segunda-feira, dezembro 22, 2008

O livro dos sonhos em noventa e seis

O do primeiro nono ro dos son home do os e mn ove inglesa cruz primeira da espanhola é si

Comprei o caderno em lamego, na lojinha da igreja ou a ela ligada, diz , primeiro do circulo do leao, e x cruz ra do traço inglês forte ino do linho, ne do ze do noventa e dois, o terceiro de noventa e cinco,

Co mp rei o cade r no em la am meg em a lo jin h ad a i g r e k j aa o a el a li gada, di zorro , prime rio doc irc uk o do la leao do galeão galego gal inglesa do galeto, dos piratas, e x cruz ra do traço ong inglesa primeiro espanhola forte ino do linho, b ur el, ne do Ze do muito ove inglesa m cruz a e do is, o cruz rec iro de ni vaso inglesa cruz a e circulo inc o,

O leao está dentro de dois circulos, um dentro do outro, ou seja remete ainda para a imagem do jornal, onde se via uns brinquedos abandonados na altura dos fogos de verão na Grécia que depois ecoaram aqui numa rua, com objectos e desenhos de uma criança, que parecia que teria sido mal tratada,

O leao e s t á den t rode do is circulos, um den t ro do o u t estrela ro, o use seja r e met e a inda para rai mage maio do jornal, onda se vaso do ia un serpente br rin q eu do serpente ab ban dona ado serpente sn na al tura dos f ogo s de vera em primeira da gre cia grega quadrado da ue d ep o is e coa aram aqui nu ma rua, com ob ject os e de s en h os de uma c r ian ça, q ue par e cia q ue te ria sid oma l t rata ratada,

Ontem na montra da livraria onde ficara agendado o próximo tremor e tsunami, aqui nestas terras de bestas e ladroes de criança, e bandidos, um livrinho semelhante na montra dava o resto da id, dizia o primeiro euro, passara a menina com vontade que lhe vi, livrinho para a minha mao, dizendo que era habito, antigamente fazerem-se copias manuscritas de livros , pressuponha-se impresso, europeu na duvida se o texto seria uma copia, contudo, masi um pedaço se identificou, um republicano, um republicano apaixonado por uma mulher

On teresa mna montra da primeiro nono ra rai onda fi cara a g inglesa dao o pro x imo cruz r emo r e ts un ami, aqui ne sta serpente terras de be sa ts e primeiro ad ro espanhola dec rei ina aças, e ban di id ds o, um primeiro nono rinho semem primeiro h ante na mon cruz ra d ava o r espanhola to da id, di zorro ia o prime rio euro, p ass sara primeira menina com von cruz ad e quadrado europeu primeiro he vi, primeiro nono rim muito h o para a min h a mao, di zorro inglesa dó quadrado europeu e ra h ab bit o, ant i game inglesa teresa forte az zé sé rem, psi, do traço da inglesa se circulo o pi as manu sc rita serpente de primeiro nono ro serpente , pr espanhola us pon h a do traço da inglesa se i mp press serpente oe un a vaso du id ase do circulo da texto editora., se ria uma co pi ia, contudo, ma si um peda aço se id inglesa tif fc o vaso, um r e pub primeiro i cano, um r ep ub primeiro i circulo ano a pi ix xo em ado por uma mul her, do ox circulo do XL so bo


Sonho em lamego no belíssimo hotel em cima das escadarias, de um para dois de agosto de mil novecentos e noventa seis,

Son h oe em la am meg em be primeiro issimo h ot al, hotel do tal total hostal, em circulo ima das esca da ria iam de pim, primeiro par do is de agosto de mi primeiro muito ove inglesa centos inglesa vaso oe inglesa ta se is,


Algures na marginal, masi ou menos onde auto-estrada entronca na própria marginal, estava europeu masi alguém ( ?) uns quilómetros à frente ( direcção cascais) quando por entre uma nuvem de um dourado alaranjado, aparece como que os últimos andares de um maduro prédio, maduro, antigo, num primeiro momento esperei que a nuvem ao passar revela-se o resto do prédio, tal não aconteceu, esses andares, tres ou quatro, estavam de facto a levitar, dirigi me para o local onde ao chegar se tinha instalado o pânico, algumas pessoas sobre a pria corriam, fugindo de um ser que entretanto e á medida que dele me aproximava ia crescendo, era preto, com um ar um pouco assustador( orelhas pontiagudas’) cabelo preto cerrado? Peludo? ) aproximei-me dele e travei um dialogo, perguntando-lhe se era que ele que vinha com a solução do paradoxo, qual era não me lembro agora exactamente, mas era qualquer coisa do genero,


