terça-feira, dezembro 30, 2008

Ah Doce Amada
de Novo
O
Livro
da
Rosa
do Mundo
Abri
Me Saiu
À Sorte
Uma
Cantiga de Amor

(Anunciação
de michael parker
pormenores
ao
telefone
telefonados)

primeira hd, fr, circulo da ce do sea da am da mad da ad primeira de muitos ingleses ovos do circulo do, O , emanuelle, ema ano da elle, no europeu, o futebol, angulo maior do no da roda da rosa do dom da un do ab do rime sa e vaso do às orte da primeira da can tiga da dea mor

en t r e pa par en te sis na un cia são de michael da parker por m en o r es sao tele f one tele fon ad do os da en t r e pa par en te sis


en t r e pa par en te sis da s argento ira dama, da ira ama do s argento da en rr e pa par en te sis em en circulo em cruz rei do circulo do amado no circulo da ana primeira do circulo anal , ds serpente do ser pé p lan anta dona margem f az ia el e um al tar de f e sta para p ass sar aro do circulo do dia com do às das cervejas maís da finas serpentes, c on cede em te rara par ren te sis dp traço da in gato da kapa espanhola ad da primeira da en sis primeira da te zorro do serpente da eu dor, serpente do circulo é maís al toque primeiro argo


( «Irmã»)
encontrei o amado no canal
seu pé plantado na margem
fazia ele um altar de festa
para passar o dia com as cervejas mais finas
ele concede(-me) a tez do seu dorso
é mais alto que largo






nascimento divino de hatshepsut
thot deus da sabedoria , anuncia ao rei dos deuses , Amon
esta virgem da qual dizias
«brilhe entre os nobres»
chama-se Ahmose ( « nascida da Lua»)
é a mais bela que todas as mulheres do país inteiro
é a excelsa esposa do rei Tutmés I
sua majestade, ( o rei) é um jovem
Thot conduz Amon até à rainha
veio este deus excelso
Amon , senhor dos tronos dos países
depois de tomar a forma de seu marido
encontraram-na repousando na beleza do seu paço
a fragancia do deus a despertou
e ela sorriu ante Sua Majestade
chegou-se a ela e por ela se inflamou
nela perdeu seu coraçao
podia ela contemplá-lo
na foram divina
depois de ele se ter chegado a ela
ela exultou de ver a beleza dele

nascimento, o cineasta, di iv do vino do homem do hat da she do ps do vaso todo da te rato do reno hot de us da sabe dor ia , e un cia ao rei dos de use s , am on e sta vi r ge em da q ual di z ia ss argento br ilhe en t reo serpente do nobre das salsichas da serpente argento da chama do traço da inglesa lea do traço da sea homem da mose da en te rata para ren te sis da nascida da Lua s argento en te rata par e ren te sis é a maís be laque todas as mul her espanholas da opa os in te iro, é a e x cel sa espanhola do posa do rei cruz vaso da cruz do mes do sis da ua maje serpente do stade, en te rata par ren te sis do circulo do rei é um jovem cruz hot tc em quadrado do vaso do zorro da am em pr ima mara té à rainha veio este de use x celso am on , serpente da en hor do st ron os dos pa ise sd dep do circulo do is de tomar da primeira forma de serpente poe di eu mar id do circulo en circulo em t rara aram da traça inglesa na ar da ep do circulo da usa da sand em e na beleza do serpente eu paço primeira fr da primeira gan cia do quadrado da ode usa do quadrado espanhol do per to vaso do, e, el as circulo do rato rio da ante serpente ua maje do stade do che ego vaso dot rea aco da inglesa sed doc o rc u lp do mar el primeira e por e primeira ase em fla mo, un nela per quadrado do europeu da s ep r net eu da cora sao p do circulo do dia e la lac cd do ac em te mp p ria am mira do acento do traço dez primeiro do circulo uk na for ram di v ina dep circulo uk do is de el e sete rc home ingles do gado a e la el da primeira do x vaso primeiro do to do vaso da vera da beleza do sin do oe




fragmento do cairo
qaundo eu a cinjo e ela me abre os braços
sou como um homem que regressa da Arábia
impregnado de perfumes

fr ra gm men to d do circulo do cairo q au un do eu a cin joe e la me ab reo s br aço ss o u c omo um homem q ue r e grés sa da Arábia i mp reg gn ado de per rf um espanhol
da
primeira hor a do ca sam en to dos D eu s es do circulo dos ganso com do circulo do sino e un cia primeira hor a

conversa na corte,
Diz, ele, Amada, és única ,de ti não se fez duplicado, com mais encanto do que todas as mulheres, luminosa , perfeita,
Um estrela que desce sobre o horizonte do novo ano , um bom ano, esplendida nas cores que trás e de sedução a cada olhar
Os seus lábios são encantamento, o seu pescoço tem o tamanho certo e os seios uma maravilha;
O seu cabelo lápis lazuli a brilhar, os seus braços de mais esplendor que o oiro, os seus dedos fazem-me ver pétalas , as do lotus são assim
As suas ancas foram modeladas como deve ser, e suas pernas acima de outra beleza qualquer,
Nobre é a forma como anda ( vera incessu)
Meu coraçao seu escravo ficaria se a mim se abrisse
As cabeças voltam-se – por sua culpa.
Para a seguiram com o olhar
Afortunado o que a puder abraçar plenamente; será o numero um entre os jovens amantes
Deo mi por esse
todo o olhar a vai seguindo mesmo quando já desapareceu do seu alcance, singular deusa sem igual


conversa na corte, Di ze le, Am ad a, é s ú nica ,de ti n cão se fez d up li cado, com ma sis en can to doque todas as mul her es, lu mino as ino , pe rf e itau mestre do laque de sc e s ob reo do horizonte don do ovo do ano , um b om ano, es p l en dida nas co r es q ue t rá sed e sed u sao a c ada olhar os se us l á bio s são en can tamen to, os eu p es coço t emo t am anho ce rto e os seio s um am mara vaso da ilha; O s eu cab elo dez l á p is. l az u lia br ilha r, is os se us br aço sd ema si es pe l en dor q ue oo iro, os se us ded os f az e m do traço da inglesa me eve r pet ala sas do lot us são as si em
A ss ua s anca da serpente do foram da mode lada sc omo d eve ser, esu as pe rn as ac ima deo u t ra beleza q ual q eu r, Nobre cruz é primeira forma com o anda da en te rata par ren te sis da vera inc ess vaso maior eu co raçao s eu e w x cravo fi ca ria sea da mim se ab r iss e as can sea s vo l t am do traço da inglesa lea se do traço ingles por s ua c u l pa do para a se gui iram com o olhar A forte do circulo do rt tun ado o q ue ap u de r ab ra ç ar p lena mente; se rá on um ero um e bt reo s j ove ns am ant es Deo mi por ess e todo o olhar ava i se gui indo mes meo q ua ando j á de sapa rec eu do s eu al can ce se in gula r de usa s em i g ual


a hora do casamento dos Deuses
o ganso com o sino anuncia a hora

a ponta da lança que fere a spinix
a spinix
aqui nao se ve
mas está
ela presa por sua mao
à corrente
a ponta da lança
aponta o seu cotovelo
kapa muti cao tap ar
do not c ove rato segundo ine
b on nel


a ponta da lança que fere a sphinx
a sphinx,
aqui nao se ve
mas está
ela presa por sua mao
à corrente
a ponta da lança
aponta o cotovelo dela


kapa muti cao tap ar
do not c ove rato segundo ine
b on nel

a ponta da lan da anca q ue efe rea s ph in x
a spi ni nono aqui em cao ds se eve mase st á
el ap r es ap o r s ua mao à co r ren te a ponta da lan ança
ap on tao s eu c oto velo dez da kapa muti cao tap ar
do not circulo da ove do rato segundo ine b on nel

o quadrado da ue gat da rata ad primeira e f e rea spi ni ix
quadrado do vaso ando e la de sc e serpente eu da p d es s y cruz rat al o q ue dog do guarda e f e rea spi in ix
q ua and o el a de sc e do s eu pede st r al dep o is da i mage m do s ph i l ip sta rc k sa da aia do ia circulo do r ap az com o da p do ux ando ab e la rap a riga da s c al ç as de sino q ue can tara o p l a y be ck com o divo no estádio, anibal ,

antonio, em versão grease sua mao como faca a puxava com desagrado ou agravo, como se amante tivesse descoberto em segredo de traição ou devaneio, os seguranças, tinham ar de asiático como as duas colunas no portal, sorriem em leve, como dizendo sem dizer, do sabido que sabiam, a faca da doca, ecoava pelo espirito a linha no depois, aqui depois da sua passagem algo se deu, na memória, do livro está, um assinatura se desvelou, falara a palavra de masturbação violenta no condomínio da rua das pretas dos sofás das esperas à janela, philip starck, a p primeira

o quadrado da ue gat da rata ad primeira e f e rea spi ni ix
quadrado do vaso ando e la de sc e serpente eu da p d es s y cruz rat al o q ue dog do guarda e f e rea spi in ix
q ua and o el a de sc e do s eu pede st r al dep o is da i mage m do s ph i l ip sta rc k sa da aia do ia circulo do r ap az com o da p do ux ando ab e la rap a riga da s c al ç as de sino q ue can tara o p l a y be ck com do circulo do divo e no do estádio do sporting, ani bal , ant oni oe em v e r sao g rea ase s ua mao com o f aca a p ux ava com de sa g r ado o ua g r avo, cm o se am man te t uve ess e de sc o berto em se g red o det rai sao o u de eva en ni o, os segur ancas, tinha do ham ar de as ia t aico com o as du as co l un as no por rta al, sor rie em e ml eve, com o di z en do s em di ze r, do s ab id o q ue s ab iam, pata da faca da doca, e coa ava p elo dez es pei rito da primeira linha aqui d ep o is da s ua passa sage em al gose d eu, na me mor ia, do l iv ro e stá, um as sin a tura sed e serpente do vaso do elo de dez, vaso f ala ra a pala vaso do ra de mas t u rb ac sao viol en t ano condo mini o da rua da s pr e ts as dos sofás das es pera s à jn e la, ph i l ip st arc kapa, a p primeira


e em montserrat
como na terra do outro lado do mar
onde o par das meninas muito hoje no jornal se ria
as terras ruíram
uma lá, outra cá

e em mont do serrat com on a terra do outro lado do mar, no canada, onda deo do circulo do par da serpentes em ninas mui to homem do oje e no di jornal seda ria as da terra serpente do rui iram primeiro de alá, circulo do vaso dat da rac primeira do acento

na pagina do belo grupo de dança que estava no ccb, dançando a rainha má que era bela e ia vestida por gautier, uma frase afirmava, quase em ameaça, o tom, sabes quanto tempo tens, todo para morrer de amor em teus braços, sempre assim te responderei

na pa gina do b elo dez g cabo do rup o de dança q ue e stav ano da cristina coutinho, o segundo, dan ç ando a rai n h am á q ue e ra bela e ia v es t id ap o r g au tie r, um a fr ase a firma ava, q ua ase em am e aça, o tom, s ab es q u anto te mp o te ns, todo para mor r e r de am o rem te us br aços, se mp rea ss em te r es ponde rei

a outra que nem era uma nem a outra, e não sendo a outra a mesma seria, não será porventura rosa sempre assim, desviava balas e matava para o salvar, o que a transportava, na noite já alta, uma voz clamava, faz de mim uma actriz americana, uma estrela, senhora sempre o sois em meu coraçao, quereis melhor e mais bela tela, dificilmente a encontrarás

a o u t rac europeia dada ne da me da ra primeira muito da ema outra, en cão serpente do en do primeira do circulo do vaso da cruz do ra am da espanhola masse ria, muito cão se rá por vaso da en tura rosa se mp rea as si maior, quadrado espanhol do vi ava do ab segundo ala da ase da se da mata ava para os al vaso do aro roque at ra ns porta ava, na no it te j á al cruz primeira, uma av oz circulo dol am ava, f az de mim uma ac cruz rata e zorro da am da erica ana, uma es cruz ra ala, ser pen ny te da en hor ase da se do mp reo serpente do circulo do is em me vaso da cora sao, quadrado da eu reis mel hor e mais be la tela, di fic e primeiro que mente a en circulo em cruz rata primeira da rá serpente

