura a agulha onde na sua vulva entrou pela arte do olho e da precisão da mão o fino fio, assim se entertem a Senhora e nas vezes os Senhores, o tempo na construção

na terça a pira, no sábado as autoridades recebem por méritos diversos a medalha de santos dumont, que outrora fez um belo avião e se lançou no ar e uma dúvida histórica existe sobre quem terá sido o primeiro, se um brasileiro ou um franc~es, mas que importa se todos sempre vomos pelo amor, que partilha e faz partilhar os mesmos sonhos, não são eles, a todos comuns?

o frances rá do franck do circulo das muitas ondas em espanha no dia d

ACM se foi de seu corpo, seria um apicultor, na veja, o fogo dantesco lavra por baixo de sua imagem

no planalto a moldura é rectangulo de aluminio com quatro cunhas biseladas, no meio de dois homens um U , amarelo invertido e por cima dele o fio duplo de ma lãmina com sangue de oiro em fundo da tristeza violeta

poderia ler assim, a ana do mo do rá maior de aluminio da má lã da mina, que são pelo menos dois se não mesmo três os aparentes acidentes noutra terra mais ao norte, o fogo do dat da serpente te do co, uma reza feita com uma gravação

três pancadas dá o homem com sua mão na sua outra mão, como a enfiar o prego, o outro homem a seu lado, faz com os braços em angulo, o movimento de vai e vem que exprime o yes, o sim contente, conudo não estão a jogar golfe

ao fundo deles dois quadrados amarelos e mais um pedaço de um outro e por de cima deles as luzes parece a linha da carlinga dos aviões onde se colocam as malas

na terra do perfumista que matava mulheres atraidas por um perfume sintético irrsistivel qu ele criara

o oitavo do circulo da cidade das rãs, do a serpente do rá de La FF rey, o ro da manhe do avião, o comanche homem chá da estrela da nap , o leão a mim, da dupla dor do duplo vaso do pó da serpnte em espanha

onze placas olacas,do circulo do primeiro angulo do ac da serpente polaca, do circulo dos angulos da corrente a serpente da net cá da onda, tinha a estrada de antónio ribeiro da la sallete na mão do duplo principe do circulo terceiro da ala da la, estreala quarta da lula do norte este, a terceira do segundo circulo do furacão da manhã em paris, a aestrada dos ciclistas é serpente nos dois arcos sobre ponte, o terciro ciro do primeiro set, kapa da maria grenoble, o perfume assasino,sino do olá da serpente do ká

em inglaterra o furação do homem do choro primeiro da cab one do telefone vermelho dentro da agua do fogo vermelho que outrora caiu do ceu

do circulo da serpente do ar san dos furacões em espanha, o sexto rá do fiambre verde, js f, it san t, es

por debaixo do fumo, piramide vermelha no fogo a arder, sua ponta quebrada é seta que aponta a laje inclinada que divide o quadrado e com ela fez um angulo e um triangulo de onde saem três bolas de fogo da maldição de tu ta ka mon ao professor dos pássaros

o homem lê o livro debaixo de uma arvore, ee, em que o pau que entra no vesica do y deitado trás escrito, o mo da serpente sexta, está o homem sentado em cima do pente cc com os dentes brancos virados para a terra seu corpo faz a ligação entre o ceu e a terra ao ler o livro deitado

o vo do rá do circulo da sepente do dos, o rio romanche, curva ao lado das casinhas com telhados vermelhos em vaso invertido e o rio desce em seu leito antes da curva, como no jardim de agua de telheiras.

O la ss laço ao circulo do forte, o a do vaso do gato homem do tim do rank do f, a pa tt e rato filho da má do vaso do rato ee do circulo o´hara, do homem ara que monta a gema, da montagem da maria do general, o troco, a cena do barco russo, do velho fiel do homem do poder do rá, ro serpente do circulo p do rizzi, do arros do globo de ouro da angelica das cinco estrelas

a imagem da fogueira cruzxada somou, 200 mais 26 e mais uns tantos feridos graves e não se sabe quantos em inglaterra mais os do japão e ainda outros aqui e ali que melhor se perceberão por relacionamento com outras letras deste livro ainda não publicadas

era domingo, bela a tarde, um encontro com minha amiga amada para um café no jardim, no belo jardim da gulbenkian ainda mais belo, estruturas suportavam panos de todos os locais e proviniencias do mundo fazendo sombras, na relva as gentes deitadas liam os jornais fotocopiados que pendiam das arvores de todas as letras, ai se encontravam titulos em todas as linguas, o primeiro que vi, era inglês, e a fotocopia, que os virara todos um pouco em alto constraste desenhara numa bela senhora que aparecia na capa à direita alta em seu peito um perfeito três deitado, parecia trazer seus seios assim desnudados e dias depois ao a navegar pelo franco atirador de portugal, ao ver os seios de baphomet os vi de repente ali, na memória, na memoria bela daquele jornal que estava pendurado na arvore das letras daquele jardim, este fora o primeiro sinal naquela aprazivel tarde naquele belo jardim, onde à decadas atrás, uma vez a beijar minha namorada já depois do 25 de abril, um policia chegou e veio-nos nos importonar, era manha, antes do almoço, e não havia ninguem mesmo em redor, era o beijo casto

do porto o tó, do tom do ar da ar, el, le rato, ká serpente mó ten da cia do ponto do pequeno is do sol, di muito os do tilt a maria me do mu, nemu do vaso primeiro da ne do mu e gato da vareta, nó do ar do voo do rá, no da ar

descobri minha amiga sentada no anfiteatro a ler, um livro do amado e logo ali começamos a falar das pequenas diferenças do ver entre o pensamento do dalai lama e do meu, do potencial do mal em potencia, de como a regra é de que se deve sempre ignorar e que ignorá-lo é sempre uma forma de o diluir, mas tal não obsta a que por vezes sua potencia se torne de tal forma elevada que é preciso olhá-lo de frente, que o ignorá-lo não o dissolve nessas vezes e que mesmo trazendo nosso corações puros em paz como devem sempre ir, tal não obsta a que outros nos façam guerra e nos tentem fazer mal e dei-lhe como exemplo, exemplo que não posso em meu peito ignorar, ou voltar as costas, como se não existisse, o rapto de meu filho

serpente dos gritos do às os do este, serpente pente do pic nic espanhol do furação primeiro do av do quadrado europeu,o terceiro do circulo da fé, ponto do sá tilt calos, do raio maior da sé, mp ni do circulo da te, serpente do tilt as serpentes europeias da net, vaso primeiro do este do furacão da primeira manhã do bo pequeno rá do quadrado europeu da era, o nu do cvaso espanhol norte sul, rato das ondas bra primeiras e sis da cinza caida entre o forte segundo e terceiro,no cabo negro do circulo de prata e negro do forte az da zi ma, ou fá do zi má, aa da primeira mana da manhã do tilt em cima do circulo entre os dois vasos do comboio,ni gato má do tic primeiro, homem a da via da maria das sas as passas do ar, ou ap pa ss da ar agnes le da serpente g rá fica, leme do tó,ft do dia do circulo da onda a mim,dos piões do pio is, zé da ami,


depois caminhamos pelo belo jardim e fomos dar ao pé do café, que saí do museu da arte antiga onde deveria haver um encontro de artistas com os que os olham ou mesmo nas vezes tocam a dita, se bem que esta fronteira é falsa, arte é tudo, e todos a são e todos a fazem, e minha amiga estava enganada no mês, mas mesmo assim, havia lá um pequeno pic nic dos artistas, e lá estava o miguel horta e costa que nos veio comprimentar, e achei eu curioso, pois era a segunda vez que o encontrava em periodo curto de tempo, depois de anos a fio sem o ver, a ultima no café do são carlos, sempre s. carlos com ponto ou ponto no meio, na noite em que encontrara tambem a alexandra e seus amigos e estava lá tambem o antónio ribeiro, e um bolo que era um ceu azul com algumas nuvens que de tinham traçinhos brancos em cima que lhe faziam rectangulos e lhe perguntei estranhando, seu porquê, porque o ceu tinha assim tracinhos em cima,pois o céu não se divide assim em rectangulos, e ele me deu resposta mais ou menos enigmatica, que dentro dos tracinhos haviam coisas lá dentro a passar, pensei que deveriam ser pedaços de outras imagens, talvez em video que nos intertiscios passavam, ou elementos gráficos e assim para ele a olhar na sua resposta fiquei a pensar para meus botões se calhar é mais dentro dos rectangulos que se passam coisas que não se veem como ali, só riscos brancos, como uma serie de fotos que apareceu de seguida no dn, onde os fotografados tambem assim todos estavam, fiquei a reverbar com a simetria dentro de mim e depois passeamos eu e mizé


e lhe falei do que tinha descoberto sobre a monica e lhe perguntei da tal sara da tal festa em niva yorque,do ni, vaso primeiro em espanha, e ele me disse que a sara, teria sido bailarina de café e depois vivia com um homem muito rico que tinha uma casa em manhattan e outra no campo num condado de nova yorque próximo da cidade,e que se recordava ela de ter tomado um banho nocturno num jacuzzi em pelno inverno, do angulo do nó do pe, com neve e tudo ao redor,fomos toamr café ao lado da loja zen ali ao perto e de uma outra ao lado muito curiosas e depois o metro juntos,por algumas paragens, soubera-me a poucõ a companhia e a conversa, mas é sempre bom ter algume com quem tomar café.