Al g ur espanhola na mar gina al, maior sio um inglesa os onda au toe strada inglesa cruz ron csa na pro p ria mar gina primeiro, est ava europeu ma si al gume vesica da inglesa cruz rr e par inglesa te sis foice doc irc vaso primeiro do gelo, un serpente quadrado vaso i lo met ros ap ot rolo serpente as te r isco , as teri zorro prima e ira fr ente inglesa te rata par ren te sis da direcção de ca sc a sic au muito bd o por inglesa cruz re uma muito uve maior de p rie miro dó ur ado al a ran jad dao, ap arc e com o quadrado europeu os vaso primeiro cruz imo san da r espanhola de um mad ur a pr é dó, mad ur o, antigo, muito um prime iro mo m inglesa to espanhola pe rei quadrado europeu an uve em mao p ass ar r eve la do traço da inglesa se o r e to do pr é di ota al muito cão ac em teceu, ess espanhola andar espanhola, cruz r espanhola o vaso quadrado ua rr o, e stav maior de forte ac to a levi tar, di rig id do traço inglesa me para o primeiro ocal onda dao dea che ega r set ina h in serpente cruz ala ado o pan ni circulo, a gun a sm p esso as serpente ob rea p ria co rr iam, forte vaso gin indo de primeiro ser quadrado europeu inglesa cruz r eta anto e á me dida quadrado europeu de leme ap roxi ima ava ia circulo rec inglesa do, e ra do preto, com do primeiro da ar do primeira p o vaso co ass us cruz ad dor da te rata par ren te sis do orelhas pontiagudas a ps oto lo soto serpente, ou seja do elfo, o gedolf, circulo ave primeiro do circulo irc uk lo de dezembro do preto ce rr ado da foice do Pe primeiro vaso do, do macaco do pe prime rio do vaso dó da te rata pr ar rata quatro don te sis, ap roxi e mr id o traço da inglesa me de primeiro espanhola e cruz rav e i um dia primeiro ogo, per gun cruz ando do traço ingles do primeiro he see ra quadrado europeu e le quadrado europeu vinha com a sol vaso sao do para do xo, quadrado ual e ra muito cão me primeiro em bro agora e x cat am muito te, mase ra quadrado vaso primeiro quadrado europeu rc co isa dog ene ero,

Agora, escrevendo isto, vejo, masi umas relações que aparecem, o lugar é o mesmo do tal restaurante marisqueira ardida ali entre monsanto e a marginal, que pega na historia anterior, relacionada com alguém por sua vez trará relaçao com a morte do irmão do rei de espanha em portugal, em cascais, masi um vez, cascais,

Do grupo Agora, espanhola circulo r eve dn no is to do vejo, ma si uam das relações, musica dos tribuna si, quadrado europeu ap ar e cem, emo lu g ar é o me serpente mo dot al restaurante da marquesa mar vaso quadrado europeu espanhola ra ard dida id a ali inglesa cruz r e mons anto e primeira do am mar da gina do primeiro do quadrado da europeu pei da pega na energia do serpente do to ira ante rio rr quatro e la cio em ad do ac do om al gume por serpente da ua ave zorro da cruz rara a rá da relaçao, tribunal primeira kapa, com da primeira morte do irmão do rei de espanhola pe w mui to do homem da primeira em portu gal, em ca sc asi, ma do si maior vaso e zorro do ca ss serpente do Cais,


se o amor e a acção, o que falta para que ele se torne lei?

ele respondeu-me qualquer coisa do genero, falta um homem que assim o determine, disse-lhe, ou melhor perguntei-lhe se seria europeu , ele respondeu, tu paulinho? De repente realizei que ele sabia tudo sobre todos, quando ele se dirigia aa mim pelo meu próprio diminutivo, com que quase toda a gente me trata, percebi que ele sabia toda a minha vida, que conhecia minha alma, e os seus segredos mesmo melhor do que europeu, o seu tom ao proferir paulinho era duvidoso, como se sendo, ou melhor avisando nas entrelinhas das suas palavras , uam duvida, que igualmente dizia, mas perdeste-te , agora não sei, talvez mais a cristina sampaio, que era exactamente a pessoa que europeu estava a pensar, respondi-lhe que duvidava sem adiantar explicações, mas sabendo que esta minha opinião tinha que vr com os meus últimos encontros que com ela tinha tido, onde detectara algo não muito preciso, igual aquele que ele exprima em relação a mim mesmo... depois não sei o que se passou, lembro-me vagamente que ele duvidou igualmente dela e penso que então ele me pegou com a mao e caminha-mos para aquilo que me ficou desconhecido,


