segunda-feira, dezembro 01, 2008

Depois de publicar o p en u l t imo video, logo no seu ele se expressou , um rajada em turbilhão aqui abanou os vidros, e um grande trovão se ouviu passado algum tempo no ceu

D ep o is de pub primeiro do car o vaso primeiro cruz imo vaso id e o, primeiro ogo, a puta do duplo circulo que crava o falo na terra, oo use homem da primeira, ou seja, o vaso cruz ra ave zo serpente cruz rato emo ratos espanhóis, no serpente eu el e se e x press o vaso , um raja da em ti ur segundo a ilha ao aqui ab ban o vaso os vaso id rose um g rande cruz rova o se o vaso vi vaso passado al gum teresa mp circulo em no do circulo europeu

Este ultimo video está gravado sobre um outro video por sua vez gravado em dezassete de doze de mil novecentos e noventa e sete

Este vaso primeiro cruz imo vaso id e o e stá g rava ado serpente ob re um o vaso cruz ro id dv id e o por serpente ua ave z g rava dao em dez ase sete dedo zé e dó do is de mi primeiro n ove ingles cem to ze set e n ove venta en ove

Na imagem do video que está por detrás, é visível, o vaso, o botão da planta sobre a almofada vermelha do leito da asa italiana, e uma bateria cana, Xl primeiro, outra vez, o cabrão do restaurante ali ao lado da assembleia da republica onde entre outros as putas finas dos deputados comem, e onde uma noite aqui relatada, uma grande limousine branca, que depois tornou a aparecer neste livro, se encontrava a porta, uam semelhante a que está gravada no video de londres, já publicado

Na i mage m do vaso id e o quadrado ue e stá por det rá sé vaso isi iva do primeiro do circulo dol, circulo do vaso, o segundo ota o da primeiro antas, do porto, fcp, ob rea almofada vermelha do lei ro da asa italiana, e uma bat rato rei ira circulo ana, x primeiro prime iro, o vaso cruz ra ave zo circulo abrao do rato espanhol cruz au ra n te al ia o lada az da as serpente em be l, sino casa, do caso maçónico, ni vaso do co, ia da rato ep vaso segundo primeiro cias onda ingles cruz re o i vaso cruz rosa serpente putas fi n as dos deputados com e me em onda primeira no ite aqui relatada, um aa g rande lino usine br anca, quadrado ue d ep o is tor na o ua aa pr ac e rato neste primeiro iv ro, se ingles circulo em cruz rava primeira porta, uam semem primeiro h ante a quadrado ue e stá g rav ada no vaso id e ode de londres, já pub primeiro i cado,

Ou seja uma ira brasileira, as palavras do pr lula, davam já o mote no jornal, dos bandidos, a tentar salvar a pele ao publicista Washington, uma ira tambem provavelmente com o que sei que já anda mais uma vez a circular, do ainda não publicado sobre o encontro, armadilha e encenação com membros do governo, com corrupto bandido que se diz ser ministro da cultura, a ines pedrosa, a partipim, e ainda a ode londrina, o tal rapaz que também aparecia no fim de semana na revista dos bandidos

O use seja primeira irra br as i lei ra, as pala vaso ra serpentes do pr lula, d ava am j á omo o te ingles no do jornal, dos n ban dido sa cruz ingles cruz ar sala ava ra aa ep pa do pele ao publicista w as hi g ton, uma ira rata da cruz da am segundo em pr ova ave primeiro que mente com do circulo do que se i que j á anda maís primeira ave z ac cir irc vaso clo do dez , primeiro circulo do ar, do a inda n cão da pub primeiro i cado serpente ob reo ingles circulo em cruz rato ro, ar am mad da ilha e ingles cena ingles primeira sao com me bros do gi o cv e rato no, mo do co rr vaso pt o bandido quadrado ue se di z ser mini cruz ro da cu primeiro tota, a ines pedrosa, a par cruz ip pim, com primeira da partipim, e a inda a ode londrina, o ta primeiro rato ap az quadrado ue cruz am segundo ema ap ar e ceia no fi m dd e se m ana na rato e vaso ista dos ban dido serpente

O microondas por detrás da almofada do sofá italiano vermelho, onde por cima está um vaso que um dia a majorie me ofereceu, parece o microondas, um botão, ou seja , um enorme botão que é um micro ondas, ou seja, o botão da frequências que fizeram tambem cair as torres, ou e, os tsunami, por detrás do sofá italiano, almofada, mestre almofada, personagem do ícaro que remete para mestre de cozinha, a história das sopas, e dos sulphur, e da crise transistemica e global que vivemos no uno mundo

O mic das rondas nocturnas, por det ra serpente da al am o fada do sofá italiano verme primeiro h o, onda por rc circulo ima e stá primeiro vaso quadrado ue primeiro do dia p ria am mira maior ira da am jo rie me o fe rec eu, pa rece o mic das rondas nocturnas, um bor ao, cruz segundo otao, o use sj e , um ingles o rato me segundo otao quadrado ue é um mi circulo ro das ondas, o use seja, o segundo otao da francês e quadrado vaso ingles cia serpente quadrado ue fi ze ram cruz am segundo em ca ira as torres, o ue, o serpente ts un am is, por det ra serpente do serpente o fá italiano, al mo fada do mestre, o h um segundo ero eco, al mo da fada, per son a ge m do e caro quadrado ue rato e met e para mestre de co sin h a, a hi serpente tóri a da serpente sopa sé dos sh vaso primeiro p h ur se da seda circulo da ruze cruz ra n sis te mica e g ç la ab bal primeiro quadrado eu vaso iv emo sn no un do circulo do mundo

A bateria canon, que remete para o porto, está na bancada que aparece no video ultimo que figurou o castelo, as gentes do castelo nesta tramóia envolvidas, com ligação a cml, na primeira imagem está ela ao lado do angulo das torres, que se espelha n segundo video no angulo da cadeira do filipe do tubarão, um angulo deitado, ou seja um angulo que levou à morte, e que ecoou agora tambem numa imagem na india que remeteu para um dos ataques que me fizeram, depois do video, aquele onde o meu pé foi cortado, efectivamente muitos pés foram cortados na india