n iva da forca yorque h do circulo do vaso dos furacões do rá e et e tinha do homem do chapeu todo o terreno, circulo do vaso do to pe angulo no da neve, to am rato,do circulo das ondas,todo gato do vaso da me, es cv da vera muito di do li ali do av do este, o mais da te do pó do rá do rio da onda do dia d da pá do circulo e rato do metro, serpente ia


escrevera sobre o antonio em dia recente e ali estava ele de novo, dissera-lhes, ao grupo que deviam deixar assim o jardim, que era muito agradavel e que por essa razão deveria continuar durante o verão, responderam-me, algum que era temporario, e eu para minha amiga, que mania das coisas boas serem todas temporarias, se são boas, porque não se mantem? e depois acrescentei, mas é assim que as coisas se fazem, com um principio e um fim, cegos os artistas cegos que parece que não se dão conta que não há fim, e das regras do mercado e dos eventos, se não acaba, como outro poderia começar, excesso de população artistica e de ideias par metro quadrado, mais uma ilusão.

me da te, et electrico da serpente da me do mes do sul norte do rim do nm cio do circulo,do principe, ex isi do is do tir do circulo das ondas do rato do vaso da ra da arvore de ouro, as da maria, ss da sé, et rá par pe, rato do pi es d ual, da seta do furacão da di da ria, do av do vaso primeiro da berta da av de berna,às do ss do circulo da cia do dão, tó do furacão do irculo do vaso ao Y

e por ai fora que as bolsas existem e tem de se dar e são alguns que as recebem e outros não e no fim do mes todos tem de pagar as rendas e assim sendo, deverá sempre existir um principio e um fim, e o passaro na arvore então me disse, que não, que não era bem assim, sorri para ele e o beijei e lhe disse que o vejo sempre a voar.

depois outra vez uma relação com o antonio, por via de outro homem que penso que terá sido para ele e para o grupo dele como um pai, um pai espiritual, um guia e um mentor, cujo nome me apareceu agora associado a uma fotografia da princesa di,em angola, mas este ponto mais para a frente na história virá, pois já começou há tempo com a foto do carro estampado e ainda está em parte aberta na esperança que a luz sobre ela se faça inteira, e trás tambem pedaço no texto maior que estou a escrever, o ribeiro que no tempo desta guerra tambem se foi


e nos jornais mais recentes

serpente mar, rato do co, o primeiro de set da triade das duas torres unidas por traço no horizonte, H de homem do circulo joão má roco terciro do nono, avelar esquilo, a pr, ap se rato serpente do Ká, serpente maior das avelas e dos esquilos de monsanto, onde eles sobem as arvores quando amália cantou o fado, a vaca da ceia do cão, al vaso do outro, exlosivos antigos do circulo da estrela, da mão do porto, o tó do terry , deseperados do ris numero terceiro do couto, do ice do icep, do x na raia do tnt, canal, canil, grandola, viseu , uma mulher e um homem a dormir num quarto ao lado de explosivos, m simples , rápido sem porquê, jennifer cha do rato ron do santo suplicio do roy, do josé mendes 1993, ab , ra n , serpente da té, da cas do che serpente do angulo ao vaso do ró do zo do rá, at, z, o, ri, ao zagalo do ciculo de ori, sam i, a de 93 , el pan chita, d circulo alb da geira do p da raia da gal le do modelo da quinta do castelo do costa mesm sine serpente , de sines, carlos travanca, o rasgao no quadrado azul da serra amarela, do bico vermelho do qaudrado por debaixp do vermelho,

furacão do rato ciro do quadrado europeu de espanha e rato do pente, aa da manha da lia,do arroz do is do homem do orçamento de estada da jennifer, o san rato do circulo dos furacões do antónio da sé, médico che da né, mes maria dos pecados do pente pe da net, o rá da são, gato a ao circulo,do quadrado au xp ap ab kapa da onda dos angulos do circulo da onda do po do furacão ao y da uca le, san do no do vaso do ar da gema francesa cá, citroem a a maeia do circulo da sé da caneta do tó ká, general electrico ingl~es no ra l, rato homem da net pt do rim do mar, sir do cio espanhol,com na empresa da sata, á santa, a lea do os dos anglos dos uis da serepnet da hora dos furacões do cardo salgado espanhol da ilhas das virgens inglesas, pa do espanhol da arte reel time,imo da lia do rio da onda do general electrico da net pt

ap, abek~l pinheiro, o~poty~ucale, ges, grupo espirio sano , vargem frsca, vaso dsa maria do general do ar frances seos pento do ká, 10 60, 250 em desembro de 2004 , geenral electrico r man, sub, serepnet do vaso b, mar rinio,rino do mar, con sir cio es com, empresa espirito santa, 30 milhoés pagos pelos aleaos luis horat e costa , adminstrador do es com ricardo salgado. es com com sede nas ilhas virgens britânicas, es part, es pa da arte reel time, do imo b ilia rio, e lio do rio . do ~general electrico da srepnet, e. s. re ss our, ce s, espanha , empresa de gestaõ de recursos, ges, besges. ges, jo se man u el de souza, luis horta e costa e carlos do cal vário


ahpnlih, homem a do pn, o homem do li, da primeira dor dupla ao circulo dos furacões ch, da maria da dupla dor, awotchmw, rato da ua, pata pa do primeiro furacão do mai do mat do lar,do martelo do mar, cá, o vaso do pequeno do dia da onda os da ne forte ao vaso da di do dr do circulo da má hora da maria má da ria do vil circulo do primeiro et da eta, da usa serpente da coluna da direita,di dia aa, có da manhã, cão do fá do chá do dia d,da seta a A da srepente do vaso do pó tt da ota, pp,~le porta da maria da ria, da serpente do rá do dia da sa ua da gravação dos angulos ao Y da serpente rá do parente, ss, dos angulos da onda da luz, homem da tina da serpente do pe ren di d ia os


e depois amada, chegaram os dias de vento grande e forte, e eu subindo e descendo a rua para o rio onde me ligo agoras nas vezes à rede, e numa das noite de vento mais forte ao subir, começo a ouvir um tam tam, um barulho regular como pancadas de um martelo a martelar pregos de caixão, ou um cavalo, um cavalo em galope e aquilo não parava e olhei para ver de onde ele vinha e vi a fachada dos quadrados negros de vidro onde mora o logo do M da Maria com a quadrado violeta numa das suas colunas, a da esquerda, vista ao espelho como o olho, a partir da posição de onde estou, portanto da coluna da direita da Maria e vejo que o M que a figura, se encontra avançado em relação à fachada dos quadrados que a suporta, ele a sua face, como poderia ser de outro jeito se ele porta o nome de Maria, e por detrás da sua face existem quatro rectangulos mais trasnparentes que sáo o resguardo das lluzes que estão por detrás, e elas com o vento se tinham-se desprendidos de seus encaixes e batiam,

do circulo primeiro do emir espião, ponto da serpente da sa ss par da serpente rá sico lda que é ó da ad no quadrado europeu,do semi circulo ao vaso das serpentes lunares da hora sul norte da serpente né,esquilo do pequeno aqui, da serpente do vaso a da irmã,no dia da serpente da dor,inglesa do furaão da onda do circulo a, kapa do uz,às do ká,na onda do dia da serpente francesa na sé electrica, ao homem primeiro do vaso maior da primeira manhã, invertido,do primeiro ero invertido, do quadrado da ua do dia do rá do dia violeta da bat do ba do cv do dr da violeta do circulo ad,do viol do tea do ró dr violeta rá da tam, do pam do tam, ou do pum das tam

duas delas batiam com regular cadencia ao som do ritmo do vento do espirito e batiam forte no quadrado negro por detrás que a espelhava e faziam assim como outros m na mesma letra, dois pares mais presisamente, um na vertical da coluna do quadrado violeta e outra no traço que desce da coluna á direita para o centro do vaso do meio das duas, e eu olhei aquilo e tornei a olhar, embalado por aquele desvelar optico da multiplicação das colunas, das colunas traseiras, as tampas que tampam as luzes que iluminam a coluna dos quadrados violetas do nome da senhora, e que a trazem em desiquilibrio, e aquilo era o espelho mais uma vez da sua dor, dor que já tinha visto anteriormente, e então fez-se-me luz no espirito, a as duas placas que batiam , desenhavam um um invertido, o primeiro invertido, pela dor da senhora, do quadrado violeta da coluna primeira que a suporta, e aquilo ao bater ligava o quadrado violeta,

et do furacão da serpente do rá,o primeiro do quadrado do vaso latino europeu do pó da serpente do vaso do mai do forte az da manhã dos cem furacões do rá primeiro da ad,ida, do quadrado da ua ro,ac da cia dr do dia os do rá maior,da saia da mu do ra de obidos do forte az rubro,fo ali do sistema de informaões da vera sobre mim, e maria do quadrado europeu,do pe do peito espanhol do rito,da vareta silenciada da mu do vaso io, a ela do cão


