quinta-feira, maio 08, 2008

Me dizia ontem o espirito depois de publicar as minha ultimas letras que dentro de uma meia hora teria noticias em prime time, e assim aconteceu , nas letras de uma carta que veio dos amantes do outro lado do mar

Me di z ia on t em o es pi rito d ep o is de pub li car as min h a u l tim as l e t ra s q ue d en t ro de uma meia h o ra te ria no tic i as em pr i me time, e as si m ac on teceu , n as l e t ra s de uma ca rta q ue veio dos am ante s do o u t ro l ado do mar

Na aparência era uma resposta definitiva de o que se pressupõem ser uma decisão de um conjunto de super delegados, que dera uma curta nota a senhora bill clinton, dizendo-lhe que a sua campanha estava terminada

Na ap ar ên cia e ra uma r es posta de fi ni t iva de o q ue se pr ess up oe m ser uma dec i são de um c on j un to de s up er de le gado s, q ue de ra uma curta n ota a s en h o ra bi ll c lin t on, di zen do homem do forte ingles l he q ue a s ua cam p anha est ava te r mina da

Depois vinha a frase chave,

They didn´t have to

D ep o is vinha a fr ase ch ave T he y di dn ´ cruz do homem ave to

Eles não tinham que o fazer, afirmação curta para um naipe de grandes e dilatadas respostas e considerações, mas finquemos neste momento por aqui sobre esta matéria,

E l es n ão t in ham q ue o f az e r, a firma ção curta para um na ipe de g ar n d es e d i la t ada s r es ps ota se c on side rações, mas fic q eu mos net mo m en to por aqui s o br e est a mat é ria,

Em mayamar, o numero de vitimas como era previsível sobe já ao que parece a cem mil almas e na aparência problemas e informações contraditórias se colocam no acesso da ajuda comunitária, ainda agora no jornal da noite, a usaid, ou usa as id , ou us as id da bi serpente e depois o código de cores em outro lugar do uno planeta, acrescentava a id da serpente da sida na América, duas filas de quadrados de prata com um zipper, em fundo de tijolos, ou seja desses tijolos, assim parecia o alinhamento cantar

Em maya mar, o n u m ero de vi t ima s co mo era pr e v isi v el s ob e j á ao q ue par e ce a ce m mil al m as e na ap ar en cia pr o b l ema se infor mações c on t ra di tór ia s se c olo cam no ac es s circulo da ajuda co m un it ária, a in d a g a circulo ra no jo rna l da no ite, a usa id, ou vaso sa as id , ou us as id da bi serpente e d ep o is o co di gato da ode co r es em o u t ro lu g ar do un o p l ane ta, ac r es c en t ava a id da serpente da sida na am érica, du as fi la s de q ua dr ado s de p rata com um z ip pp pe rato em f un do dia dos de ti j olo s, o u seja de ss es ti jo l os, as si m par e cia o a l in h ama neto can t ar

Mais cem mil, a juntar a duzentas mil no natal de dois mil e cinco, mais um guerra com duzentas mil ou mais almas perdidas, maia as primeiras da ban, duas que assim de cabeça me lembro, uma serie de tremores do corpo da terra por todo o mundo nesta ultima meia década, já não estaremos muito longe do numero que um dia me fora desvelado num papel numa conta no chão de aveiras

Mai s ce m mil, a j un t ar a du z en t as mil no na t al de do is mil e c in co, ma si um guerra com du zen t as mil ou mai s alma s pe r dida s, maia as pr i me i ra s da ban, du as q ue as si m de ca beça me l em br o, uma se rie de t r emo s de terra por todo o mundo ne st a u l tim a mei a dec c ada, j á n ão est ar e mo s mui to l on ge do n u m ero q ue um dia me f o ra d es v e la do n um pap el nu ma c on ta no ch ão de ave ira s
.......
meti a faca no texto e assim me apareceu

Quatrocentos e quarenta e um ratos vinte e um vasos, cinco quadrados, cento e doze serpentes, setenta e oito primeiros, setenta e seis duplos vasos, dezasseis primeiros mações, dois vasos do gelo, cento e quarenta deltas, sete guardas nacionais, quinze is tós, três bar de rá, trinta e sete fortes, dezasseis pães comidos, dezanove serpentes de autores, vinte serpente maiúsculas e grandes, seis duplos ratos, um grande trabalho do flautista de hamlin coadjuvado por muitos e belos músicos, da una pauta de todas as notas da musica universal do amor

Ana do primeiro Y do sis do is do demo do circulo do dc rato em tarado sexual quadrado vaso ee da cruz primeira da Y serpente do dia inglês, duplo vaso do circulo do ra to dia to, circulo do li muito to muito it ap os cruz do rato do circulo do forte da serpente da ova do rato da primeira do to do forte da primeira cruz ot e inglês do Y, primeira do homem do duplo circulo p em to e x do circulo primeiro mação ne ws Y a himem duplo p em to e x circulo primeiro mação meu Y a homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação do correio mora, cruz oe da cruz do rato ave primeiro forte ina muito ce da inglesa te ra tota em homem ingles da cruz da ne do duplo vaso us e rato forte circulo do ice si guarda nacional vaso p si guarda nacional em homem elp Y primeira do home do duplo circulo p em to e x circulo primeiro mação da ne ws Y primeira do homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação ne ws sea rato ch do sea do ra to c h do is p on to serpente we segundo mar, rato do circulo hp do home P rato e mara to Y na vi g a tio muito rato circulo me vaso serpente.


Bu sin es s W o rato l d En te ra t ota in m en tarado sexual po ra t o t tarado sexual da cruz do Tech po primeiro it ics E primeiro e circulo do tio ns serpente cie muito ce homem al da cruz do homem mo st pop vaso primeiro a rato sec em onda a rato Y um it to cruz do circulo maior avi gata a tio muito segundo do duplo circulo do oitavo E primeiro e circulo tio muito vi de circulo D as homem da boa rato d P o ll serpente B ad ge Serpente tate ne ws sea rato circulo hd circulo is p on to serpente A ll ne duplo vaso da serpente Y a homem do circulo duplo p e m to e x circulo primeiro mação Ne ws em circulo maior do primeiro Y da ne ws ph oto serpente vaso id e circulo do bar do ra au di circulo da ad van circulo e doa da ana primeira do Y sis do is p on to serpente demo do circulo do ra to em tarado sexual quadrado vaso ee cruz primeiro Y serpente inglesa dia do duplo vaso do circulo ra to dia do to circulo li muito to muito it ap os cruz serpente da ova do rato segundo do Y do david espanhol do po da ap da serpente pe cia primeiro cora to rato espanhol li bra na cruz da dupla diade min vaso da te serpente primeira do gato do circulo do duplo vaso as homem inglês to muito home do forte inglês ap primeira do ra to da cruz francesa no circulo do om ge circulo do rato ge mc governo em ap primeira e ns p circulo kapa, homem inglês do duplo vaso do homem kapa no do ws serpente circulo do me da cruz do homem em gata do ab circulo vaso da cruz, primeiro circulo do sin gato el e circulo do tio ns, muito ot primeiro sin gato latina europa demo circulo do ra to em circulo do forte na tio muito à primeiro st em vaso do rato e pub li circulo primeiro do Y ur a to gato ed homem ene rato gi a do ll a ra to Y Rato, circulo do dia d do ham Circulo primeiro em to muito Duplo Vaso ed ne serpente da Y to end he rato cam pai guarda nacional fo rato t he Duplo Vaso h it e H o use.