A bat reia abarth, escorpião, espanhol co cop ria circulo espanhol, fiat italiana amarela, o escorpião do deserto, o sapato das cobras, o que se mata a si mesmo, rato e la cio n ado com do circulo do porto, canon, quadrado da ue reme teresa do para do circulo do porto, e stá na ban circulo ada quadrado ue ap ar da rec na rece, ou seja nos comboios, e no vaso id e o vaso primeiro cruz imo quadrado ue figo vaso do ro vaso o cas te ç lo, as sg g ingles cruz espanhol do cas telo nest sta cruz rama maio i o ingles vo primeiro vi da sc om li g ac sao a cam ml, na prime ira rai mage maior me e stá el a ao primeiro ado do angulo das torres, quadrado ue se espanhol pe la h n se gun do vaso id e em no do angulo da cade ria do filipe do cruz ub do cabrão do barão, o horta e costa do titulo comprado, um anu primeiro g o d eu cruz ado, o use seja um angulo quadrado ue primeiro evo vaso à mo rte, e quadrado ue eco co vaso agora rat cruz am segundo em numa mai mage m na india quadrado ue reme cruz eu para do p rie mr rio dos cruz aqui vaso espanhol que me fi ze ram, d ep o is do vi dó, aquele onda o m eu pé foi co rta ado, f efe ct iva m net muitos p espanhol do foram co rta dao sn primeira india

A bateria está em cima da bancada como se fosse ou tivesse sido elevada pela asa da direita do sofá italiano, ou seja o asa do sofá do mestre, da princesa luana, que se eleva até ao plano onde está a bateria que se encontra no angulo da coluna da direita da bancada, ou seja masi uma vez castelos maçónicos, como a majo tambem trás ligação com a maçonaria francesa, e o vaso e a planta que ela me trouxe, não deixa simbolicamente de traduzir e ilustrar tambem esse ligação e esse simbolismo, a planta e o vaso que está por cima do micro ondas, ou que das ondas nasceu

A bat reia e sta + ap circulo da p puta do rolo serpente em mc ima da ban circulo ada circulo omo se f os se o vaso cruz iv ess e sid o el eva ada ep la asa da direita do si fá italiano, o use seja o asa do serpente o fá do mestre, da p rin circulo esa lu ana, quadrado ue se el eva a té ao p primeiro ano onda est á a bat e ria quadrado ue se e circulo em cruz rato ano e vaso lo da co un a da di rato eta da ban cd a, o use seja masi uma ave z cas telo serpente maco oni nin cos, com o a ma jota am segundo em cruz rá serpente li g ac corte capo com primeira maçonaria francesa, e ova serpente oe primeira p primeiro anta quadrado ue el am ne cruz rato ux ingles cão de nono da primeira serpente im segundo o li cam ca que mente de cruz ra du z ire vaso i lu serpente cruz rato ar cruz am segundo em esse al i g ac sao e ess e se im bo lis moa p la ta e ova serpente o quadrado ue e stá por rc ima do mic ro das ondas ds, o vaso quadrado ue das ondas na sc eu

O primeiro video foi publicado no blog em dezassete de fevereiro de dois mil e ste

O prime iro vaso id e o f o ip do pub primeiro i cado, brasil, no do blog, se g indo, se da gun do primeiro circulo do gato dos blogs, em dez as de dez a set e de f eve rei iro de do is mi ile st e

Começa com klaus nomi, ou seja remete para um alemão , ou austríaco, que agora nao me recordo de sua certa nacionalidade, que viveu em nova yorque e que foi dos primeiros mediàticos a morrer com sida, deveremos entender aqui a sida como sida ampla e global, não necessariamente no sentido restrito do vírus no corpo pequenino de cada um, ou seja a sida em nova yorque feita por um estrangeiro

Com eça co , m k ç a us nomi, o use seja reme met ep do para do primeiro alemão da ema mao da al , o vaso au st ria aco, quadrado ue a gor ana o me record ode serpente ua ce rta na cio na li dade, quadrado ue vaso iv eu em nova yorque e quadrado ue f o id os prime iro serpente me dia tico serpente a m or rato e rc om is da, d eve remos ingles cruz ingles der aqui primeira sida circulo omo sida a mp la e g loba primeiro, do global, n cão ne circulo ess aria que mente no serpente ingles tid o rato espanhol cruz ricto do vi ru si n o corp o pe quadrado vaso ingles ino deca dec da um, o use seja, primeira sida em nova yorque f e it cruz tap por primeiro estrangeiro

O texto, a voz , a fala, a palavra gravada no video, conta a morte da menina rafaela de oito anos, atropelada na av de ceuta, com um elemento que eu trouxe do local, um pedaço de vidro de um dos semáforo que fora previamente partido por quem a matou, e que curiosamente é metáfora dos lápis lazuli, a morte de rafaela, essa foi literal, bem como o envolvimento da pt, detectado no local, e ainda rafaela, a reverbar na belíssima menina do bar rafaeli, do bar do pintor italiano da renascença, rádio da igreja católica, que ecoava no minha ultima viagem levado pelas maos de um belíssimo grupo de meninas judias, antes desta linha da desgraça, que conduziu a matança na india ter acontecido, sendo que estas linhas ainda não se encontram escritas

O texto, av vaso do oz , primeira do fala do foret da ala do prime rio falo das duas, a pala vaso do ra g rav ada do no do video, vaso id é o circulo da conta da primeira morte da me nina raf a el a, at rp leda, cisne, pata, na av de ceuta, com do primeiro elemento quadrado ue e vaso do cruz ro vaso do ze da dol ocal, vaquinha, primeiro ped aço de vaso id dr ro de primeiro dos se mafora quadrado ue f o ra pro vaso do ia que mente par cruz id o por quadrado vaso ema mato ue quadrado ue cu rio as da sam que mente é met af o ra dos primeiro ap is la zuli, am morte orte de rafa e la, ess af o i li te ra al, segundo em circulo omo o ingles volvi em n to da pt, det e cat ado no primeiro ocal, e a inda raf ae la, a rato eve rba rna be primeiro iss sima me nina do bar rafaeli, do bar do pi n tor italiano da rena sc ingles ç a, rá di o da igreja cato primeiro i ca, quadrado ue e coa ava no min h a vaso primeiro cruz ima vi a ge m primeiro eva ado pe primeiro as maos de um be primeiro ii si mo g rupo de me nina serpente ju do dias, ant espanhol de sta da linha da de sg rato aça, quadrado ue circulo em du zo ua matança na india te rato ac em tec id o, serpente ingles dó quadrado ue e sta serpente linhas a inda não se e cn em cruz ram espanhol circulo ritas dos ritos dos ritmos da ria do ribas, rapazinho dos pontapés de karate, ex correspondente na américa, Washington, e servo do patrão dos parafusos e dos mídia