sap oo am o a pt to st lo ser pn te rea cristina coutinho sao, o quadrado europeu forte al tap do para quadrado europeu el espanhola se tor ne e lei foice Lui, el e r espanhola pond europeu do traço da inglesa me quadrado ual quadrado europeu roi isa do gene ero, forte al ta primeiro home quadrado europeu as simo det r inglesa mine, di ss e do traço ingles do primeiro he, o i um el hor per gun ti do traço ingles primeiro he se serpente e rai , ele r ep pond europeu, cruz vaso p au lim muito h o d foice De r ep inglesa te real iz xe ia quadrado europeu el e serpente ab ia cruz vaso dodo br e todos, quadrado ua ando el e se di rig ia aa mim p elo dez me vaso pro p rio di min mu it nono o, com quadrado europeu quadrado vaso ase toda a g inglesa te met rata, per rc e bi quadrado europeu e le serpente ab ia toda a min h a vi da, quadrado europeu circulo em he cia min h a alma, e os se us se g red os me serpente mo mel hor doque europeu, o serpente europeu tom ao pr e o r i rp au primeiro em h oe ra d vaso vaso ido soco mo se serpente inglesa dó o um el hor avi sand o ana serpente inglesa cruz r e li h as dd as serpente ua serpente pala vaso do ra serpente , uam d vaso vaso id a, w quadrado europeu igual m mente di onze iza, mas pede e rato do ponto da te da inglesa te do agora muito cão se i, cruz alve ma isa cristina sam p aio, quadrado europeu e ra e x cat am que mente a p esso a quadrado europeu e europeu e stav a ap inglesa sar, r espanhola pod dn ni sap do traço ingles do primeiro he quadrado europeu d vaso vaso id a se m ad diana ar e x p li caçoes, mas serpente abe inglesa do que e sta min h a o pi ni a o tinha quadrado europeu vr com os me us vaso primeiro cruz imo serpente inglesa circulo em cruz ro serpente que com el a tinha cruz id o, onda dec at ct tara a primeiro g em cão mui to pr 4 e circulo is o, igual a quadrado europeu leque el e e x pr emi a em relaçao a mim me serpente mo... d ep o is muito cão serpente e i o quadrado europeu se p ass o vaso, primeiro em br o do traço da inglesa me eva g ame mn te quadrado europeu el e di vi do vaso igual que mente del ee p inglesa serpente o quadrado europeu inglesa tao el e me pego vaso com da primeira do mao e caminha do traço ingles do mos para aqui lo quadrado europeu me fi co vaso de sc em he circulo id o,


circulo de oitenta e nove, agora aqui me apareceu ao isto escrever, com um outro evento na cabeça, que ainda hoje ecoava de novo numa foto, onde mostrava um dos maiores bandidos, que de novo estava ali na fila dos bandidos todos, a começar, pelo luis todo bom, que deve ser luis todo mau, o zeinal, do meo comando, que diz a sua publicidade, que sendo o meo, de cada um que o tem não deixa de ser o pretenso comando , dele, o comando das desgraçada, acrescente se pois a questão na india, tem a ver com a alteração masi uma vez, ou melhor a criação de um novo patch, que se sobrepôs as ultimas alterações do código da rede, que foram acordadas mundialmente hás uns mess espanhola largos atras, e feitas, como europeu próprio tinha dito da necessidade de o fazer, este acordar dos assassinos, que estavam em remoto, ou seja hipnotizados, se fez por um patch que foi criado, e a bestinha que está a gora frente da pt o saberá

