quarta-feira, maio 07, 2008

ah minha doce borboleta, minha doce amada, hoje já era principio de tarde quando sai para a rua, sai e tornei a entrar pois me tinha esquecido de levar a comidinha para os gatinhos, assim a pe g eu, peguei, e lá fui descendo, no cais um barquinho cunard, seu nome , que declina em circulo do un ard, o circulo da un pesada, ou das pancadas, ou da pancada

no jardim as c r ina ç as, crianças, acabavam de ser soltas e se es pan di iam pelo es paço em seus alegres chil rea r es

o cavaleiro do império tinha reunido uma pequena turma num dos ban q u in h s o, banquinhos de jardim, dois bam q u in h s o, banquinhos que os o jo v e ns, jovens, puseram assim, um em frente ao outro para poderem conversar de face a face, normal, menos na cabeça de quem desenha jardins em estiradores sol ita ´ rio s, solitários, e d eve se on h ar ss, sonhar estar sentado num banco de j ar di, jardim, com o universo aberto a ver se passas, ou na tua ausencia, a ver todas as belas pernas que passam em seu imaginar, e uns assim em fila lado a lado, nao obsta que no mesmo jardim, convivam uns mais pr ox i mn os, proximos, e chegados, um mau exemplo da norma estupida e cega em grosso aplicada

levantei a mão à laia de saudação romana, e continuei pela alea até chegar ao p rta, prata, dos gatinhos, lá verti os restos e os dois lá apareceram, mas ficaram a olhar-me, deviam estar com a barriguinha cheia, mesmo cheinha, para me terem fi c ad a, ficado, só a olhar, o castanho em cima no muro, o negro nas telhas em baixo, para mim a miar me saudou, mas nenhum se mexeu, nem me deu o prazer de lhe fazer festas, o que só em verdade acontece com o castanho, o preto é ma si, mais selvagem e arrisco, ou maior medo dos humanos trás, se calhar de mais maus tratos foi vitima

na alea um rapaz, ra ap z, esperava sua namorada, nele li , e ac homem e depois no chao o resto, nata da vaquinha che, s kate pb do marin e hiro, marinheiro aviador da avi o neta, e uma conta no chão, indicava a nata de que se tratava, o dia da fr u t a r ua, frutaria da charcutaria da av infante santo, numero da traide de qaudrado do oitavo, circulo da esterla, sessenta e seis circulo da triade do seis tres seis, da te angulo de lisboa, circulo da estrela bar ra do circulo da e ts r e la, estrela, do segundo do duplo circulo da e ts r e l a estrela, kapa do gato europeu eu ro do nono europeu, maça g ra n ny smith, doc irc u l o da divisao de cinquenta e oito, primeiro de setenta e oito s ub t ot al primeiro do circulo da triade, e morangos, circulo da divisao quadrado de setenta e cinco , primeira triade do circulo , do circulo p om to do duplo seis, t ot al , primeiro do sessenta e nove do cardial, calçada do cardeal, santa apolonia, qautro circulos de meio do circulo de agosto, o primeiro do sessenta e nove

depois fui tomar café à paparoka, a senhora da cozinha, que é uma mae muito simpatica, cuja filha pequenino muito dela gosta, sabem os meus olhos de ver, trazia uma tshirt preta com umas azinhas iguais a que vira na bela kate, lá dizia cidade dos anjos, depois lá conversamos sobre a carestia de vida e coisa e tal, a calhou eu falar em dar calamantes aos doutores do placio ao lado, a ver se assim maior contribuiçao davam para o desenvolvimento de todos os bolsos,

as si mn h as e g ua is zorro, da ira na bela kate da cidade dos anjos, care s tia e co isa t al , dia do ar da cala man te serpente, ponto, p la cio ao primeiro ado

depois o belo barco, nba arco, amada, apitou, ah amada, gosto tanto daquele som, dos apitos das chamines, um som cavo e humido que me faz sempre lembrar quando estou contigo em nosso leito assim a navegar

parei nos bancos dos raapzes cumpriemntando-os a todos, antão, já ouviste faalr numa associaçao liberta´ria qualquer coisa, que nao, mas liberdade é sempre boa, então estás aqui a catequisar os rapazes, estou a fazer uma associação libertária, a escrever os estatutos, epa, que já me parece assim o metodo muito pouco liberto ou libertário, vamos arranjar dinheiro, sim , isso é coisa boa, sem dinheiro parace que nao há liberdade, primeiro a barriga tratar, adeus , a criança que estava a jogar futebol, deu um chutoe no chão caiu, no eixo, enfoando num dos pilares do bancod de pedra, um chapeu vermelho vodafone, assim parceia entao ter dito o avo vodafone, dei eu um chuto e passei a o bola a outro rapza, que com os meninos jogava e me fui a rir,

