segunda-feira, setembro 17, 2007

falaram as letras anteriores na silvia cunha e de repente ao chegar a casa em cima da mesa na disposição dos papeis e das revistas, uma delas namorava com um envelope de uma carta ao pertinho.

fá da ala ram as primeiras et ra serpente ante eri rior, dior espanhol na si primereira via s emi circulo da unha do Rato ep do pente do comboio e do lobo mau, referencia exposição biblioteca olivais, ao che ega rata primeria asa em c ima da me esa sa na di sp serpnte do po do sicão grande do pap , au di vi s ual pt, pe is, uma de la do namora av a com, um inglês vaso e l o pe, de prie m ra car rta ao pe rti tin ho

era uma revista do dn, que se chama de nossa selecção, ns, é a berviatura de seu logo, o que abre a possibilidade de leitura do ns que vai aparecendo com elevada frequência na leitura das entrelinhas dos textos

e ra primeira rato evi st a da revista do dneuropeu serpente da chama da ch ama de no ss a serpenete ele cão ns é, a segunda e rato via at ur primeiro da tura de serpente europeia i ogo, do ab br que abre a po ss sibiu~ilina de idade da lei cruz ur a do ns q ue ais primeiros par e cen ce com., ele eva francesa e quadrado ue maçonico ingles cia na lei cruz ur a das inglesas cruz da re eli lin homem as d os teresa ec ex xt oz os

a ra primeira que foi para o céu vi st primeira do dn quadrado europeu serpente chama de no ss primeiro serpente homem circulo do rato do cap e l a sis t ina, o escritor que aparece sempre escondido com o rabo de fora, a meio de medo, ss da cristina cutinho circulo ut em homem do circulo, cão, é a be rato da via da tura di ur primeiro de serpernte europeu do logo

chama segunda da nossa seleção do dn e rato da viatura, o que me provocou o acidente e o ai do cid dia do inglês ente, com o carro da minha mãe ou um dos outros mais antigos, como por exemplo o que pintaram para parecer ser sangue para dizer que eu teria atropelado alguem e fugira, se calhar alguem que voces atropelaram mesmo, e se for este então é provavel que o nuno artur tambem esteja na conjura, pela epoca em que isto se passou, trazia ele ligação contigo, terá sido assim o bilhete da viagem paro nunko artur, ou ainda outro nuno da kapa

chama da serpente da pistola da no ss a serpente do cão do dn e rato da via do ur prirmeiro, o q u me pr ovo oco vaso o ac acido den dente re ria at rop la primeiro circulo duplo do rio,pelado , pe do lado, al gato ue maria e f vaso gi ira ra serpente cal homemm dpo ar que voces atropelaram mesmo, at ro rop ela a ram me serpento mo, e serpente f or de este ingles onda espanhloa tão é, pr ova vaso el europeu circulol 101 nun o aa artur tambem espanhol da ria e ja na circulo doa jura , pe dé ela primeiro ep oca em europeu is to pass o v cruz razia , ra axz ~ia do ele li gato cão do conti, teresa rá sid o a ss em o bil homem et E da vi a g em pa ro nun kapa circulo ar cruz ur o vaso ai inda,ou india, do brail que agora nas noticias aparecia, o ut ro do nunio da kapa

ligação ao escritor dos complots romanos e da morte do papa, provavel pt or vaso da ave el. o instigador de que eu o teria feito, do ai do dente ao cid parente inglês "acidente" com acido, e é do circulo da espanhola do principe primeira miró gata em pr vareta meira

li gato cão espanhol circulo rito thor, dõs trovões d os com, p lot serpente roma manos e da mo rte dia circulo pap a p or vaso ave priemria

primeiro gata ou gato do duplo circulo do primeiro ab no quadrado europeu do po ss sibilino da de idade da lei cruz ur primeira do ns

é uma capa com a fotografia de uma das mais belas senhoras a m~eus olhos, e que tambem recentemente a tinha aqui mencionada, e que me fizera na altura em que saira uma estranha e entranhamente impressão, pois sua beleza vinha tingida em dor, em zanga e mesmo um desejo de violência, assim era o tom da mascara da sessão, e eu como gosto muito dela e a trago desde há muito em meu peito, fiquei na altura com ela preeocupado e tambem como na altura relatei, um estranho acidente de carro com ela se dera