circu lo de o it inglesa cruz a inglesa ove, Agora aqui me ap a rece vaso ao is to espanhola circulo r eve rc om um o vaso cruz ro eve inglesa to na cab eça, quadrado europeu a inda h oje e coa ava den ovo numa forte oto, onda mos cruz rava um do serpente mai sores ban di serpente o d, quadrado europeu de muito vo e stva al ina fi ila dos bandidos todos, a com eça rp elo dez do lu si do todo bom, quadrado europeu d eve ser lu is to dom au, o ze ina primeiro, do meo comando, quadrado europeu di iza serpente ua pub li ca dade, quadrado europeu serpente inglesa dó o meo, dec ada um quadrado europeu o cruz e m muito cão de ix ad e serpente ero pr e cruz inglesa serpente o comando , dele, o comando das de sg r aça sa crescentes do traço ingles do maçónico, ep o isa do isac europeu espanhola tao na india, te ama ave rc om a al te ra cap ma si uma ave zo vaso mel h ro ac ria sao de um muito ovo pat ch, quadrado europeu se serpente o e br ep os as vaso primeiro cruz ima serpente al te rc o espanhola do co di g o da rede, quadrado europeu forma ac roda serpente d ad as mu dial em muito te h ás uns nm esse serpente at ra ase feitas, circulo omo europeu pro p rio tinha dito da necessidade do deo do circulo do forte az e r, este ac o rda ar dos as sas sin os, quadrado europeu e stva am em r emo ot, o use sej hipo ni cruz za do serpente, se fez por do primeiro do pat circulo h quadrado europeu forte o e circulo riad oe a b espanhola cruz ina h quadrado europeu e stá agora fr inglesa te da pt o saberá

este zeinal, é representante dos ladroes, pois a pt ainda não me respondeu aos roubos que sempre me fizeram, e na foto de hoje sobre o evento que europeu vira na tv e achara estranhíssimo, lá estava o antigo pai deles todos, este home, o horta e costa está certamente relacionado com a morte do irmão do rei de espanha, e de muitas confusões e fora há tempos afastado da pt, agora de novo lá aparecia como a desvelar que mesmo afastada se mantém, figura tutelar dos bandidos mor da comunicações, o nono cardinal, cardeal do circulo de oitenta e nove, da caça, da calçada do cardeal

este ze ina primeiro, é r ep r sn cruz ante dos primeiro ad ro espanhola, p o isa pt a inda muito cão me r espanhola pond europeu ao serpente orubos dos roubos, quadrado europeu se mp reme fi ze ram, e na forte oto de h oje serpente ob reo eve inglesa to que europeu vaso ira na tv e ac hara espanhola cruz ra muito hi issimo, lá e stav o ant i g o pai del espanhola todos, este home, o horta e costa e stá ce rta mente r e la cio muito dao com da am orte do i r mao do rei de espanhola p anha, e de mui cruz as circulo em fusões e forte o ra h á te mp os a forte as cruz ado da pt, Agora de muito ovo lá ap arc cia com o a de serpente vela ar quadrado europeu me sm o a forte as cruz ada se man te m, figo ra cruz vaso tela ar dos bandidos mor da com única caçoes, em nono cardinal, car ina primeiro d circulo de oitenta inglesa ove,

o que fora estranhíssimo, nessa reuniao, era zeinal, a dizer, depois das minhas ultimas palavras neste livro da vida, que a partir de agora , era uma guerra pela sobrevivência , que assim se punha na realidade o patamar, o que era discurso secundado pelo quartel maior dos terroristas todos juntos que na sala estava, e cujas palavras desvelavam, muito mais, mas muito masi do que simples estratégia comercial, ou o que fosse do genero, pois era misto de pânico, de reunir a guarda, daí o miguel horta e costa ter aparecido de novo, no seguimento da palavra sobre os eventos de cascais e da ordem oto, com relaçao ao escutado na noite em que masi um helicóptero, sem luzes, se dirigia a figo maduro, ou seja levando alguém que apanhou um aviao em figo maduro, ou seja uma visita discreta que naquela noite se dera, associada a ordem espanhola, pois o escutado tinha vindo pelo rito espanhol