liber da s eta ria rta, kate e q vaso si isa ar da associação libertária, gelado, par ace q ue a pr isa sao, ch u toe no chão, o que caiu, en fo and circulo no um dos p ila r esp en h o is espanhois, ban co d de pe d ra c a hp eu vermelho dos telefones, ra ap za q ue com, os me nino serpente jo gato ava e me f vaso ia rir, ou do riso

depois subindo ali ao pé da merceria um senhor na soleira da porta sentado, seus sapatos diziam fon, me lembrei ao instante do ramon fon, o efe correspodente, e ligações diversas, balsemão, parafusos e por ai fora, um grande relogio com um circulo de oiro em sua mão ele trazia, o circulo da hor ras de oiro do ramon fom, assim o quedro a meu pasar parecia narrar e fui subindo a rua e de nov vi um papelinhos que lá etsav desde há algusm dias, alguem assim o cortara ou assim parecia, que dest vez ao passar ,me fez a seguinte luz, ls, em doirado, ou seja a primeira seprente do primeiro angulo, que declina tambem en ang de inglês, anglia, gulo, em gula, da gula inglesa , um angulo ao circulo do fom, quando se fechava em seu ciclo como um serepnet eu morde a sua propria cuada

dep os se ub bin indo ali ao p é da mer ce ria primeiro s en hor na sol eira da p orta s en t ado, efe co rr es p ode en dente, para fusos diversos do bal da mao da se, balsemão, q ue dr o a m eu pa sar par e cia no vaso vi, e ts av al gus sm dias, me fez, lu z primeira sepernte, , circulo fon, ser ep net eu nor de a sua pr ro o p ria c au ad a

x l de oitenta e quatro, circulo sete, lada samara treze duplo circulo da serpente do circulo do fernades ferreira qaudrado do meia do duplo circulo do carocha branco, teo vesiac pt nogueira , noventa e quatro do circulo do set do xo, beijo invertido, x no circulo , tp, ourem agua azul volvo, n av te ch em bo ar circulo priemrio do circulo nono ct ts quadrado da estrela , segundo do nono, noventa duplo circulo , fiat um dois sete sesimbra, o que de imediato me remeteu de imediato para o acidente, se assim se pudesse chamar, com a camioneta da qual resoltou a norte de mais uma criança

teo v e s ia c do pt nogueira, pr ei mr ria s es se em br ra ,rato sol to ua norte

do telefone de prata ao setenta e sete alemão, estrela prta azul, um x debaixo de uma cassete, a casssete de som que aparecera na descrição do estádio de sporting, o pirata da cassete

me subiu no instante a historia com a maurice e o miguel horta, e fiquei a pensar que aquela historia terá sido invertida, pois todos os posteriores sinais assim deram a conta, mas outras episodios haverá ali entre sesimbra e azeitão, que agora de novo emergira na memória com a evocação de mircea eliade, lima, o congresso de arrabida, fundação oriente, copolla e por ai fora

fi u eu ia pen s ra aq u le h si tor ia e té rá sid circulo, is na is as si maior de ram ac on t a, se es se im br ra e az e it são, ou cão, no vaso e mer gira, e vo cação de mir ce a eli lia ad e lima, sin un a is

na mercearia, comprei uns alperces muito pequeninos do algarve que estavam assim quase delicia, umas verduras e um limão, tinha pegado num montinho de moedas que estava empilahdo em cima da msa do tripe vermelhas de petalas, e as pusera no bolso, mesmo à axacta conta, um e oitenta, tido, o primeiro de oitenta e depois fui a ritalinos ler o correio da manhã à borla

e mp pila da ilha do homem do em c ima da ms a do tripé, e primeiro do limão, axa ac cta conta primeira de oitenta e um, tid circulo do primeiro de oitenta e d ep o is f vaso ia rita do lino serpente ler, circulo correio da manhã à bo rato de la