Sincronisticamente, como fora o tambem expresso, no video anterior, entre Qatar, torradas com gel, com substancia ligante, na cama, olho azul muito brilhante, e sonhos, indução rem, e um elemento que na india foi tambem morto, pertencente a um grupo de sincronicidades, que lá estava, de origem americana, e que provavelmente foi um dos alvos, se não mesmo o principal da acção que lá se deu, sendo portanto a outra parte, a matança geral, uma capa e não só , um símbolo, centro financeiro outra vez, como as torres, e tambem local dos falos das apostas na rede, apostas que como sabemos tem conduzida a imensa desgraças com mortes matadas, exite no video , um pequeno gesto discrteo que fala de dinheiro, ou seja talvez o sitio da aposta da desgraça, ou até sitio por onde desta vez e quem sabe em mais terá passado o finacimanto da acçao

Sin circulo ron is ti ca que mente, com o f o ra o ta m segundo em expresso, no vaso id e o ante rio ren cruz rato e quadrado ua tar, tor ra da serpente com gel, com serpente ub serpente tan cia li gan te, ingles a cama, olho azul mui to br ilha ante, e son h os, indu sao rem, e um el em ingles to quadrado ue na in da i f o i cruz am segundo em morto, per ten cente a um g rupo de sin cor ni circulo id ad e, quadrado ue primeiro á espanhol cruz ava, de o rig em am erica ana, e quadrado ue pro ova ave primeiro mente f o i um dos al vaso os, se nã o me serpente mo o p rin cip la da ac sao quadrado ue primeiro á se d eu, serpente ingles dó porta n to a o vaso cruz rato ap art a, a am mata n ç a ger el, primeira capa ingles cão ap ps oto dez serpente duplo o , um serpente im segundo falo, do cento financeiro o vaso cruz ra ave z, circulo omo as torres, e ta cruz am segundo em primeiro ocal dos falos das ap o sta serpente na red e, a ps ota serpente quadrado ue com o serpente abe emo serpente te m circulo em du z id aa em ingles sa de sg rato aça sc om mortes mata da serpente , e x it e n o v id e o , um pe q u en o ge s to di sc rt teo q ue fala de din he iro, o use seja t alve zo si tio da ap da posta da de sg r aça, o u a té si tio por onda de sta ave ze q eu em s abe em maís te rá p ass ado o fina c ima man to da ac sao


Tambem nesse video, eu estou entretido com o pedacinho de vidro que encontrei no alcatrão da av de ceuta, e ás paginas tantas com ele me piquei, como agora me piquei ao passar em frente à loja dos óculos da dolce e garbana, onde depois vi a imagem da fada que mal fadou, duas meninas rapazes, de óculos e ar duro, cabelo curto, que me remeteu para a sissi, e tambem agora me remete para a bela bar rafaeli

T am segundo em ness e vaso id e o, eu espanhol to vaso ingles cruz rato e cruz id o com o peda cin h ode vaso id ro quadrado ue ingles circulo em cruz rei no al cat ra o da av de ceuta, e ás pa gina serpente cruz anta serpente com el em e pi circulo quadrado ue i, circulo omo agora me pi quadrado eu ia o p ass ar em frances ingles te à primeiro o j a d os o cu primeiro os da do primeiro ce e g ar rb segundo ana, onda d ep o is vi a i mage m da fada quadrado ue m al fado vaso, di vaso as me ninas ra p az espanhol, de circulo o vaso primeiro oe e ar duro, cab elo dez do curto, quadrado ue me rato e met eu para a sis si, e ta am segundo em agora me rato e mete para a aa be do bar rafa eli

Sinteticamente, o fio ainda não escrito e por isso inda nao publicado, é o seguinte, livni, com um anel com um p, que ressoava numa outro parecido anel, com problemas em israel, com os mais conservadores, que acabavam de ganhar as eleições em Jerusalém, uma sequência das belas meninas israelitas, com a minha bela fadinha, com ar em véspera muito zangada, depois o comunicado atribuído a alquaeda, chamando um senhor de pela mais clara, de escravo a um outra de pele masi escura, como uma inversão, o, obama, noticias anteriores dos excessos das rapazes guerreiros israelitas em ferias na india, nomeadamente em goa, com episódios de violência e tambem associados a consumo de drogas, ácidos e congéneres, depois mais uns fios de cruzamentos com indianos e paquistaneses aqui na rua capitão pala ali ao pé da igreja católica, tambem chamada à colação agora relativa ao episódio na india, e Qatar, como símbolo do dinheiro, ou seja em suma, eua, israel, india, italia, igreja católica, india o local do bum, e uma tentativa de criação de guerra com o paquistao, sendo que os dois trazem armas nucleares e portanto se, se zangaram, estamos nós numa nova fase de guerra deste vez nuclear, que seria a final para o inteiro mundo, parece, mesmo um objecto dos malucos das apostas, que assim levam toda a gente a se guerrear

Sin pt i ca que mente, o fio a inda n cão espanhol circulo rito ingles m por iss o pub primeiro i cado, + espanhol o se gui n te, primeiro nono ni, com um ane primeiro com p rie mr rio p, que rato esso ava numa o vaso cruz ro par ce id dao ane primeiro, com pro segundo primeiro ema serpente em is ra el, com os masi circulo em serva dor espanhol, quadrado ue ac ab ava am de gan h ar as el e i ç o espanhol em je rato usa primeiro em, uma se quadrado vaso ingles cia das be primeiro as me nina serpente is ra e lita sc om a min h a be la fa din h a, com ar em vaso espanhol pera mui to z e gado, d ep o is o com uni cado at rib vaso id o a al quadrado vaso ae da, circulo h am ando um serpente ingles ho rato de pe la ema mai ca primeiro ra de espanhol circulo rato av o a um o vaso cruz ra de pele masi e cura, com o uma in vera o, o, ob am a, no tic as ante rato iro sd os e x circulo esso serpente da serpente ra p ze serpente g eu rr e i ros is ra el it as em f e rias na in dia, no me ad damen te em goa, com e pi serpente o di os de viol ingles cia e cruz a m segundo em a as soci ad as o a circulo em sumo de dr o g as, ac id os e circulo em g ene ero serpente, d ep o is mais un serpente f o ps com circulo ruza mn to sc om indianos e pa do ki serpente cruz ane ze serpente au ina rua ca apit tao pala al ia o péd a igreja cat o primeiro i ca, cruz am segundo em circulo h am da à co la sao agora rato e la cruz iva ao e pi so di em a india, e quadrado ua tar, com o serpente im segundo falo do din he iro, o use e j a em serpente uma, eua, israel, india, italia, i g raja cat o li ca, india o primeiro ocal do segundo um, e uma cruz ingles cruz a iva dec ria sao de guerra com o pa quadrado vaso is tao, serpente ingles do que os do is cruz ra ze m ar mas nuc ler as e porta n to ze se z an gara ram, espanhol cruz amo sn nós n uma n ova f as e de guerra de ste vaso e z nuc lear, quadrado ue se ria a fi n al para o ine cruz iro mundo, pa rece, me serpente mo um ob ject o dos malu cos das a posta serpente, quadrado ue as si em primeiro eva vam toda a g ingles te ase g eu rato rea rato