fazia por assim dizer, o contacto entre o violeta e os quadrados pretos por detras da senhora, aquele que está por detrás mais o outro que dele sai obliquo, faziam pela dor que a senhora sentia a ligação entre a violeta dor e os quadrados negros, e assim a cada vez que acontecia, a dor violeta se estendia nos quadrados negros espelhados, que a espelhavam no redor, e depois me vieram hoje à memoria ao passar os quadrados de ferro negro que faziam o cavalo de meio corpo que saía da muralha antiga do castelo de obidos da forja do rubro, forjados na oficina rubra de tudo em ferro, desde espadas excalibur a camas para dormir, ali estivera na noite em que o espirito muito se agitou para muito desvelar, a relação entre o quadrado violeta e a imagem de obidos, o 222, o local da dor da divisão da senhora, dor que se espalha no mundo não fosse a senhora, Mãe de deus,

kapa xl do spy av, t bi w qk du

muito aa inglesa, da vesica dos pecados das serpentes indias francesas, do dia da serpente da ren do rato do ro de cá aa do dia primeiro,o rato duplo que ri na dupla penetração do semi circulo dos ais do ram,do familiar do pr da oto, serpente anda do ar

na albioni, a canoa do indios de pele vermelha navega nas aguas que cobrem as vilas, as casas rectangulares quase todas cobertas pelas aguas, seus tectos são como peças de dómino, um dómino que foi deitado de repente numa só vez a baixo, como uma derrocada, as casas, como peças assim o indicam pela posição irregular em que cairam, como se um sopro do lobo mau e forte as tivesse de repente deitado todas a baixo, hoje uma foto de autocarro vermelho de dois andares, complementa a leitura,

Ká do ró da regua do rato do angulo que mente, o primeiro do siti do sitio do tio,da primeira onda,da onda da uma do fá do angulo do rato da ar,ap a ss par,das duas setas a mim,do circulo do às europeu da televisão, pala do vaso da serpente do r, mó da chaga do quadrado do vaso muito tina do fiambre,do furacão espanhol rá da primeira chuva do homem carneiro, et serpente do vaso, dos si do gato no do circulo do ká ific da moeda do cid inglês da cia da quinta onda, da ss do ar, sé ex

dormira talvez uma hora ou duas e depois carro e caminho, dia quente abafado cheio de calor, pela estrada fora, no banco de trás a paisagem deslizava regularmente, antes de chagarmos ao sitio onde iamos parar para almoçar, passou por nós um carro preto, com uma só passageira, deveria ir pelo 130, 140, a falar em alta voz, olho-a a passar e quem era, para meu espanto, a senhora juiza, que recentemente as palavras deste livro tinham dado conta, a que dera uma curta entrevista das alegações finais que muito me estranharam, ali estava ela a passar por nós na autoestrada a caminho do norte, meus olhos se arregalaram na significado da coincidencia que acabava ali de se expressar.

rato da empresa publica do aluguer da ren do raio maior da finca cá o carneiro, mo ne e et do circulo do vaso da vareta do gi da lancia, da lan da cia do gil,da onda sobre La da vareta do gato da lan da te,vigil,muito quadrado ua, dad,da onda da lan do vigil do vaso da gata da kapa conti, italiana, no principe au,homem a da primeira louca e nua, serpente do vaso do circulo do x zino, ou do x ao zi do no, das serpentes et do mo da eta,

fora como de repente tivesse por efeito, acordado um pouco de mim, e meus olhos ficaram ao momento em estado de maior vigilância quanto se pode estar vigilante quando se dorme uma ou duas horas, na verdade sempre se está vigilante, seja a dormir ou acordado, como em vulgata se diz, a bem dizer, é a realidade é continua e portanto sempre uma mesma, e quando assim se vai, vai-se mais ligado ainda á alma do mundo, no reino que mora na aparente fronteira entre a vigilia e o sonhar, sonhar, ah amada, seria contigo a teu lado todos os dias pela eternidade, mas enquanto não chegas, ali eu ia na aparencia sozinho, porque nunca estamos sozinhos, mesmo quando vamos sozinhos,

deep penetration do pó do circulo is do li do pé espanhol do pei ss do rito da serpente ben do pó da licas dos horus electricos, do met do circulo das ondas do furacão em espanha socialistas do rao ró do orçamento ad dos desenhos x nas colunas, do chapeu espanhol seta ao rato dos furacões,ao gato aa ra rafas das serpentes do circulo lol, res, das muitas ondas do no no meio do vaso da cruz, da fala da ava do pic nic do rato sa do vinho opps do orçamento da grande penetração da serpente do ar do pequeno do sarmento

e depois parámos para almoçar e li no espirito o dizer,

da associação dos benfeitores da policias de horus e está na met a da lei dos leitões, na meta primeira da lei do dia do circulo do tilt da serpente do orçamento de estado do antonio espanhol, e no restaurante as tabuas da estante dos vinhos desenhavam x e eram suportados por duas colunas, uma de cada lado com três rectangulos e as garaafas deitadas, como circulos negros, apresentavam as suas bases ao olhar, empilhadas no meio do vaso da cruz, a fazer peso no ponto da cruz, em seu centro, e falava-me aquilo de pic nic , ou do pi, da divisão terceira do terceiro ni sarmento sarmentinho era o nome do vinho.


desenho do primeiro circulo dos omens das canções do brasileiro co de adam, rá da engrenagem inglesa, cc do cão da má da quina do mundo da di

o seu desenho, oum semi circulo, o c da serpente das sa rato do me do home tinho, e o desenho estendias outras letras da canção, branco adamada, o br ran do co do adam, ama do circulo do dó, grande, diversos circulo se desenham, ns completos outros ao, cimi uma engrenagem complexa de uma quase completa descrição da maquina mundi,

do ditado da lua de deus, rata xá do viol do tea do forte za do gomes sir da rucla de rabo pequeno, do dub dos uis do tio do rato do po do vaso da maraia gata da onda ao gomo do chá do viol dp do bombeiro voluntário da arte do lar, do angulo do ar vertical da ara da chuva laranja da fé da ren da varta azul da rte, sa serpente de dei da posta do pote primeiro da te,ão homem do circulo do rixa oz todo furacão,da seta ao e de espanha e ao a dos furacões,dos cem, do circulo inglês do furacão gato do ró, mo do rá da india do viol da lea espanhola do quadrado europeu e rata do xá da di posta na horizontal da moura do mo do rá da india

uma lua deitado em vaso em cima o esquerda cima de um circulo violeta, azul, verde e amarelo que fazem quatro gomos de diferentes tamanhos ao circulo, outro circulo ainda maior a trás, de cor violeta na sua linha de fora, mas com o verde substituido por um gomo de violeta e uma vareta laranja vertical, um outro à sua frente por debaixo de uma outra vareta azul, diposta na horizontal, está aberto e seu centro mora ainda um outro ponto violeta,

o quadrado europeu do raio do xá, dos dois gomes do primeiro quadrado da ua do to do ar, primeira onda da serpente da vesica maior do rato de chapeu em bico da maia da dupla dor das três ondas,do circulo do om da uma do circulo pequeno da serpente espanhola,x do co do dubai,da onda da té, terceiro ró do A do angulo inglês do gato homem primeiro, às ss do pod do dr ad rá da ua da onda do rato, ao rá do br e có superior que separa o adam da ad da manhã, sir do circulo do vaso pequeno do angulo ao circulo sp de pegasus primeiro do z do angulo grande ao vaso aa

a seu lado, mais abaixo um outro debruado a azul com dois gomes, um, em vaso de agua, corresponde a um quarto e é laranja, os outros três de quatro verdes são, e por detrás dele, três ondas azuis com um circulo pequenino que encosta ao esse por debaixo da terceiro linha, e ainda mais a direita um circulo pequeno azul, que marca as horas e diz serem quatro e cinco, ou, uma e vinte, por detras sai um quadrado que é mais um losango laranja e por cima de uma linha no horizonte que separa o adam,do br ra n co, por cima do mesmo horizonte, no topo do quadrado maior, sarmentinho em cima, do circulo da serpente jorra uma onda negra do ceu no quadrado amarelo caqui onde tudo isto se passa, da cor do deserto, um dos pontos de pegasus, revive em mim a memória das letras recentes sobre este assunto,e


o espirito acrescenta, depois da leitura da associação dos benfeitores da policia de horus, o disparo para trás da menina violeta cum, o missil laranja, a masturbação do missel laranja do general electrico, o rato electrico do bo ck, missel flurescente, cabeça verde da ex z do general eletrico, dia t, a, do mé, meta, met, mat primeiro, o porqueinho e os tres leitoes do circulo da serpente morais, no quarto decrescente da lua doirada da nanada, fernando da nave a da di, passou a juiza no carro, a dos estranhamentos, da mealhada, da alhada da mia, da cp, o leão frances de prata, da vesica do vaso do auto, oiro sobre azul.