ontem no final da trade, uma rosa à sua imagem e semelhança, ali estava em coche de prata no jardim parada a minha passada, bela sem duvida era, os telefones, e os ditados sucediam-se, muitos seguem o que eu vejo e o encenam, fazendo-o assim vibrar

on te mn o fina l da trade, uma rosa à s ua i mage me s em la h n sa, al e es tva em co che de p rta no jardim parada a min h a p ass ad ab e la s em du vi da e ra, os tele f one es, e os dita ado ss u ce di iam do traço da inglesa se, mui to s se g eu emo q ue eu vejo e o en cena am, fazendo do traço ingles do circulo as si em vi br ar

os bandidos da pt davam outro dia mesmo um prémio a um jovem que fez um software de reconhecimento dos traços das faces, assim identificam as transposições de quem vejo e de quem na realidade é por debaixo ou alem da mascara, assim farão as listas das trocas das almas e das marcas que depois as polícias marcam e vigiam

os ban dido sd a pt da ava am outro do dia me s mo um pr é emi o a um j ove en q ue fez um s p o ft w ar red e rec o he cie mn to do s t r aço das face s, as si em id en ti fi ca q m as t ra ns posi ç o es deque m vejo e de q eu mna r e la id ad e é por de ba ix oo u al em da mas cara, as si em f arao as l ista sd as t roca s da s alma sedas ma arca s q ue dep o isas pol i ca s ma rc am e vi gi am

na garagem, na rua de ninguens, os carrinhos dispostos, assim rezavam, primeiro um porche como a mimetizar o outro recente aqui evocado, com dois tubos e tudo de escape, que então o home dos poucos cabelos levantados como vento é o ra dio comando de DC , o correiro de dc, que ra o guarda nacional de sessenta e dois dos calos do chevrolet da cruz de oiro, do buzz de setenta e quatro, o oz , o segundo do circulo

na gara ge mna rua de ninguens, os car rr in h os d ip ps soto s, as si em mr e zava am, prime iro um por che com o a mime t iza do aro outro rec en te aqui evo cado, com do is t ub os set u do de es cape, q ue en tao o h ome dos po us sc os cab elo dez s l eva van t ad os com o v en to é o ra di o comando de DC , o co r rei iro de dc, q ue ra o guarda nacional de se s senta e do is dos c al os do che v r ole td a c ruze de oiro, do b u zz de st e en t a e q ua t ro, o oz , o se gun dodo circulo
o quadrado da ue ega t rata ad a e fere a spi ni ix
quadrado do vaso ando
e la de sc e
serpente eu
p d es sy cruz rat al
o que guarda e fere a spinix
quando ela desce do seu pedestral
depois da imagem dos philip starck
saía o rapaz como puxando a bela rapariga
das calças de sino que cantara o playbeck
com o divo no estádio
anibal, em versao
sua mao como faca
a puxava
desagrado
como se tendo descoberto
um segredo dos amantes
os seguranças tinham ar asiaticos
a faca da doca



the royal mistress, michael parker

diz ela
a sua voz perturba meu coraçao
por sua culpa é que eu sofro vizinho de minha mae!
Mas não posso eu vê-lo
Porque terá ela que me irritar?

Mae
Oh, pára de falar nesse indivíduo
Só de pensar nele fico revoltada

Ela
Sinto-me aprisionada porque o amo
Mae
Mas não passa de um miúdo, nada tem na cabeça

Ela
É como eu, eu tambem sou assim
E nem ele sabe como desejo enlaçá-lo num abraço
ISSO sim, havia de pôr minha mae a falar...

diz el a as ua v oz per rt u rba mne u cora são por s ua cu l pa é q ue eu so fr oo vi z in h ode min h a mae! Ma sn cão ps os o eu uve inglesa dez ,por q ue te rá e la q ue me i r rita rato da foice, Ma e O homem do pára de f ala r ness e in di vi do o S ó de pen sar nel e fi co r evo l t ad a El a Sin to traço ingles me ap rei son ada por q ue o am oma ema s n cão p ass ad e um miúdo, n ad a te mna cab e sa El a É com o eu, e u t am b em s ou as si em E ne m el e s abe com o desejo en la sá do traço ong l es dez n um ab r aço ISS O si em, h avia de pôr min ham ae a f ala rato do ponti

running the bath, michael parker
run ning ingles ba cruz hi do homem do micha el parker, a caneta, a can eta, p do arco do rato
diz ela
o meu coraçao rebenta quando penso em como a amo
não sou capaz de me comportar como outra pessoa qualquer
ele, o coraçao está em desordem,
não me deixa escolher um vestido
ou esconder-me atras de um leque
não consigo por pintura nos olhos
nem optar por um perfume

di ze la om eu cora sao r e b en t a q u ando pen s oe mc omo a am on cão s o u ca p az de me com mp ota rc omo outra p es o sa q ua l q eu r el e, o cora sao e stá em de sor de mn cão me de ix a es c o l her um v es t id oo u es conde ar do traço da inglesa me at ra sd e primeiro leque n cão c on sig o por pin tura no s olhos ne emo da pt ar por primeiro do per do rf primeiro me



aditi

ad di das , di das ti

horus a seu lado, como sempre pela eternidade fora


ah senhora, que a guerra de novo começou, e todos impotentes como de costume a vê-la, bang e bang e primeiras declarações expectantes tipo será de conveniência declarar, algo que seja, ou melhor a estratégia do silencio, o relógio de dali do tempo parado, derretido, estava na balaustrada da ponte do relógio mais afinado do mundo, se já temos os atómicos, porque outros usar, sao eles que nos dizem da conta da mae terra, todas as fracções do tempo conta, siiiiiii, bum, porque acertar ao minuto, e nao à hora, siimmmmm , bum, bum, cem mortos, duzentos mortos, trezentos mortos, contamos desde abel e cain, quantos mil, que bom a guerra, dizem uns, assim nos unimos pelo sangue, a caminhar para a terceira infantada, imagem de david e golias, abre o coraçao a compaixão, a razão e o direito, dizem, quem é atacado tem o direito a se defender, todos concordam, se bem que as formas de ataques nem sejam sempre com rockets, a cólera veio engarrafada nas garrafas da coca cola, os morteiros não cheiram a cor da pele dos bebes nem das crianças, o rapaz de olhinhos redondinhos, hoje de lado e de perfil, como contrição nas terras da minha Majestade, trazia em dia anterior a gravata da cor de O Cristo, poderia ser um principe sem o ser, um principe de agora, daqueles que duram por mandatos públicos, parecia um outro atras de uma bela ruivinha, não des pérolas nem dinheiro nem esmolas a putas, assim se ouvia na noite alta pelo espirito, no outro lado da mesma moeda, tres minutos para salvar o mundo, será, chega de conversa, dizes, senhora, passemos então aos beijos, quais queres, dos molhados como virgens que somos, ou de morte, súbita, sabe na parede da foto do risco da sombra do mabuse, o seu menino das bolinhas dos espelhinhos das discotecas, pedira antes a uns rapazinhos daqui para o repintar, falam de mafias anti toys, eram porás, um pintava a doirado em baixo, outro em cima a vigiar os carros da policia pela noite alta, eu como de costume só a passear, presume-se que falam dos que se usam nas rosas, ah amada, ontem tive uma revelação ao escutar antigas palavras, um dia trarei uma filha nossa pequenina em meus braços, serei feliz, e os tempo serão de borrasca, tudo estará a se desmoronar, nao haverá mais ordem como hoje a conhecemos, os que se dizem poderosos serão perseguidos e enforcados e mortos por todos os lugares do mundo, curioso, olhe a mim, e nada mais me apetece acrescentar ao que já disse sobre este assunto, ah recordo a linha do anuncio dos acontecimentos, al zaquir , a imagem mediatica construída da encenação dos bons e dos maus, a dizer, branco como ele se apresenta com uma lua marcada no osso da testa, a um preto, que era escravo dos brancos, depois minha bela fadinha de ar zangada cheia de freess, e fress, a passar à frente de um parede de tijolos vermelhos brique antes mesmo da imagem da memória da casa no lago na belgica, de repente me dou conta do que mesmo não sabia, que ela era judia, não me espanto, ao conhecer seus olhos azuis, seu perfume doce, seu quente sorrir, bem aventurados os que amam, melhor aventurados os que sempre amam e não guerreiam, depois nessa noite, um naipe , imenso de beleza de outras raparigas da judia, um fartote de beleza, a mais bela da noite, era mulher casada, de corpo confortável, sentada como se estivesse na praia, numa cadeira com blusa aberta e simples lingerie azul da cor intensa dos olhos azuis, generoso de seis fartos, ah amada que bela imagem, parece que os homens mais conservadores, tinham ficado chateados com a bela posse, dela, se fosse numa praia, certamente que não, ali, era uma decisão intima profunda da senhora em assim se desvelar, bela senhora cheia de força em seu olhar, bem aja, depois passaram uns dias, assim dizem amada, que quando tu aqui não está em nosso leito, nem deles sei, mas acredito que sim, pois te vejo no ceu a levantar regular e depois eu, assim alternamos como vamos ainda alternados, vasos para cá , vasos para lá, a taça é nossa, agora, amanha quem sabe, já a roubaram para o outro lado do atlântico, ou mesmo para uma ilha isolada num qualquer sitio do mundo, assim dizem os bandidos e os terroristas que fazem da vida um podre jogo, como atirar pedras , ou mísseis ou desviar correspondência, depois um estranho paço, uma foto trabalhada, da fadinha gwen, como se trouxesse seus seios murchos, e aqui a bandida que lava os dentes aos corruptos na tv publica aparecia depois de seguida com uns seios maiores do que se lhe conhecem habitualmente, talvez um wondrebra, talvez um outro passe mais complicado, a loirinha ao lado da outra loira da pseudo concorrência, numa revista, ambas brindando com vasos de champanhe na mao, olhei seus olhos, eram irmas, gozo cheio de perversidade, ali surgia por todos os poroso ou pixeis daquelas dias, como associadas em terrorismo, contentes na perversidade da perversidade bem feita, depois aa amazona bandida, com o bandido hipnotizador da televisão publica, num raro momento de sensibilidade humana da besta hipnotizador, desvelando a sua formaçao religiosa, o filho da puta a dizer, para nós o que é masi importante, não é o nascimento de Jesus mas sim a sua morte, devia e parecia ser mesmo para levar à seria, via-se ali a tentação como muitos de matarem sempre a Jesus, O Cristo, e me recordei do cabraozinho todo contente, aqui um dia a muito se rir com miséria alheia, e é esta gente que trás o prime time a hipnotizar as gentes, o que é que o menino , então andou a fazer para a morte de O Cristo?