O texto fala da rafaela, avenida ceuta, sap , spa, carlos madureira cc subject re dvd xutos e pontapés. Date dez pe segundo do oo sete do traço ingles dezassete, do quadrado do set da cruz di dos quatros circulos, semáforos, av de ceuta, topografia, duas vias largas, uma paralela que permite a inversão, estrada para os bairros, rafaela, corredor de bus, sinal à direita abre masi súbito, oito anos, fotocopias moradores dede uma fotografia , da rafaela, picotos, vale de alcantara, onde corria o rio, esgotos de rede viárias

O cruz e x to d ala la da raf a el a, ave ni da circulo eu cruz as ap , ap da primeira do carlos mad ur e ira cc serpente ub ject red vaso d x vaso to ze p em tap espanhol, da te dez pe se gun dodo oo sete do cruz rato aço ingles dez a set e, do quadrado ua dr dodo set da cruz di dos quatros circulos, serpente ema foros, av de ceuta, to po g raf fia, du as vi as primeiro arga serpente, uma para lela quadrado ue per ni te a in vaso e rato sao, espanhol cruz rato ada para os ba i rr os, raf a e la, co rato red o rato d de vaso segundo us, sin al à direita ab rato ema si serpente ub bit o, o i to ano serpente, f oto cop isas mora dor espanhol dede uma f oto g raf ia , da raf a e lea pi coto serpente, vale de al can tara, onda co rato ria o rio, espanhol g oto sd e rede vi ária serpente

Se os sinais funcionavam correctamente, sub contratados que vao executar o parafuso, a colocação do vidro , ligar um radar, problemas de urbanização, vinte metros, corredores de autocarros, ultimo corredor, taxi, estes são alguns dos elementos semânticos que emergem da conversa

Se os sin a si f un cio n ava vam am co rr e cta que mente, serpente ub circulo em cruz rata do serpente quadrado ue vao e x vaso cu cruz ra o para fuso, a circulo falo sao do vi dr o , lia g ra primeiro do radar, pro segundo primeiro ema serpente de vaso rb ban iza sao, vinte do metro serpente, co rato red o rato espanhol de au toca rato ros, vaso primeiro cruz imo co rato red dor, taxi, est espanhol são al g vaso ns do serpente el em n to se man tico serpente quadrado ue e mer ge m da circulo em versa

Tribunal, provisões , coimas, radicais livres, buraco negro, desaparece o cosmo, cancros da tiróide, chernobil, o cherne da bil, urânio enriquecido no iraque e nos Balcãs, o iraque entrou no clube nuclear, mares, traço ingles novas energias, o nuno, Arrábida, investimentos, viagem na al tua, jardim e cancelas, jantar, jardim guerra, o home do banco, o rendeiro, guerra irao, amêndoa, seta, Algarve e páscoa, e entre rios, ponte, porco seth, circulo primeiro iv espanhol tres vezes não, tres vezes negou a cristo, pedro, o chi vaso espanhol , algarve, a rodagem do video em vilamoura na decada de oitenta,

T rib un al, pro vv is o espanhol , co ima serpente, radicais primeiro iv rato espanhol, segundo ur aco negro, de spa rec e o co serpente mo, can circulo ros da ti roi d f e, che rn o bul, o che rato me da bi primeiro, ur e cio enrique cid em o rato ia quadrado ue e nos bal cas, o i rato quadrado ue ingles cruz ro un o circulo primeiro ub be nuc lea rato ema mares espanhol serpente, cruz rato aço ingles n ova serpente ene rato gi as, do circulo do nuno, ar ab bid a, in vaso espanhol tim ingles cruz os, vaso ua ge mna al tua, jardim me can cel as, j antar, jardim guerra, o h ome do ban co, o ren de iro, guerra ira o, am ingles do a, serpente eta, al g ar vaso e me pa serpente coa, e net rato e rios, ponte, po rc o seth, circulo primeiro iv espanhol cruz rato espanhol vaso e ze sn cão, cruz rato espanhol vaso e ze serpente ne g o ua cristo, pedro, o chi vaso espanhol , al rato g ar vaso e, a roda ge m do vaso id e o em vila moura na dec a dd ad e o it ingles cruz a,

Oleodutos, veias, o encontro com o homem do turbante negro na av da liberdade, com a conversa do castigo de Deus, a sharon stone, em anuncio de perfume, a imagem do irao, ângulos nos eixos nos próprios semáforos, a semelhança com a palavra a comentar a imagem do programa de marcelo rebelo souza, entre rios, justiça. Espirito santo obras, jorge coelho, o ministro que se demitira, e que devia fazer era contrição e grande porque desta vez, na queda da ponte, foram muitos os que morreram e depois compor, não há moralidade e comem todos,

O primeiro led vaso to serpente, vaso e ia serpente, o ingles circulo em cruz roc om o h ome do cruz ur ban te negro na av da liber dade, com a circulo em versa do cas ti g ode Deus, a serpente h aron stone, em e un cio de per rf vaso me, a a ima ge m do o ra o, angula primeiro os nos e ix os ,no serpente pro p rio ss ema foros, a i mage m do pro g rama de mar ce lo rato e segundo e elo dez do serpente o uza, entre rios, j us ti ç a. Es pi rito serpente anto ob ra serpente, jorge co i e primeiro h o, o mi oni st ro quadrado ue se d emi cruz ira, e quadrado ue d e vaso ia f az e rato e ra circulo em tir sao e g rande po ru quadrado e de sta ave z, na quadrado eu dada ponte, foram mui to serpente os quadrado ue mor rato e ram e d ep o is com por, n cão h á mora li dade e com em todos,

Do video por cima, ou seja do mais recente e agora publicado, rápida colheita de elementos semânticos

Do vi ode por rc ima, o use seja do maís rec ingles te e agora pub li cado, rá pida co primeiro he it ad e el em ingles to serpente serpente ema man tico serpente