o quadrado europeu forte o ra e ts ra muito hi iss si omo, ne serpente sa reuniao, e ra o ze ina primeiro, a di ze r, d ep o is das min h as vaso primeiro cruz ima serpente pal vaso ra serpente nest eli vaso r da vida, quadrado europeu ap art tir de Agora , e ra uma guerra ep la serpente ob r e vaso nono inglesa cia , quadrado europeu as si m se p unha na r e la id ad e o pat am mar, o quadrado europeu ra di serpente curso sec un d dao p elo dez quadrado ua cruz rte primeiro maior dos cruz r e eri sta serpente todos j un to serpente quadrado europeu na serpente ala e tsa av, e circulo vaso j as pala vaso ra serpente de serpente vela ava vam, mui to mais, mas mui to masi doque do europeu do simples, morte do estampido, espanhola cruz rate g ia comercial, o vaso o quadrado europeu forte os sed o ge inglesa ro, p o is e ra mi serpente to de p ani co, de r europeu ni ra g ur ad a, da í o mi vaso g vaso el horta e costa te r a par e circulo id ode muito ovo, no se gui men to da pal vaso ra serpente ob reo serpente eve inglesa to sd e cas ca sie da ordem oto, com da relaçao ao e cut ado na no it e em quadrado europeu masi um heli cop e cruz reo, se ml vaso ze serpente, se di rig aa figo mad ur o, o use seja primeiro eva vaso ando al g europeu em quadrado europeu ap anho vaso primeiro avia o em figo mad ur o, o use seja uma vi isi sita di sc r te a quadrado europeu na quadrado europeu la no i te sed de ra, as soci ad aa ordem espanhola, p o is o espanhola ct it do tinha vaso indo p elo dez rito espanhol

e me subiu no entretanto, uma memória, dos anos oitenta, uma assinatura que ali no fórum picoas se manifestara, pois um rapaz, morrera num elevador que caíra na altura de um festival europeu de jovens criadores, que ali se realizara, ou seja, uma gravação foi feita, no ritz, e a morte desse rapaz na montagem da exposição da ouka lele, fora o dínamo em sangue para o ter feito, desvelando assim pelo local a assinatura da origem,. ou seja das cabeças que o mandaram, esta gente está ligada com o código que levou ao tsunami, estou seguro disto!

Circulo de oitenta e nove, nono quinto cardinal, ou nod o do quinto cardeal

em me serpente ub bi un o inglesa cruz r eta anto, uma me mor ia, dos anos oitenta, uma as sin tura quadrado europeu al ino forum picos se m ani forte espanhola tara, p o is um ra p az, mor r e ra num el a dor quadrado europeu ca ira na al ur ad e um forte espanhola cruz iva al europeu rop europeu de j ove inglesa serpente circulo ria dor ss, quadrado europeu al ise r e la i zara, o use seja, uma g r vaso acs sao forte o i forte e i cruz ano no ritz, e am orte de serpente se ra p az na mon tage em da e x p o siç sao da o uk al el é, forte o ra o dina amo em serpente ab bg do gato europeu para ot rato do feito e forte e it o, de serpente vela lan ando as si m p elo dez primeiro ocal a as sin a tura da ori ge m,. O use seja das cab eça serpente quadrado europeu o man da ram, e sta g inglesa te e stá li gada com o co di g o quadrado europeu primeiro evo ua o cruz us na ami, espanhola to vaso do seguro di serpente to!

Circulo de o it da anta inglesa ove, nono quin to ca r di ina al, ou nod o do quin to car deal

É me evidente agora, que este sonho , de um sequência de sonhos, sendo o segundo com a presença das Silvia cunha, ou seja das produções fictícias, e outro com a cristina coutinho e pedro rolo duarte, e um helicóptero, e uma criança com deficiência num braço, é tambem uma antevisão da queda das torres, e assim o sendo, este grupo, acima mencionado terá que estar tambem envolvido na queda delas, pelo código da net, sendo ainda que o livro aqui mencionado, neste primeiro sonho, o da flavia, fala exactamente do processo, a oitava, ou seja um frequência elevada dentro de outra, no mesmo carrier, transporte, esta é a chave técnica deste negro fazer, que diversas vezes foi feito no mundo

É me e vi dente do Agora, primeiro do quadrado europeu este son h ode um se quadrado un cia de serpente em h os, serpente inglesa dó o do segundo com da primeira da presença das i primeiro vaso ia da cunha, o use seja das por du ç o espanhola fit i ca se outro com da primeira da cristina coutinho e p e dr o r olo duarte, e um heli cop e cruz ro, e uma rin ç ac om d efe cie inglesa cia num br aço, é ta m b em uma ante da visao da quadrado europeu dada serpente torres, e as si mo serpente inglesa dó, este g rup o, ac ima men cio muito ado te rá quadrado europeu espanhola cruz ra cruz ema b em inglesa vo primeiro vaso ido na quadrado europeu da de primeiro as, p elo dez co di go da net, serpente inglesa dó a inda quadrado europeu o lo vaso ro aqui men cio muito ad, nest ep rime iro serpente em h o, o da forte al vaso ia, fala e x tamen te do pro circulo esso, a o it ava, o use seja um fr e quadrado vaso inglesa cia el eva ada den cruz rode o vaso cruz ra, no me serpente mo carrier, cruz ra sn porte, e sta é ac h ave técnica de st inglesa e g ro forte az e r, quadrado europeu di versas vaso e ze serpente forte o i fi e ton do circulo irc uk lo do mundo