A h s en hora, q ue a guerra de n ovo com e s o ue todos i mp ot en t asa ave do traço ingles de la, ban ge b angles, prime ira s dec lara ç o es, o r elo dez gi ode dali do a te mp o para dao e sat tva na bal u s y t r ada da ponte do r e lo dez gi o maís a fina ado do mundo, se j á t emo s o a at tom mico s, por q ue o u t ros usa r, s º ao el es q ue no s di ze m da conta dama cao terra, todas as fr aç o es do t e mp o conta, si iiiiii, sexta coluna bum, por q ue ac e rta ra o minu to, en cao À hor a, si im mm mm , b um, bu mc em cem mortos, du z en to s mo rt os, t r ex en to s m o rt os, conta mo s d es de abe l e cain, q un to s mi l, q ue b oma guerra, di ze m un sas si em nos uni mos pe l s o san g ue, a caminha a t rec ira in fan t ada , i mage m de david e gol ia s, ab reo coraçao a com paixão, a ra za o e o direito, di ze m, q eu mé at aca da t emo direito a se d efe n de rt o do s c on co rda dam, se b em q ue as formas de at a q u es ne m sej am se mp rec om rock e ts, a c ole ra veio en garra fada nas g ar raf as da coc ac ola, os mor te i r son cão che iram ac o rda pele dos bebes ne madeira do madeiro da s crianças, o ra p az de olhinhos red o dn dio serpente ge hock dede del primeiro ado e de per rf fil, com o conti sao na serpente das terras da min homem da primeira da majestade, cruz ra zorro do ia em te e mg rava cruz ad ac acor de O C is rato top da ode ria ser primeiro p rin circulo do ipe serpente do emo ser, primeiro p rin circulo do ipe do Agora, da aqui do eu primeiro espanhol doque da dura ram por man do dat os publico serpente spa par da ceia primeiro mo vaso dat cruz do ra em ra sd e primeira bela rui vinha, n cão quadrado espanhol do pe da rola sn em dinheiro ne maior do espanhol mol da asa das putas, as si em se circulo do vaso do ia na no it e al t ap elo dez espanhol do pi rito, no outro rol ado da me sm am moeda, cruz rato espanhol de minus cruz os para serpente al vaso do ra do circulo do mundo, se rá, che ega dec em versa, di ze ss en hor ap do ass emo serpente do en tao aos bei j os, quais quadrado da eu rato espanhol , do serpente do mol homem da ad os com circulo do vi rato do ge ns quadrado da ue serpente omo serpente do circulo do vaso do demo rte, serpente do ub bit primeira, primeiro do homem da am mad a , em te maior cruz iv e primeiro rato da eve la sao ao esu cruz ra ant e gás da pala dp vasp ra serpente, primeiro dia cruz ra rei primeiro da fil home da primeira do tua pe qia quadrado da eu nina em me us br aço ss rato e rei forte e liz, e os te mp circulo da se ra ode bor rato da asca, tudo espanhola tará ase de sm em circulo do ra da rn cao homem da ave rá ma si ordem com do homem oje ac one homem circulo do emo serpente do os quadrado da ue sed di ize em p ode reo serpente do os se ra circulo do per se homem do guido se enforcados e mor to s por todos os lu gatos da ar espanhola do mundo, cu rio sol he a mim, en ad primeira do mais me a pete ce ac rata do espanhol do sw centa ra circulo do quadrado da ue j á di ss es ob re este as sun to, a home da rec circulo do rato do da primeira da linha do anu un cio dos ac on tec cie mn to serpente, al za quadrado do vaso do ira rai mage maio do med iat tica co ns cruz rui id ad primeira en cena sao dos bo ns e do sm a usa di ze rato, branco com do el e sea da ap rata es en cruz ac om uma primeira ua mar rac ada no osso da testa, a um preto, quadrado da ue e ra espanhol ll doc rato do avo do s branco s, dep o is mina home be la f ad dinha de ar ze gado che ia de fr ee ss, e fr ess, ap ass ar à fr en te de um par rede de ti j olo serpente do verme primeiro dog os brique ant espanhola do me s mo da e mage maior dame moria da ca ds ano lago na belgica, de rato da ep en te me deo vaso da conta doque me serpente do mo muito cão serpente do ab a bia, quadrado da ue el en ero serpente do ero ju dia, ian muito cão me espanhola do pan to, ao circulo em he ce rato serpente do vaso da es dos olhos az u is, serpente da eu pe rf vaso da me di ice, serpente eu quadrado da eu en te sor rato e r e b em vaso da primeira en tura do serpente os quadrado da ue primeira amam, dep circulo do is ness ano e te, primeiro mna ipe , em en serpente da ode beleza deo vaso da cruz ra serpente das raparigas da ju dia, primeiro forte art tot e de beleza, a maís bela da ano it te, e ra mul her ca sa dad e corp circulo duplo em for rta ave primeiro, serpente da en cruz ada com do circulo da se espanhola cruz do iv ess en ap rata da aia, nu ma cade ira com blu sa ab e rta e si mp els lin ger rie az vaso primeiro da co rin cruz en sa ad os olhos az u is, g ene ero roso de se is f art os, a homem do ham da manha ad aqui da ue be la e mage maior pa rc e quadrado da ue os homem do ome ns mais circulo em serva dor espanhola, tinha ham fi cado cha tea do sc oman b el ap os sed e la, se forte do os serpente en vaso da am para ia, ce rta mente quadrado da ue en cão, al ee ra uma dec isa oo in cruz ima pro fun dad as en hora em as si em sed es vela ar, be la serpenet da en hor primeira do che do ia de f circulo da orca da rca em serpente do eu olhar, be em aja, dep o is p ass ram un serpente do dias, as si em di ze maior da am ad aqui da ue quadrado do vaso ando dot cruz vaso aqui em cão e stá em no ss circulo da lei to, one ne maior del primeiro de espanhola se ima serpente do ac red it circulo doque si em, p circulo do is da teve do jo no circulo do eu al eva vam de muito tar rato e do gular e dep circulo do is eu, as si em ala cruz rena mo sc omo vaso do amo sa inda al te rna do serpente dos vasos do para cá , vasos para primeiro acento a em aça é en os sa, Agora, am manha quadrado da eu ms ab e, j á a ro ub aram para oo vaso dc cruz rol ado do em lan tico, ou me serpente do mo para da primeira ilha e sola ado muito do um quadrado da ual quadrado da eu rato da di serpente do tio do mundo, as si em di ze emo serpente dp bad e dn di serpente do oe do os te rato do roi rta serpentes quadrado da ue f az em da v id al da p da ode rato e j ogo, com circulo da primeira do tir ar das pedras , circulo do vaso dao da miss si espanhola do circulo do vaso de serpente do vi ar co rr espanhol do pond en cia, dep o is um e ts rata anho do paço, primeira do foro cruz do ra ab segundo da alhada, da fa dinha gato do duplo vaso ingles, com o set ro ux esse se us seios maior ur cho sea aqui primeira bandida quadrado da ue da lava do circulo dd en te sao serpente do co rr vaso do pt os na tv publica ap ar da primeira ceia quadrado da ep circulo do is de se guida com da un serpente dos seios do os maio rato espanhol doque da se primeiro ingles com es em homem abi vaso da t al e mn te, cruz alve zorro primeiro duplo circulo em dr e bra, cruz alve zorro primeiro do circulo do vaso da cruz do ro p ass ema sic e mp primeiro cia ado, al loi rinha ao primeiro ado dao vaso da cruz ra loi ira da ps e id circulo em co rr en cia, muito uma rato e vaso do ista, am ba serpente águia br em dand o com vaso do as do os de ch a mp agne na mao, circulo do primeiro ingles sir e rato da se us olhos, e ram mir mas, gato do oz circulo da ce da hi da ode per vaso e rato da si dad e, al is serpente do ur gi a por todos os po roso circulo do vaso dos pixeis daqui da eu do primeiro as do dias, com circulo do as soci ada se em delta do terri st sm circulo , c em cruz en net ts na per ver sida ded a per vaso e rato da sida de b em forte e it t primeira da am az zon em a bandida, com do bandido hipo not iza dor da tele visao pub primeiro da cia, num rato do ara om do one en to de serpente en sis bil id dad ad e humana da be sta hipo no t iza aro, de serpente espanhola da vela lan do as da ua da for maçao rato e li gato gi is os primeira, do circulo do fi primeiro ho da puta da ad di ze rato, para dos nós do circulo doque é masi e mp orta muito te, primeira do oe é circulo na sci e mn to de J se us massima serpente da ua mo rt te, quadrado e vaso do ia e par ceia ser mess mo para prime rio le e vaso do ra ase ria, vaso ia do traço da inglesa sea al ia rt cruz en taçao com o mui to sd e mata rem se mp rea J es us , O crato do is to, e me rec do circulo do rato da id da doca ab ro az em homem do circulo uk do circulo do todo bom circulo em cruz en te, aqui primeiro dia a mui to ze r irc rc do om da am misé ria al he ia, e é es sta gata en te quadrado da ue cruz rá serpente do circulo uk da p rime do time primeira do hipo do not iza ra sg en cruz espanhola


Ah amada, que conselhos não se dao, nem me apetece para ser franco como sempre sou contigo, dá-los, quatro dias depois do começa da guerra e do guerrear de novo a imagem de sempre , lá se junta a mesa aqui na europa e se fala de propor um trégua, Oh Meu Deus quantas vezes já assim foi e à guerra desde uma inteira geração sempre se volta no mesmo lugar num quase mesmo ponto, eu por mim não trago nenhuma vontade trégua com nenhum terrorista, ainda ontem o e mail que enviei para o tpi, me veio de novo devolvido na aparência, estou farto de terroristas, e a justiça entre os homens onde ela devia existir nem funciona como se ve e se prova nem existe mesmo, e assim como a Palavra vem dizendo, só resta mesmo e guerra, e orar desgraças, para que viver assim sem viver, sujeito a todos estes terrorismo, me dirás como sempre , enquanto há esperança, mas que esperança, se pode masi ter, se os homens se mostram impotentes para resolver de vez seus conflitos, eu , aquele a que tambem trazem um filho roubado vai para tres anos

A hama ad aqui da eco em circulo da se do primeiro homem do os sn cão da se dao, ne maior do me ap do pete ce para se rato do franco com do circulo da se do mp rato espanhol do circulo do vaso do conti da ti do gato dg circulo, d á do traço da inglesa lo dez serpente quatro do dias d ep posi do com eca da guerra e dog eu rato da rea da ar de en ovo a i mage maior de se mp r e , l á sej un t a am da mesa aqui na eu r opa e sef ala de pro por primeiro da cruz na regua, eu por mim n cão da cruz do rago n en homem da uma von t ad der cruz da regua com n en h um terrorista, primeira inda on teo ema mai e primeiro ero quadrado dao da ue en cv e ip do para do circulo do tpi, me do eve veio de n ovo devo primeiro do vaso id dona ap ren cia, es to u f art ode terroristas, e a ju s tica en t reo s h om en s o pn de el ad e v ia e xis tir ne maior da fun cio em en primeira com o se eve e se pr e ova ne maior da e xis te me s mo, e as si mc omo a Pala vaso do ra das raves em di z en do, s ó r e sta me ms oe gi e rato ra,

A profecia sobre aqueles territórios como a Luz na altura me desvelou está já feita neste Livro da Vida

A p por rf e cia s ob rea quadrado da eu do primeiro espanhol da terri toro sc omo da primeira da Luz na al tura me de s velo dez vaso e stá j á feita nest e angulo do nono da roda vaso maior id da primeira

O caminho da paz foi tambem desvelados, nas pedras que não foram por todos os lados, que são sempre masi do que dois, assim dispostas

O do ca minho da p az f o i tam e segundo em d eve lado, nma serpente das pedras quadrado da ue en cão do foram por todos os primeiro ado serpente doque da são se mp pr do rato ema ma si i do doque do is, as si em di serpente das postas

E esta guerra foi tambem anunciada

E espanhola do sta da guerra do ff forte do circulo da it do dot da cruz da am e segunda em ano da ani un cia ada, do louco da p do ass circulo

A situação seguinte, tambem aqui neste livro da Vida se encontra desvelada

A s it ua são se gui em te, eta da manha do tam e segunda ema do ki nest el nono da roda vaso id ase en contra de serpente da vela da ad da primeira

Ki moon, dizia, que ficara triste com a guerra, quem não fica, a questão é que não chega ficar triste apara com elas acabar

Kim circulo do grupo onze em di z ia, q ue fi cara rat da art da cruz is te c om da pr tim me ira guerra, quadrado da eu em muito cão fi ca, aqui da eu serpente do tao é quadrado da ue en cão ch ega fi car rt cruz rato do iste ap do para com el as ac ab bar da ar

Só uma grande tristeza mutua para uma guerra depois de muitos mortos , de preferencia de todos os lados, assim parecem todos deixar, a coisa continuar, no entretanto ao que parece masi uns túneis foram feitos, para meter as armas necessárias a matança e alguém as vendeu, por bancos passou o dinheiro, alguém as transportou, os vizinhos as deixaram passar

S ó uma g rande det cruz rato do site da za am da mu do tua para da primeira guerra dep da p is de mui to serpentes mortos , de pr efe ren cia de todos os l ad os, as si em par rece em todos de ix ar, a c o isa conti nu ar, no en t r eta n to ao q ue pa rc ema si un s t une is do foram feitos, para met e ra s ar ma s ne c essa ria sa mata ança e al g eu ema serpente do vaso da en de eu, por dos bancos da p do ass primeira do circulo duplo do vaso do din home ingles iro, al gato do eu ema st ra ns porto vaso, os vi zorro em homem, do os sas de ix a ram da p ass ar

E como faço eu a prova, nem uma queixa há mais de um mês consigo chegar a um tribunal internacional, uma queixa onde consta exactamente tráficos de armas, ou seja se faz a prova cabal que a via da justiça é inoperante e quem por ela deveria velar, não o vela, ou seja trás interesse em que assim o seja

E com do circulo do forte do aço eu ap da primeira do pr ova, ne do maio da uma quadrado da eu ix primeira do homem acento da primeira maís de primeiro mês circulo em sig do circulo do che gato do ra a um cruz da rib un al int rena cio em al, primeira quadrado da ue ix da primeira onda co ns cruz primeira e x cat am que mente dos t raf i cos de armas, circulo da use do seja da se f az ap do pr ova cabal quadrado da ue da avia, espanhola, da justiça é ino da pera muito te e quadrado eu em por el ad da eve ria da vela da ar do rn do cão da ove la, circulo da use do seja em cruz ra serpente do sin da te rata ess e em quadrado da ue as simo do seja

Farto estou eu de dizer, que não chega reagir depois da guerra de novo estalar, é preciso estruturas reais de justiça mundial

F art o es to u eu de di ze rato, q ue en cão ch ega rea j e rato d ep o is da guerra de n ovo est ala r, é pr e c is circulo da espanhola cruz ru rato do vaso da cruz dot ra serpente da reia sd e justiça maio da un do dia prime iro

E na palestina nem o estado se fez nem se criou, pois assim serve os que querem a guerra

En a pal es t ina n emo estado se fez ne ms se c rio vaso da p o isa ss em serve os quadrado da ue quadrado e vaso rem primeira guerra

E organizaram o território na nova forma que vos disse? Não!