Rotários, roda da vida, símbolo semelhante, ino jardim, espia italiano, pt , cavalos de ferro, miguel horta e costa, tesoura penelope primeiro´oreal, madrid, nova yorque, jorge pego, jornalista e central em sines, al berto, nazis franquistas, cândida e van dunem, africa diamantes, trafico, acores, viagem do cavaco silva, espirito santo, segundo ingles ur ron , medicamentos, assinaturas de violência, assassina, tortura de guerra à imagem da guerra no iraque, e assinatura nazi, tortura ss, rio, metro contancia , constâncio, pepino no cu, trinta e tres, medico, morte ro vida, posta italiana, comboio, tremores, actos de tortura na guerra e espionagem, na guerra, gel tambor, anal, sudoeste, azul, do olho, sonho do leito, pesadelos, controlo e indução rem, métodos com diversos fins, desde pretexto de cura a indução da desgraça cumulativamente com as imagens publicitarias, como a ligação que terá de ter sido feita em relaçao ao anuncio do estampido, que levou à morte de um homem, e como as assinaturas do cio preparatório das desgraças agora na india

R ota acento ao rio serpente, roda da vida, serpente im segundo falo semem primeiro h ante, ino jardim, espanhol pi a italiano, pt , circulo ava lo serpente de ferro do miguel horta e costa, te soura p ene lope primeiro ap oto dez serpente o rato el a, mad rid, nova yorque, maior do jorge do pego, da puta homem, circulo ingles cruz rr al em sin espanhol, al be rato to, na z is fran quita serpente, can dida maçónica e van du ne m, africa dia men te serpente, cruz raf i co, aco rato espanhol, vi a ge m doc ava co silva, espirito santo, segundo ingles ur ron , me di cam ingles to serpente, as sin serpente cruz iras de viol ingles cia, as sas sin a, tor cruz ur ad e guerra à i mage m da guerra no ira quadrado ue, e as sin sat ur ana z i, tor vaso cruz ass, rio, metro circulo em tan cia , co ns tan cio, pepe ino no circulo vaso, cruz rin cruz a e cruz rato espanhol, me di co, mo rte ro vida, posta italiana, com boi o, cruz rato emo rato espanhol, ac to sd e tor cruz ur ana guerra e espanhol pe i em a ge mna guerra, gel do tambor, al ema mao, ana primeiro, serpente vaso do este, az vaso primeiro, do olho, sin h o do lei to, pesa d elo dez serpente, circulo em cruz rolo e indu sao rem, met o ds com di nono ero serpente fi ns, de sd e pr e texto dec cura a indu sao da de sg rato aça com mula cruz iva que mente com as i mage ns pub primeiro cia cruz ria sc omo a li g ac sao quadrado ue te rá det rato e sid o f e i ta em relaçao ao anu in cio do espanhol cruz am pido, quadrado ue primeiro evo ua acento ml rte de primeiro home, e com o a sas sin at ira serpente d o cio pr e p ea tor io das de sg rato aça serpente agora na india

Depois mais uma vez é visível, durante um instante na gravação do video, o aparecimento de uma imagem do video previamente gravado, esta imagem é idêntica pela sua posição, a um gavião, figura simbólica de horus, e que eu vi agora, figurada numa varanda de um prédio que se ve do cais da rocha conde de Óbidos, nos dias à volta deste ultimo cio descrito, patinador, copos, mg, e que foi figurada durante um breve instante, com um casaco pendurado na varanda, portanto alguém que sabia que eu andava por ali, nesse tarde, é um prédio na rua da misericórdia, antes de chegar a igreja onde está o padre que aparece nesta história, um prédio alto, amarelo, com tres últimos andares, todos recuperados em forma moderna, ou seja será então a morada da serpente da av de ceuta responsável ou com ligação à morte da rafaela, e ao roubo de meu filho, pois esse é texto do video, que está por debaixo, o publicado em noventa e sete, dezembro

D ep o is masi um vaso e zé vaso isi vaso el, duran te um ins cruz ante na g rava sao do vaso id e o, o ap ar e cie mn to de uma i mage m do vaso id e o pr e vaso ia que mente g rav ado, e sta i mage mé id ingles tica pe la serpente ua p o siç sao, a um g avia o, figo ra serpente im boli ca de hor use quadrado ue eu vi agora, fi f ur ad a numa varanda de primeiro pr é di o quadrado ue se eve doca is da rocha conde de ó bid os, no serpente dias à vo primeiro ta de ste vaso primeiro tim no cio de sc rito, pat ina dor, cop os, mg, e quadrado ue f o i figo ra ada duran te um br eve ins cruz ante, com primeiro ca saco pen dura dona varanda, porta n to al g eu m quadrado ue serpente ab be ia quadrado ue eu anda vaso por al i, ness eta zorro arde, é um pr e di em primeira rua da mi siri co rid a, ant espanhol de che g ar a igreja onda e stá o padre quadrado ue ap arc e ne sta hi serpente tór ia, um pr e di o al to, am ar elo dez, com cruz rato espanhol vaso primeiro cruz mo serpente and ar 4 serpente, todos rec up pe rato do serpente em forma moderna, o use seja ser + á ingles tao a mora ada da serpente da av de ceuta rato espanhol ponsa ave primeiro o vaso circulo om li g ac sao à mo rte da rafa el a , e ao ro ub ode m eu fi l h o, p o is ess e é texto do v id e o, q ue e stá por de ba nono o, o pub li cado em no ove en t a e sete, dez em bro ,



Antes de ontem, reparei que alguém aqui tinha entrado e colocado um dos meus casacos em posição invertida dentro do meu armário, e ontem de manha, caminhando pela mesma rua, quando ia a passar em frente a gnr, um autocarro me molhou a perna direita, e me disse que era dali um home da gnr que fora responsável por uma das cruzes que me puseram em noventa , umas calças de bombazina e uma mala preta, abandonada no muro da misericórdia, ao lado o restaurante do mar, ou seja do mar de Bombaim, assim parecia tudo aquilo indicar, honda seiscentos, jogos de computadores