é primeira capa com., primeira foto da oto grafia do primerio dia maria is serpente das horas do padre emaus de circulo primeiro homem os horus e tam, também re cen temente a tinha pt do home da onda do cio na ad primeira e europeu me forte iz e rá na primeira cruz do ur do ra em sa do ira primeira chuva espanhola e inglesa cruz r+a homem formiga im pressão da serpente são que mente, pó is serpente ua segunda e za da vinha do ci na grande turra do ur do rá da SA do ira zorro e gata e me serpente do mo primeiro dia espanhol serpente jo de viol ingles maçon cia, a ss em E rá circulo do tom da maria sertpente sc ká do rá da mascara de serpente dupla são e europeu co mo +rato ee circulo co mo gato circulo st circulo mu it dia ela e primeira cruz rago dia espanhol ao homem da muti em maria europeia pei dupla vareta to pr ee circulo up ad circulo e tambem tam brasil co mo na primeira tura eato ella teresa vareta priemiro espanhol cruz ran acide ente de cá do ró com., e la serpente dia do rá E maçon

é a primeira Kapa com, em linha, dos dois semi circulo que se juntrama minha volta para me abater, a forte da oto da grafia da primeira das senhoras be la serpente a emus, ou emaus, responsavel pela morte do padre da emus, ou emus de mu serpente, ou se calhar os duas possibilidades de leitura em modo cumulativo, o tam segundo re cen temente primeira tinha aqui do homem do sio da onda da me europeia do forte ize do rá, na cruz alta, do ceu, ur primeiro da sá da ira primeria espanha cruz ra anha e inglesa ra homem formiga em pressão do po is serpente ua do beleza tingida em dor a ss im rá circulo duplo tom da maria da ria serpente ca do ra de nascar da serpente são, a juiza, mu it dela, a primeira cruz rag time circulo dia espanhola muti, que é italiana, se bem me lembro, em me do vaso pei cruz circulo do espanhol acido dente do acidente de carro que com ela se deu

é a primeria kapa com. das cinzas que agora cairam na folha branca e vermelha, donde do templário lin homem primeiro dia os segundo serpente emi cir do pescoço quadrado europeu serpente principe un cruz ra maria min homem primeiro vol do vo primeira cruz pa ra da me ab a abater, a forte da oto da grafia da serpente do nortero das or ra serpente


o envelope que estava encostado a fotografia da nicole é do tribunal de menores de lisboa e nestes dias a nicole aparecera de novo em foto nos jornasi com uma história que era só um headline que se reptia e que dizia que ela e o tom, estiveram grávidos no principio de uma relação e que tinham perdido um filho, mas que era uma história que ela não queria mais contar em seus pormenores, talvez masi tarde, assim dizia as palavras que a ela eram atribuidas

circulo inglês vaso E lo pe, lopes, quadrado europeu espanhol st ava inglês da costa deep penetration primeira ro forte oto gato raf ia da nicole, é da cruz da rib da un de homem orey de lis serpente boa e ne st espanhola, e sa sapa muito hola a pa re da cera de muitos ovos em forte oto no serpente jorna si com., primeiro história do homem is tór do ia quadrado europeu era serpente acento ao circulo da linha da cabeça kapa. serpente rep tia e europeia do zi primeira do quadrado da ela do tom, espanhol sr ive ram garo rá vi dia os no pr no circulo da vareta do cio da ua, rato da ela cão, tinha maria pe rato dido primerio filho da conta do ar serpente dupla europeia pt menores , tal vaso e x maria si cruz que arde a ss em di izi primeira as pal av rá serpente europeia primeira e la e ram em rib idas

circulo 101 inglês maçon ed vaso lopes,circulo santana, quadrado europeu espanhol ava av primeiro inglês encostado na costa, da ad portuguesa, primeira forte oto em circulo da gata raf do ia do nico latino, ou da nico que tombou estranhamente de um cavalo, ou a nicole primeira pa re da cera de muito ovos do ps em forte rt circulo oto, no serpente jornais da jorna si com homem astória de lisboa, quadrado europeu do rá serpente da acentuação ao circulo da cabeça da line, primeira ina, ad, serpente rato da ep da tia dia isi primeira dela e do tom espanhol cruz ive ram gato do aro do rá avi ido serpente, no principe pio de ua da relação e que tinha perdido um filho, donde será a juiza, a são, uma história inventada ou não, no astoria com menores, que coisa é esta e sat, uma capa de um história verdadeira, donde que cobrirá quem na verdade o fez,a vera, e isto de novo entronca no argumento do livro, e da a li da aliança com a igreja para descobrir os casao de abuso de em menores, ponto da cruz do alves z que arde, maria si, di zi primeria pal da av ra serpente em circulo os tele teresa às idas

a nicole que vivia ou vive ao pé da feira da ladra onde a silvia tambem viveu, nem mesmo sei se é este seu nome

e sei eu o que é perder um filho e de como tal acontecer pode criar graves problemas a uma relação de amor e mesmo acabar com ele, pois já o vivi

e quando pela noite entrei em casa e os dois juntos vi, fez-se luz, a falsa ruiva, a silvia cunha e o tribunal de menores, e nesse preciso momento no espirito ouvi, a silvia cunha é o envelope, a ligação ao tribunal de menores, onde foi preparado e feito e executado em forma de lei o rapto, e acrescentou o espirito, ela é ami ss, serpente dupla i mima da juiza, ou do homem de la, que é ami ss vareta I do si do mo da juiza.