E o r gani iza aram o terri tor rio na nova forma quadrado da ue vaso do os di iss e da foice muito cão da s eta

E razão tem os estados quem ontem anunciava a proibição de receber emissões broadcast, pois estes meios servem e alimentam a confusão e quem deveria garantir o seu normal uso não o faz

Ra za ot emo s estados q eu w em on te ema nun cia ava ap o rib bi circulo de corte do aol de rec e be r emi miss o es broa dc cast, p o is est es mei s o serve me ali man tam a c on fusão e quadrado do vaso em quadrado da eve ria gara muito do tir di os europeu do no rm al us on cão circulo do forte az

Ou seja, como mais uma vez demostrado, assim terceiros aproveitam a instabilidade das estruturas de poder das democracias e as minam e levam as gentes à guerra

O use seja, como ma si uma ave zorro do demo st rato do ado, as si em te rc e iro s ap rove it am ma e stab bil id ad e das e ts ru tura de p ode rda serpente demo circulo da rac cia ia sea serpente da mina am e primeira eva vam as gata en te sá da guerra

Aos estados unidos, digo, está na hora de sair do Afeganistão e deixarem-se de invenções de portentosos terroristas num pais que está cheio de miséria, trazeis vos e todos os meios para controlar o que chama de terror até em todas as distancias, se bem que nem o saibam fazer, como demonstrado no principio deste novo século e o tabuleiro real da paz, é pela lei na casa das nações, coisa incompatível com discursos de boas intenções

A os estados unidos, di g o, e stá na hor a de sa i r do A f ega ani s tão e de ix a rem do traço da inglesa se d e in v en ç o es de p ot en t os o s te r ro rita s n um pa is q ue e stá che e ode mise ria, t ra ze is v o sete todos os mei os para c on t rola ar aro q ue chama de terror, se b em q ue ne mo sa ib am f az e r, com o demon s t r ado no p rin cip pi ode ste novo século e o t abu lei iro rea l da p az, é pe la le ina c asa das naço es, co isa inc cm pt a iv el com di sc ur w s os de boa s in t en ç o es

Pela ultima vez vos digo, o território ali está mal dividido, como em muitos outros lados do uno mundo e por aí se deve começar, se, se quer boa a casa de todos, e sendo que a responsabilidade da coabitação, é de todos, nunca só das partes que lá vivem

P el la u primeiro da cruz ima ave zorro do vaso do os di gato do circulo , o terri tor ia al i e stá am al di vi dido, com oe em mui to s outros primeiro do ado sd do circulo do un do circulo do mundo e por a e sed eve com eça rato da se da sec eu r boa ac asa de todos, e serpente en doque da ar espanhola da ponsa bil id ad e da coa bit ac sao, é de todos, n unc a s ó da s ap art es quadrado da ue la vaso iv em

A casa das nações, deve olhar o terreno e começar por identifica-lo, que partes são boas para cultivo, que outras para viver, qual a parte que trás agua potável, e qual a dimensao das costas, das montanhas e dos desertos

A c asa das naco aco espanhol, d eve olhar o te r reno e com eça rp por id en tif fca do traço do primeiro do circulo ingles de dez, q ue p art es são boa s para cu l t iv o, q ue o u t ra s para viver, q ual pata p arte q ue t ra s agua p ota ave le q ua l quadrado da di men sao das co sta sd as montanhas e do serpente do desertos

Depois se faz conta simples, se soma, o numero de todos os que lá vivem em todas as partes, neste caso duas, e se divide o terreno por cada um, e cada parte obtém assim o calculo da sua área e depois com um lápis e uma regua e um esquadro e um compasso, se pega num mapa e se garante que a proporção se mantém tambem em relaçao a natureza da cada pedaço de terra, ou seja que nem um , nem um outro fique por exemplo com a agua toda, ou as melhores terras de cultivo

D ep o is sef az conta simples, se s oma, o nu um ero de todos os q ue l á v iv em e maior de todas as p art es, nest e caso du ase da se di iv id e o te r reno por c ada um, e c ada p arte ob té ema ss imo c al cu lo da s ua a rea e d ep o is c om um l a pi ise uma da regua e um es q eu dr primeira do oe do primeiro do com do mp passo, o louco, se da pega nu ima mapa e se da gara muito teque ap da pro da p da roca do circulo da se do man te maior da cruz da manha e segunda em e mr da relaçao ana cruz ur e za da c ada peda aço de terra, o use seja q ue ne m um , ne em umo vaso dc cruz do t ro fi quadrado da ue por e x em mp primeiro do circulo do com da primeira agua toda, circulo do vaso do as mel hor espanhola da al da terra sd e cu primeiro da cruz ivo

E não me venham agora nesta altura do campeonato com pretensões de lugares sagrados, pois Todo O É e Todos O São, se viverem , suas bestas, todas!

E n cão me v en ham a goa rn es sta al tura do cam pe em primeira do tao com pr e t en s o es de lu gás rato espanhol do ss a g ra do s, p o is Todo OÉ e Todos O São, se v iv e rem , s u as be sta s, todas!

Se não o sabeis partilhar os locais do passado, para ambos os lados sagrados, que lá se faça uma casa de todas as nações, que aquelas precisas terras sejam de todas as casa do mundo enquanto as houver com muros a fazer de fronteirinhas daquilo que É Uno

Se en cão o s ab e is par art ilha aro s l o cais do passado, para am bo s os l ad os sagrados, q ue l á sef aca uma c asa de todas as n aç o es, q ue a q eu l as pr e cia s terras sej am det todas as c asa do mundo en q ua anto as homem do circulo da uve do rc do om maior do ur os primeira do f az e rato de fr one tir in homem as da quadrado do vaso e lo quadrado da ue É Un circulo


Por Isto Vos Digo a todos os Amante do Uno Mundo, Exigi Á Casa da Nações, Uma Justiça Funcional que Funcione, Exigi da Casa das Nações Um Acordo Real que Funcione Porque Bem Feito e Bem Pensado, e Dotai a Casa das Nações que É A Casa Comum dos Meios Reais Para O Fazer Bem Feito

Por sis di goa todos os Am man te do Un o Mundo, E x i gi ap o rolo serpente C asa da Naço es, Uma Ju s tica Fun cio n al q ue Fun cio one, E x i gi da C asa das Naço es Um Ac o r do Rea l q ue Fun cio ne Por q ue B em F e i to e B em Pen sad o, e Do t aia C asa das Naço es q ue É A C asa Com um do sm me e os Reia s Para O F az e r B e mf e it to

Em Nome de Deus A Todos Digo, Quer Deus Uma Paz Tranquila e Permanente Nos Quatro Cantos do Mundo
A Fazei, Ou Escolhereis Assim a Destruição Total de Todas as Partes

E m N one dede s ua Todos Di g o, Q eu r De us Um a P az T ra n q u ila e Per m ane en te No s Q au t ro Can t os do M un do A F az e i O u Es col her e is As sima De s t rui sao T ota l de T todas as P art espanhola

E como a russia direi, continuai assim e que sejam dadas armas aqueles que dizem equilibrar a balança, assim todos se matam de uma vez em grande, e nos tambem com um bocadinho de sorte e dos ventos para trazer as poeiras do urânio

E com circulo da primeira da russia di rei, conti nu aia ss em mec ue se j am dada s ar mas aqueles q ue di ze mec vaso e libra ra bala ança, as si em todos se mat am de uma ave ze em mg rande, en os tambem com p rie miro da segunda oca din homem da ode da serpente orte e do serpente do vaso en to serpente spa do para rat da cruz do ra ze ra serpente do poe ira s do ur â ni o

No entretanto do ultimo texto grande publicado, anterior à carta originada pela visita da bela ruivinha, aparecia após ter mais uma vez nele mencionado um dos ditos, numa capa de um jornal financeiro, o durao a sorrir com face de contentamento do bem feito e o lado, mega ferreira a dizer que não mais tomaria cargo publico na cidade, presumo eu sem ler os pormenores, dos vosso enredos das mil tretas que terá ver com o seguimento do que a Palavra aqui afirmou

No ingles te rta anto de ste texto, ap ar e cia nu ma capa de prime rio do jornal, o durao acor rato do irc om da face dec em tem tamen teo do segundo em forte e i to e o al dao mega forte e rr e rato ira a di ze rato quadrado da ue ingles cão msi mais tom aria do cargo do publico na rádio cidade, pr ess un o eu serpente em ler ero serpente por maior ingles o rato espanhol, dos vaso osso ingles red os das mi primeiro cruz rato eta serpente quadrado ue te rá ave rc om o se gui em to do que a pal vaso ra aqui a fi rn o vaso


Sobre o conhecimento que se demonstrou pelas informações publicadas, cuja relaçao entre esta besta e a outra, o paulo portas, e o homem ex dinfo, o tal que de quem se diz ser o zero, zero sete português, e do trafico de armas com a participação , e através do exercito português, zero, zero menos sete, silencio, a fazer prova cabal de que estão na realidade comprometidos os dois com o silenciamento de tao graves assuntos, o que indica tambem o envolvimento na cobertura do assassínio de sá carneiro, e é este senhor, o primeiro, responsável pela condução dos destinos da europa, em sua parte, a fazer prova de como estas instituições, bem escolhem as suas figuras de proa, e como não trazem peias em conviver com traficantes de armas e cobridores ou mesmo mandantes de assassínios

S ob reo circulo em homem ingles cimento quadrado ue se demo ns cruz ro vaso pe primeiro as in for mações p ub li circulo ada sc vaso j a relaçao ingles cruz re e sta segundo espanhol st a e a oura, do circulo do paulo portas, e o homem e x din forte o, o ta primeiro quadrado ue de quadrado eu maior se d di zorro serpente ero zero, zorro ero do sete portu gi espanhol, e dot raf i code rato amas com a par tic pa sao , e a cruz ar vaso espanhol do e x e rato vito portu gi espanhol, zorro ero, zorro ro maior ingles os st ee, si primeiro ingles cio, a forte az e rp o rato vaso ac ab al de quadrado ue espanhol tao na rato e la id ad e co mp rato em met id os o serpente do is com o si primeiro ingles cia men teo de cruz aa o g rav espanhol as sun to serpente, o qi e indica cruz am segundo em o ingles vo primeiro vi e mn to n co be rato tura do as sas sin ino de sá carneiro, e é st e serpente ingles h ro, o pr onze me rio, rato espanhol ponsa ave primeiro pe primeiro circulo em du sao dos de serpente cruz ino serpente da eu rato opa, em serpente ua p arte, a forte az ze rp o rato vaso ad e como eta sin st vaso i ç o espanhol, segundo em espanhol co primeiro homem ingles ema serpente sas vaso fi giras de proa, e com em cão cruz ra ze maior pe ia se mc em viver com cruz ra forte i can cruz espanhol de armas e circulo ob rato id o rato espanhol ou me serpente mo maior ingles dante serpente de as sas sin ni os

Que me dizeis então senhores da europa, do parlamento europeu e do conselho, será porventura normal para vós e para todos os que representam, deixar tao graves provas sem investigação, pretendeis, assim fazer prova inequívoca face as gentes que dizeis representar nas democracias europeias, que o assassínio, e o trafico de armas, e a tortura são situações que à revelia das próprias leis, pretendeis aceitar como normais?