AD vaso e rato das ti semem da dupla cruz, homem Y di dn ap os cruz ro do forte do circulo do homem ave do to.

Cruz do homem e rato e duplo vaso as no serpente homem do circulo do rato da ot primeira ge do ot homem rato do duplo vaso da primeira Y serpente to si gato na primeira serpente vaso do duplo gato do est, no sin da ua da te do circulo do rato i ns ti gate, cruz homem sam e cruz homem inglês gato.

E ce rat ota em primeiro Y no ne ed to a pp primeiro Y un see m primeiro Y prato ess vaso ra to e to primeira do homem is tora toi cp circulo li do tic al do fi gato do vaso do rato e, a woman do duplo vaso ho homem as rato un primeira gata do rato da ue ling rato ac e duplo vaso on mi ll e circulo ns circulo forte vaso ot espanhola e dr ra to primeira do duplo vaso muito un co, un ted muito prim e rio do segundo rato serpente circulo do forte da ne, duplo vaso demo do circulo do rato primeira tic vaso ot e rato serpente to cruz do homem do po da ll serpente

e ns te ad, homem Y demo circulo do ra to em tarado sexual e ns te ad prato efe rato ra to ed to sa Y serpente circulo do ft primeiro e Y duplo vaso chapéu da cruz do homem para t ot Y ap os cruz rato circulo do forte da serpente primeira do nono do sete segundo em mil novecentos e setenta e dois, prato e sid da inglesa tia do primeiro no maior ine e sa id forte do rato a ll to homem a do rato.

Ba ra to a ck tam no pão ama do homem às do duplo vaso em cruz do homem no mina tio muito a spa serpente segundo Y a ny prato ac tic al te st, a spa serpente mc gato circulo da vera do ministério da cultura, cruz em sa id.

a spa serpente homem da illa, rato Y do circulo forte do co do vaso do ra toze, duplo vaso e ll maior ak e cruz homem em dezembro e cio si muito às to e forte e duplo vaso homem da rapariga inglesa e ds homem do rato do cam pai guarda nacional, a spa serpente homem ad dia ed.

a spa serpente segunda do cu das ti, homem do circulo do pe cruz chapéu da serpente homem do ra toe a ch espanhola da cruz chapéu de dezembro e serpente io muito serpente duplo circulo ns, circulo da cruz hat we can circulo em circulo da inglesa cruz, cruz rato primeira te em primeira da un e fi ed para cruz t ot Y ca p ab le circulo forte duplo vaso in ni muito gato cruz homem Duplo Vaso homem it a t in gido e home circulo us e ne x cruz, no, vaso em be rato.

a spa serpente e primeira coluna tarado sexual da cam pai guarda nacional quadrado ua duplo rato Y forte ina ll Y co rato ne rato ed, cruz do homem do tam no pão ama hi gato ene homem gi primeira homem com, homem dia gato ave it spa ce.

Cruz do homem da primeira coluna do grupo ll no circulo is sena tora to duplo vaso as em cruz do rato a ck to, segundo co me da cruz do homem fi rato st segundo do primeiro a ck p rato espanhol id da inglesa tia primeiro no m ine e circulo do forte a majo, rato para to cruz Y e primeira id espanha prato, circulo dia vaso ce da sm a ll cruz ra toi ck primeiro e o forte super em circulo de le gate serpente vaso pp, circulo ra cruz t ot e rato serpente.

Segundo vaso todo o terreno homem rato e duplo vaso as muito ar em circulo Y primeira w circulo ra to dia ab circulo vaso da cruz do homem às da te ning Circulo lin to muito ap os cruz maior do ro do forte do circulo da serpente dia ep a rato, cruz vaso rato e .

a spa serpente do it homem ink da cruz, mação it do duplo vaso do circulo do vaso primeiro dia segundo dn circulo ina pp ra cruz duplo circulo prato iat e prim e ria do
duplo vaso kapa, duplo vaso primeira ra do to dia e d duplo vaso ra cruz duplo circulo muito gato forte ra to primeira e Y circulo do forte us to te ll Sena tora to Circulo lin to muito duplo vaso home inglês da it is tim e forte circulo rato cruz homem rato a ce to segunda ova rato, a spa serpente sa id Miss circulo do vaso do rato e Serpente inglesa.

Circulo primeira da primeira ira, sapato do mc ka serpente kapa e grupo ll, serpente do chichi do king em primeira cam pai guarda nacional do forte do home inglês, serpente po ns circulo rato e dc em fe rato inglês da ce e ca do ll duplo vaso it homem rato ep circulo do rato da te, rato serpente.

a spa serpente cruz do homem isis, homem rato dezembro e serpente io muito it is em primeiro Y hera to dezembro e cio si muito.

e we primeira rato e circulo em fi dente da cruz do chapéu da inglesa do sado do is gata circulo em gato to dot homem rato e gata do homem todo o terreno do homem inglês do gato forte circulo do ra da to cruz , homem Demo circulo do rato primeira tic no mine e.

We primeira rato e circulo em fi dente serpente do homem do duplo vaso e grupo ll homem e primeiro do p duplo vaso circulo do rato kapa homem a ra to dia do to un e te circulo vaso rato para t o t Y.

Serpente inglesa. C h vaso da ck Serpente ch vaso da me rato, a primeira do st primeira un ch serpente do vaso do pp circulo do rato, te rato circulo do forte homem is da fe do grupo ll, circulo do duplo vaso da Ne do duplo vaso Y , circulo do ra to da kapa e rato, sa id, a spa serpente it ap os cruz rato do circulo do forte da serpente homem rato dezembro e sio muito to maior ak e primeira coluna do grupo ll do ac a ce pt duplo vaso chapéu de dezembro, is io muito serpente do homem maior ak espanhol.

a spa serpente às kapa e dia do ab circulo do vaso da cruz do homem do rato ch anc espanhol circulo do forte st e grupo ll, ca pt vaso do ra toi muito gato cruz homem Demo circulo do rato a primeira do tic, no mina tio muito, cruz homem no rato maria do ll Y primeiro circulo do quadrado ua do cio us Serpente ch vaso da me do rato da fe do grupo ll si primeiro na inglesa cruz.

Ot homem rato Demo circulo do rato em tarado sexual prato efe duplo rato e dia to serpente pea kapa mora toe francesa primeira do to ee, primeiro Y, cu do segundo em primeiro do Y em circulo em di tio muito circulo do forte do ano ny mit Y.