ah a bela keira lá estava, na aparencia se quixava ela de seus lábos, diziam as palavras a ela atribuidas que os odiava, que lhe fazem parecer sempre estar a fazer beicinho, e teme que prejudique a imagens em certos personagens que interpreta, ine, oh minha bela menina de meu coração, tenho eu remédio , se a queixa verade o for, mas é daquelas prescrições só passiveis de ser aplicadas ao perto pertinho, se beijar muito os belos montinhos, quem sabe se com arte eles se tronem assim mais pequeninos, contudo me diz o coração que se clahar as nuvens e o ceu ficariam assim um bocadinho mais triste, pois sao assim muito belos e não prejudicam nada mesmo, o que na verdade prejudica, é não beijar, beijar e beijar sempre muito os montinhos e subor assim e doce algodão ao ceu, ah bela menina de meu coração, nada odeia, beije

a ha ab e la k k primeira à est ava na ap ren cia se q vaso ix ava e la de se us l ab os, di z iam as pala v ra serpente, pa aa ar ce raro se mp re est ar a f az e rato bei cin ho, e te me, o dia ava, inter rp pr eta i ne circulo hoem mim be la me nina de m eu cora são, ten ho eu do remédio, se a q ue ix a vera ra de circulo for, se t ron em as si maior, me di z co ração q eu se c l a h ar as n uve ns , s ub or as si me do ce al gato do circulo dão ao ceu,

depois estava o belo gato que dá pelo nome de gabo, no jornal todo sorridente, e eu tambem logo fiqeui que sempre o trago em meu coração

quaresma diziam as letras que fora condenado por um murro, subia as escadas e as meninas todas dispostas em degraus, lhe tiravam fotos com telemovies, a mim aquilo cheirou-me ao que maya dizia, se achar que o espiam diga lá excelência, lembrei-me de um filme clássico do garanhão roco, que provavelemnte entao as meninas nos degraus tambem viram, se calhra não nos telemoveis mas nos pequenos ecras, he , he , he, à séria maya, trazemos outros assuntos, a relção da navegção que levou ao rui sá, prende-se com outra sobre a servitop, que levou a uma inexistente e a menina lá de novo no mesmo portal me apareceu, e servitop, tem a ver quanto já vi eventualemnte com a quedas das torres gemeas, sendo que este assunto et´num outro texto mais longo ainda não concluido, mas lá iremos, e tudo ate as escdas e das qaurenta e tal affairsa ou por ai, menina sabe, tabu, não gosto, acho mesmo que só mal ao mundo faz, e entºao tabu na sexualidade, é mesmo coisa desgraçada, seria entao o muro de uma outr anatureza por assim dizer

tabu é tambem nime, nome, de uma revista, en t elevado ao tabu,

esca dia as e as me nina see sw serpente, tele mo vi es, ou tele tu bi es, aqueles bichinhos assim peludos, maya de novo, nome de outra maya que se foi, rato el são da nave gata são q ue levou ao rui sá, ser vi top a menina de n ovos, e t do acento no um o u t ro texto, es cd as e d as q au ren t a a t al aff air sa ent elevado ao tabu na se x ual e dad e o muro de o u t r ana t ur e za por ss as si maior di ze rato

depois as duas rainhas lado a lado com raminhos de belas flores, embora na foto a preto e branco, por debaixo do elfo que hoje era capa do jornal que comprei, numa etsranha fotografia levava ele uma mão a testa, a outra levantada com em conha , concha, e a sombra de sua figura no ecra gigante puxelado, pixelado,

um pequno pormenor da bela rainha vitória que fala um belo portugeus com a doce pronuncia sussurada do brasil, a atenção me chamou, pois ontem ao ver oe esquires, as capas, um ano que fui ver fora o de noventa e oito, aver o que as capas me contavam, e salvo erro em agosto seria, estou de memória e não vou agora de vovo confirmar, a bela kidmam, aparecia, belissima como sempre esta bela menina, e parecia assim emia despeida a despir-se, mas etsva vestida, e sua mão apanhava a saia, o cós, e o arrebanhava com seus deos, o que não seria o gesto de o tira, mas sim de me mostrar uma ruga, um apertão numa anca, qeu uma anca de uma emnina com ela parecida teria sido na altura apertado, e me lembrei da outra bela menina das ilhas, que aqui entrara em dia recente a beijar um rapaz num carro levantando-lhe o cinto, o beijo da libertação e de repente me pareceu que nicole me falava dela, que eventualemtne seria ela a que fora apertada em sua anca, a bela menina que toca piano ao lado do grant num outro filme, em que estav em estado de graça, assim a vi a meus olhos, grant tambem, num carro descapotavel ingles como um que eu comprei aos amigos ciganos, um dia