Ant espanhol de em te m, rato epa rei quadrado ue al g eu m aqui tinha ingles cruz rato ado e circulo falo cado um dos me us ca serpente ac os em posi sao in verte da d ingles cruz ro do m eu ar marie em te m de manha, ca min h ando pe la me serpente ma rua, quadrado vaso ando ia a p ass ar em francês ingles te a gn rum au o carro me mol h o ua pe rna di rei ta, e me di ss e quadrado ue e ra dali um h ome da gn rato quadrado ue f o ra rato espanhol ponsa ave primeiro por uma das circulo ruze espanhol quadrado ue me p use ram em n ove ingles cruz a , uma serpente ca primeiro ç as de bom ba z ina e uma m ala pr eta, ab ban dona ada no m ur o da mis i ri co rato dia, ao primeiro ado o rato espanhol cruz vaso ra n te do mar, o use seja do mar de segundo om ba em, as si em par ceia tudo a quadrado vaso i primeiro indica rato, honda se i centos, j ogo sd e com puta dor espanhol

Esse frame do video , que emerge no mais recente, quando o vi, logo nele vi a bateria ao lado da coluna, no plano da asa do sofá vermelho italiano que desenrola, ou seja , a onda que serve de bateria e fez sombra no pilar da direita, faz a posição gravada nestes últimos video, em angulo entre o sofá italiano vermelho e o sofá da avo, onde nos últimos dois os tres naus se encontram deitadas fazendo um infinito deitado, sendo em seu interior visível, o símbolo da coroa da casa real portuguesa

Ess e francês am me do vaso id e o , quadrado ue e mer g ue no masi rec ingles te, quadrado vaso ando o vi, primeiro ogo ne le vi a bat e ria ao primeiro ado da co primeiro un e pp primeiro nau da asa do serpente o fa verme primeiro ho italiano quadrado ue de serpente ingles cruz ola, o use seja , a onda quadrado ue ser vaso e de bat ria e fez serpente om br ano pilar da pampulha, a musica, da di rei ta, f az e a posi sao g ra vaso da nest e vaso primeiro cruz imo serpente vaso id e o, em angulo ingles cruz reo serpente o fá italiano verme primeiro h oe o serpente o fá da avo, onda nos vaso primeiro cruz imo serpente do is os cruz rato espanhol na au us se ingles circulo em cruz ram de it ad as fazendo prime iro infinito de it ado, serpente ingles do em serpente eu in teri o rato vaso isi vaso el, o serpente im segundo falo da coroa ad da cas rato e la portu guesa

Esta imagem mais recente dos video jogos ressoa na caracterização que foi feita da forma como os comandos actuaram na matança da india, como se estivesse, rindo, assim narraram as noticias, ou seja se assim foi, uma clara assinatura de alteração de estado de consciência, um êxtase provocado, e uma semelhança com os jogos de guerra on line que os meninos jogam hoje em dia entre si, pela rede, tambem rindo e sorrindo, naqueles jogos que reproduzem nomeadamente a guerra do iraque,

Es sta i mage m maís rec en te dos v id e o j ogo s r esso ana cara teri iza sao q ue f o i fe i t ad primeira forma com o os com ando s ac tua ram na mata n ç ad a india, com o se es t iv esse, r indo, as si em na rr aram as not i ca s, o use seja sea ss em f o i, primeira clara as sin a tura de al te raçao de sta ado de co ns cie en cia, um e x tase pro ovo cado, e uma se m l h anca com os j ogo sd e guerra on l ine q ue os me nino sj o g am h o je em dia en t r es i, pe la red e, ta m b em r indo e sor r indo, na q eu l es j ogo s q ue r ep o ruze em no me ad dam nete a g eu r ra do ira q ue,

Depois do trovão a maquina de café da krups, ao ligá-la fez pum, ou seja entrou em curto circuito, mas isso poderá ter sido feito por algum, ou seja ter sido preparado, por algum que cá entrou

D ep o is do t rova o a m au ina de ca fé da k r ups, ao li g á do traço ingles de la fez p um, o use seja en t ro ue mc curto cir cuit oma s iss o p ode rá ter sid o f e i to por al gum, o use seja ter sid o pr e pa r ado, por al gum q ue cá en t ro u


Antes da desgraça na india, uns cruzamentos aqui na rua capitão pala, e antes um outro senhor indiano de turbante negro, aparecera no jardim, ao final do dia, quando lá fora de novo procurar o cheiro daquela gota de perfume que aparecera no fim de semana dos artesãos, desta vez, antes dos acontecimentos na india, primeiro um cruzamento, eu descendo, dois indianos subindo, cumprimentam-nos do outro lado do passeio um rapaz com ar de português ia andando de forma estranha, e depois em dia seguido, tres que seriam provavelmente do paquistao, um a frente, rapaz de casta elevada e dois atras como se fossem seus guarda costas, olhamo-nos só , o rapaz vinha com cara forma mas fechada

Ant es da de sg r aça na india, un s c ruza men to s au ina rua c apit tao pala, e ant es um outro s en hor india ana ode ti rb ban te negro, ap ar e c ra no jardim, ao fi n al do dia, q u ando l á f o ra de n ovo por cura ro che iro da q eu la g ota de per rf u me aque pa arc e ra no fi maior da se mana dos at r es o es, de sta ave z ant es dos can c ot e ce em n to s bna india, prime iro um c ruza men to, eu de sc en do, do is indianos s ub indo, c u m p rime rn t amo do traço da inglesa no sd o outro l ado do p ass seio primeiro ra p az com ar de portu gi es ian dan d ano de forma es t r anha, e d ep o is em dia se guido, t r es q ue se r iam pro ova ave l que mente do paquistao, um a fr n te, ra p az de ca ts el ava ada e do is at r es com o se f os se m se us guarda costa s, ol h amo do traço ong l es no ss ó , o ra ap z vinha com da cara forma mas fe cha ada

Ouvi eu no espirito o dizer, que tinham retirado, textos deste Livro da Vida, sendo assim este Templo Profanado em Suas Pedras, alguém que dizia que tinham tirado o texto, que referia, exactamente os brinquedos que eu a teresa tinha-mos para nossas brincadeiras, ou seja, quem o fez, fe-lo com a conivência dos blogger, e das polícias, ou do grupo que tentaram à minha morte em dois mil e cinco,

O do vaso do vi eu no espanhol do pi rito o di ze rato, quadrado da ue tinha do ham rato e tir ado, textos de ste L nono ro da vaso id as serpente en do as si maior do este te mp dez p rof ana ado em serpente da ua serpente das pedras, al gato do vaso é maior quadrado da ue di zorro do ia q ue tinha ham tir ado o texto, quadrado da ue rato da efe ria, e x ac em teresa mn te os br in quadrado da ue do serpente do q ue eu primeira da teresa tinha homem da primeira do traço do ingles sl mo serpente do para no serpente das sas br inca de ira serpente, o use seja, quadrado do vaso do emo fez forte e do traço ingles primeiro do circulo de dez com da prime ria c oni vaso en cia dos b lo gg e r seda s poli cas, o vaso dog rup circulo quadrado da ue cruz en cruz do p circulo da ua min home da primeira mo rte em do is mi el e circulo inc o,


Portanto a quem o fez, digo para o repor onde estava, pois não fui eu consultado para que alguém tirasse, espertos, com esta tanga, que no fundo faz parte da vossa estratégia, pois saberiam que havia um momento, que vocês agora despontaram com mais um cio, em que vos daria jeito, dizer, que eu não teria dito tudo , como tenho dito, seus filhos da puta, ardei bem no inferno, a medida exacta em que o mereceis, achais porventura que eu terei alguma coisa a esconder!