a lei da tora do rá da serpente do ben do fi to do pó da lica da cia de horus da mene neni primeira do z, a maria ene ni primeira, da espuma violeta do missel laranja da maria sobral do general electrico ric pt,do fu l or do dia encandescente da ex do zorro pt do ró do quadrado europeu presidente dos porquinhos do sir morais no dói dói da nana no dia da fera rá da dor na primeira manhã da manada do fernando da dupla dor da di, pás da juiza toda do homem ad da mia, pr da t a no vaso do auto do ró azul, do falo do par da serpente do rim da pele da serpente do relais da serpente da moda do pn, dos gritos do la is da moda do dia do circulo do fundão, da cozedura da via iberica, do furacão do rá espanhol, homem serpente sp, rápida, do circulo dos cães do gato e do gás d corvo raven da rav do no do algarve, todo grave, al grave, par da primeira rede, neo rao da ele às do mó real, mo do lis do chá da mine dos tijolos da fundição

o missel flurescente é o falo que se vè projectado na parede da serpente da rua do borja, que uma vez vi no predio da tinta da pele de serpente, como se fosse uma sombra impossivel, pelo neo realismo da imagem, como se viesse projectada da chamine de tijolos da fundição ou da oficina de cozedura que ali existe na vila antiga operária, e me veio à memória a ibervial, que terá que estar metida tambem nesta história e provavelmene na invasão da minha casa, pois me recordo de no verão passado, mais ou menos por esta altura, a história com os cães e os meus pais que com o susto vieram de algarve, que aquela mentira assim os fez vir,

da serpente do circulo do sapato do cio branco


do nike branco sobre laranja, do sapato do capo da te da neve e do cio das chuvas no brasil sobre o anjo do lar, mo do traço da bt e rato do naco na dobra da có da bre do circulo laranja, da cor do rá dos furacões, a valvula para cortar o gás da pontinha do pony no dia maior de 79, re bo rato da serpente a, pj 86, o 4 da sexta, do circulo sexto do quadrado oitavo dos x na humanidade, do vaso dos xs de 80, sexto de 58 do vaso do circulo terceiro, do correio da manhã em 74, do crocodilo da serpente da obra zulu rá do brasil, sobre azul e verde da serpente x no luís ,,,, ft, da rack do ac do rá ck king do tracking dinamico do x no sara full box, navara, do vaso da serpente do circulo sétimo, do gato do porto da seta ao chapeu da menina do skate portuges, colt da deep penetração a p em 84, o sexto do sétimo do di day,e a mosca na minha testa, a apontar-me a cicatriz neste preciso momento da escrita, que o raio da mé cic beatriz de telheiras me fez.

a serpente de ibiza francesa da ma da dupla dor w 26-331, a segunda do sexo do sexto tio do circulo da dupla triade do primeiro do risco da marca amarela, leão do pn da onda ao ranger bp, do dr do vaso frances da ganga azul do rectangulo preto debruado a prata, do rato portugues do rá da onda a espanha, do frances da ganga azul da loja da jean indiana, s to re rosa italiana, diesel converse do primeiro indio cheyenne, da re p la y da residencial de s, paulo, serpente do pequeno pai francesa da flávia sá, da ua

fuji image plaza flip ,mini lab da foto espresso, tipo passe cinco euros da web azul da segunda, bd do circulo a do pr do vaso dos boys das comunicações pt e sapos dos amigos, os delfins do zoo do mês de la, aa paula nunes, da K imagem, do centro do et da trela da estrela dos elos, tec oficial de contas roc, miss six t y, dos seis furacões ao vaso, dos dois traços das serpentes vermelhas sobre prata do pr do furacão do re do queijo requeijão primeiro, do quadrado do uis da serpente jo, do fá do fel do metro da sapataria flavia, o 211 de 89 turbo diesel do circulo da rata, das comunicações do espaço sete para todas as redes, do dia dos enes dentes da escavadora, da pá de quatro dentes indianos e japonezes do pn, do golo da churrasqueira londrina, vermelho e preto, da porches do triunfo internacional verde e preto, ... no decenio, foto de salsa do trio do homem do circule dos omes e das duas mulheres, do fi do rá do cão do furacão primeiro da rá do dia da onda de todos os polos, da radial polo da calça da primeira di da salsa, marlboro classic, promoção, na travesa da ave da sociedade anonima da cinco de outubro, das varetas verdes, brancas e pretas da serpente maria da primeira hora,da lojas marat, homem serpente mitsubishi 8 da trela do et da estrela, vareta sexta do infinito, o segundo do 66 ff do dom pedro francês, da bomba segunda do be do quadrado do rá ad europeu e ró dos bombeiros dp quadrado branco e azul, ao quadrado da r da ua do tc, l angulo do li a do y na pa do circulo sueco, long play d 6 do 5 do circulo, rolo compressor duplo da grande penetração do pó do quadrado da dica da fun da fundição aboinha, do ab à avô b cá, do imperio bonança, restaurante do nove da humanidade, das doiradas de elite do homem y da un dat do aa amarelo da primeira hora, da seta do set do rá da ravessa a da ue da ave sa que atravesa o quadrado, do dr do quadrado da ua, serpente do circulo, do grande mergulho do vaso e da di e o divide em dois losangos, ponto c do vermelho rolex de prata, da ala do salão de chá al medina, do ice lip tom pe x el circulo fen trot f, ka da conta corrente do credito agricola da galeria dos noivos, da serpente do circulo do vaso da telha tim do primeiro furacão cá, da pá do compact, cobra vermelha e branca mi ft fb 10002, triangulo do elo do mar amarelo sobre laranja, da beatiful da webai dos cações da onda da pt comunicações,


do ponto e virgula do mercado municipal,da britadeira brasileira da onda primeira das comunicações da eira da primeira onda italiana, britadeira segunda verde com lingua vermelha e lixivia dos cimentos da se, do circulo da vareta dos grandes angulos, da tmn opti mu s do segundo tsunami, do restaurante da onda primeira da pizzaria da serpente groto, do triangulo amarelo sobre o arco do tijolos com fundo negrão, do pe da sé serpente da escuta, bateria master varte, vareta do vaso da arte da wave do circulo do dia da tecnology tsunami sapo adls, calças azuis e vermelha e preto, das notas do livro,

kit adsl super do rá dos dois grandes angulos, rall, do circulo imperfeito da bt e có branco sobre vermelho, dos computadores do tsunami, do carro cinza que descarrega na cunha, do rá do brasil dos ab do rab do banco nacional ká, e pisa o pe do quadrado europeu do eno, do circulo da vareta lo oi, o pequeno da vareta do circulo 5 o7, naf naf das sapatarias lima no circulo das aguas livres do terceiro elo da cgd, da discoteca da brincadeira disco da ala má alemã, for eve r , vitor dos omes do gomes polica publico do mpe, da roda da ad star sony da tribo do rock dos rinocerontes, do colo da serpente gi dos psis, dos psicologos do parque, sigma 35 af de sam sung, do comercio tradicional fechado, do losango da chuva da vareta do rá das chuvas do ancinho branco com rectangulo verde por cima do presidente primeiro do cam, na campa da cao do pr primeiro da compra de bens na residencial de s paulo, o gás do campismo da n. senhora da saude, no verão desportivo,do crack, gás up uni preço do vaso do pe do supermercado do feijoeiro do perfume da ria silva da senhora das rochas de paris, que skip os valores e tradições das serpentes vermelhas em manga vermelhas e brancas dos postes do pp do circulo da serpente dos furacões espanhois da luz do b dos pretos e brancos, deitado, na caixa aberta das camionetas do s carris, da cila do campo azul do circulo do vaso do ps, que pisou em 1993,a azul da morais fashion trespasse da perfumaria amorim, da energia da radiação ayer, serpente ao y do primeiro grande angulo do dia da serpente francesa, da lã do circulo dos lábios da ama do rim do hermes amorim, a maria primeira, a do x factor, do circulo A da tranca sobre o coração, deep penetration, instituto optico do bes, cor ne tt do circulo da má do guarda nacional um, da bd das bodas de pedro, maria do gato maior 84, do quadrado da ua da onda do circulo reel time do circulo das runas, do vaso do ome do homem da bola de lama do ego, co do circulo 18 da praia do carrapatoso, do choro e da acidez do homem forte, rb 85 presidente da sata de prata, dos escudos templários do fá, el das ascenções da ninfa do dia do vaso da lida no rectangulo das aguas, da cooperativa do artesanato, correios da tv cabo, que chiam as cornucópias, aos ouvidos, da ala da ama branca do san an der tó mile n no verão, da bag set da rainha de oiro da mora, da barbie cnc frnacesa princesa da dança, do gato da cunha de pedra, a sousa, na curva da cuva 66 preta e prata smart, tridente do circulo da asa do rato sa, do solar do rito santo do pei espanhol, do às nó das mega ferias de 29, o segundo da humanidade, a primeira do 13 de primeiro grande angulo da onda de julho, das actividades d as bruxas da terra à vista, piratas, do homem da onda do jogo das cartas os prics das princesas das rodas do motor, voos à praia hiper disney, da onda do rato gigante do douro, especialissimo, ipississimus te x , livro de actividades, uni n x clube da vareta do puzzle test do senhor das ameias, do mundo em guerra, dos nossos gratest hits, o zo d joão ii pinta do labirinto, no art atttack das férias ao noddy estrela da ester de la, cinco, o marsupilan el grego cão, quando o sreck iii apita o comboio em agonia, da memoria fotografica da seta do cet do au doraio maior deep penetration do centauro do primeiro homem do vaso ia das aguas do tridente, a quarta feira do carnaval do suplicio do ni da ami do marsupliniami, pila mi el grego da hora h,do educar,