o rap pt do pó e ac re serpente cen cruz circulo do vaso espanhol pei tio da ela que é da ami ss vareta mima da princesa do vaso iza

e ua pt da ela no ite gato inglês segunda circulo do x do ux ao rei em Ká AA sá e os segundo principe un n cruzes circulo, vi, fez, seta da serpente da luz, do benfica da primeira queda com refresco do cão com alsa, rui iva do vaso primeiro, é a silvia cunha circulo kapa un kapa e circulo rato do vaso ru, da costeleta do circulo da cruz rib à un. toda homem o re s, orey e ness do sis de quem a silvia é o envelope , a li gata primeira do cão em fo i pr ep, pa do ra ad circulo da fé it circulo E e ex ec ut a executado em fo rato maior da lei io rap cruz do pó, o que me apareceu na rua do borja, o alemao e depois às pr rta serpente ene na rua inglesa das embrulhadas, ac que sentou o espanhol do pei, tio da rapariga da ami, da mina da juiza ss circulo homem la, é a ami ss da vareta do mo o si da juiza pt.

e contudo a questão é bem masi complexa pois alguns dos papeis foram alvo de escrita da negra e neri tude criação, sendo um dos documentos mesmo, todo furado por agrafos que não estavam lá,e eu percebi que havia ali um actode vontade de quem fazia desse jeito uma pat i faria

estivera aler as pal vras que escrev ra como resposta aos ois recados que vinham em forma indirecta como de costume, por parte do senhor que escrevia a coluna de sabado no dn de que eu tanto gosto e que hoje, pela primeria vez não apareceu, pois uma outra imagem emergira ao `^er as minhas próprias palavras da unica sessão que tive no gabinete dessa tal pretensa e corrupta juiza e que aqui narrei em detalhe.

havia um homem que estav ao lado da juiza,do seu lado direito ao fundo do plano, encostado à parede e que ficou quieto e calado durante toda a sessão, que nem sequer foi apresentado e pela memória,de repente me aparecia como sendo o colunista, e não sei ao ceto se o seria, mas o que a mmemória sublinhava agora, ao subior do poço, era a s emel ahnça, e o que ficou em mim entranhado de repente, foi que o senhor teria algo a ver com o que se passou, o senhor da escrita

seria portanto mais um da conjura, ou o que me fazia a ligação entre estes dois eventos, o da silvia e da relação com o tribunal de menores? parece-me ser mais provavel a primeira não desdenhando em completo a segunda,pois as letras que comentei, sobre o ponto de vista por assim escvrever, teologico, raão tenho em meu dizer, e estranhei e estranho como um home na aprencia vnculado a igreja catolica assim em modeo errado o poderá entender e se o homem a esta igreja trás relação, tambem a trás ao grupo de natália correia e por tabela ao grupo de manuel algre que foi uma das espadas que em tempo antigo e mesmo mais recente contra mim se levantou, não fosse eu quem sou e um continuo bombo da festa para a malandragem e para os malandros

a silvia cunha conheci-a eu salvo e rr oo um dia em que me apareceu na latina europa o nuno artur silva sendo ela sua namorada, viera o nuno falar de projectos de televisão e o que me recordo é que suas ideias não me despertaram muito interesse, ofereceu-me ele um pequenino livro dele e de um outro que fora publicado numa colecção de que eu sempr gostara , a etc.

não lhe achei eu muita pi ad a, mas achou-lhe depois o herman que lhe abriu as portas e depois o nuno continuou com as produções ficticas com o sucesso que hoje se lhe reonhece, senod talvez eu um dos mais criticos sobre o seu valor, que não me parece aser assim tanto, como se lhe atribui,mas é verdade que o nuno, tem sido uma zangada que sempre flutua num meio onde se não se faz vénias as dificuldades abundam,e aqui não sou eu infelizmente a unica prova disso, embroa tam o seja

hoje vejo-o de vez em quando no programa , o ex i do do mal, e é um dos que nele menos ap rei cio, o seu ra d ema si ad o sério , demasiado mascara dao, prefiro a clara e o judice e os outros dois rapazes tambem não vão mal

e sempre foi encontrando a si l ia silvia com o nuno, pela noite , e por aí , me recordo d um dia, uma lu mino sa t arde de verão em que ela apareceu na latina muito t ra ns tor n ad a, l ava da em lágrimas e fomos os dois passeando a té ao cais das colunas e de ela ter encostado a sua cabeça no meu ombro a chorar as sau magoas e seus de s en tdi men t os com o nuno, ao que parece pouco depois a relação entre os dois acabara, ela em mim, ficara sempre num lugar quente meio especial,fazia-me lam br ava-me a ar q ue t te que eu achava muito bela b l a, e parecia mesmo ela np ofi l me com a madonna loo king for mad o nna