por detrás das duas rainhas , um cartaz de uma criança assim meio espantada, com letras visiveis em seu peito que assim rezavam, vim, ou vi maior, ou ainda vi nas flores, em oitenta e o it y o a divisão do circulo, a sombra do retrovisor, ou pelo retrovisor, pela me ó ria, me memória, olhando o ontem vi a divisão de nvoenta e oito e consequentemente a imagem da w ik u pe di a, wikipedia aqui abordada da bomba

depois vi o acidente com as crianças, dezoito hoem de quarenta e cinco, en da triade de setenta e nove, kapa maior dezasete, da divisao da humanidade, ou da huma que hoje tambem muito sorridente a irradiar sua beleza aparecia, contente fiquei pois não tarzia preocupação de quem é perseguida, um mot to doze a no serpente set elevado ano e do is f eri d os se si m br a az se it são, marina mariana cunha,

depois um promenor me chamou a atençao na bandeira do colegia, a existencia de cinco vesicas em prisma, st peter sc h o ll, que se refelctiam em forma tenue na parte de trás de uma imagem onde estavam putin e e dmitri com duas velas vermelhas, como a dizer as velas que encandesceram, ou as velas da encandescente, que me disse um dia morar lá para os lados de setubal e por trás eram visiveis seis como pparecendo ser uam coroa , a coroa da musica, ou o crescido da musica, o vanzeller,

no q u is q ue, quiosque, do h o rna l, jornal, que de repente me parecia ser a caixa de correio da toca da alice, falava-se do nó górdio, sendo um deles, não a precariedade e o e mp regio em prego, emprego, que ce v rta v e v mn te t am e b m , certamente tambem são, a questão de beslan, um outro eco surgia, o tony blair que tinha ac ab do, acabado, de co mr p ar com para, comprar, uma casa de um antigo h oe m, homem do teatro, a reverbar na imagem da rainha branca em sua c hause, chaise longa com tres cortinas de teatro por debaixo, o elfo dizia, as casas ma si, mais ricas do mundo estão na baia de luanda e são mais caros do que em chelsea e park lane, ou seja as ca sas maiores is ric as do mundo est são, ou cao, na baia, brasil, de lua anda e sao caras, revista, do q ue em che se pr en te do mar e pa par k primeira ane musica si le vi ki, seis pr simas, prismas, por detras de putin e dmitri, ou seja imagem do passado, vaso a vaso la v e ve l i no passaro az u le, azul, branco vela v em l u no maconico do bug de s pedro, a puma a cas dd de campo, a fusao fria

meu amado elfinho, o menino aqui mora simbolicamente em minha cas, mais propriamente em cima da asa direita da minha mesa, que parece ser uma asa de avião de combate assente numa coluna de seis, seis, ancas femeninas, com um outro conjunto de mais seis ancas femeninas juntinhas, onde agora está em cima um conjunto de revista e sendo a mais em cima a bela menina kid man assim naquelas fotografias com ar muito btrsite e zangada, e com um vestidinho que paarce ser um mapa e que aqui foi abordado em promenor em dia não muito ido, com uma marca de tres toiros em, sas u, suas costas quase por altura das perinhas e do inicio da sua bela coluna , em cima dela calha estar, u ms, uma seta à séria dos macondes, que corre no vei da ligação dos paineis de madeira com os furinhos, que remete como sabe para o sangue em beslan, e cuja ponta esta mais ou menos no eixo de um bonequinho da irmandade contra o senhor dos aneis todos, que tras barba e cabelo escuro e uma arvore em seu peito e que se encontra sentado, como se tivesse levado com ela em seu rabiosk, a frente enquanto ela vai pelo ar, estao um conjunto de cd em pilha e um envelope com coisa várias apanhadas na rua, e agora que lhe exi, caiu um cd verde da tmn, acesso tres g, ac ess o tres gatros, software de ligação que ficou inclinado como roda excentrica ou circul inclinado, ou da inclinação, o que não deixa de ser curiso, pois estamos a falar de frequencias, e assim ficou agora inclinado porque apanhou um pedaço do circulo de parta do candieiro da chama amarela, que trás a sua ponta torcida, ou seja alguem que se partiu ou foi ferido, e depois a parte de baixo, toca duas pilhas de livros que me serviram de tripe quando filmei o psotal video em meu leito aqui no escritório, a pena do t da tmn, está assim inclinada como um principe invertido, que parec ser uma cimitarra, o livro que está em baixo, tras a mesma cor verde, e é as tres mulheres de antibes, o de cima dessa pilha eo de c g jung, mysterium conunctions volume dois vo ze s. na pilha esquerda masi baixa, temso em baixo o prontuario ortografico do magnus bergstrom bar ra neves reis e em cima o rainer darhnhardt a missão templa´ria nos descobrimentos, e correponde o de baix, ao circulo pt tio, o das neves,