Q ue me di ze is ingles cruz za os ingles hor espanhol da eu rato opa, do parlamento eu rop eu e do circulo em se primeiro h o , se rá por vaso ingles tura no oma primeiro para vó serpente e p ar a todos os quadrado ue rato e + rato espanhol net am, de ix ar tao g rav espanhol pr ova ss em in vaso espanhol tiga sao, pr e cruz ingles de is, as si em forte az e rp o rato vaso a ine quadrado vaso iv o ca face as g ingles net ts quadrado ue di ze is rato ep rato espanhol net ar nas demo circulo rac cia serpente eu ro rop pe ia serpente, quadrado ue o as sas si no ze onze, e o cruz raf i code armas, e a tor vaso cruz ra são si tua ç o espanhol quadrado ue ar vaso e primeiro ia das pr o pi as le is, pr e cruz ingles de is ac e i tar com em ar mais da foice


Ou ireis fazer um mesmo semelhante, a revelia ds das leis e da justiça acordada, como o tendes feito sobre a nunca finalizada investigação sobre os voos da cia?

O vaso i rei serpente forte az e rum me serpente mo semem primeiro h ante, ar eve primeiro ia ds das le ise da justiça ac o rato rda dada, com oo cruz ingles de serpente forte e i to serpente ob rea n unc a fina primeiro iza ada in vaso espanhol tiga sao serpente ob reo serpente vaso oo sd a cia foice

Para depois como de costume pela falta de luz e pelo protelamento das na investigações pretenderem fazer cair no esquecimento as consequências daquilo que as leis consideram actos de ilegalidade, e que ferem os princípios de direito e do direito humano!

Para dep o is com ode cos cruz um ep e la fla cruz de primeiro vaso ze pe ç lo pro tela men to da sn a em vaso espanhol tiga ç o espanhol pr e cruz ingles der em forte az e rca i rn o espanhol quadrado eu cimento as co nse quadrado eu ingles cia serpente da quadrado vaso i lo quadrado ue as leis circulo em sid e rea am ac to serpente de ile gali dad e, e quadrado ue forte e remo serpente pi rn cip is o d de direito e do de it rato ot de i cruz ro cruz tot humano!

Que ireis decidir face a estas graves acusações, silencio, deixando aberta a porta a que de novo se repitam com o agravo que as repetições geralmente trazem, como aquilo que chameis de história vos sempre prova!

Q ue i rei serpente dec id i rf ac e a e sta sg rato ave espanhol ac usa ç o espanhol, si primeiro ingles cia o, de ix ando ab e rta a porta a quadrado ue den vaso ovo se rato e pita am com o a g rav o quadrado ue as rato e pet i ç o espanhol ger al que mente cruz ra ze mc omo aqui do vaso i lo quadrado ue circulo h am e is de hi serpente tór ia vaso os se mp rato e pr ova!


.....

a besta do falso juiz rangel, fez prova perante o Espirito do Amor, de como é verme e não homem, visto que coluna que assinou de seguida à interpelação que aqui lhe fiz para que fizesse demonstração se era homem ou não, que explicasse porque razão ninguém foi condenado na morte de quase cem almas na queda da ponte de entre rios, a nada respondeu, a nao ser mais um fumo em diagonal, mais um estranho fumo

que no seu entender sem dizer quem, pois não o mencionava, no que se pode entender das suas palavras escritas , que assim o pretendiam relatar, terá admitido, que, o que o tinha feito, presume-se crimes, sem mais um vez mencionar quais, mas que a prova era pouco substante, ou algo assim

de quem fala, senhor verme?

É isto uma nova versão do tratamento do segredo de justiça em portugal por parte daqueles que se dizem juizes?

Queira confirmar , se o que depois ouvi em no espírito então se aplica a esta diagonal, cheio de fumo, seu dizer,

Que era relativo ao carrapatoso, e se assim for, de que crimes falamos, sudoeste asiático, incluído?

a be serpente ts do forte al serpente o juiz range primeiro de fez por vaso ape ra ante teo espanhol pi rito do am o rato, dec omo é verme ingles cão h om em, vi serpente to quadrado ue co primeiro un aqui da ue as sin o vaso de se guida à inter rp e la sao quadrado ue aqui primeiro homem ingles fi pr ra aqui da ue fi ze ess e demon st raçao see rato h om em o vaso n cão, quadrado ue e x p li casse por quadrado ue ra za o nin gume forte o i circulo em dena ado na maior orte de quadrado vaso ase cem al ma sn a queda da ponte de ingles cruz rato e rio sa n ada rato espanhol pon de eu, ano elevado cao ser masi um forte um o em dia g em al, mais um e ts rato e hi o forte um o quadrado ue no se maior quadrado eu mp o is n cão o men cio n ava, no ingles cruz ingles der das serpente ua serpente pala vaso ra serpente espanhol cita serpente , quadrado ue as si mo pr e cruz ingles di iam rato e la tar, te ra ad mit ido o quadrado ue tinha forte e i to, pr ess vaso me do traço d a inglesa sec rim espanhol, se em mais um vaso e zorro men ni em ar quais, mas quadrado ue ap o rato va e ra p o vaso co serpente ub stan teo vaso al goa ss si em de que maior forte ala, serpente ingles hor vaso e rato me da foice, É is to uma n ova nova e rato sao do cruz ra ta men to do se g red o de justiça em port vaso gal por p arte da quadrado eu primeiro espanhol quadrado ue se di ze maior ju i ze serpente foice, quadrado eu ira circulo em fi rato mar ,se o quadrado ue d ep o is o vaso vi em no espanhol pee i rato to ingles cruz º cao se ap li ca a este dia g em al, che i ode forte umo, serpente eu di ze rato, quadrado ue e ra rato e primeiro at ivo ao car ra pat o so, e sea ss em for, de qu e circulo rim espanhol fala mo serpente, serpente vaso dó este a sis cruz a tc o, inc lui ido foice
.....

depois de mais uma vez a palavra ter mencionado em imagem o porque do tal chamado segredo da justiça, qui neste pais de corruptos e bandidos, no dia seguinte no jornal, o bandido mor dos que cobrem e autores de diversos crimes, o que se diz ser procurador geral da republica, aparecia no jornal, a dizer, que nada ia dizer, pois a questão estava em segredo de justiça, nem de propósito como é sempre o propósito

d ep o is de mais uma ave zorro a pala vaso ra te rato men cio n ado emi mage mo por quadrado ue do cruz al circulo h am do se g red o da justiça, ki neste pa is de circulo o rr vaso pt o ze bandidos, no di ua se gun i te no jr n al, o bandido mor dos quadrado ue co br em e autores de di iv e rato so sc rim espanhol, o quadrado ue se di zorro ser pro cura dor ger al da quadrado republica, ap arc da ceia no joe ingles la, a di ze rato, quadrado ue n ada ia di ze rp o isa quadrado eu serpente tao est ava em se g red ode justiça, ne maior de po rp os toi com o é se mp reo pro posi to

senhor bandido pinto monteiro, como aqui no livro da vida está descrito, o senhor já me conhece desde a decada de oitenta, na mediada em que esteve ligado a minha prisão na altura, trago eu papeis assinamos por o seu nome, que ainda por coima desvelaram parte da verdade, do que na realidade se tinha passado, como a montagem que fora feita na altura para me crucificar, bem como indicações precisas da ligação com marrocos, de quem aqui o teria ordenado

serpente ingles hor bandido pinto do monteiro, com o aqui no primeiro iv ro da vaso id a espanhol cruz á de sc rito, o serpente ingles hor j á mec em homem ingles ce de sd dea dec ad a de o i cruz ingles cruz ana media ad e em quadrado ue ess tve li gado a min h a pro serpente º cao na al tura, cruz rago eu pap e is as sin amos por o serpente eu no me, quadrado ue a inda por co ima de serpente vela ram p arte da vaso e rda dade, do que na real id ad e se tinha p ass sado, com o a mon tage maior quadrado ue forte o raf e i cruz ana la tura para me cru cif fi car, vaso segundo em com o indica ç o espanhol pr e cisa serpente da li g ac sao com mar roco serpente, d e quadrado eu em maqui o te ria or dena ado

é tambem um facto que a procuradoria geral da republica, se tem comportado em forma descarada como bandidos, conjuntamente com a policia judiciaria, o que aponta claramente para conluio de acção de omissão de prossecução da justiça, que pela lei portuguesa me é devida, num caso de roubo de sangue , que passa pelo afastamento forçado de um filho e dos direitos de cidadania que me assistem

é ta maior segundo em um forte ac to quadrado eu a pro cura do ria ger ç al da republica, set em comporta ado em forma de sc cara ad ac omo bandidos, circulo em j un tamen da teresa que mente, com da primeira da pol i ca ju di circulo aia ria, do cok da ue ap da ponta clara maior net para circulo em circulo lui ode ac ç º sao de o miss sao de pro serpente sec cu sao da justiça, quadrado ue pela lei por ti guesa me é de vaso id a, num caso de ro ub o de sangue , quadrado ue p ass ap elo dez afastamento forçado de um filho e dos di rei cruz os de cida dad ina quadrado ue me as sin te maior

e que estes factos foram amplamente e em forma detalhada neste livro descritos, e nunca tomei eu conhecimento , nem de nenhum desmentido, nem de nenhuma tentativa de o fazer da vossa parte, e sendo ainda que as formas como a manha foi sendo feita, pela similaridade com os processos de outras casas que deveriam velar pela justiça, desvela um mesmo processo operativo, e consequentemente, uma mesma mao ordenante, e uma mesma acção feita por conspiração

e quadrado ue est espanhol forte ac to serpente do foram am mp la mente e me forma d eta alha ada neste li bv ro de sc circulo do rit ts oe n un ca tome i eu circulo em homem ingles cie mn tone maior de n ingles h um de serpente men cruz id o n e maior de n ingles h uma cruz ingles cruz at iva de o forte az e rda vo serpente sa p arte, e serpente ingles dó a inda quadrado ue as formas com o am manha forte o is ingles do forte e i ta, pe la si mila rie dade cc om os pro circulo esso serpente d e o vaso cruz 5 as circulo asa quadrado ue d eve ria zorro maior vela rato pela justiça, d eve la um me serpente mo por circulo esso o pera tivo, e co nse quadrado vaso ingles te que mente, uma me serpente ma mao or dena ante

alias, prova masi evidente, é o facto que os senhores, tanto a procuradoria da republica como a própria policia judiciaria nao deram ao longo destes tres anos, nenhum seguimento a nenhuma das queixas que apresentei em forma própria no local certo de acordo com a lei, fazendo assim prova inequívoca de como são bandidos, e se comportam como tal, numa clara figuração de associação de malfeitores, que assim me tem sonegado a mim e a meu filho, os direitos à justiça, e sendo que é fortemente plausível de concluir que se assim fazem, o farão , não só porque em parte por entidades outras, foram assim mandatados, o que nunca seria atenuante, relativa à vossa própria responsabilidade no processo, e que masi grave, os senhores estão de tal forma envolvidos na acusações que pretendem fazer pender sobre minha pessoa, que só podem estar mesmo a proteger-se a vós próprios, junte-se a isto o facto de que o senhor que desempenha este cargo, já ter estado envolvido no processo que me fizeram na decada de oitenta e que me conduziu a prisão