Cruz do homem Y, cruz do duplo circulo do to, sa id do chapéu da cruz da ue serpente da Y ap os cruz rato circulo do forte da serpente, prato e mara toi espanhol em No rato da cruz e no homem da Carolina e em Diana, homem ad e ff e circulo da cruz iv e primeiro Y sea primeiro e dia da cruz, homem do circulo do vaso da cruz do co me.

Cruz do home do Y prato e di circulo te d an ac ce primeiro e ra toa tio muito em cruz ado homem p ac e circulo do forte da ceia em to do circulo do primeiro e porta da serpente to homem is do sid e home do forte inglês gato aa ine dia forte circulo vaso do rato duplo em gata cruz, homem da Y, to cruz duplo vaso circulo do fo do rato Circulo lin muito to e duplo vaso da onda do rato e doa ab do circulo vaso da cruz do homem do rato ab e li cruz Y to rato a ise suffi cie muito tc am do pai guarda nacional forte un ds ao forte do home inglês serpente homem da di serpente do circulo primeiro os e dia do homem avi muito gato primeiro circulo ane dia homem rato se primeiro forte ano cruz homem rato do ll ar maia , meia da divisão do quadrado mi ll e circulo nin rato e circulo da inglesa cruz we e kapa serpente do espião da te ane ar a primeira do to li e rato boa st cruz maçónica de oitenta da divisão do triplo circulo da ne, duplo vaso do no rato cam e to homem rato a id af teresa rato serpente do homem duplo vaso em cruz da caneta da serpente sylvania prato e mara to Y on Ap rato e primeiro da diade dada do Circulo do primeiro em to ns e rp inglês da te, primeira rata gata do primeiro inglês tarado sexual forte do rato st primeira Y em gato em cruz homem do rato a ce we rato e dia isa pp e primeira rato em gato do tam no pão am primeira do primeiro gato inglês da cruz homem ne dia do homem is ova rato a ll lea di muito de le porta do sin da serpente do homem cruz do w circulo st em espanhola cruz, chapéu do homem primeiro dia do prato e mara toi espanhola em T vaso espanhol da Y, e segunda Y da Y ap s cruz rato do forte do circulo da serpente do dia inglês, homem ad dr a to ao duplo vaso muito to duplo vaso it homem em ab circulo vaso da cruz primeira do zen circulo forte cruz homem do fo rato mer a to fi rato st primeiro ad Y em ceia primeira do to da le porta serpente vaso pp circulo ra rato cruz t o t.

homem h ad primeiro, oitenta e quatro, meia da divisão da estrela na cruz do homem às da soci em ed Prato ess ap os cruz ro f circulo do co un cruz, to primeiro, do sessenta e nove do seis fo rato Circulo do primeiro em to no vaso da cruz circulo forte segundo da divisão da segunda estrela ne ed e d fo rato cruz homem no mina tio muito . Ad di tio na ll Y, homem is duzentos e quarenta p on to do triplo circulo do homem do forte inglês e vaso ot e vic tora to Y in Nora t ot h Carolina, co da elevação primeiro ed duplo vaso it homem her a to na ra tora cruz do duplo circulo do duplo vaso, dezoito da divisão do terceiro circulo do home do forte inglês vaso ot e cruz do rato e vaso m ph i nin Diana, a ll rabo as serpente vaso do rato ed tam no pão am a duplo vaso e ll fi ni serpente homem da cruz homem prato e mara to Y sea son duplo vaso it homem a lea di muito cruz homem cu mula ti vaso e pop vaso primeiro ar a to vaso ot e Fi ve mora to e serpente tate serpente and Pu e rato to Rato e co a rato e Y e todo o terreno circulo do vaso ot e.

Rabo da primeira do circulo da ne amo, muito gato da cruz homem maior circulo do rato e gato em fi gata do vaso do ra to espanha prato om vi muito e nt primeiro Y em e com Y Demo circulo rato primeira do tic p lan to ama ss segundo de setenta e primeiro ec tora to al vaso ot espanhola em cruz do homem forte da primeira do grupo ll, cruz do homem no um do segundo duplo rato e quadrado do vaso do rato e dia do to, duplo vaso em cruz do home do Duplo Vaso hit homem it e House do medico circulo vaso da sé.

Homem e rato do pe, rato sis da cruz inglesa, cruz primeira todo o terreno em pt to circulo do primeiro, a primeira em cruz do homem un prato ova segunda do primeiro e, cruz chapéu da serpente do homem do duplo vaso, circulo vaso primeiro de mora cruz oe e primeira si do primeiro Y do duplo vaso e nin cruz do homem do fa do grupo onze ll, cruz do homem e tam no pão am primeira, forte ad e dia do fo duplo rato e as circulo muito serpente segunda do Y em dia do homem do rato circulo em cruz rato, circulo do primeiro.

Fo rato da me maior segunda e rato serpente do circulo do forte, C em gato rato ess, em cruz do homem is ca da se da asa do Demo circulo do rato e, serpente, e primeiro e cta factura it Y segundo gi ns e serpente circulo me t ime serpente eve muito inglesa francesa em casa.

Bruxa W h i ch is duplo vaso do homem Y it dia id muito ot pa ss un no cruz ice dia primeiro a primeira do st we e kapa do dia inglês do home do forte inglês do duplo vaso it do home do tam no pão am primeira cruz do rato Y em gato to forte inglês dia do circulo ff circulo em cruz da ova do rato serpente Y st em ming fr a to om homem is forte circulo do rato mera to pastor a to do home do forte inglês , cruz chapéu da primeira serpente u s m cruz a e ne dc em se rato ova da cruz ive primeira todo o terreno e m pt to de rato a ila primeira tic médica can di da te em Lou isi ana segunda da Y do primeiro em homem rei em to cruz do homem do prato espanhol id da inglesa tia primeiro circulo em cruz inglesa da tem do rato homem ad fi zz primeiro e dia.

Demo circulo do rato em Don circulo a z a Y circulo ux is primeira spa serpente do duplo vaso it home do Ba rato ac kapa do tam no pão am primeira do fo do rato ab i e duplo gato do ovo do rato nm da inglesa cruz da serpente do circulo do homem e me a spa serpente fo rato homem a primeira cruz do home ene rato gi primeiro ns vaso rato anc e, sa id a tele vi cio muito ad vaso e rato da cruz ise homem inglês da cruz do rato un segunda do Y f ra to ee dom ap os cruz do rato do circulo do forte da serpente do duplo vaso no circulo do home da primeira spa serpente da cruz , homem i ra top lan rato a i serpente espanhola inc circulo da me da cruz primeira espanhola e ra toa e serpente espanhola da cruz da as do x espanhol em sm primeira do grupo ll do bus do sin es serpente.