em frente ao irmao huamno da arvore em seu peito, temos duas penas todas brancas, e depois um catalogo das tapecarias flamengas com ters baterias de alimantação da camra, com o microfone com quebra vento amarelo da sony e um outro quebra vento negro a seu lado, depois temos os papeis das anotações graficas da ponte em alcantara, a dos peoes, onde se deu a assinatura das chuvas, sesii quadrados com cruzes em seu inetrior, ou seja marcados, e no meio entre eles, o painel da multiplas laminas de aço, em frente ao microfne amarelo de nova yorque a carpuça negra do outro que não lá está e depois eu por baixo dormindo com uma gata m verdadeira, ou seja de qautro patas, que a crsitina coutinho me tirou na actor joao rosa,, ou sej o tal veu, atl negra carapuça que me enfiaram e que portanto a outros terão enfiado, os paspeis conqueror com as anotaçoes estão descobrinco a s chic v in ti primerio,saiu um cd de parta e pro que cortou as asa coraçao vermelho da pedra de todas as cores, ou seja do arco iris, pelo machado do anão barbudo, que deve ser o tal poeta aqui, dai a sua face nos mupis das eleições com cara de grande culpa, e depois está o elfo sentado como ferido, assim quase de borco, cuja capa em leque, que é aquelas que permitem a invisibilidade, está por cima de onde ele está sentado, sendo que lá estão duas varetaas, ou seja a vareta dupla que são dois tacos de bilhar de jogos de criança cento em um sports home, partidos, ou sej a dupla baqueta que foram partidasw, um rageua que faz um carril de comboio, e uma cobra sem cabeça, ou seja, com ela esmagada, que deve etre sido a que lhe mordeu e o envenenou, e depois em seu braço direito curvado sobre a barriga, vai um estranho e grande fruto em direcção a si, tipo uma grande bojuda bomba da primeria guerra mundial, daquelas que em outro dia se descobriu numa praia, e que num filme italiano alguem explodia para gaudio da assitencia da bela cruz, que tras prismas desenhados e que veio da republica dominicana, ou sej as mulheres de antibes, o trio da negras maravilhas, e depois está um outro cavaleiro com espada erguida joelho no chão, cuja corrente a volta da sua espada prende o dragão que tras um hexgaono rubi precioso, e que é montado por frodo, que me simboliza, ao lado do dragão está uma cisa de fosforos em madeira , axul e filete cor de madeira das antigas portuguesas com dois fosforos l+a dentro, o inetriro é violeta, ou seja os dois fosforos da dor antiga que foram acesso, ou seja uma enorme quantidade deles, poi só doi srestam, e lá dentro escrito em seu fundo a vermelho, um , uma a spa s semi circulo vindo de cima e com barriga para a direita, apsoofro, sessenta e cinco b, ao lado e junto o isqueiro que os acendeu, violeta e parta com vesica do vico da cabela da caneta preta amarela, e um outro vermelho cheio de estrelas, ou seja o sangue na noite, ao lado de um vela já ardida em vaso com um zig zague de natal, ou sej no natl, quando os fosforso foram acendidos, ou seja o que se refletiu no tsunami, o grande e primerio,, o dragão ficou com a sas direita inclinada para baixo, ratada e assenta numa outra vela veremlah que ao derreter marcou uma sa de anjo vermelho, e ao lado o merlin com seu bastão de ponta entrançado em posição horizontal em seu barço direiro e a mão esquera aponta o avso do natal, tudo isto se passa na asa da mesa do aviao de combate assente em seis ancas

creio que será luz sufeiente e bastante, estaremos todos de acordo!1?
e x c la mação prime rio da foice, ou seja do p on to da in te rr o ac são

agora assim istio publico, e vou dar uma voltinha a apanhar a ultima luz de hoje, e comprar cigarretes, volto já