al ia serpente, por vam am asi e vi dente, é o forte ac to quadrado ue os serpente ingles hor espanhol, cruz anto a pro cura do rai da republica com o a pro pr i ia policia judiciaria n º cao de ram a ll em g ode este te rato espanhol ano sn ingles h um se gui n to a ne n h uma das quadrado eu ix as quadrado ue ap rato espanhol ingles te i em forma pro p ria no primeiro ocal ce rto de ac o rato do com a lei, fazendo o as si em por vaso a ine quadrado vaso iv oca de com o são bandidos, e se comporta tam da manha, com o cruz a primeiro, quadrado ue me cruz em serpente one gado serpente o di rei to serpente à js vaso ti ç a, e serpente ingles do quadrado ue é forte orte mente pal us iv el dec em circulo lui rato quadrado ue se as si em forte az emo fa ra em cão serpente ó por quadrado ue em p arte por e sn ti dad espanhol o vaso cruz ra serpente forma man data do serpente, o quadrado ue n un ca see ria at ingles ua ante, rato e la cruz iva à vi serpente sa pro p ria rato espanhol po sn ab bil id ad dn ingles o pro circulo esso, e quadrado ue ma si g rave, os serpente ingles hor e espanhol tao det al forma ingles vo primeiro vi do sn a sac usa ç o espanhol quadrado ue pr e 4 cruz ingles d ingles forte az e rato pe ingles de rato serpente o br e min h a p esso a, quadrado ue serpente ó p ode maior espanhol cruz rato me serpente mo a por rt e ger do traço ingles sea vó sp pr ip rio serpente, j un te do traço ingles sea is to o forte ac to de quadrado ue o serpente ingles hor quadrado ue de serpente em penha serpente este cargo, j á cruz rato e estado ingles vc ol vaso id em o pro circulo esso quadrado ue me forte ix e ram nba dec ad a de o it ingles ta e quadrado ue meco n du ze ua pr isa o

insustentáveis, vossas pretensas acusações de coisa nenhuma e de nada, e vem o senhor bandidos que se diz ser procurador geral da republica, com a complacência de muitos órgãos de informação, com grande frequência, em fotografias de pagina inteira, fazer encenações de pseudo enigmas e mistérios, que merda é esta, chamais porventura a isto segredo de justiça, ou pensais que é assim que a procuradoria deve prosseguir suas investigações de acordo com as leis?

Is us cruz ingles cruz ave primeiro, vaso os sa pr e cruz ingles sa ac us sao de circulo o isa ne h uma e de n ada, e ve emo mo serpente ingles hor bandidos quadrado ue se di zorro ser pro cura dor ger al da republica, com a co mp la circulo ingles cia de mui cruz os o rato g a os de in for maçao, com g rande fr e quadrado vaso ingles cia, em forte oto g raf ias de pa gina in te ira, forte az e ren cena sao espanhol de ps p serpente eu do serpente ingles ni gm as e mis té rio serpente, quadrado ue me rda é e sta, circulo h am mais por vaso ingles tura a i ns to se g red ode justiça, o vaso p ingles sa is quadrado ue é as si em quadrado ue a pro cura do ria d eve pro ss e gui rato serpente ua sin vaso espanhol tiga ç o espanhol de ac o rato do circulo o maior as le is da foice

Porque não me respondeis e prosseguis na investigação das queixas que vos apresentei de acordo com os mecanismos previstos na lei, vos que não me acusais de nada em concreto?

P o i rato quadrado ue n cão mer espanhol ponde ise por ss e g forte gui sn a in vaso espanhol tiga sao das quadrado eu ix as quadrado ue vc os ap rato espanhol ingles te id e ac o rato do com os nme circulo ani serpente mo serpente pr e vito serpente n a lei, vaso os quadrado ue n cão me ac usa is de n ad a em circulo em circulo rato ero da foice

Que prazo é este de segredo de justiça, se nem processo trazeis, começou a contar desde quando, quem vos assim ordenou, não sabeis que há tres anos que apresentei pela primeira vez queixa nas instalações da policia judiciaria , o que me foi na altura negado, com a manha que aqui no Livro da Vida foi em pormenor relatado!

Q ue pr az o é este de se g red ode justiça, se ne maior pro circulo esso cruz ra ze is, com e ç o ua em tar de sd e quadrado vaso ando, quadrado eu em vaso os as si em or den o un cão serpente abe is quadrado ue h á cruz rato espanhol ano serpente quadrado ue ap rato espanhol net e ip e la prime ira zorro vaso e zorro quadrado ue ix ana si ns cruz al ç o espanhol da pol i cia ju di cia ria , o quadrado ue me forte o ina la tura ne gado, com a manha quadrado ue aqui no L iv ro da V i d a forte o i em por maior ingles o rr el at ado da serpente eta circulo rava ado

A vossa táctica é clara como podre agua dos corruptos e dos bandidos, sugerem, coisas, montadas com o beneplácito das empresas ditas de comunicação, e a revelia das autoridade do sector, ou com o própria complacência delas, e assim tentam manter uma ficção de sucessivas acusações, sem mesmo nenhuma formalizar, prático, assim se pode manter um cidadão na berlinda eternamente sem mesmo ter campo, nem leis , nem berlinde

A vaso os sa cruz á circulo ti ca é clara com o pod rea agua dos co rr vaso pt os e dos bandidos, serpente vaso ger em, co isa serpente, montadas com o segundo ene ep la cio das e mp rato e sas ditas de com uni circulo sao, e a rato eve primeiro ia das au tori e dade, ou circulo om o pro p ria co mp pal circulo ingles cia de primeiro as, e as si em cruz ingles tam man te rum a fic sao de serpente vaso circulo esso ova serpente ac usa ç o espanhol a, serpente em me serpente mo n ingles h uma for mali iza ar, pr tico, as si em se p ode men cruz re um cia dao na be rato linda e cruz rena mente se maior me serpente mo cruz rec am mp o, ne maior leis , ne maior do berlin de

E depois como é que o senhor faz essa fotos com que aparece nos jornais, que fazem ecos de imagens mais ou menos exactas em minha casa, como a ultima referida sobre a fechadura e o angulo, sendo que minhas mangas continuam a lá ficar presas, pois uma outra informação, a fechadura e a pega da porta trás, o circulo de prata da cunha de rhodes, por acaso entra aqui a polícia sem aviso e mandato, para além de todos os outros, que o fazem, ou os que o fazem vos servem, se assim for que relaçao trás o senhor com por exemplo o ultimo cio que estoirou na india? Qual é a parte de sangue que trás nas maos relativamente a este cio? O que diz, ao que já aqui inquirido, que o espirito me desvelou, que até a cia vos tinha avisado que o cio que faziam com cobertura de muitos do governo era demasiada? A que propósito está sobre ordens de policias não nacionais?

E d ep o is com o é quadrado ue o serpente ingles hor forte az ess a forte oto sc om quadrado ue ap arc ingles os j jo rna is, quadrado ue forte az em e cos de i mage ns mais o um ingles os e x ac cruz as em min h ac asa, com o a vaso primeiro cruz ima rf e rid as ob rea g ac h ad dura e o angulo, serpente ingles do quadrado ue min h as mangas conti nu uam a lá fi car pr e sas, p o is uma o vaso cruz ra in fi o rato maçao, a forte e ch ad dura e primeira pega da porta em cruz rá serpente, o do circulo de p rta da cunha de rato h ode serpente, por ac as o ingles cruz ra aqui primeira pol e ca serpente em avi serpente do oe man dat opra al é maio rato de todos os o vaso cruz ros, quadrado da ue circulo do forte az emo vaso os quadrado ue o forte az em vaso do os ser vaso em sea ss em forque relaçao cruz rui zorro rá serpente do os ingles hor com por e x maior ep dez circulo do vaso da cruz rio primeiro imo cio quadrado da ue est circulo do iro un da primeira india foice, quadrado da ual é a p arte de san gato da ue quadrado ue cruz rá serpente nas mao serpente rato e la cruz iva zorro mn te a este cio foc cie, o quadrado da ue di iza o quadrado da ue j á aqui in quad fr a sd o eu i rato, quadrado da ue circulo espanhol pea e hol pito me de serpente do velo lou, quadrado da ue a té a cia vaso do os tinha avi sado quadrado da ue do circulo do cio quadrado da ue forte az e mc om co be e rato rt tura de muu it os dog iv e rato rn no e ra ad quadrado da ema si az da foice A aqui do quadrado da ue pro rop da p da rosi to e stá serpente ob rato e or de ns de po e li cas sn cão na cio na si foice

Hoje estava o senhor falando na ar, reconhecendo o que já todos sabiam, que a procuradoria nem tem meios nem saber para prosseguir uma investigação correcta, ou seja bem feita, sobre fraudes económicas, que para isso precisa de meios como técnicos com conhecimentos especializados em analise contabilista e financeira, que a assembleia e o governo garantam a dotação destes meios, à policia, é a única forma inteligente de o fazer, e garantir que dinheiro comum, nao desaparece, nem serve errado e fora da lei fim

H oje espanhol cruz ava o serpente ingles hi rf ala lan dona ar, rec em homem ingles circulo ingles do o quadrado ue j á todos sa bi am, qi ue a por rc vaso ra do ria ne maior te maior me is o ingles me serpente abe rato quadrado par ap rosse gui rato uma in vv espanhol tiga sao co rr e cta, o use seja segundo em forte e i ta, serpente ob rato e fr eu d espanhol e co no mica serpente, quadrado ue pa ar a iss o pr e circulo is de me is o sc omo tec nico sc om circulo em homem ingles cie mn cruz no serpente e ps pe cia primeiro iza do serpente em ana lise circulo em cruz ab il is tica e fina ce ira, qi ua a as serpente em be lia e o g ove rato no gara n tam a d o ta sao det e serpente maior e is o, à pol i cia, é a única forte ot rm a intel i g ingles te d e o forte az e rato, e gara n tir quadrado ue di ne h rio com um, n ap de spa rac ingles em ser ve e rr ado e forte o ra da lei fi maior

A equação que porventura o senhor não reconhece, é que é bem mais gravosa do que o controlo ou nao controlo que as sociedades hoje possuem sobre o dinheiro na sociedade religado instantaneamente, é a da manipulação e indução através dos meios de comunicação, e isto só pode ter duas razoes, a primeira , é complacência, o que pressupõem ou pode pressupor em determinado grau, o conhecimento da sua utilização, até eventual cobertura destas acções, a segunda , seria mais infantil, o não assumir o que não se sabe, não ser capaz de recomeçar por reconhecer essa ignorância e fazer como as avestruzes, enfiar a cabeça na areia, e deixar correr, não a tinta, mas sobretudo o sangue, pois estas são os novos meios de violência, de a provocar, em forma de emboscada, sem a limitação que conhecíamos da emboscada, ou seja, sem necessariamente a presença directa do corpo, como instrumento

A e qua sao quadrado ue por vaso ingles tura o serpente ingles hor n cão rec em h ce, é quadrado ue é segundo me mais g rav os a do que o circulo em cruz rolo o un º cao circulo em cruz rolo quadrado ue as soci e dad espanhol h oje p os sue maior serpente ob reo di ne h rio na soc i e dade rato e li gada in serpente tan cruz ane am que mente, é a dam dama ani p vaso primeiro sao e indu sao at rav espanhol do sm e id os de com uni caçao, e si to serpente ó p ode cruz rato e du as ra zo espanhol, a prime ira , é co mp la circulo ingles cia, o quadrado ue pro ss e vaso p oe maior o vaso p ode pr ess vaso por em det rato emi ina dog ra vaso, o circulo one h cie mn to da serpente al vaso tili za sao, e a té eve ingles cruz ual cob rt ur a de sta serpente ac ç o espanhol, a se gun da , se ria mais in fan til, em cão ass vaso mir o quadrado ue n cão se serpente abe, n cão serpente rr ca p az de rc om e ç ar por rec em homem ingles ce rato ess a i gm aria n cia e forte az e rato com o as ave espanhol cruz ruze espanhol, ingles fia rac cabo ab e la na a reia, e de ix ar co rr e rm, n cão a tinta, mas serpente ob rato e tudo o san g ue, p o is e sta serpente são os n ovo serpente meo de vi o el n cia, de ap rato ovo car, em forma de em bo sc ada, sem a li mi taçao quadrado ue circulo one h cia mno serpente da em bo sc ada, o use seja, se em ne circulo espanhol sari am que mente ap reo serpente ingles ç a di rec cta do corp o, com o in serpente cruz um ingles to