C az a Y o ux duplo vaso em e Y duplo vaso primeira Y, e no do duplo vaso do homem circulo primeiro ds a médica seat em cruz do homem bat em ra cruz do duplo circulo do vaso ge primeira rato e a cruz do chapéu do homem ad segundo inglês em ra cruz do circulo oe do pub li can homem e ds forte rato da cruz do homem rato ee dezembro ad espanhola.

A serpente e pa rato a te ad, a i ra to e db do Y cruz do homem Nora t o t homem da Carolina rato e pub li can P ar em ot Y, serpente homem do circulo do duplo vaso e dia do tam no pão am primeira e homem is forte do rato mer em circulo prato e ac homem rato tambem, as we do ll as a b ra cruz oe e forte vi do duplo circulo do forte da cruz do homem rat oe vaso.

J e ra toe mia homem do duplo vaso do rato e gato do home cruz. a spa serpente homem ap os cruz rato do circulo da serpente ju st to do oe do x cruz do rato e me do forte do rato Nora cruz ot homem Carolina, a spa serpente cruz do homem na duplo rato em circulo do rato da sa Y serpente em cruz do homem do terceiro circulo do forte do home inglês da sec em dia da serpente p ot.

segundo circulo au se cruz homem co maior mer em circulo da cia primeiro do duplo vaso asa e me dia em bo cruz homem Demo circulo rato at ar ado sexual em cruz do homem serpente tate gato uber a to na t o rato ia primeiro prato e mara to Y, it serpente i mp ac cruz do duplo vaso as un circulo lea rato.

C lin cruz em vo duplo vaso e dia to prato espanhola serpente em p lan da cruz em gato homem rato flag, bandeira em west, we st vi rato gi ni a, si te circulo forte da ne do quadruplo vaso ee kapa ap os cruz do rato do circulo da serpente circulo em te do st, e em no da un circulo em g p lan serpente to vi serpente it ot home rato da elevação do co ming prato e mara to Y serpente tate serpente filha da cruz do homem do vaso do rato serpente da Y.
Serpente home da sa id circulo em cruz rato ove do rato si espanhola ove rato da cruz homem de le gato a tio ns fr a to om mic hi, ene r g y gan e Flor em circulo id am us cruz segunda rato e sol vaso e da spa serpente primeira coluna da pa os cruz do rato do circulo st primeira Y em gato em cruz do homem is rato a ce un til cruz homem rato e ap os cruz do rato do circulo do forte da serpente ano mine e tambem do tam no pão vi circulo us primeiro Y primeira am gato circulo em gato to do duplo vaso circulo do rato kapa as homem ar a to da si can to segundo co met chapéu no mine e, a spa serpente dupla do homem sa id.

T hat serpente o un d ed forte ine to RATO ep. Mi ke Do Y primeiro e o forte Penn sYlvania, an un co m mit ted superato del e gate. a spa serpenteI t h ink mo st o forte us o u t o forte rato es pe ct forato herato arato e circulo on t en t to wait a li todo o terreno le primeiro on ge rato, he sa id.

E di tora to ap os to fr o Serpente mu it to ot E do is p on to serpente d av id es po co vaso e rato serpente prato e side muito tia primeiro poli tic serpente forte do rato T homem às soci a te dia do prato es serpente ema e primeiro serpente tora to Y primeira coluna maior Serpente tora to Y P rato em cruz ab primeira e v i e duplo vaso Y a homem do duplo circulo p em to e x circulo primeiro mação b u zz rato E comenda, co mm en dia cruz homem is Serpente tora toy rato e comenda It do is p on to serpente ave rato a ge en t r ep ar en te sis terceiro circulo do vaso da ot es par en ti sis do sargento deitado rato e comenda e d serpente tora toi es E l e circulo tio ns tam no pão am a g a i ns s up e rato de primeiro e porta serpente C li muito to muito vo do duplo vaso serpente to st primeira Y em rato a c e AP tam no pão am, primeira do pi ck serpente up s up e rato de primeiro e porta e serpente vaso do pp o ra t ot AP Circulo li muito to muito, tam no pão am à primeira inglesa co un te do rato do primeiro ab Y gato circulo ne one da manhã e ra to e ca em duplo vaso est vi rato g in ia AP G O P primeiro circulo da ss co do vaso primeiro dia da cruz homem rato e em cruz da leoa inglesa do rato serpente homem ip Poli tic circulo c, primeiro em to muito p us homem espanhol do primeiro homem e ad do duplo vaso it do homem do duplo vaso do homem it atingido e médico da cas da aposta, A P M o st we dia do forte do home inglês da poli tic serpente tam no pão ama gata primeira e ns serpente up e ra to de primeiro e porta serpente, circulo c do primeiro em cruz em vo ws to st primeira Y em rato a ce AP Ti rato e dia do vaso ot e do rato serpente da sa Y do demo do circulo do rato primeiro do tarado sexual ap os tr o f o prato e mara to Y do fi do gato da home da cruz da di do vaso da isi vaso e rato da europeia te do rato serpente homem i da ene rato gi do grupo ll, primeira rato Y circulo do li muitas cruzes em sa Y s serpente homem a p s oto primeiro do circulo do grupo ll st primeira Y em cruz do homem do prato espanhol id da inglesa tia do primeiro rato a ce AP Pen cruz do pentágono, a gato on rato e a di espanhola do pe o p l e, p l ane serpente do forte a to maior Y primeira muito mara to a id AP API muito te rato vi e duplo vaso do is p on to serpente P au primeiro son da sa Y serpente circulo rato e dia it circulo rato isis maior Y segundo forte ad em gato da AP RATO e primeira te dia do Vaso id e circulo Ana primeiro Y sis do is p on to serpente gata da am e ove rato forte do rato C li muito to, muito forte circulo do ice AP C li muito to muito p us homem espanhol em to do duplo vaso do est, vi rato gi ni a AP sargento deitado A ll da ne ws vaso id e o AP Ph oto do is p on to serpente em cruz do homem is outubro ponto 6, da segunda divisão do 007 forte da ile p homem oto Demo do circulo rato primeira do tic prato espanhol id da inglesa tia do primeiro homem do circulo do pe forte vaso primeiro, Serpente inglesa, home ene rato g y e grupo ll a rato Y , ra to do dia do presunto Circulo li muito to, muito, Dia do forte do home inglês Y do ponto da vi r gula dos t r es circulo da Else duplo vaso he rato e circulo muito cruz do homem da We b P circulo li tico do is p on to serpente G OP primeiro circulo ss co vaso do primeiro dia da cruz homem rato e a cruz em inglesa lea do rato ship ABC Ne w sd circulo is p on to serpente Co at Co ed Co u primeiro dia da Serpente ue Lohan forte a to Serpente ix Fi g u rato espanhol do Mc C l a cruz do circulo do homem Y da Ne ws pap e rato serpente do is p on to serpente Dr a to ama do fi do ll serpente G ua muito cruz ana mo duplo vaso a rato co u rato cruz b vaso da cruz da serpente circulo un dia rato ema e ns circulo ff ad vaso e rato TI se do semem maior do ingles da cruz E primeiro e circulo tio muito circulo do oitavo Ne a rato primeiro Y cruz do homem rato e tam no pão am a mo vaso e dia do circulo primeiro os e rato to cruz homem no mina tio muito on cruz maior vaso espanhol da Y, serpente co rato em gata a do duplo vaso em e com a na ra tora cruz do duplo circulo do duplo vaso w e circulo ss.