k cd z u t homem do rato

quem diria!
e k do ss, xx d h
gi w x l

t d w x z t
curiosamente o ultimo post ontem de madrugada publicado corresponde ao numero nove, quatro sete, men en sage e ns acento no vaso do angulo da cruz ima , ou tim, do pub li caçao, a set estrada de mai do bar do rá do segundo do duplo circulo do infinito

quando agora olhei para o numero a primeria vez o vi meio ao contrário , ou seja, nove sete quatro, ou seja, jumbo, que será certamente um que caiu

o post trás em se miolao o fole , ou seja o f ole do see, a empresa das vistas à cidade, dos autocarros vermelhos, in side e , da serpente homem do circulo p , duplo sete, ou seja, do home duplo deus

antique, ou seja formiga dos sociais democratas pelas cores, sociais democrtas portugueses, ou formiga dos sociais democratas com passagem ou permanencia no parlamento europeu, ou instituição correlativa, e relacionado com o horto do be ll o, o segundo do circulo do onze, e tambem no porto, o que poderá remeter para um outro que me apareceu em navegação recente, do porto , com uma estranha, t es r anha infor mação, o sá, deputado, creio, abordado em maior de t r a l he, detalhe num outro texto, contudo a imagem estava numa conferencia num café do porto, uma foto dele tendo por detras uma pintura de uma cidade, a sua cabeça sobre o taxi inglês, e o pormenor, era que a pintura estava toda deformada, como se a cidade tivesse tremido, ou sido deformada por uma onda, o que pode figurar o efeito de uma explosão, seja ela clássica, dinamite ou derivado, ou ainda por efeito das novas tecnologias como terá acontecido no outro lado do atlantico, o tecxto desse blog, que dava conta dessa conferencia, que parecia ser escrito por um jornalista, equadcionava, e a ua dc cio na ava, ele em suas letras que o sá, lhe parecia ser mr hyde e mr jackel, ou seja o perfil do tal home duplo no sentido psicologico, da esquizofrenia, es q u e zo fr eni a, ou e de um h oe maior, homem, com suas naturezas em clivagem evidente aos o l h s o, olhos de quem o vira ou se o b r e, sobre, ele escrevera, se não mora intençao de perfido ju la g ar, julgar, jugular, em seus olhos, pois tambem é um facto que todo o ser é multiplo e nele tudo pode morar, e que tambem por assim ser a natureza humana, tal nao afirma que um ser nele deixe tudo morar, e que tambem, o que somos, é sempre fruto de uma relaçao, e que tambem, nas vezes, alguns querem mesmo fazer mal, pois nao trazem em si noçao de fronteira po vaso , ou, dominio, do mini circulo

iq m me z x a

kapa do b ac t, cruz


o fole see inside shop n setenta e seta en sid es s h circulo p 77
os balões verdes laranjas e vermelhos da camara de fole da alice, olho o antigo angulo na cas das antuguidades, das compras em setenta e sete ao sid e , serpente do home do circulo do duplo deus, ad db s o d j f

horto bello e cobras bebidas, porto bello , o bello do porto, porto bel, o porto do segundo angulo

ad dd zo d j f
xx b c sn
hu o j w i
win b le don do jogo de ténis, me pergunto em exacto qual

tenis club
wi m b le don
casa apalaçada
ao fundo
ténis com varões de bolas
talvez bilhar
jogadores

b u a z k ad
g ur q e

o porco thor da lei

o home thor
o home dos trovões
o home serpente
o trovão da lei

t hor le u ´s
declina tambem
em cruz do home de oiro
ley serpente
ou latino europeu do Y
apostolo da serpente
best pig
po
dor dupla em vaso duplo
pó no vaso
cocaina no porto bello
para porcos saudaveis
para porcos felizes
para porcos contentes

es vaso de oiro
de um chapeu
conico de templa´rio
da lua de prata
com um branco
e prego espetado

es rta tata
es t e rta ia
oo f do forte ingles

v r j k jc

f g t u l gp
só com uma relaçao portugal, espanha e frança
se poderia justificar os anuncios feitos de proposito com a bela cruz e contudo um perda em aprte seria se envenenada em seu interior, a tentar o medo ou a incriminaçao, trás a bela cruz tao bela cruz em seu coraçao que tanto a sede tambem ela isso o sabe, tão dispendioso o fazem e o usam