do co do rá da maça da onda do Ká, vem o coração olá dos champions sticker collectin w do tarifario global dos tres rectangulos de prata do presidente da ara do furacão primeiro, debruados do canil, real, ri fl xe,rato da vareta do angulo grande do oforte do xé, a musica da flor bella, da repsol da janela com vista a h me co da lua dos lugares mágicos e lendas da pt, curriculum vitae do có do is do primeiro furacão, dos dois triangulos deitados da pressão arterial mal boro, dos rectangulos saber lda pt, invertidos, um na torre do castelo, na churrasqueira do rectangulo do il grotto das pt comunicações, da circulo azul debruado a branco, das moedas, do dinheiro do duque das comunicações pt, o beijo monarquico da mana do ar do rato quico, nos matraquilhos do churrasco da segunda gruta da sá cristina,do circulo do rato do sit, do parque da sacrsitia, da serpente a co circulo do rato dos serviçoes de informação da tia cor de rosa neom, a 0 109 , pó de ne, no café e comprimidos que fundem a lampado do meio,da pá do lam do primerio angulo, da vesica de tres circulos da agua das escadas templárias, enercom, e rato ene das com, do circulo 30, millenium bcp da rotunda do millenium, ex po do dom no estreito da via da universidade sénior, na lama de segur da sé e gato ur, do bes chico no encontro de voleibol, do gato preto remédios da turismo real da quinta da tim peira da dança dos regos,do pe da ira, cf 84 ur ban ni za cão, ra bo lal carrapatoso, das 4 ffff, unhadas de gatos assanhados ao casamento de pedro e ines, do dr to do pe, o quinto do circulo da segunda da terceira, 73, 83- 4 rhino , gato da rá da ar do grande negócio da vareta do homem da policia ex po douro da opitica parente,do circulo da mé do homem, era o minimo que podeiams fazer, ode do p do ia da caneta da serpente da net da manhã et, alavanca da divisão dos circulos, % de juro, quadrado da setima serpente de 78, do quadrado de set, jj, principe duplo das rendas das 1001 noites da andromeda, e rino da ró da mé ne da meda hi r 1556, dj c be da policia, escola superior de tecnologia e gestaão,do t ec no li gi primeira da gato primeiro espanhol aa do monte, o terceiro, o furacão do rato da gravação do circulo da eira, primeiro do circulo quinto, da onda do circulo do to das ondas a jc de 10/97, vesica de prata live menezes, 12 ad de quarto circulo, vesica de prata e negro, do pelicano montepio, ren dos dois triangulos com bico para dentro do circulo, de pressão, verde e azul, sobre azul e prata, axa do angulo do vaso sobre a axa,dos dois zz xx, do dr 75 de 94 da bp 66, alemã, da primeiro do circulo do pr da sé e dente do presidente miro, turismo mais, da ford ao dia do ouro pf, de prata e negro do ui da vareta do vaso, sexto do quinto do circulo maior, do sapato do pan de ike, panike do 112, do toto da tmn, no verão ubnico casa rodrigues da farmacia do ouro academica, do ub , submarino do nico, do solar da sé, ss, o brasileiro do sino, da churrasqueira da helena do museu digital, di do circulo do gi do angulo ota, n gata do raio x do rato dos x em 97, duas badaladas, o gato aguiar da maia, do circulo maior do frances do turismo, do ar do forte rá da serpente ce, perfumaria do triangulo do angulo do rá italiano, do triangulo deitado da ria, serpente do vaso la, onda 6 a tan homem t pet da serpente da corda, roberto cavalo da ana mueller, as 1001 noites, rolex 557, tcl, a mordida da truta da espingarda de lamego,pe do inga espanhol

e assim ia a viagem pelo meus passos a aolhar na noite em lamego antes de me deitar e antes durante a viagem, e ainda depois que ainda não acabaram estas notas,

o lodrino do circulo da meg
ainda em Lamego no terraço, assim pelas andorinhas em seu belo voar li, nota da espiga da almeida, quatro rombos como quatro prédios recortados, passaram quatro andorinhas a voar, quatro setas ou quatro que pariram, pp p do quadrado vermelho, seta vermelha ao conjunto de quatro quadrados pb, acertando no da direita em baixo, fonte de negocios on do angulo do duplo circulo do pequeno do dia do onda do circulo do douro do homem da sala da sela do gus, o dia do angulo ao forte, onda do rino londrino do circulo da meg do grão vasco 500, das duas estrelas do bico do gato da onda ao vasco do senhor dos remédios do meu tó da serralharia diogo do couto, a te dos materais de construção em 84, a segundo do quinto np jardim de infancia das feiras dos sofás. co,. zagalo homem vermelho vendido tomé, do vizir do rino, piloto navarra do semicirculo do x, jo alto verdinho, especialista em sofá das bolas militares, do toiro de 71 do alfredo tropa, a 17 , pj, grande x t, ac ao ene do restaurante do furacões do tunel, tonel, metro, da braga poli, injecção directa ao homem do circulo do me latino b vaso da serpente ra honório, da botica natural, pro jardim, da serpente b do preço certo, dolce nata da vareta ia am, jp.

scm, serpente do correio da manha de viseu do dia da serpente francesa, ds, da alimentação ac t ro s ao circulo c do electrico melo ká serpente super bock, vai uma ao pôr do sol? da auto reparadora do pena dos cursos de inglês, free carmo, do vaso do angulos do jx dos estofos e cozinhas citroen, penelope do pedrinho da jumbo de viseu, o li d l o trumpete auto rina da cruz maior electrica dos liqueidos alimentares , do y b frances em 93 a h 96 do furacão maior, passou agora um, milhafre ao alcance da mão, disse o pai, das especies da corrida do douro internacional,da vaso da onda do cio internacional

o primeiro do circulo do quadrado do r j de 87 em lamego do xu do lu 75/92 setes da loja da jeans

depois seguiam as notas de obidos, que começavam,
no ceu da porta do calvário, na prata do calvário
duas canas de tres secções desenham a cruz como a marcar um x, tres são os pregos grandes, e o martelo tem duas orelhas,
cee, circulo electrico da prata do calvario

do pr da primeiro t das duas canas se cc do sena da serpente do circulo dos pregos da serpente do ego grande do carro do mar da cee, da circulo electrico da gun

e na manhã seguinte de partida de obidos,

casa avelar, casa do forno da elevação do segundo ab do homem da teresa das piedras albas em alkantara, todo kapa da ana das canas da carrinha da ave lizz
bomba aral, nitratus chile, do tecto da circulo do x do antonio da té e ro e iam as notas já transcritas em texto anterior, até cinco paus da vigia do sol, pronto a comer belita da boca doce do bu de 79 da praia sul, do rim do circulo dos t

e tu amada em pequenissimo ser alado, pe, do quadrado da ue muito ni, da ala a da ad do gato da ora do circulo do rá, neste momento me vieste visitar e me mostras-te que em obidos a serpente é a serpente dos dois semi circulos negros em arco do angulo oe, o, e, negros como a pele das costas destas cadeiras onde depois passaste, mais me disseste ser a a primeira do primeiro semi ciculo negro de dois, e depois poisas-te, do po da isa da sas da te no varao de aluminio que faz um, um, e que tem tres cabos metalicos, ana sua vertical do rico angulo do ká do circulo do al do pe do b da caneta, e ao fundo o circulo pendurado por um fio do ceu do tecto diz ghost rider, e faz a corrente de ar da ag do circulo do rato do rá a maria one do homem mo do circulo do met, agora ao momento em que olho,do circulo do angulo do homem da roda, rodá-lo, dos furacões da vareta do sexto circulo da se das alfaces italianas do circulo da muito gata do rá, negra da arcada da esquerda que fazem os passeio fanstasmas,

e seguiam assim as notas da vigem,

vaso da vareta da gema da general da maria na rua, homem do ero da vareta heroi one do circulo da paula nunes, runa mudanças moto seixo leme, frutas ao 32 do circulo ko ma t dv aj fs dp marte 8 do peixe do dia d do corneto atalaia, ao rio do circulo do ró do bei ribeiro ao or 1240, pt 58 do ney yorquebasketebol, tarado sexual h f, da travessa da serpente dos priores do rato da manhã, amr,

sobre a praia se formou ao meu olhar uma imensa onda que se estendeu por todo o horizonte neste final da manhã, uma onda alta, muito alta,

da rua dos cesteiros dos paus nas velas do moinho da serpente peraltas, tres setas para baixo, ximitério, casal novo do lar da n senhora da guia,das serpentes do circulo das ondas dos fa, sofas bo gás, do porto das barcas, 86 aa, pré escola, cd 46 da adega do careca s antonio , à jó de dos t universitários,co có ká