Ne x t st circulo p do is p on to serpente duplo vaso est vi rato gi n ia tam no pão am a pi ck serpente u p forte vaso ur rato mora cruz oe super a to de primeiro e porta serpente Mc cain co do vaso do rato tarado sexual b lu e forte do homem inglês co do ll a rato
Demo do circulo do rato a tarado sexual Ne do ws circulo ove rato a ge fr a to om Y circulo vaso do rato serpente tate See cruz do homem de le porta co un e cruz e primeiro a te st do po da ll serpente Ad dia do homem da ad primeiro ine serpente to Y circulo vaso rato do pe rato son a li ze dia Maior do duplo delta, Y Y , primeira do homem o duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação pa ge inglesa cruz e rato e par en te sis Ab circulo do vaso da cruz do Maio Y Y primeira do homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação and RATO SS en t r e par en te sis, rato a ce forte o rato ap os t olo circulo oitavo do homem do forte ingles da energia do grupo ll a rato Y Circulo lin to muito Ad dia to MY Y primeiro homem do duplo circulo p em to e x circulo primeiro mação Ad d to rato SS Demo circulo rato a tic Pa rato da cruz Y Ad d to M Y Y primeiro homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação Ad d to RATO SS E primeiro e circulo tio ns W ira to espanhol Ad d to M Y Y a homem duplo circulo p em to e x circulo primeiro mação Ad d to RATO Serpente SE le circulo tio ns segundo do duplo circulo do oitavo Ad d to M Y Y a homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação Ad d to RATO SS sargento Mora cruz oe ne ws fe e ds NE WS A LE RATO TS Ge cruz ana primeiro e rato cruz do duplo vaso do homem inglês da cruz , ele rato duplo e ne duplo vaso s tora toi do espanhol ab circulo do vaso cruz do is p on to serpente B a rato a c k tam no pão am a Sena tora to Circulo li muito to muito serpente inglês.

C l a i r a cruz do oe do Mc Ca ski do grupo ll Nora cruz ot homem Carolina RATO e pub li can Para da cruz da ot Y homem e ll a rato Y RATO do dia do duplo circulo do ham C lin to muito sargento Mora cruz oe a le rato tarado sexual Y a homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação do forte inglês do M Y Y a homem do duplo circulo do p em to e x circulo primeiro mação do forte inglês do Mail Sea rato circulo hd circulo is p on to serpente A ll Ne ws Y a homem omo duplo circulo do pop em to e x circulo primeiro mação Ne ws de muitos grandes círculos do primeiro Y Ne ws Ph oto serpente Vi de ob ar ra Au di circulo Ad van circulo e dia do Prato e mara to Y na vi gato a cruz io muito homem do circulo da me vaso .

Serpente do Bu do autocarro do sin ess W o rato primeiro dia inglês te ra cruz ota em maior inglesa cruz Spor a t ota ra do sexual Tech Poli tic serpente dupla da cie muito ce Homem e a primeira cruz do homem da T rato ave primeiro Mo do st Pop vaso primeiro a rato circulo maior do dd da Ne ws O do pi ni on Co p Y rato i gato do home da cruz do co do py da direita segundo do duplo circulo uk do oitavo 2 00 8 T homem às soci primeira cruz e dia do Prato espanhola serpente.

A ll rato e gato do homem tarado sexual rato e se rato vaso e dia da cruz homem em for a tom a tio muito circulo em cruz a ine dia em cruz homem AP Ne ws rato e po rat ot ma Y n ot segundo da pub primeiro is homem e dia, br a to circulo ad cast, rato e duplo vaso rato it o do circulo de todo o terreno inglês, o morcego, circulo do duplo rato e dia is cruz do rato ib u te dia homem do circulo do vaso tt homem do pr a toi circulo do rato duplo vaso rato it o do circulo do terreno inglês au thor a to e cruz do Y circulo forte cruz do homem As soci em e dia do Prato espanhola serpente.

Co p Y rato e gato do home da cruz do circulo do co py da direita segundo do duplo circulo do set Y a homem do circulo dupla A ao ll rato e gato homem tarado sexual rato e se rato vaso e dc circulo p Y ra toi gato home da cruz do bar do ra IP Po li c Y bar ra da T e rato ms circulo forte Se rato vaso ice bar ra do homem elp bar ra do forte ee dos db a ck no cruz ice do is p on to serpente We colle circulo t pe rato son al in forte a tom a tio muito on t h is si te. To lea raton mora cruz do oe ab circulo vaso da cruz do homem do duplo vaso we us e Y circulo vaso rato in fora tom a cruz io muito, see circulo vaso do rato do sargento do Prato do iva circulo Y Po li circulo Y

v n h do forte invertido quadrado d homem

p dn f d fe w

homem serpente maior b do w da cruz quadrado
coisa estranha, ontem falava que as peças que suportam as asas da minha secretária, tem seis perninhas muito belas de meninas, mas depois foi confirmar, pois na realidade como já o escervera das primeiras vezes que a elas me referira, são setes ancas, e não seis, ou seja duas mais um contando uma outra terceira perninha, eh, eh, eh

es ce rato vera daa pre e me ira serpente vasp, vaso e ze seprente em e rato efe ria são sete serpente anca, circulo do vaso do seja du as maior is primeiro circulo me di rato rena en adao, uma outra da terceira pe rato nin homa a e home da vi rato da gula do, e, homem e e home do home do oe

acresço tambem que em cima ao lado do micro ny amarelo e da carapuça negra, depois estão as folhas conqueror das assinaturas de alcantara da qual sai o tal cd que mais parece ser uma serra de corte circulo e pro, que apontou e cortou as asas do coração vermelho da pedra, que será portanto do anão do machadao, ou axa, e por cima das folhas conqueror ao lado do anão, estão duas espirais de cera uma zul e branca do que fora outrora duas velas, e sendo que entre elas que ese encontram ao lado do anão e das carapuças dos microfones, estndo um ausente, estão pedaçinhos da cobra da madeira com a cabeça esmagada, a ponta da capa do anao tambem está em sua ponta sobre as duplas baquetas dos jogos de sport cento e um, que é uma caixa de jogos que a teresa trouxe uma vez para o francisco, assim creio, e que eu achei muito estranha, pois nao é grande coisa, mas que depois da separação cá veio ter, e me lembrei de que o livro da poesia do herminio, foi ela que mo ofereceu salvo erro num aniversário