teoria da conspiraçao?
nao obrigado
sempre vos disse
que a realidade
ultrapassa qualquer ficção
e que a maldade é grande
e os malandros andam
ainda à solta e
justiça tarda em se fazer

que me roubam tudo!
quase tudo
menos eu
menos eu amante
menos eu amor

me en ni s au ama

os olhos azuis
e doirados
outros
os meus
vem ainda
uma cruz
que indicou
um b es
do forte do
circulo italiano
uma senhora loira
do oculista sai a cruz

nk x q i
w k r x s

uns olhos azuis de peixe espreitando
por detrás de um negro circulo
poe
com oculos
dois circulos
entre si ligados
na imagem da vesica
dos olhos azuis em negro fundo
assim se lê
circulo da pt
muito cia
makers
fazedores
mais ak e
rato serpente
circulo do forte
bes poke
ou bes poker
dos ocus pocos
b es p circulo kapa e
s pe cta le s
serpente do pe
da cta do
circulo dos ases
espanhois
dos
espectaculos
d p up air
un de rta ka tibe st f circulo
quadrado do pair
p up air
un de
e rato cc
as se cia te
as so ci a te
man h k o g ll he
rey al i ns titu to o f al mic circulo urubu ps, ts
a vieira no florao do movel
pela segunda vez partida
desta vez pellos
homens da mudança
a acçao do ts
levou a vieira a se partir
l evo ua vi eira ase par tir
o home dos olhos azuis
de oculos doirados
cores preta e vermelha
do circulo pt prime
do tic da cia ian
o maior ak
de todos os sustos
se assim for
o causador
o demiurgo ilusionista
do bes
e bp
do grupo kapa
p circulo
rato da serpente do pe
do circulo da cruz
das asas espanhois
do espectaculo
q z b q s q
l q v u ip d
z h w z r q
se a ideia sobe tão alto
como o comando e a vontade
esrão, uno ele é
o imperador do mundo
o imperador do espirito
o imperador do império

a estola parece arminho
armino rima com carminho

o vento sopra sombras
como vagas do mar
em sua face
assim meio desvelada
meia velada
em trepidação

es

es pei rito

k b y cm
ko ary



alice


tem uma gigante


caixa de correio


por cima de sua toca




por perto


um motor


de traineira


se põem a andar


e


alice


a


navegra




eva gata ra







na casa da alice


vive um rei imperador


se calhar alice é , c la h ra hara


seu nome


está sentado


em seu trono


coroa de cinco


com vaso da inteira



dez


a nomada


o marcador


gergo


deste


recente jogo


de peças brancas


e vermelhas


estranha côr


a nossa


se temos


se somos


mais


Deus se ri


nas simetrias



eu mais chora, boss


vossa estupidez



pobres


que se creem ricos


e mal agradecidos


que se veem bons


ovo d oiro


em sua mao direita


nasce a haste


da cruz no céu



em sua mão esquerda


seu bastao


que de seu vaso


sobe tão alto como


a que do ovo parte



trás estrelas cruzes


rosa cruz


d´oiro


em seu azul peito


vestido


manto


branco


e


vermelho


nas cores do templo



oito cavaleiros


fazem a a paisagem


de seu trono



eve é Y


e trás em sua voz


uma vesica de cristak


rei do Sol e re da Lua



no, movimento, moviemnto, e mover d a imagem as ondas da sombra velam parte da face do rei, que sao três, o onze a do circulo do primeiro imperador do mundo, o onze b do circulo do mundo primeiro, e o onze co oo emperador do mundo do is

n j n z w c t

v h k q j o i



dali saindo, a imagem de um raio


do setenta e cinco saindo ou em setenta e cinco, com co, uma outra imagem me prende a atenção, um blusao negro a passar uma chaveta por cima de uma vareta bateria, vermelho , uma faca de cabo vermelho e lamina de aço


no blusao a mao de cima , a mão de uma vassoura m u t man se rato , parece trazer poe de baixo da vassoura atrás um A dentro de um circulo, cir cu ll o ,


quando o negro enche o quadro , um raio como uma cobra de prata, um trovão o fende