a onda sobre o mar neste final da manhã apresenta-se branca à direita do horizonte e fica cinza escura esquerda,

xmaior 38-70, az dia de alenquer da lagosta dos hexagonbos do bo segundo do circulo da serpente dos pneus pretos, alto da arriba elo do camelo el dorado das frutas ban mar do fio que sai da lagosta azul e ferro, sobre o circulo de sete e fura o pisca pisca direita de trás, da bebidas nacionais e estrangeiras, quatro pardais no fio electrico do circulo do le rico, gnr, portugal alemanha serpente maior, z p, serpente do homem em 92 pepsi cola o gás do forte do ur do quadrado europeu do careca do pardal que se esconde por detras da tabela preta e branca da cel p ur mais seta do às

a zona das perdizes do có x da zi do z da inha, cozinhada pour supreendre l´ame das alemas, angulo da ave do ró pp, do circulo da serpente ká do dia do circulo da serpente, na provavel casa do telhado verde sobre a falésia, o leão kit kat, 11 do circulo do kangoo do auto do henriques do quadrado do vaso de 95 da gaivota de prata e preto do primeiro no ri do circulo do rio do nono zoom, cel do circulo ur do ovo da baviera, zona de caça do doggy dog, s nu pp y dog 70 na de ká, a sá municipal, pal cip da mu do ni dgf, serpente do mar, em mars, tri serpente dp angulo do mar laranja dos arranhões no tijolo ao principe primeiro muito ra de la da onda do nó espanhol rá do ar ,da pá verde LM , dan, rep, bó, os do circulo do ká, super sport, da high performance scotter rosa de capacete preto, a segunda do LNH 50-quinta serpente do ps, tijolos empilhados nas pallletes, e dos x laranja cs, e coelho do milho da formiga do sol brasileira em guam rá, antartica, serpente branca da ceramica de grês art, mosaicos debaixo do cano de esgoto das peças do puzzle em forma de ampulhetas, carro is, sétimo, tambem 66 em 94 do nó na caneta do correio francês, pingonova, pingo na ova do vó do vaso primeiro, cream das telecomunicações da marca amarela dos perfis de aluminio perfurados do ideal das asas t das obras da cml, de bico branco da lira e do liz doirado sobre negros das telhas a telheira, o principe da rosa negro serpente rato , vermelho de oirp,relações publicas, preto e prata as te r fo das margaridas laranjas dos pequenas pulseiras,


rectangulo amarelo - CL-L , o terceiro raio do semi circulo do ol 16 dos seis barros das frutas vermelhas, cereais da antena da tel~ka,da onda do furacão ao el ká, do angulo nas telheiras, do peixe no dia 13 do circulo verdde da cobra verda, sobre o chão dos circulos nos quadrados pretos e brancos dos caçadores a cavalo ingleses das lebres, do terceiro tijolo de seis quadros em l empilhados, do 11 do zagalo segundo do infinito de prata do principe, ce ipe, das rações vale d´ouro ren fo r ce da chaveta preta deitada no vaso, vital- la , cruz vi detroit, pano azul nos milhos queimados, dõ carro do submarino da garrafa de detroit,o snoker, o relogio da igreja, bate as badaladas, o mocho canta , do trio d oiro das varetas de prata e preta dos rat ties, do vaso invertido da rafia verde asobre o plástico negro no as ab circulo bodas 8 96 pe 5 , da cas do farol das quatro gaivotas e da estrela do mar das amarras do pelicano, de fibra do mar dope de aveiro e da boia, olho azul no vaso do mar,532 120 mitsubishi 88-84 do décimo priemiro grau miró, o sexto de 81 vaso da vareta do x no gato 63 deep penetration no criculo italkiaano nono canter mitsunishi, da serpente negra dos carris da tv cabo, casca de pinheiro da sofa da seta na w ao sul, do rectangulo das veãretas de ferro do mo do rectangulo vermelho do valle de mate oo 174675, 21, 84 do arame alto L , 6 12 300 43 C, do rectangulo dividido do is l3, do carneiro da vareta primeira 12, ao carro do nosso génio da bola, master invertido da cinza da tv cabo dos 3 o t serpente nas cipos doe aluminio da vesica azul quadrado branco do vaso de peniche, filho bom

como dormir com o stubarões. rectangulo do circulo terceiro do bu yer 6 cc/ pm rf ff 583 LL K n7 8 2008) 3 merche serpente ponto c 10-oo ji da sete no circulo do tridente do calice na reciclagem 0,5 que deita os pontos negros no vaso pal mi car famões martins e souza e costa sa, depois de descongelado não volte a congelar, pera e uva, vareta das cascas de laranja, um pássaro morto por detrás da coluna do oceanário, junto às chapas ene metálicas em cunha, de um abgulo de plastico com seis rectangulos , c W serpente, o pássaro na frincha das lâ,minas do assento do ibiza 25-19-zacarias auto de competiçãp negro eprata vareta azul d swap do oceano no millenium do peixão vermelho e laranja com bolas brancas ro do gozo de jeep wrangler sport 90 30 pf, el 79 camelo fs , zagalo maior, mo pt c das caldas do circulo do b da serpente do rá pu b licos, t ran s portes com uni cá cão da caldas, junta da freguesia s mamede. cd espanhol 79 , o sxto do segundo da red line da maria da lamina mlamina veremelha da onda do oz de 94 do quadrado oitavo do choco que me amachocou em 86, 20, gancho a pf 00 03 em lisboa madris, 85, 4 do segundo z 4 6, 2 66 em 91, dula triade sport smart prata e preto do odelismo quadrado laranja m 3 azuis do sis oo velocista a motor cb 93/95 da mh de 92/94 da paixão executiva da serpente má mais tórrida de lisboa, a cobra urbana antena de prata guerra e paz da acelaração az 44 do sexto do sétimo, do 61 , hq 9 acirculo da princesinha amo-te do me 3, 2 de 83, rover de prata, bp de 96 no dia 13, do leãode prata e preto 107 da segunda carga y 9/7/07, X ge f co-4 12/ 1/ 07 04/ P da senta x faro das geografias da mu sic a do coração, pe rap control, a má is do oz á prova de morte,

barão ki som ba do fc porto da oura, rena et, etrenamente actuais, dos dez hoteis de luxo da sá mo se r gi a no dia d ao ar os fx 13., da lamina vlc do 11 em 86 cunha e filhos, miss daisy go fit, catastrofes papa on real madrid,.do director rtp farao da cultura do metro, villas boas, luana cãp bruno bravo , o corsa vc, gomes e filho,. 57, 70 , o 2 dae setembro, do nivel da flor fo montijo, 49 az 06 , transit connect vendas e apoio ao cliente 79, 00 ba mlb " d do vaso invertido e " v h 80, 37 , o 89 o2 zp do quadrado c de 81 da renault de escorte guia da vesica do auto união de frielas, quadrado f de 86, rr gi de ouriense golfe de ponte de sor casa da edições das crianças obessas, eurochefe das sandalias vermelhas e amarelas vodafone, do jack do pote de 54 w, jardim botanico tropical de belem, telefones sem fios , masi de sete mil portugueses virtuais nas palvras cruzadas das duas bolas cml serpente lat dos losangos de ferro no quadrado de ferrão, dos visitantes da embalagem porto cel euro chefe, nom sa do fusivel que .. a garrafa de agua da kia. do jardim da serpente do circulo dos leitões, atestado comvantagens, do db do cross post pt 34, 081 ao 5 do 8 do sexto angulo, lx, benfica amadora, v 16 dfa kangoo sj 53/08/ 69 dl de 90 dos carros post intrenacional do circulo que fechou a torneira da vaso do hexagono da epul, cabo da grade de plastico no sinal do peão vermelho ti se gi punto serpente décima, mat igs , sul 33, 66 do slider 4x4 inter cooler 0 35 89 b 9 no bucelas casa funk saxo , oi , montijo alcochete, do ex pic canto 83, 6, 2, 78 a 91 nn t au di 99, 18, 52 ac, da mia, tijolos quebrados no quadrado da maria da humanidade de loures, da toyota starlet , kb do zz em 5/5/81 da racha no muro quodi novis da agua do castelo , lelo, quer ouvir melhor, bombo, vai-te dar uma branca, com muito gosto, das setas da linha preta do metro mar l bo ro do ring ingles l h ens,cuidado com o cão do intercomunicador, da diet importada da super bock esp la l mo ra , combustiveis e lubrificantes a diesel dos toldos 4173 ..na rua do D B dos turistas do barco do pantanal.fabris jiboia cia 97 , pj de prata de brasilia da casa recdonda a gravação da onda, dos semi circulos invertidos do anel do bomerang 66, da mé do bo do rá muito gata, do circulo terceiro , de cada garrafa nasce uma, do circulo do comboio do cambio, cuu serpente ne estrela da estrela 66-LL, guia do automovel navarro, mb 0033 junho, agosto 2005 do imam da rais, titulos consoliados e setas do centro auditivo, do primeiro vaso da dio do tio avó, da serpente bifda quadrada em modo quadruplo, g a e s da seta no cone da base do circulo muito di do eiro, candieiro com três vasos duplos do vaso ar gon ne da queda do outuno em 79, do recomeçar do tinteiro de prata do casino da anda lucia das fotos de viagens europeias da vesica de prata em chaveta efe c tv ec modelo com busti ve das fotos, do venegar, vaso ene gati rato e serpente autoetrade de cime cartão do cien ro do icam e clip da josefina, do triangulo vermelho, de cima vermelho, debruado a amarelo sobre quadrado verde que faz a presão na me josefina dos cartões vermelhos e amarelos do cinem na vesica de prata doas fotos, do forte de s francisco hotel do tinteiro da caixa de prata da inversãp das torres, alvarez, terceiro de obidos da cas do rochedo e do poço, seta sobre quadrado azul ao forte na cruz dodia maior na precisão da torre de beklem do circulo de 25 discos de prata r id is c c 16 x dvd- r do homem pe da ra com po s tela da spa do rectangulo verde do vo 9, 25 rte da pousada do castelo, rta xa pa ga da chave do x pe, truly digital, do bis foto dos livros da conferencia sobre terroristas ea ee dos quatro circulos da mano factura de roma, da adega do restaurante careca e fatima costa dos barcos de cima , lendro, ra d or delegado, do pó do ramo do leandro, con di co es par ti cu lares da a2, 6, 12, e 403 leandro rá da axa de roma, machado romano da canta li g das pedras dos efeitos solares no afagnistão, nos cavalos de ferro asa r 2 do cartão prestige, do curso intensivo e fisica do bule, da rádio energia , o que é a armas nucleares, o pássaro que ensina a pilotar aviões em dez lições, a lucy sobrevivente, da rainha de uma argola do ka ma s u t ra da escuta da orelha da elle do correio da manhã das fichas de cozinha, mascara africana, do homem vaso maior da isabel do carmo, o josé r do ano terceiro, do co de v da cidade dos deuses selvagens, que faz sombra no um be r to eco bau do lino do amor infinito de pedro e inês, o diario de edite, a ficha vermelha sobre o cabo do dual band s sam sun g do castelo kafkiano da estrela michelle e do circulo da bruxa de portobello, a sombra da persona ....a uz das brumas de avalon, o poeta do filho de do pasageiro frankfurt , a casa negra lenta lentamente ao vento, quatro de copas, um rastro de norte dp inspector da rainha da casa do bronze bernard do castelo branco do fim da aventura, avi edição av o tributo da rosa, sangue romano, das pintura decorativas da santa do calhau, a sombra do templário dogherty, um mal antigo, justiça amarga, um corpo a mais,a regra das quatro chaves do anel da herança do ultimo templário de avalon, delito sem provas da menina do papá, lar doce lar, grande guerra de portugal, guia da jardinagem , o diario da edite, a da ficha vermelha do cabo porta luvas da condição reader digest do islão, há momentos em que só faz sentido em dourada, pa espanhola vermelha e azul, da cor da cidade proibida do traingulo de fogo amarelo que alimenta o pan sonic da sam sun g dual band