car pi ç a da cara, en gato ra, d ep o is est ão as f circulo priemiro homam as conqueror das as sin ar ur ras de al can tara , co rato da te sic rato uk primeiro circulo e pr circulo si, machado adão do dao c on q ue ro a ao primeiro ado do anão, es n t rao e e la serpente peda ac cib corte homem os

o templario com a espada erguida e capacete semelhante ao da tapeçaria da ar , da guerra mundial, ou quase, entre ocidente e oriente, como escrevi ajoelhado está e seu pé esquerdo, pisa a corrente qu prende o dragão pelo pescoço, frodo que vai nele montado, nao tras sua espsada, a caixa de fosforos e os dois isqueiros estão hoje mais oa lado do vaso da vela da estrela que sobe no ceu em zigue zag no vaso do natal, dá-me ideia que já cá esteve alguem hoje, pois não me recordo de ter assim disposto os objectos nestes pequneos pormenores, geralmente a corrente do dragão está enrolada na espada erguida do templário e não presa e pisada pelo seu pé

guerra mundial circul vaso q ua ase en te rato ocidente e circulo rei n te, es q ue rato dão pisa isa , es ps ad a a ca si x a de fo s for serpente e serpente dos isqueiros est ão, vaso da vela da e rs e rato la, serpente ube, este vaso al gume h o je, ne s te s pee q eu no s por m en o r es, ge ra le mn te, te mp primeiro é rio e não presa e pi sada isa p elo s eu p é

z r j q ot h

s k p db u v

v mp f l t f g
ah minha doce amada, chamei-Te ontem sempre o que Te chamo, borboleta, imagem de Alma e me esqueci de Te contar que duas ontem pela manhã vi, a primeira me apareceu ali pelas bandas do condominio das janelas viradas para a lapa, era uma de asas grandes que fazem como um infinito em cada extremo , branca com traços negros, que bela era a meu olhar, depois uma outra mais pequenina, vuou em sentido contrário ao que eu vinha, e assim me virei e a vi contra a parede do prédio azul de belos azulejos por cima do ritalinos

in fi ni to em circulo asa ad a e x r emo, br anca

devia estar assim meio esquecido ontem, o que me é nomal quando nao estás ao perto pertinho de mim, assim em belo corpo teu chegadinho, que muito eu gosto de Te abraçar e dar muitos beijinhos sem fim,

o q ue me é nora ml

hoje está calor ,bom seria estar na praia contigo assim com as peles quentes a faicar, depois tomar banhos de sal e de seguida lavar-Te toda inteirinha com a minha lingua e ver-Te ficar preguiçosa a adormecer e depois acordar-te com o cheiro de belas e doces iguarias, que a praia abre sempre o apetite

h o je est + à ca do primeiro or, b om se ria est ar na pr ia aia c on ti gato do ciruclo com, as pe le serpente q ue entes af a e car, d ep o is tomar banhos de sal e d ep ois ac or dia do forte ar da sede inglesa do forte da te com cheiro e doces variados iguarias

e me esqueci do porque da história na paparoka, porque falara dos calmantes, pois ouvira eu em vesperas no espeirito o dizer, nao reparas-te ainda que te estou a dar opiacios vários, assim te sugo a força, coisa e tal menos tal, não reparas-te que cada vez mais dormes, e acordas mais tarde, na realidade, aquilo fizera eco profundo em mim, pois o que ouvia agora no espirito me confirmava o que já tinha pensado em meu botão, assim nas vezes o suspeito, qaundo por exemplo sei que entram cá em casa e por exemplo o café em seu saco aberto, parece ter uns graozinhos assim meios estranhos, mas que te direi, nao se pode tudo controlar, nem vou passar a coar o café, ou o que seja, e contudo esta imagem do espirito é infelizmente transversal, nos dias de hoje, qualquer maluco, frustado ou zangado, o pode fazer de diversas maneiras, e portanto é cada vez mais necessário trazer nas sociedades um controlo permenate e independente destas matérias, e burros são os que não reforçam os meios de quem a esta prevenção transversal se dedica

q a un do por e x e mp l circulo se e q ue ene t ram cá, par e ce r earo e vaso ns, g ra n z in h osdo as si maior mei os es t ra n h os,q ual q ue rato maluco, ou n ala to, o p ode f az e rato de di v e rato sas maneira, ou seja cabo verde, ou seja ainda maior ane ira serpente, c on t rolo per me nate e independente d es t as sn mat éria asa

pode um maluco zangado e frustrado , assim se dizer, vou-me vingar e existe gente a mais no mundo, trabalho num talho e ponho um virus na carne, ou um outro num laboratório, pois o virus da sida no oleo dos preservativos, e por ai fora ao negro infinito

p ode preimeiro maluco z ang gado e fr serpente do vaso da cruz ado, vi rus serpente c id a no circulo leo dos preservativos

a senhira das asas de la, quando lhe falei dos calmantes, sua cara de imediato se fechou, a espelhar a mim e à minha inquirição , uma confirmação de que assim era

a s en h ira das a s as a de la in q u e rato são, uma c on firma são de q ue as si maior e ra

sabes amada, voltei ao texto ultimo que ontem publiqeui pois merece ele a faca, de forma a desvelar mais do seu sumo, e assim me continuei ontem até tarde na madrugada a me ocupar, a bem dizer, com esse texto que depois de novo o publicarei, como uma outra cartinha que do outro lado do amor me chegou, ouvira eu no espirito depois de publicar, meia hora para entrar em prime time, e assim acontecera, que o prime time de hoje em comunicação está aqui nesta rede, nas televisões como alguem hoje no jornal dizia, só continua lavagem ao cerebro das gentes, Meu Deus , que parece que os jornalistas não mais existem, ou estão escravos de negros psicopompos das negras ilusões, em maquina de lavar permanente de neurónios em vez de os iluminar

circulo n vo circulo pub li va rei, am mr amo rato me che gato do circulo do vaso ira eu do no es pi rito, psi cop po mp os das negras e lu serpente da onda sobre o circulo do es espanhol

hoje de manha no ritalinos ao ler o jornal, outra vez a história da chapelada da eurovisão do la la la, que me lembrou do grupo do humam sex duo, um belissimo duo canadense de quem eu passei umas obras no lusitanea expresso, uma das peças masi, maior si de, belas, dançavam eles num estudio e depois a agua subia à medida em que dançavam, um dança viril, assim meio movimentos circenses, que belo era, não tão belo me parece ser esta associaçao deste guião que agora me propoem, mas não deizxa esta imagem de se reflectir numa anterior do meu livrinho do sonho de nova yorque, ainda não conhecia eu o la la la, antes já meu amado da rtp, aparecera a relembrar que portugal saira do festival por causa dessa chapelada, coisa meritória, se assim o tiver sido, que deram joias e outras coias afins para comprar votos das gentes em diversos paises, hoje era o cliff, que não me lembro em excato da canção, mas certaemente era mais inetressante, ine r es san te, do que a bela menina espanhola e catala do la la la, que só ganahria, gan ana do home da ria, pela sua beleza de virgem assim meio pubere como se usava nos gestos daquele tempo, vestido tipo coco channel, assim em roda, se calhar com botinhas de tacão alto e grosso, que não as vi, vi outra que aqui entraram em dia recente, bem como as calas ao lado de barcelona, do richard, sei que é um cliff, do cliff dos raapzes das pedras rolantes que hoje apareciam a muito sorrie e sei do outro richard o cliff, que mora cá no algarve, já o sei desde menino, e que faz belo vinho