Quando o senhor, responde com a agravante de nem responder em forma clara, a pergunta posta, ambas as explicações que se encontram sobre a mesa, são à prior passíveis de corresponder à realidade do que se passou, ou seja, o caso relatado em texto anterior sobre a mistura subliminar de uma voz de ameaça e de um conteúdo de ameaça num programa de rádio da antena um, oceano pacifico, é passível de ser por investigação no imediato, verificada, e exactamente por esta razão, tudo parece indicar, que a primeira possibilidade é a mais real, sobretudo se atender-mos que as encenações em que senhor participa, tambem o reforçam, ou melhor reforça este sentido e esta participação,

Q vaso ando o serpente ingles hor, rato espanhol ponde com a a g rav n te de ne maior rato espanhol pond e rem forma circulo al ra, a p er gun tap ap da posta, am bas as e x p li caçoes quadrado ue se ingles circulo em cruz ram serpente ob vaso rea mesa, são a pr ip o rp ass ove is de co rr espanhol pond e rato à real id ad e do quadrado vaso e se passo vaso, ou seja, o caso rato e la cruz ado em te x to ante iro rato serpente ob rea mis tura serpente ub li mina rato de uma vaso oz de am e aça e de um conte vaso ode am e aça num pro g rama de rá di o da na cruz ingles a um, o cena o pacifico, é p ass iv el de ser por in vaso espanhol tiga sao no do imediato, vaso e rif i circulo ada, e e x az cat que mente por esta razao, tudo pa rc e indica ar, quadrado ue a prime ira p os sibil id a de é a mais reel, serpente ob rato e tudo sea at ingles d e rato do traço do ingles mos que as ingles cena ç o espanhol em quadrado ue serpente ingles h ro par tic pa, cruz am segundo emo rato e forte orça am, o um el hor rato e forte orça este serpente ingles tid oe e sta par tic ip sao,

Para alem do que se desvela no corte da palavra no parágrafo anterior, vejamos ainda, que o facto e a verificação dele, não trás em si nenhum segredo, ou qualidade que possa ser defendida como segredo, pois é um caso muito simples, sem grande possibilidade de duvida pela sua natureza, ou sim, houve mistura, o que é real como o afirmei, e depois foi em dia seguinte, em outra linha confirmado, por terceiros, e a partir daqui, dois processos técnicos, podem ter levado a isto, um , ter sido feito em directo, o que pressupunha a presença de um terceiro elemento em estúdio, ou então, feito com pré gravação , po pré mistura da faixa musical, a canção, com a voz, e a partir desta possibilidades técnicas, se chega e se percebe rapidamente quem o fez, e quem o ordenou, ou seja não há razao para no dia seguinte não se saber de onde veio, quem o ordenou e com que intenção, e nenhuma noticia de nenhuma prisão ou inquérito veio a lume, o que pressupõem, então que esta matéria foi coberta ou está a ser coberta pela procuradoria, facto, masi uma vez, suficiente, para que nela mais não se possa ter nenhuma credibilidade, se ainda a houvesse

Para al em do que se de serpente vela no corte da pala vaso do ra no para g rafo ante iro rato, veja mos a inda, quadrado ue o forte ac to e ave rif i caçao dele, n cão cruz rá em si n ingles h gum se g red o, o vaso quadrado ual id a de quadrado ue p os sa ser de forte ingles dida como se g red o, p o is é um caso mui to si mp primeiro espanhol, se mg rande p os sibil id a dede du vaso ida pe la serpente ua nat ur e sa, o vaso si maior, h o uve mi serpente tura, o quadrado ue é rea primeiro com o o a fr im e ire d ep o is forte o i em dia se gui mn te em o vaso cruz ra linha circulo em fi rato mad o, por te rc e i rose sea par tir da qui, do is por circulo esso serpente, p ode maior cruz rato e primeiro eva ado a is to, um , ter serpente id o forte e i to em di rec to, o quadrado ue pr ess vaso p unha a pr 4 sena aç de um cruz rec e iro el e maior ingles to em espanhol cruz vaso di o, ou ingles tao, forte e i to com pré g rav aç sao , p o pré i mi serpente tura da forte a ix a com a vaso o sea par tir de ts p os sibil id ad espanhol tec nica serpente, se che ega e se pe rc e be ra pida mente quadrado eu mo fez, e quadrado eu mo o rato deno vaso, o use seja n cão h á ra za o para no dia se gun i te n cão se serpente abe rato de onda veio, quadrado eu mo o rato deno ue com quadrado ue in cruz ingles sao, e ne h ua not i cia de ne h uma pre isa o ou in quadrado eu rito veio a primeiro um e, o quadrado ue pr 4 espanhol serpente ip oe men ta quadrado vaso espanhol se sta maté ria forte o e co be rta o vaso e stá a ase rc o be rta pe primeiro a pro cura do ria, forte ac to, masi uma ave zorro, sufe cie ingles te, para quadrado ue ne la mais n cão se p os sa ter ne h uma circulo red di bil d iade, se a inda a a hi o uve ss e

As sociedades que não actuarem neste momento dotando as policias dos meios necessários e de gentes com perfil e conhecimento destas matérias, capazes de o entendimento do novo patamar operativo das distintas criminalidade, estarão condenadas a grande agitação social e oo preço que ireis pagar em sangue será imenso, como já vos expliquei em imenso detalhe neste Livro da Vida

As soci e dad espanhol quadrado ue n cão ac tua rem neste mo men to dot ando as pol i circulo sa serpente dos mi espanhol ne ce ss ar is o para o ingles cruz ingles d emi n to don ovo pat a mar o pera cruz iv o das di serpente tintas cir mini la dida espanhol, est arao circulo em dena ada sa g rande a gita sa soci al e oo pr e primeiro ç o quadrado ue i reis para g em sa gun e se rá i men serpente o circulo omo j á vaso os e x p li quadrado eu i em i men serpente o de eta alhe neste L iv ro da V id a

Só uma razão, cuja prova foi feita pelo espirito, num dos dias que esteve na procuradoria para mais uma vez falar com quem de direito, sobre este processo, sem o ser, que me movem, e que foi relatada neste livro da vida, uma pena que caiu do lado direito quem de frente está virado para o edifico, que a procuradoria é responsável pela morte de vasco, ou seja mais especificamente, alguém ligado a procuradoria é responsável pela morte do vasco, ao que acrescento que em dia recente o espirito me desvelou que a autopsia fora falseada, ou seja uma segunda autopsia fora feita e chegou a conclusões distintas da primeira, se bem que não traga absoluta certeza deste dizer, se aplicar à morte de vasco

S ó uma ra za o, circulo vaso j ap rova forte o i forte e i ta p elo dez espanhol pi rito, nu maior do serpente do dias quadrado ue espanhol cruz tve na pro cura do ria para maís uma vez forte a al rc om quadrado eu maior de direito, serpente ob re este por circulo esso, se mo ser, quadrado ue me maior ove me quadrado ue forte o i rato e la cruz ada neste primeiro iv ro da vaso ida, primeira pena, p ingles a que caiu do lado direito, quadrado eu maior de fr ingles te e stá vaso ira ado para o edi fi co, quadrado ue a por rc vaso ra do ria é rato espanhol ponsa ave primeiro pe lam orte de vasco, o use seja maís espanhol pe ci fi ca que mente, al gume li gado a por rc ur a do ria é rato espanhol ponsa ave primeiro pe la maior orte do vasco, ao quadrado ue ac rec ingles to quadrado ue em dia rc ingles teo espanhol pi rito me de serpente velo lou quadrado ue a au top isa forte o ra forte al sea ada, o use seja uma se gun da au y top serpente ia forte o i ff e it o a e che g o ua circulo em circulo lu serpente o espanhol di serpente tinta sd a prime ria se segundo em quadrado ue n cão cruz ra g a ab o sul ta ce rato te zorro ad este di ze rato, se ap primeiro car à maior orte de vaso as co

Só uma razao desta natureza, o encobrimento de um crime feito pela própria policia, entendida em sentido lato, ou seja de alguém ligado e transportando uma insígnia da lei, trás lógica e peso necessário para explicar a forma sistemática, com que me tem sido negados todos os direitos, e tambem fornece a lógica suficiente para entender o porque que um homem que se diz ser procurador da republica, andar a fazer estas encenações na praça publica com o conluio e a permissão dos próprios medias, masi a mais estando aqui tambem incluído um outro caso de morte de uma criança, a maddie

S ó uma ra za o de sta nat ur e za, o ingles segundo co br i men to de um circulo rum e forte ei cruz o pe la po rp ia pol i cia, ingles cruz ingles dida em serpente ingles ti d o primeiro at o, o use seja de al gume li gado e cruz ra ns porta ando uma in si gn ia da lei, cruz rá serpente lo gi ca e peso ne circulo ess a ap rolo da serpente do rio para e x p primeiro i car a forma sis cruz ema tica, com quadrado ue met te maior serpente id o ne gados todos os di rato 4 e i to ze tambem for ne ce a lo gi ca sufe cie ingles te para ingles cruz ingles der o por quadrado ue duplo primeiro home quadrado ue sed di zorro ser poe rc ur ad or da republica, anda a forte az rato e sta serpente ingles cena ç o espanhol na porca do publico com o circulo em lui oe a per miss sao dos pr ip roi serpente medias, ma si a mais espanhol cruz ando aqui cruz am segundo em inc lui ido um outro caso de maior orte de uma circulo rato ian ç az, am ad die

Curiosamente masi um facto, uma aparente troca num dos meus últimos textos, se deu relativa a um nome ligado da uma antiga morte, saldanha sanches, por ribeiro sanches, e como todas as trocas, trás uma relaçao, masi a mais , esta, sendo reforçada pela similaridade de um dos nomes, masi uma morte que tambem está ligado ao durao barroso, nos seus tempos de militança no mrpp, e sendo que este senhor, o saldanha sanches, é casado, ou algo assim, com a senhora maria josé morgado, a tal procuradora especial, diversas vezes aqui neste livro mencionada, bem como o seu próprio marido, ambos tambem pertencente no tempo desta ocorrência, ao mrpp


Cu rio sam que mente masi um forte ac to, uma ap ren te cruz roca n um dos me us vaso primeiro cruz imo serpente te x to serpente, se d e vaso re la cruz iva a um no me li gado da uma ant i g am orte, serpente al da anha serpente na che espanhol, por rib e iro serpente anc h espanhol, e com oto da sas cruz roca serpente, cruz rá serpente uma relaçao, ma si am a is , e sta sd ingles do rato e forcada pela si mila rie dade de um dos no mes, masi uma maior orte quadrado ue cruz am segundo em e stá li gado ao durao bar rosso, nos se us te mp os de mi li tan cia no maior rato pp, e serpente ingles do quadrado ue espanhol te serpente ingles hor, o serpente al da anha san che espanhol, é ca sado, o vaso al gao ss em, com a serpente ingles hora maria josé morgado, a cruz al por rc ur a dora espanhol pe cia primeiro, d ive ra serpente vaso e ze serpente qui mne st e primeiro iv ro men cio n ada, segundo em com os o serpente eu pro p rio mar id o, am segundo os cruz am segundo em per cruz ingles cente no te mp o de sta o co rr ên cia, ao maior rato pp


Assim sendo, se apresenta nesta forma, queixa no tribunal penal internacional contra o procurador geral da republica pinto monteiro e contra a senhora maria josé morgado, por encobrimento de crimes de sangue, por manipulações diversas nos medias, e por escamotearem assim os direitos que assistem a um cidadão, tentando sobre ele lançar a teia da suspeiçao de crimes que eles próprios ou cometeram, ou sabem quem os fez e eventualmente até quem os ordenou

As si maior serpente ingles do, se ap rato espanhol ingles ta nest a for am, quadrado eu ix a no cruz rib un al p ingles al in cruz rena cio n al circulo em cruz ra o pro cura dor ger al da republica do pinto do monteiro e circulo em cruz ra a serpente ingles h ro am a ira do josé do mor gado, por ingles co segundo rie, fr, mn to dec rim espanhol de san g ue, por maior ani ip vaso primeiro aç o espanhol d iv e rato sas nos medias, e por esca maior ot e ra rem as si mos direitos quadrado ue as sis te ema um cida dao, te em cruz ando serpente ob reel e lan ç ar a teia da serpente ups ps pei sao de circulo rim espanhol quadrado ue el espanhol por p rio serpente o vaso cv o met e ram, o vaso serpente abe maior quadrado eu mos fez e eve ingles tua le mn te a té quadrado eu mos o rato den o vaso


.....

outros ecos

nas primeiras imagens de israel desta nova guerra, que começou à quatro dias, era visível nas noticias, o seguinte dizer, az, simbolizado em velas azuis e brancas, é o vaso do pr do lentes de contacto, ou seja do pr do luis osorio, ou do primeiro vaso do is do saurio, e é o vaso da falta de sinc horizontal no tanque, ou seja no mar, que o az é responsável pelos tsunami, o toy, ou seja, o cantor da ota psd az

na serpente prime iras ima gn ne sd e is ra el de sta n ova guerra, quadrado ue com e ç o ua acento quatro do dias, e ra vaso isi iv el na serpente not i cias, o se gui ny te di ze rato, a zorro, serpente im bo primeiro iza ado em vaso e primeiro as az vaso ise br anca serpente, é o vaso as o do pr do primeiro ingles te sd e contacto, o use seja do pr do primeiro vaso is os o rio, o vaso do p rie mr rio vaso do is do serpente au rio, e é o vaso as o da forte al at de sin circulo h ori zon cruz al not anc ue, o use seja no mar, quadrado ue o az é rato espanhol ponsa vaso cel p elo dez serpente ts un am is, o to y, o use seja, o can tor da ota psd az, o dias.