era ela a meus olhos uma mistura da arqute e da jessica parker, pelo que escrevia nas revistas femininas e me lembro de conversar com ela muito sobre aq ue l as suas visões das relações entre os homens e as mulheres e nos picavamos muito por elas

passado alguns anos, tivemos um breve, muito breve na mora o, minha avó virginia estava muito doente em lamego, e calhou tre-mos os dois uma semana de férias e eu lhe disse,olha eu vou visitar a minha avo a lamego, pois nesse tempo, uitas vezes lá subia quando tinha o pr ot unidade para aver, e disse a silvia, olhea se quiseres, poderia.mos ir os dois, iamos devagarinho, à aventura ficamos ali e acola ao sabor do vento e do sol, mas euquero passar por lamego, pelo menos ficar lá dois dias com ela, mas lamego é bonito e de certeza não te vasi aborecer, e ela aceitou e partimos,

recorda que a primeira noite or mimos na nazare, e de manha já a coisa não ia muito bem, levantara-me mais cedo do que ela e saiu para a rua e quando cheguie ela estava aborrecida, nem sem bem porqeu, recordo que a ideia que tinha dela era de que a si l vo a era uma ra p riga muito cheia de problemas, e que era muito d ifi ca il ser feliz ao seu lado, e asim foi, e o namoro acabou muito rapidamente e me lembro de quando acabou, de ela não ter cae ite bem seu ac ab ar, e de sentir que ela ficara com uma imensa raiva, sem mesmo saber bem p or q eu, pois razão não havia para isso, ou e l hor não houvera de minha parte, sempre a tratei bem, mas per ce bi que ela ficara muito zangada, mas a zanga não alterou nem minha vontade nem meu desejo

agora ao ver tudo isto, de reprente se fez luz, pois aquela zanga e rancor que eu vira na altura morar,mais o perfil psicologico que lhe conheci, seria um coktail explosivo para de me im fazer uma especie de inimigo publico per manete com senha de abate, era menina para isso, e agora somando o que não sei, me parece que inclusive ela terá então criado uma história de que ficara grávida de mim e que eu assim a abandonara, será possivel Meu Deus

uma coisa é certa, não o creio p or q e w u nunca sa ss im o vi, nem nunca ela mo deu a saber e aquela rapariga era mesma estanha, tinha uma cabeças cheia de nós e deposi de ac bar mo s o Curto n amo rã nunca mais a vi, o que não é estranho, mas é assim nas vezes 2q ue a vida faz aconetceer, porque a cidade é uma mesma, o que u ensao é que quando assim aocntece, ~´e do genero de se desvirem na rua para não cruzar, provavelmente pelo pesa da msldades que trazam na consciencia, quem peloa escuro conspitra, não dá a cara ao encontro


por si so, silvia cunha aqui em forma aberta no altar da vida e do mundo em forma clara e publica te pergunto,

qual é a tua responsabilidade no afastamento de meu filho?

em dia recente foi dar a um blog de nome cerejas azuis que falava as paginas tantas de uma reunião de um grupo que não sei quem, paara defenir uma estratégia para ir dar cabo do mundo, s~erás tu desse grupo, dos conspiradores que atentam regularmente contra a minha vida?

que ra l ção tens tu , ou o teu homem ou outros de teu circulo com o tribunal de menores de lisboa?

e por fi mte digo, poderás não responder e fazer mesmo de conta 1ue não detes por estas palavras, mas te pergunto tens já filhos?

o que em sin ce ro me parece pouco provavel, mas se os tiveres, o que achas que um pai ou uma mae tem por direito fazer, em termos de resposta a alguem que quebra uma familia e que lhe leva o filho por dois anos e o faz sofrer e lhe quebra em parte sua inocência

achas bem que eu reze a Deus em deus para te levar os teus para o inferno caso os tenhas ou para te levar a ti, ou que eles adoeçam por igualperiodo de tempo e que tenham que ficar numa cama de hospital?

ou foi todo o namora, uma acção desde sempre pensado com outros, uma troca por bensses e protecção da tua carreia ao longo do tempo, uma forma de dar crédito a uma mentira que pusse-te a circular sobre a minha pessoa?

que raio de envelope fizeste tu ou outros contigo em relação ao tribunal de menores? foste tu ou alguem do teu circulo que furou as alegaç~es, que outros actos desta natureza fizes-ye

espero que chegue a msitura das linhas e das entrelinhas, há aqui demasiado mal, muito loucura de loucura mesmo, e que se deve ter de novo manifestado hoje, em algumas coisas que no munod se passaarm


y xe j d s z
au d h ts r

xa quadrado y sw

c skpzbeg