a bela menina cubana yoani, parece que tem problemas em viajar, deveria o senhor raul dar-lhe permisso, quando ontem a vi, muito bela e doce me pareceu, muito fininha, evocou em mim a imagem da bettencourt, que ainda não está libertada, tenho que ir visitar o blog desta menina, mas ainda nao tive o tempo, pois sem Ti a meu lado, como tempo sem tempo tenho, meu relógio é ver teus olhos ao perto e muito beijar teus lábios e como vês não tras ponteiro

madona, diz aqui que beijas-te uma menina no olimpo, numa noite de champagne, beija sempre quem tu quiseres com ou sem champagne, que deve ser entrelinha dos malandrins para ouros liquidos eventuais

a serpente de sessenta e um , ou a sexta do primeiro at rop le o u os peregrinos a caminho de fátima, em santa maria da feira, deveriam existir caminhos de peregrinação fora das vias principais, para além de tudo era muito mais divertido e muito mais rico como viagem espiritual, e o caminho se faz a caminhar, caminhando, o que não vai muito bem com carros ao ap próximo

e x ix tir ca min home serpente doc irculo de peregrinação f o ra das vias das auto estradas,

depois fiquei a olhar para a foto do enterro da menina helena mascarenhas, que ao que parece namorava com aquele rapaz da voz grossa locutor e olhei a menina luciana que assim me cantou, a menina mostra um trança no cabelo como se usa nos paises eslavos, curiosamante pusera eu a tocar as vozes bulgaras em dia recente, um belissimo disco com belissimas canções que me acompanham há imensa luas

d ep o is fi q eu ia do olhar , para a f oto do en tr rato ro da me nina he l en a m a serpente ca ren h as na mora rava ava, ca belo co mo se usa nos pai s es es l avo serpente, c ur rui sam ante te p use ra eu primeira t oca car as vo ze serpente bulgaras

recordo agora de uma outra menina que parava ali no café da net em campo de ourique e que depois nunca mais a vi, e um dia falaramos de outras vozes de sememlhante gabarito, a da isabel silvestre nos cantares do manouche

disco agora de primeira uma menina a li do no do ca da fe da net em cam po de ourique, d ep o is n un ca mia primeira do vi, silves es t rato e no s can t ar es do mano vaso che

depois trás ela um colar de negras bolas ao seu pescoço que se desenrola por duas cobras assim meio grossas que descem pelo peito fazendo uma vesica, as bolas negras do colar do pescoço das duas cobras negras, o quadrado vermelho do dedo mindinho , ou do minho, da direita e dois quadrados vermelhos no dedo do anel da esquerda

co lar ene gato ra serpente b ola serpente , se dia es s en ro a l por du as cobras circulo fazendom di rato e tita e do is q au dr ado serpente vermelho

um Y primeiro dedo da mão direita, dois dedos na vesica do passaro branco e negro espelhado no reflexo da mala, depois de se ver um saco plástico que desenha dosi rectangulo sobrepostos dos quais sai uma vesica deitada em baixo, ou que deitou a vesica um zorro do angulo do bico terceiro da primeria vareta do triangulo do bau das espirais, flores do segunda coluna ,a do meio da ilha da diogo do infante do angul das torres, duplo zé maior ota

do si do os cais vaso e iza z bat e ria aa vaso ar eta de dede de bau das es pei rai seprente das flores, ang vaso primerio das torres

em coimbra um jovem se deitou de uma janela abaixo do quinto andar, deixou um acarat a explicar as razões, mas não se dizia quais, uma indução à morte, assim cheirei no perfume das curtas letras e me lembrei agora da outra mãe em coimbra que fora morta espancada nas urgências de um hospital

que belissima menina hoje pela hora de almoço aqui no prédio eu vi, cabelos compridos loiros cor do sol, labios como nuvens, Ah Meu Deus que bela era , eu no prédio a entrar, ela a sair da casa da outra loira, quando aquela porta se abre, minha cara logo se fecha, pois são tantas as negras histórias com aqueles estranhos moradores, por um instante me pareceu a outra loira, mas não, mil vezes mais bela, parecia que se esgueirava ainda meia estrumunhada de sono da cas, quase pé ante pé, e foi tão subita a visão que meu sorriso pelos antecendentes nem teve o tempo de abrir, abriu-se em mim fora a imediata memória das ultimas letras sobre os belos lábios assim feitos doces almofadas doces de doces ceus qeu requerem sempre muitos beijos e beijar, que bela é a menia, depois enauqnto descia os degraus fiqeui a pensar, que era muito parecida com aquela bela menina da capa do catalogo das lingeries, que ainda ontem nas letras entrara na carta, no pedaço das letras ao elfo, minha barrriguinha, fez agora um som de borboletas, depois vi no jornal o avião de cauda elevada com lema de profundidade em cima e borco escondido, o belo treinador lá vinha, fiquei a pensar se não seria o avião da cauda em baixo, pois a de cima era identica em como em T, e se por acaso não terá ele uma filha, e se a menina que acabara de ver não seria sua filha, depoi subi de novo à rua, é li num carro ao passar, serpente austriaca de um fiesta ford vesica azul

ontem à noite jantava tarde, ouvia a antena dois, e começei a ouvir marteladas lá em cima, irritou-me aquilo um instante, peguei no isqueiro e bati no mesmo ritmo, por debaixo da minha mesa, aquilo parou, o som estava baixo, não me apreceu haver motivo esse, mas acho que ainda mais o baixei

is q eu r ro e bat e no me sm circulo do ritmo, mo tico ess e

se a menina fosse minha amada, beijos lhe dava, mas marteladas nao gosto não, a não ser com verdadeiros pregos a juntar só tabuas para fazer um belo leito de amor, de resto parece-me sempre que estão a por pregos na cruz de alguem, coisa que não gosto nada

se mr pe rp q ue est são ap or pr ego seprente na cruz de al g ue maior co isa

ah que me fiquei assim a desejara vê-la de novo

sabe bela menina, lábios assim são belos e falam de bocas abertas em actos de amor, e neles sempre se imagina a escuta dos belos suspiros da linguagem secreta e sussurante que os amantes entre si se ofertam, por isso os lábios assim, entreabertos por natureza divina de quem em amor os fez, sempre convidam o amor, mas o amor não reside em exclusivo nuns lábios, nem petalas assim em belo abertas, dizem necessariemnte da sede, ou do desejo dela, que a beleza mora em todo o corpo e em todo o lado, e faz ninho nas emoções cuja casa é uno coraçao de amor, da bela arte do amor