e lá iamos a familia de novo pela estrada fora, vrum, vrum, sem ser demasiado vrum pois pressa não havia, a25 para aveiro, a17 figueira, mira, leiria a 8, caldas da rainha. era se não me falha a memória a rota por meu pai escolhida e o esp~irito cantava

o dia da ise da full house dos dentes da corrente electrica, do às da vareta da maria di, do gravados ká,do fá da ala a maria da lata em duplo duvidida por duas virgulas do ac do ace do ato do furação do circulo que fura, o fu do rá do cão dor am ram do dia es pan a nhol dos veados,muitos homens da vareta grande co circulo do angulo do circulo da serpente aldo da fala da ala do furacão e do raio maior as sej do principe da manha, da n mara do angulo das horas,eri es, po ie do is do ca da maria pan do homem primeiro, ante serpemte do dia do furação maior ao circulo p m pó,

dise o espirito em relação ao texto anteior, que era um full house, que os nove acidents demonstram as nove assinaturas contra a onda da humanidade , perpetuadas contra ela e assim, e pequena duvida que me resta e que penso que se esclareça em forma definitiva com as notas que faltam, será saber o acerto se os trinta e seis quadrados e angulos de fogo sobre a lua lunar, se encontram todos desvelados, pois 4 x36 é igual 144 e salvo erro a ultima leitura que tive apontava para falarem uns trinta e tal pontos que são pessoas

certo como dizia em dia recente um homem amante o outro lado rdo pequeno rio, talvez sejam estas as melhores series do super bowl de sempre da humanidade, se assim for, agradeçamos todos ao amor, pois por ele a humanidade se reune, se acompanha, se defende, se protege e sempre floresce, mas avisado é sempre não deitar os foguetes antes do tempo, e para além disso é verão e está muito calor e o melhor é mesmo não deitar nenhum, só mesmo te beijar minha amada, pois se não fosse o nosso amor, nada disto seria assim possivel, o amor ve e traduz e alimenta e torna-se alimento, ah minha amada, como eu te amo, como eu te trago em amor

da vareta do circulo da sé, do no circulo da serpente na manhã de oiro do vaso das ondas da mad primeira

do pep z d
kf tt xl
un h
maria homem ox ao y
gato vasi ua ad
br ga m b
dkior
dia do kapa da vareta do io de ouro. ou dinamarcaa~ ki do circulo do rato

pj da vareta do homem principe ao vaso do forte
l tt o v
ldmmckuu
keotqy
fo do duplo y do sudoeste
quadrado pb zz do dr maior
vareta d quadrado ma da iria da ria da maria dos n quadrados
vasi x co doc circulo quadrado b do tt do br aa de aço


ah amada, descia ontem ou antes de ontem, não me recordo ao certo, pois certo, seria Ter-Te em meus braços, assim se aquietariam os ponteiros dos relógios e o tempo deixava de marcar, assim é o amor em que Te Trago, eterno, sem ponteiros, só dedos para te afagar

e singela do pe do quadrado da una, pequena imagem se manifestou ao descer ao lado da bomba da galp dos olivais, do dia da onda so circulo da serpente do pe do quadrado e da nina, acabara de passar por ela e uma pequenina folha pelo vento do amor começou a descer pela rua acompanhando-me e fazendo meu olhar acompanhá-la e assim com os ohos e o lhar a segui e depois parou ela num dos riscos brancos no meio da estrada que separam suas duas margens em quatro na una margem e olhando o ponto onde ela ficara, para o lado esquerdo de onde ia,do dia de la do circulo ad, o portão das grades do cemitério dos olivais, parece um conjunto de lanças erectas atravessadas por outras horizontais que as unem, do lado direito, no muro, um escrito, seu dizer, qualquer coisa de revoluções, contra o capitalismo ou qualquer outro ismo ou ainda contra toda a autoriedade, confusões autoritárias que o são sem mesmo disso se darem conta, contudo parou meu olhar, num circulo desenhado à laia de assinatura, um circulo com um A lá dentro, o simbolo da anarquia, da ana aa rato do quadrado da vareta do saib, serpente a do ai segundo, b, que a anarquia é boa como todas as palavras desde que se saiba seu valor, seu dizer e seu contar, e anarquia é beijar-Te sem fim, e não ter limites outros e nenhuns que o desejo e vontade de teus lábios, sem nenhum mal a outros fazer, e autoridade sempre existe, autoridade é quando tu me dizes que te beijo bem, e assim adquiro por teu julgar a autoridade de ser um belo beijador, como diferente poderia ser se teus lábios, são teus e te perteçem e são como Tu bela aos olhos do sentir de meu coração

do furacão ad do quadrado do vaso e ´rá do autor de idade,a, te cão, do vaso bei que beija a dor, o principe da primeira dor da di da difer da neta da planeamento ten do cão da maria n b lo do da vareta grande do vaso do tio omo do mo da primeira serpente de sua majestade, a te ao,do circulo da vareta da grande penetração da serpente do rato evi, ivo mé, do vaso do uadrado da sé, do ec x da tato do ei do beijo invertido dos a nigos, mexia traço a se ba me grande rá da má gema da inda recente da forte onda do ur cão do furacão aa da serpente do rá parente, duplo,do ab da boda, da nossa parente, do furacão aa n serpente parente, ap pr electrico ré em tam

depois no local do ultimo acidente ao sair do café um som me chamou de novo a atenção ao que ainda não vira quando olhei o redor do ultimo acidente que aqui já descrevi, na zona onde o mercedes com a pancada se espetara, ficando entre os dois postes, parte em cima, parte me baixo do passeio, em diagonal ao lado dos rectangulos de marmore rosa da sony, atrás dos dois postes e quase em seu mesmo exacto eixo, mé ex do xa do acto, um posto de correios dos antigos, que são os mais belos em meu olhar, um copo, um vaso de plastico daqueles em cone e às escadinhas, mexia-se ao lado da sua base negra e circular, e me disse do anel negro e depois o poste que tem a ranhura onde se enfiam as cartinhas todas de amor, é vermelho e arredonda em cima, seu chapeu, dei-lhe a volta e vi que seu numero é o doze, o circulo negro e vermelho, como uma vareta, o numero 12 do circulo da vareta preta e vermelha,