é um fecho zipper, x ip pe r , duas serras encaixadas , uma do setenta e cinco ou de um set en t a cin co




h hp k on cd

r v h r k m


oito zorro do quadrado home do circulo a, se lê num espalho que remete para uma outra bailarina de branco me desvelou o ponto de contacto , sua posiçao de barços erguidos me lembrou ao revê-la a semelhança com a figura nos escombros sobre o bombeiro soterrado nas torres, que um preciso frame do filme me desvelara
uma mulher, um ritual, uma pergunta,, pe r gun ra oe, momento em que a vi
para quê o ritual?
um ritual de amor, mao rato, ao bombeiro solar?
ou
um ritual de destruição
ou ainda um simbolo de um ritual de destruição
ou uma invocação de petalas de oiro ao céu
que enchessem de novo os tinteiros na terra, n ovo st im te r ro s na terra
a escada em reflexo nos diz ser um ritual de elevação
por detrás dela
se vê um estranho negro capuz
melhor vendo poderá ser um chicote
de auto flagelação
pode ser ainda um polvo
o polvo da imensa corrupção
seis tentaculos ele trás
p ode poe
no reflexo do espelho
se vê uma etsrtura, e ts sato da tura ur a
que remete a um edificio em lisboa da pt
ao lado da via férrea
que aqui no livro já entrou
roma ligação
uma mulher dos serviços secretos
o home da pt prime
e agora a mudança
depois da imagem
na tapeçaria do camarinha
na assembleia da republica
a mudança do homem do leme da pt
uma vara negra sai da arcada do edificio das comunicaçoes e faz à menina um gancho e um angulo
talvez tenha ela subido ao céu, t alve um zorro
a x z ph
g y y cv

mais à direita um senhor africano de barba, ao lado de uma mulher anjo india, seu dedo aponta a caixa dos tinteiros
que dirá ele?
que lhes falta a tinta de oiro,
que uma tinta naqueles tinteiros outrora viveu,
para e em quê se gastara a tinta?
se o jogo trás o tabuleiro inclinado
se um peão parece faltar
se uma sombra se estendeu até à rainha vermelha
terá sido a tinta e a mao que escreveu
o demiurgo dessa acção?
um braço por detrás parece cortado, um maneta , ao lado o que parece ser as belas curvas de uma perna torneada
q y x w m
i q o l z us
q a fm t f ms


os tinteiros da escrita ouro azul, ao lado do tabuleiro a caixa de forro azul dos tinteiros com tampo de oiro , quatro circulos de ouro e nenhum com tinta, ao momento da foto

e ee i g

pi r d c h

q no m d m , da madeira


no centro da triade deitada, rubro vermelho carmesim, por debaixo da alva musa, uma partida de xadrez entre as peças vermelhas e brancas

o rei é branco, a rainha vermelha, o chao é maçonico, os dois juntos fazem a cruz templária

cada um tras seu exercito de peças semelhantes e dispostas em simetria,

são elas dois peões
um cavalo
uma torre
uma rainha

cada um tem a sua rainha
mas juntos estão os reis
e suas rainhas, os bispos

só um leemnto falta na figuras vermelhas
um peão que se encontram no memso grau, sugerindo que o rai branco tem um filho e o rei vernelho não

l ar ge se le c tio n o f c h ess se ts in side

primeiro angulo da ar do ge da sela da se latina europeia do circulo das muitas tias dos xogos de xadrez , quem sabe se de outros

set tarados sexuais, circulo do forte do circulo do hoem ess no sid e

está o campo de batalha desiquilibrado, como se a ausência do filho do rei vermelho, tivesse desiquilibrado a balança. um fogo branco como santo elno, as labaredas brancas lambem o vermelho carmi e no lugar da criança peão, uma sombra no lugar se projectou

dizem as labaredas brancas
lu rainha vermelha
x forte invertido
a sombra se estende à rainha vermelha

z m z sn z
cd i la l q dc

na coluna de circulos de prataao lado da rainha negra , um casal branco, um bispo e uma torre, poderiam ser os pais da menina a quem a rainha negra de semelhante estatuto lhe deu o pássaro e lhe tirou o colar
quatro ao lado da reina ns negra está um bispo e uma torre branca, ambos est um
dg f k e o
g zi r ds pt
ah amada deves estar por perto, pois dei agora com uma esquilinhas e uns esquilinhos todos muito bonitos e cheios de pinta, que belas capinhas trás a revista, uma dizia assim, o prazer do amor dos corpos com sua mulher, o homem que teve quarenta e sete affairs, uma outra bela menina vinha vestido de oz de caviar, nham, nham , gosto muito com limão

enfim , melhor sempre muito Te beijar

du v r d
rb u xe g
y z u r la