c on id am circul mao rato n vaso ns l á b is circulo da ne pet a la serpente e f az minho ninho n as emo ç da onda oe espanhola, é un circulo cora são de mao rato

be, ontem te aqui te vi, numa canção que se chama, aquele que não pode ser substituido, o que sempre me aflige, mas a menina não que é muito bela e mora em meu coração, madrugada seria, dizia a menina para eu olhar para o lado, que era o seu esquerdo, mas como eu sou de todos os lados, olhei para o direito, e estranhamente ouvi , o que eu quero ali se encontra, olhei e vi um bilhetinho de metro com as seguinets anotações, nivers citara ia univers, cold fusion secret, nove seis cinquenta enove trienta enove do nove de noventa e cinco, fnac fr k da ama li ss sessenta arroba me s press sida, z ero o it o e pi só di o, espero que seja isto que me pedia

es q ue rato dão, o l homem ge e vi um bil he t in ho de metro com, as se gui net ts ano t ac ç oe espanhol no vaso e rato serpente citara

depois de comer sai ao jardim levar os restos aos gatos, ia eu descendo a rua com o elfo em minha cabeça e meu pensar, , um jornal dizia, que o elfo partira a loiça a falar de angola, em verdade um pires fundo da loiça inglesa se partira em dia recente ao lavar a loiça, nem percebi como, se estatelou com ruido no chão, fiqeui a olhar aquele sinal, sem o ter relacionar, mas a sentir a electrecidade estatica alto do ar no ar

do pires, o jorge do fundo da loiça inglesa se par t ira em dia, pr do rato cebi, fi q eu ia a olhar a ue le sin al s emo teresa rato e la cio n ar ma sas en tir a electrecidade , cidade es tati ca al to do ar no ar

agora qui no semi arco da paragem em frente a escola primeira do sesenta e nove com numero de porta da policia do quadrado do primeiro, entre metalica e never hide, o que me parece ser sempre atitude avisada, as folhas no chao fizeram por momento um pequeno turbilhão, como reflexo electrico da electricidade espiritual, lg arvore,

raro e f e l xo electrico, da ravora da primeira gata lg

passara por mim por altura da igreja uma menina, chiou agora aqui qualquer coisa, uma menina que trazia em sua lapela um flor com duas fitinhas ou tres que me remeteu para a sua terra se bem que as cores não fossem verdes, mais sim branco e prata ou parecido, que não fixei em seu excato, levava ela sua mão arrepanhando lateralemnte sua saia e então eu percebi um outro sentido na imagem da nicole na capa do esquilo, para que as pernas não fiquem ao leu no meio da ventania, depois tirou ela sua mão, e mostrou duas fitinhas que a saia trazia, e me lembrei de ver a bela oprah hoje no jornal com suas , ou um fitinha assim por cima da saia na altura das suas belas perinhas, vinha ela com um ar preocupado, bem distinto do que lhe vejo aqui na net ao lado de um belo rapaz , os dois muito a sorrir,

oa ss ar por mim no altura do episodio na igreja, chiou mais si si br anco, e x ac cat o primeira eva vaso primeiro e la s ua mão ent elevado ao eu pe rato cebi, pe rna s fi q ue um ao le vaso no mei circulo si aa t ra z ia a ss

a menina caminhava com os pés assim meios bamboleantes e ao vê-la , me lembrei da pedrada que aqui recentemente me fizera entortar o tendão e li ro ck in gato rio do forte do inglês lis boa do ponto so sapo da pt

me is bam bo le an nat es te serpente, aqui rato e c en te mn net me fi ze ra en t orta ar circulo t en dão e li

uma tangerina estava em cima da tampa elevada do caixote cinza as ondas em frente à escola, primeiro de sessenta e quatro , quadrado da vi gula de setenta li segur c ml xxx vaso terceiro, , primeiro do bar do ra da estrela lu do forte do angulo sexto do bico do glutão azul branco e preto da fn de oitenta e nove, bmw x tres ou cinco para o chao virado, do ze do forte ingkles do primeiro do sexto do forte do principe

tanger rato ina, q au dr a ado da vi gula de sete nat li segur , bar ra da est te rato la lu da fn oitenta en p ove nove, do alemão virado, do zé do foret do ing kpa primeiro es do primeiro do sexto do forte do principe

setenta e dois bombeiro voluntário, ou vaso b, de noventa e sete qautro aneis entrelaçados, donde será mais vaso, seis templos dezasete vaso oito volvo preto e prata, das fodas de dois mil eum do forte da serpente do electrico amarelo do elevador da bica serpente zaglo do circulo oitavo de setenta e oito da cadeira do almeidinha estufadores, ou estufados da cadeira d alameidinha, salsinha modelo, d seis be de noventa e seis negro do vaso da cruz do rato, e estrela de sessenta e tres de zorro do circulo, b vaso de loures sport, t ak e w ay cruz evereste, home da cruz dupla estrela verde se rato viço para f ora do bal do cão, noventa e tres a noventa e cinco circulo da cruz volvo preto e prata mil seis circulo nove do circulo das tres Y dos tres x vaso id cml, do v ze mil du zen t o s e sete n t a circulo dos tres x vaso terceiro, fn cinquenta e tres bmw prata vaso do principe do melo falcão da pontinha quarenta e nove de setenta e um rea renault
gato da cruz do rato vermelho, um folha esamgada em oitenta e cinco do forte do inglºes de quarenta e cinco gato do angulo do duplo circulo da nomada noventa noventa e tres vaso do gato zorro do circulo industral, as sombras na face do rei, slide do texto antes, vaso do ponto quatro vareta da z sara x car da sa do restelo trinta e seis de oitenta e ters no, terceiro do circulo de quadrado nissam kapa vaso circulo, ofe rta asis asus , dois vasos duplos deitados do gato lobo do angulo bob geldof invertido xl do ff, oitenta e um bp do leao vermelho da estrela do sete do circulo segundo parta ki a segundo angulo de noventa e seis do circulo do seis do circulo do terceiro gal santo ratado motor b ase rato gato rp seis do primerio do forte inglês, sexto do primerio do forte ingles de quarenta e tres ford f ur y

ah minha amada, já nem sei quando, se não ouço o bater de teu coração ao perto pertinho, a me marcar as horas sem horas, mas limpei a casa, a casa de banho em profundidade, até no seu chão a cera liquida do toiro assim tipo bisonte cheio de desejos de cavalgar lhe pûs

quando chegas?

até já


depois no es pi riot ouvi, ele é o rato de setenta e um, ele quem, o bob ? fora isto ao péd a igreja, o da kapa da igreja, obrigado, riga ob

dam xx f m f

s x t b n