do circulo do ome da limpeza do cá do ram gato ra ad es do circulo do homem av às do frances do primeiro fi do gato do vaso do ro pu da serpente inglesa sen do centimo do lido, pa do ar da arara do rá das lanças do cemitério, da cinza que inclina o filtro para a espada da cor da cortiça, no chão negro,quando as cinzas se formam do fo do ram no triangulo de aluminio do circulo no ponto da posição mais a sul, mais em baixo, o tri do ian do gil gi pequeno , o tri angulo, da onda recentemente gravada inglesa do forte ur cão, furacão do serpente do rá parente do furacão aa parente da spa da noite das estrelas do vaso do duplo rato rem ap re inglês do tam do circulo do mo cá do ram, gato do ra do dia espanhol do circulo do homem av as do primeiro vaso da primeira serpente do circulo qu se reunira sobre a noite de pan no dia da serpente primeira francesa e mira do mir primeiro, a ss do fi do gato do circulo do ro do pu, circulo da serpente inglesa do furacão do li no dia do circulo do cinema dos cem igleses da primeira maria má

e me subiu no instante à memória uma imagem recente de uma bela senhora amada com um guarda chuva trasparente com um circulo negro em sua base, era a restante abobada traansparente e figura assim a meu olhar e ao meu olho do coração, a aboboda do ceu, em dia azul ou noite de estrelas pois a trasnparencia dá para se verrem todas as cores que por detrás quanto existe um detrás se apreentam, depois comoçaram as grades chavas, já o sabia a senhora em seu coração, disso seguro estou ao seu olhar, do circulo negro que se reunira no horizonte dsa terra sobre a abobada celeste da noite de todas as estrelas, assim figurou seu sentido, o sentido do lido.

uma folha parara em frente ao portão das lanças do cemitério do principe jo do vaso maior da mãe e da menina do f3 eli z, do que mente da pa do ren da cia da se magiar, ma gi a do rá, gi da ara do circulo da gravação da sida na primeira, serpente do vaso do co do pe, a serpente pr~equena da senhora mol dura dõ vaso da ia tia de preto e vermelha da pa do ro ox mei, italiano, kapa e circulo do furacão da taça do duplo quadrado europeu da sa do co dos angulos da vareta grande , asti co, que com a queda se partira, do par do furacão da ira

e sabes amada, disse-te que vira o avô que caira e depois em dia seguinte, caiu quase no mesmo sitio, a avó, mas uma vez saia eu do centro do pingo doce e me apercebi que a senhora de cabelos alvos teria caido, a seu lado uma jovem mãe e uma menina a ajudavam, olhei-a de perto e vi que tambem felizmente não muito na aparencia se magiara, era a avó crecida, trazia em su pescoço um medalhão em forma de vesica com s Senhora em moldura doirada, vestia toda de preto, e uma mancha vermelha alastrava expessa a seu lado, quando me paroximei, me apercebi, era uma garrafa de kectcup que que viria em seu saco plastico e que com a queda se partira






e li em seu redor o seguinte fio da hostória, gas la ni car, senhora de preto com a virgem caiu no primeiro degrau dos quadrados inclinados que gfazem salvo erro sete cunhas, no carrinho do bebé parado a seu lado, maxi w da asa da vareta azul com saco vermelho, a menina pequenina que seria irmã do bebé do carrinho, estava vestida de macaco e t shirt aás riscas azuis e brancas, a avõ levava uma pequena cartira de dinheiro e papeis em sua mão, era seu padra. cruzes xx pretas e brancas, a menina trazia sapatos cor de rosa e como a avó depois de a familia a ter ajudado, por sua vez cai sem dano qualquer tropecando no quarto quadrado quatro dos quadrados rosas que são estas escadas, a factura das compras da avó ficara no chão ao lado do saco de onde se espalhara o ketchup, dizia menage de sa c os de p la s ti co s e timha como valor 7, 76 euros

descia uma senhora indiana de sari em sentido cotrário ao da avó que primeiro caira do circulo de p, o avião da tap ao momento passou em pelna acelaração, un rato y fo do rato y ou serpente ao rey , w maria da qual em angulo agudo saiuma~vara vertical ao segundo carneiro qu se desenha tambem com o sentdo, de z, um z no carneiro segundo levantar à esquerda da cena, duas pombas pousaram noa segunda serpente das três, pi zza h ur t e uma pomba branca caira no chão relvado ao pé deum arvore, um folha pe2uenina que dela caira asim mo mostrou num lenço branco amarrotado que figura com sua extaidão um pássaro
nas minhas notas antes das notas deste ver do visto no acontecido, uma referncioa à rua dos corrieiros , seundo do circulo quinnto, da estrela,

e esta noite ao vir do café do pimgo doce, ao sair masi uma mensgaem de amor ao meu olhar se desvelou, é complexa e se cruza e creio que vem de um dos fios deste bordado maior e esta prte da sau figura nas suas outras ramificações ainda não se encontra em sua totalidade desvelado, taslvez esta note assim caonteça, poismuitos são os pontos visiveis de seus cruzares em diversos outros fios, que se prendem com obidos e com inglaterra,india,e ordm da phoenix e asim o espirito me dise,

da pastelaria da lili ana dos morangos doces, um papl de queqeu no chão, e sabes tu amada que queques tem ondas como diz meu filho, e que queque é tambe palvra que explicita comportamento, afactado meio falso, mei queque de vento e nada e parece o papel do circulo branco que ele era ter raios ou dentes nos raios da roda da vida,

ali estav ele no chão à entrada e a seu lado os rectangulos de pedra rosa fazem um angulo na parede que é curva, aquilo, melhor as placas estão meio soltas, e nesse mesmo preciso angulo de duas das pedras rosa, cada uma dela tinhaum punto, a do lado esquerdo era um ponto vermelho qu escorrera como se tratasse de um furo no corpodo qal escorrera um fio de sangue e a seu lado um outro ponto azul, no tecto rosa cor de pele , um buraco~e um fio lectrico qu desenhava um pássro qu e parecia estra gravido, redondinha e grande era a sua barriguinha, uma criança puber passap por mim e mevê a olahr e comenta, está tudo a aprtir-ze sorrio-lhe confirmando como s meus olhos que parece que sim, pa da ria f ru t as e vegetais ban ana aba imporatda, circulo da 534 x , queque 0, 49, do circulo do queque da banana importada, os mesmo pontos vermelho e aul que se encontram no ceu do quadrado do dragão da cena de caça inglesa onde cinco aves em duas linhas fazen um l em añgulo deitado, entre uma cas de três torres e duas arvores com dois y que se cruzam em seus troncos e copas fazendo um dupla dor, um w, ao momento da visão, tres garndes pássros cruzam o ceu entre as três torres dos prédios aqui do pingo doce, um deles ntem o vi a tentar poisar na janela de vidro da torre da esqyuerda mias ao fundo, visto da entrada das quedas, primeiro no andar 12 e depois no onze, parecia perdida, de cabeça perdida, ou então seria precisa em seu apontar, é a torre onde em dia recente vira o reflexo luminoso do ~bacalhau, no exio do angulo das duas pedra rosas da parede de marmore rosa, os quadrados das janelas das jeans da salsa, o mesmo l em outra posiçã no bolso de trás de umas das calças, no bolso duas linhas em suasve curva se cruzam com desenhando uma vesica que é um arredondado x, um x em femea,ou um x feito por uma femea, duas linhas de horizonte debruadas em ponto doiro sobre o azul, se cruzam e desenham a figura, dos morangos, me diz um outro bolso traseiro de uma jovem senhora que a seguir passou,

comecei a ver isto porque ao sair uma chave me caiu a o chão, é uma que diz centrl look, tem um quadrado em sau furação, do quadrado da centrl look, e trás inscrito em si, do don nono do sexto grau, da caixa dos de 92 ou 93, acrescenta depois um fio da leitura.

antes tomara eu notas de uma leitura numa montra que já fizera em dia anteriro, da montra dmágica da ma k do bico mi k, martia acapa, a capa da maria da capa do mi, ou a capa da maria má da capa da maria da vareta, onde em dia anteior a bundchen estava o desenho do beep beep,

a cin da ema, as tintas do cinema da ema da dupla dor e rá ed do codigo do furacão do he, do hmem do circulo antigo d ne ju do vaso da en a, f or primeiro do ra do dia da serpente z dia da tia das formigas, homem cheio, ap pp e ara frnces no tempo de circulo do A

juvena da serpente da terra suiça do dia serpente kin do ki w do op time zer cream spf 20, s kin da navo, da faculdade, dan a nano, tech mo lo gi es, lu x r y s kin n revoltuino. o a do dna, a suiça garante_= t f au ty g ua ran tee
mac don da vareta torta marela do M apagada, do home, upcomming news do circulo africano , saiu a carta da inveja, tudo dá cerrto, aimda bem rh da flavia , tambemink limit da gravides da jo, que bela estava sentada no maple com pano de leopardo preto ebranco, com reposteiro ao fundo preso por fio

este texto tem data de 21 do 7 de 07

sfqhjooypxyfy

xA F D FN MD

n ck d ip, n semi circulo kapa dia do lp

duplo quadado da dupla dor do z no homem b