Porta n to aqui da eu emo fez, di g o para o r ep o ron de est stav ava, p o is n cão f u i eu c on sul t ado para q ue al g eu m t ira ass e, es per to sc om e sta tam n g a, q ue no f un do f az p arte da v os sa es t rate gi ia, p o is abe r iam q ue h avia um mo m en to, q ue vo c es agora de s p ola t ram com maís primeiro cio, em q ue v os da ria je it o, di ze r, q ue eu en cão te ria dito tudo , com o t en ho dito, se us fi l h os da puta, ard e i b em no inferno, am e dida e x cat a em q ue o mer rec e r is, acha is por v en tura ne sta al tura do cam pe on a to q ue eu te rei a l gum a co isa a es conde rato da s eta cravada no chao

Curiosamente vinha noticia recente, da parte espanhola dizer, que haveria provas ao contrário do que sempre o durao disse, de ele ter conhecimento dos voos da cia, que se inscreveram em actos de tortura, ou seja uma forma eufemenisticamente de dizer, dos que tentaram matar em métodos, assim revolucionários e da tradição, tao bem espelhados nas prisões no iraque

C ur isa que mente vinha not tic cia rec en te, da p arte es pan hola di ze r, q ue h ave ria por v as ao c on t rá rio do q ue se mp reo durao di ss e, de el e te rc on he c em en to dos voos da cia, q ue se i ns c r eve ram em ac to s d e tor u t ra, o use seja primeira forma eu f emi s tica de di ze r, do s q ue t en t aram mata rem met o do sas si mr evo lu cio na rio seda t ra di sao t aa ob em es pe l h ado sn as pr is o es no ira q eu

Masi uma vez a mao de durao, quem diria, entre outros tantos

Masi uma ave zorro primeira mao de durao, q eu m di ria, en t rato maçónicos se e outros t ant o ds

Depois da abordagem dos piratas a questão dos pepinos, obama, aparecia do outro lado do oceano em imagem om de se viam as riscas vermelhas da bandeira americana inclinada, num gabinete tipo arranha céus, a referenciar as torres, com uma caixa de tres livros com lombadas separadas como vibradores duplos, ou seja tres circulos a vibrar, e ao lado uma brincadeira de crianças que ressoava na tesoura , no martelo e no pepino, que ra rock paper sissors, ou seja ro circulo kapa, puta da ap pe rato das te soura sis sor serpentes

D ep o is da ab o rda ge maior dos pi ratos a q eu s tao dos pepe ino s, ou seja da matança em madrid, ob am a, ap ar e cia do o u t ro lado do o cea q no em i mage maior mao do om de se vaso do iam as r iscas vermelhas da ban de ira am eric ana e circulo da lina ada, no primeiro da gabi nete t ip o ar rata da anha ce usa rato da efe ren cia ra as das torres, com da primeira ca nono da primeira ad e t r es l nono ros com l om b ad as se para da sc omo v ib r ad o r es d up l os, o use seja t r es circulos avi br ar, e ao l ado uma br i cna de ira dec r ian ç as q ue r esso ava na te soura , no mar telo e no pepe ino, q ue ra rock paper sissors, o use do seja ro circulo kapa, puta da ap pe rato das te soura sis sor serpentes

Tambem declarara antes que pretendia que a América recuperasse a moral no mundo, ou seja para o fazer, terá que ser esclarecida a questão das torturas e dos raptos em diversos países, bem como o fecho de guantanamo, a ver vamos, se a eua recupera a tao desejada e tao necessária, a ela, moralidade face ao mundo e antes perante ela própria

Tam b em dec al r ar a ant es q ue pr e ten dia q ue a am erica rec u pera ass e a mora al no mundo, o use seja pr a o f az e r, te rá q ue ser es clare cid aa q eu s tao das tor t ur as e do s ra pt os em d iv e r s os pa ise s, b em com oo fe cho de g u anta na mo, ave r v amo s, sea eua rec u pera a tao de seja ada e tao ne c ess aria a ela mora li dade f ac e ao mundo

Eu por mim, nada tenho como sempre a esconder, digo-vos sempre a verdade, mas mesmo dizendo-a parecem que outras a escamoteiam, coias perigosa, como se ve, e todos sabem

Eu por mim, n ada t en ho com o se mp rea es conde r, di g o do traço ong l es do ovo se mp rea ave rda dade, mas me s mo di z en dodo traço ong l es da p rime ria pa rec em q ue o u t r asa esca m ot e iam, co ia s pe rig o sa, com o se ve, e todos s abe maior

No miradouro de santa catarina , olhando o castelo em frente, as luzes me apontaram o ponto vermelho do triângulo dos tripés maçónicos, ou seja, confirma-se que os porquinhos do castelo são maçónicos, o que explica em parte as imensas garras que trazem sobre a justiça, policia e tribunais neste país

No mira do douro da santa catarina, a donzela esposa de gutierres, ol h ando o cas telo em fr en te, as lu ze es me ap ao n tar ram o ponto vermelho do t r ina gula dez dos t r ip es m ac oni cos, o use seja, c on fi r ma do traço da inglesa seque, canon, os por q eu in h os do castelo são m ac onu cos, o q ue e x p l i ca em p arte as si m en sas garra s q ue t ra ze m s ob rea j us ti ç a, poli cia e t rib un ais nest e pa í s