The swan spirit de michael parker,

Acabara de publicar o texto da conversa com a bela ruivinha onde se referencia o jarrão do soprador dos ventos no jardim do império, ao lado da gnr, e logo de seguida aparece o tal sargento no telejornal, o tal pai adoptivo da esmeralda, que é coberto pela família soares no roubo do filho, ao pai que a reclama, mais uma história de vergonha, e uma capa para desviar as atenções do rapto de meu filho, recordo, a senhora soares, como cadela, à descarada, na tv publica no prós e contras, a desvelar sem margem para nenhuma duvida, como meteram a imensa pata das bestas corruptas que são, em todo oo processo, o que se provava, pelo não cumprimento dos prazos, previstos, inicialmente pelos tribunais na devolução da guarda, e agora temos a menina cada vez masi fracturada, suas bestas, sem coraçao, melhor irem-se para o inferno desde já!


Ac ab br ra de pub li caro texto da circulo em versa com a segundo e la rui vinha onda se refer ingles cia o j arao do serpente op rato ad or dos vaso ingles cruz os no jardim do i mp é rio, ao primeiro ado da gnr, o reinhinho e primeiro ogo de se guida ap ar rece o ta al serpente argento no da tele do jornal, ota al do pai ad o pt iv o da espanhol mer alda, quadrado ue é co be rto pe la forte am milia do soares no ro ub o do fi primeiro h o, ao pai quadrado ue a rec primeiro ama, maís uma h si tor ia de eve rato g em h a, e uma capa para de serpente vi ar as at ingles ç o espanhol do ra pt ode me vaso fi primeiro h o, rec o rato do, a serpente ingles hora soares, com o cadela, à de sc cara ada, na tv pub lica no pró sec em cruz ra da asa de serpente velar se maior mar ge maior para n ingles homem uma quadrado do vaso duplo id ac omo met e ram a ima e sa pat ad as bes cruz as co rr up pt as quadrado ue são, em todo oo pr e o circulo esso, o quadrado ue se pro ova ava, p elo dez n cão cu mp rim ingles rato cruz o dos pr az os, pr e vaso is to sin em circulo la mente p elo dez serpente tribunais na d evo lu sao da guarda, e Agora cruz emo sa menina circulo ada ave zorro ma si fr ac tura da ss ua serpente segundo e sta ss em cora sao, mel hor ire em do traço da inglesa se para do circulo do inferno de sd e j á da serpente eta cravada no chao

A seta me mostrou de seguida, cravada nos painéis de madeira, ou melhor da madeira, aqui no escritório, iguais tambem aos do bcp millenium, uma linha de sombra que entra pelo anjo duplo voador, na altura dos genitais, e desce pela base dos pés da menina elevada no circulo das penas das andas do tripé, ou seja do maçónico, que o olha no ceu rodeada por tres gansos, o anjo duplo

A serpente eta me mos to vaso de se guida, circulo rava ada nos pa is ne sd e madeira, o vaso mel hor da mad e ira, aqui no espanhol circulo rito rio, e g ua is cruz am segundo ema maos do segundo cp mi ll ingles ni um, uma linha de serpente om br braque ingles cruz ra p elo dez anjo d up lo dez vo ad o rna al tura dos geni cruz a ise de sc e p e la segundo ase dos pé serpente da me nina el eva ada no cir cu dez primeiro do circulo uk circulo das pen as das anda sd o cruz rup e, o use seja do maior aç oni co, quadrado ue o primeiro homem do ano ceu rode ad ap o rato cruz rato espanhol gansos, casa pia espanhola, o anjo d up lo dez

O segundo delta da suzana do graham, ou seja da susana da escritora inglesa, gata do ra do ham ts serpente te primeiro cruz do man e di tio ns

O serpente e gun do delta da serpente usa ana dog ra do ham, o use seja da serpente usa ana espanhol circulo rito tora inglesa, gata do ra do ham ts serpente te primeiro cruz do man e di tio ns

Na sua foto, do michael, se le nas lombadas, o quadrado de cinquenta e oito, dupla tríade da estrela do infinito do noventa e tres, ipssimus, ou em noventa e tres, dupla traide do segundo infinito, dois pares de seios um em cima de outro como o da foto em alto contraste do jornal guardian nos jardins da gulbenkian de baixo de panos indianos, p do delta do príncipe e quadrado do sessenta e seis, do buraco , como sir culo , furo na lombada, do seth da estrela em setenta e cinco, ou quim zé, noventa e ds dois, zorro segundo elevado do terceiro circulo do seio dos de quatro segundo, bi, ou seja de quatro dia ad espanhol , o bi, ou seja o segundo, fr rom om the e him sical tó, to trabalho da gravação, do parque espanhol, ou feito pelo parque espanhol, da pedrada do homem da tipografia, ou seja daquela tipografia na rua dos jogos da casa da misericórdia, onde uma vez apareceu, a primeira vez que a vi, a telma teixeira com um senhor que andava de jaguar verde, quando lá estávamos a ver as provas do cta catalogo do projecto ibérica, ou do lys, o filho do mouta lys, ou seja mais uma gravação que se deu nessa altura, o parque, será o da estufa fria, portanto relativo, ao ritz, recentemente aqui entrado

Na serpente ua foro, dom mica hel, sele le ingles as lo maior ab d as, o quadrado de cinquenta e oito, dupla cruz riade da estrela do infinito do n ove ingles nat em cruz rato espanhol si ip ps si mus, o ue em n ove ingles cruz a e cruz rato espanhol, d up la cruz rai de do segundo em fi n to., do is par espanhol de sei serpente o um em circulo ima de outro como o da forte oto em alto contraste do jornal g ua rato di ina no serpente jardins dag vaso do primeiro do segundo ingles kapa do ian de ba ix ode p ano serpente in dia ano serpente, p do delta do p rin ciep e quadrado ua dr ado do se ss ingles cruz a e se is, do segundo ur aco , circulo omo sir culo , forte ur em a primeiro om segundo ad ado seth da e ts rato e la em set ingles cruz a e circulo inc o, o vaso quim zé, noventa e ds dois, zorro segundo elevado do te e rc eiro circulo do seio dos de quatro segundo, bi, ou seja de quatro dia ad espanhol , o bi, o use seja o segundo, fr rom om the e him sical tó, tot rato ab alho dag rava sao, do par quadrado ue espanhol pan hol, o vaso serpente fe i top elo dez par quadrado ue espanhol pan hol, da ped rato ad do h ome da cruz ip o g raf ia, o use seja da quadrado eu la cruz ip o g raf ia na rua dos j ogo serpente da circulo asa da mi siri co rato dia, onda uma vaso e zap ar e circulo eu, ap rime ira ave zorro quadrado ue a vi, a cruz e primeiro ma te ix i e ra com um serpente ingles hor quadrado ue e dv ad e jaguar verde, quadrado vaso ando lá e ts ava mosa ave ra serpente por vaso as do cta cat al ogo do pro ject o ibe ric a, o use seja maís uma g rava sao quadrado ue sed eu ness a al tura, o pa quadrado ue, se rá o da espanhol cruz vaso forte a forte rato ia, porta n to rato e primeiro at ivo, ao ritz, rec ingles te maior net aqui ingles cruz rato ado

Segue a linha da sombra da seta, relacionada com o ps e especificamente com a senhora se assim a pudesse chamar, maria barroso, até aos dois bastões que suportavam a asa do lavatório em vidro, feito pelo richard, da família do admastor, qu se reflectiram em dia não muito ido na imagem da foto da visita de cavaco silva à madeira, aqui abordado neste livro

Se g ue primeira linha da serpente om br ad a serpente eta, rato e la cio n ad ac om o ps e espanhol pe cif i cam mente com a serpente ingles hor a se as sima p vaso d ess e circulo h a mar, maria barroso, a té aos do is bas to espanhol quadrado ue serpente up porta ava vam a asa do primeiro ava tor ia em vaso id ero, forte e i to p elo dez ric h ard, da forte ami primeiro a id o ad mas tor, quadrado use rato efe primeiro ct iram em dia n cão mui to id dona i mage maior da forte oto da vi serpente sita dec ava co silva à mad e ira aqui ab o rda dad o nest e primeiro iv ro

Bela menina kid, já encontrei uma outra relaçao, com aquele sua forma de usar o seu belo cabelinho, quase em coroa, que se reflecte num dos quadros que me acompanha desde longa data, do sir william blake richmond, o rico do monde, do jornal francês, e das galerias lafayette, assim se acrescentou uma outra linha em dia recente, em outra que falava do butcher, o seth, o tal que fora responsável pelas duas pedrinhas negras na cama, as tais más sementes no leito, pois o seu cabelinho assim reflecte-se tambem num quadrado do anjo da anunciação do fra angélico, que aqui entrou a propósito da chaves encontradas no prado, ou com o museu do prado relacionadas, num outro quadrado dele, da iluminura da procissão dos meninos , ingles te rata par ren te sis do O, por isso a olho tanto, a ver sempre o que me anuncia

Be la me nina k id, j primeira do acento ao ingles circulo em cruz rei uma outra da relaçao, com aquele serpente ua forma de usa aro do ro os eu segundo elo dez cab e linho, quadrado ua ase em coro a, quadrado ue se rato efe primeiro sete n um do serpente quadrado au dr os quadrado ue me ac cp mp anha de sd e primeiro em g ad data, do sir w e ll iam segundo lake ric homem do mond, o rico do monde, do jo rn al fr anc espanhol, e das gal e ria serpente la forte a y e tt e, as si ms e ac rato espanhol circulo ingles to vaso uma o vaso cruz ra linha em dia rec ingles te, emo vaso cruz ra que forte ala ava do but che ero seth, o ta primeiro quadrado vaso e fora rato espanhol po sn vaso el pe primeiro as du as ped rinha serpente ne h g ra rana ana cama, as taís más semem net espanhol no lei to, p o is os europeu cab e l in h o as si em rato efe primeiro ct e do traço ingles se cruz am segundo em no primeiro quadrado do anjo da na un cia sao do forte rato a an gel i co, quadrado ue aqui ingles to ua ap o rp posi to da circulo h ave espanhol ingles conta de sn no do prado, o vaso com do circulo do museu do pr ado rato e la cio n ad as, n um outro quadrado dele, da e lu minu ra da por rc iss sao dos men ingles os , ingles te rata par ren te sis do O, por iss o primeira do olho cruz ant circulo do, ave rato se mp reo quadrado ue me e un cia