Estrutura detectado, simbólica, a partir deste relato

Es cruz r vaso rta sd e ctt ado, serpente im bo lica p art tir de ste r e la to

Primeiro do Al g o quadrado europeu eve em dec ima por inglesa cruz rea serpente nuvens inglesa ns cor de fogo, pa ix ao

Se gun do o pa ni co nos o ur os vaso be r serpente usa min h a ap o r x ima sao, in te r esse do bra do rá do desejo, muito cão me pa rece Agora neste e x e r vaso cio de me mor io am vaso i to im porta muito to pan i co dos o vaso cruz rosa da leitura a p pao muito tap pra o rec em he cie mn to da min h a in di vi d ual id ad e,

T rec e iro S ub primeiro ina hd as do fogo, pa ix ao, in te r espanhola sw m desejo in di vi d ual id ad e,

Quarto do circulo maior do serpente us tio pela su ua forma quadrado europeu muito cão e ra serpente us to, os us to que muito cão o é, e ra

Quim to do circulo maior do pr ra do xo se o amo rea cc sao , o quadrado europeu forte al cruz a p para ele ser lei foice da te ren te sis prime i rda da leida da universal quadrado europeu r e greasse do circulo do cosmos o vaso bar do rá dé e circulo do mundo dos h ome ns bar do rá

Sex to S rei rua pr o cura dom europeu a spa serpente pap el spa no do mundo o um me primeiro hor a min h a ess inglesa cia

Set imo, ou serpente e x to, a tele pat ia + e se i mula cruz ne a e uni vaso r e serpente al inglesa cruz reel e quadrado europeu sea bia quadrado europeu me vaso e ra e europeu quadrado europeu serpente o ub r cok europeu el e p inglesa serpente ava quadrado vaso ando forte al lou na circulo r si cruz ina sam p aio

Cris ton asa sampaio o vaso circulo irs cruz ina pi muito to da foc cie Q europeu la o pap el , se i gn i fi cado da circulo r serpente vaso cruz ina sam p aio no son h oo forte ac to de ser mule h rato da foice por quadrado europeu e la inglesa cão europeu foice o vaso o d do is j un cruz os, o use seja o am ao r inglesa cruz re um home e uma mul her, condi sao para ser e li x zorro aro quadrado europeu forte al cruz a foice O am ot tor na rata d inglesa se lei foice Lei quadrado europeu ao ser el lei inglesa cruz re um h om em e uma mul her, cruz ra sn forma quadrado ual i tati iva me nete o am mundo e o amor, p roque sej á h o uve circulo em ce rte za amo ren cruz re h om inglesa se mul her espanhola

Será que todos os casos amorosos nao viveram ainda plenamente o amor? Então o que lhes terá faltado superar, parece-me sem o saber, sabendo-o que se trata da abdicação total do poder sobre o outro,

Ser quadrado europeu todo os casos am o roso na viver ma a inda p primeiro inglesa am que mente o amor foc cie En tao o quadrado europeu primeiro he serpente te rá fla cruz ado serpente up e ra rp ar rec x ce do traço da inglesa me quadrado se emo as be r , serpente abe dom do traço do ingles circulo que se cruz rata da ab bd cia sao cruz ota primeiro do p ode r serpente ob reo circulo duplo do ur

O amor particular e o amor universal, ( a conversa adiada com a maria flavia de monsaraz

O amo r p art i circulo ual reo am mor da universal, inglesa te rata par ren te sis a circulo em versa ad a id dao com da primeira da mar ia flavia de mons ar az

Duas coisas masi, o amor à sua oitava, e um lá e sua oitava, ou seja a frequência andara entre estas duas notas, e um mesmo será traçado na rede