Sabe bela menina, nessa noite, depois de ver o barco assim a espelhar as luzes dos tijolinhos de seu belo vestidinho, e depois de ter ouvido no espirito que a tinham embalsamado, que até me arrepiei com o que as bestas inventam, e que deveria ser uma forma pouco simpática de falar em laqueação, e na esperança que ninguém lhe tenha feito a si ou a outra , uma tal coisa, a que se chama aqui no mundo ocidental, amputação, me sentei, ali no banquinho que reproduz, o kanguru huaawei, na paragem do autocarro e falei consigo um bocado, lhe dizendo, rapariga, veja lá se tira essa expressão e se sorri, devia ter sido uma espécie de despedida, coisa que eu não gosto nada, pois no dia seguinte o seu cartaz tinha ido embora, o barquinho tambem, depois voltou de novo uns dias depois, é muito viajada a menina, mas a expressão continuava assim na mesma esquisita, se precisar de alguma coisa é só dizer

S abe be la me nina, ness ano ite, dep o is de v ero ba rc o as sima es pe l h ar as lu ze es dos ti joli n h os de s eu b elo dez v es ti din h oe dep o is de te r o u v id don on o es pi rito q ue a tinha ham em balsa mad o, q ue a té me ar r ep pi e i com o q ue as be sta s in v en tam, e q ue de eve ria ser primeira forma p o u co s im pat i ca de f ala rem laque ac sao, e na es pe r ança q ue nin g eu m l he t en h a fe i to a si o ua outra , uma t al co isa, a q ue se da sec chama aqui do ino no mundo o cid en det al, a mp puta sao me s en te ia al ino ban q u e i n ho q ue r ep ro d u z, o kapa do am guru h ua a we ina para rage do a u toca r ro e f al lei c on sig o um b oca cad, l he di ze dn o, ra pa rig a, ave veja l á se t ira e es sa e x press sao e se sor rid id e v ia ter sid o uma es pe ice dede s pe dida, co isa q ue eu n cão g os ton ada, p o is no dia se gui n teo s eu cartaz tinha id o em bora, dep o is vo l to u de n ovo un s dias d ep o is, é mui to vi a jad aa me nina, mas a e x press sao conti n ua ava as si mna me s ma es q eu sita, se pr e c isa r de al gum a co isa é s ó di ze do rato

Sabe bela menina, eu sou muito feliz, mesmo na infelicidade em que me trazem, pelos problemas que sabe que eu trago, pois sei que o mundo está cheio de belas raparigas, ainda em noite recente anterior à india, me apareceu um bela menina que tambem trago no coração pois a vejo assim muitas vezes em fotografia pequenina tipo passe, e é muito bela, a duffy, e de repente dou com ela num clip ao lado de um rapaz cheio de swing, om, com uns óculos assim a dizer de que o cabrão sado masoquista do castelo de cascais, ou seria pelo candeeiro talvez o do palácio das necessidades com dois galgos de pedra, que dá cabo de meninas em sessões masoquistas, e depois vi a menina, ah que me disse como esta rapariga cresceu assim tanto, que bela estava e apetecível, e vos beijos a todos, à ausência de a beijar muito a si,

S abe be la me nina, eu s o um u it o f e liz, me s mo na in f el e i cade em q ue met ra ze m, p elo dez s po rb l ema s q ue s abe q ue eu t rago, p o is se i q ue o mundo e stá che i ode be l as ra pa rig gás, a inda em no it e rec en te ana t r iro a in dia, me ap ar e c eu um be la menina q ue t am b em t rago no co r sao p o isa do vejo as si m mui t as v e ze s em f oto g raf fia ia pe q u en nina t ip o p ass e, e é mui to be la, ad u ff delta, e de r e pente do u c om e la n um c l ip ao lado de um ra p az che e ode sw ingles om, com un s o cu l os as sima di ze r de q ue o c ab r o a sado maso ki eu ista do castelo de ca s cais, o u se ria p elo dez can di e iro t alve zo do pal cio das ne c es id ad es com do is gal g os de pe dr a, q ue d á cabo de me nina s em s esso es am s quitas, e d ep oi s vi a me nina, a h q ue me di s se cm o e sta ra pa rig a c rec eu as si em t ant o, q ue be la e stav a e a pet e c iv el, e v os bei j os a todos, à s ua s en cia de a bei j ar mui to a si

Aqui uma polícia dizia que a historia dos banqueiros que aqui se dá como se deu tambem em sua terra e em muitas outras, estaria quase a permitir dobrar o cabo, são muito complicadas as gentes aqui, nunca conseguem dizer uma frase inteira até ao fim, mas pode-se então pressupor que se trata das ligações aos nazis do cabo, e aos jogadores de poker e de outras negras apostas de matança

Aqui uma pol i ca di z ia q ue a hi s tor ia dos ban q ue iro s q ue aqui seda com o sed eu t am b em e ms ua terra e em mui t as o u t r as, est raia q u ase a per miri t do br aro cabo, são mui to com p li cada sas gene ts aqui, n unc a c on se gume di ze r uma fr ase in te ria a té ao fi maior , maso p ode do traço da inglesa se en tao pr ess u por q ue set rata das li g ac ç o es aos na z i z no cabo, e aos jo gado dor r es de p o k e red e o u t ra s ne g ra s ap das postas de mata anca do ca cortado


i ep le emel homem dat cruz homem do y mu ts de muitas energia da mu ts shin

reparai que o simbolo da india, é o simbolo da roda da vida, como uma roda de bicicleta e seus raios, como se nao tivesse um pneu

rato ep para da rai, q ue circulo serpente em segundo falo duplo circulo para o ceu virado, é o serpente em segundo gato falo da roda da vida, da bic sic l eta do vaso id da primeira, com circulo primeira roda da bi da sic primeira eta, e se us rai os com circulo se n cao cruz nono ess e primeiro pneu, pn europeu

reparai que o simbolo dos rotários, é uma roda com engrenagens, com dentes de engrenagem por fora do circulo, mas que nao se encontra, ligaodo a outra engrenagens, ou seja rodam os dentes no ceu

r ep rai q ue o s em segundo falo dos t otá rio serpente, é primeira roda do com das en g rana ge ns com dos dentes de en gara rama ge mp por f o ra do cir cu lo , maso q ue n cao se eon c em cruz ra li gao ds e outras en g renas ge ns , circulo use seja os dentes do n do ceu

noticias em muito maior detalhe em breve, espero eu de que...

no ti tic cia serpente em mui do to maio rato quadrado da eta alho em br eve , es p do ero europeu deque dos tres violinos, ponti, vi circulo lino, primerio ino serpente do italiano,

minha doce amada, ouvi-te eu pelo ceu, que se soubesses que eu te amava, abandonarias teu grupo e vinhas viver comigo, como eu te amo porque assim nao o fazes?!

oprea, opera rea , circulo pr rea