Do as co isas ma sio amora serpente ua o it ava, e um primeiro á e serpente ua o it ava, o use seja a fr e quadrado vaso ingles maçónico cia anda ra inglesa cruz re e sta serpente du as muito ota serpente, e um me serpente m o se rá cruz r aça ado na red e

Na altura deste sonho, tinha europeu a cristina pinto, nos separados, um rapaz italiano tinha aparecido, o tal rapaz italiano, ou seja tambem isto foi preparado, como o sonho é antevisão da queda das torres, terá portanto ele relaçao com elas

Na al tura de st e serpente em ho, tinha europeu primeira da cris cruz ina pi muito ton os serpente epa ra ado serpente, um ra p az italiano tinha ap ar e circulo id o, o ta primeiro ra p az italiano, o use seja cruz am b em is to forte o i pr epa r ado, com oo serpente em ho é ante visão da queda das torres, te rá porta muito to el e relaçao, tribunal, com do el às

Curiosamente , tinha europeu o pedro elosegui subido a serralves, para conhecer a flavia que lá orava, numa sessão onde estava tambem o paulo do ia, e onde se deu por assim dizer na sala uma batalha simbólica, sobre o caminho, o da espiritualidade, ou o do materialismo

Cu rio sa sam que mente , cruz ina h europeu o ped ro elo dez se gui serpente ub bid id o a serra alves, para circulo em he ce ra for mula da avia quadrado europeu primeiro á o ra ava, nu ma serpente espanhola sao onda e stav a cruz am b emo paulo do ia, e onda se de up o ra ss em di ze rna do sala uma bata alha si m bolica, serpente ob reo da caminho, o da espanhola pi rit ual id ad e, o vaso o do mat e ria lis mo

Depois de escrever a id do leao, a que se acrescentou pela livraria, o dizer que seria o primeiro da europeu, quem me espia os escritos no computador, logo fez aparecer a face de helmut schimidt, como sendo um candidato a primeiro leao da europeu, e com o dizer salvo erro atribuído a um presidente americano que uma vez disse não quer viver num mundo onde ele não estivesse, no entretanto já raparei europeu a krups, que já faz de novo cafezinhos, minha amada, que tanto te oiço, a falar mna distancia de como sou belo, e coisas assim agradáveis de se ouvir, como por exemplo, é de se cair no chao, enfim, sem fim, espero eu que nos meus braços que sempre te seguram, ou melhor ainda no nosso eterno leito, cheio de friinhos à ainda tua ausência, porque não chegas e me bates à porta, eu te beijo e até te faço um cafezinho, se te agradar, claro está, se não beijo-te e beijo-te e beijo-te e por aí fora ao infinito e masi alem

D ep o is de espanhola circulo r vera id do leao, aqui da europeu se ac rec inglesa to up e la lo vaso rai ra, o di ze r quadrado europeu se ria o prime iro da europeu, quadrado europeu em me espanhola p i a os espanhola circulo rit son e com puta dor, primeiro ogo fez ap ar rece ra face de he primeiro mu cruz sc him id dt cruz, com o serpente inglesa dó um can dida to a prime iro e primeiro ao da europeu, e com o di ze r serpente primeiro avo e rr o at rib vaso id o a um pr espanhola id dente am e rc cia ian ano quadrado europeu uma ave zorro di serpente se muito cão quadrado europeu r viver nu um mundo onda el inglesa cão est nono ess inglesa o inglesa cruz r eta muito to j á rp a rei europeu a k r ups, quadrado europeu j á forte az de muito vo kafka zorro in h os, min h a am ad a, quadrado europeu cruz ant o te o i coa forte al ar mna di stan cia de circulo omo serpente o vaso b elo dez, e co ia sas si em a g rada ave is de se o vaso vi rc omo por e x e mp lo, é de sec air no chao, inglesa fi maior, serpente inglesa maior fi em, espanhola p ero europeu quadrado europeu nos me us br aços quadrado europeu se mp r e te se g ur am, o vaso mel hor a inda no muito osso e cruz r eno lei iro, che i ode fr rio muito h o sa a inda cruz ua au serpente inglesa cia, por quadrado europeu muito cão ch ega serpente e me bat espanhola à pi rta, europeu te e bi jo e eta te forte aço um ca forte é zorro in h o, se cruz e a g rada ar, claro e stá, se muito cão bei jo do traço do y ee bei jo do traço da inglesa te e bei jo do cruz y r aço da inglesa te e por aí forte o ra ao in fi ni to ema si al em

.....